P. 1
Apresentação - Forjamento

Apresentação - Forjamento

|Views: 853|Likes:
Publicado porWilton Oliveira

More info:

Published by: Wilton Oliveira on Oct 05, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/10/2013

pdf

text

original

Forjamento

Curso - Desenho de Projetos Nome - Wilton de O. Costa N°/ Turma – 31 / M2D

Considerações finais. Produtos.Tópicos • • • • • • • Breve histórico. Matrizes. Referências. Tipos. . Definição.

como facas. adagas e lanças.Breve histórico • Acredita-se que os forjamentos mais antigos tenham se iniciado no Egito e na Ásia por volta de 4.C.000 a. Ferro e bronze fundidos foram forjados por esses homens da antiguidade para produzir ferramentas manuais. instrumentos e armas grosseiras. . ou ainda antes. A substituição do braço do ferreiro ocorreu nas primeiras etapas da Revolução Industrial.

de forma que ele tende a assumir o contorno ou perfil da ferramenta de trabalho.Definição • Forjamento é um processo de conformação mecânica que deforma o material por martelamento ou prensagem. .

TIPOS DE FORJAMENTO .

Forjamento a frio • Consiste em um amassamento de um corpo rígido. que é levado a uma forma desejada pelo deslocamento relativo das partículas do material sólido. . O volume do material que participa da conformação permanece inalterado. não havendo perda de material.

.Forjamento a quente • O processo ocorre a uma temperatura acima da temperatura de recristalização do material. ocorre a formação de rebarba. devido ao excesso de material. Na etapa de conformação final.

. De acordo com o tipo de matriz usada. o forjamento pode ser classificado em forjamento em matrizes abertas (ou forjamento livre) e forjamento em matrizes fechadas.Matrizes para forjamento • A matriz de forjamento é a responsável por fornecer o formato final da peça forjada.

Matriz aberta • O forjamento em matriz aberta (ou forjamento livre) consiste de operações de conformação por forjamento com a finalidade de produzir peças acabadas de feitio simples ou redistribuir a massa de uma peça bruta para facilitar a obtenção de uma peça com uma geometria mais complexa. .

visando primariamente reduzir a altura da peça e aumentar a sua secção transversal .Exemplo de operações de forjamento livre: • Recalque .Compressão direta do material entre um par de ferramentas de face plana ou côncava.

• Estiramento . é feito um aumento no comprimento de uma peça à custa da sua espessura .A partir de uma matriz com espaço menor que a peça a ser trabalhada.

por meio de uma ferramenta ou impressão adequada .• Encalcamento .Variedade de estiramento em que se reduz a secção de uma porção intermediária da peça.

Visa soldar duas superfícies metálicas limpas e aquecidas.• Caldeamento . postas em contato e submetidas à compressão .

Visa produzir uma impressão bem definida na superfície de uma peça. bem como para gravar detalhes de diversos tipos em peças maiores .• Cunhagem . sendo usada na fabricação de medalhas. talheres e outras peças pequenas.

. a peça é deformada entre duas metades de matriz que dão a forma desejada ao metal. sendo possível obter tolerâncias dimensionais mais estreitas que no processo de forjamento livre.Matriz fechada • No forjamento em matriz fechada.

.

Produtos .

porém necessita-se de prensas de maior capacidade e só é aplicável em lotes grandes de peças. em diversos momentos. sendo que. Em alguns casos. as peças forjadas são submetidas a tratamentos térmicos posteriores com a finalidade de remoção das tensões internas introduzidas durante o forjamento e o resfriamento do forjado. boa precisão dimensional e melhora das propriedades mecânicas da peça conformada. Os principais tratamentos térmicos empregados em produtos de aços forjados são recozimento e normalização que visão melhorar as propriedades mecânicas e a usinabilidade dos forjados. além de aumentar a capacidade de o material escoar sem se romper (ductilidade) e obter uma estrutura final mais homogênea devido à rápida difusão atômica interna. • . já o forjamento a frio tem como vantagem uma menor quantidade de matéria-prima requerida e boa precisão dimensional. pode-se gerar perda mínima do material.Considerações finais • • Tanto o forjamento a quente quanto a frio são amplamente utilizados. O forjamento a quente tem a vantagem de requerer menor força para deformar o metal. homogeneização da estrutura da peça forjada e melhoria de sua usinabilidade e de suas propriedades mecânicas. principalmente no processo a frio. são usados em uma mesma peça. Dependendo do tipo de processo aplicado. porém tem alto gasto energético para aquecê-lo e de formação de óxidos que prejudicam o acabamento superficial.

Forjamento: Introdução ao Processo. 7ª ed. a morno e a frio.org/wiki/Forjamento. Willian D. • [3] http://www.norbertocefetsc. Avaliação de forjamento a quente. Ciência e Engenharia de Materiais: Uma Introdução.wikipedia. JR. .pdf. Porto Alegre: IL. Lirio. 2001.Bibliografia • Callister. 2008. Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC / Departamento de Engenharia de Materiais. • Schaeffer.br/pfb_conformacaoi. • [4] http://pt. • [5] Cleber Pereira Fenili.pro. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->