P. 1
1227785531 Metodos e Tecnicas Pedagogic As

1227785531 Metodos e Tecnicas Pedagogic As

|Views: 293|Likes:
Publicado porDaniela Tavares

More info:

Published by: Daniela Tavares on Oct 11, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/20/2014

pdf

text

original

Entidade Acreditada

Métodos e Técnicas Pedagógicas

Conteúdos Métodos e técnicas pedagógicas

utilizadas em formação; Factores de escolha de métodos pedagógicos; Caracterização técnicas dos métodos e

em relação

aos

objectivos,

pontos fortes e fracos, público-alvo e contexto formativo.

RH Center- Formação e Consultoria em Recursos Humanos Lda. R. Eng.º Adelino Amaro da Costa, 15, 2º- Sala 2.2 4400- 351 V. N. Gaia Telf. 22 370 15 46 Telefax. 22 371 11 30 Email: rhcenter@clix.pt

Métodos e Técnicas Pedagógicas

OBJECTIVOS • • • • Distinguir os métodos das técnicas pedagógicas. Identificar os vários métodos pedagógicos. Tipificar os factores que condicionam a escolha dos métodos pedagógicos. Relacionar a escolha dos métodos e técnicas com os conteúdos a transmitir.

2

Métodos e Técnicas Pedagógicas

ÍNDICE

Introdução Diferenças entre Métodos e Técnicas Pedagógicas Verifique os seus Conhecimentos I Tipologia dos Métodos Pedagógicos Classes de métodos Método Expositivo Método Demonstrativo Método Interrogativo Método Activo Método da Descoberta Método de Casos Técnicas Pedagógicas Selecção e utilização dos métodos Critérios para a escolha do(s) Método(s) e Técnicas Regras básicas para a escolha de um método pedagógico Verifique os seus Conhecimentos II Proposta de correcção Bibliografia

4 5 7 8 9 10 13 15 18 21 22 23 24 25 26 28 30 31

3

método pedagógico define as linhas gerais de actuação para obter fins pedagógicos.Métodos e Técnicas Pedagógicas INTRODUÇÃO Os conceitos de métodos e técnicas são frequentemente confundidos. pois possuem fronteiras difíceis de delimitar. 4 . Uma estratégia pedagógica pode definir-se como o conjunto de procedimentos ou processos mentais utilizados pelo formador numa determinada situação de formação com o fim de facilitar a aquisição. Por analogia. Pode dizer-se que representa um processo mais geral para abordar a aprendizagem. damo-nos conta da similitude entre a estratégia e o método e a táctica e a técnica. Táctica refere-se a competências mais específicas ao serviço das estratégias que servem a sua aplicação concreta. Transpondo o seu significado para o mundo do trabalho e mais especificamente para o domínio da formação. de geri-las com vista a atingir um fim. com mais flexibilidade. armazenamento e utilização das aprendizagens efectuadas. Estas duas palavras originalmente utilizadas na Arte e Ciência da Guerra foram aplicadas ás organizações a partir do momento em que estas se complexificaram. enquanto que as técnicas permitem atingir. Estratégia é a arte de planificar e coordenar acções de certa complexidade. objectivos pedagógicos concretos. Método e técnica têm entre si uma relação semelhante à de estratégia e táctica.

