Você está na página 1de 25

CIDADES DO AMANHÃ

Peter Hall

A CIDADE DOS MONUMENTOS


O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
City Beautiful
AMÉRICA
 O movimento originou-se nos bulevares e passeios públicos das grandes
capitais européias.
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO  Modelos clássicos: Paris (Haussman) e Viena Ringstrasse.

CAMBERRA: Burnham e o Movimento City Beautiful na América:


O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL
 Destacam-se como obras importantes que impulsionaram a sua carreira sua
posição de chefe de obras da Exposição Mundial Colombiana (1893) e o projeto
da White City, às margens do Lago Michigan.
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES  Para muitos dos que compunham a burguesia de mentalidade citadina,
DITADORES
obrigados a enfrentar uma crescente heterogeneidade étnica e cultural e a
ameaçadora escala da desordem, o problema parecia resumir-se na preservação
da textura social urbana.
 Henry Morgenthau (banqueiro e grande proprietário, 1909): o objetivo
primordial do planejador era eliminar os focos geradores de doenças, depravação
moral, descontentamento.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  O plano de Chicago de 1909 foi a mais importante obra de Burnham, depois
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA de ter deixado um projeto de um passeio público inacabado em Washington, que
acabou se desfigurando após ser tomado pelo comércio e ser cortado por uma
ferrovia, tornando-se para muitos o símbolo de tudo que havia de errado nas
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
cidades norte-americanas.
 Ao formar uma comissão com Fredrick Law Olmsted Junior e o arquiteto
Charles McKim e, mais tarde, também o escultor Augustus St. Gardens,
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
Burnham insistiu para que fossem à Europa estudar o que lá havia de mais
CITY BEAUTIFUL requintado em modelos urbanos (mesmo sendo estes criados exatamente pelas
tiranias que os americanos se opuseram).
 Burnham tenta então dotar as grandes cidades industriais e portuárias dos
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
Estados Unidos da ordem cívica que careciam.
DITADORES
 Cleveland (1902) Burnham foi escolhido como chefe de uma comissão para
avaliar a cidade.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA

O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO

CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL

O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
DITADORES

O projeto Burnham

O Plano de Chicago de 1909


A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO Proposta:


CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA  Construção de um novo centro cívico, em que prédio municipais seriam
agrupados num conjunto de parques públicos interligados, ao longo do passeio
da orla e sobre a ampla alameda traçada em ângulo reto com ele, o que formaria
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO um espaço aberto diante das novas instalações da principal estação ferroviária da
cidade.
 Demolição de mais de 100 acres de densos e miseráveis cortiços, inclusive da
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM zona de bordéis da cidade.
CITY BEAUTIFUL
 A proposta foi muito bem recebida pelos dirigentes locais, entretanto, ao que
parece, ninguém se importou com o destino dos moradores dos cortiços.
O CITY BEAUTIFUL  Chicago foi o projeto Burnham em seu realização definitiva.
E OS GRANDES
DITADORES  Tinha como conceito: “devolver à cidade sua perdida harmonia visual e
estética, criando, assim o pré-requisito físico para o surgimento de uma ordem
social harmoniosa”.
 A solução para uma cidade caótica, nascida de um crescimento rápido e de
uma mistura demasiado rica de nacionalidades seria: abertura de novos
logradouros, remoção dos cortiços e ampliação dos parques.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Comparava-se às soluções européias: “A tarefa realizada por Haussman em


CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA Paris corresponde ao trabalho que precisa ser feito em Chicago”.
 Assim, para agradar os investidores, passou a usar o argumento de que a City
O CITY BEAUTIFUL Beautiful de Napoleão demonstrara ser um bom investimento. “As
SOB O RAJ BRITÂNICO Transformações por ele efetuadas tornaram aquela cidade famosa e, como
resultado, a maioria dos ociosos detentores das grandes fortunas do mundo têm
por hábito passarem ali longas temporadas, e eu pessoalmente fui informado de
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
que os parisienses lucram por ano com os visitantes mais do que o Imperador
CITY BEAUTIFUL gastou com as mudanças.”

