A ORIGEM DO PLÁSTICO

Os Plásticos Os plásticos, que tem seu nome originário do grego “plastikos” que significa - capaz de ser moldado, são materiais sintéticos ou derivados de substância naturais, geralmente orgânicas, obtidas, atualmente, em sua maioria, a partir dos derivados de petróleo. Os materiais plásticos estão sendo são utilizados em grande escala em diversas áreas da indústria e, é comum observar que peças inicialmente produzidas com outros materiais, particularmente metal, vidro ou madeira, têm sido substituídos por outras de plásticos. Esta expansão se deve, principalmente, pelas suas principais características, que são: baixo custo, peso reduzido, elevada resistência, variação de formas e cores, além de apresentar, muitas vezes, um desempenho superior ao do material antes utilizado. Tecnicamente os plásticos são substâncias formadas por grandes cadeias de macromoléculas que contém em suas estrutura, principalmente, carbono e hidrogênio. Os plásticos fazem parte da família dos Polímeros, que se constitui de moléculas caracterizadas pela repetição múltipla de uma ou mais espécies de átomos ou grupo de átomos, formando macromoléculas, estruturadas a partir de unidades menores, os monômeros, que se ligam através de reações químicas. Os tipos de polímeros mais consumidos atualmente são os polietilenos, polipropilenos, poliestirenos, poliésteres e poliuretanos, que, devido à sua grande produção e utilização, são chamados de

como os poliacrilatos.com. Outras classes de polímeros. Vários outros polímeros são produzidos em menor escala. por terem uma aplicação muito específica ou devido ao seu custo ainda ser alto e. VIDRO .polímeros commodities. têm tido uso crescente. são chamados de plásticos de engenharia ou especialidades. por isso. Fonte: “Guia de Referência: embalagens da concepção ao descarte responsável” Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa www.institutodeembalagens. policabornatos e fluorpolímeros.

ou oriundos de refugos nas próprias fábricas de vidro. copos. tendo em geral como constituinte principal a sílica ou o óxido de silício (SiO2). vidraças etc. Origem A sucata de vidro se origina da própria utilização do vidro em nosso cotidiano. endurecem sem cristalizar. o que engloba vasilhames. comercial e hospitalar (neste caso. pelo calor. amorfa e fisicamente homogênea. utensílios como garrafas. Trata-se de um produto não biodegradável. mas sem sofrer cristalização (Barsa). industrial. são necessárias providências especiais para evitar a contaminação). que. . obtida por resfriamento de uma massa em fusão que endurece pelo aumento contínuo de viscosidade até atingir a condição de rigidez. O vidro destinado à reciclagem apresenta-se na forma de cacos. embalagens etc. Industrialmente pode-se restringir o conceito de vidro aos produtos resultantes da fusão. Localização A sucata de vidro pode ser encontrada no lixo doméstico. com cores e dimensões variadas. Produção Proveniente da produção da indústria vidreira. de óxidos ou de seus derivados e misturas.O vidro é uma substância inorgânica. Dessa forma. pelo resfriamento. obtidos em campanhas de reciclagem como coleta seletiva de lixo. as alternativas que restam a esta sucata são: a reciclagem ou os depósitos de lixo. Sucata de vidro é todo o vidro já utilizado ao menos uma vez que perde sua função pois sua reutilização é impossibilitada por algum fator ou simplesmente é inviável.

Reciclagem 2 Agregado para cimento Portland Estudos estão sendo feitos no intuito de verificar a possibilidade da utilização de sucata de vidro em substituição a uma porcentagem dos agregados. possibilitando a produção de novos utensílios. tais como: agregados para leitos de estradas. blocos de pavimentação. Processo de produção Para este fim. existem inúmeras outras. Processo de produção Não há necessidade de nenhum equipamento especial para esta utilização. Vantagens A vantagem neste caso é a mesma do agregado para cimento Portland. Vantagens Este tipo de reciclagem proporciona à economia de agregados naturais que são os comumente utilizados para este fim.estão sendo feitos estudos para a determinação da melhor maneira de inserir o vidro na pasta de cimento. Processo de produção O vidro é rederretido. materiais abrasivos. Reciclagem 3 Agregado para concreto asfáltico A sucata de vidro é utilizada na forma de cacos e adicionada ao concreto asfáltico como se fosse um agregado comum. . e portanto a mais conhecida que este produto sofre. Vantagens Diminuição da energia necessária para a fundição. o vidro é moído e/ou quebrado em cacos .Reciclagem 1 Vidro É a reciclagem mais comum. cimento a ser aplicado em encanamentos. Reciclagem 4 Outros Além das formas de reciclagem citadas acima.

cabe a nós o desenvolvimento de técnicas que otimizem e viabilizem cada vez mais estes processos. quanto nas novas formas que estão sendo propostas. clarabóias. METAL . telhas etc.tanques sépticos de sistemas de tratamento de esgoto. Sendo assim. O vidro apresenta uma altíssima taxa de reaproveitamento e reciclagem. tanto na reciclagem tradicional. Todas estas aplicações utilizam a sucata de vidro moída e/ou em cacos (o tamanho do vidro varia conforme a aplicação) adicionada em porcentagens adequadas aos elementos já constituintes. filtros. janelas.

