P. 1
UNIUBE

UNIUBE

|Views: 2.362|Likes:
Publicado porbensonn_2007

More info:

Published by: bensonn_2007 on Sep 06, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/14/2012

pdf

text

original

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

TERMO DE SANEAMENTO DE DEFICIÊNCIAS TERMO DE SANEAMENTO DE DEFICIÊNCIAS Nº 6/2009, QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, REPRESENTADA PELO MINISTÉRIO SECRETARIA DA DE EDUCAÇÃO, EDUCAÇÃO POR A INTERMÉDIO DISTÂNCIA E DA A

UNIVERSIDADE DE UBERABA, MANTIDA PELA SOCIEDADE EDUCACIONAL UBERABENSE PARA OS FINS QUE ESPECIFICA.

A União, representada pelo Ministério da Educação, por intermédio da Secretaria de Educação a Distância, doravante denominada SEED, inscrita no CNPJ/MF nº 003944450540-23, sediada na Esplanada dos Ministérios, Bloco L, 1º andar, Brasília-DF, neste ato representada pelo Secretário, Carlos Eduardo Bielschowsky, brasileiro, casado, portador da Carteira de Identidade nº 2944509 e inscrito no CPF com o nº 965556888-15, nomeado pela Portaria nº 462, de 18 de maio de 2007, da Ministra de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, e a Universidade de Uberaba, mantida pela Sociedade Educacional Uberabense, CNPJ nº 25.452.301/0001-05, representada pelo Reitor da Instituição, Marcelo Palmério, brasileiro, casado, portador da Carteira de Identidade nº 1.311.139 e inscrito no CPF com o nº 003.719.041-53, doravante denominada Instituição, resolvem celebrar o presente Termo de Saneamento de Deficiências, nos termos do § 1.º, art. 46, da Lei nº 9.394/1996; art. 47 e 48 do Decreto nº 5773/2006 e art. 17 do Decreto nº 5773/2005, de acordo com as cláusulas e condições seguintes.

Cláusula Primeira - DO OBJETO 1.1. Constitui objeto do presente Termo de Saneamento de Deficiências as medidas para saneamento de deficiências identificadas pela SEED, nos termos da Nota Técnica nº 33/2009/CGS/DRESEAD/SEED/MEC, datada de 30 de abril de 2009, constante do Processo nº 23000.000717/2009-01, instaurado para a supervisão da modalidade de educação a distância da Instituição (oferta de cursos de graduação a distância e polos de apoio presencial).

Cláusula Segunda – DAS OBRIGAÇÕES DA INSTITUIÇÃO 2.1. Dos Cursos de Graduação a Distância. A Instituição obriga-se a adequar seus cursos de graduação na modalidade a distância conforme as especificações desta cláusula, cujas adequações serão averiguadas e homologadas por professores especialistas da área dos cursos/disciplinas, a serem designados pela SEED: 2.1.1. A Instituição obriga-se a qualificar os cursos de graduação ofertados na modalidade de educação a distância nos quesitos e indicadores constantes do instrumento de autorização de cursos do INEP (Anexo I), com, no mínimo, menção 3 (três). 2.1.2. Com o saneamento, os cursos a distância deverão estar plenamente adequados às respectivas Diretrizes Curriculares Nacionais. 2.1.3. O material didático será reformulado para contemplar, em extensão e verticalidade, o conteúdo necessário e suficiente para a formação em nível superior. Os Roteiros de Estudos deverão manter suas características de dialogicidade e demais princípios pedagógicos inerentes à Educação a Distância e, acrescidos de leituras obrigatórias, passarão a conter, em média, 150 páginas por disciplina de 60h. O processo de reformulação do material envolverá todo o corpo docente e contará com o apoio técnico da equipe de produção de materiais do Programa de Educação a Distância e seguirá o cronograma abaixo:

Quadro I: Elaboração Material Didático Impresso.

2.5.5.9 e 10 8.2.5 e 6 6 3e4 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 4.3 e 4 1.5.2 e 3 1e2 1e2 1e2 1e2 1e2 1e2 1e 2 1e 2 1e 2 1e 2 1e 2 1.5 e 6 6 3e4 6 4.2.9 e 10 8.3 e 4 1.6 e 7 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 3e4 mês 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 etapas 7e8 5e6 7e8 5e6 5e6 1e2 8.3 e 4 1.Nº 1 2 3 4 Curso ADMINISTRAÇÃO CIÊNCIAS AERONÁUTICAS CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM etapas 1.6 e 7 4.5. EM GESTÃO DE TRANSPORTE AÉREO 10 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA 11 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM HOTELARIA 12 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM MARKETING 13 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO SUCROALCOOLEIRA 14 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM SEGURANÇA NO TRABALHO 15 ENGENHARIA AMBIENTAL 16 ENGENHARIA CIVIL 17 ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 18 ENGENHARIA ELÉTRICA 19 LICENCIATURA EM CIENCIAS BIOLÓGICAS 20 LICENCIATURA EM HISTÓRIA 21 LICENCIATURA EM LETRAS – PORTUGUÊS/ ESPANHOL 22 LICENCIATURA EM LETRAS – PORTUGUÊS/ INGLÊS 23 LICENCIATURA EM MATEMÁTICA 24 LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 25 LICENCIATURA EM QUÍMICA 26 LICENCIATURA PLENA EM GEOGRAFIA E .3 e 4 1e 2 1e 2 1e 2 1e 2 1e2 1e2 1e2 1e2 Cronograma mês etapas 6 4.6 e 7 5e6 5e6 mês 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 AGRONEGÓCIO 5 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL 6 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 7 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TIC 8 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TRÂNSITO 9 CURSO SUP DE TEC.9 e 10 8.2.9 e 10 5e6 5e6 5e6 5e6 5e6 5.6 e 7 4.2 e 3 1e2 1.6 e 7 4.

