O ESTADO E SEUS ELEMENTOS CONSTITUTIVOS Estado: é a porção territorial dotada de um povo, que estabelece seu poder, levando à soberania

. Elementos constitutivos: - Povo - Território - Soberania Conceito de Povo: conjunto de indivíduos que possuem com o Estado um vínculo jurídico de caráter permanente, conjunto de cidadãos de um Estado. É o principal elemento do Estado. Categorias de povo:  Nato: - jus soli (nascido no Brasil) - jus sanguini (pai e mãe do pais de origem, a serviço do país e pai e mãe do país de origem por vontade própria- neste último o filho escolhe a nacionalidade).  Nasturalizado: - Estrangeiro: morar no Brasil por 15 anos - Português: reciprocidade - Originários de países de língua portuguesa: morar no Brasil por 1 ano. Soberania: Só existe Estado se há capacidade de auto-determinação e independência em relação a outros Estados. Territorialidade: aplicar, no respectivo território, a legislação pertinente ao Estado. Extraterritorialidade: fora do território, aplica-se a legislação deste. Poder Social: observado em qualquer sociedade e diz respeito à consciência da vida social e da disciplina para a manutenção da ordem. Poder político: aparece com a institucionalização do poder socal, com a criação do Estado. CONCEITO DE CONSTITUIÇÃO È o conjunto de normas jurídicas, escritas ou costumeiras, que regula a forma de Estado, a

forma de governo, o regime de governo, o sistema de governo e o estabelecimento das estruturas e limites dos órgãos assim como as competências destes.  Regula os limites dos três poderes. É o conjunto de leis escritas, hierarquicamente superior às outras leis, que estrutura o Estado. No caso do Brasil:  Forma de Estado: FEDERAÇÃO  Forma de Governo: REPÚBLICA  Regime de Governo: DEMOCRACIA  Sistema de Governo: PRESIDENCIALISMO CONCEITO DE DIREITO CONSTITUCIONAL É direito público fundamental, porque sendo a constituição seu principal objeto de estudo, nele repousa a harmonia da vida em sociedade. CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE Se dá por ação ou omissão. Agentes: Poderes (Legislativo, Judiciário). Executivo e

Conceito: verificação da adequação de um ato jurídico (particulamente a lei) à Constituição. Envolve a verificação deos requisitos formais e dos substanciais. Formas do controle: a) controle preventivo: relizado antes de finalizado procedimento de elaboração da lei. Sua finalidade é impedir que um projeto de lei eivado de vícios inconstitucionais seja promulgado, produzindo efeitos no mundo jurídico. Sua incidência versa sobre projeto de lei e é exercido pelos poderes Legislativo e Executivo, sendo que o Legislativo o exerce pelas suas comições (art. 58 – CF) e o Executivo pelo veto do Presidente da República ao projeto de lei aprovado pelo Legislativo (art. 66, § 1º da CF). b) controle repressivo: realizado quando o ato ou lei já se encontra em vigor, apesar de seu conteúdo

tenha entendimento diverso daquele do Presidente da República. maioria absoluta (50% + 1) dos membros do Congesso Nacional. 59 da CF. É exercido pelo Poder Judiciário. O controle de constitucionalidade concentrado em um único órgão gera benefícios. Sua finalidade é retirar uma lei ou ato normativo inconstitucional da esfera jurídica. este controle pode ser infringido posteriormente pelo Congresso Nacional. se considerarmos que à . Emendas à Constituição: espécies normativas destinadas modificar. pois proporciona vantagem de se dar em única vez a palavra sobre a validade do ato. russa. pode ser presidente do Brasil. que pode regeitá-la ou simplesmente. num prazo de 60 dias. Deve sempre contar com a maioria absoluta de seus membros No Brasil: o ordenamento jurídico recepciona tanto o preventivo quanto o repressivo. convertê-la em lei.A União Federal instalou representação do Ministério dos Transportes e necessita designá-lo (você) superintendente regional em MG. de foma a solucionar legalmente quetões específicas da casa editora. com efeitos por prazo indeterminado. filho de embaixador brasileiro.ou forma adversa da estabelecida na CF. versando sobre matérias específicas e necessitam de quorum qualificado. 2. caso este. Leis Complementares: completam determidas leis ou atos da CF.  Controle concentrado: exercido por um único Tribunal. Resoluções: espécie normativa através da qual os órgão da admnistração pública legislam em situações de sua competência e interesse.  Controle difuso: exercido por todos os integrantes do poder judiciário. porque sana uma necessidade de um órgão da administração pública e ocorre sem tramitação regular de projeto de lei e com efeitos por prazo indeterminado. apresentando a inovação de se submeterem ao Congresso Nacional. mediante controle difuso ou concentrado. não cabendo decisão cotrária dos tribunais inferiores. Pode gerar confronto de idéias e o fato se torna “pacífico” após apreciação de Tribunal Superior. haja vista que a decisão transitada em julgado tem efeito vinculante. que prossegue na tramitação regular do projeto de lei. sendo possível qualquer juiz ou tribunal declarar inconstitucionalidade da lei no caso em exame. dispensando a tarmitação regular de um projeto de lei. Substituíram os extintos Decretos Leis. suprimir ou acrescentar dispositivos na CF. português por nascimento. discutida em dois turnos e aprovada se obtiver 3/5 dos seus membros (maioria qualificada). Exige apenas maioria simples para sua aprovação Lei Delegada: espécie normativa através da qual a função legislativa é delegada a um órgão do Executivo diante da complexidade e especilidade do assunto. Medida Provisória: art. Ação declatória de constitucionalidade: seu objetivo é obter do Tribunal Superior a declaração de que a lei ou ato normativo federal ou estadual é válido dentro de nosso ordenamento jurídico. ESPÉCIES NORMATIVAS Art. Apesar de previsto o veto presidencial. Qual a espécie normativa que você usará? Por que? Resolução. José Oliveira. podemdo ser aplicado em caso concreto. Para sua aprovação deve passar pelas duas casas do Congresso Nocional. Você pecisa deliberar sobre um determinado fato em caráter de urgência e efeitos duradouros. por sua vez. 62 da CF. não passando pela tramitação regular de um projeto de lei. Decretos Legislativos: espécie normativa através da qual os órgãos legislativos deliberam situações de seu interesse. e da embaixadora Nikita.Antônio Oliveira. Espécie Normativa através da qual o Presidente da República legisla em situasções especiais. geramente o mais alto do país. Leis Ordinárias: espécie normativa destinada a disciplinar a vida em sociedade perante o Estado e vice-versa. A instituição que recebe a delegação elabora o anteprojeto e o encaminha ao Poder Legislativo. Atividades 1.

é o conjunto de indivíduos com vínculo jurídico de caráter permanete com o Estado. conceito.Cite o conceito de poder como elemento constitutivo de Estado. 4. nacionalidade francesa – jus sanguinis. Os passageiros a bordo são franceses. em território brasileiro. é o conjunto de seus cidadãos. Por isso o homicídio será julgado de acordo com a lei brasileira. espécies e efeitos de seu uso. qual seria a nacionalidade de uma criança nascida prematuramente a bordo do navio. seu pai era o representante do Brasil em Portugal? Justifique. Se adquirir a nacionalidade francesa terá as duas nacionalidades. Pode ser preventivo ou repressivo (espécies) e seu efeito é a aceitação ou negação da lei em questão. comandado pelo finlandês Boris. . transita na costa brasileira em viagem turística. Seus agentes são os Poderes (Legislativo. italianos e espanhóis.Qual a diferença entre povo população se ambos se referem ao elemento humano do Estado? Povo é o principal elemento do Estado. Poder é o elemento de autoridade que se traduz na vontade popular de escolha daqueles que serãso os gerenciadores do Estado. 5. 8. População é o total de indivíduos. elementos constitutivos. 9. Federalização é a divisão administrativa de um Estado para torná-lo mais eficiente. mencionando seus 7– No que se refere à estruturação do Estado. segregação e federalização. Nacionalide brasileira – jus solis.Com base nos itens da questão anterior. Estando sob jurisdição de águas brasileiras. 3. 12 da CF. como decidir a ocorrência de um homicídio durante a viagem. porque de acordo com a alínea b do inciso I do art. sendo seus pais franceses e a parteira finlandesa? A criança será brasileira nata. 6. Agregação é o processo de formação do Estado que consiste na anexação de porções territoriais a espaços pré-existentes. Estado é uma porção territorial dotada de um povo que estabelece seu poder levando à soberania. Segregação consiste na dissociação de um território. Controle de constitucionalidade é a atividade de se verificar a adequação de ato normativo (particularmente a lei) à Constituição. de acordo com a alínea a do inciso I da art. aplica-se a navios ou aeronaves estrangeiras. Sim.Conceitue Estado. Executivo e Judiciário). formando dois ou mais novos Estados.O navio libanês Hamararei Karami. a legislação que vigora no Brasil. 12 da CF. Antônio Oliveira é considerado brasileiro nato. elemento auantitativo do Estado. lembrando que no líbano já pena de morte para homicícios? De acordo com o previsto em lei. defina agregação. sob comando de um finlandês.Controle de constitucionalidade: agentes.época de seu nascimento.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful