MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

CONTEXTO & APLICAÇÕES 1






























MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 2
















Aos meus pais por terem me
proporcionado os estudos, a minha esposa e aos
meus filhos por me darem segurança e coragem
para superar os desafios.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 3
PREFÁCIO

O ensino de Matemática é indispensável em qualquer curso de graduação, por
mais humana que seja a ciência por certo em algum momento ela recorrerá á Matemática
ou dependerá de suas ferramentas para provar ou não suas hipóteses. Existem bons
livros de Matemática voltados para o Ensino Superior, dentre alguns destacamos aqueles
que mencionamos em nossa Bibliografia que são voltados exclusivamente para áreas
mais técnicas, mas que não preencher as dificuldades apresentadas pelos alunos ao
iniciar um curso de graduação.
A maioria dos cursos superiores das áreas técnicas oferece em sua parte inicial
a disciplina de Matemática, visando nivelar o conhecimento do aluno, possibilitando que o
mesmo obtenha os conhecimentos necessários ao entendimento e desenvolvimento.
Este livro é fruto de aulas de Matemática Básica e Matemática Aplicada
ministradas por vários semestres no curso de Administração. É destinado, sobretudo aos
estudantes de curso de graduação das várias áreas profissionais cujo principal objetivo foi
dar ao estudante uma visão geral da Matemática, com problemas relacionados com a sua
área de atuação, através de exemplos, mas sem descuidar do aspecto formal da
disciplina, dando ênfase, a interpretação intuitiva dos conteúdos. Os tópicos introdutórios
que apresentamos nesse livro originaram-se, inicialmente, dos problemas que surgiram no
dia-a-dia e que continuaram impulsionados pela curiosidade de entender e explicar os
fenômenos que regem a natureza.
O livro apresenta a maioria da teoria básica, assim como exemplos aplicados e
problemas, procurando sempre não desassociar um conteúdo de outro. Quando um aluno
aprende equação, seja ela de qualquer tipo, ao estudar função, dá-se a impressão que é
conteúdos completamente diferente, o que na verdade é apenas uma continuação. Neste
livro procuramos trazer os conteúdos em seqüência, pois quando um aluno estudo
equação do segundo grau, imediatamente ele irá estudar a função do segundo grau e
todas a suas possíveis aplicações através de exemplos práticos e voltados para a sua
formação.
A fixação dos conteúdos é obtida através de um grande número de exercícios,
sendo que, após cada conteúdo, existem exemplos resolvidos para, em seguida,
apresentar os problemas propostos, acompanhados das respectivas respostas, de modo
que o próprio aluno possa acompanhar com segurança a validade do raciocínio
desenvolvido e a correção dos cálculos efetuados. Os exercícios propostos foram
dispostos em ordem crescente de dificuldade (segundo a visão do autor).
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 4
Quanto à redação dos capítulos, no primeiro destacamos a importância da
Teoria dos Conjuntos. Sabemos que a matemática exige uma linguagem adequada para o
seu desenvolvimento. Daí o motivo da importância de termos certa noção da teoria dos
conjuntos. Ela nos fornece os principais elementos para a linguagem que é aplicada em
diversos ramos da matemática e também será útil em modelos matemáticos
desenvolvidos em outras ciências.
No segundo e terceiro capítulo damos início a um dos mais importantes
conteúdos de Matemática: As Funções. O estudo de função não é restrita apenas aos
interesses da Matemática, as funções fazem parte do nosso cotidiano e estão presentes
na realização das coisas mais elementares que fazemos. Para dar início ao estudo de
função é necessário que tenha o conhecimento de equações, pois todo o desenvolvimento
algébrico de uma função é resolvido através de equações.
Neste capitulo é apresentada a maior parte dos conteúdos, que irão permear
todos os demais capítulos seguintes, destacamos as funções do primeiro grau aplicadas à
economia como: função custo, função receita, função lucro, função demanda, função
oferta, entre outras.
Nos capítulos 4 e 5 e 6 são apresentadas as equações e funções do segundo
grau, exponencial e logarítmicas. As funções logarítmicas juntamente com suas inversas,
as funções exponenciais, constituem modelos ideais para descrever matematicamente
certos fenômenos de variação nos quais uma grandeza tem taxa de variação proporcional
a quantidade daquela grandeza existente em cada instante.
Os capítulos 7, 8 e 9 destacamos a utilização de matrizes, determinantes e
sistemas lineares essenciais em cursos de programação. Na administração, as matrizes e
os determinantes são constantemente utilizados. Pois se trata de tabelas de números que
são ferramentas importantíssimas na análise do desempenho da empresa ou na análise
das vendas, finanças ou qualquer outra observação que se deseja fazer.
No capitulo 10, destacamos importância dos conceitos relacionados à
Probabilidade. Na formação dos alunos esse conceito é fundamental, o aluno precisa
entender o significado de cada conceito sem o conceito, ele não tem a base fundamental.
Finalmente, nos capítulos 11 e 12 temos a parte de Limites e Derivadas.
Destacamos as operações com limites e as regras de derivação bem como suas
aplicações nas funções de custo marginal, receita marginal e lucro marginal.
O propósito de escrever esse livro foi o de oferecer um material que facilitasse
ao máximo a aprendizagem de Matemática. A idéia é não travar o entusiasmo do
estudante ao ingressar num curso superior, colocando-lhe barreiras instransponíveis.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 5
Acreditamos, entretanto, que os desenvolvimentos dos exercícios apresentados é
suficiente para um bom entendimento e sua aplicabilidade.
O presente livro não exige pré-requisitos, possuindo uma linguagem de fácil
acesso a qualquer estudante de nível superior (ou até mesmo de nível médio).
Outrossim, queremos agradecer a todos os alunos que, assistindo as aulas,
fazendo os exercícios, corrigindo as falhas, contribuíram para este livro através de criticas
e comentários.











Antonio Roberto Gonçalves
Autor
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 6
CAPÍTULO I - TEORIA DOS CONJUNTOS

“O produto mais extraordinário do pensamento
matemático, uma das mais belas realizações da
atividade humana no domínio do puramente
inteligível”.
(David Hilbert, ao se referir a George Cantor).

George Cantor, matemático, nascido em São
Petersburg, Rússia, viveu grande parte de sua vida na
Alemanha. Aos onze anos, seus pais, de origem dinamarquesa,
transferiram-se para Frankfurt. Cantor foi um homem
interessante pelas deduções perspicazes dos teólogos medievais
sobre a continuidade e o infinito. Seu pai deseja que seguisse a
Engenharia, entretanto em seus estudos em Zurick, Göttinge e
Berlin concentrou-se em Filosofia, Física e Matemática.
Destacou-se em Berlim, em 1867, com uma tese sobre a teoria
dos números. Suas contribuições mais significativas centraram-
se na provocativa palavra “infinito”.
Desde Zeno ( 450 A.C.0 que se falava em infinito, tanto na teologia quanto na
Matemática, porém, ninguém antes de 1872 fora capaz de dizer exatamente o que se
estava falando. Tal fato contribuiu pra que sua adoção fosse tardia em Matemática.
Dedicando-se à pesquisa na área de análise matemática, Cantor acabou tendo
sua atenção atraída para o assunto com o qual tinha afinidade: a natureza dos conjuntos
infinitos. E de sua opção por esse assunto nasceria a Teoria dos Conjuntos como um
capítulo independente da Matemática, ramo que, em meados do século XX, teria efeitos
profundos sobre o ensino da Matemática.
Cantor e Dedeking estavam entre os matemáticos mais notáveis de sua época,
no entanto nenhum dos dois conseguiu uma posição profissional de destaque. Cantor
passou a maior parte de sua carreira na Universidade de Halle.
Em 1884, Cantor sofreu o primeiro esgotamento nervoso e, durante o restante
de sua vida, apresentava acessos de depressão que o levavam às vezes, a duvidar de
sua própria obra. Quase no final, ele obteve o reconhecimento de suas realizações, mas
sua morte em 1918, numa instituição de Halle, faz lembrar que a genialidade e a loucura
estão relacionadas.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 7

CONJUNTOS
A Teoria dos Conjuntos, criada pelo matemático Georg Cantor, tornou-se o
elemento central da estruturação do conhecimento matemático. Como a idéia era muito
abstrata e difícil de ser representada, o lógico inglês John Venn idealizou uma forma
simplificada para demonstrar, que são os diagramas. A todo o momento lidamos com a
formação de conjuntos, seja por aspectos cotidianos, culturais ou científicos. Ao
organizarmos nossas roupas, a lista de amigos ou o timinho de futebol, estamos formando
conjuntos.
Conjunto é a reunião de pessoas seres ou objetos que possuem as mesmas
características.
É a reunião de elementos que formam o todo, e nos dá idéia de coleção. Pomar
é um conjunto de árvores frutíferas, onde pomar é o todo e árvore frutífera é o elemento.
Exemplo:
Conjunto dos Estados do Brasil;
Conjunto das notas musicais;
Conjunto dos animais mamíferos.
Conjunto dos meses do ano
Um conjunto é formado por elementos. Se um objeto qualquer pode ser
elemento de um determinado conjuntos, dizemos que esse objeto é elemento do conjunto.
Nos exemplos acima, temos:
Paraná é um Estado do Brasil, portanto Paraná é um elemento do conjunto dos
Estados do Brasil;
Fá é uma nota musical, portanto Fá é um elemento do conjunto das notas
musicais;
Baleia é um mamífero, portanto a baleia é um elemento do conjunto dos animais
mamíferos.
Outubro é um mês do ano, portanto outubro é um elemento do conjunto meses do
ano.
REPRESENTAÇÃO DE UM CONJUNTO
Os conjuntos são representados por letras maiúsculas do alfabeto A, B, C, X, Y,
etc., entre chaves e os elementos por letras minúsculas a, b, c, x, y, etc. separados por
vírgulas.
Por exemplo:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 8
• Conjunto das vogais do alfabeto: V = {a, e, i, o, u}
• Conjunto dos dias da semana: A={domingo, segunda, terça, quarta, quinta, sexta,
sábado}.
• Conjunto dos números pares: P = {0, 2, 4, 6, 8, 10,...}

COMO REPRESENTAR CONJUNTOS
Vamos considerar o conjunto dos divisores naturais do 10.
Este conjunto pode ser representado por três formas:
1º. Pelos elementos
Escrevemos seus elementos entre chaves, separados por vírgulas e sem
repetição, de preferência obedecendo a ordem crescente dos números.
D = {1, 2, 5, 10}
2º. Pela Característica
Escrevemos o conjunto enunciando uma propriedade ou característica comum
de seus elementos.
D = {x/ x são os divisores naturais do dez}
3º. Pelo diagrama de Venn
Os elementos do conjunto são colocados dentro de uma figura em forma de
elipse, chamada diagrama de Venn.

IGUALDADE DE CONJUNTOS
Definição: Dois conjuntos A e B dizem-se iguais (ou idênticos) se constam
exatamente dos mesmos elementos e, nesse caso, escrevemos A = B. Se um dos
conjuntos contém algum elemento que não pertence ao outro, dizemos que os dois
conjuntos são distintos e escrevemos A ≠ B.
Exemplo:
Seja { } 0 2 3 /
2
= + − ∈ = x x IN x E , F = {1, 2} e G = {2, 1}. Então E = F = G
Note que a igualdade do conjunto não depende da disposição dos elementos no
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 9
conjunto.
TIPOS DE CONJUNTOS
CONJUNTO UNIVERSO
O Conjunto Universo é a reunião de todos os conjuntos a serem estudados no
contexto em que estamos trabalhando.
Exemplos:
Quando falamos sobre biologia, o Conjunto Universo será todos os seres vivos;
Quando falamos sobre os números naturais, o Conjunto Universo será todos os
números inteiros positivos.
Na resolução de equações um dos conjuntos mais importantes é o conjunto dos
números Reais que reúne vários outros conjuntos numéricos.

CONJUNTO VAZIO
O Conjunto vazio é o conjunto que não possui elementos. Representa-se o
Conjunto Vazio por: { } ou Ø.
Exemplo:
Seja A = {x / x é natural e menor que 0}
Este conjunto é vazio, pois não existe número natural negativo.
Conjunto dos países da África que iniciam pela letra M.
Este conjunto é vazio, pois não existe país da África cujo nome se inicia pela M.

CONJUNTO UNITÁRIO
Esse conjunto é caracterizado por possuir apenas um único elemento.
Exemplo:
• O conjunto dos números naturais compreendidos entre 0 e 2.
Nesse caso existe somente um elemento, o 1. Representamos por {1}.
• O conjunto dos números inteiros compreendidos entre –3 e –1.
Entre os números –3 e –1 existe apenas o número inteiro –2. Representamos
{–2}.

CONJUNTOS FINITOS E INFINITOS
Finito: quando podemos enumerar todos os seus elementos.
Exemplo: conjunto dos Estados da Região Sul do Brasil.
S = {Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul}
Infinito: quando não podemos enumerar todos os seus elementos
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 10
Exemplo: conjunto dos números naturais.
IN = {0, 1, 2, 3 ,4, 5, 6, 7, 8, 9, ...}
RELAÇÃO DE PERTINÊNCIA
O conceito básico da Teoria dos Conjuntos é a relação de pertinência
representada pelo símbolo ∈ (pertence) ou ∉ (não pertence).
• Para indicarmos que um elemento a pertence ao conjunto P, escrevemos: a ∈ P
(lê-se: elemento a pertence ao conjunto P).
• Para indicarmos que um elemento a não pertence ao conjunto P, escrevemos: a ∉
P (lê-se: elemento a não pertence ao conjunto P)
Exemplo:
Seja o conjunto A = {2, 6, 8, 9, 10}
• 2 ∈ A, 8 ∈ A, 9 ∈ A
• 1 ∉ A, 5 ∉ A, 7 ∉ A

SUBCONJUNTOS
Quando todos os elementos de um conjunto A são também elementos de um
outro conjunto B, diz-se que A é subconjunto de B.
Exemplo:
Dados os conjuntos B = {0, 1, 2, 3 ,4 ,5} e A = {1, 3,
5}, vemos que todos os elementos do conjunto A pertencem
ao conjunto B, então podemos afirmar que A é subconjunto
de B.


Podemos simplificar a definição dizendo que subconjunto é quando de um
conjunto maior podemos formar vários conjuntos menores, mas com as mesmas
características.
Seja o conjunto C = {a, b, c}, podemos formar os seguintes subconjuntos:
{a}, {b} {c}, {a, b}, {a, c}, {b, c}, {a, b, c}, { } = 8 subconjuntos

Tome Nota:
• Todo o conjunto A é subconjunto dele próprio
• O conjunto vazio, por convenção, é subconjunto de qualquer conjunto.
• O conjunto das partes é o conjunto formado por todos os subconjuntos de A.
No exemplo acima o conjunto das partes é: B = {{a}, {b} {c}, {a, b}, {a, c}, {b, c}, {a,
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 11
b, c}, { },}
RELAÇÃO DE INCLUSÃO
A relação de Inclusão deve ser usada exclusivamente de conjunto para
conjunto e verifica se um conjunto é subconjunto ou não de outro conjunto.
Para representar a relação de inclusão utilizam-se os símbolos:
→ ⊂ Leia-se: está contido → ⊄ Leia-se: não está contido
→ ⊃ Leia-se: contém → Leia-se: não contém

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

1. Dados os conjuntos X = {x / x é as letras do alfabeto}, B= {b / b é as vogais do alfabeto}
e C= {c / c é as consoantes do alfabeto}, coloque V ou F para as sentenças abaixo:
a) c ∉ B
b) B ⊂ X
c) {a, b, c, d, e } é subconjunto de C
d) B ⊂ C
e) X ⊄ B
f) b ∈ C
g) k, w, y ∈ C
( )
( )
( )
( )
( )
( )
( )

2. Represente pelos elementos e pelo diagrama de Venn o conjunto P = {x / x são as
raízes da equação 0 72 17
2
= + − x x } Resposta: {8, 9}

3. Se n é o número de subconjuntos não-vazios do conjunto formado pelos múltiplos
estritamente positivos de 5, menores do que 40, então o valor de n é: Resposta: 127

4. Escreva todos os subconjuntos do conjunto M = {x / x são os números naturais
divisores de 15}.
5. Quais das proposições são verdadeiras?
a) {1,2} ⊂ {1,2}
b) {1,2} ∈ {1,2}
c) a ∉ {b,a}
d) ∅ ⊂ {a, b, c, d, e}
e) {a} ⊂ {b,a}
f) 2 ⊂ {1,2,3}
g) {1,2,3} ⊂ {1,2,2,3,3}
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 12
6. Escreva os elementos dos conjuntos A, B e C no diagrama abaixo.


7. Represente pelo diagrama de Venn o conjunto D = {x / x são os números naturais
primos menores que 20}.

8. Escreva o conjunto dado pelas seguintes condições:
a) P = {x / x é a solução da equação 5x + 20 = 45}
b) A = {x ∈ Z / - 4 < x < 4}
c) Ç = {x /x são os múltiplos de 5 menores que 30}
d) O = {x / x são os planetas do sistema solar}
e) C = {x / x é a solução da equação x
2
-1024 = 0}
f) A = {x ∈ Z / x < -2}


9. Seja A = {3, 5, 7, 9, 11, 15}, qual das representações abaixo é correta.
a) {x ∈ A / x é impar}
b) {x ∈ A / x é múltiplo de 5}
c) {x ∈ A / x é divisor de 60}
d) {x ∈ A / x é divisível por 2}

10. Dado o conjunto {a, b, c, d, e} o número máximo de subconjuntos distintos é: Resposta:
32

11. Dado os conjuntos: A = {x / x são as raízes da equação 0 12 7
2
= + + x x }, B = { 2, 5, 7,
8} e C = {x ∈ Z / - 4 ≤ x < 2}. Complete com ⊄ ⊂ ∉ ∈ e ,
a) 2........................C
b) 5 e 6..................B
c) {-4, -3}...............A
d) {0, 1, 2, 3}.........C
e) 7...................B
f) { }...............C
g) C.................A
h) 0...................B


MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 13
OPERAÇÕES COM CONJUNTOS
OPERAÇÃO UNIÃO ( ∪)
Dados dois conjuntos A e B, não vazios, a União dos conjuntos A e B é um
novo conjunto formado por todos os elementos que pertencem ao conjunto A e ao
conjunto B.
Exemplo:
Seja os conjuntos A = { 1, 2, 3, 4, 5} e B = {3, 5, 6, 7}, determine A ∪ B.
A ∪ B = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, }


OPERAÇÃO INTERSECÇÃO ( ∩)
Dados dois conjuntos A e B, não vazios, a Intersecção dos conjuntos A e B é
um novo conjunto formado por todos os elementos que pertencem ao conjunto A e ao
conjunto B ao mesmo tempo.
Exemplo:
Seja os conjuntos A = {5, 6, 8, 9} e B = {0, 1, 2, 3, 4, 5}, determine A ∩ B.
A ∩ B = {5}


MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 14
OPERAÇÃO DIFERENÇA ( - )
Dados dois conjuntos A e B, não vazios, a Diferença dos conjuntos A e B é um
novo conjunto formado pelos elementos que pertencem ao conjunto A, mas não
pertencem ao conjunto B.
Exemplo:
Seja os conjuntos A = {x / x são as letras da palavra MATEMÁTICA} e B = {x / x são as
letras da palavra ISABELLE}, determine A – B.
A = { m, a, t, e, i, c} e B = { i, s, a, b, e, l}
A - B = {m, c, t} B - A = {b, i, s}



Tome Nota:
• Para determinar a diferença entre conjuntos, devemos observar o que o conjunto A
tem de diferente de B.

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

12. Dados os conjuntos A = {1, 2, 4, 6, 8, 10}, B = {3, 6, 9, 10, 15} e C = {0, 5, 10, 15},
determine:
a) A ∩ B b) A ∩ (B U C)
c) A ∩ C d) A ∩ B ∩ C
e) C – A f) A U B U C
g) B U C h) (A ∩ B) U (B – A)
i) (A – B) ∩ (C – A) j) (A ∩ B) ∩ (B U C)
k) (A – B) ∩ (B U C) l) (B – C) U (A – C) U (B – A)

13. Dados M = {x ∈ Z / -2 < x < 3} e S = {x ∈ Z / -5 ≤ x ≤ 0}, calcule:
a) Determine os números inteiros que pertencem ao conjunto M ∩ S
b) Determine os números inteiros que pertencem ao conjunto M U S
c) Determine os números inteiros que pertencem ao conjunto M – S
14. Sendo os conjuntos M = {x / x é par positivo menor que 10}, I = {x / x é número ímpar
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 15
compreendido entre 4 e 10}, V = {0, 1, 2, 3, 4, 5} e R = {0, 2, 3, 5}, determine:
a) M – R
b) I – (M U R)
c) V ∩ R ∩ M
d) V U M U I
e) M
f) V ∩ M
g) R – (V ∩ I)

15. Se A , B e A ∩ B são conjuntos com 90, 50 e 30 elementos respectivamente,
determine então o número de elementos A U B. Resposta: 110

16. Copie o diagrama no caderno e pinte os conjuntos de acordo com as sentenças.
a) Z – X
b) X – (Y U Z)
c) Z ∩ X ∩ Z
d) Z ∩ (Y – X)
e) X - (Y ∩ Z)
f) (Y ∩ Z) U (Z ∩ X)


17. Dados os conjuntos:
X= {x / x são os números impares menores que 10},
B= {b / b são os números pares maiores que 5 e menores que 10};
C= {c / c são os números naturais maiores que dois e menores que 8 };
Coloque V ou F para as sentenças abaixo:
a) X U C = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9}
b) B ∩ C é um conjunto unitário
c) C – X = {4, 6}
d) X – C = {1, 7, 9}
e) X = {1, 3, 5, 7, 9, 10}
f) X ∩ B é um conjunto vazio
g) B = {5, 6, 7, 8, 9, 10}
h) B – C = {2, 4, 6, 8, 10}
( )
( )
( )
( )
( )
( )
( )
( )

18. Dado o diagrama, classifique as sentenças em Verdadeiro ou Falso.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 16
a) A – B = 14
b) A – (B U C) = 9
c) B ∩ A ∩ C = 8
d) A U B U C = 75
e) B = 48
f) A ∩ C = 23
( )
( )
( )
( )
( )
( )


19. Dado o diagrama, determine os seguintes conjuntos, escrevendo seus elementos.
a) A – B
b) B ∩ A
c) B – A
d) A U B


20. São dados os conjuntos A = {x ∈ IN / x é impar}, B = {x ∈ Z / – 3 ≤ x < 4} e C = {x
∈ Ζ / -1 < x < 6}. Calcule.
a) A =
b) B =
c) C =
d) (A ∩ B) U (B ∩ C) =
e) (A ∩ B) =
f) A – (B U C)
g) B – (A ∩ C)
h) (B – A) ∩ (A – C)

21. Os muçulmanos sequer se limita aos paises de etnia árabe, como muito imaginam.
Por exemplo, a maior concentração de muçulmanos do mundo encontra-se na
Indonésia, que não é um país de etnia árabe. (Adaptado da Superinteressante, Ed. 169
– out, 2001). Considere T o conjunto de todas as pessoas do mundo; M o conjunto de
todas aquelas que são muçulmanas e A o conjunto de todas aquelas que são árabes.
Sabendo que nem toda pessoa que é muçulmana é árabe, pode-se representar o
conjunto de pessoas do mundo que não são muçulmanas e nem árabe por: Resposta: A
a) T – (A U M)
b) T – A
c) T – (A ∩ )
d) (A – M) U (M – A)
e) M – A
f) N.D.A


MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 17
RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS UTILIZANDO CONJUNTOS
Muito dos problemas constituem-se, essencialmente, de perguntas ou tarefas a
serem executadas. Para resolvê-los, utilizaremos além das informações contidas nos
enunciados, nossos conhecimentos relativos às operações de conjuntos que são: União,
Intersecção e Diferença.
EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 1: Analise a seguinte situação: Considere o conjunto V = {1, 2 ,5 ,6, 8 ,9} e M = {0, 1,
3, 4, 6, 7 ,9, 10, 11}, determine:
a) Quantos elementos têm o conjunto V?
b) Quantos elementos têm o conjunto M?
c) Quantos elementos têm o conjunto V ∩ M?
d) Quantos elementos têm o conjunto V U M?

Resolução:
a) V = {1, 2 ,5 ,6, 8 ,9} » n(V) = 6
b) M = {0, 1, 3, 4, 6, 7 ,9, 10, 11} » n(M) = 9
c) V ∩ M = {1, 6, 9} » n(V ∩ ∩∩ ∩ M) = 3
d) V U M = {0, 1, 2 , 3, 4, 5 ,6, 7, 8 ,9, 10, 11} » n (V U M) = 12
Então, n(V U M) = 6 + 9 – 3 » n(V U M) = 12.
De modo geral, quando os conjuntos A e B são finitos, é possível provar que:

n(A U B) = n(A) + n(B) – n(A ∩ ∩∩ ∩ B)

EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 2: Numa pesquisa sobre a preferência por dois partidos políticos, A e B, obteve-se os
seguintes resultados. Noventa e duas disseram que gostam do partido A, oitenta
pessoas disseram que gostam do partido B e trinta e cinco pessoas disseram que
gostam dos dois partidos. Quantas pessoas responderam a pesquisa?

Resolução pela Fórmula
» n(A U B) = n(A) + n(B) – n(A ∩ ∩∩ ∩ B)
» n(A U B) = 92 + 80 – 35
» n(A U B) = 137
Resolução pelo diagrama:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 18
• Se 92 pessoas responderam gostar do
partido A e 35 delas responderam que
gostam de ambos, então o número de
pessoas que gostam somente do
partido A é:
92 – 35 = 57.

• Se 80 pessoas responderam gostar do partido B e 35 delas responderam gostar dos
dois partidos, então o número de operários que gostam somente do partido B é:
• 92 – 35 = 57.
• Se 57 gostam somente do partido A, 45 responderam que gostam somente do partido
B e 35 responderam que gostam dos dois partidos políticos, então o número de
pessoas que responderam a pesquisa foi: 57 + 35 + 45 = 137.

No caso de três conjuntos A, B e C, dá mesma maneira, pode-se provar que a
fórmula que indica o número de elementos da de n(A U B U C) é:

n(A U B U C) = n(A) + n(B) + n(C) + n(A ∩ ∩∩ ∩ B ∩ ∩∩ ∩ C) - n(A ∩ ∩∩ ∩ B) - n(A ∩ ∩∩ ∩ C) - n(B ∩ ∩∩ ∩ C)

EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 3: Objetivando conhecer a preferência musical dos seus ouvintes, certa emissora de
rádio realizou uma pesquisa, dando como opção três compositores: Amado Batista
(A), Benito de Paula (B) e Caetano Veloso (C). Os resultados são:
Votos Opções
201 Gostam de A
253 Gostam de B
244 Gostam de C
36 Gostam de A e B
44 Gostam de B e C
52 Gostam de A e C
7 Gostam de A, B e C
85 Nenhum Calcule quantas pessoas responderam a pesquisa.
Resolução pela Fórmula
» n(A U B U C) = n(A) + n(B) + n(C) + N + n(A ∩ ∩∩ ∩ B ∩ ∩∩ ∩ C) - n(A ∩ ∩∩ ∩ B) - n(A ∩ ∩∩ ∩ C) - n(B ∩ ∩∩ ∩ C)
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 19
» n(A U B U C) = 201 + 253 + 254 + 7 + 85 – (36 + 44 + 52)
» n(A U B U C) = 800 – 132
» n(A U B U C) = 668

Resolução pelo diagrama:
» Começamos sempre colocando o número de elementos da intersecção.
» Ao colocar o número de elementos de um conjunto, não podemos esquecer de
descontar os da intersecção.
» n(A ∩ B) – n(A ∩ B ∩ C) = 36 – 7 = 29
» n(B ∩ C) – n(A ∩ B ∩ C) = 44 – 7 = 37
» n(A ∩ C) – n(A ∩ B ∩ C) = 52 – 7 = 45
» 201 – 29 – 7 – 45 = 120
» 253 – 29 – 7 – 37 = 180
» 254 – 45 – 7 – 37 = 165
Assim o número total de pessoas é a soma de
todos os valores obtidos:
120 + 29 + 7 + 45 + 180 + 37 + 165 + 85 = 668


Tome Nota:
A resolução por diagrama é importante, pois ela dá uma visão de todos os valores
envolvidos no problema, principalmente quando estão envolvidos três ou mais
conjuntos.
Um processo prático para a resolução por diagrama é começar pela intersecção
dos conjuntos e ir resolvendo de dentro para fora.

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

22. Numa pesquisa em que foram ouvidas crianças, constatou-se que:
− 15 crianças gostavam de refrigerante.
− 25 crianças gostavam de sorvete
− 5 crianças gostavam de refrigerante e de sorvete
Quantas crianças foram pesquisadas? Resposta: 35 crianças

23. Foram instaladas 66 lâmpadas para iluminar as ruas A e B, que se cruzam. Na rua A
foram colocadas 40 lâmpadas e na rua B 30 lâmpadas. Quantas lâmpadas foram
instaladas no cruzamento? Resposta: 4 lâmpadas
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 20
24. Numa concentração de atletas há 42 que jogam basquetebol, 28 voleibol e 18 voleibol
e basquetebol, simultaneamente. Qual é o número de atletas na concentração?
Resposta: 52

25. Uma atividade com duas questões foi aplicada em uma classe de 40 alunos. Os
resultados apontaram que 20 alunos haviam acertado as duas questões, 35 acertaram
a primeira questão e 25, a segunda. Faça o diagrama e calcule o percentual de alunos
que acertou apenas uma questão? Resposta: 20 alunos ou 50%

26. Em uma pesquisa com 1.260 consumidores, realizada na cidade de Siqueira Campos,
sobre as marcas de refrigerantes Paçokita (P), KitaCola (K) e Gole (G) que é da
preferência dos habitantes, obteve o seguinte resultado:
Marcas P K G P e K P e G K e G P, K e G
Consumidores 540 290 360 70 50 120 30
Calcule: Quantas pessoas não gostam de nenhum dos refrigerantes? Resposta: 280
pessoas

27. Numa pesquisa de mercado sobre a preferência de leitura de uma cidade contatou-se
que 48% lêem o gibi do Tex; 45% lêem o gibi do Zagor; 50% lêem o gibi do Ken
Parker; 18% lêem os gibis do Tex e do Zagor; 25% lêem os gibi do Tex e do Ken
Parker; 15 % lêem os gibis do Zagor e do Ken Parker e 4% dos entrevistados lêem as
três revistas. Qual a porcentagem dos entrevistados que não lêem nenhuns desses
gibis? Resposta: 11%

28. Uma escola tem 20 professores, dos quais 10 ensinam Matemática, 9 ensinam Física,
7 Química e 4 ensinam Matemática e Física. Nenhum deles ensina Matemática e
Química. Quantos professores ensinam Química e Física e quantos ensinam somente
Física? Resposta: 3 e 2

29. Uma prova era constituída de dois problemas. Trezentos alunos acertaram somente
um dos problemas, 260 acertaram o segundo, cem alunos acertaram os dois e
duzentos e dez erraram o primeiro. Quantos alunos fizeram a prova? Resposta: 450
alunos

30. Em um determinado bairro de uma cidade, existem apenas pessoas de cabelos
pretos, castanhos e loiros. Sabe-se que o total de habitantes deste bairro é de 300
pessoas, dentre estas, 180 tem cabelos pretos e 70 tem cabelos castanhos, determine
o número de pessoas de cabelo loiro. Resposta: 50 pessoas
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 21
31. Numa Fábrica com 73 funcionários, foram distribuídos três acessórios de proteção:
Botas, Óculos e Luvas. Da seguinte forma:
» 41 receberam Botas;
» 30 receberam Luvas;
» 25 receberam Óculos;
» 9 receberam Botas e Óculos;
» 10 receberam Botas e Luvas;
» 11 receberam Óculos e Luvas;
Qual o número de funcionários que receberam os três equipamentos? Resposta: 7
funcionários

32. Temos aqui os membros da família Gonçalves. Mostraremos aqui grupos dessa
família que gostam de determinado tipo de comida:
» Roberto, Flávio, Osmar, Mariane, João, Antonio e Marli gostam de arroz;
» Guerino, Geni, Rosinei, Osmar e Roberto gostam de bife;
» Isabelle, Vinicius, Marli, Rosinei, Gustavo e Roberto gostam de camarão;
Então, quantas pessoas gostam de arroz, bife e camarão? Resposta: Uma pessoa

33. Uma população consome três marcas de sabão em pó: A, B e C. Feita uma pesquisa
de mercado, colheram-se os resultados tabelados abaixo:
Marca A B C A e B B e C C e A A, B C Nenhuma
Nº de Consumidores 600 400 300 200 100 150 35 115
Pede-se:
a) O número de pessoas consultadas. Resposta: 1.000 pessoas
b) O número de pessoas que só consomem a marca A. Resposta: 285 pessoas
c) O número de pessoas que não consomem as marcas A ou C. Resposta: 250 pessoas
d) O número de pessoas que consomem ao menos duas marcas. Resposta: 280 pessoas

34. Trinta e cinco estudantes estrangeiros vieram ao Brasil. 16 visitaram Manaus; 16
visitaram Rio de Janeiro e 11 visitaram Salvador. Desses estudantes, 5 visitaram
Manaus e Salvador e , desses cinco, 3 visitaram também o Rio de Janeiro. O número
de estudantes que visitaram Manaus ou Rio de Janeiro foi: Resposta: 29 estudantes

35. Após um jantar, foram servidas as sobremesas X e Y. Sabe-se que das 10 pessoas
presentes, 5 comeram a sobremesa X, 7 comeram a sobremesa Y e 3 comeram as
duas. Quantas não comeram nenhuma sobremesa? Resposta: Uma pessoa

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 22
36. Numa academia de ginástica que oferece várias opções de atividades físicas, foi feita
uma pesquisa para saber o número de pessoas matriculadas em alongamento (A),
hidroginástica (H) e musculação (M), chegando-se ao resultado expresso na tabela a
seguir:
Atividade H M A A e H A e M H e M Os três Outras
Nº de Alunos 203 162 109 25 28 41 5 115
Com base nessas informações, determine a soma das afirmativas verdadeiras:
(01) - 61 pessoas estavam matriculadas apenas em alongamento.
(02) - 259 pessoas estavam matriculadas em alongamento ou musculação.
(04) - 89 pessoas estavam matriculadas em pelo menos duas das atividades
(08) - A pesquisa envolveu 500 pessoas.
(16) - O número de pessoas matriculadas apenas em hidroginástica corresponde a
28,4% do total de pessoas envolvidas na pesquisa. Resposta: 25

37. Depois de n dias de férias, um estudante observa que:
» choveu 7 vezes, de manhã ou à tarde;
» quando chove de manhã não chove à tarde;
» houve 5 tardes sem chuva;
» houve 6 manhãs sem chuva.
Podemos afirmar então que n é igual a: Resposta: 9 dias

38. No último clássico Palmeiras x Flamengo, realizado em São Paulo, verificou-se que
só foram ao estádio paulistas e cariocas e que todos eles eram só palmeirenses ou só
flamenguistas. Verificou-se também que, dos 100.000 torcedores, 85.000 eram
palmeirenses, 84.000 eram paulistas e que apenas 4.000 paulistas torciam para o
Flamengo. Pergunta-se:
a) Quantos paulistas palmeirenses foram ao estádio? Resposta: 80.000
b) Quantos cariocas foram ao estádio? Resposta: 16.000
c) Quantos não-flamenguistas foram ao estádio? Resposta: 85.000
d) Quantos flamenguistas foram ao estádio? Resposta: 15.000
e) Dos paulistas que foram ao estádio, quantos não eram flamenguistas? Resposta:
80.000
f) Dos cariocas que foram ao estádio, quantos eram palmeirenses? Resposta: 5.000

39. Segundo o Censo do IBGE no ano 2006, 81% dos brasileiros possuíam televisão, 79%
possuíam geladeira, 8% possuíam geladeira e televisão e 4% não tinham TV nem
geladeira. Qual o total de brasileiros que possuíam apenas televisão? Resposta: 73%
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 23
40. Durante a Segunda Guerra Mundial, os aliados tomaram um campo de concentração
nazista e de lá resgataram 979 prisioneiros. Desses 527 estavam com sarampo, 251
com tuberculose e 321 não tinham nenhuma dessas duas doenças. Qual o número de
prisioneiros com as duas doenças? Resposta: 120 prisioneiros

41. Um total de sessenta clientes potenciais foi a uma loja de equipamento informático.
Deles cinqüenta e dois fizeram compras: vinte compraram papel; trinta e seis
compraram pendrive; quinze compraram cartuchos de tinta para impressora; seis
compraram simultaneamente papel e pendrive; nove compraram simultaneamente
pendrive e cartuchos; cinco compraram simultaneamente papel e cartuchos. Quantos
compraram os três artigos? Resposta: um cliente

42. Foi feita uma pesquisa sobre a preferência de um grupo de pessoas por determinado
tipo de música, e concluiu-se que: 43 pessoas gostavam de SAMBA; 6 pessoas
gostavam apenas de ROCK; 15 pessoas gostavam de SAMBA e ROCK; 8 pessoas
gostavam de ROCK e JAZZ; 13 pessoas gostavam de SAMBA e JAZZ; 3 pessoas
gostavam apenas de ROCK e JAZZ; 40 pessoas não gostavam de ROCK e ninguém
gostava apenas de JAZZ. Nessas condições determine:
a) Quantas pessoas gostavam dos três tipos de música? Resposta: 5 pessoas
b) Quantas pessoas não gostavam de nenhum dos três tipos de música? Resposta: 12
pessoas.
c) Qual o total de pessoas pesquisadas? Resposta: 69 pessoas

43. Em um ciclo de três conferências que ocorreram em horários distintos, havia sempre o
mesmo número de pessoas assistindo a cada uma delas. Sabe-se que a metade dos
que compareceram à primeira conferência não foi a mais nenhuma outra; um terço dos
que compareceram à segunda conferência assistiu a apenas ela e um quarto dos que
compareceram à terceira conferência não assistiu nem a primeira nem a segunda.
Sabendo ainda que havia um total de 300 pessoas participando do ciclo de
conferências, e que cada uma assistiu a pelo menos uma conferência, o número de
pessoas em cada conferência foi: Resposta: 156 pessoas.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 24
CAPÍTULO II EQUAÇÃO, O IDIOMA DA ÁLGEBRA.


“Assim como o Sol empalidece as estrelas com o seu
brilho, um homem inteligente eclipsa a glória de
outro homem nos concursos populares, resolvendo os
problemas que este lhe propõe”.



Este texto da Índia antiga fala de um passa tempo
muito popular dos matemáticos hindus da época: a solução de
quebra-cabeças em competições públicas, em que um
competidor propunha problemas para outro resolver.
Era muito difícil a Matemática nesse período. Sem
nenhum sinal, sem nenhuma variável, somente alguns poucos
sábios eram capazes de resolver os problemas, usando muitos
artifícios e trabalhosas construções geométricas.
Hoje, temos a linguagem exata para representar
qualquer quebra-cabeça ou problema.
Basta traduzi-los para o idioma da Álgebra: a equação.
Equação é uma maneira de resolver situações nas quais surgem valores
desconhecidos quando se tem uma igualdade. A palavra “equação” vem do latim
“equatione”, equacionar, que quer dizer igualar, pesar, igualar em peso. E a origem
primeira da palavra “equação” vem do árabe “adala”, que significa “ser igual a“, de novo a
idéia de igualdade. Por serem desconhecidos, esses valores são representados por
letras. Por isso na língua portuguesa existe uma expressão muito usada: “o x da questão”.
Ela é utilizada quando temos um problema dentro de uma determinada situação.
Matematicamente, dizemos que esse x é o valor que não se conhece.
A primeira referencia a equações de que se têm notícias consta do papiro de
Rhind, um dos documentos egípcios mais antigos que tratam de matemática, escrito há
mais ou menos 4.000 anos.
Como os egípcios não utilizavam a notação algébrica, os métodos de solução
de uma equação eram complexos e cansativos.
Os gregos resolviam equações através de Geometria.
Mas foram os árabes que, cultivando a Matemática dos gregos, promoveram
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 25
um acentuado progresso na resolução de equações. Para representar o valor
desconhecido em uma situação matemática, ou seja, em uma equação, os árabes
chamavam o valor desconhecido em uma situação matemática de “coisa”. Em árabe, a
palavra “coisa” era pronunciada como xay. Daí surge o x como tradução simplificada de
palavra “coisa” em árabe.
No trabalho dos árabes, destaca-se o de Al-Khowarizmi (século IX), que
resolveu e discutiu equações de vários tipos.
Al-Khowarizmi é considerado o matemático árabe de maior expressão do
século IX. Ele escreveu dois livros que desempenharam importante papel na história da
Matemática. Num deles, Sobre a arte hindu de calcular, Al-Khowarizmi faz uma exposição
completa dos numerais hindus. O outro, considerado o seu livro mais importante, Al-jabr
wa’l mugãbalah, contém uma exposição clara e sistemática sobre resolução de equações.
As equações ganharam importância a partir do momento em que passaram a
ser escritas com símbolos matemáticos e letras. O primeiro a fazer isso foi o francês
François Viète, no final do século XVI. Por esse motivo é chamado “pai da Álgebra”.
Viète também foi o primeiro a estudar as propriedades das equações através de
expressões gerais como ax + b = 0. Graças a Viète os objetos de estudo da Matemática
deixaram de ser somente problemas numéricos sobre preços das coisas, idade das
pessoas ou medidas dos lados das figuras, e passaram a englobar também as próprias
expressões algébricas.
A partir desse momento, as equações começaram a ser interpretadas como as
entendemos atualmente: equação, o idioma da álgebra.
Atualmente as equações são usadas, entre outras coisas, para determinar o
lucro de uma firma, para calcular a taxa de uma aplicação financeira, para fazer a
previsão do tempo, etc.
Hoje, chamamos o termo desconhecido de incógnita, que é uma palavra
originária do latim “incognitu”, que também quer dizer “coisa desconhecida”.







MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 26
EQUAÇÕES
O objetivo deste tópico é procurar revisar a resolução de equações de 1º grau
na incógnita x, dando subsídios para o capítulo de funções do primeiro grau. A resolução
destas equações quando seus coeficientes são numéricos não apresentam grandes
problemas.
Equação é toda sentença matemática aberta representada por uma igualdade,
em que exista uma ou mais letras que representam números desconhecidos.
Ex: 2x – 5 = 3 » o número desconhecido x recebe o nome de incógnita.

EQUAÇÃO DO 1º GRAU
As equações do primeiro grau são aquelas que podem ser representadas sob a
forma a.x + b = 0, em que a e b são constantes reais, com a diferente de 0, e x é a
variável.
Na equação 5.x + 20 = 0 temos:
» 5 é o coeficiente
» 20 é o termo independente
» x é a incógnita.

RESOLUÇÃO DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU:
Resolver uma equação significa encontrar valores da incógnita que satisfazem
a sentença tornando-a verdadeira.
Uma equação do 1º grau pode ser resolvida usando a propriedade:
a.x + b = 0 » a.x = - b » x =
a
b

Na equação x + 12 = 40, de princípio, sem conhecer o valor da incógnita x, não
podemos afirmar se a sentença é verdadeira ou falsa.
Porém podemos verificar facilmente que a equação acima se torna verdadeira
para x = 28
x + 12 = 40 » x = 40 - 12 » x = 28
Ao resolvermos uma equação do 1º grau obtemos um resultado (esse resultado
é um valor numérico que, substituindo a incógnita por ele, chegamos a uma igualdade
numérica), esse pode ser chamado de raiz da equação ou conjunto verdade ou conjunto
solução da equação. Logo o conjunto verdade (V), solução (S) ou raiz da equação é 28.
Cada um dos valores que, colocados no lugar da incógnita, transformam a
equação em uma sentença verdadeira é chamado de raiz da equação. Para verificarmos
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 27
se um dado número é ou não raiz de uma equação, basta substituirmos a incógnita por
esse número e observarmos se a sentença obtida é ou não verdadeira.
Convém lembrar que na resolução de equações do primeiro grau podemos
transformar uma equação em outra equação equivalente mais simples.
Adicionando um mesmo número a ambos os membros de uma equação, ou
subtraindo um mesmo número de ambos os membros, a igualdade se mantém.
Seja a equação:
12 3 9 3 3 9 3 = ⇒ + = + − ⇒ = − x x x
Seja a equação:
10 4 4 10 4 5 4 10 5 = ⇒ − + = − ⇒ + = x x x x x x x
Dividindo ou multiplicando ambos os membros de uma equação por um mesmo
número não-nulo, a igualdade se mantém.
Seja a equação:
5
3
15
3
3
15 3 = ⇒ = ⇒ = x
x
x
Na prática para resolver equações do 1º grau, basta colocar as incógnitas de
um lado do sinal de (=) e os "números" do outro.

EXEMPLOS RESOLVIDOS

Ex 4: Encontre o valor de x na equação: 10 8 2 = − x
9
2
18
18 2 8 10 2 10 8 2 = ⇒ = ⇒ = ⇒ + = ⇒ = − x x x x x

Ex 5: Encontre o valor de x na equação: x x 3 10 28 6 + = − −
( ) 9
2
18
18 9 1 18 9 28 10 3 6 3 10 28 6 = ⇒ = ⇒ = ⇒ − ⇒ − = − ⇒ − = − − ⇒ + = + − x x x x x x x x
Ex 6: Encontre o valor de x na equação abaixo:
2
9
3
5
3 4 −
= +
+ x x

27
3
81
81 3
36 45 5 8 45 5 30 6 8
10
45 5
10
30 6 8
− = ⇒

= ⇒ − =
⇒ − − = − ⇒ − = + + ⇒

=
+ +
x x x
x x x x
x x


O Método de resolução de equações do 1º grau, no qual colocam-se os valores
de um lado do sinal de (=) e as incógnitas do outro lado é apenas um “macete” utilizado
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 28
para agilizarmos a resolução.
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

44. Resolva as seguintes equações:
a) 17 3 2 = − x
b) ( ) ( ) ( ) 1 5 4 3 5 3 3 7 2 2 − + = − + + x x x
c) 8 7 4 − = + x x
d) ( ) ( ) 9 5 2 1 7 3 − − = − − x x
e)
15
1
3
1
30
1
5
1
15
1
− = − + x x x

f)
3
2
8 6 = + x
g) y y
3
1
4
1
2
6
1
− = + −
h)
4
2
2
3
2 x x
x

− =


i) x x x x 2 9 2 3 5 4 − = − + −
j) ( ) ( ) [ ] ( ) 2 3 1 4 2 3 3 6 + − − = − − − − − − x x x
k) ( ) ( ) ( ) 7 1 2 4 2 3 4 3 2 11 + + − = − − − x x x
l) ( ) ( ) ( ) 1 3 4 5 2 2 3 3 2 6 − − + = − − x x x
m)
6
1
3
1 2
4
+
=


x x x

n)
5
3
800 3 700 8 − − = + x x
o)
5
8
7 2
9 3
=
+

x
x

p)
12
5 3
8
1
6
3 2 −
=


− x x x


PROBLEMAS ENVOLVENDO EQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU.

Utilizamos equações do 1º grau com uma incógnita na resolução de problemas
tal qual o seguinte:
"Se eu tivesse o dobro da quantia que eu possuo, com mais dez reais eu poderia comprar
um certo livro que custa cem reais. Quantos reais eu possuo?"
Inicialmente iremos expressar este mesmo problema em linguagem
matemática.
Para isto vamos chamar a quantia que eu possuo atualmente de x. Este é valor
procurado.
Ao referir-me ao dobro da quantia, matematicamente estou me referindo a 2x,
ou seja, ao dobro de x.
O dobro da quantia mais dez reais será expresso matematicamente como
2x + 10.
Finalmente devemos expressar que o dobro da quantia mais dez é igual a cem,
logo a expressão inteira será: 2x + 10 = 100.
Basicamente substituímos o texto em português pelos seus respectivos
operadores matemáticos.

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

45. Uma empresa tem a matriz em São Paulo e filias em todo o Brasil e possui um total de
1.264 funcionários. O número de pessoas que trabalham nas filiais é o triplo do número
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 29
de pessoas que trabalham na matriz. Quantos funcionários trabalham na matriz dessa
empresa? Resposta: 316
46. Distribuir R$ 140,00 entre Paulo, José e Otávio de modo que Paulo receba R$ 15,00 a
menos que José, e este receba R$ 25,00 a mais que Otávio. Quanto receberá cada
um? Resposta: Otávio R$ 35,00, José R$ 60,00 e Paulo R$ 45,00.

47. Um avô tem 60 anos e seu neto 15. Ao final de quantos anos a idade do avô será o
dobro da idade do neto? Resposta: 30.

48. Numa fração o denominador excede o numerador em 5. Se aumentarmos o numerador
em 2 unidades, a fração ficará aumentada em
4
1
. Determine esta fração. Resposta:
8
3
.
49. Existem três números inteiros consecutivos com soma igual a 393. Que números são
esses? Resposta: 130, 131, 132.

50. Um mágico matemático propôs a seguinte adivinhação: “Vocês estão vendo estas duas
caixas. Numa delas têm 95 joaninhas; na outra tem aranhas. Se contarmos as patas de
todos os insetos e de todos os aracnídeos que estão nas caixas, chegaremos ao
número 1.002. Quantas aranhas tem na caixa”. (Lembrete: uma joaninha tem 6 patas,
e uma aranha 8 patas). Resposta: 54

51. Uma caixa contém porcas e parafusos. Cada parafuso pesa o dobro de uma porca. O
peso da caixa é de 2.400 gramas. Qual a quantidade de parafusos e porcas da caixa,
sabendo-se que o total de peças é 100 e que cada porca pesa 20 gramas. Resposta: 20
parafusos e 80 porcas

52. Três filhos recebem mesadas; o mais velho recebe o dobro do que o segundo recebe,
e este o dobro do que o mais moço recebe. Sendo o total da mesada de R$ 70,00,
quanto recebe cada um? Resposta: R$ 40,00 R$ 20,00 e R$ 10,00

53. Um fazendeiro repartiu 240 bois entre seus três herdeiros da seguinte forma: o primeiro
recebeu
3
2
do segundo e o terceiro tanto quanto o primeiro e o segundo juntos. Quanto
recebeu o primeiro herdeiro? Resposta: 48 bois

54. Dois namorados tantos se abraçaram que se parte o colar de pérolas da moça. Um
terço das pérolas caiu no chão, um quinto ficou no sofá, um sexto foi achado pela
moça e um décimo foi encontrado pelo moço e seis pérolas ficaram no fio. Quantas
pérolas tinham o colar? Resposta: 30 pérolas

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 30
55. Um pai tem trinta e sete anos e seu filho sete. Daqui a quantos anos, a idade do pai
será o triplo da idade do filho? Resposta: 8 anos
56. A idade atual de um pai é de 60 anos. Seus três filhos têm, respectivamente, 7 anos,
11 anos e 16 anos. Daqui a quantos anos a idade do pai será igual à soma das idades
dos filhos? Resposta: 13 anos

57. Um feirante distribuiu laranjas entre três clientes, de modo que o primeiro recebe a
metade das laranjas, mais meia laranja; o segundo a metade das laranjas restantes,
mais meia laranja e o terceiro a metade deste último resto, mais meia laranja.
Sabendo-se que não sobrou nem uma laranja, calcule o número total de laranjas e
quantas foram dadas a cada cliente. Resposta: 7 laranjas e cada um recebeu 4, 2, e 1 laranja.

58. Uma empresa, em Viçosa, deu férias coletivas aos seus empregados. Sabe-se que
48% dos empregados viajaram para o Rio de Janeiro, 28% viajaram para Belém e os
12 restantes ficaram em Viçosa. Nessas condições, quantos empregados têm essa
empresa? Resposta: 50 empregados

59. Um tijolo pesa 1kg mais meio tijolo. Quanto quilograma pesa esse tijolo? Resposta: 2
quilos.

60. Um cavalo e um burro caminhavam juntos, levando sobre os lombos pesadas cargas.
Lamentava-se o burro de seu revoltante fardo quando o cavalo lhe disse. “De que ti
queixas? Se eu tomasse um saco dos teus, minha carga passaria a ser o dobro da tua.
Por outro lado, se eu te desse um de meus sacos, tua carga igualaria a minha”.
Quantos sacos levavam cada um dos animais? Resposta: 7 levava o cavalo e 5 levava o burro

SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU

Os sistemas de equações consistem em ferramentas importantes na
Matemática, eles são utilizados para determinar os valores de x e y nas equações com
duas variáveis. Sua perfeita resolução e de suma importância na Matemática, Física,
Química, Engenharia, etc. e principalmente em Administração no cálculo de ponto de
equilíbrio ou ponto de nivelamento.
Exemplos de sistemas de equações:
a)
¹
´
¦
= −
= +
4
10
y x
y x

b)
¹
´
¦
= +
= +
2 3 2
6 2
y x
y x

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 31
MÉTODOS PARA RESOLUÇÃO DE SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU.
A resolução dos sistemas consiste em estabelecer uma relação entre as
equações e aplicar técnicas de resolução. Os métodos mais usados na resolução de um
sistema são: Método da Substituição, Método da Adição e Método da Igualdade.
Pode-se resolver sistemas de equações pela Regra de Cramer, transformando
as equações em matrizes e calculando o determinante, porém esse método é mais
utilizado para sistemas que apresentam três equações com três incógnitas.

MÉTODO DA SUBSTITUIÇÃO
O método da substituição consiste em trabalhar qualquer equação do sistema
de forma a isolar uma das incógnitas, substituindo o valor isolado na outra equação.

EXEMPLOS RESOLVIDOS

Ex 7: Observe passo a passo a resolução do sistema:
¹
´
¦
− = −
= +
3
19 3 2
y x
y x

1º Passo: Nesse caso, vamos escolher a 2º equação e isolar a incógnita x.
y x y x + − = ⇒ − = − 3 3
2º Passo: Agora, substituímos o valor de x por –3 + y na 1º equação.
( )
5
5
25
25 5 6 19 3 2
19 3 2 6 19 3 3 2 19 3 2
= ⇒ = ⇒ ⇒ + = +
⇒ = + + − ⇒ = + + − ⇒ = +
y y y y y
y y y y y x


3º Passo: Para finalizar, calculamos o valor de x utilizando uma das equações do sistema,
de preferência a que aparentemente apresentar ser de mais fácil resolução.
2 5 3 3 5 3 = ⇒ + − = ⇒ − = − ⇒ − = − x x x y x
Portanto, a solução do sistema é x = 2 e y = 5, isto é, o par ordenado (2, 5)
O Método da Substituição é de difícil execução quando as equações não
apresentam coeficientes de valor um, principalmente quando há uma dificuldade em se
trabalhar com frações.

Ex 8: Vejamos o exemplo abaixo:
¹
´
¦
= + −
= + +
1 9 4
13 3 5
y x
y x


Neste caso, da primeira equação podemos isolar o x e obtemos:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 32

5
3 13
3 13 5 13 3 5
y
x y x y x

= ⇒ − = ⇒ = +
Substituindo esse valor na segunda equação, obtemos:
1 9
5
12 52
1 9
5
3 13
4 1 9 4 = +
+ −
⇒ = + |
¹
|

\
| −
− ⇒ = + − y
y
y
y
y x
1
57
57
52 5 57 5 57 52
5
5
5
45 12 52
= ⇒ = ⇒ + = ⇒ = + − ⇒ =
+ + −
y y y y
y y

Na expressão
5
3 13 y
x

= , substituindo o y por 1, obtemos 2
5
10
5
1 . 3 13
= ⇒ = ⇒

= x x x
A solução do sistema é o par ordenado (2, 1).
Para sistemas que não há coeficientes de valor um, o melhor método para a
resolução é o Método da Adição.

MÉTODO DA ADIÇÃO
O método da adição deve ser utilizado nos sistemas em que existe a
oportunidade de zerar uma das incógnitas.

Ex 9: Observe a resolução do sistema a seguir:
¹
´
¦
= −
= +
12
10
y x
y x

1º passo: Somamos as equações, eliminando uma das incógnitas e determinando o valor
da outra incógnita.
22 0 2
12
10
= +
¹
´
¦
= −
= +
+
y x
y x
y x

11
2
22
22 2
=
=
=
x
x
x


2º Passo: Calculado o valor de x, basta escolher uma das equações e substituir o valor de
x por 11.
1 11 10 10 11 10 − = ⇒ − = ⇒ = + ⇒ = + y y y y x

A solução do sistema é o par ordenado (11, –1).

Para casos que não é possível zerar uma das incógnitas na primeira soma,
devemos utilizar um artifício usado na resolução de sistemas lineares que consiste em
multiplicar os dois membros de uma ou das duas equações por um número real e
somarmos os membros correspondentes das equações.


MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 33
EXEMPLOS RESOLVIDOS.

Ex 10: Encontre o valor de x e y no sistema.
¹
´
¦
= +
= −
1 5 2
10 3
y x
y x

Para eliminarmos a incógnita x devemos multiplicar a primeira equação por -2 e a
segunda por 3, em seguida somar membro a membro as duas equações.
¹
´
¦
= +
− = −
) 3 ( 1 5 2
) 2 ( 10 3
y x
y x

1
17
17
17 17
3 15 6
20 2 6
− = ⇒

= ⇒ − = ⇒
¹
´
¦
= + +
− = + −
+
y y y
y x
y x

Calculado o valor de y, basta escolher uma das equações e substituir o valor de y por – 1.
( ) 2
3
9
9 3 1 10 3 10 1 3 10 1 3 10 3 = ⇒ = ⇒ = ⇒ − = ⇒ = + ⇒ = − − ⇒ = − x x x x x x y x
A solução do sistema é o par ordenado (2, - 1)

MÉTODO DA IGUALDADE OU COMPARAÇÃO
Este método consiste em isolar uma incógnita numa equação e a mesma incógnita
na outra, depois basta igualar as duas, recaindo-se numa equação do 1º grau com uma
única incógnita.
Ex 11: Observe a resolução do sistema a seguir:
¹
´
¦
= +
= −
34 2 3
1 3 2
q p
q p

1º passo: Vamos isolar o p na primeira e na segunda equação para podermos igualar as
equações.
2
3 1
3 1 2
1 3 2
q
p
q p
q p
+
=
+ =
= −

3
2 34
2 34 3
34 2 3
q
p
q p
q p

=
− =
= +

2º passo: Igualar as duas equações para encontrar o valor de q.
5
13
65
65 13 3 68 4 9 4 68 9 3
3
2 34
2
3 1
= ⇒ = ⇒ = ⇒ − = + ⇒ − = + ⇒

=
+
q q q q q q q
q q

3º passo: Substituir q = 5 em
2
3 1 q
p
+
= , para encontrar o valor de p.
8
2
16
2
5 . 3 1
2
3 1
= ⇒ = ⇒
+
= ⇒
+
= p p p
q
p
A solução do sistema é o par ordenado (8, 5)
Todos os métodos são importantes e cada um apresenta uma vantagem, o
importante é saber armar o sistema e optar pelo método mais rápido de resolução.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 34
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

61. Resolva as seguintes equações:
a)
¹
´
¦
= −
= +
1 2 3
10 2
y x
y x

b)
¹
´
¦
− = −
= +
1 4
10 3 2
n m
n m

c)
¦
¹
¦
´
¦
=
= +
7
3
5
2
7
y x
y x

d)
( ) ( )
( ) ( )
¹
´
¦
= − + +
= − + +
9 2 5 1 8
4 2 3 1 5
b a
b a

e)
¹
´
¦
− = +
= − −
5 , 3 3 , 0
8 , 5 4 , 0
q p
q p

f)
¹
´
¦
= +
= +
2 3 2
6 2
s r
s r



62. Num depósito existem 24 extintores de incêndio, sendo de espuma química e dióxido
de carbono. Sabendo-se que o de dióxido de carbono é o triplo do de espuma química,
conclui-se que o número de extintores de espuma química existentes nesse depósito é:
Resposta: 6 extintores

63. A soma da minha idade com a da minha filha é 72. Daqui a 3 anos a minha idade será
o dobro da idade da minha filha. A minha idade atual, em anos é: Resposta: 47 anos

64. Eu tenho o dobro da idade da minha filha. Se a diferença de nossas idades é 23 anos,
minha idade é: Resposta: 46 anos

65. Um copo cheio tem massa de 385g; com
3
2
de água tem massa de 310 g. A massa
do copo com
5
3
da água é: Resposta: 295 gramas

66. Uma pessoa retira R$ 70,00 de um banco, recebendo 10 notas, algumas de R$ 10,00 e
outras de R$ 5,00. Calcule quantas notas de R$ 5,00 a pessoa recebeu. Resposta:
Recebeu 6 notas de cinco reais

67. Em um restaurante há 12 mesas, todas ocupadas. Algumas por 4 pessoas, outras por
apenas 2 pessoas num total de 38 fregueses. O número de mesas ocupadas por
apenas duas pessoas é? Resposta: 5 mesas

68. Um aluno ganha 5 pontos por exercícios que acerta e perde 3 por exercício que erra.
Ao fim de 50 exercícios, tinha 130 pontos. Quantos exercícios acertou? Resposta: 35
exercícios
69. Luís e Maria resolveram comparar suas coleções de CDs. Descobriram que têm ao
todo 104 CDs e que se Maria tivesse 12 CDs a menos teria o triplo do número de CDs
do Luís. É possível afirmar que a quantidade de CDs que Luís possui é: Resposta: 23 cds
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 35
70. Em um restaurante existem mesas de 3, 4 e 6 cadeiras num total de 16 mesas.
Ocupando todos os lugares nas mesas de 3 e 4 cadeiras, 36 pessoas ficam
perfeitamente acomodadas. Sabendo-se que o restaurante acomoda no máximo 72
pessoas, quantas mesas de 3, 4 e 6 cadeiras, respectivamente, existem? Resposta: 4
mesas com três lugares, 6 mesas com quatro lugares e 6 mesas com seis lugares.

71. Um jogador de basquete fez o seguinte acordo com seu clube: cada vez que ele
convertesse um arremesso, receberia R$ 10,00 do clube e cada vez que ele errasse
pagaria R$ 5,00 ao clube. Ao final de uma partida em que arremessou 20 vezes, ele
recebeu R$ 50,00. Pode-se afirmar que o número de arremessos convertidos pelo
jogador foi: Resposta: 10 arremessos

72. Um estacionamento cobra R$ 2,00 por moto e R$ 3,00 por carro estacionado. Ao final
de um dia, o caixa registrou R$ 277,00 para um total de 100 veículos. Quantas motos e
carros usaram o estacionamento nesse dia? Resposta: 23 motos e 77 carros.

73. Numa lanchonete, 2 copos de refrigerantes e 3 coxinhas custam R$ 5,70. O preço de
3 copos de refrigerantes e 5 coxinhas é R$ 9,30. Nessas condições, é verdade que
cada copo de refrigerante custa Resposta: R$ 0,90 as menos que cada coxinha

74. Em um terreiro há galinhas e coelhos, num total de 23 animais e 82 pés. Quantas são
as galinhas e os coelhos? Resposta: São 5 galinhas e 18 coelhos

75. Num escritório de advocacia trabalhavam apenas dois advogados e uma secretária.
Como Dr. André e Dr. Carlos sempre advogam em causas diferentes, a secretária,
Cláudia, coloca um grampo em cada processo do Dr. André e dois grampos em cada
processo do Dr. Carlos, para diferenciá-los facilmente no arquivo. Sabendo-se que ao
todo são 78 processos, nos quais foram usados 110 grampos, podemos concluir que o
número de processos do Dr. Carlos é igual a: Resposta: 40 processos.

76. Considere uma árvore com g galhos e um bando de p pássaros. Caso pousem 2
pássaros em cada galho, sobrará um galho vazio; caso pouse apenas um pássaro em
cada galho, sobrará um pássaro sem ter galho para pousar. Quantos são os galhos (g)
e pássaros (p)? Resposta: 3 galhos e 4 pássaros
77. Uma fábrica de refrigerantes produz refrescos de guaraná nas versões tradicional e
diet. Os bares vendem os tradicionais por R$ 1,00 e os diet por R$ 1,25. Ao final do dia
haviam sido vendidos 2.000 refrigerantes, com um faturamento de R$ 2.100,00.
Descubra quantas garrafas de cada tipo de refrigerante foram vendidas. Resposta: Foram
1.600 tradicionais e 400 diet.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 36

78. A Transportadora Ruas precisa mover 140 toneladas de mercadorias. Fazem parte de
seu quadro de funcionários 10 motoristas qualificados e dois tipos de caminhões. Um
tipo pode transportar 25 toneladas e o outro tipo pode transportar somente 15
toneladas. Devido a uma exigência do seguro caminhões de 25 toneladas de
capacidade devem ter dois motoristas na cabine durante o transporte. Caminhões com
capacidade de 15 toneladas precisam de apenas um motorista na cabine. Determine
quanto caminhão de cada tipo devem ser usados para mover a terra em uma viagem
utilizando todos os motoristas disponíveis. Resposta: dois caminhões de 25 toneladas e seis
caminhões de 15 toneladas.

INEQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU

Em sua definição mais simples e compreensível, pode ser definida como toda e
qualquer sentença da matemática que é aberta por um sinal de desigualdade. As
inequações do primeiro grau apresentam as seguintes formas:
0 . > +b x a

0 . < +b x a

0 . ≥ +b x a

0 . ≤ +b x a

0 . ≠ +b x a

Sendo que: a e b, são números reais e diferentes de zero (a e b ≠ 0),
respectivamente.
Exemplos:
0 3 . 4 > + x

0 10< − − x

0 12 3 ≥ + x

0 8 6 ≤ + x

0 25 5 ≠ + x


SOLUÇÃO DE INEQUAÇÕES DO 1º GRAU
Nas inequações do primeiro grau que estejam na forma a.x + b > 0, tem-se o
objetivo de se apurar um conjunto de todos e quaisquer possíveis valores que possam
assumir uma ou mais variável que estejam envolvidas nas equações proposta no
problema.
Uma maneira simples de resolver uma inequação do 1°gr au é isolarmos a
incógnita em um dos membros da desigualdade e realizarmos as operações que
aparecerem.


EXEMPLOS RESOLVIDOS.

Ex 12: Determine todos os possíveis números inteiros para os quais satisfaça a
inequação:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 37
2
4
8
8 0 4 0 8 . 4 − > ⇒

> ⇒ − > ⇒ > + x x x x
Após fazer os devidos cálculos da inequação acima, pode-se concluir que a solução
apresentada é formada por todos os números inteiros maiores que - 2.

Ex 13: Encontre os valores de x que satisfazem a inequação 20 3 8 − < + x x
6
2
12
12 2 8 20 3 20 3 8 − < ⇒

< ⇒ − < ⇒ + − < − ⇒ − < + x x x x x x x

Ex 14: Vamos resolver a inequação ( ) 45 5 6 3 − + ≥ x x
( ) ( )
5
3
15
15 3
1 15 3 5 1 6 3 45 30 6 3 45 5 6 3
≤ ⇒ ≤ ⇒ ≤ +
⇒ − − ≥ − ⇒ ≥ − + ⇒ − + ≥ + ⇒ − + ≥ +
x x x
x x x x x x x

Em inequações, quando multiplicamos por -1, devemos inverter o sinal da
desigualdade.

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

79. Resolva as seguintes inequações:
a) 17 3 2 ≥ − x
b) ( ) ( ) ( ) 1 5 4 2 5 3 4 7 2 3 + + ≠ − + + x x x
c) ( ) ( ) 9 5 2 1 7 9 − − < − − − x x
d)
15
1
3 30
1
5 15
− ≤ − +
x x x

e) 8 7 4 − > + x x
f) 800 3 700 8 − < + x x
g) x x 5 8 6 > + −
h)
5
8
7 2
9 3

+
+
x
x


80. Duas pequenas fábricas de calçados, A e B, têm fabricado, respectivamente, 3.000 e
1.100 pares de sapatos por mês. Se, a partir de janeiro, a fábrica A aumentar
sucessivamente a produção em 70 pares por mês e a fábrica B aumentar
sucessivamente a produção em 290 pares por mês, a produção da fábrica B superará
a produção de A a partir de: Resposta: Setembro
81. Quantos números inteiros e positivos satisfazem a inequação 0
3
7 2
2


+
x x
? Resposta:
2
82. Por uma mensagem dos Estados Unidos para o Brasil, via fax, a Empresa de Correios
e Telégrafos (ECT) cobra R$ 1,37 pela primeira página e R$ 0,67 por página que se
segue, completa ou não. Qual o número mínimo de páginas de uma dessas
mensagens para que seu preço ultrapasse o valor de R$ 10,00? Resposta: 14
83. Um hotel tem acomodações para 50 hóspedes. Cada hóspede gasta R$ 40,00 em
acomodações por dia. Sabe-se que 40% dos hóspedes utilizam o restaurante do hotel
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 38
e gastam em média R$ 10,00 por pessoa.
a) Quantos hóspedes o hotel deverá abrigar para ter receita diária de no mínimo R$
1.000,00. Resposta: no mínimo 23 hóspedes.
b) Quantos hóspedes o hotel deverá abrigar para que a receita diária esteja entre R$
1.500,00 e R$ 2.000,00? Resposta: 35 < x < 45

84. Três números são inteiros tais que o primeiro é o dobro do segundo e o terceiro é dez
a mais que o segundo. Sabe-se que a soma dos dois primeiros é maior que o terceiro.
Se o segundo número é menor que sete, então a soma dos três números é: Resposta: 34

85. Considere o problema: “Em um cofre existem apenas moedas de 50 centavos e de 10
centavos, num total de 60 unidades. Se a quantia Q (em reais) existente no cofre é tal
que R$ 24,00 < Q < R$ 26,00, quantas são as moedas de cinqüenta centavos? “
Resposta: A quantia de moeda está entre 45 e 50 moedas.

86. Fábio quer arrumar um emprego de modo que, do total do salário que receber, possa
gastar
4
1
com alimentação,
5
2
com aluguel e R$ 300,00 em roupas e lazer. Se,
descontadas todas essas despesas, ele ainda pretende que lhe sobrem no mínimo R$
85,00, então, para que suas pretensões sejam atendidas, seu salário deve ser no
mínimo. Resposta: R$ 1.100,00

87. Carlos trabalha como disc-jóquei (dj) e cobra uma taxa fixa de R$ 100,00, mais R$
20,00 por hora, para animar uma festa. Daniel, na mesma função, cobra uma taxa fixa
de R$ 55,00, mais R$ 35,00 por hora. O tempo máximo de duração de uma festa, para
que a contratação de Daniel não fique mais cara que a de Carlos, é: Resposta: 3 horas

88. Um estacionamento cobra R$ 6,00 pela primeira hora de uso, R$ 3,00 por hora
adicional e tem uma despesa diária de R$ 320,00. Considere-se um dia em que sejam
cobradas, no total, 80 horas de estacionamento. O número mínimo de usuários
necessário para que o estacionamento obtenha lucro nesse dia é: Resposta: 27

89. Quantos litros de gasolina, no mínimo, preciso ter no tanque de meu carro para
percorrer mais de 700 quilômetros sem abastecer, sabendo que meu carro percorre 12
quilômetros com um litro de gasolina? Resposta: 58,3 litros
90. A solução da inequação
3
1
2 −



x x
é tal que : Resposta: x ≥-2
91. Sabendo que o lucro mensal da empresa Belas Artes pode ser representado pela
função f(x) = 300x – 2.500, onde x representa a quantidade vendida. Determine a
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 39
quantidade que a empresa terá que vender para ter um lucro entre R$ 10.500,00 e R$
20.000,00? Resposta: Entre 27 e 58 unidades.

92. Três planos de telefonia celular são apresentados na tabela abaixo:
Plano Custo Fixo Mensal Custo Adicional por Minuto
A R$ 35,00 R$ 0,50
B R$ 20,00 R$ 0,80
C 0 R$ 1,20
a) Qual é o plano mais vantajoso para alguém que utilize 25 minutos por mês?
Resposta: Plano C
b) A partir de quantos minutos de uso mensal o plano A é mais vantajoso que os
outros dois? Resposta: A partir de 50 minutos

93. Um macaco caiu num buraco de 20 metros de profundidade, às duas horas de uma
fatídica madrugada. Depois de passar uma hora refazendo-se do susto, começou a
subir para sair do maldito buraco. Acontece que, devido a sua massa e as paredes
escorregadias, ele conseguia em uma hora subir continuamente 5 metros, dava uma
pequena parada e escorregava três metros, retomando imediatamente a subida. Qual
o número mínimo de horas para o macaco conseguiu sair do buraco? Resposta: 9 horas

94. Para se tornar rentável, uma granja deve enviar para o abate x frangos por dia, de
modo que seja satisfeita a desigualdade 1,5x + 80

2,5x - 20. Nessas condições,
pode-se afirmar que o menor valor de x é: Resposta: 100 frangos.

95. Quando contratou uma funcionária, um estabelecimento hoteleiro deu-lhe duas opções
de remuneração: R$ 608,00 mensais ou R$ 4,00 por cada hora de trabalho.Se, nos
dois casos, a funcionária exercer a profissão trabalhando o mesmo número de horas,
quantas horas tem de trabalhar para lhe ser mais vantajoso receber por hora? Resposta:
Mais que 152 horas.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 40
CAPÍTULO III A FUNÇÃO DAS FUNÇÕES

“A Matemática apresenta invenções tão sutis que
poderão servir não só para satisfazer os curiosos
como, também para auxiliar as artes e poupar
trabalho aos homens”. (Descartes)


No início do século XVII, quando o estudo da natureza
começou a basear-se na observação dos fenômenos e nas leis
pré procuravam explicá-los, surgiram as primeiras idéias sobre o
conceito de função.
Gallileu Galilei (1.564 – 1.642) e Isaac Newton (1.642
– 1.727) utilizaram em seus trabalhos as noções de lei e
dependências entre os fenômenos, que estão diretamente
ligadas ao conceito de funções.
No século XVIII, o matemático suíço Jean Bernuilli
(1.667 – 1.748) começou a utilizar o termo função para designar
valores obtidos de operações entre variáveis e constantes. Nesse mesmo século, o
matemático Leonhard Euler também fez uso do conceito de função.
Apesar desse conceito ter sido amplamente utilizado durante o século XVIII, a
definição que mais se aproximou da atualmente aceita foi apresentada apenas na primeira
metade do século XIX, pelo matemático alemão Peter G. L Dirichlet (1805 – 1859). Essa
definição apenas se diferencia da atual pelo fato de, na época, ainda não ter sido
desenvolvida a teoria dos conjuntos.
Modernamente, o conceito de função baseia-se na idéia elementar de par
ordenado e no estabelecimento de relações entre conjuntos.








MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 41
UMA IDÉIA DE FUNÇÃO
A idéia de função surgiu de observações de fatos que ocorrem na natureza. A
partir dessas observações é que surgiram os enunciados de leis que estabeleceram
relações entre causas e efeitos.
Em muitas situações práticas, o valor de uma grandeza depende do valor de
uma outra grandeza. Existe, portanto, uma relação entre essas grandezas. Essas relações
são expressas por fórmulas que no meio matemático recebem o nome de funções.
A palavra função evoca a idéia de dependência. Exemplos:
• O espaço de frenagem de um veículo é a distancia necessária para que ele pare
definitivamente.
• O preço da gasolina e o preço do barril de petróleo
• O preço de um artigo e os fatores envolvidos na sua fabricação.
Além desse exemplo, podemos exemplificar através de outros, como:
• O valor da renda arrecada em um estádio de futebol depende da quantidade de
torcedores que irão assistir ao jogo, logo, o valor arrecadado é em função do número
de torcedores;
• A altura de uma planta depende do tempo de vida dessa planta, logo, a altura é em
função do tempo de vida da planta;
• O lucro mensal de uma empresa depende da quantidade vendida durante o mês, logo,
o lucro é em função da quantidade vendida.
Os fenômenos biológicos, sociológicos, estatísticos ou econômicos na maioria
das vezes podem maioria das funções pode ser expressas em uma tabela ou gráficos e na
observação das tabelas e gráficos surgem às sentenças matemáticas que tentam
reproduzir o mais próximo possível à relação entre as grandezas, mesmo que essas
sentenças representem apenas um pequeno intervalo de valores.
Praticamente em tudo que vemos e fazemos existe uma relação de
dependência entre duas ou mais grandeza, portanto tudo é função, tornando esse
conteúdo um dos mais importantes da Matemática.
Chamamos de relações às associações entre elementos de dois conjuntos. As
relações servem para descrever situações que ocorrem no nosso dia-a-dia.
Uma relação entre dois conjuntos A e B é uma associação de elementos de A
com elementos de B.
Para entender melhor vamos resolver algumas situações que envolvem a
relação entre as grandezas, suas causas e efeitos.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 42
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

96. Certa máquina foi comprada pelo preço de R$ 54.000,00 e vendida depois de 12 anos
por R$ 30.000,00. Determine:
a) Qual foi sua depreciação total? Resposta: R$ 24.000,00
b) Qual foi sua depreciação anual? Resposta: R$ 2.000,00
c) Qual o valor da máquina após 2, 3, 5, e 7 anos? Resposta: R$ 50.000,00; R$ 48.000,00;
R$ 44.000,00; R$ 40.000,00
d) Escreva uma fórmula matemática que dá o valor depreciado anualmente em
função dos anos. Resposta: V = 54.000 - 2.000n

97. Um vendedor ambulante, que só vende um tipo de artigo, compra seus produtos ao
preço unitário de R$ 35,00 e os vende cada unidade por R$ 42,00. Complete a tabela
abaixo e responda.
Quantidade vendida 1 3 4 8 10 20
Valor arrecadado
a) Qual o valor arrecadado quando forem vendidos 45, 50 e 106 unidades do produto?
Resposta: R$ 1.890,00; R$ 2.100,00; R$ 4.452,00
b) Quantas unidades do produto foram vendidas se o valor arrecadado foi de R$
14.406,00? Resposta: 343
c) Escreva uma fórmula matemática que expresse o valor arrecadado V em função da
quantidade vendida q. Resposta: V = 42.q
d) Qual o valor gasto pelo vendedor ambulante quando adquirir 20, 30, 50 e 60
produtos do seu fornecedor? Resposta: R$ 700,00; R$ 1.050,00; R$ 1.750,00; R$ 2.100,00
e) Escreva uma fórmula matemática que expresse o valor gasto G em função da
quantidade q de unidades compradas. Resposta: G = 35.q

98. Um encanador A cobra por serviço feito um valor fixo de R$ 100,00 mais R$ 50,00 por
hora de trabalho. Um outro encanador B cobra um valor fixo de R$ 80,00 mais R$
60,00 por hora de trabalho. Expresse a fórmula matemática que dá o valor total
cobrado pelo encanador A e pelo encanador B em função do número de horas
trabalhadas? Resposta: A = 100+ 50.h e B = 80 + 60.h

99. Uma pessoa, pesando 156 kg, recolhe-se a um SPA onde se anunciam perdas de
peso de até 2,5kg por semana. Suponhamos que isso realmente ocorra. Nessas
condições determine quantas semanas completas que a pessoa deverá permanecer
no SPA para sair de lá com de 121 kg de peso. Resposta: 14 semanas

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 43
100. Em uma determinada loja, o salário mensal fixo de um vendedor é de R$ 240,00.
Além disso, ele recebe R$ 12,00 por unidade vendida. Expresse o ganho mensal (S)
em função do número (u) de unidades vendidas e calcule: Resposta: S = 240 + 12.u
a) Quantas unidades ele deve vender para receber um salário de R$ 720,00? Resposta:
40
b) Qual o salário recebido no final do mês se foram vendidas 1.300 unidades do
produto? Resposta: 15.840,00
101. O preço de uma corrida de táxi depende da distância percorrida. A tarifa y é composta
de duas partes; uma parte fixa denominada bandeirada e uma parte variável que
depende do número de quilômetros rodados. Supondo que a bandeirada esteja
custando R$ 2,00 e o quilometro rodado, R$ 1,50. Complete a tabela abaixo com os
valores que faltam e responda.
Km Rodado 100 200 300 453 K
Valor Pago 377,00 902,00
a) Qual o preço de uma corrida se o táxi rodou 260 quilômetros? Resposta: R$ 392,00
b) Se o valor pago foi de R$ 62,00 quantos quilômetros foi percorrido? Resposta: 40 km

102. No, Paçoca Mágic Park, para entrar no parque você paga um valor de R$ 77,00, uma
taxa adicional de R$ 3,00 para cada brinquedo que utilizar e R$ 5,00 para cada show
que assistir. Determine:
a) Qual o valor total pago por uma pessoa que utilizou dez brinquedos somente?
Resposta: R$ 107,00
b) Qual o valor pago para uma pessoa que somente assistiu cinco shows? Resposta: R$
102,00
c) Qual a fórmula matemática que dá o valor total pago em função do número de
brinquedos utilizados? Resposta: V = 3.x + 77
d) Qual a fórmula matemática que dá o valor total pago em função do número de
shows assistidos? Resposta: V = 5.y + 77
e) Qual o valor pago por uma pessoa que assistiu três shows e utilizou oito
brinquedos? Resposta: R$ 116,00
f) Expresse o valor total pago em função dos números de brinquedos utilizados e
shows assistidos. Resposta: V = 3x + 5y + 77
103. Um produtor de leite diz que uma vaca leiteira produz 4.500 litros de leite por ano, em
média, que é vendido por R$ 0,20 o litro. Este produtor tem um gasto fixo anual de R$
20.000 para a manutenção das instalações. Expresse o ganho anual do produtor de
leite em função do número de vacas que ele cria. Resposta: y = 900x-20.000
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 44
FUNÇÃO E CONJUNTOS
Vimos que quando existe uma relação entre duas grandezas, isso pode ser
definido como função. Na verdade, função pode ser definida como um tipo especial de
relação entre grandezas.
Definição: Sejam dois conjuntos A e B não vazios, dizemos que B está em função
de A quando todo elemento do conjunto A está associado a um e apenas um elemento
em B.
Observe os Diagramas.

