P. 1
A Codificação - O Céu e o Inferno

A Codificação - O Céu e o Inferno

4.8

|Views: 1.211|Likes:
Publicado porapi-3715923
estudo sobre o livro o céu e o inferno
estudo sobre o livro o céu e o inferno

More info:

Published by: api-3715923 on Oct 14, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPS, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

“chegou a hora de a Igreja prestar contas do depósito que lhe foi confiado, da maneira como praticou os ensinamentos do Cristo

, do uso que fez de sua autoridade, enfim, do estado de incredulidade a que conduziu os espíritos.” 30/09/1863

a justiça divina segundo o espiritismo

O CÉU E O INFERNO

ESTRUTURA DA OBRA
O livro “O Céu e o Inferno”, editado em Setembro de 1865, é composto de duas partes: Primeira parte – Doutrinária – 11 capítulos Segunda parte – Exemplos – 8 capítulos Diversos Espíritos em diferentes condições dão depoimentos sobre o estado em que chegaram ao lado de lá e como se encontram.

O PORVIR E O NADA
Estamos vivos, pensamos, agimos... Certeza Morreremos... certeza Para onde vamos?

TRÊS HIPÓTESES

PARA O NADA
De que adiantariam os nossos esforços... Nossa melhora... Nosso acúmulo de conhecimentos se ao fim da vida voltássemos ao nada... Viveríamos só o dia de hoje... Não nos esforçaríamos por melhorar Quereríamos só a parte boa da vida... Os prazeres... O que aconteceria? Cada um por si... Não mais a solidariedade... Não mais a fraternidade... Só o ceticismo, a dúvida, a indiferença...

ABSORÇÃO NO TODO UNIVERSAL
Temos uma parcela desse princípio... Isso nos dá uma alma, nos dá a vida, inteligência e sentimento... Morreu? Volta ao todo... Perde sua individualidade... É absorvido pelo Todo Universal... Melhor que a primeira... Tão irracional quanto... Como seria esse todo homogêneo composto por partes tão heterogêneas?

Deus é perfeito e composto por partes imperfeitas... Deus é composto por partes imperfeitas e tudo o que faz é perfeito... Foge ao lógico... Também perde-se a individualidade

INDIVIDUALIDADE DA ALMA ANTES E DEPOIS DA MORTE
Isso é o lógico... É o ponto de apoio de todas as religiões... É lógico também que o nosso futuro dependa das nossas qualidades... Em vista delas seremos felizes ou infelizes... Teremos penas ou gozos futuros... Ai as religiões diferem... Porque pararam no tempo... O homem evoluiu... As religiões não... A humanidade quer saber de onde veio e para onde vai...

Isso só o Espiritismo diz: sem fantasias... Baseado em fatos e mais fatos... Não é imaginação... É realidade...

O CÉU
Espaço indefinido que circunda a terra... A parte que está acima do horizonte... De maneira geral o antigos contavam 7 céus... Estar no sétimo céu era o máximo... Muçulmanos admitem 9 céus... Ptolomeu contava 11 A teologia cristã reconhece 3 céus: Ar e nuvens... Espaço onde giram os astros... Além dos astros... Morada do altíssimo...

Erro de todas: consideram a Terra centro do Universo e o Infinito limitado... A ciência nos mostra a realidade... O sol é o centro do nosso sistema solar... Existem infinitos sistemas como o nosso ou semelhantes... Nesse contexto a terra é um ponto pequeno demais para ser o único e exclusivo a ter vida... Somos corpo e espírito... Dois mundos: espiritual e corporal... Espiritual: desencarnados... Corporal: encarnados

Os encarnados ligam-se a um planeta... Os desencarnados estão em todo lugar... Sem limite... Porque encarnamos? Para progredir... Quem determina o nosso progresso? Nós mesmos...

Caminhamos de maneira solidária... A evolução não é egoísta... Dividimos conhecimento e felicidade... Evoluímos... Mudamos de atmosfera... De planetas...

Nos mundos mais evoluídos: mais alegria, mais felicidade... Nos mundos menos evoluídos: mais aprendizado... Mais lições... Onde estará então o céu?