2.1 Será considerado aprovado o discente que obtiver freqüência mínima de 75% nos encontros presencias obrigatórios e média superior a 7. O discente que obtiver média inferior a 7 (sete) estará reprovado no componente curricular e entrará em regime de dependência. compostas da seguinte forma: PP1 e PP2 – 50% do valor da avaliação para questões objetivas e 50% do valor da avaliação para questões subjetivas/dissertativas. eliminatórios por si mesmos. 100 (cem) pontos na Segunda Prova Presencial (PP2) com peso 2 (dois). com peso 1 (um). A avaliação da aprendizagem ocorrerá ao longo de cada etapa: (i) por meio da Avaliação Continuada. nos termos da legislação vigente. 2. 2.1. Todas as Provas Presenciais serão elaboradas e corrigidas pela equipe docente da Universidade de Uberaba e realizadas em datas previamente agendadas. A aplicação das Provas Presenciais será feita pelos preceptores. Não seguirá para a última etapa do curso o discente que tiver cursando dependências.1.0 (sete) em cada um dos componentes curriculares da etapa. com peso 2 (dois).1.3 A média final obtida pelo aluno será apurada com o seguinte procedimento: Média Final = AC (100.4.4. sem consulta.4. 2. conforme datas estabelecidas em calendário acadêmico. e (ii) por meio de. . nas Atividades de Estudos a Distância. 100 (cem) pontos na Primeira Prova Presencial (PP1).1) + PP1 (100.4.1.4.4.1.2) = 10 50 2. sendo o aproveitamento final expresso numericamente em escala de 0 (zero) a 10 (dez) pontos. no mínimo. A distribuição dos pontos será feita da seguinte forma: 100 (cem) pontos na Avaliação Continuada (AC). As questões de natureza subjetiva serão manuscritas pelo discente e corrigidas pela equipe docente do curso.2.1.5.2. em cada Polo de Apoio Presencial.2) + PP2 (100. duas Provas Presenciais . 2.4. sob a coordenação de um supervisor designado pela Uniube. As provas presencias serão individuais.4. nos Polos de Apoio Presencial. A avaliação da aprendizagem da Instituição será feita abrangendo os aspectos de freqüência e aproveitamento do aluno. O discente que obtiver média igual ou maior a 7 (sete) estará aprovado no componente curricular.1.6. equivalendo a 80% do valor total da pontuação.

O novo Sistema de Avaliação de Aprendizagem será implementado em todos os cursos a distância. constituída pelas atividades de estudo a distância. A Avaliação Continuada. 50 pontos serão atribuídos pelos professores do componente curricular e 50 pontos serão atribuídos pelos preceptores locais.1. sob variados instrumentos e procedimentos.8. deve ocorrer de forma progressiva. Todas as atividades de estudos que compõem a Avaliação Continuada serão elaboradas pelo corpo docente do curso. A relação máxima a ser admitida pela Instituição entre o número de discentes e o número de docentes equivalentes a 40h dedicadas à modalidade a distância será de 1 para 150.4. Dos cem pontos correspondentes à Avaliação Continuada.1. . ATIVIDADES Apresentação da nova sistemática de avaliação para a análise e aprovação da Câmara de Ensino Superior Apresentação da nova sistemática de avaliação para a análise e aprovação do Conselho Universitário Capacitação de docentes para elaboração dos novos Instrumentos de avaliação Adequação do Sistema de Gestão Acadêmica – SGA para implantação do novo sistema de avaliação Elaboração dos novos instrumentos de avaliação Capacitação de preceptores para aplicação dos novos Instrumentos de avaliação Comunicação e esclarecimentos sobre o novo sistema de avaliação para o corpo discente de todos os cursos Capacitação de supervisores para o acompanhamento e supervisão da implementação do novo sistema de avaliação Implantação efetiva do novo sistema de avaliação para as turmas que iniciarem etapa no primeiro semestre de 2010 * Considerado como mês 1 (um) aquele que inicia na data de assinatura do Termo.7.1. a fim de que se garanta o caráter formativo da avaliação como componente do processo de ensino-aprendizagem. mediante critérios e referenciais de respostas fornecidos pela equipe docente. 2. de acordo com o cronograma a seguir: Quadro II: Cronograma de Implementação do Sistema de Avaliação. A avaliação Continuada equivale a 20% do valor total da pontuação.4.2. 1º semestre de 2010 4a8 3a9 4a8 4a8 1a4 2a5 1a2 Mês * 1a2 2. relação que poderá ser alterada por decreto ou portaria posterior a assinatura desse Termo.5.

