P. 1
DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO - QUESTÕES

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO - QUESTÕES

|Views: 1.259|Likes:
Publicado porATMachado

More info:

Published by: ATMachado on Oct 05, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/08/2013

pdf

text

original

DIREITO DO TRABALHO

Organização da Justiça do Trabalho
1 - Q60731 ( FCC - 2010 - PGE-AM - Procurador / Direito Processual do Trabalho ) A respeito do processo trabalhista:

Está correto SOMENTE o que se afirma em a) II, III e IV. b) I e III. c) II e III. d) I, II e III. e) I, II e IV.

2 - Q54140 ( FCC - 2006 - TRT - 6ª Região (PE) - Técnico Judiciário - Área Administrativa São órgãos da Justiça do Trabalho

)

a) a Procuradoria da Justiça do Trabalho, os Juízes do Trabalho, os Tribunais Federais do Trabalho e o Tribunal Superior do Trabalho.

b) os Juízes do Trabalho, os Tribunais Regionais do Trabalho e o Superior Tribunal de Justiça. c) a Delegacia Regional do Trabalho, os Juízes do Trabalho, os Tribunais Regionais do Trabalho e o Tribunal Superior do Trabalho. d) os Juízes do Trabalho, os Tribunais Regionais do Trabalho, o Tribunal Superior do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho. e) os Juízes do Trabalho, os Tribunais Regionais do Trabalho e o Tribunal Superior do Trabalho.

3 - Q49398 ( FCC - 2009 - TRT - 16ª REGIÃO (MA) - Técnico Judiciário - Área Administrativa) Os Tribunais Regionais do Trabalho terão um quinto de sua composição de advogados e membros do Ministério Público do Trabalho com mais de a) cinco anos de efetiva atividade profissional ou efetivo exercício, nomeados pelo Presidente do Tribunal Superior do Trabalho. b) cinco anos de efetiva atividade profissional ou efetivo exercício, nomeados pelo Presidente da República. c) dez anos de efetiva atividade profissional ou efetivo exercício, nomeados pelo Presidente do Tribunal Superior do Trabalho. d) dez anos de efetiva atividade profissional ou efetivo exercício, nomeados pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal. e) dez anos de efetiva atividade profissional ou efetivo exercício, nomeados pelo Presidente da República.

4 - Q25894 ( FCC - 2008 - TRT - 18ª Região (GO) - Analista Judiciário - Área Judiciária) Os Ministros do Tribunal Superior do Trabalho serão nomeados pelo Presidente a) da República, após aprovação pela maioria absoluta do Senado Federal. b) da República, após aprovação pela maioria absoluta do Congresso Nacional. c) da República, após aprovação pela maioria relativa do Conselho Nacional de Justiça.

d) do Supremo Tribunal Federal, após aprovação pela maioria relativa do Senado Federal. e) do Conselho Nacional de Justiça, após a aprovação pela maioria absoluta do Senado Federal.

5 - Q25145 ( FCC - 2008 - TRT - 18ª Região (GO) - Técnico Judiciário - Área Administrativa) Os Tribunais Regionais do Trabalho compõem-se de, no mínimo, sete juízes, recrutados, quando possível, na respectiva região, e nomeados pelo Presidente a) do respectivo Tribunal Regional do Trabalho. b) da República. c) do Tribunal Superior do Trabalho. d) do Supremo Tribunal Federal. e) do Senado Federal.

6 - Q24983 ( FCC - 2003 - TRT - 21ª Região (RN) - Técnico Judiciário - Área Administrativa) Na Justiça do Trabalho, o exercício das funções de inspeção e correição permanente são da competência do a) Juiz Presidente do Tribunal Regional do Trabalho. b) Juiz Vice-Presidente do Tribunal Regional do Trabalho. c) Ministro Corregedor Geral. d) Ministro Presidente do Tribunal Superior do Trabalho. e) Diretor de Secretaria ou do Secretário de Turma.

7 - Q24862 ( FCC - 2004 - TRT - 22ª Região (PI) - Técnico Judiciário - Área Administrativa) São órgãos da Justiça do Trabalho: a) Tribunal Superior do Trabalho, os Tribunais Regionais do Trabalho e as Varas do Trabalho e Tribunal Regional Federal.

e) os Distribuidores e os Oficiais de Justiça.TRT .INSS. c) os Distribuidores e a Delegacia Regional do Trabalho. os Tribunais de Justiça 8 . d) Superior Tribunal de Justiça. e) Superior Tribunal de Justiça. d) a acidentes do trabalho promovidas contra empresas públicas ou sociedades de economia mista. a) a Delegacia Regional do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho. além das Secretarias das Varas do Trabalho e dos Tribunais.Técnico Judiciário . b) a acidentes do trabalho propostas pelo segurado contra o Instituto Nacional de Seguridade Social . d) os Oficiais de Justiça e o Ministério do Trabalho. os Tribunais Regionais do Trabalho e as Varas do Trabalho ou os Juízos de Direito.Analista Judiciário . .TRT . as Varas do Trabalho e as Delegacias Regionais do Trabalho. b) os Distribuidores e os Contadores Judiciais.INSS. 9 .Área Administrativa ) Compete à Justiça do Trabalho julgar as causas relativas a) ao não pagamento do benefício de auxílio-desemprego por parte do Instituto Nacional de Seguridade Social . os Tribunais Regionais do Trabalho.Q24165 ( FCC .2ª REGIÃO (SP) .2008 . as Varas do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho.Q24099 ( FCC . c) às penalidades administrativas impostas aos empregadores pelo órgão de fiscalização das relações de trabalho.b) Tribunal Superior do Trabalho.2004 . os Tribunais Regionais do Trabalho.2ª REGIÃO (SP) .Área Administrativa) São serviços auxiliares da Justiça do Trabalho. c) Tribunal Superior do Trabalho. e) a processo criminal relativo a falso testemunho em processo trabalhista.

