P. 1
Metodologia de Pesquisa

Metodologia de Pesquisa

|Views: 15.844|Likes:
Publicado porDouglas Naegele
Trabalho apresentado para o curso de Mestrado em Psicanálise Social na PUC-RJ
Trabalho apresentado para o curso de Mestrado em Psicanálise Social na PUC-RJ

More info:

Categories:Types, Research, Science
Published by: Douglas Naegele on Sep 18, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/18/2015

pdf

text

original

Predominantemente o conhecimento filosófico é:

• abrangente, pois busca uma compreensão coerente da realidade, vista em
sua totalidade;
• não é verificável, pois, por serem incompatíveis com confirmação, seus
postulados não podem ser refutados;
• é especulativo, pois, ao se basear na dedução – que, por sua natureza
antecede a experiência – prescinde de confirmação experimental.

2.4 – Conhecimento Empírico

Ao longo de nossas vidas, adquirimos e acumulamos, assistematicamente,
conhecimentos sobre o mundo que nos cerca.

Por meio desse conhecimento – conhecimento empírico8 –, tentamos
compreender os seres e os fenômenos que constituem nossa realidade.

A partir do conhecimento empírico...

• temos consciência de nós mesmos;
• incorporamos a experiência do outro;
• identificamos nossas idéias entre várias outras;
• reconhecemos aqueles com quem convivemos;
• apreendemos o conhecimento produzido por outras gerações.

Incorporamos – ao acaso – esse conhecimento a nosso cotidiano tanto a partir
das experiências que vivemos quanto daquelas que nos são transmitidas por
outras pessoas.

Tupinambá

8

Saber obtido de ações não planejadas, ou seja, ao acaso. É adquirido sem reflexão ou aplicação de métodos. Surge
no trato direto com as coisas e os seres humanos, sendo assimilado por tradição, experiências causais, ingênuas.
Portanto, pode-se dizer que é superficial, sensitivo, subjetivo, assistemático e acrítico. Também é conhecido como
conhecimento popular ou vulgar.

Metodologia de Pesquisa Mestrado em Psicanálise Social

Douglas Naegele Barbiratto donabitto@hotmail.com

30

A Criação do Mundo

Monã criara o céu, a terra os pássaros e outros animais. A terra era uma
planície sem montanhas nem mares, pois tudo isso surgiria depois.

Os povos viviam em paz, gozando os benefícios da obra do criador; mas com o
tempo, os homens se entregaram a tais desatinos que começaram a desprezar
o próprio Monã, que residia entre eles.

Ofendido, Monã se afastou dos homens e enviou à terra o fogo celeste que
destruiu todos os seus viventes e revolucionou a crosta terráquea, formando
montanhas e vales. No caos, salvou-se apenas Irin-Majé que, transportado
para o céu, aplacou as iras de Monã; este se compadeceu dos homens e
derramou na terra copiosas chuvas que extinguiram o fogo, criando os rios e
outras águas. O mar ainda hoje conserva a salinidade produzidas pela
combustão das rochas.

Irin-Majé convencera a Monã de que nada lhe serviria viver sozinho num
mundo desabitado. Diante disso, Monã deu uma companheira a Irin-Majé e do
novo casal surgiu a atual humanidade. Então nasceu um grande profeta,
homem sobrenatural a quem, por suas maravilhosas obras, foi dado o nome
de Maire-Monã. Este, graças às mesmas metamorfoses e os mesmos poderes
mágicos de Monã, de quem era servidor, encheu o mundo de animais
diferentes para cada região.

No entanto, apesar de tantas dádivas, logo depois os homens recaíram na
integração; chegaram mesmo a pensar em aniquilar seu benfeitor, pois Maire-
Monã, com o seu poder de transformar gente em bicho, trazia os homens em
desassossego. Para liquidá-lo, reuniram-se todos em certo local e ofereceram a
Maire-Monã uma festa à qual o grande caraíba não tardou em comparecer,
embora suspeitando das intenções de tal convite.

Lá chegando, os homenageantes introduziram-no a transpor, sem queimar-se,
três grandes fogueiras. O caraíba venceu a primeira prova. Mas ao saltar a
segunda foi consumido pelo fogo. Sua cabeça, porém, explodiu, chegou até o
céu, originando os raios e trovões, que são os símbolos de Tupã. Veio o dilúvio
universal. E logo Maire-Monã subiu às nuvens e transformou-se em luminosas
estrelas.

Para os Tupinambá, esse Maire-Monã era um anacoreta ou solitário, embora
vivesse rodeado de discípulos ansiosos por suas palavras e ensinamentos.
Tinha poderes iluminados; dominava as forças naturais e conhecia
profundamente os exorcismos mágico-religiosos.

Ele introduziu entre os Tupinambá a cultura da mandioca e diversos costumes
como a tonsurra, a epilação e os ritos dos nascimentos. Desaconselhou-os de
comer os animais pesados e lerdos recomendado, ao contrário, a carne dos
animais ágeis e valentes. Ao mesmo tempo, ensinou-os a distinguir entre os

Metodologia de Pesquisa Mestrado em Psicanálise Social

Douglas Naegele Barbiratto donabitto@hotmail.com

31

vegetais daninhos e úteis. E disseminou o uso do fogo que, até então, era
conservado nas espáduas da preguiça.

Contaram os Tupinambá que, sobrevivendo uma longa estiagem, Maire-Monã
tomara, por compaixão, a forma de uma criança. Bastava bater nela para
caírem chuvas que regavam as plantas esturricadas.

Entre os descendentes de Maire-Monã houve um que se chamou Simmai, o
qual teve dois filhos: Tamendonare e Ariconte, que eram inimigos. O primeiro
era um pacífico pai de família, sempre entregue a sua lavoura; o outro, porém,
só cuidava da guerra e sonhava reduzir à servidão os seus companheiros.

Certo dia, Ariconte, cheio de arrogância, atirou na choça de Tamendonare um
troféu de guerra e este, repelindo o agravo, pôs-se a golpear o chão, fazendo
joviar uma impetuosa torrente. Quando o dilúvio provocado pelo jorro
ameaçava cobrir a face da terra, subiram ambos, com suas esposas, ao cimo
das árvores. Tamendonare escolheu a pindoba e Ariconte o jenipapeiro.
Desses dois casais sobreviventes do dilúvio, provieram, respectivamente, os
Tupinambá e os Temiminó.

Fonte: CASCUDO, Câmara. Tupinambá: a criação do mundo. In: _____. Antologia do folclore
brasileiro
. Rio de Janeiro: Vozes, 1963. p. 34.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->