Você está na página 1de 3

Ha diversos tipos de suspensão ( Mc Phearson, Multilink, Duplo Triangulo, Eixo de torsão, Barra de torsão, Molas Elípticas, etc) mas o mais utilizado na suspesão dianteira atualmente é o McPhearson que consiste num triangulo inferior ( preso pela "base" na plataforma do veículo e em cujo vértice livre está fixado a ponta de eixo na qual está montada a roda. Neste vértice livre ( que sobe e desce) também estão fixados a mola esperal e dentro dela o amortecedor ).

Em alguns carros mais antigos ( OPALA, por exemplo ) as rodas trazeiras não são independentes ( embora tenha uma mola e um amortecedor de cada lado ) pois são unidas por um eixo transversal ( eixo rígido) que só permite o movimento de "balanço" ( enquanto um lado sobe o outro desce)

A suspensão MacPherson é um tipo de suspensão automotiva com maior altura, molas helicoidais e amortecedores telescópicos, largamente utilizada na indústria automóvel. Embora um veículo possa ter quatro suspensões MacPherson, geralmente essa suspensão é usada apenas no eixo dianteiro.

Vantagens Suspensão MacPherson

A construção da suspensão MacPherson pode ser considerada como uma das opções mais compactas, simples e baratas disponíveis, e atualmente a lista de automóveis que a utiliza é extensa, partindo dos modelos populares 1.0, chegando até os sedãs médios de luxo como Audi, BMW e Mercedes.

Para montá-la bastam poucos itens, tais como amortecedor em formato de torre, mola, batentes, rolamento superior, bandeja inferior, pivô, e em alguns casos manga de eixo separada (como utilizada nos Chevrolet Corsa e Vectra) e barra estabilizadora, item que no início do projeto era fundamental para o controle e limitação dos esforços longitudinais. Devido à baixa complexidade do conjunto o reparador consegue substituir os componentes rapidamente, assim como os posteriores ajustes necessários como alinhamento, cambagem e cáster . Outra virtude encontrada é a independência entre uma roda e outra, que resulta em superior nível de conforto quando comparada a uma suspensão com eixos interligados e dependentes.

Uma das principais desvantagens do sistema é a limitação quanto ao porte e peso do veículo que a utiliza. Em 90% dos casos a utilização é em veículos compactos ou sedãs, mas existem também algumas camionetes e SUV’S que a utiliza, como exemplo o Chevrolet Captiva, Ford Ecosport e Hyundai Tucson. Neste caso o projeto é idêntico ao dos compactos, porém com dimensões maiores e de superior resistência.

Devido a simplicidade construtiva a robustez fica limitada, mesmo em veículos como o Captiva. Em comparação aos sistemas de feixe de molas ou Twin-I- Beam, o conjunto MacPherson nunca será visto em um caminhão, por exemplo.

Principais problemas Os problemas mais comuns encontrados neste tipo de suspensão em ordem crescente de ocorrência são referentes à: folga nos pivôs e buchas de bandeja, fim de vida útil do amortecedor e batentes, rolamento dos batentes e por último a mola, seja helicoidal, pneumática ou hidropneumática, que geralmente costuma apresentar a maior vida útil de todos os componentes citados.

Principais problemas Os problemas mais comuns encontrados neste tipo de suspensão em ordem crescente de ocorrência

A suspensão é um conjunto de peças compreendido por eixos, molas, amortecedores, rodas e outras peças. A função deste conjunto é propiciar estabilidade, dirigibilidade, conforto e segurança para o veículo. Para isso é necessário uma combinação dos vários componentes interligados:

Amortecedores Molas Pivô Bandejas Terminais Rolamentos Barras de direção Juntas homocinéticas Componentes diversos (buchas, isoladores etc)

Para garantir a estabilidade e o conforto do seu veículo é preciso fazer uma

manutenção periódica a cada 10.000 km

Folgas

e desgastes nos

.. componentes da suspensão podem causar muitos problemas:

Desconforto ao dirigir Perda de estabilidade Redução da vida útil dos pneus Quebras de peças Barulho