através da motivação. o tipo de abordagem dos conhecimentos e a escolha das técnicas. das atitudes e comportamentos manifestados pelo formador e da qualidade de relação criada. Os Métodos Pedagógicos implicam a utilização de diferentes técnicas pedagógicas e definem diferentes situações formativas.criam espaço para a criatividade. Estratégias de Apoio . podem identificar-se três tipos de estratégias. associado aos contextos de vida dos formandos. Os métodos pedagógicos encontram-se também articulados com os modelos e teorias da aprendizagem. DIFERENÇAS ENTRE MÉTODOS E TÉCNICAS PEDAGÓGICAS Métodos Um método pedagógico é um conjunto estruturado de princípios que orientam a formação. 5 . sensibilizando os formandos para as tarefas de aprendizagem. Estratégias de Dinamização . contribuindo para a transferências das aprendizagens para a realidade dos formandos. imaginação e pensamento crítico.dirigem-se à codificação. desempenhando um papel decisivo no resultado da formação. Posto isto. podemos então passar verdadeiramente à definição e diferenciação de métodos e técnicas pedagógicas. retenção e integração da informação através da síntese e da atribuição às aprendizagens de significado pessoal. Estratégias de Processamento . Determina as etapas da formação.Métodos e Técnicas Pedagógicas No seguimento deste raciocínio. compreensão. as rede de relações estabelecida entre formador e formandos.garantem as condições mínimas de sucesso.

Métodos e Técnicas Pedagógicas Técnicas As técnicas pedagógicas são conjuntos de procedimentos e actuações a concretizar segundo uma determinada ordem. Correspondem a atitudes adoptadas para rentabilizar os recursos disponíveis. 6 .

Método: conjunto de atitudes.Métodos e Técnicas Pedagógicas VERIFIQUE OS SEUS CONHECIMENTOS I As frases que se seguem referem-se às características dos métodos e técnicas pedagógicas. 2. Técnicas pedagógicas: caminho a percorrer por formandos e formadores e que se destina a orientar o trabalho pedagógico que uns e outros desenvolvem. se a considera verdadeira (V) ou (F). O tipo de Relação Pedagógica estabelecida em formação é independente do Método utilizado. F 7 . Os métodos pedagógicos são seleccionados de acordo com os diferentes contextos/situações formativos com que se depara o formador. o texto. o audiovisual. V 1. Indique. à frente de cada afirmação. 5. os exercícios de dinâmica de grupo. A escolha do método reveste-se de um carácter estratégico para o formador. procedimentos e actuações que o formador adopta para utilizar correctamente os diversos instrumentos de formação de que dispõe: a palavra. etc. o gesto. a imagem. os meios informáticos. 3. 4.

rigor na planificação e estruturação dos procedimentos de formação Método não directivo Mais flexível e livre no que diz respeito aos procedimentos Terceiro eixo: o agente Método tecnocentrado Recurso a técnicas centradas nos recursos didácticos Método sociocentrado Recurso a técnicas centradas no grupo e nas relações 8 .Métodos e Técnicas Pedagógicas TIPOLOGIA DOS MÉTODOS PEDAGÓGICOS Segundo De Ketele e colaboradores (1988). os métodos pedagógicos podem classificar-se de diferentes maneiras de acordo com os diferentes eixos considerados. é o "perito". Método Pedocentrado (ou centrado no formando) O formando está no centro do processo de aprendizagem. Segundo eixo: a orientação Método directivo Fixação prévia de objectivos. Primeiro eixo: o actor principal Método Magistrocentrado ( ou centrado no formador) O formador está no centro da comunicação. e tem um papel fundamental na comunicação.

Estas classes orientam-se diferencialmente para o cumprimento de 3 grandes objectivos: desenvolvimento pessoal. CLASSES DE MÉTODOS MÉTODO EXPOSITIVO MÉTODO INTERROGATIVO MÉTODO DA DESCOBERTA MÉTODO ACTIVO 9 . representam as três áreas de intervenção da formação: cognitiva.Métodos e Técnicas Pedagógicas Quarto eixo: o objectivo Método tradicional Formações que visam a repetição dos conteúdos transmitidos saber – repetir / saber-refazer Método aberto Formações que visam o saber-ser e o saber-fazer De acordo com a sua distribuição por estes quatro eixos e com os objectivos de aprendizagem que se pretendem atingir. desenvolvimento social e aquisição dos conteúdos. os métodos pedagógicos podem ser distribuídos por 4 classes gerais. Estes objectivos. por seu lado. afectiva e psicomotora.