 O projeto consistia num conjunto de parques e grandes avenidas que


O CITY BEAUTIFUL
transcendiam a grade de ruas no padrão remanescente da tradição francesa
E OS GRANDES barroca, principalmente pela Paris do século IXX. A integração física de sistemas
DITADORES
de transporte e recreação era o elo de organização dos prédios, ruas e parques.¹

¹ Encyclopedia Chicago History. Disponível em: http://www.encyclopedia.chicagohistory.org


A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Burnham fazia-se de poeta ao falar da cidade de Chicago. Era um texto
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA publicitário. Burnham dizia que seu projeto não era para os ricos “que estes
podem cuidar de si mesmos”, mas sim para a grande massa que depende da
circulação em seu meio de grandes somas de dinheiro vivo, conseguido, assim
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
com a presença de pessoas abastadas. Peter Hall coloca a partir dessa declaração
que seria o City Beautiful uma urbanização movida a esbanjamento.
 Lewis Mumford rotulava o plano de Burnham de cosmético municipal.
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM  Burnham era atacado por ter ignorado itens como habitação, escola e
CITY BEAUTIFUL
saneamento básico.
 A beleza claramente ocupou para Burnham a posição suprema, a conveniência
O CITY BEAUTIFUL comercial teve importância significativa, mas a saúde quase não se fez presente.
E OS GRANDES
DITADORES  Na Primeira Conferência Nacional sobre Planejamento Urbano e
Superpopulação, chegaram a conclusão que esta utopia exigiria mais do que
estavam dispostos a pagar.
 À City Beautiful sucedeu-se rapidamente a cidade funcional.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
O City Beautiful sob o Raj Britânico
AMÉRICA

 Busca da consolidação dos poderes amiúde recentes e precários em território


O CITY BEAUTIFUL
conquistado.
SOB O RAJ BRITÂNICO
 Ansiedade pela construção de símbolos visíveis de autoridade e domínio.
 Interesse em alojar seus funcionários dentro do estilo de via a que estavam
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
habituados.
CITY BEAUTIFUL
 1911 → mudança da capital da Índia Britânica de Calcutá para Delhi
• Local de posição central
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
• Local de fácil acesso
DITADORES
• Local de clima salubre
• Tinha significativa importância política como capital histórica
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Delhi


CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA
• Tornou-se objeto de grande exercício monumental.
• Povo desprovido do gosto pela monumentalidade.
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO • Levou 20 anos para ser construída.
• Era formada por duas cidades:
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM - “Cidade nativa”
CITY BEAUTIFUL
- “Linhas civis”
 Herbert Baker → suas idéias sobre arquitetura eram “nacionalistas e
O CITY BEAUTIFUL imperialistas, simbólicas e rituais”.
E OS GRANDES
DITADORES  Rapidez do surgimento das decisões essenciais em 1913 → dois meses →
fevereiro e março.
 Partindo da acrópole no alto de Raisina, o eixo principal toma rumo em
direção ao leste simbolizando “a pedra angular do estatuto regulamentador do
Império da Índia”.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  City Beautiful clássico cortado por uma radial transversal que ligaria a nova
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA Catedral anglicana, ao sul, com a estação ferroviária, ao norte.
 Projeto de geometria formal.
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
 Edifícios assumem dimensão de ruas.
 Os grandes são realmente imensos.

CAMBERRA:  O Departamento de Obras Públicas clamava por um estilo indiano de


O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL
arquitetura → necessidade de um tema indiano forte.
 Lutyens → geômetra abstrato
 Baker → “sentimento nacional e humano”.
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES  Dentro dos reticulados hexagonais, as casas foram distribuídas segundo uma
DITADORES
forma desconcertantemente complicada de raça, nível profissional e status
socioeconômico.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Como acontece nas cidades pós-coloniais, tudo continua da mesma maneira
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA até os dias de hoje:
• Estilos arquitetônicos e padrões habitacionais ainda coloniais;
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
• Leis municipais obsoletas; e
• Favorecimento do grupo social de mais alta renda.

CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
 Sul e leste da África → chegada dos ingleses produziu uma série de
CITY BEAUTIFUL minicapitais a toque de caixa:
• Cidades completamente brancas

O CITY BEAUTIFUL • Área separada para bazar indiano, situada a distância respeitosa.
E OS GRANDES
DITADORES
 Preocupação básica com a higiene → doenças tropicais → transferência para
as colinas.
 Via de regra: europeus com as melhores e mais altas áreas → indianos com as
áreas de qualidade imediatamente inferior → nada restou para os africanos
Existência de divisão racial → segregação do “por baixo dos panos”
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Lusaka → mesma divisão entre bairros europeus e primitivas áreas africanas.
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA
 Em comum tinham o uso do solo e a estrutura colonial, circundados por áreas
residenciais de baixíssima densidade.
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
 Projetos dos construtores para as capitais africanas jamais tiveram como meta
complexidades geométricas.
 Implantação de leis de passe.
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM  Programas determinados por uma elite africana que se mudou para casas
CITY BEAUTIFUL
abandonadas pelos colonizadores → melhora da qualidade da construção →
novo direito do povo de construir suas próprias moradias.

O CITY BEAUTIFUL  Desova de inúmeros assentamentos informais.


E OS GRANDES
DITADORES
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA

O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO

CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL

O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
DITADORES

Centro cívico de Chicago


A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO Camberra: O Excepcional em City Beautiful


CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA
 Termo City Beautiful termina desfigurado

