P. 1
Cantar a Vida Sempre

Cantar a Vida Sempre

|Views: 7.594|Likes:

More info:

Published by: Jeferson Gonçalves Pedrochi on Aug 31, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/01/2013

pdf

text

original

Sections

C a n t a r
a
V i d a
S e m p r e

Ficha técnica

Digitação: Ana Maria Nunes, Bruno Mourão Barros, Cláudia de Souza da Silva,
Leila Pinheiro Alves, Irmão Nelson Rabuske,
Irmão Paulo Petry, Irmão Roque do Carmo Amorim Neto.

Editoração: Irmão Paulo Petry, fsc

Cantar à Vida Sempre

2

Apresentação

Cantar à Vida Sempre é uma coletânea de cantos diversos, sem fins comerciais. Portanto
não é vendido. Quer ser um instrumento útil para animar nossas novenas vocacionais,
nossos momentos de oração comunitária, as liturgias, os encontros fraternos, as
reuniões, os momentos de descontração e outras reuniões informais.

Em primeiro lugar o índice alfabético de todos os cantos.

Em segundo lugar separamos alguns cantos por temas como segue: cantos vocacionais
e entrada da missa; ato penitencial; glória; cantos de meditação, salmos e outros textos
bíblicos; aclamação ao evangelho; credo; oferendas; sanctus; Pater noster; paz; Agnus
Dei; comunhão; final da missa, enviados para a missão.

Terceiro destacamos os tempos litúrgicos: advento; natal;
quaresma; páscoa; pentecostes.

A seguir temos cantos para diversos momentos de prece, meditação e animação da
oração e de outros encontros comunitários. Temos aqui cantos de diversos autores como
Pe. Zezinho, Pe. Joãozinho, Pe. Jorge Trevisol, Pe. Pepê, Irmã Míria Kolling, Zé Vicente,
Zé Martins, José A. Santana, Antônio Cardoso, Fábio Melo, Pe. Loacir,
além de outros CD’s. Esta parte do livro foi pensada especialmente para as comunidades
onde a animação musical das orações e liturgias é mais difícil. O livro traz o nome do
CD onde as músicas são encontradas, é só adquirir estes CD’s nas Paulinas ou outra
loja, ouvi-los e acompanhá-los na ocasião apropriada.

Seguem-se os cantos lassalistas, alguns dedicados a outros santos, ladainhas
e vários voltados à Nossa Senhora.

Depois vem cantos de animação e alguns infantis,
seguidos de uma parte internacional.

Finalmente, na última parte deste livro temos:
MPB, cantos populares, regionais e clássicos nacionais.

Possamos aproveitar bem este instrumento preparado com
muito esmero e dedicação para auxiliar-nos em nosso cresci-
mento espiritual e fraterno.

Irmão Paulo Petry, fsc

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

3

Índice alfabético dos Cantos

1061. Alla madona di Czestochowa
0471. Alô, meu Deus
0861. À mãe Maria
0714. Amanhecer
0472. Amar como Jesus amou
0609. Amar e rezar
0565. Amare solo te
0949. Ame de lá
0455. A melhor oração é amar
0304. América Latina
0955. Amigo
0954. Amigos para sempre
0672. À minha maneira - Comme d’habitude
- My way
0156. A minha paz na sua paz
0951. Amizade não se compra
0950. Amizade sempre existirá
0423. A montanha
0525. Amor imenso
0858. Amor, partilha e paz
0373. A morrer crucificado
0564. Amor universal
1226. Andar com fé
0403. Ando com Cristo
0885. Ângelus
0546. Anjo de Deus - Êxodo 23,20-23
0391. A nós descei, divina luz!
0179. A nossa oferta
0684. A nossa vida
0967. Antes das refeições
1196. Anunciação
0703. Ao príncipe da paz
0129. Ao Senhor dos senhores - Sl 136
0623. Aos tristes e infelizes
0892. A padroeira
0147. A palavra de Deus
0148. A palavra de Deus é a verdade
- Sl 18,8.9
0111. A palavra de Deus é um grito
0492. A partilha
0636. A paz esteja contigo
0312. A pirâmide
0968. Após as refeições
0663. Aprendiz de peregrino
0178. Apresentação das oferendas
1206. Aquarela
1082. Aquarela brasileira
1142. Asa Branca
1090. As andorinhas

Número e canção

0328. A arca de Noé
1213. A banda
0974. A barca de Jesus
0747. Abraão começou a estrada
0720. Abraços
0969. Abre a janela, meu bem
0046. Abre, Senhor, os meus lábios
0528. «Abri as portas ao redentor!»
0737. A busca
0985. A casa
0447. A certeza que vive em mim
0675. Aconchego
1204. A correnteza
0354. Adeste fidelis
1159. Adeus Mariana
1103. Adeus solidão
1134. Admirável gado novo
1060. Adoramus te Domine
0136. A escritura dos dois testamentos
0500. A eucaristia faz a Igreja
0844. A fé está no pé
0590. A festa do povo
0589. A festa e o balanço
0350. A flor anunciada
0540. A força da eucaristia
- 1Rs 19,4-8; Jo 6,41-51

1016. Agnus Dei
0008. Ai de mim
1121. Ainda ontem chorei de saudade
1239. Alagados
1129. Alecrim
0548. Alegrai-vos em Deus - 1Tes 5,16;
Fil 3,1; Sl 2; Zac 3,9; Sof 3,16-18.
0429. Alegrai-vos sempre
0533. Alegres em prece
0043. Alegres vamos
1224. Alegria, alegria
0843. Alegria e paz
0138. Aleluia, aleluia, aleluia!
0519. Aleluia! Aleluia! Aleluia!
0491. Aleluia! Bem-aventurado
0140. Aleluia, cantamos vibrando
0498. Aleluia, ponho-me a ouvir
0139. Aleluia, rendei graças
0484. Aleluia! Vamos, irmãos!
1036. Aleluya
0442. Alguém no céu

Cantar à Vida Sempre

4

0417. À Santíssima Trindade
1176. A saudade que ficou
0890. À Senhora de Aparecida
1180. As pastorinhas
0186. As pedras da nossa estrada
0753. As pedras falarão
1183. As rosas não falam
0520. As sementes que me deste
1094. Assum Preto
0670. Até o fim dos meus dias
0123. A ti convém o louvor - Salmo 65/64
0487. A ti meu Deus - Salmo 25
0884. A ti, ó grande santo
0994. Atirei um pau no gato
0119. Ausência - Sl 41
0717. Ave de muito longe
0903. Ave Maria
0904. Ave Maria dos oprimidos
0741. Ave Maria morena
1181. Ave Maria no Morro
0694. A verdade vos libertará
1155. Ave sonora
0536. A vida é missão
0446. A vida, pra quem acredita
0310. A voz do povo
0296. Axé
1001B. Ay Jalisco no te rajes!
0299. Baião das comunidades
0458. Balada por um reino
1169. Balaio
0325. Bambambã em Canaã
1195. Bandeira do Divino
1210. Bandolins
0782. Banquete da vida
1167. Barbaridade
0007. Barco esquecido
0440. Basta ouvir seu coração
0422. Basta que me toques, Senhor
0316. Belo pra mim
0155. Bem feliz é o manso e o pobre
0963. Bem-vindo
0841. Bem vindo, irmão
0965. Bem-vindo olê-lê
0263. Bendigamos ao Senhor
0145. Bendita, bendita
0374. Bendita e louvada seja
0300. Bendito dos romeiros da terra
0193. Bendito és Tu, o Deus criador
0752. Bendito seja Deus!
0059. Bendito seja, seja o Senhor
0410. Boa noite
0687. Boa noite
0412. Boa noite, meu Pai

0836. Bom-dia
0962. Bom dia amigo
0407. Bom dia, meu amigo
1240. Brasil
1084. Brasileira
0611. Brigar com Deus
0159. Buscai primeiro
0845. Buscando o infinito
1110. Cabecinha no ombro
1220. Caçador de mim
1211. Cada irmão - Raças e credos
0544. Cada vez que eu me lembro
- Fl 1,3-14; 1Cor 9,16-27

0612. Cadência
1219. Cálix Bento
0495. Caminhando com Maria
0246. Caminhando vai
0430. Caminhar, sorrir e cantar
0018. Caminheiro
0800. Caminho e luz
0017. Caminhos e jornadas - Jo, 14,6
0775. Cananéia
0428. Canção da alegria
1215. Canção da América
0332. Canção da chegada
0898. Canção de Maria
0698. Canção do amor talvez
0527. Canção do devoto
0327. Canção do Espírito
0473. Canção dos imperfeitos
0621. Canção em fé maior
0459. Canção para meu Deus
1212. Canción por la unidad
latino americana
0689. Canta, Francisco
0692. Cantai ao Senhor
0971. Canta meninada
0056. Cantar a beleza da vida
0547. Cantarei para sempre
o amor de Javé - Salmo 88;117
0289. Cante a esperança
0763. Cantem ao Senhor
0366. Cantemos a Jesus sacramentado
0483. Cantemos ao Senhor
0100. Cântico das criaturas
1029. Cantico de Daniel - Dn 3,57-88
0750. Cântico evangélico
0803. Cantiga de esperança
0631. Cantiga franciscana
0751. Cantiga mariana
0615. Cantiga por vovó
0993. Cantigas de penas
1149. Canto alegretense

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

5

0097. Canto da criação
0380. Canto da vitória
0868. Canto de doação
0707. Canto de paz
0307. Canto dos mártires da terra
0084. Canto dos três jovens
0608. Cantor religioso
1066. Canzone blu
1178. Carinhoso
1088. Casinha branca
1153. Castelhana
1208. Catedral - Cathedral Song
0314. Celebração da vida
0251. Celebrando o clamor de um povo
0313. Celebrar a vida
0598. Certas coisas pra dizer
0294. Certeza
0563. Certezza
1152. Céu, sol, sul, terra e cor
1100. Chalana
1067. Che angelo sei
0230. Chegou a hora
0153. Chegou a hora da alegria
1111. Chico Mineiro
1165. Chimarrão
1166. Chimarrão com água quente
1096. Chitãozinho e chororó
0959. Chuva no telhado
0835. Ciclo vital
0462. Cidadão do infinito
1140. Cidade maravilhosa
0742. Clamor latino
0735. Coisas do coração
0184. Com a fé e a esperança
0045. Com a Igreja subiremos
0240. Com amor eterno eu te amei
0015. Com amor me chamou
0331. Com Deus eu me deito
0580. Comece
0236. Comendo deste pão
0933. Com minha mãe estarei
0256. Como posso me calar
0575. Como posso não seguir?
0122. Como são belos
1201. Como uma onda no mar
0760. Comunicador de Deus
0953. Conhecer um amigo
0729. Conheço um coração
0221. Consagração
0906. Consagração à Nossa Senhora
0031. Consagração à Trindade
0557. Contempla o amor de Deus
0541. Contigo, Senhor! - Salmo 26

0640. Continua, Senhor
0068. Contrição
0050. Conversão, justiça,
comunhão e alegria
0069. Converte meu coração
0577. Convite
0318. Coração
1083. Coração brasileiro
0297. Coração de estudante
0287. Coração livre
1125. Coração sertanejo
0578. Coragem, Ele te chama
0233. Cordeiro de Deus
0234. Cordeiro de Deus
0509. Cordeiro de Deus
1041. Cordero de Dios
1026. Cordero de Dios
0335. Cores da vida
1099. Couro de boi
1234. Cowboy fora da lei
0507. Creio
0160. Creio em ti, Senhor
0384. Creio num mundo novo
0162. Creio, Senhor, mas aumentai minha fé
0163. Creio, Senhor, que és Deus
0356. Cristãos, vinde todos
0406. Cristo é a felicidade
0058. Cristo é o dom do Pai
1042. Cristo invita - Comunión
0006. Cristo nos chama
0399. Cristo ontem,hoje e sempre-Cl 1,12-20
1037. Cristo, oyenos
0512. Cristo ressurgido
0375. Cristo vence
0378. Cristo vive em mim - Gál 20
0817. Cura interior
0344. Da cepa brotou a rama - Is 11
0889. Dai-nos a bênção
0659. Dá-me de beber
0934. Dá-nos a bênção
0025. Dá-nos um coração
0637. Daqui do meu lugar
1222. Debaixo dos caracóis dos seus cabelos
0284. De colores
0453. Deixa a luz do céu entrar
0285. Deixa-me ser jovem
0630. Deixa o rio correr
0009. Deixa-te modelar!
0664. De mala e cuia
1128. De papo pro ar............................328
0826. Descer da cruz
0591. Descer no profundo
1122. Desculpe, mas eu vou chorar

Cantar à Vida Sempre

6

1154. Desgarrados
0952. Despertar
0033. De ti, ó meu Senhor e Deus
0840. Deus amigo
0555. Deus, amor infinito
0765. Deus-conosco
0367. Deus de amor
0104. Deus é bom
0164. Deus é Pai
0562. Deus é Pai providente
0416. Deus eterno
0976. Deus gosta de mim
0264. Deus seja louvado no pão partilhado
0514. Deus vivo e vencedor
1198. De volta pro aconchego
1076. Die Gedanken sind frei
0443. Diga sim à paz
0554. Dimmi, chi sei tu
1086. Disparada
0461. Distração
0601. Divina fonte
0781. Divindades africanas
0530. Diz o presépio
1164. Doce amargo do amor
0693. Doce é sentir
0037. Dom da vida, ó Pai
0005. Do meio do povo
0796. Dominus
0647. Doze bandas
0651. Duas estrelas
0479. É a gente que louva o Senhor
0550. É assim que Deus existe
0244. É bom estarmos juntos
0229. É bonita demais
0127. Ecce quam bonum - Salmo 132
0154. É como a chuva
0852. Educação e perdão
0853. É festa pra Deus
0877. Ei, La Salle
0336. É impossível
1072. Eine Liebe reicht führ Zwei
0816. Eis-me aqui
0501. Eis-me aqui, Senhor
0361. Eis o tempo de conversão - 2Cor 6,2
1028. El alzar de mis manos - Sl 140
0945. Elas estão chegando
0225. Ele assumiu nossas dores
0432. Ele é o A e o Z
0431. Ele tem o mundo em suas mãos
0222. Elevação
1049. El humahuaqueño
0822. Elohim (Deus)
1027. El pan que compartimos

0434. Emanuel
0157. Em cada homem novo
0709. Em cada olhar uma esperança
0128. Em coro a Deus louvemos - cf Sl 135
0001. Em nome do Pai
0815. Em tua presença
0916. Ensina o teu povo a rezar
0125. Entoai ao Senhor novo canto - Sl 97
1038. En torno a tu mesa - Ofertorio
0320. Entrego a minha vida
0340. Envia a tua palavra
0390. Envia teu Espírito, Senhor - Sl 103
0203. É o momento
0572. É o Senhor que chama
0252. É preciso a gente sofrer
0847. É preciso coração
0444. É preciso dar
0181. É prova de amor
0875. Eras jovem como eu
0878. Era uma vez...
João Batista de La Salle
1132. Era um garoto
1078. Erika
0474. És água viva
0214. É santo meu Deus
0002. Escutei teu chamado
0133. Escutemos, hoje e sempre
0897. És, Maria, mui feliz
1231. Esmola
1200. Espanhola
0489. Esperança - Sl 111
1145. Esperando na janela
1127. Espinheira
0571. Espírito de Deus
0389. Espírito de Deus, enviai dos céus
1158. Esquilador
1131. Está chegando a hora
0409. Esta manhã, Senhor
0239. Está posta a mesa
0511. Este é o dia - Sl 117/118
0199. Este pranto em minhas mãos
- Lc 15,11-24
0047. Estes lábios meus - Salmo 95
0818. Estou a porta e peço entrada
0658. Estou aprendendo a orar
0656. Estou de volta
0470. Estou pensando em Deus
1120. Estrada da Vida
0872. Estrela lassalista
0866. E teu sonho nos contagiou
0048. E todos repartiam o pão
1118. Eu, a viola e Deus
0426. Eu bendirei ao Senhor

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

7

0080. Eu canto a alegria, Senhor
0574. Eu, chamado
0161. Eu creio
0262. Eu creio em ti, Senhor
0566. Eu creio na semente
0992. Eu danço rock
0096. Eu louvarei
0645. Eu não sou digno
0984. Eu perdi o dó
0701. Eu preciso de você
0288. Eu quero acreditar
0359. Eu quero ver
0095. Eu quero viver
0245. Eu quis comer esta ceia
- Lc 22,15; Mt 26,26
0614. Eu sigo a luz
0802. Eu sigo o amor
0309. Eu só peço a Deus
0118. Eu só tentava - Salmo 31
0977. Eu sou a ovelhinha
0014. Eu sou chamado
1151. Eu sou do sul
0482. Eu sou o caminho - Salmo 118
1081. Eu te amo, meu Brasil
0132. Eu te exaltarei - Salmo 147
0476. Eu tenho paz como um rio
0978. Eu tenho um amigo
0198. Eu te ofereço o meu viver
0227. Eu te saúdo, meu irmão
0543. Eu te seguirei -Mt 8,18-22;Jo 31,15-23
0291. Eu vim de longe2
0144. Eu vim para escutar
0369. Eu vim para que todos
tenham vida - CF 1974
0669. Eu vim te encontrar
0370. Eu vos dou um novo mandamento
- Jo 13,34; Sl 119/118,1
0552. Evangelhos vivos
0560. Evangelios vivientes
0768. Evangelizar
0616. Exéquias
0457. Faço novas todas as coisas
0485. Fala-me da vida
0135. Fala, Senhor, teus amigos escutam
0676. Família é dom de partilha
0469. Famílias do Brasil
1182. Fascinação
0798. Fazendo comunidade
0758. Fé, esperança e caridade
1172. Felicidade
0330. Feliz cidade
0983. Feliz criançada
0604. Felizes e simples

0277. Feliz o homem que ama
0278. Feliz o homem que crê
0383. Festa da ressurreição
0641. Festa no céu
0385. Fica conosco Senhor - Lc 240
0235. Fila
1179. Flor amorosa
0584. Foi desejando te amar
0824. Foi Deus
0624. Foi em nome de Jesus
0873. Foi La Salle
0746. Força criadora
0266. Força de paz
0810. Força do amor
0265. Força e paz
0599. Força incontida
0919. Foste escolhida, Maria
0597. Fragilidade
0776. Frutos do trabalho
0988. Fui ao mercado
0989. Fui morar
0990. Fui no Itororó
0715. Gaivota
1163. Gaúcho de Passo Fundo
0052. Gente da esperança - CF 2000
1187. Gente humilde
0561. Giovanni dei poveri
1232. Gîtâ
0090. Glória
0505. Glória
1034. Gloria
0088. Glória a Deus na imensidão
0089. Glória a Deus no mais alto dos céus
0087. Glória a Deus nos céus
0083. Glória a Deus Trindade
1020. Gloria a Dios en el cielo
0094. Glória ao Pai, dos homens
0092. Glória do povo
0093. Glória dos libertados
0085. Glória e louvor
0091. Glória, glória, aleluia
0506. Glória, glória, glória aleluia!
1056. Gloria in excelis Deo
0353. Glória nas alturas
1017. Go out and tell
1012. Gospel acclamation
0730. Gota
0201. Graça e paz
0888. Graças demos à Senhora
0419. Graças dou por esta vida
0537. Graças, Senhor! - Sl 103 e 102
1147. Gralha azul
0738. Grava-me

Cantar à Vida Sempre

8

1015. Great amen
1048. Guantanamera
0792. Guaranis
1156. Guri
1021. Gustad y ved
1075. Guten Abend, gute Nacht
1035. Habla, Señor
1073. Haidschi bumbaidschi
0477. Hei, amigo
1046. Hermano de los pobres
0531. Hino a Nossa Senhora de Guadalupe
0062. Hino ao amor - 1Cor 13,4-7
0526. Hino ao bom Jesus
0063. Hino do amor - 1Cor 13
0279. Hinos de amor
0944. História de Maria
0478. História de trigo e uva
0464. História de um pedregulho
0205. Hoje andei pela rua
0086. Honra, glória, poder e louvor
1148. Horizontes
0217. Hosana ao rei
0216. Hosana, hei
0158. Ide pelo mundo
0661. Iguais
0556. Igual que vos
0617. Ilumina, ilumina
0924. Imaculada, Maria do povo
1109. Índia
1119. Índio do Uruguai
0338. Indo e vindo
0696. Inspiração
1214. Iolanda
0695. Irmão sol
0386. Já ressuscitou
1008. Jesus Christ, you are my life
0405. Jesus Cristo
0400. Jesus Cristo é o Senhor
0258. Jesus Cristo está realmente
0460. Jesus Cristo me deixou inquieto
0791. Jesus Cristo, meu irmão
0980. Jesus Cristo não vai passar
0769. Jesus Cristo, pão da vida
0142. Jesus Cristo, vem falar - CF 92
0595. Jesus é vida
0387. Jesus ressuscitou dos mortos
0358. Jingle bells
0881. João Batista
1095. João de Barro
0774. Joio e trigo
0587. Jovem latino-americano
1010. Jubilate Deo
1055. Jubilate Deo (mantra)

0044. Juntos como irmãos
0290. Juventude
0876. Juventude lassalista
1186. Juventude transviada
0999. Kalapalo
0998. Kalapalo conta um
1077. Kein schöner Land
1074. Kommt ein Vogerl geflogen
1011. Kyrie
0646. Ladainha das criaturas
0748. Ladainha dos Santos
da América Latina
0777. Ladainha nordestina
1044. La Guadalupana
0337. Lâmpada para os meus pés
0558. Lá onde ninguém vai
0348. Lapinha na mata
0869. La Salle, arauto educador
0864. La Salle jovem
0871. Lassalistas, entoemos
1059. La ténèbre
1057. Laudate omnes gentes
1223. Leãozinho
0678. Lembranças dos meus pais
0413. Lenta e calma sobre a terra
1114. Leva eu, saudade
0302. Liberdade
0819. Lição de amor
1079. Lieb Heimatland, ade
1004. Light of the world
1003. Light of the world
- International version

1001. Lili
1106. Linda, meu bem
0912. Litania dos empobrecidos
0570. Livres para amar
1031. Llenos de ti, Señor
1071. Lob und dank
0718. Longe e perto
0101. Louvado seja
0102. Louvado seja meu Senhor
0103. Louvado seja meu Senhor
0770. Louvai a Javé
0099. Louvai, Deus
0935. Louvando Maria
0098. Louvo a Deus
1209. Lua e flor
1113. Luar do sertão
1065. Lucia
1005. Lumière du monde
0846. Luta fecunda
0783. Luz
0435. Luz do mundo

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

9

0602. Luzes e sombras
1139. Madalena
0739. Mãe
0778. Mãe África
0891. Mãe do céu morena
0908. Mãe peregrina
0932. Mãezinha do céu
1058. Magnificat
0539. Magnificat - Lucas 1,46-55
0901. Magnificat, Magnificat
0411. Mais outro dia findou
0445. Mais perto de Deus
0295. Mais uma vez
1162. Mala de garupa
1002. Malo, Malo
0585. Mandou me chamar
0516. Manhã de luz
0204. Mãos abertas
0725. Maravilha que o tempo escreveu
0424. Maravilhas do bom Deus
0705. Maravilhoso olhar
0927. Maria, bendita Maria
0902. Maria, cheia de graça
0523. Maria da confiança
0914. Maria da libertação
1000. Maria da Paz
0921. Maria de minha infância
0922. Maria de Nazaré
0923. Maria em minha vida
0913. Maria libertadora
1043. María, madre de la luz
0925. Maria mãe da paz
0910. Maria, mãe dos caminhantes
1218. Maria, Maria
0734. Maria, minha mãe
0997. Mariana conta um
0685. Maria, ó mãe cheia de graça
0780. Maria romeira
0940. Maria, vós sois aurora
1177. Medley Brazil
0613. Me fez feliz
1014. Memorial acclamation B/II
1130. Menina
0787. Menina de luz
1097. Menino da porteira
0704. Meninos do mundo
0468. Menores abandonados
0042. Mensageiro do Senhor
1068. Mérica
0576. Mestre, onde moras?
0439. Meu amigo
0207. Meu coração é para ti
1207. Meu bem querer

0712. Meu Deus, como és grande! - Salmo 8
0321. Meu Deus e meu tudo
0076. Meu Deus te peço perdão
1192. Meu erro
0109. Meu espírito está
0995. Meu galo
0848. Meu grito
0723. Meu limite
0807. Meu mundo
1085. Meu país
0529. Meu pão, minha vida!
1108. Meu primeiro amor - Lejania
0766. Meu Senhor
0187. Meu Senhor e mestre
0425. Meu Senhor e meu Deus
0996. Meu tracajá
1001A. México Lindo
0441. Minha alegria
0192. Minha vida tem sentido
0811. Milagre de amor
1054. Misericordias domini
0813. Missão de profeta
0329. Missão de todos nós
0859. Missão Partilhada
0666. Missionário aprendiz
0315. Mistérios
0603. Mistério sem fim
1107. Mocinhas da cidade
1160. Mocinho aventureiro
0726. Molduras
0303. Momento novo
0064. Monte Castelo
1146. Morango do Nordeste
0851. Mostrando a direção
0481. Muito mais que pão
0499. Muitos grãos de trigo
1141. Mulher rendeira
0833. Mundão de gente
0849. Mundo novo
0788. My pray
0674. Na casa do Pai
0326. Na cova dos leões
1006. Nada es imposible para ti
1052. Nada te turbe
0975. Na escola de Jesus
0535. Na festa da vida!
0250. Na mesa sagrada
1124. Não aprendi dizer adeus
1229. Não chore mais
0241. Não mais sucederá
0681. Não perca a esperança
0188. Não se deve dizer
0654. Não sei dizer amém

Cantar à Vida Sempre

10

1173. Naquela mesa
0450. Nas asas da fé
0351. Nasceu a flor formosa - Is 11,1-2
0357. Nasceu Jesus
0334. Nas horas de Deus
0022. Nas ruas vou procurar
0345. Natal é conversão
0346. Natal é vida que nasce
0771. Natal na comunidade
0719. Na tua direção
0365. Na última ceia
0620. Navegarei
1136. Nego Nagô
0683. Nem a vida, nem a morte
0168. Nesta mesa, a mais querida
0936. Neste dia, ó Maria
0183. Neste pão
0454. Ninguém te ama como Eu
0605. Noite escura da alma
0349. Noite feliz
0832. No princípio
0143. No princípio era a palavra
1089. No rancho fundo
1217. Nos bailes da vida
0728. Nos campos do mundo
0081. Nós cantamos aleluia
0524. Nós estamos aqui reunidos
0814. Nos olhos da criança
0238. Nós queremos ser teu povo
0653. Nossa prece - The prayer
0894. Nossa Senhora
0860. Nossa Senhora da Estrela
0886. Nossa Senhora da Estrela
0917. Nossa Senhora do amém
0909. Nossa Senhora do caminho
0121. Nosso Deus é nossa força - Sl 46/45
0030. Nossos passos
0538. Nossos passos, Senhor
0167. Nossos sonhos, clamores - CF 1999
0937. Nós vos saudamos
1033. No te has fijado en mi culpa
0171. No teu altar, Senhor
0272. Nova aurora
0463. Nova geração
0280. Novamente nos unimos
0827. Novo mandamento
0510. Novo sol
0060. Numa terra distante
0958. Num mundo cheio de ódio
1171. Nuvem passageira
0371. O amor
0553. O amor do Pai
0823. O amor é mais

0947. O amor mais puro
0124. O amor sempre me acompanha-Sl91/90
0588. O amor tem seu lugar
0948. Obrigado, mamãe
0842. Obrigado, mamãe
0420. Obrigado, Senhor
0756. Obrigado, Senhor
0900. O canto de Maria do povo
1216. O cio da terra
0644. Ó cordeiro de Deus
0973. O direito de ser criança
0023. Ó divino coração
0518. O Espírito de Deus - Salmo 103
0319. O Espírito do Senhor
repousa sobre mim
0521. O Espírito é luz que ilumina
0724. Oferenda
0928. Oferta das flores
0513. Oferta de bênção
0166. Ofertar nossa vida - CF 92
0176. Ofertar pra meu povo
0195. Ofertas singelas
0177. Ofertório da comunidade
0165. Ofertório do povo
0855. Ofertório lassalista
0206. Ofertório latino-americano
0110. O girassol
0710. O grande Deus
0404. O homem6
1133. O homem de Nazaré
0805. Oi, Jesus
0789. O lago e o mar
0347. Olha a estrela!
0333. Olhai como se abrem as flores
0610. Olhares
0567. Olhares que se encontram
0339. Ó, luz!
0938. Ó Maria, concebida
1138. O marinheiro
1098. O menino da gaita
- El chico de la armonica
0586. O mesmo rosto0
0269. O meu corpo e o meu sangue
vos dou - CF 1998
0579. O meu libertador
0568. O meu rosto
0249. O milagre de repartir
0436. O mundo que eu quis
1007. On a Mission
0247. Onde o amor e a caridade
0396. Ontem de manhã
1009. On that holy mountain
0569. O Pai nos ama

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

11

0237. O pão da vida
0200. O pão e o vinho
0757. O peregrino louva o Senhor
0027. O profeta
0680. O que é o céu
1205. O que é, o que é?
0467. Oração da família
0688. Oração da manhã
0690. Oração da paz
0010. Oração do abandono
0638. Oração pela messe
0627. Oração por nossos filhos
0542. Oração sacerdotal - João 17
0475. Orar com Jesus
0622. Orar costuma fazer bem
1126. O rei do gado
0362. O reino de Deus chegou
0986. O relógio
0379. O ressuscitado vive
1202. O sal da terra
0194. Os cristãos tinham tudo em comum
0360. Os devotos do Divino
0169. Os dons que trago
0593. O segredo do amor
0117. O Senhor é meu pastor
0116. O Senhor é meu pastor - Salmo 22/23
0515. O Senhor é meu pastor - Salmo 22
0212. O Senhor é santo
0213. O Senhor é santo
0896. O Senhor fez em mim maravilhas
- Lucas 1,46-55
0016. O Senhor me chamou a trabalha
0274. O Senhor nos amou
0364. Ó Senhor, nos ensinaste
0032. Ó Senhor, nós estamos aqui
0276. O Senhor nos tem amado
0979. O Senhor tem muitos filhos
0170. Os grãos
0172. Os grãos de trigo se uniram
0786. Os jovens não podem morrer
0108. O silêncio está cantando
0448. Os olhos jamais contemplaram
0286. O sonho dos jovens
0607. O sopro
0024. Os que ensinam os outros
0987. O trem
1233. O trem das sete
0261. Ó Trindade, vos louvamos
0189. Ouvindo o apelo de Deus
0078. O viajante
1236. O vira
1144. O xote das meninas
1230. Pacato cidadão

1024. Padre nuestro
1045. Padre nuestro
0667. Padre nuestro de Latino América
0486. Pai-nosso
0224. Pai nosso dos mártires
0223. Pai-nosso dos trabalhadores
0625. Pai nosso ecumênico
0038. Pai, que criastes o céu
1238. Pais e filhos
0077. Pai, volto a ti
0634. Palavra certa
0152. Palavra não foi feita
0854. Palavra que constrói
0635. Palavras de salvação
0149. Palavras santas
1105. Panela velha
0713. Pão e vinho
0794. Pão e vinho
0196. Pão e vinho apresentamos com louvor
0773. Pão partilhado
1040. Para el Padrenuestro
0784. Para os meus amigos
0863. Para sempre
0960. Para ser feliz
0879. Paródia de «Momento novo»
0493. Participar é criar comunhão
0029. Partidas que transformam
0174. Partindo o pão
0679. Paulo de Tarso
1190. Pavão Mysterioso
0480. Paz ao povo
0966. Paz e harmonia
0642. Paz na terra, paz no céu
0228. Paz, paz de Cristo
1137. Peixinhos do mar
0150. Pela palavra de Deus
0306. Pelos caminhos da América
0618. Pelos frutos que me dás
0073. Pelos pecados
0115. Pelos prados e campinas- Salmo 22/23
1123. Pense em mim
0722. Pequena parte
0071. Perdão
0503. Perdão, Senhor, eu me afastei de ti
0072. Perdoa-nos, Senhor!
0740. Peregrino
0308. Peregrino nas estradas
0421. Perto das estrelas
1170. Pezinho
0065. Piedade
0074. Piedade de mim
1104. Pinga ni mim
1194. Pirilampo

Cantar à Vida Sempre

12

1080. Planeta água
1092. Pombinha branca
0697. Ponte sobre águas turvas
0721. Ponto de chegada
0267. Por esta paz
0131. Por melhor que seja alguém- Sl 145
0942. Por que amo assim Maria?
0408. Porque Deus me chamou
0452. Porque Ele vive
0105. Porque és, Senhor, o caminho
0545. Por que eu canto?
0504. Porque fui omisso
0619. Porque me ouviste
0242. Por um pedaço de pão
0652. Pot-pourri dos pregadores
0202. Pouco a pouco, lentamente
0248. Povo de Deus
0271. Povo de Deus, abre o coração
0028. Povo que luta
0655. Povo que ora
0395. Povo novo
0305. Povos d’América
0668. Pra mim Jesus é Deus
1135. Pra não dizer que não falei das flores
1199. Pra onde vai?
0600. Pra retornar a viver
0582. Pra se falar de amor
0926. Prece à mãe da Igreja
1115. Prece ao vento
0629. Prece pelo social
0559. Prece universal a Maria
0581. Preciso de ti
1168. Prenda minha
0343. Preparai o caminho
0322. Presença de Deus
0920. Primeira cristã
0036. Proclamando a bondade de Deus
0020. Procurando a liberdade
0253. Procuro abrigo - Apoc 3,20
0232. Procuro a paz
0795. Profeta da paz
0039. Prometi no meu santo batismo
0368. Prova de amor
1102. Quando à tardinha vai a barquinha
0055. Quando bem cedo
0665. Quando Ele age
0226. Quando este mundo será nosso?
0401. Quando Jesus passar
0671. Quando o sol desaparece
0930. Quando teu Pai revelou
0035. Quanto é bom o bom Deus
0120. Quão formosos - Sl 47
0418. Quão grande és Tu

0628. Que bonita religião
0057. Quem és Tu e quem sou eu?
0743. Quem irá, Senhor morar? - Sl 15
0061. Quem nos separará?
0490. Quem semeia entre lágrimas - Sl 125
0414. Queremos Deus
0292. Queremos ser jovens
1161. Querência amada
0767. Quero Deus
0004. Quero ouvir teu apelo
0231. Quero te dar a paz
1227. Quero voltar pra Bahia
0825. Raça humana não tem cor
0856. Recebe, recebe, Senhor
0259. Receber o pão do amor
1050. Recuerdos de Ypacarai
0799. Reencontro
0834. Reencontro
0821. Reggae de louvor
0764. Rei da paz
0648. Religião e rimas
0793. Renascer
0175. Renascerá, será!
1018. Reunidos en el nombre del Señor
1143. Rindo à toa
1101. Rio de lágrimas
1188. Ritmo da chuva
1221. Romaria
0706. Rompe o mar da liberdade
1185. Ronda
0317. Saber amar
0185. Sabes, Senhor
0026. Sai da tua terra
0126. Salmo 107
0808. Salmo da felicidade
0732. Salmo do matrimônio
0650. Salmo do povão feliz
0907. Salve, rainha, mãe de Deus
0134. Salve, Senhor
1013. Sanctus
1237. Sangue latino
1062. Santa Lucia
1063. Santa Lucia - Deutsch
1064. Santa Lucia - English
0943. Santa Maria da graça
0218. Santo
0508. Santo
1023. Santo
1039. Santo
0702. Santo anjo do Senhor
0208. Santo - CF 86
0220. Santo dos anjos
0211. Santo é o Senhor

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

13

0215. Santo é o Senhor
0857. Santo é quem educa
0772. Santo, é santo
0209. Santo, Senhor da luz
0210. Santo sideral
0219. Santo, todos nós sabemos
0883. São José, feliz esposo
0882. São José trabalhador
0700. São Paulo
0867. Saudação comunitária
1174. Saudosa maloca
0270. Se calarem a voz dos profetas
0660. Se és a minha mãe
0982. Se és feliz
0594. Se eu não tivesse amor
0806. Seguindo
0451. Segura na mão de Deus
0731. Sei de alguém
0964. Seja bem-vindo
0003. Semente na terra
0790. Sementes
0182. Se meu irmão
0961. Sempre encontrando
0837. Senhora da perseverança
0402. Senhor da Galiléia
0686. Senhor, em ti espero
0699. Senhor fazei de mim
0437. Senhor, fazei de mim um instrumento
0438. Senhor, fazei-me um instrumento
0075. Senhor Jesus
0190. Senhor, meu Deus, obrigado, Senhor
0415. Senhor, ouve esta prece
0282. Senhor, quanto mais caminho
0573. Senhor, que queres de mim?
0255. Senhor, que queres que eu faça?
0066. Senhor, que viestes salvar
0012. Senhor, se Tu me chamas
0388. Senhor, vem dar-nos
0180. Senhor, vos ofertamos
0067. Senhor, tende piedade
1019. Señor, ten piedad
1032. Señor, ten piedad
1203. Será
0801. Se repartisses
0433. Se te sentires infeliz
0639. Se tu nos amas
0957. Se uma boa amizade você tem
0079. Se um dia caíres
0465. Seu nome é Jesus
0398. Seu nome é Jesus Cristo
0733. Se você
0981. Se você no céu
0762. Se você quiser

0551. Siervo de Dios
0372. Silêncio
0040. Sim, eu quero que a luz de Deus
0041. Sinais de luz
0862. Sinais do reino
1070. Sing mit mir ein Halleluja!
1091. Siriema
0929. Sobe a Jerusalém
0534. Só Cristo liberta!
0820. Solidão acompanhada
1184. Só louco
0456. Solta o cabo da nau
0865. Somos La Salle
0049. Somos um povo que alegre vai
0632. Sonhadores da paz
0494. Sonhar
1193. Sonhos
0727. Sonhos de paz
0106. Só no silêncio
0107. Só no silêncio
0657. Sopro santo
1225. Só quero um xodó
0257. Só tem lugar nesta mesa
0754. Sou amor, sou verdade
0755. Sou a videira
0113. Sou bom pastor - Salmo 22/23
0673. Sou da Bahia
0427. Sou feliz, Senhor
0662. Sou tua companhia
0324. Superior
0850. Súplica
0915. Súplica à mãe da vida
0392. Súplica ao Espírito Santo
0895. Surpresa de Deus
0809. Tá lindo demais
0363. Tão sublime sacramento
0054. Te amarei, Senhor
0082. Te deum
0839. Tem compaixão
0797. Tempo de Deus
1228. Tempo rei
0838. Tempos e tempos
0633. Tende piedade
0532. Tenho compaixão do povo
0941. Tenho orado com Maria
1235. Tente outra vez
1022. Te ofrecemos, Señor
0626. Teologia de engraxate
1051. Te quiero
0946. Ternura
0761. Terra boa
1157. Tertúlia
0931. Teu lindo nome, Maria

Cantar à Vida Sempre

14

0870. Teu nome é programa
0918. Teu nome, Maria
0112. Teu nome, Senhor - Salmo 8
0502. Teu segredo é a fé
0970. Teu sol
1087. Tocando em frente
0151. Toda a palavra
0254. Todas as nações
0893. Todas as nossas senhoras
0449. Todo aquele que crê em mim
1047. Todo cambia
0034. Tomai, Senhor
- Oração de Santo Inácio
0070. Toma nossa vida
0744. Tornar-se menino - Salmo 131
1069. Touch my heart
1175. Trem das onze
0643. Três vezes santo
1112. Tristeza do Jeca
1197. Tropicana
0146. Tua palavra é vida
0829. Tua voz
0496. Tua voz me fez refletir
0736. Tu és a fonte
0053. Tu és minha vida
0011. Tu me cativaste
0130. Tu me conheces - Salmo 138
1025. Tuyo es el reino
1053. Ubi caritas et amor
1093. Uirapuru
0549. Uma canção de alegria
0972. Uma canção de esperança
0708. Uma luz em cada coração
0677. Um canto a Maria
0397. Um certo galileu
0173. Um coração
0779. Um grito de liberdade
0649. Um grito de paz
0394. Um hino ao Divino
0956. Um milhão de amigos
0293. Um novo caminho
0191. Um novo dia
0745. Um novo olhar sobre a cidade
0298. Um novo sol
0281. Um passo à frente
0749. Um planta, outro colhe
0273. Um só coração
1116. Um violeiro toca
0301. Utopia
0466. Utopia (Pe. Zezinho)
1189. Vagabundo - Giramondo
0137. Vai falar no Evangelho
0021. Vai, vai, missionário

0141. Vamos aclamar o Senhor
1030. Vamos a ti, Señor
0275. Vamos em paz
0283. Vamos sem temor ao mundo
0381. Vem amigo, vem irmão
0260. Vem ao banquete da vida
0019. Vem, caminheiro
0583. Vem comigo
0874. Vem conosco, vem lutar
0517. Vem e não demores
0393. Vem, Espírito Santo vem
0691. Vem, eu mostrarei
0899. Vem, Maria mulher
0911. Vem, Maria, vem
0596. Vem, ó luz!
0341. Vem, ó Senhor
0522. Vem, Santo Espírito
0342. Vem, Senhor
0880. vENCANTAr
0382. Vencendo o pecado, vem
0197. Vendo Jesus aparecer
0051. Venha, povo de Deus
1150. Vento negro
0785. Vida
0831. Vida viva
0711. Vigília
0812. Vim aqui pra dizer
0355. Vinde adoremos
0268. Vinde, assentai-vos a mesa
0352. Vinde, cristãos
0759. Vinde e vede
0828. Virgem de Fátima
0939. Virgem te saudamos
1117. Viola enluarada
0376. Vitória
0377. Vitória
0887. Viva a mãe de Deus e nossa
0716. Voar
0013. Vocação
0830. Você é importante
0905. Você sabe quem foi?
0606. Voltar ao começo
0114. Vós sois meu pastor - Sl 22/23
0243. Vós sois o caminho
0497. Vou cantar - Sl 65
0488. Vou evangelizar
0682. Vou lhes preparar
0592. Voz e luz
1191. Whiski à go-go
0804. Xote da juventude
0323. Xote da vitória
0311. Xote ecológico
0991. Zumba-Zumba

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

15

Cant
Cant

Cant
Cant
Cantar
ar

ar
ar
ar e cantar
encantar e amar
amar e orar
orar e se alegrar
alegrar-se e pensar
pensar e voar
voar e chegar
chegar com nosso canto
ao Deus que é amor
ao Deus que é
Vida
Vida

Vida
Vida
Vida Sempre
Sempre

Sempre
Sempre
Sempre

Cantar à Vida Sempre

16

0001. Em nome do Pai A

Ref.: Em nome do Pai, em nome
do Filho, em nome do Espírito
Santo. Amém! (bis)

1. Todos os meus dias vou recomeçar.
Em nome do Pai, vou recomeçar. Mi-
nha oração, vou recomeçar.
Em nome do Pai, vou recomeçar.

0002. Escutei teu
chamado

E

1. Um dia escutei teu chamado,
Divino recado batendo no coração.
Deixei deste mundo as promessas
e fui bem depressa no rumo de tua mão.

Ref.: Tu és a razão da jornada. Tu és
minha estrada, meu guia, meu fim.
No grito que vem do meu povo te
escuto de novo chamando por mim.

2. Os anos passaram ligeiro, me fiz um
obreiro do reino de paz e amor. Os
mares do mundo navego e às redes
me entrego, tornei-me teu pescador.

3. Embora tão fraco e pequeno, caminho
sereno com a força que vem de ti. A
cada momento que passa revivo esta
graça de ser teu sinal, aqui.

0003. Semente na terra C

1. Toda semente é um anseio de
frutificar, e todo fruto
é uma forma da gente se dar.

Ref.: Põe a semente na terra, não será
em vão. Não te preocupe a colheita,
plantas para o irmão. (bis)

2. Toda a palavra é um anseio de comu-
nicar, e toda fala é uma forma da
gente se dar.

0004. Quero ouvir
teu apelo

A

1. Quero ouvir teu apelo, Senhor;
ao teu chamado de amor responder.
Na alegria te quero servir
e anunciar o teu reino de amor.
Ref.: E pelo mundo eu vou cantando
o teu amor, pois disponível
estou, para servir-te, Senhor!
2. Dia a dia, tua graça me dás,
nela se apóia o meu caminhar.
Se estás a meu lado, Senhor,
o que, então, poderei eu temer?!

0005. Do meio do povo G

1. Me chamaste do meio do povo, a
coisa que eu mais queria! E, pra que
eu entendesse meu povo, com tua
sabedoria, me deste uma profecia!
Mandaste eu olhar o meu povo, es-
tudar o meu povo, ouvir o que o povo
diz. E agora me ordenas que eu volte
pro meio do povo e ajude o meu povo
a ser feliz.
Ref.: A tempo e a contratempo eu
pregarei. Na tua palavra de paz
eu insistirei. Sou de paz, mas se
for pelo povo eu brigarei.
Me chamaste pr’eu ir ao teu
povo e ao povo eu irei!
2. Tu me mandas de volta ao meu povo.
O sonho é realidade. E pra que eu
não confunda o meu povo eu peço
serenidade. Eu peço maturidade! Eu
quero aprender com meu povo, es-
tudar o meu povo, pensar no que o
povo diz. E volto sabendo que vives
no meio do povo e no povo eu tam-
bém serei feliz.
Final: Me chamaste pr’eu ir ao teu
povo e ao povo eu irei! (3x)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

17

0006. Cristo nos chamaCm

L.: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: USA

Ref.: Quando Jesus Cristo chamou
o meu nome, eu perguntei:
«Quem és tu?» Ele disse:
«Venha, escute a minha voz
na voz do teu irmão».

1. Eu falo através da vida de quem sofre
injustiça, quero a igualdade entre
irmãos. Sem qualquer opressão, que-
ro fraternidade, paz em cada nação.

2. Raposas têm suas tocas, as aves têm
seus ninhos, mas Jesus Cristo nada
tem. Ele quis ser pobre, obediente e
puro, para servir melhor o irmão.

3. Senhor, escutei tua voz na voz do
pequeno e fraco, e assim te digo:
«Aqui estou». Vem, meu irmão, e
amigo. Com Cristo comprometidos,
este mundo transformar.

Ref.: Hoje Jesus Cristo chama o teu
nome.
E tu o que farás?
Com fé e coragem eu ouço
dizer-te: Senhor, aqui estou.

4. Vem, minh’irmã e amiga, fortes so-
mos em Cristo, juntos digamos sim.

0007. Barco esquecido E

1. Há um barco esquecido na praia.
Já não leva ninguém a pescar.
É o barco de André e de Pedro,
que partiram pra não mais voltar.
Quantas vezes partiram seguros,
enfrentando os perigos do mar.
Era chuva, era noite, era escuro,
mas os dois precisavam pescar.

Ref.: De repente aparece Jesus,
pouco a pouco se acende uma
luz. É preciso pescar diferente,
que o povo já sente que o
tempo chegou.
E partiram sem mesmo pensar
nos perigos de profetizar.
Há um barco esquecido na praia.
Um barco esquecido na praia.
Um barco esquecido na praia.

2. Há um barco esquecido na praia.
Já não leva ninguém a pescar.
É o barco de João e Tiago,
que partiram pra não mais voltar.
Quantas vezes em tempos sombrios,
enfrentando os perigos do mar,
barco e rede voltavam vazios,
mas os dois precisavam pescar.

3. Quantos barcos deixados na praia,
entre eles o meu deve estar. Era o
barco dos sonhos que eu tinha,
mas eu nunca deixei de sonhar.
Quanta vez enfrentei o perigo no
meu barco de sonho a singrar.
Jesus Cristo remava comigo:
Eu no leme, Jesus a remar.

Ref.: De repente me envolve uma luz
e eu entrego o meu leme a
Jesus. É preciso pescar
diferente, que o povo já sente
que o tempo chegou.
E partimos pra onde Ele quis,
tenho cruzes mas vivo feliz.
Há um barco esquecido na praia.
Um barco esquecido na praia.
Um barco esquecido na praia.

Cantar à Vida Sempre

18

0008. Ai de mim

B

1. Ai de mim, se eu não evangelizar. Ai
de mim, se omitir o meu dever, não
terei motivos para procurar, Nem
pedir coragem pra viver! Serei como
folha seca ao vento. Serei como
massa sem fermento, Como a terra
que só produz espinhos, ou semente
à beira do caminho.

Ref.: Vamos trabalhar na construção
do Reino de Deus e dos irmãos
Vamos trabalhar sem distinção
Pelo mundo na evangelização.

2. Grande parte do mundo desconhece
a Boa-Nova da evangelização, preo-
cupando-se com a parte que perece,
sem anúncio da vida e salvação.
Somos todos evangelizadores, te-
mos por obrigação de anunciar. No
batismo recebemos tais valores,
para a Igreja servirmos sem cessar.

3. Ide, ensinai a toda criatura.
Ide pelo mundo inteiro anunciar.
São palavras ditas com ternura por
Jesus, para quem acreditar. Que
não basta conhecer ou entender.
Que não é suficiente ter ou ser.
É preciso crer, servir e aceitar,
e por causa do Reino a vida dar.

0009. Deixa-te modelar! G

1. Deixa-te modelar! Tu não sabes o
que Deus fará de ti. Dá-lhe teu cora-
ção, e permite que Ele assuma a
direção. Deixa-te trabalhar, maravi-
lhas há de o Pai realizar. Ele só quer
o teu bem, o que te convém.

Ref.: Nas mãos do Pai estarás, livre,
seguro, em paz! Não tenhas
medo, Ele é teu segredo!
Deus, ninguém mais.

2. Deixa-te despojar: teu vazio se en-
cherá de sua luz. Sem nada em ti
reter, ao Senhor entrega inteiro o
teu ser! Deixa-te libertar, e nas asas
do amor tu voarás. Deus cuidará do
que é seu: Ele te escolheu.

3. Deixa-te conduzir, e o Espírito de
Deus te levará por céu e mar sem
fim, se lhe deres todo espaço e fores
sim! Deixa-te possuir pelo amor, que
arder fará teu coração. Quem tua
vida assim quis, te fará feliz.

0010. Oração do
abandono

D

Luiz Turra

1. Em tuas mãos eu me abandono,
Tu és meu Deus, Pai criador.
Faze de mim o que te agrada,
a ti me entrego com todo amor.

Ref.: Entregue a ti, tenho certeza, que
Tu me entregas para servir. Se-
nhor, eu quero servir teu povo,
os teus projetos quero assumir.

2. Em tuas mãos eu me abandono,
Tu és Senhor, teu servo eu sou.
Sei que é feliz quem dá a vida.
Se me doar, feliz eu sou.

3. Em tuas mãos eu me abandono,
dá-me o amor, o amor da cruz.
Faça-se em mim tua vontade,
continuando o que fez Jesus.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

19

0011. Tu me cativaste

G

Ivo Facchini

Ref.: Tu me cativaste, meu Deus e
Senhor. Eu já não consigo
esquecer teu amor. (bis)
1. Estreito é o caminho, é preciso saber
Andar entre espinhos e rosas colher.
Deixar redes, barcos, a vida perder,
Deixar o dinheiro, riquezas não ter.
2. O Reino é semente de trigo no chão
Que morre gerando a ressurreição.
É luta constante em favor do irmão,
É luz, é fermento, é água, é pão.
3. A vida é tão breve, um sonho fugaz,
Daqui só se leva o bem que se faz.
Senhor Jesus Cristo, meu Deus e Senhor,
ensina de novo o caminho do amor.

0012. Senhor,

se Tu me chamas D

Ref.: Senhor, se tu me chamas, eu
quero te ouvir. Se queres que eu
te siga, respondo: «Eis-me aqui».

1. Profetas te ouviram e seguiram
tua voz. Andaram mundo a fora e
pregaram sem temor. Seus passos
tu firmaste, sustentando seu vigor.
Profeta - tu me chamas.
Vê, Senhor, aqui estou.

2. Nos passos de teu Filho, toda a
Igreja também vai, seguindo teu
chamado de ser santa qual Jesus.
Apóstolos e mártires se deram
sem medir. Apóstolo - me chamas.
Vê, Senhor, estou aqui.

3. Os séculos passaram, não passou,
porém, tua voz, que chama ainda
hoje, que convida a te seguir. Há
homens e mulheres que te amam

mais que a si e dizem com firmeza:
Vê, Senhor, estou aqui.

0013. Vocação

Am

Pe. Zezinho, scj

1. Se ouvires a voz do vento, chamando
sem cessar. Se ouvires a voz do
tempo, mandando esperar.

Ref.: A decisão é tua. A decisão é
tua. São muitos os convidados.
São muitos os convidados.
Quase ninguém tem tempo.
Quase ninguém tem tempo.

2. Se ouvires a voz de Deus chamando
sem cessar. Se ouvires a voz do
mundo querendo te enganar.

3. O trigo já se perdeu. Cresceu, nin-
guém colheu. E o mundo passando
fome. Passando fome de Deus.

0014. Eu sou chamado

1. Eu sou chamado, escolhido por
Jesus pra ser Igreja, pra servir
a meus irmãos, oferecer todos
os dons e o meu amor,
com alegria, ser sinal de salvação.

Ref.: /:Eu vou seguir, eu vou feliz!
Olhando em frente porque
Cristo me chamou:/ /:Sim à
vida! Sim à vida! Sim à vida!:/
2. Se por acaso o meu sonho
fracassar e não ouvir o som da
vida a me chamar, e o meu grito
insistir dizendo «não», entenderei
que é a voz de Cristo a me provar.
3. Como profeta perseguindo um bem
maior com esperança, para ver acon-
tecer novo milênio de justiça e de
paz, comunidade a sorrir e a cantar.

Cantar à Vida Sempre

20

0015. Com amor
me chamou

G

Ref.: O Senhor me chamou!
E eu perguntei: O que queres
de mim, Senhor? Com amor me
chamou! E eu respondi: Eis-me
aqui, eis-me aqui, Senhor!

1. Antes que, à noite cerrada, nascesse
a alvorada, que é Cristo Jesus: O
Senhor me chamou! Para mostrar o
caminho ao mundo perdido sem nor-
te e sem luz: Eis-me aqui, ó Senhor!

2. Antes que o sol e as estrelas e as
flores mais belas pudessem sorrir, o
Senhor me chamou! Para anunciar a
verdade que traz liberdade de amar
e servir: Eis-me aqui, ó Senhor!

3. Antes que fosse formado no seio
sagrado que à vida nos traz: o Se-
nhor me chamou! Para ser fonte de
vida pelo sol bem florida nos campos
da paz: Eis-me aqui, ó Senhor!

0016. O Senhor me chamou
a trabalhar

D

1. O Senhor me chamou a trabalhar,
a messe é grande a ceifar.
A ceifar o Senhor me chamou.
Senhor, aqui estou!

Ref.: Vai trabalhar pelo mundo a fora,
eu estarei até o fim contigo.
Está na hora, o Senhor me
chamou. Senhor, aqui estou!

2. Dom de amor é a vida entregar, falou
Jesus e assim o fez. Dom de amor é
a vida entregar. Chegou a minha vez.

3. Todo o bem que na terra alguém
fizer Jesus no céu vai premiar.

Cem por um já na terra Ele vai
dar. No céu vai premiar.

4. Teu irmão à tua porta vem bater. Não
vás fechar teu coração! Teu irmão a
teu lado vês sofrer, vai logo socorrer.

0017. Caminhos e jornadas
-
Jo, 14,6

E

1. São tantos os caminhos pra se cami-
nhar, tantas as estradas pra quem
quer chegar. E quem tiver que ir
precisa de oração.

2. São tantos os desvios onde a
gente vai, tantas as ciladas onde
a gente cai. E quem tiver que ir
escute a voz do Pai.

Ref.: Estrela que nos guia,
farol que nos conduz,
seta que orienta quem caminha!
Temos um caminho e ele é Jesus.
E por ele a gente chega ao Pai.

0018. Caminheiro

D

Benedito B. Prado

1. Perdido, confuso, vazio, sozinho na
estrada tentando encontrar um ca-
minho que seja o meu, não importa
se é duro, eu quero buscar. Pegadas
pra um lado e pra outro, estradas
sem rumo, terei que lutar.

Ref.: Caminheiro, você sabe, não existe
caminho. Passo a passo, pouco a
pouco e o caminho se faz.

2. Iguais, são todos iguais, ninguém
tem coragem sequer de pensar. Será
que ninguém é capaz de sentir esta
vida e com ela vibrar? Será que não
vale a pena arriscar tudo, tudo e a
vida encontrar?

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

21

0019. Vem, caminheiro C

José Freitas Campos

Ref.: Vem, caminheiro, o caminho é
caminhar. Vai, peregrino,
meu amor testemunhar. (bis)

1. Eu escutei os clamores do meu povo,
eu pensei num mundo novo que está
no coração de cada homem que
responde à vocação.

2. Você que tem o futuro pela frente,
anda muito descontente, não tem
tempo pra pensar, Deus tem um
plano pra você realizar.

3. Nosso Senhor é a parte da herança
pra quem vive na esperança, sem
orgulho e sem temor. A liberdade é
conquistada com amor.

0020. Procurando
a liberdade

Em

1. Procurando a liberdade, caminheiro,
procurando a liberdade, também vou;
procurando a liberdade que é vida,
procurando a liberdade de viver,
caminhando eu vou,
procurando eu vou! Arriscando eu
vou, na esperança eu vou!

2. Caminhando levo apenas a esperan-
ça de algum dia a liberdade encon-
trar; é a esperança que dá força ao
caminheiro de ir seguindo pela vida,
a procurar. Caminhando eu vou, pro-
curando eu vou, arriscando eu vou,
na esperança eu vou!

3. A liberdade é só certeza na esperan-
ça, a encontra quem na vida se
arriscar; e no risco posso ser cruci-
ficado, mas, cantando a liberdade,
vou morrer. Caminhando eu vou,
procurando eu vou, arriscando eu
vou, na esperança eu vou!

0021. Vai, vai, missionário E

Jarbas Gregório

Ref.: Vai, vai, missionário do Senhor,
vai trabalhar na messe com
ardor. Cristo também
chegou para anunciar:
não tenhas medo de evangelizar!

1. Chegou a hora de mostrarmos quem
é Deus à América Latina e aos sofri-
dos povos seus, que passam fome,
labutam, se condóem, mas acredi-
tam na libertação!

2. Ai daqueles que massacram o pobre,
vivendo mui tranqüilos, ocultando a
exploração, enquanto o irmão à sua
porta vem bater, implorando pieda-
de, água e pão!

3. Ai daqueles que promovem a guer-
ra, semeando discórdias, injusti-
ças e rancor. Um mundo novo nós
vamos construir na unidade, na
paz e no amor!

4. Se és cristão és também comprome-
tido, chamado foste tu e também
foste escolhido pra construção do
Reino do Senhor: vai, meu irmão,
sem reservas, sem temor!

Cantar à Vida Sempre

22

0022. Nas ruas
vou procurar

A

1. Nas ruas vou procurar quem vive
pregado à Cruz. É o Cristo que vai
comigo, levando aos irmãos a luz.
Vou buscar os pobres, o pecador,
anunciar o Cristo libertador.

Ref.: No rosto eu levo a mansidão;
nós somos missionários
da libertação.

2. As dores de cada irmão, sem teto,
justiça e paz, prolongam a paixão
de Cristo, que é vida em quem
sofre mais. Se Jesus me amou, se
entregou por mim, já não sei vi-
ver se não for assim.

3. Maria exultou feliz, do fundo do
coração. O Deus que, elevando o
humilde atira o orgulho ao chão. Foi
Mulher que ao povo se consagrou:
Ideal daquelas que Deus chamou.

0023. Ó divino coração C

Simon Cirineu

1. Ó divino coração, insondável abismo
de amor. /:Atendei a nossa alma que
reza esta prece tão cheia de dor.:/

Ref.: Enviai, Senhor, operários à
vossa messe, pois a messe é
grande e poucos os operários!

2. É com lágrimas de dor,
que pedimos em nossa aflição:
/:ó Jesus, atendei com bondade,
nossa mais fervorosa oração!:/

3. Nada mais vimos pedir,
nada mais vos queremos expor:
/:vede a messe tão grande das
almas, e não há operários, Senhor!:/

0024. Os que ensinam
os outros

A

1. Os que ensinam os outros, um dia,
como estrelas no céu brilharão.
Esta glória o Senhor prometia,
e promete a quem guia o irmão.

Ref.: A verdade de Cristo liberta
do pecado e de toda opressão.
Neste tempo o povo desperta
para o amor, a justiça e a união.

2. Ensinastes o simples e o nobre.
Ensinastes no templo e na cruz.
Ensinai a nós todos no pobre, que
quer vida, quer paz e quer luz.

0025. Dá-nos um
coração

Bm

Ref.: Dá-nos um coração
grande para amar. Dá-nos um
coração forte para lutar.

1. Homens novos, criadores da história,
Construtores da nova humanidade.
Homens novos que vivem a existên-
cia, sempre em risco de um novo
caminhar.

2. Homens novos, lutando na esperan-
ça, homens novos, em busca da
verdade. Homens livres, sem freios
nem cadeias, homens livres que exi-
gem liberdade.

3. Homens novos, amando sem frontei-
ras, para além de raças e lugar.
Homens novos, ao lado dos pobres,
partilhando com eles teto e pão.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

23

0026. Sai da tua terra

E

Ref.: Sai da tua terra e vai
onde te mostrarei. (bis)

1. Abraão, é uma loucura se tu partes,
abandonas a tua casa, o que esperas
encontrar? A estrada é sempre a
mesma, mas a gente diferente te é
inimiga. Onde esperas tu chegar? O
que tu deixas já bem conheces. Mas
o teu Deus o que te dá? Um povo
grande, a terra e a promessa: Pala-
vra de Javé.

2. A rede está na praia abandonada,
pois aqueles pescadores já segui-
ram a Jesus; Enquanto caminhavam
pensativos, no silêncio, uma pergun-
ta nasce em cada coração: O que
deixaste tu bem conheces, mas teu
Senhor o que te dá? O cêntuplo e
mais a eternidade: Palavra de Jesus.

3. Partir não é tudo, certamente, há
quem parte e nada dá, busca só sua
liberdade. Partir, mas com a fé no
teu Senhor, com amor aberto a to-
dos, leva ao mundo a salvação. O
que deixaste tu bem conheces. O
que tu levas é muito mais: «Pregai
entre os povos o Evangelho»: Pala-
vra de Jesus.

Sai da tua terra e vai onde te mostrarei.
Sai da tua terra e vai: Contigo estarei.

0027. O profeta

Dm

Ref.: Tenho que gritar! Tenho que ar-
riscar! Ai de mim se não o faço!
Como escapar de ti? Como calar,
se tua voz me está queimando?
Tenho que andar! Tenho que lu-
tar! Ai de mim se não o faço!

Como escapar de ti? Como calar,
se tua voz me está queimando?

1. Antes de te formares dentro do
ventre de tua mãe. Antes de tu nas-
ceres te conhecia e te consagrei
para ser meu profeta pelas nações.
Eu te escolhi! Irás onde eu te envie,
e o que eu mandar proclamarás.

2. Não temas arriscar-te, porque conti-
go eu estarei. Não temas anunciar-
me, porque em tua boca eu falarei.
Confio-te o meu povo para arrancar
e derrubar, Para edificar, destruirás
e plantarás.

3. Deixa os teus irmãos, deixa teu pai e
tua mãe. Abandona tua casa, porque
a terra gritando está. Nada tragas
contigo porque a teu lado eu estarei.
É hora de lutar, porque meu povo
sofrendo está.

0028. Povo que luta

E

1. Povo que luta, cansado da mentira,
cansado de sofrer, cansado de espe-
rar. Povo que luta, cansado de espe-
rar, procura a redenção.

Ref.: Porque Ele é luz, verdade, justiça,
bem, perdão, paz, esperança,
amor e salvação! (bis)

2. Povo que luta por terra onde há
fartura, por paz sem fingimento, por
vida partilhada. Povo que luta por
vida partilhada, procura a redenção.

3. Povo que espera colheitas mais sere-
nas, verdades mais profundas, ca-
minhos mais fraternos. Povo que
espera caminhos mais fraternos,
proclama a redenção.

Cantar à Vida Sempre

24

0029. Partidas que
transformam

G

1. Partiu Abraão esperando.
Partiu contra toda esperança.
Na fé se lançou a caminho,
seguro sem ter segurança.

Ref.: Feliz é quem parte, quem anda
e quem vai, certeza na frente,
história nas mãos.
Feliz é quem crê na promessa
do Pai, consagra sua vida
em favor dos irmãos.

2. Partiu Moisés ao Egito por ver o seu
povo na dor. Um povo oprimido e
aflito na espera do libertador.

3. Partiu Isaías, dizendo: «Aqui eu es-
tou, eu irei». Profeta de paz e justiça,
prepara a chegada do Rei.

4. Partiu Jeremias temendo no risco a
vida perder, levando a palavra divi-
na, vai firme e disposto a sofrer.

5. Maria partiu confirmando
total doação ao Senhor.
O verbo entre nós se fez carne,
no mundo nasceu o Salvador.

6. E Paulo partiu convertido,
sabendo em quem confiou.
Pregando a nova do Reino,
no sangue a fé confirmou.

0030. Nossos passos

G

Ir. Míria T. Kolling, icm

1. Quando comecei a andar teus
passos, eu jamais imaginava
seguir por tais caminhos.
Aos poucos nosso amor criou seus
laços, seduziste-me, Senhor,
encheu-me de carinhos.

A vida dentro de mim ganhou senti-
do. O vazio foi preenchido por teu
profundo amor. E aos poucos o meu
ser Tu modelaste. Tua vontade me
mostraste. Fizeste-me feliz.

2. Hoje és abrigo e segurança,
o meu único tesouro, a música
da vida. Contigo o meu coração
se lança impelido pelo amor
primeiro e sem medida.

E juntos nós fazemos a ventura,
andar sempre à procura de mares
mais além. Atentos à missão que o
Pai confia, construir a cada dia, o
Reino de irmãos.

3. Toma minhas mãos por entre as
tuas, me sustenta pela estrada que
devo andar ainda. Te peço que esta
obra Tu concluas e o amor que a
começou será meu céu, morada.

0031. Consagração
à Trindade

D

L.: Ir. Roque do C. Amorim N. - M.: Ir. Paulo Petry, fsc

1. Trindade santa, eis-me aqui,
loucamente apaixonado,
prostrado diante de ti.
Vim hoje dizer: sou teu,
inteiramente teu!

Ref.: Buscarei tua glória
pela educação
de fé e zelo ardendo o coração.

2. Permaneço unido aos Irmãos, ser-
vindo os teus pobres, em qualquer
lugar: minha missão. Viemos dizer:
somos teus, inteiramente teus!

3. Viverei como Jesus: casto, pobre,
obediente, fiel até a cruz. Para sem-
pre direi: sou teu, inteiramente teu!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

25

0032. Ó Senhor, nós
estamos aqui

E

1. Ó Senhor, nós estamos aqui,
junto à mesa da celebração,
simplesmente atraídos por vós,
desejamos formar comunhão!

Ref.: Igualdade, fraternidade,
nesta mesa nos ensinais.
/:As lições que melhor educam,
na eucaristia é que nos dais!:/
2. Todos cantam o vosso louvor,
pois em vós todos somos irmãos.
Ouviremos com fé, ó Senhor,
os apelos de libertação.
3. Este encontro convosco Senhor,
incentiva a justiça e a paz,
nos inquieta e convida a sentir
os apelos que o pobre nos faz.
4. Acolheis com o vosso perdão,
todo homem disposto a crescer;
ao redor desta mesa, Senhor,
a unidade podemos viver!

0033. De ti, ó meu
Senhor e Deus

G

Ref.: De ti, ó meu Senhor e Deus,
desde o amanhecer vai em
busca o meu ser.
A ti cantam os lábios meus um
hino de louvor, a exaltar teu amor.

1. Tu me escolheste, eu te segui! Teu
infinito amor me acompanhou, Se-
nhor. A cada dia eu te senti, guiando
os passos meus pelos caminhos teus!

2. Por mãe me deste quem te gerou,
mãe que é ternura e paz, mãe que
fiel me faz! Mãe que em silêncio me
ensina a amar, a dar-me sem medir
e os votos meus guardar!

3. De mim fizeste filho feliz desta pe-
quena grei onde me consagrei ao teu
serviço, no meu irmão, para levar a
todos a tua salvação!

Final: A ti, ó meu Senhor e Deus,
eu venho agradecer teus
favores, teus dons!
A ti renovo os votos meus! Só teu
eu quero ser. É só teu meu viver.

0034. Tomai, Senhor -

Oração de Sto. Inácio

Lindenberg Pires

1. Tomai, Senhor, e recebei toda a
minha liberdade, a minha memória
também, o meu entendimento e toda
a minha vontade. Tudo o que tenho
e possuo Vós me destes com amor.

2. Todos os dons que me destes, com
gratidão vos devolvo, disponde de-
les, Senhor, segundo a vossa vonta-
de. Dai-me, somente, o vosso amor,
vossa graça, isso me basta, nada
mais quero pedir.

Cantar à Vida Sempre

26

0035. Quanto é bom
o bom Deus

D

L.: Ir. Neusa Mª Dornelles Schneider, smd - Waldeci
Farias - Inspirado em palavras de Sta. Júlia Billiart

1. Oh! Quanto é bom o bom Deus,
ternura e compaixão! Oh! Quanto é
bom o bom Deus! Nos guia pela mão!

Ref.: Um clarão se fez pra nós: amor!
Um caminho se abriu.
Nossos passos vão à luz do sol,
a bondade nos sorriu!

2. Vamos cantar para olhar de frente
para o irmão. O essencial é buscar
fraterna união.

3. Oh! Quanto é bom o bom Deus:
queremos proclamar! Vamos lutar
por saber: o amor irá vencer!

0036. Proclamando a
bondade de Deus
C

L.: Ir. Neusa Mª Dornelles Schneider, smd
- Waldeci Farias

1. Proclamando a bondade de Deus,
caminhamos em busca do pão. Je-
sus Cristo se faz alimento e no sacra-
mento vem! Ele traz vida plena no
amor, mas exige resposta também:
compromisso na luta, justiça, cora-
gem de ser cristão!

Ref.: Coloquem o bom Deus à frente
dos sonhos seus, momento por
momento nos conduzirá.
Coloquem o bom Deus à frente
dos sonhos seus, momento por
momento nos conduzirá.

2. Proclamando a bondade de Deus
caminhamos em busca do pão. Je-
sus Cristo se faz um apelo e para
atendê-lo vou demorar-me na casa
do irmão, e com ele aprender a viver
na partilha daquilo que somos e
temos, na comunhão!

3. Proclamando a bondade de Deus,
caminhamos em busca do pão. Je-
sus Cristo se faz a verdade e, na
caridade, diz: «Quem cumprir o pre-
ceito do amor, abre a porta e por ela
entrarei, cearemos e o Pai estará
junto a nós, vai eternizar».

0037. Dom da vida, ó Pai F

L.: Ir. Natalina Grande, oc - M.: Fr. Daniel C. Nicolini, sjs

1. Dom da vida, ó Pai, celebramos,
na alegria de irmãos a cantar.
Por teu Filho Jesus, te louvamos,
e queremos com força, aclamar:
Ref.: Ó Senhor, nós queremos a vida,
por Jesus que se faz nosso irmão.
Em seu povo, na fé reunido, na
partilha do amor e do pão.
2. Dom da vida é o sonho eterno
de Deus Pai que nos fez filhos seus;
seu projeto é um mundo fraterno e,
depois, vida plena nos céus.
3. Dom da vida, é a felicidade,
de saber com alegria viver.
Vida plena na paz, na bondade,
em Jesus, haveremos de ter.
4. Jesus Cristo por nós deu sua vida,
testemunho fiel - bom pastor. A tal
gesto também nos convida, pelo ir-
mão nos doarmos no amor!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

27

0038. Pai, que

criastes o céu

F

1. Pai, que criastes o céu,
criastes a terra, criastes o mar.
Pai, que criastes o homem, en-
chendo-o de dons pra um melhor
caminhar. Sentistes o povo sofrido,
às vezes perdido, sempre a
esperar. Destes a alguém vocação
e sabedoria, pra os libertar.
Ref.: Eu vou colocar o que aprendi a
serviço do povo. Eu quero ser um
novo Cristo, ser um homem novo.
Pai, o ruído do vento a soprar,
como as aves me sinto a voar, em
um mundo de paz e de amor. Pai,
pelo mundo eu irei proclamar,
nas montanhas, nas ruas, no lar.
Quero dar testemunho, Senhor.
2. Pai, hoje a sabedoria nem sempre é
usada pra libertação. A sede em ter
mais, sem ser mais, coloca os pe-
quenos na escravidão. Às vezes di-
nheiro e prazer são mais importan-
tes que a vocação. O dom de servir
se esconde, não se importando com
a morte do irmão.

0039. Prometi no meu
santo batismo

G

1. Prometi no meu santo batismo
ser fiel a Jesus sem cessar;
o que então meus padrinhos falaram,
hoje mesmo eu vim confirmar.

Ref.: Fiel, sincero, eu mesmo quero
a Jesus prometer meu amor,
a Jesus prometer meu amor.
2. Creio, pois, na divina Trindade,
Pai, Filho e inefável Amor;

no mistério do Verbo encarnado,
na paixão de Jesus redentor.

3. Eu prometo da Igreja de Cristo
os preceitos sublimes guardar;
sua voz, como um eco divino,
saberei obediente escutar.

0040. Sim, eu quero
que a luz de Deus
D

L.: Livro «A caminho do Senhor» - M.: Pe. José Weber, svd

Ref.: Sim, eu quero que a luz de Deus
que, um dia, em mim brilhou,
jamais se esconda e não se apa-
gue em mim o seu fulgor.
Sim, eu quero que o meu amor
ajude o meu irmão a caminhar
guiado por tua mão, em tua lei,
em tua luz, Senhor.
1. Esta terra, os astros, o sertão em
paz, esta flor e o pássaro feliz que
vês, não sentirão, não poderão ja-
mais viver esta vida singular que
Deus nos dá.

2. Em minha alma, cheia do amor de
Deus, palpitando a mesma vida
divinal, há um resplendor secreto do
infinito ser; há um profundo germi-
nar de eternidade.
3. Quando eu sou um sol a transmitir a
luz, e meu ser é templo onde habita
Deus, todo o céu está presente den-
tro de mim, envolvendo-me na vida
e no calor.
4. Esta vida nova, comunhão com Deus,
no batismo, aquele dia, eu recebi,
vai aumentando sempre e vai me
transformando, até que Cristo seja
todo o meu viver.

Cantar à Vida Sempre

28

0041. Sinais de luz C - Am

Célia Maria Bernardo de Souza

1. Num mundo marcado com tanta
injustiça e opressão, eu fui batizado
em nome de Deus p’ra uma missão:
Jesus me chamou, me ungiu com um
sinal, p’ra eu ser neste mundo sua
luz e seu sal. Eu quero tornar todo
este povo igual.

2. Diante de Deus nesta vida ninguém
se exclui. Nós fomos chamados para
testemunhar a Cristo Jesus. Faça-
mos da vida uma total pregação,
buscando o Cristo na pessoa do ir-
mão, que anseia na vida uma outra
posição.

3. Deixando minha casa e tudo que é
meu p’ra ir semear a boa semente,
a Palavra de Deus que é evangelizar.
Não penso em mim mesmo, vou
sempre a sorrir, nos meus passos
lentos Deus vai me seguir, e a quem
encontrar ensino a repartir.

4. Num mundo habitado de homens
cansados por falta de Deus. Na era
da máquina onde tudo é matéria
Jesus me escolheu. Que eu saiba
aceitar o peso da cruz, por onde eu
passar testemunhar Jesus. Tornan-
do os homens sinais vivos de luz.

0042. Mensageiro
do Senhor

E

Antônio da C. Ferreira

1. Pelo batismo recebi uma missão, vou
trabalhar pelo reino do Senhor, vou
anunciar o evangelho para os povos,
vou ser profeta, sacerdote, rei, pas-
tor. Vou anunciar a boa nova de
Jesus, como profeta recebi esta mis-
são. Aonde eu for serei fermento, sal
e luz, levando a todos a mensagem
de cristão.

2. O Evangelho não pode ficar parado.
Vou anunciá-lo, esta é a minha obri-
gação. A messe é grande e precisa
de operários. Vou cooperar na
evangelização. Sou mensageiro,
enviado do Senhor. Onde houver
trevas quero levar a Luz. Quero dizer
a todos que Deus é pai, anunciando
a mensagem de Jesus.

3. Quem perguntar por que Jesus veio
ao mundo, logo direi: foi p’ra salvar
a humanidade. P’ra libertar o ho-
mem da escravidão e dar a ele uma
nova oportunidade. Pois os profetas
já vinham anunciando a sua vinda e
qual a finalidade. Jesus profeta, sa-
cerdote, rei, pastor veio ensinar-nos
o caminho da verdade.

4. Mesmo sofrendo calúnia e persegui-
ção, vou procurar viver em comuni-
dade. Onde houver ódio, vingança e
injustiça, quero levar o amor e a
caridade. Sou missionário e por isso
quero lutar, p’ra levar meus irmãos
à eternidade. Vamos louvar e bendi-
zer o nosso Deus, vivendo juntos a
nossa fraternidade.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

29

0043. Alegres vamos

D

Ir. Míria T. Kolling, icm

Ref.: Alegres vamos à casa do Pai,
e na alegria cantar seu louvor.
Em sua casa somos felizes:
participamos da ceia do amor.

1. A alegria nos vem do Senhor;
seu amor nos conduz pela mão.
Ele é luz que ilumina o seu povo;
com segurança, lhe dá a salvação.

2. O Senhor nos concede os seus bens;
nos convida à sua mesa sentar.
E partilha conosco seu pão;
somos irmãos ao redor deste altar.

3. Voltarei sempre à casa do Pai,
de meu Deus cantarei o louvor.
Só será bem feliz uma vida que
busca em Deus a sua fonte de amor.

0044. Juntos

como irmãos

C

Pe. J. Weber, svd

Ref.: Juntos como irmãos, membros da
Igreja, vamos caminhando.
Vamos caminhando, juntos como
irmãos, ao encontro do Senhor.

1. Somos povo que caminha num de-
serto como outrora, lado a lado,
sempre unidos, para a terra prometida.

2. Na unidade caminhemos: foi Jesus
quem nos uniu. Nosso Deus hoje
louvemos, seu amor nos reuniu.

3. A Igreja está em marcha: a um
mundo novo vamos nós, onde reina-
rá a paz, onde reinará o amor.

0045. Com a Igreja
subiremos

G

Ir. M. C. Villac

Ref.: Com a Igreja já subiremos
ao altar do Senhor.

1. Toda a Igreja aqui está para o encon-
tro com Deus. Ele mesmo o marcou
para nós filhos seus.

2. Entre nós e o Pai santo está Jesus
nosso irmão: mediador, sacerdote,
nosso ponto de união.

3. Rezaremos com Cristo o perfeito
louvor e seremos do Pai uma ima-
gem de amor.

0046. Abre, Senhor,
os meus lábios

D

Fr. Luís C. Susin

1. Abre, Senhor, os meus lábios, pois
quero entoar a canção, que vem da
fonte da vida e toma o meu coração.

Ref.: Abre, Senhor, os meus lábios
e toma o meu coração.

2. Tu és rochedo que salva nas águas
do mar desta vida; é teu o abismo
profundo, é tua a montanha infinita.

3. Tu és um Deus diferente que rompe,
liberta, alivia; um coração, mesmo
duro, tu o transformas num dia.

4. Hoje eu canto a alegria de estar
com teu povo unido. Sim, somos
teus consagrados, reunidos ao
som deste hino.

5. Quando a vida se torna deserto de
dura aflição, que nós possamos ou-
vir-te, mostrando-nos a direção.

Cantar à Vida Sempre

30

0047. Estes lábios meus

- Salmo 95

D

1. Este lábios meus,
vinde abrir, Senhor. (bis)
Cante esta minha boca
o vosso louvor. (bis)

2. Vinde, um canto novo
ao Senhor cantai. (bis)
Seu nome, ó terra inteira,
vinde celebrar. (bis)

3. /:Dia após dia cantai sua vitória.:/
/:Entre os povos todos
proclamai sua glória.:/
4. /:Nada são os grandes,
tudo é ilusão.:/ /:Quem fez os
céus merece nossa louvação.:/
5. Céus e terra dancem
de tanta alegria. (bis)
Trazei-lhe as ofertas
de nossa pobreza. (bis)
6. Glória ao Pai, ao Filho
e ao Santo Espírito. (bis)
Glória à Trindade santa,
glória ao Deus bendito. (bis)

0048. E todos

repartiam o pão

E

Pe. E. Peixoto

Ref.: /:E todos repartiam o pão, e não
havia necessitados entre eles.:/

1. Nossos irmãos repartiam os seus
bens, fraternalmente, tinham tudo
em comum; e era grande a alegria e
união, no dia-a-dia e ao partir o pão.

2. Hoje de novo a Palavra nos reúne e,
com a mesma união e alegria, va-
mos na ceia do Senhor partir o pão,
para depois repartir com nosso irmão.

0049. Somos um povo
que alegre vai

G

Pe. J. R. Galvão

Ref.: Somos um povo que alegre vai
marchando, dia a dia ao encon-
tro do Pai. Aqui reunidos, nós
participamos desta Igreja Santa
que pro céu vai caminhando.

1. Todos congregados pelo amor
do Senhor, nossa voz unida
cantará o seu louvor.

2. Todos peregrinos pela terra
passamos, nossa fé ardente
vai o mundo iluminando.

3. Temos a alegria de viver como
irmãos, entre nós começa
a unidade dos cristãos.

4. A esperança fala de um mundo
melhor, onde não existe
mais tristeza nem dor.

0050. Conversão, justiça,
comunhão e alegria
E

Ref.: Conversão, justiça, comunhão
e alegria, no cristão,
é missão de cada dia. (bis)
1. Feliz quem tem coração de pobre,
dele é o Reino, Cristo falou.
Grito de fé e de esperança
num só caminho de paz e amor.
2. Feliz o manso e oprimido
que a boa nova anunciou.
Grito de fé e de esperança
num só caminho de paz e amor.
3. Feliz também é o perseguido,
do irmão a dor o preocupou.
Grito de fé e de esperança
num só caminho de paz e amor.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

31

0051. Venha, povo
de Deus

C

L.: Mª de Fátima de Oliveira - M.: Sinei P. do Amaral

Ref.: Venha, povo de Deus, celebrar,
nosso encontro de fraternidade.
É Jesus, nosso Mestre e Senhor,
que nos chama a viver
na unidade.
1. Ó Senhor, nós chegamos felizes,
a verdade queremos ouvir.
Tua Palavra é luz que ilumina,
os caminhos que vamos seguir.
2. Educar para a vida a pessoa,
deve ser compromisso cristão.
Ó Senhor, que a justiça e o amor
sejam metas da educação.
3. Nova aurora de vida e esperança
nós buscamos aqui, ó Senhor.
Cidadãos com direitos iguais,
pura imagem de Deus criador.
4. Os valores do reino, um dia, nós
possamos alegres viver. A família,
a escola, a Igreja sejam forças
que os façam crescer.

0052. Gente da esperança

- CF 2000

G

1. Somos gente da esperança que ca-
minha rumo ao Pai. Somos povo da
Aliança que já sabe aonde vai.
Ref.: De mãos dadas a caminho,
porque juntos somos mais,
pra cantar o novo hino
de unidade, amor e paz.
2. Para que o mundo creia, na justiça e
no amor, formaremos um só povo,
num só Deus, um só Pastor.
3. Todo irmão é convidado para a festa
em comum: celebrar a nova vida,
onde todos sejam um.

0053. Tu és minha vida Em

1. Tu és minha vida, outro Deus não há.
Tu és minha estrada, a minha verda-
de. Em tua palavra eu caminharei,
enquanto eu viver e até quando tu
quiseres. Já não sentirei temor, pois
estás aqui. Tu estás no meio de nós.
2. Creio em ti, Senhor, vindo de Maria.
Filho eterno e Santo, homem como
nós. Tu morreste por amor, vivo
estás em nós, unidade trina com o
Espírito e o Pai. E um dia, eu bem sei,
tu retornarás e abrirás o Reino dos céus.
3. Tu és minha força, outro Deus não
há. Tu és minha paz, minha liberda-
de. Nada nesta vida nos separará em
tuas mãos seguras minha vida guar-
darás. Eu não temerei o mal, Tu me
livrarás e no teu perdão viverei.

0054. Te amarei, Senhor F

1. Me chamaste para caminhar na
vida contigo. Decidi para sempre
seguir-te, não voltar atrás.
Me puseste uma brasa no peito e
uma flecha na alma. É difícil agora
viver sem lembrar-me de ti.
Ref.: Te amarei, Senhor. Te amarei,
Senhor. Eu só encontro a paz e
a alegria bem perto de ti. (bis)
2. Eu pensei muitas vezes calar e não
dar nem resposta. Eu pensei na fuga
esconder-me, ir longe de ti. Mas tua
força venceu, e ao final eu fiquei
seduzido. É difícil agora viver sem
saudades de ti.
3. Ó Jesus, não em deixes jamais cami-
nhar solitário. Pois conheces a mi-
nha fraqueza e o meu coração. Vem,
ensina-me a viver a vida na tua
presença, no amor dos irmãos, na
alegria, na paz, na união.

Cantar à Vida Sempre

32

0055. Quando bem cedo C

1. Quando bem cedo, venho a ti
Sempre te encontro, retorno a ti.

Ref.: Somente um canto, no coração
Uma palavra, eterno amor.

2. O teu silêncio fala de paz
e me revela: Tu és amor.

3. Tua presença, viva e vibrante
lá nos espera, fonte de vida.

4. Se minha vida em ti repousa,
certo é o caminho que leva à paz.

0056. Cantar a beleza
da vida

F

1. Cantar a beleza da vida,
presente do amor sem igual.
Missão do teu povo escolhido.
Senhor, vem livrar-nos do mal.

Ref.: Vem dar-nos teu Filho, Senhor,
sustento no pão e no vinho.
E a força do Espírito Santo
Unindo teu povo a caminho.
2. Falar do teu Filho às nações,
vivendo como Ele viveu.
Missão do teu povo escolhido.
Senhor, vem cuidar do que é Teu.
3. Viver o perdão sem medida.
Servir sem jamais condenar.
Missão do teu povo escolhido.
Senhor, vem conosco ficar.
4. Erguer os que estão humilhados.
Doar-se aos pequenos, aos pobres.
Missão do teu povo escolhido.
Senhor, nossas forças redobre.
5. Andar os caminhos do mundo,
plantando teu Reino de paz.
Missão do teu povo escolhido.
Senhor, nossos passos refaz.

6. Faz ser este mundo um só povo,
fraterno a serviço da vida
Missão do teu povo escolhido.
Senhor, vem nutrir nossa lida.

0057. Quem és Tu
e quem sou eu?

G

Luiz Turra

Ref.: Quem és tu e quem sou eu?
Pés no chão e olhar no céu
Quem és tu e quem sou eu?
Sou teu filho, és meu Deus!

1. Tu és o Deus altíssimo e o sumo bem,
és santo uno e trino, és o Deus amor.
Tu és sabedoria, caridade e paz.
Tu és o único Senhor.

2. Tu fazes maravilhas, és criador.
Tu és a paciência, és a mansidão.
És rei onipotente, és amigo e Pai.
Tu és a nossa proteção.

3. Tu és nossa esperança, guarda e
defensor. Tu és nossa justiça, nossa
fé também. Tu és a fortaleza, tu és
o nosso Deus. És tudo a todos. Amém.

0058. Cristo é

o dom do Pai

A

Ir. Míria T. Kolling, icm

Ref.: Cristo é o dom do Pai que se
entregou por nós. Aleluia, aleluia.
Bendito seja o nosso Deus.

1. Dai graças a Deus, pois Ele é bom,
eterno por nós é seu amor.

2. Coragem e força Ele nos dá
fazendo-se nosso salvador.

3. Eu não morrerei, mas viverei
e assim louvarei o meu Senhor.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

33

0059. Bendito seja,
seja o Senhor

D

Zé Vicente

Ref.: Bendito seja, seja o Senhor, aquele
que vem salvar o seu povo. Bendito
seja, seja o Senhor, aquele que
ama e liberta o seu povo.

1. Do cativeiro o Senhor nos chamou,
e a terra nos ofereceu.
Um povo unido em marcha se pôs,
e a força do mal se rompeu.
2. Dos inimigos as armas quebrou,
e a força dos fracos dobrou.
Em nossa frente avança o Senhor,
vitória Ele nos confiou.
3. Sua presença certeza nos traz,
de termos a terra e a paz. Em
Jesus Cristo a palavra cumpriu,
e a vida cantou e sorriu.
4. Num sopro novo a injustiça venceu.
Em nós a esperança cresceu.
Sua mão bendita abate o opressor,
reúne os pequenos no amor.

5. Bendito seja o Deus criador, bendito
Jesus Redentor. Benditos pobres que
vivem a união, na terra, livres, reinarão.

0060. Numa terra distanteAm

1. Numa terra distante daqui, um povo
buscava sua libertação. Este povo
era um povo de escravos já sem
esperança no seu coração. Deste
povo surgiu um profeta, de sua vida
ao Senhor fez oferta: Ao ouvir a
Palavra de Deus, que é amor, o seu
povo libertou.
2. Mas aqui, neste chão, nossa terra,
um povo sofrido eleva suas mãos.
Fala alto o Senhor por suas vozes
que clamam justiça e libertação. Este
povo também tem profeta, de sua

vida ao Senhor faz oferta: Escutando
a Palavra de Deus o chamar, quer
seu povo libertar.

0061. Quem nos
separará?

G

Ref.: Quem nos separará? Quem vai
nos separar do amor de Cristo?
Quem vai nos separar?
Se Ele é por nós, quem será,
quem será contra nós?
Quem vai nos separar do amor
de Cristo, quem será?
1. Nem a espada, ou perigo, nem os
erros do meu irmão, nenhuma das
criaturas, nem a condenação.
2. Nem a vida, nem a morte,
a tristeza ou aflição.
Nem o passado, nem o presente,
ou o futuro nem a opressão.
3. Nem alturas ou abismos,
tampouco a perseguição,
nem a angústia, a dor ou a fome,
nem a tribulação.

0062. Hino ao amor
-
1Cor 13,4-7

A

Frei Fabreti, ofm

1. O amor não tem soberba, o amor não
tem vaidade. O amor é paciente, é o
amor também bondade.
Ref.: O amor é compassivo,
não suspeita nenhum mal.
Só no amor o amor se busca,
só o amor é dom total!
2. O amor tudo desculpa, o amor tem
confiança, o amor tudo suporta, o
amor tem esperança!
3. Não se alegra co’a injustiça, mas
somente co’a verdade. Não tem pró-
prios interesses, é unido à caridade.

Cantar à Vida Sempre

34

0063. Hino do amor

- 1Cor 13

G

1. Ainda que eu fale
as línguas dos homens.
Ainda que fale
a língua dos anjos.
Serei como bronze
que soa em vão,
se não tenho amor,
amor aos irmãos.

Ref.: O amor é paciente e tudo crê.
É compassivo, não tem rancor.
Não se alegra com a injustiça
e com o mal. Tudo suporta!
É dom total.

2. Ainda que eu tenha
vigor de profeta
e o dom da ciência, firmeza na fé.
Ainda que eu possa
transpor as montanhas.
Se não tenho amor,
de nada adianta.

3. Ainda que eu doe meus bens para os
pobres. Que deixe meu corpo em
chamas arder. Será como sonhos,
será tudo em vão, se eu não tenho
amor, amor aos irmãos.

0064. Monte Castelo

C

Legião Urbana

/:Ainda que eu falasse a língua dos
homens, e falasse a língua dos anjos,
sem amor eu nada seria.

É só o amor, é só o amor,
que conhece o que é verdade.

O amor é bom, não quer o mal.
Não sente inveja ou se envaidece.
Amor é fogo que arde sem se ver.

É ferida que dói e não se sente.
É um contentamento descontente.
É dor que desatina sem doer.

É um não-querer mais que bem querer.
É um solitário andar por entre a gente.
É um não contentar-se de contente. É
cuidar que se ganha em se perder. É um
estar preso por vontade. É servir a
quem vence, o vencedor. É um ter com
quem nos mata a lealdade. Tão contrá-
rio a si é o mesmo amor. Estou acorda-
do e todos dormem, todos dormem.:/

Agora vejo em parte,
mas então veremos face a face.

É só o amor, é só o amor,
que conhece o que é a verdade.

0065. Piedade

E

1. Senhor, que vieste salvar
os corações arrependidos.

Ref.: Piedade, piedade,
piedade de nós. (bis)

2. Ó Cristo, que vieste chamar
os pecadores humilhados.

3. Senhor, que intercedeis por nós
junto a Deus Pai que nos perdoa.

0066. Senhor, que
viestes salvar

1. Senhor, que viestes salvar,
os corações arrependidos.

Ref.: Piedade de nós,
piedade de nós. (bis)

2. Ó Cristo, que vieste chamar,
os pecadores humilhados.

3. Senhor, que intercedeis por nós,
junto a Deus Pai que nos perdoa.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

35

0067. Senhor,

tende piedade

D

1. Senhor, tende piedade
/:e perdoai a nossa culpa.:/
Porque nós somos vosso povo,
que vem pedir vosso perdão.

2. Cristo, tende piedade...

3. Senhor, tende piedade...

0068. Contrição

E

1. Perdoai-me outra vez, Senhor, nova-
mente eu me fechei dentro de meu
desamor. Vossa imagem eu mutilei.

Ref.: Perdoai-me, Senhor. Não vivi
minha vocação. Perdoai-me,
Senhor. Não amei o meu irmão.

2. Deveria ser vosso apóstolo mas pe-
quei por omissão. Eu também me
acomodei, fracassei vossa missão.

0069. Converte meu coração

1. Converte o meu coração, eu quero
recomeçar. Ensina-me a ser irmão
dos pobres e oprimidos. Confesso
meu egoísmo, eu penso demais em
mim. Teu sim para mim é não e se
dizes que não, eu insisto que sim.

Ref.: /:Converte o meu coração aos
pobres a quem tanto amas.
A ser também pobre me cha-
mas, converte o meu coração.:/

2. Converte o meu coração: eu quero
reaprender; ensina-me a ser irmão
daqueles que não têm nada. Confes-
so meu comodismo: é muito mais
fácil dar, e de novo aprender e de
fato mudar.

0070. Toma nossa vida

1. Senhor, tem piedade de nós,
somos o teu povo pecador.
Toma nossa vida de pecado e dor.
Enche o nosso espírito de amor.

2. Cristo, tem piedade de nós...

3. Senhor, tem piedade de nós...

0071. Perdão

Am

Ir. Paulo Petry, fsc

1. Meu Senhor e meu Deus,
eu pequei contra ti. A verdade
omiti. Perdão, Senhor, perdão.

2. Oh, amigo Jesus! Eu não te acolhi,
o meu coração fechei.
Perdão, Jesus, perdão.

3. Cristo, no meu irmão, eu também
te excluí e fraterno não fui.
Perdão, Senhor, perdão.

0072. Perdoa-nos, Senhor! E

Ir. Paulo Petry, fsc

1. Oh, Senhor, tem piedade de nós!
Tem piedade de nós! Perdoa hoje
a nossa ofensa e tem piedade de
nós. E tem piedade de nós.

2. Oh, Jesus, tem piedade de nós!
Tem piedade de nós!
Perdoa a falta de caridade
e tem piedade de nós.
E tem piedade de nós.

3. Oh, Senhor, tem piedade de nós!
Tem piedade de nós!
Perdoa sempre quando erramos
e tem piedade de nós.
E tem piedade de nós.

Cantar à Vida Sempre

36

0073. Pelos pecados

A

1. Pelos pecados, erros passados,
por divisões na tua Igreja, ó Jesus.

Ref.: Senhor, piedade! Senhor, pieda-
de! Senhor, piedade, piedade
de nós! [Cristo, piedade!] (bis)
2. Quem não te aceita,
quem te rejeita, pode não crer
por ver cristãos que vivem mal!
3. Hoje, se a vida é tão ferida, deve-se
à culpa, indiferença dos cristãos!

0074. Piedade de mim

D

L. versão: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: Alemanha

Ref.: Tem piedade de mim!
Cristo, piedade sim!
Tem piedade de mim!
Oh! Meu Senhor, piedade sim!
Tem piedade de mim!
Cristo piedade sim!
Oh! Meu Senhor, piedade sim.

1. Na minha vida me perdoa, se ser
pobre quero não. Quando fraco me
domina o querer e a ambição.

2. Pra pureza fecho os olhos, obediente
não sou não. Eu não sigo os teus
conselhos, e depois eu perco a paz.

3. Quando erro em meu caminho, e não
ouço a tua voz; Jesus Cristo eu te
peço, eu te peço o teu perdão.

0075. Senhor Jesus

E

L. versão: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: França

Senhor Jesus, tem piedade de nós.

Senhor Jesus, tem de nós compaixão.

Senhor Jesus, tem piedade de nós.

Senhor Jesus, tem de nós compaixão.

0076. Meu Deus
te peço perdão

Em

Frei Irineu Lucion

1. Meu Deus, te peço perdão
por não perdoar, te peço perdão
por meu desamor. Eu sei que não
correspondi ao teu amor de Pai.
Eu sei, a tua voz eu não quis mais
ouvir. Perdão! Perdão!

2. A tua mão estendida e o teu olhar,
meu Deus, pedindo pra voltar,
eu não suportei. Por isso, Pai,
aqui estou entregue ao teu amor,
em busca de mais vida,
em busca de paz. Perdão! Perdão!

0077. Pai, volto a ti

D

L. versão: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: Espanha

1. Querido Pai, cansado volto a ti. Faz
que eu conheça a tua amizade. Viver
pra sempre a alegria do perdão. Em
tua presença a festa celebrar. Ponho
em tuas mãos minhas culpas, oh
Senhor. Estou seguro de que és
sempre fiel. Dá-me a força para
poder andar, buscando em tudo fa-
zer tua vontade.
Ref.: Pai, busco teu amor.
Pai, volto a ti.
Sempre o teu filho sou.
Pai, volto a ti. (bis)
2. Eu reconheço, às vezes esqueci
que és meu Pai, que a meu lado
estás. Que sou teu filho, me queres
como sou; somente pedes minha
sinceridade. Quero sentir-te bem
junto a mim, Senhor. Ouvir tua voz
falando ao coração. Viver bem livre
com tua liberdade. Ser sinal vivo
da fraternidade.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

37

0078. O viajante

D

Pe. Zezinho, scj

1. Eu tinha tanta fome de ir embora, pra
ver a vida como a vida era. Pr'aquele
teu conselho eu não liguei. E agora
eu vejo o quanto eu errei.
Ref.: Manda-me um bilhete de regres-
so, ou venha me buscar, não ando
bem. Pensei que abandonar-te
era progresso. Mas sem o teu
amor não sou ninguém.
2. Peguei a minha herança e fui embo-
ra. De todos os manjares eu provei.
Não houve nada que eu não fiz lá
fora. Mas nem por isso me realizei.
3. Dinheiro, amores, droga, malandra-
gem. Eu tinha tudo isto e muito mais.
Gastei a minha herança na viagem.
Comprei a vida, mas não tenho paz.
4. Eu vi a vida como a vida era. E vi que
a vida às vezes dói demais. Viver
sem teu amor é uma quimera. Eu
volto a ser teu filho pra ter paz.
5. Aos poucos eu ensaio aquele abraço.
Que o filho arrependido dá no pai. Na
hora em que eu voltar ao teu regaço.
Te juro que eu não volto nunca mais.

