P. 1
A IMPORTANCIA DA PROTEÇÃO RADIOLOGICA

A IMPORTANCIA DA PROTEÇÃO RADIOLOGICA

|Views: 1.477|Likes:
Publicado porrogerialima

More info:

Published by: rogerialima on Sep 23, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2013

pdf

text

original

FACULDADE DE TECNOLOGIA DO AMAPÁ-META

ELIANE NAZARÉ COSTA BEZERRA LORENY SHARON PASSOS DOS SANTOS

A IMPORTÂNCIA DA PROTEÇÃO RADIOLÓGICA

Macapá-AP 2011 ELIANE NAZARÉ COSTA BEZERRA

MACAPÁ 2011 ELIANE NAZARÉ COSTA BEZERRA LORENY SHARON PASSOS DOS SANTOS . orientado pelo Prof. como requisito para obtenção do título de Tecnólogo em Radiologia. Msc.LORENY SHARON PASSOS DOS SANTOS A IMPORTÂNCIA DA PROTEÇÃO RADIOLÓGICA Projeto de pesquisa apresentado a Faculdade de Tecnologia do Amapá META. Carlos Galan.

BANCA EXAMINADORA: ____________________________________ Profº. como requisito para obtenção do título de Tecnólogo em Radiologia. orientado pelo Professor Mestre Carlos Galan. Msc. Carlos Galan Orientador ____________________________________ 1° Avaliador Convidado ____________________________________ 2° Avaliador Convidado Nota: _______ Data: ___/ ___ / ___ MACAPÁ 2011 .A IMPORTÂNCIA DA PROTEÇÃO RADIOLÓGICA Projeto de pesquisa apresentado a Faculdade de Tecnologia do Amapá META.

Dedicamos a todos os profissionais da área da saúde que não medem esforços para atender os que necessitam dos serviços de Raios-X em geral. AGRADECIMENTOS . atenção e cuidado. que mesmo expostos a radiação e comprometendo sua saúde não deixam de realizar seu serviço com zelo. que com empenho e dedicação buscam aprimorar seus conhecimentos para melhor servir a população.

pela paciência e compreensão. Por fim a todos que contribuíram direta ou indiretamente para a conclusão deste projeto. tornando cada batalha árdua em vitória. Aos nossos pais e familiares que acreditam sempre em nosso potencial. Aos colegas de curso que juntamente conosco não desistiram desse sonho. ao longo desses três anos de curso. Aos nossos professores que com empenho sempre nos transmitiram conhecimento e sabedoria. por nos dar a sabedoria necessária para seguir em frente no dia-a-dia. . Aos amigos que entenderam nossas ausências.Primeiramente a Deus que está presente em todos os momentos de nossa vida. que nos dão força e carinho para continuar nossa jornada.

sob a forma de medo. O trabalho será realizado através de pesquisas bibliográficas e por consultas em sites relacionados à prática de proteção radiológica. contribuem para consolidar. A humanidade está constantemente sendo exposta às várias formas de radiação. Deve-se. O projeto vem expor as formas de proteção radiológica que são utilizadas para diminuição do risco de contaminação pela radiação. mas como também de toda equipe e do paciente. Porém. portanto.RESUMO O fato da radiação ionizante não poder ser diretamente detectada pelos cinco sentidos como a falta de conhecimento básico sobre suas propriedades. dela não depende apenas sua vida. cujos efeitos presentes e futuros não estão perfeitamente delineados. a rejeição ao emprego das radiações ionizantes para fins pacíficos. para que haja uma realização desse tipo de trabalho existem formas corretas de praticá-la com diminuição de risco. cada vez mais. O profissional deve estar atento a estas normas. pois. Palavras-chave: Proteção. Paciente. . seguindo atentamente as normas de segurança existentes. Cuidado. salientar a importância de segui-las corretamente. agir de modo a não contribuir para o agravamento dos problemas biológicos irreversíveis que deverão sobrevir. Radiação.