“...em toda parte. Nenhum contorno lhe traça limites. Os mundos adiantados são as últimas estações do seu caminho, que as virtudes franqueiam e os vícios interditam.”

O INFERNO
O modelo de inferno vigente no cristianismo foi tirado dos pagãos. Temos fogo por base de todos os tormentos. Os pagãos tinham suplícios individuais:

Roda de Íxion Tonel das Danaides Rochedo de Sísifo

Nós exageramos... Temos suplícios para todos... Caldeirões ferventes...
Deus? Impiedoso! Fica ouvindo os gemidos por toda a Eternidade... Os pagãos nunca mostraram os habitantes dos Campos Elíseos se deliciando com os tormentos do Tártaro...

Rei? Satã! Súditos? Todos os que praticam o mal! Uma legião de demônios atormentando os “pecadores” com seus tridentes infernais...

O céu era visto no alto... O inferno nas profundezas...

Com essas localizações nos deram duas opções: felicidade perfeita ou sofrimento absoluto... Duas habitações...

Quem resolve isso? Jesus: ”existem muitas moradas na casa de meu pai” Jesus também nos ensina como se processa a justiça divina: “a cada um segundo as suas obras”

LIMBOS
Região admitida pela Igreja até há pouco tempo... Foi desfeito por Bento XVI... Região destinada para crianças que desencarnam em tenra idade... Também não tinha fim... Não se definia essa situação...

O PURGATÓRIO
O purgatório foi fundado em 593 O fogo é mais brando que o do inferno... Funciona como alternativa... Não se compara com o Céu... Nos livramos do purgatório através das preces... Pagas é claro... As famosas indulgências... Causadora da Reforma Protestante... Lutero rejeitou esse “negócio” chamado “indulgências”

Martinho Lutero

É uma forma mais racional de expiação que o Inferno... Resolveríamos com o tempo... Em diversas encarnações... É uma situação aceita pelo Espiritismo por analogia... Nós estamos numa espécie de purgatório... Expiamos as nossas dívidas... O purgatório na verdade é aqui... Onde estamos encarnados... Preces?... Porque não? Todos necessitamos... Por elas somos conduzidos ao bem e temos nossos sofrimentos diminuídos...

Dessa forma o Inferno vira uma figura simbólica... O Purgatório vira realidade... A medida que evoluímos, necessitamos menos das reencarnações... O Espírito melhora... O purgatório cessa...

O homem não sofre mais... Se eleva... Se eleva a Humanidade e o planeta que passa para outro estágio...

Jesus não usou a palavra purgatório... Não existia na época... Só existia a palavra Inferno... A igreja só se pronunciou 6 séculos depois... Para suprir o silêncio de Jesus... Acharam que Jesus não tinha dito tudo e esclareceram... Assim como a Igreja supriu o silêncio de Jesus nesse ponto porque não poderiam haver explicações sobre outros pontos obscuros?

PURGATÓRIO DE DANTE
1 – ilha do Purgatório 7 – Cornija da Ira 2 – Vale dos excomungados 8 – Cornija da Preguiça 3 – Vale dos Príncipes 9 – Cornija da Avareza 4 – Porta de São Pedro 10 – Cornija da Gula 5 – Cornija do Orgulho 11 – Cornija da Luxúria 6 – Cornija da Inveja 12 – Paraíso Terrestre

1

A DOUTRINA DAS PENAS ETERNAS
A doutrina das penas eternas teve sua razão de ser... Freio para homens pouco desenvolvidos intelectual e moralmente... Uma religião toda espiritual, toda amor e caridade não combinaria com sua brutalidade... Por isso Moisés e sua legislação dura... Por isso o Deus vingativo de então... Jesus veio e mesmo assim não disse tudo... Eles não compreenderiam... Jesus foi claro na ordem moral porque falava do dia a dia... Do material... Eles compreendiam...

O resto ficou alegórico... Pra depois... Para a época bastava a punição... Sem maior detalhamento... O Pai Nosso nos dá uma visão maior... Pedimos perdão porque Deus nos perdoará... Só que somos perdoados à medida que perdoamos... À medida que evoluímos... “o Pai Nosso é um protesto contra a eterna vingança de Deus” Portanto, as penas eternas são incompatíveis com a Lei de Progresso...