0079. Se um dia caíres D

1. Se um dia caíres no caminho, não
digas nunca a teu pobre coração:
«és mau e traidor, ingrato e desleal.
Nem olhes mais para o céu, não tens
perdão».
Ref.: Rancor destrói um coração
que errou. Melhor usar
de mansidão e amor.
2. Corrige teu coração ferido dizendo:
«Amigo, coragem, vamos lá. Tente-
mos outra vez chegar até o fim.
E Deus é bom, Ele vai nos ajudar!»

0080. Eu canto a alegria,
Senhor

Dm

M.: A. Haddad

Ref.: Eu canto a alegria, Senhor,
de ser perdoado no amor!
1. Senhor, tende piedade de nós!
2. Cristo, tende piedade de nós!
3. Senhor, tende piedade de nós!

0081. Nós cantamos
aleluia

G

L.: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: Original da Alemanha, cf.
Nº 1070 deste livro de cantos.

Ref.: Nós cantamos Aleluia,
dando graças com louvor.
Faze em nós tua vontade.
Obrigado, oh Senhor!

1. Pela noite que nos dás,
pra podermos descansar,
repousando em tua santa paz.
2. Pelo sol de cada dia, pela água, o ar,
a terra, pela dor e mais pela alegria.
3. Porque somos bons amigos,
nos amamos como irmãos.
Tudo isso vem de tuas mãos.
4. Tu quiseste nos salvar,
e vieste te encarnar,
em Maria, virgem, nossa mãe.
5. É teu corpo a comida, o teu sangue a
bebida. Tua lei, somente o amor.
6. Ao morrer, por nós na cruz,
Tu nos dás o teu perdão,
Servo humilde, Cristo rei, Jesus.
7. És da morte o vencedor
e da vida o Senhor.
Tu renovas todo o nosso ser.
8. Com o Espírito e o Pai
és verdade, vida e luz,
o caminho por onde o povo vai.

Cantar à Vida Sempre

38

0082. Te deum

Em

1. Deus infinito, nós te louvamos e
nos submetemos ao teu poder.
As criaturas no seu mistério
cantam a beleza de quem lhes deu
o ser. Todos os povos sonham e
vivem nesta esperança
de encontrar a paz.
Suas histórias todas apontam para
o mesmo rumo, onde Tu estás.
Ref.: /:Santo, Santo, Santo,
Santo, Santo, Santo.
Todo-Poderoso é o nosso Deus:/
2. Senhor Jesus Cristo, nós te louvamos
e te agradecemos teu imenso amor.
Teu nascimento, teu sofrimento trou-
xe vida nova, onde existe a dor. Nós
te adoramos e acreditamos que és o
Filho Santo, do nosso Criador. E
professamos tua verdade que na
humanidade plantou tamanho amor.
3. Deus infinito, teu Santo Espírito
renova o mundo sem jamais
cessar. Nossa esperança,
nosso projeto só se realizam,
quando Ele falar. Todo-Poderoso,
somos o teu povo que na
esperança vive a caminhar.
Dá que sejamos teu povo santo que
fará do mundo teu trono e teu altar.

0083. Glória a

Deus Trindade

G

1. Glória a Deus trindade, que primeiro
nos amou. Deus comunidade,
que em Jesus se revelou.
Ref.: Viver e conviver em comunhão.
/:Glória, glória, aleluia!
Eis a nossa vocação!:/

2. Glória ao Filho amado, que o Pai vem
anunciar, grande boa-nova para os
homens libertar.
3. Glória ao Santo Espírito, que o mundo
revelou. Vem e ensina a todos o que
o Filho nos falou.

0084. Canto dos
três jovens

A

1. De Deus criaturas e todos mortais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais?
Ó anjos celestes, que a Deus adorais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais.

Ref.: Bendito sejais,
ó Pai, criador,
Pai santo e Senhor,
bendito sejais. (bis)
Três jovens de fé
desafiaram o rei
e no fogaréu
louvaram a Deus. (bis)

2. Estrelas e lua e sol que brilhais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais.
Ó noites e dias, manhãs que raiais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais.

3. Ó ventos e nuvens que as chuvas
formais. Dizei-lhe cantando bendito
sejais. Montanhas e vales que o
mundo enfeitais. Dizei-lhe cantando
bendito sejais.

4. Florestas e campos, lavouras quin-
tais. Dizei-lhe cantando bendito
sejais. Ó aves e peixes e os animais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais.

5. Crianças e jovens, ó filhos e pais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais.
Profetas e justos, de Cristo sinais.
Dizei-lhe cantando bendito sejais.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

39

0085. Glória e louvor

A

Frei Irineu Lucion

1. Glória ao Pai, glória ao Filho,
glória ao Espírito Santo de amor.
Ao Deus da vida, ao Deus da paz:
louvor e glória, glória e louvor.

0086. Honra, glória,
poder e louvor

F

Pe. José Weber, svd

Ref.: /:Honra, glória, poder e louvor
a Jesus, nosso Deus e Senhor!:/
1. É Ele o pão que se vai repartir:
o pão da palavra que vamos ouvir.
2. O homem não pode viver só de
pão, mas vive quem guarda a
palavra de Deus.

0087. Glória a Deus
nos céus

G

Pe. Ney Brasil

Ref.: Glória a Deus nos céus
e na terra paz aos homens!
Glória, aleluia!

1. Glória ao Pai, o criador,
seu poder nos chamou a vida.

2. Glória ao Filho redentor,
sua cruz reconciliou-nos.

3. Glória ao Espírito de amor,
sua graça é que nos renova.

0088. Glória a Deus na
imensidão

G

L.: Pe. A. Pedrini - M.: Pe. Zezinho, scj

Ref.: Glória a Deus na imensidão
e paz na terra
ao homem, nosso irmão. (bis)

1. Senhor, Deus Pai,
criador onipotente,
nós vos louvamos
e vos bendizemos
por nos terdes dado
o Cristo salvador.

2. Senhor Jesus, unigênito do Pai,
nós vos damos graças
por terdes vindo ao mundo,
feito nosso irmão,
sois nosso redentor.

3. Senhor, Espírito Santo, Deus amor,
nós vos adoramos e vos glorificamos
por nos conduzirdes
por Cristo a nosso Pai.

4. Glórias ao Pai e a Cristo sejam dadas,
glórias ao Espírito Santo sem cessar,
agora e para sempre,
por toda eternidade.

0089. Glória a Deus no mais
alto dos céus

A

David Julien - Versão: Pe. C. Alberto

Ref.: Glória a Deus
no mais alto dos céus!

1. Glória a Deus, nosso Pai,
seu poder nos criou.

2. Glória a Cristo, seu Filho,
que nos resgatou.

3. Glória ao Espírito Santo,
que nos confirmou.

0090. Glória

A

Ref.: Aleluia, aleluia, aleluia,
aleluia! Glória ao Senhor! (bis)

1. Glória ao Senhor, nosso Pai! Glória ao
Senhor, Jesus Cristo! Glória ao Espí-
rito Santo! Glória ao Senhor!

Cantar à Vida Sempre

40

0091. Glória, glória,
aleluia

G

Ref.: Glória, glória, aleluia. Glória,
glória, aleluia. Glória, glória,
aleluia, louvemos ao Senhor.

1. Na beleza do que vemos Deus nos
fala ao coração. Tudo canta Deus é
grande, Deus é bom e Deus é Pai. É
seu Filho Jesus Cristo que nos une
por amor. Louvemos ao Senhor.

2. Deus nos fez comunidade pra viver-
mos como irmãos, braços dados to-
dos juntos caminhemos sem parar.
Jesus Cristo vai conosco, Ele é jovem
como nós. Louvemos ao Senhor.

3. Jesus Cristo é alegria, Jesus Cristo é
amor. Da vitória sobre a morte deu a
todos o penhor. Venceremos as tris-
tezas, venceremos o temor. Louve-
mos ao Senhor.

0092. Glória do povo

Dm

Zé Vicente

1. Glória a Deus nas alturas,
na terra e no mar.
E paz seja entre os homens,
que desejam amar.
Glória sem fim será.

2. Glorificado seja o Cristo redentor,
nascido entre os pobres, o liberta-
dor. Glória sem fim, Senhor.

3. Glória ao divino Espírito, de graça e
luz. Força que nos sustenta, nos livra
e conduz. Glória sem fim, Jesus.

4. No céu cantam os anjos e na terra, o
povo. Unidos na esperança de um
mundo novo. Glória se fim, te louvo.

5. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
De justiça e de glória
a terra se encherá.
Amém, aleluia! Amém, aleluia!

0093. Glória dos
libertados

G

1. Glória a Deus nos altos céus! Paz na
terra a seus amados! A vós louvam,
rei celeste, os que foram libertados.

Ref.: Glória a Deus lá nos céus,
e paz aos seus. Amém!

2. Deus e Pai, nós vos louvamos,
adoramos, bendizemos;
damos glória ao vosso nome,
vossos dons agradecemos.

3. Senhor nosso, Jesus Cristo, unigênito
do Pai, vós, de Deus cordeiro santo,
nossas culpas perdoai!

4. Vós, que estais junto do Pai como
nosso intercessor, acolhei nossos
pedidos, atendei nosso clamor!

5. Vós somente sois o santo, o altíssimo,
o Senhor, com o Espírito Divino, de
Deus Pai no esplendor!

0094. Glória ao Pai,
dos homens

D

1. Glória ao Pai, dos homens, dos anjos,
do mundo o criador!

Ref.: Glória a ti, Senhor!

2. Glória ao Cristo, Filho de Deus,
nosso Irmão, redentor!

3. Glória a Deus, Espírito Santo
e santificador!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

41

0095. Eu quero viver

G

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: Eu quero viver. Eu quero amar.
Eu quero viver pra te amar,
Senhor. Eu quero viver
pra te louvar, Senhor.

1. Eu quero ser fraterno, acolher o
meu irmão. Amar Jesus Cristo
meu único Senhor, irmão de meus
irmãos, o nosso salvador.

2. Eu quero assumir a vida, e aceitar
viver em Deus Pai, que à vida por
amor nos chama hoje e sempre.
É nosso criador.

3. Eu quero proclamar no mundo e no
lar, Santo Espírito de Deus: luz,
força e calor. A Igreja, em seu
canto, aclama: és redentor.

4. Eu quero louvar, eu quero amar
Deus santo, uno e trino:
sagrada comunhão! A ti toda
honra, graça, glória e louvor.

0096. Eu louvarei

E

Ref.: Eu louvarei, eu louvarei, (bis)
eu louvarei o meu Senhor.

1. João viu o número dos redimidos
e todos louvavam ao Senhor.
Uns oravam, outros cantavam
e todos louvavam ao Senhor.
2. Todos unidos, alegres cantavam
glória e louvores ao Senhor:
Glória ao Pai, glória ao Filho,
glória ao Espírito de amor.
3. Somos filhos de ti, Pai eterno. Tu nos
criaste por amor: te adoramos, te ben-
dizemos e todos cantamos teu louvor.

0097. Canto da criação

Ref.: /:Louvado sejas, meu Senhor!
Louvado sejas, meu Senhor!:/

1. Pelo sol de cada dia, louvado...
Que aquece e dá vida, louvado...
Que ilumina o caminho, louvado...
De quem busca a verdade.
Quando a lua e as estrelas, louvado...
Brilham em noite serena, louvado...
Tu as puseste lá no céu, louvado...
A orientar os nossos passos.

2. Pela nossa mãe a terra, louvado...
Que nos dá a flor e a erva, louvado...
Sobre a terra trabalhamos, louva-
do... Pelo pão de cada dia. Por quem
sofre com coragem, louvado...
E perdoa por teu nome, louvado...
Pela paz que tu concedes, louvado...
A quem sofre por amor.

3. Pela morte que é de todos, louvado...
E que sinto cada instante, louvado...
E se vivo em tua vontade, louvado...
Dá sentido a toda a vida. Pelo amor
que há no mundo, louvado... Entre o
homem e sua esposa, louvado...
Pela vida das crianças, louvado...
Que este mundo fazem novo.

0098. Louvo a Deus

G

Ref.: Louvo a Deus. Louvo a Deus.
Louvo a Deus que é amor.
Louvo a Deus. Louvo a Deus.
Louvo a Deus que é amor.

1. Foi Ele quem fez todas as maravilhas.
Foi Ele quem fez a mim.
Pois todo universo é obra de amor.
Só Ele é Deus e Senhor.

Cantar à Vida Sempre

42

0099. Louvai, Deus

D

1. Louvai Deus, ó criaturas, louvai Deus
que nos criou. Louvai Deus, ó céu, ó
estrelas, louvai Deus nosso Senhor.

Ref.: Exaltai-o e bendizei-o
com alegria e com amor. (bis)

2. Louvai Deus, louvai ó lua, louvai Deus
que nos criou. Louvai Deus, louvai,
irmão sol, louvai Deus nosso Senhor.
3. Louvai Deus, ó mar, ó vento,
louvai Deus que nos criou.
Louvai Deus, ó noite, ó dia,
louvai Deus nosso Senhor.
4. Louvai Deus, aves e flores,
louvai Deus que nos criou.
Louvai Deus, ó rios, ó fontes,
louvai Deus nosso Senhor.
5. Louvai Deus, anjos e santos,
louvai Deus que nos criou.
Louvai Deus, ó povos, ó homens,
louvai Deus nosso Senhor.
6. Tudo louve o Pai e o Filho e o Paráclito
também. Tudo louve a Deus uno e
trino pelos séculos. Amém.

0100. Cântico das criaturas G

Zé Vicente

Ref.: Onipotente e bom Senhor,
a ti a honra, glória e louvor.
Todas as bênçãos de ti nos vêm.
E todo o povo te diz amém.
1. Louvado sejas nas criaturas.
Primeiro o sol lá nas alturas,
clareia o dia, grande esplendor.
Radiante imagem de ti, Senhor.
2. Louvado sejas, pela irmã lua.
No céu criaste, é obra tua.
Pelas estrelas, claras e belas.
Tu és a fonte do brilho delas.

3. Louvado sejas pelo irmão vento.
E pelas nuvens, o ar e o tempo.
E pela chuva que cai no chão.
Nos dás sustento, Deus da criação.
4. Louvado sejas, meu bom Senhor.
Pela irmã água e seu valor.
Preciosa e casta, humilde e boa.
Se corre, um canto a ti entoa.
5. Louvado sejas, ó meu Senhor,
pelo irmão fogo e seu calor.
Clareia a noite, robusto e forte.
Belo e alegre, bendita sorte.
6. Sejas louvado, pela irmã terra.
Mãe que sustenta e nos governa.
Produz os frutos, nos dá o pão.
Com flores e ervas sorri o chão.
7. Louvado sejas, ó meu Senhor.
Pelas pessoas que em teu amor,
perdoam, sofrem tribulação.
Felicidade em ti encontrarão.
8. Louvado sejas, pela irmã morte,
que vem a todos, ao fraco e ao
forte. Feliz aquele que em ti amar.
A morte eterna não o matará.
9. Bem aventurado quem guarda a
paz, pois o altíssimo satisfaz.
Vamos louvar e agradecer,
com humildade ao Senhor bendizer.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

43

0101. Louvado seja

G

Ref.: Louvado seja meu Senhor
Louvado seja meu Senhor
Louvado seja meu Senhor
Louvado seja meu Senhor

1. Por todas as suas criaturas.
Pelo sol e pela lua. Pelas estrelas do
firmamento. Pela água e pelo fogo.

2. Por aqueles que agora são felizes.
Por aqueles que agora choram.
Por aqueles que agora nascem.
Por aqueles que agora morrem.

3. O que dá sentido à vida é amar-te
e louvar-te, para que a nossa vida
seja sempre uma canção.

0102. Louvado seja meu
Senhor

G

Intr.: Hoje eu senti que o céu
pode estar aqui, dentro de cada
um, e consegui reconhecer que
o céu pode estar aqui
dentro de cada um, e agradecer.

1. Pelos campos e nas cidades. Pelas
praças e viadutos. Pelas trevas e a
claridade. Pelo nada e pelo tudo.
Pelos mares e nos desertos. Pelo sol
e pela chuva. Pelo errado ou pelo
certo. E por todas as criaturas.

Ref.: Louvado seja meu Senhor.
Louvado seja meu Senhor. (bis)

2. Pelas plantas e os animais. Pelos
pobres e pelos ricos. Pelos filhos
e pelos pais. Pelo átomo e o infi-
nito. Pelo sábio ou pelo ingênuo.
Nas canções que unem versos.
Pelo grande e pelo pequeno. E
por todo o universo.

0103. Louvado seja
meu Senhor

D

Ref.: Louvado seja meu Senhor
por todas suas criaturas.

1. /:Pela mulher que lava a roupa,
que cozinha, arruma a casa
e ainda sabe acarinhar.:/

2. /:Pelo trabalhador do campo
que arranca o pão da terra
para a fome não matar.:/
3. /:Pelo operário da cidade que sabe
fazer as coisas de a gente duvidar.:/
4. /:Pelas pessoas que se ajuntam
pra lutar por seus direitos
e o mundo melhorar.:/
5. /:Pelo cristão que se organiza
em sindicatos e outros grupos
para o mundo transformar.:/

0104. Deus é bom

A

1. Meu Deus é bom pra mim. Comigo
vai. Tão forte brilha o sol. A chuva
cai. Amor tão grande assim, só Cris-
to tem por mim. Direi até o fim: meu
Deus é bom pra mim.

0105. Porque és, Senhor,
o caminho

D

Ir. Míria T. Kolling, icm

1. Porque és, Senhor, o caminho,
que devemos nós seguir:

Ref.: Nós te damos, hoje e sempre,
toda glória e louvor. (bis)

2. Porque és, Senhor, a verdade,
que devemos aceitar:

3. Porque és, Senhor, plena vida,
que devemos nós viver.

Cantar à Vida Sempre

44

0106. Só no silêncio

D

1. Só no silêncio Deus se revela a você.
Só no silêncio que entendemos por
que. É importante calar,
para encontrar a paz.

Ref.: Agora é hora de silêncio interior,
de deixar Cristo falar,
sua mensagem de amor. (bis)

2. É fácil encontrar-se com Deus,
é só saber silenciar.
Em tudo Ele se encontra presente,
até no barulho do mar.

3. No céu imenso e azul,
no abraço do amigo.
Na lágrima e no sorriso,
no gesto de humildade.

0107. Só no silêncio

D

Versão: Ir. Paulo Petry, fsc

1. Só no silêncio Deus
se revela a você.
Só no silêncio
que entendemos por que.
É importante calar,
para encontrar a paz.

Ref.: Agora é hora
de silêncio interior,
de deixar Cristo falar,
sua mensagem de amor. (bis)

2. Fácil é encontrar-se com Deus,
é só saber, saber silenciar.
Em tudo Ele está,
Ele está a nos amar.

3. No imenso céu, na terra e no mar,
no abraço amigo,
nos tempos de paz,
na lágrima ou sorrindo,
no gesto de humildade.

0108. O silêncio
está cantando

F

Pe. Zezinho, scj

1. O silêncio está cantando uma canção
de amor e paz. O silêncio está rezan-
do uma oração por seu irmão.

Ref.: Muita gente vive sem amor
e tem solidão, mas aqui,
nesta casa do Senhor,
/:solidão, não existe não.:/

2. O silêncio está gritando, pedindo paz,
gritando amor. O silêncio está falan-
do: põe teu amor no teu Senhor.

0109. Meu espírito está C

Pe. Zezinho

Ref.: Meu espírito está.
Meu espírito está
em sintonia com meu Deus.

1. O Espírito de Deus
fez moradia no meu coração.
Sua paz me envolveu
e de alegria fiz esta canção.

2. No Espírito de Deus eu repousei
fazendo o que Ele diz
e meu Deus me respondeu
e deu-me a paz que faz eu ser feliz.

0110. O girassol

G

Ref.: O girassol inquieto procura a luz.
Ao ver o sol se veste de cor!
Assim meu ser
é todo uma súplica:
quero te encontrar, Senhor!

1. Na simplicidade segue os rastros do
bom Deus, criança a correr feliz.
Como um cristal atravessado pela
luz, a graça te envolverá.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

45

0111. A palavra de Deus
é um grito

Em

1. A Palavra de Deus é um grito de
susto, esperança e de dor: «Há um
mundo afogando uma flor. Há um
mundo afogando uma flor». É pala-
vra de Deus, é silêncio de quem
morre porque falou. Semente é que
ele calou. Semente é o que ele calou.

Ref.: Canta forte o que você já ouviu.
Deus nos fala
no que o mundo encobriu.

2. A palavra de Deus é imensa
se espalha em todo lugar.
/:Até aonde não pode estar.:/
É a palavra de Deus todo aquele
que luta pra poder ouvir.
/:Mais fundo, mais longe quer ir.:/

0112. Teu nome, Senhor

- Salmo 8

A

Jocy Rodrigues

1. Teu nome, Senhor, é tão bonito.
Tu moras no céu, lá nas alturas.
Até criancinhas pequeninas
já sabem que vences o inimigo.

2. Olhando pro céu que Tu fizeste,
eu vejo as estrelas, vejo a lua.
Entendo que o homem vale muito,
Pois tudo pra ele Tu fizeste.

3. Menor um pouquinho do que os
anjos, mas cheio de glória e de
valor. De ti recebeu valor e força
de tudo vencer e dominar.

4. Os bois e as ovelhas nos currais,
e o gado que pasta pelos campos,
os peixes do mar e os passarinhos,
e tudo o que corta o ar e as águas.

0113. Sou bom pastor
-
Salmo 22/23

F

Ref.: Sou bom pastor;
ovelhas guardarei.
Não tenho outro ofício,
nem terei.
Quantas vidas eu tiver,
eu lhes darei.

1. Maus pastores, num dia de sombra,
não cuidaram e o rebanho se per-
deu. Vou sair pelo campo, reunir o
que é meu, conduzir e salvar.

2. Verdes prados e belas montanhas
hão de ver o pastor, rebanho atrás.
Junto a mim, as ovelhas terão muita
paz; poderão descansar.

0114. Vós sois meu pastor
-
Salmo 22/23

E

Robert Jef

Ref.: Vós sois meu pastor, ó Senhor.
Nada me faltará, se me conduzis.

1. Em verdes pastagens feliz eu des-
cansei, em vossas águas puras eu
me desalterei.

2. No vale das sombras, o mal é vão
temer. Se vos tenho a meu lado, por
que desfalecer?

3. Pusestes minha mesa para o fes-
tim real. Ungistes-me a cabeça
com óleo divinal.

4. Transborda em minha taça um mis-
terioso vinho: consolo e alimento, ao
longo do caminho.

5. A luz e a graça vossa sem fim me
seguirão. E o céu em recompensa,
um dia me darão.

Cantar à Vida Sempre

46

0115. Pelos prados e campinas

- Salmo 22/23

D

1. Pelos prados e campinas verdejantes
eu vou. É o Senhor que me leva a
descansar. Junto às fontes de águas
puras repousantes eu vou. Minhas
forças o Senhor vai animar.

Ref.: Tu és, Senhor, o meu pastor.
Por isso nada
em minha vida faltará. (bis)

2. Nos caminhos mais seguros jun-
to dele eu vou. E pra sempre o
seu nome eu honrarei. Se eu
encontro mil abismos nos ca-
minhos, eu vou. Segurança
sempre tenho em suas mãos.

3. No banquete em sua casa, muito
alegre eu vou. Um lugar em sua
mesa me preparou. Ele unge minha
fronte e me faz ser feliz e transborda
a minha taça em seu amor.

4. Co’alegria e esperança, caminhando
eu vou. Minha vida está sempre em
suas mãos. E na casa do Senhor eu
irei habitar. E este canto para sem-
pre irei cantar.

0116. O Senhor
é meu pastor
-
Salmo 22/23

M.: Jocy Rodrigues

Ref.: O Senhor é meu pastor. Nada me
pode faltar. Onde houver muita
fartura, onde houver muita fartu-
ra, Ele aí vai me levar.

1. Para as fontes de água fria, Ele vai
me conduzir. Vou repousar, ganhar
forças, vou repousar, ganhar forças.
Que vontade de sorrir!

2. Por caminhos bem-traçados Ele me
fez caminhar. Nas passagens peri-
gosas, nas passagens perigosas, ele
vem me acompanhar.

3. Me prepara mesa farta, de invejar o
meu vizinho. Me abraça e me põe
perfume, me abraça e me põe per-
fume. Enche o meu copo de vinho.

4. Me acompanham noite e dia sua
força e seu amor. Vou morar na tua
casa, vou morar na tua casa, toda
vida, meu Senhor.

5. Glória ao Pai, glória a seu Filho, glória
ao Espírito Divino. Ao Pastor de nos-
sas vidas, ao Pastor de nossas vidas,
ofertamos este hino.

0117. O Senhor é meu pastor

Pe. Zezinho, scj

1. O Senhor é meu Pastor e nada,
nada me faltará. O Senhor é meu
Pastor e nada, nada me faltará.

2. Já me deu o suficiente nesta vida,
não peço mais. Já me deu o sufi-
ciente, já me deu o suficiente. Já
me deu amor e paz.

3. Por caminhos pontilhados de perigo;
vou sem temor. Sei que Deus está
comigo, sei que Deus está comigo.
Sei que Deus é meu Pastor.

4. Tua voz e teu cajado me conduzem;
estou em paz; só te peço em confi-
ança, que me dês perseverança.
Não te peço nada mais.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

47

0118. Eu só tentava
-
Salmo 31

E

Waldeci Farias

1. Eu só tentava viver me iludindo,
diante dos outros eu vivia fingindo.
Mas o silêncio a verdade gritava,
muito confuso e aflito eu ficava.

Ref.: /:A hipocrisia eu ponho de lado
e reconheço o erro que fiz.
É feliz quem foi perdoado.
Livre da culpa é muito feliz.:/

2. Já não podia! Não mais agüentei!
E o meu rosto então desvendei.
Reconheci ser aquilo que sou,
Deus me escolheu e me perdoou.

3. Livre é aquele que quer ser leal, nada
mais teme, nem mesmo o mal.
Se junto a Deus procura a verdade,
a própria noite se faz claridade!

0119. Ausência - Sl 41

F

Ronoaldo Pelaquim

Ref.: Por que chorar, meu coração?
Por que chorar, sem ter razão?
Confia em Deus, que é pastor,
confia em Deus, que é Senhor.

1. Tem muita sede a minha’alma,
sede de Deus, do Deus vivo.
Quando irei ver tua face,
meu Deus e meu Senhor?

2. Saudades tem a minha alma,
ao recordar por onde andei.
Ao ver meu povo de tão longe,
meu Deus e meu Senhor!

3. Meu alimento é meu pranto,
vivo a chorar de dia e noite.
Dizem ainda: «onde está Deus?»,
meu Deus e meu Senhor!

0120. Quão formosos - Sl 47

L.: J. Thomas Filho - M.: Frei Fabreti, ofm

1. Quão formosos são os pés de
quem deixa sua terra, seu lar pra
levar entre as nações o evangelho
do amor e da paz!
2. Povos todos aclamai e batei pal-
mas, vinde a Deus com brados de
alegria! Ele é grande sobre toda a
nossa terra, traz os povos e na-
ções em suas mãos.
3. Seu amor nos preparou a grande
herança para orgulho do eleito, o
bem-amado. Cantai hinos para o
nosso Deus, cantai! O Senhor é o
soberano desta terra!

0121. Nosso Deus é nossa
força -
Sl 46/45

M.: Reginaldo Veloso

1. Nosso Deus é nossa força. Nosso
Deus é nosso abrigo. Um socorro
sempre alerta contra todos os peri-
gos. Treme a terra, ruge o mar. Não
tememos seus bramidos. (bis)

Ref.: O Senhor dos que combatem
é conosco, está com a gente.
Ele é nossa fortaleza.
É o Deus que nos defende. (bis)

2. Corre um rio de alegria, pra cidade
onde está Deus. Deus está bem lá no
meio, ninguém pode com os seus.
Raia o dia, Ele os socorre. Vence o
mundo a voz dos céus. (bis)

3. Vinde ver suas maravilhas: Ele acaba
toda guerra, despedaça carros e
armas, joga tudo na fogueira. Te-
nham paz, pois Eu sou Deus, mais
que os povos, mais que a terra. (bis)

Cantar à Vida Sempre

48

0122. Como são belos G

1. Como são belos os pés do mensagei-
ro que anuncia a paz. Como são
belos os pés do mensageiro que
anuncia o Senhor.

Ref.: Ele vive, Ele reina,
Ele é Deus e Senhor. (bis)

2. O meu Senhor chegou com toda
glória. Vivo Ele está. Ele está bem
junto a nós, seu corpo santo a nos
tocar, e vivo, eu sei, Ele está.

Ref.: Ele vive (aleluia).
Ele reina (para sempre).
Ele é Deus (e Senhor). (bis)

0123. A ti convém o louvor
-
Salmo 65/64

M.: Ir. Celina Weschenfelder e Waldeci Farias

1. A ti convém o louvor, ó Deus, em
Sião. E a ti se cumprem os votos
porque ouves a minha oração.

2. Todo homem vem a ti, por causa
dos seus pecados. As faltas nos
esmagam, Senhor, mas tua bon-
dade é maior.

3. Desfrutando dos teus grandes dons
e vivendo contigo, Senhor, nossa
vida em resposta traduz teu gesto
infinito de amor.

4. Obras todas a cantar, em mil versos
bendizer. Maravilhas faz a mão do
Senhor, proclame o céu outra vez.

0124. O amor sempre me
acompanha -
Sl 91/90

M.: Fontanella

Ref.: O amor sempre me acompanha,
iluminando a minha vida. (bis)

1. Tu que estás protegido pelo altíssimo,
e que moras à sombra do Senhor,
dize a Deus: Sois, Senhor meu refú-
gio; sois meu Deus em quem posso
confiar.

2. Teu refúgio é Deus, o altíssimo. Por
abrigo escolheste o Senhor. Nenhum
mal poderá atingir-te. Nenhum dano
à tua casa chegará.

3. Porque Ele mandou a seus anjos te
guardarem no teu caminho. Eles vão
com sua mão proteger-te, para que
tu não possas tropeçar.

0125. Entoai ao Senhor
novo canto -
Sl 97 C

1. Entoai ao Senhor novo canto,
pois prodígios foi Ele quem fez.
Sua mão e o seu santo braço,
a vitória lhe deram de vez.

Ref.: Então os povos viram, o Deus
que nos salvou. Por isso ó terra
inteira, cantai louvor a Deus.

2. O Senhor revelou seus auxílio.
Sua justiça aos povos mostrou.
Recordou-se de sua bondade,
em favor de seu povo fiel.

3. Celebrai ao Senhor com a harpa.
Com a lira, o saltério cantai.
Com tambores, cornetas e flautas,
aclamai ao Senhor Deus e Rei.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

49

0126. Salmo 107

L.: J. Thomas Filho - M.: Frei Fabreti, ofm

Ref.: Bem alegres cantai salmos
ao Senhor, o nosso Deus e
a nossa luz! Rendei graças!
Rendei graças ao Senhor, em
nome de Jesus. - Ef 5,19-20
1. Rendei graças ao Senhor por seu
amor e por tudo o que Ele faz aos
filhos seus. Celebrai com sacrifício de
louvor o nosso Deus! - Sl 107,21-22
2. Alegrai-vos, ó nações, em toda a
terra com o canto de louvor ao nosso
Deus. Dêem glória para sempre, ao
Senhor, os corações! - Sl 107,4
3. O Senhor está à frente do seu povo.
Sua mão ampara o fraco e o sofre-
dor. Aos que sofrem Ele traz liberta-
ção em seu amor! - Sl 107,12-13

0127. Ecce quam bonum

- Salmo 132

D

Ref.: Ecce quam bonum
et quam jucundum,
habitare fratres in unum!

1. Sicut unguentum in capite; quod
descendit in barbam, barbam Aaron;

2. Quod descendit in oram
vestimenti ejus; sicut ros Hermon,
qui descendit in montem Sion.

3. Quoniam illic mandavit
Dominus benedictionem,
et vitam usque is sæculum.

4. Gloria Patri et Filio, et Spiritui Sancto.

5. Sicut erat in principio, et nunc et
semper, et in sæcula sæculorum.
Amen.

0128. Em coro a Deus louve-
mos -
cf. Sl 135

D

M.: Fr. Luís. C. Susin

1. Em coro a Deus louvemos:
eterno é seu amor!

Pois Deus é admirável:

eterno é seu amor!

Ref.: Por nós fez maravilhas,
louvemos o Senhor. (bis)
2. Criou o céu e a terra: eterno...
Criou o sol e a lua: eterno...
3. Fez águas, nuvens, chuvas: eterno...
Fez pedras, terras, montes: eterno...
4. Distribuiu a vida: eterno...
na planta, peixe e ave: eterno...
5. E fez à sua imagem: eterno...
o homem livre e forte: eterno...
6. Na história que fazemos: eterno...
Deus vai à nossa frente: eterno...

0129. Ao Senhor dos
senhores
- Sl 136 G

1. Ao Senhor dos senhores, cantai!
Ao Senhor, Deus dos deuses, louvai!
Maravilhas só Ele é quem faz.
Bom é Deus. Ao Senhor, pois, amai!
Com saber, Ele fez terra e céu.
Sobre as águas a terra firmou.
Para o dia reger, fez o sol,
e as estrelas pra noite criou.

Ref.: Porque eterno é seu amor por
nós. Eterno é seu amor. (bis)

2. Primogênitos todos feriu, do Egito,
um povo opressor. E dali Israel fez
sair. O poder de sua mão o salvou.
No mar bravo Ele fez perecer
os soldados e o tal Faraó.
Aliança Ele fez com Israel,

Cantar à Vida Sempre

50

no deserto seu povo guiou.

3. Poderosos sem dó abateu.
A famosos reis desbaratou.
Sua terra Israel recebeu, como
herança a seu povo entregou.
Se lembrou de nós na humilhação.
Ao Senhor, Salvador, proclamai!
Dele nós recebemos o pão.
Ao Senhor, Deus dos céus, celebrai!

0130. Tu me conheces

- Salmo 138

Dm

1. Tu me conheces quando estou sen-
tado, Tu me conheces quando estou
de pé; Vês claramente quando estou
andando, quando repouso Tu tam-
bém me vês. Se pelas costas sinto
que me abranges, também de frente
sei que me percebes... Para ficar
longe do teu espírito, o que farei?
Aonde irei? Não sei.

Ref.: Para onde irei? Para onde fugirei?
Se subo ao céu ou se me prostro
no abismo, eu te encontro lá! Para
onde irei? Para onde fugirei? Se
estás no alto da montanha
verdejante ou nos confins do mar.

2. Dá-me tuas mãos, ó meu Senhor
bendito, benditas sejam sempre as
tua mãos. Prova-me, Deus, e vê
meus pensamentos. Olha-me, Deus,
e vê o meu coração. Livra-me, Deus,
de todo mau caminho. Quero viver,
quero sorrir, cantar. Pelo caminho
da eternidade, Senhor, terei toda a
felicidade.

0131. Por melhor que seja
alguém -
Salmo 145 F

M.: Waldeci Farias

1. Por melhor que seja alguém
chega o dia em que há de faltar.
Só o Deus vivo a palavra mantém
e jamais Ele há de falhar.

Ref.: Quero cantar ao Senhor, sempre,
enquanto eu viver. Hei de provar
seu amor, seu valor e seu poder.

2. Nosso Deus põe-se do lado
dos famintos e injustiçados,
dos pobres e oprimidos,
dos injustamente vencidos.

3. Ele barra o caminho dos maus,
que exploram sem compaixão,
mas dá força ao braço dos bons,
que sustentam o peso do irmão.

4. Esse é o nosso Deus,
seu poder permanece sempre.
Sua força é a força da gente,
vamos todos louvar nosso Deus!

0132. Eu te exaltarei

- Salmo 147

G

1. Eu te exaltarei, meu Deus e rei,
por todas as gerações. És o meu
Senhor, Pai que me quer no amor.

Ref.: Entoai ação de graças e cantai um
canto novo. Aclamai a Deus Javé.
Aclamai com amor e fé.

2. Eu vou reunir Jerusalém pra te
louvar, ó Senhor.
Te glorificar, ao dar-me a tua paz.

3. Ao me revelar a tua lei,
as tuas mãos eu senti. Sim, te
louvarei enquanto eu existir.

0133. Escutemos,
hoje e sempre

G

L.: Mª de Fátima de Oliveira - M.: Farid Habib

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

51

Ref.: Escutemos, hoje e sempre, a
palavra do Senhor. Ele educa o
seu povo, na verdade e no amor.

1. Quem habita ao abrigo do altíssimo e
vive à sombra do Senhor onipotente
diz ao Senhor: Sois meu refúgio e
proteção, sois o meu Deus, no qual
confio inteiramente.
2. Nenhum mal há de chegar perto de ti,
nem a desgraça baterá à tua porta:
Pois o Senhor deu uma ordem a seus
anjos para em todos os caminhos te
guardarem.
3. Haverão de te levar em suas mãos,
para o teu pé não se ferir nalguma
pedra: passarás por sobre cobras e
serpentes, pisarás sobre leões e
outras feras.
4. «Porque a mim se confiou, hei de
livrá-lo e protegê-lo, pois meu nome
ele conhece. Ao invocar-me hei de
ouvi-lo e atendê-lo e a seu lado eu
estarei em suas dores.»

0134. Salve, Senhor

D

L.: P. Almir G. Reis (Ref.) Mª de Fátima de Oliveira
(Versos) - M.: Eriberto de Jesus Carvalho

Ref.: Salve, Senhor, mestre do amor
vem libertar, vem educar.
Nova esperança e vida plena
tua palavra vem nos dar.
1º domingo: Não só de pão vive o
homem, mas da palavra divina.
Força de vida e de esperança,
luz que nos guia e ilumina.
2º domingo: Enquanto Cristo rezava,
seu nome foi revelado.
Quem ora, unindo-se a Ele,
também será transformado.
3º domingo: O agricultor paciente,

espera o fruto na paz.
O educador persistente crê na
mudança e a faz.
4º domingo: O Pai, que acolhe seu
filho, revela o seu coração.
O amor transforma a pessoa,
perdoa sempre o irmão.
5º domingo: Atire a pedra primeiro
quem se julgar sem pecado.
O pecador se transforma, ao se
sentir perdoado.

0135. Fala, Senhor, teus
amigos escutam

C

Ir. Míria T. Kolling, icm

Ref.: Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.

1. Fala, Senhor, teus amigos escutam.

2. Quem ama a Deus
guarda a sua palavra.

0136. A escritura dos dois
testamentos

E

Cavalini

1. A escritura dos dois testamentos
é palavra inspirada por Deus,
é o Pai educando seus filhos,
é o Pai revelando-se aos seus.

Ref.: Nós amamos a Bíblia sagrada,
paternal testamento de Deus.
2. Profecias, exemplos, doutrina
aprendamos, fazei-nos, Senhor,
conhecer-vos na Bíblia sagrada,
de que sois principal escritor.
3. Firmemente apegados à Igreja,
nossa mestra infalível e guia,
conheçamos a Bíblia sagrada
por amor a Jesus e Maria.

Cantar à Vida Sempre

52

0137. Vai falar

no Evangelho

G

Ir. Míria T. Kolling, icm

1. Vai falar no Evangelho.
Jesus Cristo, aleluia. Sua palavra
é alimento, que dá vida, aleluia.

Ref.: Glória a ti, Senhor,
toda a graça e louvor. (bis)
2. A mensagem da alegria ouviremos,
aleluia. E de Deus as maravilhas
cantaremos, aleluia.

0138. Aleluia, aleluia,
aleluia!

G

Ref.: Aleluia, Aleluia, Aleluia!
1. Se alguém quer vir após mim, diz
Jesus, deve tomar cada dia sua cruz.
2. O que recebe o talento
e não o enterra é neste mundo
uma luz, sal da terra.

0139. Aleluia, rendei graças

L.: J. Thomas Filho - M.: Frei Fabreti, ofm

Ref.: Aleluia, aleluia, aleluia.
Aleluia, aleluia, aleluia.

1. Rendei graças ao Senhor,
porque eterno é seu amor! (bis)

0140. Aleluia, cantamos
vibrando

A

1. Aleluia, cantamos vibrando,
ao ouvir o evangelho, de pé.
Fala o Espírito Santo a nós quando
a palavra a colhemos com fé.

2. Aleluia! Aleluia! Nós cremos!
Mas iremos nós crer muito mais,

pois se aqui sons e letras colhe-
mos, luz e graça em nossa alma
semeais. Aleluia! Aleluia!

0141. Vamos aclamar
o Senhor

E

Ref.: Vamos aclamar o Senhor,
entre cantos de alegria.
Vamos aclamar o Senhor,
celebrar o nosso Deus.

1. Cantai um cântico novo, cantai a
Deus terra inteira. Porque Ele fez
maravilhas e deu-os a salvação!

2. Fez aliança de amor em Jesus
Cristo, seu Filho, o nosso
libertador, a nossa luz e caminho.

0142. Jesus Cristo,
vem falar
- CF 92 G

Ref.: Jesus Cristo, vem falar.
Sempre falas com amor.
Nas feições da juventude,
eu te vejo, meu Senhor.
1. O homem não vive somente de
pão, mas de toda palavra da
boca de Deus.
2. Numa nuvem resplendente fez-se
ouvir a voz do Pai: «Eis meu Filho
muito amado, escutai o que Ele diz».

0143. No princípio
era a palavra

C

Ref.: Aleluia, Aleluia. (bis)
1. No princípio era a palavra, e a palavra
se encarnou. E nós vimos sua glória,
seu amor nos libertou.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

53

0144. Eu vim para escutarCm

1. Eu vim para escutar.

Ref.: Tua palavra. Tua palavra.
Tua palavra de amor. (bis)
2. Eu gosto de escutar.
3. Eu quero entender melhor.
4. O mundo inda vai viver.

0145. Bendita, bendita G

Waldeci Farias

Ref.: Bendita, bendita,
bendita a palavra do Senhor.
Bendito, bendito,
bendito quem a vive com amor.
1. A palavra de Deus escutai.
No evangelho Jesus vai falar.
A justiça do Reino do Pai
procurai em primeiro lugar!

0146. Tua palavra é vida

Ref.: Tua Palavra é vida, Senhor, a boa
nova nos congregou. Tua verda-
de é paz, é justiça e amor, no
irmão, o evangelho é salvação.

1. O Pai nos ama, seu amor é infinito,
por Jesus Cristo seu amor se revelou.

2. O mandamento de Jesus nos orienta.
Ele é a palavra que o Pai já proclamou.

0147. A palavra de Deus G

Frei Irineu Lucion

1. Vem escutar a palavra de Jesus.
Vem meditar a palavra de Jesus.
Ela é caminho que à vida nos conduz.
Vem escutar a palavra de Jesus.

2. Vai anunciar a palavra de Jesus.
Vai ensinar a palavra de Jesus.

Ela é caminho que à vida nos conduz.
Vai anunciar a palavra de Jesus.

0148. A palavra de Deus é a
verdade
- Sl 18,8.9

Bm

J. Gelineau

Ref.: A palavra de Deus é a verdade,
sua lei, liberdade.

1. A lei do Senhor é perfeita,
conforto para a alma; o teste-
munho do Senhor é verdadeiro,
sabedoria dos humildes.

2. Os preceitos do Senhor são
justos, alegria ao coração;
o mandamento do Senhor é reto,
esplendor para os olhos.

0149. Palavras santas

E

Ref.: Palavras santas do Senhor
eu gravarei no coração. (bis)

1. Vossa palavra é uma luz a iluminar.
O vosso povo em marcha alegre
para o Pai.

2. Palavra viva, penetrante e eficaz,
que nos dá força, nos dá vida,
amor e paz.

3. De muitos modos, Deus falou a
nossos pais, ultimamente
por seu filho nos falou.

Foto by Paulo Petry

Cantar à Vida Sempre

54

0150. Pela palavra de Deus D

Ref.: Pela palavra de Deus saberemos
por onde andar. Ela é luz e verda-
de, precisamos acreditar.

1. Cristo me chama, Ele é pastor.
Sabe meu nome: Fala, Senhor!

2. Sei que a resposta vem do meu ser,
quero seguir-te para viver.

3. Mãos estendidas pedem meu pão.
Devo parti-lo com meu irmão.

0151. Toda a palavra

Ref.: Toda palavra é uma semente
jogada no chão do coração.
Cabe ao cristão, com muito
amor, cuidar desta planta,
que os frutos virão, virão.

1. Palavras que trazem mensagens
de alguém que se deu por nós.
Que às vezes nos fazem tremer
por não as querermos viver.

2. Palavras bem escolhidas e prepara-
das com amor, enfim nos falam de
vida, que é o próprio Senhor.

0152. Palavra não
foi feita

Em

Ref.: Palavra não foi feita para dividir
ninguém. Palavra é a ponte
/:onde o amor vai e vem.:/

1. Palavra não foi feita para dominar,
destino da palavra é dialogar. Pala-
vra não foi feita para opressão. Des-
tino da palavra é união.

2. Palavra não foi feita para vaidade,
destino da palavra é a eternidade.
Palavra não foi feita pra cair no chão:
destino da palavra é o coração.

3. Palavra não foi feita para semear a
dúvida, a tristeza, ou o mal-estar:
destino da palavra é a construção de
um mundo mais feliz e mais irmão.

0153. Chegou a hora
da alegria

Em

Ref.: Chegou a hora da alegria
/:Vamos ouvir esta palavra
que nos guia.:/

1. Tua palavra vem chegando bem
veloz. Por todo canto hoje se escuta
tua voz. (bis) Aleluia, aleluia. (bis)

2. A tua lei, ó meu Senhor, é perfeição,
conforta a alma e nos educa para a
união. (bis) Aleluia, aleluia. (bis)

3. O mandamento de meu Deus é reti-
dão, é luz nos olhos e prazer no
coração. (bis) Aleluia, aleluia. (bis)

0154. É como a chuva

E

Ref.: É como a chuva que lava
É como o fogo que arrasa
Tua palavra é assim
Não passa por mim
Sem deixar um sinal. (bis)

1. Tenho medo de não responder
De fingir que não escutei. /:Tenho
medo de ouvir teu chamado, virar de
outro lado e fingir que não sei.:/
2. Tenho medo de não perceber, de não
ver teu amor passar. /:Tenho medo
de estar distraído, magoado e ferido
e então me fechar.:/
3. Tenho medo de estar a gritar, e
negar-te o meu coração. /:Tenho
medo do Cristo que passa, oferece
uma graça e eu lhe diga que não.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

55

0155. Bem feliz é o manso
e o pobre

G

1. Bem feliz é o manso e o pobre.
Vão a terra conquistar. Mansamente
vai a fonte grande rio se tornar.
Ref.: Aleluia! Aleluia! Liberdade
chegará! Pelas mãos de todo
um povo o evangelho falará.
2. Cresce o joio e cresce o trigo numa
mesma plantação. O futuro mostra à
gente o que vai poder ser pão.

0156. A minha paz
na sua paz

Em

Pe. Zezinho, scj

1. A minha paz na sua paz,
meu coração igual ao dele,
sua palavra eu ouvirei e viverei
para contar que Jesus Cristo é meu
irmão, que Jesus Cristo é nosso
irmão, por nós bateu seu coração.

0157. Em cada
homem novo

E

Ref.: Aleluia! Aleluia! Aleluia!

1. Em cada homem novo,
em toda criatura
em cujo coração
existe uma abertura,
essa palavra é vida,
é libertação, vivida na verdade
em Deus é salvação.

2. É muito mais feliz e bem-aventu-
rado aquele que na vida se sentir
chamado a ser perfeito como o
Pai celestial, promessa de Jesus,
convite universal.

0158. Ide pelo mundo

E

José Valdir Rodrigues

Ref.: Ide pelo mundo, pregai o
evangelho a toda criatura.

1. Se Deus Pai deu a missão a Jesus de
nos salvar, Cristo é que hoje nos
envia pelo mundo anunciar a palavra
de esperança para os jovens, para
os velhos, os adultos e as crianças:
todos creiam no evangelho.

2. A Igreja é missionária, pedras vivas
somos dela; é portanto necessária,
de nós todos, a parcela de labor
comprometido com o reino do Se-
nhor, e ele seja construído na paz,
justiça e amor.

3. Ser missionário é no mundo, seja
longe, ou seja perto, é levar, antes
de tudo, por meio de atos concretos,
a mensagem da salvação que Jesus
veio trazer para todos, sem distin-
ção, e aos que a queiram receber.

0159. Buscai primeiro

C

1. Buscai primeiro o Reino de Deus e a
sua justiça. E tudo mais vos será
acrescentado. Aleluia, aleluia.
2. Não só de pão o homem viverá, mas
de toda palavra que procede da boca
de Deus. Aleluia, aleluia.
3. Se vos perseguem por causa de mim,
não esqueçais o porquê. Não é o servo
maior que o Senhor. Aleluia, aleluia.

Cantar à Vida Sempre

56

0160. Creio em ti, Senhor E

Frei Irineu Lucion

1. Meu Deus, Tu és santo,
és Pai criador. Creio em ti, Senhor.
O céu e a terra criaste com amor.

Ref.: Creio em ti, Senhor. Eu creio
em ti. Creio em ti, Senhor.
2. Jesus, o teu Filho, entre nós quis
morar. Creio em ti, Senhor. Nasceu
de Maria e nos trouxe a paz.
3. Doando a sua vida, mais vida
gerou. Creio em ti, Senhor.
E venceu a morte na ressurreição.
4. O Espírito Santo, hoje, a Igreja
conduz. Creio em ti, Senhor.
Ao reino de Deus, plenitude de amor.

0161. Eu creio

G

Zé Vicente

1. Eu creio em ti, Deus-pai,
divino criador! Eu creio em ti,
Deus-mãe, fonte do puro amor.
/:Eu creio em ti, Deus-irmão,
luz na escuridão, Jesus libertador.:/
2. Não creio em Deus sem nome, sem
rosto e sem lugar. Não creio no Deus
dos homens que vive a escravizar.
/:Meu Deus é força de vida e a classe
oprimida vem firme livrar.:/
3. Creio na força nova vinda da união.
Creio no companheiro,
fiel de coração. /:Creio no irmão,
que foi morto lutando disposto por
libertação!:/ Ô, ô, ô.

0162. Creio, Senhor, mas
aumentai minha fé
C

David Julien

Ref.: Creio, Senhor,
mas aumentai minha fé.

1. Eu creio em Deus, Pai onipotente,
criador da terra e do céu.

2. Creio em Jesus, nosso irmão,
verdadeiramente Homem-Deus.

3. Creio também no Espírito de amor,
grande dom que a Igreja recebeu.

0163. Creio, Senhor,
que és Deus

C

1. Creio, Senhor, que és Deus,
Deus nosso criador.
/:Creio, Senhor, que és Pai, que de
todos cuidas com grande amor.:/
2. Creio, Senhor, que és Deus,
Deus nosso redentor.
/:Creio, Senhor, que és bom, pois
quiseste ser nosso salvador.:/
3. Creio, Senhor, que és Deus,
Deus santificador.
/:Creio, Senhor, que és Santo e
que nos inspiras com teu amor.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

57

0164. Deus é Pai

D

1. Deus é Pai, Deus é amor, Deus é
esperança pra quem nele crê.
Confiou a construção do reino de
paz ao homem que ama.

Ref.: Eu creio em Deus, que meu
caminho iluminou, que a minha
vida transformou. Feliz eu sou.
Eu creio em Deus; se posso
crer, se posso amar, a minha
vida tem valor. Feliz eu sou.

2. Jesus Cristo caminha conosco,
amigo, irmão que nos leva ao Pai.
Jesus Cristo nasceu e viveu
a vida dos homens e ressurgiu.

3. Deus é amor, é consolador, conforta
e ampara o pecador. Deus é amor,
Espírito Santo; destrói o que é mau,
dá vida ao que é bom.

0165. Ofertório do povo E

Zé Vicente - M. Machado

Ref.: Quem disse que não somos
nada, que não temos nada para
oferecer? /:Repare nossas
mãos abertas, trazendo as
ofertas do nosso viver.:/

1. A fé do homem nordestino, que
busca um destino e um pedaço de
chão, a luta do povo oprimido, que
abre o caminho e transforma a na-
ção. /:Ô, ô, ô, ô, recebe Senhor.:/

2. Retalhos de nossa história, bonitas
vitórias que o meu povo tem.
Palmares, Caldeirão, Canudos são
lutas de ontem, de hoje também.
/:Ô, ô, ô, ô, recebe Senhor.:/

3. Aqui trazemos a semente, sangue
dessa gente que fecunda o chão, do
Gringo e tantos lavradores, santos e
operários em libertação.
/:Ô, ô, ô, ô, recebe Senhor.:/

4. Coragem de quem dá a vida, seja
oferecida neste vinho e pão. É força
que destrói a morte e muda a nossa
sorte: é ressurreição!
/:Ô, ô, ô, ô, recebe Senhor.:/

0166. Ofertar nossa vida
-
CF 92

D

1. Ofertar nossa vida queremos
como gesto de amor, doação.
Procuramos criar mundo novo,
trazer para o povo a libertação.

Ref.: De braços erguidos,
a Deus ofertamos aquilo que
somos e tudo o que amamos.
Os dons que nós temos
compartilharemos. Aqueles que
sofrem, sorrir os faremos.

2. A injustiça que fere e que mata,
tanto homem, criança e mulher,
faz o jovem viver sem sentido,
frustrado, perdido, distante da fé.

3. Como o pão e o vinho se tornam
corpo e sangue de Cristo Jesus,
transformemos a realidade, pra ser
de verdade esperança e luz.

4. Juventude, milhões pelo mundo,
tanto anseio pela libertação,
gente nova, sem cercas e muros,
constrói seu futuro, liberta o irmão.

5. Na família, primeira escola,
aprendemos a lei do amor.
Nos estudos, uma habilidade,
com seriedade, buscamos, Senhor.

Cantar à Vida Sempre

58

0167. Nossos sonhos,
clamores
- CF 1999 G

1. Nossos sonhos, clamores, todo o
nosso viver. Nosso rumo de dores
sem trabalho... por quê? A esperan-
ça que resta de quem crê com vigor.
Na certeza da festa, do encontro e do
amor.

Ref.: Ô, ô, ô, ô, recebe, Senhor!
Ô, ô, ô, ô, recebe, Senhor! (bis)

2. Neste chão de fartura falta o pão
pra comer. Quanta gente insegu-
ra, sem trabalho... por quê? Mes-
mo assim, Deus da vida, bendize-
mos teu nome, pelo pão que
convida a matar toda fome.

3. Já o trigo floresce, novo tempo se vê.
Nosso grito se aquece: sem traba-
lho... por quê? Nossa lida e vontade,
nossa luta e labor, pela fraternidade
te ofertamos, Senhor.

0168. Nesta mesa,
a mais querida

D

L.: Lúcio - M.: Cirineu Kuhn, svd

Ref.: Nesta mesa, a mais querida,
pão e vinho vamos pôr.
Ninguém vive sem comida,
ninguém vive sem amor.

1. Pra que haja em toda parte pão que
é vida da família, o cristão seu pão
reparte e seus dons de amor partilha.

2. Esta missa é festa santa, mesa posta,
o santo altar e a lição que aqui se
canta conviver, servir e amar.

3. Alegrias repartindo, partilhando o
amor e a paz, este mundo fica lindo,
esta vida a vida traz.

0169. Os dons que trago

1. Os dons que trago aqui são o que fiz,
o que vivi. O pão que ofertarei, pouco
depois comungarei. Assim, tudo o que
é meu sinto também que é de Deus.
Ref.: Esforços, trabalhos e sonhos,
o amor concreto e feliz deste
dia, por Cristo, com Cristo
e em Cristo, tudo ofertamos
ao Pai na alegria!
2. Jesus nos quis chamar para O seguir
e ajudar. E aqui vai dizer como servir
e oferecer. Deus pôs nas minhas
mãos, para eu partir com meus irmãos.

0170. Os grãos

F

Luiz Turra

1. Os grãos que formam a espiga se
unem pra serem pão. Os homens
que são Igreja se unem pela oblação.
Ref.: Diante do altar, Senhor, enten-
do minha vocação. Devo sacrifi-
car a vida por meu irmão. (bis)
2. O grão caído na terra só vive se vai
morrer. É dando que se recebe.
Morrendo se vai viver.
3. O vinho e o pão ofertamos. São nossa
resposta de amor. Pedimos humil-
demente: «Aceita-nos, ó Senhor».

0171. No teu altar, Senhor G

Ir. Míria T. Kolling, icm

Ref.: No teu altar, Senhor, coloco a
minha vida em coração.
1. A alegria de te amar e ser amado
quero em tuas mãos depositar.
2. O desejo de ser bom e generoso
faz-me viver com mais amor.
3. Os amigos que me deste e que são
teus, tudo entrego a ti, Senhor.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

59

0172. Os grãos de trigo
se uniram

G

1. Os grãos de trigo se uniram no
grande amor dos irmãos. E todos
juntos sentiram que era bom serem
pão. E foi este pão que Jesus aben-
çoou e em seu próprio corpo depois
transformou. Agora é alimento, na
ceia da comunhão.
2. Os cachos de uva se uniram com
grande amor e carinho. E todos jun-
tos sentiram que era bom serem
vinho. E foi este vinho que Cristo
abençoou e em seu próprio sangue
depois transformou. Agora é alimento
na ceia da comunhão.
3. Se as nossas vidas sentirem o grande
amor dos irmãos. E na amizade se
unirem, um povo bom formarão. E
foi este povo que Cristo abençoou.
Por ele seu sangue e seu corpo
entregou. Agora o alimenta na
ceia da comunhão.

0173. Um coração

G

Pe. Zezinho, scj

1. Um coração para amar, pra perdoar e
sentir, para chorar e sorrir, ao me criar
tu me deste. Um coração pra sonhar,
inquieto e sempre a bater, ansioso por
entender, as coisas que tu disseste.

Ref.: Eis o que eu venho te dar,
eis o que eu ponho no altar.
Toma, Senhor, que ele é teu,
meu coração não é meu. (bis)
2. Quero que o meu coração seja tão
cheio de paz, que não se sinta capaz
de sentir ódio ou rancor. Quero que
a minha oração, possa me amadure-
cer, leve-me a compreender as con-
seqüências do amor.

0174. Partindo o pão

D

1. Juntos estamos pra o mundo trazer.
Fazendo a oferta do pão. Pão que
resume o trabalho sem fim. E o vinho
de nossa canção. Pomos no altar nossa
inquietação: «amar a justiça e a paz».
Ref.: /:Saber que virás,
saber que estarás
partindo entre os pobres o pão.:/
2. A sede de todos os homens sem luz,
a dor e a triste opressão, o ódio de
tantos que morrem sem fé, cansa-
dos de tanta ilusão. Nesta patena de
nossa oblação, aceita a vida, Se-
nhor.

0175. Renascerá, será! B

1. Como poderei, ofertar vinho e pão? E
esconder a tragédia da «fome do
cão». Como posso cantar e dançar e
fazer o louvor? Se o trigo esmagado
está misturado co’o salário vexado
do trabalhador?
Ref.: Renascerá, será? A fé que cria
cultura. Anunciar nas alturas, qual
seriema a cantar (a cantar). Se o
momento é incerto, o melhor é a
gente unir negros, brancos e índi-
os sem medo de ser feliz. (bis)
2. Como poderei gloriar a Deus no céu?
Não lutar pelo reino de vida na terra.
Ao rezar abafar teu Espírito no cla-
mor do povo. Se a glória do Pai é
fazer comunhão, a maior louvação é
a vida do irmão.
3. Como pode, Senhor, teu povo vive
entrevado? Nas currutelas distantes,
assuntam diamantes. Nos barracos,
nos grilos, ternura, nos rostos, amor.
São sinais evidentes de um Deus
clemente. Parecido co’a gente, nos-
so libertador.

Cantar à Vida Sempre

60

0176. Ofertar pra
meu povo

G

Ref.: Ofertar pra meu povo é dar a vida.
A vida inteira oferecida. (bis)

1. Ao irmão migrante não há lugar,
o desempregado quer trabalhar.
A todo estudante e ao professor,
índio, operário e agricultor.

2. Ao prisioneiro a libertação,
ao envelhecido a renovação.
Nossos dons vão se transformar
em vida e coragem no caminhar.

3. Faltou pão e água, vamos partir.
Não nos acolheram, pra onde ir?
Tudo é sofrimento e desolação.
Transformai Senhor nosso coração.

0177. Ofertório da
comunidade

E

Zé Vicente

1. Nesta mesa da irmandade a nossa
comunidade se oferece a ti, Senhor.
Nosso sonho e nossa luta,
nossa fé, nossa conduta
te entregamos com amor.

Ref.: /:Novo jeito de sermos Igreja, nós
buscamos, Senhor, na tua mesa.:/

2. Neste pão te oferecemos os mutirões
que fazemos, a partilha, a produção.
Neste vinho a alegria que floresce
cada dia dentro de nossa união.

3. Nesta Bíblia bem aberta encontra-
mos a luz certa para aqui te ofere-
cer, ela reúne teu povo na busca de um
mundo novo onde os pobres vão viver.

4. Nosso coração inteiro, Deus humano
e companheiro, deixamos no teu

altar. Nosso canto e a memória do
martírio e da vitória nós trazemos
pra te dar.

0178. Apresentação das
oferendas

L.: Mª de Fátima de Oliveira - M.: Jorge A. dos Santos

Ref.: Nossos dons aqui trazemos,
ó Senhor. Sois bendito,
nosso Deus educador!

1. Ofertamos, no pão e no vinho,
o carinho da mão que plantou.
Uva e trigo no seio da terra.
Onde o grão com presteza brotou.

2. O futuro do mundo: as crianças,
esperança de um novo amanhã.
Terra virgem a ser cultivada,
e educada pra ser cidadã.

3. O trabalho dos mestres e pais,
para os quais educar é missão.
E os irmãos que procuram criar
o amanhã e formar cidadãos.

4. Flor e fruto, chegada e partida,
morte e vida, poema e canção:
Eis os dons que trazemos, Senhor.
Suba a vós o louvor da criação!

0179. A nossa oferta

E

Gil de R. Sales

Ref.: A nossa oferta de vinho e pão
é nossa vida sobre o altar.

1. O nosso pão, Senhor, será teu corpo.
O nosso vinho será teu sangue.

2. Junto ao pão, Senhor, vai nossa vida.
Junto ao vinho vai nosso amor.

3. Aceita hoje o nosso dia,
nosso trabalho, dor e alegria.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

61

0180. Senhor,

vos ofertamos

E

L.: Pe. Cornélio B. Neto - M.: Pe. J. Ximenes

1. Senhor, vos ofertamos, em súplice
oração, o cálice com vinho e na
patena o pão, o cálice com vinho e na
patena o pão.

2. O pão vai converter-se na carne de
Jesus. /:E o vinho será o sangue que
derramou na cruz.:/

3. Senhor, vos damos tudo: nosso pe-
sar e gozo, /:nossa alegria e dores,
trabalhos e repouso.:/

4. Amigos e parentes, os vivos e defun-
tos /:em torno à vossa mesa, estamos
sempre juntos.:/

5. A voz do sacerdote, que é a nossa
voz, /:vos dá a hóstia viva, que so-
mos todos nós.:/

0181. É prova de amor F

1. É prova de amor
junto à mesa partilhar.
É sinal de humildade
nossos dons apresentar.

Ref.: Acolhei as oferendas
deste vinho e deste pão,
e o nosso coração também!
Senhor, que vos doastes
totalmente por amor,
fazei de nós o que convém!
2. Quem vive para si
empobrece o seu viver;
quem doar a própria vida,
vida nova há de colher.
3. Ofertar é bem servir, por amor ao
nosso irmão. É reunir-se nesta mesa,
e celebrar a redenção.

0182. Se meu irmão

F

1. Se meu irmão me estende a mão e
pede um pouco do meu pão, e eu não
respondo ou digo «não», errei de
rumo e direção. Nesta mesa de per-
dão, o pão e o vinho levarei, e pen-
sando em meu irmão, o meu Senhor
receberei.

Ref.: Quero ver no meu irmão a ima-
gem dele, meu irmão que até
nem tem o necessário pra ter paz.
Quero ser pro meu irmão a res-
posta dele, eu que vivo mais feliz
e às vezes tenho até demais.

2. O corpo e sangue do Senhor, o corpo
e sangue de um irmão. O mesmo Pai
e o mesmo amor, o mesmo rumo e
direção. Nesta mesa do Senhor, sou
responsável pela paz de quem, no
riso e na dor, comigo vai buscar o Pai.

0183. Neste pão

G

Ref.: Neste pão e neste vinho o suor
de nossas mãos: o trabalho e a
justiça para todos os irmãos.
1. Ofertamos, ó Senhor, os sofrimentos
dos pequenos e dos pobres, teus
amados, dos que lutam à procura de
trabalho, das crianças e anciãos
abandonados.
2. Ofertamos a firmeza e a coragem
dos que lutam em favor dos oprimi-
dos, dos famintos e sedentos de
justiça e que são por tua causa
perseguidos.
3. Ofertamos, ó Senhor, toda a certeza
na vitória do amor sobre o pecado.
Tua luz há de brilhar, vencendo a
treva, sobre o mundo convertido e
renovado.

Cantar à Vida Sempre

62

0184. Com a fé e
a esperança

E

Ref.: Com a fé e a esperança
bendizemos e nossa vida
ofertamos ao Senhor.

1. Oferecemos co’o pão e o vinho
as incertezas do homem sofredor,
a mansidão dos perseguidos,
dos pobres e tristes a dor.

2. Oferecemos os nossos projetos, as
nossas faltas num gesto de perdão.
E ao redor da mesma mesa, somos
filhos de Deus, Cristo é irmão.

3. Oferecemos a morte e a vida,
toda a grandeza de um mundo de
união. Na refeição de todo o povo
liberto, escolhido e mais irmão.

0185. Sabes, Senhor

F

Lindbergh Pires

Ref.: Sabes, Senhor, o que temos
é tão pouco pra dar.
Mas este pouco
nós queremos
co’os irmãos compartilhar.

1. Queremos nesta hora,
diante dos irmãos,
comprometer a vida,
buscando a união.

2. Sabemos que é difícil
os bens compartilhar,
mas com a tua graça,
Senhor, queremos dar.

3. Olhando teu exemplo,
Senhor, vamos seguir,
fazendo o bem a todos,
sem nada exigir.

0186. As pedras da
nossa estrada

F

José Acácio Santana

1. As pedras da nossa estrada
queremos te ofertar.
São flores depositadas
na mesa do teu altar.

2. As lutas da caminhada,
as dores e o sofrer
são partes da nossa vida,
que vamos te oferecer.

3. Assim, nossos braços erguem
ofertas de vinho e pão,
erguendo também o mundo,
no gesto de nossas mãos.

0187. Meu Senhor
e mestre

F

Pe. Zezinho, scj

1. Meu Senhor e mestre, Jesus Cristo,
quando eu penso no teu coração, eu
entendo que amar é isto, procurar
viver em comunhão. Teu amor pro-
fundamente humano, tão humano
que me cativou, e ao mesmo tempo
tão divino, o meu coração divinizou.

Ref.: O pão que eu ofereço,
a paz que não esqueço,
o vinho que me lembra
aquela refeição.
A paz daquele dia
da santa eucaristia,
tudo me recorda
junto ao meus irmãos,
que o teu amor
é o maior amor do mundo,
/:nada é mais profundo
que teu coração!:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

63

0188. Não se deve dizer F

Ref.: Não se deve dizer:
Nada posso ofertar;
/:pois as mãos mais pobres
são as que mais se abrem
para tudo dar.:/

1. Oh, Senhor, só desejo que em nós
tudo seja constante servir.
Quando nada se tem, só resta dizer:
Senhor, eis-me aqui.

2. Com as mãos bem abertas,
trazendo as ofertas do vinho e
do pão, surge o nosso dever
de tudo fazer com mais doação.

3. Alegrias da vida, momentos da
lida, eu posso ofertar;
pois nas mãos do Senhor um
gesto de amor não se perderá.

0189. Ouvindo o apelo
de Deus

G

L.: Pe. Cloves - M.: Pe. Galvão

Ref.: Ouvindo o apelo de Deus,
que resposta nós daremos?
Ofertamos ao Senhor
tudo aquilo que nós temos.

1. Nós temos alegria e é isto que te
damos neste mundo de agora em
que todos caminhamos.

2. No altar nós colocamos o sorriso
desta vida, nossas horas de angústia
e a esperança nesta lida.

3. Aqui te apresentamos a história de
teu povo, que, buscando tua graça,
te oferece um mundo novo.

4. A tua gente oferta pão e vinho em teu
louvor, sobre o altar deixaremos a
alegria, vida e amor.

0190. Senhor, meu Deus,
obrigado, Senhor
Cm

L.: Pe. J. Braga - M.: J. Alves

Ref.: Senhor, meu Deus, obrigado,
Senhor, porque tudo é teu.

1. É teu o pão que oferecemos, é tua a
vida que vivemos: obrigado, Senhor.

2. É teu o vinho que ofertamos,
é tua a dor que suportamos:
obrigado, Senhor.

3. A tua vida é nossa vida, na tua casa
recebida: obrigado, Senhor.

4. Na tua cruz crucificados,
seremos teus ressuscitados:
obrigado, Senhor.

0191. Um novo dia

D

Fr. Luís C. Susin

1. Um novo dia, mais vida e esperança
aqui trazemos com toda a confiança;
ao teu altar, Senhor, nós elevamos a
vida que nos deste e os bens que
esperamos.

Ref.: Nós ofertamos, Senhor, a nossa
vida, o mundo que suspira por
tua luz. A nossa oferta é feita
de esperança, de esforço que
não cansa de ouvir tua voz.

2. De ti saímos, a ti é que voltamos na
caminhada que neste mundo da-
mos. E, com tua bênção, no altar nos
consagramos, tornando nossa vida o
dom que te ofertamos.

Cantar à Vida Sempre

64

0192. Minha vida
tem sentido

E

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Minha vida tem sentido
cada vez que eu venho aqui
e te faço meu pedido
de não me esquecer de ti.

1. Meu amor é como este pão, que era
trigo, que alguém plantou, depois
colheu. E depois tornou-se salvação
e deu mais vida e alimentou o
povo meu. /:Eu te ofereço este pão,
eu te ofereço meu amor.:/

2. Meu amor é como este vinho, que era
fruto, que alguém plantou, depois
colheu. E, depois, encheu-se de ca-
rinho e deu mais vida e saciou o povo
meu. /:Eu te ofereço vinho e pão,
eu te ofereço meu amor.:/

0193. Bendito és Tu,
o Deus criador

G

L.: Frei José Moacyr Cadenassi, ofmcap
- M.: Pe. Ney Brasil Pereira

1. Bendito és Tu, ó Deus criador reves-
tes o mundo da mais fina flor; res-
tauras o fraco que a ti se confia e
junto aos irmãos, em paz, o envias.
Ref.: Ó Deus do universo,
és Pai e Senhor, por tua
bondade recebe o louvor! (bis)
2. Bendito és Tu, ó Deus criador, por
quem aprendemos o gesto de amor:
colher a fartura e ter beleza de ser a
partilha dos frutos na mesa!
3. Bendito és Tu, ó Deus criador, fecun-
das a terra com vida e amor! A quem
aguardava um canto de festa, a mesa
promete eterna seresta!

0194. Os cristãos tinham
tudo em comum

Fm

L.: Pe. C. Alberto Navarro - M.: Waldeci Farias

Ref.: Os cristãos tinham tudo em
comum: dividiam seus bens
com alegria. /:Deus espera que
os dons de cada um se repar-
tam com amor no dia a dia.:/
1. Deus criou este mundo para todos.
Quem tem mais é chamado a repar-
tir com os outros o pão, a instrução
e o progresso. Fazer o irmão sorrir.
2. Mas, acima de alguém que tem
riquezas está o homem que cres-
ce em seu valor; e liberto, cami-
nha para Deus, repartindo com
todos o amor.
3. No desejo de sempre repartirmos
nossos bens, elevemos nossa voz,
ao trazer pão e vinho para o altar,
em que Deus vai se dar a todos nós.

0195. Ofertas singelas

E

S. A. Turco

1. Ofertas singelas: pão e vinho, sobre
a mesa colocamos. Sinal do trabalho
que fizemos e aqui depositamos.

Ref.: É teu também nosso coração.
/:Aceita, Senhor, a nossa oferta
que será, depois na certa
o teu próprio ser.:/

2. Recebe, Senhor, da natureza
todo o fruto que colhemos.
Recebe o louvor de nossas obras
e o progresso que fizemos.

3. Sabemos que tudo tem valor
depois que a terra visitaste.
Embora tivéssemos pecado,
foi bem mais o que pagaste.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

65

0196. Pão e vinho apresenta-
mos com louvor

D

José Weber (Advento)

Ref.: Pão e vinho apresentamos com
louvor e pedimos o teu reino,
vem, Senhor.

1. Pão e vinho repartidos entre ir-
mãos, são o laço da unidade do
teu povo. Nossas vidas são tam-
bém pequenos grãos que contigo
vão formar o homem novo.

2. Eis aqui a nossa luta, dia a dia, pra
ganhar com o trabalho nosso pão.
Mas Tu és o alimento da alegria, que
nos pobres fortalece o coração.

3. Vem, Senhor, vem caminhar à nossa
frente, vem conosco toda a terra
transformar. E no mundo libertado e
transparente, os irmãos à mesma
mesa vão sentar.

0197. Vendo Jesus
aparecer

F

L.: Pe. Carlos A. Navarro - M.: Waldeci Farias

1. Vendo Jesus aparecer e com eles vir
comer, explicando a Paixão, todos
entendem que o Senhor está vivo e
por amor os envia em missão.

Ref.: Ressuscitado Cristo apareceu, com
seus amigos fez a refeição; e
dando a paz, mandou anunciar o
amor de seu Pai em toda a nação.

2. Hoje também na refeição, revivemos
a Paixão, e a vitória da cruz, vinho e
pão sobre o altar, servirão pra anun-
ciar: «Deus nos salva em Jesus».

0198. Eu te ofereço
o meu viver
Am - C

1. Eu te ofereço o meu viver,
o meu agir, meu pensamento,
a minha força, minha fraqueza.
Eu fui chamado para doação.

Ref.: Neste ofertório renovarei
o meu desejo de servir.
Mesmo sabendo que nada sou,
Eis-me, Senhor, aqui estou.

2. Quem me seguir terá que sofrer,
tomar a cruz e ser pregado.
A cruz sem ti, quem vai suportar?
Porém, contigo não é nada.

3. Minha alegria é ser presença,
é ser sinal de esperança.
Farei da vida a oblação
que tu fizeste ao Pai de todos nós.

0199. Este pranto em minhas
mãos -
Lc 15,11-24 D

1. Muito alegre eu te pedi o que era
meu! Partir! Um sonho tão normal.
Dissipei meus bens, o coração tam-
bém. No fim meu mundo era irreal.

Ref.: Confiei no teu amor e voltei.
Sim, aqui é meu lugar!
Eu gastei teus bens, ó Pai, e te dou
este pranto em minhas mãos.

2. Mil amigos conheci; disseram adeus.
Caiu a solidão em mim. Um patrão
cruel levou-me a refletir: meu pai
não trata um servo assim.

3. Nem deixaste-me falar da ingrati-
dão; morreu, no abraço, o mal
que eu fiz. Festa, roupa nova, o
anel, sandália aos pés; voltei à
vida; sou feliz.

Cantar à Vida Sempre

66

0200. O pão e o vinho

G

1. O pão e o vinho me dizem tanto
serviço, alegria, trabalho em pranto!

Ref.: Ao ver tantos problemas
humanos, que o mundo
e a Igreja têm que enfrentar.
Eu quero oferecer minha vida;
ser útil; descobrir meu lugar.

2. Um mundo novo a ser criado,
sem egoísmo e sem pecado!

3. A vida humana com mais justiça
é compromisso de cada missa!

0201. Graça e paz

G

Pe. Zezinho, scj

1. Na terra que me deu o trigo, no
trigo que me deu o pão,
contritamente eu me ajoelho mos-
trando a minha gratidão. E pelo
irmão desconhecido que o trigo
esteve a semear, /:sinceramente
eu te agradeço meu Senhor, pelo
pão que vai me alimentar.:/

2. No ágape de amor fraterno. Na mesa
onde eu me sinto irmão. Humilde-
mente tomo assento e sinto alegre o
coração. E pelos que se afadigaram
pra dar-me o pão que eu vou comer,
/:sinceramente eu agradeço,
meu Senhor, e prometo não os
esquecer.:/

0202. Pouco a pouco,
lentamente

G

Ref.: Pouco a pouco, lentamente,
faz-se o pão em nossas mãos.
Pão que é vida pão que é gente
se tornando refeição.

1. Nosso passo faz estrada se for numa
direção. Um só trigo não é nada, só
tem força em comunhão.

2. O teu Reino está pertinho, nós que-
remos ser lugar! Povo é copo pro teu
vinho. Pode encher e transbordar.

3. Ofertamos nosso povo que acredita
em «devagar». Tudo é lento pra ser
novo. Custa vida transformar!
de nossa oferenda.

0203. É o momento

C

1. É o momento de nossa oferenda,
ao Senhor pão e vinho trazemos,
e um pouco de água juntamos:
nossa vida e humildade ofertamos.

Ref.: A nossa oferta nós elevamos,
e nossa vida vos entregamos:
as nossas dores e alegrias,
nossos trabalhos e nosso dia.

2. Neste pão que é fruto da terra
entregamos, Senhor nossas obras.
Neste vinho que é fruto da luta
entregamos, Senhor nosso amor.

0204. Mãos abertas

A

Ref.: Nesta prece, Senhor,
venho te oferecer, o crepitar da
chama, a certeza de dar.

1. Eu te ofereço o sol que brilha forte,
te ofereço a dor do meu irmão!
A fé na esperança e o meu amor!

2. Eu te ofereço as mãos que estão
abertas. O cansaço do passo manti-
do. Meu grito mais forte de louvor!

3. Eu te ofereço o que vi de belo
no interior dos corações,
a coragem de me transformar!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

67

0205. Hoje andei pela rua G

L.: Ir. Neusa Mª Dornelles Schneider, smd
- Waldeci Farias

1. Hoje andei pela rua, vi de perto a
solidão, a esperança morrendo,
a angústia e a sombra da dor!

Ref.: Faço, nesta hora, minha prece.
Simplesmente elevo minhas
mãos. Mãos omissas,
fechadas, sem calor
pedem sua força, ó Senhor.

2. A pobreza do nada busca o tudo do
bom Deus. O encontro é presença
nos atalhos da libertação.

0206. Ofertório

latino-americano G

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Aceita, Senhor, nossos dons.
Aceita, Senhor, nosso pão.
Aceita, Senhor, nosso vinho.
Aceita, Senhor, nossa gente
sofrida, oprimida, esquecida.
Aceita esta dor que machuca demais.

1. Aceita, também, nossa fome de paz.
Aceita, Senhor, nossa fome de amor.
Aceita, Senhor, este humano calor
dos povos latinos que querem viver
sem fome e sem medo, num mundo
de paz. Na paz, na justiça de homens
iguais. /:Aceita, Senhor, nosso Deus,
os dons, que por certo são teus:/

2. Aceita, também, nossos povos, Se-
nhor. Crianças e jovens sedentos de
amor. E todos aqueles que sem voz
e sem vez, com fome de paz, de
amor e de pão. Que esperam os
ventos da renovação à luz do que
disse Jesus, nosso irmão.

0207. Meu coração
é para ti

E

Pe. Zeca

1. Meu coração é para ti, Senhor.
Meu coração é para ti, Senhor.
Meu coração é para ti, Senhor.
Meu coração é para ti.

Ref.: Porque Tu me deste a vida.
Porque Tu me deste o existir.
Porque Tu me deste o carinho,
me deste o amor! (bis)

2. Pão e vinho são p’ra ti, Senhor...

3. A minha vida é para ti, Senhor...

0208. Santo - CF 86

F

Pe. Lucas de Paula Almeida

1. Santo, santo, santo, Senhor Deus do
universo. O céu e a terra proclamam
a vossa glória. /:Hosana! Hosana!:/
Hosana nas alturas.

2. Bendito o que vem em nome
do Senhor! /:Hosana. Hosana.:/
Hosana nas alturas.

0209. Santo,

Senhor da luz

E

Pe. Zezinho, scj

1. Santo, Santo, Santo. É o Senhor da
luz. Santo, santo, é o Senhor Jesus.
Numa canção sideral de um hosana
total, a criação se extasia. O céu e a
terra também entoam seu grande
amém! Bendito é aquele que vem,
aquele que vem, aquele que vem em
nome da luz. Bendito é aquele que
tem, aquele que tem, aquele que
tem a paz: Nosso Senhor Jesus.

Cantar à Vida Sempre

68

0210. Santo sideral

G

Pe. Zezinho, scj

1. Do menor dos grãos de areia à maior
estrela que há, cante o universo:
Santo, santo, santo é o Senhor. Da
menor das criaturas à maior das
vidas que há, cante o planeta Terra:
Santo, santo, santo é o Senhor.
Hosana e bendito e hosana, vivas ao
criador. Hosana e bendito e hosana,
ao Filho dele, nosso Senhor. (bis)

Final: Santo, Santo, Santo!

0211. Santo é o Senhor Em

S.: Santo, Santo é o nosso Deus. (bis)
1. Santo, santo é o nosso Deus.
Santo, santo é o nosso Deus.
Senhor Deus do universo,
do mundo criador. A terra e os
céus proclamam seu louvor.
Bendito o que vem em nome do Senhor.
Hosana nas alturas. Santo é o Senhor.

0212. O Senhor é santo E

1. O Senhor é santo! O Senhor é santo!
O Senhor é santo! O Senhor é nosso
Deus; o Senhor é nosso Pai. Que
o seu reino de amor se estenda
sobre a terra. Bendito o que vem
em nome do Senhor! Bendito o
que vem em nome do Senhor!
Hosana! Hosana! Hosana!

0213. O Senhor é santo A

Ref.: O Senhor é santo.
Ele está aqui.
O Senhor é santo!
Eu posso sentir.
1. Quando olhei o sol brilhar, vi que o
Senhor é santo. Vendo estrelas no

céu, vi que o Senhor é santo. Na
imensidão do mar, vi que o Senhor é
santo. No orvalho da manhã, vi que
o Senhor é santo.

0214. É santo meu Deus G

Frei Irineu Lucion

Ref.: Meu Deus, é santo meu Deus.
É o Deus de amor,
é santo meu Deus. (bis)
1. Porque Ele é o caminho, a verdade
e a vida, é santo meu Deus.

0215. Santo é o Senhor F

José Acácio Santana

1. Senhor Deus do universo,
santo, santo é vosso nome!
Nós proclamamos vossa glória!
Ref.: Hosana, hosana nas alturas!
Hosana a Deus três vezes santo!
2. E bendito seja aquele
que em seu nome veio ao mundo.
Que em seu nome veio ao mundo.

0216. Hosana, hei

G

Roberto Malvezzi

Ref.: Hosana, hei; hosana, ha;
hosana, hei; hosana, hei;
hosana, ha. (bis)
1. Ele é o santo, é o filho de Maria,
é o rei de Israel, é o Filho de Davi.
2. Vamos a Ele com as flores dos trigais,
com os ramos de oliveira,
com alegria e muita paz.
3. Ele é o Cristo, é o unificador.
É hosana nas alturas,
é hosana no amor.
4. Ele é a alegria, é a razão do meu
viver. É a vida dos meus dias,
é o amparo no sofrer.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

69

0217. Hosana ao rei

Ref.: Hosana, hosana ao rei. (bis)

1. Mantos e palmas espalhando vai
o povo alegre de Jerusalém.
Lá bem ao longe se começa a ver
o Filho de Deus, que montado vem.

2. Enquanto mil vozes
ressoam por aí:
Hosana ao que vem
em nome do Senhor.
Com um alento de grande
exclamação prorrompem
em voz triunfal.

3. Como na estrada de Jerusalém,
um dia também poderemos cantar
a Jesus Cristo, que virá outra vez
para levar-nos ao eterno lar.

0218. Santo

G

/:Santo, santo, santo.:/
/:Senhor Deus do universo.:/
/:O céu e a terra
proclamam vossa glória.:/
/:Bendito o que vem:/
/:em nome do Senhor.:/
/:Hosana, hosana, hosana.:/
/:Hosana nas alturas.:/

0219. Santo, todos nós
sabemos

Ref.: Santo, santo,
santo é o Senhor.
Todos nós sabemos
e queremos proclamar.

1. Santo é o Senhor nas alturas,
o Senhor é santo.

2. Santo é o Senhor de toda a terra,
o Senhor é santo.

0220. Santo dos anjos Em

1. Santo, Santo, Santo
dizem todos os anjos.
Santo, Santo, Santo
é o Senhor Jesus.
Santo, Santo, Santo
é o que nos redime.

Ref.: /:Porque meu Deus é santo e a
terra cheia de sua glória está.:/
/:Céus e terra passarão,
mas tua palavra não passará.:/
/:Não, não, não, não passará.:/

2. Hosana a Jesus Cristo,
o Filho de Maria.
Bendito o que vem
em nome do Senhor.
Santo, santo, santo
é o que nos redime.

0221. Consagração

E

1. Tomando nas mãos um pedaço de
pão, Ele disse: «Isto é o meu corpo!»

2. Tomando nas mãos
uma taça com vinho, Ele disse:
«Isto é o meu sangue!»

3. «E todas as vezes que isto fizerdes,
fazei sempre em memória de mim!»

0222. Elevação

C

1. Deus está aqui, aleluia.
Tão certo como o ar
que eu respiro (aleluia).
Tão certo como o amanhã
que se levanta.
Tão certo como eu te falo
e podes me ouvir.

2. Jesus está aqui...
3. Maria está aqui...

Cantar à Vida Sempre

70

0223. Pai-nosso

dos trabalhadores G

Pe. Zezinho, scj

1. Pai nosso que estais no céu, san-
tificado seja o vosso nome. Ve-
nha a nós o vosso reino, sejam
feitos os vossos projetos. Aqui na
terra, aqui na terra, antecipando
o que será viver no céu.
2. O pão nosso de cada dia dai a nós e
ao nosso irmão, como fruto de quem
trabalha e constrói esta nação.
E perdoai-nos o nosso egoísmo.
E prometemos perdoar também a
quem nos ofender. Pra não sermos
instrumentos de egoísmo e de opres-
são, libertai nosso coração.
3. Pois teu é o poder: Livrai-nos do
mal. Teu Pai também trabalha:
Livrai-nos do mal. E nós trabalha-
remos pra fazer o mundo mais
igual. Livrai-nos do mal.

0224. Pai nosso
dos mártires

Em

Pedro Casaldáliga e Cirineu Kuhn

Int.: Pai nosso dos pobres
marginalizados. Pai nosso
dos mártires, dos torturados.
1. Teu nome é santificado naqueles
que morrem defendendo a vida;
teu nome é glorificado
quando a justiça
é nossa medida.
Teu reino é de liberdade,
de fraternidade,
paz e comunhão.
Maldita toda a violência
que devora a vida pela opressão.
/:Ô, ô, ô.:/

2. Queremos fazer tua vontade, és o
verdadeiro Deus libertador. Não va-
mos seguir as doutrinas corrompi-
das pelo poder opressor. Pedimos-
te o pão da vida, o pão da segurança,
o pão das multidões, o pão que traz
humanidade, que constrói o homem
em vez de canhões.
3. Perdoa-nos quando por medo, fica-
mos calados diante da morte! Per-
doa e destrói os reinos, em que a
corrupção é a lei mais forte. Prote-
ge-nos da crueldade, dos latifundiá-
rios, dos prevalecidos. Pai Nosso,
revolucionário. Parceiro dos pobres,
Deus dos oprimidos.

0225. Ele assumiu
nossas dores

E

Pe. Zezinho, scj

1. Ele assumiu nossas dores, veio viver
como nós. Santificou nossas vidas,
cansadas, vencidas de tanta ilusão.
Ele falou do teu Reino e te chamava
de Pai, e revelou tua imagem, que
deu-nos coragem de sermos irmãos.

Ref.: Ousamos chamar-te de Pai, ousa-
mos chamar-te Senhor. Jesus nos
mostrou que tu sentes e ficas
presente onde mora o amor.
Jesus nos mostrou que tu sentes,
e ficas presente onde mora o
amor. /:Pai nosso, que estás no
céu, Pai nosso, que estás aqui.:/

2. Ele mostrou o caminho, veio dizer
quem Tu és. Disse com graça e com
jeito, que os nossos defeitos Tu vais
perdoar. Disse que a vida que deste
queres com juros ganhar. Cuidas de
cada cabelo, que vamos perdendo
sem mesmo notar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

71

0226. Quando este mundo
será nosso?

Em

Ref.: Pai, ó Pai nosso, quando é que
este mundo será nosso? (bis)
1. Pai nosso desta América ferida.
Ah, vida, quanta aflição! Pai nos-
so, quem enxugará o pranto dos
pobres na opressão?
2. Pai nosso, quando a terra será nossa,
dos pobres nossos irmãos? Pai nos-
so, a esperança do presente é igual-
dade, repartição.
3. Pai nosso, quando o mundo será
nosso, dos pobres, nossos irmãos?
Pai nosso, como é duro ver minha
gente crucificada pela opressão!

0227. Eu te saúdo,
meu irmão

D

1. Eu te saúdo, meu irmão, eu te abraço
e estendo a mão: /:porque Jesus no
meio de nós veio trazer a sua paz.:/
Ref.: Shalom, shalom, shalom, shalom,
shalom, meu irmão, que a paz de
Jesus Cristo venha ao teu cora-
ção. Shalom, shalom, shalom,
shalom, shalom, meu irmão, que
a paz de Jesus Cristo venha ao teu
coração. Shalom!

0228. Paz, paz de Cristo Em

Ref.: Paz, paz de Cristo, paz, paz que
vem do amor, lhe desejo, irmão!
Paz que é felicidade de ver em
você Cristo nosso irmão!
1. Se algum dia na vida, você de mim
precisar, saiba: eu sou seu amigo,
pode comigo contar. O mundo dá
tantas voltas, a gente vai se encon-
trar. Quero, nas voltas da vida, a sua
mão apertar.

0229. É bonita demais

A

Zé Vicente

Ref.: É bonita demais, é bonita demais,
a mão de quem conduz a bandei-
ra da paz. É bonita demais, é
bonita demais, a mão de quem
conduz a bandeira da paz.
1. /:É a paz verdadeira que vem da
justiça, irmão. É a paz da esperança,
que renasce de dentro do coração.:/
2. /:É a paz da verdade, da pura irman-
dade do amor. Paz da comunidade
que busca a igualdade, ô, ô, ô.:/
3. /:Paz que é graça e presente na vida
da gente de fé. Paz do onipotente,
Deus na nossa frente, Javé.:/

0230. Chegou a hora

D

1. Chegou a hora de apertar a sua mão.
Jesus nos disse que somos todos
irmãos. /:A paz de Cristo. A paz de
Cristo. Jesus nos disse que somos
todos irmãos.:/
2. /:Paz, paz de Cristo! Paz, paz de
Cristo!:/ Chegou a hora de apertar a
sua mão. Jesus nos disse que somos
todos irmãos.

0231. Quero te dar a paz E

Ref.: Quero te dar a paz, do meu
Senhor, com muito amor. (bis)
1. Na flor vejo manifestar o poder da
criação, nos teus lábios eu vejo estar
o sorriso de um irmão. Toda vez que
te abraço e aperto a tua mão, sinto
forte o poder do amor dentro do meu
coração.
2. Deus é Pai e nos protege, Cristo é o
Filho e salvação, Santo Espírito
consolador, na Trindade somos ir-
mãos. Toda vez que eu te abraço e
aperto a tua mão, sinto forte o poder
do amor dentro do meu coração.

Cantar à Vida Sempre

72

0232. Procuro a paz

G

Frei Irineu Lucion

Ref.: Eu procuro a paz, Senhor!
Eu preciso de paz, Senhor!
Eu desejo a paz, Senhor!
A paz, Senhor, tua paz!

1. Eu quero a paz de um profeta, que
não vive em paz sem gritar. Que a
paz é uma luta, é conquista, e que o
mundo ainda pode mudar. Não que-
ro a paz de quem pensa, que pensa
que vive em paz. Sem um sonho, à
espera de nada; sem nenhum com-
promisso afinal.

2. Eu quero a paz de um riacho, que
bate entre as pedras mas vai e que
abre caminhos com gritos, vai bus-
cando, buscando algo mais. Não
quero a paz da lagoa, que nada mais
tem a buscar. Silenciou o murmúrio
da vida, já não tem mais um sonho a
sonhar.

3. Eu quero a paz de Jesus Cristo, que
é fé, liberdade e amor, é lutar pra
que a vida não morra. Esta paz eu te
peço, Senhor. Não quero a paz por
decreto, nem a paz dos «tratados de
paz», paz imposta ou aceita por
medo de viver a verdadeira paz.

0233. Cordeiro de Deus G

1. Cordeiro de Deus,
que tirais o pecado do mundo.
Tende piedade de nós.

2. Cordeiro de Deus,
que tirais o pecado do mundo.
Tende piedade de nós.

3. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
do mundo. Dai-nos hoje a vossa paz.

0234. Cordeiro de Deus

Ref.: Cordeiro de Deus,
que tiras o pecado do mundo.
Cordeiro de Deus,
que tiras o pecado do mundo.
1. Ajuda a nossa Igreja, ajuda a nossa
Igreja a se libertar do egoísmo. (bis)
2. Ajuda nosso povo, ajuda nosso povo
a viver melhor o seu batismo. (bis)
3. Dá-nos tua paz, dá-nos a tua paz,
dá-nos tua paz, amém. (bis)

0235. Fila

E

Pe. Jocy Rodrigues

1. Vamos entrando na fila
pra receber o Senhor.
Ele quis ser alimento
e se entregou por amor.

Ref.: Isto é meu corpo, comei.
Isto é meu sangue, bebei.
Comemorando o que fiz,
a mesma coisa fazei.

2. A fila dos que têm fome
dá volta no mundo inteiro.
Fome de pão, de justiça,
fome de amor verdadeiro.

3. A fila dos explorados
não tem tamanho, é imensa!
Trabalho duro ou mal pago,
causando morte ou doença.

4. A fila dos humilhados
percorre nossa cidade,
gente que nós expulsamos
da terra e até da amizade.

5. A fila dos irmãos tristes
passa por nós cada dia.
Mas nunca nós temos tempo
de lhes servir alegria.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

73

0236. Comendo
deste pão

E

Ref.: Comendo deste pão, nós somos
transformados, somos felizes,
bem-aventurados.

1. Pobres e humildes, deles é o céu.
Homens que choram serão consolados.

2. Mansos e puros herdarão a terra,
famintos de justiça serão saciados.

3. Pacificadores, filhos de Deus,
no amor do Pai são recompensados.

4. Homens perseguidos por amor ao
reino, o mal que lhes fizeram
será perdoado.

5. Exultem e se alegrem na esperança,
o Reino aqui já é realizado.

0237. O pão da vida

Eb

Pe. José Weber, svd

Ref.: O pão da vida, a comunhão,
nos une a Cristo e aos irmãos.
/:E nos ensina a abrir as mãos
para partir, repartir o pão.:/

1. Lá no deserto a multidão
com fome segue o bom pastor,
com sede busca a nova palavra:
Jesus tem pena e reparte o pão.

2. Na Páscoa nova da nova lei,
quando amou-nos até o fim; partiu
o pão, disse: «Isto é meu Corpo,
por vós doado: tomai e comei!»

3. Se neste pão, nesta comunhão,
Jesus por nós dá a própria vida,
vamos também repartir os dons,
doar a vida por nosso irmão.

4. Onde houver fome, reparte o pão, e
tua treva há de ser luz: encontrarás
Cristo no irmão, serás bendito do
eterno Pai. (Is 58,6-10; Mt 25,34)

5. «Não é feliz quem não sabe dar»,
quem não aprende a lição do altar:
de abrir a mão e o coração,
para doar-se no próprio dar.

(Prov 28,27; 2Cor 8,5)

6. Abri, Senhor, estas minhas mãos,
que para tudo guardar se fecham;
abri minha alma, meu coração, para
doar-me no eterno dom. (Hebr 9,14)

0238. Nós queremos
ser teu povo

E

Pe. Zezinho, scj

1. Nós queremos ser teu povo, Senhor,
Senhor, Senhor, e queremos ser de
novo testemunhas do amor.

Ref.: O amor liberta o coração da
gente e faz o mundo caminhar
alegremente. E faz o mundo
caminhar alegremente.

2. Nós queremos ser a ponte, Senhor,
Senhor, Senhor, que conduz ao ho-
rizonte, onde reina o teu amor.

3. Nós queremos caridade, Senhor,
Senhor, Senhor, que nos traz
fraternidade e é sinal do teu amor.

4. Nós queremos unidade, Senhor,
Senhor, Senhor, que nos firma na
verdade e é sinal do teu favor.

5. Nós queremos, noite e dia, Senhor,
Senhor, Senhor, conviver na
eucaristia, que nos une por amor.

Cantar à Vida Sempre

74

0239. Está posta a mesa G

Ir. M. da C. Villac

1. Está posta a mesa de Deus,
onde o Pai nos dá o seu pão;
este pão que dá vida ao mundo,
que é Jesus, o nosso irmão.

Ref.: Quem comer deste pão
viverá eternamente!
2. Este pão por Deus preparado
é o Corpo de Jesus,
que por nós foi crucificado
no sagrado altar de uma cruz.
3. Comungando, é que partilhamos
plenamente desta oblação;
pois a Cristo, então, nos unimos
na mais íntima comunhão.
4. Afirmou o Filho de Deus, prometendo
uma comida: sua carne é mesmo
alimento, o seu sangue é vera bebida.
5. Quem recebe a carne de Cristo fica
em Cristo e Cristo nele. Será, um dia,
ressuscitado e terá vivido por Ele.

0240. Com amor eterno
eu te amei

Em

Ref.: Com amor eterno eu te amei,
dei a minha vida por amor.
Agora, vai, também ama
o teu irmão. Agora, vai,
também ama o teu irmão.
1. Já não somos servos, mas os teus
amigos; à tua mesa nos sentamos
pra comermos deste pão.
2. Que nossa amizade se estenda a
todos; pois o Cristo nos ensina
que o amor é dom total.
3. Terá recompensa até um copo
d’água, o amor que é verdadeiro
se traduz em gesto e vida.

4. Cristo, partilhando sua graça e
vida, quer que unidos a vivamos
também entre os irmãos.
5. Se permanecermos no amor de
Cristo, viveremos sua mensagem
de esperança e alegria.
6. O pão da alegria nos alimentou,
que ele seja nossa força
e nos sustente a caminhada.