Métodos e Técnicas Pedagógicas MÉTODO EXPOSITIVO Método mais tradicional. Da forma como encena o seu espectáculo (meios auxiliares pedagógicos utilizados e sua articulação com a exposição). maioria dos casos. na. É o mais usado no ensino tradicional. Sendo um método não participativo. baseado na transmissão de conhecimentos do formador para os formandos. Caracteriza-se por assentar numa dicotomia entre emissor e receptores. em seminários e conferências. também. volume – da sua gestualidade e apresentação). Da forma como constrói a sua exposição. mas. da sua capacidade de representação (da sua voz – modulação. Desta dicotomia resulta a crítica: Dos ouvintes: que o consideram. Dos oradores: que sentem a dificuldade de prender a atenção dos ouvintes apenas com recurso aos dons da oratória. timbre. enfadonho. a qualidade do resultado depende inteiramente do orador: Dos seus dons de oratória. fastidioso e sem interesse. Formador Fala Explica Estimula Matéria Formandos Escutam Prestam atenção São estimulados 10 .

assim como as linhas gerais que organizam toda a exposição. devendo explicitar claramente a conclusão que se pretende demonstrar. 11 . de argumento em argumento. deve conter uma introdução. ou seja.de acordo com o tema e objectivo traçado. permite saber que conteúdos e com que profundidade eles vão ser abordados. uma explanação e uma conclusão. torne cada vez mais inevitável a conclusão final. porque permite delimitar a exposição em termos de resultados esperados. seguindo um raciocínio lógico que. em termos do nível de complexidade a que se vai situar a exposição. Organização da exposição Deve ser constituída por três momentos principais: • • • Introdução Explanação Conclusão Qualquer um destes momentos deve ser organizado deste modo. Introdução Tem como objectivo situar o tema. Explanação Desenvolvimento da matéria. Duração . Perfil dos formandos – define o limite.Métodos e Técnicas Pedagógicas Construção de uma exposição oral Aspectos a considerar • • • Objectivo – é fundamental a sua definição.

12 . económico. Permitem a utilização de técnicas auxiliares (acetatos.Métodos e Técnicas Pedagógicas Conclusão Fecho do ciclo. etc. Grande liberdade de iniciativa do formador. sem interrupções.). relembrando o ponto de partida. evidenciando a conclusão da questão. PARA O FORMANDO: • • Dá-lhes segurança. • • • Permitem grupos grandes. os argumentos da explanação. computador. Economia de tempo. Possibilita expressar um raciocínio lógico. uma vez que não os implica directamente na acção. Vantagens PARA O FORMADOR • • • • • • • Permitem apresentar conteúdos novos. O formador domina a matéria. Permite grande quantidade de informação. do princípio ao fim. adaptável. Facilita a assimilação da lógica subjacente à própria exposição. Aplicação fácil. filmes. documentos escritos. Aplicação em situações muito diversas.

Formador Mostra Explica Executa Matéria Formandos Escutam Prestam atenção Mostram o que sabem fazer Compõe-se das seguintes fases: • Explicitar O formador apresenta. a tarefa no seu conjunto. Sobrevaloriza a linguagem.em certas situações é nula.. 13 . Não respeita o ritmo individual de aprendizagem. Pode cair no dogmatismo. oralmente. Reduz a actividade do formando.. Afasta-se facilmente das vivências. Nem sempre é estimulante ou motivador.Métodos e Técnicas Pedagógicas Desvantagens • • • • • • • • Passividade (relativa. Dá excessiva importância ao formador ..) do formando. É a primeira abordagem teórica do tema.. MÉTODO DEMONSTRATIVO Método pedagógico que privilegia o saber-fazer.