1.7. 40H 46 48 30 20 35 179 2.75 2. 2.1.1.75 46.1.375 22 38. 40h 0.5 3.7. 2.1.1. .6.2. Os preceptores que atuam nos pólos da FTC atenderão este parâmetro até o final da vigência do Termo. A Universidade se compromete a garantir os percentuais mínimos de qualificação acadêmica inerente às Instituições Universitárias.5 2 317. A atual carga horária do corpo docente dedicada à educação a distância da Instituição segue no quadro abaixo. Quadro III – Carga horária do Corpo Docente EAD Professores Uniube Professores horistas 20H Professores tempo parcial (20h) Professores 40H Professores 40H (Gestores) Professores 40H (Coordenadores Pedagógicos) Total Número 92 96 30 20 35 273 Equiv.5. A relação máxima a ser admitida pela Instituição entre o número de discentes e o (número de docentes e número de tutores equivalentes a 40h) para cada curso será de 1 para 45. O número de preceptores presenciais por carga horária e equivalente 40horas necessário para atendimento aos estudantes da Instituição está expresso no quadro abaixo: Quadro IV – Número de preceptores por carga-horária e equivalente 40h Carga-horária Número 5 3 10 88 15 103 20* 352 25 46 30 62 35 4 40 2 660 Equiv.2. incluindo para o alcance deste número as horas trabalhadas pelos docentes convidados que atuam em encontros presenciais.625 176 28.1.7.

9. em que os projetos contemplam o desenvolvimento dos fundamentos do conhecimento. obedecendo ao seguinte cronograma: Quadro V: Plataforma Virtual de Aprendizagem – Prazos de Implantação. A Instituição se compromete a. o número restante de preceptores que constam no Quadro V já representa a quantidade de preceptores existentes atualmente nos pólos da Uniube.1. a contratação ocorreu em nome dos parceiros.9.10. seleção.8.1. realizado processo seletivo no local com ampla divulgação. ampliando para todos os cursos na modalidade a distância as ferramentas para a interação aluno-professor. A Instituição se dispõe a incrementar a implantação da Plataforma Virtual de Aprendizagem.1.8. contratação e formação continuada dos preceptores.2. A Instituição manterá a sistemática atual de formação. preceptor-aluno. que ocorre sob sua responsabilidade. A Instituição contratará os preceptores com graduação em área afim àquela do curso em que desenvolve o trabalho.8. poder-se-á contratar preceptores de outras áreas. contratar diretamente os preceptores a exemplo do que ocorre nos seus respectivos pólos. 2.3. Retirados os duzentos e sessenta e seis preceptores que atuam nos pólos da FTC.2. durante a vigência do Termo.1. 2. A Instituição se compromete a adotar para todos os cursos e formatos de oferta de educação a distância uma plataforma virtual de aprendizagem.10. visando principalmente. contratar em cada pólo um coordenador. desde que. ou então. Excepcionalmente. à preparação para a utilização das novas mídias e do novo sistema de avaliação. No caso dos preceptores que atuam nos pólos da FTC.1. alunos-alunos. Nas etapas iniciais.1. serão contratados preceptores licenciados nas áreas afins dos cursos. Cursos 1 BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Mês * 06 .1. deverá ter formação de pós-graduação ou comprovada experiência profissional na área. não tenha sido encontrado profissional com graduação na área.1. 2.7.1.1. 2. 2.1. 2. Neste caso. professor-preceptor. 2.

um quadro informando quais cursos e em quais pólos serão ofertados em cada um dos formatos.11.1. por etapa: (i) 2 Seminários de Integração. 2. A Insituição se compromete a enviar à SEED até o quinto mês da vigência do Termo. DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TRÂNSITO 14 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO SUCROALCOOLEIRA 15 CURSO SUP DE TECNOLOGIA EM SEGURANÇA NO TRABALHO 16 LICENCIATURA PLENA EM CIENCIAS BIOLÓGICAS 17 LICENCIATURA PLENA EM GEOGRAFIA E EDUCAÇÃO AMBIENTAL 18 LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA 19 LICENCIATURA PLENA EM LETRAS .11.PORTUGUÊS/ESPANHOL 20 LICENCIATURA PLENA EM LETRAS . de 16 horas cada um. DE TECNOLOGIA EM HOTELARIA 13 CURSO SUP. ministrados por professores convidados e/ou docentes da Uniube . descritos nessa cláusula. A Instituição ofertará seus cursos na modalidade a distância em 5 (cinco) formatos.1. O Formato 1 funciona em todos os pólos onde acontecem os cursos de Licenciaturas e os Bacharelados de Administração e Ciências Contábeis e é composto pelas seguintes atividades: a) Atividades presenciais nos pólos.2 3 4 5 6 7 8 9 BACHARELADO EM CIÊNCIAS AERONÁUTICAS BACHARELADO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO EM SERVIÇO SOCIAL CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TI CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TRANSPORTE AÉREO 03 06 09 03 03 03 03 03 03 03 09 09 06 03 08 08 08 08 08 08 08 12 05 05 05 05 10 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA 11 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING 12 CURSO SUP.PORTUGUÊS/INGLÊS 21 LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA 22 LICENCIATURA PLENA EM QUÍMICA 23 LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 24 BACHARELADO EM ENGENHARIA CIVIL 25 BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA 26 BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL 27 BACHARELADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2.1. (ii) 2 Oficinas de Apoio à .