0241. Não mais sucederá C

Pe. Zezinho, scj

1. Não mais sucederá o ritual pagão, o
mundo recebeu um coração irmão.
Não há oferta mais perfeita que a
própria vida e o coração de Cristo.

2. O povo agora tem um novo coração
que pulsa junto ao seu, no riso e na
aflição. Melhor amigo não teremos
que o coração cujo amor foi aos
extremos.
3. O coração dos pais os filhos ouvirá, e
os filhos sentirão orgulho de seus
pais, e como irmãos nós viveremos e
o coração de Jesus imitaremos.
4. Porque Jesus viveu querendo a nossa
paz, seu coração sofreu, sofreu até
demais. Seu sacrifício foi fraterno,
jamais se viu um amor assim tão
terno.
5. Seu coração irmão, que nunca se
fechou, num golpe sem razão, al-
guém o transpassou, e aquele gesto
tresloucado nos faz sentir quanto é
mau nosso pecado.
6. Que nosso coração aprenda de uma
vez que o Cristo, nosso irmão, de
tanto amor, se fez altar e hóstia pelo
povo: seu coração é o altar do mun-
do novo.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

75

0242. Por um pedaço
de pão

E

Pe. Zezinho, scj

1. Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho, eu já vi mais de um
irmão se desviar do caminho. Por um
pedaço de pão e por um pouco de
vinho, eu também vi muita gente
encontrar novamente o caminho do
céu, eu também vi muita gente vol-
tar novamente ao convívio de Deus.

Ref.: Por um pedaço de pão e um
pouco de vinho Deus se tornou
refeição e se fez o caminho.
/:Por um pedaço de pão,
por um pedaço de pão.:/

2. Por não ter vinho nem pão, por lhe
faltar a comida, eu já vi mais de um
irmão desiludido da vida. E por não
dar do seu pão e por não dar do seu
vinho, vi quem dizia ser crente per-
der de repente os valores morais. Vi
que o caminho da paz só se faz com
justiça e direitos iguais.

3. Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho eu já vi mais de um
irmão tornar-se um homem mesqui-
nho. Por um pedaço de pão e por um
pouco de vinho vejo as nações em
conflito e este mundo maldito por
não partilhar. Vejo metade dos ho-
mens morrendo de fome, sem Deus
e sem lar.

0243. Vós sois o caminho C

Pe. A. Vignes, ms

Ref.: Vós sois o caminho,
a verdade e a vida,
o pão da alegria descido do céu.

1. Nós somos caminheiros que mar-
cham para os céus. Jesus é o cami-
nho que nos conduz a Deus.

2. Da noite da mentira, das trevas para
a luz, busquemos a verdade, verda-
de é só Jesus.

3. Pecar é não ter vida, pecar é não ter
luz. Tem vida só quem segue os
passos de Jesus.

4. Jesus, verdade e vida, caminho que
conduz as almas peregrinas, que
marcham para a luz.

0244. É bom estarmos
juntos

C

Ir. Míria T. Kolling, icm

1. É bom estarmos juntos à mesa do
Senhor: E unidos na alegria,
partir o pão do amor.

Ref.: Na vida caminhada quem come
deste pão. Não anda sozinho
quem vive em comunhão.

2. Embora sendo muitos, é um o nosso
Deus. Com Ele vamos juntos,
seguindo os passos seus.

3. Formamos a Igreja, o corpo do Se-
nhor; que em nós o mundo veja a luz
do seu amor.

4. Foi Deus quem deu outrora ao povo
o pão do céu. Porém, nos dá agora o
próprio Filho seu.

5. Será bem mais profundo o encontro,
a comunhão, se formos para o
mundo sinal de salvação.

6. A nossa eucaristia ajude a sustentar
quem quer, no dia-a-dia, o amor
testemunhar.

Cantar à Vida Sempre

76

0245. Eu quis comer esta ceia

- Lc 22,15; Mt 26,26 F

1. Eu quis comer esta ceia agora, pois
vou morrer, já chegou minha hora.

Ref.: Tomai, comei, é meu corpo
e meu sangue que dou;
vivei no amor! Eu vou preparar
a ceia na casa do Pai.

2. Comei o pão: é meu corpo imolado
por vós; perdão para todo pecado.

3. E vai nascer do meu sangue a
esperança, o amor, a paz;
uma nova aliança.

4. Eu vou partir, deixo o meu
testamento. Vivei no amor! Eis o
meu mandamento. (Jo 15,12)

5. Irei ao Pai, sinto a vossa tristeza.
Porém, no céu,
vos preparo outra mesa.

6. De Deus virá o Espírito Santo,
que vou mandar p’ra enxugar
vosso pranto. (Jo 16,6-7)

7. Eu vou, mas vós me vereis novamen-
te; estais em mim e eu em vós estou
presente. (Jo 16,16; 14,20)

8. Crerá em mim e estará na
verdade, quem vir cristãos,
na perfeita unidade. (Jo 13,35; 17,21)

0246. Caminhando vai G

Luiz Turra

1. Caminhando vai teu povo que procu-
ra salvação e com fome sai, buscan-
do o alimento de teu pão.

Ref.: Senhor, olha teu povo,
que luta para construir.

À espera de um mundo novo,
na fé, vamos te seguir.

2. Renovando a fé, queremos partilhar
do teu amor. Comungando o pão,
sentimos que Tu és libertador.

3. Quando a noite vem, sabemos que tu
és a nossa luz. E na dor também,
contigo carregamos nossa cruz.

4. Quando nosso irmão sentir ameaça-
do seu viver, devemos lembrar que
todos têm direito de vencer.

5. Acolhendo em nós teu corpo ofereci-
do no altar, vamos entender que a
vida nos é dada para amar.

0247. Onde o amor
e a caridade

E

Ref.: Onde o amor e a caridade,
Deus aí está.

1. Congregou-nos num só corpo o amor
de Cristo. Exultemos, pois, e nele
jubilemos. Ao Deus vivo nós tema-
mos, mas amemos. E, sinceros uns
aos outros, nos queiramos.

2. Todos juntos, num só corpo congre-
gados: Pela mente não sejamos se-
parados! Cessem lutas, cessem ri-
xas, dissensões, mas esteja em
nosso meio Cristo Deus!

3. Junto um dia, com os eleitos, nós
vejamos tua face gloriosa, Cristo
Deus: Gáudio puro, que é imenso e
que ainda vem, pelos séculos dos
séculos. Amém.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

77

0248. Povo de Deus

E

Luiz Augusto Passos

1. O povo de Deus no deserto andava,
mas à sua frente alguém caminhava.
O povo de Deus era rico de nada, só
tinha esperança e o pó da estrada.
/:Também sou teu povo, Senhor, e
estou nessa estrada. Somente a tua
graça me basta e mais nada.:/
2. O povo de Deus também vacilava, às
vezes custava a crer no amor.
O povo de Deus chorando rezava,
pedia perdão e recomeçava.
/:Também sou teu povo, Senhor,
e estou nesta estrada. Perdoa se
às vezes não creio em mais nada.:/
3. O povo de Deus também teve fome.
E Tu mandaste o pão lá do céu.
O povo de Deus cantando deu gra-
ças. Provou teu amor, teu amor que
não passa. /:Também sou teu povo,
Senhor, e estou nesta estrada. Tu és
alimento na longa jornada.:/
4. O povo de Deus ao longe avistou a
terra querida que o amor preparou.
O povo de Deus corria e cantava e
nos seus louvores teu poder procla-
mava. /:Também sou teu povo, Se-
nhor, e estou nesta estrada. Cada
dia mais perto da terra esperada.:/

0249. O milagre de repartir D

Roberto Malvezzi

Ref.: Bastariam dois pães e dois
peixes e o milagre do amor,
pra acabar com tanta fome
e acabar com tanta dor. (bis)
1. Jesus, vendo a multidão, sabendo
que tinha fome, pediu a quem
tivesse alguma coisa pra’aqueles
homens. E repartiu o peixe e o
pão. Criou assim a comunhão.

2. Maria, em seu fogão, cozeu um
pouco de pão, depois repartiu aos
filhos como se fosse o seu coração,
refez o gesto de Nosso Senhor.
Refez o gesto do seu amor.

3. O Cristo que agora vem e dá-se
entre os irmãos, sacia a cada um
com o pão da vida e vida do pão.
Essa é a lei de Nosso Senhor.
Não há medida para o amor.

0250. Na mesa sagrada E

Frei Luiz Turra

1. Na mesa sagrada se faz unidade, o
pão que alimenta,
que é pão do Senhor.
Formamos família na fraternidade,
não há diferença de raça e de cor.

Ref.: Importa viver, Senhor, unidos
no amor, na participação,
vivendo em comunhão. (bis)
2. Chegar junto à mesa é comprome-
ter-se, é a Deus converter-se
com sinceridade. O grito dos
fracos devemos ouvir,
e em nome de Cristo amar e servir.
3. Enquanto na terra o pão for
partido, o homem nutrido
se transformará; vivendo a espe-
rança num mundo melhor, com
Cristo lutando, o amor vencerá.
4. Se participamos da Eucaristia,
é grande a alegria que Deus
oferece, porém, não podemos
deixar esquecida a dor desta
vida que o pobre padece.
5. Assim comungando da única vida,
a morte vencida será nossa sorte.
Se unidos buscarmos a libertação,
teremos com Cristo a ressurreição.

Cantar à Vida Sempre

78

0251. Celebrando o clamor
de um povo

C

Ir. Cecília Vaz Castilho

1. Há todo um povo que se levanta.
É imenso seu clamor. Tem um só
grito preso à garganta, não engoliu
sua dor. A sua luta o fez tão forte!
Ganha até se perder.
Ref.: Deus é sua força, sua teimosia,
a razão do seu viver. (bis)
2. Há todo um povo que não tem nada,
sua lei é repartir. Tem uma história
pobre e calada, não interessa ouvir.
Sua bandeira é a esperança presa
nas duas mãos.

0252. É preciso
a gente sofrer

F

Ref.: É preciso a gente sofrer
pra poder compreender.
É preciso a gente lutar
pra este mundo melhorar.
/:É preciso a gente morrer
pra fazer alguém viver.:/

1. Caminhando na esperança,
chega o dia de colher
da tristeza a alegria para quem
souber viver. Não se deixa de
plantar mesmo que seja na dor,
quando se é capaz de amar
tanto o espinho quanto a flor.

0253. Procuro abrigo
-
Apoc 3,20

Dm

Waldeci Farias

Ref.: Procuro abrigo nos corações:
de porta em porta, desejo entrar.
/:Se alguém me acolhe com gra-
tidão, faremos juntos a refeição.:/

1. Eu nasci pra caminhar assim dia e
noite: vou até o fim. O meu rosto
o forte sol queimou, meu cabelo
o orvalho já molhou: eu cumpro
a ordem do meu coração.
2. Vou batendo até alguém abrir.
Não descanso. O amor me faz se-
guir. É feliz quem houve a minha voz;
e abre a porta; entro bem veloz; eu
cumpro a ordem do meu coração.
3. Junto à mesa vou sentar depois
e faremos refeição nós dois.
Sentirá seu coração arder;
e esta chama tenho que acender:
eu cumpro a ordem do meu coração.
4. Aqui dentro, o amor nos entretém;
e, lá fora, o dia eterno vem. Final-
mente nós seremos um, e tere-
mos tudo em comum: eu cumpro
a ordem do meu coração.

0254. Todas as nações D

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: Todas as nações
viram a glória de Deus. (bis)
1. A comunidade em Jerusalém:
apóstolos, mártires, santos.
/:Todo o povo de Deus
diz que o Senhor venceu.:/
2. Maria, a mãe do Senhor Jesus,
presente à nossa Igreja,
/:em nosso caminho pra Deus
conosco sempre esteja.:/
3. A comunidade unida vem
celebrar a eucaristia.
/:Acolhe em Jesus Cristo
o caminho, a verdade e a vida.:/
4. Paz, caridade e a fé também,
o amor, a alegria e o pranto.
/:Partilhas que acontecem na
prece, na vida e no canto.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

79

0255. Senhor, que queres
que eu faça?

D

Ref.: Senhor, que queres que eu faça?
Senhor, que queres de mim?
Mostra-me os teus caminhos.
Senhor, que queres de mim?

1. Eu quero tua mão se abrindo,
teu rosto sorrindo, pedindo perdão.
Eu quero tua vida servindo
e nunca exigindo amor, gratidão.

2. Eu quero justiça, bondade, amor,
igualdade, paz e comunhão.
Eu quero meu povo eleito
buscando seu jeito de libertação.

3. Eu quero que venhas a mim no meu
céu sem fim onde tudo é novo. Não
quero que chegues sozinho. No mes-
mo caminho vem vindo meu povo.

0256. Como posso me calar

1. Semblante de um povo oprimido,
crianças sem vida e sem lar.
Milhares de jovens perdidos,
cansados com medo de amar.
Meu grito calar não consigo.
Minha voz ninguém vai abafar.

Ref.: Como posso me calar?
Como posso me calar? (bis)

2. A tua palavra me queima, questiona
meu modo de ser. Me faz conhecer
a verdade. Senhor, teu amor faz
doer. Teu grito calar não consigo.
Tua voz ninguém pode conter.

3. Eu sinto o que sentes do povo, conhe-
ço o amor que lhe tens. Inquieto eu
fico contigo até que a esperança não
vem. Teu povo, Senhor, é meu povo.
O teu grito é meu grito também.

0257. Só tem lugar
nesta mesa

E

Ref.: Só tem lugar nesta mesa pra
quem ama e pede perdão.
/:Só comunga nesta ceia quem
comunga na vida do irmão.:/
1. Eu tive fome e não me deste de
comer. Eu tive sede e não me
deste de beber.
2. Fui peregrino e não me acolheste.
Injuriado e não me defendeste.
3. Fui pequenino e quiseste me pisar.
Da ignorância não quiseste me tirar.
4. Eu nasci livre e quis viver com
liberdade. Fui perseguido só por
causa da verdade.
5. Pra ser feliz eu quis amar sem
distinção. Só por orgulho tu não
foste meu irmão.
6. Eu vivi pobre, mas lutei para
ser gente. Fui sem direito de
levar vida decente.

0258. Jesus Cristo
está realmente

C

1. Jesus Cristo está realmente, de noite
e de dia, presente no altar. Aguar-
dando a presença de todos, humil-
des, confiantes para o encontrar.
Ref.: Jesus, nosso irmão. Jesus
redentor. /:Nós te adoramos
na eucaristia, Jesus de Maria,
Jesus redentor.:/
2. Jesus Cristo na eucaristia, sinal da
unidade, sinal do amor. Só quem
vive na fraternidade, pode receber,
este dom do Senhor.
3. Quem comunga tem o compromisso,
de ter comunhão e viver no amor.
Perdoando a exemplo de Cristo, e
testemunhando o nome cristão.

Cantar à Vida Sempre

80

0259. Receber

o pão do amor

G

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: /:De tua mesa, Senhor,
vou me aproximar,
para receber o pão do amor.:/

1. Pão partido por ti, Jesus, meu
Senhor. És o pão da vida, que nos
dá vigor.

2. Nesta ceia eu vou me alimentar.
E levar-te comigo para o meu lar.

3. O teu corpo e sangue me dizem,
Senhor, que eu sou chamado
para partilhar.

4. Comungando em ti, a justiça e a paz,
a verdade e a vida eu vou defender.

5. Meu amigo e irmão, comungando
este pão, nos comprometemos
com quem sofre mais.

6. A fraternidade construiremos nós,
pela Eucaristia, o pão redentor.

7. Esta ceia nos dê: força e coragem;
fé na caminhada; confiança em ti.

8. Jesus quis se entregar, foi por todos
nós. Morrendo com Ele, vamos
ressuscitar.

0260. Vem ao banquete
da vida

G

Frei Irineu Lucion

Ref.: Vem ao banquete da vida, vem,
vem ao banquete, irmão.
Vem partilhar a esperança, vem,
o amor o vinho e o pão.

1. Vamos à eucaristia, que ao homem
sacia a fome de Deus. Quando Deus

é convidado, Ele em nós se faz mo-
rada e nos dá a sua paz.

2. Vamos orar e cantar e a Deus louvar
e pedir perdão, vamos ouvir sua
palavra, que é o jeito de Deus se
comunicar.

3. Tudo já está preparado, da festa da
vida vem participar. Não diga não,
nem desculpas o reino de Deus está
a te esperar.

4. Para sentar junto à mesa é preciso
vestir a roupagem do amor.
Fraternidade, Justiça, Perdão, Cari-
dade, Esperança e Fé.

5. Onde o pão não é partido,
o irmão é ferido. Há exploração:
Eis o banquete da morte, onde vence
o mais forte: não há vida não.

0261. Ó Trindade, vos
louvamos

A

Ref.: Ó Trindade, vos louvamos. Vos
louvamos pela vossa comunhão!
Que esta mesa favoreça, favore-
ça nossa comunicação.

1. Contra toda tentação da ganância e
do poder, nossas bocas gritem jun-
tas /:a palavra do viver!:/

2. Na montanha, com Jesus,
no encontro com o Pai,
recebemos a mensagem:
/:«Ide ao mundo e transformai».:/

3. Deus nos fala na história e nos chama
à conversão; vamos ser palavras
vivas /:proclamando a salvação.:/

4. Vamos juntos festejar cada volta de
um irmão e o amor que nos acolhe,
/:restaurando a comunhão.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

81

0262. Eu creio em ti,
Senhor

C

Celso P. Luft (estilo gregoriano)

1. Eu creio em ti, Senhor, luz e verdade
eterna, puro e perfeito ser, que a
todo ser governa.

2. Espero em ti, Senhor, meu Pai e meu
amigo; no gozo e no sofrer o teu
querer bendigo.

3. Tenho pesar, Senhor, de haver-te
magoado; quero expiar o mal, fugir
todo pecado.

4. Quero te amar, Senhor, amor que
amaste antes e por amor de ti amar
meus semelhantes.

5. Quero ser teu, Senhor, na vida
e na morte;
em tuas mãos de amor confio a
minha sorte.

0263. Bendigamos
ao Senhor

D

1. Bendigamos ao Senhor, que nos une
em caridade, que nos nutre em seu
amor, com o pão da unidade.

Ref.: Ó Pai nosso.

2. Um só corpo em Deus formamos pelo
dom da caridade. Um só pão nos
alimenta, pão real, pão da unidade.

3. Conservemos a unidade, o mandato
do Senhor, reine a paz, lá onde há
guerra; onde há ódio, reine amor.

4. De Jesus o exemplo e ordem,
mandam o mal com o bem pagar;
num perdão sincero, amigo,
seu amor testemunhar.

5. O que sofre imerso em dor, o que vive
em solidão, acha alívio, acha consolo
num fraterno coração.

6. Ó Senhor, uma família somos nós na
caridade; nos congregue teu amor
na feliz eternidade.

0264. Deus seja louvado
no pão partilhado
D

Zé Vicente

Ref.: Deus seja louvado, no pão
partilhado. No pão partilhado,
Deus seja louvado!

1. Bendito e louvado seja este santo
sacramento. Deus no céu nos dê a
glória, cá na terra o alimento!

2. Bendita e louvada seja esta santa
Eucaristia! Corpo e sangue de Jesus,
Filho da virgem Maria!

3. Bendita seja esta ceia, entre irmãos
compartilhada! Onde está o cálice
bento e a hóstia consagrada!

4. Bendita a fruta ligeira vinda da terra
sagrada! Bendita a mão companhei-
ra, seja sempre abençoada!

5. Glória ao Pai e glória ao Filho, glória
ao Espírito também! Pelo amor e
pelo tempo, agora e sem fim, amém!

Cantar à Vida Sempre

82

0265. Força e paz

D

Zé Vicente

1. A mesa tão grande e vazia de amor
e de paz - de paz. Onde há luxo de
alguns, alegria não há - jamais.
A mesa da eucaristia nos quer ensi-
nar - á á. Que a ordem de Deus nosso
Pai é o pão partilhar.

Ref.: Pão em todas as mesas, da páscoa
a nova certeza /:A festa haverá e
o povo a cantar, aleluia!:/

2. As forças da morte: a injustiça e a
ganância de ter - de ter. Agindo
naqueles que impedem ao pobre
viver - viver. Sem terra, trabalho e
comida, a vida não há - não há.
Quem deixa assim e não age, a festa
não vai celebrar.

3. Irmãos, companheiros na luta,
vamos dar as mãos - as mãos.
Na grande corrente do amor,
na feliz comunhão - irmãos.
Unindo a peleja e a certeza vamos
construir - aqui. Na terra o projeto
de Deus todo povo a sorrir.

4. Que em todas as mesas de pobre
haja festa de pão - de pão.
E as mesas dos ricos vazias,
sem concentração - de pão.
Busquemos aqui nesta mesa do pão
redentor - do céu. A força e a espe-
rança que faz todo povo ser Deus.

5. Bendito o ressuscitado, Jesus vence-
dor - Ô, ô. No pão partilhado, a
presença ele nos deixou - deixou.
Bendita é a vida nascida de quem se
arriscou - Ô, ô. Na luta pra ver
triunfar neste mundo o amor.

0266. Força de paz

A

Zé Vicente

1. O pão sofrido da terra na mesa da
refeição. O pão partido na mesa
se torna certeza e se faz comu-
nhão. O corpo do meu Senhor é
força viva de paz.

2. Vinho de festa e alegria é vida no
coração. Vinho bebido na luta se
torna conduta de libertação. O
sangue do meu Senhor é força
viva de paz.

3. Palavra vinda do reino na boca de
cada irmão. Palavra que fortalece,
anima e esclarece a nossa união.
Palavra do meu Senhor é força viva
de paz.

4. Flores dos jardins, dos campos sor-
riso exposto no altar. Flores molha-
das no pranto de quem deu a vida
pra vida mudar. A vida de quem
tombou é força viva de paz.

5. Água trazida da fonte matando a
sede que mata. Água da chuva no
chão traz vida e traz pão pra gente e
pra mata. Água da vida, Jesus é
força viva de paz.

6. Ceia sagrada aliança ato supremo do
amor. Ceia, encontro esperança de
Jesus com a gente transformando a
dor. A ceia do meu Senhor é força
viva de paz.

7. Louvor que nasce da história do dia-
a-dia do povo. Louvor ao Deus ver-
dadeiro fiel justiceiro, Pai do mundo
novo. O nome do meu Senhor é força
viva de paz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

83

0267. Por esta paz

L.: J. Thomas Filho - M.: Frei Fabreti, ofm

1. Por esta paz que a juventude tanto
quer, pela alegria que as crianças
têm à mão: Eu rendo graças ao meu
Pai, que se compraz e assim me
pede para abrir meu coração.

Ref.: Tomai, comei, tomai, bebei, meu
corpo e sangue que vos dou. O pão
da vida sou eu mesmo em refeição!
Pai de bondade, Deus do amor e do
universo, sustentai os que se doam
por um mundo irmão!

2. Pelos que firmam na justiça os pró-
prios pés, pelo suor dos que mais
lutam pelo pão: Eu rendo graças ao
meu Pai, o Deus fiel, que assim me
pede para abrir meu coração.

3. Pelos que sabem enxergar um pouco
além, e assim repartem a esperança
com razão: Eu rendo graças ao meu
Pai, que tudo vê, que assim me pede
para abrir meu coração.

4. Pelos que choram mas não perdem
sua fé, pelos humildes que praticam
o perdão: Eu rendo graças ao meu
Pai, que vem nutrir e assim me pede
para abrir meu coração.

5. Pelos pequenos que só sabem confi-
ar, pelos que sabem dizer sim e dizer
não: Eu rendo graças ao meu Pai,
que tudo sustém e assim me pede
para abrir meu coração.

6. Por todo aquele que ainda sabe
agradecer, e por quem ama sem
pensar em condição: Eu rendo
graças ao meu Pai, o Deus do
amor, e assim me pede para abrir
meu coração.

7. Por minha vida, por meu povo, pelos
meus: Eu rendo graças, que ao meu
Pai estende as mãos, tudo sustenta
e nos renova e dá vigor e assim me
pede para abrir meu coração.

0268. Vinde, assentai-vos
a mesa

D

1. Fui judeu plenamente na cultura,
na mente! O Evangelho preguei,
da vida falei, e o povo entendeu.
Ó Jesus, tua Igreja imitar-te de-
seja: Às diversas culturas vai le-
var o amor do Pai!
Ref.: Vinde, assentai-vos à mesa!
Corpo e sangue vou dou! Quero
ver meu fogo arder! Cristo, novo
ardor, com certeza, abrasou tua
Igreja, nesta chama acesa!
2. Amo o Pai que me ama! Amo o
Espírito em chama! Três em um:
comunhão! Um só coração! Cristãos
aprendei! Sim, Senhor, aprendemos;
testemunho daremos. Forte o amor
entre nós será e o mundo então crerá.
3. Eu não vim ser servido; vim servir e
convido: quem fizer como eu fiz, é
grande, feliz no reino do céu! Toma
igual compromisso, tua Igreja a ser-
viço, construindo um Brasil melhor
na paz, justiça e amor.
4. Pouco a pouco a Trindade revelou
amizade. Com amor dialogou e vos
convidou à plena união. Cristo, a
escola divina tal diálogo ensina: aos
cristãos e aos não cristãos, chamar
à comunhão.
5. Qual fiel emissário, fui do Pai missi-
onário. Minha boca se abriu, meu pé
se feriu; não pude calar! Missionário
celeste, teu anúncio nos deste: quem
está perto ou distante irá ouvir tua
voz chamar.

Cantar à Vida Sempre

84

0269. O meu corpo e o meu
sangue vos dou

- CF 1998

D

Ref.: O meu corpo e o meu sangue vos
dou. O pão vivo, maná da aliança,
a serviço da vida do povo, que
caminha na luz da esperança.

1. Irmão, agradecemos ao Senhor, lou-
vando, demos graças ao seu nome.
É Ele que nos dá o pão do céu, pão
vivo que sacia toda fome.

2. É Ele que educa sua Igreja, guiando-
nos por caminhos sempre novos. E a
cruz que é loucura para muitos, é
sinal de amor e graça para os povos.

3. E chama a todos nós, seu povo
amado, a sermos educados na
irmandade, fazendo a experiên-
cia que liberta, da vida construída
em igualdade.

4. É Ele que perdoa nossas faltas e
envolve-nos em graças e compai-
xão. Aos pobres e pequenos deste
mundo dedica especial predileção.

5. Senhor, uni em Cristo o vosso
povo, lembrai-vos de que sois mi-
sericórdia. Fazei-nos construir um
mundo novo, na paz e na justiça e
na concórdia!

0270. Se calarem a voz
dos profetas

D

1. Se calarem a voz dos profetas, as
pedras falarão. Se fecharem uns
poucos caminhos, mil trilhas nasce-
rão. Muito tempo não dura a verdade
nestas margens estreitas demais.
Deus criou o infinito pra vida ser
sempre mais.

Ref.: É Jesus este pão de igualdade.
Viemos pra comungar com a luta
sofrida do povo que quer ter voz,
ter vez, lugar. Comungar é tor-
nar-se um perigo viemos pra in-
comodar. Com a fé e união nos-
sos passos um dia vão chegar!

2. O Espírito é vento incessante, que
nada há de prender. Ele sopra até no
absurdo que a gente não quer ver.

3. No banquete da festa de uns poucos,
só rico se sentou. Nosso Deus fica ao
lado dos pobres, colhendo o que
sobrou.

4. Toda luta verá o seu dia nascer da
escuridão. Ensaiamos a festa e a
alegria fazendo a comunhão.

0271. Povo de Deus,
abre o coração

A

Ref.: Povo de Deus, abre o coração!
És povo santo, chamado a ser
livre e à libertação!

1. Deus quer todo mundo alegre, feliz,
bem nutrido, gozando saúde. Preci-
so estudar, mas a vida é dura, ainda
não pude!

2. O povo todo, se unindo, formando
esta Igreja, logo vai crescer. É gran-
de a labuta, Jesus ’stá conosco, nós
vamos vencer.

3. Nós aprendemos, ó Cristo, que és o
messias, o libertador. Tu és nosso
mestre, contigo se aprende a viver
com amor!

4. Nós somos filhos de Deus e nossos
filhinhos são gente de bem. Nós
vamos lutar, pra ser bem melhor o
mundo que vem!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

85

0272. Nova aurora

C

1. Teu povo caminha há tempo no meio
da opressão, das esperanças desfei-
tas, das promessas que são feitas,
de mentiras e ilusão. Das culturas
sufocadas, o canto do nosso chão.
/:Das favelas aos roçados, dos
canaviais aos cerrados, o mesmo
canto de irmãos.:/

Ref.: Vem, Senhor. Tu és o nosso
sustento. Que os projetos de morte
passem logo como vento. /:Res-
suscita, nas nossas lutas de ago-
ra. Emanuel, Deus-conosco, anun-
ciando a nova aurora.:/

2. Construímos mundo novo, na vida
em comunidade. Partilhando o que
temos, assim juntos nós faremos
uma nova sociedade. O sangue dos
que tombaram é semente já nascen-
do. /:Da teimosia o broto, do bro-
to a primavera, que em nós vai
florescendo.:/

0273. Um só coração

D

1. Como é bom e agradável conviverem
os irmãos. Nisto todos, santa bên-
ção, vida eterna alcançarão.

Ref.: /:Um só coração. Um só coração.
E uma só alma. Isto é o amor.:/

2. Alegria e singeleza, estes dons do
coração, enfeitavam diariamente
cada gesto dos cristãos.

3. Sempre alegres, repartiam entre
todos o seu pão, tendo tudo em
comum, junto estavam na oração.

4. Bendizendo a Deus, o Cristo, muita
gente cativavam, muitos outros es-
colhidos o Senhor lhes ajuntava.

5. Tu, ó Cristo, nos reuniste na fraterna
comunhão, nosso encontro de ora-
ção fortalece a nossa união.
6. Somos todos bem felizes,
Cristo, o irmão, a nós se doou,
nosso amor que nos reuniu,
bem mais forte se estreitou.

0274. O Senhor nos amou E

1. O Senhor nos amou, ninguém teve
tanto amor. É pastor que nos vigia e
nos guia a cada dia. Quando o pão
está no altar, Ele quer nos abraçar,
é o pão da amizade, o pão de Deus.
Ref.: É meu corpo, tomai e comei.
É meu sangue, tomai e bebei.
Pois eu sou a vida, eu sou o
amor. Conduzi-nos, ó Senhor,
no vosso amor.
2. O Senhor nos amou, ninguém teve
tanto amor. Ele nunca se cansava
quando aqui na terra andava, seu
amor era tão forte que venceu até
a morte, foi no dia que por nós
ressuscitou.
3. O Senhor nos amou ninguém teve
tanto amor. Ele dá seu amor aos que
estão ao seu redor, seguremos nos-
sas mãos, todos somos seus irmãos,
nada pode destruir o nosso amor.

0275. Vamos em paz

João Vitor Mariano

1. Vamos em paz pelo mundo afora.
Jesus agora nos envia em missão,
levar a paz e o amor a todo homem
que acredita na ressurreição.
2. Vamos agora construir um mundo
novo, onde o povo se sinta mais
irmão, onde o ódio já não tenha
mais lugar, onde a paz transfor-
ma os corações.

Cantar à Vida Sempre

86

0276. O Senhor nos
tem amado

E

1. O Senhor nos tem amado como
nunca alguém amou. E nos guia
cada dia com a força e com a luz.
Recebemos seu amor quando par-
timos o pão. É o pão da amizade,
o pão de Deus!
Ref.: «Eis meu corpo: tomai e comei!
Eis meu sangue: tomai e bebei!
Eu sou a vida e Eu sou o amor!»
O Senhor conduz o povo
em seu amor.
2. O Senhor nos tem amado como
nunca alguém amou. Foi um pobre
carpinteiro que viveu em Nazaré.
Trabalhou com suas mãos e a igual-
dade Ele ensinou. O trabalho e o
sofrimento conheceu!
3. O Senhor nos tem amado como
nunca alguém amou. Seu amor era
tão grande que na cruz veio a mor-
rer. Seu amor era tão forte sobre a
morte triunfou e dos mortos o Se-
nhor ressuscitou!

0277. Feliz o homem
que ama

E

Ref.: Feliz o homem que ama o Senhor
e segue seus mandamentos.
O seu coração é repleto de amor,
Deus mesmo é seu alimento.
1. Feliz o que anda na lei do Senhor
e segue o caminho que Deus lhe
indicou; terá recompensa no reino
do céu porque muito amou.
2. Feliz quem se alegra em servir o
irmão, segundo os preceitos
que Deus lhe ensinou:
verá maravilhas de Deus,
o Senhor, porque muito amou.

3. Feliz quem confia na força do bem,
seguindo os caminhos da paz e o
perdão: será acolhido nos braços
do Pai, porque muito amou.
4. Feliz quem dá graças de bom cora-
ção e estende sua mão ao sem voz e
sem vez, terá no banquete um lugar
para si, porque muito amou.

0278. Feliz o homem que crê

1. Todo o meu ser se alegra, Senhor.
É chegado o momento da comu-
nhão. A tua presença me faz renas-
cer neste dia de ressurreição.
Ref.: Feliz o homem que crê
nessa vida escondida no pão.
/:Nesse grande mistério do amor
de um Deus que se fez refeição.:/
2. Não herdará o reino dos céus
quem não partilhar desse pão,
quem não aceitar esse Deus,
quem não perdoar seu irmão.
3. O caminho agora é seguro.
Já não existem mais trevas.
A morte já foi derrotada.
A luz brilhou sobre a terra.

0279. Hinos de amor

D

Ref.: Hinos de amor, de gratidão,
vozes entoam sem cessar a ti,
Senhor da criação:
Glória ao teu nome vêm cantar.
Glória ao teu nome vêm cantar.
1. Nossa vida seja um canto de louvor
perene a Deus; exaltando as mara-
vilhas que operou nos filhos seus.
2. Haja em nós fraternidade,
haja em nós tal caridade.
Que ao nos ver, possam dizer:
«vede como eles se amam.»

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

87

0280. Novamente
nos unimos

D

1. Novamente nos unimos, nesta ceia
do perdão, para em Cristo e só por
Cristo encontrar a salvação.
Ref.: Renovamos nossa vida,
nesta santa comunhão.
Na esperança trabalhemos
por um mundo mais cristão.
2. Na justiça e no trabalho, povo santo,
caminhai; Com Jesus ressuscitado
demos novo mundo ao Pai.
3. Tudo o que nasceu por amor em
amor há de ficar. Nosso corpo é
como a hóstia: não se pode profanar.
4. «O meu Pai trabalha sempre», Cristo
um dia revelou. Pela glória do
Calvário, vida nova começou.
5. Não se ponha o sol da tarde sobre a
ira e a opressão. O trabalho e a
justiça deve haver pra todo irmão.
6. Quando no alto a liberdade majesto-
sa aparecer, a alegria da verdade
todos vamos receber.

0281. Um passo à frente E

Ref.: Um passo à frente e outro
passo a mais, o importante
é não ficar para trás.
Começar nova vida cada dia,
um passo à frente e outro mais.
1. Quem pega no arado e olha para
trás, aos olhos do Senhor na vida
nada faz. Quem tropeça não
fique pelo chão e diga ao coração:
«um passo a mais.»
2. Aquele que fracassa ganhou experi-
ência; aquele que fracassa ganhou
muita ciência. Quem tropeça não
fique pelo chão e diga ao coração:
«um passo a mais.»

0282. Senhor, quanto
mais caminho

G

1. Senhor, quanto mais caminho, mais
vejo aumentar a estrada. Tropeço
por entre espinhos num campo onde
foi calada /:A voz da libertação.:/

2. Mas me ergo, não vou sozinho, teus
passos comigo vão. Na terra será
plantada a paz que nos é doada
/:Em cada fração do pão.:/

3. Não posso ficar parado, teu corpo me
dá coragem, teu sangue me traz a
imagem de tantos irmãos deixados
/:À margem da salvação.:/

4. Teus passos irei seguindo, a paz vou
distribuindo; e o mundo, evange-
lizado, será enfim transformado
/:Em paz e em salvação.:/

0283. Vamos sem temor
ao mundo

F

L.: Albino Pozzer - M.: D. Julien

Ref.: Vamos sem temor ao mundo
com Cristo em nosso alegre
coração. Vamos sem temor ao
mundo para fazê-lo cristão.

1. Não haja receio:
Jesus é o bom pastor;
entremos no seu reino,
que é o reino só de amor.

2. De Cristo a palavra
é viva e não passou:
«Eu sou vosso caminho,
verdade e vida sou».

3. «Eu sou vosso guia,
a meu lado caminhai;
levar-vos quero todos
à casa de meu Pai».

Cantar à Vida Sempre

88

0284. De colores

C

1. De colores! De colores é a primavera
florindo caminhos. De colores! De
colores são todas as flores, são os
passarinhos. De colores! De colores
é o arco-íris caminho de luz.
/:Venham todos que este é o
caminho. Cantemos louvores
ao Cristo na cruz!:/
2. Viva! Vida! Faz o mundo ficar mais
bonito no teu coração! Viva! Vida! E
desperta na fé ardorosa de ser bom
cristão! Todos juntos! De mãos da-
das nas mesmas estradas, eu sou
teu irmão! /:De mãos dadas nas
mesmas estradas, nas mesmas es-
tradas, eu sou teu irmão!:/

0285. Deixa-me ser jovem D

José L. Rizzieri

Ref.: Deixa-me ser jovem, não me
impeça de lutar, pois a vida me
convida uma missão realizar.
1. Deixa-me ser jovem, ser livre pra
sonhar. Não reprima nem reprove o
meu jeito de amar. Fazer também a
história e não ser ignorado. Preser-
var os meus valores e não ser
massificado.
2. Muitos jovens sem saber, esbanja-
ram sua idade. Alienados se entre-
garam aos dragões da sociedade.
Não me sinto revoltado, mas eu que-
ro me explicar. De tanto ser explora-
do eu me pus a protestar.
3. Não nasci para servir como peça de
engrenagem, nem ser coisa que se
vende ou se compra por vantagem.
Quero ser considerado como ser
filho de Deus, realizar os meus anseios
cada vez sendo mais eu.

0286. O sonho dos jovens E

1. Do jeito que surge o dia, eu vejo
também renascer um mundo de har-
monia, que faz a esperança viver.
São tantos sinais que irradiam a luz
desta nova manhã. Sorriso, prazer e
alegria compõem esta linda canção.
Ref.: Ei amigo, ô, ô, ô. Cante comigo, ô,
ô, ô. A mesma melodia é canto,
é poesia, é amor que paira no ar,
ô, ô, ô, prelúdio de paz. (bis)
2. Do jeito que o sol desponta, no meio
de um forte arrebol, os jovens tam-
bém despertam, projetam um mun-
do melhor. O largo sorriso criança
daqueles que unem as mãos, fir-
mando uma grande aliança, é o so-
nho de mil gerações.

0287. Coração livre

G

1. Eu vejo que a juventude tem muito
amor. Carrega a esperança viva no
seu cantar. Conhece caminhos tor-
tos, não tem segredos. Anseia pela
justiça e deseja a paz. Mas vejo
também a dor da insegurança, que
dói quando é hora certa de decidir.
Tem medo de deixar tudo e não se
cansa. Diz «não» ao caminho certo e
não é feliz.
Ref.: Ei! Juventude, rosto do mundo.
Teu dinamismo logo encanta
quem te vê. A liberdade
aposta tudo, não perde nada
na certeza de vencer. (bis)
2. Vai, vende tudo o que tens. Dá a
quem precisa mais. Vem e segue-
me depois. Vem comigo espalhar a
paz. Jesus convida, conta contigo,
mas é preciso ter coragem de morrer.
Final: Coração livre, comprometido.
Partilha tudo
sem ter medo de perder.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

89

0288. Eu quero acreditar D

Zé Martins

1. Eu quero acreditar na vida.
Ver o sol em cada amanhecer.
Ter no rosto um sorriso amigo.
Acreditar que o sonho é pra valer.
Eu quero ter meu peito aberto.
Caminhar e não olhar pra trás.
Caminheiro, quero amor por perto.
Quero o mundo construindo paz.

Ref.: Cante comigo, cante esta
canção. Pois cantando
sonharemos juntos pra fazer
um mundo mais irmão. (bis)

2. Eu quero acreditar no amor. Ver a
noite se afastar de mim. Em cada rua
plantar uma flor. E fazer da terra um
jardim. Venha junto sonhar o dese-
jo, de que a vida não tenha mais fim.
No violão soe o arpejo, construindo a
paz, o amor, enfim.

0289. Cante a esperança A

Elias Muniz

1. Levante a cabeça e siga. Encare de
frente a vida. Busque dentro de si
mesmo a esperança de vencer. Ca-
minhe pra frente e insista. Sonhar
não faz mal, não desista. Seja humil-
de, acredite, você vai vencer. Veja, a
vida é linda. Basta tentar descobrir.
Leve a esperança no peito por onde
você seguir.

Ref.: Cante, cante a esperança. Faça a
esperança brilhar. Leve esse can-
to, essa força pra quem precisar.
Vamos cantar a esperança, fazer
a esperança brilhar. E que seu
brilho cresça sempre mais, pra
não mais se apagar.

0290. Juventude

G

1. Juventude é dizer não, não à guerra,
não à fome, não ao homem opres-
sor, não a quem só quer mandar.
Juventude é não à ira, à violência e à
mentira, dizer não à desunião, e
cantar juntos assim:

Ref.: Ô, ô, ô, ô. Paz na terra,
meu irmão, paz a quem tem
boa vontade, paz no campo e
na cidade, paz é coisa que se
faz. Na partilha deste pão,
que nos faz uma família,
paz, irmão, eu preciso de tua paz.

2. Juventude é dizer sim, é tomar uma
atitude, desarmar o coração, não
deixar a paz morrer. Juventude é
dizer sim a quem ama e quer
servir, dizer sim à mansidão, e
cantar juntos assim:

0291. Eu vim de longe

D

1. Eu vim de longe pra encontrar o
meu caminho. Tinha um sorriso,
e o sorriso ainda valia.
Achei difícil a viagem até aqui.
Mas eu cheguei, mas eu cheguei.
2. Eu vim depressa,
eu não vim de caminhão.
Eu vim a jato no asfalto pelo chão.
Achei difícil a viagem até aqui.
Mas eu cheguei, mas eu cheguei.
3. Eu vim por causa da verdade que Ele
é. Eu vim descalço, sem dinheiro e o
pior. Achei difícil a viagem até aqui.
Mas eu cheguei, mas eu cheguei.
4. Eu tive ajuda de quem você não
acredita. Me deu esperança de
chegar até aqui. Vim caminhan-
do, aqui estou, me decidi. Eu vou
ficar, eu vou ficar.

Cantar à Vida Sempre

90

0292. Queremos ser jovens

1. Queremos ser jovens libertos, doa-
dos. Na causa da vida e do amor
empenhados. Abertos, conscientes,
bem esclarecidos. Juntar nossas
mãos, caminhar mais unidos.
Ref.: Os jovens, teus irmãos, Jesus
Senhor, têm fome de justiça e de
amor. Sustenta sua luta, seu vi-
gor na força de teu pão libertador.
2. Em nossa família, na comunidade
queremos ser luz para a sociedade.
Formando Igreja, formando teu povo
na fraternidade, na busca do novo.

0293. Um novo caminho E

1. Hoje o mundo oferece caminhos
demais, você chora, você ri, nem
sempre é feliz. O mundo não lhe
satisfaz, pois sua alma é grande
demais, só Deus pode enchê-la.
Ref.: Hoje seus passos se perdem na
estrada, nem sempre você tem
chegada. Entregue seu caminho
a Deus. Entregue seu caminho a
Deus. Entregue seu caminho a
Deus. /:Laia, laia, laia, laia...
tchirulirulirulirulá.:/
2. Pois Ele quer transformar sua vida,
alegria e paz encontrará,
quando nele se apoiar.

0294. Certeza

1. Eu trago uma canção, dentro do meu
coração, cheia de alegria, que eu
guardava até então e não saía. Não
sei se por medo ou melancolia, mas
tinha certeza que um dia ela acorda-
ria pra fazer todo homem acordar,
cada braço lutar, cada rosto sorrir.
Pra fazer a ciranda girar, cada mão
se empenhar em só construir. Pra

fazer você descobrir que as coisas
de Deus estão por fazer. E que a
força não pode e não vai deter o que
tem de acontecer.

0295. Mais uma vez

1. Mas é claro que o sol vai voltar
amanhã, mais uma vez, eu sei. Escu-
ridão já vi pior, de endoidecer gente
sã. Espera, que o sol já vem.
2. Tem gente que está do mesmo lado
que você, mas deveria estar do lado
de lá. Tem gente que machuca os
outros, tem gente que não sabe
amar. Tem gente enganando a gen-
te, veja nossa vida como está. Mas
eu sei que um dia a gente aprende.
Se você quiser alguém em quem
confiar, confie em Jesus Cristo, quem
acredita sempre alcança.

0296. Axé

F

Zé Vicente

Ref.: Irá chegar um novo dia,
um novo céu, uma nova terra,
um novo mar.
E neste dia os oprimidos numa
só voz a liberdade irão cantar.
1. Na nova terra o negro não vai ter
corrente, e o nosso índio vai ser visto
como gente. Na nova terra o negro,
o índio e o mulato, o branco e todos
vão comer no mesmo prato.
2. Na nova terra o fraco, o pobre e o
injustiçado, serão juízes deste mun-
do de pecado. Na nova terra o forte,
o grande e o prepotente irão chorar
e até ranger os dentes.
3. Na nova terra a mulher terá direitos.
Não sofrerá humilhações e pre-
conceitos. O seu trabalho todos
vão valorizar, nas decisões ela irá
participar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

91

0297. Coração de estudante C

Wagner Tirzo - Milton Nascimento

1. Quero falar de uma coisa. Adivinha
onde ela anda. Deve estar dentro do
peito ou caminha pelo ar. Pode estar
aqui do lado, bem mais perto que
pensamos. A folha da juventude é o
nome certo deste amor.
2. Já podaram seus momentos. Desvi-
aram seu destino. Seu sorriso de
menino tantas vezes se escon-
deu. Mas renova-se a esperança.
Nova aurora a cada dia. E há que
se cuidar do broto pra que a vida
nos dê flor e fruto.
3. Coração de estudante. Há de se
cuidar da vida. Há de se cuidar do
mundo. Tomar conta da amizade.
Alegria e muito sonho espalhados no
caminho. Férteis plantas, sentimen-
to. Folha, coração, juventude e fé.

0298. Um novo sol

G

1. Uma terra que já não tem fronteiras,
senão mãos que juntas formarão
uma corrente mais forte que a guer-
ra e que a morte. Já sabemos, o
caminho é o amor.
Ref.: Um novo sol se levanta sobre a
nova civilização que hoje nasce.
Uma corrente mais forte que a
guerra e que a morte. Já
sabemos, o caminho é o amor.
2. Uma pátria mais justa e mais frater-
na, onde todos construamos a uni-
dade. Onde não há rejeitados, por-
que todos são amados. Já sabemos,
o caminho é o amor.
3. A justiça é a força que traz a paz, e
o amor o que leva a perdoar. A
verdade é a força que nos dá liberta-
ção. Já sabemos, o caminho é o amor.

4. Quem tem, partilha sua riqueza, e
quem sabe não impõe o seu pensar.
E quem manda, entende que o poder
é um serviço. Já sabemos, o cami-
nho é o amor.

0299. Baião das
comunidades

G

Ref.: Somos gente nova, vivendo a
união. Somos povo semente de
nova nação, ê, ê. Somos gente
nova vivendo o amor. Somos co-
munidade povo do Senhor, ê, ê.
1. Vou convidar os meus irmãos traba-
lhadores, operários, lavradores,
biscateiros e outros mais. E juntos
vamos celebrar a confiança, nossa
luta na esperança de ter terra, pão e
paz. Ê, ê.
2. Convido o negro, irmão de sangue e
de sina, seu gingado nos ensina a
dança da redenção. De braços dados
no terreiro da irmandade, vamos
sambar de verdade enquanto chega
a razão. Ê, ê.
3. Vou convidar Oneide, Rosa, Ana
Maria, a mulher que noite e dia luta
e faz nascer o amor. E reunidos no
altar da liberdade, vamos cantar de
verdade, vamos pisar sobre a dor. Ê, ê.
4. Vou convidar a criançada e a juven-
tude, tocadores nos ajudem, vamos
cantar por aí. O nosso canto vai
encher todo o país, velho vai dançar
feliz, quem chorou vai ter que rir. Ê, ê.
5. Desempregados, pescadores, des-
prezados e os marginalizados ve-
nham todos se ajuntar. A nossa
marcha para nova sociedade, quem
nos ama de verdade, pode vir, tem
um lugar. Ê, ê.

Cantar à Vida Sempre

92

0300. Bendito dos romeiros
da terra

1. Bendita e louvada seja esta santa
romaria, bendito o povo que mar-
cha, bendito o povo que marcha
tendo Cristo como guia. (bis)

Ref.: Sou, sou teu, Senhor! Sou povo
novo, retirante, lutador! Deus
dos peregrinos, dos pequeninos,
Jesus Cristo redentor!

2. No Egito antigamente, no meio da
escravidão, Deus libertou o seu povo,
hoje Ele passa de novo gritando a
libertação. (bis)

3. Para a terra prometida o povo de
Deus marchou, Moisés andava na
frente, hoje Moisés é a gente quando
enfrenta o opressor. (bis)

4. Quem é fraco, Deus dá força quem
tem medo sofre mais, quem se une
ao companheiro vence todo cativeiro
é feliz e tem a paz. (bis)

0301. Utopia

F

Zé Vicente

1. Quando o dia da paz renascer. Quan-
do o sol da esperança brilhar. Eu vou
cantar! Quando o povo nas ruas
sorrir, e a roseira de novo florir, eu
vou cantar! Quando as cercas caí-
rem no chão. Quando as mesas se
encherem de pão, eu vou cantar!
Quando os muros que cercam os
jardins, destruídos, então os jas-
mins vão perfumar.

Ref.: /:Vai ser tão bonito se ouvir a
canção, cantada de novo.
No olhar do homem a certeza
do irmão. Reinado do povo.:/

2. Quando as armas da destruição,
destruídas em cada nação, eu vou
cantar! E o decreto que encerra a
opressão, assinado só no coração,
vai triunfar. Quando a voz da verda-
de se ouvir, e a mentira não mais
existir, será, enfim, tempo novo de
eterna justiça. Sem mais ódio, sem
sangue ou cobiça: Vai ser assim!

0302. Liberdade

E

Zé Vicente

1. Liberdade, vem e canta, e saúda este
novo sol que vem. Canta com alegria
o escondido amor que no peito tem.
/:Mira o céu azul,
espaço aberto pra te acolher.:/

2. Liberdade, vem e pisa este firme
chão de verdes ramagens. Canta
louvando as flores, que ao bailar
do vento, trazem sua mensagem.
/:Mira essas flores,
abraço aberto pra te acolher.:/

3. Liberdade, vem e pousa nesta dura
América triste e vendida. Canta com
os seus gritos nossos filhos mortos e
a paz vencida. /:Mira este lugar,
desejo aberto pra te acolher.:/

4. Liberdade, liberdade, és o desejo
que nos faz viver. És o grande
sentido de uma vida pronta para
morrer. Mira o nosso chão
banhado em sangue pra reviver.
/:Mira a nossa América
banhada em morte pra renascer.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

93

0303. Momento novo

Em

Zé Vicente

1. Deus chama a gente pra um momen-
to novo, de caminhar junto com seu
povo. É hora de transformar o que
não dá mais. Sozinho, isolado, nin-
guém é capaz.
Ref.: Por isso vem. Entra na roda co’a
gente também. Você é muito
importante. (bis) Vem...
2. Não é possível crer que tudo é fácil.
Há muita força que produz a morte.
Gerando dor, tristeza e desolação.
É necessário unir o cordão.
3. A força que hoje faz brotar a vida
atua em nós pela sua graça. É Deus
quem nos convida pra trabalhar,
o amor repartir e as forças juntar.

0304. América Latina

C

1. Talvez esta canção chegue tarde
demais. Talvez nosso silêncio seja
grande demais. Talvez a consciência
cale cedo demais. Talvez boa vonta-
de seja pouco demais. Talvez a li-
berdade chegue tarde demais, e tan-
tos inocentes morram cedo demais.
Que a luz nos mostre agora o cami-
nho da paz, e acabe a violência que
mata demais.
2. Meu Deus, eu te pergunto se ouves
minha voz, se é este o teu povo e o
que queres de nós. Milhões de ho-
mens pobres, porque poucos têm
demais. Somos um supermercado
para as multinacionais. Quem sabe
um dia, livre, tua fronte erguerás.
América Latina, eu te amo demais.
Talvez teu sofrimento seja grande
demais. ’Inda querem que eu me
cale! Tarde demais!

0305. Povos d’América

Pe. José Cândido da Silva

1. Povos d’América, gente sofrida, onde
a esperança insiste em germinar.
Povos d’América, quanta alegria! São
tantas raças, vozes e cantar!

2. Negros e brancos, índios, mestiços,
de todos Deus é Pai. Uma só fé, um
só salvador. O mundo evangelizai.

«Vinde, vede e anunciai». (bis)

3. Povos d’América, denunciai, rostos
marcados pela opressão. Povos
d’América, anunciai da cruz de Cris-
to um mundo irmão.

4. Povos d’América, povos da terra!
Desfigurados na pobreza e dor. Po-
vos d’América, nações do mundo,
buscai no Cristo a força do amor.

5. Ó Mãe d’América, de Guadalupe, de
Aparecida e tantos nomes mais. Vir-
gem Maria, mãe destes povos, eis
vossos filhos a quem tanto amais.

Cantar à Vida Sempre

94

0306. Pelos caminhos
da América

Am-C

Zé Vicente

Ref.: /:Pelos caminhos da América.:/
Latino América!

1. Pelos caminhos da América, há tanta
dor, tanto pranto, nuvens, misté-
rios, encantos que envolvem nos-
so caminhar. Há cruzes beirando
a estrada, pedras manchadas de
sangue, apontando como setas
que a liberdade é pra lá...

2. Pelos caminhos da América, há mo-
numentos sem rosto, heróis pinta-
dos, mau gosto, livros de história
sem cor. Caveiras de ditadores, sol-
dados tristes, calados, com olhos
esbugalhados, vendo avançar o
amor, ô ô!

3. Pelos caminhos da América, há mães
gritando qual loucas, antes que fi-
quem tão roucas, digam onde acha-
rão seus filhos, mortos, levados à
noite da tirania, mesmo que matem
o dia, elas jamais calarão...

4. Pelos caminhos da América, no cen-
tro do continente, marcham punha-
dos de gente com a vitória na mão.
Nos mandam sonhos, cantigas, em
nome da liberdade, com o fuzil da
verdade, combatem firme o dragão.

0307. Canto dos
mártires da terra
Dm

1. Venham todos, cantemos um canto
que nasce da terra. Canto novo de
paz, esperança em tempo de guer-
ra. Neste instante há inocentes tom-
bando nas mãos dos tiranos. Tomar
terra, ter lucro matando, são esses
seus planos.

Ref.: Eis o tempo de graça, eis o dia da
libertação. De cabeças erguidas,
de braços unidos, irmãos, have-
remos de ver qualquer dia che-
gando a vitória. O povo nas ruas
fazendo a história. Crianças sor-
rindo em toda nação. (bis)

2. Lavradores: Raimundo, José, Marga-
rida, Nativo. Assumir sua luta, seu
sonho, por nós é preciso. Havere-
mos de honrar todo aquele que caiu
lutando, contra os muros e cercas da
morte, jamais recuando.

3. Companheiros, no chão desta pátria
é grande a peleja. No altar da Igreja
o seu sangue bem vivo lateja. Sobre
as mesas de cada família há frutos
marcados. E há flores vermelhas
gritando por sobre os roçados.

4. Ó Senhor, Deus da vida, escuta este
nosso cantar. Pois contigo o povo
oprimido há de sempre contar. Para
além da injúria e da morte conduz
nossa gente. Que o teu reino triunfe
na terra deste continente.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

95

0308. Peregrino

Dm

1. Peregrino nas estradas de um mundo
desigual, espoliado pelo lucro e am-
bição do capital, do poder do latifún-
dio enxotado e sem lugar. Já não sei
pra onde andar. Da esperança eu me
apego ao mutirão.
Ref.: Quero entoar um canto novo
de alegria, ao raiar daquele dia
de chegada em nosso chão.
Com meu povo celebrar a
alvorada, minha gente libertada,
lutar não foi em vão.
2. Sei que Deus nunca esqueceu dos
oprimidos o clamor. E Jesus se fez
do pobre companheiro e servidor.
Os profetas não se calam, denun-
ciando a opressão, pois a terra é
dos irmãos. E na mesa, igual par-
tilha tem que haver.
3. Pela força do amor, o universo tem
carinho e o clarão de suas estrelas
ilumina o caminho. Nas torrentes da
justiça meu trabalho é comunhão.
Arrozais florescerão! E em seus fru-
tos liberdade colherei.

0309. Eu só peço a Deus E

1. Eu só peço a Deus que a dor não me
seja indiferente. /:Que a morte não
me encontre um dia solitário sem ter
feito o que eu queria.:/
2. Eu só peço a Deus que a guerra
não me seja indiferente.
/:Pois não posso dar a outra face
se já fui machucado brutalmente.:/
3. Eu só peço a Deus que a guerra não
me seja indiferente. /:É um monstro
grande e pisa forte toda a pobre
inocência desta gente.:/

4. Eu só peço a Deus que o futuro não
me seja indiferente. /:Sem ter que
fugir desenganado para viver uma
cultura diferente.:/

5. Solo le pido a Dios que la guerra no
me sea indiferente. /:Es um monstro
grande e pisa fuerte toda la pobre
inocencia de la gente.:/

0310. A voz do povo

E

Toinha - Beberibe

1. Eu quero, quero, quero ouvir a voz do
povo. Eu quero ver todo o povo
acordar e descobrir dentro da reali-
dade que a semente da verdade está
querendo germinar.

2. Eu quero, quero, quero ouvir a voz do
povo. Eu quero ver todo o povo como
irmão. Eu quero ver todo povo cami-
nhando libertando-se do medo e de
toda opressão.

3. Eu quero, quero, quero ouvir a voz do
povo. Todo povo tem boca pra falar.
Ainda tem gente que aí se faz de
mudo e calado lá no canto não se
mexe do lugar.

4. Eu quero, quero, quero ouvir a voz do
povo. O povo já não é mais caran-
guejo, não. Eu quero ver todo povo
consciente, descobrindo que é gente
e caminhando para a frente.

5. Eu quero, quero, quero ouvir a voz do
povo. Eu quero ver todo povo em
união. Consciência não se ganha
sem esforço, é preciso abrir os olhos
pra enxergar a situação.

Cantar à Vida Sempre

96

0311. Xote ecológico

E

1. Não posso respirar, não posso mais
nadar. A terra está morrendo, não
dá mais pra plantar. E se plantar não
nasce e se nasce não dá, até pinga
da boa é difícil de encontrar.
Ref.: Cadê a flor que estava aqui?
Poluição comeu. O peixe que é do
mar? Poluição comeu. O verde
onde é que está? Poluição comeu.
Nem o Chico Mendes sobreviveu.

0312. A pirâmide

E

1. Na terra dos homens pensada em
pirâmide /:há poucos em cima, e
muitos na base.:/ Na terra dos ho-
mens pensada em pirâmide /:os
poucos de cima esmagam a base.:/
Ref.: Ó povo dos pobres, povo domina-
do, que fazes aí com ar tão para-
do? O mundo dos homens tem de
ser mudado. Levanta-te, povo,
não fiques parado.
2. Na terra dos homens pensada em
pirâmide, /:viver não se pode, pelo
menos na base.:/ O povo dos pobres
que vive na base /:vai fazer cair a
velha pirâmide.:/
3. E a terra dos homens já sem a
pirâmide /:pode organizar-se em
fraternidade.:/ Ninguém é esmaga-
do na nova cidade. /:Todos dão as
mãos em viva unidade.:/

0313. Celebrar a vida

1. Vamos celebrar a vida, viver é cele-
brar. Vamos celebrar o amor, amar
é celebrar.
Ref.: Celebrar o passado, celebrar o
presente, celebrar o futuro, tendo
Deus sempre presente. (bis)
2. Vida, morte, paz e dor, vamos cele-
brar. Fatos, família e lazer, vamos
celebrar. Festas, amigos e amor,

vamos celebrar. /:Assim a vida mu-
dará, a fé brilhará, o amor vencerá
no homem que sabe celebrar.:/

0314. Celebração da vida A

Ref.: A gente tem um mundo pra
celebrar. É Deus que está no
fundo deste meu cantar. (bis)
1. Aqui nos reunimos para agradecer.
A vida é um presente,
nela eu posso crer.
2. Eu vim pedir perdão por te
desconhecer. Agora em cada
irmão vou te receber.
3. O que estou sofrendo vai construir,
pois tudo aqui é vida pra se repartir.
4. O amor nos fez um povo
para te louvar e todo dia
é novo tempo de amar.

0315. Mistérios

E

Ref.: /:Todas as coisas são mistérios.
Todas as coisas são mistérios.:/
1. O que me faz viver, o que faz te amar,
nem sequer quando penso em você,
não consigo explicar. O vento que
sopra na rosa. A luz que brilha em
teu olhar. O que ferve aqui dentro do
peito ao te beijar.
2. Por que tanta dor pelas ruas? Por que
tanta morte no ar? Por que os ho-
mens promovem a guerra em nome
da paz? Por que o cientista não
mostra um jeito, bem feito, afinal,
que seja vacina do amor contra o
vírus do mal?
3. Aquele encanto surpreso, aquela
emoção ao te ver. Não me peça
qualquer explicação, eu não posso
dizer. O que há de segredo amanhã.
O que vai ser do meu coração. Te
procuro, amor, por favor, neste ins-
tante o que vale é a canção.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

97

0316. Belo pra mim

D

1. Belo pra mim é criança a brincar.
É ouvir mil canções
numa concha do mar.
É chuva caindo, é campo em flor.
E acima de tudo é o amor. É o amor.

2. Belo pra mim, quando estou a sofrer
e a treva na alma começa a crescer,
lembrar com alegria,
que além, muito além,
à espera de mim, existe alguém.

0317. Saber amar

C

1. Saber amar é colher a flor. É cultivar
o que Deus plantou. É ouvir a voz da
razão. É só seguir sua direção.
2. Saber amar é dizer amém. É superar
o mal pelo bem. É abrir sempre o
coração para pedir e dar o perdão.
3. Saber amar é compreender.
É encontrar sempre o outro ser.
É sorrir um sorriso a mais.
É construir um mundo de paz.
4. Saber amar é plantar o amor.
É confiar em Nosso Senhor.
Abraçar sempre o nosso irmão.
É caminhar estendendo a mão.

0318. Coração

1. Coração está batendo aqui por mim,
por ti. No silêncio escuto a sua voz
bater por nós.

Ref.: Outro coração maior do que o
meu, outro coração maior do
que o teu bate sempre com
amor de Pai por todos nós.

2. Coração está amando aqui por mim,
por ti. No silêncio escuto a sua voz
amar por nós.

3. Coração está sorrindo aqui por mim,
por ti. No silêncio escuto a sua voz
sorrir por nós.
4. Coração está dizendo adeus por
mim, por ti. No silêncio escuto a sua
voz adeus por nós.

0319. O Espírito do Senhor
repousa sobre mim
F

Ref.: O Espírito do Senhor repousa
sobre mim. O Espírito do Senhor
me escolheu, me enviou.
1. Para dilatar o seu reino entre as
nações. Para anunciar a boa nova a
seus pobres. Para proclamar alegria
e a paz. Exulto de alegria em Deus,
meu salvador.
2. Para dilatar o seu reino entre as
nações. Consolar os corações es-
magados pela dor. Para procla-
mar sua graça e salvação, e aco-
lher quem sofre e chora, sem
apoio, sem consolo.
3. Para dilatar o seu reino entre as
nações. Para anunciar libertação e
salvação. Para anunciar seu amor e
seu perdão. Para celebrar sua glória
entre os povos.

0320. Entrego a minha vida

Fr. Wilson Sperandio

1. /:Entrego a minha vida a ti, Senhor.:/
2. Salva-me, Senhor! Cuida-me, Senhor!
Entrego a minha vida a ti, Senhor.
3. Quando sinto a paz no coração.
Quando me deprime a solidão.
4. Quando sinto a falta do amor. Quan-
do em mim se encontram cruz e dor.
5. Quando vivo o amor e a doação.
Quando me coloco em oração.

Cantar à Vida Sempre

98

0321. Meu Deus e meu tudo

Fr. Wilson Sperandio

Ref.: Meu Deus e meu tudo, meu
Deus e meu tudo, eu vou rezar.
O amor não é amado, o amor
não é amado, eu vou rezar.

1. Olhando as estrelas - eu vou rezar.
O sol a brilhar - eu vou rezar.
Sentindo a brisa - eu vou rezar.
E o vento a soprar - eu vou rezar.
2. Olhando as flores - eu vou rezar.
O verde crescer - eu vou rezar.
Ouvindo os pássaros - eu vou rezar.
E a água a correr - eu vou rezar.
3. Ao chegar o dia - eu vou rezar.
E no pôr do sol - eu vou rezar.
Na dor e alegria - eu vou rezar.
Ao Deus que é amigo - eu vou rezar.

0322. Presença de Deus E

Fr. Wilson Sperandio

1. Em meu caminho percebo as belezas
que vêm da terra, do céu e do mar.
Tudo me fala do amor do Criador.
Ó meu irmão, para ver basta querer.

Ref.: Que lindo é sentir a Deus
em cada rosto do universo.
A criação sempre dirá:
obra de amor tu verás em mim.
2. Em meu caminho recolho a bon-
dade que Deus deixou semeando
seu amor. Meu caminhar se torna
oração. Ó meu irmão, para ver
basta querer.
3. Em meu caminho encontro a ver-
dade que Deus semeou quando
aqui passou. Tudo é caminho, tudo
é janela aberta. Ó meu irmão,
para ver basta querer.

0323. Xote da vitória

E

Laan M. de Barros - João Francisco Esvael

1. Se perguntarem sobre o dia da vitó-
ria, tu dirás com esperança: tudo
aqui vai melhorar, o povo alegre
realizará a história e no fim do tempo
certo a colheita se dará. A fome
haverá? Não! Violência haverá?
Não! Se a nossa força for além da
romaria, o Senhor da harmonia
afastará de nós a dor.

2. É caminhando com os olhos no futu-
ro, clareando onde é escuro com a
força da união que venceremos quem
vai contra a natureza, pois sabemos
com certeza prevalecerá a razão. A
fome haverá? Não! Violência have-
rá? Não! A nossa terra terá vida
abundante pra que a gente cante e
dance a plenitude do amor.

0324. Superior

C

Banda Exodus

1. Faça tudo

como se tudo dependesse de você,
depois entregue tudo
nas mãos daquele que tudo pode.
E Ele abençoará a tua obra
e se alegrará com você.
Ref.: Porque Ele é superior
e conhece o teu interior.
É bom e complacente
o nosso Deus de amor.
2. Entregue tudo
nas mãos daquele que tudo pode.
Tua saúde, tua família
e teus problemas.
Não se esqueça de entregar
também os teus pecados,
e Ele aliviará a tua dor.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

99

0325. Bambambã em Canaã

Banda Exodus

Ref.: Só bambambã
vai entrar em Canaã. (4x)

1. O povo era escravo no Egito, ouvia-
se o grito de lamentação. Moisés foi
ao Faraó, que sem dó, endureceu o
coração. Deus lançou dez pragas
terríveis, momentos difíceis de dor e
aflição. Aí então o mar vermelho se
abriu e o povo fugiu rumo à libertação.

2. Já no meio do deserto, sem destino
certo, o povo sofreu. Teve fome,
suplicou ao Senhor e o maná do céu
desceu. Quando o povo estava se-
dento, Moisés, sempre atento, pôs-
se a interceder. Com o cajado na
rocha tocou e a água jorrou para o
povo beber.

3. Pr’o alto do monte Sinai, Moisés com
o Pai foi se encontrar, foi buscar os
mandamentos, mas muito tormento
teve ao retornar. As tábuas da lei
que trazia com tanta alegria ali
mesmo quebrou, porque o povo
incorreu no erro, pois fez um be-
zerro de ouro e adorou.

4. E Moisés foi castigado por ter duvida-
do da força de Deus. Sendo assim,
não entraria na terra que seria do
povo seu. Não na Canaã terrestre,
mas sim na celeste de certo ele
entrou. Josué prosseguiu na missão,
passou pelo Jordão e com o povo
chegou a Canaã.

5. Canaã de hoje é o céu, terra do leite
e mel que devemos buscar. É,
pois, o reino de Deus que Jesus
prometeu a quem se esforçar.

Quem por Deus não trabalhar tam-
bém não terá a recompensa ama-
nhã. É por isso que só bambambã
vai poder entrar lá em Canaã.

0326. Na cova dos leões D

Pe. Zezinho, scj

1. /:Na cova dos leões jogaram Daniel.:/
/:Daniel não se curvou a certa lei do
seu país.:/ /:Queriam que adorasse
o rei, mas adorar ele não quis.:/
Ref.: Olha o Daniel rezando
na cova dos leões. (bis)
2. /:Na cova dos leões jogaram Daniel.:/
/:Daniel pagou o preço de guardar a
sua fé.:/ /:Queriam que adorasse o
rei, mas Daniel fincou o pé.:/

3. /:Da cova dos leões tiraram Daniel.:/
/:Daniel não sofreu nada, o Senhor o
protegeu.:/ /:Tiraram o Daniel da
cova, e o rei se converteu.:/
Ref.: Olha o Daniel mostrando
que Deus é o Senhor. (bis)

0327. Canção do Espírito

J. Wimbert

1. Deixa Jesus encher tua vida. Com
seu Espírito e seu amor, encher
teu coração de gozo e louvor.
Deixa Jesus cuidar das coisas que
te fazem infeliz, e andarás do
modo como a Bíblia diz.
2. Oh! Vem e canta com toda a alegria
do teu coração, rende tudo a Ele e
tem a salvação. A Ele dá tuas triste-
zas, desilusões e tua cruz. Tudo
entrega hoje em nome de Jesus.
3. Ó, ó, ó Jesus, ó Jesus, venha em mim
morar. Ó, ó, ó Jesus, ó Jesus, meu
Jesus, venha em mim morar.

Cantar à Vida Sempre

100

0328. A arca de Noé

E

Roberto Malvezzi

1. Eu vou contar uma história que acon-
teceu nesta terra. O mundo vivia em
paz, a vida era só uma festa. Os
peixes nadavam de costas, as aves
pintavam no céu. Os bichos brinca-
vam nas matas, tudo era lindo e
dedéu. Oba! Oba! O que será que
vem lá? Um bicho de duas pernas!
Meus Deus, já dá pra assustar!
2. O bicho de duas pernas chegou
derrubando as florestas, jogando
veneno nos rios, matando os bichos
e plantas. Queria ser mais do que
Deus e tinha um costume intrigante:
O bicho de duas pernas matava o seu
semelhante. Homem! Homem! O
nome do bicho era homem! Logo a
imagem de Deus, sujando assim feio
o seu nome!
3. Deus ficou triste e irado e se arrepen-
deu do que fez e para acabar com o
mundo mandou para a terra um
dilúvio. Porém, teve pena do homem
e achou um homem de fé. Mandou
que fizesse uma arca e o nome do
homem é Noé. É! É! O nome do
homem é Noé, que fez o que Deus
pediu porque era um homem de fé.
Noé construiu uma arca, pôs nela os
seus familiares. De todos os seres
viventes também colocou exemplares:
4. Paca, mocó, caititu, onça preta, pin-
tada, amarela e tatu. Zebra, leão,
elefante, macaco, girafa e rinoce-
ronte. Anta, raposa, camelo, pregui-
ça, veado. E todos os bichos... e
todos os bichos.. e todos os bichos...
5. Piau, pirambeba, piaba, piranha ver-
melha, a preta e a amarela. Doura-
do, cascudo, curimba, pacu, surubim,

lambari e peixe-elétrico. Robalo,
vermelho, barbado, pintado, traíra.
E todo os peixes... e todos os pei-
xes... e todos os peixes...
6. Rosa vermelha, amarela, rosada,
bromélias, miosótis, jasmins. Dália,
tulipa, azaléia, hortência, crisânte-
mos, cravos e camélias. Norma,
amaranta, antúrio, acácias, begôni-
as. E todas as flores... e todas as
flores... e todas as flores...
7. Choveu por quarenta dias, choveu
por quarenta noites. Depois veio a
calmaria, raiou o brilho do dia. Noé
soltou uma pomba que trouxe um
ramo de oliva. Era a vitória de Deus,
era a vitória da vida.

0329. Missão de
todos nós

E

Zé Vicente

Int.: O Deus que me criou,
me quis, me consagrou
para anunciar o seu amor!
1. Eu sou como a chuva em terra seca.
Pra saciar, fazer brotar, eu vivo pra
amar e pra servir!
Ref.: É missão de todos nós. Deus
chama, eu quero ouvir a sua voz!
2. Eu sou como flor por sobre o
muro. Eu tenho mel, sabor do céu.
Eu vivo pra amar e pra servir!
3. Eu sou como estrela em noite
escura. Eu levo a luz, sigo a Jesus.
Eu vivo pra amar e pra servir!
4. Eu sou como abelha na colméia.
Eu vou voar, vou trabalhar.
Eu vivo pra amar e pra servir!
5. Eu sou, sou profeta da verdade.
Canto a justiça e a liberdade.
Eu vivo pra amar e pra servir!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

101

0330. Feliz cidade

Zé Vicente

Ref.: Um novo olhar, que traz um
sonho novo, e faz cantar meu
povo, lê, lê, lê, lê, a!
1. No olhar de quem sabe enxergar, em
cada esquina no menino e na menina
o futuro do país, e futuro novo, pleno
de felicidade, feliz cidade, como a
gente sempre quis!
2. No olhar de quem chega do morro e
da favela, de quem desce da janela
do andar superior pra brilhar junto
na justiça e na igualdade, construin-
do esta cidade, como o nosso Deus
sonhou!
3. Sonho de vida transformado em
louvação, festejando na união de
uma nova humanidade, humanidade
onde todos são iguais, ninguém é
menor, nem mais, como nosso
Deus criou!
4. Bendito seja o novo olhar, o sonho
novo! Pra cidade, pra meu povo, pra
você, pra todos nós. Bendito seja o
Deus, artista da alegria, nosso can-
to, noite e dia, aleluia; aleluia!

0331. Com Deus
eu me deito

F

Zé Vicente

1. Com Deus eu me deito,
com Deus me levanto,
na graça divina do Espírito Santo!
2. Lá vem a barra do dia, a noite já se
passou. Deus é a luz que nos guia
presença viva do amor!
3. Deus seja a nossa certeza nos tem-
pos de confusão. Cada dia em nossa
mesa, Pai nosso, dá-nos o pão!

4. Nos livre dos inimigos, da violência,
do mal, dos que vendem o teu nome
no mercado capital!

5. Ofereço este bendito ao arcanjo
Gabriel. Ao Deus-conosco bendito na
terra como no céu!

0332. Canção da chegada

Flávio Irala e Valdomiro de Oliveira

1. Estamos aqui, Senhor, viemos de
todo lugar. Trazendo um pouco do
que somos pra nossa fé partilhar.
Trazendo o nosso louvor, um canto
de alegria. Trazendo a nossa vonta-
de de ver raiar um novo dia.

2. Estamos aqui, Senhor, cercando esta
mesa comum. Trazendo idéias dife-
rentes, mas em Cristo somos um. E
quando sairmos daqui nós vamos
para voltar na força da esperança e
na coragem de lutar.

0333. Olhai como
se abrem as flores

1. Olhai como se abrem as flores.
Olhai como vestem sem par.
Olhai o balanço dos ramos
e os pássaros no ar a dançar.
Ref.: A mão de Deus tudo fez tão bem.
Vem, irmão, é bom cantar!
Buscai o Reino de Deus. Buscai
a paz do Senhor. E tudo então
brilhará com nova luz e calor.
2. Olhai que há troncos caídos
e humildes botões a crescer.
Olhai a modéstia dos ninhos
e a harmonia do amanhecer.
3. Olhai como torna a vida depois de um
inverno de dor. E as folhas no outono
perdidas fecundam o chão, dão vigor.

Cantar à Vida Sempre

102

0334. Nas horas de Deus E

Zé Vicente

1. Nas horas de Deus, amém!
Pai, Filho, Espírito Santo.
Luz de Deus em todo canto,
nas horas de Deus, amém!

2. Nas horas de Deus, amém!
Que o bem nos favoreça.
Que o mal não aconteça,
nas horas de Deus, amém!

3. Nas horas de Deus, amém!
Que o coração do meu povo
de amor se torne novo,
nas horas de Deus, amém!

4. Nas horas de Deus, amém!
Que a colheita seja boa.
Que ninguém mais vague à toa,
nas horas de Deus, amém!

5. Nas horas de Deus, amém!
Deus abençoe os artistas,
as crianças e os catequistas,
nas horas de Deus, amém!

0335. Cores da vida

G

João Carlos Ribeiro

1. O verde da mata, eu te dou.
O verde da vida, meu Senhor.
O verde-pitanga eu te dou.
O verde-conquista, meu Senhor.

Ref.: Pois tudo isso, meu Senhor,
nos vem de tuas mãos.
Pois isso mesmo,
a ti, Senhor, trazemos nas mãos.

2. O branco-morada eu te dou.
O branco do trigo, meu Senhor.
O branco da mesa eu te dou.
O branco-partilha, meu Senhor.

3. O vermelho da roupa eu te dou.
O vermelho da veia, meu Senhor.
O vermelho do vinho eu te dou.
O vermelho-alegria, meu Senhor.

4. O preto do quadro eu te dou.
O preto no branco, meu Senhor.
O preto da massa eu te dou.
O preto-esperança, meu Senhor.

0336. É impossível

Am

1. Olho em tudo e sempre encontro a ti.
Estás no céu, na terra, onde for.
Em tudo, que me acontece
encontro teu amor.
Já não se pode mais
deixar de crer no teu amor.

Ref.: É impossível não crer em ti.
É impossível não te encontrar.
É impossível não fazer de ti
meu ideal. (bis)

0337. Lâmpada para
os meus pés

C

1. Tua palavra é lâmpada
para os meus pés, Senhor.
/:Lâmpada para os meus pés e luz.
Luz para o meu caminho:/

0338. Indo e vindo

Cm

1. Indo e vindo, trevas e luz.
Tudo é graça.
Deus nos conduz.

0339. Ó, luz!

C

1. Ó, luz do Senhor,
que vens sobre a terra.
Inunda meu ser
permanece em mim.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

103

0340. Envia a tua palavra C

Ref.: Envia tua palavra. Palavra de sal-
vação, que vem trazer esperan-
ça, aos pobres libertação.

1. Tua palavra de vida é como a
chuva que cai, que torna o solo
fecundo e faz nascer a semente.
É água viva da fonte, que faz florir
o deserto, é uma luz no horizonte,
é novo o caminho aberto.

2. Ela nos vem no silêncio, no coração
de quem crê, no coração dos humil-
des, que vivem por teu poder. Aos
fracos ela dá força, aos pobres sabe-
doria, e se tornou nossa carne: nas-
ceu da virgem Maria.

3. Vem visitar nossa terra, ó sol de um
novo dia, que rasga a treva da noite,
e todo mundo alumia! Olha o teu
povo cativo, tem pena de sua dor,
porque és nossa esperança, és nos-
so Deus salvador.

0341. Vem, ó Senhor

C

Ref.: Vem, ó Senhor, com o teu povo
caminhar, teu corpo e sangue,
vida e força vem nos dar. (bis)

1. A Boa-nova proclamai com alegria:
Deus vem a nós,
Ele nos salva e nos recria.
E o deserto vai florir e se alegrar,
/:da terra seca flores,
frutos vão brotar.:/

2. Eis nosso Deus, e Ele vem para
salvar, com sua força vamos
juntos caminhar e construir
um mundo novo e libertado
/:do egoísmo, da injustiça
e do pecado.:/

3. Uma voz clama no deserto com vigor:
«Preparai hoje os caminhos do Se-
nhor». Tirai do mundo a violência e
ambição, /:que não nos deixam ver
no outro vosso irmão.:/

4. Distribuí os vossos bens
com igualdade, fazei na terra
germinar fraternidade.
O Deus da vida marchará
com o seu povo,
/:e homens novos
viverão num mundo novo.:/

5. Vem, ó Senhor,
ouve o clamor da tua gente,
que luta e sofre,
porém crê que estás presente.
Não abandones os teu filhos,
Deus fiel,
/:porque o teu nome é
Deus-conosco: Emanuel.:/

0342. Vem, Senhor

E

L. versão: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: Espanha

Ref.: Vem, vem Senhor, não tardes.
Vem, vem que te esperamos.
Vem, vem Senhor, não tardes.
Vem logo, Senhor.

1. O mundo morre de fome,
a alma perdeu o calor.
Os homens não são fraternos,
o mundo não tem amor.

2. Envolto em sombria noite,
o mundo, sem paz, não vê.
Buscando vai a esperança,
buscando, Senhor, tua fé.

3. Ao mundo lhe falta vida,
ao mundo lhe falta luz.
Ao mundo lhe falta o céu,
ao mundo lhe faltas Tu.

Cantar à Vida Sempre

104

0343. Preparai o caminho G

L. versão: Ir. Paulo Petry, fsc - M.: Espanha

Ref.: Preparai o caminho ao Senhor.
E escutai a palavra de Deus.
1. Voz que clama no deserto:
preparai o caminho de Deus.
Tornai retas todas as sendas.
Preparai o caminho de Deus.
2. Quero um coração generoso,
e que seja muito sincero.
A mentira e o engano detesto.
Preparai o caminho de Deus.
3. Ama ao outro de coração,
porque sou de ambos o Pai.
Se lhe queres, me amas a mim.
Preparai o caminho de Deus.

0344. Da cepa brotou
a rama -
Is 11

Em

Ref.: Da cepa brotou a rama, da rama
brotou a flor, da flor nasceu
Maria, de Maria, o salvador.
1. O Espírito de Deus sobre Ele pousará,
de saber, de entendimento este Es-
pírito será. De conselho e fortaleza,
de ciência e temor. Achará sua ale-
gria no temor do seu Senhor.
2. Não será pela ilusão do olhar, do
ouvir dizer, que Ele irá julgar os
homens, como é praxe acontecer.
Mas os pobres desta terra com jus-
tiça julgará e dos fracos o direito, Ele
é quem defenderá.
3. A palavra de sua boca ferirá o violen-
to e o sopro de seus lábios matará o
avarento. A justiça é o cinto que
circunda a sua cintura e o manto da
lealdade é a sua vestidura.
4. Neste dia, neste dia, o incrível, verda-
deiro, coisa que nunca se viu, morar

lobo com cordeiro. A comer do mes-
mo pasto, tigre, boi, burro e leão,
por um menino guiados se confra-
ternizarão.
5. Um menino, uma criança com as
feras a brincar, e nenhum mal, ne-
nhum dano mais na terra se fará. Da
ciência do Senhor cheio o mundo
estará, como o sol inunda a terra e
as águas enchem o mar.
6. Neste dia, neste dia, o Senhor esten-
derá sua mão libertadora, pra seu
povo resgatar. Estandarte para os
povos o Senhor levantará, a seu povo,
a sua Igreja, toda a terra acorrerá.
7. A inveja, a opressão entre irmãos
se acabará. E a comunhão de
todos o inimigo vencerá. Podero-
sa mão de Deus fez no Egito o mar
secar; para o resto do seu povo
um caminho abrirá.

0345. Natal é conversão D

José Acácio Santana

1. Chegou a hora de sonhar de novo, de
tornar-se povo e se fazer irmão.
Chegou a hora que ligeiro passa de
ganhar a graça para a conversão.
Ref.: Meu caro irmão,
olha pra dentro do teu coração,
vê se o natal se tornou
conversão e te ensinou a viver.
2. Chegou a hora de viver o Cristo e
acreditar que isto é se tornar
maior. Chegou a hora de pensar
profundo e perceber que o mundo
pode ser melhor.
3. Será difícil tantas mãos unidas não
fazer da vida um tempo sem igual.
Será difícil tanto amor e afeto não
tornar concreto o gesto do natal.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

105

0346. Natal é vida
que nasce

F

José Acácio Santana

Ref.: Natal é vida que nasce. Natal é
Cristo que vem. Nós somos o seu
presépio, a nossa casa é Belém.

1. Deus se tornou nossa grande espe-
rança e como criança no mundo
nasceu. Por isso, vamos abrir nossa
porta, pra Cristo o que importa é
conosco viver.

2. Ele assumiu nossa vida terrena, ao
céu nos acena com gestos de amor.
Vem a todos salvar igualmente,
queria somente ser nosso pastor.

3. Deus infinito aos homens se iguala e
a todos só fala palavras de paz. Quer
ser o nosso irmão mais fraterno, do
seu Reino eterno herdeiros nos faz.

0347. Olha a estrela!

G

José Acácio Santana

1. Meu irmão, é bom saber para onde
vais, caminhando sem parar.
Imagino que tu tenhas ideais,
um lugar para chegar.

Ref.: Olha a estrela que Deus
te colocou mostrando o bem,
sobre a gruta de Belém,
a guiar teu caminhar. (bis)

2. Tua vida é uma viagem sem parar,
ao encontro do amanhã.
Põe nos pés toda a esperança
de chegar, numa terra mais irmã.

3. O Senhor também um dia foi
migrante, quantas portas viu bater.
Mesmo assim, levou seu grande pla-
no avante, numa gruta foi nascer.

0348. Lapinha na mata E

Franscico Augusto

1. Um dia, numa lapinha, um grande
caso se deu: um garotinho bacana
de uma virgem nasceu.

2. Aqui bem longe, bem longe, bem no
meio da mata, /:tem lugar pra você,
Jesus, na minha pobre barraca.:/

3. A minha mesa é pobre, só tem
feijão n’água e sal, /:mas tem
lugar pra você, Jesus, uma
vaguinha em meu lar.:/

4. Meu leito é uma rede velha, armada
no canto da sala, /:mas tem lugar
pra você, Jesus, na minha rede re-
mendada.:/

0349. Noite feliz

F

L.: J. Mohr - M.: Francisco Xavier Gruber (1818)

1. Noite feliz! Noite feliz!
Ó Senhor, Deus de amor,
pobrezinho nasceu em Belém.
Eis na lapa Jesus, nosso bem!
Dorme em paz, ó Jesus.
Dorme em paz, ó Jesus.

2. Noite feliz! Noite feliz!
Ó Jesus, Deus da luz,
quão afável é teu coração,
que quiseste nascer
nosso irmão,
e a nós todos salvar.
E a nós todos salvar.

3. Noite feliz! Noite feliz!
Eis que no ar vêm cantar
aos pastores os anjos dos céus,
anunciando a chegada de Deus,
de Jesus salvador.
De Jesus salvador.

Cantar à Vida Sempre

106

0350. A flor anunciada E

1. A flor anunciada nasceu-nos de Jessé!
Nenhuma celebrada já foi como esta
o é! Brotou num só botão. Que trouxe
ao mundo inteiro a paz e a salvação.

2. A flor és tu, Maria, mãe santa de
Jesus, a luz que ao céu nos guia,
a sempiterna luz! A perenal man-
são deleita-se aos encantos da
rosa e do botão.

0351. Nasceu a flor formosa

- Is 11,1-2

E

M.: Séc XV

1. Nasceu a flor formosa da tribo de
Jessé. A prole venturosa da esposa
de José. Jesus é essa flor. Maria é a
roseira, que trouxe o salvador.
2. É essa a flor bendita de luz e grato
odor. Há séculos predita, nos livros
do Senhor. Ó rosa divinal! Maior do
que a roseira, prodígio, sem igual!
3. Ó flor que a cristandade atrais
com teu vigor. Não negues, por
piedade, a nós o teu amor! Ó
rosa, ó flor, sem par! Sacia nos-
sas almas com graça salutar!

0352. Vinde, cristãos

Eb

Melodia tradicional francesa

1. Vinde, cristãos, vinde à porfia,
hinos cantemos de louvor.
Hinos de paz e de alegria.
Hinos dos anjos do Senhor:

Ref.: Glória a Deus nas alturas! (bis)
2. Foi nesta noite venturosa
do nascimento do Senhor,
que anjos, de voz harmoniosa,
deram a Deus o seu louvor:

3. Vinde juntar-vos aos pastores,
vinde com eles a Belém!
Vinde, correndo pressurosos.
O salvador, enfim, nos vem!

0353. Glória nas alturas D

1. Em toda a parte hoje há festa, votos
de paz e de amor. Tudo é sinal que
manifesta: Nasceu Jesus, o salvador.

Ref.: Gló.....ria. Glória nas alturas. (bis)

2. Fora de casa e na pobreza, quis o
Senhor se revelar. Dando-se a nós,
maior riqueza, para do mal nos libertar.

3. Quando chegou o tempo certo de
Deus nos dar libertação, «Cristo nas-
ceu e está bem perto», anjos canta-
ram a canção.

4. Natal é festa e por isso a gente canta
e sorri. Natal também é compromis-
so de um mundo novo construir.

0354. Adeste fidelis

F

1. Cantemos um hino, belo, triunfante,
ó vinde conosco todos a Belém. Vede
o nascido, vede o Deus infante.

Ref.: Ó vinde, adoremos, ó vinde,
adoremos, ó vinde, adoremos
Jesus, nosso bem.

2. Cantemos felizes, todos ao menino,
que nasceu tão pobre, que salvar
nos vem. Ó vinde agora, vinde ao
pequenino.

3. Jesus, da minha vida Vós sois a
salvação! E da alma redimida vós
sois o galardão. Por vossa mãe sem
par, fazei que todos vamos, ao céu
vos contemplar!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

107

0355. Vinde adoremos F

L. versão: Ir. Israel José Nery, fsc
- M.: Século XVII ou XVIII

1. Irmãos, vamos todos, com
alegres cantos, na fé hoje
celebrar o natal do amor.
Ei-lo nascido, é Jesus de Nazaré.

Ref.: Ao Cristo acolhamos.
Com fé o adoremos. E cresça
em nossa vida o seu amor.

2. Iguais aos pastores a notícia de-
mos: «Natal acontece, em quem
vive o amor!» Com alegria, cora-
ções abertos.

3. Que imenso mistério de grandeza
infinda, nos véus da humildade
a revelação. Deus se encarna
e se faz igual a nós.

0356. Cristãos,
vinde todos

F

L. versão: Fr. Emílio Scheid, ofm
- M.: Século XVII ou XVIII

1. Cristãos, vinde todos, com alegre
cantos. Oh, vinde! Oh, vinde até
Belém! Vede nascido vosso rei eterno.

Ref.: Oh, vinde adoremos!
Oh, vinde adoremos!
Oh, vinde adoremos o salvador.

2. Humildes pastores deixam seu reba-
nho e alegres acorrem ao rei do céu.
Nós, igualmente, cheios de alegria.

3. O Deus invisível de eternal gran-
deza, sob véus de humildes, po-
demos ver. Deus pequenino, Deus
envolto em faixas!

4. Nasceu em pobreza, repousando
em palhas, o nosso afeto lhe va-
mos dar. Tanto amou-nos! Quem
não há de amá-lo?

5. A estrela do oriente conduziu
os magos e a este mistério en-
volve em luz. Tal claridade,
também, seguiremos.

0357. Nasceu Jesus

C

Melodia de «O, Tannenbaum»

1. Nasceu Jesus, nasceu Jesus na
gruta de Belém. Jesus é nossa
doce luz, Jesus é nosso sumo
bem. Há anjos mil cantando além,
cantemos nós também.

2. De lá do céu Jesus desceu e humilde
aqui nasceu. A virgem mãe como é
feliz ao ver que Deus por mãe a quis.
Ao bom Jesus, ó mãe, conduz os
pobres filhos seus.

0358. Jingle bells

G

1. Hoje a noite é bela. Juntos, eu e ela
vamos à capela felizes a rezar.

2. Ao soar o sino, sino pequenino,
vai o Deus menino nos abençoar.

3. Bate o sino pequenino,
sino de Belém. Já nasceu o
Deus menino para o nosso bem.

4. Paz na terra pede o sino
alegre a cantar.
Abençoe o Deus menino este
nosso lar.

Cantar à Vida Sempre

108

0359. Eu quero ver

Zé Vicente

Ref.: Eu quero ver, eu quero ver
acontecer. Um sonho bom,
sonho de muitos acontecer.

1. Nascendo da noite escura a manhã
futura trazendo amor. No vento da
madrugada a paz tão sonhada bro-
tando em flor, nos braços da estrela
guia, a alegria chegando da dor. Na
sombra verde e florida, crianças em
vida brincando de irmãos. No rosto
da juventude, sorriso e virtude viran-
do canção. Alegre e feliz camponês
entrando de vez na posse do chão.

2. Um sorriso em cada rosto, uma flor
em cada mão. A certeza na estrada,
o amor no coração. E uma semente
nova escondida em cada palmo des-
te chão. Um sonho que se sonha só,
pode ser pura ilusão. Sonho que se
sonha juntos é sinal de solução.
Companheira, companheiro, vamos
ligeiro, sonhar em mutirão.

0360. Os devotos
do Divino

C

1. Os devotos do Divino vão abrir sua
morada, pra bandeira do menino ser
bem-vinda, ser louvada, ai-ai!

2. Deus vos salve esse devoto,
pela esmola em vosso nome,
dando água a quem tem sede,
dando pão a quem tem fome, ai-ai!

3. A bandeira acredita que a semente
seja tanta, que essa mesa seja farta,
que essa casa seja santa, ai-ai!

4. Que o perdão seja sagrado. Que a fé
seja infinita. Que o homem seja
livre. Que a justiça sobreviva, ai-ai!

5. Assim como os três reis magos,
que seguiram a estrela guia,
a bandeira segue em frente,
atrás de melhores dias, ai-ai!

6. No estandarte vai escrito que Ele
voltará de novo, e o rei será bendito,
Ele nascerá do povo, ai-ai!

0361. Eis o tempo de
conversão

- 2Cor 6,2

D

Ref.: Eis o tempo de conversão.
Eis o dia da salvação:
ao Pai voltemos, juntos andemos.
Eis o tempo de conversão!

1. Os caminhos do Senhor são verdade,
são amor. Dirigi os passos meus,
em vós espero, ó Senhor!

2. Ele guia ao bom caminho quem errou
e quer voltar. Ele é bom, fiel e justo.
Ele busca e vem salvar.

3. Viverei com o Senhor. Ele é o meu
sustento. Eu confio, mesmo quando
minha dor não mais agüento.

4. Tem valor aos olhos seus meu sofrer
e meu morrer. Libertai o vosso servo
e fazei-o reviver!

5. A Palavra do Senhor é a luz do meu
caminho. Ela é vida, é alegria, vou
guardá-la com carinho.

6. Sua lei, seu mandamento é viver a
caridade.
Caminhemos todos juntos, cons-
truindo a unidade!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

109

0362. O reino de Deus
chegou

D

Ref.: O reino de Deus chegou, está no
meio de nós. Os pobres é que
pertencem ao reino do seu amor.
1. Chegou o reino de Deus, é tempo de
conversão, de vida e fraternidade,
sinal de libertação. Nunca estará no
reino, de Deus não terá herança
quem não se tornar pobre, pequeno
que nem criança.
2. Mais vale no reino de Deus justiça
e amor, que todo sacrifício e toda
oblação. Quem parte seu pão com
os pobres agrada mais ao Se-
nhor, que aquele que jejua, mas
fecha o coração.
3. Quem é surdo ao clamor dos pobres
é surdo à voz do Senhor, por eles
Deus questiona e desperta para o
amor. Somente a partir dos pobres
se faz a libertação. Jesus começou
com eles o reino da salvação.
4. Os construtores do mundo acabam
de se enganar. Pensam que todos os
pobres são pedras pra descartar.
Jesus, porém, com surpresa quis no
pobre confiar. Na construção do seu
reino tornou-o pedra angular.
5. Se queres entrar no reino faça
como Zaqueu: ouvindo o grito dos
pobres ele se converteu. Metade
de suas riquezas aos pobres en-
tregou e devolveu o quádruplo de
tudo o que roubou.
6. Para o banquete do reino não foram
os convidados, gente muito impor-
tante com compromissos marcados.
Então os cegos e os pobres, os coxos
e aleijados encheram a sala do reino
e foram abençoados.

0363. Tão sublime
sacramento

F

1. Tão sublime sacramento
adoremos neste altar.
Pois o antigo testamento deu ao
novo seu lugar. Venha a fé por suple-
mento, os sentidos completar.

2. Ao eterno Pai cantemos e a Jesus,
o salvador, ao Espírito exaltemos
na Trindade, eterno amor.
Ao Deus uno e trino demos
a alegria do louvor. Amém.

S. Do céu lhes destes o pão.

T. Que contém todo sabor.

S. Oremos: Deus, que neste admirável
sacramento nos deixastes o memorial
de vossa paixão; concedei-nos tal
veneração pelos sagrados mistérios
do vosso Corpo e do vosso sangue,
que experimentemos sempre em nós
a sua eficácia redentora. Vós, que
sois Deus com o Pai e o Espírito
Santo. Amém.

0364. Ó Senhor,
nos ensinaste

E

José Acácio Santana

1. Ó Senhor, nos ensinaste
por teu gesto redentor
/:a estarmos sempre unidos
pelos laços do amor.:/

2. Foi na Quinta-Feira Santa
que nos deste o mandamento
/:de amar-nos uns aos outros:
este foi o mandamento.:/

3. Quem amar o seu irmão escutou
a tua voz, /:que na cruz deu
testemunho do teu grande amor.:/

Cantar à Vida Sempre

110

0365. Na última ceia

F

José Acácio Santana

1. Na última ceia Jesus disse assim:
«fazei isto em memória de mim».
2. Tomando nas mãos um pedaço de
pão, Ele disse «isto é o meu corpo».
3. Tomando nas mãos uma taça
de vinho, Ele disse «isto é o
meu sangue».
4. «E todas as vezes que isto fizerdes,
fazei sempre em memória de mim.»

0366. Cantemos a Jesus
sacramentado

E

1. Cantemos a Jesus sacramentado!
Cantemos ao Senhor!
Deus está aqui, dos anjos adorado.
Adoremos a Cristo redentor.

Ref.: Glória a Cristo Jesus, céus e terra,
bendizei ao Senhor! Louvor e gló-
ria a ti, ó rei da glória. Amor
eterno a ti, ó Deus de amor!
2. Unamos nossas vozes aos canta-
res, do coro celestial! Deus está
aqui. Ao brilho dos altares,
exultemos com gozo angelical!
3. Também pelo Brasil, a pátria
amada, oremos a Jesus! Deus está
aqui, na história consagrada,
protegendo o país da santa cruz!

0367. Deus de amor

Em

L.: Pe. J. Braga - M.: J. Alves

1. Deus de amor, nós te adoramos
neste sacramento, corpo e san-
gue que fizeste nosso alimento.
És o Deus escondido, vivo e ven-
cedor. A teus pés depositamos
todo o nosso amor.