dando-lhe autonomia e passa a outro formando. mostrando-se disponível para ouvir. antes da aprendizagem. • Controlar O formador vai libertando. Durante a demonstração Põe em evidência as diversas etapas do processo esclarece as dúvidas dos formandos. Assim. o formador deve: • • • Decompor a tarefa em operações elementares – análise funcional Ordenar logicamente essas tarefas Reagrupar as tarefas elementares em fases (que não devem ser em número superior a cinco) Durante a aprendizagem. corrigindo imediatamente os eventuais erros que forem surgindo. o formador deve ser: • • • Claro nas explicações Competente – leia-se capaz de executar aquilo que explica Aceite pelo grupo. progressivamente.Métodos e Técnicas Pedagógicas • Demonstrar O formador executa a tarefa perante os formandos. paciente e compreensivo com os diferentes ritmos de aprendizagem e encorajador. o formando à medida que ele vai desempenhando correctamente as tarefas. Este método requer alguns cuidados. • Executar O formador pede a cada um dos formandos que execute a tarefa. reforçando positivamente todos os formandos 14 .

pois pode tornar muito aleatória a acção. implica. quer em termos de gestão do tempo. rapidamente.Métodos e Técnicas Pedagógicas Vantagens • Permite dotar. MÉTODO INTERROGATIVO É um método pedagógico que não deve ser usado em exclusividade. sempre. A actividade dos participantes é maior neste método do que no método expositivo. Caracteriza-se no questionamento sistemático dos formandos. Por outro lado. quer em termos dos resultados a alcançar. 15 . colocando-os numa situação de descoberta activa de respostas. os formando de um saber-fazer com grande eficácia. Assenta na tradição da «maiêutica socrática». no qual as perguntas têm apenas por fim verificar o que foi compreendido e retido. Baseia-se no princípio pedagógico de que só se aprende e se retém eficazmente o que se descobre por si próprio. a garantia prévia de que os formandos alguns conhecimentos das matérias a tratar. que se traduz numa automatização posterior de procedimentos Desvantagens • Implica que os formandos tenham um prévio conhecimento teórico dos problemas contidos na aplicação prática dos mesmos.

Estímulo Formador Interroga Toma notas Devolve Explica Matéria Matéria Corrigida Formandos Prestam atenção Respondem Reformulam Apreendem Tipologia de Perguntas Tipos de Perguntas Geral (dirigida a todo o grupo) Directa (dirigida a um participante) Ricochete (de um Exemplos Qual a v/ experiência neste domínio? O que acha Vantagens Estimula a atenção e a participação do grupo do Estimula a atenção e a assunto “x”? participação individual a atenção e a Qual é a v/ opinião Estimula sobre a colocada por Y? participante e devolvida pelo formador ao grupo) Espelho pelo (de formador um ao questão participação do grupo.Métodos e Técnicas Pedagógicas Todos os participantes são convidados a responder a perguntas feitas pela ordem escolhida pelo formador e por ele concebidas. leva o tentar encontrar a solução 16 . evita que o formador dê respostas a O que pensa sobre o Estimula a atenção e assunto? participante a participante e devolvida participante que a fez) participação do grupo.

Fazem do formando um participante activo (dão voz ao formando). Permitem a avaliação contínua. Mostram que o formador não é a única fonte de saber. Ajudam o formando a encontrar caminhos alternativos e a aprofundar as questões. • • Existe feed-back constante. respeitando o seu ritmo. Usa-se em situações muito diversificadas mesmo com pobreza de meios auxiliares e técnicos. Dão grande importância ao processo de pensamento de quem aprende. 17 . como forma de imprimir maior dinâmica à sessão Vantagens • • Favorece um bom arranque do grupo. Tornam a relação pedagógica mais interactiva. • • • • • • Aumenta a capacidade de atenção e reflexão.Métodos e Técnicas Pedagógicas QUANDO UTILIZAR ESTE MÉTODO? • • • • • • Para verificar o nível de conhecimentos dos formandos sobre um determinado tema Para rever assuntos e verificar pré-requisitos Para recordar elementos importantes no desenrolar da acção Para consolidar a aprendizagem Para captar a atenção e garantir a participação Para variar o método pedagógico.