d) A escolha dos Ministros da carreira de Juiz do Trabalho pode recair em juízes oriundos do Ministério Público do Trabalho ou de advogados já integrantes dos Tribunais Regionais do Trabalho. a lista de promoção não será obrigatoriamente promovido e nomeado para o Tribunal Superior do Trabalho. ou cinco alternadas. nas comarcas abrangidas ou não por sua jurisdição.10 . é correto afirmar: a) O juiz que integrar por três vezes consecutivas. de comum acordo. 11 . . b) compete-lhe decidir o dissídio coletivo ajuizado pelo Ministério Público do Trabalho. c) Um quinto dos Ministros serão escolhidos entre advogados. dentre os integrantes do Supremo Tribunal Federal. no mínimo.2008 . e nomeados pelo Presidente da República dentre brasileiros com mais de trinta e menos de sessenta e cinco anos de idade. e) O Presidente do Tribunal Superior do Trabalho será nomeado pelo Presidente da República. recrutados.Área Administrativa ) A respeito da composição do Tribunal Superior do Trabalho. quando possível. com recurso para o respectivo Tribunal de Justiça. atribuí-las aos juízes de direito.2006 .2ª REGIÃO (SP) . quando o ato questionado envolver matéria sujeita à sua jurisdição. em caso de greve em atividade essencial.Q4570 ( FCC . c) os Tribunais Regionais do Trabalho. um quinto entre membros do Ministério Público do Trabalho e três quintos entre Juízes do Trabalho. podendo. membros do Ministério Público do Trabalho e advogados.Q24098 ( FCC . d) a lei criará varas da Justiça do Trabalho.Área Judiciária) Em relação à Justiça do Trabalho. os mandados de segurança.TRT . com mandato de 2 (dois) anos.Analista Judiciário . b) É composto por 17 Ministros.TRT-4R . é facultado às mesmas. dentre outras ações. sete juízes. compõem-se de. nomeados pelo Presidente da República entre magistrados da Justiça do Trabalho. ajuizar dissídio coletivo de natureza econômica. é INCORRETO afirmar que a) compete-lhe processar e julgar. com possibilidade de lesão do interesse público.Analista Judiciário . na respectiva região. habeas corpus e habeas data. e) recusando-se qualquer das partes à negociação coletiva ou à arbitragem.

b) pelo Código de Processo Civil. c) pela Consolidação das Leis do Trabalho. e diretamente subordinados ao mesmo Presidente.Área Administrativa) A ordem dos trabalhos nas secretarias dos Tribunais Regionais é estabelecida a) pela Constituição Federal.2006 . 13 .Q1160 ( FCC . dentre brasileiros. b) Tribunal Regional do Trabalho dentre os funcionários das Varas do Trabalho e do Tribunal Regional do Trabalho. b) trinta e menos de sessenta e cinco anos de idade.Técnico Judiciário . e) pela Corregedoria da Justiça do Trabalho.podendo a Justiça do Trabalho decidir o conflito. deverão contar com mais de a) trinta e menos de sessenta anos de idade. .TRT-4R . c) trinta e menos de setenta anos de idade.Área Administrativa) Os Juízes dos Tribunais Regionais do Trabalho. 12 . 14 .TRT-4R .Q4533 ( FCC . d) pelo Regimento Interno. bem como as convencionadas anteriormente. existentes na mesma localidade. existentes na mesma localidade. Os distribuidores são designados pelo Presidente do a) Tribunal Superior do Trabalho dentre os funcionários das Varas do Trabalho e do Tribunal Regional do Trabalho.TRT-24R .Q4527 ( FCC . e) trinta e cinco e menos de setenta e cinco anos de idade.Analista Judiciário .2006 .Técnico Judiciário .2006 . d) trinta e cinco e menos de sessenta e cinco anos de idade. nomeados pelo Presidente da República. respeitadas as disposições mínimas legais de proteção ao trabalho.Área Administrativa) Nas localidades em que existir mais de uma Vara do Trabalho haverá um distribuidor.

c) Tribunal Superior do Trabalho apenas dentre os funcionários do Tribunal Regional do Trabalho.Analista Judiciário .Q1025 ( FCC . . sob a direção do corregedor geral do Tribunal Regional do Trabalho da respectiva região. é correto afirmar: a) Cada Vara do Trabalho terá duas secretarias. em um salário mínimo vigente à época. e) Não compete à secretaria das Varas do Trabalho o fornecimento de certidões sobre o que constar dos livros ou do arquivamento da secretaria. d) Cada Vara do Trabalho terá duas secretarias. d) Tribunal Regional do Trabalho apenas dentre os funcionários das Varas do Trabalho. c) Compete à secretaria das Varas do Trabalho a contagem das custas devidas pelas partes. sem motivo justificado.Analista Judiciário . c) o Serviço Superior de Preparação de Concursos para Magistrados do Trabalho e a Corte Nacional de Recursos em Matéria Administrativa. serão descontados em seus vencimentos. existentes na mesma localidade.2006 .Q1157 ( FCC . b) Os serventuários que.TRT-4R . e diretamente subordinados ao mesmo Presidente. dentro dos prazos. existente na mesma localidade. e diretamente subordinados ao mesmo Presidente. b) a Corte Superior de Recursos em Matéria Administrativa e a Escola Nacional de Magistrados do Trabalho.Área Administrativa) Com relação as secretarias das Varas do Trabalho.Área Administrativa) Funcionam junto ao Tribunal Superior do Trabalho: a) a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho e o Conselho Superior da Justiça do Trabalho. nos respectivos processos. 16 . não realizarem os atos.2006 .TRT-24R . existente na mesma localidade. e) Tribunal Regional do Trabalho apenas dentre os funcionários dos Tribunal Regional do Trabalho. 15 . sob a direção de seus respectivos diretores de secretaria.

A 13 . d) os mandados de segurança.B 14 .Procurador ) Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar a) ações relativas às penalidades administrativas impostas aos empregadores pelos órgãos de fiscalização das relações de trabalho. a partir do advento da Emenda Constitucional no 45.B Competência 1 . b) ações postulando cobrança de honorários advocatícios. quando o ato questionado envolver matéria relacionada às relações de trabalho.D 3-E 4-A 5-B 6-C 15 . inclusive de servidores públicos estatutários.2010 .A 8-E 9-C 10 .PGE-AM .C 7-B 16 . c) ações penais decorrentes das relações de trabalho. e) a Corte Superior de Recursos em Matéria Administrativa e o Serviço Superior de Preparação de Concursos para Magistrados do Trabalho. GABARITOS: 1-E 11 . habeas data. .D 2-E 12 .Q60729 ( FCC . individuais ou coletivos. habeas corpus.d) a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Servidores do Trabalho e o Conselho Federal da Justiça do Trabalho. de 2004.

b) empregador promover a prestação de serviços em locais diferentes. em qualquer hipótese. . por empresa estrangeira. deverá ser julgado pelo a) Tribunal Superior do Trabalho. para prestar serviços no exterior. em Florianópolis.Q57844 ( FCC .DPE-MA . para prestar serviços na filial de Fortaleza. hipótese em que a competência será fixada pela situação da filial da empresa no Distrito Federal.DPE-MA . d) empregador promover a prestação de serviços em dois ou mais locais do território nacional e o trabalhador for contratado no exterior. mesmo sendo brasileiro. e) empregado for contratado na filial de São Paulo. e) Tribunal Regional Federal em que se situarem as unidades judiciárias conflitantes.e) ações de indenização por dano moral ou patrimonial.Defensor Público) A competência territorial da Justiça do Trabalho será fixada pelo critério do local de execução do contrato. hipótese em que a competência será da Vara do Trabalho do local em que o empregador mantiver sua sede. ainda que não decorrentes diretamente das relações de trabalho. 3 .2009 . tendo sido este ou não o lugar da contratação. todas dentro do Brasil. EXCETO se o a) trabalhador.Defensor Público) O conflito positivido de jurisdição entre um Juiz do Trabalho e um Juiz de Direito.2009 . para prestar serviços no exterior. c) Tribunal Regional do Trabalho. em qualquer hipótese. d) Tribunal de Justiça do Estado em que se situar a Vara Cível. ambos no Brasil. hipótese em que o Juízo Competente será o da Capital Federal (Brasília). para prestação dos serviços em outro. se a competência geográfica de ambos estiver afeta a um mesmo Tribunal Regional do Trabalho. hipótese em que o Juízo Competente será o da matriz da empresa. b) Superior Tribunal de Justiça. c) contrato for firmado num local. 2 .Q57847 ( FCC . este no exercício da jurisdição trabalhista. hipótese em que o empregado ? autor da ação ? escolherá o Juízo de qualquer dos dois locais. for contratado no exterior. na forma do artigo 668 da Consolição das Leis do Trabalho.