...é que eu quero a morte do ímpio? Disse o Senhor Deus, e não quero antes que se converta e desgarre do mau caminho que trilha? – Ezequiel XVIII ...dizei-lhes estas palavras: eu juro por mim mesmo que não quero a morte do ímpio, mas que o ímpio se converta, que abandone o mau caminho e que viva – Ezequiel XXXIII: 11

Ezequiel

PENAS FUTURAS SEGUNDO O ESPIRITISMO
A doutrina espírita não parte de idéias preconcebidas... Não substitui as penas eternas por outro sistema... Não se imagina o que acontece... Sabe-se o que acontece... Como? Os Espíritos o dizem... Descrevem a felicidade ou a desgraça... Não um Espírito... Inúmeros Não por um único médium... Inúmeros...

Espíritos de todas as categorias... Dos mais inferiores aos mais elevados...

RESUMO DESSAS OBSERVAÇÕES
Sofre na espiritualidade as conseqüências de suas imperfeições... Quanto mais imperfeito mais sofrimento... A Lei de Progresso é ativa... À medida que adquire o Bem o sofrimento diminui... Trazemos o castigo ou o prêmio conosco... Qualquer lugar pode ser o céu ou o inferno... Sofre pelo mal que fez... Por isso percebe e se modifica... Tudo é considerado... Tanto o bem quanto o mal que tenhamos feito... Arrependimento, expiação e reparação: as condições necessárias para apagar as faltas e suas conseqüências... A cada um segundo as suas obras; no céu como na Terra – tal é a lei da Justiça Divina...

OS ANJOS SEGUNDO A IGREJA
1ª hierarquia Serafins – caridosos querubins – divina sabedoria tronos – proclamam a grandeza do Senhor 2ª hierarquia Dominações – determinam as missões dos anjos de classes inferiores Virtudes – promovem os prodígios da Igreja e do gênero humano Potências – protegem as leis do mundo físico e moral 3ª hierarquia Principados – encarregados de reinos, províncias e dioceses arcanjos – transmitem mensagens de grande importância anjos de guarda – velam pelas pessoas

Já nasceram anjos... Foram tirados do nada por Deus no começo dos tempos...

OS ANJOS SEGUNDO O ESPIRITISMO
Seres com as qualidades dos Anjos existem... O Espiritismo não nega isso... Os Espíritos são criados simples e ignorantes... Trabalham para atingir a perfeição... A perfeição é a meta que todo Espírito tem que atingir... Essa perfeição é atingida através das escolhas... Deus não é injusto... Não cria bons e maus...
A Humanidade não se limita à Terra... Deus jamais deixou de criar... Por isso parece que os anjos sempre existiram... Evoluíram muito antes dos tempos que conhecemos... Todos adquirem suas posições na luta e mérito próprios...

OS DEMÔNIOS
A doutrina dos demônios tem origem na crença dos dois princípios: o bem e o mal... O mal nos afeta mais fortemente... Por isso acreditamos e creditamos tanta coisa a demônios...

DEMÔNIOS SEGUNDO A IGREJA
Satanás pratica só o mal... Deus faz só o bem... Satanás incriado fica igual a Deus... Se criado por Deus, exclusivamente para o mal, Deus deixa de ser profundamente bom... Dizem que Deus os criara bons... Mas enganou-se... Deixou de ser Deus...

Mais: não ficam só no inferno... Infernizam a vida de todos...

Mais ainda: não tem a mínima condição de melhora... São demônios por toda a Eternidade...

ONDE A JUSTIÇA DIVINA?

DEMÔNIOS SEGUNDO O ESPIRITISMO

A criação de seres inteligentes é uma só... Deus nos cria perfectíveis... Não nos cria perfeitos por que o mérito da melhora é nosso... Evoluímos tanto encarnados quanto desencarnados... Atingido o apogeu nos tornamos Espíritos puros ou anjos... O tempo que demoramos é nossa decisão...

