Você está na página 1de 68

GR-33GR-33GR-33GR-33GR-33

GUITAR SYNTHESIZER MANUAL DO USUÁRIO

CUIDADOS

Em casas com crianças, este aparelho deve ser usado com supervisão de adultos. Proteja este aparelho de impactos. Não deixe cair.

Na conexão com a tomada, evite o compartilhamento de uma tomada com diversos produtos, evitando ultrapassar a especificação da instalação. Antes de usar este aparelho em qualquer tomada, verifique as especificações de corrente.

O adaptador de AC deve ser colocado em local com ventilação adequada.

Sempre segure pelo adaptador ao conectar ou desconectar da tomada. Quando o aparelho não estiver em uso por algum tempo, desconecte da tomada. Deixe cabos fora da passagem e não apoie objetos sobre os mesmos. Nunca aplique pressão, não suba sobre, ou coloque objetos sobre este aparelho. Não toque no adaptador de AC com as mãos úmidas. Antes de deslocar este aparelho, deconecte todos os cabos. Antes de limpar este aparelho, desligue-o e desconecte-o da tomada. Em tempestades com raios, desconte o adaptador de AC da tomada.

PREPARAÇÃO PARA USO

SOBRE O SINTETIZADOR DE GUITARRA Este sintetizador, apesar de seu tamanho compacto, tem grande funcionalidade e sons de alta qualidade. Sintetizadores em geral estão associados a teclados. No caso de um sintetizador de guitarra, pelo contacto direto da mão com as cordas que produzem o som, a possibilidade expressiva é maior. Com esta considera- ção, foi desenvolvido um sintetizador que é tocado em guitarra, mas que pode ser usado para produzir sons existente em outros sintetizadores. Cada corda da guitarra tem captação independente, para análise de freqüência e amplitude e estas informa- ções são usadas para controle do som sintetizado. Com a conexão MIDI você pode controlar outros geradores de som ampliando infinitamente suas possibili- dades sonoras.

O QUE PODE SER FEITO COM O GR-33 Tocando como um guitarra normal, você pode produzir sons de sintetizador (384 sons presentes) Você pode tocar solos apenas com o som sintetizado, com o som sintetizado somado ao som da guitarra. Você pode mudar de modo enquanto está tocando. Quando você tocar acordes, você pode produzir o som de conjuntos disponíveis no sintetizador.

Você pode mudar entre o som da guitarra e qualquer outro som acústico, sem mudar de instrumento. Quando instalado corretamente o captador GK-2A pode ser usado em um violão com cordas de aço. Além de poder combinar dois sons de sintetizador, você pode escolher sons diferentes para cada corda, e fazer ajustes de brilho e ataque. Você também pode ter ajustes com diferença entre a afinação do som de guitarra e o som de sintetizador. Com a função Harmonist, você pode acrescentar harmonias no tom indicado. Você pode produzir arpejos com o arpejador interno. Você pode aplicar efeitos de reverb chorus ou multi efeito ao som de sintetizador. Você pode usar diversos efeitos de pan (posicionamento do som no estéreo). Com a pedaleira de quatro pedais, você pode ter diversos efeitos com por exemplo pedal wah-wah. Você pode usar o pedal de expressão que é fornecido para controle de diversos aspectos do som como volume e timbre, sem necessidade de equipamentos adicionais.

O que é tocado na guitarra é convertido em mensagem MIDI permitindo tocar outros geradores de som e

permitindo a gravação em um sequenciador. Com a função “Tuner” você afina sua guitarra com facilidade e rapidez.

NOTAS IMPORTANTES

Além dos cuidados discutidos acima, observe estes cuidados

SUPRIMENTO DE ENERGIA

Não use este aparelho no mesmo circuito em que estejam ligados motores ou resistências variáveis.

O adaptador de AC aquece durante o uso. Isto é normal e não deve causar preocupações.

Antes de fazer conexões com outros aparelhos, desligue todos os aparelhos, evitando danos em alto falantes e outros componentes.

POSICIONAMENTO

O uso próximo a um amplificador de potência ou outros equipamentos com transformadores pode induzir

ruído no som. Afaste a fonte da interferência ou mude a orientação dos aparelhos. Este aparelho pode interferir com a recepção de rádio e TV e não deve ser usado próximo a estes receptores. Não exponha este aparelho à luz direta do sol e não coloque em locais quentes como um veículo fechado no sol. Extremos de temperatura deformam e descolorem este aparelho. Não use em locais úmidos, evitando danos.

MANUTENÇÃO

Para a limpeza diária use um pano limpo seco e macio. Para remover manchas, use um detergente suave não abrasivo. Nunca use solventes como benzina, thinner, álcool ou outros.

CONSERVAÇÃO DE DADOS

Este aparelho tem uma pilha que conserva o funcionamento do circuito de memória. Caso ocorra problemas com este circuito, pode ocorrer perda de dados. Você deve ter cópia de seus dados em outros aparelhos e deve anotar seus dados em papel. A Roland não assume responsabilidade por perdas e danos no caso de perda de dados. Caso a pilha que conserva a memória fique fraca, o display apresenta a mensagem:

“Battery Low!” Procure o Serviço Técnico Autorizado Roland para a substituição da pilha.

CUIDADOS ADICIONAIS

No caso de reparos, são tomados cuidados para conservação de dados. Caso o circuito de memória tenha sido afetados, os dados não serão conservados. Tenha cópia de seus dados em outros aparelhos (sequencia- dor ou computador). No caso de perda de dados a Roland não assume qualquer responsabilidade por perdas ou danos. Seja cuidados no uso de pedais, botões e outros controles para ter uma vida útil prolongada no seu aparelho. Nunca bata ou aplique pressão sobre o display. Ao conectar e desconectar cabos, segure pelo conector, nunca pelo cabo, evitando danos às conexões. Evite incomodar as pessoas em sua volta. Ouça o som em volume adequado, ou use fones de ouvido. Para transporte deste equipamento, use a embalagem original, ou uma embalagem equivalente. Use cabos Roland para as conexões. Nunca use cabos com resistores.

DESCRIÇÃO DO PAINEL

1 Botão VOLUME

Ajuste o volume para a saída MIX OUT. A marca central é uma indicação na conexão com amplificação ou mixer.

*

O volume da saída GUITAR OUT é controlado separadamente.

2

Botão PLAY

Seleciona o modo Play. Para tocar sons, pressione este botão entrando no modo Play. Este é o modo inicial do GR-33.

3 Botão SYSTEM

Para seleção do modo de sistema. Neste modo você faz ajustes do sistema.

4 Botão TUNER

Para seleção do modo Tuner, que orienta a afinação da guitarra.

5 Botão WRITE

Para registro de patch (Patch Write) e para confirmação de procedimentos como Factory Reset e Bulk Dump.

6 Botão COMMON

Pressione este botão para acesso ao modo Patch Edit COMMON. Ajustes que atuam em todo o patch e não em um tone ou efeito. Pressione este botão para entrar em modo Patch Edit a ajuste por exemplo o nome do patch ou as funções de pedal.

7 Botão TONE

Pressione este botão para edição de patch em ajuste de TONE —ajuste do som usado no patch.

8 Botão EFFECTS

Pressione este botão para a edição do patch em EFFECTS — ajustes de reverb, chorus e multi efeitos.

9 Botão STRING SELECT

Na seleção e ativação de tones a serem tocados no patch, e no ajuste de transposição ou outros ajustes relacionados a cordas, use este botão para selecionar a corda a ser ajustada.

10 Botão OUTPUT SELECT

Este botão seleciona a saída a ser conectada em MIX OUT.

11 Botões BANK/PARAMETER

Pressione estes botões no modo play para mudar de patch. No modo Patch edit, use estes botões para seleção de parâmetros a serem ajustados.

12 Controle PATCH/VALUE

No modo Play permite visualizar patches e tones. No modo System, e no modo Edit, permite o ajuste de valores de parâmetros.

13 Display de três dígitos

No modo Play, indica o n úmero do patch selecionado. Nos modos System, Patch edit e Pedal Ef fect o display indica respectivamente “SYS,” “Edt,” ou “PdL,” indicando o modo em uso. Para parâmetros que podem ser indicados por corda, este display indica o número da corda.

14 Display

No modo Play, indica o número e nome do patch selecionado e a condição de Harmonist/Arpeggiator. No outros modos mostra valores e condições de cada item ou parâmetro. Várias mensagens também aparecem no display.

15 Pedais de contacto

Você tem quatro pedais de contacto. No modo play, junto com o controle S1 do GK-2A, permitem a seleção de patch. Acionando o S2 do GK-2A, você entra no modo de efeito de pedal e pode usar os pedais para ativar efeitos como wah, glide, hold, etc.

16 Pedal de expressão

Use este pedal para diversos controles, como volume, afinação, timbre, andamento do arpejador, etc. No uso deste pedal, cuidado para não prender os dedos entre as partes móveis e o painel.

Conexões

17 MIX OUT L(PHONES)/R(MONO)

Esta é a saída de som sintetizado. Use dois cabos para mandar o sinal estéreo para amplificação. Para

amplificação mono, use R/MONO), e para fones de ouvido use L (PHONES) deixando R (MONO) sem ser plugado. Você não pode usar ao mesmo tempo R (MONO) para saída mono e L (PHONES) para fones de ouvido. Se você não estiver usando a saída GUITAR OUT o som de guitarra será mixado nesta saída.

*

Recomendamos o uso de amplificação em estéreo ou fones de ouvido estéreo.

18

GUITAR RETURN L/R(MONO)

Com o uso da saída GUITAR OUT para mandar o som de guitarra para processamento externo, use esta

entrada para o retorno do sinal processado. Neste caso o som sintetizado e o som de guitarra terão saída mixada em MIX OUT.

19 GUITAR OUT

Use esta saída se quiser o som independente de guitarra, para conexão em amplificação ou processamento por efeitos.

20 BANK SHIFT

Este conexão permite o uso de pedais opcionais (2 Boss FS-5U e cabo PCS-31) para seleção de diversas funções em todos os modos exceto em modo Play

21 GK IN

Para conexão do cabo GK, de 13 pinos, que acompanha a GR-33, e permite a conexão com o diver GK- 2A(vendido separadamente).

*

Para a adaptar a guitarra com o captador, veja o manual próprio do GK-2A.

22

MIDI (MIDI IN/OUT)

Para conexão MIDI: OUT transmite dados MIDI, IN recebe dados MIDI.

23 Chave Power

Permite ligar/desligar o GR-33.

24

Conecte aqui o adaptador de AC que acompanha a GR-33. Use a trava para prender o cabo evitando que seja desconectado acidentalmente. Use apenas o adaptador de AC que acompanha o aparelho.

Conexão AC

/Trava do cabo

CAPÍTULO 1 PRODUÇÃO DE SOM

O QUE VOCÊ PRECISA Os seguintes itens são necessários para que você produza som com o GR-33:

Módulo GR-33 com seus acessórios (adaptador AC , cabo de 13-pinos) Sistema de amplificação e cabos de conexão ou fones de ouvido. Captador GK-2A Guitarra com cordas de metal.

Além destes itens, você também pode usar os seguintes:

Amplificador de guitarra, efeitos de guitarra Pedais para mudança de patch Pedais de controle MIDI (FC-200- opcional)

INSTALAÇÃO DO GK-2A

Antes de poder usar sua guitarra no GR-33, você precisa instalar o captador GK-2A. Veja o manual do GK-

2A.

Para verificar se a instalação do GK-2A está adequada, observe os seguintes pontos:

Veja se o espaço entre as cordas e o captador é de exatamente 1 mm quando se pressiona o último traste (não deixe a corda mais próxima do captador). Não permita que o espaço entre a ponte e o GK-2A seja maior que 20 mm. Veja se o posicionamento de cada um dos seis receptores está alinhado com a corda correspondente.

Observe se a instalação está correta. O cabo do captador deve estar abaixo da sexta corda.

CASOS EM QUE O GK-2A NÃO PODE SER USADO:

Guitarra com 12 cordas, cordas de nylon ou tripa, contra-baixo.

Guitarras sem espaço para instalação do GK-2A. Alguns fabricantes produzem guitarras que podem ser conectadas diretamente a aparelhos GR, com o cabo de 13 pinos, sem o uso do GK-2A. Cuidado em guitarras com mais de 25 trastes, ou com afinação muito alta. Os sons muito agudos podem não ter resposta adequada no GR-33.

FAZENDO AS CONEXÕES

Depois de ajustar a guitarra, conecte os outros equipamentos. Para evitar mal funcionamento, abaixe todos os volumes e desligue todos os equipamentos antes de fazer conexões. Aumente o volume da amplificação apenas depois de ligar todos os equipamentos. Prefira usar amplificação estéreo de alta fidelidade para os sons sintetizados.

PASSOS ENTRE LIGAR E TOCAR

Depois de fazer as conexões, ligue todos os equipamentos, deixando por último a amplificação, evitando danos em alto falantes. Depois de ligar todos os aparelhos aumente o volume no GR-33 e na amplificação. Se necessário, faça o Reset da programação para usar a programação de fábrica. Este equipamento tem um circuito de proteção que faz com que ocorra um intervalo entre o momento em que é ligado e o momento em que começa a produzir som.

SOBRE O MODO PLAY

Depois de ligar o GR-33, observe se a indicação “A11” é apresentada no display de três dígitos. Este número indica o patch selecionado. Cada patch contém dois tones que podem ser alternados com um pedal.

RECUPERAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO DE FÁBRICA

Este procedimento apaga quaisquer edições que tenham sido feitas em patches. Se quiser conservar as programações modificadas, use o procedimento de Bulk Dump para registro em um equipamento MIDI (veja adiante). Reset na programação

1. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “FACTORY RESET.”

3. Gire [VALUE] selecionando o parâmetro—ou grupo de parâmetros— do reset.

• All:

Todos os ajustes indicados abaixo voltam a seus valores originais.

• System:

Os ajustes de System voltam ao valor original.

• User Patch:

A programação de Patches volta para o valor original.

• PC Number:

Os números de mudança de programa são reendereçados para a ordem corrente de patches.

4.

Depois de indicar o parâmetro desejado, pressione [WRITE].

A

mensagem “Sure ?” é apresentada, solicitando a confirmação de Factory Reset.

5.

“Now Writing

Para confirmar, pressione [WRITE] novamente. ”

aparece no display. Depois o GR-33 volta automaticamente para o modo Play, ao terminar

o factory Reset. Para cancelar o procedimento, pressione [PLAY].

* Depois de pressionar [WRITE], não desligue o aparelho até que você volte ao modo Play.

AJUSTES GERAIS DO GR-33 (SYSTEM)

Ajuste do brilho do Display (LCD Contrast)

1.

Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “LCD CONTRAST.”

3. Gire [VALUE] ajustando o contraste (observe o display).

4. Ao terminar este ajuste, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

AJUSTE DE SENSIBILIDADE DO INPUT (PICKUP SENS)

Você deve ajustar a sensibilidade de cada corda de acordo com a montagem do GK-2A. Este ajuste é regis-

trado automaticamente, e é conservado com o aparelho desligado. Este ajuste apenas é necessário na primei-

ra

vez, ou quando a corda da guitarra for trocada.

1.

Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “PICKUP SENS.”

O

ajuste de sensibilidade é ativado e o display responde com:

Função sendo ajustada - PICKUP SENS Número da corda, sensibilidade, sensor de sensibilidade 1-5

3.

Ao tocar a corda 6 o número indicado no display muda para “6.”

O

indicador de sinal, na esquerda do display, mostra a força da captação.

4.

Use [VALUE] ajustando a sensibilidade, de forma que a indicação em quadrado apenas acenda quando

você toca de forma mais forte. Se o indicador além do quadrado acender, o sinal está muito forte, gire [VALUE] reduzindo a sensibilidade.

* Com a sensibilidade muito alta você pode perder a dinâmica de resposta. O ajuste baixo também pode fazer com que notas não sejam tocadas. Faça este ajuste com cuidado.

5. Ajuste a corda 5 até a corda 1 usando a mesma técnica

6. Ao terminar, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Refaça este ajuste nas seguintes situações

• Ao usar uma guitarra que não tenha sido ajustada

• Após o reset para programação de fábrica

• Ao mudara posição do GK-2A na guitarra

• Ao trocar o tipo de encordamento da guitarra

Caso a sensibilidade ainda esteja muito alta no ajuste mais baixo, afaste o captador GK-2A das cordas.

USO DE VÁRIAS GUITARRAS - SELEÇÃO DE GUITARRA (GUITAR SELECT)

Você pode ter até quatro ajustes independentes de sensibilidade, para serem usados com mais de uma guitar- ra. Para indicar a guitarra em uso:

1.

Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “GUITAR SELECT.”

3.

Gire [VALUE] selecionando Gtr1–Gtr4.

O

ajuste selecionado será carregado.

*

Com o ajuste de fábrica é usado “Gtr1.”

Para criar um novo ajuste de sensibilidade, pressione [PARAMETER] selecionando “PICKUP SENS,” e

faça o ajuste para cada corda.

4. Depois do ajuste, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Uso dos ajustes de sensibilidade Gtr1–Gtr4 com diferentes guitarras:

* O último ajuste selecionado permanece em efeito até outro ajuste ser selecionado.

AJUSTE DA AFINAÇÃO COM OUTROS INSTRUMENTOS

A afinação geral (master) está ajustada de fábrica em A = 440.0 Hz. Caso você queira usar outro padrão de

afinação:

1. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “MASTER TUNE.”

3. Gire [VALUE] selecionando a referência de afinação para o lá central entre 427.4 to 452.6 Hz.

4.

Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* A afinação do som sintetizado não se altera com esta modificação. O sintetizador continua a seguir a

afinação da guitarra. Depois desta modificação, você deve reafinar a guitarra para que o som seja tocado na nova afinação.

AFINAÇÃO DA GUITARRA

(TUNER)

Para afinação da sua guitarra, use o afinador interno do GR-33:

1. Enquanto pressiona [S1] no GK-2A, acione o primeiro pedal —[1] (TUNER) —ou pressione [TUNER].A

função de afinação é selecionada e o display muda para Tuner. 2. Toque a sexta corda.

O número que indica a corda muda para 6.

A afinação da corda indicada é mostrada ao lado (E para sexta corda). Um quadrado ao lado da letra indica

o sustenido da letra indicada.

3. Afine a sexta corda, até que o nome da nota desejada esteja indicado no display, e o quadrado central

esteja aceso, com as duas setas laterais.

4.

Afine as cordas 5 a 1, em A, D, G, B, e E, respectivamente.

6.

Ao terminar de afinar, acione qualquer pedal, ou [S1] / [S2] no GK-2A, ou [PLAY], para voltar ao modo

Play. Seleção de saída (OUTPUT SELECT)

Para que os volumes de saída estejam corretos, você deve escolher o tipo de saída a ser usado.

1. Pressione [OUTPUT SELECT] e indique o sistema de amplificação:

A opção selecionada fica acesa.

• GUITAR AMP:

Escolha esta opção quando for usar um amplificador de guitarra.

• LINE:

Escolha esta opção quando for usar um amplificador de alta fidelidade, um mixer ou fones de ouvido. Sempre que possível, use um equipamento de alta fidelidade.