conforme Projeto Pedagógico de cada curso. por etapa: (i) 2 Seminários de Integração. bem como aulas de conhecimentos específicos e recuperação da aprendizagem. O Formato 2 é atualmente utilizado pelos cursos de Engenharia e é composto pelas seguintes atividades: a) Atividades presenciais nos pólos. podem ser enviados docentes para as oficinas quando acontecem as práticas presenciais. com acompanhamento de Técnicos de Laboratórios que acompanharão as práticas preparadas pelos docentes do curso e (iv) 2 Provas Presenciais. c) Material de apoio: bibliografia básica e complementar na biblioteca do pólo. e (iv) Preceptoria: Realizada nos pólos de apoio presencial durante a semana com duração mínima de 4 horas. bem como aulas de conhecimentos específicos e recuperação da aprendizagem. (iii) 2 Provas Presenciais. com um mínimo de 60h e máximo de 140h por etapa. atividades e leituras obrigatórias. b) Material impresso organizado em volumes. ministrados por professores convidados e/ou docentes da Uniube. b) Material impresso organizado em volumes. de 8 horas cada uma. orientadas e acompanhadas pelos preceptores presenciais a partir de planejamentos e materiais ofertados e disponibilizados pela equipe docente dos cursos. (ii) 2 Oficinas de Apoio à Aprendizagem. (iii) Práticas Presenciais. contendo roteiros de estudos.2. . 2. de 8 horas cada uma. contendo roteiros de estudos.11. conforme a necessidade de cada projeto. nos laboratórios do Pólo. para tirar dúvidas sobre conteúdos específicos. c) Material de apoio: práticas simuladas gravadas em Cds e bibliografia básica e complementar na biblioteca do pólo. atividades e leituras obrigatórias. orientadas e acompanhadas pelos preceptores presenciais a partir de planejamentos e materiais ofertados e disponibilizados pela equipe docente dos cursos. desenvolvendo as atividades de plantões. de 16 horas cada um. conforme a necessidade de cada projeto. e) Acompanhamento virtual: Orientadores WEB.Aprendizagem.1. podem ser enviados docentes para as oficinas quando acontecem as práticas presenciais.

(iii) Encontros Presenciais Opcionais com 3h semanais. corrigindo atividades e tirando dúvidas sobre conteúdos específicos. O Formato 3 é composto pelas seguintes atividades: a) Atividades presenciais nos pólos. e) Acompanhamento virtual: orientadores no Ambiente Virtual de Aprendizagem. participando de fóruns e chats.5h de videoaulas e 1. c) Material de apoio: bibliografia básica e complementar na biblioteca do pólo e atividades de estudos individuais inseridos no Ambiente Virtual de Aprendizagem. por etapa: (i) dezoito encontros semanais presenciais obrigatórios . conforme planejamento desenvolvido pelo curso. para tirar dúvidas sobre conteúdos específicos. desenvolvendo as atividades de plantão. e) Acompanhamento virtual: orientadores WEB. ministrados por professores convidados e/ou docentes da Uniube. acrescida de apresentação de vídeoaulas.d) Acompanhamento presencial: preceptoria realizada nos pólos de apoio presencial durante a semana com duração mínima de 4 horas. desenvolvendo as atividades de plantão. corrigindo atividades e tirando dúvidas sobre conteúdos específicos.3.11.3 horas cada um. (ii) 2 Provas Presenciais. O Formato 4 é composto pelas seguintes atividades: a) Atividades presenciais nos pólos. 2. c) Material de apoio: bibliografia básica e complementar na biblioteca do pólo e atividades de estudos individuais inseridos no Ambiente Virtual de Aprendizagem.11. contendo roteiros de estudos e leituras obrigatórias. (iii) Preceptoria realizada nos pólos de apoio presencial durante a semana com duração mínima de 2 horas. participando de fóruns e chats. contendo atividades. coordenados pelos preceptores presenciais. .1. sendo 1. • b) Material impresso organizado em volumes. 2. roteiros de estudos e leituras obrigatórias. b) Material impresso organizado em volumes. por etapa: (i) 2 Seminários de Integração.4. (ii) 2 Provas Presenciais. de 16 horas cada um.5h de atividades com o preceptor. e) Acompanhamento virtual: orientadores no Ambiente Virtual de Aprendizagem. realizando as atividades de plantão.1.

11. (iii) Encontros semanais com preceptores nos pólos de apoio presencial.11. Esclarecimento das correções das atividades de estudos a distância. d) Material de apoio: (i) bibliografia complementar na biblioteca do pólo. para as atividades de plantão. (iii) Comunidade: interação com a gestão do Curso e com os preceptores.1. . O Formato 5 é composto pelas seguintes atividades: a) Atividades presenciais nos pólos. durante a semana. c) Videoaulas gravadas em CDs disponibilizados aos alunos. presentes em todos os formatos de oferta dos cursos na modalidade a distância da Instituição. (ii) Blog: interação com professores para apresentação de produção individual.5. conforme o calendário. No plantão de preceptoria. (iv) roteiros de estudos individuais no Ambiente Virtual de Aprendizagem.6. por etapa: (i) 1 Encontro Acadêmico Presencial obrigatório – 8 horas. (iv) Plantões com preceptores a distância no ambiente virtual de aprendizagem. e (v) vídeos complementares disponibilizados no Ambiente Virtual de Aprendizagem. e) Interação pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem por meio de: (i) fórum: interação com professores e colegas para debater temas propostos. acrescidas de: coordenação de atividades diversificadas orientadas pelos professores do curso. realizando as mesmas atividades do plantão de preceptoria presencial. conforme o projeto do curso. 2. (ii) 2 Provas Presenciais.1. (ii) atividades de estudos individuais inseridos no Ambiente Virtual de Aprendizagem.2. (iii) leituras complementares inseridas no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA. são desenvolvidas as seguintes atividades: (i) (ii) (iii) Auxílio ao aluno no planejamento individual dos estudos a distância. Auxílio ao aluno no planejamento para o cumprimento dos Estudos Independentes. conforme as necessidades individuais de cada aluno/região. com duração de 4 horas para atendimento aos alunos durante seus estudos. b) Material impresso: Caderno de Textos contendo as Leituras Obrigatórias para todos os componentes da etapa. e auxílio na navegação pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem.

