Você está na página 1de 5

Primeiro encontro Kryon Espanha

15 de Maio de 2004 em Segóvia (Espanha)

Canalização de Kryon realizada em directo por Lee Carroll,


no Encontro para mais de 1300 pessoas

Transcrição de Laura Sanmartin, representante de KryonSpain


www.kryonspain.com - kryonspain@kryonspain.com
22 de Maio de 2004

Saudações, eu sou Kryon do Serviço Magnético.


Disse ao meu companheiro (Lee) que viria aqui para que pusessem sentir, da forma mais parecida possí-
vel àquela que sinto e que se pode sentir num peito humano. Sei quem vocês são, conheço os vossos
nomes, inclusive o daqueles que duvidam do que está a acontecer aqui, neste momento, porque sou Kryon,
aquele que celebra a vida humana, sou Kryon o que honra a Humanidade. Neste lugar entra agora o cortejo
daqueles que são mais do que humanos. Nos próximos momentos, alguns de vós vão sentir que assim é.
Para alguns dos presentes, será como ouvir a voz daquele que estiverem a ouvir ao longo de todo o dia
(Lee); outros, porém, sentir-se-ão comovidos; outros, ainda, sentirão o odor de perfumes que não estavam
na sala, porque há uma doçura neste lugar... Não dizemos isto com frequência: estão aqui, nos corredores,
os perfumes daqueles que amaram e perderam, porque também eles vieram para celebrar o amor de Deus.

Há muitas coisas que desejamos compartilhar convosco, hoje, mas ainda não estamos totalmente prepa-
rados, porque sabemos quem são. Aquele que duvida, escute: E se isto fosse real?... Utiliza o teu discerni-
mento e não dês como certo que isto não é possível. Esta é a forma em que Deus tem falado a homens e
mulheres desde a eternidade, e há um bom motivo para isso. Vamos abordar alguns desses motivos e, tam-
bém, alguns outros. Que a energia que estamos a produzir permaneça impressa em vós, para que não fique
qualquer dúvida de que isto é assim!

Damos as boas-vindas aos xamãs presentes. E não pensem que não sei quem são, não pensem que não
sabemos da energia que irradia dos vossos corpos, não pensem que desconhecemos as alterações operadas
no vosso ADN. Há mestres entre vós, estão aqui, hoje, como humanos.
Para alguns dos presentes, a informação será básica, mas para os xamãs será uma revisão, porque mui-
tos deles já fizeram isto antes e, portanto, sabem o que vou dizer. Muitas coisas já estão a ocorrer neste
grupo e já é hora de nos sentarmos na vossa frente, queridos seres humanos.
Sei por que estão aqui. Deus sabe tudo o que ocorre nas vossas vidas, pois são um membro da Família.
Por isso é tão doce. Sei por que vieram: vieram porque há desespero, tristeza, angústia. Mas também há
alegria, maturidade de espírito, inocência. E há aqueles que não percebem o que está a acontecer, mas
sentem coisas, e há outros que estão aqui para pôr em andamento a energia do grupo.
Damos as boas-vindas aos emissores de luz presentes, e desejamos falar de muitas coisas.

Falemos da espiritualidade na Terra:

Quero dizer-lhes que um novo paradigma está a despertar no mundo. É um paradigma incrível para mui-
tos de vocês, que têm sido espirituais durante toda a vida, porque fala de um mudança de dispensação, fala
da Humanidade inteira movendo-se numa nova realidade, fala da Humanidade assumindo o poder da Divin-
dade.

Acabaram os dias em que se sentavam perante Deus pedindo ajuda; agora têm o reconheci-
mento daquilo que tantos mestres disseram ao longo da História: cada um tem o poder de
saber quem é, cada um tem a capacidade de saber que é mais do que parece ser.

Lembrem-se dos mestres que andaram pela Terra, lembrem-se do que se dizia deles, lembrem-se de
quando curavam as pessoas tocando-as, quando alteravam a matéria bastando pensar nisso ou tocá-la.
Muitos viram isso e muitos o comunicaram. Pensam que tal aconteceu realmente?... Sim, aconteceu! Então,

1
qual é a diferença entre os mestres humanos e vocês? A diferença é esta: os mestres que estiveram
nesta Terra tinham um ADN diferente, estavam em contactos com níveis que não se podiam ver. Eles
sabiam que a meditação e as orações eram algo mais, tinham aquilo a que nós chamamos a Terceira Lin-
guagem: uma ligação total com o Espírito, sempre activa e sempre pronta para ser usada. Inclusivamente,
até enquanto dormiam esta ligação estava activa, rodeando-os com um bolha de amor. Fossem para onde
fossem, a Terra honrava-os.

Permitam que lhes pergunte o seguinte: por que este quadro é tão diferente do vosso?... Porque eles
eram seres humanos iguais a vocês, nascidos de uma família tal como vocês... mas são celebrados e adora-
dos como se fossem algo muito diferente. Construíram-se igrejas à volta deles e fundaram-se grandes reli-
giões em função deles. Mas um novo paradigma está prestes a ocorrer, um novo tipo de adoração, um novo
tipo de Igreja, algo aparentemente muito pequeno, nada mais do que do tamanho no vosso próprio corpo.
Entendem?... Estamos a falar de mestria, estamos a falar da activação do vosso ADN, estamos a
falar de levantar o véu da dualidade, para poderem despertar para a consciência. Vocês são seres
humanos e podem desprender-se dos antigos aspectos lineares de tudo isto.

Muitas vezes dizem-nos: "Oh! Kryon, o que havemos de fazer?... Por onde começar?... Como fazer?"
Queridos seres humanos, não é assim tão difícil descobrir a vossa própria divindade. Olha-te ao espelho,
olha-te nos olhos, sorri e diz estas palavras: EU SOU O QUE SOU... Desafiamo-vos a verem toda a eternida-
de nos vossos olhos.
Cada ser humano presente sempre foi - e sempre será quando não está aqui disfarçado de ser humano -
sempre teve a forma de um anjo, sabiam? E, mesmo assim, vocês temem a morte! Estão constantemente
onde Deus sempre está, ouvindo, sem sequer perceberem que Deus está no vosso bolso (metáfora) e sabe
tudo acerca vós e da vossas vidas, esperando simplesmente que se levantem do chão e alteram as
coisas, em vez de permaneceram sentados rogando que Deus o faça por vós!
No novo paradigma da espiritualidade, a mestria é distinta para cada ser humano: Mas este é um bom
ponto para começar. Aqui, a energia é densa; aqui há a doçura do amor; aqui há muito mais do que conse-
guem ver.
Queridos seres humanos, sintam que todos aqueles que amaram e perderam estão aqui. Se algum de
vós precisa de uma prova talvez possa cheirar o perfume dessas pessoas, pois o tempo é coisa que não
existe do outro lado do véu.

Vamos agora falar de coisas mais pessoais:

Alguns de vós disseram: "Estou cansado desta vida. Quero ser uma pessoa capaz de sentir a sua divin-
dade, mas, Deus, tu não sabes com quem devo estar, os problemas que tenho, aqueles com quem devo
trabalhar. Não há nenhuma pessoa iluminada à minha volta e, quando deixar esta sala, regressarei a um
lugar sombrio. O que devo fazer?... Esta é a Nova Energia?... É a isto que te referes quando falas do novo
paradigma?"
Sim, assim é. Mas não estão a entender. Se se consideram a vós mesmos como emissores de luz, então,
devem saber o seguinte: Jamais encontrarão um farol construído num lugar seguro! Vocês vieram
aqui inscrever-se para levantar coisas pesadas. Aqueles que entendem isto são os que levam a luz a
lugares obscuros, a qual poderá ser a única luz a brilhar ali. No entanto, sentem dúvidas acerca disso. Já vos
ocorreu que são vocês que levam a luz aos lugares escuros enquanto, de joelhos, pedem para se livrarem
dessa carga?... Porque é que, em vez disso, não proclamam o amor de Deus nas vossas vidas, alteram as
vossas perspectivas e celebram a escuridão?... Porque nesse lugar onde emitem a vossa luz estão outros
que fizeram um acordo para trabalhar convosco e ter para terem a oportunidade de ver essa luz. Trata-se
um puzzle complexo, mas muitos de vós estão no centro dele, pedindo para serem libertados porque sentem
ansiedade e têm problemas, quando, afinal, são esse tipo de farol! E não estariam aqui se não sentissem a
iluminação no vosso íntimo. Talvez tenha chegado o momento de fazer brilhar essa luz ainda mais fortemen-
te do que já é agora.
O que aconteceria se pudessem sair desta sala de uma forma diferente daquela com que entraram?... O
que aconteceria se, por um momento, permitissem que o amor de Deus os inundasse, os enchesse?... É a
isto que se chama intenção, uma das energias mais fortes da Humanidade.
É a sabedoria que faz com que ocorram as curas, e eu sei que isso vai acontecer. Os xamãs já estão
preparados e já passaram por isso antes. Os curadores já estão prontos e já experimentaram isto anterior-
mente.
O que se passa convosco?... Entenderam o novo paradigma da mestria?... Compreenderam que todas
as curas de todas as doenças estão no vosso ADN?... Nenhum dos mestres deste planeta morreu de
doença. Eles eram enormes faróis de luz!