* A mudança em OUTPUT SELECT não altera ajustes do patch.

DESLIGANDO O SIMULADOR DE AMPLIFICAÇÃO (G.AMP SIM)

O GR-33 tem um simulador de amplificação. Quando a seleção em OUTPUT SELECT estiver em “LINE,”

este simulador é aplicado sobre os sons gerados na guitarra. Se não quiser usar esta simulação:

1.

Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “G.AMP SIM”

3.

Gire [VALUE] selecionando “Off.”

Off:

A

simulação de amplificação não é usada.

On:

A

simulação de amplificação é usada quando a seleção de OUTPUT SELECT estiver em “LINE.”

4.

Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

*

Para usar novamente a simulação, selecione “On” no passo 3.

TOCANDO OS SONS SINTETIZADOS COM OS SONS DE GUITARRA

Depois de fazer as conexões a ajustes de amplificação, ajustes de sensibilidade, afinação, toque alguns sons.

1. Veja se o display indica o modo Play.

2. Coloque o seletor do GK-2A em “SYNTH.”

3. Gire o botão SYNTH VOL do GK-2A aumentando o volume de som sintetizado.

4. Coloque o ajuste VOLUME do GR-33 na posição central.

5. Pressione o Pedal 3, e o número de patch muda para “A13.”

Toque. Se necessário, aumente o volume da amplificação, para sintetizado.

ouvir o patch

A13 do gerador de som

PARA OUVIR O SOM DE GUITARRA:

Coloque a chave seletora do GK-2A em “MIX.” Se você colocar na opção “GUITAR,” você ouve apenas som de guitarra, desligando o som de sintetizador.

AJUSTE DE VOLUME DO SOM SINTETIZADO

Faça este ajuste no botão SYNTH VOL do GK-2A ou no botão VOLUME do GR-33.

Fazendo o ajuste em VOLUME no GR-33 você ajusta todo o volume de MIX OUT. Quando o som de guitarra estiver em MIX OUT este som também é modificado. O volume da saída GUITAR OUT não é afetado.

O que fazer quando a guitarra não produz som - Verifique:

• O sistema de amplificação e as conexões.

• O ajuste de volume no GR-33 e no GK-2A. Veja se o ajuste da chave guitar/synth não está em GUITAR.

Quando o som do patch não toca em alguma corda:

• Experimente acionar o pedal de expressão até o fim.

• Se estiver com conexão de amplificação mono, verifique se a conexão está em

MIX OUT.

• Veja se a corda não está em MUTE em TONE “LAYER” de Patch Edit.

Verifique o ajuste em de sensibilidade de entrada (PICKUP SENS)

R (MONO) no GR-33

CAPÍTULO 2 SELECIONANDO E TOCANDO SONS (PATCHES)

O QUE É UM PATCH?

“Patch” é o nome usado para cada timbre que pode ser usado no GR-33. Você tem 256 programações de patches no GR-33. O patch A11 é selecionado todas as vezes que você liga o aparelho.

A unidade básica de som é o tone. Cada tone é formado por uma onda sonora, como por exemplo “GR

Piano,” “Pipe Organ,” e “Nylon Gtr mp” em um total de 384 tones. Em qualquer patch, você combina até dois tones, e faz diversos ajustes para brilho, ataque, afinação e

outros. Você pode programar e registrar até 128 patches, na primeira metade dos bancos de patches. Cada patch é indicado por três caracteres, uma letra (A a H) seguido pelo número do banco (1 a 8) e o número dentro do banco (1 a 4).

Você pode optar por uma indicação numérica progressiva entre 001 e 256.

PATCHES DE USUÁRIO

Os patches que podem ser modificados (User Patches) são os dos grupos A a d (A11 toa A84, b11 a b84, C11 a C84, e d11 a d84)

Você pode modificar a programação de um patch e registrar as modificações na memória. Na programação

original de fábrica, os patches de usuário estão com cópias dos patches preset.

PATCHES PRESET (PRESET PATCHES)

Os patches dos grupo E a H não podem ser modificados. (E11 a E84, F11 a F84, G11 a G84, e H11 a H84) Estes 128 patches preset, preparados pela Roland, não podem ser modificados. Não são apagados acidental- mente. Você pode usar estas programações na criação de seus próprios patches.

SELEÇÃO DE PATCHES PELA GUITARRA (GK-2A):

1. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “S1/S2 FUNCTION.”

3.

Use [VALUE] selecionando “Patch Select.”

• Patch Select:

Você seleciona patches com [S1] e [S2] no GK-2A.

• Normal:

Condição normal. Você não faz a seleção de patches no GK-2A.

4. Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

5. Pressionando [UP/S2] no GK-2A você vai para o patch seguinte. Mantenha pressionado o botão para

mudança contínua. Pressione o outro botão ([DOWN/S1]) para que a mudança seja mais rápida. Use pri- meiro o botão [S10 para voltar para patches com números mais baixos. Usando este sistema, experimente ouvir os diversos patches existentes no seu aparelho.

USO DA BASE NA SELEÇÃO DE PATCHES - SELEÇÃO COM PEDAL

Você pode usar pedais quando a função de “S1/S2 FUNCTION” estiver em “Normal’ (veja acima).

Uso do pedal para seleção de patch de mesmo grupo e banco

1. Verifique se você está no modo Play.

Se não estiver no modo Play, pressione [PLAY].

2. Pressionando os pedais 1 a 4, você muda de patch dentro do mesmo banco do grupo (o número indicado

na direita do display).

Uso de pedal para seleção de patch de outro grupo ou banco Usando [S1] no GK-2A e o pedal você pode fazer uma seleção extensa de patches.

1. Verifique se você está no modo Play.

Se não estiver no modo Play, pressione [PLAY].

2. Pressione [S1] no GK-2A, a acione [GROUP] (pedal 2).

Pedal 2 seleciona grupos enquanto [S1] está acionado.

*

Para selecionar apenas o banco, omita o passo 2.

3.

Ainda pressionando [S1] no GK-2A, acione o pedal [BANK] (pedal 4) ou [BANK] (pedal 3).

Enquanto [S1] é acionado, estes pedais permitem a seleção de banco. O display fica piscando, e você deve

aciona os pedais 3 ou 4 para escolher número do

4. Depois de escolher grupo e banco, solte [S1], e acione os pedais indicando o número dentro do banco.

Seleção com o controle Dial da base

banco (número do centro do display)

1.

Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “DIAL FUNCTION.”

3.

Use [VALUE] selecionando “PATCH&VALUE.”

PATCH&VALUE:

O

dial permite escolher o patch ou modificar valores em edição.

VALUE Only:

O

dial permite apenas modificar valores em edição.

4.

Depois de fazer os ajustes, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

No modo Play, você pode girar [VALUE] dial selecionando os 256 patches A11–H84. Você também pode usar [BANK/PARAMETER] para a seleção de bancos.

USO DA BASE E DE PEDAIS EXTERNOS NA SELEÇÃO DE PATCHES

Conectando pedais em BANK SHIFT você pode fazer a seleção sem o uso de [S1] no GK-2A. Com um DP-5 (vendido separadamente) você sobe o número de banco. Com dois Boss FS-5U e um cabo especial você pode fazer a seleção para cima ou para baixo.

Os pedais da base podem ser usados para controle de efeitos e outros quando você faz a seleção de patches

de outra forma. Você também pode usar uma pedaleira MIDI

(e.g. FC-200, Boss FC-50, etc).

Para fazer os ajustes para estes pedais, faça o seguinte:

1. Conecte o equipamento (MIDI OUT da pedaleira MIDI ao MIDI IN do GR-33)

2. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

O

número do patch indicado corresponde ao número MIDI do patch ( 001 a 256).

3.

Pressione [PARAMETER] selecionando “DISPLAY TYPE.”

4.

Use [VALUE] selecionando “Decimal.”

Decimal:

Patch indicados numericamente entre 001–256.

• Grp/Bnk/Num:

Patch indicados por grupo/banco/número, entre A11–H84.

5.

Pressione [PARAMETER] selecionando “S1/S2 FUNCTION.”

6.

Use [VALUE] selecionando “Patch Select.”

7.

Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

O

patch inicial é indicado como “001,” em vez de “A11.”

8.

Ajuste o canal MIDI de transmissão do pedal no número usado para recepção no GR-33 (com o ajuste

de fábrica é o canal 11, Mono).

9. Use o pedal MIDI para a seleção de patch, como indicado no manual do mesmo.

Os números usados para seleção do GR-33 são fixos entre 001 e 128. Na transmissão você pode indicar o número enviado na seleção de cada patch para equipamentos externos.

MUDANÇA DA ORDEM DOS PATCHES

É conveniente colocar os patches na seqüência em que serão usados em um show, por exemplo. Você pode

agrupar os patches a serem usados em uma música no mesmo grupo e banco para fazer a seleção com os pedais da base. Para mudar a ordem dos patches, você deve gravar os patches (write) em suas novas posições.

Exemplo: para mudar o conteúdo entre

Em primeiro lugar, para evitar a perda do patch A21, apague um patch que não tenha função. (Lembre-se que o grupo A a d tem a mesma programação que os grupos E a H.) Depois disso, registre o B62 em A21 e coloque o programa que do A21, que você gravou no outro patch em B62. Desta forma as programações de A21 e B62 são trocadas entre elas.

A21 e B62

1. Selecione o patch “A21”.

2. Pressione [WRITE].

Você entra no modo Write, e a tela “Write to” é apresentada.

3. Use [VALUE] selecionando em que memória o patch será registrado.

Faça o registro por exemplo em “C11”.

4.

Depois de indicar o destino do registro do patch, pressione [WRITE].

O

display "SURE?" é apresentado solicitando a confirmação.

5.

“Now Writing

Para confirmar, pressione [WRITE] novamente. ”

aparece no display, e ao final o modo Play retorna automaticamente.

6. Com os passos 1 a 5 acima, faça o registro de B62 em A21e faça o registro de C11 em B62.

CAPÍTULO 3 CONTROLE DE FUNÇÕES E EFEITOS COM OS PEDAIS DA BASE

MODO “PEDAL EFFECT”: O QUE É E COMO SELECIONAR

Seleção do modo Pedal Effect:

1. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System, e coloque “S1/S2 FUNCTION” em “Normal.”

2. Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

3. Pressione [S2] no GK-2A.

Ao entrar no modo Pedal Effect, “PdL” (Pedal) fica piscando no display de três dígitos do GR-33. Pressione [S1] ou [S2] no GK-2A para voltar ao modo Play.

O mesmo pedal pode produzir diferentes intensidades de efeitos em cada patch. Isto pode ser ajustado de

acordo com o uso desejado, e pode ser registrado como parte do patch.

PRODUZINDO O MESMO EFEITO ESTANDO NO MODO PLAY

Caso você ajuste “S1/S2 FUNCTION” em “Patch Select” no modo System, para usar os botões do GK-2A

na seleção de patches, você pode usar os efeitos de pedais no modo Play. Os quatro pedais atuam como no modo Effects, em vez de atuarem na seleção de patches, mesmo estando no modo Play.

* Exceto para a sustentação de arpejo, o uso de mais de um pedal ao mesmo tempo pode produzir efeitos inesperados, e deve ser usado com cuidado.

LIGANDO E DESLIGANDO ARPEJADOR E HARMONIST

O GR-33 tem multi efeitos, arpejador e harmonist, que podem ser ligados ou desligados com os pedais.

Cada um destes pode ser ativado ou desativado em cada patch.

* Pode ocorrer ruído quando se liga ou desliga MULTI-FX BYPASS, isto não indica mal funcionamento. Uso do pedal para ligar e desligar

1. Ative o modo Pedal Effect (ou ajuste, em modo System o parâmetro “S1/S2 ACTION” em “Patch

Select” e volte ao modo Play).

2. Pressione Pedal 4 (CTRL).

A função escolhida - MULTI-FX BYPASS, Arpeggiator, ou Harmonist— será ligada ou desligada. Esta seleção é feita no modo Patch Edi “COMMON” em “CTRL PEDAL”.

<Observações sobre o display>

MULTI FX BYPASS On/Off “bYP” ou “oFF” é mostrado no display de três dígitos por um segundo. Arpeggiator On/Off

“Arp” ou “oFF” é mostrado no display de três dígitos por um segundo.

A indicação “ARP” aparece no canto inferior direito do LCD.

Harmonist On/Off

“HAr” ou “oFF” é mostrado no display de três dígitos por um segundo.

A indicação “HAR(tone)” aparece no cando inferior direito do LCD.

Os botões Arpeggiator ou Harmonist (apenas um destes) pode ser selecionado para o patch. MEsmo quando

estiverem desligados, um destes estará selecionado. Quando um destes está ligado, a indicação “ARP” ou “HAR” fica presente no display.

* Para mudar de Arpeggiator para Harmonist (ou vice versa), pressione [EFFECTS] fazendo o ajuste em “HAR/ARP SELECT”.

MUDANÇA DE EFEITOS COM PEDAIS

No modo Pedal Effect você pode selecionar diferentes efeitos pressionando os pedais 1 a 4 da forma descrita

abaixo:

Para efeito de Pedal Wah-Wha

Você pode produzir os efeitos mais comuns de Wah-wah acionando o Pedal 1 (WAH). Acione repetidamen-

te e solte o pedal para produzir as mudanças características de wah-wah, sobre os sons sintetizados.

Você pode escolher entre diversas variações pré programadas na variação de timbre, posicionamento, etc. Você também pode programar a variação desejada. Você também pode optar, no parâmetro “Modulation” de “WAH TYPE,” sobre o vibrato a ser produzido com o pedal. O vibrato também pode ser produzido com o dedo sobre a corda da guitarra.

* Quando se aciona a primeira vez o pedal 1, o som pode estar diferente do patch selecionado. Se o som estiver abafado, experimente reselecionar o patch.

MUDANÇA DINÂMICA DA AFINAÇÃO (PITCH GLIDE)

Pressione Pedal 2 (P-GLIDE) para produzir este efeito. Este efeito produz variação contínua na afinação em intervalo variável. Com acordes, o efeito é especialmente interessante. A duração do efeito é escolhida entre sete ajuste pré programados para subida ou queda da afinação. Esta opção é registrada no patch.

* Dependendo do tone em uso, a extensão deste efeito pode ser limitada.

Sustentação de som sintetizado após o fim da vibração das cordas (Hold) Pressione Pedal 3 (HOLD) para ativar a função Hold, para sustentação do som sintetizado. Você pode ter

diversas variações deste recurso. Por exemplo, você pode sustentar o som de sintetizador com som de acor- de e continuar a tocar a melodia com o som de guitarra, sustentara apenas um entre dois tones, sustentar apenas as cordas 5 e 6, e outras opções.

* Quando se está usando o arpeggiator, as variações da função Hold são diferentes as opções com arpeggiator desligado. Selecionando a função de afinador com o pedal (Tuner)

1. Enquanto pressiona [S1] no GK-2A, pise no pedal 1 (TUNER).

* Faça este procedimento com “S1/S2 FUNCTION” ajustado para “Normal.”

A função Tuner é selecionada, e o display correspondente é apresentado.

2. Ajuste a afinação.

3. Depois de afinar, pressione qualquer pedal, ou pressione [S1] ou [S2] no GK-2A.

Você volta ao modo Play.

CAPÍTULO 4 CINCO MODO BÁSICOS

Os modos do GR-33 permitem:

• Selecionar tones e tocar, no modo Play

• Usar efeitos dos pedais no modo Pedal Effect

• Criar novos patches, e fazer o registro dos mesmos no modo Patch Edit.

• Fazer ajustes do sistema no modo System

• Ajustar a afinação no modo Tune

A função dos controles e botões varia de acordo com o modo em que você esteja.

MODO PLAY

No modo Play, os botões e controle tem as seguintes funções:

[BANK/PARAMETER] Seleção de bancos de patches. [PLAY] Sem função, neste modo. [SYSTEM] Seleciona o modo System. [TUNER] Seleciona o modo Tuner. [WRITE] Registra o conteúdo do patch. [COMMON] Seleciona o modo Patch Edit, COMMON (ajustes gerais do patch). [TONE] Seleciona o modo Patch Edit, TONE (ajustes do som do patch). [EFFECTS] Seleciona o modo Patch Edit, EFFECTS (ajustes dos efeitos do patch). [STRING SELECT] Sem função neste modo. [OUTPUT SELECT] Escolha da saída (output) do som. [PATCH/VALUE] Avanço ou retorno entre os número de patches.

* Se o ajuste de “DIAL FUNCTION” estiver “VALUE Only,” este botão fica sem esta ação. Pedais 1a 4 Mudança de patches. Pedal Expression Mudança do valor do parâmetro selecionado. GK-2A [S1] Enquanto pressionado, a ação do pedal pode ser modificada . (TUNER, GROUP, BANK) GK-2A [S2]

Seleciona o modo Pedal Effect. Pedais External Bank Shift Mudança de banco de patches. (Mesma ação que os pedais BANK).

MODO PEDAL EFFECT

Veja a função de botões e controles abaixo. Além disto, você pode mudar a ação dos efeitos pressionado os

pedais 1 a 4 em cada patch. Você também pode mudar e registrar os ajustes de efeitos nos patches de usuário. [BANK/PARAMETER] Avanço ou retrocesso entre banks. [PLAY] volta ao modo Play. [SYSTEM] Seleciona o modo System. [TUNER] Seleciona o modo Tuner. [WRITE] Registra o conteúdo do patch. [COMMON] Seleciona o modo Patch Edit, COMMON (ajustes gerais do patch). [TONE] Seleciona o modo Patch Edit, TONE (ajustes do som do patch). [EFFECTS] Seleciona o modo Patch Edit, EFFECTS (ajustes dos efeitos do patch). [STRING SELECT] Sem função neste modo. [OUTPUT SELECT] Escolha da saída (output) do som. [PATCH/VALUE] Avanço e retrocesso em patches.

* Com "DIAL FUNCTION" em "VALUE Only", esta função é ignorada.

Pedal 1 WAH Acrescenta o efeito de Wah-wha. Pedal 2 P-GLIDE Variação na afinação. Pedal 3 HOLD Sustentação do som sintetizado, mesmo que as cordas parem de vibrar. Pedal 4 CTRL Liga ou desliga MULTI-FX BYPASS, arpeggiator e harmonist. Também usado para sustentação de arpejos. Pedal Expression Mudança do valor do parâmetro selecionado. GK-2A [S1] e [S2] Pressione um destes para voltar ao modo Play. Pedal externo de Bank Shift (Bank Up) Para a função Tap Tempo do arpejador, ou mudança entre maior e menor em harmonist. Pedal externo de Bank Shift (Bank Down) Recupera o ajuste do som alterado com a função wah.

MODO PATCH EDIT

Neste modo você pode programar as funções de cada patch. Este modo tem três subdivisões : COMMON, TONE, e EFFECTS. • COMMON Para escrita do nome do Patch e ajuste de ação de pedais.

• TONE

Ajustes de timbres de sons sintetizados.

• EFFECTS

Ajustes de reverb, chorus, multi-efeito, Arpeggiator e Harmonist.