• Cada elemento do conjunto A está associado a um único elemento do conjunto B. Logo
é uma função de A em B.

• O elemento 3 do conjunto X está associado a
dois elementos (c, d) em Y, logo não é função.

• O elemento 1 do conjunto X não está
associado a nenhum elemento do conjunto Y,
logo não é função.
Quando um elemento do conjunto A se associa a algum elemento do conjunto B,
eles formam o par ordenado (x; y).
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 45

No diagrama ao lodo temos os seguintes pares
ordenados: (-2; 4), (2; 4), (-1; 1), (1; 1), (0; 0).

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

104. O recipiente ao lado está completamente cheio com 20 litros de água. Abre-se uma
torneira que o esvazia a razão de 2 litros por minuto. Determine:
a) Em quanto tempo o tanque ficará vazio?
b) Escreva todos os pares ordenados possíveis
c) Escreva a função que representa o volume V de água que resta no tanque em
relação ao tempo t em minutos.

105. Conforme tabela abaixo, escreva os pares ordenados, faça um diagrama e verifique
se é uma função. Em caso afirmativo, escreva uma fórmula matemática para
expressar essa função.
Meses de Aula 1 2 3 5 8 9
Valor Pago 125,00 170,00 215,00 305,00 440,00 485,00

106. Um representante comercial recebe, mensalmente, um salário composto de duas
partes: uma fixa, no valor de R$ 2.000,00, e uma parte variável, que corresponde a
uma comissão de 8% do total das vendas que ele faz durante o mês. Com estas
informações escreva a lei que representa o seu salário S(q) em função da quantidade
vendida q

107. A temperatura de certo forno industrial depende do tempo ligado, e ela vale
( ) t t T + = 30 . Nessa função T é a temperatura e t é o tempo (em minutos) do forno
ligado. Responda:
a) Qual é a temperatura do forno 4 e 25 minutos depois de ligado? Resposta: 32º e 35º
b) Em que instante t o forno alcançará a temperatura final de 38 °C? Resposta: 64
minutos
c) Qual é a temperatura inicial (ao ligar o forno)? Resposta: 30º

108. Abece é vendedor em uma distribuidora de bebidas. Seu salário mensal (y) é
composto por 2% do total (x) de suas vendas, adicionado a uma ajuda de custo no
valor de R$ 750,00. Qual a lei de formação da função que expressa o valor salarial
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 46
recebido: Resposta: S = 0,02x + 750
DOMÍNIO E IMAGEM DA FUNÇÃO
Numa função, o domínio é constituído por todos os valores que podem ser
atribuídos a variável independente x.
Já a imagem y da função é formada pelos resultados quando substituímos os
valores do domínio na variável independente.
Chamamos de domínio de R o conjunto de todos elementos de A que estão
associados a pelo menos um elemento de B, e de imagem de R o conjunto de todos os
elementos de B que são imagens de pelo menos um elemento de A. Vejamos este caso:


O conjunto A é chamado de domínio da função - D(f), onde os elementos de A tem
imagem em B.
D = {a, b, c, d, e}
O conjunto B é chamado de contradomínio da função - CD(f).
CD = {a, b, c, d, e,}
Os elementos de B que são associados a algum elemento de A formam o conjunto
imagem de f - Im(f) ou simplesmente a imagem de f.
Im = {a, b, c, d}

Tome Nota:
• A dupla formada pelo domínio e a imagem e denominada de par ordenado (x, y).
• No exemplo acima temos os seguintes pares ordenados. (a, d), (b, c), (c, a), (d, e),
(e, e),
• São os pares ordenados (x, y) que irão formar o ponto no gráfico da função.



MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 47
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

109. Observe os diagramas abaixo e assinale com x aquelas que são funções:
a)

b)

c)

d)

e)

f)


110. Estabelecer o domínio, a imagem e o contradomínio das funções abaixo:
a)

b)

c)

d)

e)

f)


111. O diagrama de flechas ao lado representa uma função f de A em B. Determinar:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 48
a) D (f)
b) CD (f)
c) Imf (f)
d) O valor do domínio quando a imagem for 6.
e) O valor da imagem quando ao domínio for 5.


112. Com base no diagrama abaixo faça o que se pede:
a) Qual o domínio dessa função:
...........................................................................................
....
b) Qual é a imagem dessa função:
...........................................................................................
....
c) Qual o Contradomínio dessa função:
...........................................................................................
....
d) Se x = 2 qual o valor de y?
...........................................................................................
....
e) Se y = 9 qual o valor de x?
...........................................................................................
.....

113. Quais dos gráficos abaixo representam funções:
a)

b)

c) d)
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 49


FUNÇÃO DO PRIMEIRO GRAU
DEFINIÇÃO: Uma função é chamada de função do 1º grau se sua sentença for
dada por f(x) = ax + b, sendo a e b constantes reais com a ≠ ≠≠ ≠ 0 sendo:
x a variável independente.
y f(x) é a variável que dependente de x.
A constante a é chamada de coeficiente angular e representa a variação de y
correspondente a um aumento do valor de x;
A constante b é chamada de coeficiente linear e representa, no gráfico, o ponto de
intersecção da reta com o eixo y;
Raiz da função é o valor de x para qual a função se anula. f(x) = 0 → x =
a
b
− ; no
gráfico, representa o ponto de intersecção da reta com o eixo x.
Exemplos de Função do Primeiro Grau.
f(x) = 5x + 2
f(x) = -x + 3
f(x) =
3
1
2
+
x

f(x) = 7
f(x) = - x
f(x) = 3x
f(x) = x
7
1

f(x) = 2 – 4

Valor Numérico de uma Função do Primeiro Grau
Para se calcular o valor numérico de uma função f(x) = a.x + b para x
n
é dado
por f(x
n
) = a.x
n
+ b.
EXEMPLOS RESOLVIDOS

Ex 15: Dada a função f(x) = -2x + 3, determine f(1).
( ) ( ) ( ) ( ) 1 1 3 2 1 3 1 . 2 1 3 2 = ⇒ + − = ⇒ + − = ⇒ + − = f f f x x f

Ex 16: O lucro de uma indústria que vende um único produto é dado pela fórmula
matemática L (x) = 4x – 1000, onde L representa o lucro e x representa a
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 50
quantidade de produto vendido. Determine o valor do lucro quando foram vendidas
1.000 unidades.
( ) ( ) ( ) ( ) 000 . 3 000 . 1 000 . 4 000 . 1 000 . 1 . 4 000 . 1 000 . 1 4 = ⇒ − = ⇒ − = ⇒ − = x l x l l x x l

Ex 17: Dada a função f(x) = 4x + 5, determine f(x) = 7.
( ) 3
4
12
4 12 4 5 7 5 4 7 5 4 = ⇒ = ⇒ = ⇒ = + ⇒ − = ⇒ − = x x x x x x x f
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

114. Dada a função afim f(x) = 2x + 15, determine:
a) f(1) =
b) f(0) =
c) f(8) =

115. Considere a função f(x) = 2x - 6, determine f(9). Resposta: 12

116. Dada a função afim f(x) = 2x + 3, determine os valores de x para que:
a) f(x) = 1
b) f(x) = 0
c) f(x) =
3
1

117. Dada a função y = 3x + 40 determine:
a) valor de y quando x = 10
b) O valor de x quando y = 190

118. Seja a função f(x) = x + 5, determine f(x) = 24 Resposta: 21

119. Considerando a função f (x) = 3x - 6 Determine
a) f (6)
b) f (-3)
c) f (
2
1
)
120. Considerando a função f (x) = 5x + 6 Determine
a) f (x) = -14
b) f (x) = 21
c) f (x) = 9

121. Dada a função y = 0,5x + 80 determine:
a) valor de y quando x = 100
b) O valor de x quando y = 1.900
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 51
122. Dada a função C(x) = 500 + 30x, onde x representa a quantidade produzida e C(x) o
custo total. Determine o custo total para 1.230 unidades produzidas. Resposta: R$
37.400

123. Dada a função y = (a.x + 2), determine o valor de a sendo y = 22 e x = 4. Resposta: a =
5

124. Considere a função f(x) = – 0,5x – 38, determine f(90), f(-133), f(200) e f(1.560).
125. Na função de R→R, definida por f(x) = 3x + 1, calcule o valor de:
a) f(120)
b) f(106)
c) f(x) = 463
d) A =
106
) 129 ( ) 235 ( f f −


126. A fórmula que dá o número do sapato N em função do comprimento (c) do pé, em
centímetros, é 7
4
5
+ =
c
N .
a) Calcule o tamanho do pé de uma pessoa que calça número 44. Resposta: 33,8 cm
b) Qual o número do calçado de uma pessoa que tem 28 cm de pé. Resposta: 42

127. Dada à função do 1º grau x y . 5 1 − = . Determinar o valor do domínio para:
a) Imagem = 0
b) Imagem = 6
c) Imagem =
5
1

d) Imagem =
5
1


128. Considere a Função do 1º Grau x y . 3 2 + − = . Determine os valores da imagem para
que se tenha:
a) x = 0
b) x = 11
c) x =
2
1 −


129. Dadas as funções lineares ( ) 2 5 − = x x f e ( )
5
3
2
1
+ − = x x g , determine, para cada uma
delas:
a) O coeficiente linear
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 52
b) O coeficiente angular
c) ( ) ( )
|
¹
|

\
|
− − +
3
5
4 2 f g f
d) ( ) ( )
|
¹
|

\
|
− − +
3
5
4 2 g f g

APRESENTAÇÃO DE ALGUMAS FUNÇÕES
Toda Função pode ser representada por uma equação e por um gráfico.
Cada função apresenta um tipo diferente de equação e um tipo diferente de gráfico. A
função do primeiro grau é composta de três tipos diferentes: função afim, função linear e
função constante, cada uma com sua característica e particularidade.

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE ALGUMAS FUNÇÕES IMPORTANTES DO PRIMEIRO GRAU
As funções têm uso difundido em todas as Ciências, como modelos de
fenômenos naturais. Algumas funções descrevem com boa precisão fenômenos comuns,
como o escoamento do reservatório de uma caixa d’água, e se tornam ferramentas úteis
na experimentação para o conhecimento de aspectos importantes desses fenômenos.
Para uma melhor visualização desses fenômenos são utilizados gráficos e tabelas que
procuram retratar uma determinada situação.
Esses gráficos e tabelas, em geral, representam funções e por meio deles
podemos obter informações sobre as situações que retratam, bem como, sobre as funções
que representam.
Os gráficos são importantes, pois tornam compreensíveis e analisáveis
resultados numéricos que seriam difíceis de entender e analisar, por exemplo, numa
tabela. Se você quiser interpretar certos números, com gráficos a coisa fica mais "visual",
mais simples e direta. Há muita informação condensada num gráfico, e se você souber lê-
los, com certeza vai ser muito bom pra você!

Para construir o gráfico de uma função no plano cartesiano devemos:
Construir uma tabela com valores de x, escolhidos convenientemente no domínio D e
com valores correspondentes para y;
A cada par ordenado (x, y) da tabela associar um ponto do plano cartesiano;
O primeiro elemento do par é associado a um ponto no eixo horizontal e o segundo
elemento é associado a um ponto no eixo vertical.
O encontro das paralelas aos eixos por esses pontos define a representação gráfica
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 53
do par funcional;
Marcar um número suficiente de pontos, até que seja possível esboçar o gráfico da
função.


FUNÇÃO AFIM
Uma função do primeiro grau é chamada de função afim se sua sentença for
dada por f(x) = a.x + b, sendo a e b constantes reais com a ≠ ≠≠ ≠ 0:
Exemplos de Função Afim.
f(x) = 5x + 2 f(x) = -x + 3 f(x) = - 4x + 8 f(x) = 1.500 + 0,6x
Gráfico da Função Afim

a > 0 → f(x) = 2.x + 1

a < 0 → f(x) = - x + 2
x y
-1 -1
0 1
1 3
2 5

y = 2x + 1
-2
-1
0
1
2
3
4
5
6
7
8
-2 -1 0 1 2 3 4
x
y

x y
-1 -3
0 2
1 1
2 0

y = -x + 2
-2
-1
0
1
2
3
4
-2 -1 0 1 2 3 4
x
y

Características da Função Afim
- A função é crescente, pois a > 0;
- Coeficiente angular é a = 2;
- Coeficiente linear é b = 1;
- Raiz da função é 0,5,
- A função é decrescente, pois a < 0;
- Coeficiente angular é a = -1;
- Coeficiente linear é b = 2;
- Raiz da função é 2,
Estudo do Sinal Estudo do Sinal
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 54

f(x) < 0 {x ∈ R | x > 0,5}
f(x) = 0 {x ∈ R | x = 0,5}
f(x) > 0 {x ∈ R | x < 0,5}
f(x) < 0 {x ∈ R | x > 2}
f(x) = 0 {x ∈ R | x = 2}
f(x) > 0 {x ∈ R | x < 2}

FUNÇÃO LINEAR
Uma função do primeiro grau é chamada de função linear se sua sentença for
dada por f(x) = a.x, sendo a ≠ ≠≠ ≠ 0 e b= 0:
Exemplos de Função Linear
f(x) = 5x f(x) = -x f(x) = - 4x f(x) = - 8x
Gráfico da Função Linear

a > 0 → f(x) = 3.x

a < 0 → f(x) = - 3.x
x y
-1 -3
0 0
1 3
2 6

y = 3x
-4
-2
0
2
4
6
8
10
-2 -1 0 1 2 3 4
x
y

x y
-1 3
0 0
1 -3
2 -6

y = -3x
-10
-9
-8
-7
-6
-5
-4
-3
-2
-1
0
1
2
3
4
-2 -1 0 1 2 3 4
x
y

Características da Função Linear
- A função é crescente, pois a > 0;
- Coeficiente angular é a = 3;
- Coeficiente linear é b = 0;
- Raiz da função é 0,
- A função é decrescente, pois a < 0;
- Coeficiente angular é a = -3;
- Coeficiente linear é b = 0;
- Raiz da função é 0,
Estudo do Sinal Estudo do Sinal
- - - - - - -
+++++++


2
x
- - - - - - -
2
1 −

x
+++++++

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 55

f(x) < 0 {x ∈ R | x > 0}
f(x) = 0 {x ∈ R | x = 0}
f(x) > 0 {x ∈ R | x < 0}
f(x) < 0 {x ∈ R | x > 0}
f(x) = 0 {x ∈ R | x = 0}
f(x) > 0 {x ∈ R | x < 0}

FUNÇÃO CONSTANTE
Uma função do primeiro grau é chamada de função constante se sua sentença
for dada por f(x) = b , sendo a = 0 e b ≠ 0:
Exemplos de Função Constante.
f(x) = 5 f(x) = - 8 f(x) = - 4 f(x) = 10
Gráfico da Função Constante

a > 0 → f(x) = 2

a < 0 → f(x) = - 3
X y
-1 2
0 2
1 2
2 2


x y
-1 -3
0 -3
1 -3
2 -3


Características da Função Constante
- A função é constante, pois a = 0;
- Coeficiente angular é a = 0;
- Coeficiente linear é b = 2;
- Não existe raiz da função,
- Não há estudo do sinal da função.
- A função é constante, pois a = 0;
- Coeficiente angular é a = 0;
- Coeficiente linear é b = -3;
- Não existe raiz da função,
- Não há estudo do sinal da função.
- - - - - - -
+++++++


0
x
- - - - - - -
0
x
+++++++

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 56

Tome Nota:
• Uma função é crescente quando aumentando os valores de x, aumenta os valores de
y.
• Apresenta coeficiente angular positivo. a > 0
• Uma função é decrescente quando aumentando os valores de x, diminui os valores de
y.
• Apresenta coeficiente angular negativo. a < 0


EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES
130. Na função de R→R, definida por ( ) 15 5 − = x x f , determine o valor de A =
6
) 29 ( ) 23 ( f f −
.
131. Considere a função f: IR → IR definida por ( ) 3 4 − − = x x f , determine:
a) Verifique se a função é crescente ou decrescente.
b) A Raiz da função;
c) O ponto onde a função intersecta o eixo y;
d) O gráfico da função;
e) Faça o estudo do sinal;

132. Construa o gráfico da função dada por ( ) 3 2 + = x x f
x y
0
1
2
3

133. O gráfico seguinte representa uma função. Indique suas características.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 57
-3
-2
-1
0
1
2
3
4
5
6
7
-3 -2 -1 0 1 2 3

134. Construir a representação gráfica das funções abaixo.
a) ( ) x x f + − = 1
b) ( ) x x f 5 =
c) ( ) 2 4 − − = x x f
d) ( ) x x f 3 − =
e) ( ) 15 − = x f
f) ( ) 7 = x f
PROBLEMAS ENVOLVENDO FUNÇÕES DO PRIMEIRO GRAU
Do que foi exposto no conceito de função até agora, deve ter ficado claro que:
Toda função é um conjunto de pares ordenados (x, y),
Os valores de x aparece uma única vez, e em conseqüência, tem apenas uma
imagem.
Às vezes o conjunto do domínio tem uma infinidade de elementos,
inviabilizando a apresentação de todos os pares da função. Neste caso para definirmos
uma função devemos estabelecer uma regra ou uma lei que nos permite identificar todos
os valores da imagem de cada elemento do domínio.
Destacamos a seguir algumas maneiras de se encontrar essa regra ou lei da
equação.

1º. DETERMINAR O PONTO DE INTERSECÇÃO CONHECENDO DUAS RETAS
O ponto de intersecção de duas retas fornece o mesmo valor de x e o mesmo
valor de y para ambas as retas. Graficamente é o ponto onde as duas retas se
encontram.
No gráfico abaixo vemos que o ponto P(4, 5) pertencem tanto a reta azul como
a reta vermelha, sendo portanto, o ponto de intersecção das retas.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 58

Para determinar o ponto de intersecção de duas retas, podemos utilizar o
método da igualdade para sistemas de equações com duas incógnitas ou transformar as
equações dadas em sistemas de equações e resolvê-lo pelo método da substituição ou
adição.

EXEMPLO RESOLVIDO
Ex 18: Obtenha o ponto de intersecção das retas: y = - x + 9 e y = 0,5x - 3
Resolução: Utilizando o método da igualdade, temos:
4
5 , 1
6
6 5 , 1 3 9 5 , 0 9 3 5 , 0 9 = ⇒ = ⇒ = ⇒ − = + ⇒ + − = + ⇒ + − = x x x x x x x y
Substituindo o valor x = 4 em uma das equações temos: 5 9 4 9 = ⇒ + − = ⇒ + − = y y x y
Portanto o ponto de intersecção entre as duas retas é P (4, 5).
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES
135. Dadas às funções ( ) 4 + = ax x f e ( ) 1 + = bx x g , calcule a e b de modo que os gráficos
das funções se interceptem no ponto M(1, 6).

136. Calcular o ponto de intersecção das retas.
a) 5 2 + = x y e
7
2
3 − = x y
b) x y 6 5 + = e x y 4 =
c) x y 5 , 0 100 − = e 50 2 − = x y
d) x y 2 , 0 12 − = e 3 6 , 0 − = x y
e) 5 2 + − = x y e 10 4 + = x y

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 59
137. Determinar o ponto de intersecção das funções ( ) x x f 4 = e ( ) x x g 2 50 + =

138. Chama-se ponto de equilíbrio de mercado o ponto de intersecção entre a reta da
equação da Oferta e a reta da equação da Demanda. Considere a função de
demanda de um produto dada por 10 002 , 0 + − = x p e a função da oferta dada por
4 005 , 0 + = p , determine o ponto de equilíbrio.

139. Uma pessoa vai escolher um plano de saúde entre duas opções: Unidoctor e
Palmeiras Saúde.
• A função que dá o valor total gasto do plano Unidoctor é ( ) x x C 45 120 + =
• A função que dá o valor total gasto do plano Saúde Verde é ( ) x x C 35 200 + =
Determine em que condições os dois planos são equivalentes.

140. Chama-se ponto critico ou ponto de nivelamento o ponto de intersecção entre a reta
da equação do Custo Total e a reta da equação da Receita. Considere a função do
Custo Total de um produto dada por ( ) x x C 100 500 . 1 + = e a função da Receita dada por
( ) x x C 120 = , determine o ponto de nivelamento para essa situação.

2º. DETERMINAR O PONTO DE INTERSECÇÃO DAS RETAS CONHECENDO DOIS PONTOS OU O GRÁFICO

Como já sabemos, uma função do primeiro grau é definida por y = a.x + b.
Portando, para encontrar a equação conhecendo dois pontos ou o gráfico da função
devemos identificar os valores do coeficiente angular a e o coeficiente linear b.
Observe o gráfico abaixo:

O coeficiente angular a é a tangente do angulo α , ou seja:
Adjacente Cateto
Oposto Cateto
tg = α
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 60
Portanto para encontrar o valor do coeficiente angular de uma reta a partir das
coordenadas de dois de seus pontos fazemos:
Adjacente Cateto
Oposto Cateto
a = ⇒
1 2
1 2
x x
y y
a


=
Para encontrar o valor do coeficiente linear de uma reta a partir das
coordenadas de dois de seus pontos fazemos x a y b . − = , onde x e y são as coordenadas
de um dos pontos e a o coeficiente angular calculado anteriormente.

EXEMPLOS RESOLVIDOS

Ex 19: Obter uma função a partir dos pontos A(1, 2) e B(2, 7), ou seja, f(1) = 2 e f(2)
Resolução: Fazendo x
1
= 1, x
2
= 2, y
1
= 2 e y
2
= 7.
Calculo do Coeficiente angular a Cálculo do Coeficiente Linear b
5
1 2
2 7
1 2
1 2
= ⇒


= ⇒


= a a
x x
y y
a
3 1 . 5 2 . − = ⇒ − = ⇒ − = b b x a y b
Substituindo os valores encontrados na equação y = a.x + b, obtemos a função
procurada:
3 . 5 3 . 5 ) ( − = = − = x y ou x x f

Ex 20: O dono da Pizzaria Água na Boca verificou que quando o preço de uma pizza é R$
20,00, são vendidas 150 por dia. Se o preço aumentar para R$ 22,00 o total de
pizzas vendidas cai para 130 unidades por dia. Nessas condições determine:
a) A Função Demanda que relaciona o preço y das pizzas em função da quantidade x
de unidades vendidas.
b) O preço necessário para que sejam vendidas 200 pizzas por dia.
c) Quantas unidades são vendidas quando o preço for de R$ 25,00?

Resolução:
a) Calculo da Função Demanda
x y
x
1
150 20 y
1
x
2
130 22 y
2

Calculo do Coeficiente angular a Cálculo do Coeficiente Linear b
1 , 0
20
2
130 150
20 22
1 2
1 2
− = ⇒

=



= ⇒


=
a a
a
x x
y y
a

( )
35 15 20
1 , 0 . 150 20 .
= ⇒ + =
⇒ − − = ⇒ − =
b b
b x a y b

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 61
Substituindo os valores encontrados na equação y = a.x + b, obtemos a função
procurada: 35 . 1 , 0 35 . 1 , 0 ) ( + − = = + − = x y ou x x f
b) Como já sabemos a função que relaciona o preço de venda em função da
quantidade x, fazemos:
15 35 20 35 200 . 1 , 0 35 . 1 , 0 = ⇒ + − = ⇒ + − = ⇒ + − = y y y x y
c) Para encontrar a quantidade vendida, substituímos o valor de y pelo preço
sugerido, então:
100
1 , 0
10
10 1 , 0 25 35 1 , 35 . 1 , 0 25 35 . 1 , 0 = ⇒ = ⇒ = ⇒ − + = ⇒ + − = ⇒ + − = x x x x x x y

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

141. Determine o coeficiente angular e o coeficiente linear da reta que passa pelos
pontos.
a) A(3, 2) e B( -3, -1)
b) C(1, 2) e D( 3, 8)
c) E(-3, -5) e F( -1, -0)
d) G(200, 100) e H( 300, 80)
e) P(0,2; 4) e Q( 0,5, 8)
142. O dono da Panificadora Soneca verificou que quando o preço de um pão é R$ 0,30,
são vendidas 1.500 unidades por dia. Se o preço aumentar para R$ 0,40 o total de
pães vendidos cai para 1.300 unidades por dia. Determine a função que relaciona o
preço y dos pães em função da quantidade x de unidades vendidas.

143. Escrever a equação da reta que contém os pontos:
a) P = (0, 0) e Q = (2, 4)
b) P = (0, 3) e Q = (8, 3)
c) P = (1,5; 4) e Q = (2, 6)
d) P = (2, 10) e Q = (8, 1)
e) P = (2, 20) e Q = (8, 50)

144. Escreva a função afim f(x) = a.x + b, sabendo que:
a) f(1) = 5 e f(-3) = - 7
b) f(-1) = 7 e f(2) = 1
c) f(1) = 5 e f(-2) = - 4

145. A reta, gráfico de uma função afim, passa pelos pontos (-2, -63) e (5, 0). Determine
essa função e calcule f(16).
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 62

146. Dada a função y = (a.x + 2), determine o valor de a sendo y = 4 e x = 22.

147. Determine a lei da função cuja reta está representa no gráfico abaixo:

148. Determine a lei da função cuja reta intersecta os eixos em (-8, 0) e (0, 4) e verifique:
a) Se a função é crescente ou decrescente;
b) A raiz da função;
c) O gráfico da função;
d) Calcule f(-1).

149. Dada a função y = a.x + b e sabendo-se que para y = 3 tem-se x = 5 e para y = -2
tem-se x = -5 calcule qual será o valor de x para y = 5.

150. Um vendedor recebe mensalmente um salário composto de duas partes: uma parte
fixa, no valor de R$ 1.000,00 e uma parte variável que corresponde a comissão de
12% do total das vendas que ele faz durante o mês.
a) Expressar a função que representa seu salário mensal.
b) Calcule o salário mensal do vendedor, sabendo que a venda foi R$ 10.000,00 em
produtos.
c) Determine a quantidade vendida sabendo que o valor recebido foi de R$ 3.500,00

151. Dados os gráficos das funções de R em R, escreva a função f(x) = a.x + b
correspondente.
a) b) c)
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 63


3º. REGRESSÃO LINEAR
Análise de regressão é uma técnica de modelagem utilizada para analisar a relação
entre uma variável dependente (y) e uma ou mais variáveis independentes x
1
, x
2
, x
3
,..., x
n
.
O objetivo dessa técnica é identificar (estimar) uma função que descreve, o mais próximo
possível, a relação entre essas variáveis e assim podermos predizer o valor que a variável
dependente (y) irá assumir para um determinado valor da variável independente x.
Exemplos de relação entre variáveis são o consumo em relação à taxa de
inflação; a produção de leite e temperatura ambiente; a resistência de um material e sua
composição química; o número de peças com defeitos e a manutenção das máquinas;
receita e gasto com publicidade e etc.
Uma aplicação muito comum envolvendo regressão linear é aproximar um
conjunto de pontos por uma reta e escrever a função que a define.
Suponha que uma empresa anote diariamente a quantidade vendida de um
produto conforme a tabela abaixo.
Dias (x) 1 2 3 4 5
Quantidade Vendida (y) 20 24 30 32 44
O gráfico dos valores observados é, então:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 64
0
5
10
15
20
25
30
35
40
45
0 1 2 3 4 5 6


Podemos perceber pelo gráfico que os pontos não pertencem à mesma reta,
porém, eles estão muito próximos de uma, o que nos dá a possibilidade de passar uma
reta entre os pontos para observar o crescimento das vendas e prever o que deverá
ocorrer nos próximos dias, isto é, fazer uma estimativa das vendas para o dia seguinte.
A reta y = a.x + b que melhor aproxima esse conjunto de pontos é chamada de
reta de regressão e é calculada através do Método dos Mínimos Quadrados. (MMQ)
O valor de a é calculado pela expressão:
2
_
2
_ _
.
. . .
|
¹
|

\
|
− ∑
− ∑
=
x n x
y x n y x
a
O valor de b é calculado pela expressão
_ _
. x a y b − = , onde:
y x. ∑ : é a soma dos produtos de x pelo respectivo y
n: é o número de pontos ou observações

_
x : é a média aritmética dos valores de x, ou seja,
n
x
x

=
_


_
y : é a média aritmética dos valores de y, ou seja,
n
y
y

=
_


2
x ∑ : é a soma dos quadrados dos valores de x observados

Para facilitar os cálculos é conveniente colocar os dados em uma tabela, para aferir
os valores que irão compor a fórmula.
x y x.y x
2
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 65
x
1
y
1
x
1.
y
1
x
1
2
x
2
y
2
x
2.
y
2
x
2
2
x
3
y
3
x
3.
y
3
x
3
2
x
4
y
4
x
4.
y
5
x
4
2
x
n
y
n
x
n.
y
n
x
n
2
∑x ∑y ∑x.y ∑x
2

EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 21: Determine a função que melhor aproxima o conjunto de pontos:
Dias (x) 1 2 3 4 5
Quantidade Vendida (y) 20 24 30 32 44

Resolução:
x y x.y x
2
1 20 20

1

2 24 48

4
3 30 90

9

4 32 128 16

5 44 220

25

∑x = 15 ∑y = 150 ∑x.y = 476 ∑x
2
= 55

Cálculo das médias:
3
5
15
_ _ _
= ⇒ = ⇒

= x x
n
x
x 30
5
150
_ _ _
= ⇒ = ⇒

= y y
n
y
y


Substituindo esses valores na fórmula, obtém-se:
6 , 2
10
26
45 55
450 476
3 . 5 55
30 . 3 . 5 476
.
. . .
2 2
_
2
_ _
= ⇒ =


= ⇒


= ⇒
|
¹
|

\
|
− ∑
− ∑
= a a a a
x n x
y x n y x
a
2 , 22 8 , 7 30 3 . 6 , 2 30 .
_ _
= ⇒ − = ⇒ − = ⇒ − = b b b x a y b
Logo a função que melhor aproxima o conjunto de pontos é y = 2,6x + 22,2
Com a fórmula podemos fazer uma projeção para o dia seguinte, fazendo x = 6,
temos que:
8 , 37 2 , 22 6 , 15 2 , 22 6 . 6 , 2 2 , 22 6 , 2 = ⇒ + = ⇒ + = ⇒ + = y y y x y
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 66

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

152. Calcule a equação da reta que melhor aproxima o conjunto de pontos:
a) P = (0, 0); Q = (2, 4); R = (3, 7); S = (4, 10)
b) P = (1, 3); Q = (2, 6); R = (4, 10); S = (5, 9)
c) P = (200, 150); Q = (220, 180); R = (250, 210); S = (280, 220); T = (290, 250)
d) P = (1500, 2000); Q = (1800, 1800); R = (2100, 1500); S = (2300, 1400); T = (2900, 1300)

153. Suponha um fabricante que gasta um valor fixo para a confecção de frascos de
vidro e um valor variável para a produção de cada frasco. Vendo que os valores não
obedeciam a uma linearidade, foi elaborada uma sentença matemática com base na
tabela a seguir. Nessas condições qual a sentença matemática que mais aproxima
esse conjunto de pontos?
x = quantidade 15 18 25 31 40 54 60 79 86
y = custo 15,00 19,00 30,00 42,00 52,00 68,00 79,00 91,00 101,00

154. Em uma determinada região do país foram coletados os índices pluviométricos e a
produção de leite do tipo C. Sabendo-se que existe uma previsão para o próximo ano
de um índice pluviométrico de 24 mm determine então a produção estimada de leite
dessa região.
Índice Pluviométrico (x) 23 21 28 27 23 28 27 22 26 25
Produção em 10
6
(y) 26 25 31 29 27 31 32 28 30 30

155. Um motorista anotou os valores cobrados para alguns quilômetros percorridos
conforme a tabela:
x = km percorrido 10 15 17 20 40 45 52 60
y = valor cobrado 12,50 14,00 17,00 21,00 50,00 60,00 71,00 79,00
a) Qual a equação da reta que melhor aproxima o conjunto de pontos anotados?
b) Qual é a previsão de cobrança para 30 e 100 quilômetros?
c) Quanto quilômetro terá percorrido o táxi para que o valor pago seja R$ 90,00?
d) Quanto quilômetro terá percorrido o táxi para que o valor pago seja R$ 120,00?

156. Seja x o investimento em publicidade e y o lucro para uma certa empresa no ano.
Tem-se a tabela seguinte em que os valores de x e y estão em dezenas de milhares
de reais. Determine a equação da reta que melhor aproxima esse conjunto de pontos
Y 50 40 80 100 120 90 150 140
Y 500 400 750 900 1.300 800 1.500 1.600
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 67

4º. FUNÇÃO DEFINIDA POR VÁRIAS SENTENÇAS
Uma função, f de R em R, pode ser definida por uma lei de formação, formada
por mais de uma sentença. Num subconjunto D
1
do domínio ela é dada através de uma
sentença, em outro subconjunto D
2,
ela é definida por outro lei, e assim sucessivamente.
Vejamos a seguinte situação.
Um recipiente contendo uma barra de gelo a – 40º é colocado sobre a chama
de um fogão. Nessas condições, o gráfico abaixo mostra-nos a evolução da temperatura
da água em função do tempo.

Observe, por esse exemplo, que o gráfico é definido por três sentenças.
Para o intervalo de 2 0 < ≤ x minutos o gráfico assume uma lei de formação,
para o intervalo de 10 2 < ≤ x minutos é uma função constante e de 20 10 < ≤ x minutos
temos novamente uma função afim, definida por outra lei de formação.
Por vezes os fenômenos estudados se comportam de maneiras diferentes em
diferentes estágios de sua observação, o que nem sempre é possível definir uma função
através de uma única sentença.
Essas funções são freqüentemente estudadas na Física, na Biologia, na
Química, na Economia, na Estatística, etc.
Exemplos de funções definidas por várias sentenças:
a)
¹
´
¦
> + −
≤ +
=
2 , 3
2 , 1
) (
x se x
x se x
x f b)
¹
´
¦

+
=
impar for x se x
par for x se x
x f
, 3
, 5 2
) (

EXEMPLO RESOLVIDO.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 68
Ex 22: Considere a função f(x) definida por
¦
¹
¦
´
¦
≥ − −
< < +
− < +
=
7 , 3
5 2 , 3 2
3 , 5 3
) (
x se x
x se x
x se x
x f Calcule o valor de:
a) f (8)
b) f (- 4)
c) f (3)
d) f (7)
Resolução:
Cálculo de f(8). Como 8 > 7, usamos a terceira sentença f(x) = -x - 3.
( ) ( ) ( ) 1 1 8 3 8 8 3 = ⇒ − − = ⇒ − − = f f x x f
Cálculo de f(-4). Como - 4 < - 3, usamos a primeira sentença f(x) = 3x + 5.
( ) ( ) ( ) ( ) ( ) 7 4 5 12 4 5 4 . 3 4 5 3 − = − ⇒ + − = − ⇒ + − = − ⇒ + = f f f x x f
Cálculo de f(3). Como 2 < 3 < 5 usamos a segunda sentença f(x) = 2x + 3.
( ) ( ) ( ) ( ) 9 3 3 6 3 3 3 . 2 3 3 2 = ⇒ + = ⇒ + = ⇒ + = f f f x x f
Cálculo de f(7). Como 7 ≥ 7 usamos a terceira sentença f(x) = - x - 3.
( ) ( ) ( ) 10 7 3 7 7 3 − = ⇒ − − = ⇒ − − = f f x x f

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES
157. Dada a função f de R em R definida por ( )
¹
´
¦

=
racional for x se
irracional for x se
x f
1
, 2
determine o
valor da expressão:
) ( ) 4 (
) 7 ( ) 3 ( ) 9 (
π f f
f f f
E

− − +
=
158. Construa o gráfico da função definida por:
¦
¹
¦
´
¦
− ≤ −
< < −
≥ + −
=
2 , 2
2 2 ,
2 , 1
) (
x se
x se x
x se x
x f
159. A temperatura de um forno de uma olaria varia linearmente de 20
0
C a 500
0
C de
zero minutos a 15 minutos, a partir daí, até 30 minutos sua temperatura permanece
constante e depois volta a esfriar. Determine a lei que expressa a temperatura do
forno em função do tempo.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 69


160. Considere a função cujo gráfico está representado a seguir e calcule:



a) f (10) b) f (30) c) f (x) = 400

161. Em um açougue o preço do quilograma de um tipo de carne é R$ 4,00. Durante certo
período foi feita a seguinte promoção:
Na compra de uma quantia entre 3 kg e 5 kg, desconto de R$ 1,00 no total.
Na compra de 5 kg ou mais, desconto de 10% no total.
a) Determine a equação da quantia Q a ser paga em função da quantidade x de
quilogramas comprados nos dois casos.
b) Determine a quantia a ser paga na compra de 2 kg, 4 kg e 5 kg.
c) Determine a quantidade que se pode comprar com R$ 17,00.
162. Dada a função f(x) definida por:
¦
¹
¦
´
¦
≤ − −
< < +
− < +
=
7 , , 3
5 2 , 3 2
3 , 5 3
) (
x se x
x se x
x se x
x f determine o valor da
expressão:
) 5 ( ) 4 (
) 3 ( . 2 ) 4 ( ) 8 (
− −
− − +
=
f f
f f f
R
163. O gráfico abaixo representa a relação entre a ingestão de certo remédio em mg/dia,
e sua absorção pelo organismo, também em mg/dia.
a) Determine a quantidade absorvida pelo organismo quando são ingeridas 10
mg/dia.
b) A absorção resultante da ingestão de mais de 20 mg/dia e igual á absorção
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 70
resultante da ingestão de 20 mg/dia?