O CITY BEAUTIFUL
 1911 → instituição de concurso internacional para planejamento da cidade.
SOB O RAJ BRITÂNICO
 Crescimento tipicamente australiano dos subúrbios.
 Meados de 1980 → projeto próximo da conclusão.
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM  Cidade considerada como “anfiteatro irregular”
CITY BEAUTIFUL
 Construção recente dos anos 70 e 80 em estilo “internacional-moderno-
respeitoso”.
O CITY BEAUTIFUL  Falta de excessos monumentais.
E OS GRANDES
DITADORES
 Excesso de grandiosidade → nobre, elegante, repousante.
 Projetos de subúrbios residenciais.
 Diagrama original → unidades como hexágonos.
 Vizinhança dos anos 80 concretizadas.
 Consideravam o gênero City Beautiful como “agradável”.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
O City Beautiful e os Grandes Ditadores
AMÉRICA
 O retorno do City Beautiful à Europa não foi um dos mais felizes. Ocorreu na
era dos Grandes Ditadores, (...)
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
 Era a Roma de Mussolini que puxava bis. A ideologia fascista tinha, em relação
à cidade, muitos pontos em comum com o nazismo: a seu ver, só a vida familiar
rural era verdadeiramente saudável; a metrópole era a origem da maioria das
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM coisas ruins, inclusive agitação operária e socialismo
CITY BEAUTIFUL
 Aprovação das Leis – em 1928 e 1939 – para controlar a migração. (...)
Levavam-se igualmente a efeito, acompanhados por forte onda publicitária,
esquemas de recuperação de terras no campo, como implantados nos Charcos
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES Pontinos, sul de Roma, onde se construíram cinco cidades inteiramente novas.
DITADORES
 Dentro da Metrópole a urbanização exercia uma função deliberadamente
monumental: redescobrir as glórias de Roma, removendo ao máximo os rastros
nela deixado pelos dois milênios subseqüentes.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Na verdade, o novo projeto promulgado – em 1931 – traz no bojo uma
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA contradição: o alargamento das ruas, a localização do centro na Piazza Venezia
como praça cerimonial poderiam, mais do que revelar a Roma Imperial, tê-la
encoberto ou destruído. (...) Quando , finalmente, as linhas devastadoras do
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
Plano Diretor foram traduzidas em projetos detalhados, os amplos bulevares e as
praças panorâmicas transformaram-se misteriosamente em lotes de edifícios; o
caos obsoleto, a transigência e a corrupção salvaram Roma das depredações do
CAMBERRA: mestre-construtor
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL  O pensamento nazista sobre a cidade abrigava contradição idêntica. A ala
teórica do partido dos anos 20 era fortemente anti-urbana. (...) Seu jornal o
Völkische Beobachter (Guardião da Raça), descrevia a metrópole como o
O CITY BEAUTIFUL cantinho onde se mesclavam todos os males (...) a prostituição, os bares, as
E OS GRANDES
DITADORES
doenças, o cinema, o marxismo, os judeus, as strip-teasers, as danças afro e toda
a nojenta progênie da chamada “arte moderna”.
 Pouco depois de os nazistas terem tomado o poder, seus projetos – inspirados
nas idéias de Weimar – priorizavam as Kleinsiedlungen (pequenas colônias)
junto às grandes cidades, a exemplo de Marienfelde, Falkensee e Falkenberg,
situadas nos arrabaldes de Berlim; (...).
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  O posicionamento nazista definitivo com relação a política urbana, exposto
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA por Gottfried Feder em Die nue Stadt (A Nova Cidade), de 1939, guarda
estranhos ecos do Gartenstadtbewegung (movimento Cidade-jardim) ao enfatizar
a urbanização de vilarejos rurais auto-suficientes, com populações de
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
aproximadamente 20.000 habitantes, (...) ou seja: um retorno ao campo e sem
meias medidas.
 Isso tudo parece estar a centenas de milhas, tanto liberal quanto
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM figurativamente, dos planos que Hitler e seu Generalbauinspektor (inspetor geral
CITY BEAUTIFUL de obras públicas), Albert Speer (1905-1981), estavam incubando para a
reconstrução de Berlim.
 Conformes com essa nova lógica, os projetos teriam envolvido a destruição
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES sem paralelo dos velhos centros urbanos medievais para darem lugar a eixos
DITADORES
cerimoniais, áreas e recintos para assembléias, vastos arranha-céus e
esparramados complexos administrativos, fazendo a conta passar dos 100 bilhões
de marcos. Daí a ironia: os nazistas, que haviam abraçado o culto da virtude rural
e das cidadezinhas medievais, e exorcizavam a cidade-gigante, acabaram
tentando produzir uma cidade de ostentação e espetáculo, totalmente mecanizada,
totalmente anti-hurbana.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Hitler não conseguia ingressar na Academia de Viena para estudar arte, e tinha
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA a mania de repetir sem cessar para Speer: “Como eu gostaria de ter sido
arquiteto!” (...) conhecia as medidas exatas dos Champs Elysées, e estava
obcecadamente determinado a dar a Berlim um eixo leste-oeste de tamanho duas
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
vezes e meia maior; (...)
 Mostrou a Speer dois esboços seus dos anos 20, onde já estavam presentes
seus sonhos de um edifício com cúpula de 650 pés e de um arco de 330:(...)“Por
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM que sempre o maior?” perguntava, retoricamente, a uma assistência composta de
CITY BEAUTIFUL trabalhadores da construção, em 1939: “Faço isso para restituir a cada alemão,
como indivíduo, o seu auto-respeito”.
 Aborrecia-se com os projetos que estendiam o princípio City Beautiful para a
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES periferia da cidade e até mesmo além; Speer, que admirava Washington e a
DITADORES
Exposição Colombiana de Burnham, evidentemente levava a sério a exortação de
Burnham no sentido de não planejar pequeno.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  Em seus princípios básicos o projeto de Speer patenteava qualidades bastante
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA convencionais: uso incompatíveis do solo foram segregados, exclui-se o tráfego
direto das áreas residenciais, havia ar, luz e espaço à vontade; na verdade, pouco
ou nada dele mereceria objeções por parte de qualquer dos membros do CIAM.
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
 A obsessão saiu caro. (...) Como o rearmamento, veio a protelação. (...)
 A Berlim nazista teria sido a supina manifestação do City Beautiful. (...) O
CAMBERRA: estranho é que uma capital imensamente mais pobre, sob um ditador igualmente
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL megalomaníaco, Iossef Stalin, tivesse conseguido realizar em pouco tempo o que
Hitler não fizera mais do que sonhar.