b) Justiça Federal.Q56876 ( FCC . são da competência da a) Justiça Estadual e Justiça Federal.Prova 2) Após o advento da Emenda Constitucional nº 45/04.Procurador .BACEN .Analista Judiciário . por ato do Delegado Regional do Trabalho.2006 .4 . ocorrendo violação a direito líquido e certo do empregador. d) Justiça do Trabalho e Justiça Federal.TRT .Q53318 ( FCC .Área Judiciária) Detém a competência para a execução de título executivo extrajudicial: a) o juiz que teria competência para conhecer do litígio. b) o Presidente do Tribunal.2006 . movidas contra o empregador.Prova 2) Após a Emenda Constitucional nª 45/04 a competência para conhecer e decidir ações judiciais de indenização por dano moral e patrimonial.Q56873 ( FCC . c) Justiça do Trabalho. 6 . decorrentes de acidentes de trabalho e executivos fiscais movidos pela União contra empregador. o mandado de segurança e eventual recurso cabível de decisão desfavorável.2006 . 5 . e) Justiça Estadual e Justiça do Trabalho.BACEN . . e) juiz federal comum e do Tribunal Regional do Trabalho. c) juiz do trabalho e do Tribunal Regional do Trabalho. em decorrência de autuações pela fiscalização do trabalho.Procurador . em matéria de disciplina de horário de trabalho. d) Tribunal Regional do Trabalho e do Tribunal Superior do Trabalho.6ª Região (PE) . b) Tribunal Regional Federal e do Superior Tribunal de Justiça. serão da competência do a) juiz federal comum e do Tribunal Regional Federal.

7 . e) o juiz auxiliar das execuções.Área Judiciária ) É competente para conhecer e julgar reclamação trabalhista ajuizada por empregado.Área Judiciária ) Joana e Joaquim estudavam em Londres. na Justiça do Trabalho.TRT .Analista Judiciário .6ª Região (PE) . tendo prestado serviços em Cabo de Santo Agostinho para instituição bancária. ambos os empregados foram promovidos e passaram a laborar em Fortaleza. quando foram contratados pela empresa multinacional "D" para laborarem em Salvador. d) relativa. a Vara do Trabalho de a) Cabo de Santo Agostinho ou Caruaru. c) absoluta. absoluta e relativa. d) Recife ou São Paulo. b) relativa. c) Recife. 9 . da função e do território.Técnico Judiciário . e) relativa.TRT . b) Cabo de Santo Agostinho ou São Paulo. d) a Seção Especializada em Dissídios Individuais. relativa e absoluta. local onde foram dispensados . a) absoluta.Analista Judiciário .Área Administrativa) A competência em razão da matéria.7ª Região (CE) . são consideradas. e) Cabo de Santo Agostinho.TRT . relativa e absoluta. Posteriormente.2009 . 8 .Q49392 ( FCC .Q47569 ( FCC . respectivamente. apenas.2009 . absoluta e absoluta. cuja matriz está situada em São Paulo. que tem domicílio em Caruaru e foi contratado em Recife.Q53316 ( FCC . apenas.16ª REGIÃO (MA) .2006 . absoluta e relativa.c) as Turmas do Tribunal.

d) a Vara do Trabalho de Fortaleza.PGE-RJ . 10 . 11 .2ª REGIÃO (SP) .Inglaterra. definiu-se a competência da Justiça do Trabalho para as ações a) movidas por servidores públicos contra a entidade estatal a que serviram. será competente para apreciar a demanda trabalhista proposta por Joana e Joaquim a) a Vara do Trabalho de Salvador. c) de cobrança decorrentes de qualquer contrato de prestação de serviços. b) do próprio Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região.TRT . b) o órgão competente na cidade de Londres .2008 . c) da Seção de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho.Área Judiciária . quando a lide versar sobre seus vencimentos ou proventos de aposentadoria.Instituto Nacional do Seguro Social.sem justa causa. e) a Vara do Trabalho de Belo Horizonte. que Joana e Joaquim foram contratados pela filial da empresa empregadora em Londres. e que Joaquim é residente e domiciliado no Rio de Janeiro. em regra.Q27451 ( FCC . De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. que Joana é residente e domiciliada em São Paulo.Analista Judiciário . b) de indenização decorrentes de acidente do trabalho movidas pelos segurados contra o INSS . a matriz da empresa empregadora no Brasil é na cidade de Belo Horizonte.Execução de Mandados) A competência originária para apreciar e julgar mandado de segurança impetrado em face de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região é a) do Pleno do Tribunal Superior do Trabalho. c) as Varas do Trabalho de São Paulo e Rio de Janeiro. d) de cobrança de qualquer benefício previdenciário.2009 . . e) de indenização decorrente de acidente do trabalho movidas pelo empregado contra o empregador.Técnico Superior de Procuradoria) Após a vigência da Emenda Constitucional no 45. mesmo se sujeitos a regime estatutário. Considerando que. respectivamente.Q44788 ( FCC .

19ª Região (AL) . b) do local da última prestação de serviços realizada pelo reclamante.d) do Supremo Tribunal Federal.Área Judiciária ) São ações de competência originária dos Tribunais a) a ação rescisória. e) a processo criminal relativo a falso testemunho em processo trabalhista.2008 .Q23049 ( FCC . com relação à competência em razão do lugar.2009 .Q24099 ( FCC .Analista Judiciário .Q25233 ( FCC .Área Administrativa) Compete à Justiça do Trabalho julgar as causas relativas a) ao não pagamento do benefício de auxílio-desemprego por parte do Instituto Nacional de Seguridade Social .Área Judiciária) De acordo com a CLT. o mandado de segurança contra ato de juiz e o dissídio coletivo. não estando o empregado viajante comercial subordinado a agência ou filial.Analista Judiciário . 12 .TRT .INSS. 14 .Analista Judiciário . c) do domicílio do reclamante. b) a acidentes do trabalho propostas pelo segurado contra o Instituto Nacional de Seguridade Social . apenas.2008 .INSS. e) do domicílio do empregado ou a localidade mais próxima. 13 .TRT .2ª REGIÃO (SP) . .TRT . c) às penalidades administrativas impostas aos empregadores pelo órgão de fiscalização das relações de trabalho. d) a acidentes do trabalho promovidas contra empresas públicas ou sociedades de economia mista.3ª Região (MG) . e) da Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho. mas à matriz da empresa empregadora será competente para apreciar reclamação trabalhista a Vara a) onde está localizada a matriz ou qualquer uma das agências ou filiais da empresa. d) do local da primeira prestação de serviços realizada pelo reclamante.

