Você está na página 1de 1

Louca s tu...

Que me deixa extenuado aps tanta diligncia; Que me eria quando me anedias com teu Monte de Vnus; Que me hirta a pele com tua lngua deletria; Que me faz irromper fontes de meus cristais lcteos; Louca s tu, mulher veneno! Que grita na noite feito loba no cio; Que geme de dia no veludo macio. Louca s tu, que inebria minha roupa com teu blsamo; Que me acalora o facho deixando-o feito um vaga-lume; Que deixa teu sexo em minha boca, feito louca! Se no vires agora, gozarei sozinho, pois nada sou, seno apenas seu amigo, amante e vizinho... Louca s tu... Venerador de Mulheres