P. 1
SUSTENTABILIDADE E DESENVOLVIMENTO LOCAL: ESTUDO DE PROJETO NA FORMAÇÃO DA ECOVILA VIVER SIMPLES EM ITAMONTE-MG.

SUSTENTABILIDADE E DESENVOLVIMENTO LOCAL: ESTUDO DE PROJETO NA FORMAÇÃO DA ECOVILA VIVER SIMPLES EM ITAMONTE-MG.

|Views: 4.304|Likes:
Publicado porglobalrevolution

More info:

Published by: globalrevolution on Aug 30, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/08/2013

pdf

text

original

O projeto executivo da Ecovila Viver Simples contempla estratégias para o

abastecimento de água potável, possibilidades e capacidades ligadas ao uso de águas pluviais,

biossistemas de tratamento de águas cinzas e possibilidades de reuso, além do tratamento de

águas negras.

O ciclo de uso das águas possui infra-estrutura baseada em engenharia

ecológica, que inicia-se com a forma de captação, armazenamento e reuso racional de águas e

nutrientes, a partir das fontes até seu tratamento por sistemas naturais.

117

Abastecimento de água nas residências: Os dois riachos que cortam o assentamento

trazem vantagens e conforto no abastecimento de água potável para as unidades, visto que a

vazão média de 22,5 litros por segundo representa abundância ao suprimento de água

consumida pelos membros da ecovila e visitantes. Ainda que exista esse privilégio, sabe-se

pelos moradores da região que nos últimos 10 anos a oferta de água nos córregos vem

diminuindo paulatinamente. Nos períodos de diminuição de chuvas, entre abril e outubro, a

vazão dos rios chega a metade da capacidade média informada, comprometendo o consumo e

a geração de energia hidrelétrica pretendida.

A proposta foi utilizar um mecanismo de captação e armazenamento de água das

chuvas, que vem popularizando-se em algumas localidades, devido a simplicidade da sua

construção. A coleta da água da chuva ocorre a partir de calhas instaladas nos beirais dos

Figura 33 – Ciclo do uso e tratamento da água
Fonte: Jorge, M.Aurelio, 2008

118

telhados e conduzidos para uma caixa d’água construída com adobe, mesmo material

empregado nas residências.

Sistema de tratamento ecológico de esgoto – águas cinzas e negras 37

: No tocante ao

saneamento, optou-se por utilizar a idéia de banheiros secos para tratamento dos dejetos

humanos, pela possibilidade de transformar esse material em adubo orgânico, utilizável nas

culturas agrícolas permaculturais do assentamento. A transformação ocorre através da

compostagem, cujo processo bioquímico converte os dejetos em composto orgânico pela ação

de microorganismos. A nomeclatura utilizada “banheiro seco” se justifica pela ausência de

água no processo, o que reduz o risco de misturá-la com água potável, e gerar uma enorme

quantidade de esgoto que muitas vezes polui as fontes locais.

Quanto ao reaproveitamento da água cinza, utilizou-se a idéia de banhados artificiais

ou sistemas de zonas de raízes, através da construção de áreas artificiais, com presença de

plantas aquáticas em substrato, sendo que na ecovila optou-se pela utilização de cascalho,

onde de forma natural e em condições adequadas, os microorganismos presentes nas raízes

das plantas atuam sobre as águas servidas, por meio de processos físico-químicos e

biológicos. Esses projetos devem iniciar sua execução a partir do término do período de

37

Águas cinza e negras - A água cinzenta ou água cinza é a água que foi utilizada em máquina de lavar, pia,
banheira ou chuveiro. A chamada água negra é a usado em vasos sanitários ou que contém algum tipo de
coliforme fecal.

Figura 35 – Banheiros secos
Fonte: Consultoria Meninos
da Terra, 2007

Figura 34 – Caixa d’água para armazenamento
da chuva.
Fonte: Consultoria Meninos da Terra, 2007

119

chuva, ou seja, a partir de abril e tão logo esteja terminada a construção das unidades

residenciais.

East (2002) ressalta a importância do emprego de métodos de conservação da água

utilizados nas ecovilas, que incluem captação e uso de água da chuva, reutilização da água

cinzenta, redução do consumo doméstico, uso limitado de produtos de limpeza, jardinagem

natural e não-tóxica e, manutenção constante dos encanamentos para prevenir vazamentos. O

uso de princípios ecológicos de tratamento de esgotos usados na Ecovila Viver Simples

através da construção de sistemas de zonas de raízes em conjunto com vasos sanitários secos,

e captação e reutilização de água da chuva e de águas cinzentas, de forma integrada, conforme

sistema demonstrado na figura 33, indica o alcance das prerrogativas de projeto, que

pretendiam manter a qualidade da água que sai da Ecovila, no mesmo nível, ou melhor, da

que entra.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->