Você está na página 1de 7

Universidade Do Estado Do Rio De Janeiro

Instituto De Aplicação Fernando Rodrigues Da Silveira


Disciplina: História
Professor: Yllan de Mattos
Estagiária: Tricia Magalhães Carnevale EF – 8ª série

Nome: .......................................................................................................... n° :......... t.: ..........


Atividades
Leia as fontes a seguir e responda às questões 1 e 2.

Fonte 1 Fonte 2

“Venho dar contas à Nação da situação do país. Foi “Tenho a honra de comunicar a V. Exa. que, com a
com a mais dolorosa surpresa e o mais vivo cooperação da massa popular, as classes armadas
sentimento de indignação e repulsa que todo o Brasil realizaram hoje, sem efusão de sangue, a mudança
viu irromper nos estados de Minas Gerais, Rio Grande da alta administração do país, no patriótico intuito de
do Sul e Paraíba sanguinário movimento subversivo pôr um paradeiro à chacina que ameaçava degradar a
que ali se desenrola. Tal movimento não se justifica. família brasileira. O ex-presidente foi recolhido ao
[...] Que querem seus promotores? Não dizem ou entardecer, ao Forte de Copacabana; o ex-ministro da
anunciam. Emudecem sob o peso do crime cometido. Justiça ao 1° Regimento de Cavalaria; o ex-ministro
Quem são eles? Escondem-se no anonimato. Só se da Guerra, à Fortaleza de São João; os demais
sabe que querem derramar sangue brasileiro. [...] ministros [estão] em liberdade. A Junta Provisória
Tranqüilize-se pois a nação: o governo cumprirá seu apela para que todos os brasileiros suspendam
dever. Forte pelo direito e pelos meios de ação de que imediatamente quaisquer hostilidades.”
dispõe, levará de vencida inflexivelmente na defesa da
Constituição os inimigos da pátria. Eles não venceram
com opinião manifestada nas urnas; não vencerão
agora pelas armas, traço primitivo e selvagem
processo de resolver questões políticas. [...].”

Manifesto de Washington Luís, 9 de outubro de Telegrama do general Tasso Fragoso a Getúlio


1930. Vargas, 24 de outubro de 1930.

In: BONAVIDES, Paulo, AMARAL, Roberto. Textos Políticos In: Projeto Araribá. Editora Moderna. Apud KOIFMAN, Fábio
da História do Brasil. Volume IV. Revolução de 30 e Governo (Org.). Presidentes do Brasil. São Paulo: Cultura, 2002.
Provisório. Brasília, 2002. p. 300.
3ª edição Retirado em Janeiro de 2007:
Retirado em Janeiro de 2007: http://www.cebela.org.br/ http://www.moderna.com.br/moderna/arariba/
P. 244 a 247

1) Complete o quadro:
Fonte 1 Fonte 2
Autor

Cargo

Data

Tipo de fonte

Principal fato narrado


2) Responda:
a) Os dois documentos apresentam a mesma visão sobre a Revolução de 1930? Justifique.

.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................

b) “Eles não venceram com opinião manifestada nas urnas; não vencerão agora pelas armas.” Os acontecimentos
posteriores confirmaram esta previsão de Washington Luís? Justifique.

.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
Universidade Do Estado Do Rio De Janeiro
Instituto De Aplicação Fernando Rodrigues Da Silveira
Disciplina: História
Professor: Yllan de Mattos
Estagiária: Tricia Magalhães Carnevale EF – 8ª série

Nome: .......................................................................................................... n° :......... t.: ..........


Atividades
1) Leia um trecho do historiador Bóris Fausto (FAUSTO, 1977)* sobre o programa da Aliança Liberal e
responda:

O programa da Aliança Liberal refletia as aspirações das classes dominantes regionais não associadas ao núcleo
cafeeiro e tinha por objetivo sensibilizar a classe média. Defendia a necessidade de se incentivar a produção
nacional em geral e não apenas o café; combatia os esquemas de valorização do produto em nome da ortodoxia
financeira e por isso mesmo não discordava neste ponto da política de Washington Luís. Propunha algumas
medidas de proteção aos trabalhadores, como a extensão do direito à aposentadoria, regulamentação do trabalho
do menor e das mulheres, aplicação da lei de férias. Em uma evidente resposta ao presidente que afirmara ser a
questão social no Brasil “uma questão de polícia”, a plataforma de oposição dizia não se poder negar sua
existência, “como um dos problemas que teriam de ser encarados com seriedade pelos poderes públicos”. Sua
insistência maior era a defesa das liberdades individuais, a anistia (com o que se acenava para os tenentes) e a
reforma política, para assegurar a chamada verdade eleitoral.

Para a Aliança Liberal, a questão social, em vez de ser uma “questão de polícia”, deveria ser uma “questão
política”. Quais as principais propostas aliancistas para os problemas sociais citadas no trecho acima?