IV. 15 .b) a ação rescisória.TRT .15ª Região .Q15144 Mandados) ( FCC .Área Judiciária .TRT-2R . Julgar os agravos de petição. a ação rescisória e a ação de cumprimento de sentença normativa.Analista Judiciário .2009 . De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho compete ao Tribunal Pleno. a ação de cumprimento de cláusula coletiva e o dissídio coletivo. Processar e julgar originariamente os dissídios coletivos.Área Judiciária ) A competência originária para apreciar e julgar mandado de segurança impetrado em face de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região é a) do Supremo Tribunal Federal. as funções indicadas SOMENTE em a) I e IV. quando o Tribunal Regional do Trabalho for dividido em turmas. Impor multas e demais penalidades relativas a atos de sua competência jurisdicional. b) I e III.Analista Judiciário . II e III.Q11537 ( FCC . III e IV. e) a ação anulatória de cláusula coletiva. b) da Seção de Dissídios Coletivos do Tribunal Superior do Trabalho. d) o habeas corpus contra prisão determinada por magistrado de primeiro grau. c) III e IV.Execução de Considere: I. III. d) I. o mandado de segurança e a ação de cumprimento.2008 . 16 . c) o mandado de segurança contra ato da fiscalização do trabalho. II. o dissídio coletivo regional e a ação rescisória. Processar e julgar em última instância as ações rescisórias das Varas do trabalho. . e) II.

no valor fixado pelo juízo da execução. e) resultantes de homologação de acordo não poderão ser objeto de manifestação do INSS nem sofrerão atualização.Analista Judiciário . sem prejuízo da cobrança de eventuais diferenças encontradas na execução ex officio. a atualização da conta. e) da Seção de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho. é INCORRETO afirmar que a) compete-lhe processar e julgar. recrutados. compõem-se de. incumbindo ao órgão previdenciário a apresentação da conta de liquidação. b) serão executados em procedimento próprio. com possibilidade de lesão do interesse público. exclusivamente. sete juízes.TRT-4R .2006 . c) os Tribunais Regionais do Trabalho. quando o ato questionado envolver matéria sujeita à sua jurisdição. no mínimo. promover a execução.c) do Pleno do Tribunal Superior do Trabalho. em caso de greve em atividade essencial.Q4893 ( FCC . d) do próprio Tribunal Regional do Trabalho da Segunda Região.2006 . cabendo ao INSS. habeas corpus e habeas data. cabendo ao órgão previdenciário. na respectiva região.Área Judiciária .Analista Judiciário . c) serão atualizados de acordo com os critérios estabelecidos na legislação previdenciária. . 18 . d) serão objeto de execução ex officio. 17 . os mandados de segurança.Execução de Mandados) Os créditos previdenciários decorrentes de ação trabalhista a) serão exigíveis somente após a quitação total do débito pelo executado.Área Judiciária) Em relação à Justiça do Trabalho. dentre outras ações. por meio do órgão competente. e nomeados pelo Presidente da República dentre brasileiros com mais de trinta e menos de sessenta e cinco anos de idade. quando possível. b) compete-lhe decidir o dissídio coletivo ajuizado pelo Ministério Público do Trabalho.TRT-4R . podendo ser pagos tão logo seja elaborada a conta.Q4570 ( FCC .

d) o empregado. foi contratado para prestar serviços. reclamante ou reclamado. inclusive se foi contratado no estrangeiro. de comum acordo.d) a lei criará varas da Justiça do Trabalho.TRT-24R . em regra. d) Belo Horizonte. ainda que tenha sido contratado noutro local ou no estrangeiro. bem como as convencionadas anteriormente.Q1110 ( FCC .2006 . quando foi dispensada. reclamante ou reclamado.TRT-20R . b) está sediada a empresa empregadora ou o domicílio do empregador quando este for pessoa física. em Campo Grande. e) está a filial mais próxima da empresa empregadora ou o domicílio do empregador quando este for pessoa física.Execução de Mandados) Isis foi contratada na sede da Empresa empregadora. c) Goiânia. . prestar serviços ao empregador. c) o empregado. a competência das Varas do Trabalho é determinada pela localidade onde a) o empregado. atribuí-las aos juízes de direito.2006 .Q1372 ( FCC . nas comarcas abrangidas ou não por sua jurisdição. com recurso para o respectivo Tribunal de Justiça. ajuizar dissídio coletivo de natureza econômica. para prestar serviços em São Paulo. foi transferida definitivamente para Goiânia. 20 . respeitadas as disposições mínimas legais de proteção ao trabalho. é facultado às mesmas. b) Campo Grande. exceto se foi contratado no estrangeiro. foi contratado para prestar serviços.Área Administrativa) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.Área Judiciária . Considerando que Isis possui residência em Belo Horizonte será competente para conhecer da reclamação trabalhista a(s) Vara(s) do Trabalho da cidade de a) São Paulo. reclamante ou reclamado. e) recusando-se qualquer das partes à negociação coletiva ou à arbitragem.Analista Judiciário . 19 .Técnico Judiciário . podendo. podendo a Justiça do Trabalho decidir o conflito. Posteriormente.

Analista Judiciário .E 11 .B 12 .2011 .C 16 .e) Campo Grande ou Belo Horizonte.C 18 .D 17 . GABARITOS: 1-A 2-C 3-C 4-C 5-C 6-A 7-E 8-A 9-D 10 .E 13 .Q86125 ( FCC .D 19 .Área Judiciária) Considere as seguintes assertivas a respeito da representação: Está correto o que se afirma SOMENTE em: .4ª REGIÃO (RS) .TRT .C 20 – C Partes e Procuradores 1 .A 15 .C 14 .