Ação de controles e botões

[BANK/PARAMETER] Seleção do parâmetro a ser ajustado. [PLAY] Volta ao modo Play. [SYSTEM] Seleciona o modo System. [TUNER] Seleciona o modo Tuner. [WRITE] Registra o conteúdo do patch.

[COMMON] Seleciona o modo Patch Edit, COMMON (ajustes gerais do patch).

* Em COMMON, na escrita do nome, permite optar entre maiúsculas e minúsculas. [TONE] Seleciona o modo Patch Edit, TONE, (ajustes do som do patch).

* Em TONE

[EFFECTS]

Seleciona o modo Patch Edit, EFFECTS (ajustes dos efeitos do patch).

* Estando em EFFECTS, [EFFECTS] liga ou desliga a função bypass.

[STRING SELECT] Para escolha da corda a ser ajustada. No ajuste de parâmetros ajustados independentemente da corda, este botão fica sem efeito. [OUTPUT SELECT] Escolha da saída (output) do som. [PATCH/VALUE] Ajuste do valor do parâmetro selecionado. Pedais 1a 4 Para diversos ajustes, e para a confirmação de efeitos. Pedal de expressão Para ajuste e confirmação de efeitos. GK-2A [S1] e [S2] Ajuste do valor do parâmetro selecionado. Pedal externo de Bank Shift Ajuste do valor do parâmetro selecionado. No modo Patch Edit, quando o patch é modificado, o display de três dígitos passa a apresentar um ponto no

canto inferior direito, indicando que o ajuste foi modificado e que a modificação ainda não foi registrada na memória. Se quiser faça o registro da nova programação com o procedimento Write.

* Selecionando outro patch sem ter feito o procedimento Write, você cancela as modificações realizadas.

[TONE] alterna entre o primeiro e segundo item de ajuste (1ST e 2ND).

MODO SYSTEM

Neste modo os ajustes do funcionamento geral são realizados. [BANK/PARAMETER] Seleção do parâmetro a ser ajustado. [PLAY] Volta ao modo Play. [SYSTEM] Sem função neste modo.

[TUNER] Seleciona o modo Tuner. [WRITE] Nas funções “BULK DUMP” e “FACTORY RESET,” confirma o procedimento. [COMMON] Seleciona o modo Patch Edit, COMMON (ajustes gerais do patch). [TONE] Seleciona o modo Patch Edit, TONE (ajustes do som do patch). [EFFECTS] Seleciona o modo Patch Edit, EFFECTS (ajustes dos efeitos do patch). [STRING SELECT] Sem função neste modo. [OUTPUT SELECT] Escolha da saída (output) do som. [PATCH/VALUE] Dial Ajuste do valor do parâmetro selecionado. Pedais 1a 4 Sem função neste modo. Expression Pedal Sem função neste modo. GK-2A [S1] e [S2] Ajuste do valor do parâmetro selecionado. Pedal externo de Bank Shift Ajuste do valor do parâmetro selecionado.

MODO TUNER

[BANK/PARAMETER] Sem função neste modo. [PLAY] Volta ao modo Play. [SYSTEM] Seleciona o modo System. [TUNER] Sem função neste modo. [WRITE] Sem função neste modo. [COMMON] Seleciona o modo Patch Edit, COMMON (ajustes gerais do patch). [TONE] Seleciona o modo Patch Edit, TONE (ajustes do som do patch). [EFFECTS] Seleciona o modo Patch Edit, EFFECTS (ajustes dos efeitos do patch). [STRING SELECT] Sem função neste modo. [OUTPUT SELECT] Escolha da saída (output) do som. [PATCH/VALUE] Ajuste de “MASTER TUNE”. Pedais 1a 4 Sai do modo Tuner e volta ao modo Play. Expression Pedal Sem função neste modo. GK-2A [S1] e [S2] Sai do modo Tuner e volta ao modo Play.

Pedal externo de Bank Shift Sai do modo Tuner e volta ao modo Play.

ENTRANDO E SAINDO DE CADA MODO

Exceto para o modo Pedal Effect, você aciona um único botão para entrar no modo desejado. O modo Pedal Effect apenas pode ser selecionado a partir do modo Play. Caso o ajuste de “S1/S2 FUNCTION” esteja em “Normal,” não será possível entrar no modo Pedal Effect. Com o ajuste de “S1/S2 FUNCTION” em “Patch Select” use os botões do GK-2A [S1] e [S2] para a seleção de patches. Alguns procedimentos do modo Play ficam diferentes neste caso:

Pedais 1a 4 Atuam como no modo Pedal Effec GK-2A [S1] Seleção de patches (avançar). GK-2A [S2] Seleção de patches (voltar). Pedal externo de Bank Shift Avanço e volta em patches.

CAPÍTULO 5 AJUSTE E MODIFICAÇÕES EM SONS (PATCHES)

SOBRE A MONTAGEM DO PATCH

Cada patch é construido com 2 tones, ajuste de tone mix, efeitos e ajustes comuns do patch. Em tones são ajustados o tone a ser usado, ataque, release, e brilho do som. Em tone mix são ajustados os volumes e tranposição dos tones.

O QUE É O “TONE”?

Tones são os timbres existentes neste aparelho. Este aparelho tem 384 tones. Você pode combinar dois tones na construção do patch: o primeiro “1st ” e o segundo “2nd.”

Você pode endereçar os tones separadamente para as cordas e depois combinar. Você também pode ajustar os parâmetros como attack, release, brightness e transpose. Você também ajusta a tranposição para cada corda. Além da seleção de tones, os ajustes de tones são registrados nos patches.

GRAVAÇÃO E AJUSTES DE PATCHES

Os seguintes itens são registrados em patches

• Nome do patch

• Como efeitos são aplicados

• Padrões de arpejos e ajustes relacionados

• Ajustes de Harmonist

• O que acontece ao acionar pedais

• Número de mudança de programa a ser transmitido por MIDI

• Transposição para gerador de som externo

AJUSTES SEPARADOS EM CADA CORDA (STRING SELECT)

Três dos parâmetros de TONE —“LAYER,” “1ST TRANSPOSE,” e “2ND TRANSPOSE—e quatro parâ- metros de COMMON —“MIDI [PC],” “MIDI [CC0],” “MIDI [CC32],” e “MIDI [TRANSPOSE]”—po- dem ser ajustados independentemente em cada corda com ajuda de [STRING SELECT]. Pressione [STRING SELECT], e o display de três dígitos indica a corda selecionada: ALL para todas as cordas, 5-6 para as cordas 5 e 6, 6 para corda 6, 5 para corda 5 e assim por diante. Para o ajuste independente por corda, pressione [STRING SELECT] selecionando a corda desejada, e gire [VALUE] fazendo o ajuste de parâmetro. Por exemplo, use [STRING SELECT] selecionando “5,” e gire

[VALUE]. Com isto o ajuste atua apenas na corda 5. O ajuste para outras cordas é feito da mesma forma.

* Selecionado “ALL” ou “ -6” com

ajuste é diferente entre as cordas. Girando [VALUE] e selecionando outro valor, o novo valor irá atuar sobre

as cordas indicadas (todas em ALL ou cordas 5 e 6 em 5-6).

[STRING SELECT], o parâmetro fica piscando, indicando que o

RELAÇÃO ENTRE ARPEGGIATOR/HARMONIST E PATCHES

Quando você está tocando você pode usar as funções de arpejador ou harmonizador. Em cada patch, você escolhe uma destas funções e indica se estará ou não ativa quando o patch for selecionado. Da mesma forma você pode escolher o padrão de arpejo (seqüência em que o arpejador é tocado, entre 50 padrões presets).

REGISTRO DE PATCHES

Depois de criar ou modificar o patch usando [PARAMETER] em modo Patch Edit e ajustando os valores

com [VALUE] você deve lembrar que ao selecionar um novo patch, as suas modificações são descartadas.

O ponto no display de três dígitos indica este risco. Para conservar suas alterações, você precisa fazer o

procedimento Write, descrito a seguir:

1.

“Write to

Pressione [WRITE]—você entra no modo Write, e a tela correspondente é apresentada, com a indicação ”

2.

Gire [VALUE] para escolher o patch em que o registro será realizado.

3.

Depois de indicar o destino do registro, pressione [WRITE].

A

tela de confirmação (“SURE?”) é apresentada.

4.

“Now Writing

Para confirmar, pressione [WRITE] novamente. ”

aparece no display. Depois, o GR-33 volta automaticamente para o modo Play.

* Para cancelar o procedimento, pressione [PLAY].

Depois destes passos, as suas modificações estarão registradas, e você poderá selecionar outro patch ou

desligar o aparelho sem perder as suas modificações.

* Se você fizer o registro sem escolher o destino, você substitui a versão original do patch.

* Como os grupos de Patch E a H são apenas de leitura, não podem ser substituídos.

CUIDADOS AO FAZER REGISTROS DE PATCHES

No registro do patch, todos os ajustes incluindo arpejador ou harmonizador são registrados. No entanto, os ajustes temporários feitos com os pedais da base, como wah, glide, ou os de pedal de expressão não são registrados. O ajuste Bypass também não é registrado.

* Os ajustes de System não precisam ser registrados, são memorizados automaticamente.

Registro da programação do GR-33 em aparelhos MIDI externos (Bulk Dump) Os ajustes de todos os patches de usuário, assim como os ajustes do sistema podem ser transmitidos por

MIDI para serem registrados em aparelhos externos. Isto é feito com mensagens MIDI de sistema exclusi- vo, ou “SysEx”. Este tipo de mensagem é identificado pelo aparelho receptor quando o tipo da mensagem corresponde ao tipo do aparelho. Isto permite o armazenamento da programação em um sequenciador, disquete, computador, etc. Permite também a passagem da programação de um GR-33 para outro GR-33.

Procedimento

1. Desligue o GR-33.

2. Conecte o MIDI OUT do GR-33 ao MIDI IN do aparelho receptor com um cabo MIDI.

3. Ligue o GR-33.

4. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

5. Pressione [PARAMETER] selecionando “BULK DUMP.”

6. Gire [VALUE] selecionando o tipo de dado a ser transmitido.

All:Todos os ajustes de patch de usuário e de sistema

System: Ajustes do sistema User Patch: Todos os ajustes de patch de usuário (128 patches)

Patch Group A:

32 patches A11 a A84

Patch Group B:

32 patches B11 a B84

Patch Group C:

32 patches C11 a C84

Patch Group D:

32 patches D11 a D84

Patch A11:

Apenas Patch A11

Patch A12:

Apenas Patch A12

:

:

Patch D84:

Apenas Patch D84

7.

Coloque o aparelho MIDI externo no modo de gravação. Por exemplo, ative a gravação no sequencia-

dor.

8.

Pressione [WRITE].

O dado é gerado e transmitido pelo GR-33. Enquanto isto o display indica: “Now Sending

9. Quando o display anterior retorna, a transmissão termina. Interrompa a gravação no aparelho externo.

10. Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

.”

RECEPÇÃO DE DADOS A PARTIR DE APARELHO EXTERNO (BULK LOAD)

Veja como receber dados registrados em sequenciadores, computadores, ou outro GR-33.

* Mensagens exclusivas são recebidas apenas na tela Bulk Load. Procedimento

1. Desligue o GR-33.

2. Conecte o MIDI OUT do aparelho externo ao MIDI IN do GR-33.

3. Ligue o GR-33.

4. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

5. Pressione [PARAMETER] selecionando “BULK LOAD.”

6. Comece a transmissão no aparelho externo.

Ao final da recepção a tela anterior é reapresentada.

7. Pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Caso você esteja recebendo um único patch, você vai precisar fazer o procedimento Write para registro do patch na memória.

* Para evitar perda acidental de dados, recomendamos que se faça registro periódico de sua programação.

ESCREVENDO UM NOME PARA O ( PATCH NAME)

Você pode escrever um nome com até 12 caracteres para identificar o patch:

1.

Selecione o patch em que irá escrever o nome, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “PATCH NAME”.

3.

Use [PARAMETER] selecionando o caracter a ser modificado.

4.

Gire [VALUE] selecionando o caracter da posição.

*

Pressione [COMMON] para alternar entre maiúsculas e minúsculas.

5.

Repita os passos 3 e 4 até completar o nome.

6.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write o modo Play volta automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do nome, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play em vez de acionar [WRITE].

AJUSTES DE VOLUME NO PATCH (PATCH LEVEL)

Para mudança de patches durante um show, vale a pena fazer um ajuste do volume dos patches de forma que não ocorram surpresas durante a apresentação. Este ajuste é feito em PATCH LEVEL, em cada patch.

1. Escolha o patch em que irá ajustar o volume, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “PATCH LEVEL.”

3. Use [VALUE] para ajuste do valor.

Este valor varia entre 0 e 100.

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Mesmo com o ajuste em PATCH LEVEL o volume pode aumentar com outros ajustes descritos abaixo.

“0” é silêncio, e “100” volume máximo.

Verifique com cuidado antes de uso em situações ao vivo.

• Quando você tem dois tones presentes.

• Quando os ajustes de Reverb send level ou Chorus send forem aumentados.

• Quando o tone já tem um volume alto.

• Quando o ajuste de brilho é aumentado.

• Quando o efeito wah é utilizado.

Ajuste da resposta de uma performance (PLAY FEEL) Guitarras diferem de teclados e outros instrumentos por tocarmos diretamente com a parte vibrante, as

cordas. Para conseguir esta sensibilidade em um som sintetizado, você deve ajustar a resposta de sensibili- dade. Isto é feito em “PLAY FEEL” um parâmetro de Patch Edit encontrado em COMMON

1. Escolha o patch em que deseja ajustar PLAY FEEL, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “PLAY FEEL.”

3. Use [VALUE] para ajuste do valor. (Veja explicação detalhada adiante.)

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Ajustes de PLAY FEEL e seu significado Este parâmetro tem oito opções de ajuste de resposta (“Normal,” “Finger,” “Hard,” “Soft,” “Tapping,” “No Dynamics,” “Envelope1,” “Envelope2”), e oito ajustes de Accel (“Accl Normal,” “Accl Finger,” “Accl

Hard,” “Accl Soft,” “Accl Tapping,” “Accl No Dynamics,” “Accl Envelope1,” “Accl Envelope2”).

A aqui está o que estes ajustes significam:

Normal:

Dedilhado normal, padrão.

Finger:

Ajuste para quando se usa um dedilhado mais suave, a sensibilidade é um pouco mais alta com este ajuste.

Hard:

Ajuste para quando você dedilha mais forte, a sensibilidade é mais baixa que em Normal.

Soft:

Para dedilhados mais fracos. A sensibilidade é maior que em Normal.

Tapping:

Quando você usa a técnica de tocar também com a mão esquerda, sobre a escala, percutindo as cordas. Este ajuste permite uma maior expressividade. No Dynamics:

Com este ajuste a resposta é plana, independente de você tocar forte ou fraco. Envelope 1 Este ajuste determina quanto o volume do sintetizador é influenciado pelo volume da corda. Veja detalhes adiante. Envelope 2 Este ajuste determina quanto o timbre (brilho) do som sintetizado é influenciado pela força com que as cordas são tocadas. Os oito ajustes “Accl Normal,” “Accl Finger,” “Accl Hard,” “Accl Soft,” “Accl Tapping,” “Accl No Dynamics,” “Accl Envelope1,” e “Accl Envelope2” permitem acrescentar a função Accel em cada tipo. As notas tocam mais depressa com estes ajustes. (Veja adiante sobre o aumento da velocidade da expressão - accel.)

OBEDECENDO A EVOLUÇÃO DINÂMICA DO SOM DA GUITARRA (ENVELOPE FOLLOW)

Quando você escolhe as opções de “Envelope1” e “Envelope2” em PLAY FEEL esta função é ativada. Nesta condição a variação de volume do som altera o comportamento do som sintetizado. Você pode ter os seguintes efeitos:

Envelope 1

O som sintetizado tem o seu volume controlado pelo amplitude do movimento das cordas. O decaimento do

som é natural. Experimente este ajuste.

Envelope2

Este ajuste determina como o timbre é infuenciado pela amplitude do movimento das cordas da guitarra. Experimente com sons de solo de sintetizador. Experimente este efeito com a função auto wah.

USO DE TOUCH WAH AJUSTANDO “ENVELOPE2” EM PLAY FEEL

1. Selecione um som de solo de sintetizador.

2. Pressione [COMMON], use [PARAMETER] colocando o cursor em “PLAY FEEL,” e use [VALUE]

selecionando “Envelope2.”

3. Pressione [PARAMETER] selecionando “WAH TYPE.”

4. Use [VALUE] selecionando “AutoWah1–5.”

5. Toque a guitarra e verifique se o efeito wah responde à intensidade do dedilhado.

* Para registro do ajuste em patch, pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Na seleção de “Envelope1” ou “Envelope2” em PLAY FEEL, os dados de envelope são transmitidos no MIDI OUT no controlador 18 (general purpose controller 3).

AUMENTANDO A RESPOSTA DA EXPRESSÃO (ACCELERATION)

Nos ajustes de PLAY FEEL os itens com a indicação “Accl” no canto direito inferior do display usam a função Accel quando ligados. Nesta condição a resposta do som ao dedilhado é mais rápida que o normal. Quando esta função é usada o processamento de redução de ruído diminui. Em alguns tones você poderá perceber ruídos ou variação de afinação ao tocar. Ao usar a função Accel, confirme se o som resulta adequa- do ou não antes de usar.

AJUSTE DO POSICIONAMENTO DO SOM (PAN)

Você pode colocar o som de cada tone do patch na posição desejada do estéreo. Você também pode criar movimentos do som no estéreo usando efeitos pré programados. Isto é feito em COMMON “PAN MODE” e “PAN” no modo Patch Edit.

1.

Escolha o patch em que deseja ajustar o pan, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “PAN MODE.”

3.

Use [VALUE] selecionando o modo de pan. (Veja detalhes adiante)

*

Se não estiver em Normal ou Cross Tones, vá para o passo 6.

4.

Pressione [PARAMETER] selecionando “PAN.”

5.

Gire [VALUE] selecionando o valor desejado.

6.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Ajustes de PAN, e efeito produzido

Normal:

Com o ajuste 0, todos os sons ficam no centro. Altere o valor até os máximos -50 e +50 para deslocar o som para a esquerda e direita respectivamente. Cross Tones:

Com o ajuste “0,” o tone selecionado é colocado no centro do estéreo. Com os ajustes entre -50 e +50, a posição de desloca para a esquerda ou para a direita. Você pode programar um patch com um som de cada lado do estéreo. 1-6, 6-1:

Com este ajuste, cada corda tem posição separada no estéreo. Na opção 1-6, os sons das cordas estão da esquerda para a direita a partir da corda 1. Na opção 6-1, é a corda 6 que começa na esquerda. Odd-Even, Even-Odd Nestas opções, as cordas de números pares são separadas das cordas de números ímpares para o posicionamento no estéreo. As cordas 1, 3 e 5 ficam na esquerda e as cordas 2,4 e 6 na direita. O efeito Even- Odd tem resultado inverso. Random Both, Random 1st, Random 2nd:

O posicionamento dos tones 1 e 2 são alterados aleatoriamente. Nas opções Random 1st” e “Random 2nd”

apenas o tones 1 ou 2 se movimenta aleatoriamente, o outro fica fixo. Alternate Both, Alternate 1st, Alternate 2nd:

O posicionamento dos tones 1 e 2 se alternam entre esquerda e direita. Patches que usam apenas um tone

tem este tone saltando de um lado para o outro. “Alternate 1st” e “Alternate 2nd” fazem com que apenas o tone indicado fique mudando de posição.