possuindo um brilho especial chamado de metálico. Produção Para a obtenção dos metais através dos minérios é feita a redução deste minério. ainda na pré-história. desde fios até chapas e barras. a separação do metal dos demais componentes. Ele é sólido. precisam ser associados a outras substâncias (ex: aço = ferro + carvão). Este é o processo primário e é feito a altas temperaturas com elevado consumo energético. nas embalagens de alimentos. são extraídos dos minérios já na forma a ser utilizada. o processo é mais complexo. no oriente médio. uma das mais importantes vantagens da reciclagem dos metais é a economia de energia. Portanto. Composição Os minérios são substâncias encontradas em solos e rochas de onde é possível extrair os metais. . Os metais podem ser encontrados misturados no solo e nas rochas. sendo chamados de minérios. etc. como o aço e o bronze. Sua reciclagem ocorre em diferentes unidades industriais dependendo do tipo e no caso dos metais pesados. ou seja. Hoje em dia ele é encontrado em nossa casa (ex: panelas. podendo ser moldado em várias formas. Com o uso do metal também foi possível fabricar a roda. nos automóveis. quando comparado a sua produção desde a extração do minério até seu beneficiamento. Com a descoberta deste material e posteriormente de outros metais foi possível desenvolver ferramentas mais eficientes que as de pedra. Reciclagem de Metal A reciclagem do metal é considerada o processo secundário de obtenção deste material. e neste caso é feita a fusão do metal já usado com um consumo de energia menor. armários. não deixa passar luz (é opaco) e conduz bem a eletricidade e o calor.Sua História O primeiro metal descoberto foi o cobre. Outros. talheres). Alguns metais. tais como o ferro e o cobre. Quando aquecido é maleável.

Os materiais ferrosos podem ser facilmente separados dos demais através de uma máquina com imã que atrai os objetos de aço. Reciclagem da lata de alumínio Dicas de Reciclagem RECICLAGEM A reciclagem é um conjunto de técnicas que tem o objetivo de aproveitar os restos e reutilizá-los no processo de produção de que saíram. . Eles são desviados. coletados. separados e processados para serem utilizados como matéria-prima na fabricação de novos produtos.

quanto para poupar a natureza da extração inesgotável de recursos. Assim.A reciclagem de materiais é muito importante. reciclar causa menos poluição ao ar. . Reutilizar.Contribui para diminuir a poluição do solo. O consumidor pode auxiliar no processo de reciclagem das empresas. consome 71% menos energia elétrica e representa uma redução de 74% na poluição atmosférica. Favorece a limpeza da cidade. Formas de contribuir com a melhora do nosso ecossistema aplicando os 3 Rs. energia elétrica e evita a extração de matéria-prima da natureza. pois o morador que adquire o hábito de separar o lixo dificilmente o joga nas vias públicas.Prolonga a vida útil dos aterros sanitários e evita o aparecimento de aterros clandestinos. água e ar. e. todo vidro usado pode virar vidro de novo infinitas vezes. toda a matéria orgânica viva se decompõe rapidamente e ainda ajuda a tornar a terra mais fértil para alimentar novo seres que virão. plástico e vidro levam uma eternidade para se decompor. Reciclar – (3 Rs) Os 3 Rs são os passos fundamentais. segundo a Agenda 21. Para cada garrafa de vidro reciclada é economizada energia elétrica suficiente para acender uma lâmpada de 100 watts durante quatro horas. Dessa forma. . Reciclar uma tonelada de alumínio gasta 95% menos energia e poupa a extração de cinco toneladas de minério. para reduzir o volume do lixo produzido e. com os seres humanos é diferente. DECOMPOSIÇÃO DO LIXO Na natureza. a exploração de recursos naturais e o impacto ambiental. um recurso não-renovável. tanto para diminuir o acúmulo de dejetos. o que facilita seu reaproveitamento pelas indústrias. à água e ao solo. conseqüentemente. algumas delas como latas de refrigerante.Melhora a produção de compostos orgânicos. as pessoas se sentem mais responsáveis pelo lixo que geram. Além disso. BENEFÍCIOS DA RECICLAGEM . Mas. ou seja. . impedimos que a sucata se misture aos restos de alimentos. RESULTADOS DA RECICLAGEM Uma tonelada de papel reciclado poupa 22 árvores do corte. . evitamos também a poluição. A energia economizada para reciclar uma única lata de refrigerante é suficiente para manter uma televisão ligada por três horas. Uma tonelada de plástico economiza 130 quilos de petróleo. porque são os únicos seres vivos que produzem coisas artificiais.Gera renda pela comercialização do material a ser reciclado. .Economiza água. .A reciclagem dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta. O vidro é 100% reciclável. Se separarmos todo o lixo produzido em residências. Reduzir.

menor é seu custo de administração. Estes materiais são vendidos às indústrias recicladoras ou aos sucateiros. Porém. plásticos. As quatro principais modalidades de coleta seletiva são: domiciliar. Não se pode esquecer também a existência do mercado para os recicláveis. A modalidade de coleta seletiva em postos de troca se baseia na troca do material entregue por algum bem ou benefício. quanto maior a participação voluntária em programas de coleta seletiva. tais como papéis. previamente separados na fonte geradora. colocados em pontos fixos. metais e orgânicos. O sucesso da coleta seletiva está diretamente associado aos investimentos feitos para sensibilização e conscientização da população. em postos de troca e por catadores. em postos de entrega voluntária.COLETA SELETIVA É um sistema de recolhimento de materiais recicláveis. os veículos coletores percorrem as residências em dias e horários específicos que não coincidam com a coleta normal. Normalmente. espontaneamente. PADRÃO DE CORES PARA COLETA SELETIVA A RESOLUÇÃO CONAMA N° 275 DE 25 DE ABRIL 2001 (Conselho Nacional do Meio Ambiente) estabeleceu o padrão de cores para a coleta seletiva sendo: . vidros. A coleta em PEV (Postos de Entrega Voluntária) ou em LEV (Locais de Entrega Voluntária) utiliza normalmente contêineres ou pequenos depósitos. A coleta seletiva domiciliar assemelha-se ao procedimento clássico de coleta normal de lixo. deposita os recicláveis. onde o cidadão.