2. Meus pecados redimiste sobre a tua
cruz, com teu corpo e com teu san-
gue, ó Senhor Jesus! Sobre os nos-
sos altares, vítima sem par, teu divi-
no sacrifício queres renovar.
3. No Calvário se escondia tua divinda-
de, mas aqui também se esconde
tua humanidade. Creio em ambas e
peço, como o bom ladrão, no teu
reino, eternamente, tua salvação.
4. Creio em ti, ressuscitado, mais
que São Tomé. Mas aumenta na
minha vida o poder da fé. Guarda
a minha esperança, cresce o meu
amor. Creio em ti, ressuscitado,
meu Deus e Senhor!
5. Ó Jesus, que nesta vida pela fé eu
vejo, realiza, eu te suplico, este meu
desejo: ver-te, enfim, face a face,
meu divino amigo, lá no céu, eterna-
mente, ser feliz contigo.

0368. Prova de amor

Em

Pe. José Weber, svd

Ref.: Prova de amor maior não há
que doar a vida pelo irmão.
1. Eis que eu vos dou o meu novo
mandamento: «amai-vos uns aos
outros como eu vos tenho amado».
2. Vós sereis os meus amigos, se
seguirdes meu preceito: «amai-
vos uns aos outros como eu vos
tenho amado».
3. Como o Pai sempre me ama, assim
também eu vos amei: «amai-vos...
4. Permanecei em meu amor e segui
meu mandamento: «amai-vos...
5. E chegando a minha Páscoa, vos
amei até o fim: «amai-vos...
6. Nisto todos saberão que vós sois os
meus discípulos: «amai-vos...

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

111

0369. Eu vim para que
todos tenham vida

- CF 1974

Em

Ref.: «Eu vim para que todos tenham
vida, que todos tenham vida
plenamente».

1. Reconstrói a tua vida em comu-
nhão com teu Senhor. Reconstrói
a tua vida em comunhão com teu
irmão. Onde está o teu irmão,
Eu estou presente nele.

2. “Eu passei fazendo o bem, eu curei
todos os males” (Mc 7,37). Hoje és
minha presença junto a todo
sofredor. Onde sofre o teu irmão,
Eu estou sofrendo nele.

3. “Entreguei a minha vida pela salva-
ção de todos” (Jo 10,18). Reconstrói,
protege a vida de indefesos e ino-
centes. Onde morre o teu irmão,
Eu estou morrendo nele.

4. “Vim buscar e vim salvar o que estava
já perdido” (Lc 19,10). Busca, salva
e reconduze a quem perdeu toda a
esperança. Onde salvas teu irmão,
tu me estás salvando nele.

5. “Este pão, meu corpo e vida para a
salvação do mundo” (Jo 6,51) é
presença e alimento nesta santa co-
munhão. Onde está o teu irmão, Eu
estou, também, com ele.

6. “Salvará a sua vida quem a perde,
quem a doa” (Jo 12,25). “Eu não
deixo perecer nenhum daqueles que
são meus” (Jo 18,9). Onde salvas teu
irmão, tu me estás salvando nele.

7. “Da ovelha desagarrada eu me fiz o
Bom Pastor” (Jo, 10,11). Reconduze,

acolhe e guia a quem de mim se
extraviou: Onde acolhes teu irmão,
tu me acolhes, também, nele.

0370. Eu vos dou um novo
mandamento

D

- Jo 13,34; Sl 119/118,1

Ref.: Eu vos dou um novo manda-
mento: «que vos ameis uns
aos outros, assim como eu
vos amei», disse o Senhor.

1. Feliz o homem sem pecado em seu
caminho, que na lei do Senhor Deus
vai progredindo!

2. Feliz o homem que observa seus
preceitos, e de todo o coração pro-
cura a Deus!

3. Quem não pratica a maldade em
sua vida, mas vai andando nos
caminhos do Senhor.

4. Os vossos mandamentos vós
nos destes para serem
fielmente observados.

5. Oxalá seja bem firme a minha vida
em cumprir vossa vontade e vossa lei!

6. Então não ficarei envergonha-
do, ao repassar todos os vos-
sos mandamentos.

7. Quero guardar vossa vontade e
vossa lei. Senhor, não me deixeis
desamparado!

8. Glória ao Pai e ao Filho
e ao Espírito Santo,
pelos séculos dos séculos,
amém.

Cantar à Vida Sempre

112

0371. O amor

E

1. Quem foi que aqui nos reuniu?
Foi o amor!

Quem foi que um dia na cruz nos
remiu? Foi o amor!
Quem livrará do fracasso este
mundo? É o amor!
Quem é o maior? É o amor!
E o mais profundo? É o amor!

Ref.: Juntemos nossas vozes e demo-
nos as mãos, assim, ninguém nos
poderá vencer! Pelo Cristo liber-
tador, nele e por Ele, libertare-
mos este mundo pelo amor!

2. Que levaremos nós daqui? É o amor!
Qual a mensagem que vamos trans-
mitir? É o amor! Como é possível
nossas vidas transformar? Pelo amor!
E o mundo inteiro? Pelo amor!
Valorizar? Pelo amor!

3. Que quis Jesus nos ensinar? Foi o
amor! Quando na ceia a tal ponto se
humilhou? Foi o amor. Lavando os
pés dos discípulos assim? Por nosso
amor! Qual servo humilde, por amor!
Até o fim? Por nosso amor!

4. Por que Jesus tomou o pão? Foi por
amor! Tomou o vinho e se deu em
refeição? Foi por amor! E vem nutrir
o faminto pecador. É por amor.
Fazendo dele, por amor!
Co-redentor? Imenso amor!

5. Jesus nos manda repetir.
Por seu amor!

Como presença de sua redenção.

Por seu amor!

O que Ele fez nesta ceia singular.

Por seu amor!
Em cada Missa. Por amor!
Continuar. Eterno amor!

0372. Silêncio

Dm

Para a Semana Santa, recolhido no Nordeste.

1. Silêncio fazia lá no jardim
quando Jesus orou assim:
Ó meu Pai! Ó meu Pai!
Passe este cálice de mim,
se possível for.
Faça-se a tua vontade!

2. Dali Jesus foi conduzido
à presença de Pilatos
e a turba gritava: «Crucificai-o».
Como um cordeiro não se queixou.
A crueldade Ele aceitou sofrendo
por mim com grande amor.

3. A terra tremeu, o céu escureceu,
não pôde contemplar.
A terra estremeceu,
o sol não deu, o sol não deu,
o sol não deu o seu calor.
O véu do templo se rasgou
de alto a baixo, protestou.
Jesus deu um brado e expirou.
4. A terra tremeu, o céu escureceu,
não pôde contemplar.
Deus meu, Deus meu,
Deus meu, Deus meu,
por que me desamparaste?
Nem mesmo Deus, do alto do céu,
pôde contemplar.
5. Elohim! Elohim! Elohim!
Elohim! Lama sabactani!?
Nem mesmo Deus, do alto do céu,
pôde contemplar.
6. (Alguém canta:) Elohim! Elohim!
Elohim! Elohim! Lama sabactani!?
(Enquanto outro fala:)
Deus meu, Deus meu!
Por que me abandonaste?
Deus meu, Deus meu!
Por que me desamparaste?

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

113

0373. A morrer
crucificado

Dm

1. A morrer crucificado,
teu Jesus é condenado
/:por teus crimes, pecador.:/

2. Com a cruz é carregado,
vai sofrendo resignado,
/:vai morrer por teu amor.:/

3. Sob o peso desmedido, cai Jesus
desfalecido /:pela tua salvação.:/

4. Vê a dor da Mãe amada,
que se encontra desolada,
/:com seu filho em aflição.:/

5. No caminho do Calvário
um auxílio necessário
/:não lhe nega o Cireneu.:/

6. Eis o rosto ensangüentado,
por Verônica enxugado,
/:que no pano apareceu.:/

7. Novamente desmaiando
sob a cruz que vai levando,
/:cai por terra o salvador.:/

8. Das mulheres que choravam,
que fiéis o acompanhavam,
/:é Jesus consolador.:/

9. Cai exausto o bom Senhor,
esmagado pela dor
/:dos pecados e da cruz.:/

10. Já do algoz as mãos agrestes
as sangrentas, pobres vestes
/:vão tirar do bom Jesus.:/

11. Sois por mim na cruz pregado,
insultado, blasfemado
/:com cegueira e com furor.:/

12. Por meus crimes padecestes,
meu Jesus, por mim morrestes,
/:quanta angústia, quanta dor!:/

13. Do madeiro vos tiraram
e à mãe vos entregaram
/:com que dor e compaixão!:/

14. No sepulcro vos puseram,
mas os homens tudo esperam
/:do mistério da paixão.:/

15. Ó Jesus, que eu vos siga,
que vos ame, vos bendiga,
/:na celestial mansão!:/

0374. Bendita e
louvada seja

E

1. Bendita e louvada seja no céu a divina
luz, /:e nós, também, cá na terra,
louvemos a santa cruz!:/

2. Os céus cantam a vitória de nosso
Senhor Jesus. /:Cantemos nós, igual-
mente, louvores à santa cruz.:/

3. Sustenta gloriosamente nos braços
ao bom Jesus. /:Sinal de esperança
e vida, o lenho da santa cruz.:/

4. Humildes e confiantes, levemos a
nossa cruz. /:Seguindo o sublime
exemplo de nosso Senhor Jesus.:/

5. Cordeiro imaculado, por todos mor-
reu Jesus. /:Pagando as nossas cul-
pas, é rei pela sua cruz.:/

6. É arma em qualquer perigo, é raio de
eterna luz. /:Bandeira vitoriosa, o
santo sinal da cruz.:/

7. Ao povo, aqui reunido, dai graça,
perdão e luz.
/:Salvai-nos, ó Deus clemente,
em nome da santa cruz.:/

Cantar à Vida Sempre

114

0375. Cristo vence

F

Ref.: Cristo vence, Cristo reina,
Cristo, Cristo impera.

1. Com os anjos e as crianças, fiéis
sejamos achados, «Hosana nas altu-
ras» clamando ao vencedor da morte.

2. A imensa multidão que viera para a
festa, clamava, então, ao Senhor:

3. Com flores e palmas acorre a turba
ao redentor, prestando homenagem
ao vencedor triunfante.

4. Proclamam as nações o Filho de Deus
e em louvor de Cristo
cantam vozes «hosana!»

5. Bendito o que vem em nome
do Senhor, hosana nas alturas!

6. A multidão pôs-se a louvar a Deus,
pelos milagres que vira,
dizendo alegre e alto:

7. Bendito o que vem como rei,
em nome do Senhor!

0376. Vitória

E

Adapt.: Pe. C. Alberto

Ref.: Vitória! Tu reinarás!
Ó cruz! Tu nos salvarás!

1. Brilhando sobre o mundo, que vive
sem tua luz, Tu és um sol fecundo
de amor e de paz, ó cruz.

2. Aumenta a confiança do pobre e do
pecador. Confirma nossa esperança
na marcha para o Senhor.

3. À sombra dos teus braços a Igreja
viverá. Por ti, no eterno abraço,
o Pai nos acolherá.

0377. Vitória

E

Ref.: Vitória! Tu reinarás!
Ó cruz! Tu nos salvarás!
1. Nós vamos à cidade e lá eu irei sofrer.
Serei crucificado, mas hei de reviver!
2. Vocês não são do mundo, do mundo
os escolhi! Se o mundo os odeia,
primeiro odiou a mim!
3. Vocês vão ter no mundo tristezas e
aflição. Mas eu venci o mundo, cora-
gem e vencerão!
4. Se o grão, que cai por terra, não
morre, fica só. Se morre, germina e
cresce, seu fruto será maior!
5. Pois era necessário um só sofrer por
todos e, assim, os separados forma-
rem um só povo.
6. Escutem meu mandamento, repa-
rem como os amei! Por todos eu dei
a vida, se amem, assim, vocês!
7. Se alguém quer ser meu servo, me
siga e, então, verá, esteja onde eu
estiver, meu Pai o honrará!

0378. Cristo vive em mim
-
Gál 20

E

Celina H. Weschenfelder

Ref.: Já não sou mais eu que vivo.
Já não sou mais eu. É Cristo que
vive em mim, já não sou mais eu.
1. Sentindo a tua pobreza, encontrei a
grande riqueza, no dom da entrega
total de um ser disponível ao Pai.
2. Senhor, eu te vejo na dor de quem
sofre por não ter abrigo. Liberta-me
do egoísmo, serei mais irmão, amigo.
3. «O teu grande amor me consome»,
me envia a levar o teu nome a tantos
irmãos que na dor têm falta de pão
e de amor.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

115

0379. O ressuscitado vive E

Frei Luiz Turra

Ref.: O ressuscitado vive entre nós.
Amém, aleluia. (bis)
1. Não temais, irmãos, eu estive morto,
mas agora vivo, vivo para sempre!
- Ap 1,18
2. Não temais, irmãos, eu sou o primei-
ro, último também, eu sou o vivente!
- Ap 1,17
3. Não temais, irmãos, tenho em mãos
as chaves que da morte foram, hoje
são vitória. - Ap 1,18
4. Não temais, irmãos, paz convosco
esteja. Vós sereis felizes, crendo
sem ter visto. - Jo 20,26

0380. Canto da vitória

G

Frei Luiz Turra

Ref.: /:Ó morte, onde está tua vitória?
Cristo ressurgiu, honra e glória.:/

1. Não temos medo de nada:
Cristo ressuscitou!
A morte foi derrotada:
Cristo ressuscitou!

2. As trevas foram vencidas:
Cristo ressuscitou!
Cadeias foram rompidas:
Cristo ressuscitou!

3. Surgiu a grande esperança:
Cristo ressuscitou!
Razão da nossa confiança:
Cristo ressuscitou!

4. Justiça, paz e verdade:
Cristo ressuscitou!
Constroem a fraternidade:
Cristo ressuscitou!

0381. Vem amigo,
vem irmão

A

Ref.: Vem amigo, vem irmão!
Hoje é páscoa do Senhor!
Vem, Senhor Jesus! Amém!
Amém!

1. Deus nos cria com bondade, e nos
chama a ser seus filhos, e perdoa se
traímos. Renascemos no batismo,
com o Cristo nós vencemos o peca-
do, a morte, o mal!

2. Nós na páscoa renovamos nossa vida
na vitória da ressurreição de Cristo.
Cristo ontem, hoje e sempre! Cristo
vence, Cristo reina, Cristo impera
pelo amor!

0382. Vencendo o
pecado, vem
Em-E

1. Vencendo o pecado vem,
Senhor glorioso, vem,
és nosso consolador,
Tu és nossa vida,
se nós somos alegres, devemos a ti!

Ref.: Alegres cantamos: Jesus
ressurgiu! Jesus ressurgiu!
A Igreja reveste a veste de
glória, da vida, do amor!

2. O povo aclamando vem,
para a liturgia vem!
É ressurreição do amor,
é vida para todos nós,
é vida, é festa, é celebração.

3. Com roupas festivas vem,
sorriso nos lábios, vem!
O fraco fortalecido,
feridas cicatrizadas.
Num rosto tristonho
a alegria voltou!

Cantar à Vida Sempre

116

0383. Festa da ressurreição

Zé Vicente

Ref.: Ó vem cantar comigo, irmão,
nesta festa da ressurreição.
1. Jesus está vivo, é Rei vencedor.
O céu e a terra lhe cantam louvor.
Aleluia! Aleluia!
2. A tua vitória, ó morte, onde está?
A sorte dos pobres Jesus quis
mudar. Aleluia! Aleluia!
3. Da terra, do pranto, do mal e da
dor, Jesus abre as portas pro
Reino do amor. Aleluia! Aleluia!
4. É o dia da graça a Páscoa da vida.
Venceu a aliança por Deus
garantida. Aleluia! Aleluia!
5. Bendito pra sempre o Pai criador.
Que mata a morte, é libertador.
Aleluia! Aleluia!
6. Feliz é o povo que Deus é Senhor.
Quem luta unido será vencedor.
Aleluia! Aleluia!

0384. Creio num
mundo novo

C

Ref.: Eu creio num mundo novo, pois
Cristo ressuscitou! Eu vejo sua luz
no povo, por isso alegre estou!
1. Em toda pequena oferta, na força da
união, no pobre que se liberta eu
vejo ressurreição!
2. Na mão que foi estendida, no dom da
libertação, nascendo uma nova vida,
eu vejo ressurreição!
3. Nas flores oferecidas e quando se dá
perdão, nas dores compadecidas eu
vejo ressurreição!
4. Nos homens que estão unidos com
outros, partindo o pão, nos fracos
fortalecidos eu vejo ressurreição!

0385. Fica conosco Senhor
-
Lc 24

M.: João Carlos Ribeiro, sdb

1. Andavam pensando tão tristes, de
Jerusalém a Emaús, os dois seguido-
res de Cristo, logo após o episódio da
cruz. Enquanto assim vão conver-
sando, Jesus se chegou devagar:
“De que vocês vão palestrando?” E
ao Senhor não puderam enxergar.

Ref.: Fica conosco, Senhor!
É tarde e a noite já vem!
Fica conosco, Senhor,
somos teus seguidores também.
2. Não sabes então, forasteiro, aquilo
que aconteceu? Foi preso Jesus
Nazareno, redentor que esperou Is-
rael. Os chefes a morte tramaram do
santo profeta de Deus. O justo foi
crucificado, a esperança do povo
morreu.
3. Três dias enfim se passaram, foi tudo
uma doce ilusão. Um susto as mu-
lheres pregaram, não encontraram
seu corpo mais não. Disseram que
Ele está vivo, que disso souberam
em visão, estava o sepulcro vazio,
mas do mestre ninguém sabe não.
4. Jesus foi então relembrando: pro
Cristo na glória entrar, profetas já
tinham falado, sofrimentos devia
enfrentar. E pelo caminho afora ar-
dia-lhes o coração, falava-lhes das
Escrituras, explicando a sua missão.
5. Chegando afinal ao destino, Jesus fez
que ia passar. Mas eles demais insis-
tiram: “Vem, Senhor, vem conosco
ficar”. Sentado com eles à mesa,
deu graças e o pão repartiu. Dos dois
foi tão grande a surpresa: “Jesus
Cristo, o Senhor, ressurgiu”.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

117

0386. Já ressuscitou

D

L.: Ir. João Mombach - M.: Reboud

Ref.: Já ressuscitou, aleluia,
Cristo Jesus, ei-lo vivo entre nós.
1. Enfim Jesus venceu, aleluia,
abrindo o céu para todos nós.
2. Jerusalém, Jesus não morre mais.
Cantai, cristãos, cantai, aleluia.
Ao redentor dai glória.

0387. Jesus ressuscitou
dos mortos

Ref.: Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia!
1. Jesus ressuscitou dos mortos, aleluia,
saindo vivo do sepulcro.
2. Cumpriu sua promessa, aleluia,
que tinha feito aos seus apóstolos.
3. Jesus passou da morte para a vida,
dando a liberdade aos filhos de Deus.

0388. Senhor, vem dar-nos G

Míria T. Kolling, icm

1. Senhor, vem dar-nos sabedoria,
que faz ter tudo como Deus quis.
E assim faremos da eucaristia
o grande meio de ser feliz.
Ref.: Dá-nos, Senhor, esses dons,
essa luz, e nós veremos
que pão é Jesus.
2. Dá-nos, Senhor, o entendimento,
que tudo ajuda a compreender;
para nós vermos como é alimento
o pão e o vinho que Deus quer ser.
3. Senhor, vem dar-nos divina ciên-
cia, que como o eterno faz ver
sem véus. Tu vês por fora, Deus
vê a essência. Pensas que é pão,
mas é nosso Deus.

4. Dá-nos, Senhor, o teu conselho,
que nos faz sábios para guiar.
Homem, mulher, jovem e velho
nós guiaremos ao santo altar.

5. Senhor, vem dar-nos a fortaleza,
a santa força do coração. Só quem
vencer vai sentar-se à mesa.
Para quem luta Deus quer ser pão.

6. Dá-nos, Senhor, filial piedade,
a doce forma de amar, enfim.
Para que amemos quem, na
verdade, aqui amou-nos até o fim.

7. Dá-nos, enfim, temor sublime
de não amá-los como convém:
o Cristo-hóstia que nos redime,
o Pai celeste que nos quer bem.

0389. Espírito de Deus,
enviai dos céus

E

1. Espírito de Deus, enviai dos céus
/:um raio de luz.:/ Pai dos miserá-
veis, com vossos dons afáveis,
/:vinde aos corações.:/

2. Consolo que acalma, hóspede da
alma, /:doce alívio, vinde.:/
No labor descanso, na aflição
remanso, /:no calor aragem.:/
3. Enchei, ó luz bendita, chama que
crepita, /:o íntimo de nós.:/ Sem a
luz que acode, nada o homem pode,
/:nenhum bem há nele.:/
4. Lavai o que há impuro, regai o seco
e duro, /:curai o que é doente.:/
Dobrai toda dureza, o frio se aqueça,
/:no escuro conduzi.:/
5. Dai à vossa Igreja que espera e
deseja /:vossos sete dons.:/
Dai em prêmio ao forte uma santa
morte, /:alegria eterna.:/

Cantar à Vida Sempre

118

0390. Envia teu Espírito,
Senhor -
Sl 103

A

Ref.: Envia teu espírito, Senhor,
e renova a face da terra. (bis)

1. Bendize, minha alma,
ao Senhor. Senhor, meu
Deus, como és tão grande.

2. Como são numerosas as tuas
obras, Senhor. A terra está
cheia de tuas criaturas.

3. Quando ocultas tua face,
elas se perturbam; quando lhes
tiras sua vida, voltam ao seu nada.

4. Seja ao Senhor eterna glória
alegre-se Ele em suas obras.

5. Que o meu canto ao Senhor
seja agradável.
É nele que está minha alegria.

0391. A nós descei,
divina luz!

E

Ref.: A nós descei, divina luz!
A nós descei, divina luz!
Em nossas almas acendei
/:o amor, o amor de Jesus!:/

1. Vinde, Santo Espírito e do céu
mandai /:luminoso raio!:/

2. Vinde, Pai dos pobres, doador dos
dons, /:luz dos corações!:/

3. Grande defensor, em nós habitai
/:e nos confortai!:/

4. Na fadiga pouso, no ardor
brandura /:e na dor ternura.:/

5. Ó luz venturosa, divinais clarões
/:encham os corações!:/

6. Sem um tal poder, em qualquer
vivente, /:nada há de inocente.:/

7. Lavai o impuro e regai o seco,
/:sarai o enfermo!:/

8. Dobrai a dureza, aquecei o frio,
/:livrai do desvio!:/

9. Aos fiéis, que oram com vibrantes
sons, /:dai os sete dons!:/

10. Dai virtude e prêmio e no fim dos
dias /:eterna alegria!:/

11. Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia!

0392. Súplica ao
Espírito Santo

E

Luiz Turra

Ref.: Vem, vem, vem, vem Espírito
Santo de amor. Vem a nós,
traz à Igreja um novo vigor.
1. Presente no início do mundo,
presente na criação,
do nada geraste a vida,
que a vida não sofra no irmão.
2. Presença de força aos profetas,
que falam sem nada temer,
contigo sustentam o povo
na luta que vão empreender.
3. Presença que gera esperança,
Maria por ti concebeu.
No povo renasce a confiança,
ó Espírito Santo de Deus.
4. Presença com força de vida,
presença de transformação,
tiraste a vida da morte,
em Cristo, na ressurreição.
5. Presença na Igreja nascente,
os povos consegues reunir.
Na mesma linguagem se entendem,
o amor faz a Igreja surgir.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

119

0393. Vem, Espírito
Santo, vem

E

Ref.: Vem, Espírito Santo, vem!
Vem iluminar! (bis)

1. Nossos caminhos vem iluminar!
Nossas idéias vem iluminar!

2. Nossas angústias vem iluminar!
As incertezas vem iluminar!

3. Toda a Igreja vem iluminar!
A nossa vida vem iluminar!

4. Nossas famílias vem iluminar!
Toda a terra vem iluminar!

0394. Um hino ao Divino

Zé Vicente

1. Presente tu estás desde o princípio,
nos dias da criação, Divino Espírito!
És o sopro criador que a terra fecun-
dou e a vida no universo despertou.

2. Presente tu estás desde o Egito,
vencendo a opressão, Divino
Espírito! És fogo e claridão,
luz da libertação de um povo
em movimento de união!

3. Presente tu estás em Jesus Cristo,
na cruz, ressurreição,
Divino Espírito! Boa nova do
perdão, carinho entre os irmãos,
ardor na militância e na missão!

4. Presente tu estás desde o início, nos
primeiros cristãos, Divino Espírito!
Firmeza e novidade, estrela da uni-
dade, amor concreto, solidariedade!

5. Presente tu estás no sacrifício, na dor
das multidões, Divino Espírito! Cla-
mor e profecia, ternura e ousadia,
sabor do nosso pão de cada dia!

0395. Povo novo

G

1. Quando o Espírito de Deus soprou, o
mundo inteiro se iluminou. A espe-
rança na terra brotou, e um povo
novo deu-se as mãos e caminhou.

Ref.: Lutar e crer, vencer a dor,
louvar o criador, justiça e paz
hão de reinar, e viva o amor.

2. Quando Jesus a terra visitou, a boa
nova da justiça anunciou. O cego viu,
o surdo escutou, e os oprimidos das
correntes libertou.

3. Nosso poder está na união, o mundo
novo vem de Deus e dos irmãos.
Vamos lutando contra a divisão e
preparando a festa da libertação!

4. Cidade e campo se transforma-
rão, jovens unidos na esperança
gritarão: «A força nova é o poder
do amor, nossa fraqueza é força
em Deus libertador.»

0396. Ontem de manhã D

1. Ontem de manhã eu vi você por aí.
Nos automóveis, nos homens cheios
daqui. Vi uma luz diferente no centro
daquele altar. Me sentei bem na
frente, e comecei a rezar. E os ban-
cos atrás de mim, vazios, nunca
foram assim. Sem um violão, sem
um menino, sem uma canção na
missa de domingo.

Ref.: Eu estava só, eu estava só,
eu estava só com você, Jesus
Cristo, super-astro, super-rei.
Eu encontrei você. Eu encontrei
você. Eu encontrei você,
Jesus Cristo. Eu te adoro.
Eu te adoro. Amém.

Cantar à Vida Sempre

120

0397. Um certo galileu

D

Pe. Zezinho, scj

1. Um certo dia, à beira mar, apareceu
um jovem galileu. Ninguém podia
imaginar que alguém pudesse amar
do jeito que Ele amava. Seu jeito
simples de conversar tocava o cora-
ção de quem o escutava.

Ref.: E seu nome era
Jesus de Nazaré.
Sua fama se espalhou
e todos vinham ver
o fenômeno do jovem pregador
que tinha tanto amor.

2. Naquelas praias, naquele mar, na-
quele rio, em casa de Zaqueu. Na-
quela estrada, naquele sol, o povo a
escutar histórias tão bonitas. Seu
jeito amigo de se expressar enchia o
coração de paz tão infinita.

3. Em plena rua, naquele chão, naquele
poço, e em casa de Simão. Naquela
relva, no entardecer, o mundo viu
nascer a paz de uma esperança. Seu
jeito puro de perdoar fazia o coração
voltar a ser criança.

4. Um certo dia, ao tribunal, alguém
levou o jovem galileu. Ninguém sa-
bia qual foi o mal e o crime que Ele
fez, quais foram seus pecados. Seu
jeito honesto de denunciar, mexeu
na posição de alguns privilegiados.

Ref.: E mataram a
Jesus de Nazaré.
E no meio de ladrões
puseram sua cruz.
Mas o mundo
ainda tem medo de Jesus,
que tinha tanto amor.

0398. Seu nome é
Jesus Cristo

Dm

1. Seu nome é Jesus Cristo, e passa
fome e grita pela boca dos famintos,
e a gente quando o vê passa adiante,
às vezes pra chegar depressa à
igreja. Seu nome é Jesus Cristo,
e está sem casa, e dorme pelas
beiras das calçadas, e a gente
quando o vê aperta o passo e diz
que ele dormiu embriagado.

Ref.: Entre nós está e não o
conhecemos. Entre nós está
e nós o desprezamos. (bis)
2. Seu nome é Jesus Cristo e é analfa-
beto, e vive mendigando um
subemprego. E a gente quando vê
diz: «É um à-toa, melhor que traba-
lhasse e não pedisse». Seu nome é
Jesus Cristo, e está banido das rodas
sociais e das Igrejas, porque dele
fizeram um rei potente, enquanto
que Ele vive como um pobre.
3. Seu nome é Jesus Cristo, e está
doente, e vive atrás das grades da
cadeia. E nós tão raramente vamos
vê-lo. Sabemos que Ele é um margi-
nal. Seu nome é Jesus Cristo, e
anda sedento por um mundo de
amor e de justiça, mas logo que
contesta pela paz, a ordem o obriga
a ser de guerra.
4. Seu nome é Jesus Cristo, e é difama-
do, e vive nos imundos meretrícios.
Mas muitos o expulsam da cidade,
com medo de estender a mão a Ele.
Seu nome é Jesus Cristo, e é todo
homem que vive neste mundo ou
quer viver, pois pra Ele não existem
mais fronteiras. Só quer fazer de nós
todos irmãos.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

121

0399. Cristo ontem, hoje e
sempre -
Cl 1,12-20

M.: Frei Luiz Turra

Ref.: Jesus Cristo ontem, hoje e sempre.
Ontem, hoje e sempre aleluia!

1. Ele é a imagem do Deus invisível.
O Primogênito da criação.
Tudo o que existe foi nele criado.
Nele encontramos a redenção.

2. Ele é a cabeça da Igreja, seu corpo,
o primogênito entre os mortais. Que
nele habite a vida mais plena foi do
agrado de nosso Pai.

3. Reconciliou todas as criaturas.
Dando-nos paz pelo sangue da cruz.
Deus nos tirou do império das trevas
e nos chamou a viver na luz.

0400. Jesus Cristo
é o Senhor

E

Ref.: Jesus Cristo é o Senhor,
o Senhor, o Senhor.
Jesus Cristo é o Senhor,
glória a ti, Senhor!
1. Da minha vida Ele é o Senhor (3x).
Glória a ti, Senhor!
2. Do meu passado Ele é o Senhor (3x).
Glória a ti, Senhor!
3. Do meu futuro Ele é o Senhor (3x).
Glória a ti, Senhor!

0401. Quando Jesus
passar

C

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Quando Jesus passar, quando
Jesus passar, quando Jesus passar,
eu quero estar no meu lugar.

1. No meu telônio ou jogando a rede,
sob a figueira ou a caminhar,
buscando água pra minha sede,
querendo ver meu Senhor passar.

2. No meu trabalho e na minha casa,
no meu estudo e no meu lazer,
no compromisso e no meu descanso,
no meu direito e no meu dever.

3. Nos meus projetos olhando em fren-
te, no meu sucesso e na decepção,
no sofrimento que fere a gente,
sonhando um sonho
de um mundo irmão.

4. Com meus amigos, com minha gen-
te, com quem da vida já se cansou,
a semear e a espalhar sementes na
terra onde meu Deus andou.

0402. Senhor da Galiléia E

1. Põe tua mão na mão do meu Senhor
da Galiléia. Põe tua mão na mão do
meu Senhor, que acalma o mar. Meu
Jesus que cuida de mim, noite e dia,
sem cessar. Põe tua mão na mão do
meu Senhor, que acalma o mar.

2. Põe teus pés nas pegadas do Senhor
da Galiléia. Põe teus pés nas pega-
das do Senhor, que acalma o mar. E
andarás de glória em glória dia a dia
sem cessar. Põe teus pés nas pega-
das do Senhor, que acalma o mar.

3. Põe teus olhos nos olhos do Senhor
da Galiléia. Põe teus olhos nos olhos
do Senhor, que acalma o mar. Sen-
tirás a paz profunda que só Ele sabe
dar. Põe teus olhos nos olhos do
Senhor, que acalma o mar.

Cantar à Vida Sempre

122

0403. Ando com Cristo E

1. Ando com Cristo. Ando cada dia.
Sim com alegria. Ando com Cristo.
Ele é o meu salvador.

2. Quando tudo é calmo.
Quando está sombrio.
Ando cada dia. Sim com alegria.

3. Quando tudo é calmo. Quando está
sombrio. Ele é o meu salvador.

0404. O homem

Cm

Roberto e Erasmo Carlos

1. Um certo dia um homem esteve aqui.
Tinha o olhar mais belo que já exis-
tiu. Tinha no cantar uma oração, no
falar a mais linda canção, que já se
ouviu. Sua voz falava só de amor.
Todo gesto seu era de amor e paz.
Ele trazia no coração. Ele pelos cam-
pos caminhou. Subiu as montanhas
e falou do amor maior. Fez a luz
brilhar na escuridão, o sol nascer em
cada coração que compreendeu: Que
além da vida que se tem, existe uma
outra vida além. E assim um renas-
cer: Morrer não é o fim.

Ref.: Tudo o que aqui Ele deixou,
não passou e vai sempre existir.
Todos os lugares que pisou
e o caminho certo pra seguir.

2. Eu sei que Ele um dia vai voltar. E nos
mesmos campos procurar o que plan-
tou. E colher o que de bom nasceu,
chorar pela semente que morreu
sem florescer. Mas ainda há tempo
de plantar. Fazer dentro de si a flor
do bem crescer, pra lhe entregar,
quando Ele aqui chegar.

0405. Jesus Cristo

Cm

Roberto Carlos

Ref.: /:Jesus Cristo, Jesus Cristo,
Jesus Cristo, eu estou aqui.:/
1. Olho pro céu e vejo uma nuvem
branca que vai passando. Olho pra
terra e vejo uma multidão que vai
caminhando. Como esta nuvem
branca, essa gente não sabe aonde
vai. Quem poderá dizer o caminho
certo é você, meu Pai.
2. Toda essa multidão tem no peito
amor e procura a paz. E apesar de
tudo a esperança não se desfaz.
Olhando a flor que nasce no chão
daquele que tem amor. Olho pro céu
e sinto crescer a fé no meu salvador.
3. Em cada esquina eu vejo o olhar
perdido de um irmão. Em busca do
mesmo bem nessa direção cami-
nhando vem. É meu desejo ver au-
mentando sempre essa procissão.
Para que todos cantem na mesma
voz esta oração.

0406. Cristo é a felicidade Cm

1. Andar sem temor pela vida e sentir o
valor de se ter liberdade. Poder abra-
çar um amigo e sentir o calor de uma
grande amizade.
Ref.: Cristo é a felicidade.
Cristo é a felicidade.
Sem ter amor nesta vida não há
quem seja feliz de verdade. (bis)
2. Sentir que se está sempre perto de
Deus, que nele encontrou a
verdade. Sorrir com a paz de um
menino ao olhar para o sol
que começa a brilhar.
3. Saber que jamais se perdeu a ilusão.
Saber perdoar com bondade. Andar
sem temor pelo mundo e sentir o
calor de uma grande amizade.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

123

0407. Bom dia, meu amigo D

Jaime de Oliveira

1. Bom dia, meu amigo, como vai você?
Tanto tempo faz. Enfim, posso lhe
ver. Hoje o que me importa é viver
um pouco mais, saber da sua vida,
como você vai. E, agora /:pretendo
conversar com você, meu amigo.:/

2. Bom dia, meu amigo, hoje é um novo
dia, cheio de esperança, cheio de
alegria. Hoje o que me importa é
viver um pouco mais, saber que o
mundo existe, saber o que se faz. E,
agora /:eu sei que devo amar, meu
irmão, meu amigo.:/

0408. Porque Deus
me chamou

C

Pe. Zezinho, scj

1. Esta manhã, mais uma vez,
volto a rezar e a pedir tua luz.
Sei que eu não sei continuar
sem escutar tua voz que me diz
que o Pai me ama,
que Ele me chama
pra me fazer feliz.

Ref.: Eu vou percorrendo o caminho.
Eu vou porque Deus é amor,
porque Deus me chamou,
porque Deus é amor.

2. Hoje talvez, mais uma vez,
eu vou chorar e sorrir e pensar
que eu nada sei do amanhã.
Tudo o que eu sei
se resume em saber
que o Pai me ama,
que Ele me chama
pra me fazer feliz.

0409. Esta manhã,
Senhor

D

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Esta manhã, Senhor,
como as demais, Senhor.

1. Dou-te as flores, o céu, minha terra,
os homens em guerra, à procura da
paz. Dou-te o mar, as florestas, meu
povo e começo de novo o caminho do
amor. Esta manhã, Senhor. Esta
manhã, Senhor.

2. Meu caminho começo sorrindo, pois
tudo é tão lindo onde existe o amor.
Nas crianças, nos jovens, nos velhos
vou levar o evangelho da vida e do
amor. Esta manhã, Senhor. Esta
manhã, Senhor.

3. Meu caminho eu começo sereno,
pois sou tão pequeno diante do amor.
Na alegria de ter a verdade, eu vivo
a eternidade a teu lado, Senhor. Esta
manhã, Senhor. Esta manhã, Senhor.

0410. Boa noite

1. No fim desta tarde, Senhor, a ti volto
o meu coração. Eu te agradeço este
dia foi ele prova do teu amor.

Ref.: Nas tuas mãos eu entrego,
Senhor, tudo aquilo que hoje
vivi. Meu coração fica em paz
junto a ti; boa noite, meu Pai,
meu Senhor.

2. Bendigo a esperança, o amor, a luz,
a alegria, o sofrer; muito obrigado,
amigo, por todo o bem que realizei.

3. Perdão pelo bem que omiti; Tu sabes o
esforço que fiz! Que amanhã, o novo
dia seja melhor, mais vivido em ti.

Cantar à Vida Sempre

124

0411. Mais outro
dia findou

G

Pe. Zezinho, scj

1. Mais outro dia findou, eu venho te ver
para conversar. Mais outra noite
chegou, eu venho agradecer antes
de repousar.

Ref.: Andei o dia inteiro,
procurando meu irmão.
Eu quis ser instrumento do teu
amor, do teu perdão.

2. Muito obrigado, Senhor, pelo amor
que ensinei, pelo amor que recebi.
Muito obrigado, Senhor, pela dor
que suavizei, por sorrisos que sorri.

3. Sou peregrino do amor e venho
agradecer o dia que vivi. Houve tris-
tezas, Senhor, mas eu não quis so-
frer, pois caminhei em ti.

0412. Boa noite, meu Pai C

Neguinha

1. Boa noite, meu Pai, venho te agrade-
cer. Mais um dia vivi, vivi por teu
amor. Boa noite, meu Pai, fala o meu
coração. Se eu falhei neste dia, peço
o teu perdão. Meu Senhor, ó meu
Pai, meu amigo, vim agradecer. Esse
dia que tive com amor pra viver
como irmão. Se eu não fui tão perfei-
to, Senhor, modifica o meu coração,
para estar sempre a teu serviço e do
meu irmão. Boa noite, meu Pai!

2. Boa noite, meu Pai, um teu filho diz,
e unido a ti serei mais feliz. Boa
noite, meu Pai, vim aqui te pedir, não
deixes que eu me esqueça um mo-
mento de ti! Meu Senhor, ó meu Pai,
meu amigo, já vou descansar. Em ti

deposito a esperança de um dia
melhor. Que amanhã possa te servir
mais, com amor e compreensão, E
fazer por ti tudo aquilo que ainda não
fiz: Boa noite, meu Pai.

0413. Lenta e calma
sobre a terra

C

Harmon: I. E. Dewes, fms

1. Lenta e calma sobre a terra,
desce a noite e foge a luz.
/:Quero agora despedir-me:
boa noite, meu Jesus.:/

2. Ó Senhor, dai-nos a bênção.
E do mal que nos seduz,
/:a meus pais e a mim guardai-me:
boa noite, meu Jesus.:/

3. A teus pés, ó virgem pura, peço a
bênção maternal. /:Boa noite, mãe
querida, boa noite, meu Jesus.:/

0414. Queremos Deus

D

1. Queremos Deus, povo escolhido
em Jesus Cristo salvador,
que em seu amor tem reunido
assim o justo e o pecador.

Ref.: De nossa fé, ó virgem,
o brado abençoai.
/:Queremos Deus,
que é nosso rei,
queremos Deus que é nosso pai!:/
2. Queremos Deus! A caridade
é nossa lei de bons cristãos,
pois nisto está toda a verdade:
«Amar-nos sempre como irmãos».
3. Queremos Deus! E na esperança
peregrinamos sem temor.
Pois nossa fé e segurança
nos vêm da Igreja do Senhor!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

125

0415. Senhor, ouve
esta prece

F

1. Senhor, ouve esta prece que a vida
faz nascer em nossos corações. Se-
nhor, queremos um futuro, um sol
de esperança, um céu sereno, azul.

Ref.: Paz na terra pedimos ao Senhor
de joelhos diante da cruz. Ouve
a prece e o mundo então será
de alegria, de paz e de amor.

2. Senhor, todo de bondade, falaste
um dia assim: “Vos dou a minha
paz”. Senhor, a paz nos dá pro-
gresso, um lindo céu na terra e
um mundo novo traz.

0416. Deus eterno

D

1. Deus eterno, a vós louvor. Glória à
vossa majestade. Anjos e homens
com amor, vos adoram, Deus trinda-
de. /:Santo, santo, santo é Deus.
Glória a Vós nos altos céus.:/

2. Pai eterno, a criação, que chamastes
Vós do nada, que sustenta vossa
mão, com acorde imenso brada:
/:Quem me fez foi vosso amor. Gló-
ria a Vós, Pai criador.:/

3. Filho eterno, nosso irmão, vossa
morte deu-nos vida, vosso sangue,
salvação. Toda a Igreja agradecida,
/:exaltando a vós, Jesus, glórias canta
à vossa cruz.:/

4. Deus Espírito só de amor, eis, vos
louvam vossos santos, qual de um
íris o fulgor, entoando eternos can-
tos. /:Nós também, com santo ar-
dor, celebramos vosso amor.:/

0417. À Santíssima
Trindade

Bb

Versão: Pe. Zezinho, scj

1. Senhor e criador, que és nosso
Deus, vem inspirar estes filhos
teus, e em nossos corações der-
rama tua paz e um povo renovado
ao mundo mostrarás.

2. Sentimos que Tu és a nossa luz,
fonte do amor, fogo abrasador.
Por isso é que, ao rezar em nome
de Jesus, pedimos nesta hora os
dons do teu amor.

3. Se temos algum bem, virtude ou
dom, não vem de nós, vem do teu
favor. Pois que sem ti ninguém, nin-
guém pode ser bom. Só tu podes
criar a vida interior.

4. Infunde, pois, agora em todos nós
que, como irmãos, vamos refle-
tir, a luz do teu saber e a força do
querer, a fim de que possamos
juntos construir.

5. E juntos cantaremos sem cessar
cantos de amor para te exaltar. És
Pai, és Filho, és Espírito de paz, por
isso em nossa mente Tu sempre
reinarás. Amém, Aleluia.

Cantar à Vida Sempre

126

0418. Quão grande
és Tu

A

1. Senhor, meu Deus, quando eu
maravilhado, fico a pensar, nas
obras de tuas mãos. No céu azul,
de estrelas pontilhado, o teu po-
der mostrando a criação.

Ref.: Então minh’alma canta a ti,
Senhor: Quão grande és Tu,
quão grande és Tu. (bis)
2. Quando a vagar nas matas e flo-
restas, o passaredo alegre ouço a
cantar, olhando os montes, vales
e campinas, em tudo vejo o teu
poder sem par.
3. Quando eu medito em teu amor tão
grande, teu Filho dando ao mundo
pra salvar, na cruz vertendo o seu
precioso sangue, minh’alma pode
então purificar.
4. Quando enfim Jesus vier em glória e
ao lar celeste então me transportar,
te adorarei prostrado e para sem-
pre, «quão grande és Tu, meu Deus»,
hei de cantar.

0419. Graças dou
por esta vida

A

1. Graças dou por esta vida, pelo bem
que revelou. Graças dou pelo futuro
e por tudo o que passou. Pelas bên-
çãos derramadas, pela dor, pela afli-
ção, pelas graças reveladas, graças
dou pelo perdão.
2. Graças pelo azul celeste e por nuvens
que há também, pelas rosas no ca-
minho e os espinhos que elas têm.
Pela escuridão da noite, pela estrela
que brilhou, pela prece respondida e
a esperança que falhou.

3. Pela cruz e o sofrimento e também
ressurreição. Pelo amor que é sem
medida, pela paz no coração. Pela
lágrima vertida e o consolo que é
sem par. Pelo dom da eterna vida,
sempre graças hei de dar.

4. Graças dou por toda vida, por um
dia eu nascer, graças dou pela
acolhida, entre tantos a viver.
Graças dou pela saúde, pelo lar e
seu calor, pela pátria onde vivo,
graças dou ao criador.

0420. Obrigado, Senhor D

Jean Carlo, Mª Alice Antunh

1. Obrigado, Senhor, porque és meu
amigo, porque sempre comigo Tu
estás a falar. No perfume das flores,
na harmonia das cores e no mar que
murmura, o teu nome a rezar.

Ref.: Escondido Tu estás no verde das
florestas, nas aves em festa e no
sol a brilhar. Na sombra que abri-
ga, na brisa amiga, na fonte que
corre ligeira a cantar (chuá, chuá).

2. Te agradeço ainda, porque na ale-
gria ou na dor de cada dia, eu posso
te encontrar. Quando a dor me con-
some, murmuro o teu nome e mes-
mo sofrendo, eu posso cantar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

127

0421. Perto das estrelas E

Irmã Sorriso - Versão. Ghislaine Cantini

Ref.: Perto das estrelas,
o Senhor teu nome escreveu.
Perto das estrelas,
no imenso azul do céu.
Perto das estrelas,
o Senhor tua vida pousou.
Perto das estrelas,
que reluzem teu amor.

1. Na tarde em que o Senhor
se fez anunciar,
ouviu-se uma canção
composta só de amor.
Maria respondeu:
Escrava tua sou, Senhor, Senhor.

2. No dia em que na terra o Verbo
apareceu, guardavas cada coisa em
teu coração. Seguias cada passo,
cada gesto seu, de amor, de amor.

3. Na noite em que disseste o teu
segundo sim, igual à tua dor outra
jamais se viu. A humanidade então a
sua Mãe achou e o sol brilhou.

0422. Basta que me toques,
Senhor

C

1. Basta que me toques, Senhor.
Minha alma fortalecerá.
Se a noite escura está,
tua presença me guiará.
Basta que me toques, Senhor.

2. Basta que me olhes...
3. Basta que sorrias...
4. Basta que me ames...
5. Basta que me olhes...
6. Basta que te busque...
7. Basta que eu te fale...

0423. A montanha

C

Roberto Carlos

1. Eu vou seguir uma luz lá no alto, eu
vou ouvir uma voz que me chama, eu
vou subir a montanha e ficar bem
mais perto de Deus, e rezar. Eu vou
gritar para o mundo me ouvir e
acompanhar toda minha escalada e
ajudar a mostrar como é o meu grito
de amor e de fé. Eu vou pedir que as
estrelas não parem de brilhar. E as
crianças não deixem de sorrir. E que
os homens jamais se esqueçam de
agradecer.

Ref.: Por isso eu digo: Obrigado, Se-
nhor, por mais um dia. Obrigado,
Senhor, que eu posso ver. Que
seria de mim sem a fé que eu
tenho em Você? Por mais que eu
sofra, obrigado, Senhor. Mesmo
que eu chore, obrigado, Senhor.
Por eu saber, que tudo isso me
mostra o caminho que leva a Você.
Mais uma vez. Obrigado, Senhor,
por outro dia. Obrigado, Senhor,
que o sol nasceu. Obrigado, Se-
nhor, agradeço. Obrigado, Se-
nhor. Por isso eu digo: Obrigado,
Senhor, pelas estrelas. Obrigado,
Senhor, pelo sorriso. Obrigado,
Senhor, agradeço. Obrigado, Se-
nhor. Mais uma vez. Obrigado,
Senhor, por um novo dia. Obriga-
do, Senhor, pela esperança. Obri-
gado, Senhor, agradeço. Obriga-
do, Senhor. Por isso eu digo:
Obrigado, Senhor, pelo sorriso.
Obrigado, Senhor, pelo perdão.
Obrigado, Senhor, agradeço.
Obrigado, Senhor.

Cantar à Vida Sempre

128

0424. Maravilhas do
bom Deus

G

PP, fsc

Ref.: Jesus nos disse que Deus é
bom. E eu acredito em Jesus.

1. Ouço as aves do céu. Vejo as
flores nos jardins. Tudo canta
agora: «Deus nos quer bem».
2. Todos os animais,
os pequenos, os grandes,
sempre nos falam, que Deus é bom.
3. Que grande maravilha
é toda a criação,
com fé e alegria, louvando a Deus.
4. Todos nós bem unidos num belo
gesto de amor, proclamamos,
cantando a bondade de Deus.

0425. Meu Senhor

Ref.: Meu Senhor e meu Deus!
Meu Senhor e meu Deus!
Meu Senhor e meu Deus!

1. Eu te amo.
2. Eu te louvo.
3. Eu te adoro.
4. Eu te bendigo
5. Glória a ti, Senhor.

0426. Eu bendirei
ao Senhor

C

Ref.: Eu bendirei ao Senhor
agora e sempre.
1. Eu cantarei seus louvores.
2. É o Senhor o meu guia.
3. Com sua palavra me nutre.
4. Junto a sua mesa me acolhe.
5. Com Ele nada me falta.

0427. Sou feliz, Senhor E

José Alves

Ref.: Sou feliz, Senhor,
porque tu vais comigo,
vamos lado a lado,
és meu melhor amigo.

1. Quero ter nos meus olhos
a luz do teu olhar; quero na minha
mão tua mão a me guiar.

2. Como brilha no céu o sol de cada
dia; quero brilhem meus lábios
com sorrisos de alegria.

3. Como vento veloz o tempo da vida
passa; quero ter sempre em mim
o favor da tua graça.

0428. Canção da alegriaE-F

1. Escuta, ó povo,
a canção da alegria.
O canto alegre
que prepara o novo dia.

Ref.: Vem, canta, luta cantando, vive
forjando o novo chão, em que nós
todos viveremos como irmãos.

2. Se em tua vida só floresce a tristeza
e está oprimida na injustiça
e na pobreza.

3. Se não achares alegria nesta terra.
Sê profecia em tua vida
com tua guerra.

0429. Alegrai-vos sempre E

1. Alegrai-vos sempre no Senhor,
alegrai-vos no Senhor. (bis)

2. Alegrai-vos, alegrai-vos,
alegrai-vos no Senhor. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

129

0430. Caminhar,
sorrir e cantar

A

Ir. Míria T. Kolling. icm

1. Todo dia eu encontro muita
gente que vai, que vem. O que
pensa, o que vive, o que sente
eu não sei se o sabe alguém.
Ref.: Caminhar (caminhar),
com razão (com razão).
Eis da vida uma lição.
E sorrir (e sorrir),
e cantar (e cantar).
E o mundo a Deus levar.
2. Tenho pena de quem anda
pela vida sem ter pra quê.

É jornada que se vê quase perdida,
quando há tanto que aprender.
3. Nossa vida deve ter um rumo certo:
o céu, no além. Cada passo nos
conduz dele mais perto. Mas, aqui é
céu também.

0431. Ele tem o mundo
em suas mãos

D

Pe. Zezinho

1. Ele tem o mundo em suas mãos.
Ele tem o mundo em suas mãos.
Ref.: Ele é meu Deus e nosso Deus.
Ele é meu Pai e nosso Pai.
2. Ele fez o universo. Ele fez o universo.
3. Ele é quem me deu a vida.
Ele é quem me deu a vida.
4. Ele amou a humanidade.
Ele amou a humanidade.
5. Ele deu seu próprio Filho.
Ele deu seu próprio Filho.
6. Ele meu adotou por filho.
Ele meu adotou por filho.

0432. Ele é o A e o Z

C

L.: Ir. Maria Celeste, fc - M.: Waldeci Farias

Ref.: Tudo está a gritar Ele é
o «A» e o «Z». Vida, sentido,
resposta pra mim, pra você.

1. Jovem, criança e velho Ele é
o «A» e o «Z». Vida, sentido,
resposta pra mim, pra você.

2. Tudo vai se transformar, Ele é
o «A» e o «Z». Vida, sentindo,
resposta pra mim, pra você.

3. Quando a morte chegar Ele é
o «A» e o «Z». Vida, sentindo,
resposta pra mim, pra você.

4. Por que temer, afinal Ele é
o «A» e o «Z»? Vida, sentido,
resposta pra mim, pra você.

5. Vamos pra sempre cantar: Ele é
o «A» e o «Z». Vida, sentido,
resposta pra mim, pra você.

0433. Se te sentires infeliz G

Geraldo Carlos da Silva

1. Eu sou a luz e tu não me vês. Eu sou
o caminho e tu não me segues. Eu
sou a verdade e tu não crês em mim.

Ref.: /:Se te sentires infeliz,
não ponhas a culpa em mim!:/

2. Eu sou a vida e tu não me procuras.
Eu sou o mestre e tu não me ouves.
Eu sou o teu chefe
e tu não me obedeces.

3. Eu sou teu Deus e tu não me recorres.
Eu sou teu grande amigo
e tu não me amas.

Cantar à Vida Sempre

130

0434. Emanuel

C - D

Hino oficial da XV Jornada Mundial da Juven-
tude com o Papa - Roma/2000.
Brusati, Labellarte,
Mammoli, Versaci - Versão.: Ir. Paulo Petry, fsc

1. E no horizonte uma grande luz viaja
na história dos tempos. Venceu a
escuridão fazendo-se memória e ilu-
minando a nossa vida. Claro se reve-
la que só se vive ao procurar a plena
verdade. Haaa... Por mil estradas
andamos nós, peregrinos da fé ou-
vindo o eco da palavra que ressoa
ainda na cidade, e no campo, no céu
do mundo inteiro: está vivo hoje, o
homem verdadeiro, Cristo entre nós.
Ref.: E aqui, sob a mesma luz, e sob a
sua cruz, cantamos a uma só voz:
É Emanuel, o Emanuel, Emanuel.
É Emanuel, o Emanuel.
2. Os mártires que derramaram seu
sangue por amor mudando o velho
mundo, nos deram o exemplo, se-
guindo Cristo. Junto com Pedro, re-
nasce em nós a fé, palavra viva que
nos renova e cresce em nós. Um
grande dom de Deus pra nós é Cris-
to, o seu Filho e a humanidade reno-
vada, nele é que foi salva. É verda-
deiro Deus e homem, é o pão da
vida, que a cada homem reconduzirá
aos seus irmãos.
3. Já não há morte, venceu a vida, é
Páscoa em todo mundo, um vento
sopra em cada homem. O Espírito
fecundo, que leva adiante na história
a Igreja, sua esposa, contemplada
por Maria, comunidade. Devedores
do passado de séculos de história,
de vidas doadas por amor, de santos
que acreditaram, de homens que a
um alto preço ensinaram a voar, de
que a história sabe mudar, como Jesus.

4. Chegou agora a primavera, é tempo
de mudar. É hoje o dia sempre novo
para recomeçar. Mudar de rumo, e
com palavras novas converter o co-
ração, para dizer ao mundo inteiro:
Senhor Jesus.

0435. Luz do mundo

A

Hino Oficial da XVI Jornada Mundial da Juven-
tude com o Papa - Versão, Ir. Paulo Petry, fsc

1. Aquele que os nossos olhos viram.
Aquele que tocamos com nossas
próprias mãos. Aquele que ouvimos
todos nós. Aquele que habita em
nossos corações. Eis quem na
terra vamos anunciar, e que vai
resplandecer, aqui, hoje e amanhã.
Da noite escura, a treva e a dor,
serão vencidas por esperança, fé e
amor. Quem há de surpreender com
sonhos mil, fazendo o sol, na aurora,
outra vez surgir? Quem ficará de
pé qual guardião, e entre nós será
sentinela da manhã?
Ref.: É a luz do mundo. É o sal da terra.
Sejamos para todos retratos do
amor. É a luz do mundo. Cristo é
esta luz. Sejamos nesta terra o
reflexo de sua luz a iluminar.
2. Há tantos que se perdem a procurar
sentido de viver, razões para amar.
A eles queremos acompanhar,
partilhar a sua dor, trazê-los a
Jesus. Talvez eles possam compre-
ender, que ao repartir o pão todos
podem renascer.
3. O sal já não é nada sem sabor.
A lâmpada escondida deixou de
iluminar. Vem, oh Espírito, nos
renovar, e faze em nós surgir belos
gestos de amor: a justiça, a verdade
e a fé, cresçam sempre em nós.
Então, podemos cantar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

131

0436. O mundo
que eu quis

B

Benedito B. Prado

1. Não é esta aí a natureza que
eu quis, que tomba indefesa,
perdendo a beleza, trazendo
a tristeza na terra que eu fiz.

2. Não é esta aí a terra que eu quis,
desfeita em pedaços por grandes
ricaços, por mãos criminosas
de homem que eu fiz.

3. Não é este aí o homem que
eu quis, que vive oprimido,
que anda perdido, que cai
abatido no mundo que eu fiz.

4. Será que eu falhei? Me digam
vocês. Será que eu pus muita
água no mar? Será que é o calor
de meu sol a queimar? /:Se acaso
é assim, perdão, eu errei.:/

5. Agora eu lhes digo o mundo que eu
quis: as estrelas não brigam, o sol
não se afasta, o mar não soçobra na
terra que eu fiz.

6. Agora eu lhes digo a terra que eu
quis: sem ódio, nem guerra, sem
tanta injustiça, que ferem meu filho,
o homem que eu fiz.

7. Agora lhes digo o homem que
eu quis: um homem liberto, fra-
terno e aberto, fazendo da vida
um canto feliz.

8. Será que eu falhei sendo bom
demais? Será que o amor, a jus-
tiça e a paz não valem mais nada
neste mundo meu? /:Se acaso é
assim, perdão, eu errei.:/

0437. Senhor, fazei de mim
um instrumento

A

M.: Fr. Luís C. Susin

Ref.: Senhor, fazei de mim um
instrumento de vossa paz.
Senhor, fazei de mim um
instrumento de vosso amor.

1. Onde há ódio, que eu leve o amor.
Onde há ofensa, que eu leve o
perdão. Onde há discórdia, que
eu leve a união. Onde há dúvidas,
que eu leve a fé.

2. Onde há erro, que eu leve a verdade,
no desespero, que eu leve a espe-
rança. Onde há tristeza, que eu leve
a alegria, onde há trevas, que eu
leve a luz.

3. Mestre, fazei que eu procure menos
ser consolado do que consolar, ser
compreendido do que compreender;
e ser amado do que amar.

4. Sim, pois é dando que se recebe, é
perdoando que se é perdoado. E é
morrendo que se vive para a vida
eterna. E é morrendo que se vive
para a vida eterna.

Cantar à Vida Sempre

132

0438. Senhor, fazei-me
um instrumento

Bm

Oração de S. Francisco de Assis - M.: Pe. C. Irala, sj

1. Senhor, fazei-me um instrumento de
vossa paz. Onde houver ódio que eu
leve o amor, onde houver ofensa que
eu leve o perdão. Onde houver dis-
córdia que eu leve a união, onde
houver dúvida que eu leve a fé. Onde
houver erro que eu leve a verdade,
onde houver desespero que eu leve
a esperança. Onde houver tristeza
que eu leve a alegria, onde houver
trevas que eu leve a luz.

2. Ó Mestre, fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado, com-
preender que ser compreendido,
amar que ser amado. Pois é dando
que se recebe, é perdoando que se
é perdoado, e é morrendo que se
vive para a vida eterna. (bis)

0439. Meu amigo

D

Pe. Zezinho, scj

1. Meu amigo deixou seu dinheiro,
sua herança
e os direitos que tinha.
Era jovem demais o menino!
Disse o pai, o vizinho e a vizinha.
Meu amigo encontrou a verdade,
e em seu rosto banhado de luz,
pelas ruas de sua cidade,
meu amigo imitava Jesus.

Ref.: Irmão vento, irmão sol, irmã lua,
irmão lobo, tu és meu irmão.
Rouxinol, sabiá, criaturas de Deus,
/:somos obras de suas mãos.:/

0440. Basta ouvir
seu coração

1. O sol quente das manhãs, as noites
de luar, a vida é tudo que se quis, é
canto de amor. Mas de repente não
há mais música no ar, e tudo é
diferente do que você sonhou.
Ref.: Se você sentir a solidão da
escuridão, pense em quem te
faz feliz. A amizade tem um
querer bem, que esteja onde
estiver, tudo vai ser como é,
basta ouvir seu coração.
2. As lembranças vão surgir, é só você
buscar abraços e sorrisos que nin-
guém pode apagar. Bom relembrar
histórias que você já se esqueceu.
Ninguém está sozinho, se não existe
adeus.
3. Há um lugar em você onde está a
alegria de viver. Preste atenção no
que essa voz diz em seu coração.
Você não vai se perder.
Final: Se você sentir a solidão da escu-
ridão, pense em quem te faz feliz.
A amizade tem um querer bem,
que esteja onde estiver, tudo vai
ser como é, basta só ouvir seu
coração. Não há solidão, é só
ouvir seu coração.

0441. Minha alegria

Em

Ref.: Minha alegria
é estar perto de Deus. (bis)
1. Porém, agora estarei sempre
convosco porque vós
me tomastes pela mão. (bis)
2. Porém, agora cantarei a vossa
glória como um povo
consagrado ao vosso amor. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

133

0442. Alguém no céu

Danilo Caymmi - Dudu Falcão

Ref.: Alguém no céu olha por mim.
Guarda os segredos que eu te-
nho. Moram no céu anjos de luz
que sabem de onde eu venho.
Meu pai do céu, olhai por mim
quando eu me sentir sozinho.
Mande do céu um querubim para
iluminar meu caminho.

2. Essa vida, menino, é pra gente
sonhar. Segue a vida tranqüilo,
nós vamos te olhar.

3. Dorme, dorme, menino, nesse
acalentar. Dorme, dorme tranqüilo,
nós vamos te ninar.

0443. Diga sim à paz

Lucia Turnbull

Ref.: Ninguém agüenta mais ver tanta
violência em todo o lugar. Eu te-
nho muito medo de sair de casa
sem saber se vou voltar. Até quan-
do vai durar? Precisamos resol-
ver. Tudo que a gente quer é paz.
É paz, paz, paz pra viver.

1. Deixe o sol brilhar no seu coração.
Diga, diga sim à paz. Violência não.
Deixe o sol brilhar sobre essa Nação.
Diga, diga sim à paz. Violência não.

2. Deixe o sol brilhar, vamos dar as
mãos. Diga, diga sim à paz. Violência
não. Deixe o sol brilhar no seu cora-
ção. /:Diga, diga sim à paz. Violência
não.:/ Violência não, não!

0444. É preciso dar

E

José Acácio Santana

Ref.: É preciso dar pra receber amor.
1. Quanta gente pede esmola,
não tem pão, não tem escola,
não tem casa pra morar, não tem.
2. Quantos homens vão morrendo
e estamos esquecendo
que eles são nossos irmãos, irmãos.
3. Enfeitamos a cidade,
mas não temos caridade
com aquele que precisa amor.
4. Do irmão que está ausente
em nossa lista de presentes
é preciso se lembrar também.
5. Salvaremos este povo,
construindo um mundo novo
todo feito só de amor, amor.
6. Vamos construir um mundo
mais humano e mais fecundo
em justiça, paz e amor, amor.

0445. Mais perto de Deus D

L. versão: Luiz Turra - M.: Alemanha

1. Mais perto de Deus, ó Pai dos céus,
mais perto dos irmãos que são filhos
seus. Não há maior amor, que faça
tanto assim como o amor de Deus,
que é amor sem fim.

2. Mais perto de Deus, ó Pai dos
céus, somos um povo irmão
em comunhão. Temos um mesmo
Pai, temos a mesma fé,
vamos seguir Jesus de Nazaré.

3. Mais perto de Deus, vamos buscar
mais esperança e paz,
que nos refaz. Hinos de gratidão,
juntos a entoar,
mais perto de Deus, vamos cantar.

Cantar à Vida Sempre

134

0446. A vida,

pra quem acredita G

Ir. Míria T. Kolling, icm

1. A vida, pra quem acredita, não é
passageira ilusão. E a morte se torna
bendita, porque é nossa libertação.

Ref.: Nós cremos na vida eterna
e na feliz ressurreição, quando
de volta à casa paterna, com o
Pai os filhos se encontrarão.

2. No céu não haverá tristeza, doen-
ça, nem sobra de dor. E o prêmio
da fé é a certeza de viver feliz
com o Senhor.

3. O Cristo será, neste dia, a luz que há
de em todos brilhar. A Ele imortal
melodia os eleitos hão de entoar.

0447. A certeza que vive
em mim

C

Ref.: A certeza que vive em mim
é que um dia verei a Deus.
Contemplá-lo co’os olhos meus
é a felicidade sem fim.

1. O sentido de todo o viver eu encontro
na fé e no amor. Cada passo que eu
der, será buscando o meu Senhor.

2. Peregrinos nós somos aqui, constru-
indo morada no céu, quando Deus
chamar a si quem foi na terra amigo seu.

0448. Os olhos jamais
contemplaram

Gm

Ref.: Os olhos jamais contemplaram.
Ninguém sabe explicar
o que Deus tem preparado
àquele que em vida O amar.

1. As lutas, a dor e o sofrer, tão próprios
à vida do ser, ninguém poderá com-
parar com a glória sem fim do céu.

2. Foi Cristo quem nos mereceu,
co’a morte, a vida e o céu.
E ainda se entrega por nós,
como oferta constante ao Pai.

0449. Todo aquele
que crê em mim

A

Ref.: Todo aquele que crê em mim,
um dia ressurgirá. E comigo,
então se assentará à mesa
do banquete de meu Pai.

1. Aos justos reunidos neste dia,
o Cristo então dirá:
«Oh! venham gozar as alegrias
que meu Pai lhes preparou.»

2. A fome muitas vezes me abateu,
fraqueza eu senti. Vocês, dando pão
que era seu, mais ganharam para si.

3. E quando Eu pedi um copo d’água,
me deram com amor, e mais:
consolaram minha mágoa ao me
verem sofredor.

4. Eu lembro que também estive preso:
terrível solidão! Vocês aliviaram este
peso com a sua compreensão.

5. O frio me castigava sem piedade,
não tinha o que vestir. Num gesto
de amor e de bondade, vocês
foram me acudir.

6. Amigos, esta fé é a verdadeira,
que leva para o céu, aquele que
Deus a vida inteira no irmão sem-
pre acolheu.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

135

0450. Nas asas da fé

G

M.: Alemã

1. Nas asas da fé sobe ao céu,
para a pátria da luz e do amor
(sobe ao céu). Onde os santos
contemplam sem véu toda a
glória de Nosso Senhor.

Ref.: Sobe ao céu (sobe ao céu).
Sobe ao céu (sobe ao céu).
Nas asas da fé sobe ao céu (sobe
ao céu). Sobe ao céu (sobe ao
céu). Sobe ao céu (sobe ao céu).
Nas asas da fé sobe ao céu.
2. Recorda as almas dos teus, que
partiram do mundo falaz (sobe ao
céu) e já cantam hosanas a Deus,
descansando de Cristo na paz.
3. Contempla entre todos os san-
tos nosso Pai em fulgor singu-
lar (sobe ao céu), esperando
que, um dia, seus filhos pos-
sam salvos ao porto chegar.

0451. Segura na mão
de Deus

E

1. Se as águas do mar da vida quise-
rem te afogar, segura na mão de
Deus e vai. Se as tristezas desta
vida quiserem te sufocar, segura
na mão de Deus e vai.
Ref.: Segura na mão de Deus. Segura
na mão de Deus, pois, ela, ela te
sustentará. Não temas, segue
adiante e não olhes para trás.
Segura na mão de Deus e vai.
2. Se a jornada é pesada e te cansas
da caminhada, segura na mão de
Deus e vai. Orando, jejuando,
confiando e confessando, segura
na mão de Deus e vai.

3. O Espírito do Senhor sempre te
revestirá. Segura na mão de Deus
e vai. Jesus Cristo prometeu que
jamais te deixará. Segura na mão
de Deus e vai.

0452. Porque Ele vive

G

1. Deus enviou seu Filho amado, para
morrer no meu lugar. Na cruz pagou
por meus pecados, mas o sepulcro
vazio está porque Ele vive.

Ref.: Porque Ele vive, eu posso crer
no amanhã. Porque Ele vive,
temor não há. Mas eu bem sei
que a minha vida está nas mãos
do meu Jesus, que vivo está.

2. Um dia, eu vou cruzar os rios e verei
então um céu de luz. E verei que lá,
em plena glória, vitorioso, vive e
reina o meu Jesus.

3. E quando enfim chegar a hora em
que a morte enfrentarei. Sei que
então terei vitória. Verei na glória o
meu Jesus, que vivo está.

0453. Deixa a luz
do céu entrar

D

1. Tu anseias, eu bem sei, a salvação.
Tens desejo de banir a escuridão.
Abre, pois, de par em par teu cora-
ção e deixa a luz do céu entrar.

Ref.: /:Deixa a luz do céu entrar.:/
Abre bem as portas do teu cora-
ção e deixa a luz do céu entrar.

2. Cristo, a luz do céu, em ti quer
habitar. Para as trevas do pecado
dissipar, teu caminho e coração ilu-
minar! E deixa a luz do céu entrar.

Cantar à Vida Sempre

136

0454. Ninguém te ama
como Eu

D

Martin Valverde - México

1. Tenho esperado este momento.
Tenho esperado que viesses a mim.
Tenho esperado que me fales. Te-
nho esperado que estivesses assim.
Eu sei bem o que tens vivido,
sei também que tens chorado.
Eu sei bem que tens sofrido,
pois permaneço ao teu lado.

Ref.: Ninguém te ama como Eu.
Ninguém te ama como Eu.
Olha pra a cruz,
esta é a minha grande prova.
Ninguém te ama como Eu.
Ninguém te ama como Eu,
ninguém te ama como Eu.
Olha pra a cruz, foi por ti,
porque eu te amo.
Ninguém te ama como eu.

2. Eu sei bem o que me dizes, ainda
que nunca me fales; eu sei bem o
que tens sentido, ainda que nun-
ca me reveles. Tenho andado ao
teu lado, junto a ti permanecido.
Eu te levo em meus braços, pois
sou teu melhor amigo.

0455. A melhor oração
é amar

G

1. A melhor oração é amar.
A melhor oração é amar.

2. Se não sabes amar tu não deves
orar. A melhor oração é amar

3. Quem irá ensinar a melhor oração?
A melhor oração é amar.

4. É Jesus quem ensina a melhor
oração. A melhor oração é amar.

5. O maior mandamento é o amor diz
Jesus. A melhor oração é amar.

6. Ama a Deus e aos irmãos e já santo
serás. A melhor oração é amar.

7. Que faremos então se quisermos
rezar? A melhor oração é amar.

8. Meus irmãos, comecemos a grande
oração. A melhor oração é amar.

0456. Solta o cabo
da nau

D

1. Oh! Por que duvidar, sobre as ondas do
mar, quando Cristo caminho abriu?
Quando forçado és, contra as ondas
lutar. Seu amor a ti quer revelar.

Ref.: Solta o cabo da nau,
toma os remos nas mãos
e navega com fé em Jesus.
E então tu verás
que bonança se faz
pois com Ele, seguro serás.

2. Trevas vêm te assustar? Tempesta-
des no mar? Da montanha o mestre
te vê. E na tribulação Ele vem socor-
rer. Sua mão bem te pode suster.

3. Podes tu recordar, maravilhas sem
par? No deserto ao povo fartou. E o
mesmo poder Ele sempre terá, pois
não muda e não falhará.

4. Quando pedes mais fé ele ouve, ó
crê, mesmo sendo em tribulação.
Quando a mão de poder o teu ego
tirar, sobre as ondas poderás andar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

137

0457. Faço novas
todas as coisas

A

Eugênio Jorge

Ref.: Eis que faço novas todas as coisas,
que faço novas todas as coisas,
que faço novas todas as coisas.
1. É vida que brota da vida, é fruto que
cresce do amor. É vida que vence a
morte, é vida que vem do Senhor.
2. Deixei o sepulcro vazio, a morte não
me segurou. A pedra que então me
prendia no terceiro dia rolou.
3. Eu hoje lhe dou vida nova, renovo em
ti o amor. Lhe dou uma nova espe-
rança, tudo que era velho passou.

0458. Balada por
um reino

E

Pe. Zezinho, scj

1. Por causa de um certo reino,
estradas eu caminhei, buscando
sem ter sossego o reino que eu
vislumbrei. Brilhava a estrela
dalva e eu quase sem dormir,
/:buscando este certo reino e a lem-
brança dele e a me perseguir.:/

2. Por causa daquele reino, mil ve-
zes eu me enganei, tomando o
caminho errado, errando quando
acertei. Chegava o cair da tarde e
eu quase sem dormir, /:buscando
este certo reino e a lembrança dele
a me perseguir.:/

3. Um filho de carpinteiro, que veio de
Nazaré, mostrou-se tão verdadeiro,
pôs vida na minha fé. Falava de um
novo reino, de flores e de pardais,
/:de gente arrastando a rede, que eu
tive sede de sua paz.:/

4. O filho de carpinteiro falava de um
mundo irmão, de um Pai que era
companheiro, de amor e libertação.
Lançou-me um olhar profundo, ge-
lando meu coração. /:Depois me
falou do mundo e me deu o selo
da vocação.:/

5. Agora quem me conhece pergunta se
eu encontrei o reino que eu procura-
va, se é tudo o que eu desejei. E eu
digo pensando nele: No meio de vós
está /:o reino que andais buscando e
quem tem amor compreenderá.:/

6. Jesus me ensinou de novo as coisas
que eu aprendi, por isso eu amei
meu povo e o livro da vida eu li. E em
cada menina moça, em cada moço e
rapaz, /:eu sonho que a minha gente
será semente de eterna paz.:/

0459. Canção para
meu Deus

G

Pe. Zezinho, scj

1. O orvalho da manhã criança me fala
do meu Deus. O cantar da brisa
mansa me fala do meu Deus. A rola
que turturina me fala do meu Deus.
Minha vida uma canção ensina, a
canção que eu fiz para meu Deus.

Ref.: Ô, ô, ô...

2. A dor do meu irmão que chora me
fala do meu Deus. A alegria que hoje
eu vi lá fora me fala do meu Deus.
A esperança que aqui dentro vai me
fala do meu Deus. E bem dentro de
minha alma sai a canção que eu fiz
para meu Deus.

Cantar à Vida Sempre

138

0460. Jesus Cristo
me deixou inquieto
F

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Jesus Cristo me deixou inquieto
nas palavras que Ele proferiu.
/:Nunca mais eu pude
olhar o mundo sem sentir
aquilo que Jesus sentiu.:/

1. Eu vivia tão tranqüilo e descansado e
pensava ter chegado ao que bus-
quei. Muitas vezes proclamei
extasiado que ao seguir a lei de
Cristo eu me salvei. Mas depois que
meu Senhor passou, nunca mais
meu coração se acomodou.

2. Minha vida, que eu pensei realizada,
esbanjei como semente em qual-
quer chão. Pouco a pouco ao cami-
nhar na longa estrada, percebi que
havia tido uma ilusão. Mas depois
que meu Senhor passou, ilusão e
comodismo se acabou.

3. Hoje quando vou andando pela vida,
encontrando a minha gente a me
esperar, já não canso nem reclamo
da subida, pois entendo que é preci-
so caminhar. Coração daquele que
tem fé, vai mais longe, bem mais
longe que seu pé.

0461. Distração

E

Pe. Zezinho, scj

1. Felicidade chegou, nem sequer se
apresentou. Foi entrando de man-
sinho pela fresta que eu deixei,
quando a porta eu fechei e jurei
não mais amar.

2. Esperança chegou, nem sequer se
apresentou. Foi entrando de man-
sinho pela fresta que eu deixei no
sermão que eu escutei e lutei pra
não chorar.

3. Jesus Cristo chegou, nem sequer
se apresentou. Foi entrando de
mansinho pela fresta que eu dei-
xei num irmão que eu ajudei sem
querer devolução.

4. Minha vida mudou, minha paz eu
encontrei. E ela veio de mansinho
pelas frestas que eu deixei, e
porque me descuidei, Deus en-
trou com seu amor.

0462. Cidadão do infinito E

Pe. Zezinho, scj

1. Por escutar uma voz que disse que
faltava gente pra semear, deixei
meu lar e saí sorrindo e assobian-
do pra não chorar. Fui me alistar
entre os operários que deixam tudo
pra te levar /:e fui lutar por um
mundo novo, não tenho lar mas ga-
nhei um povo.:/

Ref.: Sou cidadão do infinito,
do infinito, do infinito, e levo a
paz no meu caminho, no meu
caminho, no meu caminho.

2. Eu procurei semear a paz e onde fui
andando falei de Deus. Abençoei
quem fez pouco caso e espalhou
cizânia onde eu semeei. Não recebi
condecoração por haver buscado um
país irmão, /:vou semeando por en-
tre o povo e vou sonhando este
mundo novo.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

139

0463. Nova geração

Dm

Pe. Zezinho, scj

1. Eu venho do sul e do norte, do leste,
do oeste, de todo lugar. Estrada da
vida percorro, levando socorro a
quem precisar. Assunto de paz é
meu forte. Eu cruzo montanhas, mas
vou aprender. O mundo não me
satisfaz. O que eu quero é a paz, o
que eu quero é viver.
Ref.: No peito eu levo uma cruz. No meu
coração, o que disse Jesus. (bis)
2. Eu sei que não tenho idade da matu-
ridade de quem já viveu. Mas sei que
eu já tenho a idade de ver a verdade,
o que eu quero é ser eu. O mundo
ferido e cansado, de um negro pas-
sado de guerra sem fim, tem medo
da bomba que fez e da fé que desfez,
mas aponta pra mim.

0464. História de um
pedregulho

E

Pe. Zezinho, scj

1. Era uma vez um pedregulho que
cada vez era jogado pra mais
longe, bem mais longe, do lugar
onde nasceu. Mas todo mundo
tem orgulho, e o pedregulho tam-
bém tinha o seu direito de lutar
por um lugar que fosse seu. Che-
gou-se ao rio e foi falando: - Você
vive me empurrando e já faz tempo
que eu cansei. Você tem força, mas
eu sei lutar e qualquer dia a coisa
muda: é cada qual no seu lugar.

2. Mas por ser forte e prepotente, o
rio riu do pedregulho e, com des-
prezo e com orgulho, o empurrou
ainda mais. E foi dizendo seca-

mente: - Quem é pequeno e in-
competente é bem melhor sair da
frente que eu aqui não volto atrás.
O pedregulho bem saiba que sozinho
não podia os seus direitos conquis-
tar. Rezou bastante e resolveu pro-
fetizar. Chamou mais nove pedregu-
lhos com coragem de lutar.

3. Era uma vez um pedregulho que
nunca mais foi empurrado, pelo rio
prepotente, do lugar que era seu.
Pois todo mundo tem orgulho e seus
amigos também tinham e, dos dez
que começaram, o milagre enfim se
deu. Um pedregulho foi chegando,
um outro foi se aproximando e, em
pouco tempo, eram milhões. E o
prepotente não tugiu e nem mugiu.
Ficou no leito que era dele, nunca
mais de lá saiu.

0465. Seu nome é Jesus D

Pe. Zezinho, scj

1. Tirou tanta gente das trevas.
Levou tanta gente pra luz.
Levou tanta gente ao caminho da
paz. Tirou tanta gente da cruz.
Ref.: /:Seu nome é Jesus:/.
Deus de Deus e luz da luz.
2. Tirou tanta gente das ruas.
Mostrou-lhes o que era viver.
Levou tanta gente pra casa do Pai.
E fez tanta gente crescer, crescer.
3. Tirou minha irmã do pecado.
Do vício livrou meu irmão. E eu
que também tantas vezes errei,
com Ele encontrei o perdão.
4. Mostrei a Jesus meus fracassos.
Mostrei-lhe também meu amor.
E Ele me abriu os seus braços.
Aos poucos me fez vencedor.

Cantar à Vida Sempre

140

0466. Utopia

F

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Ô, ô, ô, ô...

1. Das muitas coisas do meu tempo de
criança, guardo vivo na lembrança o
aconchego do meu lar. No fim da
tarde, quando tudo se aquietava, a
família se ajuntava lá no alpendre a
conversar. Meus pais não tinham
nem escola e nem dinheiro, todo dia
o ano inteiro trabalhavam sem pa-
rar. Faltava tudo, mas a gente nem
ligava, o importante não faltava: seu
sorriso e seu olhar.

2. Eu tantas vezes vi meu pai chegar
cansado, mas aquilo era sagrado um
por um ele afagava. E perguntava
quem fizera estripulia e mamãe nos
defendia e tudo aos poucos se ajeita-
va. O sol se punha, a viola alguém
trazia, todo mundo então queria
ver papai cantar com a gente.
Desafinado, meio rouco e voz can-
sada, ele cantava mil toadas, seu
olhar no sol poente.

3. Correu o tempo e hoje eu vejo a
maravilha de se ter uma família quan-
do tantos não a têm. Agora falam do
desquite ou do divórcio, o amor virou
consórcio, compromisso de ninguém.
Há tantos filhos que, bem mais do
que um palácio, gostariam de um
abraço e do carinho de seus pais. Se
os pais amassem, o divórcio não
viria. Chame a isso de utopia. Eu a
isso chamo paz.

0467. Oração da família D

Pe. Zezinho, scj

1. Que nenhuma família comece em
qualquer de repente. Que nenhuma
família termine por falta de amor.
Que o casal seja um para o outro de
corpo e de mente. E que nada no
mundo separe um casal sonhador.
Que nenhuma família se abrigue de-
baixo da ponte. Que ninguém inter-
fira no lar e na vida dos dois. Que
ninguém os obrigue a viver sem
nenhum horizonte. Que eles vivam
do ontem, do hoje, e em função de
um depois.

Ref.: Que a família comece e termine
sabendo onde vai e que o
homem carregue nos ombros a
graça de um pai. Que a mulher
seja um céu de ternura, acon-
chego e calor. E que os filhos
conheçam a força que brota do
amor. /:Abençoa, Senhor, as
famílias, amém! Abençoa,
Senhor, a minha também.:/

2. Que o marido e a mulher tenham a
força de amar sem medida. Que
ninguém vá dormir sem pedir ou
sem dar seu perdão. Que as crianças
aprendam no colo o sentido da vida.
Que a família celebre a partilha do
abraço e do pão. Que o marido e
mulher não se traiam, nem traiam
seus filhos. Que o ciúme não mate a
certeza do amor entre os dois. Que
no seu firmamento a estrela que tem
maior brilho, seja firme a esperança
de um céu aqui mesmo e depois.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

141

0468. Menores
abandonados

E

Pe. Zezinho, scj

1. Dizem que este país é feliz porque o
povo ’inda canta nas ruas. Dizem
que nossa nação não vai mal
porque o povo inda faz carnaval.
E eu queria somente lembrar
que milhões de crianças sem lar
não partilham da mesma visão.
Há tristeza no seu coração.

Ref.: Menores abandonados,
alguém os abandonou!
Pequenos e mal amados,
o progresso não os adotou.

2. Pelas esquinas e praças estão
desleixados e até maltrapilhos,
frutos espúrios da nossa nação.
São rebentos, porém, não são filhos.
E eu queria somente lembrar
que milhões de crianças sem lar
compartilham do mesmo sofrer,
já não sabem a quem recorrer.

3. Vivem à margem da nossa nação,
assaltando e ferindo quem passa.
Tentam gritar do seu jeito infeliz
que o país os deixou na desgraça.
E eu queria somente lembrar
que milhões de crianças sem lar
são os frutos do mal que floriu
num país que jamais repartiu.

0469. Famílias do Brasil

Pe. Zezinho, scj

1. Um lar onde os pais ainda se amam
e os filhos ainda vivem como irmãos.
E venha quem vier encontra abrigo.
E todos têm direito ao mesmo pão.

Ref.: Onde todos são por um e um por
todos. Onde a paz criou raízes e
floriu. Um lar assim feliz seja o
sonho das famílias do Brasil!

2. Os filhos quais rebentos de oliveira
alegrem os caminhos de seus pais.
E façam a família brasileira achar
seu amanhã na mesma paz!

3. Que os jovens corações
enamorados, humildes e apren-
dendo o verbo amar, não deixem
de sonhar extasiados, que um dia
também eles vão chegar!

4. Que aqueles que se sentem bem
casados, deu certo o seu amor,
o amor valeu, não vivam como
dois alienados: partilhem esta paz
que Deus lhes deu!

0470. Estou pensando
em Deus

G

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Estou pensando em Deus,
estou pensando no amor. (bis)

1. Os homens fogem do amor,
e depois que se esvaziam,
no vazio se angustiam e duvidam
de Você. Você chega perto deles,
mesmo assim ninguém tem fé.

2. Eu me angustio quando vejo que,
depois de dois mil anos,
entre tantos desenganos poucos
vivem sua fé. Muitos falam de espe-
rança, mas esquecem de Você.

3. Tudo podia ser melhor,
se meu povo procurasse, nos
caminhos onde andasse, pensar
mais no seu Senhor. Mas Você
fica esquecido, e por isso falta amor.

Cantar à Vida Sempre

142

0471. Alô, meu Deus

D

Pe. Zezinho, scj

1. Alô, meu Deus, fazia tanto tempo que
eu não mais te procurava. Alô, meu
Deus, senti saudades tuas e acabei
voltando aqui. Andei por mil cami-
nhos e, como as andorinhas, eu vim
fazer meu ninho em tua casa e re-
pousar. Embora eu me afastasse e
andasse desligado, meu coração
cansado resolveu voltar.

Ref.: Eu não me acostumei
nas terras onde andei. (bis)

2. Alô, meu Deus, fazia tanto tempo que
eu não mais te procurava. Alô, meu
Deus, senti saudades tuas e acabei
voltando aqui. Gastei a minha heran-
ça, comprando só matéria, restou-
me a esperança de outra vez te
encontrar. Voltei arrependido, meu
coração ferido, e volto convencido
que este é o meu lugar.

0472. Amar como
Jesus amou

E

Pe. Zezinho, scj

1. Um dia uma criança me parou,
olhou-me nos meus olhos a sorrir,
caneta e papel na sua mão,
tarefa escolar para cumprir.
E perguntou no meio de um sorriso:
«O que é preciso para ser feliz?»

Ref.: Amar como Jesus amou, sonhar
como Jesus sonhou, pensar como
Jesus pensou, viver como Jesus
viveu, sentir o que Jesus sentia,
sorrir como Jesus sorria, e ao
chegar ao fim do dia eu sei que eu
dormiria muito mais feliz.

2. Ouvindo o que eu falei, ela me olhou
e disse que era lindo o que eu falei,
pediu que eu repetisse, por favor,
que não falasse tudo de uma vez.
E perguntou de novo num sorriso:
«O que é preciso para ser feliz?»
3. Depois que eu terminei de repetir,
seus olhos não saíam do papel. To-
quei no seu rostinho e a sorrir pedi
que ao transmitir fosse fiel. E ela
deu-me um beijo demorado e ao
meu lado foi dizendo assim:

0473. Canção dos
imperfeitos

G

Pe. Zezinho, scj

1. E se for pra semear a esperança
num jardim. E se for pra desculpar
uma criança, eu digo sim.
E se for pra perdoar, não tenho
escolha. Também sou pecador,
também preciso de perdão.
2. Não sou santo, não sou anjo e nem
demônio, eu sou só eu. Imperfeito,
insatisfeito, mas feliz, assim sou eu.
Eu sou contradição, eu sou imperfei-
ção, só Deus é coerente.
3. Já sorri, já fiz feliz, já promovi,
já elevei. Já chorei, já fiz chorar,
já me excedi, já magoei.
Eu tenho coração, mas sou contra-
dição, só Deus acerta sempre.

Ref.: Por isso eu canto esta canção,
canção de amor, arrependido. Ao
Deus que é Pai, ao Deus que é
paz, ao Deus que é luz, ao Deus
que é vida. E quando a gente cai,
Deus age como Pai: perdoa, per-
doa. E torna a perdoar e ensina o
como amar. Eu sou contradição
mas Deus, Ele é perdão. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

143

0474. És água viva

F

Pe. Zezinho, scj

1. Eu te peço dessa água que tu tens.
És água viva, meu Senhor. Tenho
sede e tenho fome de amor, e
acredito nessa fonte de onde vens.
Vens de Deus, estás em Deus,
também és Deus e Deus contigo
faz um só. Eu, porém, que vim da
terra e volto ao pó, quero viver
eternamente ao lado teu.

Ref.: És água viva, és vida nova e
todo o dia me batizas outra vez.
Me fazes renascer, me fazes
reviver e eu quero água dessa
fonte de onde vens.

0475. Orar com Jesus

Pe. Zezinho, scj

1. Palavras não dizem o quanto é bonito
ter fé! Nenhuma palavra é capaz de
explicar Jesus. E quem já provou
sabe a graça infinita que é andar
com Jesus, pensar com Jesus, orar
com Jesus, orar com Jesus, orar com
Jesus. Palavra não diz o quanto é
feliz (bis) quem ama Jesus!

0476. Eu tenho paz
como um rio

1. Eu tenho paz como um rio, eu tenho
paz como um rio, eu tenho paz como
um rio em meu ser. (bis)

2. Eu tenho gozo como um rio, eu tenho
gozo como um rio, eu tenho paz
como um rio em meu ser. Eu tenho
paz como um rio, eu tenho paz como
um rio, eu tenho paz como um rio em
meu ser.

3. Eu tenho amor como um rio, eu tenho
amor como um rio, eu tenho amor
como um rio em meu ser. Eu tenho
amor como um rio, eu tenho paz
como um rio, eu tenho paz como um
rio em meu ser.

4. Eu tenho paz, amor e gozo como um
rio, eu tenho paz, amor e gozo como
um rio, eu tenho paz, amor e gozo
como um rio em meu ser. (bis)

0477. Hei, amigo

Pe. Zezinho, scj

1. Pela amizade que você me vota. Por
meus defeitos que você nem nota.
Por meus valores que você aumenta.
Por minha paz que você alimenta.

2. Por esta fé que nós nos transmitimos.
Por este pão de amor que repar-
timos. Pelo silêncio que diz quase
tudo. Por esse olhar que me re-
prova mudo.

3. Por essa mão que diz pra eu seguir
em frente. Porque você não cala
nunca e não consente. Pela pureza
dos seus sentimentos. Pela presen-
ça em todos os momentos.

Ref.: Hei, amigo, hei, meu irmão.
Aceita a minha gratidão.

4. Por ser presente mesmo quando
ausente. Ficar feliz quando me vê
contente. Por rir comigo quando es-
tou risonho. E ficar triste quando
estou tristonho.

5. Por repreender-me quando estou
errado. Por meu segredo sempre
bem guardado. Por seu segredo que
só eu conheço. E por achar que
apenas eu mereço.

Cantar à Vida Sempre

144

0478. História de trigo e uva

Pe. Zezinho, scj

1. Fui um fruto pequenino que a videira
produziu. Fui um simples grão de
trigo que cresceu mas ninguém viu.
Quando enfim chegou o tempo que o
Senhor predestinou, de pequeno
grão de uva gota dele agora sou. De
pequeno grão de trigo esmagado até
ser pão, transformei-me em corpo
santo de um amigo e de um irmão.

Ref.: /: Ô, ô, ô...:/

2. Fui aquele vinho puro que no altar
alguém deixou. Fui aquele pão pe-
queno que um irmão no forno assou.
Quando enfim chegou o tempo que o
amor predestinou, eu, que era vinho
puro, gota dele agora sou. E eu, que
era tão somente nada mais que sim-
ples pão, sou agora o alimento que
produz libertação.

0479. É a gente que
louva o Senhor

E

Ref.: /:É a gente que louva o Senhor.:/
/:É a gente que tem a fé,
e que tem amor,
e que louva o Senhor.:/

1. É mão pra cima, é mão pra baixo.
Dançando de lado a lado. (bis)

2. Dando uma volta, batendo palmas.
Dançando de lado a lado. (bis)

3. Batendo os pés e dando um pulo.
Dançando de lado a lado. (bis)

0480. Paz ao povo

D

Pe. Zezinho, scj

1. Paz, paz, paz eu te desejo a paz e a
luz. Não do jeito do mundo, mas do
jeito de Jesus. Paz, paz, paz eu te
desejo a paz. Luz, luz, luz eu te
desejo a luz. Do jeito de Jesus.

0481. Muito mais que pão

Pe. Zezinho, scj

1. Meu Senhor criou um pão que é
muito mais. Muito mais, muito
mais que um simples pão. Meu
Senhor criou um pão que é muito
mais. Muito mais porque este pão
tem Jesus. Por isso eu chamo
este pão de pão da vida. De pão
da vida, e de pão do céu.

- CD - O chamado

Coral Palestrina de Apucarana/PR

MISSA
«TUA PALAVRA PERMANECE»

0482. Eu sou o caminho

- Salmo 118

F

José Acácio Santana

Ref.: Eu sou o caminho,
a verdade e a vida. (bis)

1. Guardo no meu coração tua palavra,
para não te ofender.

2. Tua fala permanece para sempre.
É eterna como o céu.

3. Minha boca sempre canta tua pala-
vra. Pois são justos teus preceitos.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

145

0483. Cantemos
ao Senhor

G

José Acácio Santana

Ref.: Cantemos ao Senhor, que se
manifestou com toda a sua
glória e com todo o seu amor.

1. Cantarei ao Senhor, que manifestou
a sua glória tornando-se meu poder
e minha salvação.

2. Sua mão é forte e o seu nome é
Senhor. Seu poder é maior e está
acima do universo.

3. Conduz o seu povo ao lugar da sua
morada. Ao Santuário que suas mãos
fundaram para reinar eternamente.

0484. Aleluia!

Vamos, irmãos!

D

Pe. Virgílio e Fabreti

Ref.: Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia!

1. Vamos, irmãos, a palavra festejar!
Ela vem, liberta e salva algemada
não está.

0485. Fala-me da vida

D

José Acácio Santana

1. Cada vez que eu venho para te falar,
na verdade eu venho para te escu-
tar. /:Fala-me da vida, preciso te
escutar. Fala da verdade que vai me
libertar:/.

2. Cada vez que eu venho para ofere-
cer, na verdade eu venho para rece-
ber. /:Dá-me o pão da vida, que vai
me alimentar. Dá-me a água viva,
que vai me saciar:/

0486. Pai-nosso

A

José Acácio Santana

Ref.: Pai-nosso, Pai-nosso, Pai-nosso.
Pai-nosso, que estais no céus!
(só na ultima vez) - Pai-nosso,
que estais aqui!

1. Santificado seja o vosso nome /
venha a nós o vosso reino / seja feita
a vossa vontade / assim na terra
como no céu.

2. O pão nosso de cada dia nos dai hoje
/ perdoai as nossas ofensas / assim
como nós perdoamos a quem nos
tem ofendido. / Não nos deixeis cair
em tentação mas livrai-nos do mal.

0487. A ti meu Deus

- Salmo 25

F

Fabreti

1. A ti meu Deus, elevo meu coração,
elevo as minhas mãos, meu olhar,
minha voz. A ti meu Deus, eu quero
oferecer meus passos e meu viver,
meus caminhos, meu sofrer.

Ref.: A tua ternura, Senhor, vem me
abraçar. E a tua bondade infinita,
vem perdoar. Vou ser o teu segui-
dor e te dar o meu coração. Eu
quero sentir o calor de tuas mãos.

2. A ti, meu Deus, que és bom e que tens
amor. Ao pobre e ao sofredor, vou
servir e esperar. Em ti, Senhor, hu-
mildes se alegrarão, cantando a nova
canção de esperança e de paz.

Cantar à Vida Sempre

146

0488. Vou evangelizar F

Francisco José da Silva

1. Senhor, eu quero te agradecer de
todos os dias a gente poder conver-
sar. Senhor, o mundo precisa te
conhecer. Mas eu te prometo que
vou evangelizar.
Ref.: Eu quero te dizer agora que eu
já vou embora, evangelizar.
2. Senhor, às vezes me ponho a rezar.
E peço o fim da violência e da fome
do Irmão. Senhor, que chegue a
todos os povos a graça, o perdão, o
anúncio da Salvação.
3. Senhor, às vezes me ponho a rezar
e peço a você pra que fique mais
perto de mim. Senhor, às vezes me
ponho a chorar, e não compreendo
por que o mundo sofre sem fim.

MISSA «CRIAR COMUNHÃO»

0489. Esperança - Sl 111 D

Fabreti

Ref.: Javé o Deus dos pobres, do povo
sofredor, aqui nos reuniu pra can-
tar o seu louvor. Pra nos dar
esperança e contar com sua mão
na construção do reino, reino novo,
povo irmão.
1. Sua mão sustenta o pobre,
Ninguém fica ao desabrigo,
Dá sustento a quem tem fome
Com a fina flor do trigo.
2. Alimenta os nossos sonhos,
Mesmo dentro da prisão.
Ouve o grito do oprimido,
Que lhe toca o coração.
3. Cura os corações feridos,
Mostra ao forte o seu poder,
Dos pequenos é a defesa,
Deixa a vida florescer.

0490. Quem semeia entre
lágrimas
- Sl 125

G

Ref.: Quem semeia entre lágrimas.
Entre sorrisos colherá. (bis)

1. Quando o Senhor reconduziu
nossos cativos, nossa boca ficou
cheia de sorrisos.

2. Reconduz, ó Senhor,
nossos destinos, ensina-nos a
plantar boas sementes.

0491. Aleluia!

Bem-aventurado C

Fabreti

Ref.: Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)

1. Bem-aventurado quem tem miseri-
córdia, pois misericórdia do meu
coração terá.

0492. A partilha

E

Ir. Egnalda Rocha, iic

Ref.: /:A partilha começa na mesa,
a justiça é rebento e certeza,
de quem luta e abraça a razão
de fazer do pão comunhão.:/

1. Acredito que a força do povo
forjará e fará o mundo novo.
Porque o Pai é presença maior,
que caminha no meio de nós.

2. Que o pão seja farto na mesa.
Que a fome, ódio, tristeza,
dêem espaço e criem esperança
pra fazer neste mundo mudança.

3. Ofertamos o pão sacramento
e as mãos calejadas também,
que constroem a fraternidade
com a força da comunidade.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

147

0493. Participar é
criar comunhão

D

José Acácio Santana

1. O nosso Deus, com amor sem medi-
da, chamou-nos à vida, nos deu
muitos dons. Nossa resposta ao amor
será feita, se a nossa colheita mos-
trar frutos bons.

Ref.: Mas é preciso que o fruto
se parta, e se reparta
na mesa do amor! (bis)

2. Participar é criar comunhão, fermen-
to no pão, saber repartir. Compro-
meter-se com a vida do irmão, viver
a missão de se dar a servir.

3. Os grãos de trigo, em farinha se
tornam. Depois se transformam em
vida no pão. Assim também, quando
participamos, unidos criamos maior
comunhão.

0494. Sonhar

G

Thomaz Filho e Fabreti

Ref.: Ô, ô, ô, ô, ô.
Lá, lá, lá, lá, lá, lá, lálá!

