Você está na página 1de 227
HENRIQUE JOSE DOMICIANO AMORIM TEORIA SOCIAL E REDUCIONISMO ANALITICO PARA UMA CRITICA AO DEBATE SOBRE A CENTRALIDADE DO TRABALHO Dissertagdo de Mestrado apresentada ao Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciéncias Humanas da Universidade Estadual de Campinas, sob orientagao do Prof. (a). Dr. (a). Angela Maria Tude de Souza. Este exemplar corresponde a redagdo final da dissertagio defendida e aprovada pela Comissio Julgadora em 16/08/2001 Banca: Profa, Dra, Angela Maria Tude de Souza (Qrientadora) Prof, Dr. Ricardo Luiz Colto Antunes WA . Prof, Dr. Armando Boito Jiinior | HU Cu fO) Agosto de 2001 1 FICHA CATALOGRAFICA ELABORADA PELA BIBLIOTECA DO IFCH - UNICAMP Am68t Amorim, Henrique José Domiciano Teoria social ¢ reducionismo analitico : para uma critica ao debate sobre a centralidade do trabalho / Henrique José Domiciano Amorim. - - Campinas, SP : {s.n.], 2001, Orientador: Angela Maria Tude de Souza, Dissertacao (mestrado) ~ Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciéncias Human: 1, Trabalho — Aspectos sociolégicos. 2. Classes sociais, 3. Padres de producao. 1. Souza, Angela Maria Tude. IL. Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e cias Humanas. I1.Titulo. AGRADECIMENTOS Para esse estudo foi de fundamental importéncia o incentivo financeiro da CAPES nos primeiros cinco meses de pesquisa e depois da FAPESP nos vinte e dois meses seguintes, sem o qual ndo poderia té-la realizado. Agradego e reconhego a absoluta necessidade dessas instituigdes de fomento a pesquisa. * Agradeco primeiramente & Profa Dr.a Angela Maria Tude de Souza pela orientago e formacio diferenciadas que foram decisivas em meu desenvolvimento intelectual, aos textos que traduziu e que gentilmente cedeu para a nossa pesquisa - sua visio de mundo me garantiu o interesse pelo estudo aqui realizado. Agradego aos participantes da banca examinadora composta pelo Prof. Dr. Ricardo Antunes, do Departamento de Sociologia, ¢ pelo Prof. Dr. Armando Boito Jr., do Departamento de Ciéncia Politica, ambos do Instituto de Filosofia e Ciéncias Humanas (IFCH/UNICAMP). As sugestdes ¢ intervengSes criticas foram de real importéncia para a realizagao desse estudo. A toda minha familia que de um modo ou de outro me incentivou na compleigao de meus estudos. Ao meu pai Mério e & minha mae Maria Antonieta, as minhas irmas Alexandra e Juliana, ao meu irmio Marinho, ao cunhado Samir e a cunhada Zuleika, & minha madrasta Silvia e, especialmente, aos meus sobrinhos Thiago, Allan, Lucas, André e Adriano. A todo pessoal da RPM que um dia, ainda espero, vingaré. Aos companheiros de militancia: Filipe, Ruy, Joao, Angela e Angelo. Ao pessoal do mestrado: Telma, Wilson Fusco e Ana Maria. Ao professor Sérgio Silva, com quem, desde 1998, quando com ele cursei Teoria Sociolégica, tenho oportunidade de trocar muitas informagbes sobre a teoria