P. 1
Resenha - Oscar Niemeyer Uma Liçao de Arquitetura

Resenha - Oscar Niemeyer Uma Liçao de Arquitetura

|Views: 784|Likes:
Publicado porElisa Mazzuca
Resenha Livro Uma Lição de Arquitetura de Eduardo Corona
Resenha Livro Uma Lição de Arquitetura de Eduardo Corona

More info:

Categories:Types, Reviews, Book
Published by: Elisa Mazzuca on Oct 02, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/27/2012

pdf

text

original

Livro resenhado: CORONA, Eduardo.

Oscar Niemeyer: uma lição de arquitetura (apontamentos de uma aula que perdura há 60 anos). São Paulo: FUPAM, 2001 “Ao Mestre com carinho” resenha de Elisa Mazzuca

Eduardo Corona, Arquiteto formado em 1946 pela Universidade de Arquitetura da Universidade do Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, relata sua convivência com o arquiteto Oscar Niemeyer desde os tempos de estudante, onde se conheceram, até o momento em que foi estagiar em seu escritório, iniciando assim uma aula que perdurou 60 anos. Em um relato emocionante, Corona repassa a visão de Niemeyer sobre a arquitetura, o olhar de um arquiteto, o seu desejo em demonstrar a arte em todas as suas obras. Como o tão famoso arquiteto conseguia inspiração para iniciar seus projetos, a busca pelo conhecimento do local e das pessoas que interagiriam com o que ele estava prestes a desenvolver, os dias de maturação, até o surgimento das idéias em meio à madrugada despertando de seus sonhos para rabiscar seus papeis até que seus croquis conseguissem traduzir verdadeiramente a sua idéia. Niemeyer projetava imaginando as pessoas vivendo no local, assim considerava mais fácil observar algumas necessárias interferências, com objetivo de aprimorar o trabalho, garantindo que ela tivesse o seu valor arquitetônico. Corona apresenta uma coletânea de artigos e relatos de Niemeyer, que guardou durante anos, como se já soubesse desde o início que as utilizaria para prestar essa homenagem ao seu grande mestre, escolheu desenhos e poemas como o de Ferreira Gullar (fls. 15) que traduziram efetivamente o momento de cada relato e cada obra de Niemeyer.

Certa vez, em entrevista, Niemeyer fala sobre o ensino e a formação de um arquiteto, da importância da leitura, comparando a profissão de arquiteto com a de um pintor, um arquiteto é um artista, a ele é necessária a criatividade e esta foge à razão. Niemeyer define a formação dos arquitetos brasileiros como racionalista, devido a pouca dedicação de tempo, á leitura. Quando lecionava procurava levantar temas como redação, filosofia, literatura, promovendo assim, um enriquecimento cultural por considerar que a arquitetura estava diretamente ligada a conhecimentos gerais. Segundo ele um arquiteto deve estar sempre atento, observando, colecionando referências para alimentar a sua imaginação. Em meio às obras juntadas neste livro, Corona traz toda criatividade de Niemeyer, e suas referências, como Le Corbusier e Lucio Costa bem como o seu fascínio pelas formas arredondadas como ele mesmo relata no capítulo “Nuvens”, o arquiteto nos conta sua distração predileta, observálas procurando decifrá-las observando suas formas, aquela em especial lembrava uma mulher deitada sobre as nuvens. Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta. Dura, inflexível criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual. A curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinistro dos seus rios, nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo. O Universo Curvo de Einstein. Oscar Niemeyer É enfatizada a importância do arquiteto em estar sempre atualizado buscando referências, seja em viagens, leituras, visitas a exposições ou qualquer outro programa que o coloque em contato direto com a obra de arte e que esta seja observada e tocada de forma completa enriquecendo sua memória intelectual com essa atmosfera de maneira que posteriormente consiga fazer com que a beleza plástica de seus trabalhos seja reconhecida, notada e valorizada. De forma encantadora, Corona demonstra sua gratidão ao grande mestre, por toda beleza e inovação que ele nos deixa de herança.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->