Formação de hábitos de estudo. notas e freqüências dos alunos no SGA .). Atendimento aos questionamentos dos alunos feitos fora dos plantões (telefone.7. apontando as dificuldades.12. Participação integral. . Esclarecimento das orientações disponibilizadas pelo curso para elaboração do Portfólio – TCA.1. Envio de relatórios para a sede. avaliando o desempenho da turma. que interferem no processo de ensino-aprendizagem. junto aos alunos. AVA. Discussão de textos das leituras recomendadas. conforme referenciais de respostas. sugerindo alterações para um melhor desempenho acadêmico. 2. do aluno. A Instituição deverá garantir acesso dos estudantes aos estágios obrigatórios. etc. bem como promover as ações de supervisão e acompanhamento dos estagiários. Apoio e incentivo ao estudo dos conteúdos propostos nos roteiros. Orientações para produção de textos escritos. nos cursos de Licenciaturas e do TCC. as seguintes atividades: (i) (ii) (iii) (iv) (v) (vi) (vii) (viii) Acesso ao ambiente virtual para interação e comunicação com os cursos e participação nas atividades de formação continuada. Participação em reuniões com docentes e Coordenadores Pedagógicos Regionais. Esclarecimento de atividades a serem realizadas. em todos os formatos de oferta dos cursos na modalidade a distância da Instituição. Atendimento a necessidades individuais e específicas.(iv) (v) (vi) (vii) (viii) (ix) (x) (xi) Desenvolvimento de atividades de motivação do grupo. nos Seminários de Integração. Os preceptores da Instituição desenvolverão fora do horário de plantão. nos termos da Lei.1. Correções de atividades.11. Preenchimento de dados acadêmicos. e-mail. Leitura das indicações bibliográficas propostas nos roteiros dos volumes de estudo. 2.

2. administrativa ou de suporte.6.2. o nome. mantendo a abrangência geográfica de atuação inalterada até o cumprimento total de todas as ações previstas neste Termo de Saneamento de Deficiências. Durante a vigência do Termo de Saneamento.A Instituição obriga-se a somente continuar a oferta dos cursos superiores a distância nos polos de apoio presencial relacionados no Anexo II. seja ela acadêmica.2. data de ingresso e local de atendimento.2. durante o saneamento. garantindo-se sempre a preservação dos direitos dos estudantes.2. O curso ofertado em polos irregulares será reconhecido apenas para os fins de emissão dos diplomas dos alunos informados conforme a cláusula 2. 2. Endereço dos Polos de Apoio Presencial/Abrangência Geográfica de Atuação .5. CPF. a abertura de novos polos.3.4.2.2. de todos os estudantes que não puderam ser transferidos para polos regulares. A Instituição deverá informar à SEED.5. 2. em nenhuma outra localidade além dos polos de apoio presencial constantes do Anexo II. no prazo de 60 (sessenta) dias a partir da assinatura deste Termo.1. deverá comunicar a SEED para a devida autorização da mudança de endereço de polo. 2. sob qualquer hipótese. Os polos de apoio presencial da Instituição não relacionados no Anexo II são considerados irregulares e apenas poderão funcionar para a conclusão dos cursos dos atuais estudantes que não puderem ser transferidos para polos de apoio presencial regulares.2. Não será aceita. 2. . caso a Instituição venha a constatar a impossibilidade de adequação de polos presenciais e a necessidade de modificação de endereço em um mesmo Município. 2.2.2. A Instituição compromete-se a não atender novos estudantes para nenhuma atividade.2.

ES Nova Venécia . Juçari. Ecuporanga.ES Itabuna – BA Itabuna – BA Colatina . Vila Valério preceptor. Itajuípe preceptor. Marechal Floriano.2. de forma que aqueles ali existentes já estão vinculados a outros pólos próximos e os encontros presenciais somente são mantidos para não prejudicar os alunos.Universidade Federal de Minas Gerais Uberaba . Seminários no pólo. Maria Grupos de Estudo com o preceptor. Pólo de Apoio Presencial Uberaba . Grupos de Estudo com o Ilhéus. Os pontos de apoio em que ainda existem encontros presenciais. São Roque Grupos de Estudo com o preceptor. de forma a manter os compromissos com eles assumidos até o final do curso. Montanha.Universidade Federal de Minas Gerais Uberaba . Pau Brasil. Seminários no pólo. Seminários no pólo.SP Anchieta . Seminários no pólo. Coaraci.Universidade Federal de Minas Gerais Uberaba .Universidade Federal de Minas Gerais Uberaba . Seminários no pólo.ES . Boa Esperança. Dario Meira. Seminários no pólo. Mutum. Baixo Guandu. Quadro VI – Pontos de apoio não credenciados e que serão descontinuados após a finalização das turmas existentes Ponto de Apoio MG Carneirinho MG MG MG MG MG SP ES BA BA ES ES Encontros Presenciais Encontros coletivos do Projeto Veredas Prata Encontros coletivos do Projeto Veredas Patos de Minas Encontros coletivos do Projeto Veredas Divinópolis Encontros coletivos do Projeto Veredas Passos Encontros coletivos do Projeto Veredas Teófilo Otoni Encontros coletivos do Projeto Veredas Braúna Seminários e oficinas Guarapari Seminários e oficinas Almadina.7.ES Barra de São francisco . São Mateus. serão descontinuados à medida que terminarem as turmas em andamento.Universidade Federal de Minas Gerais Uberaba . Estes locais não recebem mais alunos.ES Afonso Cáudio . Grupos de Estudo com o Santa Luzia preceptor.ES ES ES ES Anchieta . Grupos de Estudo com o São Gabriel. Jitaúna. Sta. informados pela Instituição conforme quadro abaixo. Itarana. Mantenópolis Grupos de Estudo com o preceptor.Universidade Federal de Minas Gerais Nova Granada .2. Iconha Grupos de Estudo com o preceptor. Seminários no pólo. Itapetinga.