However so that it has an accomplishment of this type of work exist correct forms to practice it with risk reduction. to remain at least to a distance of 1. therefore with it of the one to have daily control of the doses received from radiation. of the patient when it will be carrying through the x-ray examination. therefore. worrying about itself exactly. following intently the security norms such as the Beam use of primary energy of lesser possible energy. to make the use of personal monitors as pocket dosimeters also aid. to act in order not to contribute for the aggravation of the irreversible biological problems that will have to supervene. The humanity is constantly being displayed to some forms of radiation.80m. We must.ABSTRACT The fact of the ionizing radiation power directly not to be detected by the five felt as the lack of basic knowledge on its properties.50 1. whose effect gifts and futures perfectly are not delineated. under the fear form. thus the patient who carries through the . to diminish the time of exposition to the necessary minimum. It is of the total responsibility of the professional of the area to use all the half ones to not only reduce the possibility of the actual damages for the radiation. the rejection to the job of the ionizing radiations for pacific ends. contributes to consolidate. each time more.

) had demonstrated that the drawn out exposition the small doses of radiations can cause cancer. Key-Word-key: Protection. Recent studies of the Military Complex Hanford (Been of Washington. not having to forget that the period of latency for the skin harmful effect can reach up to 25 years. the people most aged are more vulnerable to these radiations. consisting in a valuable one half to assist of diagnosis. U. Introdução 09 09 . Circunstâncias do Estudo 1. can be used without damages for the patient.A. Care. operator and its assistants. According to same. The work will be carried through bibliographical research and by consultations in sites related to the practical one of radiation protection. Radiation. SUMÁRIO 1 – CAPÍTULO I.examination.S. when used correctly.1. We will see that the rays-x. Patient.

2.1.2.1. Objetivos Específicos 1.2. Limite Anual de Dose Equivalente 3 . Fontes de Exposição 2. A Importância da Proteção Radiológica 2.2. Minimização da Exposição 2.3.CAPÍTULO III.3. Radiação Dispersa 2. Objetivo Geral 1.3.1.3. Cabeça do Tubo de Raios X 2.2. Objetivo 1.1. Métodos de Segurança 2. Questões de estudo 2 .CAPÍTULO II.5.2.1. Metodologia 3.3.4.1. Feixe Primário 2.3. Terminologia da Exposição 2. Modelo de estudo 3. Referencial Teórico 2.2.4. Cronograma REFERÊNCIAS 10 10 10 10 11 11 12 12 12 13 13 13 14 14 15 15 15 16 .

as medidas de segurança quando aplicadas corretamente diminuem em quantidades significativas para que não ocorra contaminação pela radiação liberada pelo Feixe Primário. ICRU (International Commission on Radiological Units) Comissão Internacional de Unidades (Medidas) Radiológicas. o que significa que pode ocorrer o . ICRP (International Commission on Radiological Protection) Comissão Internacional de Proteção Radiológica. é de extrema importância que apenas pessoas com experiência e relevantes conhecimentos técnicos em radiologia diagnóstica e em radioproteção realizem esses tipos de exames.1. o órgão de referência em proteção radiológica e metrologia das radiações ionizantes é o Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD) da comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).1. Introdução: A radiologia é uma especialidade difícil e perigosa que exclui toda forma de improvisação. Os efeitos cumulativos da radiação causam várias formas de danos ao corpo e pode ter resultados carcinogênicos. 2 No Brasil. Para isso existem regulamentos e medidas de proteção radiológica que em geral são baseados nas recomendações fornecidas pelos seguintes órgãos internacionais: • • • IAEA (International Atomic Energy Agency) Agencia Internacional de Energia Atômica. assistentes e do próprio paciente. CAPíTULO I: Circunstâncias de Estudo 1. 2 O trabalho em qualquer área que envolva técnicas radiológicas necessita de amplo conhecimento para que não haja contaminação do profissional.

1 As pessoas envolvidas em atividades com fontes de radiação devem estar adequadamente treinadas de modo a assimilar a necessidade de respeitar os regulamentos de segurança radiológica.3 – QUESTÕES DE ESTUDO . 3 1. Objetivo Específico. programas de treinamento e reciclagem devem ser periodicamente ministrados.Câncer. tendo em mente a saúde do trabalhador e do público em geral bem como a preservação do meio ambiente. 2. Embora esses efeitos possam resultar de uma dose massiva de radiação. ou ser genético.2. 1. OBJETIVO: 1. Explicar o que os efeitos da radiação podem fazer com os tecidos vivos.2. acontecendo somente dentro do período de vida do individuo. Objetivo Geral.2. desestimulando atitudes complacentes e colocando em perspectiva que assuntos relacionados à proteção e segurança devem receber a prioridade compatível com sua importância. Descrever os métodos mais seguros para realização de exames. • • • • Relacionar os meios para minimizar a exposição à radiação durante os procedimentos radiográficos básicos. O efeito da radiação no corpo pode ser somático. • Informar a importância da proteção radiológica e seus benefícios. de modo a encorajar uma atitude de aprendizado e questionamento quanto aos aspectos de segurança radiológica. estando sempre cientes dos riscos associados ao emprego de radiações ionizantes.2.2.1. Salientar a importância das medidas de segurança. também podem ser resultantes de pequenas doses ao longo de vários anos. ocorrendo nas futuras gerações. ³ Dentro do contexto de uma cultura de segurança.

CAPÍTULO II: REFERENCIAL TEÓRICO 2. os efeitos relacionados a uma determinada dose são muito menores quando essa dose é fracionada e recebida em pequenas quantidades ao longo do tempo.1. A importância da Proteção Radiológica: O conceito de radiação ionizante é difícil de ser entendido. pois a radiação ioniza a água intracelular. Essa libera produtos tóxicos que podem danificar componentes críticos da célula. A segurança contra radiação é importante. sentida ou ouvida por pacientes ou operadores. 1 A maior dificuldade encontrada para promover uma segurança melhor contra radiação é o fato de não há percebermos como outros fatores através dos sentidos como: visão. por exemplo. Daí a importância dos operadores seguirem corretamente as normas de segurança que diminuem em quantidade significativa as chances de serem atingidos e contaminados pela radiação. já que nos níveis diagnósticos ela não pode ser observada. 8 Os efeitos das radiações ionizantes sobre os organismos vivos dependem não somente da dose por eles absorvida. mensal e anual do nível de radiação nos profissionais da área? Quais as possíveis efeitos causados quando a radiação entra em contato com o corpo? Qual a melhor forma de diminuir a quantidade de radiação adquirida em um procedimento? 2.Há preocupação no controle diário. como o ácido desoxirribonucléico (DNA). mas. tato e audição. . também. da taxa de absorção (aguda ou crônica) e do tecido atingido. Assim.

3 2. O REM leva em consideração a qualidade da radiação.05Sv. Sievert (Sv) é utilizado para definir um REM: 1Sv = 100rem.5Sv. doses de vários tipos de radiação podem ser comparadas.000rem). 1 Quando se está lidando somente com raio X e não outro tipo de radiação. Terminologia da Exposição: As doses de radiação possuem terminologias que são utilizadas para a realização das medidas de radiação. o rad equivale ao REM. 1 O Conselho Nacional de Proteção Contra Radiação (NCRP – National Council on Radiation Protection and Measurements) recomenda que o MDP (corpo todo). portanto. tornando os respectivos tecidos e órgãos mais radiosensíveis que outros constituídos por células que pouco ou nunca se dividem. para pessoas ocupacionais.3. Um milirem (mrem) é igual a 0. É. Fontes de Exposição: . 1 2.001 rem (1/1. Outros tipos de radiação devem possuir um fator de qualidade a ser adicionado para se determinar a dose. um rad (radiation absorbed dose) é a dose absorvida de radiação: 1Gy = 100 rad. não exceda 5rem ou 0. considera-se. não importando quão baixa seja essa dose. Órgãos individuais não devem exceder 50rem ou 0. sabido que o dano infringido em células quando estas estão em processo de divisão é maior. e as lentes dos olhos não deveriam exceder 1.uma vez que os mecanismos de reparo das células podem entrar em ação entre uma dose e outra. ou seja. O Roentgen Equivalent Man (REM) é a quantidade utilizada para expressar a equivalência da dose que resulta da exposição à radiação ionizante. por prudência. MPD (Maximum Permissible Dose) é a máxima dose permitida.5rem ou 0.15Sv por ano. 3 Sob o ponto de vista de proteção radiológica.2. que qualquer dose de radiação está associada a uma probabilidade de ocorrência de efeitos nocivos à saúde. a radiosensibilidade é inversamente proporcional à especificidade da célula. também.

2.1. da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde.São as fontes que possuem maior número e maior probabilidade de promover a contaminação radioativa através do contato direto ou indireto com a radiação expelida por elas. do chão e dos lados da mesa. porém elas não podem protegê-los contra a exposição do feixe primário.2.4. Uma mão com luva. Métodos de segurança: Toda pessoa ocupacionalmente envolvida com raios X deve ter conhecimento da Portaria 453 de 1º de junho de 1998. Esta portaria fala claramente sobre . com a utilização da mesma técnica iria receber ainda 75% mrem de exposição. 1 2. Luvas de chumbo são utilizadas para proteger as mãos e os antebraços contra a radiação dispersa.3. 1 2. 2 2. Isso pode somente se tornar um problema quando o equipamento portátil de raios-X é segurado ou apoiado no colo para a realização da exposição. colocada no feixe primário. Cabeça do tubo de Raios-X: Quando uma exposição é feita. Radiação Dispersa: A radiação dispersa é outra fonte de exposição e é definida como a degradação dos raios-X durante a colisão com as moléculas dos tecidos. Feixe Primário: O feixe primário é uma fonte de exposição ocupacional para a radiação ionizante.3. uma pequena quantidade de radiação pode extravasar do envoltório do tubo de raios-X.3.3. O 0.5mm de chumbo tipicamente utilizado nas roupas protetoras somente diminui a exposição ao feixe primário em 25%. A radiação dispersa vem do paciente. Se uma exposição foi feita utilizando 10mAs e 80kVp com uma mão sem luva ela receberia aproximadamente 100mrem de exposição.

Os aventais. A lei dos quadrados inversos afirma a intensidade do feixe de raios X diminui para um quarto se for dobrada a distancia entre a fonte de raios X e o operador. Limite anual de Dose Equivalente: . essa minimização ocorre seguindo esses métodos de proteção indicados para quem utiliza a radiação ocupacional. 3 • Tempo reduzido: Deve-se haver rigorosamente limitação de tempo de exposição. 5 2. ² É responsabilidade do operador (técnico. 1 • Aumento da distância: A exposição da equipe também pode ser reduzida pelo aumento da distancia do feixe primário. mas com todos da equipe que estiverem próximos e o paciente. Quando um material radioativo é completamente absorvido pelo organismo pouco ou nada pode ser feito para eliminá-lo da região onde se depositou. Minimização da Exposição: A minimização da exposição a radiação no momento de execução dos exames de raios X é um dos fatores de grande importância para a proteção do profissional que o realiza. enfim os que fazem uso de equipamentos de raios X devem ter ao manuseá-los. 7 2. suficiente para a obtenção de uma imagem radiográfica com todas as informações necessárias ao diagnóstico. Óculos plúmbicos também podem ser usados para proteção dos olhos.1. tecnólogos. tecnólogos. luvas e protetores de tireóide devem ter no mínimo 0.5. não somente consigo.5mm de chumbo. são estas: • Protetores de Chumbo: As proteções de chumbo devem ser obrigatórias para todos os componentes da equipe que permanecerem na sala enquanto a exposição é feita.os cuidados que os operadores.4. médicos) proporcionar ao paciente uma exposição mínima à radiação. O acessório de chumbo é caro por isso deve-se manuseá-lo com adequadamente. médicos. a fim de que o indivíduo não receba doses acima dos limites de tolerância estabelecidos.

médicos) à radiação ionizante na jornada de trabalho. Todo pessoal ocupacional exposto deve portar medidores individuais de dose (dosímetros pessoais) durante a jornada de trabalho. 3. pés. portaria que rege a regulamentação de radioproteção.1. pesquisas online de artigos relacionados ao tema.05 0.001/WT 0. Tipo de Pesquisa A pesquisa se dará através de pesquisas bibliográficas. Análise dos dados .05 0.5 0.001 0. tecnólogos.5 0.15 0. MATERIAIS E MÉTODOS 3. É importante ressaltar que os monitores são de uso pessoal e intransferível.O limite de dose equivalente anual foi estabelecido na Resolução-CNEN 12/88.1/WT e 3 – CAPÍTULO III.1 5 5 5 0. 3.3.05 0.2. e servem para quantificar a exposição do operador (técnico.05 0. Fonte de dados O levantamento de dados ajudará a identificar como deve ser feito o procedimento para que a realização de exames de raios-X não possa prejudicar a saúde dos profissionais que realizam os exames como no do paciente.3. tornozelos antebraços Órgão ou tecido TRABALHADORES Sv REM 0. 2 É possível ver na tabela abaixo o limite anual de dose equivalente para o ocupacional e indivíduos do público: LIMITE ANUAL DE DOSES PARA PARTE DO CORPO Corpo inteiro Cristalino Pele Mãos. sites relacionados ao Ministério da Saúde.5 5 15 50 50 50 LIMITE ANUAL DE DOSE PARA INDIVÍDUOS DO PÚBLICO Sv REM 0.1.

3. Constatação Ética 3.2.3. Cronograma ATIVIDADES AGOSTO/ SETEMBRO/OUTUBRO Elaboração do Projeto Pesquisa de campo Coleta de Dados Revisão do Projeto Revisão Ortográfica Entrega e Apresentação x x x x x x x x x x MESES NOVEMBRO/DEZEMBRO x x x x x x x x .4.

3.do Projeto 3. Orçamento .

abende. Manual de Proteção Radiológica Aplicada ao Radiodiagnóstico. Tratado de técnica radiológica e base anatômica. A. L. A.DIMENSTEIN. 10. e HURD. 1ª Ed. Diagnóstico por Imagem: Prática veterinária.REFERÊNCIAS: 1. 2003. & MEILBRON. 2007. L.DIMENSTEIN.php? w=1366&h=768 12.BONTRAGER. M. editora Roca. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 5ªed. Princípios básicos de segurança e proteção radiológicas.uol. Pesquisa online. 1ª ed.AUGUSTO.vilabol. J. P. Y.com. 1ª Ed. Editora SENAC. F. A Radiologia Industrial. Portaria n° 453 de 01 de Junho de 1998. M. 9.ANDREUCCI. [capturado em 28 de agosto de 2011] disponível em HTTP://rikmendeS. & HORNOS. 2006.org. 5ª edição revisada. 2003. Editora SENAC. 7. A.HAXTER. Introdução a técnica radiológica. 1997.br/protecao. Técnicas Radiográficas: Princípios Físicos. 3ªed.XAVIER.MAM.br/biblioteca_apostila.Ivan Ricardo Mendes. V. . C. 8. Manual de Proteção Radiológica Aplicada ao Radiodiagnóstico. Editora Guanabara Koogan. 2008. M. K. 2008. R. 3ª Ed. Secretaria de Vigilância Sanitária Pub.JÚNIOR. Pesquisa online [capturado em 01 de setembro de 2011] disponível em: http://www. 2. Conceitos Básicos de Proteção Radiológica. Editora Edgard Bluche Ltda. B. 3. 6.htm. Editora Atheneu. R. 11. C.Associação Brasileira de Ensaios não Destrutivos e Inspeção – Biblioteca Técnica. 1ª Ed. 4. D. 2006. E. 1ª Ed.Ministério da Saúde. 2004. anatomia básica e posicionamento. M. J. R. & MORO. T. editora Rubio. Editora Abene. 5. Artigo Proteção Radiológica.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->