Você está na página 1de 1

Inaceitável a proposta do ME

para alteração do diploma de concursos


A primeira de quatro reuniões com o Ministério da Educação, para negoci-
ação da alteração do diploma do concursos de professores, revelou uma pro-
posta inaceitável

No passado dia 7 de Outubro, tiveram início as negociações sobre a revisão do diploma que re-
gula os concursos dos professores.
O SPZCentro integrou a delegação da FNE, através do seu presidente José Ricardo que coor-
denou e José Frade da Comissão Permanente.
O SPZCentro considerou a proposta do Ministério da Educação exígua por introduzir aspectos que
considera inaceitáveis, tais como:
- A incidência da avaliação de desempenho na graduação profissional dos professores, para efei-
tos de concurso;
- A obrigatoriedade dos professores dos QZP concorrer a, pelo menos, 25 Agrupamentos e 4 zo-
nas pedagógicas;
- A ausência de transparência em relação ao número total de lugares que o ME irá afectar ao úni-
co quadro de professores que será constituído - o Quadro de Agrupamento de escolas agrupa-
das e Quadro de escolas não agrupadas;
- O aumento para quatro anos da periodicidade do concurso;
- A subversão da lista graduada, atendendo às regras de prioridades estabelecidas para os pro-
fessores do quadro;
- A criação de situação de injustiças para os docentes integrados em quadro de escolas que pos-
sam ser abrangidos por processos de fusão, reestruturação, suspensão ou extinção.
O SPZCentro/FNE, ainda no contexto dos concursos, levantou o problema da mobilidade dos pro-
fessores titulares, que ficam ao livre arbítrio do Ministério da Educação e condicionados à abertura de
concurso apenas em Agrupamentos ou em Escolas não agrupadas em que venham a surgir vagas para
a respectiva categoria.
Para o SPZCentro/FNE é inaceitável que o Ministério da Educação não introduza o mecanismo de
recuperação automática de vagas, nos momentos em que se abrem concursos para lugares de profes-
sor titular, que permita legitimar as expectativas de mobilidade.
Após esta primeira reunião, o Ministério da Educação comprometeu-se, perante o SPZCentro/FNE,
a repensar as questões consideradas como inaceitáveis no projecto de alteração do diploma dos con-
cursos apresentado.
O SPZCentro/FNE apresentou, ainda, o seu protesto quanto à exiguidade do tempo que o ME
impôs para a negociação deste projecto. Perante este protesto o ME reconsiderou o tempo proposto es-
tando disponível para flexibilizar o limite previsto para o encerramento do processo negocial.
O SPZCentro e a FNE manter-se-ão firmes nas suas posições em defesa dos professores e da sua
estabilidade profissional.

Coimbra, 8 de Outubro de 2008


O Departamento de Informação e Comunicação do SPZCentro

SPZCENTRO | Rua Antero de Quental, 99 – Ap. 1061 | 3000-032 COIMBRA | Tel.: 239 853 090 | Fax: 239 832 523 |
E-mail: spzcentro@spzcentro.pt