2
Gostaríamos de falar agora de algumas coisas desde uma perspectiva global:

Alguns de vocês já estudaram o assunto e, por isso, sabem do que falávamos quando referimos o 11:11:
dissemos que uma nova energia se criaria no planeta, que haveria uma transformação no eixo electromag-
nético do planeta, que muitos despertariam. E aqui estamos, e aqui estão vocês. Sabemos quem vocês são,
no Amor sabemos quem são. Queremos que regressem para vossas casas de forma distinta daquela em que
chegaram aqui.

Dissemos que, eventualmente, este planeta experimentaria algumas dificuldades, dissemos que haveria
uma guerra, uma muito grande. Agora, porém, apresentamos o quadro de uma forma muito diferente
daquela que pensaram. Dissemos que seria uma guerra entre a velha energia e Nova Energia, e, agora,
vocês estão bem no meio dela. Alguns estão em desespero. Vocês estão na guerra entre o velho e novo,
estão a ler a informação. Julgaram, realmente, que não iam dar por isso e que não teriam consciência da
razão por que vieram ao planeta, caros Faróis de Luz?... Não têm consciência da vossa eternidade?...
Sempre foram e sempre serão eternos! Esta vida actual é uma de muitas, e vocês escolheram vir quan-
do a Terra tinha uma profecia de destruição.
Por que fariam vocês algo assim?... Fizeram porque vocês são os Faróis de Luz!

Vamos utilizar uma palavra que alguns talvez não tenham compreendido bem:
Há mudanças na sala. Muitos dos curadores e a maior parte dos videntes - e muitos estão a aperceber-se
disso - são Lemurianos. Já viveram isto antes e sabem que a consciência pode mudar a Terra completa-
mente. E fê-lo!... Não desesperem com o que possam ver à vossa volta!

Já vos demos as metáforas: estão a viver, neste momento, numa casa em construção!... Não é cómodo,
pois não?... Isso gera ansiedade porque não sabem o que vai acontecer a seguir. E não só isso, mas tam-
bém que não podem analisar a planta da casa. Acresce que também não gostam muito dos operários que
estão a construir a casa. Mas estão em vossa casa, construindo outra casa. É uma obra em construção; não
podem sair dali para outro lugar e voltar quando estiver pronta. E os que estão a despertar agora são os
que atravessarão esta guerra.

Não é uma guerra entre a escuridão e a luz! É o velho contra o novo!


É entre os velhos paradigmas do planeta contra o novo despertar da mestria!

Alguns dizem-me: "Mas, Kryon, de repente, há tanta maldade neste planeta, há coisas que nunca vimos
antes e estão a ocorrer aqui". Outros dizem: "Vivi muitos anos e nunca vi as coisas tão mal como estão ago-
ra".
Permitam que vos dê uma perspectiva diferente sobre este assunto, que vos fale do que se passa quan-
do os Faróis de Luz se acendem todos ao mesmo tempo. Quando isso acontece, eles emitem grandes focos
de luz em lugares que se têm mantido na escuridão e, assim, podem ver-se coisas que estavam ocul-
tas: o ódio, o engano, a desonestidade, a traição. Está tudo ali, tudo o que de inadequado o Homem
fez em nome de Deus. Tudo surge, e a luz repele-o. E tudo isso se queima na luz que recebem, e assim
definham por estarem expostos à luz.
Bem-vindos sejam ao campo de batalha: o velho contra o novo!

Novamente vos recordamos que, quando sustêm a Luz, a escuridão não vos pode alcançar.
Quando entram numa sala escura e acendem a luz, a escuridão não foge para outro lugar por-
que há consistência na luz, mas não na escuridão. Pelo contrário, a escuridão é transformada
pela Luz. Esta é a energia que vocês trazem para este planeta.

Já vos oferecemos muitas profecias e potenciais acerca destes tempos: dissemos que há boas notícias
para todos vocês, dissemos que o planeta estava a elevar-se e a tornar-se mais consciente. Dissemos que a
energia magnética mudaria para vos dar mais poder... e assim foi. Dissemos que, como prova, haveria alte-
rações profundas do clima do planeta... e assim foi. Dissemos que receberiam uma nova tecnologia para o
ADN... e aí a têm. Dissemos, até, que teriam poder sobre as doenças já previstas. Por exemplo, de que
enfermidade sofreram o vosso pai e mãe, e da qual supõem que também vocês irão morrer?... O que há no
vosso sangue que receiam que venha a provocar a vossa morte, tal como provocou a dos vossos progenito-
res?... Pensam que tal é inevitável e que morrerão disso? Se pensam assim é porque não captaram a
mensagem de que podem alterar o vosso ADN!