1.3.3. Serra do Salitre e Campos Altos.1. indicador de avaliação 3 (três). 2.1.3. Seminários no pólo. sob qualquer hipótese. no mínimo.3. nos quesitos e indicadores constantes do instrumento de credenciamento de polos de apoio presencial do INEP (Anexo III). 2. de acordo com cada um dos formatos neles ofertados. Pratinha.3.1 Os polos de apoio presencial são de inteira responsabilidade acadêmica da Instituição. com. Estruturação/Qualificação dos Polos de Apoio Presencial – A Instituição obriga-se a estruturar e qualificar os polos de apoio presencial relacionados no Anexo II. Seminários no pólo. sendo a responsabilidade pedagógica da Instituição. Grupos de Estudo com o preceptor. É vedado aos parceiros a realização de atos acadêmicos sem o conhecimento e autorização da Instituição. PR SP Londrina Campinas MT Peixoto de Azevedo PA Abaetetuba Grupos de Estudo com o preceptor. terceirizar a gestão administrativa dos pólos.MG Maringá – PR Uberaba .2.MG Ibiá.4. Grupos de Estudos com o preceptor Grupos de Estudos com o preceptor Grupos de Estudo com o preceptor. 2. Os parceiros deverão se responsabilizar pela estrutura e pelos recursos tecnológicos para operacionalização dos cursos.MG Guarantã do Norte . 2.1.3. 2. A Instituição se compromete a não mais admitir alunos em seus cursos nos pólos da FTC. As obrigações dos parceiros contratados pela Instituição restringem-se àquelas de natureza administrativa. Seminários no pólo.MT Belém . assim como se compromete a continuar atendimento destes discentes até a conclusão dos respectivos cursos. 2.PA 2. Araxá .2. na Categoria de Análise: InfraEstrutura.3.1. Os parceiros de polos não poderão.8. . independentemente da relação de parceria ou de convênio com terceiros.

3.4.3. 2.1. 2.2. conforme saneamento citado no item 2. 2. com acervo que atenda o programa das disciplinas oferecidas no polo.2.3. a Instituição realizará minuciosa avaliação para identificar a real situação e as possibilidades de adequação de todos os seus Polos conforme a cláusula 2. Todos os polos de apoio presencial deverão possuir laboratórios de informática para uso dos alunos de educação a distância. 2.4. 2.3.3.2. A Instituição compromete-se a suspender a oferta de cursos em polos cuja infraestrutura não apresentar as condições para uma oferta de qualidade e a encaminhar à SEED a lista oficial dos polos que funcionarão apenas para conclusão das turmas em andamento.3.3. O corpo-técnico administrativo deverá atender suficientemente às necessidades dos alunos.3.2. Todos os polos de apoio presencial deverão possuir biblioteca com espaço de estudo individual e em grupo.3. Nos três primeiros meses de vigência deste termo. O saneamento dos polos seguirá os cronogramas abaixo: Quadro VII – Cronograma de adequação da infraestrutura dos pólos Pólos ARAXÁ BELO HORIZONTE CARIACICA GOVERNADOR VALADARES GUANHÃES NOVA VENECIA UBERABA UBERLÂNDIA ANCHIETA BARBACENA BARRA DE SÃO FRANCISCO BELÉM BELFORD ROXO Mês* 6 6 6 6 6 6 6 6 8 8 8 8 8 . com computadores em Informática em número suficiente para atender as propostas dos cursos ofertados e viabilizar o acesso dos alunos aos recursos de informática disponibilizados pela Instituição.

CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM CAMPINA GRANDE CARATINGA CASTELO COLATINA CURITIBA. ITAPAGIPE JANAUBA MACEIÓ MARINGA MONTES CLAROS PARAUAPEBAS SAMAMBAIA SANTA ADELIA SANTARÉM TEÓFILO OTONI TIMÓTEO TUCURUÍ AFONSO CLAUDIO BARCARENA CABO FRIO CAETITE CATANDUVA CHAPADA GAÚCHA DUQUE DE CAXIAS FRANCA ITABUNA ITAMARAJU ITAUBA JUIZ DE FORA MALACACHETA MARCELANDIA MEDEIROS NETO NANUQUE NOVA GRANADA OURINHOS PARAPIRANGA PONTE NOVA PORTO SEGURO PRAIA GRANDE QUIRINOPOLIS SANTA BRIGIDA SÃO CAETANO DO SUL SÃO GOTARDO SÃO JOSE DO RIO PRETO SÃO PAULO TEIXEIRA DE FREITAS 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 12 .