* Os ajustes de Pan não influenciam os efeitos internos de reverb e chorus.

* Você pode ouvir este efeito apenas em amplificação estéreo.

* O ajuste de PAN é ignorado se o efeito MULTI-FX selecionado for mono.

PASSAGEM ENTRE SONS CROMATICAMENTE (CHROMATIC)

O GR-33 pode reproduzir a passagem gradual de afinação entre uma nota e outro, mas em alguns casos você

pode preferir que o som se limite a tocar a nota afinada da escala cromática. É isto que a opção “CHROMATIC” produz.

1. Selecione o patch a ser modificado, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “CHROMATIC.”

3. Gire [VALUE] selecionando o ajuste desejado (ver adiante as opções).

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Ajustes possíveis

Off (Chromatic Off):

A função não é usada. Variações da afinação produzidas na corda também acontecem no som sintetizado.

Type1:

A afinação varia de modo suave, ao se tensionar uma corda. Mas a afinação varia apenas em semitons. Não

ocorre um novo ataque na nova nota.

Type2:

Variação em passos de semitons. A cada nova nota, ocorre um novo ataque com o volume ajustado para o volume da corda vibrante.

Type3:

Mesmo efeito que em “Type2,” exceto em relação ao ajuste do volume.

Para maior unidade em acordes:

Na variação de afinação nas notas de um acorde, o acorde pode ficar com um som sem unidade. Nestes casos ative a função Chromatic para ter um acorde mais afinado e com maior unidade. Experimente com “Type1”.

Para simular resposta de piano:

Nestes casos as opções “Type2” ou “Type3”, que produzem novos ataques tem uma resposta mais próxima.

ESCOLHA DO TIPO DE EFEITO WAH (WAH TYPE)

Você 35 tipos de efeitos, em sete grupos, que podem ser selecionados acionando ou soltando o pedal 1 em modo Pedal Effect, com diferentes variações de timbre e velocidades, com um tipo de modulação (vibrato) que completa a 36ª variação de efeito Wha. Para escolher do tipo de efeito Wah:

1.

Escolha o patch em que deseja ajustar o efeito, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “WAH TYPE.”

3.

Use [VALUE] para fazer a escolha. (Veja detalhes adiante).

*

Para fazer o ajuste, toque a guitarra enquanto aciona o pedal 1 para experimentar o efeito.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Variações que podem ser escolhidas em WAH TYPE

O dígito (1–5) no final do nome indicado no display corresponde à velocidade de mudança do timbre. O

número 1 indica a mudança mais rápida do timbre e o 5 a mais lenta.

Wah1–5:

Efeito de efeito wah de guitarra em sons sintetizados. Aciona o pedal para criar o som wah. Quando o pedal

é solto o som fica opaco. Soltando e acionando o pedal você produz o timbre “wah wah wah.”

AutoWah1–5:

Basicamente igual ao efeito anterior, mas em vez de você precisar acionar o pedal, o efeito é aplicado a cada nota tocada. Nesta situação o pedal ainda acrescenta efeito, caso você use as duas opções juntas. Quando combinado com o ajuste Envelope2 em Play Feel, você tem um efeito bastante interessante.

Brightness1–5:

Controla apenas o brilho do som, sem mudar as características do som. Em outras ações é igual ao Wah 1 a

5.

NarrowWah1–5:

Comprime a variação de timbre em relação ao ajuste normal de variação para metade da variação. No mais

é igual ao Wah 1 a 5.

R.Wah1–5 (Reverse Wah 1–5):

Efeito reverso do efeito normal de Wah 1 a 5. R.Brightness1–5 (Reverse Brightness 1–5):

Reverso do ajuste Brightness 1 a 5. R.NarrowWah1–5 (Reverse Narrow Wah 1–5):

Reverso de NarrowWah 1 a 5. Modulation:

Nesta opção ao acionar o pedal, em vez de um efeito wah, você tem um vibrato (flutuação da afinação).

Vibrato mecânico diferente do vibrato natural de guitarra. A velocidade e intensidade do vibrato é pré deter- minada em cada tone.

* Quando você usa o wah uma vez o som pode ficar abafado, ou pode ter outras alterações mesmo quando

o pedal é solto. Neste caso, selecione outro patche e depois volte ao patch em que estava para voltar ao som original.

* Quando quiser o efeito wah fechado, com o som mais abafado, selecione em “WAH TYPE”

“NarrowWah 1 s 5” ou “R.NarrowWah 1 s 5,” e faça o ajuste de “BRIGHTNESS” (ver adiante).

* O uso do efeito wah varia com o tone selecionado.

ESCOLHA DO TIPO DE PITCH GLIDE (GLIDE TYPE)

O efeito de variação de afinação produzido pelo pedal 2 no modo Pedal efeito pode ser escolhido entre sete opções, com variações de direção, intensidade e velocidade.

1. Escolha o patch em que deseja ajustar o tipo de efeito, e pressione [COMMON] para entrar no modo

Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “GLIDE TYPE.”

3.

Use [VALUE] para fazer a escolha. (Veja adiante as opções de GLIDE TYPE).

*

Ao fazer a escolha, toque a guitarra e acione o pedal 2 experimentando os efeitos.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Opções em GLIDE TYPE

Você tem sete opções de efeito. A afinação pode subir com “pitch up” ou descer com “pitch down,” totalizando catorze efeitos. Por exemplo, “efeito tipo 5 para cima ’” é indicado com “Up5” e “efeito tipo 3 para baixo’”

é indicado por “Down3.”

Up1 (Down1):

Quando o pedal é acionado, a afinação sobe continuamente até uma quarta justa. Solte o pedal para a afina- ção voltar ao som original. Up2 (Down2):

Com na opção acima a afinação varia uma quarta, mas neste caso com uma duração maior. Up3 (Down3):

Acionando o pedal, a afinação sobe uma quinta. Solte o pedal para o som voltar à afinação normal. Up4 (Down4):

Acionando o pedal a afinação sobe até uma oitava. Solte o pedal para voltar para a afinação normal. Up5 (Down5):

Acione o pedal para que a afinação mude uma oitava em tempo mais longo. O tempo de volta é igual a Up4. Up6 (Down6):

Acione o pedal para variação de uma oitava, mas com tempo mais longo tanto para mudar quanto para voltar ao normal. Up7 (Down7):

Pressione o pedal para uma variação imediata de oitava.

* A variação de afinação muda quando as opções de “Pitch” ou “Tempo&Pitch” estiverem endereçadas

para o pedal de expressão externo que irá atuar de acordo com a variação do tipo de efeito selecionado em GLIDE TYPE.

* Com a função Pitch Glide, dependendo do timbre e do tone, a variação da afinação pode ser limitada.

ESCOLHA DE TIPO DE HOLD (HOLD TYPE)

O pedal 3 pode produzir sustentação do som. Você tem 15 opções de efeitos. Escolha entre estas opções.

1. Escolha o patch em que deseja ajustar fazer este ajuste, e pressione [COMMON] para entrar no modo

Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “HOLD TYPE.”

3.

Use [VALUE] para fazer a escolha. (Veja adiante as opções de HOLD TYPE.)

*

Para fazer o ajuste, toque a guitarra enquanto pressiona pedal 3 experimentando os efeitos.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Opções de HOLD TYPE

Escolha entre três tipos de efeito de sustentação: damper; sostenuto; e string.

Damper Hold/Damper:

Se o pedal é acionado, todas as notas tocadas são sustentadas, igual a um pedal de sustentação de piano. Cada corda da guitarra irá corresponder a apenas um som sustentado. A afinação é determinada enquanto a corda está vibrando. Isto altera a afinação do som sintetizado continuamente. Sostenuto Hold/Sostenuto:

Apenas os sons que já estão tocando quando o pedal é acionando são sustentados. As notas que forem tocadas depois tem decaimento normal. • String Hold/String:

O efeito de sustentação pode atuar sobre as cordas que você escolher. Com no efeito “Sostenuto” acima, o

som sintetizado é sustentado e continua mesmo que a corda não esteja mais vibrando. A diferença e que mesmo que você não solte o pedal o som sintetizado continua a podem ser controlado pela guitarra. Você pode por exemplo sustentar os sons das cordas 5 e 6 e tocar uma melodia com os sons das cordas 1 a 4. Soltando o pedal o som sustentado é interrompido.

Faça a escolha entre estes 15 tipos com desligado) Damper All:

O damper sustenta todos os sons internos e sons de gerador MIDI externo.

Damper 1st:

O damper sustenta apenas o primeiro som do gerador.

Damper 2nd:

O damper sustenta apenas o segundo som do gerador interno.

Damper 1&2:

O damper sustenta o primeiro e segundo som do gerador interno. (Não atua em som de gerador externo.)

Damper Ext:

O damper sustenta apenas os sons de gerador MIDI externo.

Damper Ext&1:

O damper sustenta o primeiro som do gerador interno e os sons de gerador MIDI externo.

[VALUE]. Veja como ficam indicado (quando o arpejador está

Damper Ext&2:

O damper sustenta o segundo som do gerador interno e os sons de gerador MIDI externo.

Sostenuto All:

Sustenta todos os sons internos e sons de gerador MIDI externo. Sostenuto 1st:

Este sustenuto atua apenas no primeiro som do gerador. Sostenuto 2nd:

Este sustenuto atua apenas no segundo som do gerador interno. Sostenuto 1&2:

Este sustenuto atua no primeiro e segundo sons do gerador interno. (Não atua em som de gerador externo.) Sostenuto Ext:

Este sustenuto atua nos sons de gerador MIDI externo. Sostenuto Ext&1:

Este sustenuto atua no primeiro som do gerador interno e os sons de gerador MIDI externo. Sostenuto Ext&2:

Este sustenuto atua no segundo som do gerador interno e os sons de gerador MIDI externo.

String:

Esta opção Strings atua em todos os sons internos e sons de gerador MIDI externo.

* Com arpejador ligado, as opções se reduzem a quatro: “Damper”; “Sostenuto”; “Latch TypeA”; e “Latch

TypeB.” Nesta condição a função Hold atua apenas para o arpejo e pode ser usada de forma especial para mudança de

arpejos sem que o ritmo de arpejo seja interrompido. (Veja detalhes adiante).

USO DO PEDAL CTRL

O Pedal 4 (CTRL) usado no modo Pedal Effect permite ligar ou desligar os efeitos de MULTI-FX ou

Arpeggiator/Harmonist. Esta opção é registrada com o patch.

ESCOLHA DA FUNÇÃO DO PEDAL CTRL

1. Escolha o patch em que deseja ajustar a função do Pedal 4, e pressione [COMMON] para entrar no

modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “CTRL PEDAL.”

3. Gire [VALUE] selecionando a opção:

HAR/ARP Control:

A cada vez que você aciona o pedal, você liga ou desliga Arpeggiator/Harmonist.

Multi-FX Bypass:

A

cada vez que você aciona o pedal, você liga ou desliga MULTI-FX Bypass.

*

Mesmo acionando o pedal CTRL, você não podem alterar o efeito a não ser entre ligado e desligado se

a

opção Off estiver registrada no patch.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

*

Pode ser produzido ruído no som ao ligar ou desligar MULTI-FX BYPASS mas isto não indica mal

funcionamento.

USO DE PEDAL DE EXPRESSÃO

O pedal de expressão (EXP) conectado ao GR-33 pode controlar o som sintetizado de diversas formas. Você

pode escolher entre 18 opções de controle, que incluem afinação, volume, andamento de arpejador e outras.

Você também pode usar o pedal EXP para transmissão de dados MIDI. Este ajuste também é registrado com

o patch.

PARA ACRESCENTAR EFEITOS

O Pedal EXP pode ser usado para aplicar efeitos ao patch.

* Os ajuste feitos pelo pedal são cancelados ao se selecionar outro patch. Apenas no caso em que o

controle de volume dos tones 1 e 2 esteja previsto em ambos os patches, o ajuste de volume é transportado para o novo patch.

MUDANÇA DE EFEITOS (EXP PEDAL) - ESCOLHA DA FUNÇÃO DO PEDAL EXP

1. Escolha o patch em que deseja fazer este ajuste, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “EXP PEDAL.”

3. Gire [VALUE] selecionando a opção (Veja adiante quais são). Experimente o som da guitarra enquanto

faz este ajuste.

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Opções no ajuste de EXP PEDAL

Volume:

Ajuste o volume, de zero até o volume ajustado no controle de volume do GK-2A. Volume 1st (1st Tone Volume):

Controla o volume do primeiro tone. Volume 2nd (2nd Tone Volume):

Controla o volume do segundo tone. Balance:

Ajusta o balanço de volume entre tones 1 e 2. Com o pedal elevado você ouve 1, e com o pedal todo pressionado você ouve 2. Nas posições intermediárias você ouve os dois sons. Tone Param:

Ajusta parâmetros escolhidos para o tone. A variação do som vai depender do tone selecionado. Multi-FX Param:

Ajusta parâmetros de multi-effect. A alteração do som depende do efeito selecionado. Brightness:

Variação do brilho do som sintetizado. Wah (Wah Pedal):

Efeito semelhando ao efeito wah-wah de guitarras. Pitch:

Preservando o intervalo entre notas, altera a afinação do som sintetizado. A variação da afinação é determi- nada pelo ajuste feito em GLIDE TYPE. Modulation:

Muda a intensidade de vibrato do som sintetizado, entre zero e o máximo. Pan (Normal) (Normal Pan):

A posição ajustada no parâmetro “PAN” é

ignorada. Pan (Cross Tones) (cross tone pan):

Neste controle de posição de estéreo pelo pedal EXP as posições dos tones 1 e 2 tem direção oposta. Cho Send Level (chorus send level):

Ajusta a intensidade de chorus com o pedal EXP. Rev Send Level (reverb send level):

Ajusta a intensidade de reverb. Arp Tempo1 (Arpeggio Tempo 1):

Ajusta o andamento do arpejo. O andamento programado ocorre com o pedal acionado até o fim. Soltando o pedal o andamento fica mais lento. Arp Tempo2 (Arpeggio Tempo 2):

Ajusta o andamento do arpejo. O andamento programado ocorre com o pedal solto. Pressionando o pedal o andamento acelera. Arp Tempo3 (Arpeggio Tempo 3):

Ajusta o andamento do arpejo. O andamento programado tem variação de 20% em torno do ajuste progra- mado para mais ou para menos, dependendo da posição do pedal. Tempo&Pitch:

A posição no estéreo

é determinada pela ação do pedal.

Muda a afinação e o andamento do arpejo simultaneamente, como um disco em que se altera a rotação. A variação da afinação depende do ajuste em “GLIDE”. CC1 to 31, CC64 to 95 (MIDI Control Change):

Escolha um número de controle MIDI para ficar sob o comando do pedal EXP.

* Nas opções “Pan (Normal)” ou “Pan (Cross Tones),” pode ocorrer ruído ao usar o pedal EXP. Isto não é mal funcionamento.

* As opções “Arp Tempo1,” “Arp Tempo2,” “Arp Tempo3,” e “Tempo&Pitch” são para quando se usa o arpejador.

* “Volume 1st,” “Volume 2nd,” e “Balance,” se ambos os tones são usados em “LAYER”.

CRIANDO SONS SINTETIZADOS

Você pode escolher entre os 384 sons internos para começar a criação do Patch do GR-33. Escolha um som para ser o primeiro tone e outro para ser o segundo tone. Seguindo as instruções abaixo, vamos descrever como isto é feito.

SELEÇÃO DO TIMBRE (TONE SELECT)

Os 384 tones do GR-33 estão divididos em categorias como

Como selecionar o tone

“PIANO” e “E.GUITAR” etc.

1.

Escolha o patch em que irá iniciar, e pressione [TONE] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “1ST SELECT” para selecionar o primeiro tone.

*

Para selecionar o segundo tone “2ND SELECT.”

*

Pressionando [TONE] você alterna entre “1ST” e “2ND.”

3.

Gire [VALUE] selecionando o tone desejado.

*

Apenas os tones da categoria indicada no passo 3 são apresentados.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* SE “LAYER” estiver em “Mute,” “1st Tone,” ou “2nd Tone,” o som pode não ser produzido. Faça o ajuste em LAYER, se necessário.

AJUSTE DO TEMPO DE ATAQUE DO SOM (ATTACK)

Ajuste o tempo de ataque para o primeiro tone com 1ST SELECT (ou segundo tone com 2ND SELECT). O

ataque determina o tempo necessário para o som chegar ao volume máximo. Escolha se o som será mais suave ou mais percussivo.

1. Escolha o patch em que deseja ajustar o parâmetro ATTACK, e pressione [TONE] para entrar no modo

Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “1ST ATTACK.”

*

Para ajuste no segundo tone, selecione

“2ND ATTACK.”

*

Pressionando [TONE] você alterna entre “1ST ATTACK” e “2ND ATTACK.”

3.

Gire [VALUE] selecionando um valor dentro do intervalo -50–+50.

Com valores maiores o som tem ataque mais lento. Com o ajuste “0” o som tem comportamento normal, do

som original.

*

Os ajustes em ATTACK variam de acordo com as características de cada tone.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Se “LAYER” estiver em “Mute,” “1st Tone,” ou “2nd Tone,” você pode não ouvir algum tone. Faça o ajuste em LAYER, se necessário.

AJUSTE DE RELEASE DO TONE (RELEASE)

Em “RELEASE” ajustamos o decaimento do som para o tone (1ST ou 2ND). Aumentando este tempo, o som dura mais ao final da nota, mesmo que a corda não esteja mais vibrando. Com valor menor o som para quando a corda para de vibrar, facilitando tocar em estacato.

1. Escolha o patch em que deseja ajustar RELEASE, e pressione [TONE] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “1ST RELEASE.”

*

Para ajuste do release do segundo tone selecione

“2ND RELEASE.”

*

Pressionando [TONE] você alterna entre “1ST RELEASE” e “2ND RELEASE.”

3.

Gire [VALUE] selecionando um valor entre -50–+50.

Aumente o valor para aumentar a duração da parte final do som. Diminua para encurtar o fim do som.

*

Este ajuste varia com o tone selecionado.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Se “LAYER” estiver em “Mute,” algum tone pode não tocar. Faça o ajuste de LAYER, se necessário. Veja detalhes adiante.

AJUSTE DO BRILHO DO TONE (BRIGHTNESS)

No ajuste “BRIGHTNESS” você ajusta o brilho do tone, primeiro tone com 1ST SELECT ou segundo tone com 2ND SELECT. Este ajuste usa um filtro digital para tornar o som mais suave ou mais brilhante.

1. Escolha o patch em que deseja ajustar BRIGHTNESS, e pressione [COMMON] para entrar no modo

Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “1ST BRIGHTNESS” para ajuste no primeiro tone; para ajus-

te no segundo tone, selecione “2ND BRIGHTNESS.”