No método activo. Reduzem os conteúdos a transmitir.. em que o formando aprende através da sua experiência pessoal e de forma interactiva. a sua aplicação e validação. liberdade e auto-expressão. Só é possível aplicar este método quando os participantes já têm algum conhecimento do tema abordado. 18 . obtendo a sua adesão a exercícios. afectivo e psicomotor e é mais estruturado que o Método da Descoberta. provocando uma troca de informações. discussões. Trata-se de suscitar a actividade dos participantes. etc.Métodos e Técnicas Pedagógicas Desvantagens • • • Exigem mais tempo e dificulta a contabilização do tempo da sessão. tão semelhantes à realidade profissional quanto possível e que permitam a descoberta de soluções. suscitando a comunicação em vários sentidos. o processo é grupal. Exigem grande preparação por parte do formador ao implicar um encadeamento lógico das questões (está constantemente sem rede). de opiniões ou experiências resultantes das vivências particulares. iniciativas. casos. • • • Exigem grandes cuidados em termos da planificação por parte do formador. Estimulam pouco a iniciativa dos participantes. MÉTODO ACTIVO Método baseado na actividade. • A estrutura do raciocínio corresponde à lógica do formador. Implica os domínios cognitivo.

compreendendo em si todos os outros métodos já referidos.Métodos e Técnicas Pedagógicas É um método pedagógico que pretende integrar os três domínios do saber: • • • Saber-saber Saber-fazer Saber-ser Caracteriza-se por. em que eles: • • • • Discutem Analisam os assuntos Pesquisam soluções Interagem com o grupo e com o formador. construindo assim a aprendizagem 19 . centrar a problemática metodológica na participação activa dos formandos. sendo a sua função a de • • • Cooperar com o grupo Ajudar os formandos Orientar os esforços do grupo ESTIMULA CLARIFICA ORIENTA Esta posição por parte do formador provoca nos formandos uma nova forma de estar em formação. O formador relega-se para segundo plano. agindo como o “gestor pedagógico”.

Estimula a cooperação. Cria situações que procuram ser o mais semelhantes possível às situações de trabalho reais dos Formandos • • Rompe com a postura de ensino tradicional Facilita a recepção e discussão dos conhecimentos a apreender Desvantagens • Exige do formador uma preparação muito cuidada. Aumenta o interesse e a motivação. Desenvolve o sentimento de grupo. Os mais dotados são obrigados a ajustarem-se ao ritmo dos mais lentos. Podemos nomear algumas. como: Personalidade forte e estável Autoconfiança e autodomínio Capacidade de autocrítica e autoavaliação Capacidade analítica Abertura à diversidade Espírito de equipa Entusiasmo Liderança • • Inadequado para grupos numerosos. estimula a sua participação.Métodos e Técnicas Pedagógicas Vantagens • • • • • • Autonomia adquirida pelos formandos. 20 . Desenvolve trocas de experiências dos elementos do grupo. envolvendo competências para além dos saberes e saberes-fazer relacionados com o tema da sessão.

Desenvolver a iniciativa do formando.Métodos e Técnicas Pedagógicas • • • • Requer alguns cuidados na preparação. Levam a um maior contacto pessoal o que permite uma maior atenção de parte a parte. fazem). Põem em situação. logo favorece a motivação. Exige flexibilidade na planificação. • • • • • • • Geram motivação nos formandos. Difícil avaliação. observam. Está inserido nos métodos activos mas contendo a particularidade do conteúdo da aprendizagem não estar integralmente pré-definido pelo formador. MÉTODO DA DESCOBERTA Método que estimula a estruturação do pensamento e o desenvolvimento cognitivo tendo em conta que se baseia na procura de novas soluções. Dificuldade de controlar o tempo. Ajudam a formar a capacidade autónoma do formando. Geram uma situação de aprendizagem mais individualizada. dialogam. Favorecem o exercício de variadas actividades. 21 . Vantagens • Permitem a participação dos formandos (discutem. • • Permitem trabalhar em grupo o que é facilitador da aprendizagem. Proporcionam uma maior vivência do que é aprendido. perguntam.