1. Ninguém pode prender um sonho,
e impedir alguém de sonhar.
Ninguém pode prender
a esperança
de um povo sofrido a lutar.
Ninguém pode abafar o grito
do oprimido clamando Javé.
Deus que salva
e liberta o seu povo
que ergue o caído
e alimenta a sua fé.

2. Todo sonho alimenta a história e a
vitória do povo a chegar. Vamos
juntos, que neste caminho ninguém
sobra ou fica pra trás. Para ver este
mundo florindo, criança sorrindo sem
fome e sem dor. É preciso cuidar
bem da vida, que vida sofrida se
eleva em clamor.

3. Ninguém pode prender um sonho,
como a luz do sol que nasceu. Ele
brilha inventando caminhos e desve-
la o que a noite escondeu. Ninguém
pode abafar o grito e o clamor de
quem sofre de tanto suor. Pelo pão,
pela paz e justiça, e anda à procura
de um mundo melhor.

0495. Caminhando
com Maria

A

José Acácio Santana

1. Santa mãe Maria, nesta travessia,
cubra-nos teu manto cor de anil.
Guarda nossa vida, mãe Aparecida,
santa padroeira do Brasil.

Ref.: Ave, Maria! Ave, Maria. (bis)

2. Mulher peregrina, força feminina, a
mais importante que existiu. Com
justiça queres que nossas mulheres
sejam construtoras do Brasil.

3. Com amor divino, guarda os peregri-
nos nesta caminhada para o além.
Dá-lhes companhia, pois também
um dia foste peregrina em Belém.

4. Com seus passos lentos, enfrentan-
do os ventos quando sopram noutra
direção, toda a mãe Igreja, pede que
tu sejas companheira da libertação.

Cantar à Vida Sempre

148

MISSA «O CHAMADO»

0496. Tua voz me
fez refletir

F

José Acácio Santana

1. Quando chamaste os doze primeiros
pra te seguir, sei que chamavas
todos os que haviam de vir.

Ref.: Tua voz me fez refletir, deixei
tudo pra te seguir. Nos teus
mares eu quero navegar. (bis)

2. Quando pediste aos doze primeiros:
«Ide e ensinai». Sei que pedias a
todos nós: «Evangelizai».

3. Quando enviaste os doze primeiros
de dois em dois. Sei que enviavas
todos que viessem depois.

0497. Vou cantar - Sl 65 D

Fabreti

1. Vou cantar, entoar um canto novo,
vou sair, chamar o povo pra louvar,
aleluia! Assim toda criatura: nossa
terra, sol e lua vão louvar e cantar.

Ref.: Se alguém te louva em silêncio,
Tu acolhes, ó Senhor, sua oração.
Se alguém entoa um canto novo,
Tu acolhes, ó Senhor, sua canção.

2. É feliz quem em ti fez a morada, vida
nova, outra casa pra ficar, aleluia!
Tu preparas mesa farta e alimentas
pra jornada dando amor, luz e paz.

3. O nascer de uma aurora radiante
vai dourando a cada instante
os trigais, aleluia! E os pequenos
e sofridos, nos teus braços
acolhidos, vão louvar e cantar.

0498. Aleluia,

ponho-me a ouvir C

L.: Pe. Pedro Guimarães - M.: Fr. Fabreti

Ref.: Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

1. Ponho-me a ouvir o que o Senhor
dirá. Ele vai falar, vai falar de paz.
Pela minha voz e pelas minhas mãos.
Jesus Cristo vai, vai falar de paz.

0499. Muitos grãos
de trigo

D

José Acácio Santana

1. Muitos grãos de trigo se tornaram
pão. Hoje são teu corpo, ceia e
comunhão. Muitos grãos de trigo, se
tornaram pão.

Ref.: Toma, Senhor, nossa vida em
ação, para mudá-la em fruto
e missão. Toma, Senhor,
nossa vida em ação,
para mudá-la em missão.

2. Muitos cachos de uva, se tornaram
vinho. Hoje são teu sangue, força no
caminho. Muitos cachos de uva, se
tornaram vinho.

3. Muitas são as vidas feitas vocação,
hoje oferecidas em consagração.
Muitas são as vidas feitas vocação.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

149

0500. A eucaristia
faz a Igreja

F

Pe. José F. Campos

1. Bem-vindos à mesa do Pai, onde o
Filho se faz fraternal refeição.
É Cristo a forte comida, o pão
que dá vida, o amor comunhão.

Ref.: Vinde, ó irmãos, adorar,
vinde adorar o Senhor.
A eucaristia nos faz Igreja,
comunidade de amor. (bis)
2. Partimos o único pão,
no altar refeição, ó mistério de amor.
Nós somos sinais de unidade na fé,
na verdade, convosco, ó Senhor.
3. No longo caminho que temos,
o pão que comemos nos sustentará.
É Cristo o pão repartido,
que o povo sofrido vem alimentar.
4. Há gente morrendo de fome, sofren-
do e sem nome, sem terra e sem lar.
Não é a vontade de Deus, pois Jesus,
filho seu, quis por nós se doar.
5. Queremos servir a Igreja,
na plena certeza de nossa missão.
Vivendo a eucaristia,
o pão da alegria e da libertação.
6. A vida é um dom precioso
do Pai tão bondoso, total doação.
Na mesa não falte comida,
que o pão seja vida pra todo irmão.

0501. Eis-me aqui, Senhor E

Pe. Pedro B. Guimarães e Fr. Fabreti

Ref.: /:Eis-me aqui, Senhor!:/ /:Pra
fazer tua vontade, pra viver no teu
amor.:/ Eis-me aqui, Senhor!
1. O Senhor é o pastor que me conduz.
Por caminhos nunca vistos me en-

viou. Sou chamado a ser fermento,
sal e luz. E por isso respondi:
aqui estou!
2. Ele pôs em minha boca uma canção.
Me ungiu como profeta e trovador da
história e da vida do meu povo. E por
isso respondi: aqui estou!
3. Ponho a minha confiança no Senhor.
Da esperança sou chamado a ser sinal.
Seu ouvido se inclinou ao meu cla-
mor. E por isso respondi: aqui estou!

0502. Teu segredo é a fé D

1. Tão meiga, cor bonita, feminina.
Mulher da nova Igreja que se faz.
Raízes nesta história ameríndia, pro-
feta da justiça e da paz. Teu canto é
o amor, teu segredo é a fé e teu Deus
libertador é Jesus de Nazaré.
Ref.: Caminhas nas fileiras deste povo
peregrino, aos poucos conquis-
tando o teu lugar. Carregas no teu
ventre a comunhão das etnias,
gerando a igualdade e a paz.
É lindo ver tua luta no campo, na
cidade, na favela, onde estás...
no campo, na cidade, na favela e
muito mais.
2. Tão sábia, tão humana, és da gente.
Ternura e confiança, és de Deus.
Igual à mãe Maria, vais à frente, feliz
porque o Senhor não te esqueceu.
Nos braços, o amanhã, e nos olhos
muita luz! Lá bem dentro sei que tens
a esperança que conduz.
Ref.: Nas rodas sociais e movimentos
de teu povo, eu ouço a tua voz, aí
estás fazendo acontecer na soci-
edade um jeito novo, de ver mu-
lher e homem caminhar. Sem
medo e sem domínio, sinal do
novo reino da justiça que se faz.

Cantar à Vida Sempre

150

«PARTES FIXAS DA MISSA»

0503. Perdão, Senhor,
eu me afastei de ti
Cm

Casemiro Nogueira

1. Perdão, Senhor, eu me afastei de ti
por ter negado ajuda ao necessita-
do. Perdão, Senhor, perdão por ter
fechado o meu coração.

2. Perdão, Jesus, eu traí o teu amor
por ser omisso diante das
injustiças. Perdão, Jesus, perdão,
é muito grande a minha omissão.

3. Perdão, Senhor, perdão, Jesus,
perdão para o mundo,
perdão para mim, perdão para
quem fechou seu coração.

0504. Porque fui omisso F

L.: Luiz Gomes de Moura - M.: Inácio Filho

1. Porque fui omisso e não soube doar.
E o pranto do pobre não quis enxugar.

Ref.: Perdão, Senhor, perdão,
perdão, perdão!

2. Por não ser como Cristo um liberta-
dor. O sol, o fermento vivificador.

0505. Glória

E

Gustavo Balbinot

Ref.: Glória! Glória!
/:Ao Pai criador, ao Filho
redentor e ao Espírito glória.:/

1. Ao Pai criador do mundo, ao Filho
redentor dos homens, ao Espírito de
amor demos sempre glória!

0506. Glória, glória,
glória aleluia!

E

Fabreti

Ref.: Glória, glória, glória aleluia!
Glória, glória, glória aleluia!
Glória, glória, glória
a Deus nos altos céus
paz na terra a todos nós!

1. Deus e Pai, nós vos louvamos, glória
a Deus! Adoramos, bendizemos, gló-
ria a Deus. Damos glória ao vosso
nome, glória a Deus! Vossos dons
agradecemos.

2. Senhor nosso Jesus Cristo, glória a
Deus! Unigênito do Pai, glória a Deus.
Vós de Deus Cordeiro Santo, glória a
Deus! Nossas culpas perdoai.

3. Vós que estais junto ao Pai, glória a
Deus! Como nosso intercessor, gló-
ria a Deus. Atendei nossos pedidos,
glória a Deus! Atendei nosso clamor.

4. Vós somente sois o santo, glória a
Deus! O altíssimo Senhor, glória a
Deus com o Espírito divino, glória a
Deus! De Deus Pai no resplendor.

0507. Creio

A

José Acácio Santana

Ref.: Creio, Senhor. Creio, Senhor, mas
aumentai, aumentai minha fé!

1. Eu creio em Deus Pai onipotente,
criador da terra e do céu!

2. Creio em Jesus, nosso irmão,
verdadeiramente homem-Deus!

3. Creio também no Espírito de amor,
grande dom que a Igreja recebeu!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

151

0508. Santo

C

Casemiro Nogueira

1. Santo, santo é o Senhor. Terra e
céus cantam em seu louvor. Santo,
proclamam suas criaturas, hosana,
hosana, hosana nas alturas. Hosana
cantemos, hosana louvemos, com
filial ternura. Bendito é o que vem em
nome do Criador. Bendito é o que
traz a paz em plenitude no amor.
Hosana.

0509. Cordeiro de Deus E

Ney Brasil

1. Cordeiro de Deus,
que tirais o pecado do mundo.
Tende piedade de nós. (bis)
2. Cordeiro de Deus,
que tirais o pecado do mundo.
Dai-nos a paz, dai-nos a paz,
dai-nos vossa paz.

K7 - A vida ressurgiu

«MISSA PARA O TEMPO PASCAL»

0510. Novo sol

A

Frei Fabreti

1. Novo sol brilhou, a vida superou
sofrimento, dor e morte, tudo,
enfim. Nosso olhar se abriu,
Deus mesmo se incumbiu
de tomar-nos pela mão assim.
Ref.: O Deus de amor jamais se
descuidou, em seu vigor,
Jesus ressuscitou! (bis)
2. Estender a mão abrir o coração,
acolher, compartilhar e perdoar
é fazer o céu cumprir o seu papel.
Já na terra tem que vigorar.

0511. Este é o dia

- Salmo 117/118

F

M. José Acácio Santana - L. Lecionário

Ref.: Este é o dia
que o Senhor fez para nós.
Alegremo-nos e nele exultemos!

1. Dai graças ao Senhor, porque Ele é
bom. Eterna é a sua misericórdia.
A casa de Israel agora o diga, eterna
é a sua misericórdia!

2. A mão direita do Senhor fez maravi-
lhas. A mão direita do Senhor me
levantou. Não morrerei, mas ao con-
trário viverei para contar as grandes
obras do Senhor!

3. A pedra que os pedreiros rejeita-
ram tornou-se agora a pedra an-
gular. Pelo Senhor é que foi feito
tudo isso, que maravilhas Ele fez
a nossos olhos!

0512. Cristo ressurgido B

José Acácio Santana

Ref.: Aclamemos Cristo ressurgido,
aleluia! O cordeiro que se imolou
ressurgiu e nos resgatou.

1. Quem com Ele se entregar
vai com Ele ressuscitar!

2. Em Jesus temos a razão
do sofrer que traz salvação!

Cantar à Vida Sempre

152

0513. Oferta de bênção A

Ir. Maria do Carmo S. Ramos

Ref.: Lá, laiá, lá, laiá, lará, laiá.

1. Quando o trigo amadurece e do sol
recebe a cor, quando a uva se torna
prece na oferta do nosso amor.
/:Damos graças pela vida derrama-
da neste chão, pois és Tu, ó Deus da
vida, quem dá a vida à criação.:/

2. Os presentes da natureza, o amor do
coração, o teu povo canta a certeza,
traz a vida em procissão. /:Abençoa
nossa vida, o trabalho redentor,
as colheitas repartidas para
celebrar o amor.:/

0514. Deus vivo
e vencedor

A

Pe. Lucas de Paula - Pe. Lauro Palú

1. Na comunhão recebemos teu corpo e
sangue, Senhor, e tua vida divina,
dons do teu grande amor. São nossa
força na luta, fazem vencer todo mal
e nos conduzem ao Pai, glória ao
Deus imortal.

Ref.: Senhor Jesus, Senhor Jesus,
Deus vivo e vencedor! (bis)
2. Entre as angústias da vida não caire-
mos jamais, pois tua força nos leva
a confiar sempre mais. Na comu-
nhão nos deixaste força e motivo de
amar. Todo o caminho da vida nos
traga sempre ao altar.
3. Ao comungar caminhamos para o
altar com o irmão. O teu amor nos
atrai, centro da nossa união. Em
cada esforço que pedes vamos sen-
tir tua mão, vamos sentir que nos
dás força, ressurreição.

0515. O Senhor

é meu pastor - Sl 22 A

Ref.: O Senhor é meu pastor.
Nada me falta!

1. Aos prados bem verdes
me leva a descansar. E me conduz
para as fontes cristalinas.

2. Me guia e me mostra caminhos de
justiça. Com seu cajado me
conduz e me sustenta.

3. Ainda que eu passe por vales
tenebrosos, não temerei porque
Ele me protege.

0516. Manhã de luz

A

Osvaldo de Oliveira

1. Nasceu o sol, lindo arrebol, manhã de
luz porque Jesus venceu a morte,
nos deu uma nova vida, Jesus res-
suscitou! Vê o jardim como floriu,
aquela flor desabrochou e nos olha-
res brotou a esperança, Jesus res-
suscitou!

Ref.: /:Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia!
Nós temos vida nova no amor.:/

2. Numa só voz vamos cantar, dia feliz,
dia de paz. Felicidade te desejo num
abraço. Jesus ressuscitou! Alegra,
irmão, teu coração, espalha a paz,
ressurreição, tens nova vida, tens
nova missão, Jesus ressuscitou!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

153

«MISSA DO ESPÍRITO SANTO»

0517. Vem e não
demores

D

Estevão Bruyland

Ref.: Vem, Espírito Santo, vem e não
demores, vem e não demores! (bis)

1. Faz dos cristãos que aqui estão tuas
testemunhas da ressurreição, da luta
pela paz e o amor da luta por um
mundo melhor.

2. Vem animar a nossa missão, vem
trazer à nossa Igreja um novo vigor,
vem iluminar a nossa vida, vem nos
unir como irmãos.

3. Vem Espírito Santo e não demores,
vem renovar a face da terra, vem
eliminar toda guerra, vem libertar o
teu povo!

0518. O Espírito de Deus

- Salmo 103

Bm

Frei Luiz Turra

Ref.: O Espírito de Deus fará surgir
um povo renovado!

1. Bendizei, ó minha alma, ao Senhor!
Ó meu Deus e meu Senhor, como
sois grande! De majestade e esplen-
dor vos revestis e de luz vos envolveis
como num manto.

2. Quão numerosas, ó Senhor, são
vossas obras, e que sabedoria em
todas elas! Enche-se a terra com as
vossas criaturas. Ó meu Deus e meu
Senhor, como sois grande!

3. Se tirais o seu respiro, elas perecem
e voltam para o pó, de onde vieram.
Enviais o vosso Espírito e renascem,
e da terra toda a face renovais.

0519. Aleluia! Aleluia!
Aleluia!

E

Frei Luiz Turra

Ref.: Aleluia! Aleluia! Aleluia!
O Espírito de Deus torna viva
a palavra do Evangelho!

1. Povo da nova Aliança, nascido do
Espírito Santo, povo de amor e espe-
rança, quer o Evangelho escutar.

2. Gente de boa vontade, acolhe a
palavra de Deus, gente aberta à
verdade, deixa o Espírito agir.

0520. As sementes
que me deste

D

José Acácio Santana

1. As sementes que me deste e que não
eram pra guardar, pus no chão da
minha vida, quis fazer frutificar.

Ref.: Dos meus dons que recebi
pelo Espírito do amor
trago os frutos que colhi
e em tua mesa quero pôr. (bis)

2. Pelos campos deste mundo quero
sempre semear os talentos que me
deste para eu mesmo cultivar.

3. Quanto mais eu for plantando, mais
terei para colher. Quanto mais eu for
colhendo, mais terei a oferecer.

Cantar à Vida Sempre

154

0521. O Espírito é luz
que ilumina

F

Pe. José Freitas Campos

1. O Espírito é luz que ilumina, convoca
e envia a igreja em missão, renova a
esperança e anuncia o dia da festa
de libertação.

Ref.: /:Creio no Espírito Santo, que
renova o homem com a liturgia.
Creio no Espírito Santo, que
mata a fome na eucaristia.:/

2. Ao irmão que faminto ao meu lado,
sedento de paz com fome de amor,
não falte a justa partilha, na mesa do
pobre o pão do Senhor.

3. Ele ajuda a escrever a história. Recri-
ando a vida, faz um mundo novo.
E faz na Igreja a memória de olhos
abertos pra fome do povo.

4. Sua face em mistério se encobre no
fogo, no vento, na água, no pão.
Porém se revela no pobre e se faz
parceiro da libertação.

5. Ele é guia, estrela-caminho que nos
reconduz a Deus, Pai de bondade, e
nos antecipa a vitória, a festa da vida
e da fraternidade.

0522. Vem, Santo Espírito G

José Acácio Santana

Ref.: Vem, Santo Espírito Santo,
consolador! Acende a chama,
do nosso amor!

1. Luz do céu que vem para nos conso-
lar, dom que o Pai mandou para
santificar, claridade santa que vem
nos guiar, força no caminho que
vamos andar.

0523. Maria da confiança G

Frei Fabreti

1. A aurora precede o nascer do sol,
que vem trazer luz e calor pra
semente brotar. Maria, tu és a
aurora, Jesus é o sol, o calor; e o
meu coração é a semente que vai
germinar neste amor.

2. Não deixa o teu povo esperar em vão
um mundo sem ódio e rancor, onde
reina o perdão. Maria do amém, do
aleluia, escuta do povo o clamor, de
teu coração sempre aberto nos man-
de Jesus redentor.

3. Contigo a esperança da paz floriu nos
passos do povo que vês caminhar
neste chão. Maria, tu és a alegria dos
pobres sem voz e sem vez. Plantaste
confiança na gente mostrando o teu
modo de ser.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

155

- CD -
Cantar por ser amado

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Ir. Míria T. Kolling, icm

0524. Nós estamos
aqui reunidos

F

Ref.: Nós estamos aqui reunidos,
como estavam em Jerusalém,
pois só quando vivemos unidos,
é que o Espírito Santo nos vem.
1. Ninguém para esse vento passando;
ninguém vê, e ele sopra onde quer.
Força igual tem o Espírito, quando
faz a Igreja de Cristo crescer.
2. Feita de homens, a Igreja é divina,
pois o Espírito Santo a conduz. Como
um fogo que aquece e ilumina, que é
pureza, que é vida, que é luz.
3. Sua imagem são línguas ardentes,
pois amor é comunicação;
e é preciso que todas as gentes
saibam quanto felizes serão.
4. Quando o Espírito espalma suas gra-
ças, faz dos povos um só coração:
cresce a Igreja, onde todas as raças
um só Deus, um só pai louvarão.

0525. Amor imenso

G

«Apareceu a bondade do nosso salvador»

1. Amor imenso cabe num sorriso, mar
de ternura cabe num olhar. Mas nem
você, nem eu, ninguém diria que
Deus no colo virgem de Maria, põe
numa gruta todo paraíso, da manje-
doura faz sublime altar.
Ref.: Se Deus põe todo o seu amor
divino no coração assim de uma
criança, nas mãos fofinhas
deste pequenino vou pôr meu
ser, vou pôr minha esperança!

2. Imensa dor a lágrima enclausura, já
na semente a flor está no fundo. Mas
nem você, nem eu, ninguém sonha-
va Deus ter por mãe quem quis ser
sua escrava, e uma mulher, com
maternal ternura, suster nos braços
Quem carrega o mundo.

3. Você não vê a brisa suave e mansa;
todo perfume a gente apenas sente:
mas tal idéia, quem de nós a tinha?
Um Deus chamar «mamãe» uma
mocinha... E a gente ver, num rosto
de criança, toda a bondade e amor
do onipotente!

0526. Hino ao bom Jesus C

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Pe. Ximenes Coutinho

1. Bom Jesus de mãos atadas, pode
usar as minhas mãos: Que elas se-
jam empregadas pra ajudar os meus
irmãos.

Ref.: Olha o povo, Senhor,
eu te peço!
É a fé que o reúne e conduz.
E na vida só quer um sucesso:
Quer ser bom
como bom foi Jesus!

2. Bom Jesus, de olhar tão triste, mas
tão cheio de perdão: quem te vê,
logo desiste de ódio ter no coração.

3. Bom Jesus, ferido inteiro, torturado
pelo algoz: a Jesus fere primeiro
quem maltrata algum de nós.

4. Bom Jesus abandonado por um povo,
sem pesar: lutarei contra o pecado,
para nunca te deixar.

5. Bom Jesus, o mundo injusto te casti-
ga e faz sofrer: vamos nós, a todo
custo, a injustiça combater.

Cantar à Vida Sempre

156

0527. Canção do devoto C

1. Vou seguro e feliz pela vida, a espe-
rança reluz no horizonte. É a luz dos
teus olhos, querida, minha Nossa
Senhora da Ponte!

Ref.: Que a cidade te aclame rainha! Te
consagre este povo uma Igreja!
Eu só rezo baixinho que és minha,
minha Nossa Senhora da Ponte!

2. Descobri, quando ainda pequeno, de
alegrias do céu uma fonte: teu sor-
riso de mãe, tão sereno, minha Nos-
sa Senhora da Ponte!

3. Sempre ao ver em teu colo o menino,
- Ó! permite, senhora, que eu conte
- Tenho ciúmes do Filho divino,
minha Nossa Senhora da Ponte!

4. Se eu cair, na peleja tão dura, não
permitas que eu te desaponte, vem
erguer-me, que és mãe e ternura,
minha Nossa Senhora da Ponte!

5. Sendo Mãe, ser irmão tu me faças,
teu amor o egoísmo desmente! Ó!
vem dar-me essa graça das graças,
minha Nossa Senhora da Ponte!

6. Quando, enfim, Deus chamar-me,
esse dia, que o porteiro do céu lá
me aponte; «Vem pro céu quem
no céu já vivia, tanto amou a
Senhora da Ponte!»

0528. «Abri as portas
ao redentor!»

E

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Valdeci Farias

1. Abre, coração, abre em festa,
e deixa entrar o redentor!
Cristo seu perdão nos empresta,
do sangue dele nasce a flor.

Ref.: Mãe! Teu coração faz Deus
ser irmão de quem era pobre
pecador. Um sorriso teu
faz da terra um céu;
vem nos converter ao seu amor!

2. Abre! Abre as portas da Igreja, e
deixa o redentor entrar!
Deus que te perdoa, deseja
que saibas teu irmão perdoar.

3. Abre! Abre o lar que partilhas, e
deixa entrar o redentor! Cristo,
redimiu as famílias e quer o amor
no lar recompor.

4. Abre! Abre as portas da História,
entrar teu redentor farás!
Faze da justiça tua glória,
e o mundo inteiro enfim terá paz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

157

0529. Meu pão,
minha vida!

G

1. Meu pão, minha vida, sem ti não
sei viver. Pois na comida encontro
meu jeito de ser! O trigo, esta
uva, me põem em feliz comunhão
com o sol, vento e chuva, e toda
riqueza do chão!

Ref.: Povo feliz, a Igreja vai, nova
canção a cantar! Tem padre
(bispo) assim, pastor e pai,
pondo este pão sobre o altar!

2. Meu pão da alegria, sem ti não
viverei: Deus que me cria, me diz:
«Ser alegre é a lei!» O céu é só festa,
os santos se alegram com Deus. Este
pão me põe nesta feliz comunhão
com os céus.

3. Meu pão da amizade, sem ti não vou
passar: vida, em verdade, É só ser
amado e amar! Pão que chega à
mesa, unindo centenas de grãos.
Neste altar, com certeza, reúne os
que Deus fez irmãos!

4. Meu pão da esperança, não sei viver
sem ti: Pois na confiança, já temos o
céu por aqui! É só nesta mesa que eu
posso encontrar o vigor de exigir
com firmeza, justiça na paz, com
amor!

5. Pão que ressuscita, ó vem me liber-
tar, vida bendita é vida pra sempre
durar! Pão vivo é semente do céu
bem no meu coração, e me faz me
sentir mais gente, na espera da res-
surreição!

6. Pão que partilha, sem ti meu ser
decai: somos família, chamamos
a Deus nosso Pai! Os bens desta

vida pra todos serão, quer o al-
tar: nada mais nos divida na fé,
no trabalho e no lar!

0530. Diz o presépio

C

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Juan Manuel Serrano Jr.

1. Diz o presépio em segredo
o que Deus é para mim:
um poder que não faz medo
e um amor que não tem fim.

Ref.: Nesta gruta triste e feia,
não há miséria nem dor.
Só é pobre quem odeia,
e é feliz quem tem amor.

2. O silêncio do menino
fala mais do que um sermão:
«É grande ser pequenino
pra viver como irmão.»

3. Na gruta o verbo é calado,
sabe só rir e chorar.
Ele chora o meu pecado,
ri porque vai me salvar.

Cantar à Vida Sempre

158

0531. Hino a Nossa Senhora
de Guadalupe

Gm

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Ir. Míria T. Kolling, icm

1. Maria, mãe e esperança dos simples,
como a criança, do pobre sem vez
nem voz. Vosso sorriso materno é
flor brotando no inverno, de quem
sofre e clama a vós.
Ref.: Em Guadalupe, a Juanito, pedis
um templo bonito, pra receber
quem sofria. Agora esta Igreja é
vossa. Ó vinde, senhora nossa,
/:ser mãe da gente, ó Maria!:/
2. De tanto olhar o oprimido. De tanto
ouvir o gemido das dores que o índio
tem, ficastes, doce senhora, com
jeito e traços agora, de uma indíge-
na também.
3. Ó mãe de rosto moreno. Ó virgem,
mãe do pequeno. Que aqui vem
buscar a luz. Dizei-lhe toda a verda-
de: Que a vossa felicidade sempre
foi amar Jesus!
4. Gravais com flores no manto, a vossa
imagem que tanto queremos grava-
da em nós. Por isso clama este povo:
«Rainha do Mundo Novo, ó fazei-nos
como vós!»
5. Já tendo o templo pedido, ó mãe,
prestai bem ouvido ao que vamos
implorar: «Olhando as casas da gen-
te, fazei Deus ver, mãe clemente,
uma igreja em cada lar!»

0532. Tenho compaixão
do povo

F

Ref.: Eu tenho dó da multidão ao vê-
la: como um rebanho que não
tem pastor, olha meu céu sem
ver nenhuma estrela, vai pela
terra e não descobre a flor!

1. Ai! Quem me dera o teu sorriso
amigo, para eu sorrir à multidão de
novo! Podias bem ficar na cruz, co-
migo, salvando juntos, com amor,
meu povo!
2. Como eu desejo ser o que és agora,
se como eu fui, também tu ser quise-
ras. Então meu sangue derramado
outrora iria abrir-se em novas pri-
maveras!
3. Vem me ajudar! Bem vês que tenho
sede. - Sede aqui dentro do meu
peito em chamas! Ouvindo o povo
que clamando pede: «Vem nos sal-
var, Jesus, porque nos amas!»
4. Vem me ajudar! Me tira do calvário!
Ressuscitar eu quero novamente.
Irás comigo, como um missionário,
contigo irei, amando a minha gente!
Final: Eu tenho dó das multidões!
Ai delas! Mas se comigo seu
pastor tu fores, olhando o céu,
verão milhões de estrelas, e
pela terra irão semeando flores!

0533. Alegres em prece G

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Pe. Ximenes Coutinho

1. Alegres em prece teu povo agradece
teus dons, ó Senhor! E como família,
cantando partilha seu pão, seu amor.
2. Unidos fazemos os dons que traze-
mos, o vinho e o pão. Quem colhe,
quem planta, quem faz e quem can-
ta. É tudo oração.
3. Falou-nos Maria: «És Pai que sacia
famintos de ser e deixas de lado o
rico enfarado que só pensa em ter».
4. Bem vês, nesta mesa Deus quer, com
certeza, a todos saciar. «Ninguém vá
na vida sem pão, sem comida»! Pro-
clama este altar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

159

0534. Só Cristo liberta! Em

1. Viver a fraternidade é como irmãos
anunciar a vida e a liberdade que só
Jesus pode dar.
Ref.: Prisões há de ferro, de seda há
prisões: Às vezes me encerro
num mar de ilusões! A fé me
desperta e entoa a canção:
«Só Cristo liberta de toda prisão!»
2. Sem crime algum ou culpado, no lar ou
lá na prisão, quem foi por Deus batiza-
do sempre será: meu irmão.
3. Dos presos, dos oprimidos, serás o
libertador Jesus - se formos ungidos
pelo teu fraterno amor!
4. Quem faz e quem sofre os crimes vão
ver duas mães a chorar. Vem, Cristo,
que nos redimes, lágrima tanta enxugar!
5. És Mãe também do algemado na fome,
vício ou prisão, ó mãe de um Deus
condenado: faz por nós uma oração!

0535. Na festa da vida! F

L.: Pe. Lúcio Floro - M.: Pe. Lucas

1. Na festa da vida, sem par, Caná põe
a mesa pois não! Na mesa não pode
faltar, nem vinho, nem risos, nem pão!
Maria, que é Mãe, ali vai. Os noivos
têm Mãe em Caná. Jesus quer saber
a hora do Pai, Maria lhe diz: «É já!»
Ref.: Maria, Maria, vem pôr, mãe
querida, Jesus, pão da vida,
na mesa do altar!
Maria, Maria, sem ti não há festa:
Ó vem, fica nesta, pra nada faltar!
2. O vinho já está bem no fim, sem ele
alegria não há: não pode ficar triste
assim a festa do amor em Caná. De
manso Maria correu: E diz a Jesus o
que quer: E o vinho sobrou, a festa
cresceu! Deus fez, só por ti, mulher!
3. Escutem o que Ele disser e façam o
que Ele mandar. Assim esta santa
mulher ensina a palavra escutar.

Nas talhas a água se faz um vinho
que espanta os hebreus: assim sem-
pre têm união, festa e paz o povo que
escuta a Deus.
4. Maria em Caná revelou Jesus e que
veio e quem é e a fé, esta Mãe
revelou em Pedro, Tiago e André.
Seus filhos em torno do altar, ó
mãe, te rezamos assim: «Ajuda-
me a crer! Ensina-me a amar!» E
a festa será sem fim!
5. Deus vem para a festa do amor, põe
vinho na mesa e nos diz: «Deus quer
ver você, sim senhor, no céu e na
terra feliz!» Aqui Deus reparte seu
pão e a gente aprendendo então vai:
partilha o que tem e canta o refrão:
«Só quem quer o irmão, tem Pai!»

0536. A vida é missão

F

1. Vai por esse mundo afora, reparte
com quem chora tua paz e tua luz!
Assim cantando, vai revelando que
amar é a força que te conduz. Vai!
Quem tem minha esperança cami-
nha e não se cansa, já está aonde
vai! Ama: Que assim teus passos
dados são salmos entoados em lou-
vor de nosso Pai.
Ref.: Senhor, eu vou, sim. E não vou
só eu... Sinto pulsar teu coração
no meu. Vou tão feliz, sim.
Cantando vou eu... Pois sei que
amar é construir o céu.
2. Vai! Não temas, o caminho, teu
sangue, em cada espinho, tem
cheiro de flor! Seja a justiça a tua
missa: Que salva o mundo, honra o
Senhor! Vai! Só prega bem quem
faz! Quem vive, reza mais, pois foi
assim que eu fiz! Ama: Pois quem
caminha amando, já está profeti-
zando mundo novo e mais feliz!

Cantar à Vida Sempre

160

- CD - Graças, Senhor

Irmã Míria Terezinha Kolling, icm

0537. Graças, Senhor!
-
Salmo 103 e 102 G

Ref.: Graças, meu Deus, te rendo
graças, por esta vida, graças.
Por teu amor dou graças,
graças! Graças, meu Deus,
te rendo graças. Por tua bonda-
de, graças, te rendo graças mil!

1. Graças pela tua bondade! Graças
pela luz - teu amor! Estrelas mil nos
céus, muito mais bens em ti: Tu nos
sacias, renovas o viver.

2. Graças, porque somos teus filhos.
Graças, porque és nosso Pai. Pie-
dade e compaixão, ó Deus, teu
coração, és Providência, nos tens
em tua mão.

3. Graças pela vida e a morte. Graças
pelo canto e a dor. Bendize ao Se-
nhor, minh’alma, povo meu: A ele a
glória, a honra e o louvor!

0538. Nossos passos,
Senhor

G

1. Quando comecei a andar teus
passos, eu jamais imaginava
seguir por tais caminhos.
Aos poucos nosso amor criou
seus laços, seduziste-me, Senhor,
me encheste de carinhos.
A vida dentro em mim ganhou
sentido. Vazio foi preenchido por
teu profundo amor.
E aos poucos o meu ser
tu modelaste, tua vontade
me mostraste, fizeste-me feliz.

2. Hoje és abrigo e segurança, o meu
único tesouro, a música da vida!
Contigo, o meu coração se lança
impelido pelo Amor Primeiro e sem
medida. E juntos nós fazemos a
aventura: andar sempre à procura
de mares mais além, atentos à mis-
são que o Pai confia: construir a cada
dia o reino de irmãos.
3. Toma minhas mãos por entre as
tuas, me sustenta pela estrada que
devo andar ainda. Te peço que esta
obra tu concluas e o amor que a
começou será meu céu - morada!

0539. Magnificat

- Lucas 1,46-55

F

Ref.: O meu ser inteiro glorifica o Se-
nhor. Exulta meu Espírito em Deus,
meu Salvador. Exulta meu Espíri-
to em Deus, meu Salvador!

1. Grandes coisas fez em mim o Pode-
roso. E santo é seu nome, fiel o seu
amor! Sua bondade permanece para
sempre sobre os que a Ele temem: É
este o nosso Deus!
2. Ele mostra o seu poder, a sua força.
Dispersa os soberbos, os grandes
dobra ao chão. E eleva ao céu os
pequeninos, os humildes, que a Ele
se confiam: é este o nosso Deus!
3. Dá fartura de seus bens aos que têm
fome. Os ricos manda embora, vazi-
as suas mãos. Acolhe aqueles que o
servem, seus amigos, fiel à sua pro-
messa: é este o nosso Deus!
4. Demos glória ao nosso Deus onipo-
tente, por suas maravilhas, por seu
eterno amor! Bendito seja quem as-
sim ama o povo, nos dá a vida, a
graça: é este o nosso Deus!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

161

0540. A força da eucaristia G
- 1Rs 19,4-8; Jo 6,41-51

1. Quando te domina o cansaço, e já
não puderes dar um passo. Quando
o bem ao mal ceder e tua vida não
quiser ver um novo amanhecer:
Ref.: Levanta-te e come! (bis)
Que o caminho é longo, cami-
nho longo! Eu sou teu alimento,
ó caminheiro. Eu sou o pão da
vida verdadeiro! Te faço cami-
nhar, vale e monte atravessar,
pela Eucaristia, eucaristia!
2. Quando te perderes no deserto, e a
morte então sentires perto, sem mais
forças p’ra subir, sem coragem de
assumir o que Deus de ti pedir:
3. Quando a dor, o medo a incerteza,
tentam apagar tua chama acesa e
tirar do coração a alegria e a paixão
de lutar não ser em vão:
4. Quando não achares o caminho,
triste e abatido, vais sozinho, o olhar
sem brilho e luz, sob o peso de tua
cruz, que a lugar nenhum conduz:
5. Quando a voz do anjo então ouvires
e o coração de Deus sentires te
acordando para o amor, renovando o
teu vigor, água e pão - o bem maior:

0541. Contigo, Senhor!
-
Salmo 26

A

Ref.: Contigo, Senhor. Contigo,
Senhor. Contigo, Senhor, não
tenho medo. És minha fortaleza,
és sombra e proteção: Contigo,
Senhor, não tenho medo!
1. Montanhas atravesso, estrelas eu
alcanço e desço aos abismos, conti-
go, Senhor! A noite é como o dia, o
mal não me atinge, seguro é o cami-
nho da justiça e do amor: Contigo,
Senhor! Contigo, Senhor!

2. Enfrento os inimigos e venço as
batalhas, sou forte na fraqueza, con-
tigo, Senhor! Na luta és meu sus-
tento, na dor o meu socorro. Se
estás sempre ao meu lado, não
vacila o coração: Contigo, Se-
nhor! Contigo, Senhor!
3. Eu peço apenas isto: Ó Deus, não me
abandones. Feliz serei somente con-
tigo, Senhor! Procuro a tua face, ó
luz da minha vida! Te sigo confiante,
apoiado em tua mão: Contigo, Se-
nhor! Contigo, Senhor!

0542. Oração sacerdotal
-
João 17

Am - C

1. Pai, eis chegada a hora, glorifica
agora o teu filho, no amor! Pai,
terminei tua obra: Tudo eu devolvo a
ti. Sim, só busquei a tua glória, teu
nome revelei aos meus. Pai, eu lhes
dei a vida eterna: Vida que és tu,
único Deus! Tua Palavra eu lhes
ensinei e eles creram que sou teu
e és meu.
2. Pai, pelos meus te peço: É meu
sangue o preço do amor que lhes
dei. Pai, pelo mundo eu não rogo,
mas pelos que nele estão. Eles são
teus, os que me deste: Eu os santi-
fiquei no amor. Pai, não estou mais
neste mundo, volto para ti, de onde
saí. Rogo por eles, p’ra que sejam
um, como nós, e tenham minha paz!
3. Pai, façam tua vontade, vivam a
unidade e alegria terão. Pai, tam-
bém rogo por todos que por eles hão
de crer. Onde eu estou, quero que
estejam, p’ra minha glória contem-
plar. Pai, tu és em mim, e eu sou
neles: Fiz-lhes conhecer o teu amor.
Como me amaste eu sempre amarei
quem na fé te acolheu, ó Pai!

Cantar à Vida Sempre

162

0543. Eu te seguirei

G

- Mt 8,18-22; Jo 31,15-23

Ref.: Eu te seguirei, eu te seguirei!
Sabes, Senhor que sou fraco
e sem ti, nada posso e nem
quero fazer. Mas sabes também
que te amo e por onde tu fores,
irei. Senhor, te seguirei!
Senhor, te seguirei!
1. Vem, serás meu missionário, serei o
teu salário e te sustentarei. Mas
sabe: as raposas têm suas tocas, as
aves, os seus ninhos, veste rica tem
a flor. E o Filho do Homem não tem
onde reclinar sua cabeça, porém te
faço livre, mais rico e feliz.
2. Vem, serás o meu amigo, eu estarei
contigo, tua paz garantirei. Mas sabe:
não irás por onde queres e sim, tu
deixarás te conduzir por minha mão.
Comigo na cruz darás tua vida, em
favor de todo o povo. Porém te faço
livre mais rico e feliz.

0544. Cada vez que
eu me lembro

Em
-
Fl 1,3-14; 1Cor 9,16-27

Ref.: Cada vez que eu me lembro de
vocês em minha vida, sinto ale-
gria, sinto alegria. E ao meu Deus
eu rendo graças, por vocês eu
rendo graças. O meu coração se
enche de ternura e vivo amor,
cada vez que eu me lembro!
1. É o Cristo que anunciamos, é por
ele que lutamos! Morto em nós o
homem velho, servos somos do
Evangelho: É Jesus, sua cruz, gló-
ria para nós. Temos alvo e rumo
certo: Cristo cada vez mais perto!
A ele glória e louvor!

2. Dores, lutas e alegrias dão sentido
aos nossos dias. Quem sustenta a
nossa obra, é de graça e nada cobra:
só amar, semear, sem olhar p'ra
trás. Procurando o que é perfeito,
canta a vida em nosso peito: A ele
glória e louvor!

0545. Por que eu canto? G

1. Por que eu canto? Por que eu canto?
Por quê? Por quê? Por quê? Porque
Deus pôs em meu peito um tesou-
ro, em meu peito um tesouro de
harmonia. Cantarei os céus, canta-
rei a Deus, cantarei a Deus. (bis)
Porque Deus assim o quer. Por
isso eu canto, por isso eu canto,
canto, canto, canto!

0546. Anjo de Deus

Am

- Êxodo 23,20-23

1. Mandarei um anjo à tua frente, p’ra
que te oriente, guarde o coração. Ele
não te deixará sozinho, te abrirá
caminho, e teus pés jamais vacila-
rão. Ouve a sua voz, dá-lhe atenção,
pede a sua ajuda e proteção. Meu
nome ele traz, mensageiro lá dos
céus. Feliz tu serás, seguindo os
passos seus.

Ref.: Ô, ô, ô... Anjos do Senhor,
cantai, louvai a Deus!
2. Sê também um anjo mensageiro
deste amor primeiro que te vem de
mim. Mostra aos homens: «Eis o
Deus-ternura, que os males cura!»
Foi para salvar que ao mundo vim.
Faze o bem e serve sem cessar,
estarei contigo, a te animar. O
amor te dirá como podes tu ser
dom. Na terra serás do céu um
anjo bom!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

163

0547. Cantarei para sempre
o amor de Javé
-
Salmo 88;117

G

Ref.: Cantarei a bondade, o amor de
Javé. Eu não morrerei,
viverei para sempre. Co’alegria
vivendo assim minha fé,
bendiz a minh’alma ao Senhor!

1. Dai graças a Deus, todos vós, filhos
seus! É ele p’ra nós rocha, paz,
salvação. Dai graças a Deus, ó terra e
céus: Prodígios por nós fez sua mão!

2. Melhor é contar com a força de Deus
do que confiar no humano poder. É
Ele a luz que o povo conduz à festa da
vida e do amor!

3. Feliz é o povo que sabe aclamar e
cantos de amor a Javé entoar. Ja-
mais morrerei, mas sim, viverei, p’ra
sua grandeza anunciar!

0548. Alegrai-vos
em Deus

D

- 1Tes 5,16; Fil 3,1; Sl 2;
Zac 3,9; Sof 3,16-18.

1. «Eu vos digo: alegrai-vos em Deus!»
Tem o cristão um coração sempre
alegre e feliz. Só quem sabe sorrir
sabe servir e acolher o irmão!

Ref.: Vida, vida! Somos filhos da luz!
Nossa missão: fazer comunhão,
ser peregrino do amor!
Sempre esperar e sempre a
buscar o rosto alegre de Deus!

2. «Deus habita no meio de ti, te enche
de paz, festa se faz, é alegria e
amor!» E tu, ama também, faze o
bem, sê o sorriso de Deus!

- CD -
É assim que Deus existe

Grupo Quærite

0549. Uma canção
de alegria

E

Pe. Jorge Trevisol

1. Arde em meu peito a melodia do
amor: uma canção de alegria; grita
bem alto, canta forte e feliz meu
coração, minha vida. /:Raios de sol,
fachos de luz e um aleluia de todos:/
Hei João! Você entendeu quanto Deus
lhe queria. Ele é Pai, ternura e paz:
jamais nos abandonaria.

2. I feel in my heart, a nice melody,
moment of true paradise. I walk to
the sun and I go to meet him even
with tears in my eyes /:near to me,
back in my life I can find traces of
heaven:/ God is love. He is not a
dream, we are full of his riches. He
knows who we are and shows the
way. Let us sing a song of his
tenderness.

3. Canto alabanzas a Dios, mi Señor, el
creador de la vida; ama los pobres,
los pequeños también, jamás de
nosotros se olvida. /:Vamos a El con
nuestra voz. Cantemos todos uni-
dos.:/ Tu Signore sei con noi, Tu ci
hai dato Giovanni. Lui é la certezza
che /:ci sarai con noi anche domani.:/

Cantar à Vida Sempre

164

0550. É assim que
Deus existe

E

João Luiz Gomes de Souza e Ivanor Colombo

1. Será que não existem mais motivos
pra sonhar? Por quê? Será que é tão
preciso perguntar pra saber se exis-
te alguma coisa mais além que nos
faça compreender! Tão certo como
o sol que nasce lá nos montes, como
a brisa matutina que molha minha
fronte. /:Água cristalina vinda lá da
fonte, Calábria nos ensina que Deus
é o horizonte.:/

2. Eu sei, deixar-se envolver não é
perder. Talvez nem todos poderão
compreender, mas bem sei, a histó-
ria que se faz com muito amor vai um
dia florescer. Tão certo como as
aves em busca do alimento. As flores
têm suas roupas, os homens, senti-
mentos. Assim foi no princípio, pri-
meiro fundamento, de pequena fez-
se grande por causa dos pequenos.
Oculta pra ciência, tão clara para os
simples, assim é a Providência: é
assim que Deus existe.

0551. Siervo de Dios

G

Silvia Leguizamón

1. Lo llamaste Señor y él te supo escuchar
y entregó toda su vida para los
demás. En los pequeños vió el rostro
del Señor y como a un gran tesoro
siempre los cuidó. Y tan grande fue
su amor y su confianza que la Provi-
dencia lo ayudó, el Reino de Dios
buscaba siempre y lo necesario no
faltó. Porque el mundo se aleja mas
de Cristo, hay que encender el fuego
de la fe, practicando lo que procla-

mamos, evangelios vivos hay que
ser. Y dijo, si! Señor, aqui estoy!

2. Lo llamaste Señor y él te supo escuchar
y entregó toda su vida para los
demás. En los pequeños vió el rostro
del Señor y como a un gran tesoro
siempre los cuidó. Mostró serenidad
en las pruebas sin angustiarse en la
dificultad, sus raíces estan en el
cielo, el Evangelio la fuerza le dá. Y
tan grande fue su amor y su confianza
que la Providencia lo ayudó. El Reino
de Dios buscaba siempre y lo
necesario no faltó. Y dijo, si! Señor,
aqui estoy! Porque siervo tuyo soy.

0552. Evangelhos vivos E

Osvaldo de Oliveira

1. Não seja somente escrito: buscai em
primeiro lugar o Reino de Deus, sua
justiça, e o resto Deus proverá.
Ref.: Sejamos Evangelhos vivos,
Evangelhos vivos.
Viver o amor que Deus tem
por nós a serviço do irmão. (4x)
2. O homem procura caminho,
buscando o farol que conduz.
Pra ele não andar sozinho,
mostremos o brilho da luz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

165

0553. O amor do Pai

E

Pe. Júlio Gotardo

1. Vede as flores pelos campos, vede as
aves pelo céu, de tudo isso eu cuido
com carinho. Quanto mais de vocês,
minha obra primordial, eu vos trato
sempre com amor.
Ref.: O Pai nos ama mais que as flores.
O Pai nos ama mais que as aves.
O Pai mandou seu próprio Filho
pra mostrar o seu amor. (bis)
2. Vede só vossos cabelos, eu os
conto um por um; me preocupo
com aquilo que vos falta. Eu vos
quero mais que o sol, eu vos
quero mais que a flor. Meus filhi-
nhos, eu morri por vosso amor.
3. Eu vos quero todos juntos, comun-
gando no amor. Eu vos quero rode-
ando o meu altar. Amai-vos, pois,
uns aos outros, ouvi-me sempre,
meus filhinhos; caminhai unidos
como irmãos e irmãs.
4. Buscai sempre o meu reino, da ma-
nhã até a noite, seguindo sempre a
vontade do Pai. Deixai o resto por
minha conta, o que comer, o que
vestir. Vós o tereis, com certeza,
sem preocupar-vos.
5. Vosso lugar está prontinho, prepara-
do por meu Filho; pois eu vos quero
juntos todos e todas. O meu banque-
te está esperando os convidados,
amigos e amigas; vinde todos, de
mãos dadas, bem depressa.

0554. Dimmi, chi sei tu

G

Pe. Jorge Trevisol

1. Ricordo in quel giorno al mare assime
con i miei a pescar. Ti vedo arrivare
da noi, ma che cosa vuoi? Io non so
chi sei. Mi lascio a fissare da Te, mi

guardi, ma che cosa c’è? Io non ti
conosco e mi ami, seguirti, mi chiami,
che vuoi Tu da me?
Ref.: Dimmi chi sei Tu, signore.
Dimmi chi sei.
Da dove vieni Tu? Come mai
mi conosci e mi ami cosi? (bis)
2. Non riesco a capire il perché, ma so
che mi ami assi. Lasciare il mare, gli
amici, e soltanto seguirti mi costa e
lo sai. Ti voglio conoscere, si.
Andiamo, o portami Tu. Il mare che
Tu mi proponi, è diverso, e il tuo
nome ancora di più. Mi inviti a stare
con te. Amicie gli hai anche Tu. Mi
trovo parlando con loro lo stesso
lenguaggio che parli con me. Permetti
che anch’io ti chiami: Signore, il
Cristo di Dio. É bello per noi stare qui,
amare così, morire con te.
Final: Io Ti seguirò Signore, ti seguirò.
Da chi andremo noi? Hai parole di
vita. Credo solo in te.

0555. Deus, amor infinito D

Pe. Jorge Trevisol

1. Vê, levanta teus olhos, contempla as
estrelas, a terra, o mar e o céu. Vê,
nas cores e flores, no canto das
aves, no rosto de quem sabe amar.
Deus, amor infinito, enche o univer-
so de força, de luz, de amor e de paz.
E eu sei, o amor é eterno, ele está
perto e sozinho a ninguém vai dei-
xar. Jamais deixaria.
2. Vê, levanta teus olhos, contempla
esta gente, o rosto do irmão a sofrer.
Vê, o olhar abatido, o triste sorriso e
até o coração a doer. Deus, amor
infinito, ouve o seu grito clamando
justiça e libertação. E eu sei, viver é
bem isso: amar com meu jeito, levar
no meu peito a missão que eu ga-
nhei. Jamais fugiria.

Cantar à Vida Sempre

166

0556. Igual que vos

E

L.: Pe. José Luís Roldán - M.: Hno. Hugo Alberto Arce

1. Cuando veo un niño que anda solo,
yendo triste hacia ningún lugar,
recuerdo aquel pequeño mendigo
que una noche Dios le puso a Juan. El
siervo de Dios descubrió a Cristo, en
ese pequeño que encontró, lo llevó a
su casa lentamente, compartió su
cena y lo cuidó. Que hermoso Juan,
siervo de Dios, quiero ser como eras
vos. Que hermoso Juan, sabias vivir
el evangelio hasta morir. Y desde
esa noche ya hace tiempo, nunca un
solo Cristo descuidó, hoy son muchos
los hombres que viendo como Juan
vivió, brindan amor. Fueron muchos
esos beneficios, que la Providencia
envió. Juan con fe y con muchas
oraciones, mandó obreros al campo
de Dios. Que hermoso Juan, siervo
de Dios, quiero trabajar en la mies
buscar siempre el Reino de Dios y lo
demás, vendrá despues.

0557. Contempla
o amor de Deus

F

Osvaldo de Oliveira

1. Olha pras flores do campo, vê como
são belas. Deus é amor! Por ter
criado as flores na face da terra.
Deus é amor! Nem Salomão se ves-
tiu como uma delas. Deus é amor!
Repara como Deus não deixa o que
um dia criou. Deus é amor!

Ref.: Contempla o amor de Deus que
criou as flores do campo e as aves
do céu; o Senhor jamais abando-
na o que é seu. Se Deus veste
assim as flores do campo e ali-

menta as aves que voam no céu,
muito mais amor pelos homens,
filhos seus. Deus é amor.

2. Deus é amor! Olha pras aves do
céu, não colhem nem ceifam. Deus
é amor! Porque alimenta as aves
na hora certa. Deus é amor! Não
te preocupes, portanto, com teu
alimento. Deus é amor! Deus Pai
te ama e ajuda a todo momento.
Deus é amor!

0558. Lá onde
ninguém vai

E

Pe. Jorge Trevisol

Ref.: Ir lá onde ninguém vai,
disposto a se perder, pra levar
um sonho e paz. Sim! É ali que
Deus está esperando alguém
que vá anunciar o seu amor.

1. Não temer o solidão que faz desejar
o infinito. Acolher aquela dor que
traz a certeza de um sentido. Mergu-
lhar na pequenez do amor e deixar-
se envolver por Deus. É o que mais
pode querer um filho seu. /:É o amor
quem vai dizer o valor que a vida
tem, coração quem vai poder sentir
o prazer de amar alguém.:/

2. Onde não existe nada mais do que
a dor e a incerteza. Onde a vida
não importa mais, onde pão não
há na mesa, que uma voz se faça
ouvir ali. Que uma luz possa bri-
lhar também. E que um coração
se faça bem sentir. /:Onde não
existe luz as estrelas vão brilhar.
Onde as flores não perfumam
mais é o amor quem vai vingar.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

167

0559. Prece universal
a Maria

A - Bb

Pe. Jorge Trevisol

1. Ave Maria donzela, presente que à
terra Deus Pai prometeu. Virgem,
menina bonita, que ao céu glorifica o
Filho de Deus. Ouve do povo a prece,
que nunca te esquece no amanhe-
cer. Todos te louvam unidos, de
olhos erguidos no anoitecer. Ouve as
mães que perderam seus filhos na
guerra e estão a chorar, e aqueles
irmãos perseguidos, que são oprimi-
dos e não têm um lar. Oh! vem
consolar. Oh! Vem ajudar. Oh! Vem
ensinar, Maria, vem! Maria, vem!

2. Ave, Maria do tempo, que em teu
silêncio nos faz pensar. Olha os teus
pequeninos que cantam seus hinos
pra te venerar. Ora ao Pai pelos
homens, que morrem de fome na
rua, no chão. Pede ao Cristo, teu
Filho, pra quem no exílio espera
perdão. Mostra a todo universo que
o rumo mais certo é a gente se amar.
Que a luta, o ódio e a guerra trans-
formam a terra num triste lugar.
Oh! Dai-nos a paz. Oh! Vem libertar.
Oh! Vem nos salvar, Maria, vem!
Maria, vem!

0560. Evangelios
vivientes

A

Silvia Leguizamón

1. Las flores que están en el campo, las
aves que están en el cielo, no tienen
nadie que las cuide y sin embargo
siguen viviendo. Confía en la Provi-
dencia y ella te ayudará, /:y al final,
al final, cerca de Dios estarás.:/

Ref.: Seamos evangelios vivientes
para toda la humanidad,
busquemos el reino de Dios
y nada nos faltará. (bis)

2. Busquemos las almas cansadas,
busquemos las almas perdidas,
acerquémoslas a Cristo, por medio
de nuestra vida. No busquemos re-
compensas que el hombre nos pueda
dar, /:porque la riqueza más grande
sólo en Dios la encontrarás.:/

0561. Giovanni dei poveri

Pe. Jorge Trevisol

1. Cantano tutte le cose questo è un
giorno per tutti. Dio ci ha dato
Giovanni, una stella nel cielo, una
luce quaggiù. Canta il creato e la
gente. Canti li gioia immensa. A Dio
piace tanto la vita. Ha un amore di
Padre per i poveri suoi.

Ref.: Canta Giovanni dei poveri, canta
che il mondo ti ascolterá. Dio che
ha fatto la pioggia, il sole, il mare.
É anche nostro Papà. (bis)

2. Sento che sei qui vicino. Cantoe canti
con me. Parli nel viso di tanti, nella
debole vita che ti cerca in me. Scacci
le nostre paure, ogni momento è
intenso. Vivere adesso nel tempo è
sentire che sei tutta un’eternità.

Final: Perché hai vissuto tu. Perché ci
hai detto tu. Così vivremo noi
assieme a te! Mai senza di te.

Cantar à Vida Sempre

168

0562. Deus é Pai
providente

F

Osvaldo de Oliveira

1. O vento que balança a erva do cam-
po, o voar das aves com seus belos
cantos, o sol que lentamente vai
aparecendo é prova suficiente: Deus
é Pai providente!
Ref.: Buscai em primeiro o reino de
Deus, sua justiça, que acrescen-
tado todo o resto vos será. (bis)
[2. A água cristalina que corre da fonte,
o lindo arco-íris que surge no hori-
zonte, o grilo que anuncia o fim de
mais um dia é prova suficiente: Deus
é Pai providente!]
3. As flores com mil cores não tecem e
nem fiam, as aves do céu não co-
lhem e nem ceifam, o Pai celestial as
cuida com carinho, é prova suficien-
te: Deus é Pai providente!
4. Se Deus veste as flores e as aves
alimenta, não vos preocupeis com
a comida e a roupa, terá bem
mais amor por aqueles que são
seus, é prova suficiente: Deus é
Pai providente!
5. Aquele que trabalha pra ver mundo
melhor, e sabe repartir os seus bens
com quem precisa, e quando a par-
tilha supera o egoísmo é prova sufi-
ciente: Deus é Pai providente!

0563. Certezza

G - A

Simone Sanavio

1. É stato come volare su quelle pagine
ingiallite per cercare se vi fosse mai
una parola detta per me. La certezza
che Dio era li e mi guidava con amore
leggendo tutta la notte quella chiave
che rivela Dio.

Ref.: Cercate, cercate il suo regno.
Cercate, cercate l’amore.
Non temete per il domani,
Dio non vi abbandona!
2. Non vedete che le rondini si
rincorrono in alto. In alto non
preparano la semina, no raccolgono
nei granai. Eppure il Padre li nutre e
li fa volare in cielo.
3. Guardate poi l’erba del campo, i
fiori pieni di colore, senza usare
ago e filo son vestiti meglio di un
re. Infatti il Padre li veste e non
farà di più per voi?

0564. Amor universal

C

Pe. Júlio Gotardo

1. Vamos pelas ruas, com os excluídos,
andando de mãos dadas até o meu
altar, pois o meu amor não faz distin-
ção de classe nem de cor, todos são
irmãos. Eu os deixei com toda liber-
dade, vocês a desprezaram, vive-
ram só pra si.
Ref.: /:Meu amor existe para todos, Eu
os quero vivendo como Irmãos.:/
2. Olhem pelo mundo, quantos so-
frem fome, quantos nunca viram
um livro à sua frente. Olhem pro
outro lado, quantos prisioneiros
que não me conhecem e vivem
sem amor. Isto só por falta de
gente que se entregue, construa
sua vida, vivendo só de amor.
3. Podem ficar certos que a minha
recompensa será sem medida pra
quem viver de amor. Não vai lhes
faltar nada na mesa, no trabalho,
nas lutas mais difíceis terão o seu
Senhor. Vivam como irmãos, lu-
tem pela paz, lutem pelo amor,
que junto eu estarei.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

169

0565. Amare solo te

E

Pe. Jorge Trevisol

1. Dentro me c’è una forza, una vita e
una canzone per te. Tu mi hai fatto
così come sono, mi hai chiamato dal
niente. Quando ancora non ti
conoscevo e il tuo nome neanche
sapevo, eri già dentro me, o Signore,
eri già dentro me. Nel mio cuore è
nata una spinta di voler diventare
quello che hai pensato per me fino
dai primi tempi. Mi hai creato con
sete di te, con questa voglia di felicità,
un desiderio che solo finisce quando
mi perdo nella tua libertà.
Ref.: Vivere per te, amare solo te
è la gioia che mi dai e mi
accompagnerai. E io ti ascolterò
se tu mi parlerai. Un altro amor
non ho e questo già lo sai. (bis)
Final: Progetti non ne ho. Un altro
amore, no! E Tu mi guiderai,
e io ti seguirò! E io ti ascolterò!
E io ti annunzierò!

CD - Ele te chama -

Grupo Quærite

0566. Eu creio
na semente

B

Osmar Coppi

Intr.: Eu creio sim! (3x)
Ref.: Eu creio na semente, lançada
na terra na vida da gente.
Eu creio no amor. (bis)
1. No canto sonoro da ave que voa, a
liberdade é um grito, bem alto res-
soa. No jovem que luta a espe-
rança se faz. A semente que nas-
ce é vitória da paz.

2. Na voz dos pequenos reunidos em
prece. No serviço e louvor vida nova
acontece. Na força do povo um novo
dia já brilha. Na mesa de todos, eis
o pão da partilha.

3. Nas mãos que semeiam o sonho de
Deus. Na terra de todos, presente do
céu. Renasce a alegria no rosto do
povo, com certeza veremos um mun-
do mais novo.

0567. Olhares que
se encontram

B

Jorge Trevisol

1. No teu jeito de menina, no teu modo
de sonhar há uma luz que não se
apaga, há um segredo em teu olhar
e me encanta a tua vida, o teu jeito
de viver que me ponho, assim, Ma-
ria, a pensar no que seria não poder
te conhecer.

Ref.: Se eu te sigo, eu te encontro
nas fileiras, mas se eu paro,
logo fico a imaginar o olhar de
Deus amigo contemplando teu
olhar. Ele quis sonhar contigo,
tu soubeste acreditar. (bis)

2. O teu jeito assim materno,
teu olhar e proteção, teu carinho
pela vida faz tão bem ao coração e
nas horas
mais sombrias,
no teu jeito
de sofrer,
eu encontro
em ti, Maria,
no mistério
da agonia, um sentido pra viver.

Cantar à Vida Sempre

170

0568. O meu rosto

E

Jorge Trevisol e Gustavo Balbinot

1. Nascido do amor de Deus, da ternura
do seu coração, cultivado no jardim
do céu, transplantado pra morar aqui
no meio desta multidão, tenho um
rosto que é somente meu e o meu
jeito de gostar da vida é uma luz que
no meu rosto brilha e a certeza de
que eu sou de Deus.

Ref.: Por isso eu canto esse amor
que me fez, que me fez ser
assim tão feliz por seguir
os teus caminhos
e vou falar do que sei,
do que sou e vou amar,
teu amor me mandou
não vou sozinho.
Comigo vai,
vai comigo a tua paz.

0569. O Pai nos ama

B

Julio Gotardo

Ref.: O Pai nos ama, agora eu sei.
Chegou, portanto, a minha vez.
/:Meu Deus é Pai, é amor,
é irmão. Eu vou viver
a minha vocação.:/

1. Eu vou amar os pobres porque o Pai
nos ama. Eu vou me converter por-
que o pai nos ama. Vou ser mais
irmão porque o Pai nos ama. Viver a
comunhão porque o Pai nos ama.

2. Vou doar a minha vida porque o Pai
nos ama. Ser um evangelho vivo
porque o Pai nos ama. Na humildade
vou servir porque o Pai nos ama.
Confiando em seu amor porque o Pai
nos ama.

3. Vou ser santo e lutar porque o Pai nos
ama. Com meu canto vou amar por-
que o Pai nos ama. Ver no mundo a
minha paz porque o Pai nos ama.
Com meu povo caminhar porque o
Pai nos ama.

0570. Livres para amar B

Jorge Trevisol - Gustavo Balbinot

1. Tu nos fizeste assim, filhos do teu
coração. Mais do que pássaros li-
vres, mais livres nós somos quando
entre tuas mãos. Bem mais que as
flores do campo, maior é o encanto
do amor que Tu tens.

Ref.: Eis que eu vou proclamar tua
vida! Sim, eu vou anunciar teu
amor. Livre pra poder amar.
Feliz por querer te anunciar.
Pronto para escutar quando tua
voz me falar. (bis)

2. Mas muitas vezes o amor ferido e
preso ficou. Por medo ou por incer-
teza perdeu-se a beleza e o brilho do
olhar. No rosto da humanidade estam-
pou-se a saudade do afeto e do lar.

3. Eis que o amor é Jesus! Ele é o
libertador. Nele não há mais cadei-
as, sua vida semeia esperança e
vigor. Nele a humanidade encontra a
verdade e recobra o esplendor.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

171

0571. Espírito de Deus E

Osmar Coppi

Ref.: Espírito de Deus vem iluminar
o nosso viver
e o nosso caminhar. (3x)
1. Desde o começo presente Tu estás
como um oleiro a vida a modelar,
orientando o povo no caminho do
deserto, a terra prometida na espe-
rança conquistar.
2. Teu suave apelo Maria acolheu. Mis-
tério do Deus vivo na terra apareceu.
No encontro dos pequenos sorri o
coração. No Pai e no Espírito Jesus é
nosso irmão.
3. Os passos de Jesus tua unção vem
confirmar Boa Nova para os pobres,
oprimidos libertar. No convívio dos
irmãos Tu és a comunhão na paz e
na partilha, linguagem do amor.
4. Teu Espírito, Senhor, plenifica o nos-
so ser, nos torna corajosos e felizes
na missão. No rosto das culturas a
vida faz brilhar com o povo solidário
a festa celebrar.

0572. É o Senhor
que chama

C

Neylon de Souza Barbosa e Osmar Coppi

1. No olhar do ancião abandonado, no
rosto do pequeno e oprimido, na
fome do operário sem emprego eu
te vejo, meu Senhor, tão excluído.
Ref.: É o Senhor que chama, também
me ama, Ele me convida a doar
a própria vida. (bis)
2. Na mulher que gerou e é condenada,
no doente que padece sem amor, na
angústia e na miséria deste povo,
nele vejo o teu rosto, ó meu Senhor.

3. Aceito caminhar sempre ao teu lado.
Me convidas a tomar uma atitude. É
nobre a missão que me confias:
anunciar a tua vida em plenitude.

0573. Senhor, que queres
de mim?

B

Jorge Trevisol e Osmar Coppi

1. Como nasce o dia e vai cair no
entardecer, como saem as aves
pra seu ninho construir, como a
natureza tem seu tempo, cor e
flor força da semente, muito amor,
é assim que o povo vai fazendo
acontecer este mundo novo que
as crianças hão de ver, sem te-
mer o mal, a esperança irá surgir
/:nova humanidade a se fazer.:/
Ref.: /:Dar as mãos e construir
passo a passo, caminhar.
O que queres tu de mim?
Eis-me aqui, ó meu Senhor!:/
2. São tantos projetos impedindo
o acontecer deste novo Reino
de justiça e de paz, mas é bem
maior a nossa força em mutirão
nosso Deus é da libertação. Jo-
vens operários, lavradores e
peões, os desempregados, des-
terrados deste chão, homens e
mulheres, esta imensa multidão
/:é fermento de transformação.:/
3. A tua palavra nos ensina o que é
melhor. Ilumina a vida do teu povo
que tem fé. É projeto novo de igual-
dade e comunhão construir na parti-
cipação. Ela nos envolve e nos
convida a pertencer. Nela toda a
gente vai saber o que fazer. Neste
mundo novo, nesta terra, neste céu
/:vamos bendizer o que é de Deus.:/

Cantar à Vida Sempre

172

0574. Eu, chamado

F

Jorge Trevisol e Osmar Coppi

1. Eu, criança a brincar feliz no berço do
amor /:meu nome pronunciar ouvi
da voz do Senhor.:/ Eu, no meu
questionar ouvi a voz do Senhor
/:chamando pra libertar seu povo
imenso na dor.:/

Ref.: Semear a paz, cantar o amor,
viver a vida, crer na esperança
de um mundo bem melhor,
apostar no sonho da igualdade
e da justiça: eis minha resposta
ao Senhor. (bis)

2. Eu no meu caminhar... Mulher e
homem iguais /:fazendo a história
da paz, a luz do amor brilhará.:/
Eu, no meu construir, na força
do mutirão /:a vida vi ressurgir no
rosto do meu irmão.:/

0575. Como posso
não seguir?

F

Jorge Trevisol - Gustavo Balbinot

1. Esse amor que a gente tem, que nos
faz gostar de alguém no desejo de
viver e ser feliz, despertou no cora-
ção, já bem antes de nascer. É uma
luz que nunca mais vou esquecer.

2. Se eu quisesse não ouvir e até
mesmo me esconder, ela vai me
procurar lá onde estou. Tenho medo
de sentir. Eu conheço seu calor. É
uma força que não dá pra resistir.

Ref.: Como posso não sorrir se Deus
me ama? Como posso não
seguir se Ele me chama?
Ele é tudo o que eu sou!
Ele é a força do amor!

3. Esta estrada, eu bem sei, não com-
porta a solidão. Tenho amigos que
comigo também vão! Nosso jeito de
falar, de amar e de servir é o jeito de
Jesus que faz feliz.

0576. Mestre,

onde moras?

G

Gustavo Balbino e Osmar Coppi

1. No meu coração sinto o chamado,
fico inquieto: preciso responder, en-
tão pergunto: «Mestre, onde mo-
ras?» E me respondes que é preciso
caminhar. /:Seguindo teus pas-
sos, fazendo a história, constru-
indo o novo no meio do povo.:/

Ref.: /:Mestre, onde moras?
Mestre, onde estás? Vem!
No meio do povo vem e verás.:/

2. Te vejo em cada rosto das pesso-
as, tua imagem me anima e faz
viver, no coração amigo que se
doa, no sonho do teu reino acon-
tecer. /:Teu reino é justiça, é paz, é
amor, é a Boa Nova da libertação.:/

3. Tua palavra abre novos horizon-
tes, é convite de serviço aos ir-
mãos. A fé me dá coragem de
assumir teu projeto nesta vida,
neste chão. /:Meu sim é a respos-
ta, é meu jeito de amar, estar
com teu povo e contigo morar.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

173

0577. Convite

D

Júlio Gotardo

1. Fui convidado por meu Deus e Pai:
vem pro meu caminho evangelizar!
Como um fogo que arde eu senti, é
hora de partir e nunca mais parar.

Ref.: Encontrando, aprofundando e
discernindo, a minha vocação
aos poucos vai surgindo.
Aprofundando, discernindo e
escolhendo, a minha vocação
aos poucos vai crescendo.

2. Muito obrigado a todos meus amigos
que rezam sempre unidos com ar-
dor. Caminhemos com Cristo, sem-
pre unidos, buscando os caminhos
da vida e do amor.

3. O chamado vem de Deus pelas pes-
soas, pela palavra, pela vida e ora-
ção. A vida é melhor quando se doa.
Vou firme, decidido, cultivando a
vocação.

0578. Coragem,
Ele te chama

G

Pedro Brito Guimarães

1. Sentado à beira da estrada, perdido
e na solidão, mendigo, cego e «sem-
nada», clamando por compaixão. E a
multidão que passava a minha voz
abafou. Disse a Jesus que me olha-
va: «Tem pena de mim, Senhor».

Ref.: Coragem, levanta-te!
Ele te chama! Ele te chama!
Ele te chama! Coragem,
levante-te! Ele te ama!
Ele te ama! Ele te ama!

2. Chamado a ter coragem, convite a
me levantar. Senhor, na tua passa-
gem aqui por este lugar nos traga
um sopro de vida e um novo raio de
luz, a graça que nos convida a cami-
nhar com Jesus.

3. Eu quero ver novamente e ouvir do
teu grande amor: «Deixa de ser
mendicante, a tua fé te salvou!»
Larguei meu manto e parti na dire-
ção de Jesus, e a liberdade senti,
guiado por tua luz.

4. A história do Bartimeu é a história da
humanidade, da vida que renasceu
de um grito por liberdade. A vocação
é chamado, sim, em resposta à mis-
são, de um povo por Deus amado,
que doa o seu coração.

5. E aqui estamos, Senhor, a Igreja em
mutirão, no mais sublime louvor e na
mais profunda oração. Queremos
juntos viver a fé no Deus que nos
ama e com coragem dizer um sim ao
Deus que nos chama.

Cantar à Vida Sempre

174

- CD -
Mistério amor e sentido

Pe. Jorge Trevisol

0579. O meu libertador G

Intr.: Venham ver o meu libertador:
É Jesus, Jesus de Nazaré! (bis)

1. Ele está nos bairros e nas vilas,
anunciando ao povo seu amor.
Sabe ouvir o grito dos pequenos,
para Ele todos têm valor.
Não tem medo dos grandes
opressores, nem carrega arma em
sua mão. Mas defende os pobres e
oprimidos, para todos é libertação.

2. Tem muita ternura pela vida.
Fala de seu Pai com emoção e
tanto amor. Sabe perdoar os
inimigos, chora sobre aqueles
que não crêem no amor.
Anda no meio da gente, seu jeito
cativa multidões prega, defende a
justiça, seu grito converte corações.

0580. Comece

B

1. Comece a pensar em tudo o que é
preciso e possível mudar, tentando
entender que a história que se faz
não vai voltar, nem retroceder. Per-
gunte o porquê de tanta força perdi-
da sem poder recolher. Saber ajun-
tar é ter nas mãos o poder e o gosto
de ser, de se transformar, de reco-
meçar.
Ref.: Comece a criar, fazer o mundo
mais humano e feliz. Não deixe
morrer a flor que surgiu do meio
da dor. É vida e amor, é fruto de
paz, justiça, criança é a esperan-
ça que se faz.

2. Comece a gritar aos quatro ventos do
mundo que você pretende lutar, ten-
tando dizer que o tempo que se tem
aos poucos se vai e não voltará, isso
pode doer e até sangrar a ferida: é o
preço do amor jamais se calar, fazer
a verdade romper, brotar e crescer.
É dar atenção ao seu coração.

0581. Preciso de ti

E

1. Deixa tua terra, teu mundo, preciso
de ti! Vem, abandona tua casa, te
quero falar. Abençoarei uma grande
nação, vai logo profetizar! Eu preciso
do teu amor!
Ref.: Como é bonito, Senhor,
do meio do povo escutar tua voz!
É muito lindo saber que sempre
caminhas no meio de nós! (bis)
2. Sei das angústias do povo: ouvi teu
clamor! Sabes, eu vou libertá-lo:
preciso de ti! Vai denunciar toda dor
e opressão. Vai, que contigo estarei.
Eu preciso do teu amor!

0582. Pra se falar de amor G

1. Pra se falar de amor - prosa esqueci-
da - vai ter que se expor, não poderá
guardar, eu sei que o lavrador, se
pensa na vida tomba a terra pra
semear. Imaginar o além exige amor
pra se cuidar se a flor a gente tem,
os frutos poderão chegar é o tempo
quem diz: colheita feliz é aquela que
se faz somente uma vez, se alguém
descobrir, não vai se conter e a terra
inteira vai querer semear. (bis)
Final: /:Semear, cultivar, produzir e
colher... Pra todo mundo ter, iê,
iê. Pra todo mundo ter.:/ Pra todo
mundo ter, iê, iê. Pra todo mundo
ter. Pra todo mundo, pra todo
mundo, pra todo mundo ter, iê, iê.
Pra todo mundo ter. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

175

0583. Vem comigo

1. Vem, vem comigo, vem comigo!
Vem! Eu preciso te falar! Vem! Ó
vem! Estarei sempre contigo! Vai o
meu reino anunciar. Teu amor eu
sinto tanto como arde no meu peito,
ele queima tão profundo, descon-
certa o meu mundo. Põe em risco o
meu futuro, faz meus sonhos repen-
sar, mas eu quero andar seguro e
contigo vou ficar.

2. Sei do teu mundo e da tua vida sim,
eu conheço teu amor sim eu sei, tua
história é tão querida, vem, serei eu
o teu Senhor. /:O teu nome eu co-
nheço, vou guardá-lo, não me es-
queço à ternura dos teus olhos, já
pensei que não mereço, mas insistes
em querer-me e eu não sei mais
resistir, eis-me aqui Senhor, eu que-
ro: Sim, eu vim pra te seguir.:/ Vem.

0584. Foi desejando
te amar

E

1. Foi desejando o infinito
que eu aprendi a sonhar,
e imaginando as alturas
que eu decidi te querer.
Foi descobrindo as pessoas
que eu pretendi te encontrar,
e foi amando a vida
que eu descobri onde estás.

2. Foi a saudade do lar de onde vim
que me inspirou te buscar,
e é meu desejo de estar todo em ti
que me faz tudo perder.
E não existe mais nada,
nada que seja maior,
nada mais largo e profundo,
que contemplar teu amor.

Ref.: Tu estás onde os olhos não vêem,
onde as mãos não conseguem
tocar, nem prender. Onde os pés
não conseguem trilhar, nem a
mente explicar o mistério que és.
Só o amor sabe onde tu estás.
Onde habitas só vai te encontrar.
Quem se entrega sem ter preten-
sões, e te busca com o coração.

0585. Mandou me chamar G

1. Quem é esse que conhece e ja-
mais se esquece do universo que
às vezes parece longe, mas que
sente, está tão perto? Quem é
esse que os poetas rimaram tanto
em suas poesias, que o canto dos
pequeninos faz-nos sentir dele nos-
talgia? Quem é esse que no sol
mostra o seu olhar com intenso bri-
lho e vemos na rua, nos rios, nas
águas, na vida o seu espelho?

Ref.: Quem é esse que me chama?
Quem é esse que me ama?
Quem é esse que me chama?
Quem é esse que me ama?
/:Mandou me chamar,
evangelizar e pede de mim
todo o meu amor.:/

2. Quem é esse que não deixa ne-
nhum de nós ser abandonado,
que anda no dia-a-dia, passo por
passo ao nosso lado? Quem é
esse que prefere sempre os pe-
quenos aos orgulhosos, que ouve
a voz dos humildes e não tem
medo dos poderosos? Quem é
esse que, se preciso, faz do de-
serto nascer as flores e do sono
dos desanimados e desampara-
dos novos amores?

Cantar à Vida Sempre

176

0586. O mesmo rosto

B

1. Dizem que o sol deixou de brilhar.
Que as flores mais belas não perfu-
mam mais. Que os jovens teriam
deixado de amar. De crer na espe-
rança de poder mudar. Que as lutas
e os sonhos o vento espalhou. Que
envelheceram as forças do amor.
Ref.: Se fosse assim, me digam
vocês. De quem é o rosto que
ainda sorri? De quem é o grito
que nos faz tremer?
Defendendo a vida e um modo
de ser? De quem são os passos
marcados no chão? E o lindo
compasso de um só coração?
2. Enquanto existir um raio de luz. E
uma esperança que a todos conduz.
Persiste a certeza plantada no chão.
Ternura e beleza não acabarão. Pois
a juventude que sabe guardar, do
amor e da vida não vai descuidar.
3. O rosto de Deus é jovem também. E
o sonho mais lindo é Ele que tem.
Deus não envelhece, tampouco mor-
reu. Continua vivo no povo que é seu.
Se a juventude viesse a faltar, o
rosto de Deus iria mudar.

0587. Jovem

latino-americano E

Ref.: Latino-americano por que não?
Latino-americano, sim eu sou!
/:Sou jovem, passo aberto.
Seguindo o rumo certo.
Buscando o dia da libertação.:/
1. Eu tenho um brilho no olhar… Eu
quero ver a festa já! O amor é um
continente imenso, tanta gente, con-
tente, esperando o sol raiar. Confu-
so é meu sorriso, meu peito está
ferido. Mas não sou tão bandido. Eu
quero apenas transformar.

2. Na minha pele eu tenho a cor. Por
dentro sinto muito amor. Sonhan-
do a liberdade eu sigo e vai comi-
go meu jeito de querer mudar. Eu
trago na garganta um grito enta-
lado. Não sei mandar recado. Eu
mesmo quero chegar lá.
3. Eu creio nesta comunhão. Na for-
ça jovem da nação. Na fé e na
esperança um povo nasce novo,
do sangue de quem soube amar.
Nos braços desta gente, no mes-
mo continente, na terra Ameríndia
é tempo ainda de plantar.

0588. O amor tem seu lugar E

1. O amor é como a chuva que fecunda
e faz nascer sementes de esperan-
ça, vida nova faz crescer. Não basta
esperar, não basta entender. Pois é
preciso amar e não ter medo de
morrer. Saber que vais ganhar tam-
bém na divisão. O amor tem seu
lugar na paz feliz de um coração.
Ref.: Ama sem medo de chorar. Canta
que a vida tem valor. Ama sem
medo de chorar. Canta que a vida
tem valor. Não cansa de esperar,
não deixa escurecer. Amor que é
verdadeiro não tem medo de
morrer. Não cansa de esperar, não
deixa escurecer. Amor que é ver-
dadeiro não tem nada pra perder.
2. Sonhar que estás de novo começan-
do a caminhar, pisando nova terra,
respirando novo ar. É lindo ser assim
e ao tempo retomar, mas é preciso
amar e não ter medo de morrer.
Saber que vais ganhar também na
divisão. O amor tem seu lugar na paz
feliz de um coração.

Final: Não tem nada! Nada pra perder.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

177

0589. A festa e o balanço E

1. É festa e o balanço livre do meu
coração vai junto com o meu desejo
de reconstruir. No ritmo da vida o
canto de uma só nação pra todo
mundo ser, amar, viver e sorrir. O
sonho entusiasma o passo dessa
multidão. Levanta o pó da estrada
e arrasta o que estiver ali. No
chão da terra seca a água vai
brotar de vez, e flores de um
jardim bonito é o que vamos ver.

2. É pra sorrir, é pra cantar, que a
juventude vai ali no seu lugar. Com
ela é que eu vou amar com meu
amor, vibrar com minha força e meu
calor. Ninguém vai ficar fora desta
vibração, nem pensar que estar so-
zinho possa ser melhor. A dança do
caminho é feita de uma geração que
decidiu sair do ninho e se juntar no
amor. Ainda que ficasse fácil de se
reunir, a juventude sabe o preço da
libertação: sacode sua cabeça e deixa
se perder no chão mentira e falsida-
de, que escondem o brilho do sol.

0590. A festa do povo

C

1. A vitória do povo acontece.
Muita gente já viu seu sinal.
Vem dizer qual ipê que floresce.
Frio e dor não haverá jamais.
Ref.: É o canto novo, de esperança e
alegria, festa do povo que jamais
irá ter fim. Todo o universo parti-
cipa desta harmonia, pois toda
terra irá florir num só jardim.
2. As crianças sorriem nas ruas,
elas brincam sem medo do mal
na certeza que a paz continua,
nesta roda tristeza não há.

3. Pão na mesa, sorriso no rosto,
um pedaço de céu e de chão,
destruído o amargo, mau gosto
bem mais puro é o sabor deste pão.

4. Todo homem é irmão e vizinho.
Todo ser é comunicação,
braços dados, fazendo caminho,
transformados numa só nação.

0591. Descer no
profundo

Am - C

1. Nas estradas da vida se encontram
esperanças e fatos sofridos, tanta
gente buscando caminhos, amor, e
sentindo. Muitas vezes no mesmo
semblante se traduzem o medo e o
desejo, a luz e a sombra numa luta
escondida e profunda muito além
dos segredos.

Ref.: A vida é ciranda, é bonita, é uma
canção, é poesia, mas é preciso
cuidar do seu rosto, da flor, da luz
e dos frutos. /:Felicidade é um
tesouro seguro se guardada no
peito. Liberdade não perde o seu
brilho quando nasce de dentro.:/

2. Sem querer e até mesmo sabendo, há
quem nunca saiu de seu mundo, pra
não ver horizonte mais largo e des-
cer no profundo. Como se um filhote
de águia decidisse ficar no seu ninho
por medo dos ares, perderia a força
dos ventos e a distância dos mares.

Cantar à Vida Sempre

178

0592. Voz e luz

A

Pe. Jorge Trevisol e Pe. Gustavo Balbinot

1. Fonte de luz, cores do céu,
é o arco-íris do amor.
Eis que a vida nasce ali,
e se estende no além.
Luz que atravessa meu coração,
brilha em meu rosto
e diz quem eu sou.
Não vou esquecer
jamais este amor.

Ref.: Viva a vida! Salve o amor!
Como é tão linda a alegria
de quem te segue, Senhor! (bis)

2. Sombras também pairam no ar,
cobrem, às vezes, a luz.
Doem no meu peito,
ferem meu ser,
e não me deixam sonhar.
Não! Eu insisto.
Não quero assim.
Sabes que eu sinto amor por ti.
Eu vou te seguir e vou até o fim.

3. Sopro do amor, chuva do céu,
é teu Espírito em nós.
Ele desperta, faz recordar.
Firma o desejo de amar.
Nele eu luto, sei esperar.
No meu caminho sempre Ele está.
Da minha missão Ele é o coração.

- CD -
Amor, mística e angústia

Jorge Trevisol

0593. O segredo do amor D

1. Eu quisera poder compreender o
segredo do amor. Por que é que ele
é tão misterioso e avassalador? De
onde nasce o seu poderio? De onde
vem toda a sua ternura, de tal modo
que alguém dê sua vida sem que
seja loucura? Quem me dera que
fosse ele mesmo a dizer sobre si. E
a falar dos momentos de luta contra
os anjos do mal. O que faz com a
indiferença? Onde vai quando en-
contra a descrença? E o que sente
diante dos fatos que ferem a vida?
2. São perguntas que tocam no fundo e
que mexem com meus sentimentos.
Todas elas me pedem respostas, me
inquietam por dentro. Se eu fugir,
elas vão ter comigo, já não querem
os meus pensamentos. São apelos
de amor e sentido do mistério que
habita em meu peito.
3. Mas o amor não se deixa tomar: seu
mistério é maior e não há quem
invente um jeito de guardá-lo pra
si. Ele é paciência e bondade.
Nele existe total liberdade. Quem
deixou-se tomar por sua força,
conheceu a verdade.
4. Pois só ele responde às perguntas
e aos anseios que levo comigo.
Bem conhece as minhas certezas
e o que eu mais preciso. Encontrá-
lo é não ter mais sossego.
Retornar não será mais possível.
/:Vou pedir pra poder contemplá-lo,
pois, sem ele, viver não consigo.:/
Sem ele viver não consigo.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

179

0594. Se eu não
tivesse amor

E

1. Ainda que eu falasse muitas línguas,
aquelas da humanidade e do céu
também, se eu não tivesse amor
seria como um bronze que soa, um
címbalo que tine sem nada dizer. Se
eu tivesse o dom da profecia e co-
nhecesse todo o mistério que há no
mundo da ciência e do universo lá
onde habitas, se eu não tivesse amor,
eu nada seria.

Ref.: Deixa que eu te procure
com todo meu ser.
Permite que eu te deseje,
pois eu posso crer.
Eu sei que eu não ando só nesta
multidão. Porque te amo. (bis)

2. Ainda que minha fé fosse segura e
não duvidasse nunca do seu poder,
se eu não tivesse amor, a minha
estrada seria escura, e a vida, vazia
e triste. Meu Deus, que loucura!

Final: E Tu me amas. E eu te busco.
E Tu me encontras.
Porque te amo.
E Tu me amas. Eternamente.

0595. Jesus é vida

G

Ref.: Jesus é vida! Jesus é luz!
Ele é quem me convida
a seguir os seus passos
e tomar minha cruz. (bis)
1. Quando tudo-tudo parece envolver-
se de sombra, nesta hora eu grito:
Jesus. Jesus! E quando a vida insiste
em esquecer o sentido, num instante
eu chamo: Jesus. Jesus! Mas quando
é a alegria a deliciar minha vida, eu
canto também: oh, oh, oh!

2. Quando a solidão me assola amea-
çando meu sonho, nesta hora eu
grito: Jesus. Jesus! E quando a noite
persiste ofuscando o meu rumo, num
instante eu chamo: Jesus. Jesus!
Mas quando o sol resplandece e a
sua luz me aquece, eu canto tam-
bém: oh, oh, oh!

0596. Vem, ó luz!

A

1. Quando a noite chegar, pra me dizer
quem eu sou, eu que estarei a viver
não irei esquecer a quem dei meu
amor. Como ela vem eu nem sei.
Nem é preciso pensar. Pois quem já
viveu os seus dias não se confundi-
ria, nem na hora final.

2. Todo declínio é assim como o sol
sempre faz: deixando lugar às estre-
las, mesmo sem poder vê-las, vai
fazê-las brilhar. Eu que estou a so-
nhar, a luz sem ocaso do amor, sei
que ela existe sem fim, pois o meu
coração continua a esperar.

3. Vem, ó luz! Vem brilhar nos meus
olhos. Não deixa o meu coração se
apagar! Vem aquecer, como o sol do
meio-dia. Faz a minha luz pra sem-
pre brilhar. Ó vem iluminar.

Cantar à Vida Sempre

180

0597. Fragilidade

C

1. Na fragilidade se abrem espaços pra
flor nascer. É na liberdade que sur-
gem os sonhos de recomeçar. Na
tenacidade se erguem fronteiras pra
poder conter. As experiências vivi-
das na estrada de quem sabe crer.
2. Espinhos também fazem parte da
estrada, da vida e da flor. Caminhos
se abrem aos pés de quem ama e
não teme a dor. Existe alegria maior
pra quem sabe sorrir e chorar, e é
feliz por saber que da vida jamais vai
desacreditar.
Ref.: Na fragilidade ou na liberdade
existem motivos que deixam sau-
dades. As dores e as lutas e até as
alegrias ensinam que a vida vivida
com jeito não tem fantasias.
3. A fragilidade se espelha no rosto
menino de Deus. E a liberdade se
expressa no jeito de amar de Je-
sus. Com sua bondade, ternura e
firmeza, o mundo venceu, e no
seu caminho não há quem se es-
queça da vida e do céu.

0598. Certas coisas
pra dizer

D

1. Vou falar certas coisas que o coração
não diz, se não amar a verdade e se
a alma não for feliz. É que a vida tem
certas coisas reservadas só pra
depois, quando a gente se encon-
trar com outras, que também co-
nheceram o amor. E não há sen-
timento escondido que não venha
provar seu valor. Uns confundem
e outros consolam, eles vêm pra
dizer quem eu sou.
2. Vou lembrar outra coisa que também
aprendi. Fechando os olhos da alma

e sem querer resistir, não há nada
sereno e seguro, que não tenha
passado por Deus. Mesmo quan-
do o caminho é escuro, há uma
luz apontando pro céu. Basta olhar
como surgem as coisas, onde é
que elas vão terminar. Se é o
amor que conduz seu destino, elas
são portadoras de paz.
3. Tenho, enfim, outra coisa que eu
não posso esquecer. Mesmo sem
ter certeza, mas eu prefiro dizer.
/:O que eu penso a respeito da vida
é que um dia ela vai perguntar: o que
é que eu fiz com meus sonhos e qual
foi o meu jeito de amar? O que é que
eu deixei para as pessoas que no
mundo vão continuar? Pra que eu
não tenha vivido à toa e que não seja
tarde demais.:/

0599. Força incontida

D#

1. Abortar o infinito sem querer ocultar
a saudade e o desejo de não mais
voltar. O universo também desejou
repousar, eu ouvi o seu grito explo-
dindo no ar.
2. Há uma luz e um segredo nascidos do
céu. Uma força total que não dá pra
conter. É o encanto que acende o
amor entre mim e você. Não tem
tempo e não tem mais limites, eu sei.
O que existe é maior do que eu já
imaginei. Se é tudo o que eu posso
alcançar, isto ainda eu não sei.
3. Eu só sei que isso é forte demais.
É bem mais, muito mais do que paz.
É o que eu na verdade sonhei e não
vou sossegar. Até quando pra sem-
pre será? Sem ter mais que perder
nem cuidar. Onde as coisas não se
ocultarão e o céu haverá.
E o céu haverá. O céu...

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

181

0600. Pra retornar a viver D

1. Quem tinha o sorriso no rosto, nos
olhos o gosto do amor. Quem tinha
coragem de ser, talvez já cansou de
esperar. Aquele que guarda a cidade
já viu a verdade em leilão. Quem
tinha sossego agora tem medo de
crer. E a dor da saudade no meu
coração rompeu o segredo, deixan-
do meu peito sangrando de dor.

2. Quem tinha a verdade não tinha
perdido o amor e o brilho dos olhos.
E em toda a cidade se ouviam prelú-
dios do vento e do mar. Eu quisera
repetir e nunca esquecer. Nunca
esquecer que a vida também tem
seu preço.

3. E já não existe começo pra retornar
a viver. Pra retornar a viver. Pra
retornar sem perder. Pra retornar
sem perder.

0601. Divina fonte

B

Ref.: Luz que vem de Deus,
divina fonte de amor,
cuidou de mim e me amou
e de calor me envolveu.
Levo seu sinal
no mais profundo de mim.
É bom viver sendo assim,
iluminado por Deus.
2. Já de manhã cedo Ele está na minha
mente e me faz pensar na vida e no
céu. Mora no meu peito e me diz que
se eu quiser ser feliz é só viver sem
ter véus.
3. Levo bem guardado aqui o que com
Ele eu vivi lá no começo de mim. Sei
que é tão imenso esse dom, que às
vezes meu coração até duvida de si.

0602. Luzes e sombras B

1. Luzes e sombras no céu, de manhã,
há nuvens que passam e outras que
não. Noites e dias de uma longa
jornada são setas que apontam dire-
ções de uma estrada. Às vezes é luz,
às vezes é só saudade dela. Mas é
sempre céu, é Ele quem faz lutar por
ela. Olho pro alto e a vejo brilhar
como um farol que conduz. Eu tam-
bém sinto a força que há naquilo que
você me diz: somos estrelas na terra
a brilhar quando o céu é nossa vida.
Luzes que nunca irão se apagar, pois
é do amor que a gente cuida.

Ref.: Sim! Somos estrelas
que brilham nos olhos.
Luzes do coração!
Pois Deus enche o universo
de luz infinita, linda constelação!
/:Há uma luz e um céu,
e um só coração.
São mistérios sem véus
e não há solidão.:/
Oh, não! Oh, não!
Oh, oh, oh.
E não há solidão. (bis)

Cantar à Vida Sempre

182

0603. Mistério sem fim

D

1. Eu te busquei tantas vezes e em
tantos lugares. Quis conhecer-te pri-
meiro e depois me entregar. Te
procurei nas flores, na brisa e na luz
do teu céu sem fim. Desejei que
estivesses pra sempre aqui dentro
de mim.

2. Pois não falas e não choras, e não
dizes palavras do jeito que eu sei
escutar. Mas me olhas e contem-
plas, e te alegras do jeito que eu
decidi te buscar.

3. És beleza antiga e tão nova. És força
da alma, mistério sem fim. Eu que
sempre busquei-te lá fora, entendi
só agora que moras em mim

4. Quis comparar o meu jeito de amar
com o teu. Quis conhecer o infinito e
não mais padecer. Fui até onde meus
passos pudessem medir, pra não
mais chorar. E esqueci que assim me
fizeste pra te desejar.

5. E me falas! E eu te ouço!
Também sentes as coisas
do jeito que eu sei sentir.
E eu te amo, com meu jeito.
E Tu vens até mim
como eu sonhei te encontrar.

6. Já não sei se sou eu que te busco,
ou Tu que me encontras,
imensa é a paz!

7. Só não quero esquecer nunca
mais esse amor que me faz dese-
jar muito mais. (3x)

0604. Felizes e simples G

1. Queria ter jeito, palavras e gestos
pra poder dizer aquilo que experi-
menta e sente por dentro um cora-
ção. Nas horas de luz e de paz. Nas
horas de luz e de paz. Nas horas que
Deus satisfaz seu desejo de céu.

2. Queria ter dom e paixão suficientes
pra poder entrar no mundo daqueles
que habitam a eterna presença do
meu Senhor. Pra ver o que os olhos
não vêem. Pra ter o que as mãos não
retêm. Pra ser o que já sou também
cá bem dentro de mim.

Ref.: E eu que caminho, faz tempo
levando minh’alma aos riachos de
Deus. Já vi tanta gente contente
por ter nada mais que um pedaço
de céu. Felizes e simples que são,
se sentem irmãos e irmãs, se
deixam amar e querer, contem-
plar e perder por seu Deus, que é
tão bom. (bis)
Se deixam amar e querer,
contemplar e perder por seu
Deus, que é tão bom.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

183

0605. Noite escura
da alma

A

1. São noites que demoram tanto e
derramam prantos quase sem ter
fim. Como pássaro sozinho, ferido e
sem ninho, a alma sente assim. Noi-
tes que devoram sonhos maltratan-
do a mente de quem sempre amou e
sabe que padece tanto por ser prisi-
oneira do amor do Senhor.

2. Ainda que ela não quisesse, é forte o
desejo de não mais viver. Morrer pra
não sentir saudade nem sofrer a dor
de não poder sonhar. Mas quando
sente de verdade a dor com gosto de
saudade, então resiste a toda prova
e grita com voz que lhe sobra: Como
posso chorar, se não tenho a quem
levar meu pranto? Onde foi, onde
está o amor a quem eu quero
tanto? Ele é tudo o que eu já tive
um dia, que mil noites não vão me
roubar. Por favor me digam se Ele
volta. Pois sem Ele não posso
ficar. Na, nai, na, nai...

3. Se Ele está na brisa leve, quero ser
bem leve pra poder voar. Se Ele está
na tempestade, quero ser bem forte
e tudo suportar. Me digam se Ele
está nos montes, ou lá no alto, no
horizonte. Talvez esteja aqui tão
perto, ou bem no centro do univer-
so... Como vou sossegar se não
tenho a quem gastar meus dias?
Onde foi, onde está o amor que é
tudo o que eu tinha? Vou subir mon-
tanhas e descê-las como a corsa
suspira em beber. Vou voar alturas
feito águia, pois sem Ele não quero
morrer. Na, nai, na, nai...

0606. Voltar ao começo D

Jorge Trevisol

1. Existem certas coisas que ainda to-
cam as pessoas. O sonho de um
amor profundo e o desejo de ser.
Lembranças mudam de lugar e até
se tornam coisa boa na hora que
alguém descobre a razão de viver.
As luzes da cidade nunca iluminaram
mais que o sol. As flores que perfu-
mam mais nem sempre são as mais
bonitas. O segredo desta vida só se
abre pra quem crê. O que ela tem de
mais bonito com os olhos não se vê.

2. É só o amor de Deus que faz voltar a
vida ao seu começo e ali permanecer
fiel até o sol despontar, pra com ele
atravessar os muros que já foram de
tropeço, na luta do mistério humano
de dever se tornar.

3. A estrada é sempre a mesma, mas os
passos são bem mais seguros. Pois
a luz que tenho agora vai estar tam-
bém no meu futuro. É com ela que eu
me encanto, sou amado e sei amar.
Nessa luz eu creio tanto que eu não
posso nem pensar. (bis)

Cantar à Vida Sempre

184

- CD -

Canções que a vida escreveu

Pe. Zezinho, scj

0607. O sopro

F

1. Quando o vasto universo nascia,
quando ele explodia em milhões de
faíscas e corpos luzentes, o Espírito
Santo de Deus estava lá. Quando a
terra saía do caos, quando tudo na
terra era fogo, era fogo, o Espírito
Santo pairava e soprava, e soprava,
e soprava, e criava.

2. O Espírito Santo de Deus é um sopro
de vida. Quando Deus sopra o seu
sopro santo, o milagre se faz. Eu não
sei descrever o Espírito Santo Divino,
mas eu sei que ele traz vida nova. Eu
não sei descrever o Espírito Santo
Divino, mas eu sei que inova e reno-
va. Eu só sei que Ele dá nova força,
Ele dá temperança! Eu só sei que ele
torna possível qualquer esperança!

