P. 1
Dividi Minha Mulher No Camping

Dividi Minha Mulher No Camping

5.0

|Views: 7.507|Likes:
Publicado porapi-3732034
CE
CE

More info:

Published by: api-3732034 on Oct 15, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

Dividi minha mulher no camping.

Durante todo dia o amigo do meu marido, me secava descaradamente e eu, apesar da presença de sua mulher, disfarçava e me fazia de descuidada, e provocava o amigo de meu marido e me excitava muito com isso, (ver a reação de vocês homens, que parecem que nunca viram mulher, infla nossa autoestima). Este tipo de situação meu marido adora que eu faça, mas parecia que não estava muito a vontade desta vez, talvez por ser alguem proximo da nossa rotina, mas eu não podia evitar, (e é culpa dele que me incentivou e fez eu tomar gosto pela coisa no passado) Daniel seu amigo é uma pessoa bem apessoada e por morar em cidade pequena já havia escutado falar algumas coisas dele que me despertavam um fogo já algum tempo, mas sempre me controlava mas desta vez eu queria deixá-lo louco e parecia que tinha conseguido, deve ter ficado de pau-duro e tocado uma punheta pensando em mim eu imaginava. Mas continuando de onde o dinherudo tinha parado... Dinherudo me chupava com gosto, eu adoro isso ele introduz o máximo a lingua em mim, sugava meu clitoris e tentava enfiar meus labios vaginais em sua boca, sorvendo com vontade meu mel, lambia meu cu o que me arrepiava a cada linguada e forçava a lingua tentando me comer a bunda com sua lingua já treinada nesta função. O fato de ter o Daniel ao meu lado me deixava mais excitada ainda nunca tinha feito sexo com outra pessoa no mesmo ambiente e isso estava me excitando ao extremo ainda mais depois de tudo o que havia provocado ele durante o dia, ficava imaginado se ele estaria de pau-duro se lembrando de mim e de tudo o que tinha admirado durante o dia , mas de repente fui supreendida por uma mão que começou a apertar meus seios por cima da mini-blusa que usava, não era Dinherudo pois suas mão erguiam meu quadril para facilitar a gostosa chupada que ele me dava. Era Daniel ,fiquei sem reação não sabia o que fazer, qual seria a reação de Dinherudo, não fiz nada, ele continuou alisando e apertando minhas tetas e agora enfiava a mão sobre a mini-blusa alisando e beliscando meus mamilos, minha respiração ficou ofegante, um misto de medo e tesão fez meu coração disparar,não conseguia tomar uma atitude, tomei coragem aquilo não podia continuar,segurei sua mão e afastei de meus seios, ele obedeceu sem resistência mas agarrou meu pulso levando minha mão para baixo em direção eu já sabia, do seu pau, de repente sinto as costas de minha mão esbarrar em algo que estava em pé, exposto naquela escuridão, Daniel esfrega minha mão naquele pau que dava a impressão de ser muito grande , resisto num primeiro instante e não agarro aquela piça e deixo ele esfregar as costas de minha mão nele, ele tenta me mostrar toda a extensão dele fazendo eu acompanhar aquele pau do saco até a cabeça, é bem maior do que do do meu marido posso perceber, um tesão muito grande começa a crescer dentro de mim e não sei se vou conseguir me segurar, não resisto e agarro aquele pauzão, percorro todo ele, tentando enxergar com as mão, é grande e esta duro feito pedra, aliso e sinto minha mão trancar, parece um cogumelo e com o polegar agora aliso a cabeçorra fico imaginando aquele pau que deve ser muito cabeçudo, fico louca imaginando o quanto deve ser gostosa aquela cabeçorra me arregaçando, penso que para acabar com aquela situação, só a uma forma começo a punhetar aquele pauzão com vontade com uma das mãos e com a outra seguro dinherudo pelos cabelos para que não pare a chupada que esta me dando e não saia dali por um pouco mais de tempo, percebo que Daniel gospe na sua mão e cobre aquela cabeçorra com saliva, minha mão quase não faz a volta naquele cacete, é muito grosso e comprido, as estoria já ouvidas de Daniel se confirmam, de namoradas que desistiram do namoro quando viram a vara dele, bobas elas penso eu. Acelero e punheto aquele pau com vontade, minha mão cansa e nada do Daniel gozar , tenho que parar pois começa a doer meu braço, Daniel segura minha mão sobre seu pau e continua numa gostosa punheta, tento soltar minha mão mas ele leva ate seu saco que mau cabe na minha mão fico massageando seu saco e sinto que tem bolas enormes parecem inchadas, que tesão me dá isso, Daniel continua

