P. 1
Elementos de Máquinas - Introdução

Elementos de Máquinas - Introdução

|Views: 1.400|Likes:
Publicado porBruney Gomes

More info:

Published by: Bruney Gomes on Sep 27, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/22/2013

pdf

text

original

ELEMENTOS DE MÁQUINAS

INTRODUÇÃO

ELEMENTOS DE MÁQUINAS

INTRODUÇÃO: Uma máquina é composta por uma série de componentes mais simples que a constituem. Podem ser definidos como elementos de máquinas todas aquelas peças ou componentes mais singelos que, montados corretamente, constituem uma maquina completa e em funcionamento.

pode-se distinguir: Estrutural Mecânicos Pneumáticos Hidráulicos Elétricos e Eletrônicos .ELEMENTOS DE MÁQUINAS Tipos: Segundo a tecnologia a que esses elementos pode fazer parte.

ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS MECÂNICOS DE MÁQUINAS Características: Para serem classificados dentro dos padrões requeridos aos elementos de máquinas. ou seja. como: • Ser um elemento singelo (quase sempre). . devem atender (normalmente) a certos requisitos. os componentes ou peças mecânicas. • Possibilitar intercambiabilidade internacional. atender a padrões e normas técnicas específicas.

ELEMENTOS DE MÁQUINAS ELEMENTOS MECÂNICOS DE MÁQUINAS Classificação: De acordo com as suas aplicações funcionalidades são classificados em: • • • • • Elementos de Fixação Elementos de Apoio Elementos de Transmissão Elementos de Vedação Elementos Elásticos e .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Na mecânica é muito comum a necessidade de unir peças como chapas. por mais simples que seja. exige união de peças entre si. Entretanto. em mecânica as peças a serem unidas. Qualquer construção. perfis e barras. exigem elementos próprios de união que são denominados elementos de fixação. .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação A união de peças feita pelos elementos de fixação pode ser de dois tipos:  União móvel  União permanente .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Principais Tipos:  Rebite  Pino .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Cavilha  Contrapino ou cupilha .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Parafusos .

8. 10.9 e 12.8 (definição na cabeça do parafuso) Aço 8.ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Parafusos Materiais mais usuais:       Fibra “celerom composto com resina” Alumínio Cobre Latão Ferro 5.9 (definição na cabeça do parafuso)     Aço inox Plástico Nylon Borracha .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Parafusos Acabamentos:  Sem acabamento     Zincado (branco) Fosfatizado Bicromatizado (amarelo) Niquelado Tipos de aperto:    Sextavado Fenda Philips    Allen (com ou sem cabeça) Duodecavado (multidentado) Torx .

. Impede também a soltura da porca ou parafuso). O  Pressão (para locais onde as peças devam trabalhar sob pressão.ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Parafusos Tipos de fixação:    Rosqueado (para fixação de chapas de alumínio) Auto atarraxante (para chapas finas e madeira) Travamento (para locais onde haja vibração. travamento impede a soltura da porca ou parafuso).

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Parafusos Tipos de cabeças: .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Parafusos Tipos de fendas: .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Roscas Conjunto de filetes em torno de uma superfície cilíndrica.  Tipos de Perfis (secção do filete) ‫‏‬ Triangular .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Trapezoidal  Redondo .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Dente de serra  Quadrado .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Rosca métrica ISO normal e rosca métrica ISO fina NBR 9527. Ângulos do perfil da roca: .

BSW e rosca Whitworth fina .BSF .ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Rosca Whitworth normal .

ou uma barra roscada. . com um furo roscado no qual se encaixa um parafuso.ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Porcas Peça de forma prismática ou cilíndrica (geralmente metálica).

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Tipos de porcas .

Em algumas situações. também funcionam como elementos de travamento. .ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Arruelas Têm a função de distribuir igualmente a força de aperto entre a porca. o parafuso e as partes montadas. cobre e latão. Os materiais mais utilizados na fabricação das arruelas são aço-carbono.

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Principais Tipos .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação  Anéis elásticos .

ELEMENTOS DE MÁQUINAS Elementos de Fixação Alicates para montagem e desmontagem de anéis elásticos .

É um elemento mecânico fabricado em aço .Chavetas A chaveta se interpõe numa cavidade de um eixo e de uma peça.A chaveta tem por finalidade ligar dois elementos mecânicos.

podemos observar que buchas e mancais são elementos que funcionam conjuntamente. . rolamentos e mancais. Na prática. Elementos de apoio Os elementos de apoio consistem de acessórios auxiliares para o funcionamento de máquinas. guias. Os elementos de apoio são: buchas.

.Buchas As buchas são elementos de máquinas de forma cilíndrica ou cônica.

Guias A guia é um elemento de máquina que mantém. . a trajetória de determinadas peças. com certo rigor.

.

Mancais O mancal pode ser definido como suporte ou guia em que se apóia o eixo. • Mancais de deslizamento Os mancais de deslizamento são constituídos de uma bucha fixada num suporte . os mancais podem ser de deslizamento ou de rolamento.Dependendo da solicitação de esforços.

