P. 1
22- PG RCC estudo da influência do gerenciamento de resíduos na geração de RCC

22- PG RCC estudo da influência do gerenciamento de resíduos na geração de RCC

|Views: 4.783|Likes:
Publicado porPetiano Camilo Bin

More info:

Published by: Petiano Camilo Bin on Sep 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/03/2013

pdf

text

original

A divisão das baias foi realizada de modo a atender a classificação de

resíduos definida pela Resolução CONAMA N° 307/02. Nesta Resolução, os

resíduos da construção civil são divididos em 4 classes. Na metodologia da

pesquisa, os resíduos classe A foram subdivididos em 3 sub-classes, enquanto os

resíduos classe B foram subdivididos em mais 2 sub-classes. Ambas as divisões

tiveram o intuito de facilitar um futuro reaproveitamento e/ou reciclagem dos

resíduos gerados.

Desse modo, as baias construídas para a realização da coleta seletiva

ficaram dividas em:

• Classe A1 – Caliça e argamassa;

• Classe A2 – Concreto;

• Classe A3 – Resíduos cerâmicos (tijolos);

51

• Classe B1 – Plástico e papel;

• Classe B2 – Madeira;

• Classe C – Gesso;

• Classe D – Resíduos Perigosos (latas de tintas, solventes, entre outros).

Para facilitar a identificação das baias, foram anexados adesivos de

sinalização nas suas partes frontais, com indicativos da classe e do tipo de resíduo a

ser disposto. Esta alternativa foi adotada para evitar que a equipe responsável pela

coleta seletiva dos resíduos da obra realizasse a separação de maneira incorreta.

Para a coleta dos dados, nas baias foram dispostos apenas os resíduos

provenientes dos dois sobrados.

A questão do gerenciamento dos resíduos da construção civil está

diretamente ligada aos desperdícios de materiais que ocorrem nas etapas do

processo construtivo. A não-geração e a conseqüente minimização da geração dos

resíduos são aspectos fundamentais para que a metodologia de gerenciamento de

resíduos seja consolidada. Dessa forma, durante a implantação da pesquisa

procurou-se adotar técnicas que contribuíssem com essa questão do gerenciamento

dos resíduos.

Com o reaproveitamento dos resíduos no canteiro de obra, é possível

economizar de duas maneiras: a) através da substituição de materiais, que deveriam

ser comprados, por materiais reaproveitados e b) pela redução do volume a ser

disposto em aterros de RCC, o que reduz o custo da remoção do material.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->