e) devem juntar aos autos instrumento de mandato. porém. b) I. III e IV.Técnico Judiciário . porém. concedido pela legislação prazo de quinze dias a contar da intimação pessoal. Danilo pediu dispensa da referida empresa e decidiu ajuizar Reclamação Trabalhista em face da mesma para reaver os valores relativos a tais horas. independentemente de assistência de seus pais ou responsáveis.Q82554 ( FCC . c) II. Por ter recebido proposta melhor de emprego. concedido pela legislação prazo de trinta dias a contar da prática do primeiro ato processual.Q85543 ( FCC .Área Administrativa) Danilo.Técnico Judiciário . 3 . . sendo. Diante dessa situação. se juntarem obrigatoriamente documento público oficial de comprovação do exercício do cargo público. b) devem juntar aos autos instrumento de mandato. sendo. c) estão dispensados da juntada de instrumento de mandato. III e IV.2010 . quando representados em juízo.TRT .a) I e III. Danilo necessita da assistência dos pais ou responsáveis para propor a Reclamação Trabalhista. por seus procuradores. sendo. d) estão dispensados da juntada de instrumento de mandato. trabalhava em uma empresa onde realizava horas extras que nunca lhe foram remuneradas.Área Administrativa) A União. Municípios e Distrito Federal. Estados. 19 anos. concedido pela legislação prazo de quinze dias a contar da prática do primeiro ato processual. d) I e IV.22ª Região (PI) . a) devem juntar aos autos instrumento de mandato. é correto afirmar: a) Danilo pode propor a Reclamação Trabalhista.TRT . 2 .24ª REGIÃO (MS) . ativa e passivamente.2011 . b) Por ser menor de 21 anos de idade. II e III. e) I. porém. suas autarquias e fundações públicas.

ou encontrar-se em situação econômica que não lhe permita demandar sem prejuízo do próprio sustento ou da respectiva família. ou encontrar-se em situação econômica que não lhe permita demandar sem prejuízo do próprio sustento ou da respectiva família. e) 20%.Analista Judiciário . b) 10%. a condenação em honorários advocatícios. e) A Consolidação das Leis do Trabalho autoriza Danilo a propor a Reclamação Trabalhista. .2006 . 5 .2010 . na audiência UNA ou inicial deve estar acompanhado de seus pais ou responsáveis. ou encontrar-se em situação econômica que não lhe permita demandar sem prejuízo do próprio sustento ou da respectiva família. são devidos quando a parte estiver assistida por Sindicato da categoria profissional e comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do mínimo legal. são devidos quando a parte estiver assistida por Sindicato da categoria profissional e apenas se comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do mínimo legal.Q79977 ( FCC .TRT .Área Administrativa) Perante a Justiça do Trabalho. nunca superiores a a) 10%. são devidos quando a parte estiver assistida por Sindicato da categoria profissional e comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do mínimo legal.Área Judiciária . d) 20%.Técnico Judiciário .Execução de Mandados) Na Justiça do Trabalho. c) 15%.Q54128 ( FCC .c) Quem deve propor a Reclamação Trabalhista requerendo as horas extras trabalhadas por Danilo são seus pais ou responsáveis.6ª Região (PE) . são devidos quando a parte estiver assistida por Sindicato da categoria profissional e comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do mínimo legal.TRT .22ª Região (PI) . tendo em vista ser ele menor de 21 anos de idade. 4 . as partes a) poderão reclamar pessoalmente. d) Danilo pode propor a Reclamação Trabalhista desde que colacione aos autos autorização de seus pais ou responsáveis com fins específicos para tal postulação. são devidos quando a parte estiver assistida por Sindicato da categoria profissional e apenas se comprovar a percepção de salário inferior ao dobro do mínimo legal. porém.

2009 .Técnico Judiciário .16ª REGIÃO (MA) . b) Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho é obrigatória a representação do empregado por advogado na Justiça do Trabalho. . III. no mandato.16ª REGIÃO (MA) .Q49394 ( FCC . por preposto. não houver poderes expressos para substabelecer.Q49395 ( FCC . fixando termo para sua juntada. o instrumento de mandato só tem validade se anexado ao processo dentro do aludido prazo. d) II e III. b) III.Área Administrativa ) A respeito da representação no Direito Processual do Trabalho. d) deverão fazer-se representar por advogado. exceto os menores e os analfabetos.2009 . Diante da existência de previsão.TRT . e) deverão estar assistidas pelo respectivo sindicato. II. se no mandato. é INCORRETO afirmar: a) O empregador pode fazer-se substituir.b) poderão reclamar pessoalmente. 6 . que tenha conhecimento do fato. São inválidos os atos praticados pelo substabelecido. e) I. Válido é o instrumento de mandato com prazo determinado que contém cláusula estabelecendo a prevalência dos poderes para atuar até o final da demanda.Técnico Judiciário .TRT . c) poderão reclamar pessoalmente. 7 . Está correto o que se afirma APENAS em a) I e II.Área Administrativa ) Considere as seguintes assertivas relativas ao processo do trabalho: I. apenas quando se tratar de processo submetido ao procedimento sumaríssimo. na audiência. c) I e III.

2008 . b) É inválido o instrumento de mandato com prazo determinado que contém cláusula estabelecendo a prevalência dos poderes para atuar até o final da demanda. e) Considera-se irregular a representação se o substabelecimento é anterior à outorga passada ao substabelecente.TRT .dade anônima RATO e seu ex-empregado Domingos. III. o instrumento de mandato terá validade. no mandato.2ª REGIÃO (SP) . A reclamação trabalhista D tem como partes a em. II. no entanto.Analista Judiciário .c) Os Sindicatos não poderão representar os empregados nas ações individuais. no mandato.Q27453 ( FCC . inclusive se anexado ao processo após o aludido prazo.2ª REGIÃO (SP) .2008 . exibir o instrumento do mandato no prazo improrrogável de 90 dias. 9 . A reclamação trabalhista A tem como partes Maria e sua ex-empregada doméstica Ursula. uma vez que essa legitimidade só é permitida nas ações coletivas. é correto afirmar: a) O advogado sem procuração poderá propor reclamação trabalhista a fim de evitar a decadência de direitos. e) Em se tratando de reclamatória plúrima. d) Existindo previsão.Área Judiciária . . c) São inválidos os atos praticados pelo substabelecido.Q27447 ( FCC . o empregado poderá fazer-se representar por outro empregado que pertença à mesma profissão. se não houver. por motivo relevante. poderes expressos para substabelecer. os empregados poderão fazer-se representar pelo sindicato de sua categoria.Área Judiciária . devendo. ATENÇÃO: Esta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso.TRT . d) Se.Execução de Mandados) Com relação ao mandato e ao substabelecimento.") 8 .Analista Judiciário .presa privada ROMA e sua exfuncionária Vânia. IV. não puder comparecer à audiência. A reclamação trabalhista B tem como partes a micro-empresa SAPO e seu exempregado João. fixando termo para sua juntada.Execução de Mandados ) Considere: I. A reclamação trabalhista C tem como partes a socie.

