P. 1
Remédios de alto custo

Remédios de alto custo

|Views: 922|Likes:
Publicado porAna Leorde de Paula

More info:

Published by: Ana Leorde de Paula on Oct 10, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/10/2011

pdf

text

original

Boletim n.

15

2010 10 de setembro de 2010

Remédios de alto custo pelo SUS: como obter.
Introdução:

A iniciativa da cartilha partiu da necessidade da divulgação do direito ao remédio gratuito, não como um favor do poder público, mas como um direito do cidadão e obrigação do Estado.

É de se espantar que na era da tecnologia da informação a população não conheça o direito básico de receber tratamento gratuito quando devidamente receitado pelo profissional médico.

As pessoas, mesmo as mais esclarecidas, não sabem que qualquer cidadão, independente da classe social, cor, raça ou credo, pode obter gratuitamente qualquer remédio do poder público.

Enquanto somos organização de defesa dos usuários de saúde, já vimos muitas situações. Desde idosos que gastam quase a totalidade de seus poucos recursos de aposentadoria até o homem que trabalha período integral para pagar o remédio da mãe aposentada. Tanto um como o outro não têm a chance de desfrutar uma vontade porque o dinheiro está comprometido em algo que é obrigação do governo fornecer de maneira gratuita.

me chamo Luana. Porque não são orientadas. A Luana. Porque e como devemos exercitar nossa cidadania e o nosso direito aos tratamentos de saúde públicos. sejam bem vindos à essa leitura de conhecimento. Tenha uma boa leitura. . assim. como todos nós. Equipe Saúde Legal Vamos apresentar a nossa amiga Luana. Olá.Mas por que então essas pessoas não praticam e reivindicam seus direitos? Por que não vão atrás do caminho para conseguir o remédio? A resposta é simples. Esperamos. que a cartilha cumpra sua missão de levar até você as informações de maneira simples e objetiva e de ser um guia útil no momento da dificuldade em exercer seu direito aos tratamentos de saúde constitucionalmente garantido. Porque não sabem nem por onde começar para obter o que precisam. é usuária de saúde e vai nos explicar direitinho como funciona o SUS.

universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência. Leia o que diz o artigo: As ações e serviços públicos de saúde e os serviços privados contratados ou conveniados que integram o Sistema Único de Saúde (SUS). Vejam: Art. A saúde é direito de todos e dever do Estado. quando necessário para a recuperação do estado de saúde. são desenvolvidos de acordo com as diretrizes previstas no art. no artigo 7º. que vale para todo o Brasil. E isso não é um favor que o poder público lhe presta. A Constituição Federal é o livro máximo que rege nossa vida e a torna harmônica e social. .A partir de agora vou lhe mostrar que o remédio. obedecendo ainda aos seguintes princípios: I . 196. E a lei do SUS número 8080/90. 198 da Constituição Federal. garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção. pode ser obtido através do governo quando você não tem capacidade financeira para comprá-lo. O artigo 196 do grande livro fala sobre o nosso direito à saúde. proteção e recuperação. Quer ver só? Direito ao remédio gratuito Obter o medicamento gratuitamente é um direito de todos. É um direito que a lei lhe garante. reafirma o dever do Estado em garantir o acesso das pessoas ao medicamento necessário para o tratamento de sua doença.

2) Consulte um médico Amigo e amiga. então eu gostaria de passar para você o caminho para conseguir o medicamento que você precisa. Você sabe muito bem que muitas doenças são silenciosas e atacam de repente. Obtenha o costume de visitar regularmente um médico para fazer exames e prevenir o aparecimento de problemas. exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema. lembre-se que a lei está do seu lado e sempre garantirá o exercício do seu direito para viver com mais dignidade. . sem preconceitos ou privilégios de qualquer espécie. É importante você saber que qualquer médico pode receitar um remédio a ser retirado no SUS.II - integralidade de assistência. Seja ele público ou particular. Para realizar o cadastro. 1) Faça a carteirinha do Sistema Único de Saúde (SUS) A primeira medida a ser tomada é fazer sua carteirinha e se cadastrar no Sistema Único de Saúde. Vem comigo. querido leitor. A carteirinha será feita na hora. individuais e coletivos. aqui vai uma dica muito importante. Não deixe para ir ao médico só quando estiver com uma dorzinha aqui ou outra ali. entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos.igualdade da assistência à saúde. Eu mesma já precisei de remédio e não tinha dinheiro suficiente para comprar na farmácia. Então. IV . basta você se dirigir a qualquer posto de atendimento público e apresentar seu documento de identidade (RG) e comprovante de residência.