3.165 (75% dos ingressantes nos polos regulares da UNIUBE nos últimos doze meses) vagas a serem distribuídas nos processos seletivos ocorridos durante a vigência deste Termo.1. Ingresso de Estudantes Durante o Prazo de Vigência do Termo.XAMBIOÁ 12 Quadro VIII – Prazo para adequação dos pólos de apoio presencial Ação Diagnóstico detalhado dos pólos Adequação das instalações Adequação dos recursos de informática Adequação das bibliotecas Mês* 1a3 4 a 12 6 a 12 1 a 12 Cláusula Terceira – DAS CONDIÇÕES 3. Na condição da UNIUBE obter sucesso no processo de saneamento das deficiências dos polos de apoio presencial até novembro de 2009. Sobrestamento dos processos regulatórios.PRAZO 4. 3. contados a partir da data de publicação do extrato deste Termo na Imprensa Oficial. No caso dos cursos enquadrados no item 3.1. em número proporcional ao percentual de polos saneados. a Instituição poderá pleitear junto à SEED/ MEC a autorização para a oferta de vagas adicionais no processo seletivo para ingresso no primeiro semestre de 2010. A SEED sobrestará os processos de autorização e reconhecimento de cursos da Instituição até a verificação do cumprimento deste Termo. improrrogáveis.1. As obrigações constantes deste Termo de Saneamento de Deficiências deverão ser cumpridas no prazo de 12 (doze) meses. A Instituição terá restrição de número total de vagas nos cursos de graduação a distância. o qual ficará limitado à oferta de 6. de 12 de dezembro de 2007. 63 da Portaria Normativa nº 40.1.2. a Instituição emitirá os respectivos diplomas com base no disposto no art. 3.1.2 que tenham alunos concluintes durante a vigência do presente Termo.2. Cláusula Quarta . .

visando dar celeridade aos processos de avaliação dos mesmos. 6. Verificado o descumprimento das obrigações constantes neste Termo.1.773/2006. dificuldades eventualmente encontradas e próximas etapas de trabalho e realizará encontros trimestrais com a Equipe da SEED/MEC para avaliação dos resultados.5. Verificado o cumprimento deste Termo. o Secretário da SEED exarará despacho determinando o arquivamento do procedimento administrativo e liberando a Instituição das condições constante na cláusula terceira. nos termos do art.2. mediante comunicação escrita e formal. à medida que forem produzidos. A SEED poderá recomendar ajustes nos materiais didáticos durante a implementação deste Termo. 50 do Decreto nº 5. a Instituição poderá solicitar antecipação da apuração do cumprimento para cessação das condições estabelecidas neste Termo. implica a imediata abertura de Processo Administrativo. 6. 50 do Decreto nº 5.6. A Instituição encaminhará relatórios trimestrais contendo todas as etapas cumpridas. Cláusula Quinta . 6.4.2.DA DENÚNCIA 5. Cláusula Sexta – APURAÇÃO DO CUMPRIMENTO 6. . a SEED procederá à apuração do cumprimento das obrigações pela Instituição. 6. o Secretário da SEED instaurará de imediato o Processo Administrativo previsto no art. A Instituição enviará a SEED os materiais didáticos para avaliação. Concluído o saneamento. A denúncia do presente Termo por iniciativa da Instituição.1. Caso as obrigações citadas no item 4.4. sejam concluídas em prazo inferior a 12 (doze) meses. 6.3.773/2006.1.

1. O extrato deste Termo de Saneamento de Deficiências será publicado no Diário Oficial da União.Cláusula Sétima – DA PUBLICAÇÃO 7. que também o subscrevem. perante as testemunhas abaixo. Por estarem de pleno acordo. assinam o presente instrumento em 3 (três) vias de igual teor e forma. às expensas do Ministério da Educação. para que produza seus efeitos jurídicos e legais. .

5º Andar. Joaquim da Bolford Roxo Costa Lima.1327 Travessa São Belém Pedro.39 cobertura R.1190. Bernadino Pça dos 29360-00 Castelo Monteiro. sala 08 Convívios 0 15800-22 Pça 09 de julho.ANEXO I – Instrumento para autorização de curso para oferta na modalidade a distância do INEP ANEXO II – Lista de Polos Regulares POLO DE APOIO ENDEREÇO BAIRRO PRESENCIAL R.01 Campo Grande Cariacica 0 R.219.14 Praça Coronel Caetité Cazuzinha.100 Cariacica Castelo Catanduva Vila dos Cabanos Irmãos Fernandes Centro Wona Floresta Agriões Basiléia Centro 29600-00 Afonso Claudio 0 29230-00 Anchieta 0 38180-08 Araxá 4 362000-0 Barbacena 01 68447-00 Barcarena 0 29800-00 Barra de São 0 Francisco 66023-70 Belém 5 26180-50 Belford Roxo 0 31110-00 Belo Horizonte 0 25963-01 Cabo Frio 0 29302-82 Cachoeiro de 0 Itapemirim 46400-00 Caetitê 0 58104-17 Campina Grande 0 José Pinheiro PB 35300-03 Caratinga 6 29146-36 R. Célio de Belo Horizonte Castro.6402 Av. Santa Maria. Laudelina Cachoeiro de Itapemirim Louzada. 85 1º andar Av.406 Av.sala 142 Pça.337 Av.48 Av. 105 Centro Catanduva 5 Centro MG ES ES SP . Cesário Caratinga Alvim. jones dos Barra de São Francisco Santos Neves.sala 103 Rua Comendador Anchieta Centro Ramos.757 R. Francisco Afonso Cláudio Centro Salles. Pedro Teixeira.50. Júnia Cabo Frio Kubitscheck. S/Nº Araxá Barbacena Av. Cônego Batista Barcarena Campos. Amazonas. Severino Bezerra Campina Grande Cabral.295 São Geraldo CEP MUNICÍPIO UF ES ES MG MG PA ES PA RJ BH RJ ES BA Pça.