164. Um físico aqueceu certa quantidade de água até ela começar a ferver. Seu objetivo
era estudar a variação de temperatura desse liquido em função do tempo de
aquecimento. Para tanto, a cada minuto, ele mergulhava um termômetro na água e
lia a temperatura, Procedendo assim, construiu o gráfico a seguir, que relaciona a
temperatura T (em graus Celsius) e o tempo t (em minutos). Determine a função
descoberta pelo físico.

165. Dada a função f(x) definida por:
¦
¹
¦
´
¦
> +
≥ ≤ +
< +
=
6 , , 3
6 3 , 3
3 , 5
) (
x se x
x se x
x se x
x f determine o valor da
expressão:
) 7 ( ) 4 (
) 3 ( ) 7 ( ) 2 (
f f
f f f
R
+
+ +
=
166. Suponha que o consumo normal diário de energia de um trabalhador seja de 2.100
kcal e que o total de calorias correspondentes aos alimentos ingeridos que excede
esse valor seja armazenado no organismo, na forma de gordura. O gráfico abaixo
representa a evolução da massa corporal, em kg, desse indivíduo em um período de
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 71
660 dias.

Observando o gráfico e atento aos detalhes da questão, faça o que se pede nos itens.
a) Determine a função cujo gráfico corresponde ao período 1.
b) Determine a função cujo gráfico corresponde ao período 3 e descubra quanto
tempo se passará até o individuo voltar a ter 70 kg considerando que a taxa de
variação da massa em relação ao tempo continue a mesma.

167. O gráfico mostra a relação entre o espaço S percorrido e o tempo t gasto por um
motorista em uma viagem. No eixo horizontal está representado o tempo (t), em
horas, gasto no percurso e no eixo vertical a distância (S) percorrida, em quilômetros.
Observando o gráfico, você poderia dizer que esse motorista ficou parado em algum
momento da viagem? Caso a resposta seja afirmativa, quantas horas esse motorista
permaneceu parado?


FUNÇÕES DO PRIMEIRO GRAU NA ECONOMIA

Funções de Oferta e Demanda do Primeiro Grau
Uma das definições de "curva de demanda" (procura) é a seguinte: "A curva de
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 72
demanda é uma construção teórica que nos diz quantas unidades de um determinado bem
de consumo os consumidores estarão desejosos de comprar, durante um período de
tempo, a todos os possíveis preços, presumindo-se que os gostos dos consumidores, os
preços das outras mercadorias e as rendas dos consumidores se mantenham inalterados".
Ex: No verão há grande demanda por cerveja;
Na mesma linha, a “curva de oferta" é uma construção teórica que nos diz
quantas unidades os produtores de uma mercadoria em determinada indústria estão
dispostos a vender em um certo período de tempo.
Ex: Na páscoa há uma grande oferta de ovos de chocolate.
Na prática, algumas curvas de oferta e demanda são aproximadamente lineares
na faixa de valores que interessa; outras são não-lineares. No entanto, mesmo nesses
casos, as equações lineares podem oferecer representações de oferta e demanda
razoavelmente precisa dentro de uma faixa limitada.
A figura A mostra a representação de uma equação da demanda e a figura B
mostra a representação de uma equação da oferta.
a)

b)


CURVA DE DEMANDA LINEAR
Definição: Quantidade de mercadoria ou serviço que um consumidor ou
conjunto de consumidores estão dispostos a comprar, a determinado preço:
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 73
O gráfico ao lado representa o
comportamento da demanda em relação a um
produto genérico. Quando o preço está em um
nível elevado, a demanda pelo produto é
menor, ou seja, uma boa parte dos
consumidores não está disposta a adquirir o
produto a este nível de preço.

No gráfico, ao preço de R$ 10,00 teremos somente 8.000 quilos vendidos.
Se o preço está em um nível mais baixo, a demanda pelo produto será maior,
pois mais consumidores estarão dispostos a adquirir o produto àquele nível de preço.
Nota-se no gráfico que ao preço de R$ 4,00 haverá 15.000 quilos vendidos.
Este comportamento da demanda é devido às diferentes restrições
orçamentárias dos consumidores, em outras palavras, cada consumidor possui um
determinado nível de renda, mais elevado ou mais baixo, e, portanto, seu consumo se
dará de acordo com esta renda. Por isso, o consumidor que possui uma renda mais alta
continuará adquirindo o produto mesmo a um preço elevado, mas aquele que possui
renda mais baixa, estará impossibilitado de adquirir o produto para não prejudicar o seu
orçamento; ocorre uma queda da demanda.
Quando o preço cai, os consumidores de baixa renda voltam a adquirir o
produto e há um aumento da demanda.
Exemplo: Se a carne bovina estiver com preço médio de R$ 10,00 o quilo, muitos
consumidores não poderão consumi-la, e passarão, desta forma, a consumir outro tipo de
alimento, tais como carne de frango, peixes, ovos, etc., com isso, haverá uma queda na
demanda por carne bovina devido ao preço elevado.
Mas, se o preço médio da carne bovina cair para R$ 4,00 o quilo, vários
consumidores voltarão a comprar carne bovina, conseqüentemente haverá um aumento
na demanda por carne bovina.
Normalmente, a declividade de uma curva de demanda linear é negativa, isto é,
à medida que o preço aumenta, a quantidade procurada diminui (e à medida que o preço
diminui, a quantidade procurada aumenta), isto é, a função de demanda linear é
geralmente decrescente.
Em certos casos, a declividade de uma curva de demanda pode ser nula. Isto é,
o preço é constante, independentemente da demanda.
Em outros casos, a declividade de uma curva de demanda pode ser indefinida,
isto é, a procura é constante, independentemente do preço.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 74

Nos casos em que a função da demanda é negativa é importante determinar
sua equação para fazer conjecturas e poder prever o comportamento do mercado.

EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 23: Em um grande frigorífico verificou-se que quando o preço do quilo da carne é de
dez reis, 9.000 quilos do produto são vendidos na semana. Se o preço abaixar
para quatro reais, 15.000 quilos do produto são vendidos por semana. Nessas
condições determine:
a) A equação da demanda admitindo que seja uma função do primeiro grau.
Resolução:
Como a função é do primeiro grau do tipo, p = a.q + b, temos que calcular o
coeficiente angular a e o coeficiente linear b.
O Coeficiente angular é dado por:
001 , 0
000 . 6
6
000 . 9 000 . 15
10 4
1 2
1 2
− = ⇒

= ⇒


= ⇒


= a a a
x x
y y
a
O coeficiente linear é dado por:
19 9 10 000 . 9 ). 001 , 0 ( 10 . = ⇒ + = ⇒ − − = ⇒ − = b b b x a y b
Assim a equação da demanda é p = - 0,001q + 19, onde p é o preço e q a
quantidade vendida.
b) Quantos quilos do produto são vendidos se o preço for de R$ 7,00.
Substituindo o valor do preço na equação da demanda encontrada, fica:
000 . 12
001 , 0
12
7 19 . 001 , 0 19 . 001 , 0 7 19 . 001 , 0 ⇒ = ⇒ − = ⇒ + − = ⇒ + − = q q q q p
c) A que preço o frigorífico terá uma venda de 10.000 quilos de carne.
Substituindo o valor da quantidade na equação da demanda encontrada, fica:
9 19 10 19 000 . 10 . 001 , 0 19 . 001 , 0 = ⇒ + − = ⇒ + − = ⇒ + − = p p p q p
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 75
168. Numa relojoaria 10.000 relógios são vendidos quando seu preço é R$ 60,00 e 20.000
relógios são vendidos quando seu preço é R$ 40,00. Qual é a equação da demanda,
sabendo que ela é linear? Esboce o gráfico dessa função.

169. Quando o preço é R$ 90,00 nenhum relógio é vendido; quando os relógios são
liberados gratuitamente, 30.000 são procurados. Qual é a equação da demanda
sabendo que ela é linear? Esboce seu gráfico.

170. Um certo produto tem equação de demanda 2q + 4p – 6 = 0, onde p é o preço
unitário e q o número de milhares de unidades. Determine o preço por unidade para
uma demanda de 1.000 unidades e determine a demanda se o produto for oferecido
gratuitamente.

171. Num estacionamento pra automóveis, o preço por dia de estacionamento é R$ 20,00
e a esse preço estacionam 50 automóveis por dia. O proprietário acredita que, se
reduzir o preço em 20% terá um aumento de 25% no número de automóveis
estacionados. Admitindo linear a curva de demanda obtenha a sua equação.

172. O gráfico abaixo representa a função de demanda de um produto em função da
quantidade vendida q. Quantas unidades são vendidas quando o preço for de R$
6,00?

173. Uma locadora verificou que, quando o preço unitário de cada dvd era de R$ 4,00 o
número de dvd alugados era 170 por semana. Verificou também quando preço
passava para R$ 3,00 a quantidade alugada era de 200 unidades. Assim sendo
determine:
a) Qual sua função demanda?
b) Quantos DVD são alugados se o preço for de R$ 2,50?
c) Se em determinada semana foram alugados 150 dvd, qual foi o preço praticado?

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 76
174. Uma determinada empresa vendia 3.000 unidades por mês de seu produto quando
praticava um preço de R$ 6,00. Num determinado momento, passou a praticar o
preço de R$ 4,00, vendendo 4.000 unidades por mês do produto. Construa uma
tabela e um gráfico demonstrando a situação. Deduza a equação da demanda para,
logo após responder quantas unidades se estará disposto a comercializar caso o
preço passe a ser R$ 25,00?

175. A Demanda de mercado de um produto que é vendido em galões é dada por p = -
120 q + 9.600. A que preço a quantidade vendida será de 4.500 galões?

176. O preço do leite foi congelado por 6 meses, no valor de R$ 1,40. Qual é a equação
de demanda nesse período? Qual o gráfico da curva de demanda?

CURVA DE OFERTA LINEAR
Definição: Quantidade de mercadoria ou serviço que um produtor ou conjunto
de produtores está disposto a vender, a determinado preço.
Neste gráfico podemos observar o
comportamento da oferta em relação a um
produto genérico. Com o nível de preço
elevado, os produtores tendem a ofertar uma
quantidade maior do produto. Se o preço
estiver em R$ 14,00 (veja gráfico), a
quantidade colocada no mercado será de 400
unidades.

Mas, se o nível de preço cair para R$ 6,00, muitos produtores deixarão de
ofertar a mercadoria, e a este preço teremos uma oferta de 150 unidades, ocasionando
uma queda na quantidade ofertada.
Isto pode ocorrer por vários motivos. Se o preço estiver muito baixo, alguns
produtores terão o seu custo de produção acima deste preço e se torna inviável continuar
produzindo; outros preferirão produzir outra mercadoria que esteja com preço de venda
mais atrativo, etc.
Normalmente, a declividade de uma curva de oferta linear é positiva, isto é, à
medida que o preço aumenta, a oferta aumenta e à medida que o preço diminui, a oferta
diminui. Em certos casos, a declividade de uma curva de oferta linear pode ser zero, isto
é, o preço é constante, independentemente da oferta (reta paralela a Ox).
Em outros casos, a declividade pode ser indefinida, isto é, a oferta é constante,
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 77
independentemente do preço (reta paralela a Oy).


Nos casos em que a função oferta é positiva é importante determinar sua
equação para poder prever o comportamento do mercado.

EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 24: Quando o preço da calculadora financeira Mektref é R$ 120,00, são ofertadas ao
mercado 500 unidades do produto. Se o preço sofrer um reajuste de R$ 20,00, são
ofertada 600 unidades do produto. Determine a função oferta para admitindo que a
mesma seja do primeiro grau.
Resolução:
Como a função é do primeiro grau do tipo, p = a.q + b, temos que calcular o
coeficiente angular a e o coeficiente linear b.
O Coeficiente angular é dado por:
2 , 0
100
20
500 600
120 140
1 2
1 2
= ⇒ = ⇒


= ⇒


= a a a
x x
y y
a
O coeficiente linear é dado por:
20 120 140 600 . 2 , 0 140 . = ⇒ − = ⇒ − = ⇒ − = b b b x a y b
Assim a equação da oferta é p = 0,2q + 20, onde p é o preço e q a quantidade
ofertada.

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

177. Quando o preço for de R$ 50,00, 50.000 máquinas fotográficas de um determinado
tipo estão disponíveis no mercado; quando o preço for de R$ 75,00, 100.000
máquinas estão disponíveis no mercado. Qual é a equação da oferta? Esboce o
gráfico dessa curva de oferta sabendo que ela é linear.

178. Quando o preço for de R$ 25,00 nenhuma bola de um determinado tipo está
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 78
disponível no mercado, enquanto que para cada R$ 10.00 de aumento no preço,
20.000 bolas a mais estão disponíveis. Qual é a equação da oferta, sabendo que a
curva é linear?

179. De acordo com os termos de contrato entre a Companhia A e a companhia
telefônica, a Companhia A paga à companhia Telefônica R$ 1.000,00 por mês para
chamadas a longa distância, com duração de tempo limitada. Qual é a equação da
oferta?

180. A forma de uma curva de oferta implica que:
a) Quanto maior o preço, maior será a quantidade demandada;
b) Quanto menor o preço, menor será a quantidade demandada;
c) Quanto maior o preço, maior será a quantidade ofertada;
d) Quanto menor o preço, menor será a quantidade ofertada.

181. Trace a curva de oferta, conforme os preços e quantidades abaixo referentes a um
bem qualquer:
Quantidade 55 67 78 85 100
Preço 10 12 14 16 18

182. O dono da fabrica de chocolates Nectar verificou que o preço de um ovo de Páscoa é
R$ 65,00, e nesse preço são vendidas 1.500 unidades por mês. Se o preço
aumentar para R$ 70,00 ele está disposto a ofertar 1.800 unidades por mês.
Determine a função que relaciona o preço y em função da quantidade x de unidades
vendidas.

183. Um produtor de hortaliças está disposto a oferta ao mercado 2.000 pés de alfaces
quando o preço for R$ 1,20, mas se o preço sofrer um reajuste de R$ 0,10 ele
pretende colocar no mercado 2.350 pés de alfaces. Determine quantidade de pés de
alfaces ofertadas ao mercado quando o preço for de R$ 1,00.

184. Dada a equação de oferta 3x - 8p + 10 = 0, sendo x em centenas de unidades e p o
preço unitário, qual o preço por unidade pelo qual 200 unidades são ofertadas?

185. Quando o preço é R$ 80,00 há 10.000 lâmpadas de um certo tipo disponíveis no
mercado. Para cada R$ 10,00 de aumento no preço, 8.000 lâmpadas a mais estão
disponíveis no mercado. Supondo linear a equação de oferta, determine:
a) A equação da oferta
b) O gráfico da curva de oferta.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 79
c) A quantidade ofertada quando o preço for de R$ 50,00?

EQUILÍBRIO DO MERCADO
Foi visto que no caso da função de demanda, uma elevação no preço corresponde
(geralmente) a uma redução na quantidade demandada e no caso da função de oferta,
uma elevação no preço corresponde a uma elevação na quantidade ofertada.
Então, até que nível variará o preço se de um lado, o consumidor deseja preços
sempre menores e de outro, o produtor interessa-se por preços sempre maiores?
E a esse preço, quais serão as quantidades consumidas (demanda) e produzidas
(oferta)?
Haverá um preço que satisfará, em termos de quantidade, aos consumidores e
produtores; é o chamado "preço de equilíbrio".
O "equilíbrio de mercado" ocorre então num ponto no qual a quantidade de um
artigo procurado é igual à quantidade oferecida. Portanto, supondo que as mesmas
unidades para a quantidade demandada e a quantidade ofertada sejam usadas em
ambas as equações (oferta e demanda), a quantidade de equilíbrio e o preço de equilíbrio
correspondem às coordenadas do ponto de interseção das curvas de oferta e de
demanda.

Algebricamente, as coordenadas desse ponto são encontradas, resolvendo-se
o sistema formado pelas equações de oferta e demanda.
Outra maneira prática de calcular o ponto de equilíbrio é igualar a equações de
oferta e demanda: OFERTA = DEMANDA

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

186. Ache o ponto de equilíbrio para as seguintes equações de oferta e de demanda
a) q p 2 10 − = e 1
2
3
+ =
q
p
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 80
b) q p 3 5 − = e 12 4 + = q p
c) x p 2 10 − = e 1 5 + = x p

187. Uma empresa produz um certo produto de tal forma que sua função de oferta diária é
x p 5 20 + = e a demanda diária é x p 4 110 − = . Determine:
a) O preço para que a quantidade ofertada seja igual a 50;
b) A quantidade vendida quando o preço é R$ 10,00;
c) A quantidade ofertada quando o preço for R$ 50,00
d) O ponto de equilíbrio do mercado;

188. Considerando a função demanda por sorvetes dada por x p 003 , 0 100 − = e a função
oferta de sorvetes dada por 150 003 , 0 + = x p , calcule o preço de equilíbrio para essa
situação.

189. O Dono do Açougue Boiadeiro verificou que quando o preço do quilo de carne é R$
7,00, são vendidos 1.000 kg por dia. Se o preço aumentar para R$ 8,00 o total de
quilos vendidos cai para 800 por dia. Por outro lado os donos de frigoríficos, quando
o preço da carne está em R$ 7,00 eles oferecem ao mercado 2.000 kg por dia, se o
preço aumentar para R$ 8,00 eles oferecem 2.500 kg por dia. Determine a
quantidade e o preço de equilíbrio que seja bom para os donos de açougue e para os
donos de frigoríficos.
190. Dado o sistema
¹
´
¦
+ =
− =
2 4
3 5
x y
x y


a) Determine qual das equações expressa curva de oferta;
b) Determine qual expressa curva de demanda;
c) Determine o ponto de equilíbrio;

191. Quando o preço de cada bicicleta é R$ 160,00; então 20 bicicletas são vendidas,
mas se o preço é R$ 150,00, então 25 bicicletas são vendidas. Em relação à oferta,
quando o preço de cada bicicleta é R$ 200,00, então 20 bicicletas estão disponíveis
no mercado; mas quando o preço for R$ 220,00, então 30 bicicletas estão
disponíveis no mercado. Nessas condições, determine:
a) A função demanda
b) A quantidade de bicicletas vendidas quando o preço for R$ 100
c) A função oferta
d) A quantidade de bicicletas ofertadas quando o preço for R$ 250,00
e) O ponto de equilíbrio
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 81


FUNÇÃO RECEITA TOTAL
É diretamente proporcional à quantidade vendida. É entendida como sendo o
produto entre o preço de venda (P
V
), pela quantidade vendida (q).
q Pv R . =
Na atividade operacional de uma empresa, diversos fatores contribuem para a
formação da receita proveniente do volume de vendas. Fatores como volume de produção
e potencial de mercado não podem ser esquecidas na formação da receita, porém, em
pequenos intervalos onde já foram consideradas as variáveis restritivas e considerando-
se o preço constante nesse intervalo de produção, o rendimento total da empresa será
função somente da quantidade vendida.
Por exemplo, se for tomada uma produtora de caixas registradoras que são
vendidas a R$ 80,00 cada, se não for vendida unidade alguma, a Receita será 0; se forem
vendidas 100.000 unidades, o rendimento total (receita total) será 8 milhões de reais. Vê-
se então que a função receita pode ser uma função linear cujo gráfico é uma reta que
passa pela origem e tem como declividade o preço de venda (por unidade).
A função Receita Média é a função que a cada q associa
q
R
Rm= , ou seja, a
função Receita Média coincide com a função preço de demanda.

FUNÇÃO CUSTO TOTAL
Os custos de empresas são classificados em duas categorias: Custos fixos (C
F
)
e Custos variáveis (C
V
). Os custos fixos permanecem constantes em todos os níveis de
produção e incluem comumente fatores tais como aluguel, instalação, equipamentos, etc.
Ele permanece constante, independentemente de volume de produção ou de venda. Os
custos variáveis são aqueles que variam com a produção e que incluem fatores tais como
mão-de-obra, matéria prima utilizada, gastos promocionais, etc.
O custo total (C
T
) em qualquer nível de produção é a soma do custo fixo e do
custo variável nesse nível de produção.
Chamamos de C
V
é o custo variável unitário de produção do bem, de C
F
o custo
fixo. O custo total (C
T
) pela produção de q unidades do referido bem é dado, então, pela
equação:
( ) q
V
C
F
C q
T
C . + =
Nesse caso, o custo total é uma função afim da quantidade produzida e seu
gráfico é uma reta com declividade positiva.
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 82
A função Custo Médio é a função que a cada q associa
q
q Cv Cf
Cm
. +
= .
Tome Nota:
• A diferença entre o preço de venda e o custo variável por unidade é chamada de
margem de contribuição por unidade.
V
C
V
P Mcu − =

PONTO DE RUPTURA
O ponto P de interseção das curvas C
T
(Custo Total) e R (Receita) refere-se ao nível de
atividade da empresa em que ela não obtém nem Lucro nem Prejuízo, ou seja, a receita é
igual ao custo total. Também chamado de Break Even Point - (ou ponto de nivelamento).
Ele representa também a quantidade na qual o produtor está para romper o
equilíbrio - isto é, a quantidade para a qual existe um rendimento suficiente apenas para
cobrir os custos. A empresa fará, certamente, todo o esforço necessário para ultrapassar
esse ponto, gerando, conseqüentemente, uma parcela de lucro, rompendo essa situação.
Para se obter as coordenadas do Ponto de Nivelamento, basta achar a
interseção das curvas R e C
T
. Para encontrar a intersecção das curvas basta fazermos R
= C.
No caso de funções lineares (retas), o ponto de nivelamento delimita duas
regiões: uma à esquerda, representando o Prejuízo (pois para cada q < q.p, o custo total é
maior que a receita) e uma à direita, representando o Lucro (pois para cada q > q.p, o
custo total é menor que a receita).

FUNÇÃO LUCRO TOTAL
A função lucro é definida por
T
C R L − = , onde R é a função receita e C
T
a
função custo total.
No caso de funções lineares,
F v v
C q C q P L − − = . . , onde P
V
é o preço de venda
por unidade, C
V
é o custo variável unitário do produto e C
F
é o custo fixo.
Então, nesse caso, o lucro é uma função (afim) da quantidade vendida (ou
fabricada).

Tome Nota:
• Podemos encontrar o ponto de nivelamento fazendo o lucro igual a zero → L = 0

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 83

192. O custo unitário de produção de um bem é R$ 5,00 e o custo associado à produção é
R$ 30,00. Se o preço da venda do referido bem é R$ 6,50 determinar:
a) A função custo total;
b) A função receita;
c) A função lucro;
d) O ponto de ruptura;
e) A produção necessária para um lucro de R$ 120,00.

193. Um comerciante teve uma despesa de R$ 230,00 na compra de certa mercadoria.
Como vai vender cada unidade por R$ 5,00, o lucro final L será dado em função das
x unidades vendidas. Responda:
a) Qual a lei dessa função f;
b) Para que valores de x têm f(x) < 0? Como podemos interpretar esse caso?
c) Para que valores de x haverá um lucro de R$ 315,00?
d) Para que valores de x o lucro será maior que R$ 280,00?

194. Considerando a função demanda por sorvetes dada por x p 005 , 0 100 − = p = 100 –
0,003x e a função oferta de sorvetes dada por 200 003 , 0 + = x p p = 0,003x + 150,
calcule o preço de equilíbrio para essa situação.

195. Considere as funções R = 3.q e C
T
= 6 + q, para 0 ≤ q ≤ 10 unidades de determinada
utilidade. A função Lucro Total é:

196. Suponha que o custo fixo de produção de um artigo seja de Cr$ 5.000, 00; o custo
variável seja de Cr$ 7,50 por unidade e o artigo seja vendido a Cr$ 10,00 por
unidade. Qual é a quantidade necessária para se atingir o ponto de equilíbrio?

197. Um fabricante vende seu produto a R$ 25,00 por unidade. Os seus custos fixos
estimados em R$ 13.000,00 e os custos variáveis em 40% do rendimento total. Sua
capacidade média de produção é 5.000 unidades por mês. Determinar:
a) A função receita;
b) A função custo total;
c) A função lucro;
d) O ponto de ruptura;
e) Qual o lucro obtido na produção e venda de 8.000 unidades?
f) Qual a quantidade vendida se o lucro obtido foi de R$ 20.000,00
198. O custo variável médio (custo unitário) de produção de certo bem é de R$ 12,00 e o
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 84
custo fixo associado à produção é de R$ 60,00 para quantidades variáveis na faixa
de zero a 100 unidades. Se o preço de venda na mesma faixa é de R$
20,00/unidade, identificar a função custo total (C
T
) e a função Receita R(x).

199. Sabendo que a função custo total C
T
= 1200 + 8.q está associada à produção de um
determinado bem, determine o custo total referente à produção de 230 unidades.
200. Um certo bem tem por equação de demanda p = 5 - 3q, onde p é o preço e q a
quantidade demandada. Determine a função receita e a função receita média. Qual a
receita e a receita média se a quantidade demandada são 40 unidades?

201. Determine o “ponto de nivelamento” em cada caso abaixo.
a) R = 0,6.q C
T
= 2 + 0,5.q 0 ≤ q ≤ 30
b) R = 1,5.q C
T
= 4 + 0,5.q 0 ≤ q ≤ 5
c) R = 2.q C
T
= 2 + q 0 ≤ q ≤ 4
d) R = 0,4.q C
T
= 3 + 0,1.q 0 ≤ q ≤ 20
e) R = 0,05.q C
T
= 120 + 0,08.q 0 < q < 120

202. Considere a função R
T
= 20,5.q, onde o preço é fixo (R$ 20,50) e "q" é a quantidade
de produtos vendidos (0 ≤ q ≤ 120 unidades). Qual a quantidade de produtos
vendidos quando a Receita Total atinge o valor de R$ 1.025,00?

203. Sabe-se que a função custo total C
T
= 2000 + 25.q está associada à produção de um
determinado bem. Qual a produção necessária para se ter um Custo Total de R$
5.000,00?

204. Na produção de peças, uma indústria tem um custo fixo de R$ 8,00 mais um custo
variável de R$ 0,50 por unidade produzida. Sendo x o número de unidades
produzidas escreva a lei da função que fornece o custo total de x peças.

205. Considerando a função demanda por sorvetes dada por p = 100 – 0,003x e a função
oferta de sorvetes dada por p = 0,003x + 150, calcule o preço de equilíbrio para essa
situação.

206. Marcos fabrica um determinado produto com um custo fixo de R$ 3,00 e custo
variável de R$ 0,60. Sabendo-se que este produto é vendido a R$ 0,80 a unidade,
Marcos precisa vender, pelo menos, “q” unidades do produto para não ter prejuízo.
Qual o valor de “q”?
207. Considere a função lucro total L
T
= 4.q – 450, para 0 ≤ q ≤ 800 unidades de
determinado bem. Qual o Lucro Total referente à produção de 250 unidades deste
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 85
bem?

FUNÇÃO DEPRECIAÇÃO LINEAR
Depreciação é a diminuição do valor a que estão sujeitos os bens que compõe
o ativo fixo das empresas em virtude do desgaste, do envelhecimento, da obsolescência
etc.
É, em outras palavras, a diferença entre o preço de compra de um bem e seu
valor de troca (valor residual), no fim de certo período.
Pela legislação atual em vigor (decreto nº 58.400, de 10/05/1966), as taxas de
depreciação a considerar para alguns fatores foram fixadas em:
• 10% para móveis e utensílios;
• 10% para máquinas e acessórios industriais;
• 20% para veículos;
• 4% para edifícios e outros.
A depreciação é a perda do valor de um bem ao longo do tempo devido ao uso,
pelo aparecimento de dispositivos mais atualizados ou por outras razões.
A depreciação é uma função do primeiro grau, decrescente, que pode ser
calculada por:
b t a D + = .
D = depreciação, a = coeficiente angular da reta
b = valor do objeto na data zero. t = tempo de depreciação

EXEMPLO RESOLVIDO

Ex 25: Compra-se hoje um automóvel de modelo popular novo, por R$ 19.500,00. Se
daqui a seis anos ele estiver valendo apenas $13.650,00, pede-se:
a) A equação que fornece valor do referido automóvel ao longo do tempo, supondo-a
do primeiro grau.
Solução.
Cálculo do coeficiente angular da função.
x y
x
1
0 19.500 y
1
x
2
6 13.650 y
2

1 2
1 2
x x
y y
a


= 00 , 975
6
850 5

0 6
500 19 650 3 1
a − =

=


=
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 86

Substituindo na fórmula x a y b . − = , para o cálculo do coeficiente linear, temos que:
( ) 500 . 19 0 . 975 500 . 19 = ⇒ − − = b b
Portanto a função depreciação será:
500 . 19 . 975 + − = t D
b) O preço do automóvel daqui a dez anos é dado por:
D = – 975t + 19.500 ⇒ D = – 975. 10 +19 500 ⇒ V = 9.750,00

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

208. O valor de um automóvel novo hoje é de R$ 15.000,00. Se daqui a cinco anos seu
valor for de apenas R$ 10.000,00, responda:
a) Qual será a sua equação de depreciação? Resposta: d = 1.000x
b) Quanto valerá o automóvel daqui a 10 anos? Resposta: R$ 5.000,00

209. O valor de um dispositivo mecânico para uma certa indústria, custa hoje R$ 7.500,00.
Se o período de vida útil do mesmo, na linguagem contábil é de 15 anos, escreva
com estas informações a função depreciação e elabore um gráfico representativo da
situação, admitindo a depreciação linear. Resposta: d = 500x

210. O valor de um telefone celular dos mais avançados, hoje é de R$ 1.800,00 e daqui a
dois anos estará completamente obsoleto, deverá valer R$ 600,00. Admitindo
depreciação linear, qual será o valor do celular a 3 anos após a compra? Resposta:
nulo

211. O valor de um carro, hoje é de R$ 18. 000,00 e daqui a cinco anos estará valendo R$
12.000,00. Admitindo depreciação linear, qual será o valor do carro daqui a oito
anos? Resposta: R$ 8.400,00

212. Um equipamento de informativa é adquirido por R$ 2.500,00 e após 1,5 anos de uso,
seu valor estimado é de R$ 2.200,00. Admitindo a depreciação linear.
a) Escreva a equação que dá o valor do equipamento em qualquer tempo. Resposta:
V = 2.500 - 200x
b) Quanto estará valendo o equipamento após três anos? Resposta: R$ 1.900,00
c) Daqui a quanto tempo o equipamento não estará valendo mais nada em termos
contábeis? Resposta: 12 anos e 6 meses
FUNÇÃO CONSUMO
A função consumo é quase que assumidamente linear. Se y é a renda disponível, o
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 87
consumo é função desta, ou seja, C = f(y).
Esta função tem características crescentes, pois quando a renda cresce o
consumo também cresce, e quando a renda diminui o consumo também diminui.
Se uma família tem uma despesa fixa b e, se são consumidos a% da renda
disponível, então a função consumo é dada por: ( )
0
. C x a x C + =

• C
0
= representa as despesas fixas ou consumo autônomo; (coeficiente linear da
reta),
• a = é chamado de propensão marginal a consumir; (coeficiente angular da reta),
• C(x) = representa o consumo propriamente dito;
• x = representa a renda disponível.

Desta forma, se uma família possui uma renda disponível x; uma despesa fixa de
R$ 1.800,00 e um consumo da renda fixa na ordem de 60% desta, então:
( ) 800 . 1 . 6 , 0 + = x x C
Temos então:
» Consumo autônomo = 1800;
» Propensão marginal a consumir 0,6 = 60%;
» Propensão marginal a poupar (1 – 0,6) = 0,4 = 40%.

Tome Nota:
− O que não se consome se investe ou poupa.

FUNÇÃO POUPANÇA
Podemos então definir poupança S(x) como a diferença entre a renda
disponível e o consumo.
Assim: ( )
0 0
1 . C x a S C x a x S C x S − − = ⇒ − − = ⇒ − = , onde:
• C
0
é o consumo autônomo;
• a é a propensão marginal a consumir;
• (1 – a) é a propensão marginal a poupar.

Tome Nota
• O fator (1 – a) da função poupança, correspondente ao coeficiente angular da
função, é chamado de propensão marginal a poupar.
• A propensão marginal a consumir, é sempre um número compreendido entre 0 e
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 88
1.
EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES

213. Dada a função poupança ( ) 250 4 , 0 − = y y S , pede-se:
a) O consumo autônomo;
b) A propensão marginal a consumir;
c) A propensão marginal a poupar;
d) A poupança quando a renda disponível é de R$ 3.500,00;
e) A renda disponível quando são poupados R$ 750,00;

214. Uma família tem um consumo autônomo de R$ 1.200,00 e uma propensão marginal
a consumir igual a 0,7. obtenha:
a) A função consumo:
b) A função poupança.
c) Para se obter uma poupança de R$ 800,00, qual deve ser a renda da família?

215. Sendo ( ) x x C 7 , 0 900 + = , a função consumo de uma dentista principiante, pede-se :
a) A função poupança;
b) A renda mínima para que a poupança não seja negativa.

216. A poupança de um professor é dada por x S 45 , 0 900 + − = , pede-se:
a) Função consumo
b) A renda que induza a um consumo de 1500,00.
c) A quantidade poupada se a renda for de R$ 3.500,00

217. O consumo autônomo de uma família é de R$ 1.800,00. Sabe-se, porém, que são
gastos 55% de sua renda disponível. Pede-se:
a) A função consumo;
b) A função poupança;
c) A propensão marginal a poupar;
d) A consumo quando a renda disponível é de R$ 2.000,00;
e) A renda disponível quando o consumo é de R$ 6.200,00;
f) A poupança para uma renda disponível de R$ 4.000,00;

218. Suponha que o que é produzido em uma ilha seja consumido nela própria. Não há
gastos com investimentos (visando aumento futuro da capacidade produtiva), nem
governo. A função consumo anual é x C 72 , 0 100 + = . Qual a renda de equilíbrio
(aquela para a qual o que é produzido é consumido)?
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 89
219. Suponhamos que uma família tenha uma renda disponível (renda menos os
impostos) variável mês a mês, e uma despesa fixa de R$ 1.200,00 por mês.
Suponhamos ainda que essa família gaste em consumo de bens e serviços 68,5%
de sua renda disponível, alem do valor fixo de R$ 1.200,00. Assim, determine o valor
da renda que induz um consumo de R$ 4.500,00.

220. A Funções consumo e poupança de um operário de renda variável x são,
respectivamente: ( ) x x C 77 , 0 000 . 1 + = e x S 23 , 0 000 . 1 + − = . Nessas condições
determine:
a) Qual o seu consumo s sua poupança se ele ganhar R$ 480,00?
b) Qual o seu consumo quando sua renda for nula?
c) Quanto deverá ganhar para ter uma poupança de R$ 500,00?

221. Um indivíduo possui mensalmente a sua disposição uma certa quantia. Sabe-se que
o mesmo tem uma despesa fixa de R$ 2.800,00, e, é perseguido por uma tendência
de gastar 83% do que está ao seu dispor. Nestas condições:
a) Escreva a função consumo deste consumidor.
b) Calcule o seu consumo para uma renda disponível R$ 5.000,00.
c) Represente graficamente a função consumo do indivíduo

222. Numa determinada família, quando a renda é R$ 7.000,00, o consumo é R$ 6.500,00
e, quando a renda é R$ 8.000,00 o consumo é R$ 7.000,00. Admitindo a função
consumo como de primeiro grau determine:
a) A função consumo.
b) Qual a renda da família quando o consumo for R$ 10.000,00?
c) Qual o consumo quando a renda da família for de R$ 9.500,00?
d) A função poupança.
e) Qual a renda para que esteja disponível para poupar R$ 2.500,00?
f) Qual a poupança quando a renda disponível for de R$ 5.000,00?







MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 90
REFERÊNCIAS
ALVES, Sérgio. A Matemática do GPS. Revista do Professor de Matemática 59. São
Paulo: RPM, 2006

BOYER, C. B. História da Matemática. São Paulo: E. Blücher/Edusp, 1983.

CUNHA, Félix da. et al. Matemática Aplicada. São Paulo: Atlas, 1990.

DANTE, L. ROBERTO. Matemática: Contexto & Aplicação. São Paulo: Ática, 1999.

DAVIS, Philip, J. HERSH Reuben. A Experiência Matemática. Lisboa: Gradiva, 1995.

EVES, Howard. Introdução à História da Matemática. 2. ed. Campinas: UNICAMP,
1997.

FARIA, Sebastião Pereira de. Cálculo I. 8ª edição. Mogi das Cruzes-SP: Cop-Set
Reproduções Gráficas, 1991.

FLEMMING, Marília. GONÇALVES, Mirian Buss. Cálculo A: Funções Limites,
Derivadas e Integrais. 6. ed. São Paulo. 2006.

FURTADO, Emerson Marcos. ...et. al. Ensino Médio, 2ª série. vol. 1. Curitiba: Positivo,
2007.

GUELLI, Oscar. Matemática: uma Aventura do Pensamento. São Paulo: Àtica, 1998.

IEZZI, Gelson. ...et. al. Fundamentos de Matemática Elementar. vol 8. São Paulo: Atual,
1985.

LEITHOLD, Louis. O Cálculo, com geometria analítica. São Paulo: Harbra, 1977.

__________. Matemática Aplicada à Economia e Administração. São Paulo: Harbra,
1988.

LONGEN, Adilson. Matemática Ensino Médio. Curitiba: Positivo, 2004.

MORETTIN, Pedro A. BUSSAB, Wilton O. HAZZAN Samuel. Cálculo: Funções de uma
Variável. 3 ed. São Paulo: Atual, 1999.

PAIVA, Manoel. Matemática: volume único. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2003.

RESENDE, Severino Miranda. Apostila de Matemática II. 2006. Disponível em:
www.fecea.br/download/APOSTILA%20II.doc. Acessado em 30/07/2009

ROSA, Ernesto. Limites uma Proposta Didática. Disponível em:
www.matinterativa.com.br/artigos/Limites.doc. Acessado em 29/09/2009

SILVA, Sebastião Medeiros da. SILVA, Elio Medeiros da. SILVA, Ermes Medeiros da.
Matemática para os cursos de Economia, Administração e Ciências Contábeis. 4.ed.
v.2. São Paulo: Atlas, 1999.
__________. Matemática para os cursos de Economia Administração e Ciências
MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO
CONTEXTO & APLICAÇÕES 91
Contábeis. 5. ed. vol. 1, São Paulo: Atlas, 1999.

__________. Matemática Básica para Cursos Superiores. São Paulo: Atlas, 2002.

SMOLE, Kátia Cristina Stocco. VIEIRA DINIZ, Maria Inez de Souza. Matemática Ensino
Médio – 2º Série. vol.2. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2005

SODRÉ. Ulysses. Matemática Essencial para o ensino Fundamental, Médio e
Superior. Disponível em: http://pessoal.sercomtel.com.br/matematica/ Acessado em
25/06/2009

STEWART, James. Cálculo, volume I. 5ª edição. São Paulo: Pioneira Thomson Learning,
2006.