O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
DITADORES
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA

O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO

CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL

O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
DITADORES

Plano de Berlim, Albert Speer. Gravação de Alexander Friedrich, 1941, Landesarchiv Berlin.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  A primeira década do planejamento soviético, por si só, merece um livro. Os
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA urbanistas queriam pôr todos morando em arranha-céus, tendo Le Corbusier como
seu deus e aliado; (...)

O CITY BEAUTIFUL  Os desurbanistas preferiam a dispersão total, propondo a instalação de moradias


SOB O RAJ BRITÂNICO
móveis pelo campo afora e, eventualmente, a demolição de Moscou; suas
afinidades espirituais tendiam para Frank Lloyd Wright, (...)
CAMBERRA:  Os dois grupos consultaram peritos estrangeiros: May, como era de se prever,
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL sugeriu cidades-satélites; Le Corbusier, uma nova Moscou reconstruída de alto e
abaixo em outro local.
 Exposto em Julho de 1935, o plano exigia que se impusesse um limite ao futuro
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
crescimento da cidade, aliado à sua modernização forçada. A cidade devia ser
DITADORES urbanizada como unidade integral isolada; a reconstrução devia basear-se na
“unidade e harmonia de composições arquitetônicas”; o City Beautiful chegara a
Moscou.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  E Stalin sabia do que gostava. “Daí em diante, arquitetura teria que ser
CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA expressiva, representacional, retórica. Cada edifício, por mais modesta que fosse
sua função, devia, doravante ser um monumento”. Ele em pessoa aprovou os
projetos para os edifícios mais importantes; quando lhe ofereciam duas versões,
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
escolhia ambas, e atemorizados, os arquitetos obedeciam, produzindo uma
estrutura cujo lado esquerdo não combinava com o direito.
 A Moscou dos anos 30 foi, portanto, uma espécie de aldeia Potemkin.
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM Exatamente como na Washington e na Chicago de Burnham, ou mesmo na Paris
CITY BEAUTIFUL de Haussmann, as novas fachadas ao longo das gigantescas auto-estradas
ocultavam atrás de si a massa dos antigos cortiços.
 (...) o fenômeno do City Beautiful se manifestou por todo um período de
O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES quarenta anos, dentro de uma grande variedade de diferenças circunstanciais
DITADORES
econômicas, sociais, políticas e culturais: como serviçal do capitalismo financeiro,
como agente do imperialismo, como instrumento de totalitarismo pessoal, tanto de
direita quanto de esquerda, até onde possam esses rótulos ter algum significado.
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO  (...) era a total concentração no monumental e no superficial, na arquitetura


CITY BEAUTIFUL NA
AMÉRICA como símbolo de poder e, por conseguinte, uma quase absoluta falta de interesse
pelos objetivos sociais mais amplos do planejamento urbano. É planejamento de
ostentação, arquitetura como teatro, projeto para causar impacto.
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO

CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL

O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
DITADORES
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

BURNHAM E O MOVIMENTO
CITY BEAUTIFUL NA
Fonte das Ilustrações
AMÉRICA

Plano de Chicago de 1909 e Projeto de Burnham (slide 4). Encyclopedia Chicago


History. Disponível em: http://www.encyclopedia.chicagohistory.org
O CITY BEAUTIFUL
SOB O RAJ BRITÂNICO
Centro Cívico de Chicago (slide 13). Encyclopedia Chicago History.
Disponível em: http://www.encyclopedia.chicagohistory.org
CAMBERRA:
O EXCEPCIONAL EM
CITY BEAUTIFUL
Plano de Berlim, Albert Speer (slide 20). Vitruvius Portal de Arquitetura.
Disponível em: http://www.vitruvius.com.br/.../arq000/esp115.asp

O CITY BEAUTIFUL
E OS GRANDES
DITADORES
A CIDADE DOS MONUMENTOS
O Movimento City Beautiful:
Chicago, Nova Delhi, Berlim, Moscou (1900-1945)

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE


MESTRADO EM ARQUITETURA E URBANISMO
Disciplina: Teoria e História da Formação da Cidade
Profª: Vera Lúcia Ferreira Motta Rezende
Alunas: Ana Paula Gomes
Adriana Amorim
Mariana Menezes