Para se fazerem representados em audiência.Q12506 ( FCC . III. no domicílio do interessado. assistência do sindicato e apresentação do atestado de pobreza. III e IV.15ª Região . III e IV. É vedado ao empregador fazer-se representar em juízo por preposto em dissídio .Analista Judiciário . d) II e III.Q23051 ( FCC . o preposto deverá ser necessariamente empregado do(a) reclamado(a) APENAS nas demandas indicadas em a) II.Analista Judiciário . Nas ações de cumprimento os empregados poderão fazer-se representar pelo sindicato da categoria. segundo prevê a Consolidação das Leis do Trabalho. 10 . c) III e IV. b) I. pelo prazo mínimo de 90 dias. não havendo impedimento legal neste sentido.Área Administrativa ) Considere as seguintes assertivas: I.3ª Região (MG) . mediante atestado emitido por entidade pública.TRT .2009 .Área Judiciária) O regramento da gratuidade judiciária vigente no processo do trabalho. com renda igual ou superior a dois salários mínimos. decorre da a) comprovação da falta de suficiência econômica. d) percepção de até dois salários mínimos. mas para ser preposto em audiência deverá se empregado do representado. 11 . c) demonstração de que não há ninguém. O advogado pode ser preposto e advogado ao mesmo tempo. b) prova da condição de desempregado.2009 . e) I. e) mera declaração do interessado de que não tem condições de arcar com as despesas processuais sem prejuízo próprio ou de sua família.TRT . II e III. II.

e) II e IV. . o preposto em audiência deve ser necessariamente empregado do reclamado.2008 . b) I. e) São inválidos os atos praticados pelo substabelecido.coletivo.TRT-2R . o instrumento de mandato terá validade. A reclamação trabalhista B tem como partes a micro-empresa SAPO e seu exempregado João. b) Considera-se irregular a representação se o substabelecimento é anterior à outorga passada ao substabelecente. Em regra.Área Judiciária) Com relação ao mandato e ao substabelecimento.Analista Judiciário .Q11542 ( FCC .TRT-2R . fixando termo para sua juntada. 12 . III e IV. é correto afirmar: a) Existindo previsão.2008 . inclusive se anexado ao processo após o aludido prazo.Q11536 ( FCC . 13 . II. exibir o instrumento do mandato no prazo improrrogável de 90 dias. no entanto. poderes expressos para substabelecer. c) O advogado sem procuração poderá propor reclamação trabalhista a fim de evitar a decadência de direitos. d) É inválido o instrumento de mandato com prazo determinado que contém cláusula estabelecendo a prevalência dos poderes para atuar até o final da demanda. d) III e IV. no mandato. A reclamação trabalhista A tem como partes Maria e sua ex-empregada doméstica Ursula. II e III. devendo. Está correto o que se afirma SOMENTE em a) I e II. se não houver. IV. no mandato. c) II.Analista Judiciário .Área Judiciária) Considere: I.

o preposto deverá ser necessariamente empregado do(a) reclamado(a) APENAS nas demandas indicadas em a) II e III. c) II. A reclamação trabalhista D tem como partes a empresa privada ROMA e sua exfuncionária Vânia. os Estados.Q4895 ( FCC . II. II e III.III. e) III e IV. Tratando-se de empregado que não tenha obtido o benefício da justiça gratuita. Os emolumentos serão suportados pelo vencido e serão pagos ao final da execução. É correto APENAS o que consta em a) I. Para se fazerem representados em audiência. b) I.2006 .2006 . III e IV. e) II e III. 15 . o Distrito Federal. d) I. III e IV.Execução de Mandados) Considere as afirmativas abaixo: I.Área Judiciária . ou isenção de custas. O Ministério Público do Trabalho. III.Área Administrativa) . IV.TRT-24R .Q925 ( FCC . b) II. o sindicato que houver intervindo no processo responderá solidariamente pelo pagamento das custas devidas.TRT-4R .Técnico Judiciário . a União. os Municípios e respectivas autarquias e fundações públicas federais. d) I e III. estaduais ou municipais que não explorem atividade econômica são isentos do pagamento de custas. c) I e II.Analista Judiciário . 14 . A reclamação trabalhista C tem como partes a sociedade anônima RATO e seu exempregado Domingos.

será obrigatoriamente nomeado em juízo um curador. e) pela Procuradoria da Justiça do Trabalho.2007 . a reclamação trabalhista do menor de 18 anos será feita por seus representantes legais e. pelo Ministério Público estadual ou curador nomeado em juízo.C 15 . na falta deste.E 8-E 9-C 10 .452/43. por expressa determinação legal.TRT-23R . b) pela Procuradoria da Justiça do Trabalho e pelo Ministério Público estadual detentores da legitimidade exclusiva. pelo sindicato.Analista Judiciário . 16 . a) pelo sindicato representante da categoria do reclamante e. que possuirá a legitimidade exclusiva substitutiva dos representantes legais. b) apenas pela Procuradoria da Justiça do Trabalho ou pelo Ministério Público estadual. na falta destes.B 3-A 4-C 5-A 6-A 7-C 16 . GABARITOS: 1-A 11 . na falta destes.E 14 .Q367 ( FCC . d) apenas pelo curador nomeado em juízo ou pelo sindicato. por expressa determinação legal. c) apenas pela Procuradoria da Justiça do Trabalho ou pelo curador nomeado em juízo.E 2-C 12 . pelo sindicato. c) será nomeado em juízo um curador. d) pelo Ministério Público estadual ou curador nomeado em juízo detentores da legitimidade exclusiva.E 13 .Área Administrativa) A reclamação trabalhista do menor de 18 anos será feita por seus representantes legais e. a) apenas pela Procuradoria da Justiça do Trabalho.De acordo com o Decreto Lei no 5. pelo sindicato ou curador nomeado em juízo. pelo Ministério Público estadual ou curador nomeado em juízo.E . e) pela Procuradoria da Justiça do Trabalho.

Q82441 ( FCC . .24ª REGIÃO (MS) .12ª Região (SC) . Neste caso. de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. em regra. desde que esteja legalmente constituído. não será intimada da sentença.Técnico Judiciário . a empresa X. bem como não poderá ingressar no processo para interpor recursos. o processo não será arquivado.Q85538 ( FCC . deverá ser intimada da sentença. independentemente de estar legalmente constituído. ainda que não tenha advogado constituído nos autos. 2 .Área Administrativa) Joana ajuizou reclamação trabalhista em face de sua exempregadora. deixou de comparecer porque optou por estar presente a uma entrevista de emprego. com 25 anos de idade.TRT .TRT . não será arquivado porque seu advogado poderá conduzir a audiência. tendo em vista que a Consolidação das Leis do Trabalho fornece prazo de 48 horas para a juntada de tal documento. apesar de regularmente intimada. porque seu advogado poderá conduzir a audiência.Audiências 1 . Márcio. seu filho. não será arquivado porque seu filho é legalmente apto a representar a sua mãe neste ato processual. Na audiência inaugural.2010 . Neste caso. uma vez que está legalmente declarada revel. revertida para o Fundo de Assistência ao Trabalhador gerido pelo Governo Federal. uma vez que está legalmente declarada revel.Área Administrativa ) Margarida ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora. comparecendo em seu lugar. a empresa X deverá ser intimada da sentença apenas se tiver advogado constituído nos autos. será penalizada com multa administrativa de 20% sobre o valor da causa. podendo ingressar no processo até a publicação da sentença. acompanhado do advogado de sua mãe.Técnico Judiciário . Na audiência de Instrução e Julgamento.2011 . não compareceu nenhum representante legal da reclamada. será arquivado e Joana condenada ao pagamento de 50% das custas processuais. não será intimada da sentença. tendo sido declarada a sua revelia.

