Você está na página 1de 17

No outono h

nozes

mas

dispiros

castanhas

roms

uvas

avels

azeitonas

Tambm h muita chuva

e trovoada.

A Dona Noz muito refilona e chora muito por estar naquela casca sem sada.

Num dia de Outono, o senhor Dispiro ouviu um enorme rebulio e ajudou-a a sair da casca.

Quando conseguiu abri-la, a primeira coisa que lhe disse foi: - Cuidado, Dona Noz, porque h muitos animais, especialmente os roedores e aves que a podem comer ou esmagar.

- Muito obrigado pelos conselhos. Quem tenho o prazer de conhecer? - Sr. Dispiro, ao seu dispor.

- Podia-me refrescar um pouco? que passei o Vero escondida na minha casca dura! - Com certeza! um prazer!

E depressa se tornaram bons amigos. Certo dia foram jantar a um restaurante s para pares romnticos

Quando se namorados.

iam

embora,

tornaram-se

Os pais deles, que j eram casados h muito tempo, fizeram uma reunio.

- Ser que os devamos casar? - perguntaram entre si. - Sim! Boa ideia! - acharam todos. - E em que dia?

- No dia do Po-por-Deus, claro! A ementa constar de um bolo de mel com um bom suminho a acompanhar.

E nesse dia casaram-se e l estiveram: o padre Azeitona que realizou o casamento, a famlia Avel, as irms Castanhas, a princesa Rom, o grande cacho de Uvas e a distrada Ma.

A Chuva e a Trovoada estiveram a espreitar pela porta da igreja. Eles tiveram muitos frutos e ficaram felizes para sempre!