0608. Cantor religioso

Bb

1. Eu me tornei cantor religioso,
quando, um certo dia, minha fé
falou: «Vai conversar com teus
irmãos cantando, que a canção
ajuda o povo a caminhar.» Eu me
tornei cantor religioso, quando eu
descobri a graça de cantar.

2. Uma canção religiosa é mais do que
aleluia, glória e assim seja. É muito
mais que pôr um verso numa melo-
dia pra cantar na igreja.

3. Quem quer fazer canção religiosa
tem que ouvir os sonhos que seu

povo tem. Quem quer fazer canção
religiosa tem que ouvir a igreja. Se
não faz isso, ele canta bonito, mas
não canta bem!

4. Fazer canção religiosa é anunciar a
vida de cabeça aberta. É procurar a
letra certa e a cantiga certa, pra
assembléia certa.

5. Quem sonha ser cantor religioso tem
que dar valor ao outro cantador.
Quem quer fazer canção religiosa
aplaude a luz do outro. Se não faz
isso, ele canta bonito, mas não é
cantor!

0609. Amar e rezar

Bb

1. Se eu soubesse achar um tempo a
cada hora, um minuto, dois ou três
pro meu Senhor; Se eu gostasse de
ouvir-te e falar-te, ó meu Deus, eu
seria melhor do que sou! Eu seria
melhor do que sou! Eu seria melhor
do que sou! (bis)

2. Pedir como quem sabe que tu podes!
Orar como quem sabe
que tu ouves nossa voz!
Que alguém se interessa por nós.
Este alguém tem poder.
Quem te ama
te arranja um momento. (bis)

/:Quem te ama
te arranja um momento.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

185

0610. Olhares

G

1. /:O terceiro olhar mais lindo deste
mundo é o da mulher que espera o
filho concebido.:/ É quase tão bonito
como os olhos de Deus, que não tem
olhos, mais é lindo o seu olhar.
O terceiro olhar mais lindo deste
mundo é o da mulher
que espera a hora de gerar.
2. /:O segundo olhar mais lindo deste
mundo é o da mulher olhando o seu
recém-nascido.:/ É quase tão bonito
como os olhos de Deus, que não tem
olhos, mas é lindo o seu olhar.
O segundo olhar mais lindo deste
mundo é o da mulher
olhando o filho que nasceu.
3. /:O primeiro olhar mais lindo deste
mundo é o do bebê olhando a mãe
apaixonada.:/ É quase tão bonito
como os olhos de Deus, que não tem
olhos, mas é lindo o seu olhar.
O primeiro olhar mais lindo deste
mundo é o do bebê
olhando os olhos de sua mãe.

0611. Brigar com Deus C-D

Intr.: Esta canção é para os pais que já
perderam um filho e, por isso,
brigaram com Deus. Eu não
tenho respostas prontas para
essa dor! Há feridas que não se
curam com pomadas, mas com o
tempo. Para eles, que continuam
zangados com Deus, esta canção!
1. Admito que já duvidei, depois daquela
morte repentina num farol, depois que
dos meus olhos Deus levou a luz do sol,
depois daquela perda sem aviso e sem
sentido, admito que já duvidei. Admito
que briguei com Deus porque não
respondeu quando eu lhe perguntei
por quê; Ele, que tudo sabe, tudo

pode, tudo vê, parece que não viu,
nem me escutou lá no hospital. Admi-
to que eu fiquei de mal!

Ref.: Doeu demais e, quando dói do
jeito que doeu, a gente chora,
grita e urra e põe pra fora aquela
dor. E desafia o criador e quem
se mete a defendê-lo. Comigo
não foi diferente do que foi com
tanta gente que perdeu algum
amor. Briguei com Deus, briguei
com Deus e se eu briguei foi por
saber que Deus ouvia.

2. Admito que eu me revoltei; onde é que
estava Deus com seu imenso amor? Se
Deus é amoroso, então por que dei-
xou? Por que tinha que ser do jeito
como foi? Admito que o desafiei. Ad-
mito que o desafiei por não achar
sentido no que Deus me fez. E nem
me perguntei por que será que o fez.
Briguei com quem levara alguém que
eu tanto amei! Admito que já blasfemei.

Ref.: Doeu demais e, quando dói do
jeito que doeu, a gente chora,
grita e urra e põe pra fora aquela
dor. E desafia o criador e quem
se mete a defendê-lo. Comigo
não foi diferente do que foi com
tanta gente que perdeu algum
amor. Briguei com Deus, briguei
com Deus, briguei com Deus, mas
acabei no colo dele.

3. Admito que voltei pra Deus. E até nem
sei dizer por que foi que voltei. Eu acho
que voltei porque não me calei. Voltei
porque, talvez, não sei viver sem crer.
Admito que voltei pra Deus. Admito
que ainda creio em Deus, mas tenho
mil perguntas a doer em mim.
Eu tenho mil perguntas para lhe fazer.
Espero que Ele um dia queira responder!
Ele sabe o que é que eu penso dele.
Ele sabe o que é que eu penso dele.
Ele sabe o que é que eu penso dele.

Cantar à Vida Sempre

186

0612. Cadência

D - E

1. Pega uma canção que tem cadência e,
na cadência deste canto, olha pro céu
e canta um canto. /:Ê ê ê. Ê ê eia.:/
Pega a mão de quem tá do teu lado,
pega a mão de algum irmão, segura
aquela mão amiga. /:Ê ê ê. Ê ê eia.:/
Pega aquela mão que tá na tua, eleva
a tua, vai levando aquela mão na
direção do céu.

Ref.: Canta um canto novo de louvor.
Canta as maravilhas do Senhor.
Balança as mãos, sacode o
ombro, ensaia um passo.
E nos alegremos no Senhor!

0613. Me fez feliz

E

Ref.: Me fez feliz, me faz feliz, me fez
feliz. O Senhor me fez feliz! (bis)
1. Bom é ver a luz. Muito bom é caminhar.
Bom é se alegrar e conviver e fazer
festa. Ter catorze anos, ter dezoito
anos, vinte e cinco anos. Viver a alegria
de viver! Sei que o tempo passa, mas,
enquanto não passar, vai levando co-
ração! Vai sonhando coração! Eu me
sinto vivo! Vivo pra louvar o meu Senhor!
2. Não esquecerei os conselhos de meu
pai. Bom é se alegrar e conviver e fazer
festa. Mas o tempo passa, tudo vai
embora, e eu só tenho agora. Agora é
minha vez de ser quem sou. Juventu-
de passa, mas, enquanto não passar,
vai levando coração! Vai sonhando
coração! /:Eu me sinto vivo!:/ Vivo pra
louvar o meu Senhor!

0614. Eu sigo a luz

E

Ref.: Eu sigo a luz de Jesus,
eu sei de onde ela vem.
Sei que esta luz ilumina a todo
homem de bem. /:Não importa
que Bíblia ele tem!:/

1. Não importa de que lado que ele sobe
na montanha! Não importa de que
lado que ele bebe lá na fonte! /:Lá no
céu só vai entrar quem sabe amar!:/
2. Quem se acha mais fiel, mais esco-
lhido e mais eleito, quase sempre vê
nos outros um pecado e um defei-
to... Mas no céu só vai entrar quem
sabe amar! /:Lá no céu só vai entrar
quem sabe amar!:/

0615. Cantiga por vovó F

1. Ai, quanta vez eu vi vovó rezar o
terço, na cadeira. Ai, na cadeira de
balanço. Ai, quanta vez eu vi vovó
rezar o terço a noite inteira. A noite
inteira ela rezava:
Ref.: /:Pai-nosso, Ave-Maria,
Ave-Maria, Glória ao Pai.
Vovó sabia conversar com Deus.:/
2. Ai, quanta vez eu vi vovó de olhar
perdido, no infinito, pedindo graças
e favores. Era tranqüilo, era feliz,
era sereno, era bonito ouvir vovó e
os seus louvores.
Ref.: /:Pai-nosso, Ave-Maria,
Ave-Maria, Glória ao Pai.
Vovó rezava como quem sabia.:/
3. E eu, que leio a Bíblia todo dia, sei
bem menos do que minha vó sabia.
Vovó que nem sequer sabia ler, ela
sabia muito mais teologia. Falava
com Deus Pai, falava com Jesus.
Todo o dia ela pedia ao Santo Espí-
rito uma graça especial. Todo dia ela
falava com Maria, que foi mãe, e ela
entende quem é mãe!
Ref.: /:Pai-nosso, Ave-Maria,
Ave-Maria, Glória ao Pai.:/
Era bonito ver vovó rezando.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

187

0616. Exéquias

D

1. Como nuvem passageira é nossa
vida, e quem nos leva, quem nos leva
é o sopro do Senhor. Acreditamos
que ao Senhor pertence tudo. O que
Ele fez, Ele fez foi por amor.

2. Como nuvem passageira é nossa
vida, e não importa. Não importa
nem dinheiro, nem poder. Feliz da-
quele que ao chegar aquela hora,
está sereno e preparado pra morrer.

3. Somos todos como nuvem passa-
geira. Não importa quantos anos
viveremos. Ao chegar a nossa hora
derradeira, o Senhor perguntará
o que fizemos.

4. Lá no céu só vão entrar os amoro-
sos, os que amaram como Deus
mandou amar, quem lutou pra
ver feliz outras pessoas, eterna-
mente lá no céu irá morar.

0617. Ilumina, ilumina

A

Pe. Zezinho, scj

1. Minha prece de pai é que meus filhos
sejam felizes. Minha prece de mãe é
que meus filhos vivam em paz. Que
eles achem os seus caminhos! Amem
e sejam amados! Vivam iluminados!
Nossa prece de filhos é prece de
quem agradece. Nossa prece é de
filhos que sentem orgulho dos pais.
Que eles trilhem os teus caminhos.
Louvem e sejam louvados! Sejam
recompensados!

Ref.: Ilumina, ilumina! Nossos pais,
nossos filhos e filhas!
Ilumina, ilumina! Cada passo
das nossas famílias! (bis)

3. Minha prece, ó Senhor,
é também pelos meus familiares.
Minha prece, ó Senhor,
é por quem tem um pouco de nós.
Que eles achem os seus caminhos!
Amem e sejam amados!
Vivam iluminados!

4. Nossa prece, ó Senhor,
é também pelos nossos vizinhos,
por quem vive e trabalha
e caminha conosco, Senhor.
Que eles achem os seus caminhos!
Amem e sejam amados!
Vivam iluminados!

- CD -
Canções em fé maior

Pe. Zezinho, scj

0618. Pelos frutos
que me dás

D

1. Tanto ainda a percorrer.
Tantas coisas por fazer.
Tanto ainda por dizer.
Eu não sou digno!
Tanta estrada por andar.
Tantas lutas por lutar.
Tantas buscas por buscar.

Ref.: Eu não mereço, mas agradeço.
Agradeço por ter feito alguma
coisa por meu povo, e tido a
chance de ajudar alguém. Agra-
deço por ter sido escolhido pra
fazer o que eu já fiz. Se fiz alguém
feliz. Eu não mereço, mas agra-
deço. Havia gente bem melhor,
mas o meu nome eu escutei. Não sei
amar, isto eu não sei, mas acabei
plantando a paz. Bendito sejas
pelos frutos que me dás. (bis)

Cantar à Vida Sempre

188

0619. Porque me ouviste E

1. Me desviei, me orientaste. Escorre-
guei, me levantaste. Me machuquei,
cuidaste da ferida. Salvaste a minha
vida, e eu nem te conhecia. Gritei
«Jesus», te aproximaste. Me aproxi-
mei, me aconhegaste. Pedi mais luz,
ouviste a minha prece. E até se eu
não quisesse, me iluminarias.

Ref.: Porque me ouviste, quando eu
nem sequer falei. E me atendes-
te, quando eu nem orar sabia. Por
tudo isso, meu Senhor, e muito
mais, eu te agradeço, meu Se-
nhor. E agora eu canto o teu
amor. Não pode haver amor mai-
or. Não pode haver maior amor.
Não acredito, meu Senhor, que
possa haver amor maior que o teu
amor. (bis) Não acredito, meu
Senhor, que possa haver amor
maior que o teu amor.

0620. Navegarei

G

1. À sombra das tuas velas navegarei.
À sombra das tuas velas, pro alto
mar. Não tenho medo, não tenho
medo. À sombra das tuas velas não
tenho medo de navegar.

2. À sombra das tuas asas eu voarei.
À sombra das tuas asas, solto no ar.
Não tenho medo, não tenho medo.
À sombra das tuas asas
não tenho medo de flutuar.

3. Tempestades e procelas, turbulênci-
as no caminho, ventos fortes e con-
trários, nada disso me desvia. Tenho
paz, louvado seja. Tenho a paz que
vem da luz. Tenho as preces da
Igreja. Tenho a força de Jesus.

0621. Canção em fé maior G

1. E se eu tivesse a mesma fé que
motivou pai Abraão. A mesma fé dos
patriarcas e dos profetas de Israel,
eu falaria mais com Deus. E se eu
falasse mais com Deus, igual Jesus e
sua mãe. E se eu levasse esses
mistérios guardados no meu cora-
ção, eu viveria bem melhor.

2. Foi por ter fé que Abraão tornou-se
pai de multidão. Foi por ter fé que
tanta gente viu florescer sua semen-
te. E contra toda esperança esperou.
Pela fé foi que o vencido em vence-
dor se transformou. E se eu tivesse
fé. E se eu tivesse fé, o mundo
mudaria ao meu redor! (bis)

0622. Orar costuma
fazer bem

F

1. Orar costuma fazer bem. Orar costu-
ma fazer bem. O coração de quem
se entrega à oração tem mil histórias
pra contar. Orar costuma fazer bem.
O coração de quem conversa com o
céu, tem tanta coisa pra dizer.

2. Quando alguém se ajoelha invocan-
do a grande luz, quando o povo olha
pro alto, onde crê que está Jesus,
uma força diferente, e é do céu que
a força vem, toma conta dessa gen-
te. O infinito ela contém. Não impor-
ta se não vem como esperava. Orar
costuma fazer bem. Orar costuma
fazer bem. Orar costuma fazer bem.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

189

0623. Aos tristes
e infelizes

D

1. Eis você aí de novo mergulhado na
tristeza. Essa dor que não avisa quan-
do vem nem quando vai. Vem de-
pressa, mas demora quando é hora
de ir embora. Eis você aí de novo a
me dizer que não tem jeito. Este
mal-estar no peito, este vivendo por
viver. Essa dor que não vai embora e
que parece não ter fim.

Ref.: Não sou ninguém pra lhe ensinar
a ser feliz. Eu não sou Deus. Não
vou dizer como se faz pra ser
feliz. Não há receitas. Mas existe
uma pessoa e que é capaz de dar
a paz. E dar a paz é o que Jesus
mais fez e faz. Consola o triste, o
infeliz e enche a vida de alegria.
Quem foi ouvir o que Ele diz
jamais voltou de alma vazia.
Um dia desses eu lhe falo dos
poderes que Ele tem. Quem já
pôs fim a mil prisões libertará
você também. (bis)

0624. Foi em nome
de Jesus

F

1. Foi em nome de Jesus, foi naquele
santo nome, foi em nome de Jesus
que ousei falar com Deus do jeito
que eu falei. De joelhos eu rezei, ao
ouvir aquele nome. De joelhos eu
rezei e ousei falar com Deus do jeito
que eu falei.

Ref.: Eu disse a Deus que eu precisava
de uma luz, em nome de Jesus.
Eu disse a Deus que era pesada a
minha cruz, em nome de Jesus.
/:E Deus me ouviu, em nome de

Jesus.:/ /:Em nome de Jesus eu vi
a luz.:/ Em nome de Jesus eu tive
forças pra levar a minha cruz.
Em nome de Jesus. Em nome de
Jesus. Em nome de Jesus. (bis)

0625. Pai nosso
ecumênico

F

Ref.: Lá, ra, lá, rá, lá, ra...
1. Ó Pai nosso de todos os dias, dai-nos
hoje o nosso pão. O pão nosso de
cada dia dai a nós e ao nosso irmão.
Que não falte em nenhuma casa dos
valores o essencial. Que não falte na
comunidade o social e o espiritual.
Que saibamos respeitar-nos e apren-
damos a conviver. Ensinai-nos a con-
jugar o verbo amar e o verbo crer.
2. Ó Pai nosso de todos os povos, nós
viemos te adorar. Que se exalte o teu
santo nome sempre, sempre em
qualquer lugar. Que não faltem a
nenhuma Igreja o verbo ouvir e o
verbo orar. Entre elas o costume
seja de querer dialogar. Que saiba-
mos respeitar-nos e aprendamos a
nos amar. E levai-nos a comungar do
mesmo pão e do mesmo altar.

Cantar à Vida Sempre

190

0626. Teologia
de engraxate

A

1. Quando se canta aqui na terra
alguma canção religiosa,
dizem que lá no céu, dizem que lá
no céu tecem comentários. (bis)
2. Se ela for mal feita eles compreen-
dem. Dizem que valeu pela intenção.
Se for engraçada eles dão risada.
Mas se for bonita eles tiram cópia, e
começam logo a cantar no céu. Quem
me falou foi o Rafael. Foi Rafael que
não um anjo, mas que diz que gosta
de ouvir canções. Ele engraxa sapa-
tos na Praça da Sé. Diz que foi uma
canção que eu escrevi que o trouxe
de volta ao caminho da fé.
Ref.: Ele agora balança lustrando sapa-
to, cantando canções que apren-
deu lá na Igreja. Vai lustrando
sapato e falando de Deus. Deus é
bom, Ele é Pai, glória a Deus,
assim seja. Foi Rafael que me fez
pensar na importância de cantar
sobre Deus e para Deus. Foi o
Rafael que me fez pensar na im-
portância de cantar. Cantar para
o povo de Deus. Cantar, cantar
para o povo de Deus, para o povo
de Deus. (bis)

0627. Oração por
nossos filhos

D

1. Ouve a nossa prece, ó Pai celeste, em
favor dos filhos que nos deste. Põe
em nós um pouco do teu brilho e em
cada filho a tua luz. Põe tua palavra
em nossa boca. Põe teu gesto em
nosso coração. Não amemos nem
demais e nem de menos.
2. Saibamos ser seus pais. Saibamos
muito mais. Pessoas educando ou-
tras pessoas. Cidadãos formando

novos cidadãos. Famílias preparan-
do outras famílias. Pais formando os
filhos para a paz.

0628. Que bonita religião F

1. Que bonita profecia o teu jeito de
rezar. Quando não compreendias, tu
ficavas a pensar. Perguntaste a
Gabriel «Como é que pode ser?»
Ref.: /:Que bonita religião
de quem crê mas quer saber.:/
2. Que bonita profecia o teu jeito de
sentir. Quando não compreendias
procuravas intuir. Quando o céu te
respondeu, tu soubeste concluir.
Ref.: /:Que bonita religião
de quem ouve e sabe ouvir.:/
3. Que bonita profecia o teu jeito de
insistir. Quando o filho não queria,
insistias em pedir. Lá nas Bodas de
Caná tu mostraste o teu poder.
Ref.: Que bonita religião
de quem sabe interceder. (3x)

0629. Prece pelo social F

1. O rico menos rico. O pobre menos
pobre. E nós cada vez mais inquietos
com os rumos do nosso país. Traba-
lho pra toda gente, salário bem mais
decente e nós cada vez mais inquie-
tos para ver nosso povo feliz. Não é
fácil não, não, não. Mas do jeito que
está não dá. Gostamos de te louvar,
mas às vezes a dor é tanta, que a
nossa oração é uma lágrima.
Ref.: Por favor, ó Senhor, dá-nos força
e valor pra conquistar mais traba-
lho, pra conquistar mais salário,
pra conquistar nosso pão. /:Pão
nosso de cada dia, trabalho de
cada dia, salário de cada dia,
certeza de cada dia, Senhor.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

191

0630. Deixa o rio correr D

1. Deixa o rio correr. Deixa o rio fluir. Ele
não sossegará, não, se não chegar
ao oceano. Deixa o povo crescer.
Deixa o meu povo ir. Ele não sosse-
gará se não chegar onde ele sonha.
Meu povo é como rio. Nada conse-
gue barrar seu trajeto. Tem que
deixar que ele vá. Meu povo é como
um rio. Quem não quiser sucumbir
tem que deixar o meu povo ir.
2. Deixa o rio correr, deixa o rio.
Deixa o rio fluir, deixa fluir. Deixa
o povo crescer, deixa o povo.
Deixa o meu povo ir.

3. Meu povo se chama de povo de Deus.
E Deus é quem chama o povo de
Deus. E o povo de Deus também
clama por Deus. Deixa o povo ir,
deixa, Faraó; deixa, Faraó. Meu povo
deseja ser livre. De um jeito ou de
outro o meu povo será livre, livre,
livre. Livre, livre, livre. O Senhor
Deus o libertará. O Senhor Deus o
libertará. Deixa o rio correr. Deixa o
meu povo ir.

0631. Cantiga franciscana D

1. Caro irmão sol. Cara irmã lua. Vós
irmãs estrelas que no céu brilhais.
Vós irmãos planetas que ao redor do
sol girais. Vós constelações e corpos
siderais. Nós aqui na terra, vós no
firmamento, num só pensamento,
numa só canção celebremos juntos
numa sinfonia a sabedoria de quem
nos criou.
2. Vós, ó criaturas que nem conhece-
mos. Anjos e arcanjos. Vós, ó
querubins. Vós, ó serafins. Vós, ó
não humanos se nos escutais, se
podeis orar, adorai conosco.

- CD -
Missa fazedores da paz

Pe. Zezinho, scj

0632. Sonhadores da paz E

1. Sonhadores da paz, fazedores da
paz, construtores da paz. (bis)
2. Cristãos de um tempo diferente.
Onde a gente tem que lutar se quer
fazer alguma coisa pela paz, a gente
tem que lutar.
3. Tem que arriscar, tem que falar, tem
que dançar, que levar o pão e a paz.

0633. Tende piedade

C

Ref.: Tende piedade, tende piedade,
tende piedade de nós, ó Senhor.
Tende piedade, tende piedade,
vosso povo é santo
mas também é pecador.
1. Vosso coração de Pai sabe perdoar.
Vosso coração de Filho sabe perdo-
ar. Vosso coração de Deus consolador
sabe perdoar, sabe perdoar.

0634. Palavra certa

C

1. Dá me a palavra certa na hora certa
e do jeito certo e pra pessoa certa.
2. Dá-me a cantiga certa na hora certa
e do jeito certo e pra pessoa certa.
3. Palavra é como pedra, preciosa sim,
quem sabe o valor cuida bem do que
diz. Palavra é como brasa: queima
até o fim. Quem sabe o que diz há de
ser mais feliz.
4. Palavra é como pedra, preciosa sim,
quem sabe o valor cuida bem do que
diz. Palavra é como brasa: queima
até o fim. Quem sabe o que diz... vai
levar a palavra.

Cantar à Vida Sempre

192

0635. Palavras
de salvação

F

Ref.: Palavras de salvação somente o
céu tem pra dar. Por isso meu
coração se abre para escutar.
1. Por mais difícil que seja seguir
tua palavra, queremos ouvir,
por mais difícil de se praticar
tua palavra, queremos guardar.
2. Com Simão Pedro diremos também
que não é fácil dizer sempre amém.
Mas não há outro na terra e no céu
mais companheiro, mais santo e fiel.

0636. A paz esteja
contigo

F

1. A paz esteja contigo, a paz esteja
comigo, a paz esteja com ele, com
ela e com todos os irmãos. (bis)
2. Como Jesus pediu, como Jesus orou,
como Jesus nos ensinou.
3. Paz, paz, paz na nossa Igreja, paz na
terra, em toda parte e assim seja. (bis)
4. Paz pra você que tem Jesus no
coração, paz pra você que é meu
amigo e meu irmão. (bis)

0637. Daqui do
meu lugar

Bb

1. Daqui do meu lugar eu olho o teu altar
e fico a imaginar aquele pão, aquela
refeição. Partiste aquele pão e o
deste aos teus irmãos, criaste a
religião do pão do céu, do pão que
vem do céu.
Ref.: Somos a Igreja do pão, do pão
repartido e do abraço da paz. (bis)
2. Daqui do meu lugar eu olho teu altar
e fico a imaginar aquela paz, aquela
comunhão. Viveste aquela paz e a
deste aos teus irmãos, criaste a

religião do pão da paz, da paz que
vem do céu.
Ref.: /:Somos a Igreja da paz, da paz
partilhada e do abraço e do pão.:/

0638. Oração pela messe D

Ref.: Poucos os operários,
poucos trabalhadores e a fome
do povo aumenta mais e mais.
És o Senhor da messe ouve
esta nossa prece, põe sangue
novo nas veias da tua Igreja.
1. Falta pão porque falta trigo, falta
trigo porque não semeiam e faltam
semeadores porque ninguém foi lá
fora chamar. Falta fé porque não se
ouve, não se ouve porque não se fala
e falta esse jeito novo de levar luz e
de profetizar.
2. Falta gente pra ir ao povo descobrir
por que o povo se cala. Pastores e
animadores pra incentivar o teu povo
a falar. Falta luz porque não se
acende, não se acende porque fal-
tam sonhos e falta esse jeito novo de
levar luz e falar de Jesus.

0639. Se tu nos amas

E

Ref.: Se tu nos amas então nos cha-
mas, amar é partilhar. Quem ama
chama, quer atenção, todo amor
termina em vocação.
1. Eu sei que fui chamado e sou chama-
do vocacionado pra fazer a paz, o
que eu quero é aprender bem mais
sobre o jeito de fazer a paz.
2. Eu sei que a minha vida é bem
mais vida quando eu me sinto
fazedor da paz. O que eu preciso
é aprender bem mais sobre o
jeito de fazer a paz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

193

0640. Continua, Senhor F

1. Continua, Senhor, teu projeto de
amor em mim, a criação não termi-
nou, Tu continuas criador. Continua,
Senhor, do teu jeito a me construir,
barro que sou, terra que sou, as tuas
mãos me moldarão.

Ref.: Sei que serei como queres que
eu seja, um dia desses serei
mais Igreja, um dia desses me
converterei e então profetizarei.

2. Continua, Senhor, insistindo em me
questionar, meu coração já enten-
deu, mas não consegue ser só teu.
Continua, Senhor, não me deixes me
acomodar, chama outra vez mais
uma vez, já fui vencido pelo amor.

0641. Festa no céu

G

Ref.: Eu quero uma festa no céu,
eu quero uma festa no céu.

1. Porque disseste que teus anjos fa-
zem festa quando um pecador muda
de vida. Festa no céu, eu quero uma
festa no céu.

2. Eu fui embora mas agora estou de
volta, sou que nem aquele filho arre-
pendido. Festa no céu, eu quero uma
festa no céu.

3. /:Sou pecador eu sei que sou,
mas meu Senhor me perdoou
e me ajudou, e me fez ver
que como eu ia não podia ser.:/

0642. Paz na terra,
paz no céu

F

Ref.: Paz na terra, paz no céu, paz na
ONU, paz aqui no meu país. (bis)

1. Paz aqui, paz no céu, paz em cada
coração. Paz aqui, paz no céu, todo
mundo é meu irmão.

2. Glória ao Pai Criador, glória ao Filho
redentor. Glória a Deus, Deus de
amor, santo e santificador.

0643. Três vezes santo F

Ref.: Santo, três vezes santo,
mil vezes santo.
Santo é o Senhor. (bis)

1. Os céus e a terra proclamam
que Deus é poderoso,
que Deus é mil vezes santo.

2. Milhares de vozes proclamam
num coro harmonioso,
que Deus é mil vezes santo.

3. E nós reunidos aqui
também proclamamos que Deus
é santo, é santo, é santo. (bis)

4. E santo é aquele que vem,
aquele que vem em nome do Pai.

5. Jesus também é Santo. (3x)

0644. Ó cordeiro de Deus F

1. Ó Cordeiro de Deus. Ó Cordeiro de
Deus. Ó Cordeiro de Deus. Morreste
por causa de nós, foste imolado no
nosso lugar. Por isso tende piedade,
tende piedade, piedade de nós. (bis)

2. E dai-nos a paz. E dai-nos a paz. E
dai-nos a paz. Cordeiro de Deus!

Cantar à Vida Sempre

194

0645. Eu não sou digno G

1. Eu não sou digno, ó meu Senhor. Eu
não sou digno de que tu entres, ó
meu Senhor, na minha casa porque
és tão santo e eu, pecador, que eu
nem me atrevo a te pedir este favor.
2. Eu não sou digna, ó meu Senhor. Eu
não sou digna, de que tu entres, ó
meu Senhor, na minha casa, meu
coração é tão pecador que eu nem
me atrevo a te pedir este favor.
Ref.: Mas se disseres uma palavra, a
minha casa se transformará, uma
palavra é suficiente, suavemente
ela nos salvará. (bis)

0646. Ladainha das
criaturas

E

Ref.: Obras do Senhor, bendizei ao
Senhor. Filhos do Senhor,
bendizei o Senhor. Louvai-o e
exaltai-o pelos séculos sem fim.
Céus do meu Senhor, bendizei o
Senhor. Anjos do Senhor,
bendizei o Senhor. Louvai-o e
exaltai-o pelos séculos sem fim.
1. Estrelas e planetas, bendizei o Se-
nhor. Mundos e universos, bendizei
o Senhor. Dias e noites, trevas e
luzes, corpos siderais, bendizei o
Senhor. Águas lá do céu, bendizei o
Senhor. Fontes e nascentes, bendizei
o Senhor. Rios e lagos, mares e
oceanos, chuvas e orvalhos, bendizei
o Senhor.
2. Vento e ventania, bendizei o Senhor.
Neves luzidias, bendizei o Senhor.
Vales e colinas, desertos e campi-
nas, praias e montanhas, bendizei o
Senhor. Frutos do alto mar, bendizei
o Senhor. Frutos do pomar, bendizei
o Senhor. Aves do céu, aves do chão,
feras e rebanhos, bendizei o Senhor.

3. Filhos de Israel, bendizei o Senhor.
Servos de Jesus, bendizei o Senhor.
Filhos de paz, vós que buscais,
religiões do mundo, bendizei o Senhor.

- CD -
Entre um riso e uma prece

Grupo Kaskata & Pe. Zezinho, scj

0647. Doze bandas

C

1. Eram dez bandas da banda de lá, e
mais duas bandas da banda de cá.
Doze bandas religiosas tentando le-
var o meu povo a rezar. Mas as
bandas da banda de lá só tocavam
cantigas de adoração. E as bandas
da banda de cá só cantavam canti-
gas de libertação.
Ref.: Do lado de lá só se ouvia: louvai,
louvai o Senhor. Do lado de cá só
se ouvia: lutai, lutai pelo pão.
Lutai pelo pão e louvai o Senhor.
Louvai o Senhor e lutai pelo pão.
/:É assim que se faz religião.
Louvai o Senhor e lutai pelo pão.:/
2. Havia gente das bandas de lá que não
aceitava as bandas de cá. Gente
pouco evangelizada que só aceitava
cantar para o céu. E cantores das
bandas de cá também criticavam as
bandas de lá. Para eles só era bonito
cantar para a terra e fazer escarcéu.
3. Aconteceu que as bandas de lá des-
cobriram que vida não é só louvar. E
que a fé quando é verdadeira, ela
grita, ela agita em favor dos irmãos.
E as bandas da banda de cá desco-
briram que a fé não é só denunciar.
Descobriram que orar pelos outros
também é um jeito de evangelizar.
Final: Louvai o Senhor e lutai pelo pão.
Louvai o Senhor e lutai pelo pão.
Louvai o Senhor e lutai pelo pão.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

195

0648. Religião e rimas

G

1. Se não rimar com oração não é
religião. Se não rimar com vocação
não é religião. E se não rima com
irmão não é religião. E se não rima
com perdão não é religião.

2. Se não reparte o pão não é reli-
gião. Se não tem compaixão não
é religião. Se não tiver bondade
não é religião. Se diz que tem
verdade, mas não tem fraternidade
não é religião.

3. Se conduzir à oração então é reli-
gião. Se despertar pra vocação en-
tão é religião. Se faz a gente ser
irmão então é religião. Se faz pedir
e dar perdão então é religião.

4. Se repartir o pão então é religião. Se
ensina a compaixão então é religião.
Se ensina caridade então é religião.
/:Se crê serenamente, respeitando
os outros crentes então é religião.:/

0649. Um grito de paz

Cm

1. De todos os cantos do mundo se
ouviu um canto de paz. De todos
os povos do mundo se ouviu um
grito de paz.

2. E todos os pés caminhavam em
busca da paz. E todos os povos
marchavam em busca da paz.
E todas as bocas cantavam um
canto de paz. O, o, o. Senhor, dá-
nos a paz.

3. E todos partiam o pão e se davam as
mãos. E todos sentiam de fato que
eram irmãos. E o lobo e o cordeiro
bebiam do mesmo riacho. O, o, o.
Senhor, dá-nos a paz.

4. /:Novo céu e nova terra
por causa do pão repartido.:/
/:E todos davam glória,
glória a Deus.:/
/:Glória, glória, glória,
glória a Deus.:/
/:Batiam palmas pro céu.
Batiam palmas pra terra.:/

Ref.: Palmas para um tempo sem
guerra. Palmas para um tempo
sem guerra. Palmas para um
tempo sem guerra.

Cantar à Vida Sempre

196

0650. Salmo do
povão feliz

G

1. Povos todos adorem o Senhor. Povos
todos batam palmas. Povos todos
exaltem o Senhor. Povos todos ba-
tam palmas. E quem é homem cante
um canto novo de chefe de família,
que louva o seu Senhor. Quem é
mulher que cante um canto novo de
mãe apaixonada, que louva o seu
Senhor. E quem é jovem ou quem é
criança, cante a esperança de um
futuro mais feliz.

2. Povo meu, minha gente, povo meu.
Povo meu, minha gente, povo meu.
Repitamos o que o santo livro diz:

Salmo 148
- Hino ao Senhor do universo -

Fala: Pe. Zezinho, scj

a- Louvai o Senhor do alto dos céus.
Ó anjos e arcanjos lá em cima no
céu. E vós, serafins, e vós querubins.
Ó santos e santas lá em cima no céu.
Quem foi um dos nossos e quem já
morreu. Louvai o Senhor lá em cima
nos céus.

b- Estrelas e astros e constelações.
Planetas, cometas e luas e sóis.
Ó corpos celestes, louvai o Senhor.
Ó nuvens e raios, trovões e clarões.
Ó ventos e chuvas e vós furacões.
E vós tempestades: louvai o Senhor!

c- Vós rios e mares e lagos e fontes.
Desertos colinas e vales e montes.
E fogo e neblina, louvai o Senhor.

d- Vós, aves cantoras, e vós, ó pardais.
Vós, peixes e répteis e vós animais.
Vós, frutos e flores que nos encantais.

Crianças tão lindas que alegres
brincais. Rapazes e moças que tanto
sonhais. Velhinhos queridos que tanto
ensinais. Meu povo querido que tens
tanto amor, que às vezes carregas o
peso da dor, que às vezes procuras
um libertador. Louvemos felizes o
nosso Senhor.

0651. Duas estrelas

F

1. Duas estrelas a tremeluzir na noite
santa de Natal. Duas estrelas a nos
conduzir. Que noite santa e sem
igual! /:Uma delas tinha um brilho
santo. E a outra um brilho sideral.:/
Uma delas a brilhar no céu. E a outra
bem aqui na terra.

Ref.: /:A do céu chamou-se estrela guia.
E a da terra se chamou Maria.:/

2. Duas estrelas a dizer amém. Que
brilho santo e quanta paz! Duas es-
trelas brilham em Belém, anuncian-
do a luz da luz. /:Uma delas guia o
viajante e a outra cuida de Jesus.:/
Uma delas anda pelo céu e a outra
tem o céu no colo.

3. O santo livro diz que foi assim.
Naquela noite sem igual duas estre-
las que disseram sim. E não faz mal
se ainda não é Natal, /:vou cantando
pra lembrar meu povo que nasce-
mos para iluminar.:/ De Maria o
brilho é maternal. O da estrela é um
brilho missionário.

Ref.: /:Procuremos com a estrela guia,
contemplemos juntos
com Maria.:/
Procuremos com a estrela guia,
contemplemos juntos
com Maria.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

197

0652. Pot-pourri dos
pregadores

Sei que cuidarás de mim

G

1. Sei que cuidarás de mim. Mesmo se
eu de mim descuidar. Do princípio
até o fim. Sei que cuidarás de mim.
Desde que eu te ouvi, Jesus, resolvi
que vai ser assim, enquanto eu vou
cuidando dos outros, eu sei, sei que
tu cuidas de mim.

2. Religião, quando ela é verdadeira,
sacode a mente, faz o corpo traba-
lhar. No fim do dia a gente sente que
é feliz porque sabe que fez o que
Deus quis.

O que será que Deus quer? G

Ref.: O que será?

1. /:O que será que Deus quer?:/
Muito mais do que nosso louvor.
Muito mais do que a nossa oração.
Deus quer o nosso coração. (bis)
Quer o nosso trabalho. Novo jeito de
amar. Novo jeito de ser irmão entre
os irmãos. Novo jeito de louvar. Novo
jeito de lutar. Novo jeito de viver o
social e o espiritual.

A palavra paz

G

1. Vou explicar agora o que quer dizer
a palavra paz, a palavra paz. Mexe
com todo mundo, ai com todo mun-
do, a palavra paz, a palavra paz, a
palavra paz. Não é só não fazer a
guerra. Não é só não ferir ninguém.
Não é só não jurar vingança. Não é
só não matar alguém. A paz é muito
mais. Paz é passar o tempo a fazer
o bem. /:Paz é fazer o bem. É fazer
o bem sem olhar a quem.:/ É fazer o
bem sem olhar a quem.

0653. Nossa prece

- The prayer

F

David Foster - Carole B. Sager - A. Testa - T. Renis
- Versão: Pe. Zezinho, scj

1. Ó Pai, guia os nossos passos. Cuida
bem dos nossos olhos. Ilumina a
nossa mente. Faz teu povo mais
humano. Ouve a nossa prece e se
erramos o caminho vem nos res-
gatar. Vem pra nos mostrar tua
graça e tua luz.

2. A luz que irradias queremos receber.
Tu que tens sabedoria queremos
aprender. És a estrela guia e nós
pequenos sóis. Mas Tu és eterna.
Ouve a nossa prece. Ouve a nossa
prece. Precisamos dessa luz. Quan-
do as trevas nos cobrirem, vem nos
ajudar, vem nos confirmar nos cami-
nhos de Jesus.

3. Sonhamos um mundo livre de violên-
cia. Um mundo de justiça e de espe-
rança, em que as famílias vivam
sempre em harmonia, a transbordar
a paz e a fraternidade.

4. E a força que nos dás certamente
levará aonde tu estás, teu povo em
oração. E todos ouçam tua voz. E
num só coração, cada um dentro de
si, e todos como irmãos, essa é a
nossa prece. É a nossa prece cheia
de esperança, igual uma criança que
sabe onde está o colo do seu pai.
Fica onde existe amor. Se nós
temos fé, fé no teu amor, cuida
bem de nós, Senhor.

Cantar à Vida Sempre

198

0654. Não sei dizer amém F

Ref.: Da minha vida és o Senhor, e eu
não sou mais do que ninguém.
Corrige a minha teimosia. Corri-
ge, ó pai, o meu amém. (bis)

1. Sim, Senhor,
eu sei que tens o teu projeto.
Não, Senhor,
eu não sou mais do que ninguém.
Eu creio em ti, mas admito,
ainda não sei dizer amém.

2. Sim, Senhor,
eu sei que sabes o que fazes.
Não, Senhor,
nem sempre eu faço ou fiz o bem.
Eu creio em ti, mas admito,
ainda não sei dizer amém.

0655. Povo que ora

E

1. O povo de Deus de agora quando ora,
tem um jeito especial. Ora pra pedir
ajuda. Ora pra se arrepender. Ora
pra cantar louvores. Ora pra agrade-
cer. Ora pra aceitar as cruzes. Ora
para interceder. Ora pra pedir mais
luzes. Ora para entender. Ora pra
vencer a crise. Ora quando tudo é
paz. Ora pra pedir mais forças quan-
do vê que não dá mais.

Ref.: Pai nosso que dais a força
e a inteligência pra gente viver.
Pai nosso, não deixes nunca teu
povo santo te esquecer. (bis)

2. O povo de Deus de agora quando ora,
tem um jeito especial. Ora quando
sai de casa. Quando sai para traba-
lhar. Quando chega do trabalho. Ora
quando vai deitar. Ora quando vai de
ônibus. Ora quando vai a pé. Ora

quando a vida aperta. Nunca vi ta-
manha fé! Ora pra arranjar trabalho.
Ora pro país mudar. Ora pra mudar
de vida. Ora pra não mais errar.

3. Criança que nasce agora, quando ora
tem um jeito especial. Ora quando
vai pra a escola. Ora quando vai
brincar. Ora quando o pai não deixa.
Ora pra mamãe deixar. Ora pelos
amiguinhos. Ora pelo professor. Ora
pelos doentinhos. Pelo pobre sofre-
dor. Ora quando não dá certo. Ora
pra vencer o mal. Ora pra ficar es-
perto. Ora pra viver legal.

Ref.: Pai nosso, que dais a força e a
inteligência pra gente escolher.
Pai nosso, não deixes nunca quem
é criança te esquecer. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

199

0656. Estou de volta

A

1. Depois de tanta cabeçada, esco-
rregão, tanto tropeço, eu reconhe-
ço. Estou de volta e reconheço que
eu errei. Eu sou que nem aquele filho
que partiu e foi embora, porque lá
fora, porque lá fora ele pensava que
era o rei. Eu fiz igual, não quis ficar,
não quis te ouvir, não quis saber do
teu amor. Quem tem dinheiro não
importa de onde vem, pensava eu, é
vencedor.

2. Depois de tanto me enganar, fingindo
ser o que eu não era, de alma since-
ra, estou de volta arrependido: eu
me enganei. Eu fui buscar noutro
lugar o que eu já tinha como heran-
ça. Outras conversas de ter sucesso
e ser mais livre eu escutei. Eu fiz
igual, não quis ficar, não fui fiel. Não
quis saber de estar aqui, tantas pro-
messas escutei, que até meus pais
eu desprezei, mas me perdi. Arre-
pendido eu volto para o meu pri-
meiro amor. Lá fora eu vi pro-
messas, mas não vi nada melhor.
Promessas e milagres e palavras
escutei, mas longe do teu colo,
verdade eu não achei.

3. Estou de volta, meu Senhor, aqui
bem onde eu comecei. Voltei ao
meu primeiro amor. Estou de vol-
ta, meu Senhor. Estou de volta,
meu Senhor. Estou de volta, meu
Senhor. Estou de volta!

0657. Sopro santo

F

1. Podias ter dado riquezas. Podias ter
dado poder. Num simples estalo de
dedos, podias ter dado bem mais.
Mas a graça que lhes deste foi o
sopro. O sopro santo da paz. O sopro
santo da paz. O sopro santo da paz.
2. Sopra em mim teu sopro santo. Teu
sopro de sabedoria. Sabedoria de
quem vive pela paz. Luta pela paz,
sofre pela paz. Sabedoria de quem
faz. Sabedoria de quem faz. Sabe-
doria de quem faz a paz!

0658. Estou aprendendo
a orar

C

1. Tu me ensinaste a conversar com
Deus, e me disseste que teu Pai
escuta, que se eu quiser eu posso
usar teu nome se precisar de algum
favor do céu. Eu tinha medo de rezar
errado, porque afinal eu sou um
pecador. Mas descobri que estava
enganada, Deus é Pai e ele tem
amor. Eu admito que ainda falta
muito, para eu poder dizer que eu sei
rezar. Mas cada dia aprendo um
pouco mais, ouvindo as preces de
quem sabe orar.
Ref.: Aleluia, Senhor, aleluia!
Estou aprendendo a orar. (bis)
2. Oravas muito e sempre ao Pai do céu.
Dizias sempre que teu Pai se impor-
ta. Que é só bater com fé naquela
porta, e não ter medo de falar com
Deus. Disseste um dia para usar teu
nome, porque Tu és o nosso
intercessor. E mesmo quem tiver
algum pecado, não se cale, Ele é
perdoador. Por isso eu peço, eu
louvo, eu agradeço, peço perdão e
faço intercessões. E cada vez apren-
do um pouco mais, quando eu mer-
gulho em minhas devoções.

Cantar à Vida Sempre

200

- CD -
Aprendiz

Antonio Cardoso

0659. Dá-me de beber

D

Ref.: Dá-me de beber
que eu tô chegando de viagem,
dá-me de beber,
um pouco d’água deste balde.

1. Uma samaritana escutou Jesus pedir
um pouco desta água que é do poço
de Jacó. Servir ou não servir ela foi
se perguntar. Pra dar um pouco
d’água é preciso ser maior que o
preconceito, que a intolerância, que
o desamor, que a ganância.

2. Um dia você vai se tornar fonte de
água corrente em Jesus e sua sede
vai acabar na água da fonte que
jorra da luz.

0660. Se és a minha mãe D

Pe. Zezinho, scj

1. Se és quem acredito quem tu és:
mãe de Jesus, e Ele é Deus! Se estás
onde acredito que estás: na eterna
luz vivendo aí no céu! Se vês o que
acontece nesta vida, então tu vês
também meu coração; se podes in-
fluir na minha vida, então influi, por-
que eu preciso de oração!

Ref.: /:Se és a minha mãe,
então me escutarás!
Se és a mãe de Deus,
então me ajudarás!
Se tinhas tanta graça e tanto
amor no teu viver, então me dá
um pouco desse amor,
eu não consigo me converter!:/

0661. Iguais

A

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Tenho irmãos, tenho irmãs aos
milhões em outras religiões.

1. Pensamos diferente, oramos
diferente, louvamos diferente,
mas numa coisa nós somos iguais:
Buscamos o mesmo Deus, amamos
o mesmo Pai, queremos o mesmo
céu, choramos o mesmos ais.

2. Falamos diferente, cantamos dife-
rente, pregamos diferente, mas
numa coisa nós somos iguais: Bus-
camos o mesmo amor, queremos a
mesma luz, sofremos a mesma dor,
levamos a mesma cruz.

3. Um dia, talvez, quem sabe,
um dia, talvez, quem sabe,
um dia, talvez, quem sabe,
descobriremos que somos iguais.
Irmão vai ouvir irmão e todos se
abraçarão, nos braços do mesmo
Deus, nos ombros do mesmo Pai.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

201

0662. Sou tua companhia D

Antonio Cardoso

1. Se a dor que estás sentindo no teu
peito é bem maior que podes agüen-
tar, vem, Eu te acolho no meu leito,
deixa o teu cansaço descansar. Vem
a mim se estás no sofrimento, Eu sou
o pão que vai te alimentar. Sou o
alimento para a alma que te acalma
e vai te sustentar.

Ref.: Como é bom sentir,
Jesus, a tua força, descansar
na tempestade deste mar.
/:Confiar em ti é meu remédio,
segurar em ti é navegar.:/

2. Se alguém não compreendeu o teu
amor, lembra do meu cálice no horto
em tentação. Era bem mais fácil me
afastar, mas Eu te assumi de cora-
ção. Se alguém feriu com jeito e dói
demais, lembra que o amor é o que
devolve a alegria, deixa tua mágoa
se perder no teu perdão, vem, que
Eu sou tua companhia.

0663. Aprendiz
de peregrino

Cm

Antonio Cardoso

1. Faz de mim um mar sem fim, um
barco em teu caminhar! Dá-me a paz
do teu perdão, eu sou um poço a
jorrar! Serei um peregrino de tua
Igreja no mais longínquo chão deste
país, e quando as minhas forças se
acabarem, não deixeis que eu me
solte de tua mão. Abre a luz no céu

do meu chão, não sei partir sem
chegar. Vem, Jesus, pro meu cora-
ção, eu quero te acompanhar! Serei
um pregador dos teus anseios. Amar
é dividir o mesmo ardor. Enquanto
houver um porto pra chegar, tu se-
rás o meu navegador! (bis)

Final: Faz de mim um mar sem fim,
um barco em teu caminhar!

0664. De mala e cuia

E

Ref.: De mala e cuia eu fui buscar
felicidade, mas a saudade,
só a saudade eu encontrei. (bis)
1. Tentei sair de casa de uma vez pra
ver se eu tinha mesmo que ir embo-
ra. Deixei minha família e fui buscar
em outras terras: minha vez, minha
hora. Aos poucos fui lembrando do
passado e dos amigos por quem
tinha mais carinho. Meu pai, que
tanta vez preocupado pedia pr’eu
ficar mais um pouquinho.
2. Mas foi preciso eu me jogar por este
mundo pra perceber o quanto é bom
ter aconchego, comida quente, rou-
pa limpa e oração e um coração de
mãe batendo no meu peito. A nossa
terra é tão repleta de migrantes e
todos trazem o costume da partilha
e quando partem à procura de ou-
tras terras é porque sonham ser
arrimo de família.
3. Porque na mala ninguém põe apenas
trapos, os sentimentos e os princípi-
os vão também. E é nessa hora que
as raízes falam alto e ainda hoje eu
me orgulho desse bem.

Cantar à Vida Sempre

202

0665. Quando Ele age

G

Pe. Zezinho, scj

1. Brisa que nos leva ao norte,
barulho de vento forte, línguas de
fogo, ave a voar. São só sinais,
são só sinais. O Espírito Santo é
mais! O Espírito Santo é paz!
2. Eu não sei dizer quem é,
não sei como ele é.
Sei que Ele vive, sei o que Ele faz.
3. O Espírito de Deus atua como quer,
mas, quando Ele age, shalom!
Tudo é paz!
4. Sei que Ele é consolador,
é santificador.
Do Pai e do Filho sei que Ele vem!
5. Sei que o Pai o enviou,
por causa de Jesus, mas quando
Ele age, shalom! Tudo é luz!

0666. Missionário
aprendiz

E

1. Quem quiser ser um cantor ou um
pregador de muita esperança tem
que ser um «conselheiro», tem que
ser profeta do amor, tem que ser
incompreendido, por algum grilheiro
atual, tem que ser um sonhador, um
missionário leigo ou um cardeal. Eh!
Lá vou eu! Construindo estradas,
levando a palavra de nosso Senhor o
nosso salvador, removendo as pe-
dras, comendo a poeira, relançando
a rede de um pescador.
2. Quem quiser ser um profeta de um
mundo novo no meio da tribo tem
que ser «Tiaraju» tem que conhecer
de norte a sul, tem que ser «Apinajé»
tem que ter os pés lá no Xingu, tem
que conhecer as leis da Mãe Nature-
za e do Criador. Eh! Lá vou eu!
Aprendendo a ser um respeitador de
cada palavra do semeador. Falando
de fé com o testemunho de quem
acredita em Nosso Senhor.
3. Quem quiser falar na rádio ou fazer
programa de televisão, tem que ver
que o outro lado não questiona a
nossa explicação. Tem que saber
que o passado de cada pessoa tem o
seu valor. Nunca deve impor um jeito
sem saber direito quem vai praticar.
Eh! Mundo cão! Tem sempre um
sujeito pra botar defeito e fazer di-
reito na televisão, tem um catecismo
pra nossa cultura, uma coisa dura de
inculturação. Eh! Lá vou eu!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

203

0667. Padre nuestro
de Latino América
C

Pe. Zezinho, scj

Ref.: O pão nosso de cada dia
cada dia está menos nosso.
Foi ficando menor a fatia
do pão nosso de cada dia. (bis)

1. Falta arroz, falta trigo e batata, falta
carne, verdura e feijão. Não se mata
esta fome que mata com o salário
que eles nos dão. Mas na mesa de
certa gente a comida vem quente e
a bebida é melhor, o pão deles de
cada dia é bem mais saboroso e o
pedaço é maior.

Ref.: El pan nuestro de cada día
cada día está más escazo
fué que dando menor el pedazo
del pan nuestro de cada día.

2. Falta emprego salário e respeito, e
justiça e aconchego e calor. Não se
faz um país desse jeito pisando nos
calos do trabalhador. Se na mesa do
operário há mais pão e comida, o
país vive mais. Se não há, o país
perde a graça e nas ruas e praças
ninguém vai ter paz!

3. Nossa prece tem dor e esperança,
esperança de trabalhador, que te
fala com toda confiança, tu que en-
tendes de luto e dor. Eras mãe e
pediste ao teu filho o milagre do
vinho na festa do amor, pede a ele
que ensine o caminho do pão para
todos sem sangue e sem dor.

0668. Pra mim Jesus é Deus D

Pe. Zezinho, scj

1. Eu só sei que foram trinta e tantos
anos e não posso lhe provar minha
verdade! Pode ser que minha fé só
seja um sonho, pode ser que você
veja mais que eu. Eu só sei que Ele
sabia o que falava, eu só sei que Ele
curava e perdoava, não importa se
morreu crucificado e se o mundo
ainda não se convenceu.
Ref.: Pra mim Jesus venceu,
pra mim Jesus é céu,
pra mim Jesus é luz,
pra mim Jesus é filho,
pra mim Jesus é Deus!
2. Não importa se eu sou cheio de
pecados e se os outros pregadores
também erram. Ele é mais que as
religiões e pregadores, Jesus Cristo
tem mais luz que todos nós. Eu só sei
que ele mudou milhões de vidas,
mas não posso lhe forçar as minhas
crenças; diferenças fazem parte da
cultura e é por isso que eu não ergo
a minha voz!
Ref.: Mas posso lhe dizer
que eu consigo crer,
pra mim Jesus é céu,
pra mim Jesus é vida,
pra mim Jesus é Deus!
2. Sei que é lindo conviver com outras
crenças se tem um coração inteli-
gente! Jesus Cristo diz que Deus é
pai de todos, e quem sabe ser irmão
terá mais paz. E por isso é que eu
aceito as diferenças, são dois lados,
mas a mesma cachoeira e Jesus tem
água viva e alvissareira e de lá onde
ele vem há muito mais!
Ref.: Pra mim Jesus é paz,
pra mim Jesus é céu,
pra mim Jesus é luz,
pra mim Jesus é fonte!

Cantar à Vida Sempre

204

0669. Eu vim te encontrar D

1. Eu venho buscar um pouquinho de
paz e carinho no teu coração. Venho
aprender a dizer a mais pura verda-
de na minha oração. Tende piedade,
Senhor, eu sou tão pecador, tão
pequeno demais, mas Tu constróis
minha casa e fazes morada com teu
grande amor.

Ref.: Eu venho dizer que tu és uma
grande saudade que tanto eu
sentia, mas hoje eu te encontrei
com grande alegria no pão
repartido. Te vi, peguei e senti,
matei minha fome de eucaristia.

2. Cheguei de uma longa viagem pra ter
a mensagem do teu evangelho. Que-
ria sentir-te de perto, falar bem aber-
to, poder conversar. Tu tens a pala-
vra mais certa, o conforto pra alma
na hora da dor. Tu és capaz de curar
a doença do corpo e ressuscitar.

Final: Te vi, peguei e senti, matei
minha fome de eucaristia.

0670. Até o fim

dos meus dias

D

1. Sem o teu perdão, amor, a vida é tão
difícil de viver - errei (errei) - vou
recomeçar! Quanta solidão senti
(senti) por todos os caminhos que
passei, mas só em ti, fui me encon-
trar. Quantas luzes eu vi se apaga-
rem quantas noites neste sofrer,
pois tu és o amor que eu sonhei pra
viver e amar.

2. Fiz esta viagem, amor, sem ter uma
passagem pra voltar, mas te encon-
trei pra recomeçar. No teu rosto o

amor, vislumbrei um porto pra che-
gar vou ancorar - no teu mundo eu
vou ficar. Quero estar ao teu lado pra
sempre quero ser a melhor compa-
nhia, não consigo viver sem te amar
até o fim dos meus dias!

- CD - Quando se vive
um grande amor

Antonio Cardoso

0671. Quando o sol
desaparece

G

Esta canção reflete o espírito de todo este CD.
A história se passa numa família que vive
intensamente a presença de Deus em seu lar,
fruto da oração.

1. Lá em casa quando a gente vai
dormir é costume antes conversar
com Deus, conversar sobre o que a
gente fez no dia, discutir as coisas
que aconteceram. Lá em casa quan-
do o sol desaparece a gente se
encontra pra rezar. Cada um vai
ascendendo a sua luz e ninguém
deixa a luz do outro se apagar.

Ref.: E a gente vai rezando,
a gente vai rezando,
a gente vai rezando
até dormir em paz. (bis)

2. Lá em casa quando chega o fim da
tarde eu sinto o céu as suas gra-
ças derramar. Mãe de Deus, Nos-
sa Senhora Aparecida, o teu man-
to vai cobrindo o nosso lar. Quando
a gente vai rezando o teu rosário
nossas vidas vão se pondo em tuas
mãos, pouco a pouco as tristezas
vão passando e ninguém dorme sem
a tua oração.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

205

0672. À minha maneira D

- Comme d’habitude
- My way

Claude François - Jacques Revaux - Gilles Thibaut -
versão: Pe. Zezinho, scj

A trajetória que se apresenta é a de alguém que,
apesar de suas limitações, foi adiante no seu ideal
e se tornou vencedor.

1. Eu sei se aqui cheguei, se conquistei
o que eu queria, cheguei porque
teimei, porque apostei na travessia.
Não fiz tudo o que eu quis, mas sou
feliz. Não fui perfeito, errei, mas
procurei fazer direito.

2. Andei, corri, voei, me atrapalhei,
perdi o prumo. Voltei, recomecei,
replanejei, achei meu rumo. Não fiz
tudo o que eu quis, mas sou feliz.
Não fui perfeito, errei, mas eu tentei
fazer direito.

3. Se eu me enganei,
e eu me enganei, e me engasguei
por querer demais,
mas reagi, cuspi pra fora
e aprendi a mastigar
e me refiz e sou feliz,
não tenho pressa.

4. Amei, sorri, chorei, perdi, ganhei,
joguei errado, cresci, envelheci
e agora eu vi como é engraçado
pensar no que eu já fiz pra ser
feliz, quanta loucura, errei,
mas acabei de alma pura.
Pra ser alguém
a gente tem que se guardar,
tem que se doar, e ser leal,
e ser fiel, e não mentir,
e não fingir
/:se eu errei,
errei tentando fazer direito.:/

0673. Sou da Bahia

A

Antonio Cardoso

A origem de cada um de nós é de fundamental
importância em qualquer construção familiar

1. Já faz tempo que eu deixei a Bahia,
mas eu nunca deixei de ser baiano,
não. Por onde eu andei, por onde eu
passei eu sempre levei a Bahia no
meu coração. Essas coisas que a
gente carrega na alma não se perde
no tempo, não passa jamais. Eu
tenho na pele e na mente também a
força que vem dos meus pais.
Ref.: Terra que brilha com o sol,
que faz do arrebol uma saudade
abençoada por Deus. (bis)
2. Já faz tempo que eu já deixei a Bahia,
mas eu sei do tempero e do sabor
que há em mim. Um porto seguro na
barra do sol eu tenho comigo bri-
lhando um farol. Impossível não ver
certas coisas na gente, a preguiça e
a canção que a gente se fez. Depois
de uma festa começa outra festa e
tudo é motivo de festa outra vez.

0674. Na casa do Pai

D

Antonio Cardoso

São Paulo diz que, se somos filhos de Deus,
somos também seus herdeiros. E o grande
legado de Deus Pai é seu Filho Jesus, que nos
faz moradores da mesma casa celestial.

Ref.: Estamos aqui reunidos
na casa do Pai. (bis)
1. O Senhor é meu pastor. O Senhor foi
quem me chamou. Já não sou eu
quem vive, é Cristo que vive em mim.
Sou feliz, eu sou do Senhor. Agora
eu sou luz no altar. Agora eu sou luz
no altar. Eu quero iluminar.
Final: O Senhor é meu pastor!

Cantar à Vida Sempre

206

0675. Aconchego

B

Pe. Zezinho, scj

A nossa história de família é também feita de
vizinhança e do aconchego dos amigos e parentes.

1. Minha casa é uma casa pequenina
cabem cinco, mas abriga muito mais.
Nas janelas tem um jogo de cortinas
que tremulam qual bandeira pela
paz. Duas mesas, um sofá, quatro
cadeiras, quase tudo a gente tem
que repartir /:as cadeiras, o sofá, o
pão e o vinho, as lembranças, as
tristezas e o sorrir.:/
2. Minha casa tem calor, tem harmonia.
Cabem cinco, mas abriga muito mais.
Nas paredes tem Jesus e tem Maria
que nos lembram que é melhor viver
em paz. Quando, ás vezes, vai nas-
cendo uma barreira e um de nós
esquece a hora do perdão, /:um
sorriso e uma inocente brincadeira
faz a gente remoçar o coração.:/
3. Minha casa fica perto de outras casas
e na rua brincam trinta, cem crian-
ças. Na varanda, meus compa-
dres e comadres tiram prosa re-
partindo as esperanças. Duas mesas,
um sofá, quatro cadeiras: quem tem
tanto, quase sempre tem demais.
/:Um empresta, o outro aluga a
vida inteira e assim a gente vai
vivendo em paz.:/
4. Meu Senhor do céu que às aves deste
um ninho onde sempre elas abrigam
seis ou mais, eu sou pobre, mas sou
como os passarinhos, tenho casa
onde a gente vive em paz. Mas co-
nheço quem também não tendo
nada, não consegue e já nem sabe
mais lutar, /:passa a vida sobre as
pontes e calçadas ou nem come só
pra ter onde morar.:/

0676. Família é dom
de partilha

A

Antonio Cardoso - Niza

A primeira lição da eucaristia vem de nosso
lar onde, ao partir o pão todos se tornam
iguais. Ali se reflete a memória de Jesus.

1. Eu peço a Deus Pai pela família, pela
casa e pelo pão a partilhar, pra que
o ódio não destrua o nosso amor, pra
que as brigas não consumam o nos-
so lar. Eu peço pela vida dos meus
filhos e peço pelos filhos de outros
pais. Se vivemos todos neste univer-
so, a gente tem que partilhar a paz.

Ref.: E Deus assim sonhou.
E Deus se fez família.
E desde então
a vida se tornou partilha. (bis)

2. Se a gente sente falta de quem ama,
alguma coisa existe em comum, a
mesma alegria, a mesma chama, o
mesmo sentimento em cada um. Eu
rezo pra que todas as famílias vivam
como Deus imaginou. No mundo exis-
tem muitas armadilhas, por isso cui-
de bem do seu amor.

0677. Um canto a Maria C

Antonio Cardoso

Maria, a primeira cristã, é também até nossos
dias fonte de inspiração para todos os lares
que sonham viver em harmonia.

1. Ave, Maria! Ave, cheia de graça.
O Senhor é contigo. Ave, Maria.
Santa Maria, mãe de Jesus,
rogai por nós pecadores.
Rogai, oh, mãe! Bendita és Tu
entre as mulheres,
bendito é o teu ventre,
/:bendito é Jesus.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

207

0678. Lembranças
dos meus pais

G

Antonio Cardoso

Quem não se lembra dos momentos
vividos com seus pais?

1. Eu me lembro muito bem de nossos
pais segurando em nossas mãos
para rezar. Quanto mais a gente
orava mais a gente se amava e era
assim que Deus agia em nosso lar.

2. Eu me lembro dos meus pais à nossa
mesa partilhando o que se tinha pra
comer. Era como Eucaristia nosso
pão de cada dia, era comunhão divi-
na a gente crer.

Ref.: Cresci de uma saudade agrade-
cido e orgulhoso
dos meus pais.
Cresci e fui à luta
com a mesma força,
a mesma fé, a mesma paz. (bis)

3. Sei que a gente era pobre, sem
dinheiro, mas não tínhamos vergo-
nha da pobreza. Nossos pais são um
valor, nos criaram com amor, esse
amor de nossos pais é uma riqueza.

0679. Paulo de Tarso

C

Antonio Cardoso

São Paulo é o protótipo do missionário
que sabe integrar a mensagem do Evangelho
na cultura do seu povo e do seu tempo.
É a figura mais atualizada nestes tempos de
tanta confusão no anúncio da fé.

Ref.: Sacode a poeira, levanta e vai
de cidade em cidade pregar.
/:Paulo, tu vais adiante, a tua
palavra não pode calar.:/

1. Eu fico aqui a imaginar o profeta na
tv. Nosso tempo agora é outro, mas
o pão ainda é tão pouco, há muito
circo pra se ver. Tu que és luz entre
as nações como o Cristo nos falou,
faz a pregação de novo pra que a fé
de nosso povo não se venda na tv.

2. Nosso povo em caminhada sempre
encheu seu coração no carisma e no
trabalho, no teu jeito missionário, na
palavra e na canção. Nossa Igreja
está em festa com os profetas de
agora, em algum lugar no mundo,
como era no passado, há sempre um
Paulo em sua glória.

0680. O que é o céu

D

Antonio Cardoso

As crianças perguntam: «O que é o céu?. Em
Lucas, a gente encontra: o céu é dom e partilha.»

1. O que é o reino do céu? O que há lá
neste céu? O que vai haver quando a
gente chegar e lá se encontrar com
a face de Deus?

Ref.: O que vou fazer?
O que vou dizer? O que vou fazer?
O céu é dom de partilha.
O céu não é um lugar.
O céu é feito de gente,
de gente que ama e sabe se dar.

2. Quando eu vou para o reino do céu?
Quando é que ele pode chegar?
Quem vai me dizer? Quem vai me
avisar? Quem é que me conta se
eu não vou pra lá?

Final.: O céu é dom de quem reza,
quem reza com o coração.
De quem pratica a justiça, de
quem é criança. O céu é perdão.

Cantar à Vida Sempre

208

0681. Não perca a esperança C

Nos dias de hoje, a palavra esperança nos
remete à figura do próprio Cristo.
É nele que a gente encontra forças para
enfrentar todos os desafios do mundo.

1. Não perca a esperança
de encontrar a paz em Deus.
Nosso amigo é Jesus. Nossa força
é Jesus. Ele fala ao coração.

Ref.: /:Santo é seu nome.
Santo é seu nome.:/
Amém, amém, amém, amém.

2. Abra a sua porta, deixe a luz de Deus
entrar, o seu rosto iluminar, a triste-
za se acabar, um milagre acontecer.

- CD -
Missa da esperança

Irmã Míria Terezinha Kolling, icm

0682. Vou lhes preparar A

1. Vou lhes preparar no céu um bom
lugar: Na casa paterna tenho muitas
moradas. Creiam, pois, em mim, eu
vim para salvar e ao céu levar quem
aqui aprendeu a amar.

Ref.: Nós cremos, sim, em ti, Jesus!
Serás, enfim, a nossa Luz!

2. Sim, Eu voltarei, e então recolherei o
amor, a acolhida, que me deram em
vida. Onde Eu estiver, comigo quero
ter os que meu Pai me entregou e
por mim amou.

3. Mas, seria em vão o céu imaginar,
pois nada, no mundo, é assim tão
profundo. Quando Ele chegar, e tudo
renovar, vocês, então, gozarão da
total visão!

0683. Nem a vida,
nem a morte

Cm

Ref.: Nem a vida, nem a morte vão
nos separar de Deus:
Mais que a vida, mais que a mor-
te, é o eterno amor de Deus.
1. É feliz quem ao céu já foi chamado:
Sua vida está nas mãos do Pai.
2. Nós também, peregrinos neste mun-
do, caminhamos alegres para Deus.
3. Fica firme! Sê forte! Tem coragem!
Tu verás a bondade do Senhor!

0684. A nossa vida

C

1. A nossa vida a um sopro é semelhan-
te, e nós passamos como o tempo,
num instante; pois são mil anos para
Deus como um dia, como a vigília de
uma noite que se foi.
Ref.: Só tu, meu Deus, me dás o pão
que vence a morte, o mal e a dor.
Só Tu, meu Deus, me dás o pão
da vida nova em teu amor.
2. Tal como a flor que de manhã no
campo cresce, logo de tarde é corta-
da e fenece, assim a vida é muito
breve aqui na terra, feita de luta, de
vaidade e muita dor.
3. Que o teu Espírito nos dê sabedoria,
pra bem vivermos nossos anos, nos-
sos dias. Tem compaixão, Senhor,
dos teus humildes servos, e exultará
de alegria o coração.
4. Já aqui na terra Tu revelas tua
bondade a quem te busca sempre
com sinceridade. E é vivendo na
esperança desta glória, que cami-
nhamos ao clarão da tua luz.

5. Hei de cantar tua bondade eterna-
mente, me confiar à tua graça tão
somente... Só Tu, Senhor, podes
salvar a minha vida; e desde já, me
entrego inteiro em tuas mãos.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

209

0685. Maria, ó mãe
cheia de graça

A

Ref.: Maria, ó Mãe cheia de graça,
Maria, protege os filhos teus.
Maria, Maria, nós queremos
contigo estar nos céus.

1. Aqui servimos a Igreja do teu Filho,
sob o teu imaculado coração. Dá-nos
a bênção, e nós faremos de nossa
vida uma constante oblação.

2. A nossa vida é feita de esperança.
Paz e flores nós queremos semear.
Felicidade somente alcança quem
cada dia se dispõe a caminhar.

3. Ah! Quem dera poder estar agora
festejando lá no céu Nosso Senhor!
Mas sei que chega a minha hora, e
então, feliz, eu cantarei o seu louvor.

0686. Senhor,
em ti espero

F

Ref.: Senhor, em ti espero:
Tua face ver eu quero.
Em mim deixou o teu grande
amor; saudade do céu, Senhor!

1. Minh’alma inquieta,
procura a fonte pura do amor,
que pode saciar toda sede de paz
e de bem que Tu me dás.

2. Melhor que tudo na vida,
é estar na casa de Deus:
me sinto feliz por contigo morar
e em tua força me apoiar.

0687. Boa noite

G

1. No fim desta tarde, Senhor, a ti volto
o meu coração. Eu te agradeço este
dia foi ele prova do teu amor.

Ref.: Nas tuas mãos eu entrego
Senhor, tudo aquilo que hoje vivi.
Meu coração fica em paz junto a ti;
boa noite meu Pai, meu Senhor.

2. Bendigo a esperança, o amor, a luz,
a alegria, o sofrer; muito obrigado,
amigo, por todo o bem que realizei.

3. Perdão pelo bem que omiti;
tu sabes o esforço que fiz!
Que amanhã, o novo dia seja
melhor, mais vivido em ti.

0688. Oração da manhã C

1. Em cada canto a vida renasce,
em cada alma luz nova se faz.
Canto comigo a natureza,
mais este ida que nasce por ti.

Ref.: Senhor que este dia vivido seja
no amor, ó tu que és a vida,
sustenta o meu viver.

2. Bendito sejas por toda beleza,
tua bondade este dia traduz.
Um mundo novo desabrocha;
cremos na força do bem, do amor.

3. Quero assumir, ó meu Deus, minha
vida, dar mais um passo e pra frente
seguir. E nesta minha caminhada,
que eu te revele a todos, Senhor.

Cantar à Vida Sempre

210

- CD -
Francisco e Clara
- O musical -

0689. Canta, Francisco C

Luiz Augusto Passos

Int.: Nos olhos dos pobres, no rosto do
mundo. Eu vejo Francisco perdido
de amor. É índio, operário, é ne-
gro, é latino. Jovem, mulher, la-
vrador e menor.

1. Há um tempo só paixão, grito e
ternura. Clamando as mudanças que
o povo espera. Justiça aos peque-
nos, ordem do evangelho. Recons-
trói a Igreja na paixão do pobre.
Há crianças nuas nesta paz armada.
Há Francisco povo sendo persegui-
do. Há jovens marcados sem teto
nem sonhos. Há um continente sen-
do oprimido. Com as mãos vazias,
solidariedade. Com os que não te-
mem perder nada mais. Defendem
com a morte a dignidade. Com a
teimosia que constrói a paz.

Ref.: Canta, Francisco, com a voz dos
pobres, tudo que atreveste a
mudar. Canta novo sonho, sonho
de esperança, que a liberdade vai
chegar. Canta, Francisco, com a
voz dos pobres, tudo que atreves-
te a mudar. Canta novo sonho,
sonho de menino: novo céu e
terra vão chegar.

2. Há Claras, Franciscos marginaliza-
dos, cantando da América a liberta-
ção. Meninos sem lares são irmãos
do mundo. Pela paz na terra sofrem
parto e cruz. Francisco, imagem do

Deus feito pobre, denúncia, espe-
rança, profecia e canto. Vence com
coragem o império da morte, de
braços com a vida em missão na
história. Francisco, menino e ho-
mem das dores, reconstrói a Igreja
pelo mundo afora. Na fraternidade
que traz a justiça. Na revolução que
anuncia a aurora.

0690. Oração da paz

D

Fr. Fabreti, ofm

1. Cristo, quero ser instrumento
de tua paz e do teu infinito amor.
Onde houver ódio e rancor, que eu
leve a concórdia, que eu leve o amor.

Ref.: Onde há ofensa que dói
que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia
que eu leve a união e tua paz.

2. Mesmo que haja um só coração,
que duvida do bem, do amor e do
céu. Quero com firmeza anunciar a
palavra que traz a clareza da fé.

3. Onde houver erro, Senhor, que eu
leve a verdade, fruto da tua luz.
Onde houver desespero, que eu leve
a esperança do teu nome Jesus.

4. Onde encontrar um irmão a chorar
de tristeza, sem ter voz e nem vez,
quero bem no seu coração semear
alegria, pra florir gratidão.

5. Mestre, que eu saiba amar, compre-
ender, consolar, e dar sem recebe.
Quero sempre mais perdoar, traba-
lhar na conquista da vitória da paz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

211

0691. Vem, eu mostrarei G

1. «Vem, eu mostrarei que o meu cami-
nho te leva ao Pai. Guiarei os passos
teus e junto a ti hei de seguir.» Sim,
eu irei e saberei como chegar ao fim.
De onde vim, aonde vou, por onde
irás, irei também.
2. «Vem, eu te direi o que ainda estás
a procurar. A verdade é como o sol
que invadirá teu coração.» Sim, eu
irei e aprenderei minha razão de ser.
Eu creio em ti, que crês em mim e à
tua luz, verei a luz.
3. «Vem, e eu te farei da minha vida
participar. Viverás em mim aqui;
viver em mim é o bem maior.» Sim,
eu irei e viverei a vida inteira assim.
Eternidade é na verdade o amor
vivendo sempre em nós.
4. «Vem, que a terra espera quem
possa e queira realizar, com amor, a
construção de um mundo novo muito
melhor.» Sim, eu irei e levarei teu
nome aos meus irmãos. Iremos nós,
e o teu amor vai construir, enfim, a paz.

0692. Cantai ao SenhorDm

1. Cantai ao Senhor
um cântico novo. (3x)
Ref.: Cantai ao Senhor,
cantai ao Senhor.
2. Porque Ele fez,
Ele faz maravilhas. (3x)
3. Jesus é o Senhor.
Amém! Aleluia! (3x)
4. É Ele quem dá o Espírito Santo. (3x).
5. Louvai ao Senhor. Amém! Aleluia! (3x)

Louvai ao Senhor! Louvai ao Senhor!

0693. Doce é sentir

C

1. Doce é sentir em meu coração, hu-
mildemente vai nascendo o amor.
Doce é saber, não estou sozinho.

Sou uma parte de uma imensa vida,
que generosa reluz em torno a mim.
Imenso dom do teu amor sem fim.
2. O céu nos deste e as estrelas claras.
Nosso irmão sol, nossa irmã a
lua. Nossa mãe terra com frutos,
campos, flores. O fogo e o vento,
o ar e a água pura, fonte de vida
de tua criatura. Imenso dom do
teu amor sem fim. Imenso dom do
teu amor sem fim!

0694. A verdade
vos libertará

Bb

Pe. Zezinho, scj

Ref.: A verdade vos libertará,
libertará. (bis)
1. Não temais os que matam o corpo,
não temais os que armam ciladas,
não temais os que vos caluniam,
nem aqueles que portam espadas.
Não temais os que tudo deturpam
pra não ver a justiça vencer. Tende
medo somente do medo de quem
mente pra sobreviver. Tende medo
somente do medo de quem mente
pra sobreviver.
2. Não temais os que vos ameaçam com
a morte ou com difamação. Não
temais os poderes que passam, eles
tremem de armas na mão. Não temais
os que ditam as regras na certeza de
nunca perder. /:Tende medo so-
mente do medo de quem cala ou
quem finge não ver.:/
3. Não temais os que gritam nas praças
que está tudo perfeito e correto. Não
temais os que afirmam de graça que
vós nada trazeis de concreto. Não
temais o papel de profetas, o papel
do profeta é falar. /:Tende medo
somente do medo de quem acha
melhor não cantar.:/

Cantar à Vida Sempre

212

0695. Irmão sol

Gm - G

1. Irmão Sol, com irmã luz, trazendo o
dia pela mão. Irmão céu de intenso
azul a invadir o coração. Aleluia.
Ref.: Irmãos, minhas irmãs,
vamos cantar nesta manhã,
pois renasceu mais uma vez
a criação das mãos de Deus.
Irmãos, minhas irmãs, vamos
cantar, aleluia, aleluia, aleluia.
2. Minha irmã terra que ao pé dá
segurança de chegar. Minha irmã
planta que está suavemente a
respirar, aleluia!
3. Irmã flor, que mal se abriu fala do
amor que não tem fim. Água irmã,
que nos refaz e sai do chão cantando
assim: aleluia!
4. Passarinhos, meus irmãos,
com mil canções a ir e vir.
Homens todos, meus irmãos, que
nossa voz se faça ouvir: aleluia!

0696. Inspiração

C

Pe. Joãozinho, scj

1. Tu que sopras no vento. Tu que
habitas no ar. Inspira meu sentimen-
to. Ensina-me a cantar. Canta,
céu, canta, mar. A natureza sabe
louvar. Minha voz, meu cantar,
vão juntar-se neste coral de paz...
que a Deus satisfaz!
2. Este canto de amor Jesus ensinou a
cantar. Ama a Deus e ao irmão. Faz
da terra um lar. Canta, céu, canta,
mar. A natureza sabe louvar. Minha
voz, meu cantar, vão juntar-se neste
coral de amor... que louva o Senhor!

0697. Ponte sobre águas turvas C

L. versão: Padre Joãozinho, scj - M.: Paul Simon

1. Se a solidão for demais, e em teu
coração não sentires a paz, eu
quero estar bem perto, como

alguém que torce por teu bem,
/:como ponte sobre as águas
turvas hás de me encontrar.:/
2. Se a luz que tens se apagar e a
escuridão, meu Pai, ofuscar teu
olhar, verei a luz nas trevas do
coração. Com a mão na tua mão
/:como ponte sobre as águas
turvas hás de me encontrar.:/
3. Vamos navegar. Navegar em busca
de um lugar para a gente sonhar.
Somos iguais, eu já sonhei também.
Com esta mesma paz e se acaso
precisares de alguém, hás de me
encontrar como ponte sobre as águas
turvas hás de me encontrar.

0698. Canção do
amor talvez

G

L. adapt.: Pe. Zezinho - M: John Denver

1. O amor talvez é como o sol nas trevas
de alguém. O amor é dar abrigo se a
tempestade vem. E quando tudo é
escuro e a vida é solidão, o amor é
que ilumina o coração.
2. O amor talvez é a janela que a luz
do sol nos traz. Nos convida a
olhar por ela e mostra muito mais.
E mesmo a quem não queira ver o
sol com sua luz, o amor suave-
mente ao sol conduz.
3. O amor quem sabe é como a flor,
talvez o mal-me-quer. Pra qualquer
um é gozo, é dor. É um jeito de
querer. Tem gente que até mesmo
diz que amou e é infeliz. E existe até
quem se cansou e nunca mais tentou.
4. O amor talvez se faça de conflitos, de
paixões. Ou das cinzas que eram
palhas, resquícios, ilusões. Mas se
eu viver mil anos e então recomeçar.
Lutando pelo amor vais me encontrar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

213

0699. Senhor

fazei de mim

G

Manasés

1. Onde há dúvida, que eu leve a fé.
Onde há ódio, que eu leve o amor.
Onde há ofensa, que eu leve o per-
dão. Onde há discórdia, que eu leve
a união. Onde há erro, que eu leve a
verdade. Onde há desespero, que eu
leve a esperança. Onde há trevas,
que eu leve a luz. Onde há tristeza,
que eu leve a alegria.
Ref.: Senhor fazei de mim
um instrumento de vossa paz.
2. Ó mestre, que eu não busque tanto:
Ser consolado, mas consolar. Ser
compreendido, mas compreender.
Ser amado, mas amar. Porque é
dando que se recebe. Esquecendo
que se encontra. Perdoando que se
encontra o perdão. Morrendo que se
ressuscita para a vida eterna.

0700. São Paulo

G#

Pe. Geraldo C. da Silva

1. Eu era cego, não enxergava.
Eu perseguia, quem me amava.
Mas sua luz me iluminou.
Hoje sou Paulo, apóstolo sou.
Ref.: /:Loucura da cruz. Loucura do
amor. Loucura de tudo.
Por causa do Nosso Senhor.:/
2. Eu já não vivo, Cristo vive em mim.
Quando sou fraco, Ele é meu sim. Eu
não tenho pátria e nem nação. Do
reino dos céus eu sou cidadão.
3. Fui perseguido. Fui torturado. Na paz
de Cristo fui confortado. Não tenho
medo de evangelizar. Enfrento as
tormentas na terra e no mar.

4. Eu combati o bom combate. Deixo
seu sangue que me resgate. Cristo
anunciado, que importa eu? Sou
decapitado, ressuscitado seu.

0701. Eu preciso de você F

1. Eu preciso de você, você precisa de
mim, nós precisamos de Cristo até o
fim. /:Sem cessar, sem parar, sem
vacilar, sem tremer, sem chorar.:/

0702. Santo anjo do Senhor E

Kater e Pe. Joãozinho, scj

1. Santo anjo do Senhor, meu zeloso
guardador, se a ti me confiou a
piedade divina, /:sempre me rege,
sempre me guarda, sempre me go-
verna, me ilumina sempre. Amém.:/

- CD -

Canto de Paz

Emmanuel

0703. Ao príncipe da paz G

Valdomiro Pires - Emmanuel Santos

1. Abaixe as armas diante do irmão.
Não despreze, abrace. Não em-
purre, acolha. Não marche, dance.
Não grite, cante. E fé no coração.

Ref.: Glória, Glória! Mil glórias mais!
Ao Senhor Jesus,
o Príncipe da Paz! (bis)

2. Vamos dar as mãos num gesto de
paz. Não se zangue, ore. Não
vingue, jamais! Não agrida, sal-
ve. Glorifique assim. O nome de
Jesus é tudo para mim.

Cantar à Vida Sempre

214

0704. Meninos do mundo G

Tivas - Waldir Luz

1. Uma estrela em meu caminho por
onde quer que eu vá. Eu vejo esta luz
na minha estrada a me guiar. Luz de
todos que procuram na verdade uma
saída pra matar a fome e a sede
nesta vida. Nessas horas mais difí-
ceis, Ele está pra quem quiser, o
Menino Deus, Jesus de Nazaré.
2. Eu também já fui menino. Vejo tantos
pelas ruas. Querem mais do que um
trocado em suas mãos. Um abraço,
um carinho com amor no coração, e
saber que todos nós somos irmãos.
Mas só a boa vontade pode mudar
tudo isso, quando a gente dividir
melhor o pão.
3. Menino Deus, meninos de rua. El niño
del pueblo, de qualquer nação. Me-
nino Deus, a fé não cansa de dar
esperança aos meninos do mundo,
que fazem dos sonhos uma só canção.

Ref.: Olê, olê, olê, olê, olê, olê, olê, olê, olá.

0705. Maravilhoso olhar C

1. Vivi tão longe do Senhor, assim eu
quis andar. Até que eu encontrei o
amor em seu bondoso olhar.
Ref.: Seu maravilhoso olhar.
Seu maravilhoso olhar, transfor-
mou meu ser, todo o meu viver.
Seu maravilhoso olhar.
2. Seu corpo vi na rude cruz sofrendo ali
por mim. E ouvi a voz do meu Jesus:
por ti morri assim.

0706. Rompe o mar da
liberdade

G

Pedro Casaldáliga - Emmanuel Santos

1. Sai meu povo desta terra e atravessa
o Mar Vermelho. Que não é pátria de

filhos esta terra - cativeiro. Rompe o
mar da liberdade e a esperança do
deserto. Quem comeu de pé a Pás-
coa nem tem lucros, nem tem medo.

Ref.: A promessa do Senhor já é Novo
Testamento. Toda terra e todo
povo /:devem ser reino do rei-
no.:/ Devem ser reino do reino.

0707. Canto de paz

G

Valdomiro Pires - Emmanuel Santos

1. Deus, meu Deus! Escreva nos gramados
dos nossos estádios. Escreva nos
balcões dos nossos bares. Escreva
nas fachadas dos grandes palácios:
«Não matarás! Não matarás»!
2. Deus, meu Deus! Escreva no inte-
rior das delegacias. Escreva nas
portas dos nossos lares. Nos san-
tuários das catedrais: «Não ma-
tarás! Não matarás»!

Ref.: Em todo canto eu quero um
canto de vida. Eu quero ver
nascer um defensor da paz.
Eu quero ver a violência vencida.
E toda voz cantar. Ô, ô, ô, ô!
E toda voz cantar. Ô, ô, ô, ô!
Um canto de paz.

3. Deus, meu Deus! Escreva nos tex-
tos de toda mídia e nas palavras
das nossas canções. Escreva no
céu dos nossos olhares: «Não
matarás! Não matarás»!
Final: En toda parte quiero un canto
de vida. Yo quiero ver nacer un
defensor de la paz.
Yo quiero ver la violencia vencida.
Y toda voz cantar: Ô, ô, ô, ô!
Y toda voz cantar: Ô, ô, ô, ô!
Un canto de paz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

215

0708. Uma luz

em cada coração D

Dom Beto - Lula - Tivas - Emmanuel

1. Cantem a canção do vento em forma
de alento. A verdade do amor é
Jesus, uma luz em cada coração. Se
você se encontra sozinho, sem paz,
sem carinho, sem água e pão, vem
buscar em Jesus a sua solução.

Ref.: /:Orem, que nunca é tarde demais.
Existe um Deus reluzente de paz!:/

2. Tantas vezes em nossos caminhos as
pedras e espinhos vêm nos ensinar
que a dor traz a força pra gente
mudar. Não desespere, não fuja
desta mão que te puxa e te faz
renascer. É Jesus, esse sol em cada
amanhecer!

0709. Em cada olhar
uma esperança

G

Raíza Oliveira - Renata Fausti

1. Eu vi quando o dia amanheceu. Nas
ruas pessoas tristes. Em cada olhar
uma esperança, procurando a saída
pra entender a vida. Eu vi crianças
jogadas, sem mãe, sem abraço, sem
morada. Só Jesus pra enxugar as
suas lágrimas.

Ref.: Senhor, faça chover amor
pra brotar em cada coração
a certeza que Jesus
é o caminho, é a salvação.

2. Senhor, o mundo está parado aqui e
não tem mais como andar. O seu
Filho é a esperança do seu Reino que
vai chegar pra nos salvar.

0710. O grande Deus Eb - E

Raíza Oliveira - Renata Fausti

1. Andei por todos os caminhos e en-
contrei no seu olhar a paz, todo o
amor que eu procurava, encontrei
em Você. Agora é seu o meu amor.
Ref.: O grande Deus que acende a luz
da lua é o mesmo Deus que faz da
minha vida a sua vida. É o mesmo
Deus que me ensinou a te amar
de coração. É o mesmo Deus que
une agora as nossas mãos.
2. As suas lágrimas se encontram com
as minhas: é de alegria. Terei pra
sempre a sua companhia e seguirei
todos os caminhos seus, iluminados
pela luz de Deus.

0711. Vigília

A

M. Luíza Ricciardi - Emmanuel

1. Como aquele empregado que vigia
sem parar, /:pois não sabe a hora
certa que o Senhor vai retornar.:/
Como o guarda vigilante, esperando
a madrugada /:e o viajante que an-
seia pela hora da chegada.:/
Ref.: Com as lâmpadas acesas
te esperamos, ó Senhor.
Com as lâmpadas acesas
te esperamos, ó Senhor.
2. Como a mãe espera o filho que de
longe vai chegar. /:Como alguém
espera atento seu amor que vai vol-
tar.:/ Como quem resiste à luta tra-
balhando na mudança /:do que é
velho no que é novo com a força da
esperança.:/
3. Como o povo generoso que constrói
em mutirão /:uma casa onde todos
tenham terra, paz e pão.:/ Como o
sol ao despontar traz de volta a luz
do dia /:Como a noite que se acaba
numa aurora de alegria.:/

Cantar à Vida Sempre

216

0712. Meu Deus, como és
grande! -
Sl 8

A

M. Luiza Ricciardi

Ref.: Meu Deus, como és grande!
Imenso é teu amor! (bis)
1. À noite, ao ver o céu, a lua e as
estrelas, eu penso que criaste o
mundo por amor. Pergunto: quem
sou eu pra Deus me amar assim?
2. Tu me fizeste livre pra amar e ser
feliz. E me deste o poder de te
chamar de Pai: que mais poderei
ser, que ser filho de Deus?
3. Eu amo a beleza de tudo que criaste:
os pássaros do céu, os peixes e
o mar, a vida, a natureza e todos
meus irmãos.

0713. Pão e vinho

A

Valdomiro Pires - Carlos Eduardo Brandão Calvani

1. Já faz tempo que esperamos essa
flor se fazer uva, essa uva virar
vinho, esse vinho virar festa, e essa
festa comunhão. Já faz tempo que
esperamos essa flor se fazer trigo,
esse trigo virar pão, esse pão fazer
a festa, e essa festa, mutirão.
Ref.: Comunhão, mutirão e ação.
Comunhão, mutirão, oração.
2. Já faz tempo que esperamos esse
povo erguer as mãos. Com as mãos
erguer a voz e juntar essa oração.
E essa força, a paz. Já faz tempo que
esperamos a canção se fazer hino,
desse hino vir ação, expressão da fé
primeira dessa gente brasileira.

0714. Amanhecer F - Bb

L.: M. Luiza Ricciardi - M.: L. van Beethoven

1. Vibra uma canção de esperança
e alegria. Surge no horizonte
o raiar de um novo dia.

Ref.: Canta, dança, entra na festa.
Sente a alegria de viver.
Olha o céu sorrindo, vê a beleza
deste renascer. Canta, dança
nesta ciranda. Sonha de novo
sem temer. Vai à cidade,
leva a notícia deste amanhecer.

2. No olhar do povo brincam risos
de criança. Mãos se entrelaçam
recriando a confiança.

3. Livre canta o vento boa nova
de amizade. Brilha a paz na terra.
Nasce nova humanidade.

- CD -
Gaivota, o vôo da vida

Coral acorde coração & José Acácio Santana

0715. Gaivota

G

1. Uma gaivota chegando!
Olhem todos para o mar!
2. Olhem todos pro mar. Olhem todos
pro mar. Olhem todos pro mar.
3. Uma gaivota a voar, a voar. Uma
gaivota, voando suavemente por cima
do mar, é a paz chegando. Assim tão
repente querendo pousar.
4. Voa, gaivota, voa do teu alto mar!
Pousa na minha praia!
Me ensina a voar! (bis)
5. Assim como uma gaivota, eu posso
também voar. Os sonhos são mi-
nhas asas, a vida, meu alto mar.
Da praia da minha vida agora
quero voar, fazer de cada partida
promessa de libertar. (bis)
6. Voa, gaivota, voa!
Me ensina, me ensina a voar!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

217

0716. Voar

G#

1. As nossas mentes compreendem
que é tão difícil voar. Muitas raízes
nos prendem à praia do nosso mar.
Mas elas também entendem que é
necessário sonhar.
Ref.: É preciso que a gente se erga do
chão e conheça o espaço maior
que a visão. É preciso que a gente
descubra a emoção de voar com
as asas do seu coração. (bis)
2. As nossas vidas precisam subir aci-
ma do chão, pois só do alto divisam
o espaço além da visão. É lá que se
realizam os sonhos do coração.

0717. Ave de muito longe C

1. Ave de muito longe pousa no
meu pomar. /:Traz as semen-
tes dos campos do céu para em
meu chão plantar.:/
Ref.: Tu que acordas a aurora,
canta em meu despertar!
Tu que guardas a noite,
velas por meu sonhar!
2. Ave de muito perto pousa no meu
pomar. /:Traz as correntes da chuva
do ar para meu chão molhar.:/
3. Ave de muita vida pousa no meu
pomar. /:Traz as sementes dos campos
do amor para em meu ser plantar.:/

0718. Longe e perto

G#

1. Quando eu fizer falta no teu cotidia-
no, então compreenderei que fui
bastante humano para entender teu
coração. /:Pois é quando se faz falta
que mais perto a gente está!:/
2. Quando eu fizer falta na paz do teu
espaço então compreenderei que fui
bastante abraço para acolher teu
coração. /:Pois é quando se faz falta
que mais perto a gente está!:/

Ref.: Coloca-me nas horas e minutos
do teu dia. Escreve-me nos ver-
sos da mais terna poesia. Eu que-
ro fazer parte desta humana par-
ceria que faz nascer a vida como
nasce a melodia. Eu quero ser a
noite prometendo luar. Eu quero
ser o dia prometendo brilhar!

0719. Na tua direção Dm - D

1. Se um dia a vida me for triste não há
por que chorar, se me assiste um
infinito amor. Preencherei de luz o
meu vazio, farei de conta que nin-
guém me viu chorar a minha dor.
Ref.: Se eu me perder um dia, não
repares! Eu me perdi na luz dos
teus olhares. E achei-me na can-
ção. Minha canção tornou-se a
tua imagem, e minha vida é como
uma viagem na tua direção. (bis)
2. E se eu perder a minha estrela
não há que lamentar. Posso vê-la na
minha canção. Contemplarei o meu
interior. Achá-la-ei, com todo o es-
plendor no céu do coração.

0720. Abraços

G

1. Alcancei a tua alma pelas marcas dos
teus passos. Te abracei para abra-
çar o que não cabe em meu abraço.
Encontrei a fonte viva para minha
inspiração. Segurei a tua mão para
alcançar teu coração.
Ref.: Eu bebo a tua luz, igual se toma
vinho. E ela me conduz nas curvas
do caminho. Na tua doce paz, no
amor que tanto quis a vida se
refaz, e volta a ser feliz. Amor, eu
te abracei para abraçar o que não
cabe em meu abraço. /:Eu abracei
apenas uma parte do ser que é bem
maior que todos os abraços.:/

Cantar à Vida Sempre

218

0721. Ponto de chegada G

1. Corro para ti como o sedento
corre para a água. E Tu me aco-
lhes como o mar acolhe a fonte.
Corro para ti como o atleta para a
fita de chegada. E teu abraço é
minha glória e meu troféu.

Ref.: Corro para ti como o vento
que sopra pelos campos.
E Tu me acolhes como a campi-
na acolhe a brisa. Corro para ti
porque Tu és meu impulso de
partida. Corro para ti porque
Tu és meu ponto de chegada.

2. Corro para ti como a abelha corre
para a flor. E Tu me acolhes com
o mel do teu amor. Corro para ti
como a ovelha para os braços do
pastor. E Tu me acolhes com a
paz do teu calor.

0722. Pequena parte

D

1. Se eu abrisse realmente os olhos, eu
me encontraria em todas as ima-
gens. Se eu soltasse realmente os
passos, eu me encontraria em todas
as viagens. E se desprendesse a
minha voz, então eu em acharia em
todas as mensagens. Sou apenas a
pequena parte desta obra de arte
que é a criação.

Ref.: Por isso, eu canto a vida,
que é fruto do amor,
imagem refletida do Pai criador.

2. Seu eu abrisse realmente a vida, eu
me encontraria em todos os infan-
tes. Se eu soltasse realmente as
asas, eu me encontraria em todos os
voantes. E se desprendesse o co-

ração, então eu me acharia em
todos os amantes. Sou apenas a
pequena parte desta obra de arte,
que é a criação.

0723. Meu limite

G

1. Se eu pudesse ser a luz do sol,
seria bom demais o meu amanhe-
cer. Poderia com calor e muita luz
te amar. Tua tristeza e tua sombra
eu ia iluminar.

Ref.: Mas, eu tenho tanta sombra como
tu. Meu limite é bem maior do que
pensei. Mesmo assim, eu quero
ser vida nova em teu viver.
O amor só vem depois que a força
de ser dois nos faz ser um.

2. Se eu pudesse ser a luz da estrela,
seria bom demais o meu anoitecer.
Poderia com ternura e muita paz te
amar. O teu repouso e os teus so-
nhos ia iluminar.

0724. Oferenda

Eb

1. Quem derrama água pura no cálice
dos olhos teus, minha vida mistura
na vida do próprio Deus.

Ref.: Ao levantares teus olhos, duas
taças de louvor, ergues água da
vida que foi transformada em
amor. /:Sobre o altar do teu
rosto, nas duas taças de luz,
nosso ofertório foi posto nas
mãos de quem nos conduz.:/

2. Quem derrama água pura no vinho
tinto do amor, minha vida mistura na
vida do Criador.

Final: Amém! Amém! Amém! Amém!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

219

0725. Maravilha que
o tempo escreveu
G

1. Na paz de um momento sem par, sob
a luz do luar, te achei. Igual à melhor
das irmãs, como a luz das manhãs,
te amei. Passei todo o tempo depois
procurando ser dois, ou mais. As-
sim, passe o tempo que for, não se
acaba este amor jamais.
Ref.: Canta comigo a canção que nas-
ceu como se abre um botão. Ma-
ravilha que o tempo escreveu,
foste a musa, o poeta fui eu. (bis)
2. Alguém nos amarra no amor como
um feixe de flor na mão. Alguém deu
a nós este dom de fazermos do som,
canção. Por onde este alguém esti-
ver, sei que muito nos quer amar, e
diz: ser é mais do que ter. Mais do
que receber é dar.

0726. Molduras

G

1. Em que molduras colocarei meu
retrato quando a noite fechar teus
olhos? E em que luz acenderei
minha lâmpada quando o sono fe-
char teus olhos?
Ref.: Teus olhos guardem minhas ima-
gens, que são mensagens do cora-
ção. Prefiro preso, no amor ace-
so, do que ser livre na escuridão.
2. Guarda-me em tua noite. Guarda-me
no teu amor! Quero sentir o esplen-
dor do teu luar. E no teu céu interior
eu vou morar!

0727. Sonhos de paz

F

1. Os nossos sonhos de paz são bem
maiores que o mar. O mar, quando
chega na praia e cansado desmaia
se parece demais com os sonhos de
paz pelos quais tanta gente se cansa
e se dá. Pelos quais tanto amor
morre cedo demais.
Ref.: Não! Não se pode parar!
É preciso lutar! Como as ondas
do mar vamos continuar!
2. O nosso amor é maior. É bem maior
que este mar. E não há nada melhor
que navegar neste mar. Pela con-
quista da paz vale a pena lutar e
sonhar! Não há nada maior e melhor
que navegar neste mar.