*

Pressionando [TONE] você alterna entre “1ST BRIGHTNESS” e “2ND BRIGHTNESS.”

3.

Gire [VALUE] selecionando um valor entre -50 e +50.

Quando maior o valor mais brilhante o som. Valores menores produzem som mais abafados.

*

Este ajuste também depende das características do tone.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

*

Se LAYER estiver em MUTE o som pode não ser ouvido, se necessário, ajuste LAYER.

COMBINANDO DOIS SONS - LAYER DE TONES

Escolha como o primeiro e segundo tone são combinados no parâmetro TONE “LAYER” em Patch Edit

mode. Você pode ativar o primeiro tone, o segundo tone, ou ambos. LAYER, usado com [STRING SELECT], permite fazer o ajuste independente para cada corda. Você pode ter por exemplo as cordas 1 a 3 e tocando um tone e as cordas 4 a 6 tocando outro tone. Procedimento

1.

Escolha o patch em que deseja ajustar LAYER, e pressione [TONE] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “LAYER.”

3.

Pressione [STRING SELECT] selecionando a corda a ser ajustada.

*

Para ajustar todas as cordas em um único passo, selecione “ALL.”

4.

Gire [VALUE] fazendo o ajuste desejado.

Mute: Nem o tone 1 nem o tone 2 irão tocar.

1st Tone:

Apenas tone 1 irá tocar.

2nd Tone:

Apenas tone 2 irá tocar.

Both Tone:

Ambos os tones tocam.

Weak Detune:

Detune discreto.

Strong Detune:

Detune mais intenso.

Veja adiante detalhes sobre o detune.

5. Para ajustar outras cordas, repita os passos 3–4.

6. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

USO DE DETUNE

Em LAYER você pode escolher entre “Weak Detune” ou “Strong Detune.” Estes ajustes fazem com que cada tone fique com afinação diferente em relação ao outro. Isto faz com que o som fique mais espesso.

TRANSPOSIÇÃO EM SEMITONS (TRANSPOSE)

No GR-33, a afinação do som sintetizado costuma ser a mesma da guitarra, mas se necessário, você pode

indicar um intervalo em semitons para o som sintetizado ser tocado em afinação diferente do som da guitar- ra. Este ajuste de transposição pode ser feito independente para o primeiro tone (“1ST TRANSPOSE”) e para o segundo tone (“2ND TRANSPOSE”). Usado com “STRING SELECT”, o ajuste pode ser individualzado para cada corda.

1. Escolha o patch em que deseja ajustar TRANSPOSE, e pressione [TONE] para entrar no modo Patch

Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “1ST TRANSPOSE.”

*

Para atuar no segundo tone, selecione “2ND TRANSPOSE.”

*

Pressionando [TONE] você alterna entre “1ST TRANSPOSE” e “2ND TRANSPOSE.”

3.

Use [STRING SELECT] selecionando a corda a ser ajustada.

*

Para o ajuste igual em todas as cordas, selecione “ALL.”

4.

Gire [VALUE] fazendo o ajuste do parâmetro.

Este ajuste pode ser entre os valores -36 e +24. “12” sobe o som uma oitava “-24,” desce a afinação duas oitavas.

5. Para ajustar outras cordas, repita os passos 3–4.

6. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Se LAYER estiver em “Mute,” algum tone pode não tocar. Faça o ajuste de LAYER, se necessário.

BALANÇO DE VOLUME ENTRE TONES (1:2 BALANCE)

Quando os dois tones tocam ao mesmo tempo, você pode fazer o ajuste do balanço de volume entre os dois

sons, em

1. Escolha o patch em que deseja ajustar o balanço de volumes, e pressione [TONE] para entrar no modo

Patch Edit.

* Coloque o ajuste “LAYER” de forma que ambos os tones toquem, em “Both Tone,” “Weak Detune,” ou “Strong Detune”.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “1:2 BALANCE.”

3. Gire [VALUE] selecionando um valor entre -50 e +50.

Com o ajuste “+50” você ouve apenas o tone 1 e com o ajuste “-50” você ouve apenas o tone 2. Com o ajuste “0” os tones ficam com o mesmo volume.

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

TONE “1:2 BALANCE”, no modo Patch Edit.

QUANDO O TONE NÃO ESTIVER TOCANDO:

Se todas as cordas estiverem com o ajuste “1st Tone” ou “2nd Tone” em LAYER, o outro tone não irá tocar.

Se o ajuste de “1:2 BALANCE” estiver em “+50” ou “-50” apenas um tone irá tocar. Se o ajuste COMMON “PAN MODE” colocar os tones nas pontas do estéreo (50 e -50), e você estiver amplificando apenas um dos lados do estéreo. Os ajustes “Volume 1st,” “Volume 2nd,” ou “Balance” podem ser controlados pelo pedal de expressão. Se estiver estiver em um dos seus pontos extremos, você pode não ouvir um dos tones. Caso não esteja ouvindo nenhum dos tones, veja resolução de problemas, no final deste manual.

CAPÍTULO 6 USO DOS EFEITOS INTERNOS

Efeitos presentes no GR-33:

a. MULTI-FX (Multi-efeitos)

b. CHORUS

c. REVERB

Estes efeitos estão estruturados com o Multi efeito recebendo o sinal do gerador de som. Depois deste, o som pode passar de forma independente em chorus e reverb que estão conectados em série. Em multi efeito você tem 40 tipos de efeitos, como distorção, delay, chorus, reverb (separados dos chorus e reverb independente). Você pode usar o efeito em um ou ambos os tones. O Chorus faz com que o som pareça ser produzido por mais de um instrumento, e o Reverb simula o espaço do som. No reverb, você também encontra o eco, ou Delay. Estes ajustes são registrados no patch. Estes efeitos atuam sobre o som do regador interno. Não atuam no som da guitarra. Você pode usar GUITAR OUT (RETURN) para a conexão de efeitos que atuem sobre o som da guitarra. Você pode ouvir ruídos ao trocar de efeito. Isto não indica mal funcionamento.

AJUSTES EM MULTI EFEITOS - LIGANDO E DESLIGANDO MULTI EFEITOS (MULTI-

FX SW)

Use “MULTI-FX SW” selecionando o tone em que o efeito será ligado ou desligado. Procedimento

1. Selecione o patch em que irá ajustar o multi efeito, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch

Edit.

2.

Use [PARAMETER] selecionando “MULTI-FX SW.”

3.

Use [VALUE] selecionando o valor para o parâmetro.

Off:

Desliga o multi efeito.

1st: Faz com que o efeito atue apenas no tone 1.

2nd:

Both: Liga para ambos os tones.

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write e registrar os dados.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

No modo Pedal Effect

(CTRL) para ligar ou desligar o multi efeito, de acordo com o ajuste em “CTRL PEDAL” .

Faz com que o efeito atue apenas no tone 2.

(ou selecionando “Patch Select”

em

“S1/S2 FUNCTION”),

acione o pedal 4

ESCOLHA DO TIPO DE MULTI EFEITO (MULTI-FX TYPE)

Você tem 40 opções de multi efeitos. Cada uma destas, tem parâmetros para programação. Escolha o efeito e ajuste os parâmetros para produzir o efeito desejado. Veja aqui quais são os efeitos 1: STEREO-EQ 2: OVERDRIVE 3: DISTORTION 4: PHASER 5: SPECTRU— 6: ENHANCER 7: AUTO-WAH 8: ROTARY 9: COMPRESSOR 10: LIMITER 11: HEXA-CHO 12: TREMOLO-CHORUS 13: SPACE-D 14: STEREO-CHO 15: STEREO-FL 16: STEP-FL 17: STEREO-DELAY

18: MOD-DELAY 19: 3-TAP-DELAY 20: 4-TAP-DELAY 21: TIMECTRL-DLY 22: 2VOICE-P. SFT 23: FB-P. SFT 24: REVERB 25: GATE-REVERB 26: OD—CHO 27: OD—FL 28: OD—DLY 29: DS—CHO 30: DS—FL 31: DS—DLY 32: EH—CHO 33: EH—FL 34: EH—DLY 35: CHO—DLY 36: FL—DLY 37: CHO—FL 38: CHO/DLY 39: FL/DLY 40: CHO/FL

AJUSTES DE PARÂMETROS DE MULTI EFEITOS.

1. Selecione o patch em que irá ajustar o multi efeito, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Use [PARAMETER] selecionando “MULTI-FX TYPE.”

3. Use [VALUE] selecionando o tipo de multi efeito.

4. Pressione [PARAMETER] selecionando o parâmetro do efeito a ser ajustado. (Veja adiante todos os

parâmetros de cada efeito).

5. Use [VALUE] fazendo o ajuste do parâmetro.

6. Repita os passos 4 tao 5 ajustando os diversos parâmetros.

7. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

PARÂMETROS DE CADA EFEITO EM MULTI EFEITO

1: STEREO-EQ Equallizador estéreo, permite o ajuste do timbre em grave médio (2 bandas) e agudos. LOW FREQ (Freqüência de graves) 200 Hz/400 Hz Ajuste a freqüência (200 Hz/400 Hz) em que o ajuste será realizado. LOW GAIN -15–+15 dB Determine o ganho ou atenuação em graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação. HIGH FREQ (Freqüência de agudos) 4000 Hz/8000 Hz Ajuste a freqüência (4 kHz/8 kHz) em que o ajuste será realizado. HIGH GAIN -15–+15 dB Determine o ganho ou atenuação da freqüência. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação. P1 FREQ (Pico da freqüência 1) 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz) Indique a freqüência da região a ser ajustada. P1 Q (Peaking 1 Q) 0.5/1.0/2.0/4.0/9.0

Ajuste a largura da faixa de frequencia P1. Valores maiores estreitam a faixa de P1 GAIN. P1 GAIN (Ganho em P1) -15–+15 dB Determine o ganho ou atenuação nas regiões P1 FREQ e P1 Q. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação as regiões de P1 FREQ e P1Q. P2 FREQ (Pico da freqüência 2) 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz) Indique a freqüência da região a ser ajustada. P2 Q (Peaking 2 Q) 0.5/1.0/2.0/4.0/9.0 Ajuste a largura da faixa de frequencia P2. Valores maiores estreitam a faixa de P2 GAIN. P2 GAIN (Ganho em P2) -15–+15 dB Determine o ganho ou atenuação nas regiões P2 FREQ e P2 Q. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação da freqüência de P2 FREQ e P2Q. LEVEL (volume de saída) 0–127 # Determine o volume de saída.

2: OVERDRIVE O efeito Overdrive simula a distorção produzida por um amplificador valvulado, a amplificação, e uma equalização de duas bandas. DRIVE 0–127 # Ajuste a intensidade de distorção. O volume aumenta junto com a intensidade de distortion. PAN (Output pan) L64–0–R63 Indique a posição do som na saída. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. AMP TYPE (Tipo de amplificador simulado)

Small/Built-In/2-Stack/3-Stack

Escolha o tipo de amplificação. Small: Amplificador pequeno Built-In: Amplificador com alto falantes

2-Stack:

Amplificador com cabeçote

3-Stack:

Amplificador com cabeçote e duas caixas

LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação da freqüência de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação da freqüência de agudos. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída. Faça este ajuste para equalizar o volume com e sem o efeito de Overdrive.

3: DISTORTION Efeito de distorção mais intenso que em Overdrive. DRIVE 0–127 #

Ajuste a intensidade de distorção. O volume varia junto com este ajuste. PAN (Output pan) L64–0–R63 Indique a posição do som na saída. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. AMP TYPE (Tipo de amplificador simulado)

Small/Built-In/2-Stack/3-Stack

Indique o tipo de amplificador.

Small:

Amplificador pequeno

Built-In:

Amplificador com alto falantes

2-Stack:

Amplificador com cabeçote

3-Stack:

Amplificador com cabeçote e duas caixas

LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em agudos.

Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

Faça este ajuste para equalizar o volume com e sem o efeito de Distortion.

4: PHASER Phaser produz uma modulação do som com inversão de faze, criando um som com movimento. MANUAL 100 Hz–8000 Hz Indique a freqüência central da modulação do som. RATE 0.05–10.0 Hz # Indique a freqüência da modulação DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade da modulação. RESONANCE 0–127 Indique a intensidade de realimentação para o phaser. Valores maiores produzem um efeito mais intenso.

MIX (Mix level) 0–127

Ajuste a mixagem entre o som de efeito e o som direto.

PAN (Output pan) L64–0–R63

Indique a posição do som na saída. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

5: SPECTRUM

Spectrum usa filtros para dar destaque a algumas frequências do som. BAND1 (Banda de ajuste 1) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 250 Hz. BAND2 (Banda de ajuste 2) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 500 Hz. BAND3 (Banda de ajuste 3) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 1000 Hz. BAND4 (Banda de ajuste 4) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 1250 Hz. BAND5 (Banda de ajuste 5) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 2000 Hz. BAND6 (Banda de ajuste 6) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 3150 Hz. BAND7 (Banda de ajuste 7) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 4000 Hz. BAND8 (Banda de ajuste 8) -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação em 8000 Hz. Q 0.5/1.0/2.0/4.0/8.0 Determine a lagura de banda de todas as bandas.

PAN (Output pan) L64–0–R63

Indique a posição do som na saída. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. LEVEL (volume de saída) 0–127 # Determine o volume de saída.

6: ENHANCER Enhancer controla os harmônicos agudos, tornando o som mais definido. SENS (Sensitivity) 0–127 Ajuste a intensidade do efeito. MIX (Mix level) 0–127 # Ajuste a mixagem do som com o som direto. LOW GAIN -15–+15 dB Determine o ganho ou atenuação em graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Determine o ganho ou atenuação da freqüência. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída. 7: AUTO-WAH Auto Wah tem um filtro de freqüência com modulação da freqüência alterada. FILTER TYPE LPF/BPF Escolha o tipo de filtro. LPF:

Filtro de corte de agudos. BPF:

Filtro de corte de banda. RATE 0.05–10.0 Hz Ajuste a freqüência de modulação. DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito wah. SENS (Sensitivity) 0–127 Ajuste a sensibilidade do filtro. MANUAL 0–127 # Escolha a freqüência central do efeito. PEAK 0–127 Indique a largura da faixa do efeito (valores maiores produzem faixa mais estreita). LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

8: ROTARY Rotary simula a rotação de alto falantes encontrada em aparelhos antigos. Agudos e graves tem rotação independente. HIGH SLOW (Freqüência de agudos lento) 0.05–10.0 Hz Indique a rotação lenta (SLOW) do rotor de agudos. LOW SLOW (Freqüência de graves slow rate) 0.05–10.0 Hz Indique a rotação lenta (SLOW) do rotor de graves. HIGH FAST (Freqüência de agudos rápida) 0.05–10.0 Hz Indique a rotação rápida (FAST) do rotor de agudos. LOW FAST (Freqüência de graves rápida) 0.05–10.0 Hz Indique a rotação rápida (FAST) do rotor de graves. SPEED Slow/Fast # Ajuste a rotação do o rotor de graves e agudos Slow:

Rotação lenta (usa ajustes de LOW SLOW RATE/HI SLOW RATE). Fast:

Rotação rápida (usa os ajustes LOW FAST RATE/HI FAST RATE). HIGH ACCL (Freqüência de aceleração para agudos) 0–15 Determina como é a passagem entre rotação lenta e rápida nos agudos. LOW ACCL (Freqüência de graves acceleration) 0–15 Determina como é a passagem entre rotação lenta e rápida nos graves. HIGH LEVEL (volume da fequência de agudos) 0–127 Ajuste o volume da rotação em agudos. LOW LEVEL (Volume da freqüência de graves) 0–127 Ajuste o volume da rotação em graves. SEPARATION 0–127 Ajuste a espacialização do som LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

9: COMPRESSOR Compressor comprime volumes altos e reforça volumes baixos uniformizando o som. SUSTAIN 0–127 Ajuste a duração do reforço de volumes baixos. ATTACK 0–127 Ajuste o tempo de ataque na entrada do som. PAN (Output pan) L64–0–R63 Indique a posição do som na saída. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. POST GAIN 0/+6/+12/+18 dB Ajuste o volume de saída. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. LEVEL (volume de saída) 0–127 # Determine o volume de saída.

10: LIMITER Limiter limita o excesso de volume, prevenindo distorção do som. THRESHOLD (Threshold level) 0–127 Ajuste o volume em que começa compressão do som. RELEASE (Release time) 0–127 Ajuste o tempo de fim da compressão quando o volume abaixa. RATIO (Compression ratio) 1.5:1/2:1/4:1/100:1 Ajuste a taxa de compressão. PAN (Output pan) L64–0–R63 Indique a posição do som na saída. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. POST GAIN 0/+6/+12/+18 dB Ajuste o volume de saída do som. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. LEVEL (volume de saída) 0–127 # Determine o volume de saída.

11: HEXA-CHORUS Hexa-chorus combina seis chorus com diferentes ajustes para distribuição do som. PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Ajuste o atraso entre o começo do som inicial e o começo do som de chorus. RATE 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. PRE DLY DEV (Pre delay deviation) 0–20 Ajuste o desvio entre atraso nos diferentes chorus. Valores maiores produzem maior distribuição dos efeitos. DEPTH DEV (Depth deviation) -20–+20 Ajuste a diferença de intensidade de modulação entre os chorus. PAN DEV (Pan deviation) 0–20 Ajuste a diferença de posição no estéreo entre os chorus. Com 0, todos ficam no centro, com 20, ficam distribuídos em intervalos de 60 graus em relação ao centro. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e chorus . Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 apenas se ouve o som do efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

12: TREMOLO-CHO (Tremolo Chorus) Tremolo-chorus é um chorus com tremolo (modulação de volume). PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Ajuste o atraso entre o começo do som inicial e o começo do som de chorus. CHORUS RATE 0.05–10.0 Hz Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. CHORUS DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. TREM RATE (Tremolo rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito tremolo. TREM SEP (Tremolo separation) 0–127 Ajuste a espacialização do tremolo. TREM PHASE (Tremolo phase) 0–180 Ajuste a fase do tremolo. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e tremolo-chorus. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:100E se ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

13: SPACE-D Space-D são múltiplos chorus com modulação em dois estágios, estéreo, criando um efeito de transparência do som. PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito chorus. RATE 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. PHASE 0–180 Ajuste a espacialização do chorus. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves.

Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e chorus. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 apenas se ouve o som do efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

14: STEREO-CHO (Stereo Chorus)

Chorus estéreo, com filtro para ajuste do timbre do efeito. FILTER TYPE Off/LPF/HPF Escolha o tipo de filtro.

Off:

O filtro não é usado.

LPF:

Corte da região acima de cutoff.

HPF:

Corte da região abaixo de cutoff. CUTOFF FREQ (Cutoff frequency) 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz) Indique a freqüência de ação do filtro. PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito chorus. RATE 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. PHASE 0–180 Ajuste a espacialização do chorus. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e chorus. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 apenas se ouve o som do efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

15: STEREO-FL (Stereo Flanger)

Flanger Estéreo com ressonância metálica. Um filtro permite o ajuste do timbre do efeito. FILTER TYPE Off/LPF/HPF Escolha o tipo de filtro.

Off:

O filtro não é usado.