A aprendizagem é mais lenta. É inadequado para formandos que necessitem de tipos de aprendizagem mais estruturada ou mais apoiada. como o anterior. da parte do formador. Vantagens • • • • Implica a interacção entre saber e saber-fazer Permite a simulação da situação real Possibilita a aquisição de competências a aplicar posteriormente em situação profissional Alerta os formandos para a complexidade e diversidade de soluções possíveis para um problema 22 . pois deverá prever todas as suas implicações e estar preparado para orientar os formandos em todas as situações. A sua particularidade deve-se ao facto de toda a sessão se desenvolver tendo como suporte a resolução de um caso prático que deve estar construído de forma a provocar a discussão de todos os temas constantes da acção de formação. Tem maior aplicação a objectivos do domínio cognitivo. MÉTODO DE CASOS É. um grande trabalho de preparação na construção do caso. um método activo. • • • • Não se pode proceder a uma avaliação imediata.Métodos e Técnicas Pedagógicas Desvantagens • • É difícil corrigir os desvios negativos de cada formando. Exige. Exige uma grande formação pedagógica e técnica dos formandos.

dando informações complementares sempre que se revele necessário. 2º momento O formador acompanha o trabalho dos vários grupos. o formador deve fazer uma síntese dos resultados dos diversos grupos (que. através do seu porta-voz. Em formação são bons exemplos. 3º momento Finalmente. TÉCNICAS PEDAGÓGICAS Por técnica entende-se a operacionalização de um meio ou conjunto de meios. corrigindo quando for necessário. explicam a sua posição. razões e conclusões). As técnicas pedagógicas são importantes como meio para criar ambientes pedagógicos adequados às necessidades de aprendizagem e às diferentes 23 . integrando esses resultados nos objectivos da sessão. tirando dúvidas. quer os trabalhos em grupo práticos. quer os jogos pedagógicos.Métodos e Técnicas Pedagógicas • • Possibilita uma visão global dos fundamentos teóricos e os problemas que se colocam na sua aplicação prática Favorece o diálogo e a participação dos formandos no processo formativo Utilização do método 1º momento: O formador apresenta o caso na sua totalidade aos formandos e sugere a formação de grupos para a sua resolução.

São recursos indispensáveis ao serviço do formador para potenciar a relação pedagógica e garantir a aprendizagem. Trabalhos individuais 2.Métodos e Técnicas Pedagógicas fases por que passa o grupo. O ritmo de aprendizagem dos formandos. Trabalhos de grupo o Phillips 6/6 o Estudo de casos o Brainstorming / Tempestade de ideias o Discussão em painel o OPERA o … 3. Forçar a aplicação de um método inadequado pode ser frustrante para o formador e prejudicial para o formando. A disponibilidade de pessoas e meios materiais 5. Jogos Pedagógicos o Simulação o Role Play / Jogo de Papeis o Jogos de relacionamento interpessoal o … SELECÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS MÉTODOS Segundo Paulo Trindade em “Guia do Animador”. O contexto da actividade formativa 4. exige-se ao formador uma elevada capacidade e à-vontade para o utilizar. Podemos considerar três grandes grupos de técnicas pedagógicas: 1. 24 . Os objectivos definidos para a actividade formativa. 3. A experiência do formador A par de um conjunto de conhecimentos sobre o método a seccionar. 2. a selecção de um método deve ter em conta: 1.