TAKARA, Enzo Marcon. Problemas e Equações do Primeiro Grau. Disponível em:
www.angloabc.com.br/cursinho/exclusivo/enzo/6.doc. Acessado em 10/08/2009

TAHAN, Malba. O Homem que Calculava. 41. ed. Rio de Janeiro: Record, 1995.

TAN, S.T. Matemática Aplicada à Administração e Economia. São Paulo: Thomson,
2001.

VERAS, Lília Ladeira. Matemática Aplicada à Economia. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

WEBER, JEAN E. Matemática Para Economia e Administração: São Paulo: Harbra,
1977.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

Aos meus pais por terem me proporcionado os estudos, a minha esposa e aos meus filhos por me darem segurança e coragem para superar os desafios.

CONTEXTO & APLICAÇÕES

2

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

PREFÁCIO
O ensino de Matemática é indispensável em qualquer curso de graduação, por mais humana que seja a ciência por certo em algum momento ela recorrerá á Matemática ou dependerá de suas ferramentas para provar ou não suas hipóteses. Existem bons livros de Matemática voltados para o Ensino Superior, dentre alguns destacamos aqueles que mencionamos em nossa Bibliografia que são voltados exclusivamente para áreas mais técnicas, mas que não preencher as dificuldades apresentadas pelos alunos ao iniciar um curso de graduação. A maioria dos cursos superiores das áreas técnicas oferece em sua parte inicial a disciplina de Matemática, visando nivelar o conhecimento do aluno, possibilitando que o mesmo obtenha os conhecimentos necessários ao entendimento e desenvolvimento. Este livro é fruto de aulas de Matemática Básica e Matemática Aplicada ministradas por vários semestres no curso de Administração. É destinado, sobretudo aos estudantes de curso de graduação das várias áreas profissionais cujo principal objetivo foi dar ao estudante uma visão geral da Matemática, com problemas relacionados com a sua área de atuação, através de exemplos, mas sem descuidar do aspecto formal da disciplina, dando ênfase, a interpretação intuitiva dos conteúdos. Os tópicos introdutórios que apresentamos nesse livro originaram-se, inicialmente, dos problemas que surgiram no dia-a-dia e que continuaram impulsionados pela curiosidade de entender e explicar os fenômenos que regem a natureza. O livro apresenta a maioria da teoria básica, assim como exemplos aplicados e problemas, procurando sempre não desassociar um conteúdo de outro. Quando um aluno aprende equação, seja ela de qualquer tipo, ao estudar função, dá-se a impressão que é conteúdos completamente diferente, o que na verdade é apenas uma continuação. Neste livro procuramos trazer os conteúdos em seqüência, pois quando um aluno estudo equação do segundo grau, imediatamente ele irá estudar a função do segundo grau e todas a suas possíveis aplicações através de exemplos práticos e voltados para a sua formação. A fixação dos conteúdos é obtida através de um grande número de exercícios, sendo que, após cada conteúdo, existem exemplos resolvidos para, em seguida, apresentar os problemas propostos, acompanhados das respectivas respostas, de modo que o próprio aluno possa acompanhar com segurança a validade do raciocínio desenvolvido e a correção dos cálculos efetuados. Os exercícios propostos foram dispostos em ordem crescente de dificuldade (segundo a visão do autor).

CONTEXTO & APLICAÇÕES

3

CONTEXTO & APLICAÇÕES 4 . no primeiro destacamos a importância da Teoria dos Conjuntos. Na administração. 8 e 9 destacamos a utilização de matrizes. As funções logarítmicas juntamente com suas inversas. Os capítulos 7. constituem modelos ideais para descrever matematicamente certos fenômenos de variação nos quais uma grandeza tem taxa de variação proporcional a quantidade daquela grandeza existente em cada instante. O estudo de função não é restrita apenas aos interesses da Matemática. Ela nos fornece os principais elementos para a linguagem que é aplicada em diversos ramos da matemática e também será útil em modelos matemáticos desenvolvidos em outras ciências.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Quanto à redação dos capítulos. A idéia é não travar o entusiasmo do estudante ao ingressar num curso superior. No segundo e terceiro capítulo damos início a um dos mais importantes conteúdos de Matemática: As Funções. Sabemos que a matemática exige uma linguagem adequada para o seu desenvolvimento. receita marginal e lucro marginal. nos capítulos 11 e 12 temos a parte de Limites e Derivadas. No capitulo 10. destacamos importância dos conceitos relacionados à Probabilidade. colocando-lhe barreiras instransponíveis. ele não tem a base fundamental. exponencial e logarítmicas. função receita. Neste capitulo é apresentada a maior parte dos conteúdos. função oferta. entre outras. as matrizes e os determinantes são constantemente utilizados. O propósito de escrever esse livro foi o de oferecer um material que facilitasse ao máximo a aprendizagem de Matemática. o aluno precisa entender o significado de cada conceito sem o conceito. finanças ou qualquer outra observação que se deseja fazer. Na formação dos alunos esse conceito é fundamental. determinantes e sistemas lineares essenciais em cursos de programação. Nos capítulos 4 e 5 e 6 são apresentadas as equações e funções do segundo grau. as funções fazem parte do nosso cotidiano e estão presentes na realização das coisas mais elementares que fazemos. função demanda. Pois se trata de tabelas de números que são ferramentas importantíssimas na análise do desempenho da empresa ou na análise das vendas. que irão permear todos os demais capítulos seguintes. destacamos as funções do primeiro grau aplicadas à economia como: função custo. Finalmente. as funções exponenciais. função lucro. Daí o motivo da importância de termos certa noção da teoria dos conjuntos. Para dar início ao estudo de função é necessário que tenha o conhecimento de equações. Destacamos as operações com limites e as regras de derivação bem como suas aplicações nas funções de custo marginal. pois todo o desenvolvimento algébrico de uma função é resolvido através de equações.

possuindo uma linguagem de fácil acesso a qualquer estudante de nível superior (ou até mesmo de nível médio). queremos agradecer a todos os alunos que. entretanto. Antonio Roberto Gonçalves Autor CONTEXTO & APLICAÇÕES 5 . Outrossim.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Acreditamos. O presente livro não exige pré-requisitos. corrigindo as falhas. que os desenvolvimentos dos exercícios apresentados é suficiente para um bom entendimento e sua aplicabilidade. fazendo os exercícios. contribuíram para este livro através de criticas e comentários. assistindo as aulas.

Cantor foi um homem interessante pelas deduções perspicazes dos teólogos medievais sobre a continuidade e o infinito. teria efeitos profundos sobre o ensino da Matemática. uma das mais belas realizações da atividade humana no domínio do puramente inteligível”. transferiram-se para Frankfurt. Cantor e Dedeking estavam entre os matemáticos mais notáveis de sua época. porém. apresentava acessos de depressão que o levavam às vezes. George Cantor. durante o restante de sua vida. nascido em São Petersburg. em meados do século XX. ramo que. E de sua opção por esse assunto nasceria a Teoria dos Conjuntos como um capítulo independente da Matemática. Física e Matemática. Em 1884. ele obteve o reconhecimento de suas realizações. Dedicando-se à pesquisa na área de análise matemática. Aos onze anos. CONTEXTO & APLICAÇÕES 6 . Seu pai deseja que seguisse a Engenharia. a duvidar de sua própria obra. no entanto nenhum dos dois conseguiu uma posição profissional de destaque. matemático. seus pais. (David Hilbert. de origem dinamarquesa. viveu grande parte de sua vida na Alemanha. ao se referir a George Cantor). numa instituição de Halle.C.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO CAPÍTULO I - TEORIA DOS CONJUNTOS “O produto mais extraordinário do pensamento matemático. em 1867. Göttinge e Berlin concentrou-se em Filosofia. Suas contribuições mais significativas centraramse na provocativa palavra “infinito”. Destacou-se em Berlim. com uma tese sobre a teoria dos números. Cantor acabou tendo sua atenção atraída para o assunto com o qual tinha afinidade: a natureza dos conjuntos infinitos.0 que se falava em infinito. tanto na teologia quanto na Matemática. Cantor sofreu o primeiro esgotamento nervoso e. Rússia. Quase no final. Tal fato contribuiu pra que sua adoção fosse tardia em Matemática. ninguém antes de 1872 fora capaz de dizer exatamente o que se estava falando. entretanto em seus estudos em Zurick. faz lembrar que a genialidade e a loucura estão relacionadas. Desde Zeno ( 450 A. mas sua morte em 1918. Cantor passou a maior parte de sua carreira na Universidade de Halle.

estamos formando conjuntos.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO CONJUNTOS A Teoria dos Conjuntos. Exemplo: Conjunto dos Estados do Brasil. criada pelo matemático Georg Cantor. y. dizemos que esse objeto é elemento do conjunto. tornou-se o elemento central da estruturação do conhecimento matemático. C. REPRESENTAÇÃO DE UM CONJUNTO Os conjuntos são representados por letras maiúsculas do alfabeto A. x. Y. etc. Baleia é um mamífero. onde pomar é o todo e árvore frutífera é o elemento. A todo o momento lidamos com a formação de conjuntos. Nos exemplos acima. portanto outubro é um elemento do conjunto meses do ano. que são os diagramas. entre chaves e os elementos por letras minúsculas a. Conjunto dos meses do ano Um conjunto é formado por elementos. portanto a baleia é um elemento do conjunto dos animais mamíferos. Ao organizarmos nossas roupas. Pomar é um conjunto de árvores frutíferas. seja por aspectos cotidianos. portanto Fá é um elemento do conjunto das notas musicais. a lista de amigos ou o timinho de futebol. c. o lógico inglês John Venn idealizou uma forma simplificada para demonstrar. separados por vírgulas. Outubro é um mês do ano. Como a idéia era muito abstrata e difícil de ser representada. culturais ou científicos. É a reunião de elementos que formam o todo. Conjunto é a reunião de pessoas seres ou objetos que possuem as mesmas características. b. etc. Conjunto das notas musicais. Fá é uma nota musical. B. X. Por exemplo: CONTEXTO & APLICAÇÕES 7 . temos: Paraná é um Estado do Brasil. e nos dá idéia de coleção. Se um objeto qualquer pode ser elemento de um determinado conjuntos. portanto Paraná é um elemento do conjunto dos Estados do Brasil. Conjunto dos animais mamíferos..

quinta. 2. • Conjunto dos números pares: P = {0. Este conjunto pode ser representado por três formas: 1º. IGUALDADE DE CONJUNTOS Definição: Dois conjuntos A e B dizem-se iguais (ou idênticos) se constam exatamente dos mesmos elementos e. 1}. 2. de preferência obedecendo a ordem crescente dos números. dizemos que os dois conjuntos são distintos e escrevemos A ≠ B. 6. 5. o. u} Conjunto dos dias da semana: A={domingo. nesse caso. i. sexta. Pelo diagrama de Venn Os elementos do conjunto são colocados dentro de uma figura em forma de elipse. Exemplo: Seja E = x ∈ IN / x 2 − 3x + 2 = 0 . 10. Então E = F = G Note que a igualdade do conjunto não depende da disposição dos elementos no { } CONTEXTO & APLICAÇÕES 8 . Pela Característica Escrevemos o conjunto enunciando uma propriedade ou característica comum de seus elementos. D = {x/ x são os divisores naturais do dez} 3º. chamada diagrama de Venn. 8..} COMO REPRESENTAR CONJUNTOS Vamos considerar o conjunto dos divisores naturais do 10. separados por vírgulas e sem repetição. F = {1. 4. sábado}. quarta.. 2} e G = {2. Pelos elementos Escrevemos seus elementos entre chaves. e. escrevemos A = B. Se um dos conjuntos contém algum elemento que não pertence ao outro. terça. segunda.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO • • Conjunto das vogais do alfabeto: V = {a.. 10} 2º. D = {1.

Exemplos: Quando falamos sobre biologia. pois não existe número natural negativo. Santa Catarina.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO conjunto. CONJUNTO UNITÁRIO Esse conjunto é caracterizado por possuir apenas um único elemento. Na resolução de equações um dos conjuntos mais importantes é o conjunto dos números Reais que reúne vários outros conjuntos numéricos. o 1. Representamos Finito: quando podemos enumerar todos os seus elementos. TIPOS DE CONJUNTOS CONJUNTO UNIVERSO O Conjunto Universo é a reunião de todos os conjuntos a serem estudados no contexto em que estamos trabalhando. O conjunto dos números inteiros compreendidos entre –3 e –1. Nesse caso existe somente um elemento. o Conjunto Universo será todos os números inteiros positivos. pois não existe país da África cujo nome se inicia pela M. Representa-se o Conjunto Vazio por: { } ou Ø. Exemplo: • • {–2}. CONJUNTOS FINITOS E INFINITOS O conjunto dos números naturais compreendidos entre 0 e 2. Este conjunto é vazio. Exemplo: conjunto dos Estados da Região Sul do Brasil. Quando falamos sobre os números naturais. CONJUNTO VAZIO O Conjunto vazio é o conjunto que não possui elementos. Rio Grande do Sul} Infinito: quando não podemos enumerar todos os seus elementos CONTEXTO & APLICAÇÕES 9 . Representamos por {1}. S = {Paraná. Exemplo: Seja A = {x / x é natural e menor que 0} Este conjunto é vazio. Entre os números –3 e –1 existe apenas o número inteiro –2. o Conjunto Universo será todos os seres vivos. Conjunto dos países da África que iniciam pela letra M.

9. diz-se que A é subconjunto de B. b. • Para indicarmos que um elemento a pertence ao conjunto P. 2. é subconjunto de qualquer conjunto. 5. .4 . vemos que todos os elementos do conjunto A pertencem ao conjunto B. Exemplo: Dados os conjuntos B = {0. 8. 5}. No exemplo acima o conjunto das partes é: B = {{a}. c}. O conjunto das partes é o conjunto formado por todos os subconjuntos de A.5} e A = {1. podemos formar os seguintes subconjuntos: {a}. por convenção. {a. {a. 9. c}. Seja o conjunto C = {a. escrevemos: a ∈ P (lê-se: elemento a pertence ao conjunto P). mas com as mesmas características.. {a. {b. 8 ∈ A. {a. 10} • • • 2 ∈ A. então podemos afirmar que A é subconjunto de B. 7. escrevemos: a ∉ P (lê-se: elemento a não pertence ao conjunto P) Exemplo: Seja o conjunto A = {2. 7 ∉ A SUBCONJUNTOS Quando todos os elementos de um conjunto A são também elementos de um outro conjunto B. {b} {c}. 6. c}. {b.. 9 ∈ A 1 ∉ A. c}. 3 . Para indicarmos que um elemento a não pertence ao conjunto P. b}. 2. { } = 8 subconjuntos Tome Nota: • • • Todo o conjunto A é subconjunto dele próprio O conjunto vazio. 1. 1. c}. c}. {b} {c}.4. 8. 5 ∉ A. IN = {0. b}. {a.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Exemplo: conjunto dos números naturais.} RELAÇÃO DE PERTINÊNCIA O conceito básico da Teoria dos Conjuntos é a relação de pertinência representada pelo símbolo ∈ (pertence) ou ∉ (não pertence). 3. 3 . 6. {a. 10 CONTEXTO & APLICAÇÕES . b. Podemos simplificar a definição dizendo que subconjunto é quando de um conjunto maior podemos formar vários conjuntos menores.

2.2} c) a ∉ {b. d.2. Dados os conjuntos X = {x / x é as letras do alfabeto}. b. menores do que 40. b. y ∈ C ( ( ( ( ( ( ( ) ) ) ) ) ) ) 2. c}. 9} 3. coloque V ou F para as sentenças abaixo: a) c ∉ B b) B ⊂ X c) {a. c. e } é subconjunto de C d) B ⊂ C e) X ⊄ B f) b ∈ C g) k. c. 5.2. B= {b / b é as vogais do alfabeto} e C= {c / c é as consoantes do alfabeto}. w.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO b. Escreva todos os subconjuntos do conjunto M = {x / x são os números naturais divisores de 15}.} RELAÇÃO DE INCLUSÃO A relação de Inclusão deve ser usada exclusivamente de conjunto para conjunto e verifica se um conjunto é subconjunto ou não de outro conjunto.2} ⊂ {1. Para representar a relação de inclusão utilizam-se os símbolos: ⊂ → Leia-se: está contido ⊃ → Leia-se: contém ⊄ → Leia-se: não está contido → Leia-se: não contém EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 1. Se n é o número de subconjuntos não-vazios do conjunto formado pelos múltiplos estritamente positivos de 5.a} d) ∅ ⊂ {a.3} CONTEXTO & APLICAÇÕES 11 .3. e} e) {a} ⊂ {b.3} ⊂ {1.2} ∈ {1. d.2} b) {1. Quais das proposições são verdadeiras? a) {1.a} f) 2 ⊂ {1.3} g) {1. { }. então o valor de n é: Resposta: 127 4.2. Represente pelos elementos e pelo diagrama de Venn o conjunto P = {x / x são as raízes da equação x 2 − 17 x + 72 = 0 } Resposta: {8.

.C e) 7.... 9..... qual das representações abaixo é correta.... c...... 3}.B f) { }. Dado o conjunto {a.... a) {x ∈ A / x é impar} b) {x ∈ A / x é múltiplo de 5} c) {x ∈ A / x é divisor de 60} d) {x ∈ A / x é divisível por 2} 10..4 < x < 4} c) Ç = {x /x são os múltiplos de 5 menores que 30} d) O = {x / x são os planetas do sistema solar} e) C = {x / x é a solução da equação x2 -1024 = 0} f) A = {x ∈ Z / x < -2} 9.B CONTEXTO & APLICAÇÕES 12 ......4 ≤ x < 2}... 8.A d) {0. 7............... B = { 2..... Represente pelo diagrama de Venn o conjunto D = {x / x são os números naturais primos menores que 20}.A h) 0... -3}..... Escreva os elementos dos conjuntos A........ 2.... 11... 15}... b.... 7. Escreva o conjunto dado pelas seguintes condições: a) P = {x / x é a solução da equação 5x + 20 = 45} b) A = {x ∈ Z / ... B e C no diagrama abaixo....... ∉ ⊂ e ⊄ a) 2. 5....... Dado os conjuntos: A = {x / x são as raízes da equação x 2 + 7 x + 12 = 0 }. 8} e C = {x ∈ Z / .... Seja A = {3.. Complete com ∈..C b) 5 e 6. 7..........MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 6........ e} o número máximo de subconjuntos distintos é: Resposta: 32 11.....C g) C.... 1....B c) {-4......... d....... 5..

Exemplo: Seja os conjuntos A = {5. 6. a Intersecção dos conjuntos A e B é um novo conjunto formado por todos os elementos que pertencem ao conjunto A e ao conjunto B ao mesmo tempo. determine A ∩ B. 7}. 8. 6. 2. 4. não vazios.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO OPERAÇÕES COM CONJUNTOS OPERAÇÃO UNIÃO ( ∪ ) Dados dois conjuntos A e B. 4. 5. 2. 5}. 7. Exemplo: Seja os conjuntos A = { 1. 6. A ∩ B = {5} CONTEXTO & APLICAÇÕES 13 . a União dos conjuntos A e B é um novo conjunto formado por todos os elementos que pertencem ao conjunto A e ao conjunto B. 5. 3. 4. 1. 5} e B = {3. 3. A ∪ B = {1. } OPERAÇÃO INTERSECÇÃO ( ∩ ) Dados dois conjuntos A e B. 9} e B = {0. não vazios. 2. 3. determine A ∪ B.

A = { m. 2. e. e. a. a Diferença dos conjuntos A e B é um novo conjunto formado pelos elementos que pertencem ao conjunto A. l} A . c.B = {m. devemos observar o que o conjunto A tem de diferente de B. determine: a) A ∩ B c) A ∩ C e) C – A g) B U C i) (A – B) ∩ (C – A) k) (A – B) ∩ (B U C) b) A ∩ (B U C) d) A ∩ B ∩ C f) A U B U C h) (A ∩ B) U (B – A) j) (A ∩ B) ∩ (B U C) l) (B – C) U (A – C) U (B – A) 13. t} B . 10. 10.A = {b.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO OPERAÇÃO DIFERENÇA ( . 15} e C = {0. 5. 15}. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 12. b. Sendo os conjuntos M = {x / x é par positivo menor que 10}.) Dados dois conjuntos A e B. calcule: a) Determine os números inteiros que pertencem ao conjunto M ∩ S b) Determine os números inteiros que pertencem ao conjunto M U S c) Determine os números inteiros que pertencem ao conjunto M – S 14. i. s. a. Dados M = {x ∈ Z / -2 < x < 3} e S = {x ∈ Z / -5 ≤ x ≤ 0}. 4. Exemplo: Seja os conjuntos A = {x / x são as letras da palavra MATEMÁTICA} e B = {x / x são as letras da palavra ISABELLE}. I = {x / x é número ímpar CONTEXTO & APLICAÇÕES 14 . i. não vazios. 8. mas não pertencem ao conjunto B. t. 10}. determine A – B. 6. B = {3. s} Tome Nota: • Para determinar a diferença entre conjuntos. Dados os conjuntos A = {1. c} e B = { i. 6. 9.

a) Z – X b) X – (Y U Z) c) Z ∩ X ∩ Z d) Z ∩ (Y – X) e) X . 6} d) X – C = {1. 5} e R = {0. Se A . 3. 1. 9. 8. 3. determine: a) M – R b) I – (M U R) c) V ∩ R ∩ M d) V U M U I e) M f) V ∩ M g) R – (V ∩ I) 15. 5. 7. 5. B e A ∩ B são conjuntos com 90. Dados os conjuntos: X= {x / x são os números impares menores que 10}. 50 e 30 elementos respectivamente. 2. Copie o diagrama no caderno e pinte os conjuntos de acordo com as sentenças. 2. 9} b) B ∩ C é um conjunto unitário c) C – X = {4.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO compreendido entre 4 e 10}.(Y ∩ Z) f) (Y ∩ Z) U (Z ∩ X) 17. 9} e) X = {1. 10} f) X ∩ B é um conjunto vazio g) B = {5. 10} h) B – C = {2. 6. 10} ( ( ( ( ( ( ( ( ) ) ) ) ) ) ) ) 18. Dado o diagrama. 4. determine então o número de elementos A U B. 3. classifique as sentenças em Verdadeiro ou Falso. 6. 6. 7. 3. 5}. 7. 2. V = {0. 7. C= {c / c são os números naturais maiores que dois e menores que 8 }. 4. 4. Coloque V ou F para as sentenças abaixo: a) X U C = {1. 9. 8. B= {b / b são os números pares maiores que 5 e menores que 10}. 8. CONTEXTO & APLICAÇÕES 15 . Resposta: 110 16.

M o conjunto de todas aquelas que são muçulmanas e A o conjunto de todas aquelas que são árabes. ( ( ( ( ( ( ) ) ) ) ) ) Dado o diagrama. determine os seguintes conjuntos. Ed. Considere T o conjunto de todas as pessoas do mundo. Os muçulmanos sequer se limita aos paises de etnia árabe. Sabendo que nem toda pessoa que é muçulmana é árabe. como muito imaginam. 2001). a) A = b) B = c) C = d) (A ∩ B) U (B ∩ C) = e) (A ∩ B) = f) A – (B U C) g) B – (A ∩ C) h) (B – A) ∩ (A – C) e C = {x 21. escrevendo seus elementos. pode-se representar o conjunto de pessoas do mundo que não são muçulmanas e nem árabe por: Resposta: A a) T – (A U M) b) T – A c) T – (A ∩ ) d) (A – M) U (M – A) e) M – A f) N. B = {x ∈ Z / – 3 ≤ x < 4} ∈ Ζ / -1 < x < 6}. (Adaptado da Superinteressante.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO a) A – B = 14 b) A – (B U C) = 9 c) B ∩ A ∩ C = 8 d) A U B U C = 75 e) B = 48 f) A ∩ C = 23 19. 169 – out. que não é um país de etnia árabe. Calcule. São dados os conjuntos A = {x ∈ IN / x é impar}. a maior concentração de muçulmanos do mundo encontra-se na Indonésia. a) A – B b) B ∩ A c) B – A d) A U B 20.A CONTEXTO & APLICAÇÕES 16 .D. Por exemplo.

2 . 3.5 . Quantas pessoas responderam a pesquisa? Resolução pela Fórmula » n(A U B) = n(A) + n(B) – n(A ∩ B) » n(A U B) = 92 + 80 – 35 » n(A U B) = 137 Resolução pelo diagrama: CONTEXTO & APLICAÇÕES 17 .MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS UTILIZANDO CONJUNTOS Muito dos problemas constituem-se. 4. determine: a) Quantos elementos têm o conjunto V? b) Quantos elementos têm o conjunto M? c) Quantos elementos têm o conjunto V ∩ M? d) Quantos elementos têm o conjunto V U M? Resolução: a) V = {1. Para resolvê-los. A e B. 4.6. Intersecção e Diferença. quando os conjuntos A e B são finitos. 4. 3.9. utilizaremos além das informações contidas nos enunciados. 1.9} e M = {0. 6. 10. oitenta pessoas disseram que gostam do partido B e trinta e cinco pessoas disseram que gostam dos dois partidos. n(V U M) = 6 + 9 – 3 » n(V U M) = 12. 2 . 10.6. é possível provar que: n(A U B) = n(A) + n(B) – n(A ∩ B) EXEMPLO RESOLVIDO Ex 2: Numa pesquisa sobre a preferência por dois partidos políticos. De modo geral. 1. 1. 9} » n(V ∩ M) = 3 d) V U M = {0.6.9. 7. Noventa e duas disseram que gostam do partido A. 3. obteve-se os seguintes resultados. 8 .9} » n(V) = 6 b) M = {0. essencialmente. 6. 8 . 11} » n (V U M) = 12 Então. 7 .5 . 6. 7 . 2 . 8 . EXEMPLO RESOLVIDO Ex 1: Analise a seguinte situação: Considere o conjunto V = {1. 11} » n(M) = 9 c) V ∩ M = {1. 11}. 10. 5 . de perguntas ou tarefas a serem executadas.9. nossos conhecimentos relativos às operações de conjuntos que são: União.

B e C.n(A ∩ B) . então o número de pessoas que responderam a pesquisa foi: 57 + 35 + 45 = 137. certa emissora de rádio realizou uma pesquisa. B e C Nenhum Calcule quantas pessoas responderam a pesquisa. pode-se provar que a fórmula que indica o número de elementos da de n(A U B U C) é: n(A U B U C) = n(A) + n(B) + n(C) + n(A ∩ B ∩ C) .MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO • Se 92 pessoas responderam gostar do partido A e 35 delas responderam que gostam de ambos.n(A ∩ C) .n(B ∩ C) EXEMPLO RESOLVIDO Ex 3: Objetivando conhecer a preferência musical dos seus ouvintes. dá mesma maneira.n(A ∩ B) .n(B ∩ C) 18 CONTEXTO & APLICAÇÕES . então o número de operários que gostam somente do partido B é: 92 – 35 = 57. dando como opção três compositores: Amado Batista (A). Resolução pela Fórmula » n(A U B U C) = n(A) + n(B) + n(C) + N + n(A ∩ B ∩ C) . Os resultados são: Votos 201 253 244 36 44 52 7 85 Opções Gostam de A Gostam de B Gostam de C Gostam de A e B Gostam de B e C Gostam de A e C Gostam de A. No caso de três conjuntos A. • • • Se 80 pessoas responderam gostar do partido B e 35 delas responderam gostar dos dois partidos. então o número de pessoas que gostam somente do partido A é: 92 – 35 = 57. 45 responderam que gostam somente do partido B e 35 responderam que gostam dos dois partidos políticos. Benito de Paula (B) e Caetano Veloso (C).n(A ∩ C) . Se 57 gostam somente do partido A.

não podemos esquecer de descontar os da intersecção. que se cruzam. principalmente quando estão envolvidos três ou mais conjuntos. constatou-se que: − 15 crianças gostavam de refrigerante. Foram instaladas 66 lâmpadas para iluminar as ruas A e B. − 25 crianças gostavam de sorvete − 5 crianças gostavam de refrigerante e de sorvete Quantas crianças foram pesquisadas? Resposta: 35 crianças 23. pois ela dá uma visão de todos os valores envolvidos no problema.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO » n(A U B U C) = 201 + 253 + 254 + 7 + 85 – (36 + 44 + 52) » n(A U B U C) = 800 – 132 » n(A U B U C) = 668 Resolução pelo diagrama: » Começamos sempre colocando o número de elementos da intersecção. Um processo prático para a resolução por diagrama é começar pela intersecção dos conjuntos e ir resolvendo de dentro para fora. » Ao colocar o número de elementos de um conjunto. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 22. Na rua A foram colocadas 40 lâmpadas e na rua B 30 lâmpadas. » n(A ∩ B) – n(A ∩ B ∩ C) = 36 – 7 = 29 » n(B ∩ C) – n(A ∩ B ∩ C) = 44 – 7 = 37 » n(A ∩ C) – n(A ∩ B ∩ C) = 52 – 7 = 45 » 201 – 29 – 7 – 45 = 120 » 253 – 29 – 7 – 37 = 180 » 254 – 45 – 7 – 37 = 165 Assim o número total de pessoas é a soma de todos os valores obtidos: 120 + 29 + 7 + 45 + 180 + 37 + 165 + 85 = 668 Tome Nota: A resolução por diagrama é importante. Quantas lâmpadas foram instaladas no cruzamento? Resposta: 4 lâmpadas CONTEXTO & APLICAÇÕES 19 . Numa pesquisa em que foram ouvidas crianças.

Faça o diagrama e calcule o percentual de alunos que acertou apenas uma questão? Resposta: 20 alunos ou 50% 26. a segunda. Numa pesquisa de mercado sobre a preferência de leitura de uma cidade contatou-se que 48% lêem o gibi do Tex. Quantos professores ensinam Química e Física e quantos ensinam somente Física? Resposta: 3 e 2 29.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 24. existem apenas pessoas de cabelos pretos. Trezentos alunos acertaram somente um dos problemas. dos quais 10 ensinam Matemática. determine o número de pessoas de cabelo loiro. cem alunos acertaram os dois e duzentos e dez erraram o primeiro. Resposta: 50 pessoas CONTEXTO & APLICAÇÕES 20 . Uma atividade com duas questões foi aplicada em uma classe de 40 alunos. 35 acertaram a primeira questão e 25. realizada na cidade de Siqueira Campos. 50% lêem o gibi do Ken Parker. Uma prova era constituída de dois problemas. 25% lêem os gibi do Tex e do Ken Parker. 260 acertaram o segundo. Em um determinado bairro de uma cidade. obteve o seguinte resultado: Marcas Consumidores P 540 K 290 G 360 PeK 70 PeG 50 KeG 120 P. Sabe-se que o total de habitantes deste bairro é de 300 pessoas. Uma escola tem 20 professores. 15 % lêem os gibis do Zagor e do Ken Parker e 4% dos entrevistados lêem as três revistas. 28 voleibol e 18 voleibol e basquetebol. Numa concentração de atletas há 42 que jogam basquetebol. 18% lêem os gibis do Tex e do Zagor. K e G 30 Calcule: Quantas pessoas não gostam de nenhum dos refrigerantes? Resposta: 280 pessoas 27. Qual é o número de atletas na concentração? Resposta: 52 25. 45% lêem o gibi do Zagor. castanhos e loiros. Nenhum deles ensina Matemática e Química. sobre as marcas de refrigerantes Paçokita (P). simultaneamente. Os resultados apontaram que 20 alunos haviam acertado as duas questões. Em uma pesquisa com 1. Quantos alunos fizeram a prova? Resposta: 450 alunos 30. Qual a porcentagem dos entrevistados que não lêem nenhuns desses gibis? Resposta: 11% 28.260 consumidores. 180 tem cabelos pretos e 70 tem cabelos castanhos. 9 ensinam Física. 7 Química e 4 ensinam Matemática e Física. dentre estas. KitaCola (K) e Gole (G) que é da preferência dos habitantes.

foram servidas as sobremesas X e Y. Gustavo e Roberto gostam de camarão. Rosinei. » 10 receberam Botas e Luvas. O número de estudantes que visitaram Manaus ou Rio de Janeiro foi: Resposta: 29 estudantes 35. Resposta: 1. João. Vinicius. foram distribuídos três acessórios de proteção: Botas. » 30 receberam Luvas. Numa Fábrica com 73 funcionários. Qual o número de funcionários que receberam os três equipamentos? Resposta: 7 funcionários 32. Feita uma pesquisa de mercado. 3 visitaram também o Rio de Janeiro. desses cinco. 5 comeram a sobremesa X. Sabe-se que das 10 pessoas presentes. Osmar e Roberto gostam de bife. família que gostam de determinado tipo de comida: Mostraremos aqui grupos dessa » Roberto. 7 comeram a sobremesa Y e 3 comeram as duas. B C 35 Nenhuma 115 600 400 300 34.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 31. Resposta: 280 pessoas A B C AeB 200 BeC CeA 100 150 A. Temos aqui os membros da família Gonçalves. » Guerino. Mariane. Rosinei. Flávio. » 25 receberam Óculos. Quantas não comeram nenhuma sobremesa? Resposta: Uma pessoa CONTEXTO & APLICAÇÕES 21 .000 pessoas b) O número de pessoas que só consomem a marca A. 16 visitaram Manaus. Desses estudantes. Trinta e cinco estudantes estrangeiros vieram ao Brasil. colheram-se os resultados tabelados abaixo: Marca Nº de Consumidores Pede-se: a) O número de pessoas consultadas. Antonio e Marli gostam de arroz. » 11 receberam Óculos e Luvas. bife e camarão? Resposta: Uma pessoa 33. Da seguinte forma: » 41 receberam Botas. » 9 receberam Botas e Óculos. quantas pessoas gostam de arroz. Osmar. Resposta: 250 pessoas d) O número de pessoas que consomem ao menos duas marcas. Então. » Isabelle. B e C. 16 visitaram Rio de Janeiro e 11 visitaram Salvador. 5 visitaram Manaus e Salvador e . Geni. Marli. Resposta: 285 pessoas c) O número de pessoas que não consomem as marcas A ou C. Uma população consome três marcas de sabão em pó: A. Óculos e Luvas. Após um jantar.

Pergunta-se: a) Quantos paulistas palmeirenses foram ao estádio? Resposta: 80.000 eram palmeirenses.000 c) Quantos não-flamenguistas foram ao estádio? Resposta: 85. determine a soma das afirmativas verdadeiras: (01) .000 paulistas torciam para o Flamengo.89 pessoas estavam matriculadas em pelo menos duas das atividades (08) .259 pessoas estavam matriculadas em alongamento ou musculação. » houve 5 tardes sem chuva.61 pessoas estavam matriculadas apenas em alongamento. 84. (04) . » quando chove de manhã não chove à tarde. Verificou-se também que. hidroginástica (H) e musculação (M).000 b) Quantos cariocas foram ao estádio? Resposta: 16. verificou-se que só foram ao estádio paulistas e cariocas e que todos eles eram só palmeirenses ou só flamenguistas.O número de pessoas matriculadas apenas em hidroginástica corresponde a 28. Numa academia de ginástica que oferece várias opções de atividades físicas.000 e) Dos paulistas que foram ao estádio. Segundo o Censo do IBGE no ano 2006.4% do total de pessoas envolvidas na pesquisa. 81% dos brasileiros possuíam televisão. » houve 6 manhãs sem chuva.000 torcedores. foi feita uma pesquisa para saber o número de pessoas matriculadas em alongamento (A). 8% possuíam geladeira e televisão e 4% não tinham TV nem geladeira.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 36. realizado em São Paulo.000 f) Dos cariocas que foram ao estádio. Qual o total de brasileiros que possuíam apenas televisão? Resposta: 73% CONTEXTO & APLICAÇÕES 22 . chegando-se ao resultado expresso na tabela a seguir: Atividade Nº de Alunos H 203 M 162 A 109 AeH 25 AeM 28 HeM 41 Os três 5 Outras 115 Com base nessas informações. 85.000 eram paulistas e que apenas 4. de manhã ou à tarde. Depois de n dias de férias. 79% possuíam geladeira.000 39. (02) . um estudante observa que: » choveu 7 vezes. No último clássico Palmeiras x Flamengo.000 d) Quantos flamenguistas foram ao estádio? Resposta: 15. Podemos afirmar então que n é igual a: Resposta: 9 dias 38. dos 100. quantos eram palmeirenses? Resposta: 5. (16) . Resposta: 25 37.A pesquisa envolveu 500 pessoas. quantos não eram flamenguistas? Resposta: 80.

nove compraram simultaneamente pendrive e cartuchos. cinco compraram simultaneamente papel e cartuchos. 6 pessoas gostavam apenas de ROCK. Desses 527 estavam com sarampo. 8 pessoas gostavam de ROCK e JAZZ. um terço dos que compareceram à segunda conferência assistiu a apenas ela e um quarto dos que compareceram à terceira conferência não assistiu nem a primeira nem a segunda. Qual o número de prisioneiros com as duas doenças? Resposta: 120 prisioneiros 41. 13 pessoas gostavam de SAMBA e JAZZ. Quantos compraram os três artigos? Resposta: um cliente 42. Em um ciclo de três conferências que ocorreram em horários distintos. Nessas condições determine: a) Quantas pessoas gostavam dos três tipos de música? Resposta: 5 pessoas b) Quantas pessoas não gostavam de nenhum dos três tipos de música? Resposta: 12 pessoas. quinze compraram cartuchos de tinta para impressora.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 40. 251 com tuberculose e 321 não tinham nenhuma dessas duas doenças. 40 pessoas não gostavam de ROCK e ninguém gostava apenas de JAZZ. 15 pessoas gostavam de SAMBA e ROCK. Foi feita uma pesquisa sobre a preferência de um grupo de pessoas por determinado tipo de música. seis compraram simultaneamente papel e pendrive. e que cada uma assistiu a pelo menos uma conferência. os aliados tomaram um campo de concentração nazista e de lá resgataram 979 prisioneiros. Deles cinqüenta e dois fizeram compras: vinte compraram papel. trinta e seis compraram pendrive. Um total de sessenta clientes potenciais foi a uma loja de equipamento informático. e concluiu-se que: 43 pessoas gostavam de SAMBA. o número de pessoas em cada conferência foi: Resposta: 156 pessoas. Sabendo ainda que havia um total de 300 pessoas participando do ciclo de conferências. CONTEXTO & APLICAÇÕES 23 . Sabe-se que a metade dos que compareceram à primeira conferência não foi a mais nenhuma outra. Durante a Segunda Guerra Mundial. c) Qual o total de pessoas pesquisadas? Resposta: 69 pessoas 43. havia sempre o mesmo número de pessoas assistindo a cada uma delas. 3 pessoas gostavam apenas de ROCK e JAZZ.

temos a linguagem exata para representar qualquer quebra-cabeça ou problema. Este texto da Índia antiga fala de um passa tempo muito popular dos matemáticos hindus da época: a solução de quebra-cabeças em competições públicas. Matematicamente. escrito há mais ou menos 4. que quer dizer igualar. Equação é uma maneira de resolver situações nas quais surgem valores desconhecidos quando se tem uma igualdade. dizemos que esse x é o valor que não se conhece. esses valores são representados por letras. igualar em peso. cultivando a Matemática dos gregos. em que um competidor propunha problemas para outro resolver. Era muito difícil a Matemática nesse período. O IDIOMA DA ÁLGEBRA. A primeira referencia a equações de que se têm notícias consta do papiro de Rhind. um dos documentos egípcios mais antigos que tratam de matemática. pesar. de novo a idéia de igualdade. Por isso na língua portuguesa existe uma expressão muito usada: “o x da questão”. E a origem primeira da palavra “equação” vem do árabe “adala”. Os gregos resolviam equações através de Geometria. Ela é utilizada quando temos um problema dentro de uma determinada situação. um homem inteligente eclipsa a glória de outro homem nos concursos populares. Por serem desconhecidos. Sem nenhum sinal. somente alguns poucos sábios eram capazes de resolver os problemas.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO CAPÍTULO II EQUAÇÃO. equacionar. promoveram CONTEXTO & APLICAÇÕES 24 . Mas foram os árabes que. que significa “ser igual a“.000 anos. “Assim como o Sol empalidece as estrelas com o seu brilho. Como os egípcios não utilizavam a notação algébrica. sem nenhuma variável. Basta traduzi-los para o idioma da Álgebra: a equação. usando muitos artifícios e trabalhosas construções geométricas. A palavra “equação” vem do latim “equatione”. resolvendo os problemas que este lhe propõe”. os métodos de solução de uma equação eram complexos e cansativos. Hoje.

o idioma da álgebra. A partir desse momento. que também quer dizer “coisa desconhecida”. as equações começaram a ser interpretadas como as entendemos atualmente: equação. etc. Al-Khowarizmi é considerado o matemático árabe de maior expressão do século IX. a palavra “coisa” era pronunciada como xay. CONTEXTO & APLICAÇÕES 25 . para fazer a previsão do tempo. Graças a Viète os objetos de estudo da Matemática deixaram de ser somente problemas numéricos sobre preços das coisas. para determinar o lucro de uma firma. que é uma palavra originária do latim “incognitu”. Al-Khowarizmi faz uma exposição completa dos numerais hindus. Em árabe. e passaram a englobar também as próprias expressões algébricas. O primeiro a fazer isso foi o francês François Viète. destaca-se o de Al-Khowarizmi (século IX). No trabalho dos árabes. Sobre a arte hindu de calcular. As equações ganharam importância a partir do momento em que passaram a ser escritas com símbolos matemáticos e letras. Al-jabr wa’l mugãbalah. Viète também foi o primeiro a estudar as propriedades das equações através de expressões gerais como ax + b = 0. para calcular a taxa de uma aplicação financeira. em uma equação. contém uma exposição clara e sistemática sobre resolução de equações. O outro. entre outras coisas. os árabes chamavam o valor desconhecido em uma situação matemática de “coisa”. Ele escreveu dois livros que desempenharam importante papel na história da Matemática. chamamos o termo desconhecido de incógnita. Hoje. idade das pessoas ou medidas dos lados das figuras. que resolveu e discutiu equações de vários tipos.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO um acentuado progresso na resolução de equações. Atualmente as equações são usadas. considerado o seu livro mais importante. ou seja. no final do século XVI. Daí surge o x como tradução simplificada de palavra “coisa” em árabe. Para representar o valor desconhecido em uma situação matemática. Num deles. Por esse motivo é chamado “pai da Álgebra”.

x + 20 = 0 temos: » 5 é o coeficiente » 20 é o termo independente » x é a incógnita.x + b = 0.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO EQUAÇÕES O objetivo deste tópico é procurar revisar a resolução de equações de 1º grau na incógnita x. em que a e b são constantes reais. esse pode ser chamado de raiz da equação ou conjunto verdade ou conjunto solução da equação. Equação é toda sentença matemática aberta representada por uma igualdade. em que exista uma ou mais letras que representam números desconhecidos. A resolução destas equações quando seus coeficientes são numéricos não apresentam grandes problemas.x = . substituindo a incógnita por ele. com a diferente de 0. Cada um dos valores que. de princípio. Ex: 2x – 5 = 3 » o número desconhecido x recebe o nome de incógnita. EQUAÇÃO DO 1º GRAU As equações do primeiro grau são aquelas que podem ser representadas sob a forma a.b » x = − b a Na equação x + 12 = 40. Para verificarmos CONTEXTO & APLICAÇÕES 26 . colocados no lugar da incógnita. não podemos afirmar se a sentença é verdadeira ou falsa. Na equação 5. e x é a variável. Porém podemos verificar facilmente que a equação acima se torna verdadeira para x = 28 x + 12 = 40 » x = 40 . dando subsídios para o capítulo de funções do primeiro grau. Uma equação do 1º grau pode ser resolvida usando a propriedade: a. sem conhecer o valor da incógnita x. RESOLUÇÃO DE EQUAÇÕES DO 1º GRAU: Resolver uma equação significa encontrar valores da incógnita que satisfazem a sentença tornando-a verdadeira. Logo o conjunto verdade (V).x + b = 0 » a. solução (S) ou raiz da equação é 28. transformam a equação em uma sentença verdadeira é chamado de raiz da equação. chegamos a uma igualdade numérica).12 » x = 28 Ao resolvermos uma equação do 1º grau obtemos um resultado (esse resultado é um valor numérico que.