LPF:

Corte das frequências acima de cutoff.

HPF:

Corte das frequências abaixo de cutoff. CUTOFF FREQ (Cutoff frequency) 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz)

Indique a freqüência de ação do filtro. PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito flanger. RATE (LFO rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito flanger. DEPTH (LFO depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito flanger. PHASE 0–180 Ajuste a espacialização do flanger. FEEDBACK -98–+98 % Ajuste a realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e flanger. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 se ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

16: STEP-FL (Step Flanger) Step flanger é um flanger em que a afinação muda em intervalos. A variação é determinada pelos ajustes abaixo. O intervalo pode ser determinado por figura rítmica. PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito flanger. RATE 0.05–10.0 Hz Ajuste a freqüência de modulação do efeito flanger. DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito flanger. FEEDBACK -98–+98 % Ajuste a realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. STEP RATE 0.05–10.0 Hz # Indique a freqüência de mudança de afinação. PHASE 0–180 Ajuste a espacialização do flanger. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e flanger. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 se ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

17: STEREO-DELAY Delay estéreo. FB MODE (Feedback mode) Normal/Cross Indique o input de retorno do delay. Normal:

Esquerda volta para esquerda, e direita volta para a direita. Cross:

Esquerda volta para a direita, e direita volta para a esquerda. DELAY LEFT (Delay time left) 0.0–500 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito esquerdo de delay. DELAY RIGHT (Delay time right) 0.0–500 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito direito de delay. PHASE LEFT (Feedback phase left) Normal/Invert Ajuste a fase do som delay esquerdo.

Normal:

Invert: Com inversão de fase PHASE RIGHT (Feedback phase right) Normal/Invert Ajuste a fase do som delay direito.

Normal:

Invert: Com inversão de fase FEEDBACK (Feedback level) -98–+98 % # Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. HF DAMP 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Ajuste a atenuação de agudos no retorno.

Se não quiser atenuação, escolha Bypass. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e delay. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e D0:E100 produz apenas o som de efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

Sem inversão de fase

Sem inversão de fase

18: MOD-DELAY (Modulation Delay) Modulation-delay é um delay com modulação, que lembra um flanger. FB MODE (Feedback mode) Normal/Cross Indique o input de retorno do delay. Normal:

Esquerda volta para esquerda, e direita volta para a direita. Cross:

Esquerda volta para a direita, e direita volta para a esquerda. DELAY LEFT (Delay time left) 0.0–500 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito delay esquerdo. DELAY RIGHT (Delay time right) 0.0–500 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito delay direito. FEEDBACK (Feedback level) -98–+98 % Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. HF DAMP 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Ajuste a freqüência de atenuação de agudos. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. RATE 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito.

DEPTH 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito. PHASE 0–180 Ajuste a espacialização da modulação. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e som de modulation-delay. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, com D0:100E você ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

19: 3-TAP-DELAY (Triple Tap Delay)

Triple-tap-delay é um eco produzido em três posições: centro, esquerda e direita. DELAY LEFT (Delay time left) 200–1000 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito esquerdo do delay. DELAY RIGHT (Delay time right) Ajuste o atraso entre som original e efeito direito do delay.

* Mesmos valores que em DELAY LEFT. DELAY CENTER (Delay time center)

Ajuste o atraso entre som original e efeito central de delay.

* Mesmos valores que em DELAY LEFT.

FEEDBACK (Feedback level) -98%–+98% # Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. HF DAMP 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Ajuste a atenuação de agudos no retorno. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. LEFT LEVEL 0–127 Ajuste o volume do delay esquerdo. RIGHT LEVEL 0–127 Ajuste o volume do delay direito. CENTER LEVEL 0–127 Ajuste o volume do delay central. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e delay. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e D0:E100 produz apenas o som de efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

20: 4-TAP-DELAY (Quadruple Tap Delay) Quadruple-tap-delay é agrupa quatro efeitos de delay. DELAY1 (Delay time 1) 200–1000 ms Ajuste o atraso entre som original e efeito delay 1.

* Os ajustes para delay 2 a 4 serão iguais.

DELAY2 (Delay time 2) Ajuste o atraso entre som original e efeito delay 2. DELAY3 (Delay time 3) Ajuste o atraso entre som original e efeito delay 3. DELAY4 (Delay time 4) Ajuste o atraso entre som original e efeito delay 4. LEVEL1 0–127 Ajuste o volume do delay 1. LEVEL2 0–127 Ajuste o volume do delay 2. LEVEL3 0–127 Ajuste o volume do delay 3. LEVEL4 0–127 Ajuste o volume do delay 4. FEEDBACK (Feedback level) -98%–+98% # Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. HF DAMP 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Ajuste a atenuação de agudos no retorno.

Se não quiser atenuação, escolha Bypass. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e o efeito delay. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e D0:E100 produz apenas o som de efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

21: TIMECTRL-DLY (Time Control Delay) Este efeito permite o controle do atraso do delay em tempo real. Durante a mudança a afinação do som é alterada. DELAY (Delay time) 200–1000 ms # Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito delay. FEEDBACK (Feedback level) -98–+98 % Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. ACCELERATION 0–15 Indique o tempo de mudança de ajuste de tempo de atraso (este ajuste determina como será a variação da afinação na passagem de ajustes). HF DAMP 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Ajuste a atenuação de agudos no retorno. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. PAN (Output pan) L64–0–R63 Ajuste a posição estéreo do delay. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste o ganho ou atenuação de de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e delay. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e D0:E100 produz apenas o som de efeito.

LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

22: 2VOICE-P.SFT (2 Voice Pitch Shifter) Pitch Shifter desloca a afinação em relação ao som original. Com duas novas vozes em outra afinação você pode produzir sons de acordes com apenas um som na entrada. MODE (Pitch shifter mode) 1–5 Valores mais altos produzem resposta mais lenta, porém mais estáveis. COARSE A (Coarse pitch A) -24–+12 # Determine a variação de afinação em pitch shift A. (-2–+1 oitavas) COARSE B (Coarse pitch B) -24–+12 Determine a variação de afinação em pitch shift B. (-2—+1 oitavas) FINE A (Fine pitch A) -100–+100 Ajuste a afinação em passos de 2 centésimos (centésimos de semitom) em pitch shift A. FINE B (Fine pitch B) -100–+100 Ajuste a afinação em passos de 2 centésimos (centésimos de semitom) em pitch shift B. PRE DELAY A (Pre delay time A) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito pitch shift A. PRE DELAY B (Pre delay time B) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito pitch shift B. PAN A (Output pan A) L64–0–R63 Ajuste a posição no estéreo de pitch shift A. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. PAN B (Output pan B) L64–0–R63 Ajuste a posição no estéreo de pitch shift B. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. LVL BALANCE (Level balance) A100:0B–A0:100B Ajuste o balanço de volume entre pitch shift A e pitch shift B. Com A100:0B você ouve apenas pitch shift A, e com A0:100B você ouve apenas pitch shift B. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre original e o som do efeito. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:100E você ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

23: FB-P.SFT (Feedback pitch shifter) Efeito de pitch shifter com realimentação. MODE (Pitch shifter mode) 1–5 Valores mais altos produzem resposta mais lenta, porém mais estáveis. COARSE (Coarse pitch) -24–+12 # Ajuste a afinação em passos de semitom. (-2–+1 oitavas) FINE (Fine pitch) -100–+100 Ajuste a afinação em passos de 2 centésimos (centésimos de semitom). PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito pitch shift. FEEDBACK -98–+98 % Indique a proporção de retorno (%) do som processado por pitch shift para reprocessamento. Valores negativos indicam mudança de fase. PAN (Output pan) L64–0–R63 Ajuste a posição no estéreo do som de pitch shift. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB

Ajuste ganho ou atenuação de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e som de pitch shift. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:100E você ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

24: REVERB Simulação de espaço acústico. TYPE (Reverb type)

Room1/Room2/Stage1/Stage2/Hall1/Hall2

Escolha o tipo de reverb.

Room1:

Reverberação curta e densa

Room2:

Reverberação curta de baixa densidade

Stage1:

Reverberação com final mais denso

Stage2:

Reverberação com início denso

Hall1:Reverberação clara Hall2:Reverberação brilhante PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito reverb. TIME (Reverb time) 0–127 # Indique a duração da reverberação. HF DAMP 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Indique a freqüência de atenuação de agudos no efeito. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de graves. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e reverb. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:100E você ouve apenas o efeito. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

25: GATE-REVERB

Gate reverb é um reverb que tem corte no som durante o decaimento. TYPE (Gatereverb type)

Normal/Reverse/Sweep1/Sweep2

Escolha o tipo de reverb.

Normal:

Gate reverb tradicional.

Reverse:

Reverse reverb.

Sweep1:

O reverb se move da direita para a esquerda.

Sweep2:

O reverb se move da esquerda para a direita.

PRE DELAY (Pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito reverb. GATE TIME 5–500 ms Ajuste a duração do efeito reverb. LOW GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de graves.

Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de graves. HIGH GAIN -15–+15 dB Ajuste ganho ou atenuação de agudos. Valores positivos determinam ganho e valores negativos atenuação de agudos. BALANCE (Effect balance) D100:0E–D0:100E # Ajuste o balanço de volume entre som original e reverb. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:100E você ouve apenas o reverb. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

26: OD ‘ CHO (Overdrive ‘ Chorus) Um overdrive e um chorus conectados em série. OD DRIVE 0–127 # Ajuste a intensidade de distorção do overdrive. O volume varia junto com este ajuste. OD PAN (Overdrive pan) L64–0–R63 Ajuste a posição no estéreo de overdrive. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. CHO PRE DLY (Chorus pre delay time) 0.0–100 ms Ajuste o intervalo entre som original e efeito chorus. CHO RATE (Chorus rate) 0.05–10.0 Hz Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. CHO DEPTH (Chorus depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. CHO BALANCE (Chorus balance)

D100:0E–D0:100E

Ajuste o volume de overdrive que não passa por chorus, em relação ao que passa. Com D100:0E você ouve apenas overdrive que não passa por, e com D0:100E todo o som de overdrive passa pelo chorus. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

27: OD ‘ FL (Overdrive ‘ Flanger) Conexão entre overdrive e flanger em série. OD DRIVE 0–127 # Ajuste a intensidade de distorção do overdrive. O volume varia junto com este ajuste. OD PAN (Overdrive pan) L64–0–R63 Ajuste a posição no estéreo de overdrive. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. FL PRE DLY (Flanger pre delay time) 0.0–100ms Indique o intervalo de tempo entre o som original e o som do efeito flanger. FL RATE (Flanger rate) 0.05–10.0 Hz Ajuste a freqüência de modulação do efeito do flanger. FL DEPTH (Flanger depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito flanger. FL FEEDBACK (Flanger feedback level) -98–+98 % Indique a proporção de retorno (%) de flanger para reprocessamento. Valores negativos indicam mudança de fase. O ajuste é em passos de 2%. Não ocorre retorno com o ajuste zero. FL BALANCE (Flanger balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre overdrive que não passa por flanger e overdrive que passa por flanger. Com D100:0E você ouve apenas overdrive, e com D0:100E você ouve apenas overdrive que passou por flanger. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

28: OD ‘ DLY (Overdrive ‘ Delay) Conexão de overdrive e delay em série. OD DRIVE 0–127 # Ajuste a intensidade de distorção do overdrive. O volume varia junto com este ajuste. OD PAN (Overdrive pan) L64–0–R63 Ajuste a posição no estéreo para o som de overdrive. L64 é esquerda, 0 é centro, e R63 é direita. DLY TIME (Delay time) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som com delay. DLY FEEDBACK (Delay feedback level) -98–+98 % Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase. O ajuste é feito em passos de 2%. DLY HF DAMP (Delay HF damp) 200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz), Bypass Ajuste a atenuação de agudos no retorno. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. DLY BALANCE (Delay balance)

D100:0E–D0:100E

Ajuste o balanço de volume entre overdrive que não passa por delay e overdrive que passa por delay. Com D100:0E você ouve apenas overdrive, e com D0:100E você ouve apenas overdrive que passou por delay. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

29: DS ‘ CHO (Distortion ‘ Chorus) Conexão de distortion e chorus em série. Mesmo parâmetros que em “26: OD / CHO,” com estas exceções. OD DRIVE ‘ DS DRIVE # (Ajuste da intensidade de distorção.) OD PAN ‘ DS PAN (Ajuste a posição no estéreo para o som com distorção.)

30: DS ‘ FL (Distortion ‘ Flanger) Conexão de distortion e flanger em série. O parâmetros que em “27: OD FL,” com estas exceções:

OD DRIVE ‘ DS DRIVE # (Ajuste da intensidade de distorção.) OD PAN ‘ DS PAN (Ajuste a posição no estéreo de distorção.)

31: DS ‘ DLY (Distortion ‘ Delay) Conexão de distortion e delay em série. O parâmetros que em “28: OD DLY,” com estas exceções:

OD DRIVE ‘ DS DRIVE # (Ajuste da intensidade de distorção.) OD PAN ‘ DS PAN (Ajuste a posição no estéreo de distorção.)

32: EH ‘ CHO (Enhancer ‘ Chorus) Conexão de enhancer e chorus em série. EH SENS (Enhancer sensitivity) 0–127 Ajuste a sensibilidade de enhancer. EH MIX (Enhancer mix level) 0–127 Ajuste o volume de harmônicos gerados por enhancer. CHO PRE DLY (Chorus pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito chorus.

CHO RATE (Chorus rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus.

CHO DEPTH (Chorus depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. CHO BALANCE (Chorus balance)

D100:0E–D0:100E

Ajuste o balanço de volume entre enhancer que não passa por chorus e enhancer que passa por chorus. Com D100:0E você ouve apenas enhancer, e com D0:100E você ouve apenas enhancer que passou por chorus. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

33: EH ‘ FL (Enhancer ‘ Flanger) Conexão de enhancer e flanger em série. EH SENS (Enhancer sensitivity) 0–127 Ajuste a sensibilidade de enhancer. EH MIX (Enhancer mix level) 0–127 Ajuste o volume dos harmônicos gerados por enhancer, com o som original. FL PRE DELAY (Flanger pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito flanger. FL RATE (Flanger rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito flanger . FL DEPTH (Flanger depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito flanger. FL FEEDBACK (Flanger feedback level) -98–+98 % Indique a proporção de retorno (%) de flanger para reprocessamento. Valores negativos indicam mudança de fase.

O ajuste é feito em passos de 2%.

FL BALANCE (Flanger balance)

D100:0E–D0:100E

Ajuste o balanço de volume entre enhancer que não passa por flanger e enhancer que passa por flanger. Com D100:0E você ouve apenas enhancer, e com D0:100E você ouve apenas enhancer que passou por flanger. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

34: EH ‘ DLY (Enhancer ‘ Delay) Conexão de enhancer e delay em série. EH SENS (Enhancer sensitivity) 0–127 Ajuste a sensibilidade de enhancer. EH MIX (Enhancer mix level) 0–127 Ajuste o volume dos harmônicos gerados por enhancer, com o som original. DLY TIME (Delay time) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito delay. DLY FEEDBACK (Delay feedback level) -98–+98 % #

Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase.

O ajuste é feito em passos de 2%.

DLY HF DAMP (Delay HF damp)

200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz),

Bypass

Ajuste a atenuação de agudos no retorno. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. DLY BALANCE (Delay balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre enhancer que não passa por delay e enhancer que passa por delay.

Com D100:0E você ouve apenas enhancer, e com D0:100E você ouve apenas enhancer que passou por delay. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

35: CHO ‘ DLY (Chorus ‘ Delay) Conexão de chorus e delay em série. CHO PRE DELAY (Chorus pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito chorus. CHO RATE (Chorus rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. CHO DEPTH (Chorus depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. CHO BALANCE (Chorus balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e chorus. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 apenas se ouve o som do efeito. DLY TIME (Delay time) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito delay. DLY FEEDBACK (Delay feedback level) -98–+98 %

Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase.

O ajuste é feito em passos de 2%.

DLY HF DAMP (Delay HF damp)

200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz),

Bypass

Ajuste a atenuação de agudos no retorno. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. DLY BALANCE (Delay balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre chorus que passa por delay e chorus que não passa por delay. Com D100:0E você tem apenas chorus, e com D0:100E todo o som de chorus passa por delay. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

36: FL ‘ DLY (Flanger ‘ Delay) Conexão de flanger e delay em série. FL PRE DLY (Flanger pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito flanger. FL RATE (Flanger rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito flanger. FL DEPTH (Flanger depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito flanger. FL FEEDBACK (Flanger feedback level) -98–+98 %

Indique a proporção de retorno (%) de flanger para realimentação de input. Valores negativos indicam mudança de fase.

O ajuste é feito em passos de 2%.

FL BALANCE (Flanger balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e flanger. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 se ouve apenas o efeito. DLY TIME (Delay time) 0.0–500 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito delay. DLY FEEDBACK (Delay feedback level) -98–+98 %

Ajuste a intensidade de realimentação do efeito. Valores negativos indicam inversão de fase.

O ajuste é feito em passos de 2%.

DLY HF DAMP (Delay HF damp)

200/250/315/400/500/630/800/1000/1250/1600/2000/2500/3150/4000/5000/6300/8000 (200–8000 Hz),

Bypass

Ajuste a atenuação de agudos no retorno. Se não quiser atenuação, escolha Bypass. DLY BALANCE (Delay balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume de flanger que passa por delay e flanger que não passa por delay. Com D100:0E você tem apenas o flanger , e com D0:100E todo o flanger passa por delay. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

37: CHO ‘ FL (Chorus ‘ Flanger) Conexão de chorus e flanger em série. CHO PRE DLY (Chorus pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito chorus. CHO RATE (Chorus rate) 0.05–10.0 Hz Ajuste a freqüência de modulação do efeito chorus. CHO DEPTH (Chorus depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito chorus. CHO BALANCE (Chorus balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre som original e chorus. Com D100:E0 apenas se ouve o som original, e com D0:E100 apenas se ouve o som do efeito. FL PRE DLY (Flanger pre delay time) 0.0–100 ms Indique o intervalo entre o som original e o som do efeito flanger. FL RATE (Flanger rate) 0.05–10.0 Hz # Ajuste a freqüência de modulação do efeito flanger. FL DEPTH (Flanger depth) 0–127 Ajuste a intensidade de modulação do efeito flanger. FL FEEDBACK (Flanger feedback level) -98–+98 % Indique a proporção de retorno (%) de flanger para realimentação de input. Valores negativos indicam mudança de fase. O ajuste é feito em passos de 2%. FL BALANCE (Flanger Balance) D100:0E–D0:100E Ajuste o balanço de volume entre chorus que passa por flanger e chorus que não passa por flanger. Com D100:0E você tem apenas o efeito chorus, e com D0:100E todo o chorus passa por flanger. LEVEL (volume de saída) 0–127 Determine o volume de saída.

38: CHO/DLY (Chorus/Delay) Conexão de chorus e delay em paralelo. O parâmetros são os mesmos que em “35: CHO DLY.” A exceção

é em, Delay Balance que determina o balanço entre som original e som de delay.