3
"Kryon, podemos alterar a genealogia do nosso ADN?"...
Foi isso que os mestres fizeram!
Paramahansa Yogananda, quando morreu tinha uma estrutura celular distinta. Só duas semanas depois
perceberam que estava morto. Ele tinha um tipo de ADN diferente, um ADN que celebrava tanto a vida que,
quando abandonou o corpo, este não se decompôs. É disto que estou a falar: não há diferença entre os
mestres e vocês, excepto no conhecimento que os mestres tinham, esse conhecimento que,
agora, vos está a ser dado.

Querem saber outro segredo dos místicos de todas as eras?... Pois podem viver uma vida longa bas-
tando para isso alterar o vosso ADN, mudar o vosso relógio biológico, alterar a vossa química!
Dissemos que procurassem por coisas extraordinárias na Terra, dissemos que chegaria o dia em que a
integridade seria o motor dos governos... e assim está a acontecer. Isto é algo que pode parecer impossí-
vel para aqueles dos presentes com mais idade, porque "governo" e "integridade" são duas palavras que
nunca surgem juntas. Dissemos que chegaria o dia em que a integridade reinaria sobre todas as coisas e
que governos e líderes tomariam as suas decisões com essa base. Ora, estamos a começar a ver isso mes-
mo! Leiam os jornais: as maiores empresas deste mundo caíram por falta de integridade. Inclusive, os
governos mais importantes estão a ser questionados porque a população exige integridade. Isto é novo
neste planeta, e vocês sabem-no. Isto não era assim quando vocês eram pequenos e estavam a crescer,
não é verdade?... Há já alguns anos, quando dissemos que as guerras viriam a ser guerras tribais, alguém
me perguntou: "Quando é que isso acontecer, Kryon?"... Mas não se aperceberam, não é verdade?... Em
2001, os Estados Unidos declaram guerra a uma tribo. Acaso se aperceberam disso?... Os potenciais que
temos vindo a enumerar estão em acção e vocês estão, precisamente, no meio deles!

Falemos agora de Espanha:

Não sei como dizer isto... é difícil apresentar o conceito que está em pleno desenvolvimento. Espanha
tem um papel importante a cumprir nesta região do mundo a que chamam Europa, e muitos de vós já o
sabem. Sentem-no já e, por isso, estão aqui. Como explicar isto: imaginem um lugar escuro e, neste lugar
escuro, está a fonte de uma luz que cada vez é mais e mais brilhante. Estes são os Trabalhadores da Luz
espanhóis. Imagine-se uma força deste planeta que não quer que a Luz se acenda. Não se trata de uma
força obscura, é apenas uma velha força que não quer ver a Luz, porque onde a Luz se manifesta aparecem
coisas que antes não se viam, coisas que talvez não sejam bonitas de se ver. E, assim, onde quer que haja
uma Luz, ela atrai uma força que quer apagá-la. Espanha tem a Luz, e vocês sabem-no.

Falemos agora de coisas tristes:


Há poucos meses (acontecimentos de 11 de Março) foi manifestada uma intenção de apagar essa Luz,
mas isso não acontecerá; é só o início de uma Luz como nunca foi vista antes. Espanha tem e contém um
consenso de Luz que, neste momento, é diferente de qualquer país à sua volta1. Por muitas razões, este é o
lugar que foi eleito para desenvolver uma luz muito forte e sustentá-la no alto. É o idioma básico de quase
um quarto da população mundial. Tal como já foi antes, olharão para vós para encontrar a Luz. Falo de coi-
sas que estão por vir; observem como isso vai ocorrer. Não estamos a falar de coisas esotéricas, não só
metafísicas; estamos a falar sobre Integridade e Amor, e vocês aqui têm uma Luz muito, muito grande.

Comecei por dizer que havia razões pela perda que sofreram, difíceis de serem entendidas e acreditadas
por todos vocês. Mas se eles pudessem estar aqui e agora, se pudessem dizer-vos algo, decerto vos encara-
riam e a uma só voz diriam: "Espanha, que tenha valido a pena! Demos o primeiro passo. Sustentem essa
Luz no alto e nunca deixem que a velha energia apague algo tão belo como o que estão a fazer aqui, neste
momento!"

A partir de agora, procurem a integridade onde antes não havia, exijam-na para vocês mesmos, nas vos-
sas famílias, nos vossos negócios e aos vossos dirigentes, pois outros países, inclusive maiores, observam o
que vocês fazem e imitam-vos. Permitamos que uma cultura antiga e sábia mostre às culturas mais novas
do planeta como se faz. Isto é o que vemos para Espanha.

Estamos prestes a terminar.


A PAZ na Terra aparece algo ilusório, não é verdade? Diremos, outra vez, o fundamento, a base da PAZ
na Terra: os Faróis de Luz que, em Espanha, se quiserem enviar energia para qualquer outro lugar, enviam-
na para a vossa família na Palestina, enviem-na à vossa família em Israel. Repetimos o seguinte: quando a

1 - Calma, ó gentes de Portugal! (Nota da tradução portuguesa)

4
PAZ imperar nessa pequena região da Terra, tudo o resto de resolverá por si mesmo. Aqueles que
presenciaram o ódio no planeta, sem terem nada em que se basear para que os palestinianos e israelitas
pudessem juntar-se, eram o ponto de partida do fim do mundo: os problemas do Médio Oriente. Agora,
porém, vemos ali o potencial da Nova Jerusalém!
Não esperem soluções rápidas. Olhem à vossa volta: sequer há um plano de paz, não está a passar-se
nada, velhos líderes em ambos os bandos. Mas tudo isso mudará.
No início de 2008, apresentam-se potenciais de mudança, o princípio da Nova Jerusalém. Há jovens que
ainda são muito novos para serem importantes. Neste momento, enquanto estamos a falar, somos ambos:
palestinianos e israelitas, e vemos que estão reunidos, à espera de algo, aguardando o tempo de se encar-
regarem da situação. Olham-se nos olhos uns dos outros e vêem-se como irmãos, não vendo o ódio, não
vendo que o outro bando lhes rouba algo, negando-se a aceitar o ódio que herdaram dos seus pais.

Há esperança neste planeta, e todos vocês estão envolvidos nisso. Vocês estão a fazer o trabalho mais
duro de Espanha, e o meu "sócio" (Lee) sente o que eu sinto: compaixão por este momento, amor por cada
um dos que aqui estão.
Este é o momento para começar a cura, aqui. Que os corações sejam curados e vocês que saiam desta
sala com os problemas guardados noutro bolso, um bolso em que nunca terão de procurar. Alguns sairão
desta sala com um ADN diferente.

Obrigado, de novo, aos xamãs que ancoraram este lugar para este dia. Obrigado a vocês, queridos seres
humanos, por terem vindo, hoje, a este lugar.
Aqueles que vieram para presenciar estes momentos, (refere-se às entidades interdimensionais presen-
tes) retrocederão no véu. Vamos dar-lhes algum tempo, enquanto se afastam. Mas nem todos partirão;
alguns decidiram ficar, mas não nesta sala: se alguns de vocês têm um bolso vazio agora - aquele onde
guardavam os problemas e ansiedades - eles se introduzirão ali e, com a vossa autorização, irão convosco
para casa. Sei que isto é uma metáfora, mas não deixámos de falar do amor de Deus!
Acaso não sabem quem veio, hoje, para vos ver?... Acaso não têm consciência da nossa energia, que
está convosco?
Vocês nem imaginam o quanto desejamos estar convosco quando saírem daqui! Queremos que os vossos
carros fiquem repletos de "passageiros", e que partamos para casa todos juntos!
Já é tarde. Este é um momento doce, não queremos partir mas compreendemos o relógio. Portanto,
digamos que vamos suspender o tempo. Numa realidade dizemos adeus, mas noutra realidade estaremos
com cada um de vós no vosso ADN.
Podem respirar nesta energia cada vez que desejarem, bastando porem-se de pé e dizer:

EU SOU O QUE SOU!


E assim é.

Obrigado Kryon - amamos-te!

De LauraSan - KryonSpain, transcrito com algumas modificações para melhor entendimento da lingua-
gem. Traduzido para o castelhano, para todas as pessoas que desejem receber Kryon nos seus corações.
Pela PAZ, o AMOR, a LUZ, a CONSCIÊNCIA, e o RESPEITO, num mundo maravilhoso deste lugar do Universo
chamado "Planeta Terra". Divulguem este texto a todos os seres queridos, irmãos e irmãs deste lugar do
véu e para alem dele.
Nameste.

A gravação áudio desta última parte do encontro, incluída num CD que será reproduzido e posto à venda
em breve, teve a duração, casualmente, de 1 hora, 11 minutos e 11 segundos. (1.11.11)!

Tradução para português de Vitorino de Sousa


www.velatropa.com - vitorino@desousa.com
25 de Maio de 2004