Seja a equação: 3 x =15 ⇒ 3 x 15 = ⇒ x =5 3 3 Na prática para resolver equações do 1º grau. EXEMPLOS RESOLVIDOS Ex 4: Encontre o valor de x na equação: 2 x − 8 = 10 2 x − 8 = 10 ⇒ 2 x = 10 + 8 ⇒ 2 x = 18 ⇒ x = 18 ⇒ x= 9 2 Ex 5: Encontre o valor de x na equação: − 6 x − 28 = 10 + 3 x − 6 x + 28 = 10 + 3 x ⇒ −6 x − 3 x = 10 − 28 ⇒ −9 x = −18 ⇒ (− 1) ⇒ 9 x = 18 ⇒ x = 18 ⇒ x=9 2 Ex 6: Encontre o valor de x na equação abaixo: 4x + 3 x−9 +3= 5 2 8 x + 6 + 30 5 x − 45 = ⇒ 8 x + 6 + 30 = 5 x − 45 ⇒ 8 x − 5 x = −45 − 36 ⇒ 10 10 − 81 3 x = −81 ⇒ x = ⇒ x = −27 3 O Método de resolução de equações do 1º grau. a igualdade se mantém. no qual colocam-se os valores de um lado do sinal de (=) e as incógnitas do outro lado é apenas um “macete” utilizado CONTEXTO & APLICAÇÕES 27 . basta substituirmos a incógnita por esse número e observarmos se a sentença obtida é ou não verdadeira. Seja a equação: x − 3 = 9 ⇒ x − 3 + 3 = 9 + 3 ⇒ x = 12 Seja a equação: 5 x = 10 + 4 x ⇒ 5 x − 4 x = 10 + 4 x − 4 x ⇒ x = 10 Dividindo ou multiplicando ambos os membros de uma equação por um mesmo número não-nulo. Adicionando um mesmo número a ambos os membros de uma equação. basta colocar as incógnitas de um lado do sinal de (=) e os "números" do outro. a igualdade se mantém.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO se um dado número é ou não raiz de uma equação. Convém lembrar que na resolução de equações do primeiro grau podemos transformar uma equação em outra equação equivalente mais simples. ou subtraindo um mesmo número de ambos os membros.

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 44.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO para agilizarmos a resolução. logo a expressão inteira será: 2x + 10 = 100. Utilizamos equações do 1º grau com uma incógnita na resolução de problemas tal qual o seguinte: "Se eu tivesse o dobro da quantia que eu possuo. O número de pessoas que trabalham nas filiais é o triplo do número 28 CONTEXTO & APLICAÇÕES . Para isto vamos chamar a quantia que eu possuo atualmente de x. Este é valor procurado. Finalmente devemos expressar que o dobro da quantia mais dez é igual a cem. Basicamente substituímos o texto em português pelos seus respectivos operadores matemáticos. O dobro da quantia mais dez reais será expresso matematicamente como 2x + 10. Uma empresa tem a matriz em São Paulo e filias em todo o Brasil e possui um total de 1. ou seja. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 45. matematicamente estou me referindo a 2x.264 funcionários. Ao referir-me ao dobro da quantia. com mais dez reais eu poderia comprar um certo livro que custa cem reais. Quantos reais eu possuo?" Inicialmente iremos expressar este mesmo problema em linguagem matemática. Resolva as seguintes equações: a) 2 x − 3 = 17 b) 2(2 x + 7 ) + 3 (3x − 5) = 3(4 x + 5) −1 c) 4 x + 7 = x − 8 d) 3 − 7 (1 − 2 x ) = 5 − ( x − 9) e) 1 x + 1 x − 1 = 1 x − 1 15 5 30 3 15 i) j) 4 x − 5 + 3x − 2 x = 9 − 2 x 6 − (3x − 3) − [2 − (− 4 x − 1)] = −(− 3x + 2) k) 11(2 x − 3) − 4(3x − 2) = 4(− 2 x + 1) + 7 l) m) 6 − 2(3x − 3) = 2(2 x + 5) − 4(3x − 1) x 2 x −1 x + 1 − = 4 3 6 3 5 f) 6x + 8 = 2 3 n) 8 x + 700 = 3 x − 800 − o) p) 3x − 9 8 = 2x + 7 5 2 x − 3 x −1 3x − 5 − = 6 8 12 g) − 1 1 1 y+2= − y 6 4 3 h) x − x−2 2− x =2− 3 4 PROBLEMAS ENVOLVENDO EQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU. ao dobro de x.

Quantas aranhas tem na caixa”.00. Resposta: 20 parafusos e 80 porcas 52. José e Otávio de modo que Paulo receba R$ 15. Numa delas têm 95 joaninhas. Quanto 3 recebeu o primeiro herdeiro? Resposta: 48 bois Dois namorados tantos se abraçaram que se parte o colar de pérolas da moça. CONTEXTO & APLICAÇÕES 29 . Resposta: . José R$ 60. quanto recebe cada um? Resposta: R$ 40.00 a mais que Otávio. (Lembrete: uma joaninha tem 6 patas.00 e R$ 10. Cada parafuso pesa o dobro de uma porca. Numa fração o denominador excede o numerador em 5. o mais velho recebe o dobro do que o segundo recebe.00.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO de pessoas que trabalham na matriz. 132. sabendo-se que o total de peças é 100 e que cada porca pesa 20 gramas.002. Quantos funcionários trabalham na matriz dessa empresa? Resposta: 316 46. 48.00 e Paulo R$ 45.00 53. Existem três números inteiros consecutivos com soma igual a 393. Uma caixa contém porcas e parafusos. 47. Um fazendeiro repartiu 240 bois entre seus três herdeiros da seguinte forma: o primeiro 2 recebeu do segundo e o terceiro tanto quanto o primeiro e o segundo juntos. Um avô tem 60 anos e seu neto 15. Se aumentarmos o numerador em 2 unidades. Quantas pérolas tinham o colar? Resposta: 30 pérolas 54. 50. Se contarmos as patas de todos os insetos e de todos os aracnídeos que estão nas caixas. 131. a fração ficará aumentada em 1 3 .00 R$ 20. chegaremos ao número 1. Determine esta fração. Um terço das pérolas caiu no chão. O peso da caixa é de 2. Três filhos recebem mesadas. um quinto ficou no sofá.00 entre Paulo.400 gramas. Um mágico matemático propôs a seguinte adivinhação: “Vocês estão vendo estas duas caixas. Que números são esses? Resposta: 130. Sendo o total da mesada de R$ 70. e este receba R$ 25.00 a menos que José. Ao final de quantos anos a idade do avô será o dobro da idade do neto? Resposta: 30. Distribuir R$ 140. Quanto receberá cada um? Resposta: Otávio R$ 35. e uma aranha 8 patas).00. 4 8 49. um sexto foi achado pela moça e um décimo foi encontrado pelo moço e seis pérolas ficaram no fio. na outra tem aranhas. Resposta: 54 51. e este o dobro do que o mais moço recebe. Qual a quantidade de parafusos e porcas da caixa.

Nessas condições. eles são utilizados para determinar os valores de x e y nas equações com duas variáveis. se eu te desse um de meus sacos. mais meia laranja. 11 anos e 16 anos. Quanto quilograma pesa esse tijolo? Resposta: 2 quilos. de modo que o primeiro recebe a metade das laranjas.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 55. A idade atual de um pai é de 60 anos. a idade do pai será o triplo da idade do filho? Resposta: 8 anos 56. Exemplos de sistemas de equações:  x + y =10 a)  x − y = 4 2 x + y = 6 b)  2 x + 3 y = 2 CONTEXTO & APLICAÇÕES 30 . e principalmente em Administração no cálculo de ponto de equilíbrio ou ponto de nivelamento. Daqui a quantos anos a idade do pai será igual à soma das idades dos filhos? Resposta: 13 anos 57. Um cavalo e um burro caminhavam juntos. 60. “De que ti queixas? Se eu tomasse um saco dos teus. minha carga passaria a ser o dobro da tua. Sua perfeita resolução e de suma importância na Matemática. Um feirante distribuiu laranjas entre três clientes. Física. Sabendo-se que não sobrou nem uma laranja. Quantos sacos levavam cada um dos animais? Resposta: 7 levava o cavalo e 5 levava o burro SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU Os sistemas de equações consistem em ferramentas importantes na Matemática. Uma empresa. Seus três filhos têm. levando sobre os lombos pesadas cargas. Sabe-se que 48% dos empregados viajaram para o Rio de Janeiro. Resposta: 7 laranjas e cada um recebeu 4. Lamentava-se o burro de seu revoltante fardo quando o cavalo lhe disse. 2. Química. Daqui a quantos anos. mais meia laranja e o terceiro a metade deste último resto. Por outro lado. 7 anos. respectivamente. quantos empregados têm essa empresa? Resposta: 50 empregados 59. deu férias coletivas aos seus empregados. etc. mais meia laranja. o segundo a metade das laranjas restantes. Um pai tem trinta e sete anos e seu filho sete. e 1 laranja. 58. calcule o número total de laranjas e quantas foram dadas a cada cliente. Engenharia. em Viçosa. tua carga igualaria a minha”. 28% viajaram para Belém e os 12 restantes ficaram em Viçosa. Um tijolo pesa 1kg mais meio tijolo.

substituindo o valor isolado na outra equação. x − y = −3 ⇒ x −5= −3 ⇒ x = −3+ 5 ⇒ x = 2 Portanto. Ex 8: Vejamos o exemplo abaixo: + 5 x + 3 y =13  − 4 x + 9 y = 1 Neste caso. MÉTODO DA SUBSTITUIÇÃO O método da substituição consiste em trabalhar qualquer equação do sistema de forma a isolar uma das incógnitas. Método da Adição e Método da Igualdade. da primeira equação podemos isolar o x e obtemos: CONTEXTO & APLICAÇÕES 31 . 2 x + 3 y =19 ⇒ 2(− 3 + y ) + 3 y =19 ⇒ − 6 + 2 y + 3 y =19 ⇒ 2 y + 3 y =19 + 6 ⇒ 5 y 25 ⇒ y = 25 ⇒ y =5 5 3º Passo: Para finalizar. isto é. vamos escolher a 2º equação e isolar a incógnita x. 5) O Método da Substituição é de difícil execução quando as equações não apresentam coeficientes de valor um. calculamos o valor de x utilizando uma das equações do sistema. porém esse método é mais utilizado para sistemas que apresentam três equações com três incógnitas. a solução do sistema é x = 2 e y = 5. A resolução dos sistemas consiste em estabelecer uma relação entre as equações e aplicar técnicas de resolução. substituímos o valor de x por –3 + y na 1º equação. transformando as equações em matrizes e calculando o determinante. o par ordenado (2. de preferência a que aparentemente apresentar ser de mais fácil resolução. EXEMPLOS RESOLVIDOS 2 x + 3 y =19 Ex 7: Observe passo a passo a resolução do sistema:  x − y = − 3 1º Passo: Nesse caso. x − y = −3 ⇒ x = −3+ y 2º Passo: Agora. Pode-se resolver sistemas de equações pela Regra de Cramer.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO MÉTODOS PARA RESOLUÇÃO DE SISTEMAS DE EQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU. principalmente quando há uma dificuldade em se trabalhar com frações. Os métodos mais usados na resolução de um sistema são: Método da Substituição.

x + y =10 ⇒ 11 + y = 10 ⇒ y = 10 − 11 ⇒ y = − 1 A solução do sistema é o par ordenado (11. basta escolher uma das equações e substituir o valor de x por 11. obtemos x = 5 5 5 A solução do sistema é o par ordenado (2. Para casos que não é possível zerar uma das incógnitas na primeira soma. eliminando uma das incógnitas e determinando o valor da outra incógnita.  x + y =10 Ex 9: Observe a resolução do sistema a seguir:   x − y =12 1º passo: Somamos as equações. 2 x = 22  x + y = 10 + 22 ⇒ x=  x − y = 12 2 2 x + 0 y = 22 x =11 2º Passo: Calculado o valor de x. devemos utilizar um artifício usado na resolução de sistemas lineares que consiste em multiplicar os dois membros de uma ou das duas equações por um número real e somarmos os membros correspondentes das equações. –1). 1).1 10 ⇒ x= ⇒ x=2 . o melhor método para a resolução é o Método da Adição. MÉTODO DA ADIÇÃO O método da adição deve ser utilizado nos sistemas em que existe a oportunidade de zerar uma das incógnitas. Para sistemas que não há coeficientes de valor um.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 5 x + 3 y = 13 ⇒ 5 x = 13 − 3 y ⇒ x = 13 − 3 y 5 Substituindo esse valor na segunda equação. substituindo o y por 1. CONTEXTO & APLICAÇÕES 32 . obtemos:  13 − 3 y − 4 x + 9 y =1 ⇒ − 4   5 − 52 + 12 y  + 9 y =1  + 9 y =1 ⇒ 5  − 52 + 12 y + 45 y 5 57 = ⇒ −52 + 57 y = 5 ⇒ 57 y = 5 + 52 ⇒ y = ⇒ y =1 5 5 57 Na expressão x = 13 − 3 y 13 − 3.

5) Todos os métodos são importantes e cada um apresenta uma vantagem. 2 p − 3q =1 Ex 11: Observe a resolução do sistema a seguir:  3 p + 2q = 34 1º passo: Vamos isolar o p na primeira e na segunda equação para podermos igualar as equações. o importante é saber armar o sistema e optar pelo método mais rápido de resolução. 9 3 x − y = 10 ⇒ 3 x − (−1) = 10 ⇒ 3 x + 1 = 10 ⇒ 3 x = 10 − 1⇒ 3 x = 9 ⇒ x = ⇒ x = 2 3 A solução do sistema é o par ordenado (2. em seguida somar membro a membro as duas equações.1) MÉTODO DA IGUALDADE OU COMPARAÇÃO Este método consiste em isolar uma incógnita numa equação e a mesma incógnita na outra. 1 + 3q 34 − 2q 65 = ⇒ 3 + 9q = 68 − 4q ⇒ 9q + 4 q = 68 − 3 ⇒ 13q = 65 ⇒ q = ⇒ q = 5 2 3 13 3º passo: Substituir q = 5 em p = p= 1 + 3q . 3x − y =10 (−2)  2 x + 5 y =1 (3) − 6 x + 2 y = − 20 + + 6 x + 15 y = 3 ⇒ 17 y = −17 ⇒ y = −17 ⇒ y = −1 17 Calculado o valor de y. para encontrar o valor de p. depois basta igualar as duas. 2 p − 3q = 1 2 p = 1 + 3q 1 + 3q p= 2 3 p + 2q = 34 3 p = 34 − 2q 34 − 2q p= 3 2º passo: Igualar as duas equações para encontrar o valor de q.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO EXEMPLOS RESOLVIDOS. . basta escolher uma das equações e substituir o valor de y por – 1. recaindo-se numa equação do 1º grau com uma única incógnita.  2 x + 5 y = 1 Para eliminarmos a incógnita x devemos multiplicar a primeira equação por -2 e a segunda por 3. CONTEXTO & APLICAÇÕES 33 . 2 1 + 3q 1 + 3 .5 16 ⇒ p= ⇒ p = ⇒ p =8 2 2 2 A solução do sistema é o par ordenado (8. 3x − y =10 Ex 10: Encontre o valor de x e y no sistema.

Resposta: Recebeu 6 notas de cinco reais 67.3q = − 3. A soma da minha idade com a da minha filha é 72. Num depósito existem 24 extintores de incêndio.00. A minha idade atual. Um aluno ganha 5 pontos por exercícios que acerta e perde 3 por exercício que erra.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 61.00 e outras de R$ 5. Daqui a 3 anos a minha idade será o dobro da idade da minha filha.5 f) 2 r + s = 6  2r + 3s = 2 62. Um copo cheio tem massa de 385g. A massa 3 3 da água é: Resposta: 295 gramas 5 66. tinha 130 pontos. com do copo com 2 de água tem massa de 310 g. outras por apenas 2 pessoas num total de 38 fregueses. O número de mesas ocupadas por apenas duas pessoas é? Resposta: 5 mesas 68. recebendo 10 notas. Resolva as seguintes equações: 2 x + y =10 a)  3x − 2 y =1 2m + 3n =10 b)  4 m − n = − 1 x + y = 7  c)  2 x 3 y 5 = 7  5(a + 1) + 3 (b − 2) = 4 d)  8(a + 1) + 5 (b − 2) = 9 − 0. Eu tenho o dobro da idade da minha filha. conclui-se que o número de extintores de espuma química existentes nesse depósito é: Resposta: 6 extintores 63. minha idade é: Resposta: 46 anos 65. Quantos exercícios acertou? Resposta: 35 exercícios 69. Ao fim de 50 exercícios. Luís e Maria resolveram comparar suas coleções de CDs.00 a pessoa recebeu. em anos é: Resposta: 47 anos 64. Calcule quantas notas de R$ 5.00 de um banco. Sabendo-se que o de dióxido de carbono é o triplo do de espuma química. Algumas por 4 pessoas. sendo de espuma química e dióxido de carbono. Descobriram que têm ao todo 104 CDs e que se Maria tivesse 12 CDs a menos teria o triplo do número de CDs do Luís.8 e)   p + 0. É possível afirmar que a quantidade de CDs que Luís possui é: Resposta: 23 cds CONTEXTO & APLICAÇÕES 34 . Uma pessoa retira R$ 70. algumas de R$ 10. todas ocupadas. Se a diferença de nossas idades é 23 anos.4 p − q = 5. Em um restaurante há 12 mesas.

Quantas são as galinhas e os coelhos? Resposta: São 5 galinhas e 18 coelhos 75. receberia R$ 10. 36 pessoas ficam perfeitamente acomodadas.00 para um total de 100 veículos. podemos concluir que o número de processos do Dr. Um estacionamento cobra R$ 2.00 do clube e cada vez que ele errasse pagaria R$ 5.25.600 tradicionais e 400 diet. caso pouse apenas um pássaro em cada galho.00. Quantas motos e carros usaram o estacionamento nesse dia? Resposta: 23 motos e 77 carros. Cláudia.00 e os diet por R$ 1. 6 mesas com quatro lugares e 6 mesas com seis lugares. André e dois grampos em cada processo do Dr. Quantos são os galhos (g) e pássaros (p)? Resposta: 3 galhos e 4 pássaros 77. a secretária. com um faturamento de R$ 2. Ao final do dia haviam sido vendidos 2. CONTEXTO & APLICAÇÕES 35 . Como Dr. Caso pousem 2 pássaros em cada galho. para diferenciá-los facilmente no arquivo. Uma fábrica de refrigerantes produz refrescos de guaraná nas versões tradicional e diet. Nessas condições. Em um terreiro há galinhas e coelhos. 71.00 ao clube. O preço de 3 copos de refrigerantes e 5 coxinhas é R$ 9. 73. quantas mesas de 3. ele recebeu R$ 50.30. Carlos é igual a: Resposta: 40 processos.00 por moto e R$ 3. Numa lanchonete. 4 e 6 cadeiras. Sabendo-se que ao todo são 78 processos.000 refrigerantes. Carlos sempre advogam em causas diferentes. André e Dr. existem? Resposta: 4 mesas com três lugares. Um jogador de basquete fez o seguinte acordo com seu clube: cada vez que ele convertesse um arremesso. Descubra quantas garrafas de cada tipo de refrigerante foram vendidas.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 70. Em um restaurante existem mesas de 3. 4 e 6 cadeiras num total de 16 mesas. Sabendo-se que o restaurante acomoda no máximo 72 pessoas. 76. Num escritório de advocacia trabalhavam apenas dois advogados e uma secretária. Considere uma árvore com g galhos e um bando de p pássaros. Os bares vendem os tradicionais por R$ 1.100.00 por carro estacionado. Ocupando todos os lugares nas mesas de 3 e 4 cadeiras. respectivamente. Carlos. Pode-se afirmar que o número de arremessos convertidos pelo jogador foi: Resposta: 10 arremessos 72. Ao final de uma partida em que arremessou 20 vezes. Ao final de um dia. nos quais foram usados 110 grampos. Resposta: Foram 1. 2 copos de refrigerantes e 3 coxinhas custam R$ 5.90 as menos que cada coxinha 74. sobrará um pássaro sem ter galho para pousar. coloca um grampo em cada processo do Dr.70. num total de 23 animais e 82 pés. sobrará um galho vazio. é verdade que cada copo de refrigerante custa Resposta: R$ 0. o caixa registrou R$ 277.00.

x + b > 0.x + b ≥ 0 a. Determine quanto caminhão de cada tipo devem ser usados para mover a terra em uma viagem utilizando todos os motoristas disponíveis. As inequações do primeiro grau apresentam as seguintes formas: a. A Transportadora Ruas precisa mover 140 toneladas de mercadorias. são números reais e diferentes de zero (a e b ≠ 0). Fazem parte de seu quadro de funcionários 10 motoristas qualificados e dois tipos de caminhões. Devido a uma exigência do seguro caminhões de 25 toneladas de capacidade devem ter dois motoristas na cabine durante o transporte.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 78.x + b ≠ 0 Sendo que: a e b. respectivamente. Exemplos: 4. EXEMPLOS RESOLVIDOS. Ex 12: Determine todos os possíveis números inteiros para os quais satisfaça a inequação: CONTEXTO & APLICAÇÕES 36 . Uma maneira simples de resolver uma inequação do 1° gr au é isolarmos a incógnita em um dos membros da desigualdade e realizarmos as operações que aparecerem. Um tipo pode transportar 25 toneladas e o outro tipo pode transportar somente 15 toneladas.x + b < 0 a.x + b ≤ 0 a.x + b > 0 a. tem-se o objetivo de se apurar um conjunto de todos e quaisquer possíveis valores que possam assumir uma ou mais variável que estejam envolvidas nas equações proposta no problema. INEQUAÇÕES DO PRIMEIRO GRAU Em sua definição mais simples e compreensível. Resposta: dois caminhões de 25 toneladas e seis caminhões de 15 toneladas. x + 3 > 0 − x − 10 < 0 3 x + 12 ≥ 0 6x + 8 ≤ 0 5 x + 25 ≠ 0 SOLUÇÃO DE INEQUAÇÕES DO 1º GRAU Nas inequações do primeiro grau que estejam na forma a. Caminhões com capacidade de 15 toneladas precisam de apenas um motorista na cabine. pode ser definida como toda e qualquer sentença da matemática que é aberta por um sinal de desigualdade.

A e B. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 79. Sabe-se que 40% dos hóspedes utilizam o restaurante do hotel CONTEXTO & APLICAÇÕES 37 . Duas pequenas fábricas de calçados. x + 8 > 0 ⇒ 4 x > 0 − 8 ⇒ x > −8 ⇒ x>− 2 4 Após fazer os devidos cálculos da inequação acima.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 4. 3. devemos inverter o sinal da desigualdade. têm fabricado. Resolva as seguintes inequações: a) 2 x − 3 ≥ 17 b) 3(2 x + 7 ) + 4 (3x − 5) ≠ 2(4 x + 5) + 1 c) − 9 − 7 (1 − 2 x ) < 5 − ( x − 9) d) x x 1 x 1 + − ≤ − 15 5 30 3 15 e) 4 x + 7 > x − 8 f) 8 x + 700 < 3 x − 800 g) − 6 x + 8 > 5 x h) 3x + 9 8 ≤ 2x + 7 5 80. pode-se concluir que a solução apresentada é formada por todos os números inteiros maiores que . a Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) cobra R$ 1. respectivamente. Por uma mensagem dos Estados Unidos para o Brasil.100 pares de sapatos por mês. a partir de janeiro.00 em acomodações por dia. Cada hóspede gasta R$ 40. via fax.00? Resposta: 14 83. Um hotel tem acomodações para 50 hóspedes.2.37 pela primeira página e R$ 0.67 por página que se segue. Quantos números inteiros e positivos satisfazem a inequação 2 82. Qual o número mínimo de páginas de uma dessas mensagens para que seu preço ultrapasse o valor de R$ 10.000 e 1. a produção da fábrica B superará a produção de A a partir de: Resposta: Setembro x 2x − 7 + ≤ 0 ? Resposta: 2 3 81. quando multiplicamos por -1. Se. completa ou não. a fábrica A aumentar sucessivamente a produção em 70 pares por mês e a fábrica B aumentar sucessivamente a produção em 290 pares por mês. Ex 13: Encontre os valores de x que satisfazem a inequação 8 + 3 x < x − 20 − 12 8 + 3 x < x − 20 ⇒ 3 x − x < − 20 + 8 ⇒ 2 x < − 12 ⇒ x < ⇒ x<−6 2 Ex 14: Vamos resolver a inequação 3x ≥ 6( x + 5) − 45 + 3 x ≥ 6( x + 5) − 45 ⇒ + 3 x ≥ 6 x + 30 − 45 ⇒ + 3 x − 6 x ≥ 15 ⇒ − 3 x ≥ − 15 (− 1) ⇒ + 3 x ≤ 15 ⇒ x ≤ 15 ⇒ x≤5 3 Em inequações.

00? Resposta: 35 < x < 45 84. A solução da inequação Sabendo que o lucro mensal da empresa Belas Artes pode ser representado pela função f(x) = 300x – 2.00 por hora. então a soma dos três números é: Resposta: 34 85. 86. Um estacionamento cobra R$ 6. ele ainda pretende que lhe sobrem no mínimo R$ 85. Considere-se um dia em que sejam cobradas.00 por hora adicional e tem uma despesa diária de R$ 320.00 por pessoa.00. seu salário deve ser no mínimo. O tempo máximo de duração de uma festa.00 em roupas e lazer. b) Quantos hóspedes o hotel deverá abrigar para que a receita diária esteja entre R$ 1. Quantos litros de gasolina. do total do salário que receber. para animar uma festa. no total. O número mínimo de usuários necessário para que o estacionamento obtenha lucro nesse dia é: Resposta: 27 89.00 por hora. 4 5 descontadas todas essas despesas. preciso ter no tanque de meu carro para percorrer mais de 700 quilômetros sem abastecer. Considere o problema: “Em um cofre existem apenas moedas de 50 centavos e de 10 centavos. é: Resposta: 3 horas 88. Se o segundo número é menor que sete. para que a contratação de Daniel não fique mais cara que a de Carlos.500.000.00 e R$ 2. então. a) Quantos hóspedes o hotel deverá abrigar para ter receita diária de no mínimo R$ 1. 80 horas de estacionamento. quantas são as moedas de cinqüenta centavos? “ Resposta: A quantia de moeda está entre 45 e 50 moedas.100. Determine a CONTEXTO & APLICAÇÕES 38 .00. onde x representa a quantidade vendida. R$ 3. 91. possa gastar 1 2 com alimentação.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO e gastam em média R$ 10. sabendo que meu carro percorre 12 quilômetros com um litro de gasolina? Resposta: 58. na mesma função.00. Daniel. Resposta: no mínimo 23 hóspedes.00 < Q < R$ 26. com aluguel e R$ 300. num total de 60 unidades.500. mais R$ 35.000. Fábio quer arrumar um emprego de modo que.00. cobra uma taxa fixa de R$ 55. para que suas pretensões sejam atendidas. Três números são inteiros tais que o primeiro é o dobro do segundo e o terceiro é dez a mais que o segundo.00. Se a quantia Q (em reais) existente no cofre é tal que R$ 24. no mínimo. Se. Carlos trabalha como disc-jóquei (dj) e cobra uma taxa fixa de R$ 100. mais R$ 20. Sabe-se que a soma dos dois primeiros é maior que o terceiro. Resposta: R$ 1.00.3 litros x x −1 ≤ é tal que : Resposta: x ≥ -2 −2 −3 90.00 87.00 pela primeira hora de uso.

Para se tornar rentável. a funcionária exercer a profissão trabalhando o mesmo número de horas. Nessas condições.80 R$ 1.00 mensais ou R$ 4. devido a sua massa e as paredes escorregadias. quantas horas tem de trabalhar para lhe ser mais vantajoso receber por hora? Resposta: Mais que 152 horas.00 0 R$ 0.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO quantidade que a empresa terá que vender para ter um lucro entre R$ 10.Se.00 R$ 20. uma granja deve enviar para o abate x frangos por dia.00 e R$ 20. Qual o número mínimo de horas para o macaco conseguiu sair do buraco? Resposta: 9 horas 94. Acontece que. Um macaco caiu num buraco de 20 metros de profundidade.500.20 a) Qual é o plano mais vantajoso para alguém que utilize 25 minutos por mês? Resposta: Plano C b) A partir de quantos minutos de uso mensal o plano A é mais vantajoso que os outros dois? Resposta: A partir de 50 minutos 93.20.50 R$ 0. Depois de passar uma hora refazendo-se do susto. às duas horas de uma fatídica madrugada. de modo que seja satisfeita a desigualdade 1. dava uma pequena parada e escorregava três metros.00 por cada hora de trabalho.000. um estabelecimento hoteleiro deu-lhe duas opções de remuneração: R$ 608. 92. pode-se afirmar que o menor valor de x é: Resposta: 100 frangos. 95. retomando imediatamente a subida. CONTEXTO & APLICAÇÕES 39 . começou a subir para sair do maldito buraco. Três planos de telefonia celular são apresentados na tabela abaixo: Plano A B C Custo Fixo Mensal Custo Adicional por Minuto R$ 35. nos dois casos. Quando contratou uma funcionária.5x + 80 ≤ 2.5x .00? Resposta: Entre 27 e 58 unidades. ele conseguia em uma hora subir continuamente 5 metros.

na época. surgiram as primeiras idéias sobre o conceito de função.727) utilizaram em seus trabalhos as noções de lei e dependências entre os fenômenos. ainda não ter sido desenvolvida a teoria dos conjuntos.642) e Isaac Newton (1. que estão diretamente ligadas ao conceito de funções. (Descartes) No início do século XVII. o matemático Leonhard Euler também fez uso do conceito de função. Modernamente.642 – 1. o conceito de função baseia-se na idéia elementar de par ordenado e no estabelecimento de relações entre conjuntos.564 – 1. L Dirichlet (1805 – 1859). Gallileu Galilei (1. Nesse mesmo século.667 – 1.748) começou a utilizar o termo função para designar valores obtidos de operações entre variáveis e constantes. o matemático suíço Jean Bernuilli (1. também para auxiliar as artes e poupar trabalho aos homens”. Essa definição apenas se diferencia da atual pelo fato de.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO CAPÍTULO III A FUNÇÃO DAS FUNÇÕES “A Matemática apresenta invenções tão sutis que poderão servir não só para satisfazer os curiosos como. No século XVIII. quando o estudo da natureza começou a basear-se na observação dos fenômenos e nas leis pré procuravam explicá-los. Apesar desse conceito ter sido amplamente utilizado durante o século XVIII. pelo matemático alemão Peter G. a definição que mais se aproximou da atualmente aceita foi apresentada apenas na primeira metade do século XIX. CONTEXTO & APLICAÇÕES 40 .

Exemplos: • • • • O espaço de frenagem de um veículo é a distancia necessária para que ele pare definitivamente.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO UMA IDÉIA DE FUNÇÃO A idéia de função surgiu de observações de fatos que ocorrem na natureza. portanto. Praticamente em tudo que vemos e fazemos existe uma relação de dependência entre duas ou mais grandeza. o valor de uma grandeza depende do valor de uma outra grandeza. podemos exemplificar através de outros. CONTEXTO & APLICAÇÕES 41 . Além desse exemplo. logo. uma relação entre essas grandezas. O lucro mensal de uma empresa depende da quantidade vendida durante o mês. logo. Essas relações são expressas por fórmulas que no meio matemático recebem o nome de funções. Para entender melhor vamos resolver algumas situações que envolvem a relação entre as grandezas. • • A altura de uma planta depende do tempo de vida dessa planta. mesmo que essas sentenças representem apenas um pequeno intervalo de valores. A partir dessas observações é que surgiram os enunciados de leis que estabeleceram relações entre causas e efeitos. O preço da gasolina e o preço do barril de petróleo O preço de um artigo e os fatores envolvidos na sua fabricação. o valor arrecadado é em função do número de torcedores. A palavra função evoca a idéia de dependência. o lucro é em função da quantidade vendida. como: O valor da renda arrecada em um estádio de futebol depende da quantidade de torcedores que irão assistir ao jogo. estatísticos ou econômicos na maioria das vezes podem maioria das funções pode ser expressas em uma tabela ou gráficos e na observação das tabelas e gráficos surgem às sentenças matemáticas que tentam reproduzir o mais próximo possível à relação entre as grandezas. Chamamos de relações às associações entre elementos de dois conjuntos. Existe. suas causas e efeitos. tornando esse conteúdo um dos mais importantes da Matemática. portanto tudo é função. a altura é em função do tempo de vida da planta. Os fenômenos biológicos. Em muitas situações práticas. As relações servem para descrever situações que ocorrem no nosso dia-a-dia. Uma relação entre dois conjuntos A e B é uma associação de elementos de A com elementos de B. sociológicos. logo.

Uma pessoa. 50 e 106 unidades do produto? Resposta: R$ 1.000.000 . Resposta: V = 54. Suponhamos que isso realmente ocorra.00 mais R$ 60.000.00. Certa máquina foi comprada pelo preço de R$ 54. Um outro encanador B cobra um valor fixo de R$ 80.00 e) Escreva uma fórmula matemática que expresse o valor gasto G em função da quantidade q de unidades compradas.00.750. Resposta: V = 42.00 e os vende cada unidade por R$ 42. R$ 4. 30.00. Resposta: 14 semanas CONTEXTO & APLICAÇÕES 42 . R$ 2.00 c) Qual o valor da máquina após 2. R$ 48.00.050. compra seus produtos ao preço unitário de R$ 35.00 e vendida depois de 12 anos por R$ 30. 3.452.00.890. 50 e 60 produtos do seu fornecedor? Resposta: R$ 700.00. R$ 40.000. Complete a tabela abaixo e responda. Resposta: G = 35.000.h e B = 80 + 60.00.00 b) Qual foi sua depreciação anual? Resposta: R$ 2. Um encanador A cobra por serviço feito um valor fixo de R$ 100. pesando 156 kg. Nessas condições determine quantas semanas completas que a pessoa deverá permanecer no SPA para sair de lá com de 121 kg de peso. 5.00 d) Escreva uma fórmula matemática que dá o valor depreciado anualmente em função dos anos.q d) Qual o valor gasto pelo vendedor ambulante quando adquirir 20. e 7 anos? Resposta: R$ 50. R$ 2. R$ 44.00 1 3 4 8 10 20 b) Quantas unidades do produto foram vendidas se o valor arrecadado foi de R$ 14.100.00 por hora de trabalho. R$ 1.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 96.000.2. Determine: a) Qual foi sua depreciação total? Resposta: R$ 24.h 99.5kg por semana.000.000.00.00 mais R$ 50.100.00.00? Resposta: 343 c) Escreva uma fórmula matemática que expresse o valor arrecadado V em função da quantidade vendida q.q 98. que só vende um tipo de artigo. Um vendedor ambulante.000.000n 97. recolhe-se a um SPA onde se anunciam perdas de peso de até 2.00 por hora de trabalho.406. Expresse a fórmula matemática que dá o valor total cobrado pelo encanador A e pelo encanador B em função do número de horas trabalhadas? Resposta: A = 100+ 50. Quantidade vendida Valor arrecadado a) Qual o valor arrecadado quando forem vendidos 45. R$ 1.00.