0728. Nos campos
do mundo

D

1. Não somos feitos para ficar, e sim
para partir e caminhar. Que a nova
aurora em seu nascente, de luz e
esplendor, não nos encontre no po-
ente do dia anterior. Não somos
feitos para ficar, e sim para partir e
caminhar.
Ref.: Nada segure os passos dos que
foram chamados para andar! Nada
amarre as asas dos que foram
chamados a voar! Somos semen-
tes do amor mais profundo, existe
em todos nós o sonho libertador.
Deus nos espalha nos campos do
mundo pra sermos um sinal do
seu poder criador.
2. Em cada gesto que a gente faz, a
história vai ficando para trás. E como
o pássaro não torna ao ninho onde
nasceu, também a gente não retorna
ao tempo que viveu. Em cada gesto
que a gente faz, a história vai ficando
para trás.

Cantar à Vida Sempre

220

- CD -
Conheço um coração

Pe. Joãozinho, scj

0729. Conheço
um coração

C

Medite: Ez 36,25-28; Mt 11,25-30

1. Conheço um coração tão manso,
humilde e sereno, que louva o Pai
por revelar seu nome aos pequenos,
que tem o dom de amar e sabe
perdoar e deu a vida para nos salvar.
Ref.: Jesus manda teu Espírito, para
transformar meu coração. (bis)
2. Às vezes no meu peito bate um
coração de pedra, magoado, frio,
sem vida, aqui dentro ele me aper-
ta. Não quer saber de amar, nem
sabe perdoar. Quer tudo e não
sabe partilhar.
3. Lava, purifica e restaura-me de
novo. Serás o nosso Deus e nós
seremos o teu povo. Derrama
sobre nós a água do amor, o
Espírito de Deus, Nosso Senhor.

0730. Gota

D

Medite: 2Cor 4,7-l8

1. Há uma gota de felicidade em cada
flor, em cada minuto que passa e até
na dor, na lágrima também. Onde eu
for encontrarei esta semente
semeada em nós pelo criador.

0731. Sei de alguém

C

Medite: Gl 2,20; Jo l9,31-37

1. Sei de alguém que me ama e me quer
bem e me faz feliz da vida. Escreveu

meu nome na palma de sua mão.
Não me esqueço não. Quando eu
choro, fica perto, e o seu ombro me
consola: é meu amigo!

Ref.: Tanta coisa me ensinou
e por mim morreu na cruz.
Seu amor me transformou
e o seu nome é Jesus! (bis)

0732. Salmo

do matrimônio

G

Medite: Sl 127; 1Cor 13,8

Ref.: O amor jamais acabará.
O Amor jamais acabará. (bis)

1. Mesmo sendo pequenina, sem
cortinas e sem cor, esta casa vai
ser linda se Deus for o construtor.

2. Não será um palacete,
nem será uma mansão. Esta casa
pequenina é o vosso coração.

3. O tijolo paciente, o cimento da
união, a família construindo
o alicerce neste chão.

0733. Se você

Am - C

Medite: Mt 11,28-30

1. Se você cansado está,
não demore: Venha a mim!
Sou Jesus, o seu Senhor,
eu tenho muito amor para lhe dar.

Ref.: Sem mim você
não pode fazer nada.
Sem mim a vida
perde o seu valor.
Sem mim o coração
vazio reclama.
Sem mim não existe amor.

2. Se você magoado está,...

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

221

0734. Maria, minha mãe A

Medite: Lc 1,26-56

Ref.: Maria, minha mãe Maria, queria
te falar de amor. Mostrar que em
meu peito aberto cultivo um jar-
dim em flor. Cultivo um jardim de
rosas, que não tem espinhos pra
te machucar. Cultivo um jardim
tão lindo, rosas perfumadas pra
te ofertar.
1. Maria eu que não sabia como era tão
sublime amar. Agora mãe do céu,
Maria, contigo sigo a cantar. E canto
pela vida afora, embora encontre
pedras não vou mais parar. Pois sei
que com você Maria, minha mãe,
Maria, vou sempre contar.
Final: /:Maria, mãe Deus, Maria,
Maria, vou sempre te amar.:/

0735. Coisas do coração E

Pe. Joãozinho, scj - Jobam

Medite: 1Cor 13; 1Jo 4,7-21

1. Coisas que vêm de dentro de quem
um dia inventou o amor... Coisas que
nascem na fonte de tudo o que exis-
te. A natureza e até o luar, as estre-
las e o mar, aquela nuvem e o
pássaro livre... o vento!
Ref.: O seu olhar de simples amigo,
esta aventura de sermos
irmãos, faz sentir que existe
sentido, que vale a pena viver...
A razão de tudo a razão não
sabe, são coisas de dentro,
coisas do coração.
2. O sentimento é um simples momen-
to, é como a flor que cai. O amor é
mais que a flor, é semente que
nasce. Uma paixão é inverno, é ve-
rão... como a estação que vai. O
amor é mais: é o sol que se esconde,
mas volta!

0736. Tu és a fonte

Dm

Pe. Joãozinho, scj - Pe. Zezinho, scj

Medite: Jo 4,4-42

1. Tu és a fonte, eu sou o riacho, de ti
eu venho e vou pro Pai. Não vou
sozinho, correndo eu acho um outro
alguém que também vai. Nascemos
juntos das mesmas águas e na ale-
gria e no amor a ti voltamos renden-
do graças, bebendo a vida nas fontes
do salvador.

2. Tu és a vida, és o caminho por onde
eu ando e chego ao Pai. E nesta
estrada não vou sozinho, porque o
irmão comigo vai. /:Caminharemos
na mesma estrada, no frio, na seca
ou no calor, tudo isso passa, pois tua
graça transforma pedras e espinhos
em muito amor.:/

0737. A busca

D

Medite: 1Rs 19

1. /:Aquele que é o gozo de minh’alma,
que me alegra e que me acalma eu
saí a procurar. Dia e noite, noite e
dia, eu olhava, mas não via sua mão
a me guiar. No vento forte, impetu-
oso, no governante, no poderoso, no
terremoto, no furacão, procurei em
vão... procurei em vão... procurei
em vão.:/

2. Cansado de procurar, sentei-me no
caminho, cansado, sozinho sem Deus
e sem lar. O vento cessou, o fogo
acabou. No silêncio da estrada uma
brisa soprou. E a brisa suave trouxe
paz, trouxe amor, inundou minha
alma, encontrei meu Senhor!

Cantar à Vida Sempre

222

0738. Grava-me

A

Ir. Maria Tereza da Eucaristia, ocd

Medite: Ct 8,6-7

1. Grava-me como um selo em teu
coração! Grava-me com o selo da
graça que é força e palavra em teu
coração. Grava-me, com o amor que
não passa de graça em graça e se
faz doação.

Ref.: Grava-me com o selo do amor
que é mais forte que a morte,
em teu peito, Senhor! (bis)

2. Grava-me, como um selo em teu
braço, Senhor! Grava-me, com
uma seta afiada que fica cravada
na alma e na dor. Grava-me, em
tua mão delicada que deixa infla-
mado o meu coração!

0739. Mãe

C - Am

Medite: Pr 6,20; 1Jo 2,12-14

1. Mãe, você foi nove meses de espera,
já me amou sem saber como eu era,
preparou o enxoval para mim. Mãe,
nem sentias o meu carinho, mas eu
bem lá dentro sozinho já te amava e
cantava assim.
Ref.: Vou nascer e vou cantar e vou
viver. Vou sorrir e sorrindo vou
te agradecer. Vou dizer que tu
és a minha flor, e cantar com
carinho alegria e amor.
2. Mãe você foi tanto tempo meus
braços, minhas pernas e eu fui teu
cansaço, o teu colo era um berço pra
mim. Mãe, escutavas apenas um
choro. Era o meu coração como coro
que te amava e cantava assim.
Ref.: Vou crescer...

3. Mãe, você foi tanto tempo amiga, me
escutou e sorriu na fadiga, quando a
vida chorou para mim. Mãe, eu cres-
ci mas ainda sou filho, «te amo»,
repito o estribilho que a vida ensinou
e é assim.

Ref.: Vou vencer...

0740. Peregrino

E

Medite: Mt 10,5-15; Mt 28,18-20

1. Vou por esta estrada,
peregrino eu tenho que andar.
Foi tão bom estar com você,
mas agora eu tenho que andar.

Ref.: Mas levo seu sorriso,
seu perdão, eu levo comigo,
em minha bagagem,
seu coração! (bis)

2. A gente nunca esquece
companheiro de estrada e de pó.
Mas a vida tem curvas e agora...
agora eu tenho que andar.

Final: Mas deixo meu sorriso,
meu perdão, eu deixo contigo
em tua bagagem, meu coração!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

223

- CD - As pedras falarão

Pe. Campos

0741. Ave Maria morena G

Ref.: Ave Maria morena, olha este mundo
sem cor. Ave Maria serena, teu
povo de novo precisa de amor.
/:Ave Maria serena, teu povo de
novo precisa de amor.:/
1. Canta de novo a esperança, a paz, a
bonança de um mundo sem dor.
Canta de novo este canto que eleva
o oprimido e destrona o opressor.
2. Tu és a virgem morena, a mestiça, a
pequena, a linda mulher. Tu és a
Mãe destas raças, de todos os po-
vos, da gente de fé.
3. Senhora de Guadalupe, do bran-
co, do negro e do índio também.
Rainha do continente, estrela
luzente, ó dá-nos o bem.

0742. Clamor latino

G

1. Dou graças, ó Senhor, pelos peque-
nos. Por eles fiz a minha opção.
América Latina tão sofrida, tens fome
de justiça e de pão.
Ref.: Mandas profetizar, mas tenho
medo. Sinto-me quase sem
forças e sou tão menino.
Mas se estás ao meu lado, eu
gritarei, Senhor. Ouve depressa
o clamor, o clamor latino.
2. Importa as sementes ir plantando. O
Deus Libertador anunciar. E junto
aos fracos morrerei clamando, só
Deus é força do meu caminhar.
3. Ó terra de Maria missionária. Ó terna
Mãe, a ti o nosso louvor. Rainha
deste imenso continente. Ó Mãe dos
pobres - serva do Senhor!

0743. Quem irá, Senhor,
morar?
- Salmo 15 G

Ref.: Quem pode em tua casa,
Senhor, morar?
Quem pode em teu monte
santo, Senhor, habitar?
1. O que honestamente lida. Vive a
justiça e o perdão. Não solta a língua
com calúnias. Fala a verdade de
coração, ó Senhor!
2. O que não seja malfazejo. E nem
difama o vizinho seu. O que despre-
za o malfeitor, mas honra a quem
bendiz a Deus, ó Senhor!
3. O que não volta atrás jurando. Tudo
empresta e não é ruim. E nem se
vende contra o justo. Jamais vacila
quem vive assim, ó Senhor!
4. A glória seja dada ao Pai, e ao seu
Filho - nosso irmão. Igual louvor ao
Santo Espírito. A todos três a louva-
ção, ó Senhor!

0744. Tornar-se menino

- Salmo 131

E

Ref.: Ó Deus libertador,
ouvi o meu clamor!

1. Não é orgulhoso o meu coração,
nem ambiciosos meus olhos se-
rão. Não ando buscando prestígio
ou grandeza. Nada é maior que a
minha fraqueza.

2. Não tinha humildade, agora terei. O
meu coração ao Senhor elevei. Me-
nino apartado do peito da mãe, está
em seus braços a cada manhã.

3. Ponho esperança naquele que é ago-
ra e sempre, meu Deus, minha fé.
Seja tratada minh’alma com amor.
Volto a dizer: escutai-me, Senhor!

Cantar à Vida Sempre

224

0745. Um novo olhar
sobre a cidade

F

1. Um novo olhar sobre a cidade. Um
recriar nova visão. Sentir a dor dos
excluídos. Ouvir o grito dos irmãos.
Ref.: Vem, vem, meu povo. Cheguem
depressa, jovens e crianças.
/:Adultos e anciãos,
venham todos, testemunhar
a chegada da esperança.:/
2. Mulher e homem solidários, é parce-
ria que se faz pra combater a violên-
cia, pra construir a paz.
3. E muito unidos, de mãos dadas vão
caminhar os cidadãos. Irá chegar o
grande dia. Justiça e paz se abraçarão.

0746. Força criadora

F

Ref.: Força criadora,
Espírito de comunhão, fazei de
nós contemplativos na ação.
1. Vem revelar os segredos do Senhor.
Vem confundir o malvado e o opres-
sor. Quem por orgulho faz o pobre
perecer ou mata a vida antes mesmo
de nascer.
2. Vê o teu povo reunido no amor pra
escutar a Palavra do Senhor, pois
sem louvor, esperança e oração a
nossa luta só será escravidão.
3. Luz indicando que o reino já chegou.
Mãos apontando a seara do Se-
nhor. Se há partilha, compromis-
so e doação o Deus trindade vive
em nosso coração.

0747. Abraão começou
a estrada

E

1. Abraão começou a estrada, com
Moisés veio a libertação, por Jesus
veio a vida mais vida, compromisso
de amor doação.

Ref.: Eis o Pão da vida - nosso alimento.
Vinho da justiça - nosso sustento.
Povo missionário, servo por amor.
Somos tua Igreja, ó Senhor!
2. Vem ouvir uma voz que te chama e te faz
noutros mares pensar. Saciado o teu
coração, novas redes tu podes lançar.
3. Ofereces tua vida, teu norte,
tua história, teu ser, tua idade.
No viver, no servir tu serás
sacerdote da humanidade.

0748. Ladainha dos Stos. da
América Latina
Gm-G

1. Senhor, tende piedade de nós.
Ó Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
2. São Martinho e Santa Rosa de Lima
e do continente, que abraçan-
do o Evangelho, ao morrer vi-
vem com a gente.
3. José de Anchieta - o padre, apóstolo
dos brasileiros. Teresa - a santa
chilena, nos Andes, no mundo inteiro.
4. Turíbio de Mogrovejo, profeta, pas-
tor e irmão. Mariana de Jesus, pere-
grina na missão.
5. Apóstolo da negritude, o grande
Pedro Claver. Pedro Donders - mis-
sionário, exemplo de muita fé.
6. Afonso e Roque González, também
São João del Castilho. Os santos do
Paraguai, companheiros no martírio.
7. Inácio de Azevedo, no Brasil com
muito amor, com seus outros com-
panheiros o Evangelho anunciou.
8. Santa Madre Paulina, Irmãzinha de
Jesus. Anônimas testemunhas de
Cristo - paixão e cruz.
9. O índio Juan Diego, o pobre a quem
Deus amou. Maria lhe apareceu, as
culturas resgatou.
10. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

225

0749. Um planta,
outro colhe

G

Ref.: Um é o plantador, outro vai
colher, em qualquer lugar,
pois é Deus que faz crescer.

1. Eu plantei as sementes da vida
na terra sofrida do seu coração.
Escutei do meu povo o lamento, na
dor, no tormento clamei: salvação!

2. Semeei entre pedras e espinhos,
com amor e carinho vivi a esperar.
Percebi que o fruto maduro
no tempo seguro o irmão colherá.

3. Entendi que a missão recebida,
com o povo vivida, é sempre ceifar.
Não importa o tempo, a idade,
país ou cidade, Deus faz germinar!

0750. Cântico evangélico D

Ref.: A Palavra de Deus a Maria
gerou Cristo - o Pão da alegria.
A Palavra de Deus acolhida
para nós é a fonte da vida.

1. Bendito seja o Senhor Deus de Israel,
que o seu povo visitou e libertou. E
fez surgir um poderoso Salvador na
casa de Davi, seu servidor, como
falara pela boca dos seus santos, os
profetas desde os tempos mais anti-
gos. Para salvar-nos de quantos nos
odeiam. Para salvar-nos do poder
dos inimigos.

2. Assim mostrou misericórdia a nossos
pais, recordando a sua Aliança, e o
juramento a Abraão, nosso pai, de
conceder-nos liberdade e esperan-
ça. Ele veio remir nossos pecados,
anunciando ao seu povo a salvação.

E sobre nós fará brilhar o sol nascen-
te. Eis nosso Deus: ele é bondade e
compaixão.

3. Pra iluminar a quantos jazem entre
as trevas e na sombra da morte
estão sentados. E para dirigir os
nossos passos guiados. Demos gló-
ria ao Deus Pai onipotente, e a seu
Filho Jesus, nosso Senhor. E ao Es-
pírito que habita em nosso peito,
pelos séculos dos séculos. Amém

0751. Cantiga mariana E

1. Minh’alma enriquece, exulta e
engrandece em meu salvador.
A serva humilhada,
agora lembrada, meu Deus olhou.

Ref.: A vida é servir, doar, repartir
alegre ou na dor.
O que Ele quiser e tudo disser,
fazei-o com amor.

2. Proclamem os pobres, o fraco,
o nobre, o branco ou de cor.
Bem-aventurada, bendita e
louvada meu Pai chamou.

3. Deus é poderoso, é maravilhoso, nos
santificou. Com a mão estendida,
a gente sofrida Ele libertou.

4. No eterno abraço, a força do braço o
trono acabou. Com gesto sereno, o
humilde, o pequeno Ele exaltou.

5. Sacia o sedento, o rico opulento pra
fora mandou. Acolhe de novo sua
raça, seu povo, com tanto amor.

6. Fiel à promessa do Pai grande festa
aqui celebrou. Nas bodas da vida, o
vinho, a comida Ele nos deixou.

Cantar à Vida Sempre

226

0752. Bendito seja Deus! E

Ref.: Nós vos bendizemos e louvamos,
ó Senhor! Por vossas maravilhas,
vossas obras de amor.

1. Vinde, louvai ao Senhor em sua casa.
Louvai a Deus no azul do firmamento.
Bendito seja Deus! Louvai a Deus
na grandeza majestosa. Louve-
mos juntos no sofrer e no tor-
mento. Bendito seja Deus!

2. Louvai a Deus com teclados, com
guitarras. Louvai a Deus com viola,
com a dança. Bendito seja Deus!
Louvai a Deus com a flauta e o
tambor. Louvemos todos, jovens,
velhos e crianças. Bendito seja Deus!

3. Louvai a Deus com sanfona e
cavaquinho. Louvai a Deus com si-
nais de alegria. Bendito seja Deus!
Louvai a Deus o que existe, o que
respira. E todos cantem seus louvo-
res noite e dia. Bendito seja Deus!

4. A louvação seja ao Pai por Jesus
Cristo. E no Espírito Santo de
amor. Bendito seja Deus! Com
nossa voz, nosso corpo e nosso
canto concelebremos a presença
do Senhor. Bendito seja Deus!

0753. As pedras falarão E

Ref.: Eu vou, eu vou gritar, Senhor! Eu
não agüento, não. Pois se eu me
calar, Senhor, as pedras falarão.

1. As pedras falarão da vida, teu desti-
no. Da tua caminhada, teu sofrer de
peregrino. Aonde vais, irmão?

2. As pedras falarão da paz. Onde
encontrar? É só dor, é só sau-

dade neste teu peregrinar. Aon-
de vais, irmão?

3. As pedras falarão de um tempo
de justiça, de povos solidários,
sem fronteira, sem cobiça. Aon-
de vais, irmão?

- CD - Vinde e vede

Pe. Pepê

0754. Sou amor,

sou verdade D - E

Pe. Pepê

Medite: Jo 14

1. Derramarei meu Espírito.
Partirei para a casa do Pai.
Eu estarei sempre aqui,
/:aqui e lá com o Pai.:/

2. Sou Espírito de amor. Faço parte
da Trindade. Sou língua de fogo.
/:Sou amor, sou verdade.:/

0755. Sou a videira

C

Pe. Pepê - Boy

Medite: Jo 15

Ref.: Sou a videira, meu pai é agricul-
tor. Sou luz, verdade, sou amor.

1. Seja ramo bom. Meu Pai é o
agricultor. Se não vier o fruto,
será cortado e lançado ao fogo.

2. Seja ramo bom, permaneça
em mim, e os frutos virão,
e os recolherei e os amarei.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

227

0756. Obrigado, Senhor

C# - D - D# - E

Boy

1. Obrigado, Senhor, pelo sol que
ilumina o dia. Obrigado, Senhor,
pela lua que enfeita a noite.

Ref.: Canto a ti, Senhor,
pela graça de ser teu filho.
Canto a ti, Senhor,
pelo povo que te acolhe.

2. Eu te louvo, Senhor, pelo canto que
alegra o silêncio. Eu te louvo, Senhor
pela flor que perfuma o vento.

3. Eu te amo, Senhor, pela terra que
nutre o homem. Eu te amo, Senhor
pela água que mata a sede.

Final: Obrigado, Senhor!
Eu te louvo, Senhor!
Eu te amo, Senhor!

0757. O peregrino
louva o Senhor

Em

Pe. Pepê - Boy

Medite: Sl 133

Ref.: /:Cantai, cantai hinos.
Cantai, cantai salmos.
Cantai as belezas do Senhor.:/

1. Bendizei o Senhor todos vós,
servos do Senhor.
Bendizei todos vós,
vós todos que estais no amor.

2. Durante a noite
bendizei ao Senhor.
Durante o dia
bendizei ao Senhor,
/:peregrinos andantes do amor.:/

0758. Fé, esperança
e caridade

Dm

Pe. Pepê - Boy

Medite: 1Ts 1,3

Ref.: Tenha fé, muita fé, esperança
e caridade. E você, meu irmão,
você terá felicidade.
1. Tenha muita fé. Faça algo
em prol do reino, e tenha muita fé.
2. Tenha esperança. Faça algo
pra o irmão, e tenha esperança.
3. Tenha caridade. Faça algo
para o irmão, e tenha caridade.

0759. Vinde e vede

Em

Daysynha

1. Foram chamados Simão e André,
Tiago, João, Mateus, Felipe, Tadeu,
Tomé. Tiago, filho de Alfeu, Simão,
o cananeu, Judas e Bartolomeu.
Ref.: Vinde e vede, é o poder do Se-
nhor. Vinde e vede, nossa missão
é o amor. Vinde e vede, é o povo
em oração, é uma chuva de bên-
çãos, cura e libertação.
2. Hoje é chamado você, meu irmão, a
uma vida nova de paz e oração.
Entregue a sua vida e abra o coração
em conversão.

0760. Comunicador
de Deus

B

Pe. Pepê - Boy

Medite: Jo 6,65

Ref.: /:Por isso digo-lhes, irmãos.
Falo da boca, falo do coração.:/
1. Minha doutrina é de meu Pai,
ela não é minha, não. Não é não!
2. Quem fala por si, não vem do Pai.
Fala por si mesmo, sim. Fala, sim!

Cantar à Vida Sempre

228

0761. Terra boa

C

Pe. Pepê - Boy

Medite: Mc 4,1-19

Ref.: Seja terra boa, quero plantar.
Seja terra boa. Quero semear
a semente em terra boa.

1. O reino é de Deus, vamos semear.
O reino é de Deus, vamos trabalhar.

2. O reino é de Deus, vamos semear.
A boa semente devemos plantar.

0762. Se você quiser

A

Pe. Pepê - Boy

Medite: Mt 18,5-11; Jo 14,22ss.

1. Se você quiser no céu entrar.
Se você quiser no céu entrar.
Se você quiser no céu entrar.

Ref.: /:Tem que ser criança.:/
Seja criancinha. (bis)

2. Se você quiser ser meu amigo. (3x)

3. Se você quiser ser maior no céu. (3x)

4. Se você quiser andar comigo.
Se você quiser viver o reino.
Se você quiser ser meu irmão.

5. Se você viver como criancinha. (3x)

Final: Vou lhe dar morada na
minha casa, que é do Pai. (bis)

0763. Cantem ao Senhor

G-A

Pe. Pepê - Boy

Ref.: Cantem, cantem, cantem, cantem
ao Senhor. Louvem, louvem, lou-
vem o Senhor. Bendigam, bendi-
gam, bendigam o Senhor, nosso
pastor e salvador.

1. Jesus amigo, nosso salvador. Jesus
está conosco, Ele é o redentor. Que-
remos te louvar, louvar e bendizer.
Queremos te amar, amar, amar.
Amar até morrer.

0764. Rei da paz

E

Boy

Ref.: Viva o rei da paz! Viva o rei da paz!
Viva o rei da paz! Viva o rei!

1. Dêem glória ao rei da paz. Ao rei que
nos libertou. O poderoso Deus da
paz. O rei que nos salvou.

2. Oh! Louvem todos juntos num só
grito de alegria, saudando este nos-
so rei, o rei que nos amou.

0765. Deus-conosco D - E

Pe. Pepê - Boy

Ref.: Jesus está presente. Senhor,
aqui estou. Jesus é Deus-
conosco. Feliz eu sou.

1. Jesus é nosso amigo.
Jesus é o Senhor. Jesus está
conosco. Jesus é salvador.

2. Jesus é nosso irmão.
Jesus é o Senhor. Jesus nos dá
a mão. Jesus é salvador.

3. Jesus é nosso Deus.
Jesus é o Senhor. Jesus é
nosso Deus. Jesus é salvador.

0766. Meu Senhor C - D

Pe. Pepê

1. Meu Senhor, meu sol e meu amor.
Ajoelhados, adoremos,
nosso Deus ressuscitou! (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

229

0767. Quero Deus

F

Pe. Pepê - Alixon

1. Eu quero Deus, o Deus da palavra, da
história, da repetição verbal. Eu que-
ro Deus, sim eu quero Deus. E mais,
muito mais, o Deus do encontro.

Ref.: Eu quero Deus. Não o Deus dos
teólogos, mas o Deus dos profe-
tas. Não o Deus do intelecto, mas
o Deus de João da Cruz, de Tere-
za D’Ávila, de Francisco de Assis.
O Deus do encontro. Sim, quero
um encontro com Deus.

2. Eu quero Deus, o Deus da esperança,
da vida, da vida real. Eu quero Deus,
sim, eu quero Deus. Mas, muito mais
o Deus pessoal.

3. Eu quero Deus, o Deus do anúncio,
que é real, o Deus que é verdade. Eu
quero Deus, sim, eu quero Deus.
Mas, muito mais, o Deus que é amor.

0768. Evangelizar

D

Pe. Pepê

Ref.: Evangelizar, amar, amar,
é falar do Senhor. Evangelizar,
amar, amar, é levar o Senhor.

1. Anunciar o Senhor é proclamar, é
amar. Anunciar o Senhor é salvação,
é amar.

2. Somos nós os chamados.
É conversão, é amar. Somos nós
os chamados. É fé, é se entregar.

3. Vamos todos clamar o poder
do Senhor,
e a todos falar que Jesus é o
Senhor.

- CD -
Partilha

Ir. Lúcia Sílvia, imc

0769. Jesus Cristo,
pão da vida

A

Ref.: Jesus Cristo é o pão da vida.
Alimenta o povo do Senhor.
/:Eucaristia, é viva memória,
é a vida doada no amor.:/

1. Eucaristia é pão partilhado na justiça,
na fé e no amor. É o Corpo de
Cristo presente. É o cordeiro, o
servo sofredor.

2. Eucaristia é a grande festa. É o
banquete do povo, é união. Fortale-
ce a nossa caminhada. Na esperan-
ça da libertação.

3. Eucaristia é ceia do amor. É aliança,
é nossa comunhão. No deserto, o
doce maná saciou a grande multidão.

4. Eucaristia nos traz compromisso com
o projeto de Deus nos irmãos. Revi-
gora as forças e as esperanças.
Reanima a vida e a missão.

Cantar à Vida Sempre

230

0770. Louvai a Javé

D

Ref.: /:Louvai, louvai, louvai a Javé, o
Deus de Abraão, de Isaac e Moisés!:/
1. Chamamos agora Maria, Tereza,
Joaquim, Joana, em torno da mesa.
Da comunidade que vive a partilha
do arroz, do feijão e do sal todo dia.
2. Louvemos o Pai, Deus da criação,
que criou a vida, a terra, a nação.
E disse: «meu filho, reparta com
jeito, que a terra é de todos
e não tem defeito».
3. Louvemos também o Filho Jesus, o
Espírito Santo que nos conduz, a
estarmos unidos no amor e oração,
partilhando a vida em grande mutirão.

0771. Natal na
comunidade

G

Ref.: Natal é noite de festa,
é dia de paz, é dia de luz.
Natal é Cristo presente no meio
da gente, o menino Jesus. (bis)
1. Celebramos o natal! O Cristo vem
de Belém. /:Viveu em comunidade,
Maria e José também.:/
2. Celebramos o natal. Vivemos o que
Deus deixou, /:direito à vida decen-
te, partindo o pão nos amou.:/
3. Celebramos o natal.
Um Deus que ouve, que sente,
/:um Deus que está com o pobre
quem ama, acolhe o inocente.:/

0772. Santo, é santo D - D#

Ref.: Santo, é santo,
o Senhor é santo! (bis)
1. O povo canta o seu louvor! O Senhor
é santo! Na terra plantou o seu amor!
O Senhor é santo!
2. É o pai de Isaac e Abraão! O Senhor
é santo! É Deus nossa libertação!
O Senhor é santo!

3. Espírito que dá respiração! O Senhor
é santo! O Cristo que é nosso irmão!
O Senhor é santo!
4. Hosana, hosana ao Criador!
O Senhor é santo! Bendito o que vem
em seu amor! O Senhor é santo!

0773. Pão partilhado

D

1. Comungamos o corpo de Cristo.
Que é a memória do Filho e do Pai.
Este pão que agora é vida,
é carne, é ceia pra todos iguais,
é alimento que nos sustenta,
é a fé e o amor que vamos partilhar.
/:Alimentados no corpo e no sangue
de Cristo vamos caminhar!:/
Ref.: /:Graças, graças te damos
Senhor! Do pão partilhado
no amor vamos nos alimentar!:/
2. Eu dei para todos a vida. Eu pus a
comida no meio de vós. Comungar é
um ato de amor que une o povo no
mesmo ideal. Irmanados no corpo
de Cristo iremos lutar por um mundo
melhor: /:Um mundo em que
haja justiça, união, moradia,
direitos iguais!:/

0774. Joio e trigo

E - F

1. No princípio Deus criou a terra,
o mar, o universo. Criou o ser
humano e disse: tudo é teu!
Ref.: Ô, ô, ô povos do continente,
o bem supera o mal.
Cresçam joio e trigo,
separa os dois no teu quintal.
2. O tempo foi passando, o joio foi
crescendo. Liberdade Deus
permitiu, justiça e paz insistiu!
3. O trigo gera a vida, fecunda
a nação. Germina em cada ser,
brotando libertação.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

231

0775. Cananéia

D - D#

1. Jesus e os discípulos, a sós querem
ficar. Seguiram para a Fenícia, para
a missão planejar.
Ref.: A vida tem mais valor,
que raça, lei ou nação.
É dom do Pai criador,
merece grande atenção. (bis)
2. País de grande opressão é a terra
de Israel. Povo sem teto, nem
chão, segue a Cristo fiel.
3. Jesus de longe escuta alguém por Ele
a chamar, uma mulher estrangeira,
para sua filha curar.
4. Mulher o que tu me pedes eu não
posso dar, não. Tirar o pão dos filhos
para jogá-lo aos cães.
5. Mestre, o teu coração pode frontei-
ras quebrar, dando um pouco aos
cães, o que dos filhos sobrar.
6. Levanta do leito então. Mulher,
tua fé te curou. Jesus é teu irmão,
sua luz te libertou.

0776. Frutos do trabalhoAm

1. Nas nossas pobres mãos trazendo
os sinais, para te ofertar, é fruto
do trabalho, do povo explorando,
oprimindo e sem um lar. (bis)
Ref.: Acolhe Deus de amor ô, ô, ô...
Transforma nossa dor. (bis)
2. O trigo é alimento. O vinho o
sustento, pra vida exaltar. Mulher
desencurvada. O preso libertado.
A criança com um lar. (bis)
3. Sustenta nossa luta, aumenta nosso
pão, pra vida melhorar. Crescendo a
união, um mundo de irmãos nós
iremos conquistar. (bis)

0777. Ladainha

nordestina C - D - D#

Int.: Ô, ô, ô, ô, ô, ô. (bis)

Ref.: Convido todos os santos,
chamados a profetizar,
convido os mártires da terra
que a vida souberam doar.

2. São Francisco e Santa Clara.
Rogai a Deus por nós!

Santa Rita de Cássia

Rogai a Deus por nós!

Maria de Nazaré.

Rogai a Deus por nós!

Maria da Conceição.

Rogai a Deus por nós!

4. Josimo e Chico Mendes. Rogai a Deus
por nós! São José Operário. Rogai a
Deus por nós! Senhora de Guadalupe.
Rogai a Deus por nós! Padre Cícero
Romão. Rogai a Deus por nós!

5. São Raimundo Nonato. Rogai por
nós! Senhora de Aparecida. Rogai a
Deus por nós! Santa Luzia e Marçal.
Rogai a Deus por nós! Santa Rosa e
Santos Dias. Rogai a Deus por nós!

6. São Benedito e São Gonçalo. Rogai
por nós! Santo Antônio e São Paulo.
Rogai a Deus por nós! Senhora
dos Oprimidos. Rogai a Deus por
nós! São João e Anastácia. Rogai
a Deus por nós!

7. Espírito Santo de Amor.
Jesus que ressuscitou!

8. Sustenta nossa caminhada.
Te suplicamos com fervor.
Socorre o povo sofrido,
é teu projeto de amor.

Final: Ô, ô, ô, ô, ô, ô. (bis)

Cantar à Vida Sempre

232

0778. Mãe África

C

Ref.: /:Ô! Mãe África!
Mãe negra e de coração!
Teu canto é como a chuva,
fecunda este chão. Teu canto é
como o sol! Clareia a nação!:/
1. A dança, o gingado, o pandeiro,
tambor, violão. O canto, o colar, a
pintura. A cor é cultura desta nação.
No rosto um sorriso, um axé, um
eterno louvor. O negro é ternura, é
raça, é obra de arte do Pai criador.
2. Em roda celebram a vida, a fé, o
fervor. Convocam os seus Orixás.
São pais, são mães, acolhem com
amor! Nas guerras resistem com
sangue, com luta e suor. Vencendo
correntes, canhões, sonhando com
um mundo em que não haja dor!

0779. Um grito de
liberdade

G

Ref.: Um grito de liberdade clama o
nosso país. O sonho de uma
alvorada onde se viva feliz. (bis)
1. Nasce no mato um pau d’arco,
voz desabafo, clama nosso chão.
Uma andorinha perdida,
canta a beleza da vida.
2. «Quero que viva a nação».
Deixa o sereno cair, o mal não
mais existir, defenda a criação:
Dela é que vem o peixe, a planta,
o legume, a fruta, o pão. (bis)
3. Veja a grande riqueza, ela será
transformada, em obra de criação.
Formiga virar mariposa, lagarta vi-
rar borboleta, folhas se transforma-
rão. Índio cria sua flecha, flauta é
feita do mato, na festa todos dança-
rão. Cobra não mais venenosa, da
tribo a voz: /:«Índio, vida e chão»:/
/:Iê, lelê, lelê, lelê:/

Novo amanhã

Lúcia Silva, imc

0780. Maria romeira

C

Intr.: Lá, lá, iá, lá, iá, lá, iá, lá, iá,
lá, iá, lá, iá. (bis)
1. Maria, Senhora do povo, da gente
sofrida da nossa América. Maria,
soubeste ouvir, entender encarnar o
Projeto de Deus. Maria, caminha
conosco. Tu és solidária de nossas
famílias: Senhora de Guadalupe.
2. Senhora de Aparecida, Maria da
Conceição. Geraste o projeto Jesus,
geraste a justiça Jesus, romeira das
romarias, companheira da estrada.
Caminha com nossas mães pobres,
amiga irmã na jornada. Esperança
dos sofredores entende nossas do-
res, mergulha na vida do povo, ensina
a entenderem a luz!
Final.: Lá, lá, iá, lá, iá, lá, iá, lá, iá,
lá, iá, lá, iá. (bis)

0781. Divindades
africanas

G

Ref.: Obatalá, Oxalá, Xangô, Exu,
Oxum, Iemanjá, Odê, Omulu,
Ibeji, Ogum. (3x)
1. O negro canta, quebra as correntes
da opressão. É Luther King, é nova
terra, nova geração. (bis)
2. É Mariama, é Bendita, renovação, é
divindade que está no sangue da
criação (bis)
3. /:É da Angola, é da África do Sul, o
negro clama a Naná e o Pai Xangô.:/
4. O negro luta, é com Palmares
libertação. O negro ama Zumbi
e Mandela renovação. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

233

0782. Banquete da vida C

Ref.: Graças te dou, ó Pai. Te revelas
aos pequeninos. Amas os oprimi-
dos, acolhes os excluídos. (bis)
1. Na mesa da partilha, estão os exclu-
ídos. O Reino está presente no povo
tão sofrido. Na mesa da partilha,
mulheres humilhadas, conquistam
seus direitos, pra serem respeitadas.
2. Na mesa da partilha, os índios
massacrados defendem a mãe ter-
ra e tudo que é sagrado. Na mesa
da partilha menores insultados;
descobrem novos rumos, «ó Cris-
to encarnado».
3. Na mesa da partilha, os negros tor-
turados. Resistem com axé, por nós
são lembrados. Ó Cristo Eucaristia,
sustenta nossa vida, a voz dos
pequeninos por ti será ouvida.

- CD -
Para os meus amigos

Pe. Gildásio Mendes, sdb

0783. Luz

1. Não sou daqui, carrego uma lem-
brança e a parte do mistério desse
Deus que não tem fim. Não sou daqui
contemplo o paraíso, sou luz do infi-
nito, desse amor que habita em mim.
2. Sou brilho dessa luz, sou parte dessa
voz. Sou parte dessa luz, que brilha
aqui pra mim. Sou graça desse amor,
sou filho dessa luz. Sou parte do
mistério, que não tem mais fim.
3. Quero inspiração para compor uma
canção. Quero um violão para tocar
com meus amigos. Quero luz. Quero
uma manhã de sol bonito pra cantar.
Quero seu carinho sem ferir seu
coração. Quero luz.

4. Quero esse amor que dura sempre e
não tem fim. Quero essa luz brilhan-
do forte aqui pra mim. Quero luz.
Quero um motivo pra viver e pra
morrer. Quero o mistério do mistério
dessa luz. Quero luz.

0784. Para os meus amigos

1. Eu não chorei em vão quando você
veio comigo e bateu à minha porta
pra encontrar um ombro amigo. Tam-
bém senti demais quando vi o seu
coração sangrar. Cansado de buscar
abrigo, você não encontrou amigo.
Você não encontrou a paz.

2. Eu aprendi que pra ver você crescer
tenho que sofrer também. Agora eu
sei que o caminho do amor sempre
traz uma esperança que amadurece
com a dor. Quando você voltar, que-
ro você sorrindo. Sem medo de na-
vegar no barco da liberdade.

0785. Vida

1. A vida é a luz da manhã, é o cheiro do
verde hortelã. Um menino brincan-
do na praça. A vida é a chuva que cai.
É um sorriso bonito de paz, o jardim
que enfeita a casa. A vida é um gesto
de amor, a lição que se aprende da
dor. A ternura no olhar do irmão. A
vida é um riacho que vai. O sorriso
amigo de um pai, a cantiga do cora-
ção. Vida é a água da fonte, é um
lindo horizonte. É a paz no país. Vida
é um abraço apertado. Um amigo
esperado que nos deixa feliz. Vida é
o olhar da criança, é a fé na esperan-
ça. A saudade de alguém. Vida é um
céu colorido. É o pão repartido, é a
força do bem.

Cantar à Vida Sempre

234

0786. Os jovens não podem morrer

1. Celebrar nossas lutas, combater nos-
sos medos, concretizar nossos so-
nhos, deixar esse artista falar. Re-
conquistar a esperança, consagrar a
amizade, festejar nossa vida, fazer
nosso canto ecoar.
2. Talvez seja mais uma canção que eu
venho aqui para cantar, pra dizer
que esse artista menino veio aqui
para ser campeão. Talvez seja mais
uma oração, que os jovens não po-
dem morrer.
3. Sentir a brisa lá fora, a luz brilhar no
seu rosto. Buscar o gosto da vida
sem machucar esse artista. Trazer o
encanto nos olhos. Compor o canto
nas tardes. Poder dizer pros seus
filhos que a vida é maravilhosa.

0787. Menina de luz

1. Menina de luz, teu silêncio de paz é
canção de quem faz a vontade de
Deus. Menina de luz, foi Deus quem
te quis. Simplesmente Maria, na paz,
na alegria de jovem feliz.

2. Ave Maria, ave cheia de graça. O
Senhor é contigo e bendito é teu
nome também. Santa Maria, oh, mãe
do teu Deus, olha os filhos teus agora
e sempre, amém.

3. Menina de paz, o teu filho me diz que
a gente é feliz quando aprende a
rezar. Menina de paz, hoje eu quero
cantar esse amor infinito de um Deus
tão bonito que pede o meu sim.

4. Menina de Deus, também quero flo-
rir, seu amor repartir com o irmão a
sofrer. Menina de Deus, Maria do
amém, me ensina a ternura, a ter
vida pura, ser feliz também.

0788. My pray

1. Por causa do Pai, por causa do pão, por
causa da paz, que eu vivo a cantar. Por
causa da páscoa, por causa do povo,
por causa do novo, que eu vivo a falar.
2. Por causa de Cristo, por causa do
jovem, por causa do pobre, que eu
vivo a amar. Por causa do Reino, por
causa da graça, por causa da massa,
que eu vivo a falar.
3. Por causa da vida, por causa da luz, por
causa da cruz, que eu vivo a pregar.
Por causa de Deus, por causa do irmão,
por causa do irmão, por causa do céu,
que eu vivo a rezar.

0789. O lago e o mar

1. Há um lago bonito lá dentro de mim.
Suas águas serenas saciam minha sede.
Sentado no barco, eu lanço a rede.
Meu lago é tranqüilo e me enche de
paz. Eu trago um mar agitado e sem
fim. Com ondas bravias, cortando os
montes. Ferindo a terra, abrindo hori-
zontes. Brincando com barcos que
abrigam nos cais.
2. O lago é tão lindo, é tão frágil menino.
E corre sereno lá dentro de nós. O mar
tão bravo embala os rios, mas leva a
ternura na onda veloz. No lago há
silêncio de noite e de dia. Eu faço uma
prece com todo o universo. Compo-
nho feliz e consagro os meus versos, e
canto a bondade de um Deus criador.
No mar que balança nascem melodias
que o vento carrega pro norte e pro
sul. Gaivotas passeiam num céu todo
azul. Eu sinto a grandeza de um gesto
de amor.
3. O lago me ensina que a vida é uma arte.
A gente é pequeno, tão frágil apren-
diz. Procuro o remanso que me faz
feliz, e sigo buscando o meu lago
criança. O mar que se abre por todas
as partes, me mostra que a vida se faz
no caminho, que a luta se vence com
paz e carinho. Pra ser água viva no mar
da esperança.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

235

0790. Sementes

1. Vamos plantar o amor entre a gente,
unidos lutar pelo nosso presente. O
futuro depende de nós. Vamos cui-
dar dos rios, das plantas. Poder re-
partir o pão, a esperança, pro mun-
do escutar nossa voz.
2. Vamos rezar pelos que morreram.
Pelos que lutaram em nome do amor.
Vamos cantar, vamos seguir em fren-
te. Nós somos sementes de um futu-
ro melhor.
3. Vamos seguir de braços abertos, o
amor repartir, buscar rumo certo.
Nós somos a voz da esperança. Va-
mos lutar pra nossa vitória, depois
escrever a nossa história com o bri-
lho que vem das crianças.

0791. Jesus Cristo

1. Jesus Cristo, meu irmão, meu amigo.
Minha força, minha fé, meu abrigo.
Uma luz a me guiar, um caminho a
me mostrar a direção, um motivo
pra cantar, uma razão pra me entre-
gar a meu irmão.
2. Uma luz que me ilumina, uma força
pra lutar. Um amigo que me ensina
a caminhar, um irmão que me acon-
selha. Meu caminho para o amor.
Companheiro na alegria e na dor.
3. Um amigo que ama e me chama a
seguir o caminho que me faz bem
mais feliz. Uma voz que me acompa-
nha e me traz uma canção que me
fala de esperança e salvação.

0792. Guaranis

G

1. Ah, quero ouvir as serenatas, ver
crescer as nossas matas e tocar
um violão. Ah, meu amigo, vem
cantar, pois o dia vai raiar e mo-
rar nesta canção.

2. Ah, que saudades do poeta, do
artista, do profeta, que o tempo
eternizou. Ah, como eu falei de
flores, liberdade, beija-flores que
meu coração sonhou.
3. Ah, ver crianças pelas praças, paz e
pipa, pão de graça, como cheiro de
hortelã. Ah, água pura ali na fonte e
a gente a olhar os montes sem ter
medo do amanhã.
4. Ah, o meu lindo continente fez do
sangue a semente para ver o sol
nascer. Ah, nossas matas tão boni-
tas, verdes mares, canto a vida quan-
do o dia amanhecer.
5. Ah, quanta luta na fronteira, tanta
dor na cordilheira que o condor não
voou. Ah, dança e terra guaranis, de
uma raça tão feliz o homem dizimou.
6. Ah, vou nos passos de um menino, no
meu coração latino a esperança
tem lugar. Ah, quando bate a sau-
dade, abre as asas liberdade que
não paro de cantar.

0793. Renascer

1. Todo dia eu me apaixono pela vida.
Todo dia eu me encanto de você. Sei
que a vida é uma paixão, quando fala
o coração. Sei que a vida é um
milagre, quando falo com você.
2. Gosto tanto de você ser meu amigo,
todo dia eu me lembro de você. Por
favor não vai embora, fique aqui que
a noite vem. Sou feliz porque me
aquece o coração.
3. Eu acredito no milagre da ressurrei-
ção. Ressurgirá, ressurgirá. Ressur-
girá a luz de Cristo na escuridão. E
brilhará e brilhará e brilhará, a espe-
rança em cada amanhecer.
4. Eu acredito no milagre da ressurrei-
ção. Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia!

Cantar à Vida Sempre

236

0794. Pão e vinho

1. Preparem pra nós esta mesa, eu
quero comer com vocês. Que a ali-
ança entre nós permaneça na espe-
rança, no amor, no sofrer. Antes que
chegue a minha hora, eu consagro
este vinho e este pão. Façam sem-
pre na minha memória. Levo todos
no meu coração.
2. Misturo o meu sangue em teu
sangue, e elevo este cálice ami-
go. Misturo o meu sonho em teu
sonho. Sua cruz eu carrego comi-
go. Agora não sou eu que vivo, é
você que vive em mim.
3. Quero ser o trigo deste pão sagra-
do, quero ser o gosto deste vinho
santo, quero a intimidade desse
amor divino, quero a sua paz para
o meu irmão.

0795. Profeta da paz

A

1. Eu te carrego nos braços, estou onde
sempre estás. Eu te chamei pelo
nome, a seu tempo compreenderás.
Não temas nessa caminhada, eu te
acompanho onde vais. Conduz os
jovens na estrada, conquista com
eles a paz.

Ref.: Eu te chamei, te consagrei, anuncia
a minha palavra. Eu te escolhi, te
acompanhei, dá tua vida ao teu
povo. Eu te falei, te ensinei, caminha
com a juventude. Eu te mostrei, te
confiei, acolhe os pequeninos.
2. Leva esperança ao mundo, canta que
é tempo de amar. Fala na voz das
crianças, a luz há de sempre brilhar.
Tu és o pastor dessa gente, vai, meu
profeta da paz! Semeia na fé a se-
mente, a seu tempo compreenderás.

0796. Dominus

1. Eu gosto tanto dos lírios do campo, eu
quero um canto que me faça feliz. Eu
sei que tudo passa, só não passa o
amor. O que posso fazer pra ver
você feliz? Eu estava com fome e me
deste de comer. Eu estava com frio
e me deste de vestir. O que vale é o
amor. Eu estava com sede e me
deste de beber. O que fizeste a eles
foi a mim que fizeste. O que vale é o
amor. Senhor, fazei de mim um
instrumento de paz. Que eu saiba
amar e amar muito mais. Que eu
saiba rezar pra buscar vossa paz.
Pra ver o outro feliz, tenho que pro-
clamar. O que vale é o amor. Que eu
saiba sonhar e sonhar muito mais.
Que eu saiba lutar pra conquistar
vossa paz. Pra construir meu país,
tenho que proclamar. O que vale é o
amor. Senhor, fazei de mim um
instrumento de paz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

237

CD - Seguindo -

Zé Martins

0797. Tempo de Deus

D

Ref.: /:Olha o Reino de Deus
chegando, ele já está aqui.:/
/:É o amor se concretizando,
fazendo o povo feliz.:/

1. /:O reinado de Deus é sonho de
fraternidade e amor.:/ /:É um tempo
de luz e magia sem medo, sem luto
e sem dor.:/ /:O reinado de Deus é
força de braços que se levantam.:/
/:Promessa de uma vitória aos que
lutam e nunca se cansam.:/ /:O
reinado de Deus é labuta de um povo
organizado,:/ /:que não foge nunca
da luta não se deixa ser explorado.:/

2. O reinado de Deus é canto alegrando
a vida da gente.:/ /:É como um
acalanto, nos faz seguir em frente.:/
/:Olha o povo sorrindo e cantando,
Javé tá presente aqui.:/ /:É gente
com a gente lutando, mostrando o
caminho a seguir.:/

Final: Todo povo cantando se anima
em lutar para construir paraíso
de paz e ternura sem medo de
ser feliz

0798. Fazendo
comunidade

D

1. /:Agora são dois mil anos
de história e caminhada:/
/:formando comunidade
na certeza da chegada.:/

Ref.: Aproveita, e vem pra cá,
vem pra cá, vem pra cá. (bis)

2. /:Para ser comunidade
não basta só reunir.:/
/:É preciso pensar juntos
e lutar pra construir.:/

3. /:Para ser comunidade
é preciso muito amor,:/
/:lutar e vencer o mal
e pisar sobre a dor.:/

(4. /:Para ser comunidade tem que ter
muita união,:/ /:tem que haver
companheirismo, muito amor e mão
na mão.:/)

5. /:Para ser comunidade
tem que amar e construir:/
/:uma vida diferente
desta que está aí.:/

6. /:Para ser comunidade
é preciso organizar:/
/:todo povo oprimido
e a cabeça levantar.:/

(7. /:Para ser comunidade tem que crer
em Jesus,:/ /:pois ele é o caminho,
a verdade e a luz.:/)

8. /:Para ser comunidade é preciso
comungar:/ /:corpo e sangue de
Jesus força que ele nos dá.:/

9. /:Para ser comunidade é preciso
agradecer:/ /:a Javé, o Deus da vida,
nossa força pra vencer.:/

10. /:Para ser comunidade é preciso
perdoar:/ /:todo mal que nos ofende
e não nos deixa caminhar.:/

11. /:Para ser comunidade lemos a
Bíblia sagrada:/ /:ela indica o cami-
nho e fortalece a caminhada.:/)

12. /:Então vamos aprender com os
primeiros cristãos:/ /:como se faz
partilha e se vive como irmãos.:/

Cantar à Vida Sempre

238

0799. Reencontro

D

1. É tão bom ver você e estar aqui, e
sentir essa paz que faz feliz. Ver o
amor e a alegria acontecer. O céu
azul, o sol bonito, sempre lindos de
se ver. É tão bom ter você como
amigo e sentir a certeza desse abri-
go. Ver o sol se levantar, novo dia
começar, toda luz os nossos sonhos
clarear.

2. Ei amigo, meu irmão, meu compa-
nheiro. Vou correr o mundo inteiro
pra poder anunciar que é bom ter um
amigo cada dia mais irmão. Isso faz
ser mais feliz o coração.

0800. Caminho e luz

C

1. Se um dia toda dor doer mais forte,
se eu perder os rumos do meu cami-
nhar, se a vida for tão dura com os
sonhos de amar, mesmo assim, não
esquecerei de ti, Jesus. Se o sol se
pôr mais cedo que o costume e a
noite encher de sombras o meu olhar,
se a relva não for verde o bastante
pra deitar, mesmo assim, eu quero
te amar, Jesus.

Ref.: Mesmo que disserem: veja o amor
não vale mais. Contra toda espe-
rança o caminho és Tu, Jesus.
Não me esqueço um só segundo,
do amor que Tu me dás. Contra
toda a mentira, tua verdade é
minha luz, minha luz.

2. Se a utopia nunca se concretizar, se
a luta começada for em vão, se os
sonhos se perderem como mera ilu-

são, mesmo assim, eu acredito em
ti, Jesus. Se o silêncio não trouxer
uma canção, se meu canto não
fizer um mundo irmão, se as me-
sas não se encherem de uva, tri-
go, vinho e pão, mesmo assim, eu
te seguirei, Jesus.

0801. Se repartisses

E

Ref.: Ah, se desses teu pão!
Ah, se desses teu peixe!
O mundo não teria tanta fome,
tanta dor. Ah, se repartisses!
Ah, se fosses irmão!
Olhavas em torno de ti
e arrependido davas a mão.

1. Mas tu te fechas naquilo que tens. És
egoísta querendo só ter. E aqueles
que enriquecem a ti, estão pelo
mundo a morrer. (bis)

2. Mas tu queres o que não é teu. Te
fechas em teu mundo buscando pra-
zer. E aqueles que deleitam a ti estão
pelo mundo a morrer. (bis)

3. Mas tu, só pensas no mundo subir,
pisar os irmãos querendo poder. E
todos os que servem a ti estão pelo
mundo a morrer. (bis)

Final: Ah, se desses teu peixe!
Ah, se desses teu pão!
Seria um milagre do amor
nas mãos de Jesus,
no rosto do irmão.
Ah, se fosses irmão!
Ah, se fosses irmão!
Olhavas em volta de ti, imitavas
o Cristo, repartias teu pão.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

239

0802. Eu sigo o amor

D

1. Pela estrada eu vou, não posso pa-
rar. Vou levando o amor, não posso
parar. Canto uma canção, não posso
parar. Pois eu sigo o amor, não
posso parar.

Ref.: Não posso parar, não posso
parar. Pois eu sigo o amor
e o amor é caminhar. (bis)

2. Vou além do mar, não posso parar.
Passo vales, vou, não posso parar.
Subo tantos montes, não posso
parar. Pois eu sigo o amor, não
posso parar.

3. Vou pelo deserto, não posso parar.
Pelo campo vou, não posso parar.
Cortando as estradas, não posso
parar. Pois eu sigo o amor, não
posso parar.

4. Vou fazendo versos, não posso pa-
rar. Aprendendo vou, não posso pa-
rar. Ensinar eu tenho, não posso
parar. Pois eu sigo o amor, não
posso parar.

5. Vou muito feliz, não posso parar.
Alegrando vou, não posso parar.
E de novo eu canto, não posso
parar. Pois eu sigo o amor, não
posso parar.

0803. Cantiga de
esperança

G

1. Eu canto e decanto esta nova canção,
nascida da vida, do sim e do não. Eu
faço e refaço um novo esperar, can-
tando e amando eu quero chegar.

2. Chegando, dançando, com força
de amar vem a paz esperada no

solo a brotar, tão quente, semen-
te de amor e justiça, vencendo a
tristeza, o ódio, a cobiça.

3. É paz que refaz um novo amanhã na
dança da vida com gesto de irmã. Eu
quero e espero um novo viver na
entrega, na busca, no amanhecer.

4. Eu canto e decanto esta nova espe-
rança que nasce na paz, na fé, na
bonança. Eu faço e refaço um novo
caminho a espera do amor, da vida
sem espinhos.

0804. Xote da juventude E

Ref.: /:Eu quero ver, eu quero ver, eu
quero ver a juventude acordar.
Eu quero ver, eu quero ver todo
jovem ocupando o seu lugar.:/

1. Hoje tudo está difícil, não dá nem pra
acreditar, muito jovem ainda tem
medo, até mesmo de esperar. Mas
se a gente der as mãos pra fazer um
mutirão, este mundo vai mudar.

2. Vir da roça ou da cidade, não
importa o lugar, interessa é o
coração e jamais desanimar, re-
alizando a união, os jovens darão
as mãos e terão o seu lugar.

3. Nas veredas desta vida há um Deus
que nos conduz, nos dá força e
alegria, Ele é a nossa luz. Ilumina o
caminho, a gente não está sozinho,
o companheiro é Jesus.

4. Nossa voz hoje é forte, fruto da nossa
união, ela vence toda morte, refaz a
ressurreição. É gritada na dureza,
mas com a grande certeza que lutar
não é em vão.

Cantar à Vida Sempre

240

0805. Oi, Jesus

D

1. Oi, Jesus, como vais? Estou aqui! Eu
senti saudades tuas e voltei. O meu
coração cansado vem agora te dizer
oi, Jesus, estou aqui, eu vim te ver.
2. Oi, Jesus, como vão os meus irmãos?
Eu andei distante, quase me esqueci
que não sou sozinho, eu tenho al-
guém esperando por mim. Oi, Jesus,
voltei, agora estou aqui.
3. /:Oi, Jesus, meu irmão, meu cama-
rada, companheiro sempre junto
nesta estrada. Vim agora, vim te ver,
eu te amo e vim dizer: oi, Jesus, eu
não consigo te esquecer.:/

0806. Seguindo

Eb

1. Hoje eu vou caminhar, seguir Jesus
pelo caminho, deixar pra trás a se-
gurança e nessa andança não che-
gar sozinho. /:Sei que virá a cruz,
mas sei Ele estará comigo vencendo
a dificuldade e na tempestade será
sempre abrigo.:/

Ref.: Jesus, eu te respondo sim. Veja,
eu estou aqui. Tenho todos os
defeitos, um andar sem jeito, mas
quero servir. /:Toma o meu cora-
ção pequeno mas já quer crescer.
Coração de quem deseja entrar
nessa peleja para te seguir.:/

2. Na estrada vejo tanta gente, espe-
rando Jesus passar. Só sei que eu
vou tão contente, Jesus vai à frente
para nos guiar. Você que está aí
parado, levante, vem participar, se-
guir Jesus por esta estrada, nesta
caminhada, para transformar a mor-
te e tanta ferida em novos sinais de
vida. Então será ressurreição e todo
mutirão será pra festejar.

0807. Meu mundo

E

1. Tem morte em toda beira, há sonhos
despedaçados, há gente ficando rica
que deixa o irmão de lado. Mas há
também muita força e sempre há
união, pra gente mudar a história só
basta juntar as mãos.
2. Tem fome e tem doença, tem vida
que foi pisada, sinais de tanta cobiça
de gente que é malvada. Mas há
também muito amor carecendo com
esperança e há uma grande certeza:
um dia haverá festança.
3. Tem festa e tem banquete mas não
entra quem é pobre, pra se sentar
nessa mesa só se for rico ou nobre.
Mas também tem mutirão e gente
que não se dobra, pois aprendeu
desde cedo não ser massa de manobra.
4. Se a morte ronda o presente, tam-
bém já rondou o passado, por isso a
injustiça caminha a passo largo. Meu
sonho é utopia mas vai ser realizado,
pois eu acredito muito que Deus tá
do nosso lado.
5. Descasos e falcatruas, comuns em
nosso país, fazendo a minha gente
viver sempre infeliz. Mas há tantas
margaridas crescendo em nosso jar-
dim, nos dando a esperança que a
morte vai ter um fim.
6. Tem terra que não produz e cerca
por todo lado, jagunço que mata
gente para defender o gado. Mas
também há resistência de gente gas-
tando a vida, crendo que ainda é
possível viver sem tanta ferida.
7. Esquadrão que faz a morte na vida e
na cidade achando que muda o mundo,
fazendo a crueldade. Mas também
tem companheirismo ditando uma
nova forma, doando as suas vidas
nos dizem que o amor é a norma.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

241

0808. Salmo da felicidade E

1. Quando eu tenho amor, eu tenho a
paz no meu caminho, sigo sempre
em frente, não estou sozinho, canto
mil canções, junto minha voz aos
passarinhos, levo a certeza: Deus
me tem carinho.
Ref.: E assim eu sou feliz, canto pra
louvar toda a criação, toda forma
de amar. Quero sempre mais ser
filho e ser irmão, cada dia instru-
mento da vida e do perdão.
2. O meu coração se alegra, bate como
um tambor no ritmo marcado, diz
que só vale o amor. Segue o cami-
nho lindo, flores, muita luz, se anima
e vai depressa, a chegada é Jesus.

0809. Tá lindo demais

D

Ref.: Esse momento tá,
tá lindo demais. (bis)
1. Tem amizade, tem paz de verda-
de, tem muita união, tem comuni-
dade, tem muita igualdade, nós
somos irmãos.
2. Tem liberdade, tem fraternidade,
tem graça e calor, tem comunhão no
vinho e no pão, também tem amor.
Ref.: Esse encontro tá,
tá lindo demais. (bis)
Final: Essa vida tá, tá linda demais.
Nosso sonho tá… Nossa gente
tá… A esperança tá…
A caminhada tá… (bis)

0810. Força do amor

D

Ref.: Aeeô, aeeô.
Comunidade
é a força do amor. (bis)
1. Pelo direito de sonhar e ser feliz, e
fazer este mundo mais irmão, cons-
truir com mais vida este país, ver a
justiça habitar o nosso chão.

2. Pelo direito de ocupar nosso lu-
gar. Ter sempre voz, não passar
a nossa vez. Pra ver o sonho um
dia se realizar e não a morte na
sua insensatez.
3. Pelo direito de mudar a realidade.
Construir na esperança o futuro.
Cheio de sonho e muita fraternidade,
pra clarear todo lugar que é escuro.
4. Pelo direito de trabalho e lazer. Pela
saúde e também educação. Pois são
direitos de quem luta pra vencer os
desafios da triste competição.

- CD -
De Deus, um cantador

Fábio de Melo, scj

0811. Milagre de amor C

1. Quando ergo meus olhos pro céu e
minha voz se faz canção, num mila-
gre de amor me ilumino, sou de Deus
um cantador. Sinto um sopro divino
no peito, vem de Deus esta canção,
me entrego aos encantos do Criador
e descubro a razão que me leva - e
que me faz cantar.
Ref.: Vida que reluz dentro de mim
é Jesus tão presente, real,
nas notas da canção. Viva e tão
real serena luz é Jesus a cantar
no meu coração me levando a
espalhar seu amor, sua canção.
2. Se meu canto não falar de amor, do
que poderei falar? Se em mim arde
um grande desejo de na terra o
amor plantar. Mergulhar nas rama-
gens de Deus onde moram as can-
ções e com seu coração aprender
cantar pra tornar esta vida mais viva,
fazê-la reluzir.

Cantar à Vida Sempre

242

0812. Vim aqui pra dizer C

1. Eu quero ter você presente em minha
vida. Não posso mais viver sozinho
sem o seu amor, andar na sua dire-
ção, fiel a tudo que disser. Preciso de
você comigo, não posso negar. An-
dei nas estradas da vida, procurei,
confesso que provei de sonhos mas
não encontrei a paz que tanto procu-
rei, o amor que tanto implorei, Je-
sus, eu encontrei na fonte do seu
coração. Vim aqui pra dizer…

Ref.: Que hoje estou no coração de
Deus vivendo e sendo amado.
Tijolo por tijolo e minha morada
aos poucos vai se erguendo pelas
suas mãos! E sou feliz… confio
minha história nas mãos do Se-
nhor. É nele que me abrigo quan-
do vem a dor e aos poucos vai
mudando o meu coração.

2. Agora que aprendi andar na sua
presença não posso mais viver
sozinho sem a sua luz. Você é o
meu princípio e fim, motivo que
me faz viver, seu nome levarei
comigo por onde eu andar. Agora
tudo é mais simples de se com-
preender, embora a vida ofereça
desafio e dor. Que bom poder lhe
conhecer, você me ensinou a vi-
ver. Jesus, não me deixe sozinho,
eu amo você. Vim aqui pra dizer…

0813. Missão de profeta E

1. Quero aprender teu falar, no teu livro
aprender a lição. Minha canção vou
cantar no compasso do teu coração.

Ref.: E teu nome eu irei proclamar e
enquanto viver, falarei do teu rei-
no e no coração da humanidade
quero estar semeando o amor,
ensinando o perdão, comungan-
do o teu pão. Que do céu nos
envias pra ser alimento e certeza
de vida eterna. E num santo mila-
gre de amor Tu te tornas presen-
te entre nós. Obrigado Senhor!
Obrigado Senhor!

2. Quero sentir tua mão, quando a dor
me fizer prisioneiro nunca quero me
esquecer que ao teu lado sou muito
mais eu. Quero ser firme na fé, ser
humilde, saber compreender, não
olhar pra trás nem temer, sempre
ouvindo tua voz que ensina.

0814. Nos olhos
da criança

Gm

André Luís Luna Granja, scj

1. Hoje a vida aconteceu em mim, o sol
se abriu e me abraçou com seu
abraço de calor. Veio uma vontade
de viver e descobrir que a vida é todo
dia assim.
Ref.: Cheia de brilho e de esperança,
forte nos olhos da criança
/:que acorda e vai brincar, brin-
car de viver, brincando viver.:/
2. Mas a vida é algo sério, não é
brincadeira pra qualquer um. É o
barro onde se esculpe e dá forma a
alegria, obra prima trabalhada, for-
jada nas mãos do artista dia a dia,
sol a sol conquistada com sua luta.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

243

0815. Em tua presença G

Walmir Alencar - Fabio de Melo, scj

1. É teu este momento de adoração,
não tenho nem palavras para me
expressar. No brilho dessa luz que
vem do teu olhar encontro meu abri-
go, meu lugar. E quando estamos
juntos entre nós estás passando em
nosso meio a nos abençoar e tocas
com ternura com a tua mão a cada
um que abre o coração.
Ref.: Minhas mãos se elevam,
minha voz te louva, o meu ser
se alegra quando estou aqui,
em tua presença, Senhor. (bis)

0816. Eis-me aqui

A

Fábio de Melo, scj - Bruno Moritz Neto

1. Tudo valerá, viver não será mistério,
o amor não será provérbio se eterno
tornar-se o meu sim, se tudo estiver
ligado ao teu verbo eterno por certo
estarei bem perto, de ser do amor
aprendiz, se minha vida em tuas
mãos estiver, se a seiva da minha fé,
brotar da videira, Senhor.
2. Sempre haverá luz, se a porta eu
deixar aberta pra estrada não estar
deserta, terei tua mão, meu Senhor.
Feito criança, eu quero dormir em
teu colo de Pai, viver em tua compa-
nhia, é tudo que quero, meu Deus.
3. Tudo tornará tão simples e tão since-
ro, tão puro e tão singelo, com gosto
e cheiro de céu. /:Clara luz do céu
que dissipa o poder das trevas, que
bronzeia o trigo na terra, vem
minh’alma acender dentro em mim.
Eis minha vida, meu sonho, inspira-
ção do fundo do coração, respondo,
Senhor: eis-me aqui.:/

0817. Cura interior

G

1. Meu bom pastor, te procuro nesta
hora pra poder tocar, nem que seja
em tuas vestes. Me rendo a ti, sou
ovelha machucada, quero repousar,
descansar em teu aprisco.

2. Neste pranto te entrego a minha
prece e te peço: traze alento em
meu viver, te suplico piedade, ó
meu amigo, não me deixes cami-
nhar sem direção.

3. Em tuas mãos deposito minhas cha-
gas, a raiz da dor, que entristece o
meu sorriso. Existe em mim tanta
mágoa escondida que o tempo dei-
xou, e por isso te imploro.

4. /:Vem curar tudo o que em mim está
ferido. Vida nova onde a morte trou-
xe a dor. Vem tirar-me do sepulcro
da tristeza. Vem curar meu coração,
meu bom pastor.:/

5. Meu bom Senhor, como eu te amo e
quero amar cada vez mais! Faze em
mim a tua obra e leva-me por onde
quiseres, /:meu bom pastor.:/

Cantar à Vida Sempre

244

0818. Estou à porta
e peço entrada

G

1. Eu te vejo procurar muitos caminhos.
É sincera tua busca, eu bem sei. Tu
anseias um alento, um abrigo nos
afetos que procuras conquistar. Nos
teus olhos eu percebo a tristeza, um
vazio que ninguém pode suprir. Eu te
amo e quero ser teu grande amigo,
se me acolhes, vida nova te darei.

Ref.: Cheguei agora, estou à porta e
peço entrada, vim pra ficar na tua
casa, estou aqui. Sentar-me à
mesa, partilhar a nossa vida, na
intimidade revelar meu coração.
Por muito tempo esperei por esse
dia, vem pros meus braços neste
abraço de perdão. Não me importa
se tu tens as mãos vazias, eu sou
Jesus e quero estar junto de ti.

2. Eu te chamo e quero ouvir tua
resposta, te respeito nesta tua
decisão. Tens a vida e a morte a
tua frente, tu és livre para agora
escolher. Se tu vens comigo, as-
sumo o teu fardo. Tua dor será
também a minha dor. Eu te amo
como amor que não se acaba, sou
Jesus e quero estar junto de ti.

0819. Lição de amor

A

1. O trigo depois de crescido logo é
colhido e vai tornar-se pão, nas mãos
da mãe mulher se imola, se entrega
humilde pra fermentação. Lição de
amor ensina o trigo com seu gesto
de doação. Também quero ser des-
prendido pra tornar-me pão nas
mãos do meu Senhor.

Ref.: Sagrado trigo imolado, depois
farinhado e finalmente pão.
Sagrado trigo ofertado, que será
tornado corpo do Senhor. (bis)

2. A uva sem fazer gemido se entrega
ao milagre da transformação. Sob
os pés do lavrador sofrido vai tornar-
se vinho de nobre sabor. Lição de
amor ensina a uva com seu gesto de
oblação, também quero ser des-
prendido pra tornar-me vinho nas
mãos do Senhor.

Ref.: Sagrado fruto da videira que foi
flor primeiro e se modificou. Sa-
grado vinho ofertado que será
tornado sangue do Senhor. (bis)

0820. Solidão

acompanhada Cm-Eb

Walmir Alencar - Fabio de Melo, scj

1. Eis que agora me ajoelho aos teus
pés, nenhum canto, nenhum som,
nenhuma palavra. Sou silêncio, sou
quietude, és meu amado. Sou teu
grito e Tu és a minha voz. Nada peço,
nada imploro, nada desejo, quero
apenas descansar junto de ti.

Ref.: Não te falo, nem me falas, limito-me
a permanecer silencioso aman-
do-te sem palavras, mas de cora-
ção. Sou teu filho, és meu Pai.

2. Nos teus olhos deposito os meus
sonhos. A ansiedade que há em mim
esqueço em tuas mãos. Tua presen-
ça me invade por inteiro, tuas mãos
seguro firme, creio em ti. És minha
companhia neste instante em que
estou em profunda solidão.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

245

0821. Reggae de louvor E

1. Bendito seja sempre o nosso Deus
que nos conduz na terra. Exaltado
seja eternamente o nosso Deus, por
isso, nós queremos sempre dar-lhe
glórias, proclamar seu nome em toda
terra. É chegada a hora de soltar a
nossa voz, de voltar os olhos pro infinito.

Ref.: E cantar, glória ao Senhor,
criador da vida, onipotente,
Deus de amor. (3x)

- CD - Elohim

0822. Elohim (Deus) Am - C

Roberto Leal - Márcia Lúcia

Intr.: Pater noster qui es in coelis,
sanctificetur nomen tuum. Adve-
niat regnum tuum. Fiat voluntas
tua sicut in coelo et in terra.
1. Pai nosso que estás no céu santifica-
do, Senhor, seja o teu santo nome.
Venha o teu reino. Seja feita a tua
vontade assim na terra como no céu.
Ref.: Elohim! Elohim! Elohim! Elohim!
2. Dá-nos o pão deste dia e aos nossos
erros perdão como aos outros per-
doamos, não nos deixes em tenta-
ção. Livra-nos de todo o mal, que tua
é a glória. Amém.

0823. O amor é mais

Roberto Leal - Márcia Lúcia

1. Se eu tivesse toda fé de transportar
até os montes, saber os mistérios
de Deus, doar tudo o que é meu,
falar a linguagem dos homens,
até como os anjos eu fale, sem
dar amor não vale.

Ref.: Que o amor é mais que esten-
der a mão, é mais que repartir
o pão, é mais se preciso for, é
mais que ter um milhão de
amigos, é viver por alguém.

2. O amor não inveja e dá perdão sem
mágoa e ambição, tolera, o amor é
justo e é capaz e busca apenas paz,
tudo crê, e tudo espera e assim, se
a própria vida é nada sem dar amor,
não é nada.

0824. Foi Deus

Bb

Alberto Janes

1. Não sei, não sabe ninguém por que
canto o fado, neste tom magoado,
de dor e de pranto e neste tormento,
todo sofrimento que sinto na alma,
cá dentro se acalma nos versos que
canto.
2. Foi Deus que deu luz aos olhos,
perfumou a rosa, deu-a ao sol e
prata ao luar, foi Deus que me pôs no
peito um rosário de penas que vou
desfiando e choro a cantar.
3. Pôs as estrelas no céu. Fez o espaço
sem fim. Deu luto às andorinhas.
Ai! Deu-me esta voz a mim.
4. Se canto, eu não sei o que canto,
misto de ventura, saudade e ternura
ou talvez de amor. Só sei que can-
tando sinto mesmo quanto se tenho
um desgosto e o pranto no rosto nos
deixa melhor.
5. Foi Deus que deu voz ao vento, luz ao
firmamento e pôs o azul nas ondas
do mar. Foi Deus que me pôs no
peito um rosário de penas que vou
desfiando e choro a cantar. Fez po-
eta o rouxinol, pôs no campo o ale-
crim, deu as flores à primavera. Ah!
Deu-me esta voz a mim.

Cantar à Vida Sempre

246

0825. Raça humana
não tem cor

Roberto Leal - Márcia Lúcia

Ref.: Ei, irmão, se houver amor,
raça humana não tem cor. (bis)
1. Segure na cintura dela que nem o
vaso segura a flor. Que importa se é
branca ou pequena morena, se ela
te deu amor? Que importa se veio de
Angola, que raça tem os olhos seus,
mulher e homem se enamora, este
amor agora é filho de Deus. Portu-
gal, São Tomé, do Brasil a Timor,
Cabo Verde a Guiné essa raça é
amor. Portugal, São Tomé, do Brasil
a Timor, Cabo Verde a Guiné não há
nada a impor só amor.
2. Segura na mão do amigo esse com-
panheiro da tua dor, que importa se
ele é branco ou forte ou moreno se
ele te deu amor, de Macau ou
Moçambique, que cor tem a sua
mão, os homens quando são amigos
não vêem a raça do coração. Portu-
gal, São Tomé, do Brasil a Timor,
Cabo Verde a Guiné essa raça é
amor. Portugal, São Tomé, do Brasil
a Timor, Cabo Verde a Guiné não há
nada a impor só amor.

0826. Descer da cruz

Roberto Leal - Márcia Lúcia

Ref.: Ave, Maria! Ave, Maria! Ave,
Maria! Ave, ave, Maria!

1. Difícil é viver à sombra de alguém
como Eu, alguém que já desde crian-
ça só problemas deu. Os maus peda-
ços de ser mãe você viveu por mim,
mas filho de verdade eu nunca pude
ser enfim. O quanto Eu lhe amei
Você jamais irá saber, pois meus

caminhos me levaram longe de Você
e até mesmo chamar de mãe o
mundo não deixou e hoje que todos
me matam, só Você me amou. Na
minha mão os cravos, no seu peito a
dor. Dos homens fui escravo, pra
Você Senhor. Na minha testa espi-
nhos, e na sua luz. Pra te chamar de
mãe quero descer da cruz.
2. Perdão se não pude lhe dar o que aos
outros dei, pois hoje eu vejo em seu
olhar o quanto a magoei. Não chore,
mãe querida, não manche seu cora-
ção, seu filho está brincando, os
cravos não lhe doem, não. Na minha
mão os cravos, no seu peito a dor.
Dos homens fui escravo e pra Você,
Senhor. Na minha testa espinhos e
na sua, luz. Pra lhe chamar de mãe
quero descer da cruz.

0827. Novo mandamento F

Roberto Leal - Márcia Lúcia

Ref.: /:Aleluia, aleluia, a-le-alê, aleluia.:/

1. Novo mandamento eu vos dei:
amai-vos como eu vos amei.
E quem for fiel a minha lei,
o que pedir a mim eu farei.

2. No mundo aflições vós tereis, mas o
mundo eu vencerei. E quem crer em
mim viverá e à minha direita estará.
Um pouco mais eu partirei, a mão
que trai, cumpriu a lei. Então vos
deixo e vou pro Pai, não estareis só
jamais, vos deixo a minha paz,
convosco até o fim estarei.

3. Assim como meu Pai me enviou,
outro mandamento eu vos dou:
ide pelo mundo e dizei
que um dia eu voltarei.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

247

0828. Virgem de Fátima

Roberto Leal - Márcia Lúcia

1. Foram apenas três crianças que
ouviram a tua voz, mas tão grande a
esperança que deixaste entre nós.

Ref.: Ô, ô, ô, o mundo quer a tua paz ô,
ô, ô, Nossa Senhora de Fátima.

2. Volto ao monte dos pastores, dá-nos
um novo sinal, afastai de nós as
dores, livrai-nos de todo o mal.

3. Teu milagre poucos viram, teu pedido
ninguém fez, poucos foram os que te
ouviram, fala-nos mais uma vez.

- K7 -
Minhas orações cantadas

Pe. Loacir, msf

0829. Tua voz

Em

1. Quanto mais faço silêncio, mais meu
ser vibra e grita. E bem dentro do
meu peito, mais meu coração palpi-
ta. Vou ouvindo tua voz e tu vais em
mim entrando, vou seguindo tua voz
e tu vais me transformando.

Ref.: Meu coração te procura, Senhor.
Meu coração quer
a loucura do amor.
/:Meu coração não se satisfaz,
enquanto não lhe deres tua paz:/

2. Quanto mais a ti me entrego, mais
em ti eu me pertenço. Quanto
mais me desapego, mais o mundo
me pertence. Vou ouvindo tua voz
no clamor que vem do povo. Vou
seguindo tua voz pra fazer um
mundo novo.

0830. Você é importante E

Ref.: Você é (você é), você é (você é),
você é importante para mim. (bis)

1. Admiro o seu modo de ser. Admiro o
seu jeito de viver. Tudo o que você
faz, tudo o que você diz faz com que
eu viva mais feliz.

2. Admiro o seu modo de assumir, a
vontade de a verdade descobrir.
Tudo o que você faz, tudo o que você
diz, faz com que eu viva mais feliz.

3. Foi bom que você me cativou. Minha
vida se modificou. Tudo o que eu
fizer, tudo que eu disser, é pra ver
você mais feliz também.

Ref.: /:Quero ser (quero ser),
quero ser (quero ser),
quero ser importante pra você.:/
/:Você é (quero ser),
você é (quero ser),
você é importante para mim
(quero ser importante
pra você).:/

0831. Vida viva

D

1. A vida da gente é muito preciosa.
Fecunda semente, beleza de rosa.
Começa pequena, se torna botão e
abre serena a flor-coração.

Ref.: /:É importante que a gente lute,
que a gente chore, que a gente
sofra e até que morra, desde
que seja pra vida viver.:/

2. Feliz quem descobre o que o tempo
ensina. Vida não começa. Vida não
termina. Do ventre de Deus ao ven-
tre da mãe, ao ventre do mundo, ao
mundo de Deus.

Cantar à Vida Sempre

248

0832. No princípio

F

1. No princípio, tudo era sonho de Deus.
Tudo era sonho em Deus. Mas o
sonho se realizou. Em paraíso se
transformou. Homem, mulher, a
criação. Ser criador, por voca-
ção, peregrinar.

Ref.: Como é bom sonhar,
sonhar, viver, amar. (bis)

2. No princípio, tudo era vida de Deus.
Tudo era vida em Deus. Mas a Vida
se manifestou, Palavra Eterna se
encarnou. Missão cumprida - nos
resgatou. «Fazer-se» vida, nos con-
vidou, testemunhar.

3. No princípio, tudo era amor de Deus.
Tudo era amor em Deus. Mas o
amor se derramou. O dom maior
nos inundou. Fazer-se irmã, fa-
zer-se irmão. Fazer-se dom, nos-
sa missão, perseverar.

0833. Mundão de gente A

1. Para me alimentar basta um pedaço
de pão. Preciso de puro ar para
abastecer meu pulmão. Paz na mão,
fogo nos pés. Nos ombros, um vio-
lão. Um coração cheio de fé, inspi-
rando esta canção.

Ref.: Eu quero apenas viver.
Eu quero apenas sonhar. Eu
quero apenas sorrir. Eu quero
apenas Amar. /:Esse mundão
de gente que vai para a casa do
Pai. Esse povão sofrido que faz
da vida um sonho de paz.:/

2. Quem quiser me acompanhar e fazer
essa jornada, basta querer cami-
nhar e meter o pé na estrada. Ter
um grande coração cheio de fé e
confiança, lutar por um mundo ir-
mão e nunca perder a esperança.

0834. Reencontro

E

1. Um pouco de tempo e já não me
vereis. E ainda outro pouco e
tornareis a me ver. Estarei sem-
pre convosco, caminhai, caminhai,
na certeza e esperança daquele
que vai. /:para o reencontro na
casa do Pai:/

2. Muitos querem caminhar, mas não
têm rumo certo. Para eles o Pai
ainda é algo encoberto. Eu vos
autorizo a ensiná-los com carinho
o que vós aprendestes, que eu
sou o caminho, /:e que o reen-
contro é na casa do Pai.:/

3. Estai sempre prontos agora que
sabeis, pois para cada um chega a
hora e a vez. Não será muito fácil
suportar tantos ais, mas peço, por
favor, não vos esqueçais, /:nos re-
encontraremos na casa do Pai.:/

4. Sei que estais tristes com a minha
partida. Porém, é importante realizar-
se esta ida. O Espírito Santo vou vos
enviar. Vai vos defender e vos animar,
/:até o reencontro na casa do Pai.:/
Para o reencontro na casa do Pai. E
que o reencontro é na casa do Pai.
Nos reencontraremos na casa do
Pai. Até o reencontro na casa do Pai.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

249

0835. Ciclo vital

C-A

1. Nascer: milagre - mistério, amor
feito dom. Presença real. Nascer:
palavra encarnada, paixão revelada.
O sonho, afinal.

Ref.: Tu és, ó Deus, o Deus da vida.
Da minha vida, meu bem-querer.
Tu és, ó Deus, o Deus da história,
da minha história, o meu viver.

2. Crescer: Surpresa e encanto. Can-
ção, desencanto. Beleza a buscar.
Crescer: entrega e procura. Certeza
e loucura. Fazer seu lugar.

3. Viver: Ternura e cansaço. Conquista
e fracasso. Espaço da dor. Viver:
presença e saudade. Labor - liberda-
de. Espaço do amor.

4. Morrer: Semente enterrada. A vida
doada. Serviço eficaz. Morrer: re-
núncia acolhida. Paixão assumida.
Espaço da paz.

0836. Bom-dia

E

Ref.: Bom, bom-dia pra você. Bom,
bom-dia pra você /:Bom, bom,
bom, bom, bom-dia pra você.:/

1. Vivamos este dia como se fosse
o primeiro de uma vida nova
que está a começar. Vivamos na
alegria de quem pode acordar
/:E, acordados, entendamos:
«A vida nos é dada para amar».:/

2. Vivamos este dia na alegria e na
esperança, pois Deus conta conosco
para o mundo renovar. Busquemos,
na alegria, seu amor testemunhar
/:Na esperança, caminhemos: quem
caminha tem direito a esperar.:/

0837. Senhora da
perseverança

E

1. Eu te vejo tão menina na pureza de
entender o que Deus quer, eu te vejo
tão divina na firmeza de viver a tua
fé, eu te vejo tão humana e tão
divina, tão senhora e tão menina, tão
Maria e tão mulher. Eu te vejo dispo-
nível e apressada ao encontro de
Isabel. Eu te vejo companheira deci-
dida sempre ao lado de José. Eu te
vejo meditando silenciosa a «pala-
vra audaciosa» de Jesus de Nazaré.

Ref.: Eu gosto de lembrar de ti.
Eu gosto de pensar em ti.
Eu gosto de sonhar contigo,
Maria, mãe, mulher.
Senhora, nossa esperança.
Eu gosto de lembrar de ti.
Eu gosto de pensar em ti.
Eu gosto de sonhar contigo,
Maria, mãe, mulher.
Senhora da perseverança.
Senhora da perseverança.
Senhora da perseverança.

2. Eu te vejo atenciosa e profetisa
lá na festa de Caná.
Eu te vejo mãe sofrida e decidida
junto ao Filho caminhar.
Eu te vejo uma irmã entre os
irmãos, nesta nova criação
que a cruz veio gerar.
Eu te vejo novamente em oração
pra missão continuar.
Eu te vejo tão presente
nessa gente que precisa
andar na luz.
Eu te vejo caminhando
com teu povo
que procura andar de novo
no caminho de Jesus.

Cantar à Vida Sempre

250

0838. Tempos e tempos G

Ref.: Para tudo nesta vida
existe um tempo. (bis)
1. Tempo para nascer, tempo para
morrer. Tempo para plantar,
tempo para colher. /:Tempo para
sofrer, tempo para se alegrar.:/
2. Tempo para falar, tempo para
calar. Tempo para partir,
tempo para chegar. /:Tempo para
cair, tempo para levantar:/
3. Só não deve existir tempo para
guerrear. /:E todo dia é tempo
pra fazer a paz chegar.:/
4. Só não deve existir tempo
pra desanimar. /:E todo dia é
tempo para crer e esperar.:/
5. Só não deve existir tempo
para odiar. /:E todo dia é
tempo para amar e perdoar.:/
Ref.: /:Para tudo nesta vida existe
um tempo. Para tudo nesta vida
existe um tempo.:/
Debaixo do céu, debaixo do céu.

0839. Tem compaixão

1. Este povo está cansado e abatido. E
às vezes é batido até cansar. De
viver já não encontra mais sentido, e
nem sabe mais pra onde caminhar.
Ref.: Tem compaixão.
Tem compaixão. Tem compai-
xão deste povo, Senhor. (bis)
2. Grande parte deste povo passa fome.
Mas os cães até têm «refeição».
Essa vida não é vida de homens,
«essa vida é vida de cão».
3. Nas escolas, seminários, faculda-
des, todos juram cumprir sua
missão. Mas depois, na hora da
verdade, os «Pilatos» continuam
lavando as mãos.

0840. Deus amigo

1. Cansado e sofrido, com medo da
morte, lá vai o profeta fugindo da
vida. Andando, «perdido», sem rumo
e sentido, deseja que a morte lhe
seja servida. Entrega-se ao sono,
expressão definida de alguém que
não tem ou não quer ter saída. E um
anjo de Deus então o desperta e,
para que ande, lhe serve comida.

Ref.: /:«Canta e caminha»!
Sonha e espera! Busca e
procura! E Deus te encontrará.:/

2. De novo a caminho, de noite e dia, lá
vai o profeta ao monte de Deus e,
entrando na gruta, escuta uma voz.
Javé lhe pergunta: «Que fazes aqui?»
Se queixa do povo. Se julga o me-
lhor: «A dor me consome de zelo por
Ti». Mas eis que Javé lhe diz pra ficar
no alto do monte pra vê-lo passar.

3. Nem no furacão. Nem no terremoto.
E também no fogo Javé não está. Na
brisa suave então se revela, de novo
pergunta: «Que fazes aqui?» De-
pois determina o que deve fazer e
mostra ao profeta: «Eu zelo por
ti». Também para o povo contigo
e comigo confirma o Senhor que é
Deus - amigo.

0841. Bem vindo, irmão E

1. /:Bem-vindo, irmão.
Você completa nossa alegria.
Sinta-se bem.
Seja feliz em nossa companhia!
Bem-vinda, irmã.
Você completa nossa alegria.
Sinta-se bem.
Seja feliz em nossa companhia!:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

251

0842. Obrigado, mamãe G

Ref.: Mamãe, é grande a alegria.
Neste seu dia que é meu
também. Mamãe, cheguei a
entender, se não fosse você,
eu não seria ninguém.
1. Às vezes me vejo em teu colo a
brincar. Seus braços, seu peito a me
sustentar. O berço embalando can-
tando a ninar. Depois, trabalhando,
mas sempre a velar. Aquele que
dorme lá no bercinho nem parece
ser gente, mais parece ser um anjinho.
2. Tranqüilo e sereno eu ia crescendo.
Você me ensinando, comigo apren-
dendo. O tempo passou, segui meu
caminho. Você me apoiou com tanto
carinho. Agora se esconde dos olhos
dos seus. Descansa tranqüila no abra-
ço de Deus.
Ref.: Mamãe, com grande alegria,
todos os dias, eu posso dizer:
Mamãe, muito obrigado por ter
me ensinado gostar de viver.

0843. Alegria e paz

C

1. Se o teu caminho, às vezes, é
escuro. E se o teu passo, às ve-
zes, inseguro. Continua andando,
e não pares não, porque o Senhor
vai tomar-te pela mão.
Ref.: Deixa o Senhor tomar a tua
mão. Deixa o Senhor curar teu
coração. /:Chegará o dia,
e, então, conhecerás. Aquele
que te dá a alegria e a paz.:/
2. Se a tua vida, às vezes, é sofrida.
E teu sofrimento parece sem sa-
ída. Continua andando, e não pa-
res não, porque o Senhor vai to-
mar-te pela mão.
3. E quando sentires que a vida,
afinal já não é a mesma, já não é
igual. Continua andando, e não
pares não, porque o Senhor te
envia em missão.

Ref.: Dize que o Senhor tomou a tua
mão. Grita que o Senhor curou
teu coração. /:Chegará o dia, e
o mundo conhecerá Aquele que
lhe dá alegria e a paz.:/

0844. A fé está no pé Dm-D

Ref.: A fé está no pé, meu irmão.
A fé está no pé, minha irmã.
É o Deus da caminhada, meus
irmãos. Que sustenta nossa fé.
1. O Deus de nossa fé é um Deus de
caminhada, que chama Abraão e
manda pôr o pé na estrada. O fato
é que a palavra se faz caminho,
ação, e age na história, gerando a
libertação.
2. Vendo o sofrimento do seu povo no
Egito. Ouvindo atentamente o de-
sespero do seu grito, revela-se a
Moisés e manda o povo libertar. Pois
ele tem direito a vida nova conquistar.
3. «O Verbo se fez carne» em Jesus
de Nazaré. É Deus que se faz
gente assim como a gente é. No
jeito de viver Jesus vai tomar par-
tido, mostrando que seu Reino é
do pobre e oprimido.
4. Alguns não aceitaram um Deus pobre
e despojado. No alto de uma cruz
Jesus fora pendurado. E quando pa-
recia que a vitória era da morte,
Deus o ressuscitou, mudando assim
a nossa sorte.
5. O Espírito de Deus forjador de nossa
história garante no presente a certe-
za da vitória. E mostra que o povo
desta América sofrida exige uma
Igreja com Ele comprometida.
6. Em cada liturgia, em cada celebração
fazemos a memória desta grande
comunhão. Com Deus que se parti-
lha e nos convida a partilhar. Por
isso, meus irmãos, o nosso Deus
vamos louvar.

Cantar à Vida Sempre

252

0845. Buscando o infinito E

1. Se você quiser voar ao infinito,
onde o mundo certamente é mais
bonito. Onde homens e mulheres
se cultivam como flores e exalam
um perfume de paz. Onde homens
e mulheres se assumem como
gente e a esperança é presente
que não se desfaz.

2. Se você quiser voar ao infinito e viver
neste mundo mais bonito, você deve
acreditar que você pode voar como
pássaro livre no céu. Você deve acre-
ditar que o céu não é um lugar mas
que ele está dentro de você.

Ref.: Você procura a paz.
Você procura o céu.
E eles estão dentro de você. (bis)

0846. Luta fecunda

1. Eu creio que um dia o mundo melho-
ra, se a gente, agora, mantém cora-
gem /:Que faz seguir viagem na luta
fecunda da libertação.:/

Ref.: Quem vai, quem vai?!
Quem vem, quem vem?!
/:Nem sempre a gente consegue,
mas sempre a gente prossegue
na luta fecunda da libertação.:/

2. É lindo de ver: adultos e jovens com
força promovem uma nova imagem
/:Que faz seguir viagem
na luta fecunda da libertação.:/

0847. É preciso coração

1. Caminhando te encontrei. Encon-
trando conheci. Conhecendo te amei.
Amando aprendi:

Ref.: Que é preciso um coração:
que se abre para acolher;
que acolhe para assumir;
que assume para morrer;
que morre para viver.

2. Na vontade de chegar. Na esperança
de não parar. Na alegria da jornada.
Na descoberta da caminhada:

3. Apoiando o cansado. Animando o
desanimado. Incentivando com cari-
nho quem descobriu pelo caminho:

4. Bendizendo o Senhor. Proclamando
o seu louvor pois nos ama e nos
convida a responder com a vida:

0848. Meu grito

E

Ref.: Meu canto tem forma de grito.
Meu grito tem forma de dor. /:De
gente que sofre, que morre ou
que é morta por falta de amor.:/

1. Essas crianças que morrem ou
que a maldade não deixa viver.
Com fome, com frio, doente ou porque
é gente demais, não devem nascer.
/:Clamam ao céu por justiça
que o Senhor vai fazer.:/

2. E esses jovens que morrem porque
procuram o mundo mudar. Cansa-
dos do “nada”, violência e mentira,
sentiram na vida o valor de lutar.
/:Clamam ao céu por justiça que o
Senhor vai fazer.:/

3. E esses «velhos» que morrem
abandonados por força da idade.
E todos aqueles que são condena-
dos pelo critério da «inutilidade».
/:Clamam ao céu por justiça que
o Senhor vai fazer.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

253

0849. Mundo novo

Ref.: Eu sonhei, eu sonhei. Vocês pre-
cisam saber o que eu sonhei:
1. Vi os soldados marchando. Era ma-
nhã de primavera. Vestiam roupas
de trabalho de alguém que vai mexer
com terra. As ferramentas eram fei-
tas dos antigos instrumentos de guer-
ra. Eram foices, enxadas e arados,
ferramentas de uma nova era.
Ref.: Na cabeça desses jovens e
também no coração ressoava,
do antigo, um novo refrão:
/:Apontar, atirar, matar:
a fome desse povo.:/
2. O primeiro trecho escolhido era mui-
to apropriado. Foi ao longo das rodo-
vias por já estar delimitado. Bateram
em continência para a terra, com
amor e respeito inusitado traçaram
o sinal da cruz na testa, ao Senhor
que é dono do roçado.
3. Era lindo ver aquela força jovem
manejar as ferramentas com ardor,
sabendo que do seu sangue e suor a
vida vai ganhar novo sabor. As crian-
ças, os velhinhos e sofridos vão co-
mer mais vezes e melhor. É a força
da nossa juventude construindo um
mundo novo com amor.
Final: Eu sonhei, eu sonhei.
Vocês precisam saber
que eu só sonhei!

0850. Súplica

Ref.: Vem, Senhor, aumentar o espaço
do meu coração. Vem, Senhor,
preencher o vazio que, às vezes,
se faz. /:Vem, Senhor, trazer es-
perança, alegria e paz.:/
1. Estou tentando ser bem mais pobre
do que eu sou. Estou tentando pro-
mover a calma e a mansidão. E
muitas vezes já tenho chorado, ten-

tando acertar. E porque isso não é
fácil, venho suplicar:
2. Estou tentando ser bem mais puro de
coração. Estou tentando também
perdoar para viver perdão. Estou
tentando, com muita esperança, pro-
mover a paz. E porque isso não é
fácil, venho suplicar:
3. Eu sempre sofro muita fome e
sede de maior justiça. E então
recordo dos que já morreram
pelas injustiças. Se, por acaso,
eu for perseguido por te anunci-
ar, para que eu possa então
corresponder, venho suplicar:

- CD -
Celebrando La Salle

- L.: Marcos L. Corsatto - M.: Ir. Paulo Petry, fsc

0851. Mostrando
a direção

A (C)

1. É aqui! Aqui vai começar! A mudança
em nossa vida começa em nosso
coração. É aqui! Aqui vai começar!
A mudança de meu povo começa
com educação. A estrela lassalista
vai mostrar a direção.
Ref.: É só viver a fé. É só fazer
La Salle acontecer aqui.
É só fincar o pé. E não deixar
que cale a voz dentro de ti.
2. É aqui! Aqui vai começar! A mudança
da miséria começa com dedicação. É
aqui! Aqui vai começar! A mudança
interior começa com a Comunhão. A
estrela lassalista vai mostrar a direção.
3. É aqui! Aqui vai começar! Com a força
de Jesus começa a transformação. É
aqui! Aqui vai começar! A mudança
em nossa vida começa em nosso
coração. A estrela lassalista vai mos-
trar a direção.

Cantar à Vida Sempre

254

0852. Educação
e perdão

Dm

1. /:Nós te pedimos, Senhor:
desculpa a nossa omissão!:/
/:Juntos nós imploramos humildes,
o teu perdão.:/

2. /:Nós te pedimos, Jesus:
desculpa a nossa fraqueza!:/
/:Aqueles que educam te pedem
mais zelo e mais fortaleza.:/

3. /:Nós te pedimos, Senhor:
desculpa o nosso pecado!:/
/:Arrependidos buscamos força,
pra estar do teu lado.:/

0853. É festa pra Deus C

Ref.: Glória! Glória!
Viva! Viva!
Todas as louvações!
Viva! Viva!
Festa pro Deus
de nossos corações!

1. Viva Deus Pai em nossos corações!
Fazemos festa, porque esta vida tem
tanta coisa por descobrir. Sempre
florida, a criação está a sorrir.

2. Viva Jesus em nossos corações! Fa-
zemos festa, porque o amor espera
sempre por todos nós. Esse calor é
fraternidade. Nunca estamos sós!

3. Viva o Espírito em nossos corações!
Fazemos festa, porque esse vento
renova tudo e muda o ar. Traz novo
alento. É pentecostes, pra festejar!

0854. Palavra que
constrói

D

1. Ouço palavras que destroem e que
não marcam o coração. Apenas fe-
rem o ouvido e deixam o peito dolo-
rido, na dor vazia, dor em vão. Mas
há palavras de montão, que fazem a
vida ter sentido. Daquele jovem de
Nazaré vêm as palavras pra nossa
fé. Nosso vazio só é vazio longe do
jovem de Nazaré.

2. Ouço palavras que constroem e que
preenchem o coração. Elas cami-
nham pelo ouvido e deixam o peito
bem florido. Some o vazio, entra a
emoção. A alegria é de montão e faz
a vida ter mais sentido. Daquele
jovem de Nazaré vêm as Palavras
pra nossa fé. A nossa vida é vida
plena perto do jovem de Nazaré.

3. Ouço palavras que comovem, fazem
feliz nosso coração. São aleluias,
grito incontido a Jesus mestre, Jesus
querido, maior amigo, Jesus irmão.
Palavra viva e comunhão pra toda
vida ter mais sentido. Daquele jovem
de Nazaré vêm as palavras de nossa
fé. Mil aleluias de vida plena pro
Senhor jovem de Nazaré.

- Detalhe do vitral, Colégio La Salle, Botucatu/SP -
Foto by Valdomiro Titton

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

255

0855. Ofertório lassalista E

1. Era uma vez uma semente, que
resolveu se abrir, no chão. Aceitou
água, aceitou luz. Saiu da terra e
virou pão, esse alimento que produz,
em nossa vida, a união. E com La
Salle, teu servo e santo, educador de
profundo encanto, a ti trazemos o pão
e o canto e colocamos no teu altar.

