Você está na página 1de 12

Lgica

A lgica estuda as formas ou estruturas do pensamento, isto , seu propsito estudar e estabelecer propriedades das relaes formais entre as proposies. Exemplo do uso da lgica no dia a dia: Seu pai lhe diz: se voc tirar 10 em Fsica e Matemtica, lhe darei um presente. Voc sabe que no basta tirar 10 apenas em Fsica ou apenas em Matemtica. Para ganhar o presente, necessrio tirar 10 nas duas disciplinas. Se por outro lado ele dissesse: se voc tirar 10 em Fsica ou Matemtica, lhe darei um presente; a bastaria tirar 10 em uma das matrias.

Proposio:
Chamaremos de proposio ou sentena, a todo conjunto de palavras ou smbolos que exprimem um pensamento de sentido completo. Sendo assim, vejamos os exemplos: a) O curso Pr-Fiscal fica em So Paulo. b) O Brasil um Pas da Amrica do Sul. c) A Receita Federal pertence ao municpio. Evidente que voc j percebeu que as proposies podem assumir os valores falsos ou verdadeiros, pois elas expressam a descrio de uma realidade, e tambm observamos que uma proposio representa uma informao enunciada por uma orao, e portanto pode ser expressa por distintas oraes, tais como: Pedro maior que Carlos, ou podemos expressar tambm por Carlos menor que Pedro.

Em resumo, teremos dois princpios no caso das proposies: 1 Princpio da no-contradio: Uma proposio no pode ser verdadeira e falsa simultaneamente. 2 Princpio do Terceiro Excluido: Uma proposio s pode ter dois valores verdades, isto , verdadeiro (V) ou falso (F), no podendo ter outro valor.
Logo, voltando ao exemplo anterior temos: a) O Curso Pr-Fiscal fica em So Paulo um proposio verdadeira. b) O Brasil um Pas da Amrica do Sul uma proposio verdadeira. c) A Receita Federal pertence ao municpio, uma proposio falsa.

As proposio sero representadas por letras do alfabeto: a, b, c, . . . , p, q, . . . As proposies simples combinam-se com outras, ou so modificadas por alguns operadores (conectivos), gerando novas sentenas.

Sendo assim, a partir de uma proposio podemos construir uma outra correspondente com a sua negao; e com duas ou mais, podemos formar:

TABELA VERDADE

A negao da proposio P : a proposio P, de maneira que se P verdade ento P falso, e vice-versa.

Faa a tabela verdade das sentenas abaixo: