P. 1
Língua, linguagem e variação linguística

Língua, linguagem e variação linguística

|Views: 3.512|Likes:
Publicado porAlbert Kent

More info:

Published by: Albert Kent on Sep 26, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/19/2013

pdf

text

original

Aula 1: Língua, linguagem e variação linguística O Português é a língua oficial do Brasil e também de Portugal, Moçambique, Angola e de outros países

e varia de acordo com a região em que é falada. São os dialetos regionais ou geográficos. A língua também varia de acordo com o contexto de comunicação, já que não falamos sempre do mesmo modo, mas é preciso distinguir informalidade de linguagem vulgar ou popular. A língua é um produto social e cultural constituído por signos lingüísticos, é um código; a linguagem é o veículo de expressão. As línguas, a dança, a música, as imagens, os gráficos, os gestos são diferentes formas de expressão ou linguagens. Uma vez que o texto é um produto social, existe uma relação intrínseca entre ele, a cultura, o momento histórico e a ideologia de que é formado. Considerando que usamos a linguagem com finalidades comunicativas, entre outras, informar, expressar ideias, opiniões, simplesmente manter o contato com o interlocutor, existe uma relação entre a linguagem, suas funções e o contexto em que se realiza: o objetivo, o veículo, o público alvo e a situação social. Informações para o médico sobre estado de saúde - Doutor: tenho sentido fortes dores de estômago, dores de cabeça, indisposição ..... (O paciente deseja relatar, dar informações sobre seu estado de saúde para que o médico avalie o procedimento adequado). Estratégia de provocar a fala do outro, chamá-lo para a conversa - Tenho certeza de que se você topasse ir à festa comigo iríamos nos esquecer do problema que caiu sobre nós, está entendendo ? Precisamos estar calmos para tomarmos a melhor decisão, não acha ? (Note que a pessoa que está sugerindo ir à festa provoca uma reação do outro : “está entendendo?” “o que você acha?”) Já parou para pensar que tudo para nós, seres humanos, tem de ter uma explicação? Isso nos chama a atenção para uma coisa que sempre fazemos e não nos damos conta disso: procuramos sempre dar um sentido aos fatos, interpretar situações, interpretar o mundo, a vida... Agora sim, linguagem e língua Se você estiver confuso em relação aos animais, pensando que eles de alguma maneira se comunicam, não como nós, mas se comunicam, ainda assim não podemos dizer que tenham linguagem, essa é exclusiva do ser humano. O que os animais têm são formas de comunicação. Pesquisas científicas já catalogaram, em chimpanzés, cerca de 100 sinais diferentes para expressar medo, fome, alegria etc. Mas são formas pontuais, limitadas, específicas. Pare para refletir... Se a linguagem é uma capacidade humana, por que todos nós não falamos a mesma língua? Por que uma criança de família chinesa, que nasce na França, fala francês e também chinês? Aqui chegamos a um ponto essencial: a língua é uma construção social, e corresponde à cultura, história e sociedade de um determinado povo, de uma determinada nação.

utilizando os elementos que conhecemos dessa língua. Abaurre e Marcela Pontara). Na próxima aula deste nível. só vão s linguagem e língua se concretizam na fala. Só estaremos “alargando nossa capacidade de comunicação”. na próxima tela.Se você tem uma capacidade de pensar sobre alguma coisa. Mas como os outros vão saber o que você está pensando? Bem. Leia: Capítulo 2. do livro Gramática–texto: análise e construção de sentido (Maria Luiza M. Até lá! . Entretanto. Para aprofundar essa discussão. é a forma de se comunicar das pessoas que têm mais prestígio social. tudo se pode. de interpretar. continuaremos sempre a falar com pessoas de nossa intimidade da mesma forma. Repare que os momentos de nossa vida são constituídos de situações em que estamos com pessoas desconhecidas. iremos nos aprofundar na noção de contexto e sua implicação na análise de diversos tipos de produção textual. isso é co regras de alguma língua que você saiba. que requerem tipos específicos de comportamento e de linguagem. chamada por muitos “norma culta”. Em outras palavras. daí a maioria não querer ter a mesma forma de falar das pessoas que têm pouco prestígio social. Participe do fórum de discussão. apesar de adquirirmos outros modos de falar. ou norma culta. a necessidade de adquirirmos a linguagem mais elaborada. situações em que nos encontramos são enquadradas na formalidade ou na informalidade. pessoas próximas. ou seja. ela impõe limites. pessoas com quem temos pouca intimidade. é porque todos nós vivemos situações diferentes na vida. Então. das que possuem um nível de escolaridade maior. e se apresente aos colegas de sua turma... Enfim. a norma social não permite que sejam feitas todas as combinações possíveis. vamos utilizar o material didático. Oralidade e Escrita. é a forma de comunicação das pessoas que são mais respeitadas na sociedade. isso não quer dizer que há perda dos aspectos informais da língua. Enfim. Porém. no tópico Integração do grupo. Ainda. não deixe de realizar o registro de frequência desta aula. Língua padrão e variação A variação padrão. A língua nos possibilita organizar frases. pessoas de nossa intimidade. mas nem tudo se deve. textos. de atribuir significado a algo.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->