P. 1
Puntos de Kimbanda

Puntos de Kimbanda

4.43

|Views: 41.429|Likes:
Publicado porapi-25971581

More info:

Published by: api-25971581 on Oct 15, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/22/2015

pdf

text

original

Nas portas do Humaitá eu vi voce
Calunga preguntou por voce Ogum Mege
Aue Aue Aue Ogum Mege

O que vem é la macumba
la macumba é
E Ganga, Ganga, Ganga Exu
Aaa Exu
E Ganga, Ganga, Ganga Exu

Atabaque de berro, de cualquer madera
de cajon de morto, de cualquer madera,
Exu
Ai Exu
Esse fogo de vela me iluminou, Exu
Esse cabo grande que me iluminha
Esse fogo de vela me iluminou, Exu
Ai Exu
Esse fogo de vela me iluminou, Exu
O fogo de vela que me ilumina
esse fogo de vela me iluminou
Ai Exu
Esse fogo de vela me iluminou, Exu

Vela grande não me iluminha
e cabaco de pau feito de madeira
caixa de defunto e de cualquer madeira

E Omulu aê
E Omulu aá
Atotô pra as Almas
Atotô Obaluaê
Salve Salve Salve la Calunga
Salve Salve Salve o Povo da Calunga

41

Babaluaê
Olha a dança de Omulu é de Baba Abaluaie
Olha a dança de Omulu
E de Baba Abaluaê
Olha a dança do Exu
E de Baba Abaluaê

Com la chave do baul
da corrente de Omulu
A cadena de Bara
é de o Povo de Omolu
Exu Exu!
da Calunga!
Babaluaê Babaluaê Babaluaê
Salve o Povo de Omulu
Trabalhando com Exu
Trabalhando
Trabalhando, trabalhando
Trabalhando

Adorei as Almas
e as Almas me atenderon
Adorei as Almas
as Almas do terreiro
Com las santas Almas
lá na Calunga
Com las santas Almas
de la Calunga
Adorei las Almas
lá da Calunga
Adorei as Almas
de la Calunga
A corrente de Bara
Do Povo de Omulu
Exu Exu
da Calunga
(nombre de Exu)
da Calunga
Alalubae Alalubae Alalubae
O Povo de Omulu

Exu Atotô
Babaluaê
E Omulu Baê
E Omulu Baiâ
Atotô das Almas
E Omulu Baê
Salve, Salve, Salve la Calunga

Eu te procurei
Mas não encontrei
Almas Santas, Almas benditas

Eu adorei das Almas
Eu adorei
Eu adorei das Almas
¿Sabem porque?
Eu adorei das Almas

Meu senhor do Campo Santo
Nas horas santas benditas
Quem louva povo de Exu
Não passa horas malditas

Almas Santas, Almas benditas
Ô Salve as Almas, Almas benditas
Eu te procurei, mas não encontrei
Almas Santas, Almas benditas

E devagar, é devagarinho
quem trabalha com las Almas
trabalha devagarinho

Foi lá na lombo
porque as Almas me chamaram
pra levantar feitiço
(nombre de Exu) é quem mandou

Todo Exu que rí, ele rí mas fala serio
Ele mora na Calunga, ele é do cemitério

Houve uma festa na Calunga
Seu (nombre Exu) convidou Seu Tranca Rua
Tiriri apareceu de terno
Seu caveira de gravata barboleta

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->