Dom João 39400-00 Centro Montes Claros MG Pimenta. 46 3 R. José Barone 15440-00 Centro Nova Granada SP Mercadante 466 0 . Nelicio Cordeiro. Manoel Reis.1901 Centro Maria das Graças Santo Inácio Centenário Centro Centro Centro Lomanto Júnior 39314-00 Chapada Gaúcha 0 39705-01 Colatina 0 82010-03 Curitiba 0 25025-01 Duque de Caxias 0 14400-75 Franca 0 35010-16 Governador 1 Valadares 39740-00 Guanhães 0 MG ES PR RJ SP MG MG 45600-01 Itabuna BA 3 45836-00 R.2323 Av.15 Fátima Itamaraju BA 0 38240-00 R. Getúlio Vargas.2069 R. Peçanha. Oswaldo 36015-43 Juiz de Fora MG Cruz. Paulo VI.462 R. Governador Milton Campos. Dr.970 Marcelândia MT 0 87013-07 Av.40 R. Estevão Leão Bouroul.238 R. Malacaxis 155 Centro Malacacheta MG 0 78535-00 Rua Cascavel. Amazonas.Chapada Gaúcha Colatina Curitiba Duque de Caxias Franca Governador Valadares Guanhães Itabuna Itamaraju Itapagipe Itauba-Guarantã do Norte Janaúba Juiz de Fora Maceió Malacacheta Marcelândia Maringá Medeiros Neto Montes Claros Nanuque Nova Granada R.215 0 Av.71 0 39690-00 R.1118 Zona 1 Maringá PR 0 R. José Soares Pinheiro. Luiz Simonassi.1000 sala 11 Centro Itapagipe MG 0 R.662 Av. Sidney Antônio Rangel. 39860-00 Israel Pinheiro Nanuque MG S/Nº 0 R.330 R.5 78520-00 Itaúba-Guarantã do Jardim Araguaia MT quadra 0 Norte R. Iluminato 45960-00 Centro Medeiros Neto BA Bonjardim S/Nº 0 R.08. 39440-00 Centro Janaúba MG 18 0 R. Paraná. Cirilo Barbosa. Nilo Peçanha 57050-64 Farol Maceió Al Torres.

842 Mirandópolis São Paulo SP 0 R.05 Centro .276 Centro Xambioa TO 0 Av.832 0 68515-00 R. Presidente 11705-00 Cidade Ocian Praia Grande SP Kennedy.750 7 Alameda 31 de 35180-01 Centro Timóteo MG outubro. 68005-08 Centro Santarém PA 500 0 R.655 0 48570-00 R. Nossa Senhora 15054-50 São José do Rio Jardim Américo SP da Paz. Brasil. Virgilio 45810-00 Copesca Porto Seguro BA Damasio. Odilon Ferreira 48430-00 Centro Paripiringa BA S/Nº 0 R. Jabacoara. Jacarepaguá S/N Centro Santa Brigida BA 0 Av. Professora Maria 38800-00 Centro São Gotardo MG Coeli Franco. Rui Barbosa. dos 15950-00 Centro Santa Adélia SP Expedicionários.22 0 Av. 1651A 0 Preto 04020-01 Av. 35430-22 Centro Ponte nova MG 11 5º andar 8 R. Ernesto Farias. rio Grande do 95100-20 Centro São Caetano do Sul SP Sul. 79 0 R.Nova Venecia Ourinhos Paraupebas Paripiranga Ponte Nova Porto Seguro Praia Grande Quirinópolis Samambaia Santa Adélia Santa Brigida Santarém São Caetano do Sul São Gotardo São José do Rio Preto São Paulo Teixeira de Freitas Teófilo Otoni Timóteo Tucuruí Xambioá Uberaba 29830-00 Nova Venécia ES 0 R. 1 Andar Cidade Nova Paraupebas PA 0 R. Lauro Sodré.7147 0 75860-00 Av. 211 0 Av.134 4 68456-00 R. Gestão 19901-01 jardim Matilde Ourinhos SP Vidigal.A 587. Nene Sabino Santa Maria 38055-55 Uberaba MG R. Antônio 39803-07 Marajoara Teófilo Otoni MG Onofre.387 São José Tucuruí PA 0 77880-00 José Bonifácio. 184 Centro Quirinópolis GO 0 Qs 404 conj d lote 8 Samambaia 7231-755 Samambaia DF loja 1 Norte 0 R.364 0 R. Graciliano 45995-05 Bela Vista Teixeira de Freitas BA Vieira. Dr José Mariano.

Uberlândia 1801 Rua Coronel Severiano. 251 Tabajaras 0 38400-22 Tabajaras 8 MG .

ANEXO III – Instrumento de credenciamento de polo de apoio presencial para educação a distância do INEP .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->