a empresa X.Q79389 ( FCC .TRT . preocupada com a audiência. Sua irmã. Considerando que a presente reclamação foi contestada na primeira audiência. sendo que o reclamante não poderá ajuizar nova reclamação durante o prazo de seis meses.Analista Judiciário .2010 . o reclamante não compareceu sem justo motivo. 4 . A audiência de instrução ocorrida no início do ano foi adiada. 3 .será arquivado e Joana condenada ao pagamento integral das custas processuais.Analista Judiciário . o metalúrgico Sidnei. Foi marcada nova audiência de instrução sendo que.Área Judiciária) Messias. a empresa Doce.2010 . e) não acarretará o arquivamento do processo. metalúrgico.8ª Região (PA e AP) . mas o reclamante está isento do pagamento das custas. Neste caso. d) evita o arquivamento da reclamação desde que Sidnei apresente procuração de Messias e compareça com advogado legalmente habilitado. o não comparecimento do reclamante nesta segunda audiência a) importará o arquivamento do processo. tendo em vista o não comparecimento de testemunha do reclamante em virtude de cirurgia gástrica. b) importará o arquivamento do processo. tendo em vista que Sidnei não é competente para representar Messias. sendo o reclamante condenado ao pagamento das custas processuais acrescidas de 50% a título de penalidade. sendo o reclamante condenado ao pagamento das custas processuais. No dia da audiência Messias teve um problema estomacal e foi internado em hospital. b) evita o arquivamento da reclamação. o comparecimento de Sidnei na audiência com o atestado médico comprobatório da sua internação a) não evita o arquivamento da ação.8ª Região (PA e AP) . c) importará o arquivamento do processo.Q78867 ( FCC . c) evita o arquivamento da reclamação bastando que Sidnei apresente procuração de Messias. nesta oportunidade. d) importará o arquivamento do processo. . ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora.Execução de Mandados) Matias ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora. levou toda a documentação para seu amigo.TRT .

bem como com duas testemunhas que conheçam o fato. em razão da falta de liquidação dos pedidos apresentados no rito sumaríssimo.Analista Judiciário . por mais de um ano. em relação aos mesmos pedidos. e) arquivamento da reclamação. c) abandono da causa. d) arquivamento da reclamação. b) arquivamento da reclamação. desde que compareça com advogado legalmente habilitado.Área Judiciária .2006 . e falta de confirmação da reclamação verbal.2008 . e) imposição de multa.Q57841 ( FCC . d) arquivamento da reclamação. ocorre nas hipóteses de a) arquivamento da reclamação. em relação aos mesmos pedidos.Q25930 ( FCC . b) revelia. por duas vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos. depois da intimação pessoal do trabalhador. em relação aos mesmos pedidos. por duas vezes seguidas. em relação aos mesmos pedidos. por ausência do trabalhador. por duas vezes seguidas. e falta de confirmação da reclamação verbal apresentada ao distribuidor. em relação a pedidos diferentes. 5 .Técnico Judiciário . por quatro vezes seguidas. 7 . por ausência do trabalhador. por duas vezes seguidas.6ª Região (PE) . 6 . para dar andamento ao feito.18ª Região (GO) .e) evita o arquivamento da reclamação. em relação aos mesmos pedidos. c) confissão quanto à matéria de fato.Execução de Mandados) .DPE-MA . por duas vezes seguidas. por quatro vezes.Q54127 ( FCC . e falta de confirmação da reclamação verbal.TRT .Defensor Público / Direito Processual do Trabalho ) A perempção.2009 .TRT . no processo do trabalho. por ausência do trabalhador. e falta de confirmação da reclamação verbal. e falta de confirmação da reclamação verbal. por duas vezes seguidas. por extinção sem resolução do mérito.Área Administrativa) O NÃO comparecimento do reclamante à audiência importa em a) redesignação da audiência.

d) a empresa reclamada deveria ter aguardado no mínimo 30 minutos para se ausentar. Neste caso. d) por escrito. decretará a revelia e confissão quanto a matéria de fato da empresa reclamada tendo em vista que eles possuíam a obrigação legal de aguardar o magistrado. se ausentando com o seu cliente. c) por escrito. b) oralmente.Área Administrativa) Na audiência designada em Vara do Trabalho compareceram o reclamante e o representante legal da empresa reclamada. b) o magistrado. no prazo de 05 dias para cada reclamante. . estando sujeita as penalidades da revelia. tendo em vista que este é o prazo legal. e) oralmente.se o ocorrido. aguardou 15 minutos e solicitou que o escrivão certificas. no prazo de 15 minutos para todos os reclamantes. estando sujeita às penalidades da revelia. no prazo de 15 dias para todos os reclamantes. decretará a revelia e confissão quanto a matéria de direito da empresa reclamada.Analista Judiciário .Analista Judiciário . tendo em vista que eles possuíam a obrigação legal de aguardar o magistrado.Q23046 ( FCC . c) o magistrado. Porém. quando chegar. a) constituem direito da parte.Nas reclamações trabalhistas plúrimas. são sempre escritas e podem ser indeferidas pelo juiz. e) a empresa reclamada não sofrerá qualquer penalidade.TRT . O advogado da reclamada possuía outra audiência. 09 . então.19ª Região (AL) . no prazo de 15 minutos para cada reclamante.TRT . no prazo de 10 minutos para todos os reclamantes. 8 .3ª Região (MG) . a) a empresa reclamada deveria ter aguardado no mínimo 45 minutos para se ausentar. tendo em vista ter aguardado o prazo legal.2008 . as razões finais para todos os reclamantes assistidos por um mesmo advogado deverão ser apresentadas a) oralmente. o magistrado ainda não havia chegado ao Fórum.2009 . tendo em vista que este é o prazo legal. quando chegar.Q25198 ( FCC . de acordo com a CLT. após 10 minutos do horário marcado para a audiência. ambos com seus respectivos advogados. segundo o regramento da Consolidação das Leis do Trabalho.Área Judiciária ) As razões finais do processo do trabalho.