imaginemos que em sua consulta. o doutor lhe indique um remédio. Além disso. o médico deve mencionar a data e o número do CRM. assinar e carimbar. você já tem a carteirinha do SUS. Se puder substituir. lembre o médico de mencionar os seguintes dados: A) No relatório médico deve ser mencionado o código da doença na Classificação Internacional de Doenças (CID). com indicação de frascos. assinar e carimbar a receita médica. lembre-se de pedir ao doutor para fazer dois documentos: A) Relatório médico de sua doença B) Receita Médica Ao fazer esses dois documentos. indicar o número de cadastro no Conselho Regional de Medicina (CRM). nome genérico e se pode ou não ser substituído por um outro medicamento similar.Pois bem. comprimidos ou refis por dia. B) E na receita. E agora? Se você não tiver dinheiro para comprá-lo ou se o valor do remédio lhe fizer falta e interferir na sua sobrevivência. Lembrando que a receita é válida somente por 30 (trinta) dias. . indicar qual pode ser usado em substituição. semana ou mês. como no relatório. Prontinho. Por fim. o médico deve mencionar o nome do remédio com seu princípio ativo. o relatório médico e a receita. o médico deve colocar a data. O médico também deve mencionar a posologia exata com a quantidade necessária por dia. semana ou mês.

Pesquise a unidade mais próxima da sua residência e dirija-se à ela com os seguintes documentos: A) Documento de identidade original. No entanto. Também pode ser que o remédio seja de alto custo ou controlado. C) Relatório médico e cópia. Caso ocorra a falta em algum mês. O funcionário avaliará o estoque da farmácia e lhe fornecerá o remédio. Aqueles que conseguirem seus remédios poderão retirar o medicamento todo mês naquele posto. a unidade pode não ter em estoque o remédio que você precisa. D) Receita médica e cópia. Observação: sempre guarde uma cópia dos documentos entregues. . certifique-se com o próprio funcionário público sobre a unidade que poderá retirar o medicamento. infelizmente. No balcão. B) Carteirinha do SUS. vale a pena pesquisar em outras unidades próximas indo pessoalmente ou através do telefone. Nestes casos. exceto quando não estiver disponível. Caso você não consiga obter a informação. mostre ao funcionário e peça o medicamento que o médico receitou.3) Escolha e dirija-se a uma UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima da sua casa. peça para o funcionário pesquisar qual unidade tem aquele medicamento.

saude. Todos os dados devem ser preenchidos de forma legível e sem rasuras. retorne ao médico para ele preencher e assinar o documento.4) Caso o medicamento seja de alto custo ou controlado.html.Setor 1 Rua Jequitinhonha. você deve adquirir um formulário para retirada do medicamento.br/portal/LME/lme. Ambos os locais funcionam de segunda a sexta das 07:00 as 17:30 horas e sábado das 07:00 as 10:00 horas. Pronto! Agora temos a receita. se através o do endereço tiver HTTP://www. Vamos agora à uma unidade de saúde tentar receber o remédio? 6) Dirija-se à uma das unidades responsáveis pelos remédios de alto custo. 360 . carteira do SUS e o formulário preenchido. Lembrando que remédios psiquiátricos devem ser acompanhados de um documento também assinado pelo médico.MARIA ZÉLIA . 5) Com o formulário. cujo nome é termo de consentimento informado. interessado internet.Belenzinho NGA – VARZEA DO CARMO . o relatório. Só o médico pode preencher o formulário e assinar. Tome nota dos endereços: AME . O formulário pode ser adquirido pela internet.sp. Se não tiver.gov. Estes são os locais adequados para você fazer o pedido administrativo do remédio. peça em qualquer unidade de saúde o formulário para obtenção do medicamento.

peça uma cópia do protocolo do pedido. Glicério E não esqueça. deverá chegar na sua casa uma correspondência indicando o local de retirada do medicamento durante o tratamento receitado pelo médico. 7) Retire o remédio na unidade mais próxima de sua residência Em um curto prazo. Quando for a uma das unidades. 327. . leve com você os seguintes documentos: A) Documento de identidade original. poderá ingressar com ação judicial e precisará do documento para provar que solicitou do poder público e não obteve êxito. B) Cópias do RG e CPF. É importante porque se você não receber o remédio. o termo de consentimento informado. Entregue o formulário juntamente com os demais documentos. (não esqueça de guardar a cópia dos papéis) Importante: No momento do pedido. Depois de entregar todos os documentos. E) Receita médica original. D) Relatório médico original. C) Carteirinha do SUS.Rua Leopoldo Miguez. o funcionário se encarregará de iniciar um procedimento administrativo de obtenção do medicamento e comunicará assim que o remédio estiver disponível. F) Formulário preenchido G) No caso de alguns medicamentos psiquiátricos.