Métodos e Técnicas Pedagógicas CRITÉRIOS PARA A ESCOLHA DO(S) MÉTODO(S) E TÉCNICAS • • • • • OBJECTIVOS CONTEÚDOS FORMANDOS CONTEXTO FORMADOR Objectivos Deve optar-se pelo método que mais se adeqúe ao grau de exigência dos objectivos de formação seleccionados. interesses. Condicionalismos necessários) 3. Conteúdos A cada campo de conhecimento estão associadas formas de aprendizagem adequadas que determinam a adopção de metodologias específicas. Contexto Há um conjunto de condicionalismos que devem ser tidos em conta na escolha de um método e respectivas actividades: 1. Formandos A escolha acertada do método é aquela que tem em conta as motivações. Natureza do curso ou acção de formação materiais (tempo. Recursos didácticos disponíveis 2. Só se darão as aprendizagens pretendidas se o formando conseguir "funcionar" no registo característico do método de trabalho seleccionado pelo formador. custo associado aos materiais 25 . estatuto profissional e estilo cognitivo dos Formandos.

se sente mais confortável e mais capaz de desenvolver uma gestão eficiente da sessão de formação. ainda mais importante. As teorias e modelos da aprendizagem devem estar bem presentes na escolha de uma metodologia pedagógica. A capacidade de fundamentação destas. importante para cada formador conhecer os limites das suas competências e reconhecer os domínios em que. O conhecimento e consideração destas teorias como variáveis de peso na escolha de um método. Torna-se. e articulando-se sempre fortemente com os estilos cognitivos dos formandos 26 . devido a características específicas da sua personalidade. servem como garantia da adequação e coerência do ambiente pedagógico criado. mantendo a sua integridade e coerência apesar de imprevistos e percalços. negativo das suas escolhas. assim.Métodos e Técnicas Pedagógicas Formador As experiências e competências de cada formador devem determinar o tipo de métodos pedagógicos e técnicas que selecciona para as suas formações. renovando-se. O formador deve ter plena consciência das razões inerentes às suas escolhas metodológicas. REGRAS BÁSICAS PARA A ESCOLHA DE UM MÉTODO PEDAGÓGICO Intencionalizar a escolha do método. significa que o formador consegue identificar e analisar as variáveis por de trás do impacto positivo ou. A escolha dos métodos deve ser feita de acordo com a ponderação prévia dos custos/benefícios para o atingir dos objectivos pedagógicos e não de forma intuitiva ou "ofuscados" por características que lhes sejam inerentes e possamos considerar mais atractivas. A formação deve ser encarada como um conceito dinâmico. Deve possuir uma boa capacidade de resiliência. com vida própria.

se não houver uma correspondência entre a realidade da formação e as suas expectativas de realização de aprendizagens de "consumo imediato" em contexto real. conclusão) • • • • • • • Definir objectivos e comunicar esses objectivos aos formandos. afectivo e psicomotor 27 . Distinguir o essencial e o acessório. Resumindo… Sugestões para uma boa utilização dos métodos pedagógicos: • Ser bem planeada e estruturada (introdução. Capacidade de síntese. Exemplificar. Seleccionar os auxiliares pedagógicos adequados à situação. Outros aspectos a considerar: Voz. Gestão equilibrada do tempo. A motivação do formando é. • • Ser concordante com o estilo cognitivo dos formandos Alternarem entre a intervenção nos domínios cognitivo. Seleccionar bem as ideias a transmitir. como foi já referido. intrínseca. Ser Afirmativo. Linguagem clara e objectiva. desenvolvimento. no entanto. depressa verificaremos uma diminuição de interesse e investimento da sua parte. Devem ser privilegiadas as abordagens centradas na aprendizagem dos formandos e a integração entre situações de formação e situações profissionais. Gestos. Materiais de apoio.Métodos e Técnicas Pedagógicas e as necessidades específicas do grupo num determinado momento ou fase de desenvolvimento.

Métodos e Técnicas Pedagógicas VERIFIQUE OS SEUS CONHECIMENTOS II 1. Para cada conceito podem existir várias características e cada característica pode ser atribuída a mais de um conceito. Coluna I Método Expositivo 1 Coluna II Todos os participantes são convidados a responder a perguntas feitas pela ordem escolhida pelo formador e por ele concebidas. Faça a correspondência entre os conceitos presentes na Coluna 1 e as características existentes na Coluna 2. 2 discutem-se e sintetizam-se os resultados É possível transmitir conhecimentos a grandes grupos E D C B A 28 . finalmente. Os formandos têm uma participação activa e sentem-se mais motivados Os formandos que necessitam de mais apoio e estrutura nas aprendizagens não conseguem atingir os objectivos de forma eficaz Método da Descoberta Reflecte-se sobre as emoções e sentimentos que o grupo vivenciou. exploram-se os processos e situações vividas e.