Expresse o ganho anual do produtor de leite em função do número de vacas que ele cria.00 b) Se o valor pago foi de R$ 62. R$ 1.00.00 101.840.000 CONTEXTO & APLICAÇÕES 43 .00 c) Qual a fórmula matemática que dá o valor total pago em função do número de brinquedos utilizados? Resposta: V = 3. uma parte fixa denominada bandeirada e uma parte variável que depende do número de quilômetros rodados. Resposta: V = 3x + 5y + 77 103. Um produtor de leite diz que uma vaca leiteira produz 4. Resposta: y = 900x-20. que é vendido por R$ 0.00 f) Expresse o valor total pago em função dos números de brinquedos utilizados e shows assistidos.00 por unidade vendida. Em uma determinada loja. para entrar no parque você paga um valor de R$ 77.x + 77 d) Qual a fórmula matemática que dá o valor total pago em função do número de shows assistidos? Resposta: V = 5.00 quantos quilômetros foi percorrido? Resposta: 40 km 102.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 100.00 K a) Qual o preço de uma corrida se o táxi rodou 260 quilômetros? Resposta: R$ 392. o salário mensal fixo de um vendedor é de R$ 240. Além disso. Km Rodado Valor Pago 100 200 377. uma taxa adicional de R$ 3. O preço de uma corrida de táxi depende da distância percorrida. A tarifa y é composta de duas partes. Supondo que a bandeirada esteja custando R$ 2.300 unidades do produto? Resposta: 15.50.500 litros de leite por ano.00 b) Qual o valor pago para uma pessoa que somente assistiu cinco shows? Resposta: R$ 102.00.00? Resposta: 40 b) Qual o salário recebido no final do mês se foram vendidas 1. No.00 e o quilometro rodado.00 para cada show que assistir. Este produtor tem um gasto fixo anual de R$ 20.00 para cada brinquedo que utilizar e R$ 5.u a) Quantas unidades ele deve vender para receber um salário de R$ 720. Paçoca Mágic Park. ele recebe R$ 12.00 300 453 902. Expresse o ganho mensal (S) em função do número (u) de unidades vendidas e calcule: Resposta: S = 240 + 12.20 o litro. em média. Complete a tabela abaixo com os valores que faltam e responda.000 para a manutenção das instalações. Determine: a) Qual o valor total pago por uma pessoa que utilizou dez brinquedos somente? Resposta: R$ 107.y + 77 e) Qual o valor pago por uma pessoa que assistiu três shows e utilizou oito brinquedos? Resposta: R$ 116.

y). logo não é função. Na verdade. eles formam o par ordenado (x. • O elemento 1 do conjunto X não está associado a nenhum elemento do conjunto Y. isso pode ser definido como função. Observe os Diagramas. dizemos que B está em função de A quando todo elemento do conjunto A está associado a um e apenas um elemento em B. Quando um elemento do conjunto A se associa a algum elemento do conjunto B. d) em Y. função pode ser definida como um tipo especial de relação entre grandezas.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO FUNÇÃO E CONJUNTOS Vimos que quando existe uma relação entre duas grandezas. Logo é uma função de A em B. CONTEXTO & APLICAÇÕES 44 . logo não é função. • Cada elemento do conjunto A está associado a um único elemento do conjunto B. Definição: Sejam dois conjuntos A e B não vazios. • O elemento 3 do conjunto X está associado a dois elementos (c.

Meses de Aula Valor Pago 106. Com estas informações escreva a lei que representa o seu salário S(q) em função da quantidade vendida q 107. escreva os pares ordenados. Em caso afirmativo. adicionado a uma ajuda de custo no valor de R$ 750. Qual a lei de formação da função que expressa o valor salarial CONTEXTO & APLICAÇÕES 45 . e ela vale T (t ) = 30 + t . 1).00. 1). 0). 1 2 3 5 8 9 485. Seu salário mensal (y) é composto por 2% do total (x) de suas vendas. que corresponde a uma comissão de 8% do total das vendas que ele faz durante o mês. (2. Abre-se uma torneira que o esvazia a razão de 2 litros por minuto. (1. Abece é vendedor em uma distribuidora de bebidas. 4).00 305. 4).000. faça um diagrama e verifique se é uma função. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 104. Conforme tabela abaixo. um salário composto de duas partes: uma fixa.00 215.00 125.00 Um representante comercial recebe. A temperatura de certo forno industrial depende do tempo ligado. no valor de R$ 2. mensalmente.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO No diagrama ao lodo temos os seguintes pares ordenados: (-2. escreva uma fórmula matemática para expressar essa função. e uma parte variável.00 170.00 440. O recipiente ao lado está completamente cheio com 20 litros de água. Nessa função T é a temperatura e t é o tempo (em minutos) do forno ligado. (-1. 105. Determine: a) Em quanto tempo o tanque ficará vazio? b) Escreva todos os pares ordenados possíveis c) Escreva a função que representa o volume V de água que resta no tanque em relação ao tempo t em minutos. (0. Responda: a) Qual é a temperatura do forno 4 e 25 minutos depois de ligado? Resposta: 32º e 35º b) Em que instante t o forno alcançará a temperatura final de 38 ° C? Resposta: 64 minutos c) Qual é a temperatura inicial (ao ligar o forno)? Resposta: 30º 108.00.

b.02x + 750 DOMÍNIO E IMAGEM DA FUNÇÃO Numa função. e} O conjunto B é chamado de contradomínio da função . y) que irão formar o ponto no gráfico da função.D(f). (c. São os pares ordenados (x. d. D = {a. Vejamos este caso: O conjunto A é chamado de domínio da função . No exemplo acima temos os seguintes pares ordenados. c. Já a imagem y da função é formada pelos resultados quando substituímos os valores do domínio na variável independente. d.Im(f) ou simplesmente a imagem de f. e. (d. c. c. d} Tome Nota: • • • A dupla formada pelo domínio e a imagem e denominada de par ordenado (x.CD(f). e). a). (e. Im = {a. e de imagem de R o conjunto de todos os elementos de B que são imagens de pelo menos um elemento de A. o domínio é constituído por todos os valores que podem ser atribuídos a variável independente x. Chamamos de domínio de R o conjunto de todos elementos de A que estão associados a pelo menos um elemento de B. CD = {a. CONTEXTO & APLICAÇÕES 46 . (b. onde os elementos de A tem imagem em B. b.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO recebido: Resposta: S = 0. y). (a. b. e). d).} Os elementos de B que são associados a algum elemento de A formam o conjunto imagem de f . c).

Estabelecer o domínio.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 109. a imagem e o contradomínio das funções abaixo: a) b) c) d) e) f) 111. Determinar: CONTEXTO & APLICAÇÕES 47 . Observe os diagramas abaixo e assinale com x aquelas que são funções: a) b) c) d) e) f) 110. O diagrama de flechas ao lado representa uma função f de A em B.

............................... ................... Quais dos gráficos abaixo representam funções: a) b) c) d) CONTEXTO & APLICAÇÕES 48 .................................................................. ... .......... 112........................................................... 113........ d) Se x = 2 qual o valor de y? ..........................................................................MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO a) D (f) b) CD (f) c) Imf (f) d) O valor do domínio quando a imagem for 6................................................................... ...................................... c) Qual o Contradomínio dessa função: ..... e) O valor da imagem quando ao domínio for 5. e) Se y = 9 qual o valor de x? ......................................................................... Com base no diagrama abaixo faça o que se pede: a) Qual o domínio dessa função: .. b) Qual é a imagem dessa função: .............. ...........

A constante a é chamada de coeficiente angular e representa a variação de y correspondente a um aumento do valor de x.xn + b.x + b para xn é dado por f(xn) = a.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO FUNÇÃO DO PRIMEIRO GRAU DEFINIÇÃO: Uma função é chamada de função do 1º grau se sua sentença for dada por f(x) = ax + b. f ( x ) = − 2 x + 3 ⇒ f (1) = − 2.1 + 3 ⇒ f (1) = − 2 + 3 ⇒ f (1) =1 Ex 16: O lucro de uma indústria que vende um único produto é dado pela fórmula matemática L (x) = 4x – 1000. no gráfico. o ponto de intersecção da reta com o eixo y. representa o ponto de intersecção da reta com o eixo x. f(x) = 0 → x = − gráfico. sendo a e b constantes reais com a ≠ 0 sendo: x y a variável independente. f(x) é a variável que dependente de x. onde L representa o lucro e x representa a CONTEXTO & APLICAÇÕES 49 . determine f(1). no a f(x) = .x f(x) = 3x f(x) = 1 x 7 f(x) = 7 f(x) = 2 – 4 Valor Numérico de uma Função do Primeiro Grau Para se calcular o valor numérico de uma função f(x) = a. f(x) = 5x + 2 f(x) = -x + 3 f(x) = x 1 + 2 3 b . Raiz da função é o valor de x para qual a função se anula. EXEMPLOS RESOLVIDOS Ex 15: Dada a função f(x) = -2x + 3. Exemplos de Função do Primeiro Grau. A constante b é chamada de coeficiente linear e representa.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

quantidade de produto vendido. Determine o valor do lucro quando foram vendidas 1.000 unidades.

l ( x ) = 4 x −1.000 ⇒ l (1.000) = 4.1.000 −1.000 ⇒ l ( x ) = 4.000 −1.000 ⇒ l ( x ) = 3.000
Ex 17: Dada a função f(x) = 4x + 5, determine f(x) = 7.
f ( x ) = 4 x − 5 ⇒ 7 = 4 x − 5 ⇒ 7 + 5 = 4 x ⇒ 12 = 4 x ⇒ 12 = x ⇒ x =3 4

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES
114.

Dada a função afim f(x) = 2x + 15, determine: a) f(1) = b) f(0) = c) f(8) =

115. 116.

Considere a função f(x) = 2x - 6, determine f(9).

Resposta: 12

Dada a função afim f(x) = 2x + 3, determine os valores de x para que: a) f(x) = 1 b) f(x) = 0 c) f(x) = 1
3

117.

Dada a função y = 3x + 40 determine: a) valor de y quando x = 10 b) O valor de x quando y = 190

118. 119.

Seja a função f(x) = x + 5, determine f(x) = 24 Resposta: 21 Considerando a função f (x) = 3x - 6 Determine a) f (6) b) f (-3)
1 c) f ( ) 2

120.

Considerando a função f (x) = 5x + 6 Determine a) f (x) = -14 b) f (x) = 21 c) f (x) = 9

121.

Dada a função y = 0,5x + 80 determine: a) valor de y quando x = 100 b) O valor de x quando y = 1.900
CONTEXTO & APLICAÇÕES

50

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 122.

Dada a função C(x) = 500 + 30x, onde x representa a quantidade produzida e C(x) o custo total. Determine o custo total para 1.230 unidades produzidas. Resposta: R$
37.400

123. 5 124. 125.

Dada a função y = (a.x + 2), determine o valor de a sendo y = 22 e x = 4. Resposta: a = Considere a função f(x) = – 0,5x – 38, determine f(90), f(-133), f(200) e f(1.560). Na função de R→R, definida por f(x) = 3x + 1, calcule o valor de: a) f(120) b) f(106) c) f(x) = 463 d) A =
f (235) − f (129) 106

126.

A fórmula que dá o número do sapato N em função do comprimento (c) do pé, em centímetros, é N =
5c +7. 4

a) Calcule o tamanho do pé de uma pessoa que calça número 44. Resposta: 33,8 cm b) Qual o número do calçado de uma pessoa que tem 28 cm de pé. Resposta: 42
127.

Dada à função do 1º grau y = 1 − 5.x . Determinar o valor do domínio para: a) Imagem = 0 b) Imagem = 6 c) Imagem =
1 5 1 5

d) Imagem = −
128.

Considere a Função do 1º Grau y = − 2 + 3.x . Determine os valores da imagem para que se tenha: a) x = 0 b) x = 11 −1 c) x = 2

129.

1 3 Dadas as funções lineares f ( x ) = 5 x − 2 e g ( x ) = − x + , determine, para cada uma 2 5

delas: a) O coeficiente linear

CONTEXTO & APLICAÇÕES

51

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

b) O coeficiente angular c)
5 f (2 ) + g (− 4 ) − f   3

5 d) g (2 ) + f (− 4 ) − g   3

APRESENTAÇÃO DE ALGUMAS FUNÇÕES
Toda Função pode ser representada por uma equação e por um gráfico. Cada função apresenta um tipo diferente de equação e um tipo diferente de gráfico. A função do primeiro grau é composta de três tipos diferentes: função afim, função linear e função constante, cada uma com sua característica e particularidade.
REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DE ALGUMAS FUNÇÕES IMPORTANTES DO PRIMEIRO GRAU

As funções têm uso difundido em todas as Ciências, como modelos de fenômenos naturais. Algumas funções descrevem com boa precisão fenômenos comuns, como o escoamento do reservatório de uma caixa d’água, e se tornam ferramentas úteis na experimentação para o conhecimento de aspectos importantes desses fenômenos. Para uma melhor visualização desses fenômenos são utilizados gráficos e tabelas que procuram retratar uma determinada situação. Esses gráficos e tabelas, em geral, representam funções e por meio deles podemos obter informações sobre as situações que retratam, bem como, sobre as funções que representam. Os gráficos são importantes, pois tornam compreensíveis e analisáveis resultados numéricos que seriam difíceis de entender e analisar, por exemplo, numa tabela. Se você quiser interpretar certos números, com gráficos a coisa fica mais "visual", mais simples e direta. Há muita informação condensada num gráfico, e se você souber lêlos, com certeza vai ser muito bom pra você!

Para construir o gráfico de uma função no plano cartesiano devemos: Construir uma tabela com valores de x, escolhidos convenientemente no domínio D e com valores correspondentes para y; A cada par ordenado (x, y) da tabela associar um ponto do plano cartesiano; O primeiro elemento do par é associado a um ponto no eixo horizontal e o segundo elemento é associado a um ponto no eixo vertical. O encontro das paralelas aos eixos por esses pontos define a representação gráfica
CONTEXTO & APLICAÇÕES

52

sendo a e b constantes reais com a ≠ 0: Exemplos de Função Afim.x + 1 a < 0 → f(x) = .Raiz da função é 0.Raiz da função é 2. pois a < 0.A função é decrescente. . Estudo do Sinal .A função é crescente.6x x y 8 7 y y = 2x + 1 x y 4 y -1 -1 0 1 2 1 3 5 6 5 4 3 2 1 0 -2 -1 -1 -2 0 1 2 3 4 x -1 -3 0 1 2 2 1 0 y = -x + 2 3 2 1 0 -2 -1 -1 -2 0 1 2 3 4 x Características da Função Afim .4x + 8 f(x) = 1.Coeficiente angular é a = 2.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO do par funcional.500 + 0. .Coeficiente angular é a = -1.x + b. . f(x) = 5x + 2 Gráfico da Função Afim a > 0 → f(x) = 2.Coeficiente linear é b = 1. . . . pois a > 0.Coeficiente linear é b = 2.5. Marcar um número suficiente de pontos. até que seja possível esboçar o gráfico da função. Estudo do Sinal CONTEXTO & APLICAÇÕES 53 . FUNÇÃO AFIM Uma função do primeiro grau é chamada de função afim se sua sentença for dada por f(x) = a.x + 2 f(x) = -x + 3 f(x) = .

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

+++++++

+++++++

-------

−1 2

x

2

x
-------

f(x) < 0 {x ∈ R | x > 0,5} f(x) = 0 {x ∈ R | x = 0,5} f(x) > 0 {x ∈ R | x < 0,5}
FUNÇÃO LINEAR

f(x) < 0 {x ∈ R | x > 2} f(x) = 0 {x ∈ R | x = 2} f(x) > 0 {x ∈ R | x < 2}

Uma função do primeiro grau é chamada de função linear se sua sentença for dada por f(x) = a.x, sendo a ≠ 0 e b= 0: Exemplos de Função Linear f(x) = 5x Gráfico da Função Linear
a > 0 → f(x) = 3.x a < 0 → f(x) = - 3.x

f(x) = -x

f(x) = - 4x

f(x) = - 8x

x

y
10 8 6 4 2 0 -2 -1 -2 -4 0

y

x

y
4 3 2 1

y

-1 -3 0 1 2 0 3 6

y = 3x

-1 3 0 1 2 0 -3 -6
-2

x 1 2 3 4

0 -1 0 -1 -2 -3 -4 -5 -6

y = -3x

1

2

3

4x

-7 -8 -9 -10

Características da Função Linear - A função é crescente, pois a > 0; - Coeficiente angular é a = 3; - Coeficiente linear é b = 0; - Raiz da função é 0, Estudo do Sinal - A função é decrescente, pois a < 0; - Coeficiente angular é a = -3; - Coeficiente linear é b = 0; - Raiz da função é 0, Estudo do Sinal

CONTEXTO & APLICAÇÕES

54

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

+++++++
+++++++

x
-------

0

x
-------

0

f(x) < 0 {x ∈ R | x > 0} f(x) = 0 {x ∈ R | x = 0} f(x) > 0 {x ∈ R | x < 0}
FUNÇÃO CONSTANTE

f(x) < 0 {x ∈ R | x > 0} f(x) = 0 {x ∈ R | x = 0} f(x) > 0 {x ∈ R | x < 0}

Uma função do primeiro grau é chamada de função constante se sua sentença for dada por f(x) = b , sendo a = 0 e b ≠ 0: Exemplos de Função Constante. f(x) = 5 Gráfico da Função Constante
a > 0 → f(x) = 2 a < 0 → f(x) = - 3

f(x) = - 8

f(x) = - 4

f(x) = 10

X

y

x

y

-1 2 0 1 2 2 2 2

-1 -3 0 1 2 -3 -3 -3

Características da Função Constante - A função é constante, pois a = 0; - Coeficiente angular é a = 0; - Coeficiente linear é b = 2; - Não existe raiz da função, - Não há estudo do sinal da função. - A função é constante, pois a = 0; - Coeficiente angular é a = 0; - Coeficiente linear é b = -3; - Não existe raiz da função, - Não há estudo do sinal da função.

CONTEXTO & APLICAÇÕES

55

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO

Tome Nota:

• • • •

Uma função é crescente quando aumentando os valores de x, aumenta os valores de y. Apresenta coeficiente angular positivo. a > 0 Uma função é decrescente quando aumentando os valores de x, diminui os valores de y. Apresenta coeficiente angular negativo. a < 0

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES
130.

Na função de R→R, definida por
f (23) − f (29) . 6

f ( x ) = 5 x − 15 , determine

o valor de A =

131.

Considere a função f: IR → IR definida por f ( x ) = −4 x − 3 , determine: a) Verifique se a função é crescente ou decrescente. b) A Raiz da função; c) O ponto onde a função intersecta o eixo y; d) O gráfico da função; e) Faça o estudo do sinal;

132.

Construa o gráfico da função dada por f ( x ) = 2 x + 3 x 0 1 2 3 y

133.

O gráfico seguinte representa uma função. Indique suas características.

CONTEXTO & APLICAÇÕES

56

inviabilizando a apresentação de todos os pares da função. DETERMINAR O PONTO DE INTERSECÇÃO CONHECENDO DUAS RETAS O ponto de intersecção de duas retas fornece o mesmo valor de x e o mesmo valor de y para ambas as retas. No gráfico abaixo vemos que o ponto P(4. Construir a representação gráfica das funções abaixo. o ponto de intersecção das retas. sendo portanto. 1º.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 7 6 5 4 3 2 1 -3 -2 -1 0 -1 0 -2 -3 1 2 3 134. Neste caso para definirmos uma função devemos estabelecer uma regra ou uma lei que nos permite identificar todos os valores da imagem de cada elemento do domínio. tem apenas uma imagem. Às vezes o conjunto do domínio tem uma infinidade de elementos. 5) pertencem tanto a reta azul como a reta vermelha. Os valores de x aparece uma única vez. deve ter ficado claro que: Toda função é um conjunto de pares ordenados (x. Destacamos a seguir algumas maneiras de se encontrar essa regra ou lei da equação. y). e em conseqüência. CONTEXTO & APLICAÇÕES 57 . a) f ( x ) = −1 + x b) f ( x ) = 5 x c) f ( x ) = −4 x − 2 d) f ( x ) = −3x e) f ( x ) = −15 f) f (x ) = 7 PROBLEMAS ENVOLVENDO FUNÇÕES DO PRIMEIRO GRAU Do que foi exposto no conceito de função até agora. Graficamente é o ponto onde as duas retas se encontram.

a) y = 2 x + 5 e y = 3 x − b) y = 5 + 6 x e y = 4 x c) y = 100 − 0.5 x = 6 ⇒ x = 6 ⇒ x=4 1.6 x − 3 e) y = −2 x + 5 e y = 4 x + 10 2 7 CONTEXTO & APLICAÇÕES 58 . calcule a e b de modo que os gráficos das funções se interceptem no ponto M(1.5 + x = 9 − 3 ⇒1. 6).MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Para determinar o ponto de intersecção de duas retas. podemos utilizar o método da igualdade para sistemas de equações com duas incógnitas ou transformar as equações dadas em sistemas de equações e resolvê-lo pelo método da substituição ou adição. EXEMPLO RESOLVIDO Ex 18: Obtenha o ponto de intersecção das retas: y = .2 x e y = 0. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 135.5 x e y = 2 x − 50 d) y = 12 − 0.3 Resolução: Utilizando o método da igualdade. Dadas às funções f ( x ) = ax + 4 e g ( x ) = bx + 1 . 136.x + 9 e y = 0. Calcular o ponto de intersecção das retas.5 x + 3 = − x + 9 ⇒ 0. 5). temos: y = − x + 9 ⇒ 0.5 Substituindo o valor x = 4 em uma das equações temos: y = − x + 9 ⇒ y = − 4 + 9 ⇒ y = 5 Portanto o ponto de intersecção entre as duas retas é P (4.5x .

Observe o gráfico abaixo: O tgα = coeficiente angular a é a tangente do angulo α. 140. determine o ponto de nivelamento para essa situação.x + b.500 + 100 x e a função da Receita dada por C ( x ) = 120 x . DETERMINAR O PONTO DE INTERSECÇÃO DAS RETAS CONHECENDO DOIS PONTOS OU O GRÁFICO Como já sabemos. uma função do primeiro grau é definida por y = a. Considere a função do Custo Total de um produto dada por C ( x ) = 1. Portando. ou seja: Cateto Oposto Cateto Adjacente CONTEXTO & APLICAÇÕES 59 .002 x + 10 e a função da oferta dada por 139. 138. • A função que dá o valor total gasto do plano Unidoctor é C ( x ) = 120 + 45 x • A função que dá o valor total gasto do plano Saúde Verde é C ( x ) = 200 + 35 x Determine em que condições os dois planos são equivalentes. 2º. Chama-se ponto critico ou ponto de nivelamento o ponto de intersecção entre a reta da equação do Custo Total e a reta da equação da Receita. Considere a função de demanda de um produto dada por p = −0.005 + 4 . Determinar o ponto de intersecção das funções f ( x ) = 4 x e g ( x ) = 50 + 2 x Chama-se ponto de equilíbrio de mercado o ponto de intersecção entre a reta da equação da Oferta e a reta da equação da Demanda. p = 0. Uma pessoa vai escolher um plano de saúde entre duas opções: Unidoctor e Palmeiras Saúde. determine o ponto de equilíbrio. para encontrar a equação conhecendo dois pontos ou o gráfico da função devemos identificar os valores do coeficiente angular a e o coeficiente linear b.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 137.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Portanto para encontrar o valor do coeficiente angular de uma reta a partir das coordenadas de dois de seus pontos fazemos: a = y −y Cateto Oposto ⇒ a= 2 1 Cateto Adjacente x 2 − x1 Para encontrar o valor do coeficiente linear de uma reta a partir das coordenadas de dois de seus pontos fazemos b = y − a. f(1) = 2 e f(2) Resolução: Fazendo x1 = 1.x + b. onde x e y são as coordenadas de um dos pontos e a o coeficiente angular calculado anteriormente.x ⇒ b = 20 − 150. EXEMPLOS RESOLVIDOS Ex 19: Obter uma função a partir dos pontos A(1. 7).x ⇒ b = 2 − 5. Se o preço aumentar para R$ 22. Calculo do Coeficiente angular a Cálculo do Coeficiente Linear b b = y − a.00? Resolução: a) Calculo da Função Demanda x y x1 150 20 y1 x2 130 22 y2 Calculo do Coeficiente angular a Cálculo do Coeficiente Linear b b = y − a.1 20 CONTEXTO & APLICAÇÕES 60 . Nessas condições determine: a) A Função Demanda que relaciona o preço y das pizzas em função da quantidade x de unidades vendidas. b) O preço necessário para que sejam vendidas 200 pizzas por dia. ou seja.x − 3 = ou y = 5. 2) e B(2. x2 = 2.(− 0. c) Quantas unidades são vendidas quando o preço for de R$ 25. obtemos a função procurada: f ( x) = 5. y1 = 2 e y2 = 7.1 ⇒ b = − 3 a= y 2 − y1 7−2 ⇒ a= ⇒ a =5 x 2 − x1 2 −1 Substituindo os valores encontrados na equação y = a. são vendidas 150 por dia.x .00 o total de pizzas vendidas cai para 130 unidades por dia.00.1) ⇒ b = 20 + 15 ⇒ b = 35 a= a= y 2 − y1 22 − 20 ⇒ ⇒ a= 150 −130 x 2 − x1 −2 ⇒ a = − 0.x − 3 Ex 20: O dono da Pizzaria Água na Boca verificou que quando o preço de uma pizza é R$ 20.

4) e Q = (2. 3) e Q = (8. -5) e F( -1.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Substituindo os valores encontrados na equação y = a.1 Determine o coeficiente angular e o coeficiente linear da reta que passa pelos pontos. Determine essa função e calcule f(16).x + b. -1) b) C(1.300 unidades por dia.5. x + 35 ⇒. 1) e) P = (2. Se o preço aumentar para R$ 0. fazemos: y = − 0.30. Determine a função que relaciona o preço y dos pães em função da quantidade x de unidades vendidas.x + 35 ⇒ y = − 0. 8) c) E(-3. 20) e Q = (8. então: y = − 0. -0) d) G(200. 80) e) P(0. passa pelos pontos (-2.1.x + b. 4) e Q( 0.1.1.1. gráfico de uma função afim.7 b) f(-1) = 7 e f(2) = 1 c) f(1) = 5 e f(-2) = . 3) c) P = (1. 10 ⇒ x = 100 0. 200 + 35 ⇒ y = − 20 + 35 ⇒ y = 15 c) Para encontrar a quantidade vendida. 2) e D( 3. O dono da Panificadora Soneca verificou que quando o preço de um pão é R$ 0. 10) e Q = (8. 0). 6) d) P = (2. 4) b) P = (0. a) A(3. -63) e (5.2. CONTEXTO & APLICAÇÕES 61 . 8) 142. 100) e H( 300. Escrever a equação da reta que contém os pontos: a) P = (0. 0) e Q = (2.1. 2) e B( -3.5. 143.40 o total de pães vendidos cai para 1. substituímos o valor de y pelo preço sugerido.4 145. são vendidas 1.500 unidades por dia. 50) 144. Escreva a função afim f(x) = a.1x = 10 ⇒ x = EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 141.1. A reta.1x = + 35 − 25 ⇒ 0. obtemos a função procurada: f ( x) = − 0. sabendo que: a) f(1) = 5 e f(-3) = .x + 35 b) Como já sabemos a função que relaciona o preço de venda em função da quantidade x.x + 35 = ou y = − 0.x + 35 ⇒ 25 = − 0.

00 151. Dados os gráficos das funções de R em R. c) O gráfico da função.500.00 e uma parte variável que corresponde a comissão de 12% do total das vendas que ele faz durante o mês. determine o valor de a sendo y = 4 e x = 22. a) Expressar a função que representa seu salário mensal.00 em produtos.000. 147. 0) e (0. a) b) c) CONTEXTO & APLICAÇÕES 62 . sabendo que a venda foi R$ 10. b) A raiz da função. Dada a função y = a. 149. escreva a função f(x) = a. Determine a lei da função cuja reta intersecta os eixos em (-8. Dada a função y = (a. d) Calcule f(-1).x + 2).MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 146. 4) e verifique: a) Se a função é crescente ou decrescente. 150. b) Calcule o salário mensal do vendedor. no valor de R$ 1.000.x + b correspondente. Um vendedor recebe mensalmente um salário composto de duas partes: uma parte fixa. Determine a lei da função cuja reta está representa no gráfico abaixo: 148.x + b e sabendo-se que para y = 3 tem-se x = 5 e para y = -2 tem-se x = -5 calcule qual será o valor de x para y = 5. c) Determine a quantidade vendida sabendo que o valor recebido foi de R$ 3.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 3º.. Suponha que uma empresa anote diariamente a quantidade vendida de um produto conforme a tabela abaixo. Uma aplicação muito comum envolvendo regressão linear é aproximar um conjunto de pontos por uma reta e escrever a função que a define. Exemplos de relação entre variáveis são o consumo em relação à taxa de inflação. a produção de leite e temperatura ambiente. Dias (x) Quantidade Vendida (y) 1 20 2 24 3 30 4 32 5 44 O gráfico dos valores observados é. a relação entre essas variáveis e assim podermos predizer o valor que a variável dependente (y) irá assumir para um determinado valor da variável independente x. x2. x3. REGRESSÃO LINEAR Análise de regressão é uma técnica de modelagem utilizada para analisar a relação entre uma variável dependente (y) e uma ou mais variáveis independentes x1. a resistência de um material e sua composição química. O objetivo dessa técnica é identificar (estimar) uma função que descreve. o mais próximo possível.... então: CONTEXTO & APLICAÇÕES 63 . xn. o número de peças com defeitos e a manutenção das máquinas. receita e gasto com publicidade e etc.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 45 40 35 30 25 20 15 10 5 0 0 1 2 3 4 5 6 Podemos perceber pelo gráfico que os pontos não pertencem à mesma reta. porém. x = _ _ ∑x n ∑y n y : é a média aritmética dos valores de y. x    2 _ 2 _ _ O valor de b é calculado pela expressão b = y − a. onde: ∑ x. y : é a soma dos produtos de x pelo respectivo y _ n: é o número de pontos ou observações x : é a média aritmética dos valores de x. y _ ∑ x − n. eles estão muito próximos de uma. ou seja. x .y x2 CONTEXTO & APLICAÇÕES 64 . y = _ _ ∑ x 2 : é a soma dos quadrados dos valores de x observados Para facilitar os cálculos é conveniente colocar os dados em uma tabela. y − n. (MMQ) O valor de a é calculado pela expressão: a = ∑ x.x + b que melhor aproxima esse conjunto de pontos é chamada de reta de regressão e é calculada através do Método dos Mínimos Quadrados. x y x. para aferir os valores que irão compor a fórmula. o que nos dá a possibilidade de passar uma reta entre os pontos para observar o crescimento das vendas e prever o que deverá ocorrer nos próximos dias. x . ou seja. isto é. A reta y = a. fazer uma estimativa das vendas para o dia seguinte.

obtém-se: a= ∑ x. y _ ∑ x 2 − n.2 Com a fórmula podemos fazer uma projeção para o dia seguinte.6.y5 xn.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO x1 x2 x3 x4 xn ∑x y1 y2 y3 y4 yn ∑y x1.y 20 48 90 128 220 ∑x. 30 476 − 450 26 ⇒ a= a= ⇒ a = 2.6 2 55 − 45 10 55 − 5.3 ⇒ b = 30 − 7. x .2 Logo a função que melhor aproxima o conjunto de pontos é y = 2.y3 x4.y2 x3.y1 x2. fazendo x = 6.6 x + 22.6 + 22. x    _ _ 2 _ _ ⇒ a= 476 − 5 .2 ⇒ y = 37. x ⇒ b = 30 − 2. 3.y x12 x22 x32 x42 xn2 ∑x2 EXEMPLO RESOLVIDO Ex 21: Determine a função que melhor aproxima o conjunto de pontos: Dias (x) Quantidade Vendida (y) Resolução: x 1 2 3 4 5 ∑x = 15 Cálculo das médias: x= _ _ ∑x 15 _ ⇒ x = ⇒ x =3 n 5 1 20 2 24 3 30 4 32 5 44 y 20 24 30 32 44 ∑y = 150 x. 3 b = y − a.6.yn ∑x.8 ⇒ b = 22.2 ⇒ y = 15.8 CONTEXTO & APLICAÇÕES 65 .y = 476 x2 1 4 9 16 25 ∑x2 = 55 y= _ _ ∑y 150 _ ⇒ y= ⇒ y = 30 n 5 Substituindo esses valores na fórmula.2 ⇒ y = 2.6x + 22. temos que: y = 2.6 + 22. y − n.

1800). 15 15. Determine a equação da reta que melhor aproxima esse conjunto de pontos Y Y 50 500 40 400 80 750 100 900 120 1. S = (2300.00 52 71.00 20 21.00? 156. 0). 1500).00 79 91.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 152. 1300) 153.00 40 52. T = (290. S = (4. Vendo que os valores não obedeciam a uma linearidade.00 18 19. 250) d) P = (1500. Calcule a equação da reta que melhor aproxima o conjunto de pontos: a) P = (0.00 a) Qual a equação da reta que melhor aproxima o conjunto de pontos anotados? b) Qual é a previsão de cobrança para 30 e 100 quilômetros? c) Quanto quilômetro terá percorrido o táxi para que o valor pago seja R$ 90.00 17 17.00 25 30. 9) c) P = (200. Q = (2. S = (5. 6). R = (250. 210). 220). 3). Q = (220. foi elaborada uma sentença matemática com base na tabela a seguir.00 31 42. R = (2100.00 Em uma determinada região do país foram coletados os índices pluviométricos e a produção de leite do tipo C. 7). 2000).00 54 68. Sabendo-se que existe uma previsão para o próximo ano de um índice pluviométrico de 24 mm determine então a produção estimada de leite dessa região. Seja x o investimento em publicidade e y o lucro para uma certa empresa no ano.00? d) Quanto quilômetro terá percorrido o táxi para que o valor pago seja R$ 120.00 60 79.00 86 101. Índice Pluviométrico (x) Produção em 106 (y) 23 26 21 25 28 31 27 29 23 27 28 31 27 32 22 28 26 30 25 30 155. Suponha um fabricante que gasta um valor fixo para a confecção de frascos de vidro e um valor variável para a produção de cada frasco. R = (3. Nessas condições qual a sentença matemática que mais aproxima esse conjunto de pontos? x = quantidade y = custo 154.00 60 79.300 90 800 150 1. Um motorista anotou os valores cobrados para alguns quilômetros percorridos conforme a tabela: x = km percorrido y = valor cobrado 10 12. T = (2900. 1400).500 140 1. 150). 10).00 40 50.00 45 60. R = (4.50 15 14. 180). Q = (2. 4). 10) b) P = (1. Tem-se a tabela seguinte em que os valores de x e y estão em dezenas de milhares de reais.600 CONTEXTO & APLICAÇÕES 66 . Q = (1800. S = (280.

por esse exemplo. Vejamos a seguinte situação. pode ser definida por uma lei de formação.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 4º. se x for par b) f ( x) =   x − 3. na Economia. na Química. Nessas condições. formada por mais de uma sentença. Observe. definida por outra lei de formação. se x ≤ 2 a) f ( x) =  − x + 3. Por vezes os fenômenos estudados se comportam de maneiras diferentes em diferentes estágios de sua observação. Um recipiente contendo uma barra de gelo a – 40º é colocado sobre a chama de um fogão. Para o intervalo de 0 ≤ x < 2 minutos o gráfico assume uma lei de formação. para o intervalo de 2 ≤ x < 10 minutos é uma função constante e de 10 ≤ x < 20 minutos temos novamente uma função afim. Num subconjunto D1 do domínio ela é dada através de uma sentença. o que nem sempre é possível definir uma função através de uma única sentença. CONTEXTO & APLICAÇÕES 67 . que o gráfico é definido por três sentenças. etc. e assim sucessivamente. na Estatística. Essas funções são freqüentemente estudadas na Física. f de R em R. ela é definida por outro lei. se x for impar EXEMPLO RESOLVIDO. Exemplos de funções definidas por várias sentenças:  x + 1. FUNÇÃO DEFINIDA POR VÁRIAS SENTENÇAS Uma função. na Biologia. em outro subconjunto D2. o gráfico abaixo mostra-nos a evolução da temperatura da água em função do tempo. se x > 2 2 x + 5.

usamos a terceira sentença f(x) = -x . a partir daí.3.x . Como 2 < 3 < 5 usamos a segunda sentença f(x) = 2x + 3.3. f ( x ) = − x − 3 ⇒ f (7 ) = − 7 − 3 ⇒ f (7 ) = − 10 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 157. Como 7 ≥ 7 usamos a terceira sentença f(x) = .4 < . usamos a primeira sentença f(x) = 3x + 5. se 2 < x < 5 Calcule o valor de:  − x − 3. f ( x ) = 2 x + 3 ⇒ f (3) = 2. CONTEXTO & APLICAÇÕES 68 . f ( x ) = − x − 3 ⇒ f (8) = − 8 − 3 ⇒ f (8) = 11 Cálculo de f(-4). se x for irracional Dada a função f de R em R definida por f ( x ) =  determine o − 1 se x for racional f ( 9 ) + f (−3) − f ( 7 ) f (4) − f (π ) valor da expressão: E = 158. 2. Determine a lei que expressa a temperatura do forno em função do tempo. se x ≥ 2  Construa o gráfico da função definida por: f ( x) =  x .3 + 3 ⇒ f (3) = 6 + 3 ⇒ f (3) = 9 Cálculo de f(7).MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 3 x + 5. Como . se x ≤ − 2  A temperatura de um forno de uma olaria varia linearmente de 20 0 159. − x + 1. Como 8 > 7.(− 4) + 5 ⇒ f (− 4) = −12 + 5 ⇒ f (− 4) = − 7 Cálculo de f(3). f ( x ) = 3x + 5 ⇒ f (− 4) = 3. até 30 minutos sua temperatura permanece constante e depois volta a esfriar.4) c) f (3) d) f (7) Resolução: Cálculo de f(8). se x < − 3  Ex 22: Considere a função f(x) definida por f ( x) = 2 x + 3. C a 500 0 C de zero minutos a 15 minutos. se − 2 < x < 2 − 2.3. se x ≥ 7 a) f (8) b) f (.

b) f (30) c) f (x) = 400 Em um açougue o preço do quilograma de um tipo de carne é R$ 4. a) Determine a quantidade absorvida pelo organismo quando são ingeridas 10 mg/dia. desconto de R$ 1. b) Determine a quantia a ser paga na compra de 2 kg. se 2 < x < 5 determine o valor da − x − 3. Na compra de 5 kg ou mais. se x < −3  162. também em mg/dia. . c) Determine a quantidade que se pode comprar com R$ 17.00. e sua absorção pelo organismo. desconto de 10% no total.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 160. a) Determine a equação da quantia Q a ser paga em função da quantidade x de quilogramas comprados nos dois casos. f (3) f (4) − f (−5) O gráfico abaixo representa a relação entre a ingestão de certo remédio em mg/dia. Dada a função f(x) definida por: f ( x ) = 2 x + 3 . 4 kg e 5 kg. Durante certo período foi feita a seguinte promoção: Na compra de uma quantia entre 3 kg e 5 kg. b) A absorção resultante da ingestão de mais de 20 mg/dia e igual á absorção CONTEXTO & APLICAÇÕES 69 .00. f (8) + f (−4) − 2. Considere a função cujo gráfico está representado a seguir e calcule: a) f (10) 161. se x ≤ 7  expressão: R = 163. 3x + 5.00 no total.

se x < 3  f ( x) =  x + 3 . que relaciona a temperatura T (em graus Celsius) e o tempo t (em minutos). em kg. construiu o gráfico a seguir. se x > 6  expressão: R = 166. na forma de gordura. Determine a função descoberta pelo físico. Suponha que o consumo normal diário de energia de um trabalhador seja de 2.100 kcal e que o total de calorias correspondentes aos alimentos ingeridos que excede esse valor seja armazenado no organismo. desse indivíduo em um período de CONTEXTO & APLICAÇÕES 70 . a cada minuto. . O gráfico abaixo representa a evolução da massa corporal. Para tanto.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO resultante da ingestão de 20 mg/dia? 164. Dada a função f(x) definida por: f (2) + f (7) + f (3) f ( 4) + f ( 7 )  x + 5. Um físico aqueceu certa quantidade de água até ela começar a ferver. 165. Seu objetivo era estudar a variação de temperatura desse liquido em função do tempo de aquecimento. ele mergulhava um termômetro na água e lia a temperatura. Procedendo assim. se 3 ≤ x ≥ 6 determine o valor da  x + 3.