a punheta de forma vigorosa e eu massageio suas bolas, ele para mas não se acaba, e eu nem tento recomeçar, solto aquelas bolas e imagino que minha aventura tenha acabado por aí, levo minha mão ate meu nariz para poder ao menos sentir o cheiro daquele pau e daquele sacão e poder imagina-lo. Ainda estou cheirando minha mão e Dinherudo faz menção de subir mas seguro ele pelos cabelos e ele entende que eu quero que ele continue na chupeta,(ele é um grande chupador de buceta e adora ficar assim muito tempo). Sou supreendida pela boca de Daniel, achava que tinha acabado a aventura, mas não, ele começa a moder meus seios sobre a blusa, ele esta de quatro ao meu lado me mordendo e querendo me mamar ele puxa a blusa para cima e começa a mamar com vontade é demais para mim estou quase gozando na boca de Dinherudo e com o Daniel me mordendo e mamando como um bebezão, Daniel reveza numa teta e outra deixando os mamilos pontiagudos , tenho seios grande e firmes,(turbinados e sei que os homens os acham lindos, abuso dos decotes) Daniel fica mordiscando e chupando os dois, agora os deixa e beija minha boca, não penso em nada e correspondo com vontade, ele invade minha boca com uma lingua eletrica e inunda minha boca com sua saliva, não me aguento a lingua do João enterrada na minha xana e o linguão do Daniel me invadindo a boca é gostoso demais e gozo abundantemente na boca de Dinherudo, sinto tudo apagar, vejo estrela e sinto minha racha se inundar de gozo e lambuzar o rosto do meu marido, é maravilhoso, ainda mais quando penso que estou fazendo isso sem meu marido perceber com seu melhor amigo. Dinherudo faz menção de subir e o empurro para baixo, vou retribuir a gostosa chupada que me deu, ele fica sentado aos meus pé com as costa apoiadas em uma arvore que esta encostada a nossa barraca e eu fico de quatro, com o bundão empinado, estou mau intencionada quando faço isso, e estou decidida a arriscar mais, a muito tempo não sentia um fogo tão grande que me dá coragem, começo a mamar o pau de Dinherudo, ele me segura pela cabeça controlando o ritmo, estou de quatro com a bunda empina, a buceta encharcada daquele gozo gostoso que acabará de ter e sei que é só uma questão de tempo para ser atacada pelo amigo do meu marido, me sinto uma isca, fico na expectativa, o que me dá mais tesão, de repente sito as mão de Daniel alisando minha bunda, deixo que ele mate a vontade de me bolinar o traseiro, sei que devia ser um desejo seu não de hoje mas ele sempre me comia com os olhos e já tinha percebido sem olhares em outras ocasiões para meu rabo. Chupo com vontade e Dinherudo empurra minha cabeça, fazendo seu pau ir ate minha garganta, Daniel acaricia minha bunda com carinho e fica afastando e abrindo minha bunda com as mãos, sinto sua mão alisar minha xana carequinha, e seu dedos começam a lambuzar meu cu, ele força e enterra um dedo na minha bunda, dá vontade de gemer mas não posso com a boca cheia pelo pau do meu marido, ele fica enterrando e tirando,agora força e tenta já enterrar três, tira, não consegue percebo que solta saliva sobre meu cu, enquanto afastava novamente minhas nadegas com as mãos, agora força e com um pouquinho de desconforto sinto seus tres dedos me abrindo o cuzão, sinto a boca de Daniel começar a me beijar a buceta encharcada, estou excitadissima, ele começa a beber meu mel, e percorre a minha racha com sua lingua enquanto movimenta com muita suavidade os dedos enterrados no cu, estou louca de tesão e capricho a chupeta em meu marido, que merece por tudo o que ele me ensinou de bom na vida,. É demais Daniel tira os dedos e fica enfiando sua lingua agil no meu cu agora, é muito gostoso, João deve estar quase gozando pois fica diminuindo o ritmo e parando de vez enquanto meus movimentos, mas acontece algo inesperado, eu ali de quatro chupando meu marido que esta sentado, enquanto seu melhor amigo me chupa e come meu cuzinho com a lingua, é reestabelecida a energia eletrica, acendendo a luz de um poste e iluminando de leve o interior da barraca o suficiente para o Dinherudo flagar seu melhor amigo chupando a buça e enfiando a lingua no rabo da sua amada esposa, o que acontecerá penso eu, que reação terá meu marido.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->