____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ ____________________________________________________________ 29 . H A actividade do formando é o motor I da aprendizagem 1 2 3 4 2. 4 Métodos Activos As aprendizagens são mais individualizadas. Enuncie e caracterize os factores que condicionam a escolha dos métodos pedagógicos. As aprendizagens são rápidas e há G facilidades no controlo dos ritmos e desvios nas aquisições.Métodos e Técnicas Pedagógicas Método Interrogativo 3 Levam à melhoria das capacidades F de reflexão e atenção do formando. contribuindo para a autonomia do formando.

motivações e estilos cognitivos dos participantes Características dos formadores Experiências/competências. 2. 4. 30 . 5. 3. F F V F V Verifique os seus Conhecimentos II 1 1 EG 2 BCHA 3 ABF 4 BDA 2 Enunciar os 5 factores. natureza do curso ou acção de formação.Métodos e Técnicas Pedagógicas PROPOSTA DE CORRECÇÃO Verifique os seus Conhecimentos I 1. focando os seguintes aspectos: Objectivos Grau de exigência Conteúdos Adequação da metodologia ao tipo de aprendizagem Características dos formandos Interesses. adequação do método às suas características de personalidade Contexto Recursos didácticos disponíveis. condicionalismos materiais.

C. Lisboa. Arménio. Colecção Aprender (nº6). MÃO-DE-FERRO."Gestão da Formação". MÃO-DE-FERRO. Lisboa.Métodos e Técnicas Pedagógicas BIBLIOGRAFIA: CARDIM. VASAMILLET. MANES. Direcção de E. Luís – “O método dos casos”. Lisboa.“Métodos de formação: descrição dos métodos mais usuais”. Planeta. 1993. IEFP. DEPOVER. IEFP. Lisboa. Sabina (Coord.. Jean-Marie et al (1988) . DE KETELE. Roger – “La méthode des cas”. Lisboa. Lisboa. 1995. Marc – “Guide des méthodes et pratiques en formation”. Paris. António – “Pedagogia centrada na pessoa”. Lisboa. Colecção Gestão & Inovação. 1992. ROCHA. Horizontes Pedagógicos. LOCQUENEUX. 1996. Paulos Editora. MEIGNANT. António – “ Métodos e Técnicas Pedagógicas”. Colecção Formar Pedagogicamente (nº11). MQEAEFP. Ciências da Gestão. PEREIRA. D´HAINAUT. para a 31 . Horizontes Pedagógicos. Garcia.) (2003)– “83 Jogos Psicológicos Dinâmica de Grupos”. Colecção Formar Pedagogicamente (nº1). António – “O Método expositivo”. José Eduardo – “O Método demonstrativo”. IEFP. IEFP. C. 1991. Publicações Dom Quixote MUCCHIELLI. FERRA. Louis. . 1992. J. Colecção Formar Pedagogicamente (nº23). (módulo 40). 1992."Guia do Formador". Alain . ESF.

CRÉDITOS Coordenação: Dr. Carla Cerqueira Concepção: Dra. 1992.Métodos e Técnicas Pedagógicas PINHEIRO. Colecção Aprender (nº12). Lisboa. Lisboa. Lucília – “ Métodos pedagógicos”. IEFP. Equipa de formadores da – “Jogos pedagógicos” . Carla Cerqueira 32 . SEIES. Ana Vaz e Dra. 1992. RAMOS. Colecção Formar Pedagogicamente (nº10). João. IEFP. Gaspar Ferreira Revisão: Dra.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->