após todas as tentativas de obtenção do remédio sem sucesso. localizado no Viaduto Dona Paulina. não há outra alternativa senão a ação judicial. Se você se sente seguro para entrar com ação sem ter que procurar um profissional. Explique para o funcionário do cartório o seu problema e peça para ingressarem com uma ação judicial com pedido de liminar para a obtenção do remédio ou do exame ou do tratamento negado ou não fornecido pelo poder público. comparecendo no Juizado Especial da Fazenda Pública. procure um advogado. 9) Ingresse com ação judicial independente de advogado Se você não conseguiu o remédio. Dirija-se até o local com todos os documentos em cópia. você foi vítima de um ato ilegal e tem direito a entrar com ação judicial contra o governo. 4º andar. a Saúde Legal. está havendo uma demora excessiva ou o fornecimento foi paralisado sem justificativa. você pode.ingressar com processo sem advogado. advogado particular ou então dirija-se ao fórum para ingressar com ação sem a presença de advogado. 80. no centro da Cidade de São Paulo.. a defensoria pública (consulte os endereços no anexo 01) ou uma entidade de defesa dos seus interesses.Se você não receber o comunicado para a retirada do remédio em um prazo curto. . 8) Procure um profissional para requerer judicialmente o medicamento Infelizmente. sugerimos que procure a defensoria pública. Neste caso.

mas se for caso de urgência como risco de morte ou lesão e você não tiver o valor do remédio. leitor. o órgão responsável do governo receberá a ordem para lhe entregar o medicamento na unidade de saúde mais próxima de sua casa. . peço que exerça seu direito. Se for concedida a liminar. esse foi o recado que eu queria passar para você. Não fique parado falando mal desse ou daquele órgão sem fazer nada para mudar a situação que você diz estar crítica. então o melhor é comparecer com urgência no Juizado Especial localizado no centro de São Paulo no endereço citado acima. Bom. a lei garante a assistência do Sistema Único de Saúde (SUS) à todos. a urgência e a necessidade do tratamento e poderá decidir de imediato. Perguntas mais freqüentes 1) Se eu tiver plano de saúde posso obter remédio pelo SUS? Sim. Acima de tudo. Você pode trilhar todo o caminho que foi indicado nesta cartilha e obter o que você precisa. Importante: Sugerimos a tentativa administrativa antes da ação judicial para poupar seu trabalho e despesa. Grande abraço e até a próxima oportunidade. classe social. doença ou se tem ou não convênio médico. Você tem o direito de se cuidar e se tratar gratuitamente. independente da idade. através de uma medida liminar.Qualquer pessoa pode ingressar com ação judicial para obter o medicamento. Faça valer o que está na lei. O juiz avaliará os documentos.

a assistência pública deve ser integral e universal. mesmo assim posso pedir medicamento pelo sistema público? Sim. como foi dito. Sugerimos levar esta cartilha e mostrar ao médico para você não esquecer nenhum dado. . É importante que se observe os dados obrigatórios que devem conter nos documentos. a receita e o relatório podem ser feitos por médico do convênio. a pessoa deverá retirar um novo formulário. o que eu faço? Os funcionários da unidade de saúde são muito criteriosos. os documentos deverão ser refeitos pelo médico. Neste caso. 3) A receita e o relatório médico utilizados no pedido do remédio na unidade de saúde podem ser feitos por médico particular? Sim. a fim de catalogar. Caso algum campo seja assinalado errado ou contenha rasuras.2) Ganho mais que três salários mínimos por mês. 4) O que é CID (Classificação Internacional de Doenças)? A CID é uma classificação criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para organizar e atribuir uma numeração para cada tipo de doença ou estado. formular estatísticas e estudos. 6) Qualquer pessoa pode retirar o formulário ou o remédio em nome da pessoa que será tratada? Sim. 5) No formulário. Todas as pessoas têm direito e não é necessário provar a renda. e agora. desde que a pessoa leve todos os documentos do interessado pelo medicamento. o médico assinalou um campo errado. particular ou do próprio SUS.

00 (cento e cinqüenta reais) para fazer o pedido na unidade da Maria Zélia. E tem mais. É importante você exercer a sua cidadania e conhecer de perto o serviço prestado pelo governo que você elegeu. isso é verdade? Não. 10) O pedido administrativo é necessário para a ação judicial? .A pessoa que representará o interessado também deve levar o seu documento de identidade. O que devo fazer? Sugerimos não aceitar ajuda de estranhos. Conhecendo o caminho. A participação popular é muito importante. o formulário deve ser assinado pelo mesmo médico que receitou o medicamento. É claro que há pessoas que estão acamadas ou impossibilitadas de pessoalmente requerer seus direitos. Qualquer medicamento. independente do preço. você pode ajudar outras pessoas que também precisam e isso fortalece a fraternidade que é muito importante na sociedade. recomendamos um parente ou amigo próximo executar o serviço. pois não há como saber se o pedido será realmente realizado. pode ser pedido e retirado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 8) O formulário deve ser preenchido pelo mesmo médico que fez a receita médica? Sim. 9) Um dia uma pessoa me cobrou R$ 150. 7) Meu médico disse que o remédio não pode ser fornecido pelo SUS porque é muito barato. Neste caso.

organização. A ação judicial pode ser ingressada diretamente sem o protocolo do pedido administrativo. a medida judicial direta é a mais indicada.Não. sugerimos o pedido administrativo porque não é tão oneroso e trabalhoso como o judicial. o interessado deve procurar um profissional jurídico. no entanto. Neste caso. defensoria pública ou ingressar com ação no Juizado Especial. . Claro que se o caso for urgente.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->