39: FL/DLY (Flanger/Delay)

Conexão de a flanger e a delay em paralelo. O parâmetros são os mesmos que em “36: FL DLY.” a diferença

é em Delay Balance, que ajusta o balanço entre som original e som de delay.

40: CHO/FL (Chorus/Flanger) Conexão de a chorus e a flanger em paralelo. O parâmetros são os mesmos que em “37:CHO FL.” A diferença é em Flanger Balance, que ajusta o balanço entre som original e som de Flanger.

AJUSTES NO EFEITO CHORUS

Veja aqui como ajustar os parâmetros de freqüência de modulação e intensidade para o Chorus:

1. Selecione o patch em que irá ajustar chorus, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Use [PARAMETER] selecionando os parâmetros de CHORUS (veja adiante a descrição dos mesmos).

3. Use [VALUE] para fazer o ajuste do parâmetro.

4. Repita os passos 2 a 3 ajustando todos os parâmetros.

5. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Parâmetros de chorus CHO SEND LEVEL (Chorus Send Level) Determina o volume de chorus. CHORUS RATE Determina a freqüência de modulação. CHORUS DEPTH Determina a intensidade da modulação. CHORUS PRE-DELAY Determina o intervalo entre o começo do som original e o começo do som de chorus. CHORUS FEEDBACK Ajusta a realimentação para chorus.

AJUSTES DE REVERB

Escolha entre oito tipos de reverb (REVERB TYPE), e faça os ajustes de parâmetros:

1. Selecione o patch em que irá ajustar o Reverb, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “REVERB TYPE.”

3. Use [VALUE] selecionando o tipo de reverb. (Veja adiante detalhes sobre cada parâmetro e tipos de

reverb).

4. Use [PARAMETER] para escolher o parâmetro a ser ajustado.

5. Use [VALUE] para ajustar o valor do parâmetro.

6. Repita os passos 4 a 5 ajustando os diversos parâmetros.

7. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Parâmetros de Reverb:

REVERB TYPE (tipos de reverb ou delay)

Room1:

Reverb curto com alta densidade

Room2:

Reverb curto de baixa densidade.

Stage1:

Reverb com muita reverberação final

Stage2:

Reverb com forte reflexão inicial

Hall1:Reverb com reverberação clara. Hall2:Reverb com reverberação brilhante.

Delay:

Eco padrão.

Pan Delay:

Eco com movimento entre esquerda e direita no estéreo.

REV SEND LEVEL (Reverb/Delay Send Level) Determina o volume de reverb (ou delay).

REVERB TIME (Reverb/Delay Time) Se a seleção em REVERB TYPE for “Delay” ou “Pan Delay” (delay), faz o ajuste do atraso do som. Em outros casos ajusta a duração da reverberação.

REVERB HF DAMP (Reverb/Delay HF Damp) Ajusta a atenuação de agudos na reverberação. Se não quiser atenuação, selecione BYPASS.

DELAY FEEDBACK Este parâmetro aparece apenas se, em REVERB TYPE for selecionado “Delay” ou “Pan Delay.” Ajuste a realimentação do efeito.

DESLIGANDO EFEITOS TEMPORARIAMENTE (EFFECT BYPASS)

Você pode comparar o som com e sem efeito na criação de patches. Isto é feito com o Bypass.

1. No modo Patch Edit EFFECTS, pressione [EFFECTS].

OS efeitos internos de reverb, chorus, e multi-effects são desligados. No display a indicação “Edt” fica piscando indicando o Bypass.

*

Apenas o efeito em edição fica em Bypass.

*

Bypass existe apenas no modo Patch Edit EFFECTS.

*

Durante o uso do Bypass a programação de efeitos não é afetada.

2.

Pressione [EFFECTS] novamente.

Bypass é desativado.

O display “Edt” para de piscar.

* Esta condição não é registrada no patch. Para não usar um efeito no patch, faça o ajuste em LEVEL, CHO SEND LEVEL e MULTI-FX SW.

REV SEND

Quando os efeitos interno não funcionarem, faça as seguintes verificações:

• Veja se “Edit” está piscando no display (condição Bypass).

• Veja se “MULTI-FX SW” está ajustado para “Off”

• Veja se “REV SEND LEVEL” não está em zero.

• Veja se “CHO SEND LEVEL” não está em zero.

• CAso “Rev Send Level (Reverb Send Level)” esteja selecionado veja a posição do pedal de expressão.

• Caso “Cho Send Level (Chorus Send Level)” esteja selecionado veja a posição do pedal de expressão.

• Faça os ajustes para que o parâmetro “LEVEL” do efeito esteja em um valor adequado. Parâmetros com a indicação “#” podem ser controlados pelo pedal EXP. (Veja detalhes adiante).

CAPÍTULO 7 A FUNÇÃO ARPEGGIATOR

A função de arpejo do GR-33 foi preparada para uso em guitarra. Quando ligado, o acorde que é tocado pode

ser arpejado de formas complexas, para ser usado como backing com sons sintetizados enquanto você toca uma melodia. Também pode ser usado para produzir diversos efeitos que seriam impossíveis sem esta fun- ção.

SOBRE O ARPEJADOR

Padrões de arpejo (“Arpeggio Patterns”) Vamos imaginar como um arpejo é tocado em um violão. A mão esquerda indica as notas e a mão direita executa um padrão nas cordas, por exemplo 5, 4, 3, 4, 1, 3, 2, 3.

No GR-33, a seqüência em que as cordas são tocadas são o padrão de arpejo, ou “pattern.” O GR-33 tem 50 padrões de arpejo. Em cada patch você indica o padrão a ser usado. Com arpejador ligado, você pode indicar uma corda ou um acorde, e o arpejador começa a tocar de acordo com os diversos ajustes em — ARP., TEMPO, e outros.

* Se você tocar uma corda que não faz parte do padrão selecionado, por exemplo a corda 6 do exemplo

acima, ou se você tocar um número de cordas diferente, o GR-33 faz uma adaptação do padrão ao que você tocar. Usa por exemplo, a nota tocada como fundamental do arpejo a ser tocado.

USO DA FUNÇÃO HOLD EM ARPEJOS

A função Hold, produzida pressionando-se o pedal 3 no modo Pedal Effect permite criar uma progressão de

acordes sem interromper o ritmo do arpejador. Com arpejador ligado, a ação do pedal Hold atua no arpejo

— de uma forma diferente do seu funcionamento normal. O arpejo pode sustentar o acorde com um tone enquanto você toca a melodia com outro.

O GR-33 tem a opção latch hold que faz com que o arpejo continue mesmo quando o pedal é solto. O arpejo

continua a tocar até o pedal ser novamente acionado.

Escolha o tipo de hold em COMMON, no parâmetro “HOLD TYPE” do modo Patch Edit.

Opções de Hold com o arpejador ligado

As seguintes opções podem ser usadas com arpejador ligado.

Damper:

Pressione o pedal e toque a guitarra para produzir um arpejo que é sustentado mesmo que a corda não esteja mais vibrando. Quando a corda é tocada novamente, as novas notas são reconhecidas pelo arpejador e alteram a sustentação do arpejo. Solte o pedal para terminar a sustentação do arpejo. O arpejo irá tocar apenas enquanto as cordas estiverem vibrando. Use esta opção quando quiser fazer mudanças no arpejo sem quebrar o ritmo produzido pelo arpejador.

Sostenuto:

Pressionando o pedal ao tocar com o arpejador, faz com que o arpejo que está sendo tocado seja sustentado até o pedal ser solto. Se você tocar outras notas nesta condição, isto não afeta o arpejo. Permite tocar sons de guitarra com o som sintetizado como acompanhamento.

Latch TypeA (Latch hold tipo A):

Com a função normal de hold, pressionando o pedal a sustentação começa, e soltando o pedal a sustentação termina. Nesta opção, pressionando o pedal uma vez a sustentação começa, e pressionando o pedal nova- mente a sustentação termina. No GR-33, a opção latch hold é válida apenas com o Arpeggiator. Quando o arpejador está tocando e o pedal 3 (HOLD) é acionado, o GR-33 sustenta o arpejo que estiver sendo tocado no momento em que o pedal é pressionado. A sustentação continua mesmo quando o pedal é solto. A sustentação termina quando o pedal é novamente acionado. Como em Sustenuto, novas notas não afetam o arpejo. Durante a ação de Latch hold, você pode usar o pedal 4 (CTRL)—que normalmente liga e desliga o arpejador - para realizar mudanças de acorde sem interrupção do ritmo. Para isso, pressione e mantenha pressionado o pedal 4 (CTRL), toque o novo acorde e solte o pedal- o arpejador toca o novo acorde.

Latch TypeB (Latch hold tipo B):

O procedimento básico é o mesmo que em “Latch TypeA”— a sustentação continua mesmo quando você solta o pedal, e a sustentação termina quando você pressiona o pedal novamente. “Latch TypeB” também é igual ao “Latch TypeA” quando o que é tocado durante a sustentação não afetar o arpejo. A diferença é o que acontece quando o pedal 4 (CTRL) é acionado —com “Latch TypeB,” você pode tocar novas notas na guitarra para alterar o arpejo, como em “Damper.” No entanto, enquanto o pedal 4 não está acionado, as novas notas não alteram o arpejo, como seria em “Latch TypeA.”

Mudança do som do arpejo

A função de arpejo permite escolher o tone a ser tocado (HAR/ARP SELECT), (ARP PATTERN), e o andamento em que é tocado (ARP TEMPO).

o padrão a ser tocado

Ligando e desligando o arpejo (HAR/ARP CONTROL)

Use o pedal 4 (CTRL) para ligar e desligar o arpejo.

Para ligar ou desligar o arpejo enquanto está tocando, faça os seguintes ajustes.

1. Pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2. Use [PARAMETER] selecionando “CTRL PEDAL.”

3. Use [VALUE] selecionando “HAR/ARP Control.”

4. Pressione [WRITE] e faça o procedimento Write para registro de dados.

* Após este procedimento o modo Play volta automaticamente.

* Se não quiser o registro de dados, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

5.

Selecione o modo Pedal Effect.

*

Ou ajuste “S1/S2 FUNCTION” em “Patch Select” e volte ao modo Play.

6.

Pressione pedal 4 (CTRL) para ligar ou desligar o arpejador.

Ligando e desligando o arpejador no modo Patch Edit

1. Pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Use [PARAMETER] selecionando “HAR/ARP CONTROL.”

3. Use [VALUE] ligando ou desligando o arpejador respectivamente com “On” ou “Off.”

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write para registro de dados.

* Após este procedimento o modo Play volta automaticamente.

* Se não quiser o registro de dados, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Ou, nos ajustes de “HAR/ARP CONTROL,” “HAR/ARP SELECT,” ou “ARP PATTERN”, você pode usar o pedal 4 (CTRL) para ligar ou desligar o arpejador.

* Este ajuste pode ser registrado no patch.

Em cada patch, você seleciona arpejador ou harmonist, mas não ambos. Mesmo com ambos desligados, um

destes está selecionado. Quando é ativado o display irá indicar “ARP” ou “HAR” indicando qual está em uso.

* Ao fazer ajuste de arpejo —“HAR/ARP SELECT,” “ARP PATTERN,” ou “ARP TEMPO”—com o arpejador desligado, o arpejador é ligado automaticamente.

Escolha do tone a ser arpejado (HAR/ARP SELECT)

O parâmetro EFFECTS “HAR/ARP SELECT” do modo Patch Edit permite escolher o tone a ser tocado, o

primeiro, o segundo, ou som de gerador externo:

1. Selecione o patch em que deseja fazer o ajuste, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “HAR/ARP SELECT.”

3. Gire [VALUE] selecionando a opção desejada. (Veja as opções adiante.)

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para selecionar outro parâmetro do arpejador, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer o ajuste.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

Opções disponíveis em HAR/ARP SELECT

Arpeggio All:

Todos os tones internos e externos são arpejados.

Arpeggio 1st:

Apenas o primeiro tone interno é arpejado.

Arpeggio 2nd:

Apenas o segundo tone interno é arpejado.

Arpeggio 1&2:

O primeiro e segundo tones internos são arpejados.

Arpeggio Ext:

O arpejo é apenas transmitido por MIDI.

Arpeggio Ext&1:

O arpejo transmitido por MIDI e toca o primeiro tone interno.

Arpeggio Ext&2:

O arpejo transmitido por MIDI e toca o segundo tone interno.

Escolha de padrão de arpejo (ARP PATTERN) Escolha entre as 50 opções de arpejo presets:

1.

Selecione o patch em que deseja fazer a escolha, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “ARP PATTERN.”

3. Gire [VALUE] selecionando o padrão desejado.

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para ajustar outro parâmetro, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer o ajuste.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

AJUSTE DE ANDAMENTO DO ARPEJO (ARP TEMPO)

1.

Selecione o patch a ser modificado, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “ARP TEMPO.”

3.

Gire [VALUE] fazendo o ajuste do andamento.

O

ajuste de andamento em ARP TEMPO é feito entre os limites de 50 a 250.

4.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para ajuste de outro parâmetro, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer o ajuste.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

USO DO PEDAL PARA INDICAR O ANDAMENTO (FUNÇÃO TAP TEMPO TEACH)

O andamento pode ser indicado pressionando o pedal no ritmo desejado. Isto é feito com a função Tap

Tempo Teach. Quando você entra no modo Patch Edit e faz ajustes do arpejador, o pedal 4 (CTRL) normalmente permite ligar ou desligar o arpejador, mas o pedal 4 (CTRL) também pode ser usado para indicar o andamento do arpejo. Estando no display de ajuste de andamento em Patch Edit EFFECTS “ARP. TEMPO” pressione o pedal 4 (CTRL) no ritmo desejado. O display indica “TAP,” e o andamento é ajustado de acordo. Depois deste ajuste a indicação “TAP” sai do display.

* Esta função também pode ser ativada com o pedal BANK SHIFT (Up) no modo Pedal Effect com

arpejador ligado.

* O andamento é um parâmetro do patch que pode ser registrado com o mesmo (procedimento Write). Alguns padrões usam múltiplos do ajuste de “ARP TEMPO” como andamento.

CAPÍTULO 8 HARMONIZAÇÃO NO TOM ESCOLHIDO (HARMONIST)

O GR-33 permite usar o ajuste de TONE “TRANSPOSE” para mudar a afinação entre o primeiro e segundo

tone em relação à afinação da guitarra, criando vozes paralelas. Para a criação de harmonização com sentido musical, você pode fazer com que os intervalos respeitem a escala a ser usada na música. Isto pode ser feito com a função “Harmonist,” em que você indica o intervalo e a escala a ser usada.

SOBRE A FUNÇÃO HARMONIST

Diferente da transposição, que conserva o intervalo rígido, na harmonização, o intervalo se adapta às notas da escala indicada. Se você usar por exemplo um intervalo de terça, esta terça pode ser maior ou menor em função da posição das notas na escala indicada. E isto também pode ser feito para acordes que sejam tocados. Você pode criar acordes complexos tocando acordes de três notas, por exemplo.

O QUE PODE SER FEITO COM O HARMONIST

Acrescentando som sintetizado ao som da guitarra

Os pedais de harmonização comuns de guitarra, atuam como pitch shifter, e apenas produzem harmonização com o som da guitarra, e para apenas uma nota. Aqui, esta função usa os sons de sintetizador e pode atuar em acordes. Você pode, por exemplo, ter som de marimba, ou órgão na harmonização, ou escolher o som de guitarra para a harmonização. Se quiser a harmonização entre o som da sua guitarra e o som do GR-33, ajuste o seletor do GK-2A em “MIX”.

* Para que todos os sons do patch (1 e 2) e os sons externos de MIDI sejam usados na harmonização, selecione, em “HAR/ARP SELECT” a opção “Harmony All.”

Harmonização com dois sons de sintetizador

Você pode fazer a harmonização usando apenas o som de sintetizador, sem ouvir a guitarra, colocando o

GK-2A em

“PAN MODE” colocando os sons na esquerda e direita do estéreo. Você pode também combinar o som da guitarra com o som da linha de melódica ajustando o GK-2A em “MIX.” Procedimento Ligando e desligando a função Harmonist (HAR/ARP CONTROL) Uso do pedal 4 (CTRL) para ligar ou desligar o Harmonist

“SYNTH.” Para produzir um som dois tones selecione “CROSS TONES” em COMMON

1.

Pressione [COMMON] para entrar no modo Patch Edit.

2.

Use [PARAMETER] selecionando “CTRL PEDAL.”

3.

Use [VALUE] selecionando “HAR/ARP Control.”

4.

Pressione [WRITE] para registrar os dados.

*

Após este procedimento o modo Play volta automaticamente.

*

Se não quiser o registro de dados, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

5.

Selecione o modo Pedal Effect.

*

Ou, com o ajuste de “S1/S2 FUNCTION” em “Patch Select” e use o modo Play.

6.

Pressione pedal 4 (CTRL) para ligar ou desligar o Harmonist.

Para ligar ou desligar o Harmonist no modo Patch Edit

1. Pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Use [PARAMETER] selecionando “HAR/ARP CONTROL.”

3. Use [VALUE] para ligar ou desligar o Harmonist respectivamente com as opções “On” ou “Off.”

4. Pressione [WRITE] para registrar os dados.

* Após este procedimento o modo Play volta automaticamente.

* Se não quiser o registro de dados, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Ou, estando nos ajustes de “HAR/ARP CONTROL,” “HAR/ARP SELECT,”“HARMONY STYLE,”

“HARMONY KEY,” ou “HARMONY REMOTE”, você pode usar o pedal 4 (CTRL) para ligar ou desligar

o Harmonist.

* Este ajuste é registrado de forma independente em cada patch.

Em cada patch, você seleciona arpejador ou harmonist, mas não ambos.

Para passar a usar o Harmonist em um patch que estão com Arpeggiator selecionado, coloque a opção “HAR/ARP SELECT” em uma opção de harmonist, por exemplo “Harmony All.”

* Em um patch com harmonist selecionado e desligado, a edição de um parâmetro —“HAR/ARP SELECT,” “HARMONY STYLE,” “HARMONY KEY,” ou “HARMONY REMOTE”— faz com que o Harmonist seja ligado.

ESCOLHA DO TONE DE HARMONIST (HAR/ARP SELECT)

O parâmetro “HAR/ARP SELECT” permite escolher os tones que atuam na harmonização.

1. Selecione o patch a ser modificado, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “HAR/ARP SELECT.”

3. Gire [VALUE] selecionando a opção de harmonização. (Veja adiante as opções).

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para selecionar outro parâmetro, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer

o ajuste.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

OPÇÕES DE HARMONIZAÇÃO EM HAR/ARP SELECT

Harmony All:

Os tones internos e externos são usados na harmonização. Harmony 1st:

Apenas o primeiro tone interno é usado na harmonização. Harmony 2nd:

Apenas o segundo tone interno é usado na harmonização. Harmony 1&2:

O primeiro e segundo tones internos são usado na harmonização.

Harmony Ext:

Sons MIDI externos são usados na harmonização. Harmony Ext&1:

O primeiro tone interno e sons MIDI externos são usados na harmonização.

Harmony Ext&2:

O

segundo tone interno e sons MIDI externos são usados na harmonização.