.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................
.......................................................................................................................................................................................

* Apud: FREIRE, Américo (et. Al.). História em Curso. O Brasil e suas relações com o mundo ocidental. Coleção aprender.
CPDOC, FGV. Editora do Brasil, ano. P. 277.

2) Considerando a s visões apresentadas sobre o movimento de 1930 defina se ele deve ser considerado um
golpe ou uma revolução e justifique.

....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
Universidade Do Estado Do Rio De Janeiro
Instituto De Aplicação Fernando Rodrigues Da Silveira
Disciplina: História
Professor: Yllan de Mattos
Estagiária: Tricia Magalhães Carnevale EF – 8ª série

Nome: .......................................................................................................... n° :......... t.: ..........


Atividades
Havia a necessidade de se propagandear o Estado Novo, ele era o responsável pelos aspectos
sociais e políticos de cada cidadão, era como se o Estado fosse o próprio pai simbolizado através da figura
de Vargas. Esta imagem de que o Estado era responsável e cuidaria de tudo, como um pai cuida do filho
era controlada pelo DIP, assim como as revistas que falavam do Governo de forma generosa.
Ataulfo Alves juntamente com Felisberto Martins e Wilson Batista compôs e cantou dois sambas
que marcaram a produção cultural do Estado Novo, mesmo com o DIP (Departamento de Imprensa e
Propaganda) no encalço daqueles que tentavam criticar o regime ditatorial: “É negócio casar” (1941) e o
“O bonde São Januário” (1941). A malandragem era algo que o Governo buscava combater, por isso o
DIP “caçava” os boêmios, os sambistas que exaltassem esse tipo de vida, a malandragem. A própria
música do “O bonde São Januário” pode ser encontrada em outra versão que, se não tivesse sido alterada
teria sido um prato cheio para o DIP.
Abaixo você encontra as letras das músicas citadas acima, leia-as e responda às questões 5 e 6:

É negócio casar O bonde São Januário


(Ataulfo Alves e Felisberto Martins) (Wílson Batista e Ataulfo Alves)

Veja só, Quem trabalha é que tem razão


A minha como vida está mudada. Eu digo e não tenho medo de errar
Não sou mais aquele O bonde São Januário
Que estava em casa só alta madrugada. Leva mais um operário:
Sou eu que vou trabalhar
Faça o que eu fiz,
Porque a vida é do trabalhador. Antigamente eu não tinha juízo
Tenho um doce lar Mas resolvi garantir meu futuro
E sou feliz com meu amor. Vejam vocês:

O Estado Novo Sou feliz, vivo muito bem


Veio para nos orientar. A boemia não dá camisa a ninguém
No Brasil não falta nada, É, digo bem
Mas precisa trabalhar

Tem café, petróleo e ouro.


Ninguém pode duvidar.
E quem for pai de quatro filhos
O presidente manda premiar.
O negócio é casar.
http://www.franklinmartins.com.br/som_na_caixa_gravacao.php?titulo=o- http://www.mpbnet.com.br/musicos/cyro.monteiro/letras/o_bonde_sao_
negocio-e-casar-de-ataulfo-alves-e-felisberto-martins januario.htm
Obs: Segundo Eduardo Vicente * “a letra original de seu refrão seria, segundo algumas versões,"O Bonde São
Januário / leva mais um otário / que vai indo trabalhar".Após uma suposta interferência do DIP, a música teria
adquirido a versão com que se tornou conhecida: "O Bonde São Januário / leva mais um operário / sou eu que vou
trabalhar".”

*Eduardo Vicente é músico e doutor em Comunicação pela ECA/USP, onde ocupa o cargo de professor efetivo de
Rádio no curso de Audiovisual.

Retirado em janeiro de 2007:


http://www.multirio.rj.gov.br/seculo21/texto_link.asp?cod_link=1946&cod_chave=2604&letra=c
Foto:Ataulfo Alves_http://www.mpbnet.com.br/musicos/ataulfo.alves/
1) Identifique:

a) O nome de cada música: ..........................................................................................................................

b) O tipo de música: ....................................................

c) O ano em que foram compostas: ..............................

d) Seus compositores e cantores: ....................................................................................................................

2) Interprete.

a) Selecione 5 palavras ou expressões que segundo o autor descrevem a vida do trabalhador brasileiro.

....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...

b) Elabore com essas palavras uma frase definindo a vida do trabalhador brasileiro.

....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
.
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
c) Ambas as músicas tratam do brasileiro e como ele deveria ser e se portar, escreva sobre a vida desse
trabalhador baseando-se nessas letras. Considere também:
*A produção cultural do período.
*A política do governo Vargas.

....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...
....................................................................................................................................................................................
...