2. Era uma vez uma semente, que foi
seguir o seu caminho. Em fruta bela
foi colhida. Saiu do galho e virou
vinho, essa bebida, em nossa vida. A
comunhão se faz carinho. E sob a
bênção desse teu santo, de lassa-
lista e profundo encanto, a ti tra-
zemos o vinho e o canto e coloca-
mos no teu altar.

3. Era uma vez a nossa gente, feita
semente no mundão. Buscando ser
como é o vinho. Tentando ser como
é o pão. É que ninguém vive sozinho
e a gente busca a comunhão. E com
La Salle, teu servo e santo, educador
de profundo encanto, a ti trazemos a
vida e o canto e colocamos no teu altar.

4. Era uma vez Cristo Jesus, que ensi-
nou a ser irmão, a partilhar, ser sal
e luz. E quis ficar no vinho e pão. E
quis mostrar que a vida é boa so-
mente quando é comunhão. E sob a
bênção desse teu santo, de lassa-
lista e profundo encanto, a ti tra-
zemos missão e canto e coloca-
mos no teu altar.

0856. Recebe, recebe,
Senhor

A

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: Recebe, recebe, Senhor,
neste altar. Nossa vida
e o desejo de te amar. (bis)
1. Neste pão, oh Senhor, nós trazemos
o trabalho de tantos irmãos. Neste
vinho a alegria que sentimos na par-
tilha, na paz, na doação.
2. Mãos abertas, santas, generosas.
Neste gesto ofertamos, Jesus, o que
temos: os espinhos e as rosas, o
passado, o presente e o porvir.
3. A família, os amigos, o trabalho; o
estudo, a oração, o lazer. Tudo isto
recebemos de tua graça. E é o que
temos para te oferecer.

0857. Santo é quem educa A

Ref.: Santo é aquele que ensina
que a vida é repartir
a vida que a Vida dá. (bis)
1. Santo é quem vem em nome do
amor! Santo é quem traz a paz de
nosso Senhor! Santo é quem grita
contra a opressão! Santo é quem
comunga o vinho e pão! Santo é
quem faz o que La Salle fez! Santo é
educar com o coração!
2. Santo é quem traz a esperança no
olhar! Santo é quem faz a injusti-
ça acabar! Santo é quem vive em
fraternidade! Santo é quem bus-
ca sempre a verdade! Santo é
quem faz o que La Salle fez! San-
to é educar pra felicidade!
3. Santo é aquele que ensina que santo
é repartir a vida que o Santo dá. (bis)
Hosana, Santo é o Senhor! Nas altu-
ras, Santo é o Senhor! Também
aqui, Santo é o Senhor! Santo é.

Cantar à Vida Sempre

256

0858. Amor, partilha e paz A

1. Cordeiro, Cordeiro de Deus, que
tiras o pecado do mundo, tira de
dentro do meu coração lassalista
a incapacidade de amar.
Ref.: Tua paz nunca vai acabar!
Tua paz eu quero anunciar!
Tua paz nunca vai acabar!
2. Cordeiro, Cordeiro de Deus, que
tiras o pecado do mundo, tira de
dentro do meu coração lassalista
o medo de partilhar.
3. Cordeiro, Cordeiro de Deus, que tiras
o pecado do mundo, coloca dentro
do meu coração lassalista a paz que
não vai acabar.

0859. Missão Partilhada G

Ref.: Missão Partilhada! Mesa parti-
lhada! Vida partilhada! (bis)
1. Existe mais que vinho e pão
sobre esta mesa, sobre este altar.
Quando a missão é partilhada,
quando a missão é partilhada,
é Jesus Cristo a se multiplicar.
2. Sobre esta mesa, sobre este altar,
existe mais que vinho e pão.
É Jesus Cristo em nosso meio,
é Jesus Cristo em nosso meio,
juntos e por associação.
3. Sobre este altar, sobre esta mesa,
existe mais que pão e vinho.
São corações de educandos.
São corações de educadores.
São de Jesus, vida e caminho.
4. Sobre este altar, o pão e o vinho.
Existe mais sobre esta mesa.
Um zelo ardente pela missão.
Um zelo ardente pela missão.
E em Jesus fé sempre acesa.

0860. Nossa Senhora
da Estrela

A

1. Ave Maria, ave Maria, ave Maria.
Maria, Senhora da Estrela.
Maria, Senhora. Maria.

2. Cheia de graça. Cheia de graça.
Cheia de graça. Senhora da graça
e da estrela. Senhora da Graça.
Senhora.

3. O Senhor é convosco. O Senhor é
convosco. O Senhor é convosco. Nos-
sa Senhora da Estrela. Nossa Se-
nhora. Nossa.

4. Bendita sois vós. Bendita sois vós.
Bendita sois vós. Bendita Senhora da
Estrela. Bendita Senhora. Bendita.

5. E bendito é Jesus. E bendito é Jesus.
E bendito é Jesus. Fruto da Senhora
da Estrela. Fruto da Senhora. Fruto.

6. Mãe de Deus e nossa. Mãe de Deus
e nossa. Mãe de Deus e nossa. Santa
Maria da Estrela. Santa Maria. Santa.

7. Rogai pelos pecadores. Rogai pelos
pecadores. Rogai pelos pecadores.
Mãe e Senhora da Estrela. Mãe e
Senhora. Mãe de Deus.

8. Agora e Sempre. Agora e Sempre.
Agora e sempre. Eterna Senhora da
Estrela. Eterna Senhora. Eterna.

9. Amém! Senhora da Estrela.
Amém, amém.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

257

0861. À mãe Maria

G

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: Ave Maria, mãe do nosso Deus.
Santa Maria,
acolhe os filhos teus. (bis)

1. Em minha vida sigo a caminhar.
Tropeço e caio, não sei amar.
Tu me socorres, me dás a mão
E me levantas do pó, do chão.

2. Com tua vida, vens me dizer:
Sê fiel a Deus para crescer.
Sim tu disseste ao meu Senhor.
Dando a vida, gesto de amor.

3. Eu sou chamado a partilhar,
Pelo irmão carente a vida dar.
Seja eu fiel tal como tu,
Servindo sempre a Cristo Jesus.

0862. Sinais do reino

D

1. La la la la la, la la la la la, La Salle.
Lá existe amor sem fim.
Lá não é tão longe assim.
Lá depende de ti e de mim.

2. La la la la la, la la la la la, La Salle.
Sa-beremos cantar. Sa-mbaremos
sem parar... Sa-cramento no ar.

3. La la la la la, la la la la la, La Salle.
Lle-varemos o ideal. Lle-aldade
legal. Lle-i do amor contra o mal.

4. La la la la la, la la la la la no reino de
Deus! Sa sa sa sa sa, sa sa sa sa
salve o reino de Deus! Lle le le le le,
le le le le le, leve o reino de Deus!

5. La la la la la, la la la la la,
La Salle ê.
La la la la la, la la la la la,
La Salle ê ô. (4x)

0863. Para sempre

C

Ref.: Comigo, lassalista, vai.
Com ele, lassalista, vai.
Com ela, lassalista, vai.
Com a gente lassalista vai.
1. A graça dessa bênção, chamada
comunhão. E vai e vai e vai. E vem e
vem e vem. Viva Jesus em nossos
corações! E fica para sempre em
nosso coração.
2. A força de um desejo, chamado
comunhão. E vai e vai e vai. E vem e
vem e vem. Viva Jesus em nossos
corações! E fica para sempre em
nosso coração.
3. A solução perfeita, chamada comu-
nhão. E vai e vai e vai. E vem e vem
e vem. Viva Jesus em nossos cora-
ções! E fica para sempre em nosso
coração.
4. Um mundo mais legal, chamado
comunhão. E vai e vai e vai. E vem e
vem e vem. Viva Jesus em nossos
corações! E fica para sempre em
nosso coração.

0864. La Salle jovem

D

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: La Salle somos nós hoje, e
cremos no amanhã. Com fé,
alegria e zelo cantamos ao
mundo assim: Viva Jesus em
nossos corações! Para sempre.
1. Proclamamos em alta voz: Somos
jovens de valor. La Salle é o nosso
guia e Jesus, nosso Senhor.
2. Buscamos só a verdade e uma nação
mais justa. Queremos sempre a paz
pela fraternidade.
3. Juntos construiremos, com o Cristo
libertador, o reino de Deus na terra
com esperança e amor.

Cantar à Vida Sempre

258

0865. Somos La Salle

E

L. versão: Ir. Henrique Justo, fsc e Ir. Nery, fsc - M.: Alberto Croce

Ref.: Somos La Salle,
neste mundo de agora.
Sinais de fé, de esperança
e de amor. Num mundo que
mais luz nos implora. (bis)
1. Guiados por luminosa estrela, que
nos conduz a Cristo, o Senhor. So-
mos artesãos de um outro mundo
novo: a civilização do amor!
2. Arautos da nova do evangelho, ale-
gres anunciamos a verdade. Temos
por ideal enlaçar os homens todos
no vínculo da fraternidade.
3. O reino de amor e de justiça, que
Jesus Cristo a todos confiou, vamos
construir unidos no amor, com
fraternidade, zelo e fé.

0866. E teu sonho nos
contagiou

G

Saulo Vieira

1. /:Ô, ô, ô, ô, ô, ô, ô, la la iá:/ Já faz
muitos anos que alguém partilhou
seu sonho de liberdade como Jesus
pregou. Eis seu sonho partilhado.
Seu ideal de cristão: levar aos de
Deus preferidos, aos pobres a
educação.
2. Os anos passam depressa e o mundo
não parou. Mas teu grito é recen-
te, pois ninguém o calou. Lassa-
listas hoje somos, tua voz vamos
gritar. La Salle, eis tua proposta,
Educação pra libertar.
Ref.: La Salle, hoje sonhamos contigo.
Queremos um mundo mais fra-
terno, mais amigo. Sonhamos
fazer aqui na terra um pedacinho
do céu... Testemunhando com a
vida, buscando ser presença do
Reino de Deus.

3. /:Ô, ô, ô, ô, ô, ô, ô, la la iá:/ Hoje
ainda é necessário fazer como tu
fizeste. Não nascemos para nós, para
Deus e sua messe. Lá onde cada um
atua, busque a semente plantar.
Partilha amor, fé e empenho, pro
Reino de Deus brotar.
Final: /:Ô, ô, ô, ô, ô, ô, ô, la la iá:/
/:Ô, ô, ô, ô, ô, ô, ô, la la iá:/
La Salle, hoje sonhamos contigo.

0867. Saudação

comunitária D - E

L.: SJBL - M.: Ir. Paulo Petry, fsc

1. Viva, Viva, Viva Jesus
em nossos corações! Para sempre.
Viva, Viva, Viva Jesus
em nossos corações! Para sempre.

0868. Canto de doação D

Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: Ó meu Senhor, te ofereço
o meu viver. Ó meu Senhor,
todo teu eu quero ser.
1. A ti entrego as minhas mãos
para ajudar os meus irmãos.
Faze-me agora teu instrumento
para servir-te a cada momento.
2. Da minha voz disponha sempre
para espalhar a boa semente
desse teu reino, reino de amor,
reino de paz e de justiça.
3. Mui ternamente quero amar
todos aqueles com quem lidar,
que com firmeza eu possa educar
cristãmente, em espírito de fé.
4. Com zelo ardente quero ser puro.
Fazer tua vontade, ó Pai, somente.
E não buscar da terra as riquezas.
Sendo fiel a ti na opção que fiz.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

259

0869. La Salle,

arauto educador D

Ir. Jorge Evaristo Choma, fsc

Ref.: La Salle, La Salle, arauto
educador, como jovens lassa-
listas, queremos te seguir! (bis)

1. Movido por Jesus, ele se entregou
pra construção do reino, pela educa-
ção. Vivendo como pobre, ele se
consagrou aos pobres, indefesos,
carentes de instrução.

2. Em toda a terra hoje, Irmãos
Lassalistas, fiéis a esta mensagem,
partilham o mesmo dom. Promo-
vem educação, constroem o ho-
mem novo à luz do Evangelho,
com fé e zelo ardente.

3. E o brilho dessa luz envolve todo o
ser. Com ela vem Jesus, formando
uma família. Com mestres, pais, alu-
nos: juntos de mãos dadas se empe-
nham nesta luta de amor, justiça e paz.

0870. Teu nome
é programa

G

L.: Ir. Hernique Justo, fsc

1. Ó La Salle, teu nome é programa de
combate à pobreza e opressão.
/:Hoje ainda este povo reclama
mais justiça, mais paz e instrução.:/

2. Tu, que eras doutor, rico e nobre,
tendo à vista brilhante porvir,
/:Educar foste o humilde e o pobre,
para que se pudessem remir.:/

3. Nós queremos levar a Boa Nova.
Tua mensagem aos nossos irmãos.
/:Que eles possam fazer sua história,
homens livres se dando as mãos.:/

0871. Lassalistas,
entoemos

E

L. versão: Ir. Henrique Justo, fsc
- Música: Ir. Alfredo A. Morales, fsc

1. Lassalistas, entoemos hoje um can-
to. Festejando da escola um benfei-
tor: é La Salle, mestre sábio e santo.
É La Salle, nosso amado protetor.
2. Quis escola para todos: rico e pobre.
E formou os mestres para um nobre
ideal. Em sua vida humilde se desco-
bre vivo amor e doação total.
3. Nós queremos imitar este modelo.
Construindo um mundo novo e fra-
ternal. Ó La Salle, o teu desvelo pelo
irmão carente vamos continuar. Ó La
Salle, teu grande zelo nos incentive
a este mundo transformar.

0872. Estrela lassalista E

L. versão: Ir. Paulo Petry, fsc
- M.: Carlos Noceti e Kiko Sabella Rosa

1. Unidos pela luz do Evangelho. Seme-
ando a justiça e o saber. Irmanados
pelo amor à nossa pátria. Cantamos
este hino com alegria e fé. Lutando
pela escola com constância, La Salle
foi pioneiro que nos deu essa luz viva
e presente em todo mundo, nascida
de seu sangue, regada com amor.
Ref.: Ó estrela lassalista, nossas vidas
vem guiar. Ó estrela lassalista,
nossas vidas vem guiar.
2. Vivendo o evangelho em ronda fra-
ternal, faremos deste mundo o reino
do Senhor. Unindo a família e abrin-
do o coração, somos La Salle hoje,
estrela a brilhar. Queremos nova
escola, um novo mundo. Seguimos a
La Salle em seu ideal de levar a luz
de Deus a todo o mundo, forjando o
sentido de nosso caminhar.

Cantar à Vida Sempre

260

0873. Foi La Salle

E

Hino do tricentenário

Ir. Gilberto Hilário, fsc

1. Foi, La Salle, fecunda tua vida,
trajetória de luz e de amor!
Tua imagem, por isso, querida
nossas almas inunda de ardor.

Ref.1: Sobre nós tuas bênçãos
derrama, grande servo
de Cristo Senhor, reacende em
nós todos a chama
da esperança, da fé e do amor.

2. Elevou-te aos altares a Igreja,
aclamando tua fé tão audaz,
e o universo teu nome festeja
qual arco-íris de amor e de paz.

Ref.2: Tu dos mestres modelo e
patrono, dos alunos genial
benfeitor. Que refulges
do céu sobre um trono,
nossas vozes escuta co’amor.

4. Hoje em todas as partes do mundo,
tremular vemos teu pavilhão
a irradiar o entusiasmo fecundo
da virtude e da ciência o clarão.

5. Escreveste nos fastos da história
uma página de ouro, eternal.
Desde o empíreo, nimbado de glória,
sê-nos todos amparo e fanal.

0874. Vem conosco,
vem lutar

E

Ref.: O mundo dos pobres precisa de
educação. Você é convidado.
/:Vem conosco, vem lutar.:/

1. La Salle abriu um caminho. Deus aos
pobres o guiou. Hoje ele chama de
novo. Abra o seu coração.

2. Nós, jovens, somos uma força.
Força de transformação. Lutemos
por um mundo novo. Unidos, jun-
tos, como irmãos.

3. O povo clama por justiça. Pede o fim
da opressão. Unamo-nos a este
povo, plantemos a libertação.

0875. Eras jovem
como eu

E

1. Eras jovem como eu quando Deus te
iluminou para poder servir a huma-
nidade. Grande foi tua dignidade.
Guia-nos pela verdade a brindar amor
pela educação.

Ref.: João Batista de La Salle, nosso
fundador. João Batista de La
Salle, nosso educador. (bis)

2. Que a chama de tua fé guie nossas
vidas para transformar a maldade
em bem. Que nossa fraternidade
cumpra teu sonho de amor. E nos
jovens ver o amor de Deus.

0876. Juventude
lassalista

Dm

Édio Mariani

Ref.: Juventude Lassalista nós somos.
E queremos construir um
mundo novo, mais irmão.

1. Cremos em Cristo, o nosso irmão.
E temos La Salle por exemplo.
Seguimos a viver os seus ideais,
em toda a nossa vida.

2. Viver na fé, na fraternidade,
e fazer brotar a justiça hoje.
É o nosso compromisso.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

261

0877. Ei, La Salle

C

Édio Mariani

Ref.: Ei! La Salle! Ei! La Salle!
Nós somos teus amigos
e estamos contigo.

1. Todos os dias nos dás a tua mão. És
o fundador, és o nosso irmão. Seja lá
em cima ou aqui no chão. Tu estás
conosco, no nosso coração.

2. Todos nós estamos em comunhão.
Estás presente na nossa união. Bus-
camos juntos construir a missão, de
lutar pela justiça na educação.

0878. Era uma vez... João
Batista de La Salle
D

L. versão: Profª Irene T. B. da Silva
- Paródia da música «Era uma vez»

1. Era uma vez um menino que nasceu
na França. Filho de família nobre. O
primeiro de onze crianças. Era uma
vez um menino de família cristã. Que
cedo perdeu seus pais. E tomou
conta de irmãos e irmãs. E para ser
feliz, ele escolheu ser sacerdote. E
dedicou-se aos pobres. E para ser
feliz, ele renunciou a sua riqueza. E
passou dificuldades.
Ref.: Uma história de amor
foi a vida de La Salle, que Jesus
abençoou. Ele é o nosso guia.
2. Era uma vez um professor muito
preocupado com o ensino dos jo-
vens. Criou escolas cristãs. Era uma
vez um homem de muita fé. E forta-
lecido por Deus. Criou a Congrega-
ção dos Irmãos. E para ser feliz sua
obra continua até hoje. Inspirados
por La Salle. E para ser feliz, Irmãos
Lassalistas continuam aqui constru-
indo o Reino de Deus.

0879. Paródia de
«Momento novo»
Em

Profª Irene

1. Deus chama todo professor cristão
pra um compromisso com sua
missão. La Salle comprometeu-se
há tempos atrás.
Agora é sua vez, você é capaz.

Ref.: /:Por isso vem, comemorar
com a gente também.
Você é muito importante:/ Vem!

2. La Salle foi e é o nosso guia, nosso
patrono com muita alegria. Que hoje
nós queremos parabenizar, pois sua
estrela está sempre a brilhar.

3. Nós festejamos nosso fundador. Com
muito orgulho e muito louvor. Agra-
decemos aos Leigos e aos Irmãos.
Que continuam a sua missão.

0880. vENCANTAr

D

L.: Prof. Marcos L. Corsatto - M.: Ir. Paulo Petry, fsc

Ref.: V encanta r este momento!
Vem abrir o coração! Construir
um novo tempo! Fazer nova
educação! Construir um novo
tempo! Fazer nova educação!

1. Já é tempo de mudança! Vem comigo
renovar! O amanhã acontece hoje! E
hoje é hora de mudar!

2. E vem dar tua resposta! E vem ser
mais cidadão de um século nascen-
te, pleno de renovação!

3. Superando os desafios! Educando e
consciente! Assumir o que encanta e
transforma nossa gente!

Cantar à Vida Sempre

262

0881. João Batista

A

1. São quase dois mil anos de silêncio e
solidão. Na pia do batismo corre
ainda o Rio Jordão. João já foi poeta,
o grande amor de Salomé. Agora é
feriado de fogueira e buscapé.
Ref.: Tome, João, apanhe seu violão,
enfrente esta multidão.
Não deixe ninguém morrer
pagão. Deus do céu, o mundo é
um carrossel. Inútil você parar,
se a vida não para de rodar.
2. No meio da poeira destes séculos em
vão ficou pelos caminhos a figura de
João. E sua voz ressoa nas imensas
catedrais. Seu povo ainda espera as
profecias imortais.
3. Me diga qual o rio onde agora o
pescador, que um dia por você foi
batizado de Senhor. Que eu tenho
mil pecados que não são originais.
Amargas ilusões que não se apagam
nunca mais.
4. João um certo dia foi jogado na
prisão. Prendeu-se a liberdade, mas
o pensamento, não. Retorna, meu
amigo, vem mostrar aos fariseus, na
ponta do chicote, a mão pesada do
teu Deus.

0882. São José trabalhador C

1. Todos os trabalhadores, vamos jun-
tos entoar: operários, lavradores.
São José vamos saudar, ai, ai, ai, ai.
A mulher trabalhadora, faxineira e
professora, e também dona de casa
tem os filhos pra cuidar, ai, ai, ai, ai.

Ref.: São José homem do povo,
entendeu a mensagem do Senhor.
Operário, feliz, esposo de Maria,
a mãe do salvador, de Maria,
a mãe do salvador, ai, ai, ai, ai.

2. Empregada, balconista, empresário
e escritor. Comerciante e artista,
cantem juntos o louvor, ai, ai, ai, ai.
Santo humilde, homem justo,
elevamos nossa voz.
Teu exemplo nos ajude que a
justiça habite em nós, ai, ai, ai, ai.

0883. São José,
feliz esposo

D

1. São José feliz esposo de Maria, mãe
de Deus, com o teu favor piedoso.
Vem valer aos filhos teus!
Ref.: Que poder, que excelsa glória
te confere o salvador!
Oh! Por isso dá vitória
à Igreja do Senhor!
2. Se nos vires na indigência, sem
remédio no penar, seja tua provi-
dência quem nos venha sustentar!
3. Quando sobre nós a morte estender
seu negro véu, sejas tu quem nos
transporte desta vida para o céu.

0884. A ti, ó grande santo G

1. A ti ó grande santo, nós vimos
recorrer. Nos guarda sob teu
manto. Oh! Vem nos proteger!
Ref.: São José, vem nos proteger!
São José, vem nos proteger!
2. O salvador na terra vieste defen-
der. Nesta implacável guerra.
Oh! Vem nos proteger!
3. A tua solicitude queremos todos
ter, a angélica virtude.
Oh! Vem nos proteger!
4. Por ti a providência quis a Jesus valer.
Rogamos tua clemência.
Oh! Vem nos proteger!
5. Quiseste com Maria acerba dor
sofrer. Suplica-a todo o dia!
Oh! Vem nos proteger!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

263

0885. Ângelus

E

1. O anjo do Senhor anunciou a Maria,
e ela concebeu do Espírito Santo.

Ref.: Ave-Maria, cheia de graça,
Deus é contigo, és bendita entre
as mulheres, e é bendito
o Filho do teu ventre, Cristo.

Santa Maria, mãe de Deus, roga
por nós pecadores, sempre e na
hora de nossa morte. Amém.

2. Eis aqui a serva do Senhor, faça-se
em mim segundo a tua palavra.

3. E o verbo se fez homem,
e habitou entre nós.

0886. Nossa Senhora
da Estrela

C

L.: Ir. Henrique Justo, fsc. - M.: Ir. Nery, fsc

Ref.: Senhora Nossa da Estrela,
escuta a quem a ti apela.
Escuta-nos que a ti clamamos:
/:Roga a Deus por nós!:/

1. És estrela matutina, precedendo
o arrebol. O teu brilho anuncia
Jesus Cristo, o eterno Sol.

2. És estrela luzidia, anunciando o ama-
nhecer. Tu nos segues todo o dia:
vens teus filhos proteger.

3. És estrela vespertina cintilante,
meiga luz, que nas nossas noites
brilha, e, certeira, nos conduz.

4. Astro argênteo és dos mares, nós, os
nautas, a orientar. E, livrando-nos
dos males, para o céu poder chegar.

5. Como a estrela reluzente nos envia
suave luz, manda-nos, ó mãe
clemente, o fulgor do teu Jesus.

0887. Viva a mãe de Deus
e nossa

Em

Ref.: Viva a Mãe de Deus e nossa,
sem pecado concebida!
Salve, virgem imaculada,
ó Senhora Aparecida!

1. Aqui estão vossos devotos, cheios de
fé incendida, de conforto e de espe-
rança, ó Senhora Aparecida!

2. Virgem santa, virgem bela, mãe
amável, mãe querida, aparai-nos,
socorrei-nos, ó Senhora Aparecida!

3. Oh! Velai por nossos lares, pela
infância desvalida, pelo povo brasi-
leiro, ó Senhora Aparecida!

0888. Graças demos
à senhora

C

1. Graças demos à senhora, que por
Deus foi escolhida para ser a mãe de
Cristo, à Senhora Aparecida.

2. Virgem santa, virgem bela, mãe
amável, mãe querida, amparai-nos,
socorrei-nos, ó Senhora Aparecida.

3. Nos momentos de perigo, que são
tantos nesta vida, confiantes recor-
ramos à Senhora Aparecida.

4. Protegei a santa Igreja, nossa mes-
tra, nosso guia; protegei a nossa
pátria, ó Senhora Aparecida.

5. Pelos lares brasileiros, pela infância
desvalida, ó velai maternalmente,
virgem mãe Aparecida.

6. E na hora derradeira, ao sairmos
desta vida, suplicai a Deus por nós,
virgem mãe Aparecida.

Cantar à Vida Sempre

264

0889. Dai-nos a bênção D

Ref.: Dai-nos a bênção, ó mãe querida,
Nossa Senhora Aparecida.
Dai-nos a bênção, ó mãe querida,
Nossa Senhora Aparecida.
1. Sob esse manto do azul dos céus,
guardai-nos sempre no amor de Deus.
Sob esse manto do azul dos céus,
guardai-nos sempre no amor de Deus.

0890. À Senhora
de Aparecida

G

Pe. Zezinho scj

Ref.: Venho cantar meu canto cheio de
amor e vida. Venho louvar aquela
a quem chamo «Senhora de
Aparecida». Venho louvar Maria,
mãe do libertador. Venho louvar a
virgem de cor morena por seu
amor. Venho louvar a virgem de
cor morena por seu amor.
1. Quero lembrar os fatos que acon-
teceram naquele dia, quando por
entre as redes, aquela imagem
aparecia. Vendo surgir das águas
a tosca imagem de negra cor,
agradeceram todos à mãe de Cris-
to por tanto amor.
2. Quero entender o culto que come-
çou, desde aquele dia. Muitos não
compreendem, dizendo ser uma ido-
latria. Mas neste simbolismo daque-
la imagem, de negra cor, chega-se
com Maria ao santuário do Salvador.
3. Torno a lembrar os fatos que agora
tocam a tanta gente: esta senhora
humilde, de cor morena, se fez pre-
sente numa nação, aonde imperava
a mancha da escravidão. Nossa Se-
nhora escura nos diz que o Cristo nos
quer irmãos.

4. Hoje, que eu vejo gente voltar con-
tente de Aparecida, penso na mi-
nha Igreja com os pequenos com-
prometida. Penso nas diferenças
que ainda ferem o meu país, peço
que a mãe do Cristo conduza o
povo ao final feliz.

5. Hoje eu me fiz romeiro sem ilusão e
sem utopia. Fui visitar a casa que
construíram pra mãe Maria. E, no
meu jeito simples de entender esta
devoção, «virgem morena», eu dis-
se: «conduz meu povo à libertação».

0891. Mãe do céu morena Bb

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Mãe do céu morena,
Senhora da América Latina.
De olhar e caridade tão divina,
de cor igual à cor
de tantas raças!
Virgem tão serena,
Senhora destes povos
tão sofridos,
patrona dos pequenos
e oprimidos,
derrama sobre nós as tuas graças!

1. Derrama sobre os jovens tua luz!
Aos pobres vem mostrar o teu
Jesus. Ao mundo inteiro traz o teu
amor de mãe. Ensina quem tem
tudo a partilhar. Ensina quem tem
pouco a não cansar. E faz o nosso
povo caminhar em paz.

2. Derrama a esperança sobre nós.
Ensina o povo a não calar a voz.
Desperta o coração de quem não
acordou. Ensina que a justiça é
condição de construir um mundo
mais irmão. E faz o nosso povo
conhecer Jesus.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

265

0892. A padroeira

G#

Joana

1. Ó virgem santa, rogai por nós, peca-
dores, junto a Deus Pai e livrai-nos
do mal e das dores. Que todo ho-
mem caminhe tocado pela fé, crendo
na graça divina, esteja como estiver.

Ref.: Abençoai nossas casas, as águas,
as matas e o pão nosso, a luz de
toda manhã, o amor sobre o ódio.
Iluminai a cabeça dos homens, te
pedimos agora, e que o bem acon-
teça, Nossa Senhora.

0893. Todas as nossas
senhoras

Roberto Carlos e Erasmo Carlos

1. Quando eu me sinto aflito, Nossa
Senhora da Paz me dá sua mão,
me acalma, tranqüilidade me traz.
Se uma lágrima me rola e o pran-
to eu não contenho, choro nas
escadarias de Nossa Senhora da
Penha. Nossa Senhora de Fátima,
peço que a alegria venha.

2. Se o perigo me preocupa, eu tenho
fé, não me alarmo, tenho meu
escapulário, Nossa Senhora do
Carmo. Senhora dos Navegantes, da
Boa Viagem, me guia pelos ares,
terra e mares. Me ampara, me auxi-
lia, me livra das tempestades, Nossa
Senhora da Guia.

3. Minha Nossa Senhora. Somos todos
filhos seus. Todas as Nossas Senho-
ras são a mesma Mãe de Deus. (bis)

4. Sou romeiro e no seu dia, na multi-
dão, mãe querida, me ajoelho e
rezo, Nossa Senhora Aparecida.
Nossa Senhora da Glória, de Lourdes,
de Nazaré. Virgem Santa da Saúde,
da Boa Nova e da Fé.

5. Minha mãe, tanta bondade,
hoje eu sei bem o que é.

6. Nossa Senhora das Graças, da Con-
fiança e da Luz, Senhora da
Lampadosa, rogai por nós a Jesus.
Virgem esposa imaculada do Espíri-
to Santo adorável. Mãe, rainha e
vencedora, três vezes admirável.

7. Nossa Senhora do Brasil,
do seu povo inseparável.

8. Senhora da Rosa Mística, das Dores,
da Conceição, de Medjugore e
Guadalupe e do nosso coração.

9. Minha mãe, Nossa Senhora, somos
todos filhos seus. Todas as Nossas
Senhoras são a mesma mãe de Deus.

Nossa Senhora de Guadalupe,
padroeira da América Latina.
Rogai por nós, que recorremos a vós!

Cantar à Vida Sempre

266

0894. Nossa Senhora

C

Roberto Carlos - Erasmo Carlos

1. Cubra-me com seu manto de amor.
Guarda-me na paz desse olhar. Cura-
me as feridas e a dor me faz supor-
tar. Que as pedras do meu caminho
meus pés suportem pisar. Mesmo
ferido de espinhos me ajude a pas-
sar. Se ficaram mágoas em mim,
mãe, tira do meu coração. E àqueles
que eu fiz sofrer peço perdão. Se eu
curvar meu corpo na dor me alivia o
peso da cruz. Interceda por mim,
minha mãe, junto a Jesus.
Ref.: Nossa Senhora, me dê a mão.
Cuida do meu coração,
da minha vida, do meu destino.
Nossa Senhora, me dê a mão.
Cuida do meu coração,
da minha vida, do meu destino,
do meu caminho. Cuida de mim.
2. Sempre que meu pranto rolar, ponha
sobre mim suas mãos. Aumenta
minha fé e acalma o meu coração.
Grande é a procissão a pedir a mise-
ricórdia, o perdão, a cura do corpo e
pra alma a salvação. Pobres pecado-
res, oh, mãe! Tão necessitados de
vós, santa Mãe de Deus, tem pieda-
de de nós. De joelhos aos vossos pés
estendei a nós vossas mãos. Rogai
por todos nós, vossos filhos, meus
irmãos.

0895. Surpresa de Deus E

L.: L. Palú - M.: Ronoaldo Pelaquim

Ref.: Ó surpresa de Deus, maravilha de
Deus, preferida de Deus, alegria
de Deus! Ó silêncio de Deus, ó
arco-íris de Deus, ó sonho lindo
de Deus, sacrário vivo de Deus!
1. Catedral iluminada do Senhor,
honra e glória do teu povo Israel.
Nossa bênção, luz e graça, nossa

força e nossa paz, porta viva e
gloriosa do céu!
2 Entre todas as mulheres a mais santa,
entre todas a mais simples, mais
humilde, mãe de Cristo, mãe da
Igreja, mãe dos homens, nossa mãe,
entre todas mais querida, minha mãe!
Final: Templo de Deus, Jerusalém,
renovação, cheia de graça,
mestra do amor,
Nossa Senhora dos mil nomes!

0896. O Senhor fez
em mim maravilhas
-
Lc 1,46-55

Dm

J. Gelineau

Ref.: O Senhor fez em mim
maravilhas, Santo é seu nome!
1. A minha alma engrandece
o Senhor, exulta meu espírito
em Deus, meu salvador.
2. Pôs os olhos na humildade de sua
serva: doravante as gerações hão
de chamar-me de bendita.
3. O Senhor fez em mim maravilhas,
Santo é seu nome.
4. Seu amor para sempre se estende
sobre aquelas que o temem.
5. Demonstrando o poder de seu braço,
dispersa os soberbos.
6. Abate os poderosos de seus tronos
e eleva os humildes.
7. Sacia de bens os famintos,
despede os ricos sem nada.
8. Acolhe Israel, seu servidor,
fiel a seu amor.
9. E à promessa que fez aos nossos
pais, em favor de Abraão
e de seus filhos para sempre.
10. Glória ao Pai, ao Filho e ao Santo
Espírito, desde agora e para
sempre, pelos séculos. Amém.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

267

0897. És, Maria, mui feliz E

L.: Ir. M. Domitila - M.: Waldeci Farias

Ref.: És Maria mui feliz! Soubeste acre-
ditar no que te revelou Deus. Eis
que em ti se cumprirá o que Ele
diz! Tu és feliz, Mãe de Deus, feliz!
1. A minha alma engrandece o
Senhor e meu espírito exulta
em meu Deus, pois de sua serva
a humildade Ele olhou. Vai toda
terra cantar meu louvor.
2. Fez maravilhas em mim o Senhor!
Santo é seu nome e pra sempre
há de ser! Sobre os que
o temem se há de estender,
sim, sobre todos será o seu amor.
3. Fez de seu braço o poder conhecer
e os orgulhosos assim dispersou.
Os poderosos do trono abateu!
Os pequeninos, porém, elevou!
4. Os que têm fome sacia de bens,
ricos despede, vazias as mãos!
Vem socorrer a seu servo Israel,
pois à promessa que fez é fiel.

0898. Canção de Maria D

Ref.: Virá o dia em que todos ao
levantar a vista veremos nesta
terra reinar a liberdade. (bis)
1. Minha alma engrandece o Deus liber-
tador, se alegra meu espírito em
Deus, meu salvador. Pois Ele se lem-
brou de seu povo oprimido e fez de
sua serva a mãe dos esquecidos.
2. Imenso é seu amor, sem fim sua
bondade pra todos que na terra
o seguem na humildade.
Bem forte é nosso Deus,
levanta o seu braço, espalha os
soberbos, destrói todos os males.
3. Derruba os poderosos dos seus
tronos erguidos com sangue e suor
de seu povo oprimido.
E farta os famintos, levanta os
humilhados, arrasa os opressores,
os ricos e os malvados.

4. Protege o seu povo com todo o
carinho. Revela o seu amor em todo
o caminho. Assim é o Deus vivo, que
marcha na história, bem junto de
seu povo, em busca da vitória.
5. Louvemos nosso Pai, Deus da liberta-
ção, que acabe a injustiça, miséria e
opressão. Louvemos os irmãos que
lutam com valia, fermentando a his-
tória, pra ver o grande dia.

0899. Vem, Maria mulher G

Ref.: Vem, Maria mulher,
teu canto novo nos ensinar;
/:Um Deus com rosto de mãe,
vem aos pobres anunciar.:/
1. Vamos, irmãos e irmãs, um canto de
júbilo alegres cantar. Ao Deus que
faz maravilhas em seu povo que luta
pra se libertar. Seu nome é três
vezes santo e pra todo sempre dura
o seu amor. E viva o Deus dos peque-
nos, parceiro dos pobres, libertador.
2. Nosso Deus derruba do trono o pode-
roso, machista opressor, que rouba,
ajunta e massacra e obriga o povo a
viver na dor. E eleva os pobres cati-
vos, enche sua mesa de vinho e pão,
mostrando o poder de seu braço,
destrói a injustiça e a opressão.
3. Socorre seu povo escolhido, lem-
brando sempre de sua promessa.
Ele é o Deus da história, sua miseri-
córdia por nós nunca cessa. Vem, ó
Deus de Abraão, Deus de Sara, Deus
de Agar, Deus de Isabel, de Maria,
Deus Pai e Mãe, a vida gerar.
4. Vem, Maria dos pobres, vem com teu
povo, vem caminhar. Apressa a hora
do reino, que a luta do povo faz germi-
nar. Desperta os que estão cansados,
aponta a aurora da ressurreição. Re-
nova a esperança da gente com o
vinho novo da libertação.

Cantar à Vida Sempre

268

0900. O canto de
Maria do povo

E

1. Minh’alma dá glórias ao Senhor. Meu
coração bate alegre e feliz. Olhou
para mim com tanto amor, que me
escolheu, me elegeu e me quis! E de
hoje em diante, eu já posso prever:
todos os povos vão me bendizer! O
poderoso lembrou-se de mim! Santo
é seu nome sem fim.

2. O povo dá glórias ao Senhor. Seu
coração bate alegre e feliz. Maria
carrega o salvador porque Deus
Pai sempre cumpre o que diz. E,
quando os povos aceitam a lei,
passa de pai para filho o seu dom:
das gerações Ele é mais do que
rei: Ele é Deus Pai; Ele é bom!

3. Minh’alma dá glórias ao senhor. Meu
coração bate alegre e feliz. Olhou
para mim com tanto amor, que me
escolheu, me elegeu e me quis. O
orgulhoso Ele sabe dobrar. O pode-
roso Ele sabe enfrentar. O pobrezinho
Ele defenderá. Não nos abandonará.

4. O povo dá glórias ao Senhor. Seu
coração bate alegre e feliz. Maria
carrega o Salvador, porque Deus Pai
sempre cumpre o que diz. Quem tem
demais, qualquer dia vai ver o que é
ter fome e não ter pra comer! Quem
passa fome, comida terá! Eis que a
justiça virá!

5. Minh’alma dá glórias ao Senhor. Meu
coração bate alegre e feliz. Meu
povo já sente o seu amor. Ele pro-
mete, Ele cumpre o que diz. Aos
nossos pais um dia jurou. Ele é fiel e
jamais enganou. Estamos perto da
era do amor. Bendito seja o Senhor!

0901. Magnificat,
Magnificat

E

Ref.: Magnificat, Magnificat é um canto
de amor. Minha alma engrandece
a Deus, meu salvador.

1. Canta coração, alegre e feliz,
com gratidão a Deus bendiz.
Canta coração, alegre e feliz,
com gratidão a Deus bendiz.

2. /:Santo é seu nome
que está em toda terra. Puro é seu
amor, que alegria encerra.:/

3. /:Nossa união é o milagre de amor
vindo de Jesus, o nosso salvador.:/

4. /:Deus é um Pai fiel
de ninguém se esquece,
obrigado Deus, ouve esta prece.:/

0902. Maria,

cheia de graça

D

1. Maria, cheia de graça, virgem mãe
do salvador. /:Ensina-nos
a escutar a palavra do Senhor.:/

0903. Ave Maria

F#

Pe. Zezinho, scj

1. Ave Maria cheia de graça, Deus está
contigo e bendita és entre as mulhe-
res, e bendito é quem te fez mulher.
E em teu ventre quis nascer.

2. Santa Maria, mãe do nosso Deus.
Santa Maria, a quem Deus tanto
amou, roga por nós que, embora
pecadores, também juramos agora
e sempre amar nos uns aos outros,
amar uns aos outros, como Jesus teu
filho amou. Amém. Amém. Amém.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

269

0904. Ave Maria
dos oprimidos

A

Roberto Malvezzi

1. Ave Maria dos oprimidos, abre a nós
teu coração. Bendito é o fruto do teu
ventre, que é semente da libertação.

Ref.: Ouve o grito
que sai do chão,
dos oprimidos
em oração. (bis)

2. Santa Maria dos infelizes, das
horas extras, das horas tristes.
Livrai-nos todos da opressão,
de toda forma de escravidão.

0905. Você sabe
quem foi?

C

1. Você sabe quem foi que primeiro
falou Ave Maria? Foi o anjo Gabriel,
quando anunciou à virgem Maria que
ela fora escolhida pra ser a mãe de
Jesus salvador. /:Ave Maria, cheia
de graça, contigo está o Senhor.:/

2. Você sabe quem foi que depois
continuou a Ave Maria. Foi a pri-
ma Isabel quando foi receber a
virgem Maria. Inspirada por Deus,
ela adivinhou Jesus em Maria.
/:Tu és bendita entre as mulhe-
res, bendito é o teu filho.:/

3. É uma história bonita a desta oração,
Ave Maria? Começou com Gabriel e
depois continuou com a prima Isa-
bel. E agora nós todos rezamos
com fé, completando a oração.
/:Santa Maria, roga por nós, mãe de
Deus, por nós roga sempre.:/

0906. Consagração a
Nossa Senhora

A

Fátima Gabrielli - Mª do Rosário

1. Ó minha Senhora e também minha
mãe, eu me ofereço inteiramente
todo a vós, e em prova da minha
devoção, eu hoje vos dou meu coração.

2. Consagro a vós meus olhos, meus
ouvidos, minha boca, tudo o que sou
desejo que a vós pertença. Incom-
parável mãe, guardai-me, defendei-
me, como coisa e propriedade vos-
sa. Amém.

3. Como coisa e propriedade vossa.
Amém. (bis)

0907. Salve, rainha,
mãe de Deus

C

José Alves

1. Salve, rainha, mãe de Deus,
és, senhora, nossa mãe,
nossa doçura, nossa luz,
doce virgem Maria.

2. Nós a ti clamamos,
filhos exilados,
nós a ti voltamos
nosso olhar confiante.

3. Volta para nós, ó mãe,
teu semblante de amor,
dá-nos teu Jesus, ó mãe,
quando a noite passar.

4. Salve, rainha, mãe de Deus,
és auxílio do cristão,
ó mãe clemente, mãe piedosa,
doce virgem Maria.

Cantar à Vida Sempre

270

0908. Mãe peregrina

A

Pe. Antonio Maria

Ref.: Mãe admirável, ó mãe peregrina!
A tua visita aquece, ilumina, pois
trazes contigo teu filho Jesus, que
é vida, caminho, verdade e luz.
1. Por nossa Judéia, és mãe, com cari-
nho, tu vens apressada, estás a ca-
minho. E onde tu chegas a paz faz
morada. As portas te abrimos em
cada chegada.
2. De teu santuário tu vens, peregrina,
a graça trazendo, que lá se origi-
na, ao dar-nos abrigo transfor-
mas pro bem, nosso apostolado
abençoas também.
3. Unida a teu filho, és co-redentora,
milagres alcanças, doce interces-
sora. A água é mudada em vinho
de amor, também de esperança e
de fé no Senhor.
4. Rezando e vivendo o santo rosário,
será nossa casa também santuário.
Ó fica conosco, haja o que houver,
faremos contigo o que Cristo disser.

5. E assim, mãe querida, doce peregri-
na, rumamos ao tempo que se
descortina vivendo a aliança, teu
santo convênio será para Cristo o
novo milênio.

0909. Nossa Senhora
do caminho

C

M. Espinosa

1. Pelas estradas da vida
nunca sozinho estás: contigo pelo
caminho Santa Maria vai.

Ref.: Ó! Vem conosco, vem caminhar,
Santa Maria, vem. (bis)

2. Mesmo que digam os homens: «tu
nada podes mudar». Luta por um
mundo novo de unidade e paz.

3. Se pelo mundo os homens sem
conhecer-se vão, não negues nunca
a tua mão a quem te encontrar.

4. Se parecer tua vida inútil cami-
nhar, pensa que abres caminho;
outros te seguirão.

0910. Maria, mãe
dos caminhantes
G

Ref.: Maria, mãe dos caminhantes,
ensina-nos a caminhar.
Nós somos todos viandantes,
mas é difícil sempre andar.
1. Fizeste longa caminhada para servir
a Isabel. Sabendo-te de Deus mora-
da, após teu sim a Gabriel.
2. Depois de dura caminhada para a
cidade de Belém, não encontraste lá
pousada, mandaram-te passar além.
3. Humilde foi a caminhada em com-
panhia de Jesus, quando pregava
sem parada, levando aos homens
sua luz.
4. Vitoriosa caminhada fez finalmente
te chegar ao céu, à meta da jornada,
dos que caminham sem parar.

0911. Vem, Maria, vem

Am

Ref.: Vem, Maria, vem.
Vem nos ajudar neste caminhar
tão difícil rumo ao Pai (bis).

1. Nós queremos, ó mãe, responder ao
amor de Cristo salvador. Cheios de
ternura colocamos, confiantes em
tuas mãos esta oração.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

271

0912. Litania dos
empobrecidos

E

Ref.: Ave, cheia de graça!
Ave, cheia de amor!
/:Salve, ó mãe de Jesus!
A ti nosso canto e nosso louvor!:/
1. Mãe do criador, rogai.
Mãe do salvador, rogai.
Do libertador, rogai por nós.
Mãe dos oprimidos, rogai.
Mãe dos perseguidos, rogai.
Dos desvalidos, rogai por nós.
2. Mãe do bóia-fria, rogai.
Causa da alegria, rogai.
Mãe das mães, Maria, rogai por nós.
Mãe dos humilhados, rogai.
Dos martirizados, rogai.
Marginalizados, rogai por nós.
3. Mãe dos despejados, rogai.
Dos abandonados, rogai.
Dos desempregados, rogai por nós.
Mãe dos pescadores, rogai.
Dos agricultores, rogai.
Santos e doutores, rogai por nós.
4. Mãe do céu, clemente, rogai.
Mãe dos doentes, rogai.
Do menor carente, rogai por nós.
Mãe dos operários, rogai.
Dos presidiários, rogai.
Dos sem-salários, rogai por nós.
5. Mãe imaculada, rogai.
Mãe santificada, rogai.
Sempre a Deus doada, rogai por nós.
Mãe dos consagrados, rogai.
Dos vocacionados, rogai.
Para Deus chamados, rogai por nós.

0913. Maria libertadoraAm

1. Olha por este povo, por esta massa,
por esta gente tão inocente,
suando sangue para ter pão.
Olha por este povo que,
caminhando, melhor caminho está
procurando para sair da situação.

Ref.: /:Maria libertadora,
liberta teus filhos da opressão.:/

2. Olha pela criança abandonada,
que quer amor mas é desprezada,
para o sistema não tem função. Olha
o adolescente, que está crescendo,
o tempo passa e nem está sabendo
que tem que haver participação.

3. Olha por esses jovens alienados,
que vivem sempre sendo engana-
dos, pra que construam libertação.
Olha pela mulher marginalizada,
Que vive sempre sendo enganada,
Que busca ainda compreensão.

0914. Maria da libertação C

Ref.: Ave, Maria do povo. Ave, Maria
de Deus. /:Maria dos oprimidos,
liberta os filhos teus.:/

1. Companheira do teu povo,
Maria da libertação, do presépio até
a cruz tua vida marcou nosso chão.
2. Atende, ó mãe querida, latino-
-americana, o grito do teu povo
que pede justiça e clama!
3. Teu canto de profecia, Maria da
esperança, derruba os poderosos
e aos fracos dá liderança!
4. Companheira de luta, Maria da
união, reforça os laços da gente
e livra-nos da opressão!
5. Festa de Deus entre os homens,
Maria, sinal da história, une os po-
bres na luta e alcançaremos vitória!
6. Mãe do povo de Deus, Maria do nosso
chão, conquista pra nós a terra nos
braços do mutirão.
7. Colheita de muitos frutos, Maria da
liberdade, dá hoje o pão amassado
na mesa da igualdade!

Cantar à Vida Sempre

272

0915. Súplica à
mãe da vida

G

Frei Luís Turra

1. No coração do povo está presente o
coração materno de Maria. Se deste
mundo a mãe ficasse ausente, po-
bres de nós, a vida o que seria?

Ref.: Ave, Maria, da vida proteção, olha
teu povo, que aspira redenção.

2. Se todos nós lutamos pela vida,
só pela fé provamos seu valor.
Maria, mãe, és conforto e acolhida.
Vem revelar, os planos do Senhor!

3. És mãe fiel que sempre protegeste,
aquele ser que Deus te confiou. Nem
mesmo a dor e a morte tu temeste.
Por ser assim, o mundo se salvou.

4. Quando nós vemos este mundo triste,
matando a vida antes de nascer, até
parece que o amor não mais existe.
Maria vem teus filhos socorrer!

0916. Ensina o teu povo
a rezar

F

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Ensina o teu povo a rezar, Maria,
mãe de Jesus. Que um dia o teu
povo desperta e na certa vai ver a
luz. Que um dia o teu povo se
anima e caminha com teu Jesus.
1. Maria de Jesus Cristo,
Maria de Deus, Maria mulher,
ensina a teu povo o teu jeito
de ser o que Deus quiser.
2. Maria, senhora nossa,
Maria do povo, povo de Deus.
/:Ensina o teu jeito perfeito
de sempre escutar teu Deus.:/

0917. Nª Senhora do amémCm

Ref.: Mãe de todos os homens,
ensina-nos a dizer: Amém.
1. Quando a noite está perto
e obscurecida a fé.
2. Quando a vontade do Pai
não é fácil de se fazer.
3. Quando temos de esquecer-nos
para pensar em alguém.
4. Ao acordar cada dia,
antes de nada saber.
5. Se pelo amor dos irmãos,
devemos algo sofrer.
6. Quando deitamos à noite,
fechando o dia na fé.

0918. Teu nome, Maria G

Zé Vicente

1. /:Como é bonito teu nome, ó Maria,
cantando a vida, quanta alegria!:/
/:No teu nome o nome de cada
mulher que na vida busca sempre
o que Deus quer:/
2. /:Como é bonito teu rosto, ó Maria.
Paz e ternura, luz irradia.:/
/:Nos teus olhos todo jovem pode
ver, a certeza do futuro renascer:/
3. /:Como são lindas tuas mãos,
ó Maria. Porta-estandarte
da estrela guia.:/
/:Uma mão pra consolar
quem está chorando. E a outra
encorajar quem está lutando:/
4. /:Como são belos teus pés, ó Maria,
descendo os montes, paz anuncias.:/
/:Companheira mais fiel deste
meu povo nos caminhos do
amanhã, do mundo novo:/
5. /:Como é bendito teu ventre, ó Maria,
trazendo o fruto da profecia.:/
/: Quem na vida ao amor se faz
fiel é profeta do divino Emanuel:/

Final: Como é bonito te ver, ó Maria...

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

273

0919. Foste escolhida,
Maria

F

1. Uma entre todas foi a escolhida.
Foste tu, Maria, serva preferida.
Mãe do meu Senhor.
Mãe do meu Salvador.

Ref.: Maria, cheia de graça e consolo,
vem caminhar com teu povo.
Nossa mãe sempre serás. (bis)

2. Roga pelos pecadores desta terra.
Roga pelo povo que em seu Deus
espera. Mãe do meu Senhor.
Mãe do meu Salvador.

0920. Primeira cristã

A

Pe. Zezinho, scj

1. Primeira cristã,
Maria da luz.
Sabias, ó mãe,
amar teu Jesus.
Primeira cristã,
Maria do amor.
Soubeste seguir
teu Filho e Senhor.

2. Nossa Senhora das milhões de
luzes que meu povo acende pra te
louvar. Iluminada, iluminadora.
Inspiradora de quem quer amar.
/:E andar com Jesus.:/ (bis)

3. Primeira cristã, Maria do lar.
Ensinas, ó mãe, teu jeito de amar.
Primeira cristã, Maria da paz.
Ensinas, ó mãe, como é que Deus faz.

4. Primeira cristã, sempre a meditar.
Vivias em Deus, sabias orar.
Primeira cristã, fiel a Jesus.
Por todo o lugar, na luz e na cruz.

0921. Maria de

minha infância

E

Pe. Zezinho, scj

1. Eu era pequeno, nem me lembro, só
lembro que à noite, ao pé da cama,
juntava as mãozinhas e rezava
apressado, mas rezava como al-
guém que ama. Nas Ave-Marias que
eu rezava, eu sempre engolia
umas palavras e muito cansado,
acabava dormindo, mas dormia
como quem amava.

Ref.: Ave, Maria, mãe de Jesus,
o tempo passa,
não volta mais.
Tenho saudade
daquele tempo
que eu te chamava
de minha mãe.
Ave, Maria, mãe de Jesus!
Ave, Maria, mãe de Jesus!

2. Depois fui crescendo, eu me lembro,
e fui esquecendo nossa amizade.
Chegava lá em casa, chateado e
cansado, de rezar não tinha nem
vontade. Andei duvidando, eu me
lembro, das coisas mais puras que
me ensinaram, perdi o costume da
criança inocente, minhas mãos qua-
se não se ajuntavam.

3. O teu amor cresce com a gente, a
mãe nunca esquece o filho ausente.
Eu chego lá em casa, chateado e
cansado, mas eu rezo como antiga-
mente. Nas Ave-Marias que hoje eu
rezo, esqueço as palavras e ador-
meço, e embora cansado, sem rezar
como eu devo, eu de ti, Maria, não
me esqueço.

Cantar à Vida Sempre

274

0922. Maria de Nazaré

E

Pe. Zezinho, scj

1. Maria de Nazaré, Maria me cativou,
fez mais forte a minha fé e por filho
me adotou. Às vezes eu paro e fico a
pensar, e sem perceber me vejo a
rezar, e meu coração se põe a cantar
pra virgem de Nazaré.
Menina que Deus amou e escolheu
pra mãe de Jesus, o Filho de Deus.
Maria que o povo inteiro elegeu
senhora e mãe do céu.

Ref.: Ave Maria, ave Maria,
ave Maria, mãe de Jesus.

2. Maria que eu quero bem, Maria do
puro amor, igual a você ninguém,
mãe pura do meu Senhor. Em cada
mulher que a terra criou, um traço
de Deus Maria deixou, um sonho de
mãe Maria plantou pro mundo en-
contrar a paz.
Maria que fez o Cristo falar,
Maria que fez Jesus caminhar,
Maria que só viveu pra meu Deus,
Maria do povo meu.

0923. Maria em minha vida E

Pe. Élio Athayde

Intr.: Ave Maria!

Ref.: Eu canto louvando Maria mi’a
mãe. A ela um eterno obrigado
direi. Maria foi quem
me ensinou a viver. Maria foi
quem me ensinou a sofrer.

1. Maria em minha vida é luz a me
guiar. É mãe que me aconselha,
me ajuda a caminhar. Mãe do
Bom Conselho, roga por nós.

2. Quando eu sentir tristeza, sentir a
cruz pesar, ó virgem, Mãe das Do-
res, de ti vou me lembrar. Virgem,
Mãe das Dores, roga por nós!

3. Se um dia o desespero vier me
atormentar, a força da esperança
em ti vou encontrar. Mãe da Espe-
rança, roga por nós!

4. Nas horas de incerteza, ó mãe, vem
me ajudar, que eu sinta confiança na
paz do teu olhar. Mãe da Confiança,
roga por nós!

5. Que eu diga a vida inteira o «sim» aos
meus irmãos, o sim que tu disseste
de todo coração. Virgem, Mãe dos
Homens, roga por nós!

0924. Imaculada,
Maria do povo

G

Frei Fabreti

Ref.: Imaculada, Maria de Deus, cora-
ção pobre acolhendo Jesus.
Imaculada, Maria do povo, mãe
dos aflitos que estão junto à cruz.

1. Um coração que era «sim» para a
vida, um coração que era «sim» para
o irmão. Um coração que era «sim»
para Deus. Reino de Deus renovando
este chão!

2. Olhos abertos pra sede do povo,
passo bem firme que o medo dester-
ra, mãos estendidas que os tronos
renegam, reino de Deus que renova
esta terra!

3. Faça-se, ó Pai, vossa plena vonta-
de: que os nossos passos se tor-
nem memória; do amor fiel que
Maria gerou: Reino de Deus atu-
ando na história!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

275

0925. Maria, mãe da paz F

1. Maria, mãe da paz, presença do amor
de Deus. O mundo caminhou em ti
quando Cristo em teu ventre nasceu.
Ref.: Maria, mãe de Jesus, eu te louvo
com meus irmãos. Quero viver
tua vida e dar-te o meu coração.
2. Amavas sempre a Deus, vivias em
oração. O mundo caminhou em ti na
pureza de teu coração.
3. O riso no teu rosto mostrava teu
grande amor. O mundo cami-
nhou em ti e hoje canta ao teu
nome um louvor.

0926. Prece à

mãe da Igreja

F

Luiz Turra

1. Ave Maria, mãe do Salvador, viva
esperança do povo sofredor, face
materna, sinal de nosso Deus, vem
orientar os homens, filhos teus.
Ref.: Maria, mãe da Igreja, rainha uni-
versal, modelo de virtude, liberta-
nos do mal. Ensina a ser fiel o
povo do Senhor, que o mundo se
transforme num reino de amor.
2. Humilde serva, vem nos ensinar por
onde ir e como caminhar. Servindo a
Deus e também o nosso irmão, como
resposta à nossa vocação.
3. És bem feliz porque soubeste
crer, dizendo «sim», sem nada
em ti reter. Serás bendita em
todas as nações, em ti senti-
mos a paz dos corações.

0927. Maria, bendita Maria C

Ref.: Maria, bendita Maria.
Mãe generosa de puro amor.
Maria, sublime Maria.
Nossa rainha e mãe do Senhor.

1. O Senhor é contigo agora e sem-
pre, tua alma cantou a glória de
Deus, tua fé te exaltou. Teu silên-
cio falou da santa alegria. Teu
coração me amou. Cantando teu
nome, glorifico o Senhor.

2. Ó mãe da esperança, caminha
conosco, e guia teu povo, que pede
justiça pra viver mundo novo. Ó vir-
gem Maria, somos pecadores. Con-
verte os teus e ouve os clamores
deste povo de Deus.

Final: Ave, Maria, toda cheia de graça
do Senhor. (bis)

0928. Oferta das flores D

Ir. Zélia Patrício, fma

1. Uma flor, meu amor. Um sorriso,
Maria, venho aqui te encontrar e
ofertar o meu dia.

2. Ave Maria, tão linda e pura. Enfeita o
céu a tua ternura. Cheia de graça,
me envolve em tuas mãos. Me guar-
da no amor do teu coração.

0929. Sobe a Jerusalém D

L.: Dom Navarro - M.: Waldeci Farias

1. Sobe a Jerusalém, virgem oferente
sem igual. Vai apresenta ao Pai teu
menino luz que chegou no natal. E,
junto à sua cruz, quando Deus mor-
rer, fica de pé. Sim, Ele te salvou,
mas o ofereceste por nós com toda fé.
2. Nós vamos renovar este sacrifício de
Jesus: morte e ressurreição; vida
que brotou de sua oferta na cruz.
Mãe, vem nos ensinar a fazer da vida
uma oblação: culto agradável a Deus
é fazer a oferta do próprio coração.

Cantar à Vida Sempre

276

0930. Quando teu
Pai revelou

G

1. Quando teu Pai revelou o segredo a
Maria, que, pela força do Espírito,
conceberia a ti, Jesus, ela não hesi-
tou logo em responder: «Faça-se
em mim, pobre serva, o que a Deus
aprouver». Hoje, imitando Maria, que
é imagem da Igreja, nossa família
outra vez te recebe e deseja, cheia
de fé, de esperança e de amor, dizer
sim a Deus:

Ref.: Eis aqui os teus servos, Senhor.
Que a graça de Deus
cresça em nós sem cessar.
E de ti, nosso Pai, venha o
Espírito Santo de amor
pra gerar e formar Cristo em nós.

2. Por um decreto do Pai, Ela foi esco-
lhida para gerar-te, ó Senhor, que és
origem da vida. Cheia do Espírito
Santo no corpo e no coração, foi
quem melhor cooperou com a tua
missão. Na comunhão recebemos o
Espírito Santo. E vem contigo, Jesus,
o teu Pai sacrossanto. Vamos agora
ajudar-te no plano da salvação:

3. No coração de Maria, no olhar doce,
terno, sempre tiveste um apoio ma-
terno. Desde Nazaré, só viveu para
te servir. Quando morrias na cruz,
tua mãe estava ali. Mãe amorosa da
Igreja, quer ser nosso auxílio, repro-
duzir no cristão as feições de seu
Filho. Como Ela fez em Caná, nos
convida a te obedecer.

0931. Teu lindo
nome, Maria

F

L.: Ir. Maria Bernadette, ossr
- Canção portuguesa - Waldeci Farias

1. Maria, teu lindo nome é todo encanto
e luz. /:Quando eu te chamo,
ó Maria, tu logo chamas Jesus.:/

2. Ao som de meu instrumento,
teu nome eu quero cantar.
/:E tu, em meu coração,
teu nome hás de gravar.:/

3. Maria, mil vezes Maria nos lábios,
no coração! /:Maria, eu quero
chamar-te nas horas de aflição!:/

4. Tu és o perpétuo socorro, em toda
e cada aflição /:e o teu olhar,
ó Maria, nos rouba o coração.:/

5. Maria, mil vezes Maria, teu nome eu
quero dizer. /:Nos lábios, teu nome
santo, assim eu quero morrer!:/

6. Quando o teu nome ressoa,
no céu há mais alegria. /:E o anjo
São Gabriel repete - Ave Maria!:/

0932. Mãezinha do céu E

1. Mãezinha do céu, eu não sei rezar, eu
só sei dizer «quero te amar». Azul é
teu manto, branco é teu véu, mãezi-
nha, eu quero te ver lá no céu.

2. Mãezinha do céu, mãe do puro amor,
Jesus é teu filho, eu também o sou.
Azul é teu manto, branco é teu véu,
mãezinha, eu quero te ver lá no céu.

3. Mãezinha do céu, vou te consagrar a
minha inocência, guarda-a sem ces-
sar. Azul é teu manto, branco é teu véu,
mãezinha, eu quero te ver lá no céu.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

277

0933. Com minha
mãe estarei

F

1. Com minha Mãe ’starei
na santa glória um dia,
ao lado de Maria, no céu triunfarei!

Ref.: No céu, no céu
com minha mãe ’starei! No céu,
no céu, com minha mãe ’starei!

2. Com minha mãe ’starei,
aos anjos me ajuntando, eu, hinos
entoando, louvores lhe darei.

3. Com minha mãe ’starei:
ditoso pensamento, que em meio
ao sofrimento, fiel recordarei.

4. Com minha mãe ’starei,
então coroa digna de sua mão
benigna feliz receberei.

0934. Dá-nos a bênção

Ref.: Dá-nos a bênção, ó virgem mãe,
penhor seguro do sumo bem.
Dá-nos a bênção, ó virgem mãe,
penhor seguro do sumo bem.

1. Tu és a rosa do puro amor,
suave exalando celeste odor.
Até dos lírios o resplendor
se perde em vista do teu fulgor.

2. É da humildade a meiga flor:
o teu ornato, mãe do Senhor.
És nossa vida, és nossa luz,
ó mãe querida do bom Jesus!

3. Co-redentora, ó mãe de dor,
dos sofredores ouve o clamor!
Ao teu amparo nos dá viver,
fiéis servir-te até morrer!

0935. Louvando Maria

F

L.: Ir. Elisete Cim e M. H. Toigo

1. Louvando Maria, o povo fiel
a voz repetia de São Gabriel:

Ref.: Ave, ave, ave, Maria.
Ave, ave, ave, Maria.

2. Humilde, piedosa rezava Maria. Men-
sagem grandiosa o anjo anuncia.

2. A mãe, pressurosa, à graça fiel,
correu, jubilosa, à prima Isabel.

3. Um dia sagrado nas trevas
brilhou: um rei nos foi dado,
que os homens salvou.

4. A Deus consagraram Jesus,
nosso rei, no templo ensinaram
o amor à sua lei.

5. Maria, ansiosa, procura Jesus.
Encontra, ditosa, do mundo a luz.

6. Mãe santa e querida de Cristo Jesus,
guiai nossa vida ao reino da luz.

0936. Neste dia, ó Maria D

1. Neste dia, ó Maria,
nós te damos nosso amor.
Nós te damos nosso amor.

2. Céus e terra estão cantando
celebrando teu amor.
Celebrando teu amor.

3. Dá-nos sempre, mãe querida,
nesta vida puro amor.
Nesta vida puro amor.

4. E da morte, no momento,
traze alento do Senhor.
Traze alento do Senhor.

Cantar à Vida Sempre

278

0937. Nós vos saudamos F

1. Nós vos saudamos em cada dia,
imaculada, ave, Maria.
Imaculada, ave.

2. No mar da vida, fulgente guia sois aos
errantes, ave, Maria. Imaculada, ave.

3. Também na morte amor, valia de vós
teremos, ave, Maria. Imaculada, ave.

0938. Ó Maria, concebida C

L. versão: M. H. Toigo

1. Ó Maria, concebida sem pecado
original, quero amar-vos toda a
vida com ternura filial.

Ref.: Vosso olhar a nós voltei,
vossos filhos protegei. Ó Maria,
ó Maria, vossos filhos protegei.

2. Mais que aurora sois formosa,
mais que o sol resplandeceis!
Do universo, mãe bondosa,
o louvor vós mereceis.

3. Exaltamos a beleza com que Deus
vos quis ornar. Vossa graça de pure-
za venha em nós também brilhar.

4. Nesta terra peregrinos, nós busca-
mos vida e luz; virgem santa, condu-
zi-nos para o Reino de Jesus.

0939. Virgem, te saudamos E

1. Virgem, te saudamos
- vem nos amparar.
Nós te suplicamos
- vem nos amparar.

Ref.: Ó Maria,
mãe de Deus,
vem salvar os filhos teus. (bis)

2. Em qualquer perigo
- vem nos amparar.
Dá-nos teu abrigo
- vem nos amparar.

3. Cheia de bondade
- vem nos amparar.
Salva a humanidade
- vem nos amparar.

4. Quando o mal nos tenta
- vem nos amparar.
Nosso amor alenta
- vem nos amparar.

5. Em todos os dias - vem nos amparar.
Dá-nos alegria - vem nos amparar.

0940. Maria, vós sois
aurora

G

Ref.: Maria, vós sois a aurora,
que vem trazendo a luz.
Do céu sois a senhora,
que ao Cristo nos conduz.

1. Nós somos peregrinos em busca
do amor, o mundo é só passagem.
Nós somos do Senhor.

2. Na nossa caminhada sentimos
muita dor. Mas vós nos ensinastes:
soframos com amor.

3. Nem sempre é tão fácil ouvir a voz
do Pai. Mas vós nos ensinastes:
quem ama para Deus vai.

4. Já hoje estais na glória, bem junto
de Jesus. Zelai por vosso povo,
que marcha para a luz.

5. Sois mãe fiel e boa, auxílio do cristão.
O vosso doce olhar suaviza a aflição.

6. Roguemos sempre, ó gente,
à mãe clemente e pia.
Dulcíssima e bela, a virgem Maria.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

279

0941. Tenho orado
com Maria

E

Pe. Zezinho, scj

Ref.: Tenho andado com Maria,
conversado com Maria,
ai que bom, que bem que faz
escutar esta senhora.
Tenho orado com Maria, adorado
com Maria, ela tem o dom da paz,
ela é grande porque ora!
1. Lá no céu onde ela vive com Jesus,
ela fala pelo povo, podes crer.
Faz que nem a mãe do rei que fala
ao rei, em favor de quem não
sabe o que dizer. Quem caminha
com Jesus vai perceber ao seu
lado uma figura de mulher. É
Maria, sua mãe, a lhe dizer: «Filho
meu, faça o que Jesus disser».
2. A primeira que o seguiu e acreditou
e com Ele caminhou até o fim. Foi
Maria, sua mãe, que meditou no que
ouvira sobre Ele ao dizer sim. É por
isso que se alguém me censurar
porque eu ando com a mãe do meu
Senhor, eu respondo com ternura e
com amor que esta mãe ao seu Filho
nos conduz!

0942. Por que amo
assim Maria?

1. Por que amo assim Maria, pergun-
tou-me um dia alguém! Devo e quero
sempre amar a quem Deus ama
também! Se até meu inimigo devo
amar com todo amor! Como não
amar aquela que me trouxe o salvador!
Ref.: Ave Maria, ave Maria, estrela
guia, mãe admirável que ao Pai
me conduz. Ave Maria, ave
Maria, no dia-a-dia, eu quero te
amar com amor de Jesus! Só
Deus pode responder por aquilo

que Ele faz. Quis precisar de
Maria para nos trazer a paz!
2. De outro modo poderia vir a nós o
Salvador, mas quis ter medianeira o
que é mediador! Não encontra quem
quiser encontrar Cristo sem cruz!
Impossível é sem Maria encontrar
também Jesus. Como não há cruz
sem Cristo e não há Cristo sem cruz!
Não há Jesus sem Maria nem Maria
sem Jesus!

0943. Santa Maria
da graça

C

Ref.: Ave Maria, mãe de Jesus, mãe
de quem o segue, mãe de quem
tem fé! Ave Maria, menina
santa, namorada e noiva de São
José! Ave Maria lá de Belém,
lá de Nazaré, lá de Jerusalém!
Ave Maria de trezentos nomes,
de tantos lugares. Amém.
1. Graciosa como quê, o Criador te
escolheu! E te fez especial por causa
do menino que te concedeu. Todo
mundo fala desta graça tão maravi-
lhosa que te aconteceu.
2. Eras tão especial, que Deus pediu a
tua mão! Tu soubeste acreditar na
vinda do Messias, na libertação. E
bem antes de o trazer no ventre, já
o concebias no teu coração!
3. De rezar tu sabes mais que qualquer
mãe que já rezou! Tu soubeste con-
versar com teu divino filho que te
elogiou. Eras grande porque pratica-
vas a palavra santa que iluminou!
4. E é por isso e muito mais, que a gente
fala e canta e diz: Deus morou na tua
casa e enquanto ele crescia foi teu
aprendiz. Entre todas, todas as mulhe-
res de todos os povos foste a mais feliz!

Cantar à Vida Sempre

280

0944. História de MariaAm

Pe. Zezinho, scj

1. Vou lhe contar uma história de uma
jovem chamada Maria. Em Nazaré
da Galiléia, outra igual eu não sei se
existia. Não sei se eram verdes seus
olhos, se tinha cabelos morenos. Só
sei que Maria de Nazaré resolveu se
casar com José.

2. Vou começar minha história
relembrando as garotas de então.
Em Nazaré da Galiléia, o assunto era
libertação. Não sei se eram verdes
seus olhos, se tinha cabelos more-
nos. Só sei que Maria de Nazaré
resolveu assumir sua fé.

3. Vou prosseguir minha história
relembrando as idéias que havia. Em
Nazaré da Galiléia, a mulher muito
pouco valia. Não sei se eram verdes
seus olhos, se tinha cabelos more-
nos. Só sei que Maria de Nazaré foi
a santa mulher de José.

4. Vou recordar nesta história as bata-
lhas que o mundo hoje trava. Em
Nazaré da Galiléia, lá também já se
massificava. Não sei se eram verdes
seus olhos, se tinha cabelos more-
nos. Só sei que Maria de Nazaré
’inda não conhecera José.

5. A jovem senhora um dia recebeu um
recado divino. Por ela o amor nasce-
ria, a verdade seria um menino. Não
sei se eram verdes seus olhos, se
tinha cabelos morenos. Só sei que
Maria de Nazaré aceitou, mas não
disse a José.

6. Vou lhe falar da agonia que nos dois
corações se criou. Pois ela explicar
não podia, e o marido julgar não
ousou. Não sei se eram verdes seus
olhos, se tinha cabelos morenos. Só
sei que Maria de Nazaré mereceu o
amor de José.

7. Para Belém noite e dia caminharam
pro recenseamento. Ninguém deu
abrigo a Maria, não havia mais alo-
jamento. Não sei se eram verdes
seus olhos, se tinha cabelos more-
nos. Só sei que no ventre daquela
flor rejeitaram o libertador.

8. Vou terminar minha história recor-
dando os casais de hoje em dia. Em
Nazaré da Galiléia o divórcio tam-
bém existia. Não sei se eram verdes
seus olhos, não sei se foi loira ou
morena. Só sei que Maria de Nazaré
foi fiel a seu Deus e a José.

0945. Elas estão
chegando

C

Ref.: Elas estão chegando pelas portas
e janelas, avenidas e vielas.
Elas estão chegando. (bis)

1. Chegando como vento forte, che-
gando com vida e morte, chegan-
do pra questionar, chegando pra
mudar. Chegando sempre com
doçura, chegando com muita cin-
tura, chegando pra encantar, che-
gando pra transformar.

2. Chegando pra sarar as juntas, che-
gando pra juntar as forças. Chegan-
do pra construir, chegando pra pros-
seguir. Chegando pra profetizar,
chegando pra mudar, chegando pra
anunciar, chegando pra alegrar.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

281

0946. Ternura

1. Você é a esperança, é o sol do
amanhecer gerando vidas, faz
viver. Traz a paz de seu sorriso
sempre a me proteger,
nas suas mãos me viu crescer.

Ref.: Mãe, Deus te deu tanta beleza!
Mãe, minha sorte é ter você!
Que saudade do teu colo!
Que vontade de te ver! Minha
força, e meu abrigo, seu conse-
lho sempre amigo muitas vezes
eu nem quis. Hoje eu sei e me
faz falta, sua lembrança me
conforta, me ajuda a ser feliz.

2. Se eu pudesse lhe daria
as estrelas que há no céu,
e um beijo doce, feito mel. Sua
imagem de ternura guardo no meu
coração. É pra você esta canção!

0947. O amor mais puro G

Palmeira

Ref.: Mãe, é uma só que a gente tem
no mundo. Mãe, é o amor
mais puro e mais profundo.

1. Oh! Minha santa mãezinha, que tan-
tas vezes eu fiz chorar. Aqui vim para
dizer-te que sempre hei de te amar.

2. Por isso em minhas preces tenho
pedido ao Criador: que nunca, nunca
me falte o teu carinho, o teu amor.

3. Oh! Minha santa mãezinha, que tan-
tas vezes eu fiz chorar. Aqui vim para
dizer-te que sempre hei de te amar.

0948. Obrigado, mamãe

Corina - Celina Santana

Ref.: Quem gosta e gosta de mim?
É a mamãe, é a mamãe,
é a mamãe!

1. Quem é que me faz carinho? É a
mamãe. Quem é que cuida de mim?
É a mamãe! É a mamãe! Me abraça
e me dá um beijinho? É a mamãe! É
a mamãe! É a mamãe!

2. Obrigado, mamãezinha. Eu te digo
neste dia. Obrigado, mamãezinha.
Eu repito, com alegria. Vou te dar um
presentinho, um trabalho de valor.
Recebe também meu carinho. Rece-
be também meu amor!

0949. Ame de lá

C

1. Ame de lá, que eu amo de cá,
quem está no meio
vai ter que amar.
Sorri daí, que eu sorrirei daqui,
quem está no meio
vai ter que sorrir.
Sorri para quem te faz cara feia.
Chame de irmão quem te criticar.
Quem é cristão tem que amar.

0950. Amizade

G

Ref.: Amizade sempre existirá,
como a luz do sol,
como a luz de Deus.
Será como o pão de cada dia.
Ontem hoje e amanhã.

1. Neste dia todos lembrarão,
que somos irmãos,
que somos cristãos.
E lembrando desta união,
todos cantarão assim.

Cantar à Vida Sempre

282

0951. Amizade

E

1. Amizade não se compra.
Amizade não tem preço.
Amizade é jóia natural do coração.
Tem que ter sinceridade.
Tem que ter humanidade.
Ser um bom amigo é ser irmão.

2. Amizade é um tesouro. Valioso mais
que o ouro. Amizade não tem raça e
não tem cor. Quem quiser ser meu
amigo, abre o peito e vem comigo
semear no mundo paz e amor.

0952. Despertar

D

Eliane Lima

1. Meu amigo, quantas voltas eu já dei.
Quantas vezes eu errei nas andanças
desta vida. Descobri que para ter
felicidade é preciso que a verdade
seja a única saída.

2. Minha amiga, eu também na minha
estrada, descobri que somos nada.
Temos muito que aprender. Diz pra
mim quem já não passou por isso.
Pois viver é um compromisso, que
assumimos ao nascer.

3. Hoje sinto que meu coração passeia,
no pulsar das minhas veias. E me
sinto bem melhor assim. Nunca é
tarde pra se descobrir que a gente
pode encarar de frente o que é bom
e o que é ruim.

4. Como é bom o despertar da esperan-
ça. Viver o lado criança, cheio de
sonhos no coração. Como é bom
olhar a vida sem medo. Ir desven-
dando os segredos. Olhos nos olhos,
pés no chão.

0953. Conhecer um amigo A

1. Quem conheceu um amigo jamais
morrerá, pois os amigos são um
pedaço do céu. É como ser uma flor
no quintal, desapegada no chão, flo-
resceu. Quem conheceu um amigo,
descobriu o seu Deus.
Ref.: Mais, o bem maior é ter no peito
um jeito sincero de se dar.
É deixar o coração se abrir direito,
do jeito que alguém precisar.
2. Quem aceitou um amigo para cami-
nhar sente que não vai cair no espi-
nho da flor. É como ter descoberto o
amor, ter encontrado um conforto
maior, sentir o carinho de alguém na
hora da dor.
3. Quem acolheu um amigo encontrou
a paz. Não há discórdias do mundo.
Ninguém sabe mais. Não há feridos,
nem guerras, todos são filhos do
mesmo Pai. Quem aceitou um amigo
não morre jamais.

0954. Amigos para sempre A

1. Eu não tenho nada pra dizer. Você
parece, no momento, até saber o
quanto eu estou sofrendo. Vem, veja
através dos olhos meus a emoção
que eu sinto em estar aqui, sentir
seu coração me amando.
Ref.: Amigos para sempre
é o que nós iremos ser.
Na primavera ou em qualquer
das estações, nas horas tristes,
nos momentos de prazer,
amigos para sempre. (bis)
2. Você, pode estar longe, muito longe,
sim. Mas por lhe amar sinto você
perto de mim, e o meu coração
contente. Não nos perderemos, não
o esquecerei. Você é minha vida,
tudo o que eu sonhei. Ligue para
mim um dia.

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

283

0955. Amigo

Am

Roberto Carlos

1. Você, meu amigo de fé, meu irmão
camarada. Amigo de tantos cami-
nhos e tantas jornadas. Cabeça de
homem, mas um coração de meni-
no. Aquele que está ao meu lado em
qualquer caminhada.

2. Me lembro de todas as lutas, meu
bom companheiro. Você tantas ve-
zes mostrou ser um grande guerrei-
ro. O seu coração é uma casa de
portas abertas. Amigo, você é o mais
certo das horas incertas.

3. Às vezes, em certos momentos difí-
ceis da vida, em que precisamos de
alguém pra ajudar na saída, a sua
palavra de força, de fé e de carinho,
me dá a certeza de que eu nunca
estive sozinho.

4. Você, meu amigo de fé, meu irmão
camarada. Sorriso e abraço festivo
na minha chegada. Você que me diz
as verdades com frases abertas.
Amigo, você é o mais certo nas horas
incertas.

5. Não preciso nem dizer tudo isto que
lhe digo, mas é muito bom saber que
eu tenho um grande amigo. Não
preciso nem dizer tudo isto que lhe
digo. Mas é muito bom saber que
você é meu amigo.

0956. Um milhão
de amigos

F

1. Eu quero apenas olhar os campos.
Eu quero apenas cantar meu canto.
Eu só não quero cantar sozinho.
Eu quero um coro de passarinhos.
Quero levar o meu canto amigo
a qualquer amigo que precisar.
Ref.: /:Eu quero ter um milhão de amigos
e bem mais forte poder cantar.:/
2. Eu quero crer na paz do futuro.
Eu quero ter um quintal sem muros.
Quero meu filho pisando firme,
cantando alto, sorrindo livre.
Quero levar o meu canto amigo
a qualquer amigo que precisar.
3. Eu quero amor decidindo a vida,
sentir a força da mão amiga
e meu irmão com sorriso aberto.
Se ele chorar quero estar por perto.
Quero levar o meu canto amigo
a qualquer amigo que precisar.

0957. Se uma boa amizade
você tem

C

1. Se uma boa amizade você tem,
louve a Deus, pois amizade é um
bem. Toda boa amizade
você deve conservar.
Como é bom quando se sabe amar.
Ref.: Uma boa amizade é mais forte
do que a morte. Mesmo longe,
na saudade, a amizade vai
ficando até mais forte.
2. A amizade é na vida uma canção.
A amizade faz cantar o coração.
Se amigo é fazer ao amigo todo
bem. Como é bom saber amar
alguém. A amizade vem de Deus
e a Deus deve levar.
Como é bom quando se sabe amar.

Cantar à Vida Sempre

284

0958.Num mundo
cheio de ódio

D

1. Num mundo cheio de ódio, guerras
inúteis, fome e dor, amai-vos uns
aos outros, com alegria, com muito
amor. /:Mais gente possa ser gente,
é meu mandato, diz o Senhor.:/

2. O mundo é feito de homens com sede
intensa de grande amor. As guerras
se acabam logo, quando se ajuda a
construir. /:Irmãos sejamos de to-
dos, é o que pede nosso Senhor.:/

3. Sejamos os construtores na grande
obra do criador. Missão na terra nós
temos de construir a paz e o amor. /
:A todos iluminemos com o clarão da
paz e do amor.:/

0959. Chuva no telhado C

1. Para mim a chuva no telhado
é cantiga de ninar.
Mas o pobre, meu irmão,
para ele a chuva fria,
vai entrando em seu barraco,
e faz lama pelo chão.

2. Para mim o vento que assobia
é noturna melodia.
Mas o pobre, meu irmão,
ouve o vento angustiado,
pois o vento, este malvado,
lhe desmancha o barracão.

Ref.: Como posso ter sono sossegado,
se no dia que passou,
os meus braços eu cruzei?!
/:Como posso ser feliz,
se ao pobre, meu irmão,
eu fechei meu coração,
meu amor eu recusei?:/

0960. Para ser feliz

E

1. Para ser feliz é preciso ver este céu
azul na imensidão. É fazer das triste-
zas estrelas a mais e do pranto uma
canção.

Ref.: Há um mundo bem melhor,
todo feito pra você. É um mundo
de amor, que o Cristo fez. (bis)

2. Para ser feliz é preciso ver este
mundo todo a caminhar. É fazer dos
tropeços um passo a mais, e do
Cristo um amigão.

0961. Sempre encontrando G

1. Sempre encontrando, sempre en-
contrando, sempre encontrando nos-
so irmão. Sempre encontrando, sem-
pre encontrando nosso irmão.

2. Viva a nossa bela união. Viva a nossa
bela união. Viva a nossa bela união.
Sempre encontrando nosso irmão.

0962. Bom dia, amigo

D

Ref.: Bom dia, amigo.
Bom dia, irmão. Basta um
sorriso, e cante esta canção.

1. As flores do campo.
As nuvens do céu. As águas do rio.
E um barco de papel.

2. Mas venha comigo, estenda a sua
mão. Enfrente a maré,
cantando este refrão.

0963. Bem-vindo

1. Bem-vindo, irmão. Bem-vinda,
irmã. Você completa nossa
alegria. Sinta-se bem!
Seja feliz em nossa companhia!

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

285

0964. Seja bem-vindo

C

1. Seja bem-vindo,
bem-vindo seja, olê, lê, ô.
Seja bem-vindo,
bem-vindo seja, olê, lê, á.

Ref.: Pouco me importa que você venha
do sul ou do norte. A casa é sua,
meu irmão, olê, lê, á.
Pouco me importa que você ve-
nha do sul ou do norte. A casa é
sua, minha irmã, olê, lê, á.

2. Pode entrar, pode sentar, olê, lê, ô.
Pode entrar, pode sentar, olê, lê, á.

0965. Bem-vindo olê-lê D

1. Seja bem-vindo olê, lê.
Seja bem-vindo olá, lá.
/:Paz e bem pra você,
que veio participar.:/

0966. Paz e harmonia

D

1. Ao chegares aqui,
alegria, alegria, alegria!
Ao ficares aqui, paz e harmonia,
harmonia, harmonia.
Ao saíres daqui,
bênção todo dia, todo dia. (bis)

0967. Antes das refeições C

1. Oh, Senhor, abençoai esta nossa
refeição. (bis) Que hoje tem mais
alegria. (bis) Com a sua, com a sua,
com a sua companhia. (bis)

0968. Após as refeições C

1. Ao Senhor agradecemos, aleluia.
O alimento que tivemos, aleluia.

0969. Abre a janela,
meu bem

G

Ref.: Abre a janela, meu bem.
Vem ver o dia que vem.
Deixa o sol entrar e o vento
falar que eu te quero bem! (bis)

1. Deixa a brisa da manhã te abraçar,
ver a rosa no canteiro a te sorrir. Vou
pedir galo campina pra cantar. Vou
mandar te dar bom dia o Bem-te-vi.

2. Essa vida só é vida com amor. Acor-
dado é o melhor jeito de sonhar. Que
o carinho seja sempre o bom sabor
e a razão pra toda hora começar.

3. Se a saudade ou cansaço te abater.
Busque a força no segredo da pai-
xão. Não me esqueça, que eu não
vou te esquecer. Somos um neste
país que é o coração.

0970. Teu sol

Em forma de mantra

1. Teu sol não se apagará
Tua lua não terá minguante
Porque o Senhor será tua luz
O povo que Deus conduz!

Cantar à Vida Sempre

286

0971. Canta, meninada D

Zé Vicente

1. Canta, canta, meninada, canta ale-
gre esta canção: no embalo deste
canto, vai dançar meu coração! Cri-
ançada, faça a roda, que a esperan-
ça quer dançar; vão em frente, abrir
caminhos, nova história quer che-
gar! Lá, lá, lá, lá...
2. Batam palmas pra alegria, cantem
cantigas de amor; um sorriso pra
amizade, dancem, pisem sobre a
dor! Lá, lá, lá, lá...
3. Vamos chamar a justiça, pra entrar
neste cordão; cada mesa com certe-
za, vai ter festa, vai ter pão! Lá, lá, lá, lá...
4. Vão plantar, de porta em porta,
sementes de liberdade; pichem fra-
ses bem teimosas, pelos muros da
cidade! Lá, lá, lá...
5. Com as cores do arco-íris, façam o mais
lindo balão; cada noite mais escura,
vai ser noite de São João! Lá, lá, lá...
6. Com os sonhos mais bonitos, façam
o mais lindo presente; no domingo
ao meio-dia, mandem pra toda essa
gente! Lá, lá, lá...
7. Canta, canta, canta, meninada nossa
história tem que ser mudada! Dança,
dança, dança, meninada, nossa histó-
ria tem que ser mudada! Roda, roda,
roda, meninada, nossa história tem
que ser mudada! Pula, pula, pula,
meninada nossa história tem que ser
mudada! Grita, grita, grita meninada,
nossa história tem que ser mudada!

0972. Uma canção de
esperança

A

L.: Ernani - M.: Sílvio Brito

1. A canção do vento que embala o
canto, traz um novo alento, mostra
um novo canto. Se você se cansa de

tanta escuridão, busque uma crian-
ça no seu coração.
Ref.: Enquanto houver um coração
pra ser criança, lutemos juntos
e não vamos desistir.
Ainda resta uma canção de
esperança, anunciando a paz
que o mundo há de sentir.
2. Olhando o mundo, vemos muito por
fazer. Estenda as mãos e faça a vida
florescer. Estando unidos, bem mais
fortes vamos ser. No coração a paz
criança renascer.

0973. O direito de
ser criança

G

Pe. Gildásio Mendes, sdb

1. Eu quero um lugar onde eu possa
brincar. Eu quero o sorriso de quem
sabe amar. /:Eu quero um pai que
me abrace bem forte. Eu quero o
beijo e o carinho de mãe.:/
Ref.: Eu quero o direito de ser
criança e ser a esperança de
um mundo melhor: Eu quero
crescer como gente! Eu quero
um mundo diferente! Será que
posso contar com você?
2. Eu quero uma escola onde eu possa
estudar. Eu quero o direito de ter o
meu lar. /:Eu quero viver bem feliz
todo o dia, eu quero a alegria que
nasce da paz.:/
3. Eu quero meus passos marcando
este chão. Eu quero o direito de ter
o meu pão. /:Eu quero a mão que me
mostre o caminho, eu quero a vida,
eu só quero amar.:/
4. Eu quero os homens unindo as mãos.
Eu quero um mundo mais justo e
irmão. /:Eu quero os jovens vivendo
a esperança, eu quero as crianças
cantando assim.:/

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

287

0974. A barca de Jesus C

Ref.: Quem é que vai? Quem é que vai?
Quem é que vai nesta barca de
Jesus? Quem é que vai?

1. Tem muita gente esperando por
você. A caminhar, esperando por
você. Todos cantando, esperando
por você. Juntos com Jesus,
esperando por você.
E tem lugar, esperando por você,
para sentar, esperando por você.
A barca está, esperando por você,
para partir, esperando por você.

2. Jesus está esperando por você.
Com um sorriso, esperando por você.
A caminhar, esperando por você,
com a multidão, esperando por você.
A sua mão, esperando por você,
a acenar, esperando por você.
Chamando vem, esperando por você,
de coração, esperando por você.

0975. Na escola de Jesus C

Waldeci Farias e Tia Carminha

Ref.: /:Olê, olê, olá, na escola de
Jesus, eu vou me matricular.:/

1. Fazer curso de verdade. Aprender
para ensinar. Cultivar a santidade, e
no céu me diplomar.

2. Nessa escola de alegria, Jesus Cristo
é o professor. A diretora é Maria, e
o ABC é o amor.

3. Aprendemos com certeza a somar
muita humildade, diminuir nossa tris-
teza, multiplicar nossa bondade.

0976. Deus gosta de mim E

1. Deus gosta de mim, Deus gosta de
mim, caminhando vou, contente es-
tou, Deus gosta de mim.

Substituir o mim por ti, nós, etc; e Deus por Jesus,
Maria, La Salle.

0977. Eu sou a ovelhinha D

1. Eu sou a ovelhinha, Jesus é o pastor,
Jesus me põe nos ombros
com muito amor.

Ref.: Me chama pelo nome e eu conhe-
ço a sua voz, ele ama o seu rebanho
e a cada um de nós (2x). Cada um,
cada uma (2x) Jesus é o pastor.

2. Nós somos ovelhinhas, Jesus é o
pastor, Jesus nos põe nos ombros
com muito amor.

0978. Eu tenho um amigo D

1. Eu tenho um amigo que me ama, que
me ama, que me ama. Eu tenho um
amigo que me ama, seu nome é
Jesus. Que me ama, que me ama,
que me ama com eterno amor (2x).

Depois troca por tu tens, nós temos, etc.

0979. O Senhor tem
muitos filhos

F

1. O Senhor tem muitos filhos, muitos
filhos ele tem, eu sou um deles, você
também, louvemos ao Senhor.

Ref.: Braço direito.

A cada estrofe acrescenta-se uma parte do corpo;
e pode ser «La Salle tem muitos filhos...»

Cantar à Vida Sempre

288

0980. Jesus Cristo
não vai passar

E

1. Jesus Cristo não vai passar. Jesus
Cristo não vai passar. Jesus Cristo
não vai passar. Por quê? Porque está
dentro do meu coração.

Ref.: O fogo cai, cai. Os males saem,
saem. E nós que cremos
louvamos ao Senhor. (bis)

O Espírito, Maria, La Salle, etc. (não vai passar)

0981. Se você no céu

E

1. /:Se você no céu:/ /:conseguir
entrar,:/ /:abra um buraquinho:/
/:para eu passar.:/

Ref.: Se você no céu, conseguir
entrar, abra um buraquinho,
para eu passar. Aili, ailô (bis).

2. /:Não se ganha o céu:/ /:com a
copa mundial,:/ /:nem adianta
ser:/ /:miss universal.:/

Final: Aili, Ailô (bis).

0982. Se és feliz

1. Se és feliz, quero te ver bater as
mãos. Se és feliz, quero te ver bater
as mãos. Se és feliz, para eu poder
acreditar, se és feliz, quero te ver
bater as mãos. Bater as mãos.

2. Se és feliz, quero te ver bater os pés.
Se és feliz, quero te ver bater os pés.
Se és feliz, para eu poder acreditar,
se és feliz, quero te ver bater as
mãos. Bater as mãos, bater os pés.

3. Se és feliz, quero te ver a gargalhar.
Se és feliz, quero te ver a gargalhar.
Se és feliz, para eu poder acreditar,
se és feliz quero te ver a gargalhar.

Bater as mãos, bater os pés,
a gargalhar.

4. Se és feliz, quero te ver a expirrar:
atchim... se és feliz quero te ver
assobiar... se és feliz quero te ver
dizer legal...

0983. Feliz criançada

A

1. Feliz criançada que vive a cantar, viva
a companhia, estuda, trabalha e brin-
ca também, viva a companhia.

Ref.: /:Viva-la, viva-la, viva o amor.:/
Viva o amor, viva o amor,
viva a companhia.

0984. Eu perdi o dó C-D-E...

1. Eu perdi o Dó da minha viola,
da minha viola eu perdi o Dó.

Ref.: /:Dórmir é muito bom, é muito
bom.:/ /:É bom camarada,
é bom camarada, é bom,
é bom, é bom.:/ É bom!

2. Eu perdi o Ré da minha viola,...
Rezar é muito bom...

Rezar, Mingau, Farofa, Solar, La Salle, Si embalar.

0985. A casa

D

Vinícius de Moraes

1. Era uma casa muito engraçada. Não
tinha teto, não tinha nada. Não se
podia entrar nela, não, porque a
casa não tinha chão. Ninguém podia
dormir na rede porque na casa não
tinha parede. Ninguém podia fazer
pipi porque penico não tinha ali. (bis)

Ref.: Mas era feita
com muito esmero, na rua dos
bobos, número zero. (bis)

FSC - Brasil
FSC - Brasil

FSC - Brasil
FSC - Brasil
FSC - Brasil

289

0986. O relógio

C

Vinícius de Moraes - Paulo Soledade

1. Passa, tempo. Tic-tac, tic-tac. Passa,
hora. Chega logo, tic-tac, tic-tac, e
vai-te embora. Passa, tempo bem
depressa, não atrasa, não demora,
que já estou muito cansado. Já perdi
toda a alegria de fazer meu tic-tac.
Dia e noite, noite e dia. Tic-tac, tic-
tac. Dia e noite, noite e dia.

0987. O trem

D

Bia Bedran

1. Lá vai o trem, vai subindo pelo monte.
Ele vai por aí. Piuí, piuí.
Café com pão. Bolacha não.
Chique, chique, choque, choque.
Bota lenha, põe carvão.

0988. Fui ao mercado

D

1. Fui ao mercado comprar sabão, veio
a formiguinha e subiu na minha mão.
Ref.: E eu sacudi, sacudi, sacudi.
Mas a formiguinha
não parava de subir (bis).

Nas outras estrofes troca-se sabão e mão por picolé/pé;
melão/dedão; coelho/joelho; girimum/bumbum.

0989. Fui morar

D

1. Fui morar numa casinha-nha infesta-
da-da de cupim-pim-pim. Saiu de lá-
lá-lá uma lagartixa-xa-xa, olhou pra
mim, olhou pra mim e fez assim.
2. Fui morar numa casinha-nha enfeita-
da-da de florzinha-nha. Saiu de lá-
lá-lá uma princesinha-nha, olhou pra
mim, olhou pra mim e fez assim.
3. Fui morar numa casinha-nha infesta-
da-da de morceguinho-nho. Saiu de
lá-lá-lá uma bruxinha-nha, olhou pra
mim, olhou pra mim e fez assim.

0990. Fui no Itororó

A

1. Eu fui no Itororó beber água e não
achei. Achei linda morena que no
Itororó deixei. Aproveita, minha gen-
te, que uma noite não é nada. Se não
dormir agora, dormirá de madruga-
da. Oh, Mariazinha! Oh, Mariazinha,
entra nessa roda, ou ficará sozinha.
Sozinha eu não fico, nem hei de
ficar. Convidei Jacarezinho para ser
meu par. Põe aqui o seu pezinho,
bem juntinho ao pé do meu. /:E
depois não vai dizer que você se
arrependeu.:/

0991. Zumba-Zumba

D

1. (S): Eu venho de Brasília.
(T): Que sabes tu tocar?
(S): Eu sei tocar violão,
dom, dom, dom, dom...

(T): Zumba, Zumba, Zumba ê,
Zumba, Zumba, Zumba á (2x).

Vai dizendo de onde vem: Amazonas, Botucatu,
Brasília, Canoas, Carazinho, Caxias, Maranhão,
Moçambique, Niterói, Pará, Pato Branco, Porto
Alegre, Rondonópolis, São Carlos, São Miguel,
São Paulo, Tocantins, Toledo, Xanxerê, etc;
imita o instrumento escolhido; e repete o refrão.

0992. Eu danço rock

Ref.: Eu danço rock, rock (bis).
Porque isso é bem melhor. Hei!

1. Eu ponho a mão direita, pra dentro,
eu ponho a mão direita pra fora,
eu ponho a mão direita pra dentro,
eu mexo, mexo e jogo fora.

Depois volta no «Eu danço...»
e segue fazendo com todas as partes do corpo
a mesma coisa que fez a mão direita.

Cantar à Vida Sempre

290

0993. Cantigas de penas C

Salomão Habib

Ref.: Uirapuru, araraúna.
O curió cantou pra mim.
No meu caminho a cigarra voa…
Guará se esconde tão «vermelhim».
Vejo coleira no quintal.
Eu vou te amar bem-te-vi. (bis)

2. Uma pupunha roída assim, só pode
ser «Passarim» de primavera de flor
em flor. De brincadeira do meu amor.
Quem vive livre é feliz. Mais contente
é o «passarim» (bis).

0994. Atirei um pau
no gato

D

1. Atirei o pau no gato-to, mas o gato-
to não morreu-reu-reu. /:Dona
Chica-ca ’dimirou-se-se, do berro,
do berro que o gato deu.:/ Miau.

0995. Meu galo

D

1. Meu galo quebrou uma perna, meu
galo não pode andar, meu galo que-
brou uma perna e não pode andar.

2. Meu galo quebrou outra perna, meu
galo não pode andar, meu galo que-
brou uma perna, quebrou outra per-
na e não pode andar.

Meu galo quebrou uma asa...

E assim vai fazendo com todas as partes do galo
e sempre repetindo.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->