apenas. quando podem ser enviadas pelo correio. II e III. amigo íntimo ou inimigo de qualquer das partes não prestará compromisso. II. III.Área Administrativa ) Considere as assertivas abaixo a respeito do termo lavrado na audiência de conciliação. c) I. 11 .2009 . e as que não comparecerem serão intimadas ex oficio ou a requerimento da parte. nunca poderão ser escritas e as partes têm 20 minutos para aduzi-las. que podem escolher se as aduzem oralmente ou se as fazem por escrito. I. b) I.Q15550 ( FCC . salvo para a Previdência Social.Área Administrativa) Observe as assertivas abaixo a respeito da prova testemunhal.Técnico Judiciário .TRT . o tempo reservado para cada uma das partes é de 10 minutos. apenas. I. A testemunha que for parente até o terceiro grau civil. se realizadas em audiência.2009 . As testemunhas comparecerão à audiência independentemente de notificação ou intimação. É correto o que se afirma em a) I e II. independentemente. quando orais. c) constituem direito das partes. III. Deverá sempre indicar a natureza jurídica das parcelas. quando devidamente arroladas ou convocadas. de deferimento judicial.TRT .7ª Região (CE) . inclusive o limite de responsabilidade de cada parte pelo recolhimento da contribuição previdenciária.7ª Região (CE) . ficando sujeitas à condução coercitiva se não atenderem a intimação sem justo motivo. Passa a ser título executivo judicial. e) III. se for o caso. neste último caso. As testemunhas não poderão sofrer qualquer desconto pelas faltas ao serviço ocasionadas pelo seu comparecimento para depor. exceto nos casos de instrução por carta precatória.b) são faculdade do juiz. 10 . apenas. e seu depoimento valerá como simples .Técnico Judiciário . e) realizam-se oralmente. d) constituem direito da parte. d) II. apenas.Q15555 ( FCC . II. É decisão irrecorrível.

O problema é que Jenyfer é americana e não fala a língua nacional. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão inicialmente por conta da empresa ALPHA. Não tendo recebido corretamente os seus direitos. fase em que esse número poderá ser elevado a três.15ª Região . c) I e IV. c) deverá nomear intérprete. Na reclamação trabalhista. 12 . sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão ini.Área Judiciária .2009 . IV. o M. III e IV.M. sendo que as despesas decorrentes correrão inicialmente por conta da Margarida. O M. e) II. 13 . sua colega de trabalho.nando que o termo seja assinado pelas partes e por duas testemunhas presenciais. sendo que as despesas decorrentes desta tradução correrão ini. é correto o que se afirma APENAS em: a) I.Execução de Mandados) Margarida ajuizou reclamação trabalhista em face de sua ex-empregadora a empresa ALPHA.M.Técnico Judiciário .15ª Região .informação.cialmente por conta da empresa ALPHA. determi. salvo quando se tratar de inquérito. Margarida pretende ouvir o depoimento testemunhal de Jenyfer.TRT .Q15153 ( FCC . Cada uma das partes não poderá indicar mais de duas testemunhas. II e III. d) deverá nomear tradutor juramentado. Neste caso. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.Analista Judiciário . e) deverá nomear intérprete. Jonas . b) II e III. d) II e IV. b) deverá tomar o depoimento de Jenyfer.2009 . Juiz que instrui o processo possui total conhecimento e fluência do inglês.Área Administrativa) Jonas laborava na empresa TE na função de auxiliar administrativo quando foi dispensado sem justa causa.cialmente por conta da Margarida.Q14369 ( FCC . Juiz a) deverá nomear tradutor juramentado.TRT .

d) designar nova data para a audiência.2006 . enviou em seu lugar seu colega de trabalho. porque o reclamante não estava regularmente representado e tendo em vista que Joaquim não é membro de sua família. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.ajuizou uma reclamação trabalhista contra sua ex. devendo Jonas ser intimado pelo correio dessa designação. antes da execução. ex officio. ou a requerimento dos interessados ou da Procuradoria da Justiça do Trabalho. Nas decisões cognitivas ou homologatórias é facultada a indicação da natureza jurídica das parcelas constantes da condenação ou do acordo homologado. Existindo na decisão evidentes erros de cálculo. tendo em vista que sua representação não foi feita por advogado com procuração devidamente outorgada.Analista Judiciário .Área Judiciária . b) arquivar o processo. Considerando que Joaquim também é auxiliar administrativo da empresa TE e que o mesmo compareceu no horário previamente designado com atestado médico e sem advogado.Execução de Mandados) Considere as seguintes assertivas a respeito da Decisão no Processo Trabalhista: No caso de conciliação. Jonas estava com intoxicação alimentar ocasionada pelo rotavirus e sendo assim. porque na situação descrita o reclamante só poderia estar representado pelo sindicato de sua categoria. e) arquivar o processo. Na data designada para a audiência. o M. . sendo que Joaquim sairá regularmente intimado da nova data. c) arquivar o processo. 14 . Joaquim. poderão os mesmos. Juiz deverá a) designar nova data para a audiência. está correto o que se afirma APENAS em a) I e II. devendo assinar o respectivo termo de audiência. uma vez que o reclamante não estava regularmente representado. c) II. o termo que for lavrado valerá como decisão irrecorrível. salvo para a Previdência Social quanto às contribuições que lhe forem devidas.TRT-20R . ser corrigidos.M. b) I e III.empregadora.Q1434 ( FCC .

o juiz marcará a sua continuação para a primeira desimpedida. mas as declarações deste não obrigarão o proponente.d) II e III. d) O comparecimento dos escrivães ou secretários às audiências dos órgãos da Justiça do Trabalho é facultativo. em nenhuma hipótese. com relação às audiências é correto afirmar: a) Do registro das audiências poderão ser fornecidas certidões às pessoas que as requererem. 15 . concluir a audiência no mesmo dia. 16 .Área Administrativa) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. em regra. e) se não for possível. ocorrendo a confissão quanto à matéria de direito. c) o não comparecimento do reclamante à audiência importa em confissão quanto à matéria de fato. não serão públicas.Q1370 ( FCC .Técnico Judiciário . b) é facultado ao empregador fazer-se substituir pelo gerente. não havendo.Q926 ( FCC . c) Não poderão. em prazo não excedente de 10 minutos para cada uma.TRT-20R . por expressa vedação legal.Técnico Judiciário . por motivo de força maior. . b) As audiências dos órgãos da Justiça do Trabalho. ou qualquer outro preposto que tenha conhecimento do fato.Área Administrativa ) De acordo com o Decreto Lei no 5. as partes não houverem comparecido à audiência. também. na hora marcada.2006 . obrigatoriamente. e) III.452/43. em relação à audiência é correto afirmar que a) o não comparecimento do reclamado à audiência importa em execução direta dos valores requeridos pelo reclamante. d) terminada a instrução. o juiz deverá aguardá-las. por mais 15 minutos. e) Se.2006 . limite de horário para a sua realização. sendo obrigatória nova notificação.TRT-24R . poderão as partes aduzir razões finais. serem convocadas audiências extraordinárias.

C 2-E 10 .Técnico Judiciário . sem motivo relevante. com a presença de seu advogado.2007 . b) no prosseguimento da reclamação. d) na designação de nova audiência. implica a) no arquivamento da reclamação. c) na designação de nova audiência.Área Administrativa ) O NÃO comparecimento do reclamante à audiência.E .A 17 .A 12 .D 16 .A 11 .Q172 ( FCC .17 .B 3-E 4-B 5-D 6-D 13 . sem qualquer sanção.TRT-23R .B 8-E 15 . GABARITOS: 1-B 09 . com imposição de multa.D 7-B 14 . e) no julgamento imediato em favor do reclamado.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->