P. 1
drogas vasoativas

drogas vasoativas

|Views: 592|Likes:
Publicado porSueli Senna

More info:

Published by: Sueli Senna on Sep 06, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/11/2013

pdf

text

original

Prof(a): Elizângela Deschamps

DROGAS VASOATIVAS

mesentérica e cerebral  Dose para os pacientes que já se encontram com PAM adequada mas não urinam por conta de injúria renal. coronariana.Drogas Vasoativas  Dopamina ◦ Efeitos:  <5mcg/kg/min: faz vasodilatação renal. por exemplo (nessa dose há um efeito natriurético)  Estudos não revelam benefício no prognóstico do choque e da IRA .

 Dopamina ◦ Efeitos:  5-10mcg/kg/min: aumento do DC e FC. além de ser arritmogênica  >10mcg/kg/min: vasoconstrição arterial e aumento da PA  Vasoconstrição arteriolar (↑RVP) e venoconstrição (↑RV e pressões de enchimento cardíacas) . gerando aumento da PAM  Porém é mais cronotrópica do que inotrópica.

principalmente sem monitorização hemodinâmica. pelo seu intenso efeito vasoconstritor ◦ Deve-se evitá-la no TEP maciço pelo grande aumento na P art pulmonar ◦ Indicações:  Hipotensão sem hipovolemia  Como droga alternativa no choque séptico ou cardiogênico .Drogas Vasoativas  Dopamina ◦ Doses acima de 20mcg/kg/min não são recomendadas.

1-1mcg/Kg/min ◦ Pode-se associar com a Dopamina. se esta for utilizada em baixas doses visando natriurese . com baixa ação inotrópica ◦ Dose: 0.Drogas Vasoativas  Noradrenalina ◦ É mais efetiva na reversão da hipotensão arterial em pacientes com choque séptico. já que o principal objetivo nesses casos é a vasoconstrição para corrigir a queda na RVS ◦ Possui importante ação vasoconstritora e venoconstritora.

nos choques em que há intensa vasodilatação .Drogas Vasoativas  Noradrenalina ◦ Indicações  Choque Séptico (droga de escolha)  Choque neurogênico  Choque anafilático Portanto.

Drogas Vasoativas  Dobutamina ◦ Agonista β1 e β2 adrenérgico ◦ Grande efeito inotrópico e efeito cronotrópico. mas sem alterar a oferta de O2 pelas coronárias) . gera grande aumento do DC ◦ Possui efeito vasodilatador arteriolar (diminui a póscarga) e venoconstritor (↑RV) ◦ Aumenta a perfusão miocárdica ( enquanto a Dopamina aumenta a demanda de O2 ao aumentar o inotropismo. portanto.

Drogas Vasoativas  Dobutamina ◦ É menos arritmogênica do que a Dopamina e Adrenalina ◦ Principal indicação: Choque cardiogênico (VE ou VD) com PAM>70mmHg ou PAS>80mmHg  Não pode ser feito com PA abaixo desses valores .

em associação com a Noradrenalina. de forma a otimizar a oferta de O2 (DO2) .0l/min/m2. para manter o IC>4.Drogas Vasoativas  Dobutamina ◦ Dose:3-20mcg/Kg/min ◦ Alguns autores preconizam o uso de dobutamina no choque séptico.

principalmente se estiver em uso de beta-bloq. renal e hepática graves.Drogas Vasoativas  Levosimendan ◦ Aumenta a contratilidade miocárdica por aumento da sensibilidade da Troponina C ao íon cálcio ◦ Principal indicação: IC refratária e choque cardiogênico.  Em alguns estudos se mostrou superior a Dobutamina nos pacientes com PAM>105mmHg ◦ Contra-indicações: Insuf. hipotensão .

Particularidades do Choque Cardiogênico  Nos casos em que o choque cardiogênico se deve a IAMCSST. a angioplastia primária é a melhor forma de garantir a reperfusão ◦ Estudos mostraram redução da letalidade de 80% para 40-50% ◦ Deve ser feita com ΔT de dor de até 24h ◦ Trombolíticos não são eficazes nos pacientes com IAMCSST com choque cardiogênico na apresentação .

Particularidades do Choque Cardiogênico  Balão intra-aórtico de contra-pulsação ◦ Posicionado na aorta descendente ◦ Insufla na diástole e desinsufla na sístole ◦ Isso gera aumento da PAD. aumentando o DC . proporcionando aumento do fluxo coronariano e cerebral ◦ Ao ser rapidamente desinsuflado na sístole gera diminuição da pós-carga e conseqüentemente facilita a ejeção.

Aórtica e doença arterial grave de MMII .Particularidades do Choque Cardiogênico  Balão intra-aórtico de contra-pulsação  É a única maneira de aumentar o DC e a PAD sem vasodilatar o paciente  Compensa o paciente enquanto é feito um tratamento definitivo ◦ Contra-indicações: Insuf.

o qual deve ser feito com reposição volêmica e drogas vasopressoras  .Concluindo  Quanto mais precoce a abordagem no choque melhor será o prognóstico A monitorização hemodinâmica é importante para adequar o melhor tratamento.

br .Obrigada elizangeladeschamps@yahoo.com.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->