INTERVENÇÃO DOS DEMÔNIOS NAS MODERNAS MANIFESTAÇÕES
Os fenômenos do Espiritismo atraem a atenção... A maioria os desconhece... Vêem apenas uma causa sobrenatural... As superstições acabam promovendo erros e colocando sobre eles crendices absurdas... O temor ao demônio nos faz esquecer de Deus... As manifestações espíritas vão além do humano... Foram associadas ao demônio durante muito tempo... Sabemos que as inteligências ocultas agem dentro de leis naturais... De que ordem são essas inteligências? Não são diferentes entre si... Varia o grau de adiantamento...

A Igreja diz que Deus permite que os demônios interfiram no mundo corpóreo... E a outra parte? Os que não são demônios? Não podem manifestar-se? Não podem ajudar a colocar a humanidade “nos trilhos”? Se fosse verdade onde estaria a Justiça Divina?

Será que Deus prefere ver os demônios desviarem os homens do caminho do bem e por isso lhes dá tantos poderes?

Se nos mandou Jesus como seu mensageiro para nos ensinar a verdade e o caminho a seguir, porque nos abandonou depois nas mãos dos demônios?

Se Deus nos ama tanto porque não poderia enviar mensageiros a todas as partes para completar a divulgação do Evangelho para todos os que nasceram depois do Cristo? É o que ele faz! Manda os Espíritos para confirmar a palavra de Jesus... Não mais um homem... Inúmeros... Por toda a parte... Essas demonstrações fazem um Deus justo e bom e não faccioso, vingativo e cruel...

DA PROIBIÇÃO DE EVOCAR OS MORTOS

A Igreja não nega as manifestações... Simplesmente proíbe. Baseada não em Jesus que é a origem do Cristianismo... Baseada em Moisés, que durante a fuga do Egito, legislou com mão de ferro para controlar a população e não deixar que as outras culturas a influenciassem...

“...morra de morte o homem ou a mulher em quem houver espírito pitônico; sejam apedrejados e sobre eles recaia seu sangue...” – XX: 27 “...não procureis os mágicos, nem procureis saber coisa alguma dos adivinhos, de maneira a vos contaminardes deles...” – XIX: 31

Levítico

“...nunca exista entre vós quem consulte adivinhos, quem observe sonhos e agouros, quem use de malefícios, sortilégios, encantamentos, ou consultem os que tem o Espírito pitônico e se dão as práticas de adivinhação interrogando os mortos. O Senhor abomina todas essas coisas e destruirá, à vossa entrada as nações que cometem tais crimes...” XVIII: 10, 11 e 12

Deuteronômio

Os tempos mudaram e Jesus percebeu isso... ...vós sabeis o que foi dito aos antigos, tal e tal coisa, e eu vos digo tal outra coisa? O que Jesus não derrogou? O decálogo... Base de sua doutrina A evocação dos mortos e adivinhações eram usadas pelos povos vizinhos... Usavam até crianças para sacrifícios... E os hebreus estavam partindo para esse caminho... Moisés proibiu as evocações para garantir a ordem...

As evocações podem ser impedidas mas os Espíritos não podem ser impedidos de se manifestar quando venham livremente... As comunicações ajudam a instruir... Ajudam a fazer o bem... desviam do mal

“todo Espírito sofredor e desolado vos contará a causa da sua queda, os desvarios que o perderam. Esperanças, combates e terrores; remorsos, desesperos e dores, tudo vos dirá, mostrando Deus justamente irritado a punir o culpado com toda a severidade. Ao ouvi-lo, dois sentimentos vos acometerão: o da compaixão e o do temor! Compaixão por ele, temor por vós mesmos. E se o seguirdes nos seus queixumes, vereis então que Deus jamais o perde de vista, esperando o pecador arrependido e estendendo-lhe os braços logo que procure regenerar-se. Do culpado vereis, enfim, os progressos benéficos para os quais tereis a felicidade e a glória de contribuir, com a solicitude e o carinho do cirurgião acompanhando a cicatrização da ferida que medica diariamente.” Bordéus, 1861

Palavras de um Espírito

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->