*

As outras opções deste parâmetros—Arpeggio All, Arpeggio 1st,

,

Arpeggio Ext&2 são para harpejador,

e

selecionam esta função desligando a harmonização.

AJUSTE DO INTERVALO DA HARMONIZAÇÃO (HARMONY STYLE)

O intervalo entre a melodia e harmonização produzida - terça, quinta, ou outros intervalos - é ajustada em

“HARMONY STYLE”.

1. Selecione o patch em que irá fazer este ajuste, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “HARMONY STYLE.”

3. Gire [VALUE] selecionando o intervalo desejado.

Os intervalos -7th, -6th, -5th, -4th, -3rd, -2nd, +2nd, +3rd, +4th, +5th, +6th, +7th, ou Diminuto podem ser selecionados. Diminuto produz uma harmonização que sempre produz uma terça diminuta a partir da melo- dia, independente do ajuste em HARMONY KEY. Usado para a escala diminuta.

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para selecionar outro parâmetro, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer

o ajuste.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Com o ajuste de HARMONY STYLE em “+3,” e HARMONY KEY ajustado para “minor,” a harmonização é feita com a escala menor.

AJUSTE DE TRANSPOSIÇÃO EM “HARMONY STYLE”

Os ajustes de transposição, TONE “1ST TRANSPOSE” e “2ND TRANSPOSE” e os ajustes de COMMON

“MIDI [TRANSPOSE]” são separados de “HARMONY STYLE,” e produz um resultado independente. Quando estiver usando a função Harmonist, o ajuste de transposição de qualquer tone deve estar em “0,” a não ser que você queira usar esta função para que a harmonização ocorra em oitavas.

Exemplo:

Harmonização duas oitavas abaixo:

1.

Coloque o GK-2A Guitar/Synth em “MIX.”

2.

Escolha o patch e os dois tones do mesmo.

3.

Pressione [TONE], e use [PARAMETER] selecionando “1ST TRANSPOSE.”

4.

Gire [VALUE] selecionando “-12” (1 oitava abaixo). Este tone toca uma oitava abaixo do som da guitar-

ra.

*

O ajuste de TRANSPOSE pode ser independente em cada corda. Para o ajuste atuar em todas as cordas,

a

indicação “ALL,” deve estar no display, antes do ajuste de TRANSPOSE para “-12.”

5.

Pressione [EFFECTS], e use [PARAMETER] selecionando “HAR/ARP SELECT.”

6.

Gire [VALUE] selecionando “Harmony 2nd.”

7.

Pressione [PARAMETER] selecionando “HARMONY STYLE.”

8.

Gire [VALUE] selecionando “+3rd.”

O

segundo tone toca a harmonia uma terça acima do som da guitarra. O resultado final é um som uma oitava

abaixo, e um som sintetizado uma terça acima, com o som da guitarra no meio. As indicações de transposição são em semitons. 12 semitons equivalem a uma oitava. A indicação na harmonização são em intervalos, terça, quinta, etc. Não faça confusão entre estes dois sistemas.

ESCOLHA DO TOM DE HARMONIZAÇÃO (HARMONY KEY)

O ajuste “HARMONY KEY” permite indicar o tom (escala) a ser usado na harmonização, por exemplo C ou

Gm (dó maior ou sol menor).

• Ajuste de tom da harmonia

1. Selecione o patch em que deseja fazer este ajuste, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “HARMONY KEY.”

3. Gire [VALUE] fazendo o ajuste do parâmetro. (Veja opções adiante.)

4. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para ajuste de outro parâmetro, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer

o ajuste.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

OPÇÕES DISPONÍVEIS EM HARMONY KEY

C, C#, D, D#, E, F, F#, G, G#, A, A#, e B Cm, C#m, Dm, D#m, Em, Fm, F#m, Gm, G#m, Am, A#m, e Bm

*

Com a opção “Diminish” em “HARMONY STYLE” a harmonização fica fixa, independente do ajuste

em

“HARMONY KEY”.

SOBRE A A INDICAÇÃO DO TOM NO DISPLAY

Em patches que usam a função harmonist, você pode verificar o tom selecionado na tela. Se a opção Dimi- nuto estiver selecionado em “HARMONY STYLE” o display indica “dim” Mudança de tom com pedal externo ou outro aparelho MIDI com mensagem de nota (HARMONY REMOTE)

A indicação de tom pode ser feita por aparelho MIDI externo, por exemplo o pedal FC-200 MIDI ou um

pedal PK-5 MIDI. Esta função pode ser ativada ou desativada no parâmetro “HARMONY REMOTE”.

1. Use um cabo MIDI para conectar o MIDI OUT de um teclado MIDI, FC-200, ou outro ao MIDI IN do

GR-33.

2. Ajuste o canal MIDI do aparelho externo para o mesmo canal que o GR-33.

3. Escolha o patch em que deseja usar a função remote key, e pressione [EFFECTS] para entrar no modo

Patch Edit.

4.

Pressione [PARAMETER] selecionando “HARMONY REMOTE.”

O

ajuste corrente é indicado no display. “On” indica que o controle externo está ativo, e “Off” indica que

está desativado.

5. Gire [VALUE] selecionando “On.”

6. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

Para selecionar outro parâmetro, use [PARAMETER] selecionando o parâmetro, e gire [VALUE] para fazer

o

ajuste.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

7.

Transmita mensagens de nota para o GR-33.

No FC-200, pressione “MODE” entrando no modo Note.

Independente do modo do GR-33 ao receber a mensagem de nota MIDI, o ajuste de HARMONY KEY muda para a nota indicada. Harmonist tem que estar selecionado no patch para este ajuste ser feito.

* Ativando “HARMONY REMOTE” o GR-33 para de produzir som ao receber mensagens de nota MIDI. Para usar o GR-33 como módulo de som, deixe este ajuste em OFF.

MUDANÇA ENTRE TOM MAIOR E MENOR

No modo Pedal Effect pressione “Up” em pedal externo de Bank Shift alterando o ajuste de “HARMONY

KEY” entre maior e menor. (Por exemplo, C# -C#m -C# -C#m

Em alguns patches, se o ajuste de “HARMONY STYLE” estiver em “Diminish” a harmonização fica fixa em diminuto. Neste caso a ação do pedal muda o ajuste entre diminuto e terça.

(Exemplo: Diminish — F — Diminish — F

)

,

ou Diminish — Gm — Diminish — Gm

,

etc.).

Para que o GR-33 seja usado com um sequenciador MIDI, este ajuste também é transmitido por MIDI OUT.

CAPÍTULO 9 CONEXÃO COM GERADORES DE SOM EXTERNOS E SEQUENCIADORES

A

conexão do GR-33 com um gerador de som externo permite tocar outros sons, além dos 384 sons internos.

O

GR-33 também pode ser usado para produção de som com um sequenciador MIDI. Veja aqui como fazer

os ajustes para o uso destas configurações com MIDI.

SOBRE O MIDI

Veja aqui a lista das mensagens MIDI usadas no GR-33

— “Note On” indica que corda foi tocada, indicando afinação e força.

— “Note Off” indica o fim da nota (corda para de vibrar).

— “Bend” variações sutis da afinação.

— “Program Change” mensagem de seleção de patches.

— “Control Change” mensagens para controle de volume e efeitos.

— “System Exclusive (SysEx)” mensagens com dados de programação de patches.

CONTROLE DE GERADOR DE SOM EXTERNO

Conecte o MIDI OUT do GR-33 ao MIDI IN do aparelho externo. Faça o ajuste de canal e extensão de bend (BASIC CHANNEL, BEND RANGE).

Canal MIDI (BASIC CHANNEL) No protocolo MIDI, o transmissor e o receptor precisam estar ajustado para o mesmo canal para que a comunicação seja possível. O canal MIDI pode ser escolhido entre 1 e 16. O GR-33 pode usar um canal por corda, usando seis canais em modo mono, ou gerar mensagens para todas as cordas no mesmo canal (modo poly). No modo Mono, você indica o primeiro canal (BASIC CHANNEL) e são usados seis canais conse- cutivos. Veja as instruções abaixo para o ajuste do parâmetro BASIC CHANNEL.

* Quando usar o GR-33 conectado em um módulo multitimbral ou sequenciador, cuidado para não sobre- por partes e canais.

EXTENSÃO DE BEND - BEND RANGE

O GR-33 pode transmitir continuamente mensagens sobre a afinação, de forma que vibrato do dedo, uso de

alavanca, e outro efeitos possam ser codificados em mensagem de bend. Para que o efeito seja correto, a extensão da variação da afinação deve corresponder ao efeito desejado no instrumento receptor. O GR-33

gera uma mensagem para fazer este ajuste a cada vez que um patch é selecionado, para ajuste automático do gerador de som externo. Isto é feito com a mensagem MIDI RPN “Pitch Bend Sensitivity” (CC No. 100, No. 101, No. 6, e No. 38). (Caso necessário pode ser desligada a transmissão destas mensagens). Caso o aparelho externo não reconheça estas mensagens, faça o ajuste manualmente, para que fique de acordo com

o ajuste no GR-33.

AJUSTE DE CANAL, MODO, E BEND RANGE

1. Pressione [SYSTEM] para entrar no modo System.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “BASIC CHANNEL.”

3. Use [VALUE] selecionando o ajuste desejado.

BASIC CHANNEL pode ser ajustado para :Mono 1–11” e “Poly 1–16”. (Mono transmite em seis canais consecutivos.)

4. Depois de fazer o ajuste em BASIC CHANNEL, pressione [PARAMETER] e selecione “BEND RAN-

GE.”

5. Use [VALUE] selecionando o ajuste desejado.

BEND RANGE pode ser ajustado em “0, 1, 2, 4, 5, 7, 12, 24.”

6. Faça o ajuste e depois pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

* Estes são ajustes do sistema do GR-33, e não precisam do procedimento Patch Write para serem conser- vados. Com o ajuste de Bend Range no GR-33 em “0,” o efeito é semelhante à opção COMMON “CHROMATIC” em “Type2” para o gerador de som externo.

No uso de módulo multitimbral e uso Mono (passo 3), os tones de cada corda podem ser escolhidos no gerador externo.

* Se o aparelho externo não produzir som, experimente aumentar o volume no GK-2A e coloque o seletor

do mesmo em “SYNTH” ou “MIX.” Caso ainda não esteja com som, veja o volume do gerador externo e as conexões de cabos. Se o ajuste de “MIDI [PC]” foi alterado, veja se o ajuste não está em “Off.”

USO DO AJUSTE DE VOLUME E CHAVE SELETORA NO GK-2A

No ajuste de volume no GK-2A, a mudança usa a mensagem MIDI CC nº7. Com isto você pode controlar

o volume de aparelhos externos. Quando o GK-2A é colocado no modo “GUITAR,” aparelhos externos ficam com volume 0.

A transmissão de mensagem de volume pode ser desligada, se necessário.

COMPARAÇÃO DOS MODOS MONO E POLY

Modo Mono

Número de canais em uso: 6 canais consecutivos. Se, por exemplo, o canal básico é “Mono3”, a transmissão ocorre nos canais 3 a 8.

Vantagens:

O controle contínuo de ajuste de afinação (bend) é independente em cada corda, permitindo a reprodução

das técnicas de guitarra. Quando deve ser usado:

Sempre que um módulo multitimbral tiver seis canais livres.

Modo Poly

Número de canais em uso: 1

Vantagens:

Usando um único canal para todas as cordas, reduz a exigência do módulo de som. A desvantagem é a perda do controle independente para mensagens de bend. Número de canais usados. Quando deve ser usado:

Quando o gerador externo não puder tocar seis canais MIDI. Quando se quiser diminuir o número de canais MIDI em uso.

Escolha de Patch e outros ajustes com mensagens MIDI geradas no GR-33 (MIDI [PC]) Quando o pedal ou [VALUE] são usados para a seleção de patch no GR-33, uma mensagem de Program Change é transmitida no MIDI OUT do GR-33. Você pode usar isto para a seleção de som em aparelhos

externos. O número patch selecionado na mensagem pode ser escolhido entre 1 e 128. Originalmente estas mensagens são geradas em ordem de A11 a D84. Para escolha do número do Program Change a ser transmitido na seleção do patch:

1. Escolha o patch em que deseja fazer esta programação, e pressione [COMMON] para entrar no modo

Patch Edit.

2.

Pressione [PARAMETER] selecionando “MIDI [PC].”

3

Escolha a corda correspondente ao ajuste (para todas as cordas escolha “ALL”.

4.

Use [VALUE] para ajustar o valor do parâmetro.

A

escolha pode ser entre Off e 1 a 128.

5.

Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

*

Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

*

Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

A

opção “Off” faz com que corda não transmita dados MIDI. Para tocar apenas o gerador externo, coloque

o

ajuste “LAYER” em “Mute.”

* A seleção de patches no GR-33 é fixa e não é alterada por este ajuste. Para que a transmissão e recepção sejam no mesmo canal, selecione o modo System, e na função FACTORY RESET, selecione “PC Number,”

e confirme o procedimento.

ESCOLHA DE PROGRAMAS DIFERENTES PARA CADA CORDA

No passo 3, você pode fazer com que cada corda controle um tone diferente no módulo de som externo (uso em MONO). Use a opção “OFF” quando não for tocar uma corda.

Seleção de timbre além de 128 (MIDI [CC0], MIDI [CC32])

Para que o GR-33 faça a seleção de banco de timbres com as mensagens CC0 e CC32:

1. Escolha o patch em que deseja usar esta opção, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Use [PARAMETER] selecionando “MIDI [CC0]”.

3. Pressione [STRING SELECT] selecionando “ALL.”

4. Use [VALUE] para indicar o banco de timbres CC0 (Off, 0 a 127).

5. Depois de indicar “MIDI [CC0]”, use [PARAMETER] e selecione “MIDI [CC32]”.

6. Pressione [STRING SELECT] selecionando “ALL.”

7. Use [VALUE] indicando este outro número de banco de timbres (Off, 0 a 127).

8. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play. A seleção acima também pode ser independente para cada corda.

RECEPÇÃO DE SELEÇÃO DE BANCO DE TIMBRES

A combinação da mensagem MIDI CC 1 e mensagem de mudança de programa permitem a seleção de até

256 timbres no GR-33.

CC0 pode ter os valores “0” ou “1”.

USO DE ARPEGGIATOR OU HARMONIST COM GERADOR DE SOM EXTERNO MIDI

Você pode usar o arpejador GR-33 para arpejar sons em gerador externo, como são usados os dois tones internos. Nas opções “Arpeggio All,” “Arpeggio Ext,” “Arpeggio Ext&1,” ou “Arpeggio Ext&2” em EFFECTS —“HAR/ARP SELECT” do modo Patch Edit mode, os sons do gerador externo são arpejados.

USO DE HARMONIST COM SONS DE GERADOR EXTERNO

as opções “Harmony All,” “Harmony Ext,”

Em modo Patch Edit,

EFFECTS, “HAR/ARP SELECT”

“Harmony Ext&1,” ou “Harmony Ext&2, a harmonização usa sons do gerador de som externo external MIDI.

RELAÇÃO ENTRE ENVELOPE FOLLOW E MENSAGEM MIDI

Os patches que usam a função Envelope Follow (“Envelope1” ou “Envelope2” selecionados em COMMON “PLAY FEEL”) transmitem mensagem de CC 18 (controle geral 3) proporcional ao decaimento da ampli- tude da vibração da corda. Este recurso é usado principalmente para a gravação de performances de guitarra em um sequenciador de

forma a reproduzir o comportamento do som de uma corda de guitarra. Se você usar um gerador de som com esta possibilidade, você pode indicar o CC nº 18 para a reprodução deste recurso em gerador externo. Controle de aparelho externo pelos pedais do GR-33

— Pedal Effect 1 (WAH)

Este pedal gera a mensagem CC nº 19. Se a opção do pedal estiver em “Modulation” em “WAH TYPE” é usado o CC nº 1 em vez do 19.

— Pedal Effect 2 (P-GLIDE)

É usada mensagem de MIDI Pitch Bend para criar um efeito similar ao produzido pelo gerador de som

interno.

— Pedal Effect 3 (HOLD)

Este efeito evita o fim da nota. As mensagens de fim de nota são adiadas até o pedal ser solto. A mensagem CC nº 64 NÃO é usada. Em vez desta é usada a mensagem CC nº 82 (general control 7).

* Na transmissão em modo poly, e a mesma nota é tocada em mais de uma corda o efeito não pode ser reproduzido com precisão.

— Pedal Effect 4 (CTRL)

Arpeggiator e Harmonist podem ser ligados e desligados da mesma forma que para o gerador de som inter- no.

SOBRE O PEDAL DE EXPRESSÃO

Os recursos do pedal de expressão também são transmitidos pelo MIDI OUT. Normalmente é usado o CC nº 4 e em alguns casos, dependendo do ajuste em “EXP PEDAL” outras mensagens

“Volume 1st”, “Volume 2nd”:

CC nº 7

“Pitch”: Mensagem MIDI Pitch Bend “Modulation”: CC nº 1 “Pan (Normal)”: CC nº 10 “Cho Send Level”: CC nº 93 “Rev Send Level”: CC nº 91 “Tempo&Pitch”: Mensagem MIDI Pitch Bend e CC nº 4

Além destes, quando valores de “CC1 a 31” ou “CC64 a 95” são selecionados em “EXP PEDAL” é usada a mensagem indicada neste ajuste.

* Quando o GR-33 recebe CC nº 4, o som do gerador interno muda de acordo com a função escolhida

para o pedal de expressão. Quando são usadas outras mensagens, como CC nº 7, . 1, ou . 91 a mensagem

CC nº 4 é ignorada.

TRANSPOSIÇÃO DA TRANSMISSÃO MIDI EM RELAÇÃO AO QUE É TOCADO

[TRANSPOSE])

Quando você usa um gerador de som externo, as notas tocadas podem ser transpostas no parâmetro MIDI[TRANSPOSE] em COMMUN, no modo Patch Edit:

1. Escolha o patch em que deseja fazer esta alteração, e pressione [COMMON] para entrar no modo Patch

Edit.

2. Pressione [PARAMETER] selecionando “MIDI [TRANSPOE].”

3. Pressione [STRING SELECT] selecionando “ALL.”

Se quiser, indique a nota em que deseja a transposição. Este ajuste também pode ser individual para cada corda.

4. Use [VALUE] para ajustar o valor do parâmetro.

O ajuste de “MIDI [TRANSPOSE],” é feito em semitons, entre -36 e +24.

5. Pressione [WRITE] para fazer o procedimento Write.

* Depois de Write você volta ao modo Play automaticamente.

* Se não quiser fazer o registro do Patch, pressione [PLAY] para voltar ao modo Play.

SE O GERADOR DE SOM EXTERNO NÃO PRODUZIR SOM DA FORMA DESEJADA, VERI- FIQUE:

• O canal MIDI da transmissão e da recepção.

• O ajuste de volume do gerador externo, inclusive o volume ajustado por MIDI, em função de ação de pedais.

• Veja o ajuste de volume no GK-2A e no pedal de expressão.

• Verifique para que a seleção no GK-2A não esteja em “GUITAR”.