Você está na página 1de 1

Santo de casa no faz milagre? Poucas pessoas dizem esta frase, mas ela uma das mais vividas.

. Quantas pessoas j no passaram por situaes em que, ao se prontificar a fazer algo, pessoas prximas renegam ou desdm o feito, pelo simples fato que um conhecido fez? Usemos como exemplo um estudante de psicologia. Ao comentar com pais, tios ou irmos que est fazendo um curso de psicologia, o aspirante a Freud passa a ser cobrado a saber, mesmo que tenha acabado de terminar o 1 semestre, a ter o contedo dos 5 anos de cabea. E o coitado, se arrisca algum conhecimento, escachado por algum familiar, pois no sabe nada. Isso, infelizmente, um mal da sociedade. Receio que o culpado disso tudo esteja mais prximo do que imaginemos. Quem? Ns mesmos. Ao negarmos que sabemos algo, pois algum nos disse que no sabemos, corroboramos com essa idia. certo que errar humano, mas acertar tambm o . Temos duas pssimas manias: de nos ocultar, de esconder o nosso conhecimento, com medo de parecermos ridculos. Desde pequeno, pelo fato de nossos pais nos ensinarem a andar, comer e outras coisas, crescemos achando que eles sempre sabero mais que a gente. A outra acharmos que, como fomos menosprezados por pessoas que sabiam mais que a gente, podemos fazer o mesmo com eles. S que esquecemos que estamos em constante aprendizado. Mesmo velhos, ainda aprendemos muitas coisas (ou deveramos ter conscincia disso). Como o mundo vasto, no h como uma pessoa saber tudo, alm de existirem coisas diferentes pra aprender. Ao crescermos, muitas vezes temos acesso a formas de aprendizados diferentes de nossos pais. Isso, por si s, j nos diferencia de nossos familiares. No nos torna MAIS inteligente, mas nos deixa com um conhecimento DIFERENTE. Por isso, lembre-se: saiba o seu valor real. Nem aumente ou diminua o que voc conhece ou quem voc . Se o milagre que voc faz bom o suficiente para quem no te conhece profundamente, tambm ser pra quem conhece. O verdadeiro conhecimento no vem do que se aprende, mas da forma como voc o utiliza.