.

Os rolamentos são classificados em função dos seus elementos rolantes. Mancais de rolamento Quando necessitar de mancal com maior velocidade e menos atrito. o mancal de rolamento é o mais adequado. .

Os rolamentos de esfera compõem-se de: . roletes e agulhas.São geralmente constituídos de dois anéis concêntricos. entre os quais são colocados elementos rolantes como esferas.

. enquanto que o anel interno é fixado diretamente ao eixo.O anel externo é fixado no mancal.

.

Mancais – Deslizamento x Rolamento .

MANUTENÇÃO de MANCAIS     Especificações técnicas Tipos Ferramentas Dispositivos de montagem e desmontagem .

 Dupla lavagem  preliminar sem girar o mancal e posterior inspeção sem giro  Final – com giro do mancal.Mancais . com inspeção final limpeza. imerso no fluido. . montar um esquema  Comparar a designação carimbada na embalagem com os dados indicados no projeto  Preparar os mancais  Especial atenção deve ser dada ao modo de principalmente quando do uso de tanques de lavagem  Filtragem do fluido de limpeza: querosene e óleos leves.Manutenção  Deve-se tomar todas as providencias para evitar contratempos (e atrasos)‫‏‬  Baseado no desenho do projeto.

.Mancais – Manutenção . previstos no projeto ... travas.Preparativos  Antes da montagem  Eliminar o óleo anti-corrosivo de mancais novos ou armazenados  Lavar rolamentos usados ou sujos  Não retrabalhar anéis  Durante a montagem  Manter o local seco e livre de poeira  Observar a limpeza do eixo e da caixa  Controlar a precisão das medidas e formas das peças adjacentes antes da montagem (anéis. sedes.)‫‏‬  Observar os ajustes dos anéis.

A correta lubrificação fornece os seguintes benefícios:  Redução do atrito e desgaste  Prolongamento da vida de fadiga .Lubrificação  Os objetivos da lubrificação são a redução do atrito e do desgaste interno que pode causar falha prematura.Mancais .

a reutilização do rolamento é inviabilizada.  Quando houver escamamento na pista ou nos corpos rolantes. no rebordo ou nos corpos rolantes. sendo necessária a substituição por uma peça nova:  Quando houver trincas ou lascados no anel interno. nos corpos rolantes ou na gaiola. no anel externo.  Quando houver arranhadura significativa na pista. .Mancais – Manutenção  Quando os seguintes defeitos forem observados.  Quando houver oxidação ou escoriações na superfície da pista ou dos corpos rolantes.  Quando o desgaste da gaiola for significativo ou os rebites estiverem soltos.

MANUTENÇÃO de MANCAIS  Ferramentas  Manuais  Dispositivos de montagem e desmontagem  Manuais  Com força externa .

skf.MANUTENÇÃO de MANCAIS  Montagens  A frio  Com calor  Com Técnicas Hidráulicas  Instruções on-line de montagem e desmontagem passo-a-passo http://www.com/portal/ skf/home/products?mainc atalogue=1&lang=pt&newli nk=2_2_17 .

constituído de elementos de máquina. Acoplamentos Acoplamento é um conjunto mecãnico. empregado na transmissão de movimento de rotação entre duas árvores ou eixoárvores. .

 Utilizados para conexão entre eixos axialmente posicionados  Eliminam vibrações transmitidas  Permitem desalinhamento mínimo entre os eixos  Funcionam como elemento fusível .

Acoplamentos .Manutenção  Necessitam de montagem precisa e alinhamento posterior  São dos tipos:  Rigidos .

 Flexiveis
Os acoplamentos Flexíveis classificam-se em: Elásticos e Não Elásticos Acoplamentos Flexiveis Elásticos

Acoplamentos flexíveis não Elásticos São aqueles que, apesar de acomodar certos desalinhamento não possuem elasticidade torsional, transmitindo todos os choque e sobrecargas.

Acoplamentos Hidráulicos

.

Transformação de Movimento
 Rotação em rotação:

Polias com correia

Transformação de Movimento
 Rotação em rotação:

Par de engrenagens

Transformação de Movimento
 Rotação em rotação:

Corrente-roda dentada

Transformação de Movimento  Rotação em rotação: Eixo cardan e junta universal .

Transformação de Movimento  Rotação em rotação: Mecanismo de Gênova .

Transformação de Movimento  Rotação em movimento retilíneo: Biela-manivela .

Transformação de Movimento  Rotação em movimento retilíneo: Cames .

Transformação de Movimento  Movimento retilíneo em rotação: Pinhão-cremalheira Biela-manivela .

rodas dentadas com correntes.  Elemento intermediário flexível: polias com correia.  Elemento intermediário rígido: biela-manivela. rodas de fricção. cames. garfo oscilador.  Contato direto: engrenagens. .Transformação de Movimento  Outra classificação:  Movimento rotativo em oscilação: garfo oscilador.

Conjunto de Transmissão de Movimentos Motor de combustão interna de quatro tempos .

Transmissão por Correias .

rot. mesmo sentido Eixos paralelos.Eixos paralelos. rotação contraria Eixos transversos .

Transmissão por Correias Transmissão com várias correias .

 menor ruído. menor distância entre polias.Transmissão por Correias Correias trapezoidais:  Sem deslizamento. .

. o que anularia o efeito de cunha.A correia não deve ultrapassar a linha do diâmetro externo da polia e nem tocar no fundo do canal.

geralmente. A força se transmite através dos flancos dos dentes e pode chegar a 400N/cm2.’ O perfil dos dentes pode ser trapezoidal ou semicircular. são feitos com módulos 6 ou 10. .Transmissão por correia dentada A correia dentada em união com a roda dentada correspondente permitem uma transmissão de força sem deslizamento. As correias de qualidade têm no seu interior vários cordonéis.

Transmissão por Correias Transmissão com correias dentadas .

Transmissão por Correias Transmissão com correia dentada ligando o virabrequim ao eixo de comando de válvula .

 Aumento do contato (gravidade. .  Contato entre polia e correia.Transmissão por Correias  Transmissão por atrito (pressão de contato). força).

Transmissão por Correias tensora .

 Ruído.  Efeito poligonal.  Múltiplos acionamento.  Desvantagens:  Desgaste. .  Maior distância entre eixos.Transmissão por Correntes  Vantagens:  Maior potência de transmissão.

 Relações cinemáticas determinadas pelo diâmetro primitivo.Transmissão por Engrenagens  Transmissão por força normal (melhor). pinhão coroa .

Engrenagem cilíndrica de dentes retos .Transmissão por Engrenagens Vantagens: • Precisão na relação de movimento. • menor distância entre eixos.

dupla hélice).Transmissão por Engrenagens Vantagem: • Engrenamento mais gradual (suave). • maior atrito (lubrificação). Engrenagens helicoidais (eixos paralelos e eixos transversais)‫‏‬ . Desvantagens (soluções): • Solicitação mecânica na direção do eixo (rolamentos especiais.

Transmissão por Engrenagens Engrenagem dentes V Engrenagem bihelicoidal .

Transmissão por Engrenagens Engrenagens cônicas de dentes retos .

de líquidos. etc.ELEMENTOS DE VEDAÇÃO Vedação é o processo usado para impedir a passagem. anéis de borracha ou metálicos. selos mecânicos. juntas de borracha . de maneira estática ou dinâmica. gaxetas. retentores. Os materiais usados como elementos de vedação são: juntas de borracha. papelão. gases e sólidos particulados (pó) de um meio para outro. velumóide. juntas metálicas.

Juntas de borracha São vedações empregadas em partes estáticas. . muito usadas em equipamentos. Podem ser fabricadas com materiais em forma de manta e ter uma camada interna de lona (borracha lonada) ou materiais com outro formato. flanges etc.

Juntas de papelão São empregadas em partes estáticas de máquinas ou equipamentos como. Esse tipo de junta pode ser comprada pronta ou confeccionada conforme o formato da peça que vai utilizá-la. por exemplo. nas tampas de caixas de engrenagens. .

com adesivo apropriado. as pontas de um fio de borracha com secção redonda. . que pode ocasionar vazamento. quadrada ou retangular. Os anéis de borracha ou anéis da linha ring são bastante utilizados em vedações dinâmicas de cilindros hidráulicos e pneumáticos que operam à baixa velocidade.Anéis de borrachas São vedadores usados em partes estáticas ou dinâmicas de máquinas ou equipamentos. A vantagem do anel padronizado é que nele não existe a linha de colagem. Estes vedadores podem ser comprados nas dimensões e perfis padronizados ou confeccionados colando-se.

juntas metálicas São destinadas à vedação de equipamentos que operam com altas pressões e altas temperaturas. . em alumínio. São normalmente aplicadas em flanges de grande aperto ou de aperto limitado. cobre ou chumbo. São geralmente fabricadas em aço de baixo teor de carbono.

visto não provocar fenômenos eletrolíticos por ser de atividade absolutamente neutra. condutores de óleo. O Guarnital não corrói as partes metálicas com as quais está em contato. para: compressores. tampas de válvulas.Velumóide O Guarnital é especificamente destinado à fabricação de juntas de edação. etc. . flanges de tubulações.

Juntas de teflon Material empregado na vedação de produtos como óleo. ar e água. As juntas de teflon suportam temperaturas de até 260ºc .

etc. ar e água submetidos a baixas pressões. Juntas de cortiça Material empregado em vedações estáticas de produtos como óleo. em caixas de engrenagens. . As juntas de cortiça são muito utilizadas nas vedações de tampas de cárter.

O amianto suporta elevadas temperaturas e ataques químicos de muitos produtos corrosivos. . Junta de amianto Material empregado na vedação de fornos e outros equipamentos.

 Retentores  Gaxetas .

. com o propósito de evitar que o fluido seja emitido para o meio externo.Selos mecânicos Tem a função de promover a selagem.

FIM .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->