No eixo horizontal está representado o tempo (t). 167. você poderia dizer que esse motorista ficou parado em algum momento da viagem? Caso a resposta seja afirmativa.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 660 dias. Observando o gráfico. Observando o gráfico e atento aos detalhes da questão. gasto no percurso e no eixo vertical a distância (S) percorrida. faça o que se pede nos itens. b) Determine a função cujo gráfico corresponde ao período 3 e descubra quanto tempo se passará até o individuo voltar a ter 70 kg considerando que a taxa de variação da massa em relação ao tempo continue a mesma. O gráfico mostra a relação entre o espaço S percorrido e o tempo t gasto por um motorista em uma viagem. em horas. em quilômetros. a) Determine a função cujo gráfico corresponde ao período 1. quantas horas esse motorista permaneceu parado? FUNÇÕES DO PRIMEIRO GRAU NA ECONOMIA Funções de Oferta e Demanda do Primeiro Grau Uma das definições de "curva de demanda" (procura) é a seguinte: "A curva de CONTEXTO & APLICAÇÕES 71 .

durante um período de tempo. a todos os possíveis preços.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO demanda é uma construção teórica que nos diz quantas unidades de um determinado bem de consumo os consumidores estarão desejosos de comprar. as equações lineares podem oferecer representações de oferta e demanda razoavelmente precisa dentro de uma faixa limitada. Ex: Na páscoa há uma grande oferta de ovos de chocolate. mesmo nesses casos. os preços das outras mercadorias e as rendas dos consumidores se mantenham inalterados". presumindo-se que os gostos dos consumidores. algumas curvas de oferta e demanda são aproximadamente lineares na faixa de valores que interessa. outras são não-lineares. A figura A mostra a representação de uma equação da demanda e a figura B mostra a representação de uma equação da oferta. a “curva de oferta" é uma construção teórica que nos diz quantas unidades os produtores de uma mercadoria em determinada indústria estão dispostos a vender em um certo período de tempo. No entanto. Ex: No verão há grande demanda por cerveja. a) b) CURVA DE DEMANDA LINEAR Definição: Quantidade de mercadoria ou serviço que um consumidor ou conjunto de consumidores estão dispostos a comprar. Na mesma linha. Na prática. a determinado preço: CONTEXTO & APLICAÇÕES 72 .

00 o quilo. Este comportamento da demanda é devido às diferentes restrições orçamentárias dos consumidores.00 teremos somente 8. isto é. No gráfico. a demanda pelo produto é menor.000 quilos vendidos. Quando o preço cai. Quando o preço está em um nível elevado.00 o quilo. isto é. em outras palavras. a consumir outro tipo de alimento. CONTEXTO & APLICAÇÕES 73 . ao preço de R$ 10. portanto. tais como carne de frango. estará impossibilitado de adquirir o produto para não prejudicar o seu orçamento. desta forma. ou seja.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO O gráfico ao lado representa o comportamento da demanda em relação a um produto genérico. a função de demanda linear é geralmente decrescente. Em outros casos. e passarão. muitos consumidores não poderão consumi-la. Mas. Em certos casos. uma boa parte dos consumidores não está disposta a adquirir o produto a este nível de preço. o consumidor que possui uma renda mais alta continuará adquirindo o produto mesmo a um preço elevado. os consumidores de baixa renda voltam a adquirir o produto e há um aumento da demanda. com isso. a quantidade procurada diminui (e à medida que o preço diminui. ocorre uma queda da demanda. Normalmente. a procura é constante. Nota-se no gráfico que ao preço de R$ 4. Isto é. Por isso. peixes. a declividade de uma curva de demanda linear é negativa. conseqüentemente haverá um aumento na demanda por carne bovina. independentemente do preço. a demanda pelo produto será maior.00 haverá 15. mais elevado ou mais baixo. haverá uma queda na demanda por carne bovina devido ao preço elevado. e. a quantidade procurada aumenta).. à medida que o preço aumenta. mas aquele que possui renda mais baixa. cada consumidor possui um determinado nível de renda. independentemente da demanda. se o preço médio da carne bovina cair para R$ 4. ovos. seu consumo se dará de acordo com esta renda. pois mais consumidores estarão dispostos a adquirir o produto àquele nível de preço.000 quilos vendidos. Exemplo: Se a carne bovina estiver com preço médio de R$ 10. o preço é constante. a declividade de uma curva de demanda pode ser indefinida. a declividade de uma curva de demanda pode ser nula. etc. vários consumidores voltarão a comprar carne bovina. Se o preço está em um nível mais baixo. isto é.

000 O coeficiente linear é dado por: b = y − a.001.000 quilos do produto são vendidos na semana.0. Substituindo o valor do preço na equação da demanda encontrada.001q + 19.q = 19 − 7 ⇒ q = 12 ⇒ 12.001 c) A que preço o frigorífico terá uma venda de 10.001. Nessas condições determine: a) A equação da demanda admitindo que seja uma função do primeiro grau.000 6.000 + 19 ⇒ p = − 10 + 19 ⇒ p = 9 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES CONTEXTO & APLICAÇÕES 74 . 9.000 quilos de carne. Substituindo o valor da quantidade na equação da demanda encontrada.000 0.001 x 2 − x1 15.001. O Coeficiente angular é dado por: a= y 2 − y1 4 − 10 −6 ⇒ a= ⇒ a= ⇒ a = − 0.9.001. 15.q + 19 ⇒ 7 = − 0. temos que calcular o coeficiente angular a e o coeficiente linear b.001). b) Quantos quilos do produto são vendidos se o preço for de R$ 7. fica: p = − 0.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Nos casos em que a função da demanda é negativa é importante determinar sua equação para fazer conjecturas e poder prever o comportamento do mercado.000 quilos do produto são vendidos por semana.001.10.00.q + 19 ⇒ 0. Resolução: Como a função é do primeiro grau do tipo.000 − 9.000 ⇒ b = 10 + 9 ⇒ b = 19 Assim a equação da demanda é p = .q + b. fica: p = − 0. EXEMPLO RESOLVIDO Ex 23: Em um grande frigorífico verificou-se que quando o preço do quilo da carne é de dez reis. onde p é o preço e q a quantidade vendida.q + 19 ⇒ p = − 0. Se o preço abaixar para quatro reais.x ⇒ b = 10 − (− 0. p = a.

172.00? 173. Numa relojoaria 10. 170.00 e a esse preço estacionam 50 automóveis por dia. sabendo que ela é linear? Esboce o gráfico dessa função. o preço por dia de estacionamento é R$ 20.00 e 20.00 o número de dvd alugados era 170 por semana.00. se reduzir o preço em 20% terá um aumento de 25% no número de automóveis estacionados. 171.000 unidades e determine a demanda se o produto for oferecido gratuitamente. Uma locadora verificou que. 30. O gráfico abaixo representa a função de demanda de um produto em função da quantidade vendida q. Quantas unidades são vendidas quando o preço for de R$ 6. 169. onde p é o preço unitário e q o número de milhares de unidades. Assim sendo determine: a) Qual sua função demanda? b) Quantos DVD são alugados se o preço for de R$ 2.50? c) Se em determinada semana foram alugados 150 dvd. Determine o preço por unidade para uma demanda de 1. Quando o preço é R$ 90.000 são procurados. qual foi o preço praticado? CONTEXTO & APLICAÇÕES 75 . quando o preço unitário de cada dvd era de R$ 4.00 a quantidade alugada era de 200 unidades. Qual é a equação da demanda. Um certo produto tem equação de demanda 2q + 4p – 6 = 0. Admitindo linear a curva de demanda obtenha a sua equação. Qual é a equação da demanda sabendo que ela é linear? Esboce seu gráfico.000 relógios são vendidos quando seu preço é R$ 60. quando os relógios são liberados gratuitamente. Verificou também quando preço passava para R$ 3.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 168.00 nenhum relógio é vendido.000 relógios são vendidos quando seu preço é R$ 40. Num estacionamento pra automóveis. O proprietário acredita que.

Mas. Se o preço estiver muito baixo.000 unidades por mês de seu produto quando praticava um preço de R$ 6. no valor de R$ 1. a oferta aumenta e à medida que o preço diminui.600. a oferta é constante. Normalmente. logo após responder quantas unidades se estará disposto a comercializar caso o preço passe a ser R$ 25. Construa uma tabela e um gráfico demonstrando a situação. Num determinado momento. isto é. independentemente da oferta (reta paralela a Ox). Uma determinada empresa vendia 3. passou a praticar o preço de R$ 4. outros preferirão produzir outra mercadoria que esteja com preço de venda mais atrativo.00. o preço é constante. CONTEXTO & APLICAÇÕES 76 . A Demanda de mercado de um produto que é vendido em galões é dada por 120 q + 9. a declividade de uma curva de oferta linear pode ser zero. Neste gráfico podemos observar o comportamento da oferta em relação a um produto genérico. os produtores tendem a ofertar uma quantidade maior do produto.00 (veja gráfico). a oferta diminui. a quantidade colocada no mercado será de 400 unidades. vendendo 4. ocasionando uma queda na quantidade ofertada. a determinado preço.00. Se o preço estiver em R$ 14. isto é. Isto pode ocorrer por vários motivos. Em certos casos. a declividade de uma curva de oferta linear é positiva. alguns produtores terão o seu custo de produção acima deste preço e se torna inviável continuar produzindo. à medida que o preço aumenta.000 unidades por mês do produto. muitos produtores deixarão de ofertar a mercadoria.00.500 galões? p=- 176. Em outros casos.40. etc. a declividade pode ser indefinida. se o nível de preço cair para R$ 6. isto é. Qual é a equação de demanda nesse período? Qual o gráfico da curva de demanda? CURVA DE OFERTA LINEAR Definição: Quantidade de mercadoria ou serviço que um produtor ou conjunto de produtores está disposto a vender. e a este preço teremos uma oferta de 150 unidades.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 174. Deduza a equação da demanda para. O preço do leite foi congelado por 6 meses.00? 175. A que preço a quantidade vendida será de 4. Com o nível de preço elevado.

100.2q + 20. Se o preço sofrer um reajuste de R$ 20.600 ⇒ b = 140 − 120 ⇒ b = 20 Assim a equação da oferta é p = 0. 178. temos que calcular o coeficiente angular a e o coeficiente linear b.00. Qual é a equação da oferta? Esboce o gráfico dessa curva de oferta sabendo que ela é linear. Determine a função oferta para admitindo que a mesma seja do primeiro grau. Resolução: Como a função é do primeiro grau do tipo. são ofertadas ao mercado 500 unidades do produto.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO independentemente do preço (reta paralela a Oy).00. O Coeficiente angular é dado por: a= y 2 − y1 140 − 120 20 ⇒ a= ⇒ a= ⇒ a = 0. onde p é o preço e q a quantidade ofertada.2 x 2 − x1 600 − 500 100 O coeficiente linear é dado por: b = y − a.q + b.000 máquinas estão disponíveis no mercado. são ofertada 600 unidades do produto.2. quando o preço for de R$ 75.00. Quando o preço for de R$ 50.00.00 nenhuma bola de um determinado tipo está CONTEXTO & APLICAÇÕES 77 . Nos casos em que a função oferta é positiva é importante determinar sua equação para poder prever o comportamento do mercado.x ⇒ b = 140 − 0.000 máquinas fotográficas de um determinado tipo estão disponíveis no mercado. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 177. EXEMPLO RESOLVIDO Ex 24: Quando o preço da calculadora financeira Mektref é R$ 120. Quando o preço for de R$ 25. 50. p = a.

Determine a função que relaciona o preço y em função da quantidade x de unidades vendidas. c) Quanto maior o preço. maior será a quantidade demandada. 184. sendo x em centenas de unidades e p o preço unitário.00 por mês para chamadas a longa distância. mas se o preço sofrer um reajuste de R$ 0.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO disponível no mercado.000 pés de alfaces quando o preço for R$ 1. O dono da fabrica de chocolates Nectar verificou que o preço de um ovo de Páscoa é R$ 65. 183. Qual é a equação da oferta? 180.500 unidades por mês. Determine quantidade de pés de alfaces ofertadas ao mercado quando o preço for de R$ 1. a Companhia A paga à companhia Telefônica R$ 1. com duração de tempo limitada. Supondo linear a equação de oferta.000. enquanto que para cada R$ 10.800 unidades por mês. Quando o preço é R$ 80. Para cada R$ 10. 20.00 de aumento no preço.350 pés de alfaces. Dada a equação de oferta 3x . e nesse preço são vendidas 1. b) Quanto menor o preço. 181. determine: a) A equação da oferta b) O gráfico da curva de oferta.00 há 10. maior será a quantidade ofertada. A forma de uma curva de oferta implica que: a) Quanto maior o preço. De acordo com os termos de contrato entre a Companhia A e a companhia telefônica.20. Trace a curva de oferta.00 ele está disposto a ofertar 1.10 ele pretende colocar no mercado 2. conforme os preços e quantidades abaixo referentes a um bem qualquer: Quantidade Preço 55 10 67 12 78 14 85 16 100 18 182.000 lâmpadas a mais estão disponíveis no mercado.00.000 bolas a mais estão disponíveis. d) Quanto menor o preço. 8.00 de aumento no preço.8p + 10 = 0. menor será a quantidade ofertada.000 lâmpadas de um certo tipo disponíveis no mercado. Se o preço aumentar para R$ 70. Um produtor de hortaliças está disposto a oferta ao mercado 2. sabendo que a curva é linear? 179. CONTEXTO & APLICAÇÕES 78 . menor será a quantidade demandada. qual o preço por unidade pelo qual 200 unidades são ofertadas? 185. Qual é a equação da oferta.00.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO c) A quantidade ofertada quando o preço for de R$ 50. as coordenadas desse ponto são encontradas. quais serão as quantidades consumidas (demanda) e produzidas (oferta)? Haverá um preço que satisfará. Então. O "equilíbrio de mercado" ocorre então num ponto no qual a quantidade de um artigo procurado é igual à quantidade oferecida. o consumidor deseja preços sempre menores e de outro. supondo que as mesmas unidades para a quantidade demandada e a quantidade ofertada sejam usadas em ambas as equações (oferta e demanda).00? EQUILÍBRIO DO MERCADO Foi visto que no caso da função de demanda. o produtor interessa-se por preços sempre maiores? E a esse preço. a quantidade de equilíbrio e o preço de equilíbrio correspondem às coordenadas do ponto de interseção das curvas de oferta e de demanda. resolvendo-se o sistema formado pelas equações de oferta e demanda. é o chamado "preço de equilíbrio". Ache o ponto de equilíbrio para as seguintes equações de oferta e de demanda a) p = 10 − 2q e p = 3q +1 2 CONTEXTO & APLICAÇÕES 79 . Outra maneira prática de calcular o ponto de equilíbrio é igualar a equações de oferta e demanda: OFERTA = DEMANDA EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 186. Portanto. uma elevação no preço corresponde (geralmente) a uma redução na quantidade demandada e no caso da função de oferta. até que nível variará o preço se de um lado. em termos de quantidade. Algebricamente. uma elevação no preço corresponde a uma elevação na quantidade ofertada. aos consumidores e produtores.

são vendidos 1.003 x + 150 . quando o preço da carne está em R$ 7. então 30 bicicletas estão disponíveis no mercado.00 eles oferecem 2. Nessas condições. 189. Considerando a função demanda por sorvetes dada por p = 100 − 0.00. então 20 bicicletas são vendidas. c) Determine o ponto de equilíbrio.500 kg por dia. quando o preço de cada bicicleta é R$ 200. c) A quantidade ofertada quando o preço for R$ 50. então 20 bicicletas estão disponíveis no mercado.00.000 kg por dia.003 x e a função oferta de sorvetes dada por p = 0. Determine a quantidade e o preço de equilíbrio que seja bom para os donos de açougue e para os donos de frigoríficos. Dado o sistema y = 5 − 3x  y = 4 x + 2 a) Determine qual das equações expressa curva de oferta. b) Determine qual expressa curva de demanda.00. 188.000 kg por dia. então 25 bicicletas são vendidas. 191. 190. Por outro lado os donos de frigoríficos. O Dono do Açougue Boiadeiro verificou que quando o preço do quilo de carne é R$ 7. Quando o preço de cada bicicleta é R$ 160. b) A quantidade vendida quando o preço é R$ 10.00. calcule o preço de equilíbrio para essa situação. Se o preço aumentar para R$ 8.00 o total de quilos vendidos cai para 800 por dia. mas quando o preço for R$ 220.00 d) O ponto de equilíbrio do mercado. Uma empresa produz um certo produto de tal forma que sua função de oferta diária é p = 20 + 5 x e a demanda diária é p = 110 − 4 x . determine: a) A função demanda b) A quantidade de bicicletas vendidas quando o preço for R$ 100 c) A função oferta d) A quantidade de bicicletas ofertadas quando o preço for R$ 250. se o preço aumentar para R$ 8. mas se o preço é R$ 150.00 e) O ponto de equilíbrio CONTEXTO & APLICAÇÕES 80 .00. Em relação à oferta.00.00 eles oferecem ao mercado 2.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO b) p = 5 − 3q e p = 4q + 12 c) p = 10 − 2 x e p = 5 x + 1 187. Determine: a) O preço para que a quantidade ofertada seja igual a 50.

então. É entendida como sendo o produto entre o preço de venda (PV). R = Pv. Os custos variáveis são aqueles que variam com a produção e que incluem fatores tais como mão-de-obra. CONTEXTO & APLICAÇÕES 81 . A função Receita Média é a função que a cada q associa Rm = função Receita Média coincide com a função preço de demanda. Vêse então que a função receita pode ser uma função linear cujo gráfico é uma reta que passa pela origem e tem como declividade o preço de venda (por unidade). ou seja. gastos promocionais. instalação.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO FUNÇÃO RECEITA TOTAL É diretamente proporcional à quantidade vendida. Ele permanece constante. independentemente de volume de produção ou de venda. se forem vendidas 100. etc. pela quantidade vendida (q). Chamamos de CV é o custo variável unitário de produção do bem. etc. a q Os custos de empresas são classificados em duas categorias: Custos fixos (CF) e Custos variáveis (CV). O custo total (CT) pela produção de q unidades do referido bem é dado. porém.q Na atividade operacional de uma empresa. de CF o custo fixo. se for tomada uma produtora de caixas registradoras que são vendidas a R$ 80. pela equação: CT (q ) = C F + CV . FUNÇÃO CUSTO TOTAL R . Por exemplo. a Receita será 0. equipamentos. diversos fatores contribuem para a formação da receita proveniente do volume de vendas.00 cada. em pequenos intervalos onde já foram consideradas as variáveis restritivas e considerandose o preço constante nesse intervalo de produção. se não for vendida unidade alguma. o rendimento total da empresa será função somente da quantidade vendida.000 unidades. matéria prima utilizada. Os custos fixos permanecem constantes em todos os níveis de produção e incluem comumente fatores tais como aluguel.q Nesse caso. o custo total é uma função afim da quantidade produzida e seu gráfico é uma reta com declividade positiva. O custo total (CT) em qualquer nível de produção é a soma do custo fixo e do custo variável nesse nível de produção. Fatores como volume de produção e potencial de mercado não podem ser esquecidas na formação da receita. o rendimento total (receita total) será 8 milhões de reais.

o custo total é maior que a receita) e uma à direita. o lucro é uma função (afim) da quantidade vendida (ou fabricada). onde R é a função receita e CT a função custo total. gerando.p. Mcu = P − CV V PONTO DE RUPTURA O ponto P de interseção das curvas CT (Custo Total) e R (Receita) refere-se ao nível de atividade da empresa em que ela não obtém nem Lucro nem Prejuízo. uma parcela de lucro. o custo total é menor que a receita). q • A diferença entre o preço de venda e o custo variável por unidade é chamada de margem de contribuição por unidade. rompendo essa situação. certamente. L = Pv . FUNÇÃO LUCRO TOTAL A função lucro é definida por L = R − CT .isto é.q − C F . Então.q − C v . Ele representa também a quantidade na qual o produtor está para romper o equilíbrio . todo o esforço necessário para ultrapassar esse ponto. CV é o custo variável unitário do produto e CF é o custo fixo. representando o Prejuízo (pois para cada q < q. o ponto de nivelamento delimita duas regiões: uma à esquerda. representando o Lucro (pois para cada q > q. basta achar a interseção das curvas R e CT. nesse caso. Tome Nota: • Podemos encontrar o ponto de nivelamento fazendo o lucro igual a zero → L = 0 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES CONTEXTO & APLICAÇÕES 82 . No caso de funções lineares (retas). Para encontrar a intersecção das curvas basta fazermos R = C. A empresa fará. a receita é igual ao custo total. a quantidade para a qual existe um rendimento suficiente apenas para cobrir os custos.q .MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO A função Custo Médio é a função que a cada q associa Cm = Tome Nota: Cf + Cv. No caso de funções lineares.p. onde PV é o preço de venda por unidade. Para se obter as coordenadas do Ponto de Nivelamento. ou seja.(ou ponto de nivelamento). Também chamado de Break Even Point . conseqüentemente.

MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 192.003x e a função oferta de sorvetes dada por p = 0.005 x p = 100 – 0.00.00. para 0 ≤ q ≤ 10 unidades de determinada utilidade.000 unidades por mês.00 e o custo associado à produção é R$ 30. Considerando a função demanda por sorvetes dada por p = 100 − 0. Considere as funções R = 3.00 por unidade. Se o preço da venda do referido bem é R$ 6.003x + 150. Como vai vender cada unidade por R$ 5. O custo variável médio (custo unitário) de produção de certo bem é de R$ 12. O custo unitário de produção de um bem é R$ 5. o custo variável seja de Cr$ 7. d) O ponto de ruptura. 00. c) A função lucro. Sua capacidade média de produção é 5. Responda: a) Qual a lei dessa função f. Determinar: a) A função receita. Qual é a quantidade necessária para se atingir o ponto de equilíbrio? 197. e) A produção necessária para um lucro de R$ 120. calcule o preço de equilíbrio para essa situação.00? 194. d) O ponto de ruptura. b) A função custo total.00 e os custos variáveis em 40% do rendimento total. b) Para que valores de x têm f(x) < 0? Como podemos interpretar esse caso? c) Para que valores de x haverá um lucro de R$ 315.00 por unidade. b) A função receita.00.q e CT = 6 + q. c) A função lucro. 195.000 unidades? f) Qual a quantidade vendida se o lucro obtido foi de R$ 20. o lucro final L será dado em função das x unidades vendidas.000. 193.000. e) Qual o lucro obtido na produção e venda de 8.003 x + 200 p = 0.50 determinar: a) A função custo total.000.00 na compra de certa mercadoria. A função Lucro Total é: 196. Um comerciante teve uma despesa de R$ 230.50 por unidade e o artigo seja vendido a Cr$ 10. Os seus custos fixos estimados em R$ 13. Suponha que o custo fixo de produção de um artigo seja de Cr$ 5. Um fabricante vende seu produto a R$ 25.00 198.00? d) Para que valores de x o lucro será maior que R$ 280.00 e o CONTEXTO & APLICAÇÕES 83 .

q está associada à produção de um determinado bem. Qual a produção necessária para se ter um Custo Total de R$ 5.003x + 150.q b) R = 1. Um certo bem tem por equação de demanda p = 5 .000.q CT = 4 + 0.003x e a função oferta de sorvetes dada por p = 0. Sabe-se que a função custo total CT = 2000 + 25.q e) R = 0.00 mais um custo variável de R$ 0.q CT = 2 + q CT = 3 + 0. uma indústria tem um custo fixo de R$ 8.1. para 0 ≤ q ≤ 800 unidades de determinado bem. Considere a função lucro total LT = 4.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO custo fixo associado à produção é de R$ 60. determine o custo total referente à produção de 230 unidades.q está associada à produção de um determinado bem.3q. Determine o “ponto de nivelamento” em cada caso abaixo. pelo menos.q c) R = 2. Considerando a função demanda por sorvetes dada por p = 100 – 0. Marcos precisa vender.50 por unidade produzida.5. Qual o Lucro Total referente à produção de 250 unidades deste CONTEXTO & APLICAÇÕES 84 .5. “q” unidades do produto para não ter prejuízo.08. 201.05.60. 205. Sabendo que a função custo total CT = 1200 + 8. Qual o valor de “q”? 207. Considere a função RT = 20.5.00 para quantidades variáveis na faixa de zero a 100 unidades. Se o preço de venda na mesma faixa é de R$ 20.00/unidade.q CT = 120 + 0.025. 199. Determine a função receita e a função receita média. Sabendo-se que este produto é vendido a R$ 0.q CT = 2 + 0. Qual a receita e a receita média se a quantidade demandada são 40 unidades? 200. 206.q.50) e "q" é a quantidade de produtos vendidos (0 ≤ q ≤ 120 unidades). identificar a função custo total (CT) e a função Receita R(x).q 0 < q < 120 0 ≤ q ≤ 30 0≤q≤5 0≤q≤4 0 ≤ q ≤ 20 202. Marcos fabrica um determinado produto com um custo fixo de R$ 3. calcule o preço de equilíbrio para essa situação.q d) R = 0.00 e custo variável de R$ 0. Sendo x o número de unidades produzidas escreva a lei da função que fornece o custo total de x peças. Na produção de peças. onde o preço é fixo (R$ 20.00? 204.00? 203. a) R = 0.80 a unidade.4.6. Qual a quantidade de produtos vendidos quando a Receita Total atinge o valor de R$ 1.q – 450. onde p é o preço e q a quantidade demandada.5.

• 10% para máquinas e acessórios industriais. b = valor do objeto na data zero. Se daqui a seis anos ele estiver valendo apenas $13. da obsolescência etc. Pela legislação atual em vigor (decreto nº 58. Solução.500 y1 13. do envelhecimento. Cálculo do coeficiente angular da função.t + b D = depreciação. pede-se: a) A equação que fornece valor do referido automóvel ao longo do tempo.00.650. • 20% para veículos.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO bem? FUNÇÃO DEPRECIAÇÃO LINEAR Depreciação é a diminuição do valor a que estão sujeitos os bens que compõe o ativo fixo das empresas em virtude do desgaste.500. x x1 x2 0 6 y 19. no fim de certo período. • 4% para edifícios e outros. A depreciação é uma função do primeiro grau. É. por R$ 19. a diferença entre o preço de compra de um bem e seu valor de troca (valor residual). as taxas de depreciação a considerar para alguns fatores foram fixadas em: • 10% para móveis e utensílios. supondo-a do primeiro grau. em outras palavras.400. decrescente.650 y2 a= y 2 − y1 x 2 − x1 a= 1 3 650 − 19 500 = 6−0 − 5 850 = − 975. A depreciação é a perda do valor de um bem ao longo do tempo devido ao uso.00 6 CONTEXTO & APLICAÇÕES 85 .00. que pode ser calculada por: D = a. a = coeficiente angular da reta t = tempo de depreciação EXEMPLO RESOLVIDO Ex 25: Compra-se hoje um automóvel de modelo popular novo. de 10/05/1966). pelo aparecimento de dispositivos mais atualizados ou por outras razões.

hoje é de R$ 18.500.00 e daqui a dois anos estará completamente obsoleto. O valor de um automóvel novo hoje é de R$ 15.0 ⇒ b = 19. Admitindo a depreciação linear. a) Escreva a equação que dá o valor do equipamento em qualquer tempo.00. 000. Se daqui a cinco anos seu valor for de apenas R$ 10. Se o período de vida útil do mesmo. Resposta: V = 2. seu valor estimado é de R$ 2.000.400.00.00.500 Portanto a função depreciação será: D = − 975.00 c) Daqui a quanto tempo o equipamento não estará valendo mais nada em termos contábeis? Resposta: 12 anos e 6 meses FUNÇÃO CONSUMO A função consumo é quase que assumidamente linear.500 .500 b) O preço do automóvel daqui a dez anos é dado por: D = – 975t + 19.500.500 − (− 975).00 212.00 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 208. escreva com estas informações a função depreciação e elabore um gráfico representativo da situação.200x b) Quanto estará valendo o equipamento após três anos? Resposta: R$ 1. 10 +19 500 ⇒ V = 9.200. O valor de um telefone celular dos mais avançados. Admitindo depreciação linear. O valor de um carro.750.800. responda: a) Qual será a sua equação de depreciação? Resposta: d = 1. Admitindo depreciação linear.x .MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Substituindo na fórmula b = y − a.000x b) Quanto valerá o automóvel daqui a 10 anos? Resposta: R$ 5.5 anos de uso. O valor de um dispositivo mecânico para uma certa indústria.00. admitindo a depreciação linear.00. na linguagem contábil é de 15 anos.t + 19.500 ⇒ D = – 975. o CONTEXTO & APLICAÇÕES 86 .000. qual será o valor do celular a 3 anos após a compra? Resposta: nulo 211.00. Resposta: d = 500x 210.900. hoje é de R$ 1. qual será o valor do carro daqui a oito anos? Resposta: R$ 8. Um equipamento de informativa é adquirido por R$ 2. temos que: b = 19.00 e daqui a cinco anos estará valendo R$ 12.000. para o cálculo do coeficiente linear.00 e após 1. custa hoje R$ 7. Se y é a renda disponível.000. deverá valer R$ 600.00 209.

x − C 0 ⇒ S = (1 − a )x − C 0 .4 = 40%.00 e um consumo da renda fixa na ordem de 60% desta.x + C 0 • C0 = representa as despesas fixas ou consumo autônomo. Se uma família tem uma despesa fixa b e.800 Temos então: » Consumo autônomo = 1800. é sempre um número compreendido entre 0 e CONTEXTO & APLICAÇÕES 87 . » Propensão marginal a consumir 0. onde: • C0 é o consumo autônomo. é chamado de propensão marginal a poupar.800. pois quando a renda cresce o consumo também cresce. • a é a propensão marginal a consumir. • (1 – a) é a propensão marginal a poupar. se são consumidos a% da renda disponível.6 = 60%. se uma família possui uma renda disponível x. (coeficiente angular da reta).6. então: C ( x ) = 0. • A propensão marginal a consumir. C = f(y). então a função consumo é dada por: C ( x ) = a. e quando a renda diminui o consumo também diminui. Assim: S = x − C ⇒ S = x − a. Esta função tem características crescentes. • x = representa a renda disponível. Tome Nota • O fator (1 – a) da função poupança.6) = 0. FUNÇÃO POUPANÇA Podemos então definir poupança S(x) como a diferença entre a renda disponível e o consumo.x + 1. uma despesa fixa de R$ 1.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO consumo é função desta. • C(x) = representa o consumo propriamente dito. (coeficiente linear da reta). correspondente ao coeficiente angular da função. » Propensão marginal a poupar (1 – 0. ou seja. • a = é chamado de propensão marginal a consumir. Desta forma. Tome Nota: − O que não se consome se investe ou poupa.

Pede-se: a) A função consumo. b) A propensão marginal a consumir. 218. nem governo. Qual a renda de equilíbrio (aquela para a qual o que é produzido é consumido)? CONTEXTO & APLICAÇÕES 88 . pede-se: a) O consumo autônomo.000. pede-se : a) A função poupança. c) A propensão marginal a poupar.00 e uma propensão marginal a consumir igual a 0. e) A renda disponível quando são poupados R$ 750.200. d) A consumo quando a renda disponível é de R$ 2.7. c) A quantidade poupada se a renda for de R$ 3.00.4 y − 250 . porém.200. c) A propensão marginal a poupar. b) A renda mínima para que a poupança não seja negativa. b) A função poupança.00.45 x . Sendo C ( x ) = 900 + 0. Sabe-se. Não há gastos com investimentos (visando aumento futuro da capacidade produtiva). e) A renda disponível quando o consumo é de R$ 6.72 x .00. 216. c) Para se obter uma poupança de R$ 800. qual deve ser a renda da família? 215. d) A poupança quando a renda disponível é de R$ 3. 214.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 1. obtenha: a) A função consumo: b) A função poupança. Dada a função poupança S ( y ) = 0. A função consumo anual é C = 100 + 0. Suponha que o que é produzido em uma ilha seja consumido nela própria.7 x . A poupança de um professor é dada por S = −900 + 0.000.00.500. Uma família tem um consumo autônomo de R$ 1.800.00. O consumo autônomo de uma família é de R$ 1.00. que são gastos 55% de sua renda disponível. a função consumo de uma dentista principiante.00 217. EXERCÍCIOS DE APLICAÇÕES 213.500. pede-se: a) Função consumo b) A renda que induza a um consumo de 1500.00. f) A poupança para uma renda disponível de R$ 4.00.

e) Qual a renda para que esteja disponível para poupar R$ 2. alem do valor fixo de R$ 1.00? d) A função poupança.00.00.00.00 por mês. Assim. quando a renda é R$ 8.200.500.500.00 e.000. Nessas condições 221.00 o consumo é R$ 7. o consumo é R$ 6. b) Qual a renda da família quando o consumo for R$ 10.00? e S = −1.000.200.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO 219.000. Nestas condições: a) Escreva a função consumo deste consumidor.23 x . 220.00? CONTEXTO & APLICAÇÕES 89 . Suponhamos que uma família tenha uma renda disponível (renda menos os impostos) variável mês a mês. respectivamente: C ( x ) = 1.00? f) Qual a poupança quando a renda disponível for de R$ 5. é perseguido por uma tendência de gastar 83% do que está ao seu dispor.500.00. Sabe-se que o mesmo tem uma despesa fixa de R$ 2.000.77 x determine: a) Qual o seu consumo s sua poupança se ele ganhar R$ 480. determine o valor da renda que induz um consumo de R$ 4.5% de sua renda disponível.00. Suponhamos ainda que essa família gaste em consumo de bens e serviços 68.000 + 0. Admitindo a função consumo como de primeiro grau determine: a) A função consumo. e uma despesa fixa de R$ 1.000 + 0. quando a renda é R$ 7.000.000.00? c) Qual o consumo quando a renda da família for de R$ 9. Um indivíduo possui mensalmente a sua disposição uma certa quantia.500. b) Calcule o seu consumo para uma renda disponível R$ 5.00? b) Qual o seu consumo quando sua renda for nula? c) Quanto deverá ganhar para ter uma poupança de R$ 500. e. c) Represente graficamente a função consumo do indivíduo 222. A Funções consumo e poupança de um operário de renda variável x são.00.800. Numa determinada família.

com geometria analítica. Derivadas e Integrais. Ensino Médio.matinterativa. . 1. Gelson.ed. Matemática: uma Aventura do Pensamento. São Paulo: E.. FARIA. 1990.br/download/APOSTILA%20II. __________. Oscar. São Paulo: Atual. São Paulo: Atual. Marília. Emerson Marcos. Cálculo I. 2. 1983. vol. __________. Matemática: volume único. BUSSAB.. 1999. São Paulo. Matemática para os cursos de Economia Administração e Ciências CONTEXTO & APLICAÇÕES 90 . Sérgio.2.. vol 8. EVES. Cálculo: Funções de uma Variável. 2003. 1985. Mirian Buss. FLEMMING.. J. Matemática para os cursos de Economia. 1997. 1999. Philip. 8ª edição. Manoel. CUNHA. Revista do Professor de Matemática 59. Sebastião Medeiros da. et al. 1995. 1977. Sebastião Pereira de. Howard. São Paulo: RPM. Matemática Aplicada. Pedro A. Severino Miranda. PAIVA. Wilton O. Introdução à História da Matemática. Curitiba: Positivo. Cálculo A: Funções Limites. RESENDE. 1988. São Paulo: Harbra. A Experiência Matemática. 1991. 3 ed. IEZZI. Disponível www. 2006. Acessado em 30/07/2009 ROSA. São Paulo: Atlas. Fundamentos de Matemática Elementar. São Paulo: Ática. DAVIS. Félix da. SILVA. Blücher/Edusp. Limites uma Proposta Didática. Louis. 2006. HAZZAN Samuel. O Cálculo. ed. São Paulo: Atlas. A Matemática do GPS. FURTADO. LONGEN. GONÇALVES.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO REFERÊNCIAS ALVES. B. al. al. 2ª série. História da Matemática.doc. MORETTIN. 1998. ROBERTO. São Paulo: Moderna.doc. Curitiba: Positivo. 4. 2004. Adilson. C. São Paulo: Àtica. Matemática Ensino Médio. v. DANTE. Lisboa: Gradiva. Ermes Medeiros da. 2006 BOYER. Campinas: UNICAMP.fecea. SILVA. Ernesto. 2007. . 1999. São Paulo: Harbra.et. 2. Apostila de Matemática II.et. 6. GUELLI. L. LEITHOLD. ed. Disponível em: www.br/artigos/Limites. ed. Elio Medeiros da. Administração e Ciências Contábeis. Mogi das Cruzes-SP: Cop-Set Reproduções Gráficas. Acessado em 29/09/2009 em: SILVA. Matemática Aplicada à Economia e Administração.com. Matemática: Contexto & Aplicação. HERSH Reuben.

Kátia Cristina Stocco. Matemática Aplicada à Administração e Economia. ed. volume I. 1977. Disponível em: http://pessoal. VERAS. 1995. São Paulo: Thomson. 2006. Cálculo.br/cursinho/exclusivo/enzo/6. 3. James. 41. Enzo Marcon. Matemática Aplicada à Economia. 1999. Matemática Essencial para o ensino Fundamental. ed.angloabc.com. Ulysses. vol.MATEMÁTICA PARA CURSOS DE GRADUAÇÃO Contábeis. Matemática Para Economia e Administração: São Paulo: Harbra. São Paulo: Saraiva. 5. São Paulo: Atlas. Lília Ladeira.doc. São Paulo: Atlas. Matemática Básica para Cursos Superiores. São Paulo: Pioneira Thomson Learning. vol. Maria Inez de Souza. 5ª edição. 2002. ed. ed. Disponível em: www.com. Acessado em 10/08/2009 TAHAN. 2001. TAN. Problemas e Equações do Primeiro Grau. 2005 SODRÉ.sercomtel. CONTEXTO & APLICAÇÕES 91 . São Paulo: Atlas. TAKARA. Matemática Ensino Médio – 2º Série.br/matematica/ Acessado em 25/06/2009 STEWART. Médio e Superior. VIEIRA DINIZ. 1999. O Homem que Calculava. 1.T. WEBER. S. 5. Malba. __________. Rio de Janeiro: Record. SMOLE.2. JEAN E.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful