P. 1
OBJETOS_DE_AVALIACAO_DCS_1_2012

OBJETOS_DE_AVALIACAO_DCS_1_2012

|Views: 122|Likes:
Publicado porWerbson Calin

More info:

Published by: Werbson Calin on Oct 13, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/13/2011

pdf

text

original

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA (UnB) ADMISSÃO PARA PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR – 1.

2012

LISTA DE DISCIPLINAS E OBJETOS DE AVALIAÇÃO (CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS)
ADMINISTRAÇÃO 113018 – Matemática 1 115011 – Estatística Aplicada 124541 – Psicologia Aplicada à Administração 132012 – Introdução à Economia 181013 – Introdução à Administração 181021 – Organização e Sistemas 184021 – Instituições Direito Público e Privado 185035 – Introdução à Ciência Política 186791 – Introdução à Contabilidade AGRONOMIA 112101 – Topografia e Fotogrametria 113701 – Introdução à Matemática Superior 118109 – Física para Ciências Agrárias 119555 – Química Geral Experimental para Agronomia 121240 – Bioquímica Fundamental 122050 – Introdução à Anatomia Vegetal 122483 – Morfologia e Taxonomia das Fanerógamas 123153 – Genética Básica 170143 – Fundamentos Ciência do Solo 170194 – Introdução à Agronomia e Ciências Ambientais ARQUIVOLOGIA (NOTURNO) 115011 – Estatística Aplicada 116793 – Introdução à Microinformática 181013 – Introdução à Administração 181021 – Organização e Sistemas 182681 – Introdução à Arquivologia 182699 – Arquivo Corrente 1 184021 – Instituições Direito Público e Privado 186783 – Sistemas Contábeis Aplicado a Arquivologia ARTES CÊNICAS – BACHARELADO/LICENCIATURA (DIURNO/NOTURNO) 158143 – Poéticas Teatrais 158151 – Teorias e Processos Criativos Para Cena 158178 – A voz em performance 158216 – Interpretação teatral 158275 – Movimento e linguagem ARTES PLÁSTICAS – BACHARELADO E LICENCIATURA 140481 – Leitura e Produção de Textos 153044 – Desenho 1 153052 – Desenho 2 153516 – Materiais em Arte 1 153699 – Fundamentos da Linguagem Visual 157228 – Seminário Teoria, Crítica e História da Arte 157244 – Seminário Teoria, Crítica e História da Arte 3 157660 – História da Arte no Brasil

1

BIBLIOTECONOMIA 115011 – Estatística Aplicada 116793 – Introdução à Microinformática 145971 – Inglês Instrumental 1 182010 – Introdução à Biblioteconomia e Ciência da Informação 182541 – Controle Bibliográfico CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - BACHARELADO 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 115045 – Probabilidade e Estatística 116301 – Computação Básica 116319 – Estrutura de Dados 118001 – Física 1 118010 – Física 1 – Experimental 118028 – Física 2 118036 – Física 2 – Experimental 140481 – Leitura e Produção de Textos 145971 – Inglês Instrumental 1 CIÊNCIA POLÍTICA 132012 – Introdução à Economia 132039 – Formação Econômica do Brasil 134074 – Introdução à Metodologia das Ciências Sociais 134465 – Introdução à Sociologia 135011 – Introdução à Antropologia 139033 – Introdução ao Estudo da História 184039 – Introdução ao Direito 1 185001 – Introdução ao Estudo das Relações Internacionais 185035 – Introdução a Ciência Política CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – BACHARELADO/LICENCIATURA 113034 – Cálculo 1 118702 – Fundamentos de Física 119431 – Química Orgânica Fundamental 122441 – Métodos em Biologia 1 122475 – Morfologia e Taxonomia das Criptógamas 123820 – Anatomia Animal 123838 – Citologia 126110 – Histologia 126152 – Meio Ambiente Físico e Ecossistemas CIÊNCIAS BIOLÓGICAS – LICENCIATURA (NOTURNO) 113034 – Cálculo 1 119431 – Química Orgânica Fundamental 122441 – Métodos em Biologia 1 123820 – Anatomia Animal 123838 – Citologia 126110 – Histologia 126152 – Meio Ambiente Físico e Ecossistemas 194221 – Organização da Educação Brasileira CIÊNCIAS CONTÁBEIS 113018 – Matemática 1 115011 – Estatística Aplicada 132012 – Introdução à Economia 134465 – Introdução à Sociologia 140481 – Leitura e Produção de Textos 181013 – Introdução à Administração

2

181129 – Contabilidade Geral 1 181684 – Contabilidade Comercial 184021 – Instituições Direito Público e Privado 186287 – Contabilidade Geral 2 CIÊNCIAS CONTÁBEIS (NOTURNO) 113018 – Matemática 1 132012 – Introdução à Economia 147389 – Português Instrumental 181013 – Introdução à Administração 181129 – Contabilidade Geral 1 181684 – Contabilidade Comercial 184021 – Instituições Direito Público e Privado 186287 – Contabilidade Geral 2 CIÊNCIAS ECONÔMICAS 113034 – Cálculo 1 115444 – Introdução à Estatística Econômica 132012 – Introdução à Economia 132021 – História Econômica Geral 132861 – Economia Quantitativa 1 132993 – Evolução das Idéias Econômicas Sociais 184021 – Instituições Direito Público e Privado 185035 – Introdução à Ciência Política 186791 – Introdução à Contabilidade CIÊNCIAS NATURAIS – CAMPUS PLANALTINA 196185 – História Filosofia da Ciência 196207 – Introdução à Estatística 196274 – Filosofia e Sociologia da Educação 196282 – Sistemas Ecológicos 196304 – Matemática para Ciências Naturais 196398 – Química e Tecnologia 196444 – Natureza e Energia CIÊNCIAS SOCIAIS 132012 – Introdução à Economia 132021 – História Econômica Geral 132039 – Formação Econômica do Brasil 134465 – Introdução à Sociologia 135011 – Introdução à Antropologia 135011 – Introdução à Antropologia 185035 – Introdução à Ciência Política 185035 – Introdução à Ciência Política COMPUTAÇÃO – LICENCIATURA (NOTURNO) 113034 – Cálculo 1 116301 – Computação Básica 116793 – Introdução à Microinformática 117366 – Lógica Computacional 1 145971 – Inglês Instrumental 1 147389 – Português Instrumental 191027 – Psicologia da Educação 194221 – Organização da Educação Brasileira DESENHO INDUSTRIAL – BACHARELADO 118541 – Física para Desenho Industrial 153044 – Desenho 1 153613 – História da Arte e Tecnologia 1

3

153699 – Fundamentos da Linguagem Visual 157406 – Estudo da Forma 157431 – Desenho Aplicado 1 157554 – Introdução ao Design EDUCAÇÃO ARTÍSTICA: MÚSICA – LICENCIATURA 140481 – Leitura e Produção de Textos 144029 – Introdução à Música 1 144037 - Introdução à Música 2 144177 – Fisiologia da Voz 144231 – Canto Coral 1 144860 – Percepção Musical 1 EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA 124966 – Fundamentos do Desenvolvimento e Aprendizagem 171026 – Anatomia Humana 175170 – Fisiologia do Exercício 1 175846 – Metodologia Ginástica 175854 – Fundamentos da Educação Física 175927 – Formação Rítmica do Movimento ENGENHARIA DE REDES DE COMUNICAÇÃO 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 113093 – Introdução à Álgebra Linear 115045 – Probabilidade e Estatística 118001 – Física 1 118010 – Física 1 – Experimental 118028 – Física 2 118036 – Física 2 – Experimental 167959 – Fundamentos de Redes 169676 – Computação para Engenharia ENGENHARIA FLORESTAL 113018 – Matemática 1 113026 – Matemática 2 114219 – Introdução à Química Orgânica 114626 – Química Geral Teórica 114634 – Química Geral Experimental 118109 – Física para Ciências Agrárias 122050 – Introdução à Anatomia Vegetal 122483 – Morfologia e Taxonomia das Fanerógamas 132012 – Introdução à Economia 138037 – Geografia Física 2 Meteorologia e Climatologia 162019 – Desenho Técnico 165000 – Iniciação à Engenharia Florestal 165247 – Dendrologia ENGENHARIA MECATRÔNICA 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 113093 – Introdução à Álgebra Linear 114626 – Química Geral Teórica 114634 – Química Geral Experimental 115045 – Probabilidade e Estatística 116301 – Computação Básica 118001 – Física 1 118010 – Física 1 – Experimental 118028 – Física 2

4

118036 – Física 2 – Experimental 168874 – Desenho Mecânico Assistido por Computador 1 ESTATÍSTICA 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 113093 – Introdução à Álgebra Linear 115118 – Estatística Exploratória 1 FILOSOFIA 137421 – História da Filosofia Antiga 137430 – História da Filosofia Medieval 137481 – Lógica 1 137553 – Introdução à Filosofia 139548 – Textos Filosóficos Latinos 1 FÍSICA – BACHARELADO/LICENCIATURA/FÍSICA COMPUTACIONAL 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 114626 – Química Geral Teórica 114634 – Química Geral Experimental 118001 – Física 1 118010 – Física 1 – Experimental 118028 – Física 2 FÍSICA – LICENCIATURA (NOTURNO) 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 118184 – Física Geral 1 118192 – Física Geral 1 Experimental 118206 – Física Geral 2 GEOGRAFIA 112011 – Geologia Geral 115011 – Estatística Aplicada 134465 – Introdução à Sociologia 137553 – Introdução à Filosofia 138258 – Geomorfologia 138266 – Geografia Humana 1 138398 – Introdução à Ciência Geográfica 138487 – Climatologia Geral GEOLOGIA 112011 – Geologia Geral 112020 – Cristalografia 112143 – Paleontologia 112615 – Desenho Técnico Geológico 112984 – Topografia 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 114782 – Química Geral e Inorgânica 118001 – Física 1 118010 – Física 1 – Experimental 123595 – Fundamentos de Ecologia e Evolução GESTÃO DO AGRONEGÓCIO – CAMPUS PLANALTINA 196100 – Matemática para Agronegócio 196118 – Introdução ao Agronegócio 1 196142 – Economia aplicada ao Agronegócio 1

5

Fonologia do Português 141038 – Literatura Portuguesa – Renascimento 141089 – Introdução à Teoria da Literatura 141151 – Literatura Brasileira – Barroco e Arcadismo 145971 – Inglês Instrumental 1 LETRAS PORTUGUÊS .LICENCIATURA (NOTURNO) 140082 – Introdução à Linguística 140201 – Latim 1 141089 – Introdução à Teoria da Literatura 147281 – Fonética e Fonologia 147397 – Prática de Textos 6 .196151 – Administração aplicada ao Agronegócio 196258 – Economia aplicada ao Agronegócio 196266 – Sistemas Agroindustriais 196321 – Sociologia HISTÓRIA 134465 – Introdução à Sociologia 139033 – Introdução ao Estudo da História 139068 – História Antiga 1 139114 – História da América 1 140481 – Leitura e Produção de Textos LETRAS ESPANHOL – LICENCIATURA (NOTURNO) 140082 – Introdução à Linguística 140201 – Latim 1 141089 – Introdução à Teoria da Literatura 145726 – Teoria e Prática Espanhol Oral e Escrita 1 145734 – Teoria e Prática Espanhol Oral e Escrita 2 147397 – Prática de Textos LETRAS FRANCÊS – BACHARELADO/LICENCIATURA 140082 – Introdução à Linguística 140201 – Latim 1 140481 – Leitura e Produção de Textos 141089 – Introdução à Teoria da Literatura 145947 – Prática do Francês Oral e Escrito 2 145955 – Prática do Francês Oral e Escrito 1 LETRAS INGLÊS – BACHARELADO/LICENCIATURA 140082 – Introdução à Linguística 141089 – Introdução à Teoria da Literatura 142930 – Inglês: Compreensão de Textos Escritos 1 145858 – Fonética e Fonologia do Inglês 145874 – Introdução à Morfossintaxe do Inglês LETRAS JAPONÊS – LICENCIATURA (NOTURNO) 140082 – Introdução à Linguística 141089 – Introdução à Teoria da Literatura 141941 – Prática Japonesa Oral e Escrita 1 141950 – Japonês 1 141976 – Japonês 2 141984 – Prática Japonesa Oral e Escrita 2 194221 – Organização da Educação Brasileira LETRAS PORTUGUÊS – BACHARELADO/LICENCIATURA 140082 – Introdução à Linguística 140481 – Leitura e Produção de Textos 140511 – Fonética.

191027 – Psicologia da Educação LETRAS PORTUGUÊS DO BRASIL COMO SEGUNDA LÍNGUA – LICENCIATURA 124966 – Fundamentos do Desenvolvimento e Aprendizagem 145971 – Inglês Instrumental 1 146307 – Fonética e Fonologia Portuguesa como segunda Língua 146315 – Fundamentos da Literatura Brasileira Contemporânea 146323 – Fonética e Fonologia Comparadas de Língua Moderna 146331 – Abordagens. Métodos e Técnicas de Ensino como Segunda Língua 146340 – Fundamentos de Aquisição de Primeira e Segunda Língua 147443 – Linguística Aplicada ao Ensino de PSL LETRAS TRADUÇÃO FRANCÊS 140082 – Introdução à Linguística 140201 – Latim 1 140481 – Leitura e Produção de Textos 140708 – Laboratório de Texto 1 140716 – Laboratório de texto 2 140732 – Teoria da Tradução 1 145947 – Prática do Francês Oral e Escrito 2 145955 – Prática do Francês Oral e Escrito 1 LETRAS TRADUÇÃO INGLÊS 140082 – Introdução à Linguística 140201 – Latim 1 140481 – Leitura e Produção de Textos 140708 – Laboratório de Texto 1 140732 – Teoria da Tradução 1 141933 – Leitura Crítica de Textos 142930 – Inglês: Compreensão de Textos Escritos 1 142948 – Inglês: Compreensão Textos Escritos 2 142999 – Inglês: Expressão Escrita 1 MATEMÁTICA – BACHARELADO/LICENCIATURA 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 113093 – Introdução à Álgebra Linear 113913 – Introdução a Ciência da Computação 115045 – Probabilidade e Estatística MATEMÁTICA – LICENCIATURA (NOTURNO) 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 113093 – Introdução à Álgebra Linear 113913 – Introdução a Ciência da Computação 115045 – Probabilidade e Estatística MÚSICA – BACHARELADO 144002 – Oficina Básica de Música 1 144029 – Introdução à Música 1 144037 – Introdução à Música 2 144177 – Fisiologia da Voz 144835 – Evolução da Música 1 144860 – Percepção Musical 1 PEDAGOGIA (DIURNO/NOTURNO) 191060 – História da Educação [2] 191329 – Antropologia e Educação 7 .

191639 – O Educando Portador de Necessidades Especiais 193101 – Pesquisa em Educação 1 194221 – Organização da Educação Brasileira QUÍMICA – BACHARELADO 113034 – Cálculo 1 113042 – Cálculo 2 114081 – Fundamentos de Química 114090 – Laboratório de Química Fundamental 114464 – Química Inorgânica Básica 114596 – Química Analítica Qualitativa 118524 – Física 1 para Química QUÍMICA – LICENCIATURA (NOTURNO) 113034 – Cálculo 1 114081 – Fundamentos de Química 114090 – Laboratório de Química Fundamental 114464 – Química Inorgânica Básica 114596 – Química Analítica Qualitativa 194221 – Organização da Educação Brasileira 8 .

7 Levantamento alternativo (ângulo e distância verticais. pontos. 3.4 Escalas.5 Aparelhos e levantamentos topográficos (tipos.3 14 grupos de translação.2 Tipos de metamorfismo. 12. 6. 16. triangulação.3 Tipos e métodos de posicionamento. 1. 3 Tempo geológico.5 Práticas de campo (posicionamento absoluto. 10 A natureza dos magmas. 3. covalentes e iônicos. 1.8 Coordenadas astronômicas. 16 Sensoriamento remoto.3 Sistemas cristalinos.7 Projeção e coordenadas UTM.1 Produção de raios x.9 Restituição aerofotogrametria. 4 Fotogrametria e aerofotogrametria. 7. intemperismo e perfis de alteração. 13.1 Conceito. Princípios de estratigrafia. 1. planos e mapas topográficos).9 Classificação de Lima-de-Faria. 5. 3 Notação cristalográfica.1 Definições. 1. 12. 2.1 Propriedades químicas e físicas da água do mar.4 Energéticos e hídricos.7 Esfera celeste. 1. 4.2 Orientação cristalográfica.1 Forças de ligações. 12.4 Cristal e estrutura cristalina. 5. 11. 1.4 Diluição da precisão.3 Fotos-índice. 1. 1.3 Geminação. 1. 11. 1. 17. 1.2 Transporte e deposição. 8 Rios. 3. 1. 17.11 Práticas de campo 9 . 1.1 Definição.5 Superfície da terra.8 Levantamento planialtimétrico (taqueometria.2 Mapas-índice.5 Rochas sedimentares.2 Estruturas cristalinas.1 Origem.1 Índices de Miller e Miller-Bravais. 12. 3.1 Diagênese.4 Lei da constância dos ângulos. estadimetria).2 Objetivos. 2. 4. lagos.3 Divisões da topografia. poligonação. 6. 3. 4.2 Equação de Bragg e retículo recíproco.7 Operações sobre aerofotos verticais. 1. 12.2 Geocronologia. 1.10 Topologia(confecção. 5.2 Objetivos.6 Sistemas de projeção. 112101 Topografia e Fotogrametria: 1 Noções sobre geodésia. 2.4 Tipos mais comuns e utilizações. 5. 4.3 Importância e subdivisões. nivelamento geométrico.4 Texturas. 5. 1. 7 Oceanos e mares.3 Histórico.5 Os métodos de Debye-Scherrer e difratometria. 1. 11. 16. 5.4 Simetria estrutural e os 230 grupos espaciais.3 Propriedades. 5.5 Prospecção mineral.11 Coordenadas geodésicas.1 Recursos minerais. 5.8 Transformação de coordenadas.2 Formas nas classes. interpretação e uso de mapas e perfis topográficos).4 Campo topográfico.3 Mineralogia.2 Metálicos.1 Sistema solar e terra. 15 Mapas e perfis geológicos e topográficos.14 Sistemas geodésicos mundiais.3 Imagens de satélite. 5. 12 Rochas metamórficas. 4.1 Definição. 1. 6 Geomorfologia. 3. 9. 2.2 Falhas. 2.1 Conceito. 6 Radiocristalografia. 5.2 Classificação dos cristais.3 Idade da terra. 9. 5.RELAÇÃO DAS DISCIPLINAS CUJOS PROGRAMAS SERVIRÃO COMO OBJETOS DE AVALIAÇÃO PARA A PROVA DISSERTATIVA 112011 Geologia Geral: 1 Geologia. 2.2 Categorias dos receptores. 3.4 Classificação e utilização minerais.2 Fisiografia do fundo oceânico.3 Não . 1. 3.0 Estruturas geológicas.10 Imperfeições estruturais.12 Geográficas e cartesianas. 4. 10.1 Superposição de camadas e discordâncias. 2 Os 32 grupos pontuais. 5.4 Fotos e mapas.2 Imagens de radar.13 Levantamentos geodésicos.3 Esfera de Ewald e esfera Relp. 14 Tectônicas de placas. compensações e cálculo de áreas).8 Estereoscopia. 2 Geodésia por satélite(sistema de posicionamento global). 5.11 Polimorfismo e transformações polimórficas. 5.1 Erosão. 3. 4 Origem e evolução da vida na terra. escalas. 13.2 Estrutura interna e composição química da terra. 17. coordenadas polares e retangulares). 12.3 cristais metálicos. 1. 7. 2. 17.2 Formas cristalinas.4 Método radiocristagráfica e sua significação no estudo de substâncias. 1.1 Dobras. 4.5 Estruturas. 5.10 Coordenadas terrestres. 7.2 Composição e cristalização.3 Vulcanismo e plutonismo. 5. 5.2 Histórico. 5.1 Conceito.6 Geologia de engenharia.9 Esfera local. 4. 4.5 Geometria. Simetria da forma externa. 3. 2 Origem e evolução do universo. 13. 8. 3. 11 Rochas ígneas. 17 Geologia aplicada. 5.7 Geologia e meio-ambiente. 6.2 Texturas.6 Projeção estereográfica. 17. 5 Cristaloquímica. 5. Blocos-diagrama.1 Domínio fundamental.3 Fraturas. 4 Classes de simetria. 1.1 Composição.1 Segmentos espacial de controle e do usuário.5 Classificação dos mapas.4 Transporte e deposição em ambientes marinhos.9 Polignais (erros.3 Natureza do raciocínio geológico. 3.3 Histórico.1 Conceito. ventos e geleiras. 8.5 Razões de raios e poliedros de coordenação. 17. 5.2 Objetivos. trigonométrico e barométrico).3 Atmosfera e hidrosfera.6 Geóide.6 Regras de Pauling.4 estruturas de padrões.2 Histórico. 2.1 Câmaras e vôos fotográficos. 10. 7. 5. 4. 9. 5 Topografia.1 Nomenclatura e derivação.7 Interstícios. de acordo com o tipo de ligação.4 Métodos e campo de trabalho. 4. 5. 1.10 Foto-mosáicos.3 Erosão.4 Tipos mais comuns e utilizações. 4. 5. 11. 2. 2. 5.3 Estruturas. 112020 Cristalografia: 1 Cristalografia. irradiação. 4. 9 Rochas sedimentares. navegação e rotas). 5. 2.5 Goniometria e projeções cristalográficas.3 Estruturas. 3. 3.6 Tipos mais comuns e utilização. 3. 3 Noções sobre cartografia.2 Texturas. Terromotos. 18 Geologia do Brasil e do Distrito Federal. 4. 3.metálicos. 13. 6.4 Raios e circunferência da terra. 16. 9.6 Distorções e escala. 10.6 Levantamento planimétrico (ângulo e distância horizontais. 5 Minerais. 3. obtenção de radiação monocromática. 6.8 Classificações cristaloquímicas de substâncias inorgânicas.1 Fotografias aéreas.15 Formas. 17. 9.

rastreador de satélites). estratigrafia e ocorrências. 6 Blocos-diagrama. raio e circunferência da terra.(bússola. trigonométricos e barométricos). tratamento computadorizado de dados de campo. 7 Poríferos. 4 Cocolitóforos e clorofíceas: morfologia. 3. 8 Braquiópodos: morfologia. falhas e discordâncias. 5 Rochas ígneas.6 Dobras. limites nos extremos do domínio. estratigrafia e ocorrências. 3 Dinoflagelados.definição. teorema do valor médio: teoria e exemplos. ecologia. pontos de máximo e mínimo. 12 Vertebrados: peixes. 5 Ostracodes e radiolários: morfologia. taxonomia. compensações e cálculo de áreas). altímetro. estratigrafia e ocorrências. 7 Rochas metamórficas e processos de metamorfismo. sistemas de projeção e coordenadas. 3. 16 Palinologias: esporos e pólen. vulcanismo e plutonismo. 2 Estromatólito. coordenadas áreas e volumes.3 Rebatimento e rotação de linhas e planos. gastrópodes e cefalópodes: morfologia. coordenadas astronômicas. 2. orientação. funções crescentes e decrescentes. 2. estratigrafia e ocorrências. orientação. 3. regras de L'Hôpital. ecologia. estadimentria). taxonomia. 3. 8 Conceitos. 2 Mapas topográficos. ecologia. 10 . 11 Geodésica por satélite (sistema de posicionamento. campo topográfico. 112143 Paleontologia: 1 Introdução à paleontologia: fossilização. poligonais (erros. 2 Noções de cartografia . 10 Conceitos sobre sistemas de informações geográficas (SIG).altimétricos (taqueometria. estratigrafia e ocorrências. anfíbios e répteis . 5. sistemas geodésicos mundiais. 6 Foraminíferos: morfologia. taxonomia. estrutura de dados de mapas assistidos por computadores. 4 Cristais. regra dos v's. ecologia e ocorrências. estratigrafia e ocorrências. 10 Dinâmica externa da Terra: atividades da água de superfície. geóide. taxonomia. ecologia. 18 Sismologia e geofísica. 13 Vertebrados: aves e mamíferos . 3. briozoários e celenterados: morfologia. objetivos. coleta e preparo de material fossilífero. 112984 Topografia: 1 Noções sobre geodésia . 9 Moluscos. taxonomia. taxonomia. coordenadas polares retangulares). 1. esfera local. 6 Rochas sedimentares.7 Estruturas ígneas. principais funções elementares e suas aplicações. função exponencial. 8 Dinâmica externa da Terra: generalidades.morfologia. 112909 Geologia Básica: 1 A Terra em conjunto.1 Sistemas de projeções. escalas. 4 Metodologia do mapeamento geológico.12 Tratamento computadorizado e dados de campo. 3. funções trigonométricas. 15 Gimnospermas e angiosperma: taxonomia. 11 Briozoários e equinodermas: morfologia. 4 Serviços topográficos . medidas de distâncias). 3 Topografia . cálculo de distâncias. 112615 Desenho Técnico Geológico: 1 Noções de geometria descritiva. 7 Levantamentos plani . linha e planos. 5 Utilização de equipamentos para mapeamento geológico (bússola. nivelamentos geométricos. nível. nível. digitalização de mapas. esfera celeste. função logarítmica. trena.2 Ponto. ecologia. 15 Paleontologia e evolução da vida. conceito. 13 Dinâmica externa da Terra: atividades das geleiras. histórico. 2 Limites e continuidade: limites de funções. altímetro.1 Escala. taxonomia.4 Atitudes de camadas inclinadas.1 Simbologia.definição. técnicas de derivação.GPS): segmentos espaciais de controle e do usuário. 1. ecologia. estudo do sinal de uma função. 1.3 Cálculo de espessura de camadas. tipos e métodos de posicionamento. taxonomia.morfologia. classificação dos mapas. 14 Carvões mineral. taxonomia.2 Camadas horizontais e verticais.definição. divisões da topografia. 14 Algas e pteridófitos: morfologia. 12 GPS. rastreamento de satélites. estratigrafia e ocorrências. ecologia. 113018 Matemática 1: 1 Funções: funções reais de variável real. medidas de distâncias verticais. forma. 3 Derivadas: taxa de variação. cruzamento de informações. estratigrafia e ocorrências. diluição da precisão.levantamentos planimétricos (ângulos horizontais e verticais. aplicações de derivadas. 9 Taqueometria . posicionamento absoluto. ecologia. modelos numéricos de terrenos. 6 Altimetria . 11 Dinâmica externa da Terra: atividades do vento. taxonomia. 12 Dinâmica externa da Terra: atividades do mar. 3 Introdução à tectônica. 17 Paleoclima e paleoecologia do cenozóico. cálculo de coordenadas. ecologia. estratigrafia e ocorrências. ecologia. 9 Dinâmica externa da Terra: atividades da água de subsolo. aparelhos e levantamentos topográficos. 17 Dobras. objetivos históricos. 5 Topografia . cálculos e aplicação de curvas de nível. interpretação geométrica da derivada. coordenadas geodésicas e geográficas. 3. intemperismo. estratigrafia e ocorrências. taxonomia. triangulação e irradiação. função composta e a regra da cadeia. acritarcas e diatomáceas: morfologia. superfície da terra. topologia (confecção. teodolito e estação total. taxonomia. categorias dos receptores.2 Perfis topográficos: exagero vertical. 3 Mapas e perfis geológicos. 10 Artrópodes (Trilobitas e Crustáceos): morfologia.5 Problemas dos três pontos. teodolito e estação total). ecologia. petróleo e energia nuclear. ecologia e ocorrências. estratigrafia e ocorrências. 2 Estrutura interna da Terra.bússola. operações com limites. domínio. clinômetro. importância dos fósseis.métodos de levantamento planimétricos (poligonação. coordenadas terrestres. minerais e rochas. falhas e discordâncias. objetivos.levantamento altimétrico (ângulos verticais. emprego de limites no estudo de funções. 16 Estratigrafia e Geologia Histórica. aparelhos e levantamentos geodésicos. interpretação e uso de mapas e perfis topográficos). sistemas de coordenadas. trena. bivalves. função inversa.

regras de derivação. inflexão e gráficos. 2 Coordenadas polares. 4. determinação de pontos de máximo e de mínimo através da segunda derivada. 2. composição de funções e regra da cadeia: exemplos. propriedades da integral definida. 5. 2. exemplos. 4. Séries de potências. integral. 11 . comprimento de curvas. 5.3 Critérios para caracterização de um ponto de máximo ou mínimo. integração por partes. 9 Espaços e subespaços vetoriais. dependência e independência linear. limites envolvendo o infinito. aplicações da função exponencial. Equações paramétricas de curvas planas e espaciais. cofator ou completamento algébrico. matriz adjunta e matriz inversa. 4.2 Ponto de máximo e mínimo global de uma função. 4. exemplos de funções de uma variável real. reta tangente e reta normal.2 O sinal da derivada segundo a sua relação com a concavidade de curvas. 3. limites laterais. 2. a derivada como inclinação da reta tangente.4 Uma aplicação: ajuste de retas pelo método dos mínimos quadrados analise dos pontos de fronteira. regras de L'Hôpital. 5 Máximos e mínimos para funções de duas ou mais variáveis. concavidade.e áreas e superfícies de sólidos de revolução.6 Derivadas parciais de segunda ordem. volume de paralelepípedos. 113034 Cálculo 1: 1 Funções: conceito de função.5 Funções homogêneas teorema de Euller. ângulo entre vetores.1 Espaço bidimensional: o conjunto relações em distância entre dois pontos.1 Ponto de máximo e mínimo relativo de uma função. 21 Norma. 12 Transformações lineares. 14 Transformação do plano no plano. primitivas. sistemas de equações lineares: regra de Crammer. 2.3 Sistema de equações diferenciais lineares.1 Inclinação de retas. projeções. quociente. 23 Transformações ortogonais. 1. produto. 3. escalonamento. funções trigonométricas e suas funções. 5. Derivações e integração de séries de potências. integração por substituições especiais. 3 Limites e continuidade. derivação implícita. 113093 Introdução à Algebra Linear: 1 Sistemas lineares e matrizes. operações com matrizes e propriedades das operações.2 Gráficos de funções de duas variáveis. 4 Integrais: primitivas imediatas. vetorial e misto. taxa de variação e aplicações. 4. exemplos de cálculo de algumas derivadas elementares: ao quadrado. teorema de Laplace. Funções vetorais no plano e no espaço. 20 Definição de produto interno. gráficas de equações e áreas de regiões planas em coordenadas polares. 5 Vetores no plano e no espaço. comportamento de funções. e usando cofatores. 8 Espaços euclideanos r2 e r3. tipos de funções. 3 Fórmula de Taylor. 6.2 Algumas equações diferenciais elementares. distancia entre dois pontos em 2 Funções de várias variáveis. matrizes inversas: obtenção da matriz inversa pela definição. 1. teorema de médio valor. derivadas laterais. teorema do valor médio. O caso partícular do parâmetro polar. derivada da função inversa.3 Função composta e a regra de cadeia. propriedades. 6 Inversão de matrizes por operações elementares. diferença.1 Interpretação geométrica. 24 Aplicações. Vetores velocidade e aceleração. produto de potenciais de funções trigonométricas. 4 Sequências e séries numéricas. técnicas de integração: integração por substituição. ao cubo e dividido por regras de derivada.1 Derivadas parciais para funções de duas ou mais variáveis: conceitos. aplicações. 10 Combinação linear. exemplos e significado geométrico. 2 Funções. 1. 16 Autovalores e autovetores. Produto escalar. Aplicações. 6.2 Espaço tridimensional: o conjunto relações em equações do plano em. Soma. 3 Derivada: conceito. 113701 Introdução à Matemática Superior: 1 Sistemas lineares. substituição inversa. produto vetorial. 7 Vetores no plano e no espaço.3 Curvas de nível.2 Diferencial de uma função. 13 Mudança de base. regra da cadeia. determinante. 4 Permutações determinantes. 4.4 Funções definidas implicitamente: teorema da função implícita e derivada de uma função definida implicitamente. 5 Desenvolvimento de Laplace. Superfícies paramétricas. sinal da derivada e sua relação com o crescimento de funções.1 Limite e continuidade para funções de duas variáveis. função inversa. 19 Polinômio minimal. aplicações de máximos e mínimos. 3 Solução de um sistema de equações lineares. 4 Derivadas.4 Funções de três ou mais variáveis: conceitos e exemplos. 5. Estimativas do resto e aproximações. 6 Equações diferenciais ordinárias 6. 113042 Cálculo 2: 1 Aplicações da integral ao cálculo de áreas planas. aplicações. função composta. 4 Técnicas de integração: substituição. funções racionais. função logarítmo. 5 Matrizes e sistemas lineares: tipos especiais de matrizes. Aplicações. 3. teorema fundamental do cálculo. produto e quociente de séries de potências.2 Limite e continuidade: conceito. 5. Vetor tangente e normal unitários. máximos e mínimos. 15 Aplicações lineares e matrizes. postos.1 Soluções por métodos de eliminação. condições para uma função ser diferençável. integrais impróprias. 2. 18 Base de autovetores. integração por partes e integral definida.1 Funções de duas variáveis. Funções de duas variáveis: gráficos e curvas de nível. 2 Operações elementares e forma escada. conceito de integral. propriedades. 3 Derivadas.5 Máximos e mínimos condicionados.concavidade e pontos de inflexão. 17 Polinômios característicos. 11 Base de um espaço vetorial. função exponencial.1 Exemplos e gráficos. exemplos. gráficos. 22 Processo de ortogonalização de Gram-Schmidt. 113026 Matemática 2: 1 O espaço dimensional.

5. 6. 1. 4 Vetores e conjuntos. histórico.2 Acesso e campos. a 2ª lei da termodinâmica e a entropia. pilhas galvânicas e pilhas de concentração (correlacionar com processos biológicos envolvendo íons Na+ . 3 Estruturas de decisão. 4. 4. a ligação covalente e suas propriedades (comprimento. 113913 Introdução a Ciência da Computação: 1 História do computador. fontes desses hidrocarbonetos. isomerismo.1 O uso da derivada para a resolução de problemas de máximos e de mínimos. lei da ação das massas e constante de equilíbrio. K+ . 5. 5 Funções seno. 6. 2. 3. 6 Integral. 4 Estrutura atômica e a lei periódica: o modelo da radiação eletromagnética e o espectro atômico. 5.uso das derivadas para o traçado de curvas.4 Aplicações. entalpia de reação. a mecânica quântica.1 Descrição da matéria macroscópica/microscópica. 7 Forças intermoleculares.1 A matéria em mudança.2 Enlaçamento. 114081 Fundamentos de Química: I . cromatografia). 6. 4 Cálculo de rendimento de um método de separação e determinação da pureza do produto purificado. 6. dissociação da água e conceito de pH.1 Seleção de alternativas. 2 Ácidos e bases: conceito de Arrhenius. 3 Separação de substâncias sólidas e/ou líquidas. 5.3 Classsificação e pesquisa com vetores. 3 Estequiométrica: o conceito de mol. previsão da espontaneidade de reações de oxi-redução. o princípio de Le Chatelier.4 Aplicações. 6. propriedades físicas e químicas. noções de titulação ácido-base. 6 Gases e fases condensadas.3 Técnicas de integração. Exemplos de moléculas orgânicas e inorgânicas simples. 2 Termoquímica: conceito de energia. as transformações da matéria e a lei da conservação de massa. 4. Exemplos de células eletrolíticas. 4 Aplicações. balanceamento de equações químicas. 2 Matéria: classificação da matéria.3 Tipos de dados e operações primitivas. 4. ponto de equivalência e efeito tampo. 1.5 Conjuntos. 114219 Introdução à Química Orgânica: 1 Introdução: conceito de química orgânica. Agregados e forças intermoleculares.5 Aplicações. 4. 2 Reações químicas. Ca2+). propriedades físicas e químicas. a teoria atômica de Dalton. métodos físicos de separação (cristalização. fórmulas estruturais (estruturas de Lewis). 1. 4. teoria do estado de transição.1 Derivadas parciais.4 Variáveis e expressões.1 Funções. 2. 2. 5. destilação. configuração eletrônica dos elementos e a tabela periódica. 4.1 O problema inverso da derivação. dissociação de eletrólitos fracos e fortes. 3. taxa de variação e aplicações. 3 Alcenos.2 Teorema fundamental do cálculo e aplicações a resolução de algumas equações diferenciais. rendimento teórico e percentual.1 A computação primitiva. 3. catalisadores e inibidores. capacidade calorífica. 6. 3 Equilíbrio químico: conceito geral.6 Aplicações.2 Procedimentos. o modelo Vesper. diagramas de energia. IV . teoria dos orbitais híbridos e teoria dos orbitais moleculares).2 Desenvolvimento de dispositivos automáticos de cálculo. calor e temperatura. 5 Ligação química e estrutura molecular: estruturas de Lewis. 114090 Laboratório de Química Fundamental: 1 Identificação de substâncias simples e/ou compostas através de medidas de grandezas físicas e/ou de reações químicas. multiplicadores de Lagrange. regra da cadeia curvas de nível máximos e mínimos relativos. a teoria das colisões. 2. cálculo de áreas limitadas por curvas.1 Termodinâmica e equilíbrio.4 Funções sobre registros. 5 Reação química e cálculo do rendimento da mesma. métodos de preparação desses hidrocarbonetos. 4 12 .1 Registro como uma estrutura de dados. 3.1 Sistemas de computadores. 6.5 Descrição de algoritmos. aplicação a funções polinomiais. 2 Computadores e resolução de problemas. 6 Redação de relatório científico. as massas atômicas relativas .3 Desenvolvimento da programação. 4. fórmulas empíricas e moleculares. eletronegatividade. 2. e Lewis. 5.1 Identidades básicas. geometria economia. 2.4 Cadeias de caracteres.3 Correspondência argumento – parâmetro. força relativa de ácidos e bases. II . aplicações (vida média de materiais radioativos. log e exponencial. 7 Funções de várias variáveis.3 Utilização de condições compostas.1 Vetor como uma estrutura de dados.a unidade de massa atômica (u). hibridização do átomo de carbono. Modelos atômicos e moleculares. indicadores ácido-base.3 Construções de estruturas e aplicações. ligações químicas: iônica e covalente.2 Resolução de diversos problemas da física. 5 Registros. energia livre de Gibbs. efeito da temperatura sobre a velocidade e energia de ativação. cálculos estequiométricos.2 Algoritmos. estruturas moleculares (teoria da ligação de valência. análise elementar e composição centesimal. potenciais de redução. Bronsted e Lowry.2 Operações sobre vetores. crescimento biológico). 3 Cinética química: significado da velocidade de reação e do mecanismo. cicloalcenos e alcinos: nomenclatura. fatores que afetam o equilíbrio químico. cálculos envolvendo estequiométrica de soluções com concentração em mol/L. energia e polaridade). 7. cosseno. espontaneidade das reações químicas e de processos de mistura: contribuições da entalpia e da entropia. a 1ª lei da termodinâmica. 2 Preparo de soluções líquidas e determinação de suas concentrações através de reações químicas e/ou de medidas de grandezas físicas. o modelo de Bohr do átomo de hidrogênio.6 Aplicações. III – 1 Sistemas em equilíbrio. 6 Modularização. gráficos. lei de Hess. 3 Eletroquímica: balanceamento de reações e identificação de agentes oxidantes e redutores. 2 Alcanos e cicloalcanos: nomenclatura. energia de ligação.

grupos O. destilação. potenciais de redução. energia (entalpia) reticular. a mecânica quântica. ácidos e bases duros e macios. a teoria das colisões. obtenção de produtos básicos como: ácido sulfúrico. balanço de cargas. diagramas orbitais para moléculas diatômicas. 4 Estequiometria: o conceito de mol. As. 5 Força iônica de soluções. estados físicos da matéria (forças intermoleculares e propriedades físicas: PE. 7 Ácidos polipróticos. propriedades químicas. balanço protônico. força relativa de ácidos e bases. 5 B. Se. Te. evolução histórica do modelo atômico. estabilidade das espécies em solução aquosa. Ge. fatores que afetam o equilíbrio químico. 1. hidróxido de sódio. 114596 Química Analítica Qualitativa: 1 Introdução. 4 Autoionização da água. propriedades químicas e preparação. propriedades físicas e químicas. a ligação covalente e suas propriedades (comprimento. lei da ação das massas e constante de equilíbrio. energia e polaridade). 2 Ligação química e estrutura molecular: estruturas de Lewis. 3 Matéria: classificação da matéria. configuração. ligação covalente. métodos físicos de 13 . 11 Equilíbrio de oxidação e redução. bases teóricas. geometrias de moléculas (RPECV). o modelo VSEPR. estruturas de Lewis. exemplos de células eletrolíticas. 8 O. etc. capacidade calorífica. propriedades físicas. dissociação de eletrólitos fracos.ionização. 1. 114464 Química Inorgânica Básica: 1 Conceitos básicos. Ba. Pb. 2 Soluções: Tipos de soluções. teoria do estado de transição. carbono assimétrico. Sb. Sn. dissociação da água e conceito de pH. energia de ligação. Al. Te. análise elementar e composição centesimal.). lei de Hess. químicas e obtenção. solubilidade de precipitados em ácidos e agentes complexantes. 7 Estereoismeria. 6 C.Arrhenius. estados físicos da matéria (forças intermoleculares e propriedades físicas: PE. métodos analíticos. 4 Be. atividade ótica: enantiômeros. as transformações da matéria e a lei da conservação de massa.). ésteres e outros derivados: nomenclatura. Bronsted e Lowry. 3 Equilíbrio químico: Ionização. tipos básicos de estruturas cristalinas. Mg. equilíbrios. cálculos envolvendo estequiometria de soluções com concentração em mol/l. 9 Solubilidade: Produto de solubilidade. D. lei da ação das massas. cálculos. Si. configuração eletrônica dos elementos e a tabela periódica. pilhas galvânicas e pilhas de concentração. bauxita. cálculos. estruturas moleculares (teoria da ligação de valência. efeito salino. previsão da espontaneidade de reações de oxi-redução. 8 pH: Atividades. 8 Eletroquímica: balanceamento de reações e identificação de agentes oxidantes e redutores. Cl. energia livre de Gibbs. K. energia e polaridade). P. P. energia de ressonância. 9 Ácidos carboxílicos. S. métodos físicos de separação (cristalização. cálculos. o modelo VSEPR. equilíbrio. PF. evolução histórica do modelo atômico. ácidos e bases fortes. 6 Balanço de massa. concentração.Hidrocarbonetos halogenados: propriedades físicas e químicas. nomenclatura. 5 Compostos aromáticos: benzeno e seus derivados. catalisadores e inibidores. rendimento teórico e percentual. éteres e fenóis: propriedades físicas e químicas. cálculos. D. Ca. 2 Ligação química e estrutura molecular: estruturas de Lewis. efeito do íon comum. amônia. cálculos. diagramas de energia. influência de reações laterais na solubilidade. M dirigentes. teoria dos orbitais híbridos e teoria dos orbitais moleculares). nomenclatura. cromatografia). 2 Química descritiva sistemática dos elementos representativos enfatizando: propriedades dos elementos e compostos mais comuns.. 5 Termoquímica: conceito de energia. 7 Ácidos e bases: conceito de Arrhenius. balanceamento de equações químicas. etc. unidades de concentração. a 1ª lei da termodinâmica. etc. cálculos estequiométricos. cálculos. Compostos organometálicos. fórmulas empíricas e moleculares. o modelo de Bohr do átomo de hidrogênio. estruturas moleculares (teoria da ligação de valência. sistemas tampão. PF. constante de auto. coeficientes de atividade.2 Ácidos e bases: conceitos . forças intermoleculares. indicadores ácido-base e o ponto de equivalência e efeito tampão. Brönsted-Lowry e Lewis. ácidos e bases fracas.1 Ligação química e estrutura molecular: ligação iônica: sólidos. I. calor e temperatura. Cs. a 2ª lei da termodinâmica e a entropia. 114626 Química Geral Teórica: 1 Estrutura atômica e a lei periódica: o modelo da radiação eletromagnética e o espectro atômico. configuração eletrônica dos elementos e a tabela periódica. diagramas de Latimer e Frost. espontaneidade das reações químicas e de processos de mistura: contribuições da entalpia e da entropia. efeito da temperatura sobre a velocidade e energia de ativação. Na. transformação de recursos minerais: fosfato. impacto ambiental. Br. as transformações da matéria e a lei da conservação de massa. etc. Sr. Rb. noções de titulação ácido-base. cálculos. 7 N. a ligação covalente e suas propriedades (comprimento. teoria dos orbitais híbridos e teoria dos orbitais moleculares). superácidos. e Lewis. diversas alternativas sintéticas. 3 Matéria: classificação da matéria. cálculos.3 Oxidação/redução: números formais de oxidação. 6 Equilíbrio químico: conceito geral. 6 Alcoóis. 3 Li. o princípio de Le Chatelier. 114626 Química Geral Teórica: 1 Estrutura atômica e a lei periódica: o modelo da radiação eletromagnética e o espectro atômico. Bi. 9 F. In. a mecânica quântica. o modelo de Bohr do átomo de hidrogênio. resolução de misturas racêmicas. Ga. calor ou entalpia de reação. 1. força relativa de ácidos e bases. 10 Equilíbrio de formação de complexos. 8 Aldeídos e cetonas: nomenclatura. 9 Cinética química: significado da velocidade de reação e do mecanismo.

conceitos e definições.1 Conceituação. 2.3 Estabilidade em meio aquoso (reação com a água). 1. cálculo de somatórios.sólidos iônicos. materiais e vidrarias utilizados na execução de experimentos.4 Cálculos com a constante de equilíbrio. tendência de uma série temporal. espaço-amostra a eventos. 3.4 Principais testes paramétricos e não paramétricos.1 Conceitos básicos. força relativa de ácidos e bases. metais.2 O método dos mínimos quadrados.1 Variância.1 Número de oxidação formal.1 Estatística indutiva e dedutiva. 3. o princípio de Le Chatelier. relativas e acumuladas.ligações múltiplas. detergentes. conceitos de ácidos e bases. 9 Cinética química: significado da velocidade de reação e do mecanismo. 6.2 Tabela de potênciais padrão.separação (cristalização. catalisadores e inibidores. 6 Equilíbrio químico: conceito geral. moda e mediana. 3. noções de titulação ácido-base. tais como: polímeros. energia reticular (ciclo de Born Haber). cálculos estequiométricos. 3 Equilíbrio químico. assimetria e curtose. anfoterismo.3 Modelos discretos e contínuos. aplicações. raios iônicos.1 Modelo atômico de Bohr para o átomo de hidrogênio. 1. 7.2 Separatrizes. 7. teoria do estado de transição. fosfatos. etc. aplicações.2 Impacto ambiental. 8 Eletroquímica: balanceamento de reações e identificação de agentes oxidantes e redutores.2 Tipos de frequências: simples. 4 Experimentos simples que correlacionem o aspecto conceitual ao cotidiano no que se refere a análise e/ou preparação de materiais. 6. 4. 6. a teoria das colisões.1 Rol e distribuição de frequências.1 Séries temporais. 4 Medidas de dispersão. dimensionamento da amostra. equilíbrio químico.1 Conceito de entalpia. porcentagens e proporções.1 Conjunto. 115045 Probabilidade e Estatística: 1 Fundamentos do cálculo de probabilidade. 2. a 1ª lei da termodinâmica. 8.3 Efeitos externos sobre os sistemas em equilíbrio. média aritmética. análise gráfica. 5 Introdução à probabilidade. 7. 115011 Estatística Aplicada: 1 Conceitos básicos. 4.2 Variação de entalpia.2 Variável aleatória. 1. rendimento teórico e percentual.3 Entalpia de formação.3 Frequências.iônicos. desvio padrão e coeficiente de variação. indicadores ácido-base e o ponto de equivalência e efeito tampão.3 Processos de transformação química de recursos minerais (ácidos sulfúricos. 1. 114634 Química Geral Experimental: 1 Noções básicas sobre segurança no trabalho em laboratório de química. distribuições de amostragem. 5. 8. 3. exemplos de células eletrolíticas. 2 Equipamentos. 6 Ajustamento de funções reais e séries temporais. termoquímica. força dos ácidos e bases. espontaneidade das reações químicas e de processos de mistura: contribuições da entalpia e da entropia. 2 Termoquímica. 5 Ligações químicas. o coeficiente de correlação linear. união e interpretação de eventos. 3. a 2ª lei da termodinâmica e a entropia. 1.4 Energia média de ligação. eletronegatividade. distribuição de probabilidade. bebidas. 8. 2. dissociação da água e conceito de pH. 4. 6. calor ou entalpia de reação.2 Conceitos de ácidos e bases. medicamentos. 14 . 5. potenciais de redução. outros coeficientes de regressão. axiomas e teoremas básicos.4 Realidade e modelo. 114782 Química Geral e Inorgânica: 1 Conceitos básicos. números e geometria de coordenação. 1. 2. fertilizante processo siderúrgico. 8. 5.2 Retas de regressão.3 Configuração eletrônica dos elementos.2 Variáveis e constantes. oxi-redução. razão entre os raios. fatores que afetam o equilíbrio químico. Bronsted e Lowry. eletroquímica.1 Ligação covalente . 5. aplicações.2 Níveis. 7 Ácidos e bases: conceito de Arrhenius. ressonância. etc. uso de tabelas.2 Constante do equilíbrio. pilhas galvânicas e pilhas de concentração. 4. 8. cosméticos.3 Histograma e polígono de frequências. e Lewis. 8 Noções de amostragem e testes de hipóteses. saturações. energia de ligação.3 Formulação geral de um teste. eventos complementares. 2. diagramas de energia. polaridade das ligações. subníveis e órbitas. 4 Estrutura atômica. 7. alimentos. 5 Termoquímica: conceito de energia. ajustamento de polinômios e exponencial. sedimentar e meio aquoso 8.1 Natureza do equilíbrio químico. 3 Experimentos representativos sobre reação química.1 Reações químicas. cálculos envolvendo estequiometria de soluções com concentração em mol/l.1 Tipos de solventes. dissociação de eletrólitos fracos. 5. eventos mutuamente exclusivos e independentes. 7.2 Estimação de características.3 Ácidos e bases duros e macios. calor e temperatura.1 Amostras aleatórias.4 Configuração eletrônica e sistema periódico. coeficientes.3 Cálculo estequiométrico. fórmulas empíricas e moleculares. 6 Ácidos e bases.1 Compostos simples de ocorrência natural em rochas. 7 Oxidação e redução.2 Balanceamento de equações químicas.2 Ligação iônica . 8. 5. capacidade calorífica. probabilidade condicionada e eventos independentes. cinética química. 2. pigmentos e corantes. previsão da espontaneidade de reações de oxi-redução. balanceamento de equações químicas. 1. efeito da temperatura sobre a velocidade e energia de ativação. cromatografia). 3. 3 Medidas de tendência central e separatrizes. lei de Hess. 6. 4. proporção de variação explicada.4 Aplicações em ajustamentos de modelos probabilísticos. destilação.). 2. 2 Distribuições de frequências.2 Momentos ordinários e centrais. análise elementar e composição centesimal. 7 Correlação e regressão. 4. energia livre de Gibbs. 4 Estequiometria: o conceito de mol. lei da ação das massas e constante de equilíbrio. 8 Química dos elementos mais comuns.

1.1 Planejamento. Paasche.3 Distribuição de freqüências histograma e polígono de freqüência. moda. 2. 1. variabilidade. poisson. separatrizes. medidas características das distribuições: posição.3 Tipos de dados e as operações primitivas.2 Analise de variância não regressão.2 Enlaçamento. 5. Variável aleatória. Índices relativos e agregados. 4. 115070 Bioestatística: 1 Estatística descritiva. espacoamostra. 4. 3. Definição de probabilidade.5 Transformação de séries estatísticas: transformação potência. 5.2 Apresentação de dados numéricos: tabelas e gráficos.1 Escalas de medidas. 1.3 Ramos e folhas. intervalos de confianca para a média.6 Aplicações em Pascal. eventos e axiomas e teoremas básicos.2 Amostra aleatória estimador e estimativa. Medidas de forma: momento central de 4ª ordem.1 Seleção de ações alternativas. os testes qui-quadrado. 2. Média quadrática. correlação e regressão linear. desvio padrão e coeficiente de variação.1 Experiência aleatória. 4 Distribuições de probabilidades e suas características. Índices de quantidades e de preços. 3. 2 Computadores e a resolução de problemas. binomial. quadrado. 4. Medidas de posição: média aritmética. Distribuição de probabilidades. o total e a proporção. Variância e covariância. student e uso de tabelas aplicações. Probabilidade condicional.2 Operações sobre vetores.1 Sistemas de computadores. Medidas de assimetria: momento central de 3ª ordem.7 Outras medidas descritivas: índice de Gini. 4 Sistema estatístico brasileiro. Distribuição conjunta. Teoremas fundamentais. 115118 Estatística Exploratória 1: 1 Séries estatísticas unidimensionais.1 Formulação geral de um teste paramétrico tipos de erro.7 Coeficiente de correlação linear. mediana. 8 Noções de testes de hipóteses: formulação geral de um teste paramétrico. 4 Noções de teste de hipóteses.4 Variáveis e expressões. 115444 Introdução à Estatística Econômica: 1 Estatística descritiva: estatística indutiva e estatística dedutiva. assimetria e curtose. Base fixa e base móvel-deflatores e inflatores. 2 Indicadores econômicos. 5. coeficiente de assimietria. 4.1 População e amostra censo a amostragem. 2. 2.2 Histograma.3 Coleta de dados. 5. dispersão. 2. 2 Noções de probabilidade 2. mediana e moda outros medidas separa trizes. 116301 Computação Básica: 1 Histórico do computador. separatrizes. 5 Correlação e regressão linear 5.4 Apuração de dados.1 A computação primitiva.2 Variáveis aleatórias discretas e continuas exponencial momentos.4 Box Plot. variável aleatória bidimensional.1 correlação e regressão linear simples. 4.5 Descrição de algoritmos.1 Classificação. 6 Análise dinâmica de observações: séries temporais.3 Classificação e pesquisa com 15 . 1. coeficiente de curtos e excesso. Espaço amostral e eventos. Coeficiente de variação. de escala e de proporções. logarítmica. 1. achatamento e alongamento. 3. 3 Profissão de estatístico. 3. 5. 4. variável aleatória unidimensional.3 O teste quadrado. O trabalho estatístico. momentos e suas funções. Indicadores absolutos e relativos de variação.2 Testes de medias e variâncias. distribuições unidimensionais do tipo contínuo: uniforme. 7 Noções de amostragem e estimação: população e população matriz. Momentos.3 Utilização de condições compostas. Representação gráfica. 4 Vetores e matrizes.1 Vetor como uma estrutura de dados. Distribuição marginal. 2.2 Elaboração de questionário. 4. 2.6 Assimetria e curtose. 1. Fisher.4 Medidas resistentes: quantis e estatísticas de letras. 1.3 Dimensionamento de amostra.experiência aleatória uniforme.3 Pesquisas por amostragem. 3 Noções de probabilidade.4 Aplicações em Pascal.1 Representações tradicionais. Esperança matemática: definição e propriedades. 5. 4. 1. 2 Variáveis aleatórias e suas distribuições: definição.4 Analise de variância: classificação simples testes de comparações múltiplas repetição e casualização. ajustamento de um modelo probabilístico a uma distribuição de frequência.2 Algoritmos. geométrica e hipergeométrica.3 Desenvolvimento de programação. 4. 3 Medidas características de uma distribuição de probabilidade: expectância e suas propriedades. moda.2 Escalas. Poisson. simetria. 1. médias geométricas e harmônicas e medidas de variabilidade. 2. 4. desvio padrão.2 Desenvolvimento de dispositivo automático de cálculos. Marshall e Edgeworth. Separatrizes. 1. 5 Fases do trabalho estatístico. desvio médio absoluto e coeficiente de variação. 4. Eventos independentes. 5 Análise estática de observações: distribuição de frequência. média geométrica e média harmônica.4 Medidas de posição: media aritmética. 3. Experimento. 2 Representação gráfica de séries estatísticas. 2. Momentos. 3 Noções de amostragem e estimação. censo e amostragem.4 Intervalo de confiança. As séries estatísticas. estimador e estimativa. Índices de Laspeyres.5 Apresentação de dados. Principais indicadores econômicos. estudo de alguns testes paramétricos: médias e proporções.5 Medidas de dispersão: variância.4 Anuário estatístico do Brasil. Medidas de dispersão: variância. 2.6 Misturas de séries estatísticas. 3. 1. student.1 Estrutura de sistema. O conceito de um indice. 2. Aplicações. normal. 1. ajustamento de uma função real a uma série temporal.2 Censos. quiquadrado. 1. axiomas de cálculo de probabilidades.3 Principais modelos probabilísticos: binomial. amostra aleatória. exponencial. 3. 1. normal. 3. 2. 3 Estruturas de decisão. 1. Distribuição de frequência. A representatividade de um índice. 1.3 Medidas de posição. 1. 4 Modelos probabilísticos: distribuições unidimensionais de tipo discreto: bernoulli.

3. massa. Centro de massa e seu movimento. 7.4 Gerenciamento de informações.1 Linguagem natural x linguagens formais. padrões e unidades físicas. 5. 8. simplificação de fórmulas. 117366 Lógica Computacional 1: 1 Noções básicas. 4. 4 Editores de textos. 6 Conservação do momento linear. 6.3 E-mail.3 Formação de textos. 6. Trabalho realizado por uma força constante.W. 5.1 Vetores. em árvores e técnicas de hashing. manipulação e aplicação em técnicas de Pert e computação gráfica. 7.5 Aplicações em notação polonesa e recursão. binária.2 Módulos do sistema operacional. 2. Centro de gravidade.1 Métodos diretos de prova.2 Ponteiros e estruturas dinâmicas. 1. 1.4 Filas.1 Funções do sistema operacional.2 A qualidade do programa. 7 Colisões: Conceito de colisão. 5 Trabalho e energia. analisadores léxicos e indexação kwic.3 Indução. 5.4 Aplicações em edição de textos.6 A programação como uma atividade humana. Teorema trabalho-energia-potência. Grandezas vetoriais na rotação.2 Métodos de prova por contradição. aritmética.4 O projeto de programas pela técnica top-down. 5 Planilhas eletrônicas. 8. 2.1 Conceitos básicos. 7. Dinâmica do movimento circular uniforme.4 W. 6.3 Recuperação de informações.1 Informação sobre caracteres.2 FTB. 8. 2 Vetores: Caracterização de grandeza vetorial. 3. 2.3 Gerenciamento de aplicações. validade.4 Armazenamento. 6. 4. 4. Movimento linear. relativística e quântica. 1.1 Classificação: métodos de seleção. file e record. registros e campos.2 Critérios de eficiência.1 Sistemas formais para processamento de cadeias: algaritmos de Markov e gramáticas. Sistemas de massa variável.1 Funções.4 Gerenciadores de bancos de dados. 3. 1. 5. 3 Cinemática da partícula. 7. 2 Sistemas operacionais.5 Browsers. os conceitos de força e massa. 3 Linguagem para experimentação: aplicações básicas. propriedades e relações semânticas. 1.5 Formas normais.1 Conceitos: Arquivo.3 Pesquisa: técnicas de pesquisa sequencial.2 Interface com o usuário. 4. 7. 2.3 Aplicações sobre listas lineares. Trabalho realizado por força variável.5 Aplicações de vetores e matrizes em pascal. 8 Partícularidades da linguagem pascal.3 Correspondência argumento parâmetro. 1. 7. representação vetorial. 4. equações de movimento. troca e quicksort.2 Edição de textos.3 Lógica proposicional: sintaxe e semântica. 2. 116793 Introdução à Microinformática: 1 Introdução à arquitetura de computadores microcomputadores.5 Definição e manipulação de dados armazenados.4 Aplicações em Pascal. tabela de símbolos. 4. As variáveis da cinemática da rotação.1 Conceitos básicos. 7. 1. 8 Cinemática de rotação. Massa e energia. 5. 7. 4. 6. 3. Conservação de energia.1 A importância do estilo. recuperação e impressão de textos. 5 Cadeias de caracteres. Sistemas de unidades.4 Matrizes.1 tipos estruturados. 116319 Estrutura de Dados: 1 Representação e manipulação de cadeias. Forças conservativas e não conservativas. Energia potencial. e tempo.5 Elementos de estilo de programação.2 Conceitos e terminologia de cadeias.3 Armazenamento e recuperação de informações.1 Ponteiros e elocação encadeada.2 Organização e indexação de dados. Energia cinética. 3 Listas lineares encadeadas. 2 Métodos de validação. 7.3 Operações básicas em cadeias. 2.2 Listas lineares encadeadas: simples.2 Edição e formatação de planilhas.3 Pilhas. utilizando um SGDB. O sistema internacional de unidades. 7.4 Lógica de primeira ordem: sintaxe e semântica. 5.2 Aplicações na construção de analisadores sintéticos e manipulação de expressões aritméticas.1 Conceitos básicos. propriedades e relações semânticas. Conservação da energia. Equilíbrio de corpos rígidos na presença do campo gravitacional. 4 Estruturas de dados não lineares. 2. 7 Internet. Seção eficaz de choque. Relação entre cinemática linear e angular de uma partícula em movimento circular. 9 Equilibrio de corpos rígidos. 5 Classificação e pesquisa. 2. 6 Subalgoritmos: funções e procedimentos. 5. 5. 3.2 Procedimentos. 2 Estruturas de dados lineares.3 Classificação e seleção de dados. 1.2 Matrizes.2 Verdade. 1. 5. 4.1 Conceitos básicos. vetores unitários. bolhas. 1. consequência lógica. 6. 6. precisão múltipla. 16 .4 Aplicações básicas de cadeias em Pascal. 1. 6. conceito de diferenciação e sua aplicação a problemas de mecânica. 5. satisfatibilidade.1 Organização básica. A terceira Lei de Newton.1 Árvores binárias e genéricas: representação e manipulação. Rotação com aceleração angular constante. padrão de comprimento.W.4 Elaboração e apresentação de gráficos. Forças de atrito. 3. 6 Sistemas gerenciadores de bancos de dados. 3 Ambientes operacionais. 7 O estilo de programação. Conservação do momento linear. 2. 3. operações com vetores. A segunda Lei de Newton. grandezas.2 Harware e software. 5. 118001 Física 1: 1 Medição. Impulso e momento linear. A primeira Lei de Newton. Conservação do momento linear durante as colisões.3 Representação de cadeias na memória.2 Manipulação de cadeias e pattaro matching. 4. Conceito de corpo rígido. considerações envolvidas na cinemática da partícula.3 Fases do processo de programação. 4 Dinâmica da partícula.3 Aplicações em manipulação polinomial. movimento circular uniforme. 2. Conceito de integração e sua aplicação a problemas em mecânica. Mecânica clássica. Equilíbrio. circular e duplamente encadeadas. 2.vetores. velocidade e acelaração relativas. 6. 7. Classificação das forças.3 Grafos: representação.

Conservação do momento angular. Cálculo do empuxo.4 Superposição de MHS.9 17 . 3. 5.1 Trancadores radioativos. 11. 4. 4. 6 Dinâmica dos fluídos. 9.2 Linhas de corrente.6. 7. 7.1 Escoamento de fluído.5 Potência e intensidade de uma onda.6 A dilatação térmica: linear. 3.2 Cálculo cinético da pressão.4 Radiologia diagnóstica: radiografia.3 Equilíbrio térmico e a lei zero da termodinâmica.3 MHS e MCU. 3. 4.6 Campos de escoamento. Torques momentos de inércia.7 Livre percurso médio. 5.3 Interpretação cinética da temperatura.6 Precauções. 10 Calor e a 1ª Lei da termodinâmica. 12. 11.2 Ondas progressivas e estacionárias. 5. 3. 3.3 Energia cinética de rotação e momento de inércia. 6. 5. algarismos significativos. superficial. 11. tipos de colisões. 5 Obtenção do coeficiente de expansão linear. 9. 5.6 O campo gravitacional e a energia potencial gravitacional. 9 Temperatura. coeficiente de restituição para colisões.4 Dose equivalente. 8. 5.7 Entropia e desordem.1 Primeira lei da termodinâmica. 1.2 Medida de calor.5 Movimento combinado de translação e rotação de um corpo rígido.3 O rendimento das máquinas.Efeito doppler e ondas de choque.2 A lei da gravitação universal e a constante g.5 Calor. 3 Oscilações. 5. 5 Estudo do equilíbrio de corpos rígidos. 4 Trabalho e energia. 2. 7 Ondas em meios elásticos.3 Variação de pressão em um fluído em repouso.4 Os movimentos dos planetas e satélites.6 Entropia e 2ª Lei. 4.1 O pião.5 Medidor de pressão.6 Calor e trabalho e a 1ª Lei da termodinâmica. abreugrafia e tomografia. 3.4 Forças intermoleculares. 4. 3. 8. 4. 4 Conservação do momento linear em colisões.2 A energia no MHS.1 Grandezas físicas e unidades de radiação absorvida.4 Sistemas vibrantes e fontes sonoras. 12.2 Calor e temperatura. 9.8 A terra como referencial inercial. 1. 9.1 Conceitos básicos sobre radiação. 10. 7. 10. 5 Termodinâmica. 2 Construções e análise de gráficos: gráficos lineares. 2. 10. 11.3 A escala termométrica de um gás ideal.1 Histórico. 4.118010 Física 1 – Experimental: 1 Classificação dos erros. 4.2 Trabalho realizado por uma força constante. 3. Calor específico e capacidade térmica. trabalho e energia interna.6 Movimento harmônico amortecido. 6. microscópica e macroscópica.2 Momento angular e velocidade angular. 4. Calor específico de sólidos.1 Calor uma forma de energia. ultra-sônicas e infra-sônicas. 1. 3. 9.2 Radiação corpuscular e radiação eletromagnética. 2 Movimento harmônico simples. 5 Estática dos fluídos. 11. 3 Proteção radiológica.3 Alcance e camada semi-redutora. 2 Aplicação das radiações. A distribuição de Maxwell-Boltzmann. 1. Coeficiente de viscosidade. cálculo de erro experimental. 7.4 Princípio de Pascal e Arquimedes. 1.2 O ciclo de Carnot e a 2ª Lei da termodinâmica. 4. tipos de radiação e suas características.3 Radioterapia.5 Conservação do momento na mecânica dos fluídos.4 Formas de transmissão de calor: condução. 3 Movimento no plano inclinado: coeficiente de atrito. diagramas de forças. 6. 1. 8.5 Energia potencial. 11. 2. 10. 3. 4. 118036 Física 2 – Experimental: 1 Dinâmica de rotação.7 Ressonância.3 Dose absorvida.5 Entropia: processos reversiveis e irreversiveis. 4.5 Limites máximos permissíveis.6 Interferência de ondas. 4.1 O oscilador harmônico simples e o movimento harmônico simples (MHS).7 Oscilações forçadas e ressonância. volumétrica. 2. 12.1 Fluídos. 11. 5. 5.5 A escala termométrica prática internacional.1 Transformações reversíveis e irreversíveis.1 Estudo do giroscópio. Medidas de pressão.5 Batimentos.4 Forças conservativas. 7. 2. 118028 Física 2: 1 Dinâmica da rotação.5 Equivalente mecânico do calor. 4 Velocidade de propagação do som no ar.3 O princípio da superposição. 4 Gravitação. 4. 11. 2 Conservação do momentum angular. 7. 1.4 As escalas Celsius e Farenheit. 6.2 Radiografia e gama grafia.2 Medida da temperatura. 12. 8. 4.1 Gás ideal: definições. 5. 10. 8 Ondas sonoras. 12.2 Exposição.3 Capacidade térmica molar dos sólidos.7 Tensões térmicas. pêndulo simples.10 Equação de estado de Van Der Waals.8 Transformação isobárica.4 Equação de Bernoulli.5 Movimento acoplado. 1.4 Velocidade de onda. 12.7 Transformação isotérmica. convecção e radiação. unidimensionais e bidimensionais. propagação de erros.2 Programação e velocidade de ondas longitudinais. Medidas do comprimento de onda. 11.1 Torque sobre uma partícula. medidas com instrumentos de precisão.3 Equação de continuidade. 10. 3. conservação da energia. 3 Princípio de Arquimedes.8 Distribuição de velocidades moleculares.5 Calor específico de um gás ideal. 11 Teoria cinética dos gases.1 Conservação da energia e teorema trabalho energia. 12.9 O princípio de equivalência. Densidade.7 Conservação da energia. 6 Gases ideais e reais. Equações de estado.1 Ondas mecânicas e tipos de ondas.3 Ondas longitudinais estacionárias. 2.1 Equilíbrio térmico e a lei zero da termodinâmica. 8. 3.6 Teorema trabalho-energia. 5.9 Movimento Browniano. 5.2 Pressão e massa específica. 118109 Física para Ciências Agrárias: 1 Física das radiações. 11.4 Dinâmica de rotação de um corpo rígido.5 Efeito gravitacional de uma distribuição esférica de massa.6 Calor específico. 5.6 Equipartição de energia. 7.4 Conservação da energia e a primeira lei da termodinâmica. 12 Entropia e 2ª Lei da termodinâmica.1 Ondas audíveis. 9. 5. 4. 1. mono-log e log log. 9. 8.7 Energia potencial para um sistema de muitas partículas. 6.2 Momento angular de uma partícula e de um sistema de partículas.3 Massa inércial e gravitacional de uma distribuição esférica de massa. 3.3 Energia cinética.4 A escala termodinâmica de temperatura. 6.

trabalho realizado por força variável. 15. 118206 Física Geral 2: 1 Equilíbrio e elasticidade.3 Pressão de vapor. conceito de diferenciação e sua aplicação a problemas de mecânica. 118524 Física 1 para Química: 1 Medição: grandezas. 6. 13. 10 Coeficiente de restituição para colisões. 5 Obtenção do coeficiente de expansão linear: calor específico de sólidos. 7. 118541 Física para Desenho Industrial: 1 Medidas físicas. unidades fundamentais e unidades derivadas. 11 Conservação do momento angular.4 Princípio de Arquimedes.3 Cálculo do torque a partir de origens diferentes. sistemas de unidades. 11. 11. 7 Mecânica dos fluidos. 7 Conservação do momento linear. 12 Lei do resfriamento de Newton.1 Decaimento exponencial.1 Escoamento laminar. conservação do momento linear.1 Medidas e erros. 4 Dinâmica de partícula: a primeira lei de Newton.1 Escoamento de fluidos ideais. 13 Calor específico dos sólidos. os conceitos de força e massa. 6. 5.4 Equilíbrio de um ponto material. massa e tempo. 9. 7 Gráficos lineares. 10. 6 Construção e análise de gráficos. a segunda lei de Newton. 4 Velocidade de propagação do som no ar: medidas do comprimento de onda. 5 Movimento ondulatório. 17 Equilíbrio de corpos rígidos. 10 Torque e momento angular. 16. 9.3 Propagação de erros. 2 Vetores. movimento circular uniforme.2 Algarismos significativos. torques. velocidade e aceleração relativas. princípio de Pascal.1 Pressão hidrostática. 8. 14 Umidade relativa do ar.2 Padrões de medida. 16.2. 2 Cálculo de erro experimental. 9 Coeficiente de atrito.7 Terceira lei da termodinâmica. 6 Gases ideais e reais: medidas de pressão. 8.1.3 Decomposição de vetores em eixos cartesianos.2 Classificação de óleos lubrificantes.2 Segunda condição de equilíbrio.1 Primeira condição de equilíbrio. 8 Hidrodinâmica. 13.4 Variação da viscosidade com a temperatura.1. 7. medidas de tempo. 14.6 Segunda lei da termodinâmica. 1.2 Rendimento e eficiência. 16.1 Unidades de viscosidade. 8. 10. 14 Estudo do equilíbrio de corpos rígidos.1 Unidade absoluta e umidade relativa. 11.1 Primeira condição de equilíbrio. mono-log e log-log.4 Teorema de Carnot.3 Medidas de pressão. equações de estado. mecânica clássica.2 Pressão parcial. 3 Força e movimento: dinâmica. equações de movimento.3 Teorema da eqüipartição da energia.2 Equação de Bernoulli. conservação do momento angular. 13. sistemas vibrantes e fontes sonoras. 6.2 Diagramas de força. 4 Trabalho e energia. 15 Diagramas de forças.4 Paquímetro e micrômetro. 16 Viscosímetro de Oswald. 9 Estática. 6. 6 Conservação do momento linear: centro de massa e seu movimento.1 Do macrocosmo ao microcosmo: uma visão sobre escalas na física. 2 Vetores: caracterização de grandeza vetorial. 12 Conservação do momento linear em colisões e unidimensionais e biodimensionais. 13 Conservação da energia. 4 Propagação de erros. batimentos. 12. 11 Parte experimental.2.3 Viscosidade cinemática e viscosidade absoluta.2 Escoamento de fluidos reais. padrões e unidades físicas o sistema internacional de unidades. 3 Cinemática da partícula: considerações envolvidas na cinemática da partícula.2 Soma de vetores. 8. ondas audíveis.3 Máquina de Carnot.3 Gráficos mono log. classificação das forças. 17. princípios de superposição. 14. 9. 2 Oscilações e ressonância. velocidade de onda. 8 Colisões. 2 Movimento harmônico simples: pêndulo simples. 11. energia potencial. momentos de inércia. 17. 14. 7 Fluidos: pressão medidores de pressão. ultra-som e infra-sons. 7. 6 Segunda lei da termodinâmica.1 Hidrostática. interferência de ondas (fenomenal). 8 Ondas: tipos de ondas. 6. 2 Princípios 18 . 1. 3 Princípio de Arquimedes: cálculo do empuxo. 6. forças de atrito.2 Lei de Dulong-Petit. teorema trabalho-energia-potência. densidade coeficiente de viscosidade. potência e intensidade de uma onda.5 Escala Vernier. 6. 5 Trabalho e energia: conservação da energia.1 Torque ou momento de uma força. 15.2 Lei de Poiseluille.3 Escoamento turbulento. introdução à Hidrodinâmica. trabalho realizado por uma força constante. a terceira lei de Newton.6 Termodinâmica: calor e temperatura. 7. energia cinética. 14. vetores unitários. equação da continuidade e equação de Bernoulli: aplicações. 17. 6 Sistema de partículas: centro de massa.1 Equação da continuidade. 8. 4 Mecânica de fluídos. cinemática em uma e duas dimensões. 11 Tipos de colisões. dinâmica do movimento circular uniforme. 118184 Física Geral 1: 1 Medidas físicas. teoria cinética dos gases.1 Calor específico molar. 3 Gravitação.2 Pressão hidrostática.4 Ponto de orvalho. 16. 9. 12. relativística e quântica. 8. grandezas físicas e sistemas de unidades. efeito Doppler. 12. 15 Princípio de Arquimedes. 10 Segunda condição de equilíbrio.10 Transformação adiabática. forças conservativas e não conservativas. 3 Algarismos significativos. conservação de energia. ressonância (fenomenal). massa e energia.1 Máquinas térmicas motores e refrigeradores. 8.5 Entropia: definição. movimento linear. 5 Lei da conservação da energia.Transformação isocórica. Representação vetorial. espoco e temperatura. 8 Movimento no plano inclinado.2 Equilíbrio de um corpo rígido. operações com vetores.2. 11. 118214 Física Geral 2 Experimental: 1 Dinâmica de rotação: giroscópio. padrão de comprimento.2 Escalas logarítmicas. princípio de Arquimedes. 9 Cinemática de rotação. leis da termodinâmica. 118192 Física Geral 1 Experimental: 1 Classificação dos erros. conceito de integração e sua aplicação a problemas em mecânica. 5 Medidas com instrumentos de precisão.

3 Gravitação.2 Onda harmônica. solução tampão. 5. azos-composto. efeito indutivo.1 Energia e o corpo humano.6 Leis da termodinâmica. 4 Princípios básicos de termodinâmica.1 Trabalho realizado por uma força constante. Substâncias orgânicas nitrogenadas: aminas. 2 Ligação química e estrutura molecular em moléculas orgânicas: estruturas de Lewis.4 Estados de matéria: caracterização e discussão de propriedades térmicas com base no modelo cinético molecular. 3 Conceitos básicos de radiação. teoria dos orbitais híbridos e teoria dos orbitais moleculares). pKa e pKb.3 Reflexão total. 1. 7. determinação da carga formal. ponto de fusão (PF) e ligações nos sólidos. 3. Relações estrutura-propriedade. estruturas de ressonância. eliminações e rearranjos. 2 Conservação de energia. 8. 1. solubilidade. Conservação do momento linear.3 Intensidade do som. princípio de Bernoulli.6 Transporte de energia por ondas: aplicações.1 As leis gerais do movimento: a mecânica newtoniana em ação. ácidos e bases de Bronsted Lowry. diagramas de energia. 3. (equilíbrio químico) dissociação da água. evolução histórica da química e a importância da química orgânica. 3. exemplos de moléculas com propriedades físicas e/ou químicas e/ou biológicas interessantes e/ou com aplicações 19 . velocidade do som.3 Energia cinética. 10. 10 Fenômenos elétricos.2 Radiação eletromagnética. 9.4 Ressonância: aplicações. 4. Substâncias orgânicas oxigenadas: alcoóis. ligação de hidrogênio). escala de pH.2 Energia química e biologia.5 Ondas estacionárias. ressonância sonora. 6.1 Carga elétrica. densidade.1 Modelos de J. 7. estruturas moleculares (teoria da ligação de valência. cálculos estequiométricos.1 Tipos de ondas. dilatação.3 Meia vida. 9. 6 Fenômenos ondulatórios. cetonas. 4. exemplos de conversões funcionais variadas e sínteses orgânicas simplificadas.4 Teorema de Fourier.5 Processos térmicos e fenômenos naturais.2 Princípio da superposição. 2.4 Propriedades e processos térmicos. 9. 4. 2.2 O modelo do átomo de hidrogênio. rendimento teórico e percentual.1 Ondas sonoras.5 Forças conservativas. 2. 4. nitro e nitroso-compostos. 10.4 Energia potencial.6 Líquido: pressão em um líquido. isomeria.5 capacitores: aplicações. 1. carbânions e radicais). flutuação no ar. tensão torcional.5 Sólido: estrutura cristalina. 5.4 Atividade.5 A natureza do som. 6. 7. a ligação covalente e suas propriedades (comprimento.3 Teoria dos quanta: aplicações. 10. 8.1 Calor e temperatura. 3. a atmosfera. 4. 5 Propriedades químicas dos compostos orgânicos: conceito de acidez e basicidade.4 Ondas em meios elásticos.J. 4.2 Modelo cinético molecular de matéria. 5. 5. 3 Matéria: estrutura e propriedades.8 Umidade relativa do ar. 4. condução elétrica em sólidos e cristais líquidos. 5 Desintegração nuclear. enantiômeros e diastereômeros). 4 Propriedades físicas dos compostos orgânicos: forças intermoleculares (forças de Van Der Waals. 6. 3. 4 Modelos atômicos. ondas sonoras.2 Potência. 10. flutuação. adições.5 Vida média: aplicações. 2. 6. 8. ácidos carboxílicos e derivados. 4. 6.4 A terra em que vivemos.4 Potencial elétrico.6 Ondas sonoras. elasticidade. e Lewis (nucleofilicidade e eletrofilicidade). filtros. 4. 7 Som. 6. 118702 Fundamentos de Física: 1 Energia. relação estrutura-atividade biológica. tensão angular.6 Leis da termodinâmica. 2.2 Medidas de pressão. 1. tipos de reações em química orgânica: substituições.2 Equilíbrio térmico.3 Polarização da luz. 4. 3. fenóis e éteres. 3. fórmulas empíricas e moleculares.2 Constante de desintegração radioativa. Thompson e de Rutherford. 5. 3. 10.2 A luz e as demais radiações. 7. convenções de Fischer e CIP (R/S). 5.básicos de mecânica. 9 Fluídos. o modelo VSEPR. 1. 3. 5.7 Gás: pressão em um gás. 5. 5. Substâncias orgânicas carboniladas: aldeídos.5 Olho simples: aplicações.3 Variação da energia interna: aplicações.4 Espectros atômicos: aplicações.1 Reflexão. 2. capilaridade.7 Calor específico de sólidos.1 A natureza da luz.4 Olho composto. 2. tensão estérea. energia e polaridade). 5.3 Campo elétrico.2 Refração.7 Trocas de calor. 3.2 Lei de Coulomb. 8 Ótica geométrica.3 Onda harmônica simples. 8.1 Pressão hidrostática. 119431 Química Orgânica Fundamental: 1 Origem. característica estrutural das diversas funções orgânicas e intermediários de reação (carbocátions. fatores que influenciam a estabilidade das moléculas: efeito de ressonância. nomenclatura sistemática.3 Modelo ambulatório da matéria. 8. 1. 5. tensão superficial.8 Primeira e segunda lei da termodinâmica: aplicações. 1. mecanismo de reações (introdução aos conceitos de cinética e termodinâmica das reações). 5 Óptica e ondas.3 Energia interna.2 Princípios de conservação: momento angular e energia. aplicações do princípio de Bernoulli. forças de dispersão e interação dipolo-dipolo. hidrocarbonetos alifáticos (saturados e insaturados) e aromáticos (aromaticidade) e derivados halogenados: propriedades físicas e químicas (principais reações). 4. rotação específica.1 Leis da desintegração radioativa. princípio de Arquimedes. influência dos efeitos de ressonância e efeito indutivo sobre a acidez (ou eletrofilicidade) e basicidade (ou nucleofilicidade) dos compostos estudo dos grupos funcionais e as principais reações orgânicas: conceito de oxidação e redução em química orgânica. 3 Grupos funcionais: análise elementar e composição centesimal.1 Radiação corpuscular.3 Princípio de Arquimedes: aplicações. momento de dipolo. análise conformacional e estereoquímica (atividade ótica.1 Estrutura atômica de matéria: o modelo atômico de Rutherford-Bohr. ponto de ebulição (PE) e pressão de vapor. 4. 1.3 Níveis de energia. reflexão e absorção do som.

polímeros. 2 Morfologia de microrganismos: bactérias. 2 Antígeno e indução da resposta imunitária. visão geral sobre anabolismo e catabolismo. compostos "ricos em energia". alimentos. 4 Hemoglobinas e anticorpos. gliconeogênese. caracterização de linfócitos. termoquímica. oxi-redução. 12 Doenças auto-imunes. 10 SIDA (AIDS). fluxo de material através de membranas. agrotóxicos. 9 Metabolismo de lipídios: fontes de ácidos graxos saturados e insaturados. pH e inibidores sobre a atividade das enzimas. aminoácidos essenciais e não essenciais. ciclo do ácido cítrico (ciclo de Krebs) e via oxidativa das pentoses. e sistemas tamponantes. 18 Aglutinação passiva e inibição de aglutinação. ação de inibidores. 3 Taxonomia dos microrganismos. 7 Teorias imunológicas. oxidação de ácidos graxos (oxidação). determinação de AG em função de EO. 13 Sangria de animais de laboratório reconhecimento de células sanguíneas. funções de moléculas de interesse biológico: carboidratos. crescimento microbiano: estimativa do crescimento. 3 Atividades imunológicas dos linfócitos. 23 Reação de fixação de complemento. 4 Experimentos simples que correlacionam o aspecto conceitual ao cotidiano no que se refere a análise e/ou preparação de materiais. preservativos de madeira. e vírus. 6 Reações sorológicas. vitaminas e coenzimas. energia livre de Gibbs. fungos. síntese de ácidos graxos. 7 Fatores físicos e químicos que alteram o crescimento. 24 Choque anafilático. 4 Hemoglobinas e anticorpos. fosforilação oxidativa. cosméticos. 2 Equipamentos. bebidas. 5 Complemento: componentes e propriedades. 6 Reações sorológicas. ciclo da uréia. efeitos da temperatura. 10 Genética de microrganismos: mutação. destino dos esqueletos carbônicos dos aminoácidos. 6 Conceitos básicos do metabolismo celular: características fundamentais dos sistemas vivos. meios complexos e definidos. aditivos de alimentos. propriedades físico-químicas.grupos sanguíneos. 7 Metabolismo de carboidratos: glicose. 23 Reação de fixação de complemento. 14 Fagocitose in vitro: reconhecimento de células peritoneais. 121061 Imunologia Geral: 1 Sistemas de defesa do organismo. 3 Atividades imunológicas dos linfócitos. cinética química. lipídios. tais como: polímeros. corpos cetônicos. 2 Estruturas químicas. 11 20 . 11 Agentes antimicrobianos: agentes físicos. materiais e vidrarias utilizados durante a execução de experimentos. 8 Ontogenia da resposta imunitária. 17 Prova de Coombs (reação com antiglobulinas). eletroquímica. detergentes. cosméticos. 22 Reação de hemólise específica. reações de aminação e desaminação. 8 Fisiologia de microrganismos: metabolismo autotrófico e heterotrófico. 22 Reação de hemólise especÍfica. curva de crescimento. 18 Aglutinação passiva e inibição de aglutinação. 10 Metabolismo de aminoácidos: metabolismo protéico. 16 Leitura/pesquisa de isoaglutininas . triglicerídeos. 11 Imunologia dos transportes e dos tumores. equilíbrio ácido-base. 121223 Microbiologia Básica: 1 Evolução microbiana: microrganismos procariotos e eucariotos. 2 Antígeno e indução da resposta imunitária. conceitos de ácidos e bases. quimioterápicos. 20 Neutralização de toxinas. propriedades físico-químicas. engenharia genética. 3 Experimentos representativos sobre temas que reforcem o aprendizado de conceitos fundamentais de química. 19 Dupla difusão em gel dragar (prova de Ouchterlony). 21 Choque anafilático (inoculação). metais. 15 Reação de aglutinação: micro titulação. 6 Fatores de crescimento. pigmentos e corantes. medicamentos. 121061 Imunologia Geral: 1 Sistemas de defesa do organismo. algas. 16 Leitura/pesquisa de isoaglutininas . 21 Choque anafilático (inoculação). entre outros. caracterização de linfócitos. 12 Doenças auto-imunes. 14 Fagocitose in vitro: reconhecimento de células peritoneais. introdução à cinética enzimática. 15 Reação de aglutinação: micro titulação. etc. entalpia. 8 Cadeia de transporte de elétrons: constituição da cadeia. 11 Imunologia dos transportes e dos tumores. aminoácidos e proteínas. 19 Dupla difusão em gel dragar (prova de Ouchterlony). conceitos de alosteria. mecanismos de produção de ATP pela cadeia. 3 Enzimas: princípios básicos da ação catalítica das enzimas.grupos sanguíneos. 8 Ontogenia da resposta imunitária. 9 Imunização. agentes químicos. 121240 Bioquímica Fundamental: 1 Água como composto de interesse biológico: estrutura. equilíbrio químico. 5 Nutrição de microrganismos. 5 Complemento: componentes e propriedades. 24 Choque anafilático. 5 Função e estrutura da célula: organelas. ciclo do glioxilato. dosagens microbiológicas. 7 Teorias imunológicas. balanço nitrogenado.no cotidiano: medicamentos. 4 Bioenergética: princípios básicos da termodinâmica. 10 SIDA (AIDS). 119555 Química Geral Experimental para Agronomia: 1 Noções básicas sobre segurança no trabalho em laboratório de química. nucleotídeos e ácidos nucléicos. recombinação genética. antibióticos. interações com macro e micro moléculas. equação de Michaelismenten. métodos de estudo do metabolismo. 13 Sangria de animais de laboratório reconhecimento de células sanguíneas. exigências nutricionais. entropia. 9 Imunização. corantes. 9 Provas bioquímicas. tais como: reação química. determinação de Km e V. 4 Anatomia das células bacterianas: colorações diferenciais. 20 Neutralização de toxinas. 17 Prova de Coombs (reação com antiglobulinas).

noções de transporte através de membranas. metabolismo de aminoácidos: metabolismo protéico. 3. 2. 21 .3 Vitaminas e coenzimas: funções bioquímicas. vitaminas e coenzimas: conceitos básicos de nutrição. ácidos nucléicos: classificação e propriedades de interesse biológico. diabetes. visão geral sobre anabolismo e catabolismo. mecanismos de produção de ATP pela cadeia metabolismo de lipídios: fontes de ácidos graxos saturados e insaturados. efetores e cofatores enzimáticos. 4. preparação de tampões.3 Aminoácidos. ciclo do glioxilato. 1. destino dos esqueletos carbônicos dos aminoácidos. lipídios. 4. tipos de trabalho celular. determinação da AT em função de EO. purinas e pirimidinas. ação de inibidores.8 Visão holística do metabolismo. regulação a nível de enzimas.1 Metabolismo dos carboidratos e lipídeos: glicólise. conceito de alosteria. ativação e redução de sulfato. fatores que afetam a velocidade das reações químicas. métodos de estudo do metabolismo. fosforilação oxidativa e ciclo do ácido cítrico. inibição enzimática. 2 Água. 121398 Bioquímica Animal: Estrutura e propriedades físico-químicas da água. balanço nitrogenado. deficiência de lactose. 1. propriedades físico-químicas. 4. aminoácidos essenciais e não essenciais.5 Metabolismo de lipídios: fontes de ácidos graxos. propriedades físico-químicas. ciclo do glioxilato. equilíbrio ácido-base. 5. formação de ácido úrico. peptídeos e proteínas. 14 Ciclo do enxôfre e nitrogênio: oxidação microbiológica do enxofre. 15 Transdução de sinais e regulação metabólica: ação de hormônios sobre receptores. tampões. 4. e funções de aminoácidos. relação estrutura/função das enzimas. produtos e cofatores. síntese de ácidos graxos e triacilgliceróis. cadeia de transporte de elétrons: constituição da cadeia. ciclo de Krebs e via oxidativa das pentoses. noções sobre alosteria.2 Digestão de gorduras. gliconeogênese. nucleotídeos. metabolismo dos lipídeos e corpos cetônicos. síntese de ácidos graxos e triglicerídeos. proteínas e enzimas. 4.4 Química do sangue: princípios anti-corpos. via concentração. gliconeogênese. 3 Biomoléculas. incorporação de H2S em moléculas orgânicas. formação de ácido úrico. enzimas regulatórias.1 Carboidratos e lipideos: estrutura e propriedades físico-químicos e função. aminoácidos. cinética enzimática.5 Hormônios humanos.1 Célula: estrutura e função. 2 Bioenergética: noções básicas da termodinâmica. transdução de sinais mexida por proteínas G segundo mensageiros. glicogênio e via das pentoses. catabolismo de pirimidinas. biossíntese de proteínas: tradução. 12 Digestão de biomoléculas: mecanismos gerais da digestão de carboidratos. controle do fluxo metabólico a nível de concentração de substratos. fixação do CO2 pelo ciclo de Calvin. metabolismo de purinas e pirimidinas: origem dos átomos dos anéis purínicos e pirimidínicos. diabetes. 5. produtos formados. balanço nitrogenado.2 Ácidos e bases. 4 Metabolismo celular. 13 Fotossíntese: produção de ATP e NADPH. 3. oxidação de ácidos graxos e corpos catônicos. energética das reações de oxirredução. fixação microbiológica de N2.1 Carboidratos. carboidratos. 3. fosforização oxidativa. estrutura. proteínas e enzimas: estrutura e função. determinação de Km e Vmax. 3. metabolismo de carboidratos: glicose. acoplamento de reações. metabolismo secundário: envolvimento dos segundos mensageiros e Hormônios. o sistema Operon. 5 Tópicos em bioquímica aplicada.4 Cadeia de transporte de elétrons: constituição. velocidade das reações químicas. fenilcetonúria 5. phmetria. enzimas: princípios básicos da ação catalítica das enzimas. oxidação de ácidos graxos (B-Oxidação).Metabolismo de purinas e pirimidinas: origem dos átomos dos anéis purínicos e pirimidínicos. síntese de novo e via de salvação de nucleotídeos. catabolismo de pirimidinas. anabolismo e catabolismo. eventos pós-traducionais. ciclo do acido cítrico (ciclo de Krebs) e via oxidativa das pentoses. vitaminas. reações de animação e desanimação. 1. catabolismo de purinas. produtos formados. características fundamentais dos sistemas vivos.7 Biossíntese de ácidos nucléicos: replicação e transcrição. regulação metabólica. e coenzimas: conceitos básicos do metabolismo celular. 3 Metabolismo intermediário. classificação. Ph e tampões. destino do esqueleto carbônico dos aminoácidos. equação de MichaelisMenten. reações de denitrificação. ação de inibidores sobre a atividade das enzimas. aminoácidos essenciais. imobilização de NH3. reações de aminação e desaminação. galactosemia 5. corpos cetônicos. arteriosclerose. combustíveis celulares. introdução à cinética enzimática. inibidores. estrutura e funções. produção de biomassa pelos organismos fotossintetizantes. 121878 – Bioquímica e Biofísica: 1 Biomoléculas. vias metabólicas. ação de inibidores. dosagem de biomoléculas e espectrofotometria. fosforização oxidativa. nucleotídeos e ácidos nucléicos. 5.2 Digestão e absorção de biomoléculas: introdução ao metabolismo das biomoléculas. princípios de cinética enzimática. gluconeogênese.2 Noções básicas da ação catalítica das enzimas. efetores. 2.1 Digestão de carboidratos. integração de vias metabólicas e regulação coordenada. pH. catabolismo de purinas. lipídios e proteínas.3 Metabolismo de carboidratos: glicose. equilíbrio ácido-base. 4. lipídios. e sistemas tamponantes. síntese de novo e via salvação de nucleotídeos.6 Metabolismo de aminoácidos: metabolismo protéico. atividade enzimática. 4.3 Digestão de proteínas. ciclo da atp. importância do ciclo do nitrogênio. 4.1 Água: importância biológica.2 Metabolismo celular: princípios. 121347 Bioquímica: 1 Introdução geral à bioquímica. ciclo da uréia.

A. 3 Princípios básicos das técnicas em bioquímica e biofísica: vidrarias: função. clorofíceas. 17 Morfologia do caule. hepáticos e antoceros) e pteridófitos (psilofitas. SP. 122050 Introdução a Anatomia Vegetal: 1 Meristema primário e secundário.5 Extinção de espécies.base. 15 Morfologia da raiz. Átomos. 4 Integração metabólica e aspectos moleculares da bioquímica: metabolismo celular das biomoléculas nos estados pré e pós. ROCHA-FILHO. ciclo da uréia. Metodologia Científica. inibidores. 1. L. lamela média e pontuações. 18 Anatomia do caule. 4 Estrutura primária de raiz. determinação de km e vmax. aspectos nutricionais das biomoléculas: controle de qualidade dos alimentos. estômatos e tricomas. 12 Tecidos complexos: xilema e floema primários. 2 História da classificação botânica.2 Metabolismo dos aminoácidos e proteínas: reações de aminação e desaminação. dissociação da água. célula inicial e derivadas. ácidos bases. substâncias ergásticas e sua importância na diagnose de drogas vegetais. tipos e ocorrência. fenilcetonúria: um problema médico e nutricional. Ática. potenciometria. 2 Introdução aos reinos monera. 3. 11 Células de transferência e estruturas secretoras. euglenoficeas. da semente e do embrião. 2.3 Ciclos biogeoquímicos. 11 Anatomia do fruto. 3 Princípios de taxonomia e nomenclatura. 13 Embrião: variações estruturais relacionadas com o habitat. 26 Anatomia do fruto. titulação e soluções tampão. moléculas e íons.2 Tamanho.Magnoliidae e caryophyllida e famílias das subclasses intermediárias: dilleniidae e rosiidae.2 A energia no ecossistema. 5 Análise qualitativa e quantitativas das principais biomoléculas. 20 Anatomia da folha. 13 Meristema secundário: câmbio vascular e felogênio. 6 Estrutura e constituição química da parede celular. radicais de oxigênio e antioxidantes. S. 122408 Ciências do Ambiente: 1 O estudo da biosfera. evolução. briófitas (musgos. forma e polaridade das moléculas. diabetes: um problema médico e nutricional. 1. 19 Morfologia da folha.7 Poluição das águas. 2 Água. 5 Estrutura secundária da raiz. 10 Epiderme: características. 3 Tecidos complexos: epiderme. 1. ácidos e bases. 12 Anatomia da semente. Grandezas e unidades de medidas . lixo. 24 Anatomia da flor. ultravioleta. ação de fatores que afetam a tividade enzimática.1 Conceitos básicos em ecologia.6 Resíduos sólidos. deficiência metabólica. feofíceas e cromoficeas). Prentice Hall.1. 2. xilema e floema. 1. espectrofotometria na faixa de comprimento de onda do visível. 8 Tecido meristemático apical ou primário: características. curvas de calibração. rodofíceas. 16 Anatomia da raiz. 1.9 Poluição do solo. regulação do metabolismo intermediário clássico.1 Estrutura e propriedades físico-químicas da água. 22 . sphenopsidas e pteropsidas). funções. 1. 8 Propriedades catalíticas das enzimas: atividade específica e unidade de atividade enzimática. 6 Controle de qualidade de alimentos. 27 Identificações de material botânico usando chaves e herbário: famílias das subclasses primitivas . nomenclatura.4 Preparo de soluções. preparo de soluções. 2 Tecidos simples: parênquima. famílias da subclasse evoluída asteriida e famílias de monocotiledôneas. 14 Tecidos complexos: xilema e floema secundários. SP. 8 Anatomia da folha. 2002. cetogênese. utilização de chaves. colênquima e esclerênquima: características. 22 Pteridófitas. 6 Estrutura primária do caule. colênquima e esclerênquima. 1988. 10 Anatomia da flor. utilização e conservação. métodos de dosagem.8 Poluição do ar. 2003. VIEIRA. sistemas tamponantes de interesse biológico. 25 Morfologia do fruto. 122483 Morfologia e Taxonomia das Fanerógamas: 1 Introdução. equilibrio ácido . ciclos de vida. 3 A crise ambiental e o desenvolvimento sustentável.4 Uso da terra. 2 História da classificação. funções.metabolismo intermediário nos sistemas celulares específicos. triglicerídeos. licopodiáceas. Bioestatística: tópicos avançados. curvas de saturação.prandiais. ligação covalente. destino do esqueleto carbônico dos aminoácidos. 7 Tecidos simples. 3 Métodos de coleta e herbarização. C. soluções tamponantes de pH. organelas. enzimas: mecanismo de ação enzimática. da semente e do embrião. fungi e plantae. 1. 23 Morfologia de inflorescências e da flor. 9 Tecido complexo. 21 Algas. 1. 1. tipos celulares. 1. 9 Dosagens colorimétricas de glicose. protista. liquens. regulação gênica. 9 Variações estruturais da folha. infravermelho. 7 Espectrofotometria e colorimetria: fundamentos teóricos e práticos. hemoglobina (uso de kit diagnóstico). fungos (divisão eumycota). 121886 – Bioquímica e Biofísica Experimental: 1 Estrutura molecular: uma revisão. R. parede primária e secundária. 122688 Botânica Aplicada à Farmácia: 1 Importância da botânica na farmacognosia. aplicações bioquímicas. conceitos de pH e Poh. 122475 Morfologia e Taxonomia das Criptógamas: 1 Estudo morfológico e taxonômico dos seguintes grupos vegetais: algas (cianofíceas. 7 Estrutura secundária do caule.2 Conceito de ácido e base. 5 Célula vegetal: sistema de membranas. parênquima. 4 Herbário e herborização. 1. lipídeos totais. 122441 Métodos em Biologia 1: Bibliografia: CERVO. 2 Legislação ambiental.O Sistema Internacional de Unidades. espectros de absorção na análise qualitativa e quantitativa de biomoléculas.

8 Desenvolvimento e evolução nos ecossistemas. citoesqueleto e matriz extracelular. 3 Tradução e o código genético. riquezas e diversidade de espécies. 2. diferenciação celular. 6 Sistema nervoso.3 Relação pai-criança. 9 Herança poligênica e multifatorial. Comportamental. 6 Carl Rogers e a perspectiva centrada no cliente. 22 Evolução do homem. comportamento pró-social. Reich. G. 6 Emoção .princípios e aplicações do condicionamento clássico. maturação. abordagens longitudinal/ transversal. 15 Aberrações cromossômicas estruturais. técnicas moleculares e imunológicas. 7 Biogeografia. 4 Distribuição e uso de recursos nos ecossistemas. 7 Mitose e meiose. julgamento moral.3 Métodos e teorias: principais métodos experimental. 13 Alelos múltiplos e herança dos grupos sanguíneos. fundamentos teóricos. 3 Ciclos biogeoquímicos. 2 O desenvolvimento da criança no contexto sociocultural. sistema endolisossomal. a pesquisa psicológica e a ética. microscopia ótica. 124010 Introdução à Psicologia: 1 Introdução: evolução histórica da psicologia. 5 Motivação . 1. cuidados alternativos. 20 Polimorfismos humanos e genética de populações. questões éticas. 7 Padrões de herança. 5 Sistema excretor. 6 Comunidades. Etológica. Jung. Freud. 16 Aberrações cromossômicas numéricas. sinalização celular. 2 Influência social em pequenos grupos: fundamentos teóricos. peroxissoma.as influências do meio sobre a percepção. 4 Cognição social: componentes das cognições sociais. células procariontes e eucariontes. 18 Erros inatos do metabolismo. 10 Aberrações cromossômicas numéricas e síndromes relacionadas. 14 Penetrância e expressividade. complexo de Golgi e secreção celular. 124044 Psicologia da Infância: 1 O estudo do desenvolvimento humano.4 Cognição e linguagem: fundamentos da Teoria de Piaget. 124036 Psicologia da Personalidade 1: 1 Personalidade : sua natureza e seus determinantes. percepções. 1. 3 Processos de aprendizagem . visão histórica. relações intergrupos. 13 Inativação do cromossomo X. núcleo. 6 Genética clássica. aprendizagem. 2 Produção primária e secundária. 10 Genética de populações. influências ambientais e fatores de risco. caráter processual do desenvolvimento humano. 17 Hemoglobinopatias. 11 Consanguinidade.2 Relação "mãe"-criança: vínculo afetivo. 1. 17 Cariótipo humano. 3 Personalidade e papel: papéis sociais e status. 5 Populações e interações ecológicas.1 Conceito de desenvolvimento humano: perspectiva histórica. funções das cognições sociais. 4 Sistema digestivo. 7 Influências sociais e o comportamento social. microscopia eletrônica de transmissão e varredura. 10 Evoluções das interações entre espécies. 4 As bases fisiológicas da percepção . 3 Processos celulares: ciclo. pré-disposições). divisão e morte celular. 8 Cariótipo humano. fracionamento celular. pesquisas empíricas. retículo endoplasmático e síntese de proteínas. personalidade e cultura. 2. 16 Herança multifatorial. 124028 Psicologia Social 1: 1 Psicologia social: conceito. vírus e célula. mitocôndria. 5 A psicologia do corpo de W. 8 Análise de heredogramas. 21 Fatores evolutivos.123153 Genética Básica: 1 Apresentação e introdução à genética. o grupo e os papéis sociais. observação naturalística. 123595 Fundamentos de Ecologia e Evolução: 1 Introdução. Fluxos de energia e matéria nos ecossistemas. tipificação e 23 .5 Desenvolvimento sócio-afetivo: agressão. 15 Ligação e mapeamento do cromossomo humano. do operante. 3 Teoria psicanalítica de S. 1. atitudes e valores.aspectos e efeitos psicossomáticos do comportamento. método clínico/estudo de caso. 2 Sistema cardiovascular. 19 Genética do câncer. crescimento físico e desenvolvimento motor. 7 Sistema endócrino e reprodutor. modelo sócio-genético de Vygotsky. condições de emergência de cognições sociais. pesquisas empíricas. 14 Mecanismo de compensação de dose.necessidade fisiológicas como determinantes do comportamento. características do recém-nascido (reflexos. nucléolo. 12 Citogenética. 9 Especiação e adaptação.4 Principais teorias: psicanalítica. transformação celular. 2 A hereditariedade e o meio ambiente e suas interações.1 Período pré e peri-natais: desenvolvimento pré-natal. 12 Padrões de herança monogênica. 7 Frederick Perls e a Gestalt-terapia. Aprendizagem social. 2. 4 Mutação e mecanismos de mutagênese. base para o desenvolvimento global do ser humano: família. 5 Meiose e erros de meiose. 123609 – Fundamentos de Genética e Evolução: 1 Estrutura e replicação do DNA. 11 Aberrações cromossômicas estruturais e síndromes relacionadas. Cognitiva. técnicas citoquimícas. cloroplasto. 2 Transcrição e processamento do RNA. éticos e metodológicos. 3 Sistema respiratório.2 Fatores determinantes do processo de desenvolvimento: interação gens vs meio ambiente: hereditariedade. 5 Genes extranucleares. 123820 Anatomia Animal: 1 Conceitos básicos. nascimento da criança. 6 Estrutura e funcionamento do cromossomo eucarioto. 2 Ciclo celular e estrutura do genoma. correlacional. 2 Estruturas celulares: membrana plasmática. 9 Determinação do sexo em humanos e cromatina sexual. 3 Estrutura e funcionamento do gene. 123838 Citologia: 1 Métodos do estudo da célula: cultura de células. metodologia. 2. problemas atuais. 4 Mutação e reparo do DNA. 4 Teoria analítica de C. 2 Avaliação e medidas da personalidade. 2. experiência. microscopia confocal.

4 Histórico. 6. 5.1 Conceituação.3 Conflito e competição intergrupal. fatores que afetam o desenvolvimento cognitivo.relações funcionais. 1. predizer. classe de estímulos e de respostas. psicanálise.9 Identidade sexual. 3. 3.3 Fatores determinantes do processo do desenvolvimento. 7 Fisiologia da dor. 2 Formação e condução do potencial de ação. gestaltismo. 5. comportamento modelado por contingência e controlado por regras encadeamento de estímulos. 20 Ciclo cardíaco. 6.3 Modelos de estudo: sociológico. 14 Funções hipotalâmicas. 6 Somestesia. segmentação e gastrulação. psicologia e ciência.identidade sexual. 6. 22 Função capilar.2. condicionamento e extinção. objetivo de estudo da psicologia .2 Conceituação.2 Caráter processual do desenvolvimento. conceito de reforço. 2. humanismo e fenomenologia.2 Abordagem longitudinal e transversal.3 Comunicação organizacional.7 Influências culturais no desenvolvimento /privação cultural. 2.2 Teorias de liderança: principais abordagens.1.2. 124109 Psicologia Geral e Experimental: 1 Introdução à metodologia científica: atitudes em ciências. 4.2. manutenção e enfraquecimento. 4. 9 Audição. meio.4 Barreiras a comunicação. 4 Desenvolvimento na infância. behaviorismo e sua classificação.1.1 O processo de liderança. 4.2 Métodos de investigação da psicologia científica.3 Noções básicas sobre planejamento e elaboração de relato de pesquisa. 1.2 Comunicação interpessoal. generalização e discriminação de estímulos.3 Poder nas organizações. 5 Receptores. autoconceito.6 Processo e variáveis. experiência.3 Conteúdo. 18 Plasticidade neural.2 Desenvolvimento cognitivo. observação naturalística). 15 Sistema límbico. 4. 5.2 Processos e dinâmicas intergrupais. 124168 História e Sistema da Psicologia 1: 1 Psicologia como ciência: natureza da ciência. 2.2 Métodos de pesquisa e abordagem teóricas aplicadas ao estudo do desenvolvimento. 1. 3. 7 Temas e pesquisas atuais na área de psicologia organizacional. 6.1 Determinantes do desempenho humano. 2. aprendizagem social. 2 Noções básicas sobre aprendizagem. hereditariedade. 6 Motivação no trabalho. 2.3 Aprendizagem simples: comportamento reflexo. objetivos da psicologia como ciência: descrever. 124966 Fundamentos do Desenvolvimento e Aprendizagem: 1 Introdução à psicologia. 4.6 Influência da escola na criança em desenvolvimento. cognitivo-educacional.1 Objetivo de estudo em psicologia do desenvolvimento. 3 Considerações metodológicas. 3 Trasmissão sináptica. 4 Considerações éticas. 124541 Psicologia Aplicada à Administração: 1 Comportamento humano nas organizações. psicanalítico. 2. 13 Sistema nervoso autônomo. métodos fundamentais: teórico formal. 5 Liderança. estruturalismo.1 conceito do desenvolvimento. 5.1 Principais métodos: experimental. 4.5 Eficácia do grupo. 2. maturação.4 Desenvolvimento moral (modelo de Kohlberg). 2. método científico . 23 Princípios de homeostasia. 4 Relações interpessoal e intergrupais.2 Teorias da motivação. 1. memória. controlar o comportamento humano. a família e a sociedade.4 Interação entre gens.4 Implicações na administração.4 Perspectivas e tendências. 21 Princípios de hemodinâmica.1. 3. 17 Funções neurais superiores. controle e contra-controle. negativo e punição. 5.4 Desenvolvimento de liderança.7 Agressão. 7 Morfogênese e organogênese do sistema urinário. 3. behaviorismo. descritivo (método clínico. 125563 Fundamentos de Embriologia: 1 Fecundação. 10 Reflexos medulares. desenvolvimental cognitivista. 4. 16 Sono e vigília.características e objetivos.2 Fenômenos básicos.2 Modelo sistêmico do desempenho humano. 5 Desenvolvimento na adolescência.1.estudo de interações. 4. 4. 3.2.5 Desenvolvimento pessoal e sócio-afetivo. 4.4 A questão da identidade: o adolescente. a escola. 3. 4. 5. cor relacional.8 Auto-estima. comportamento operante. fundamentos do modelo sócio-interacionista. 4. aprendizagem.2 Definição.1 Conceito.1 Processos e dinâmicas intragrupais. 5. 12 Controle supresegmentar dos movimentos. 125326 Elementos de Fisiologia 1: 1 Bioeletrogênese.3 Questões éticas. 4. continências. 2 Anexos embrionários e placentação. 5. 3. etológica. análise experimental do comportamento e análise do comportamento. 5 Dobramentos do embrião e formação do sistema cardiovascular. 1. funcionalismo. teórico informal. 2 Desempenho no trabalho. 19 Eletrofisiologia cardíaca. 4 Contração muscular. teoria e sistema em psicologia. fundamentos da teoria Piagetiana. 11 Funções motoras do tronco cerebral e do sistema vestibular. 1. 2. 3.1 Processo de comunicação. 1. interação criança-criança.1 Objetivos. 3 Comunicação. 5 Prática de laboratório.3 Principais teorias: psicanalítica. 8 Visão. 3.3 Desenvolvimento da linguagem.1 Conceito da infância. teoria do campo. 2 Introdução à análise experimental do comportamento: definição de psicologia . 3.3 Aplicações da psicologia na administração.3 Técnicas motivacionais. 3 Noções básicas sobre desenvolvimento. esquemas básicos de reforçamento. 3. 3 Indução. 8 Morfogênese e 24 . 3. 4 Neurulação e formação do sistema nervoso. 6 Morfogênese e organogênese dos sistemas disgestório e respiratório. 2 Sistemas de psicologia: associacionismo. 3 Influências culturais no desenvolvimento. reforço positivo. 3. formação de conceitos e pensamento criativo. estudo de caso.1 Natureza e objetivos da psicologia.1 Conceito de comportamento e de aprendizagem.

3 Departamentos. contração e excitação do músculo liso. custos de 25 . 5 Tecido muscular.3 Ética e pesquisa psicológica. 11 Sistema urinário. 2 Tecido conjuntivo. reflexo de postura e locomoção. função integrativa simpática. 9 Sistema digestório. 3. 6 Tecido nervoso. 4 Tecido ósseo. 125652 Fisiologia Veterinária 1: 1 Sistema nervoso: introdução à fisiologia. 15 Sistema reprodutor feminino. vigília e sono.4 Personalidade. contração muscular. 4 Gastrulação.organogênese do sistema genital. 11 Sistema tegumentar. 125610 Histologia Veterinária: 1 Tecido epitelial: de revestimento glandular. 15 Sistema reprodutor masculino. 9 Morfologia do embrião e do feto. 3 A psicologia na UnB. 12 Sistema urinário. 6 Implantação e placentação. 132012 Introdução à Economia: 1 Introdução: A teoria econômica: objeto. psicobiologia e neurociência do comportamento. 13 Morfogêneses e organogênese do sistema tegumentar. 125717 Psicologia Curso e Profissão: 1 Treinamento para uso da biblioteca central da UnB. 3. psicologia social.2 Métodos de pesquisa em psicologia. 13 Sistema endócrino. 4. 2.3 A UnB: aspectos históricos. 5. mecanismo de ação hormonal. tireóide e metabolismo intermediário. 2. urinário. 4. reflexos autonômicos. adrenais. tipos de sinapses. 10 Morfogêneses e organogênese do sistema articular esquelético. 3 Tecido cartilaginoso. 12 Morfogêneses e organogênese do olho e das orelhas. 3. reflexo extensor e flexor. cerebelo. 10 Glândulas anexas do sistema digestório. 3 Tecido cartilaginoso. laboratório. 6. 10 Glândulas anexas do sistema digestório. 2. 4.1 Objeto de estudo da psicologia. adaptações e respostas ao ambiente. 10 Teratologia. 2 Radiação: condições. estrutura química e classificação dos receptores. sistema nervoso autônomo .2 O curso de psicologia: objetivos. 125628 Noções Gerais de Gametogenêse: 1 Ciclo sexual. 11 Sistema urinário. hipófise média. funções integrativas do snc. integração e controle do sistema motor.4 O ensino de graduação na UnB. excitação e inibição.5 Representação estudantil. estrutura fisiológica das sinapses. formação do solo. 2 Tecido conjuntivo. 5. 3 Umidade e vento: condições. reflexos monossináptico e polissináptico. olfação. 14 Sistema reprodutor feminino. 7 Sistema cardiovascular e sangue. 3 Segmentação.1 Aspectos históricos da universidade na civilização ocidental. 11 Gemilidade. 13 Sistema respiratório. 3 Tecido cartilaginoso. 11 Morfogêneses e organogênese do sistema muscular. regulação endócrina do cálcio. 14 Sistema reprodutor masculino. choque espinhal. potenciais de membrana. e genital. 126152 Meio Ambiente Físico e Ecossistemas: 1 Níveis de organização ecológica e fatores limitantes. 2 Tecido conjuntivo. biomas terrestres. 4 Tecido ósseo. sistema límbico. 2 Economia "positiva": a hipótese do comportamento maximizador. 5 Indução.3 Aprendizagem e processos cognitivos. adaptações e respostas ao ambiente. articular esquelético. hipotálamo endócrino. tipos de fibras e condução nervosa. 5 Tecido muscular.1 Psicologia escolar 6. sinapses e receptores. 12 Sistema respiratório. 7 Sstema cardiovascular e sangue. 12 Determinação da idade do embrião e do feto. córtex cerebral. 12 Sistema respiratório. 5. bioeletrogênese. sua estrutura e funcionamento. e outras áreas emergentes 6.5 A pesquisa em psicologia no Brasil. 7 Sistema cardiovascular. adenohipófise.2 Conceitos de modelos de universidade. digestivo. neurohipófise. balanço de energia. cardiovascular.3 Psicologia do trabalho e organizacional 6. 6 Áreas de atuação profissional. 8 Sistema imunitário. transporte através da membrana. 13 Sistema endócrino. dor – somestesia. 7 Anexos embrionários. 2 A universidade. pâncreas endócrino. 126110 Histologia: 1 Tecido epitelial de revestimentos e glandular. alocação de recursos escassos e eficiência. 3. 8 Organogênese e morfogênese dos sistemas: nervoso. psicologia ambiental.2 Psicologia clinica 6. 5 Áreas de investigação psicologia. motivação e emoção. 4 O que e psicologia. 8 Sistema imunitário. 2 Fecundação.5 atuação em psicologia no Brasil. tegumentar. eixo hipotálamo-hipofisário. hipotálamo. linhas de pesquisa e corpo docente. 9 Sistemas digestores. fisiologia sensorial dos mamíferos domésticos e aves: fotorrecepção e visão. tronco cerebral e controle da função motora. 6 Tecido nervoso.organização geral. potenciais de ação. 2. fibras e receptores. 10 Glândulas anexas do sistema digestor. 125571 Histologia Básica: 1 Tecido epitelial de revestimento e glandular. energia no ecossistema. temperatura. 14 Sistema reprodutor feminino. seus papeis social e político.4 Oportunidades de pesquisa para alunos de graduação: bolsas e programa pet. contração do músculo esqulético. 3. homeostase.1 O instituto de psicologia: histórico e momento atual. 4 Tecido ósseo. ritmos circadianos. 5 Tecido muscular. 5. produção primária. 15 Sistema reprodutor masculino. 9 Sistema digestório. currículo. 6 Tecido nervoso. córtex motor e feixe cortiçõespinhal. ritmos biológicos. 8 Sistema imunitário. 5.4 Psicologia da saúde. 9 Morfogênese e organogênese da região buco-faríngea. formação dos membros. natureza química e sítios de ação. muscular. 2 Endocrinologia: conceito e classificação dos hormônios. respiratório.1 Psicologia fisiológica. gustação. neurotransmissores. audição e quimiorrecepção. habitações.2 Desenvolvimento humano. sistemas motores.

a taxa de câmbio. falhas de mercado: a ideia de externalidades.1 A influência da política cafeeira. 1. teorema da função implícita e teorema da função inversa. o sistema bancário e a criação de moeda. 6 Condicionantes históricos das atuais estruturas. diferenciabilidade de Frechet. processo de ortogonalização de gram.2 A indústria. 2. 3 Economia "normativa" e juízos de valor. evolução recente do balanço de pagamentos e da política cambial no Brasil.1 O final do período colonial e as primeira dificuldades na independência. base. a experiência inflacionária brasileira e os planos de estabilização. trabalho escravo e trabalho assalariado. interior. 2. ortogonais. 3. teoria elementar da demanda e oferta de bens e serviços.2 As transformações tecnológicas na indústria de bens de produção. outras causas de desemprego. investimento e o papel do sistema financeiro. 3.2 As especificidades do modo de produção capitalista.3 A perda da hegemonia da indústria britânica: a industrializaçao dos Estados Unidos. 4. 2 A economia brasileira após a independência. estruturas de mercado. instrumentos.1 A gricultura. desigualdade distributiva e seus indicadores. 5. subespaço. suas repercussões sobre a política colonial. séries de Taylor. 1. Abertura dos portos. 6 Distribuição de renda.1 O surgimento do café. a mensuração da atividade econômica.1 A expansão européia. 5 Funções de várias variáveis: continuidade. O tratado de 1810. 2. teorema de separação de Minkovski. matriz de uma transformação linear.2 A tendência declinante do nível de renda na primeira metade do século XIX. o balanço de pagamentos. 6. Banco central e controle da oferta monetária.2 A influência da guerra de 1914. O convênio de Taubaté e a política de valorização do café. núcleo. distribuição pessoal da renda. operadores lineares inversíveis. diagonlização.2. Guerra mundial. 10 Tópicos de economia brasileira.schmidt.3 Comércio exterior e produção industrial. flutuações do produto e renda. 5.2. 6 Otimização irrestrita: condições de primeiras e segundas ordens. 4. distribuição de renda no brasil: evolução.3 A importância do comércio exterior. 3. o processo de globalização. definições.4 estado nacional e mercantilismo. 1. 3. comparações internacionais de nível de renda. o plano real.1 O modo de produção feudal. 1. 3. ponto de acumulação.3 O desenvolvimento industrial europeu.3. 4. imagem. teorema 26 . 3. Desemprego keynesiano. teorema de Weierstrass. 1. 5 A economia brasileira durante a 2ª. vantagens comparativas e ganhos com comércio. 4 O processo de industrialização. 6. idempotentes e nilpotentes. produto potencial e produto efetivo. a economia no curto prazo.2. comércio internacional e vantagens comparativas. 3. 2 Transformações lineares: definições.3 Consolidação da economia cafeeira. 8 Noções de economia monetária. teorema do ponto fixo de Brower.4 A economia brasileira ao final do período colonial.3 O surgimento do capital industrial. Matrizes Jacobianas e Hesseanas. 2. 4 Análise convexa e topologia: noções de topologia. escolha social: decisões de mercado e decisões centralizadas. função-valor.3 A situação colonial. a visão "clássica" e a keynesiana. 3.1 Origens da industrialização: indústria no período colonial e no Brasil independente.2 A crise do modo de produção feudal.3 A grande crise de 1929 e suas consequências internas. 3 Autovalores e autovetores. 2. a despesa global e seus componentes.2 A expansão após a independência. 1. 132861 Economia Quantitativa 1: 1 Espaços vetoriais: propriedades.5 A crise da economia cafeeira.2 O Brasil industrial do unício do século XX. 3.oportunidade. espaços com produto interno. conjuntos convexos. 4 Sistema de preços. 3 A expansão do café.3. 6. as perspectivas atuais da economia brasileira. combinação linear. 9 Noções de economia internacional.1 Características do empreendimento. 5.6 A crise de 1929 e a situação da economia cafeeira.5 As transformações na estrutura agrária. relações econômicas internacionais.2 A economia açucareira. 2.4 O colapso do padrão-ouro e reordenação da economia mundial. simétricos. 132039 Formação Econômica do Brasil: 1 A economia brasileira no período colonial. 1. Guerra mundial. multiplicador de Lagrange. os mecanismos de defesa do sistema econômico. índices de preços. crescimento econômico. funções e história da moeda. a imigração. 2 A transição do feudalismo ao capitalismo. propriedades. 2.3. Inflação: efeitos e o debate sobre suas causas. política fiscal: efeitos.4 Café. 7 Noções de macroeconomia. 1. produto e renda. determinação de preços em concorrência. Sistema financeiro no Brasil. o conceito de bem público e o governo como agente regulador. o modelo de concorrência perfeita.4 A mineração. 4. côncavas e quase-côncavas.1 O carater histórico da ciência econômica. Japão e Alemanha no século XIX.2 A colonização portuguesa.2 Produção agrícola. 132021 História Econômica Geral: 1 Introdução metodológica. ortogonalidade. elasticidades. 7 Otimização com restrições de igualdade. a economia no longo prazo. funções convexas. 5 Contas nacionais. 3. 3 O desenvolvimento do capitalismo entre os séculos XVIII e XX. o conceito de equilíbrio de mercado. 4.1 Políticas monetária e fiscal. poupança. comparações no tempo: o problema do deflacionamento. livre comércio e protecionismo. 2. 1. compacidade. independência linear. comportamento competitivo. Política comercial no brasil: experiência histórica e transformações recentes.1 Revolução industrial: origens e desdobramentos.3.3 Atividade criatória. 1. 4. fatores que a influenciam. fecho.3 A industrialização após a grande crise e antes da 2ª.

papel social. Ação e contemplação. os pensadores da transição do mundo antigo para o medieval: Boécio.2 O nominalismo e seu predomínio no século XIV.do envelope. 21 O neoplatonismo no Ocidente: Vitorino. a escola dominicana Alberto Magno. problemas metodológicos centrais. 9 As fontes do pensamento de Aristóteles e aspectos gerais do aristotelismo. 1. 132993 Evolução das Ideias Econômicas Sociais: 1 Introdução metodológica: o conceito de ciência econômica e o contexto histórico de seu desenvolvimento.1 Intensificação do espírito crítico na filosofia cristã. 7 Platão e a teoria das formas.4 O renascimento carolíngio. 2 Origens da economia moderna: mercantilistas. 2 O contexto intelectual que influenciou o surgimento da sociologia (grandes correntes do pensamento social dos séculos XVIII e XIX). o estoicismo médio. princípios e estrutura. à natureza. 10 A organização do saber. 16 O estoicismo: fases e evolução. 3. 1. o serviço social e sua inserção na divisão sócio-técnica do trabalho. mercado de trabalho e serviço social no Brasil e no Distrito Federal. Isidoro de Sevilha. questão social e serviço social. 8 A academia. 17 O ceticismo: Pirro.1 Evolução humana como fenômeno biocultural. Santo Agostinho.6 Os universais. 11 A ciência procurada: a filosofia primeira e suas categorias básicas. 2 Os elementos básicos referentes à evolução e tendências teórico-metodológicas. 6 Sócrates e as escolas socráticas menores. 3 Pressupostos metodológicos nas ciências sociais. a escravidão. Zenao de Kition. mito e filosofia. Anaxagoras. Duns Escoto. 3 As áreas e campos de atuação do assistente social: Perspectivas e demandas contemporâneas colocadas para o serviço social. O conceito de ciência. 4 Principais abordagens metodológicas nas ciências sociais. as formas de governo. 3 Escola jônica. 5 O movimento sofista. 4 Escola atomística: Leucipo. Timon de Fliunte.Tucker. partidos. 6 Keynes e a crítica ao equilíbrio automático da economia. sexto empírico. 20 Plotino. Demócrito. 19 A preparação. 18 O ecletismo e o cinismo. fisiocratas e Adam Smith. 2.1 Antecedentes: a filosofia árabe e hebraica e a sua intermediação do novo encontro da filosofia cristã com Aristóteles. 5 A revolução marginalista e a teoria do valor como preferência subjetiva. o papel das entidades na construção do projeto profissional. 3 A perspectiva sociológica (objeto. a física e a ética. 134074 Introdução à Metodologia das Ciências Sociais: 1 A ciência e o senso comum. 8 Otimização com restrições de desigualdade: condições de Kuhn. 7 Sistema vigente e processos sociais que levam a mudanças históricas. às áreas e campos de atuação do serviço social. Escola Eleática. Escola Pitagórica. 15 O epicurismo: Epicurismo e a escola epicurista. 4 Teoria funcionalista ou institucionalista (aspectos centrais ao funcionamento de uma sociedade como socialização. principais correntes). 12 A ética: as noções de bem e virtudes. 4 Karl Marx e a teoria do valor como trabalho abstrato.ENESSO e os Centros Acadêmicos de Serviço Social – CASESO. 22 A herança greco-latina. Conselho Federal de Serviço Social e os Conselhos Regionais de Serviço SocialCFESS/CRESS. A ciência da natureza.5 Dialéticos e anti-dialéticos. 6 Estado.7 As escolas de Charters e de Vitor. 4 Exercício profissional do assistente social em instituições públicas e privadas do Distrito Federal. mais-valia. 13 A política: o ser e o bem da comunidade política.2 As universidades. qualificação das restrições.3 A mística metafísica de Eckhart. as escolas sírias e o seu significado histórico. 3.2 A patrística latino. dominação. cultura. Dionísio Areopagita.4 As grandes escolas do século XIII: a escola franciscana boa ventura. 2 A construção científica e especificidade do conhecimento científico. bem como no interior da estrutura de poder). 1. 135011 Introdução à Antropologia: 1 A evolução humana na perscpetiva de antropologia.2 O homem e a sociedade. 1. 5 As formas institucionais de organização científica e política da categoria profissional: Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social ABEPSS. 2. 5 Teoria do conflito (conflitos gerados no interior da estrutura econômica: modo de produção. 3 A "via moderna". Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social . 3 David Ricardo e a teoria do valor como custo de produção. 27 . Filon de Alexandria. Capella. 137430 História da Filosofia Medieval: 1 A formação da filosofia cristã. 1. 134465 Introdução à Sociologia: 1 O contexto histórico do surgimento da sociologia (revolução francesa e revolução industrial). 2. normas e valores). o primeiro grande sistema medieval: Escoto Eriugena. Boecio.3 Reações dos pensadores cristãos a Aristóteles.3 A crise da cultura no ocidente com a invasão dos bárbaros e a formação da cultura medieval. 14 O Liceu e a evolução do aristotelismo. Heráclito. a justiça. instituições sociais.1 A patrística graga: Orígenes. Tomás de Aquino. 136581 Introdução ao Serviço Social: 1 O processo de reprodução das relações sociais. 2 O esplendor do século XIII. o estoicismo imperial. 2 O objeto de estudo da antropologia social: a diversidade e o seu significado. 3 O trabalho de campo. 1. 3. Gregório de Nissa. 1. 2. a teoria do conhecimento. classes sociais. a Grécia e o oriente. 1. 2 Filósofos pré-socráticos. 1. 137421 História da Filosofia Antiga: 1 As origens de pensamento filosófico: as raízes históricas da filosofia grega.

Filosofia e ciência. 6 Nas sociedades de transição: modo de produção feudal.1.3 A filosofia moderna: acento na questão do conhecimento. formas derivadas do silogismo.2 A filosofia medieval: a questão da razão e da fé.1 O termo e o conceito (compreensão e extensão).1 Lógica matemática e linguagem.3 A questão do agir: a ética. 1. 2. 138398 Introdução à Ciência Geográfica: 1 O nascimento da geografia. medidas de temperatura. Meandros e capturas.2 Postulados clássicos. ciclo anual e diurno da temperatura. 2. oposições entre sentenças. 11 Condenação e precipitação orvalho e nuvens. 4 Intemperismo químico e físico. 13 Índices climáticos. 1. 2. Teorias: Vegener. balanço hídrico. 138258 Geomorfologia: 1 Natureza e evolução da geomorfologia no contexto das ciências.1 Mito e filosofia. As rochas. 11 Geografia e as questões sociais. Perfil de equilíbrio dos rios. 2. 2. 5 Umidade atmosférica: os mecanismos de 28 . 8 Período técnico-científico: aspectos gerais.1. técnicas. Retomadas erosivas. Oscilações climáticas e evolução do relevo. 3. ventos locais. A revolução científica. constituição do globo terrestre.1. 1. 9 Umidade na atmosfera 10 Evaporação e evapotranspiração.2 A sentença segundo Aristóteles. 1. 2. os fundamentos da geografia tradicional. tectônica de placas. 9 O período técnico-científico no capitalismo. 3. cartografia geomorfológica.2.3. 2. Sociedades pré-capitalistas. 15 Clima na agricultura: aspecto micro. 2 A atmosfera: propriedade. Erosão. 2 As relações terra-sol estações do ano observações meteorológicas. o pensamento geográfico tradicional. 2.1.1 A linguagem dos quantificadores. 8 Análise cartográfica. deriva dos continentes. 2. 3 A renovação da geografia: o contexto histórico do mundo ocidental em meados do século XX. 2.3 Deduções na lógica de predicados. 2. elementos do clima. processos e produtos. 2 A geografia tradicional: o contexto histórico do mundo colonial no séc.137481 Lógica 1: 1 Preliminares. 3. XIX. 5 Geomorfologia fluvial. 3 Evolução e tipos de estruturas. 6 Temperatura do ar e do solo.4 Temas tradicionais da filosofia. 2 Lógica clássica tradicional. Contradições do período técnico-científico no Brasil.1 Lógica aristotélica.3.2 A geografia na idade média e renascimento.2 A origem da filosofia: os pré-socráticos. 2. 1. 2. composições e estrutura. 2.4 O silogismo na lógica de predicados: diagramas de Venn. inversão térmica. medida de temperatura. modo de produção germânico.2. 3. 1. 3 Lógica matemática clássica. 3. ontologia.5 Dedução e indução.6 Aspectos históricos da lógica.3 O silogismo categórico: conceito. 1. 7 Nas sociedades capitalistas: modo de produção capitalista.3 Deduções. 3.2 Exemplos de falácias. conversões de sentenças.2 Silogismo. 2 O relevo terrestre.2. figuras e modos.4.2. 7 O clima e sua importância morfológica. 3 A temperatura do ar: calor e temperatura. regras.2 Linguagem objeto e metalinguagem.2 A questão do conhecimento: epistemologia.3.1 O conceito de indução e seus tipos.4.1 Origens na antiguidade clássica. os fundamentos da nova geografia. 3. Fatores estruturais e climáticos. verdade e proposição.1 A questão do ser: metafísica.4 Falácias.1 Sentenças disjuntivas.3. conseqüência e validade.3. 2. chuvas. 7 Pressão atmosférica relação pressão/vento. transporte e deposição. com tais sentenças (silogismo hipotético). a institucionalização da geografia no Brasil. 1. brisas.3 Características gerais da filosofia. 3 Formação econômica-social e espacial.3 Lógica de predicados de primeira ordem.4. 8 estudo dos ventos noções. Os novos papéis da ciência.4 O silogismo modal aristotélico. 3. principais tipos de relevo. 5 As condições geográficas da reprodução e da acumulação nas sociedades pré-capitalistas: modo de produção asiático. 2 Sociedade: conceitos básicos. 4 Radiação solar e balanço térmico. conceitos. forca de coriolis centros de ação. métodos. 2. 12 Circulação geral da atmosfera frentes correntes marítimas. o trabalho do geógrafo no Brasil ea legislação do ofício.2 Tabelas veritativas.4. Relações de grenagem com estrutura e relevo. 1.1 Fórmulas atômicas e conectivos. 3.1 Linguagem natural e linguagem formal.1 Sentença. Terraços e planícies aluvionares. na lógica sentencial.4 A filosofia contemporânea. Pedogênese/morfogênese. condicionais e conjuntivas.2 O problema de Hume.3.2. processos de elaboração. 1. 2 As questões filosóficas na história da filosofia. 138266 Geografia Humana 1: 1 Geografia e sociedade da nova geografia à geografia nova. 6 Modelado das vertentes. 1.3 Indução.1 O conceito de falácia e seus tipos. Sociedades capitalistas. 14 Clima do cerrado.1 A filosofia antiga: acento na questão do ser. topo e microclimático. modo de produção antigo. O período técnico científico e a organização do espaço. reduções de modos. Forma e evolução das encostas. 3. 2. As couraças alumino-ferruginosas.2 A lógica de predicados de primeira ordem. 2. 10 No período técnico-científico. 1.2 Lógica sentencial. 137553 Introdução à Filosofia: 1 Origem e natureza da filosofia.2 Lógica megáricoestóico.1. Equilíbrio e ação antrópica.1. 4 Natureza e sociedade: as condições naturais do trabalho e da produção.3 A sistematização da geografia. Processos de esculturação. 5 Radiação solar balanço de radiação. 3. o pensamento geográfico pragmático. 1.3 Lógica indutiva.4. 1. Materiais da crosta. 2. 138487 Climatologia Geral: 1 Conceitos de climatologia e meteorologia: tempo e clima. 1. 1.5 Noções sobre relações limite da lógica dos predicados.3. 138037 Geografia Física 2 Meteorologia e Climatologia: 1 Meteorologia e climatologia conceitos e fundamentos metodológicos. A dinâmica da crosta.4 O conceito de lógica.3. O ciclo de erosão. 3. 3 Elementos e fatores do clima.3 Argumento. 3. 4 Composição e estrutura da atmosfera.

escrita e ensino de história na atualidade. 4 História: reflexões sobre o saber científico. 6. 10 Os grandes sistemas climáticos do globo: equatorial.3 A Questão Social e a nova territorialidade do poder social. 3 A Questão Social no contexto das políticas públicas. 1. 2. 4 Índias espanholas durante os seiscentos: La centuria olvidada (1574-1699). o social e o político. 2.2 Fatores demográficos na composição estrutural da sociedade.4 Odisséia: uma epopéia do retorno. 138738 Questão Social e Serviço Social: 1 Perspectivas de análise da Questão Social na contemporaneidade. 2. 6 Pressão atmosférica: gradiente vertical e horizontal. frontelites.3 A experiência sofística. medidas da pressão atmosférica.7 A poesia hesiódica.8 Análise estrutural do Prometeu de Hesíodo. Strahler e Thorthvaite. 139068 História Antiga 1: 1 Egeu pré-helênico. 15 Interdisciplinaridade e ética. 5 O que é história: conceito e experiência. 3. Os campos de ação profissionais. 5. 6.2 Cidade e sabedoria. 2. 138649 Fundamentos Históricos e Teórico – Metodológico do Serviço Social: 1 Surgimento do serviço social na Europa e Estados Unidos. Quadro físico americano. 3. 4. A questão social no início do século e as bases para a implantação do serviço social. formação dos eventos.2 Origens políticas e religiosas da filosofia. 4.3 Potencial humano e estruturas econômicas.3 O Édipo de Sófocles. 3 Razões para o estudo. 3. 2.1 Nós e os gregos: a herança grega e a idéia de tradição clássica.3 Área cultural peruana. 3.2 Poder local e acumulação capitalista na era da globalização. 11 Tramas.2 Homero: o poeta. 2. centros de alta e baixa pressão atmosférica. frontogênese e ciclogênese.1 O problema do mito.1 Origens da polis.1 A canção épica.condensação.1 Origem e fundamentos da Questão Social na relação entre o econômico. 2.4 A desigualdade social no território do DF: o lugar do Serviço Social.2 Área cultural meso-cultural.1 Começos da história: Heródoto e Tucídides. 2 Os principais conceitos usados pelo historiador. 2. 6. 5 Inglaterra e França na expansão européia do século XVII. 1. 4 Tradição e tragédia na Atenas do século V A.2 Tradição e criação na tragédia. Grupos pioneiros e a criação das primeiras escolas de serviço social.1 Índias no reinado dos reis católicos.2 Pré-história da Grécia antiga. 6 O metier do historiador e a construção do conhecimento histórico.2 Uma "nova" Questão Social: A polêmica dos limites e potencialidades do Estado de Bem-estar Social na contemporaneidade. As referências teóricas e a construção de uma prática profissional. textos e verdades. 2 A questão social na América Latina e a implantação do serviço social. 5. 3. 12 Acontecimentos e narrativas. 139114 História da América 1: 1 Diretrizes para o estudo da história da América indígena e colonial. a discussão teórica e tentativa de renovação da prática do serviço social. 7 A busca e a crença na verdade. 4.1 A cidade como espaço de expressão das desigualdades e das lutas populares. 2. 4. A orientação teórica. 1.5 Gênese do arcaico.3 A metamorfose da questão social e a reestruturação produtiva. tipos de ventos e seu mecanismo. 139033 Introdução ao Estudo da História: 1 O conceito de história. 1. temperado e polar. 1.2 Sociedade colonial americana durante o século XVI. 138827 Oficina de Teoria Social 1: 1 Ciência e Funcionalismo.4 Retórica e filosofia.1 Posicionamento da Inglaterra e França na 29 . 10 A nova história e a história cultural. 11 Métodos e técnicas em climatologia: análise de cartas sinóticas. 3. 2.C.6 A cultura aristocrática.1 Estado atual dos nossos conhecimentos. 4. 8 Massas de ar e frentes: classificação e características das massas de ar. 2. nuvens e precipitações.3 Proteção social na periferia do capitalismo: considerações sobre o Brasil. a guerra e os heróis.3 O mundo micênico. 3 A cultura cívica. 9 Classificação climática de Koppen. 5. 3.2 Problemas teóricos e metodológicos. 3. 1.3 A enciclopédia homérica: entre o oral e o escrito. 1.a assistência social como direito. 2 Panorama dos Cientistas Sociais Funcionalistas. tropical. 2.1 A tragédia grega clássica. 2 Expressões da Questão Social no Brasil: novos desafios teórico-práticos para o Serviço Social brasileiro . 5. 4. análise visual de imagens de satélite. 2 Processo primitivo do povoamento americano: estrutura e significado das "altas culturas" indígenas.3 A esfera púnica. 2.4 Capacitação em Serviço Social e Política Social. linguagem e pensamento. 7 Circulação geral da atmosfera: faixas de alta e baixa pressões no globo. 13 Rumos atuais da história. formação das frentes e sua influência no tempo. 1. 2 A tradição épica: Homero e Hesíodo. 6 Mito.3 Tucídides e o passado mítico. As relações igreja-estado. 8 O tempo histórico e as ciências sociais.2 Pobreza e exclusão social: expressões da questão social no Brasil. 1. 6. 9 A relação sujeito/objeto e os tempos históricos. 3.1 Espanha nos quadros da conjuntura européia. 3 A criação das instituições assistenciais e o serviço social. 3 Espanha na expansão européia dos séculos XV e XVI.1. A expansão do capitalismo e o contexto histórico-social do surgimento da profissão de serviço social.1 Assistência Social no Brasil: um direito entre originalidade e conservadorismo. 2.2 A operação historiográfica de Heródoto. 5 O nascimento da história e o passado mítico. Os anos 40 e 50 e o surgimento das grandes instituições assistenciais na tônica capitalista mundial. 14 Representações e sentidos. O desenvolvimento e a expansão do serviço social.

avaliação da estratégia de elaboração do texto.1 A dupla articulação da linguagem.2 Características fundamentais que atribuem cientificidade aos estudos linguísticos.4.1 Inatismo efaculdade da linguagem. 5. Epicteto e Sêneca.3 A quantidade.2 A gramática biológica de Noam Chomsky.1 Pessoais. Fonologia do Português: 1 Fonética articulatória: aparelho fonador e produção do som. 1. 5.4 Verbos: irregular. 2. 6.1 Planejamento e produção de resumos: funções e características de resumo na produção acadêmica.3 sintaxe do adjetivo.3 Competência e desempenho. flexão.3 A gramática funcionalista de Talmy Givón.3 Colonização francesa no Novo Mundo. desenvolvimento e conclusão. 7.2 Possessivos. desnasalização de vogais átonas finais e não finais.2 Sociedade hispanoamericana no decorrer dos setecentos. transição entre parágrafos. 3 O latim. 2.1 Gênero e número. 3. língua filosófica a partir de Cícero. 5.4. 5.1 Língua analítica x língua sintética. 2.2 Leitura analítica: reconhecimento da estrutura do texto: introdução.2 Fundação das colônias inglesas na América do Norte. estruturação paragráfica. 1. 2.1 Leitura ativa: levantamento de pistas que conduzem a tese do texto: títulos. 1.4 A pronúncia.3 Sintaxe dos casos. esquematização.1 2ª declinação. 6. d) as dimensões regionais e nacionais na produção de conhecimentos históricos e teóricas nas Relações Internacionais.2 Futuro imperfeito.1 Sociedades coloniais inglesas.2 Desinência. 5 Teoria e prática. 4. 3.3 Preposições.4 As declinações do latim.3 Sincronia e diacronia. 3 Outras características.1 Dicotomias de Ferdinand de Saussure. c) a força dos conceitos nas Relações Internacionais: valor epistemológico.conjuntura européia.1 Transformações estruturais verificadas na Europa Ocidental.4 Orientações sintáticas para o trabalho com os textos. 1. apagamento e substituições de líquidos.3 A ordem das palavras. 1.3 Planejamento e produção de textos dissertativo-argumentativos: funções e características dos textos dissertativos e argumentativos. fones e alofones. apagamento de consoantes pós-vocálicas. planejamento. 6. 2.2 Langue e Parole (língua e fala). 140511 Fonética. 3. 4. 4. III.2. II. a ser confirmadas ou refutadas. 139548 Textos Filosóficos Latinos 1: 1 Origem e breve história do alfabeto latino. 2. formulação de expectativas acerca do conteúdo do texto. 2.3 Variação linguística e preconceito linguístico. 1. 5. processos diacrônicos. V. 3 Variação fonologia: variação diatópica. infinitivo presente e sintaxe do infinitivo. o artigo.2 Verbos: presente do indicativo. O ângulo norte-americano. 4. Flavio Arrieno. elaboração do resumo. O grupo brasileiro-argentino e a escola latino-americana de Relações Internacionais. caso e declinação.1. planejamento e produção de resumo. 2.2 Adjetivos de 1ª classe.4. fases da língua. 1. 140481 Leitura e Produção de Textos: 1 Recepção de textos. 5. 2 Características morfossintáticas. gnosiológico e axiológico. 6. 4. 7 Sistema colonial espanhol no contexto europeu do século XVIII.3 Tensões históricas entre as sociedades anglo-francesas. o quadro dos fonemas do português.1 Imperfeito. 1.1 Signo linguístico: significante e significado. IV.1. 3 A linguística e o ensino de língua portuguesa hoje. 6 Pronomes.2 Categorias gramaticais.4 Introdução à aquisição da linguagem: empirismo e racionalismo. 6. 2. e) algumas escolas historiográficas das Relações Internacionais: I. produção e revisão.2 Planejamento e produção de resenhas: função e caracteristicas das resenhas na produção acadêmica. 6. 3.3 Demonstrativos.1 Origem do latim.1.2.4 Relações paradigmáticas e relações sintagmáticas. 2. 2. distinção entre vocóides e contóides. conclusão.3 Diferenciação entre linguagem humana e comunicação animal. 2 Produção de textos. 3. 5. 2. traços articulatórios dos vocóides e contóides: ponto e modo de articulação. 2 Fonologia: distinção entre fonética e fonologia. 1. 2 O latim.3 Perfeito. imperativo. o valor das preposições. 1. A contribuição britânica. outras contribuições européias. 3. 140082 Introdução à Linguística: 1 O fenômeno geral da linguagem. objeto de estudo e conceitos iniciais. a tendência à sílabas abertas. 6. 1. línguamãe do português. A construção francesa. 1. introdução.2 Novas perspectivas do ensino de língua portuguesa. abstratividade e realização. 2.2 Sociedades coloniais francesas. 140201 Latim 1: 1 Noções preliminares. 5.3 Leitura crítica: reconhecimento dos argumentos.5 Histórico dos estudos linguísticos e a formação do método histórico-comparativo. 4 A variedade culta brasileira: estudo atual da questão: a fonologia segmental e supra-segmental. 4 O epicurismo e o estoicismo nos textos filosóficos de Lucrecio. 7. presente indicativo. 4 Teoria e prática. 2. 1.2 O alfabeto latino.1 Identificação de elementos de çoesão e coerência (operadores argumentativos). monotongação de ditongos crescentes.3. planejamento e produção da resenha.1. 2. 3. considerando a eficácia e a propriedade de sua argumentação e construção.4 Indefinidos. 2 Fundamentos e principais tendências teóricas. 6 Estabelecimentos anglo-franceses na América durante a primeira metade do século XVIII. 5.1 Declinação. definição de fonema: traços distintivos. 139718 História das Relações Internacionais e Contemporâneas: As correntes historiográficas das relações internacionais: a) a relação entre a história e a teoria das Relações Internacionais b) a força das escolas historiográficas e teóricas do Sul.1 A linguística como ciência: definição. variantes 30 .5 Textos para fixação da teoria gramatical.

Os gêneros poéticos em Aristóteles e sua expressão atual.a poesia e o poema segundo Colendge. As origens épicas do romance. 17 Teoria da ficção narrativa. 2 Fundamentos teóricos: elementos constitutivos da teoria de tradução. O verso como elemento básico do poema. Teoria do mito. o herói. A hipalage e demais tropos. notas. 6 Tipos e técnicas de tradução. 6 Implicaçãoes no ensino de línguas: a ortografia portuguesa. 1. O romance e a novela. 140716 Laboratório de texto 2 . A contribuição de Luís de Camões. e literatura. 140732 Teoria da Tradução 1: 1 Reflexão científica sobre a tradução. O verso e a prosa. a intriga o foco narrativo.Exercícios dirigidos de escrita de textos econômicos e comerciais. 4 Questões fundamentais dos contatos de Língua. contorno frasal. línguas em contato. resumos. 9 Os limites da tradução. funções nucleares. 141038 Literatura Portuguesa – Renascimento: 1 Os primórdios da literatura portuguesa: o Trovadorismo. O entimema. a peripécia. interferência na regra. a crítica marxista e o estruturalismo de Roland Bathes. Silva Alvarenga.1 A carta de Pero Vaz de Caminha.literatura oral e literatura escrita. 21 Análise estrutural da narrativa: fatos e personagens. discursos. tendência e vocábulos fonológicos paroxítonos. o diálogo. as obras dos jesuítas Manuel da Nóbrega. André João Antonil e Frei Vicente do Salvador. o espaço. 22 Métodos de crítica literária. 14 Elementos estruturais da peça dramática. Cohen e Lotman. relação entre fonemas e grafemas. etc. 20 A análise literária e a busca do significado através do texto. as cenas. 3 Verdade e ficção. Relações e distinções ideológicas em Camões e Pessoa. a trama. 140708 Laboratório de Texto 1: 1 Necessidades de escrita dos tradutores. o conceito de maneirismo. a perífrase e o paradoxo. Basílio da Gama. Manuel Botelho de Oliveira. etc. Teoria psicológica da imagem. 8 Tipos de composição literária. índices. catálises. Verso. A poesia e a prosa. Gabriel Soares de Sousa e Pero Lopes de Sousa. Frei Manuel de Santa Maria Itaparica. a arte do classicismo. 2 31 . A metáfora a metonímia e a sinédoque. 2 Expressão cotidiana. o nó. interferência de regras fonológicas na escrita. caracterização sumária. de Sainte Beuve ao impressionismo. 23 O new-criticism. 3 Terminologia e significado em perspectiva interlinguística. 141933 Leitura Crítica de Textos: 1 Introdução às teorias da leitura: principais correntes teóricas e de atualidades na pesquisa da leitura com ênfase na teoria da recepção e na semiótica de textos. Exercícios de síntese e revisão de textos dos mesmos tipos. 2 O Renascimento: caracterização. 4 Escrita de textos de correspondência oficial e comercial. 18 Elementos integrantes da estrutura romanesca: o espaço. literária e científica . condicionamento sócio-histórico do período. 5 O Padre Antônio Veira e o Brasil. 2 O conhecimento da terra: Pero de Magalhães de Gandaio. etc. 15 Tipos de composição dramática. 3 O lirismo na poesia da "medida nova". as personagens. O problema do ritmo no versilibrismo.a fenomenologia de Ingarden . 7 O contato entre línguas e o problema da equivalência. 16 Idéias gerais sobre a literatura romanesca. Pesquisa bibliográfica e formação de glossários. Leitura de Mensagem: a intertextualidade em Fernando Pessoa. 5 Síntese. Versificação e acentuação. Gregório de Matos.o fato literário . 5 Linguagem. relatórios científicos e instruções técnicas. A estrofe e a rima. 8 O conceito de fidelidade: ganhos e perdas. Trovadorismo e canção popular brasileira. segundo Wellek e Lukacs.estigmatizadas. a fábula. O desvelamento do imaginário literário. 12 Elementos de simetria do poema. 4 A epopéia: análise do poema épico Os Lusíadas. sociais e econômicos da sociedade portuguesa do século XVI. A linguagem da peça. 4 Natureza e função de literatura. 3 O registro escrito do discurso oral. 9 Teoria do poema . 7 As chamadas figuras de pensamento e seu uso na literatura e na oratória: a antítese. O verso branco. leitura expressiva. 13 Origem do gênero dramático. 5 Elementos de linguagem poética. sinonímia e revisão de textos escritos.a linguagem poética . 3 O barroco no Brasil: a prosopopéia de Bento Teixeira. o discurso. de Camões: os nexos culturais. segundo Tyanov. atas. telegramas. Luís de Camões e Vinícius de Moraes: a percepção das interfaces. 19 O conto e sua estrutura: conto. 5 Estrutura da linguagem literária . a personagem. Os sonetos de Camões. Poesia e sociedade. 6 A origem metafórica e metonímica do símbolo. 10 Elementos rítmicos do poema. Instrumentalização teórica e prática para análise e interpretação do texto poético. Santa Rita Durão. José de Anchieta e Fernão Cardin. 141151 Literatura Brasileira – Barroco e Arcadismo: 1 Literatura do Brasil colonial. Aspectos políticos. Características específicas do Renascimento português. 5 Entoação métrica: acento do português. A substituição da narrativa pela ação.teoria dos estratos. o tempo. Elementos teóricos para desenvolvimento de estudo comparado. crônica literária e poema em prosa: distinções. 4 A crítica do país: Ambrósio Fernandes Brandão.língua. Análise de textos representativos. 2 Análise de registros de linguagem escrita e incorporação de elementos de fala. documentos. transcrição fonética. língua e cultura. 141089 Introdução à Teoria da Literatura: 1 A expressão verbal e seus meios de registro . textos jurídicos. o tempo. 11 Teoria do verso livre. Tomás Antonio Gonzaga Alvarenga Peixoto. 6 O arcadismo: Cláudio Manuel da Costa.

2 Pronúncia da língua japonesa.. ni . leituras on e kun. 2 Demonstrando as atitudes. 1. ni ..4 Frases afirmativas. etc. 4.2 Discordância: Iie. qualidade.1 Dando opinião: (citação) to omou..ni . 1. administrativos. (citação) to iu. 8 Oração nominalizada com função explicativa. 1..3. katakana e cerca de 60 ideogramas...ni . 3 Leitura com resolução de problemas de codificação obscura ou inadequada.7 Sobre qualidades: Adjetivo I /NA desu. sorekara. quantidade.3. transitivos diretos e intransitivos (deslocamento...3 Frequência: . .2 Escrita fonográfica. científicos.. 3 Paraphrasing and elaborating on ideas and information from written and spoken sources. 3 Verbos seguidos de auxiliares modais de desejo.. 3 Leitura e escrita de hiragana e katakana..11 Adjetivos I e NA: flexão (afirmativa.6 Auxiliares temporais. sons palatalizados. mês.1 Dando e recebendo informações. 2.2 Definindo: A wa B desu.13 Descrevendo a tentativa: (V) te miru. de propaganda. características do ponto de vista da sociolinguística.2. 2.. 141950 Japonês 1: 1 A Língua Japonesa: sua posição no mundo. 141976 Japonês 2: 1 Verbos de atividade mental.5 Escrita na posição vertical e horizontal.3 Perguntando sobre/descrevendo. profissão.6 Dando informação indireta: (SENTENÇA) soodesu. (N) ga (V) te iru. 2. 4 Interpretação de mensagens e hierarquização de elementos estilísticos. 2. 7 Partículas marcadoras de matéria-prima..4 Dando a seqüência das ações: (V) te..no....7 Descrevendo o início ou o final da ação: (V) owaru.3 Descrevendo a companhia: (N) to (V)...3. 9 Os aspectos verbais: durativo.3 Expressando desejo: (V) tai desu. (V) te kara.9 Descrevendo a ação concluída: (V) te ita. 4.. localização. 8 Social: saudações no primeiro contato. organizing. passado). consoantes. 2. 2.5 Fenômenos da natureza. sexo. 4. 6 Demonstrando atitudes. 2.2 Expressando intenção: (V) tsumori desu. 6 Verbos possuidores de pares TransitivoIntransitivo.. (V) maeni conjunções: soshite.. 2. 2. connecting. 141941 Prática Japonesa Oral e Escrita 1: 1 Escrita de hiragana. função sintática e posição na frase. (V) te kuru.. 2.5 Expressando impressão (Adjetivo/V) soo desu. negativa. Adjetivo (NA) de.8 Lugar de ação: . 1.. interrogativas e negativas. .. 5. técnicos.3. acento.1 Concordância : Hai. 7 Expressing an opinion in 32 . consoantes geminadas. 2. 6.2 Estruturas de coordenação e de subordinação (orações adjetivas). kai . políticos.10 Pronomes pessoais e demonstrativos.. permansivo e conclusivo..3. características do ponto de vista da linguística contrastiva. soo desu..9 Lugar de deslocamento: . 5... 2. ga arimasu/. wa ikura desu ka.: . A wa B desu ka. As partes componentes. leitura e escrita de textos curtos levando em conta os aspectos funcional e estrutural a seguir..imas . 4 Expressão oral e escrita: diálogos simples. 5 Selecting. impessoais). wa (adjetivo) desu..4 Expressando pesar: (V) te shimau. vogais longas. . preço. material ou ingrediente. 5 Auxiliar modal de informação indireta. scripts.. sílaba e mora. os dêiticos.2.3 Conjetura: .2 Sistema ortográfico e sua evolução.. 4.. esses verbetes terão aplicação prática também na expressão oral.. synthesizing and summarizing information from written and spoken sources..: . 1. jurídicos.5 Objeto e animais: posição.dewa arimasen. 2. soo dewa arimasen. 141984 Prática Japonesa Oral e Escrita 2: 1 Leitura e escrita.14 Descrevendo a ação completa: (V) te shimau..2. ritmo. ni . 4. 2 Verbos seguidos de auxiliares modais de volição.. Origem e evolução de hiragana e katakana.10 Descrevendo a permanência do resultado: (V) te iru.1 Identificação dos constituintes da frase. 5 Situação concluída: N deshita.. 5. / Hai.3 Morfologia e sintaxe.3.ga imasu. de textos contendo cerca de 200 kanji básicos.. 1. 6. 5.1 Ano. 1.1 Fonética e fonologia: fonemas e alofones.3 O uso dos três sistemas de escrita. 5 Problemas de ambiguidade e imprecisão na codificação: enfoques para sua resolução no processo de decodificação. vogais. 6 Textos para análise dos seguintes tipos: jornalísticos.3. 1. o kudasai. literários.. / Chigaimasu/Iie. 4. Verbo mashita. 4 Verbos seguidos de auxiliares modais de julgamento. dias da semana e do mês.2 Explicando a finalidade: (V) ni ikimasu. 2.4 Pessoa nacionalidade.7 Partículas pospositivas de caso e marcadoras de tópicos frasais.deshô. e entonação. e + verbo.1 Dando e recebendo informações.12 Descrevendo o objetivo: (V) no ni. Adjetivo kute. 4 Connecting concrete information with abstract concepts. 142891 Inglês: Expressão Oral 1: 1·Identifying.3. 1000 verbetes e fatos do cotidiano.. 1. 2.3.Conceitos de codificação e decodificação e sua relação com a tradução: a leitura como processo de tradução.4 Comparação: grau superlativo.5 Auxiliares modais flexíveis. A wa B dewa arimasen. 1. 2 Drawing inferences within and across written and spoken sources. Os kanji fundamentais.. 2. and presenting information spontaneously.1 Escrita ideográfica: origem e formação do kanji. 1. . 7 Interagindo/ pedido de objetos: . 2.3 Tipos de predicados. /Iie. ga imasu. masen. 5..3. jin desu.. 2. . 4. ação. . 6.12 Numerais e sufixos de contagem. 1.3. 2 Descrição da Língua Japonesa.6 Fazendo citação: (citação) to.6 Adjetivo (na) substantivo. de + verbo. 1.4 Pontuação. 2.8 Conectivos. 2.8 Descrevendo a ação contínua: (V) te iru. 2. 4.. 2. 1.9 Verbos de existência. Ex.2.5 Descrevendo o afastamento ou aproximação: (V) te iku. Aquisição de cerca de 500 verbetes de nível básico..wa . Ex. 2. semivogais.11 Descrevendo o método: (material) de (matéria-prima) kara.... 4. /Iie. 2. (V) hajimaru.2. apresentação. (V) te.. 2.3. 2. cor..2 Ações: Verbo masu.. 6 Recounting events and actions.

movimento de vozes. 3ª e 4ª linha. acorde de nota. clave de fá na 3ª linha. parágrafos. tempos fortes e fracos.relation to what has been read or heard and support it. parágrafos. omissão. Todas as claves. 2ª menor. 4 Inferência com base no contexto. 3ª menor. Síncope. classificação. floreio. as melodias formadas por graus conjuntos. 9 Identificação de famílias de palavras. 8ª justa. Alterações. Ponto de aumento e diminuição. escala maior: forma primitiva. 2ª maior. Os intervalos compostos. 2°. formas primitivas. mixo-lídio. escola menor: formas primitivas. Tom e semitom. 8 Taking a position and defending it. eólio e jânio. 9 Identificação de famílias de palavras. lídio. síncope. formas primitivas. 10 Leitura e interpretação de gráficos. 3ª menor. Tom vizinho. cifragem e inversão. 144029 Introdução à Música 1: 1 Teoria da música: notas. 5 Aquisição de vocabulário com base no contexto. 6ª maior. enarmônica dos intervalos. 5ª justa. 2ª. Escola menor. 3ª e 4ª voz. sentenças.os graus principais. frígio. harmônica e melódica. nomenclatura das notas. 7º. forma harmônica e melódica.formas harmônica e melódica. clave mista. 8ª justa. 2 Obtenção de informações específicas. 7 Cartas pessoais: reconhecimento dos estilos informal/formal. as metades dos tempos. 4ª justa. anacruse.os intervalos 3ª maior. 2 Solfejo: solfejo tonal . Claves de dó na 1ª. eólio e jânio. 5 Cartas com pedido de informação: convenções sobre o formato e organização de cartas comerciais. sistema das escolas. clave de sol e de fá na 4ª linha. lídio. Duplicação de notas nas triadas. Escola menor: forma primitiva. 6ª maior. 2° e 5° grau . 1º. 4 Reconhecimento e correção de erros referentes aos tempos verbais.forma primitiva. forma harmônica e melódica. 6 Reconhecimento e manipulação dos princípios de organização de parágrafos. Modos litúrgicos: dórico. 6 Identificação de elementos de ligação entre frases. grau. Reconhecimento e correção de erros de inclusão. uso de maiúsculas.os intervalos 3ª maior. os quartos e os oitavos dos tempos. 7 Entendimento de sentenças complexas. Ligadura. 142930 Inglês: Compreensão de Textos Escritos 1: 1 Extração de ideias principais. os graus secundários. 10 Leitura e interpretação de gráficos. sistema das escolas. 144029 Introdução à Música 1: 1 Teoria da música: notas. os quartos e os oitavos dos tempos. Glisando. classificação. 3 Ritmo: os tempos inteiros. números. inversão. quiálteras.os graus principais. 4ª justa. expressão. transporte. 3 Descrições pessoais: a escrita e combinação de frases descritivas. Valores. Escola maior: forma primitiva. pauta. 7 Entendimento de sentenças complexas. Escola maior. combinação do sistema tonal e atonal. 3 Ritmo: os tempos inteiros. números. As melodias na 2ª. os intervalos compostos. arpejo. clave de fá na 4ª linha. 8 Avaliação estilística do texto. 2º e 5º grau . 8 Avaliação estilística do texto. mixo-lídio. 3 Previsão de conteúdo. 2 Obtenção de informações específicas. Ornamento: apogiatura. clave de sol e de fá na 4ª linha. harmônica e melódica. 142930 Inglês: Compreensão de Textos Escritos 1: 1 Extração de idéias principais. pauta. gramas. 2 Linguagem usada em informações pessoais: convenções sobre pontuação. 3ª e 4ª vozes. solfejo na 2ª. Acordes diatônicos e alterados de sétima formação. clave de fá na 3ª linha. mordente. Tom vizinho. Cifragem dos acordes de quinta. Ponto de aumento e diminuição.os graus elevados e abaixados. 33 . clave mista. os termos especiais. A linguagem da "aparência". 2ª maior. Compasso. 2 Solfejo: modulação diatônica. 4 Inferência com base no contexto. 2ª. 3ª e 4ª linha. harmônicas e melódicas. manchetes de jornais. 6 Identificação de elementos de ligação entre frases.escola maior . notação moderna. Ordem e posição das notas no acordes e em relação ao soprano. 3ª e 4ª voz. Solfejo modal: Escala cromática . 5ª justa. 2 Solfejo: solfejo tonal . inversão. transporte. os intervalos simples: formação. Tempos fortes e fracos. gramas. 142999 Inglês: Expressão Escrita 1: 1 Introdução: o ensino da expressão escrita: inglês como língua estrangeira.Tom e semitom. Modos litúrgicos: dórico. frígio. 2º. Solfejo atonal . compasso. as melodias nas 2ª. divisão silábica. trinado. etc. As melodias formadas por graus conjuntos. escala geral. contratempo. escalas artificiais: cromáticas e alteradas. etc. Linguagem apropriada para convidar/agradecer/anunciar/dar notícia pessoal. 7°. 5 Aquisição de vocabulário com base no contexto.forma primitiva. matrizes. Os intervalos simples: formação. 144037 Introdução à Música 2: 1 Teoria da música: acordes de quinta diatônica e alterados. Solfeto atonal . Valores. Intervalos compostos. sentenças. escalas exóticas. 4º e 6º grau. Contratempo. Ligadura. transporte dos modos. 3ª e 4ª voz. Cadência. vocabulário. Grau. transposição para os instrumentos. Anacruse. abreviatura. Escola menor. Escala maior . solfejo nas 2ª. Alterações. 1°. grupeto. compasso. 3 Previsão de conteúdo. acentos. os graus secundários. as metades dos tempos. portamento. andamentos. Enarmônica dos intervalos. 9 Making recommendations and justifying it. Claves de dó na 1ª. manchetes de jornais. 2ª menor. 4° e 6° grau. Os intervalos e diminutas. clave de fá na 4ª linha. Inversão dos acordes de quinta.escola maior . gramática e ordem das palavras. harmônicas e melódicas.

Os termos especiais.3. fenômenos respiratórios. 8 O Barroco: características. Abreviatura.2 O processo comunicativo do receptor.2 Definições operacionais. 6 Analise. A retroação fonatória por estímulos auditivos.2 Interação por difusão. quiálteras. floreio.audição tonal. estado fundamental.4 Metodo cibernético. 2. Escala maior . cap. 5 Fisiologia do aparelho fonador: anatomia descritiva da laringe. tríades aumentadas e diminuídas. Alternação dos compassos.2 Noções da voz usual e da voz usual e da voz ocasional (peito e cabeça). 2 Morfologia. Alternância das unidades de tempo. 2. escala geral dos sons. o século XIV na França (ars nova). Ordem e posição das notas no acorde e em relação ao soprano. usando os sons e silêncios (pausas) (Hindemith. estudo e realização da temperatura 7 Interação entre regente e coro para a recriação de uma obra coral. trechos de música erudita. ronamo. 4 Fisiologia da respiração: funcionalidade: respiração vital e respiração motriz. 2. Duplicação de notas nas triadas. classificação.1 Paradigma sistêmico. 2. 144231 – Canto Coral 1: 1. peitoral e intercostal. III). cap. trinado. melodias folclóricas. Intervalos compostos. 144835 Evolução da Música 1: 1 A música na Grécia antiga. impedância de imposição: otimização e maximização da fonação. 2. Regências dos compassos binário.1 Sacras: a música da Igreja cristã primitiva. a linguagem universal e as escolas nacionalistas. movimento ascendente e descendente.1 O mobiliário cerebral: percepção e apercepção. XX.3 Justificativa. ars antigua.4 Tessituras. 3 Os modos e o sistema hexacordal. reversão diagramática. melódicos e harmônicos. 2 Ritmo: a pulsação em valores de unidade e seus múltiplos. a voz e a música. noções de impedância.2. arpejo. ritmo medido em compassos binário. Todas as claves. na Inglaterra.2. na Itália (trecento). 2 Solfejo: modulação diatônica.1. Transporte dos modos. Teorias da fonação.2 O quadro social. o primeiro instrumento musical. Notação moderna. Transposição para os instrumentos. Atonal: clave de fá na 4ª linha. Glisando. 1.3 As funções da comunicação. I).1 Definições. 1. Cadência. 4 A notação musical. 2. 144860 Percepção Musical 1: 1 Som: graus conjuntos. Inversão dos acordes de quinta. Matrizes. 144037 Introdução à Música 2: 1 Teoria da música: acordes de quinta diatônica e alterados. Compassos com os tempos desiguais. manobras respiratórias.3 Histórico. o tratamento harmônico e a dissolução de tonalidade.formas harmônica e melódica. fadiga auditiva e adaptação auditiva.2 Profanas: os trovadores. intervalos simples: maiores e menores. o ideal sonoro e a orquestra. 1. Quialteras. impedância das vogais (triângulo de Hellwag). ternário e quaternário. 7 Instrumentos e danças da Idade Média e Renascença. andamentos. 5. apoio retroabdominal. Idem. 2. 3 A 34 . veneziano. Escalas artificiais: cromáticas e alteradas. 2 A voz como instrumento musical. Escala geral. a denominação fisiológica da voz. 145017 Teorias da Comunicação 1: 1 Introdução à teoria cibernética.1. Didática respiratória e exercícios respiratórios. a necessidade do estudo da fisiologia da voz por todos os músicos.4. 2.1 O processo comunicativo do emissor.4. Contratempos e síncopas com os valores estudados. reflexos auditivos. compassos com os tempos desiguais. tom e semitom (melódicos e harmônicos). 2. Nomenclatura das notas. Acentos. Acorde de nota. 2. 2. 6 Os séculos XV e XVI: os movimentos musicais franco-flamengo. portamento. escalas maiores e menores diatônicas.1 Interação permanente.2 Sistemas complexos. três e quatro). Apoio diafragmático. incluindo os simples e os pontuados (subdivisões de duas.os graus elevados e abaixados. oitavo melódico .2 O período gótico: a escola de Notre-Dame. cap. audição binaural (localização). 3 Fisiologia da audição: mecanismo da audição . A voz e a comunicação humana. o canto gregoriano. gêneros e formas.1 Registros.2 Cultura de massa: indústria cultural. 3 Ritmo: os terços e os sextos de tempos. 2 Manifestações monofônicas na idade média. rítmica e trabalho temático. 1. 2. 2. anacrúsico e acéfalo. 2 O universo e nós. Repertório: canções de intervalos. 2. grupeto. formas.1 O organum primitivo. Quialteras. Expressão. 144177 Fisiologia da Voz: 1 Estudo crítico da matéria. Acordes diatônicos e alterados de sétima formação. 1ª e 2ª inversões. Voz infantil e voz adulta. 2. II). o canto lírico. 2.Atonal: clave de fá na 4ª linha. a voz. música significante. Inícios rítmicos tético. Subdivisão da pulsação em valores menores. 3 A respiração e o canto 4 Relacionamento dos fenômenos auditivos e vocais.5 Métodos de classificação. Solfejo modal: Escala cromática . graus disjuntos. ouvido musical. 1. As leis da interação social. grafismo da música vocal. Ornamento: apogiatura. ternário e quaternário (Hindemith. Os intervalos e diminutas. mordente. alternação dos compassos. combinação do sistema tonal e atonal. cifragem e inversão. Escalas exóticas.3. 5 Manifestações polifônicas na idade média. 1. 5. alternância das unidades de tempo. 5 A articulação do texto cantado. 3 Ritmo: os terços e os sextos de tempos. Tríades: maiores e menores em tratamento harmônico e melódico.1 voz. movimento de vozes. audição de intensidade.1 Universo sociocultural. mecanismo da respiração: inspiração e expiração diafragmática. 10 Iniciação à situação musical do séc. empregando sons e silêncios (pausas) em ritmo livre (Hindemith. Cifragem dos acordes de quinta. 9 O classicismo romantismo: características.

2 Qualificação.1 Pressupostos básicos. Willian Kelin.2 Percepção de objetivos e de pessoas.3 Metodologia de qualificação. 5.1.2 Modelos sistêmicos. 5. 10 Probabilidade e logaritimo a base dois. etc. 5. 3 Aspectos da linguagem. 7 Análise fonológica.6. 13. 6. 9 Prática de produção de sons. Ansel Adams.2 Exemplos de análise em inglês.3 Tipos de linguagens. 5. fonéticos. para transcrição e imitação. 12. 1.2 Percepção e lógica.6 Pesquisas baseadas na lei da lógica. 4. 6. luz. 3. 5. fonéticos. 13. consoantes semi-vogais. Alexandre Rodtchenko.3 Modelos matemáticos da comunicação.5 Tipos de lógicas. composição frontal. 5. 13. Sebastião Salgado. 1. 13.8 A curva de Zipf. singular/plural. 3. 13.1. 8 Medição da informação. 6. 7 Sistemas de controle e retroalimentação. 1.2 Visão histórica da evolução da técnica fotográfica.2 Modelos catruto-funcionalistas. 13. 5 Inventário e produção dos fonemas supra segmentais do inglês. 4 A lei da linguagem. 9 Fotografia e avant-gardes: Lazlo Moholy Nagy. 5. 5. 3.3 Processo cibernético da percepção. 13. 145734 teoria e prática espanhol oral e escrita 2: conteúdos funcionais. 13. 8 Realismo e sociedade: Jacob Riis.2 Qualificação. 2 Realização de pequenos projetos de grupos objetivados. 5.3 O realismo e a fotografia. elipse. relação abertura/velocidade.1 O retrato na imprensa. 4.5 Os pioneiros: Niepce.4. 13 Tipos de informações. 145785 Oficina Básica de Audiovisual: 1 Livre experimentação (com orientação tutorial). Bruce Davidson. 3.5. feminino/masculino. utilização das formas geométricas.1 Linguagem natural. 9 Conceito de momento significativo.5 Percepção.3 Fonte randômica com eventos não equiprováveis.7 Grau de redundância. 13. 11 A representação matricial. sensibilidade e gama de cinzas de um negativo. linguagem e lógica a dois valores. e altura (entoação: funções e padrões). Eugene Smith. 1. vogais puras e glides. Alfred Stieglitz.4 Pesquisas baseadas na lei da percepção. 4.9 A reta de regressão.5.4 Lógica dos circuitos: os computadores.1 Fonte randômica com dois elementos.1 O aparelho fonador: órgãos e funcionamento. lírica.3 Modelos psicodinâmicos. H. genitivo anglo-saxão.lei da percepção.1 Informação perceptiva.2 Objetividade fotográfica: Edward Weston. 12.3 “Pontos de vista": W. 13. 3.1 Modelos sociológicos. altura. Wyn Bullock.4 Objetivos da lógica.7 Escolhas na folha contato.1 Definição. 4. 7. 3. 1. Robert Doisneau.4. inclusive de dialetos ingleses. Josef Koudelka.4 Elementos teóricos (metáfora. 13. Sebastião Salgado. 7.2. 145726 Teoria e Prática Espanhol Oral e Escrita 1: conteúdos funcionais. 1. Bauhaus. 5.2. ironia.2 Lógica formal: cálculo sentimental.1 A fotografia na sua história e linguagem: 1. Josef Kouldelka. 2 Foto com a "latinha". 6 Sistemas de transmissão fonética: alofinia (o alfabeto fonético internacional e fonemia). 3.2 O retrato de uma sociedade (August Sander).3 Metodologia de quantificação. 5. 4. Robert Capa. 3. 145874 Introdução à Morfossintaxe do Inglês: 1 Classes de palavras.4 Técnicas de interpretação. 2 O sistema fonológico do inglês: vogais. 5 "A fotografia pode ser descritiva. dramática e fantástica".1 Descrição e classificação das consoantes quanto ao modo e ponto de articulação: quanto ao papel das cordas vogais e das cavidades bucal e nasal. morfossintáticos e ortográficos no idioma espanhol em nível intermediário.3 O auto-retrato (Lee Freediander).1 Análise de conteúdo. qualidade. 11 Fotojornalismo: Erich Salomon. 7.2 Elementos plásticos: enquadramento.2 Descrição e classificação das vogais quanto à zona de articulação e timbre.2 Linguagem formal. Diane Arbus. Eugene Atget. 5. 6 O retrato.4 Princípios da câmara escura. 4.2 Padrões de acentuação na frase: intensidade. 145858 Fonética e Fonologia do Inglês: 1 mecanismo de produção da fala. 6 Definição de informação.1 Realização dos fotogramas. 3 Produção e inventário dos fonemas segmentais: as vogais.1 Lógica clássica: o silogismo.1 Modelos semióticos. Moholy Nagy. Daguerre. 3. 5.2 35 .5 Elementos narrativos. 3 Manuseio de equipamentos de vídeo para registro de som e imagem e edição. 12 Tipos de fontes de informação.6. 3. 4 Fotogramas (aula teórica e prática): Man Ray.2 Modelos psicológicos. C.). Eugene Smith.3. Man Ray. 145335 Introdução à Fotografia: 1 Objetivos. 5. Puyo.4. 12 Fotojornalismo brasileiro.1 Fotografia "pura": Paul Strand. 1. 3.6 Elementos sociais e históricos. Mario Giacomelli.5. Farm Security Administration.1 Definição. 3. 5. composição (efeitos da terceira dimensão: perspectiva. Lewis Hine.6 Descobertas da fotografia no Brasil.4. 5.1 Padrões de acentuação e na palavra: intensidade. 3. Bresson.5.6. 4. 13. 10 O insólito: Josef Sudek. Talbot. 4. 10 Audição detalhada de gravações em inglês.1. 4 Produção e inventário dos fonemas segmentais: as consoantes: 4. 5 A lei da lógica. qualidade e quantidade. 7 Picturalismo: Robert Demachy.5 Probabilidades comparadas.1 Conceito. 3. Lewis Hine. 13.5.3. 13. 3.2 Percepção e linguagem. 12. antítese. morfossintáticos e ortográficos no idioma espanhol em nível intermediário.3 Linguagem e lógica.4 Pesquisas baseadas na lei da linguagem.3 Lógica booliana: as leis do pensamento. 1.6 Graus de surpresa.1 Conceito. Don Maccullin. científica. 8 Prática de transcrição.1 A escala das vogais cardeais.1 Elementos técnicos: formato. concordância.2 Fonte randômica com eventos equiprováveis.4.2 Informação prévia. 5.1 Definição. 3. Elliot Erwitt. 7.1 Substantivo: contáveis/incontáveis.3 Juntura. 4.

1. 2.2 Sentenças imperativas.10.4 Coesão léxica. usos do artigo indefinido. 4 Análises fonológicas do português do Brasil de Eunice Pontes e Mattoso Câmara: consoantes. entre outras.10. 5 Implicações para o ensino do português como segunda língua. 146315 Fundamentos da Literatura Brasileira Contemporânea: 1 Formação da literatura brasileira na década de cinquenta. 2. 2. redação.1 Convenções gráficas.2 Ouvir e tomar nota. 2. 146331 Abordagens. (A avaliação poderá ser feita a partir de duas verificações. 2.10. 2 Bibliografia ficcional: compreensão das características básicas da literatura brasileira na década de cinquenta até a contemporaneidade. 2. graus do adjetivo. acento de intensidade e vocábulos fonológicos.1. a voz passiva.5 Adjetivo: classificação. francês.3 Sinais de ponto de vista do autor. 2. 2 Compreensão de detalhes. 3 Fonologia de línguas: inglês. Fonemas e propriedades invariantes.1 Utilização do significado dos tempos verbais. 6 Relação entre fonemas e grafemas: intolerâncias da fonologia na aquisição da modalidade escrita. 1.1 Sinais de sequência entre eventos.5 Relação entre técnicas de leitura e os níveis de compreensão do texto. 2 Introdução às estratégias de leitura. 2. 2. 2. 2.4 Artigo: definidos/indefinidos. Transcrição com línguas diferentes do português.1 Ouvir for gist (sentido geral). 4 Comparação de sistemas fonológicos: a fonologia do português e de outras linguas modernas.2 Skimming/scanning.1.8 Note-taking.4 Compreender a organização de texto.7 Preposição: classificação. 145947 Prática do Francês Oral e Escrito 2: 1 Lições 7 a 12 do método reflets 1.3. indefinidos.4 Key words. 1. 2. 1. 1. 3 Texto brasileiro como reflexo dos problemas sociais. 2 Aspectos gramaticais e correção fonética. 1. sintagmas adverbiais. correção fonética. posição. vogais. materiais escritos e sonoros. Lay-out.2 Declarativos/imperativos/exclamativos. explicativos. 3.3 O processo comunicativo.2 Compreender pontos chaves. 145955 Prática do Francês Oral e Escrito 1: 1 Lições 1 a 6 do método reflets 1.3. 2 Gramática.1 Estruturalismo e 36 . após as lições 9 e 12 respectivamente. 2. 1. 1.9. relativos. 146307 Fonética e Fonologia Portuguesa como segunda Língua: 1 Aparelho fonador e articulação de contóide e vocóide no português. 1.1 Sentenças declarativas.3 Verbo: auxiliares. verbos regulares e irregulares.9. 1.1 Dar opiniões. 145947 Prática do Francês Oral e Escrito 2: 1 Lições 7 a 12 do método reflets 1. 2.9. 2 Transcrição fonética de variedades regionais do português.3 Informações não-verbal. 3. Procedimentos de análise fonológica. 2. 2. 5 Processos fonológicos encontrados na variante padrão e nas variantes estigmatizadas. francês. materiais escritos e sonoros.4 Sentenças interrogativas.2 Utilização do significado dos tempos modais.Pronome: pessoais.2 Indicações de referências. 2. 3 Discurso direto e indireto. (a avaliação poderá ser feita a partir de duas verificações. 1. 2 Fonologia geral.4 Abordagem intensiva e extensiva da leitura. 3. 2.3 Elipse. espanhol e tupari. 3 Exercícios de leitura e redação e a exploração de material de áudio suplementar. estrutura silábica. 145955 Prática do Francês Oral e Escrito 1 Lições 1 a 6 do método reflets 1. 145998 Inglês: Compreensão da Língua Oral 1: 1 Compreensão global. ordem no sintagma nominal. 3 Compreensão e reação.5 Cognates. 3 Exercícios de leitura e redação e a exploração de material de áudio suplementar.6 Advérbio: classificação. 3. 145971 Inglês Instrumental 1: 1 Considerações gerais sobre a leitura.2 Sinais de organização do discurso. redação. derivação. modais e lexicais.3.3 Ordem dos constituintes. 2 Aspectos gramaticais e correção fonética. Métodos e Técnicas de Ensino como Segunda Língua: 1 Abordagem no ensino do português como segunda língua. 1. 2 Gramática.5 Compreender detalhes.1 Pressupostos teóricos. regência verbal. 2.10.2 Substituição. leitura. ou conforme combinado em classe entre alunos e professor. uso genérico.1 Conceituação.10 Interpretação dos marcadores de discurso.5 Reconhecer a atitude ou intenção do falante. 3 Metodologia de análise fonológica: conceitos básicos (contraste. 1. 1. 2.10. distribuição complementar e variação livre.6 Perceber estruturas gramaticais e expressões idiomáticas. variação livre e distribuição complementar).1 Referência.1 Afirmativos/negativos/interrogativos. 2.2 Razões para se ler em língua estrangeira. usos do artigo definido. uso ou omissão. 2. 3. 2. 4 Literatura brasileira da década de cinquenta como reflexo dos problemas históricos do país naquele período.3 Utilização de informação não-linear. inversão.6 Word formation.9.3 Reconhecer falantes diversos.9 Coesão/coerência. 1. 2. 2. 6 A prática de sons e fonemas particulares do português por aprendizes falantes de diferentes línguas. alofanes. 1. 1.3 Reconhecer vocabulário.3.7 Linking words. apos as lições 9 e 12 respectivamente . espanhol e tupari entre outras. 5 Literatura como reflexo da diversidade regional da cultura brasileira.2 Avaliar o que foi dito. 2.3. 2 Classes de sentenças. morfologia verbal. 146323 Fonética e Fonologia Comparadas de Língua Moderna: 1 Sons de línguas modernas: inglês. derivação.1 Ouvir para informação específica. interrogativos. objetos preposicionais. 3. 2. leitura. correção fonética. 2. possessivos.4 Adivinhar vocabulário desconhecido. os tempos verbais (todos). 2. 2. ou conforme combinado em classe entre alunos e professor).3 Sentenças exclamativas. 2.

A relação com as fontes e o público da informação. ambigüidade. 3. polifonia e citação do discurso alheio. 5 Universidade e modernidade.2 Gerativismo: Inatismo e abordagem cognitiva. 4 As fontes de informação e construção do real. 3 Teorias de aquisição de segunda língua. mercadológicos e corporativos. 9 A universidade. 2. A Faculdade de Comunicação . 4.2 Fundamentos da sociolinguística e da análise do discurso. o público e o privado. A produção da notícia: os fatores que interferem na produção. 147389 Português Instrumental: 1 mecanismos de compreensão e de construção da textualidade no texto referencial. O condicionamento econômico e político. 1. 5 Modos de estruturação do texto: narração. 1. pressupostos. descrição. tipologia e estatuto nas abordagens para o ensino de português como segunda língua. análise de casos. 2. tipologia das técnicas. técnica e autonomia. o conceito de notícia.2 Semântica. a inserção no espaço-tempo e a rotina de produção. 4 Evolução dos meios de comunicação de massa: aspectos empresariais. 3 Transcrição fonética. Comunicação e Sociedade. 1. organizacional e profissional.1. 6 Os processos afetivos. 1. 147443 Linguística Aplicada ao Ensino de PSL: 1 O estudo científico da linguagem.1. sincronia e diacronia. 3 A interlocução no texto escrito. 2 Fé e razão. enunciação. 5. 3. 4 A questão da autonomia.5 Teoria da variedade do imput do aprendiz. 5 Tipos de texto. 2 Propriedades acústicas dos sons da fala. 4 Intertextualidade. 5 As dimensões culturais. 4 Intertextualidade e polifonia no texto referencial.abordagem comportamentalista (estímulo/resposta).3 Língua e linguagem: concepções. 9 As questões éticas.6 Teoria da interlíngua. 1. a objetividade e subjetividade. O projeto atual da Faculdade de Comunicação. textos didático-pedagógicos de áreas específicas. texto.1 Fonologia.2 Hipótese constritiva.4 Discursiva. pesquisa e extensão. 1.2 Sintática.3 Semântica. 2 A questão da referência no texto: uso referencial e não-referencial de vocábulo. internet).4 Teoria comunicativa. 3 Sociedade de massa. 2. rádio. A linguagem jornalística e a estrutura da informação. 4 As abordagens e os métodos subjacentes na produção de materiais instrucionais para o ensino de português como segunda língua. crises e mudanças. 146501 Leitura dos Meios Comunicação: 1 O papel e o poder dos meios de comunicação na sociedade. 147281 Fonética e Fonologia: 1 Produção e classificação dos sons linguísticos. 3 A interlocução no texto referencial: autoria. O processo da comunicação. 12 O projeto universitário brasileiro no regime militar. 5. 13 O projeto universitário brasileiro no regime civil pós-ditadura .1 Fonológica. 4 Noções básicas de fonologia e análise fonológica. 11 O desenvolvimento da universidade brasileira. imprecisão. 2. 3. redundância. 2 Estágios de aquisição de linguagem. 4. finalidade do texto.o declínio do sistema público e a ascensão do sistema privado. 3. 5 Análise.sua história e desenvolvimento.3 Hipótese dos universais lingüísticos. 6 Universidade e capitalismo. 146510 Introdução ao Jornalismo: 1 Teoria do jornalismo: fundamentos básicos. 15 A Universidade de Brasília.1 Diferenças individuais na aquisição da segunda língua.1 Abordagens teóricas. meios audiovisuais e "novos meios". massa e audiência. 5. 3 A análise comparada do trabalho jornalístico. sequencialização. 2. pressupostos e implícitos. cinema. 4 O papel da primeira língua na aquisição de segunda língua. 2 Linguística aplicada ao ensino de segunda língua. 3. resenha descritiva e crítica. 5 Estudos de casos de aquisição de linguagem nas interfaces. 2 A Comunicação Social e suas habilitações profissionais: jornalismo. 1. 146498 Comunicação e Universidade: 1 A universidade na história. 5 Elaboração de paráfrase. 2 Mecanismos de compreensão e construção da textualidade: coesão. esquemas. a médiação pessoal.3 Teoria interacionista. dissertação. 1. propriedade lexical. 8 A universidade na contemporaneidade. Público.1 A constituição da linguística como ciência .descompasso e assimetria.democracia e autonomia. 14 O sistema universitário brasileiro . interacional e intercultural. língua e fala.4 Teoria do munitor. Noções básicas de jornalismo. O pioneirismo de seu projeto original. 3. A UnB hoje sua estrutura e funcionamento no ensino. subentendidos e implícitos.3 Sintática. revistas. 2 Os métodos: caracterização. 147397 Prática de Textos: 1 Discurso. televisão. 3 A invenção da ciência. 8 As implicações ideológicas da comunicação de massa.5 Discursiva. UnB.4 Pragmática. 146480 Introdução à Comunicação: 1 O que é comunicação. resumos. 2 As características e o alcance dos vários veículos (jornais. 7 Os modos de recepção. 3 As técnicas: adequação às abordagens e aos métodos em função do público-alvo. 10 A universidade no Brasil e a universidade na América Latina . 37 . A UnB no contexto do sistema universitário brasileiro. cultura de massa e indústria cultural. 1.2 Objeto de estudo e método. televisão. 2.2 Teoria inatista. Quem foram Anísio Teixeira e Darcy Ribeiro. rádio. argumentação. 7 Ciência. coerência. 5.1 Hipótese da identidade. publicidade e propaganda.1 Teoria estruturista. abordagens comunicativa. paradigma e sintagma. 146340 Fundamentos de Aquisição de Primeira e Segunda Língua: 1 Teorias de aquisição de primeira língua.4 Conceitos linguísticos básicos: signo linguístico.2 Estratégias de aquisição. seleção e organização da informação.

1.1 Repertórios.1 Origens. praças e parques. 6. 5. 2. 7 Arquitetura e campos correlatos.3 Proporção.1 Relações entre elementos visuais. 2.2 Peso visual.2. 1. 1. Reflexos no ensino e na atitude do professor: observação do aluno. desempenho. 3. 3 Aglutinantes e vernizes. 7. 2.2 Análise de erros. 4 Perspectiva. 2 Procedimentos do desenho de observação. escolas e movimentos que repercutem no desenho industrial: Arts & Crafts.5 38 . grafite e pastel. 7 Movimentos contemporâneos: pós-modernismo. 3 Revolução industrial.4 Arquiteturas vernáculas.1 Behaviorismo e análise contrastiva.3 Os tipos funcionais. 1. 3 Processos construtivos como uma série de ações sistemáticas visando a certo resultado construtivo.2 O edifício como utensílio: funções. relação figura-fundo. planos diretores. 2.3 Cidade e edifícios. 5 Bauhaus e escola de Ulm.2 Conceitos.1 Cidades e edifícios como representações de ordens sociais e de sistemas ideológicos 2 A cidade. 2 Teoria da cor: conceitos e usos das cores por meio da análise e exercícios propostos por autores. 2 Tecnologia: aspectos culturais e estéticos.8 A cidade como um bem coletivo: densidades urbanas. 6 A profissão.1 Variedades do português do Brasil: as modalidades oral e escrita. 3 Valor tonal e texturas. 7. 4.3. "leis de percepção da forma". 6. 2 Pigmentos. 153699 Fundamentos da Linguagem Visual: 1 Composição e estruturação da forma: movimento análise de composições estáticas e dinâmicas. 2 Sistemas estruturais: conceitos gerais fundamentais para o entendimento dos sistemas estruturais e estruturas como algo presente no nosso dia-a-dia e que pode ser de fácil percepção por todos.2 Confecção de maquete de papel. planejamento urbano.1. 1.3 Análise de métodos de ensino do português do Brasil como segunda língua. 2. surrealismo.2 Sustentabilidade. o estatuto da cidade. 2.2 Meios de representação. 2. 2.3. e processos construtivos. 7. estilos. conceitos desenvolvidos pelos autores Johannes Itten e Josef Albers. convencionais ou industrializados. 153613 História da Arte e Tecnologia: 1 Evolução tecnológica humana. princípios estruturais. 1. visão da escola "gestáltica". sistemas ideológicos.3 Arquitetura e engenharias. conceitos e paletas básicas das cores. materiais.1 Categorias estéticas em arquitetura. 3 Sólidos plásticos.1. 2. 3.5 Programas domésticos e monumentos.7 Regulações urbanísticas. 8 Design.2 Arquitetura e desenho industrial. cubismo. planejamento regional. modelo. modernismo. nanquim.6 Patrimônio histórico em arquitetura e urbanismo. Art Nouveau. 3.3.6 Desenho urbano. vetores espaciais e análise composicional das imagens. 4. 2. profundidade e relação cheio/vazio. especulação imobiliária. cujas pesquisas são consideradas fundamentais. construtivismo de stijl. 3. impostos.1 Origens.5 Obras contemporâneas importantes e sua relação com a tradição. 4. contraste. urbanismo.4 O espaço/volume. possibilidades construtivas. cargas e anilinas. decostrutivismo. 1 Sólidos estáveis.1 O esboço do arquiteto. 3. técnicas de construção que utilizam estes materiais.1 Arquitetura e escultura. concepção estrutural. 2. 153044 Desenho 1: 1 Exercícios preparatórios: coordenação viso . 2. II Três dimensões. 3.4 O edifício como artefato: sua produção.4 Universal x particular em arquitetura e urbanismo. 6. conceitos básicos relacionados à cor luz e à cor pigmento. bioclimatismo.2 As quatro habilidades na aprendizagem de segunda língua. 2. conceitos relacionados à harmonia por semelhança e por contraste. 7. 2.2 Diferentes posturas frente à tradição arquitetônica e urbanística. círculo das cores e paletas consideradas essenciais.3 Paisagismo. 3. 154474 Projeto Arquitetônico: 1 Fundamentação.5 Integração e transdisciplinariedade.4 Arquitetura e cenografia.3 Sistemas aproximativos (interlíngua).1.1 O traço.1 Arquiteturas racionalistas e orgânicas.3.3 Funções comunicativas. 4 Sólidos semi-plásticos.4 Ruas. 6 Sólidos fluidos.3.3 Concepção volumétrica sobre plantas selecionadas.3 Desenho do contorno. etc. 153516 Materiais em Arte 1: I Duas dimensões. 4 Técnicas e sistemas construtivos: características e relações dos materiais utilizados nas construções com as diferentes técnicas e sistemas construtivos e estruturais. 1. 1.3 Projeto e métodos de projetar. 6 Origens do desenho industrial no Brasil. arte e as novas tecnologias. 6. 3. 4. 2. 2. rígidos. 4 O edifício. 1 Suportes: flexíveis. seja utilizando técnicas e sistemas tradicionais. 6. 153052 Desenho 2: Desenho do volume. Art Deco.motora. crayon. 2. 2. padrões. 5 Materiais: carvão. 3.3 Breve histórico da linguística aplicada. 3 A língua portuguesa.2 Os registros: do informal ao formal. 3 Arquitetura e história. aspectos socioeconômicos e culturais.2 Desenho gestual.4 Análise de textos: reflexos no ensino. 3. 5. ritmo. teoria Gestalt. desenvolvimento de habilidades cognitivas. 1. conceitos de centro e grelhas em composição. 5. 154008 Introdução a Arquitetura e Urbanismo: 1 Arquitetura. 5 Cidade-edifício x natureza. conceitos e desenvolvimento de módulos.1 Espaço negativo. 5 Sólidos flexíveis.3 Tipo. superposições. 154415 Sistemas Construtivos 1: 1 Introdução. 4 Estilos. e como ações ou operações contínuas ou em série que ocorrem de uma maneira determinada.5 Legislação profissional. 2 Sólidos estáveis fibrosos.

4 Elementos do clima a serem controlados. 5 Cabos e hastes. os palácios. 2. os palácios. espaço. edifícios representativos urbanos. babilônia. O urbanismo. a casa rural. 2. os monastérios.1 Espaço e luz. ritmo. o artesanato. as residências. planos. vetores. introdução ao estudo da morfologia e da tipologia dos sistemas estruturais correntes em edificações. umidade do ar. eurritmia. as funções e estruturas das cidades primitivas.C. os edifícios municipais: prefeituras. os hipogeus. 3 Reações de apoio e esforços seccionais normais. 8 Início da Idade Média: o urbanismo. 3. 154580 Desenho Arquitetônico: 1 Desenho: noções da abrangência do termo e delimitação do objeto de estudo. 2 Mesopotâmia: o surgimento das primeiras cidades. o urbanismo. 3. Percepção sensorial ambiental integrada. as vilas. modo natural. as pinturas rupestres. assíria.período Paleolítico e Neolítico: as relações com a natureza. a engenharia civil. 6 Vínculos e aparelhos de apoio. 2. proporção. Carta Bioclimática de Brasília. 3 Bioclimatismo. 1.5 Zoneamento Bioclimático do Brasil. os santuários. os santuários. 4 Recursos e instrumentação gráfica definidores do desenho arquitetônico e urbanístico. os zigurats. 6 Roma: a organização. Clima urbano.c. as mastabas. relação. os altares e os teatros (700 a. 2. as termas. latitude. 2. volumes. ilha de calor. Fortalezas micênicas e tumbas de cúpula. 9 Creusona. Cidades sustentáveis. os blocos de edifícios e os centros urbanos. os santuários. massa de água e terra. os primeiros abrigos construídos. as residências.1 Arquitetura bioclimática e seus princípios. os propileus. os templos. 3 Propriedades composicionais. torres. ventos. tensões de flexão e flechas. 1. os templos. as pirâmides. os templos. técnicas e dispositivos bioclimáticos. 2 Cargas atuantes nas estruturas e sua classificação.1 Noções de sustentabilidade. 4 Estruturas tracionadas e comprimidas. simetria. a partir dos seguintes aspectos: elementos primários da forma na ordem de seu desenvolvimento. 3. 10 Tensão e deformação: introdução à resistência dos materiais. harmonia. as residências. os santuários. 2. os templos.2 Fatores climáticos locais: topografia. 3 Egito: as bases da cultura egípcias.2 Dimensões do ecodesenvolvimento. 3 Noção de desenho como construção do objeto ou do projeto arquitetônico e urbanístico. momento fletor. precipitações. luz. cadência. 1. formas construtivas. a casa urbana. dinâmicas. de observação e técnico. 3 Linguagem e expressão da arquitetura brasileira. as cidades feudais e as cidades comerciais. Princípios.). os edifícios de planta central e a basílica de cúpula. 4 Modalidades de desenho: de criação. volume. Até 365 D.C. os primeiros agrupamentos humanos. os edifícios para comércio e indústria. as principais regiões da antiguidade grega. as residências.6 Análise de objetos arquitetônicos compatíveis com o tema. os edifícios públicos. altitude. a organização de uma sociedade complexa. as ordens dórica jônica e coríntia.2 Espaço/função: interior. e o comércio. 4 Civilização egéia: as formas construtivas. o urbanismo. 2 Desenho como estudo enquanto linguagem de expressão e representação gráfica. as ruas. diretrizes. traço. superfície do solo. 1. o urbanismo na ilha de Creta e suas residências. Adequação ao lugar e ao clima. os edifícios de planta central (300 A. as residências. a arquitetura religiosa e a arquitetura profana.3 Recursos. 5 Grécia: a estrutura política e social da Grécia. Sustentabilidade ampliada e progressiva. o urbanismo. seção áurea. malhas planas e espaciais. 3 Composição plástica: partido. hospitais. os palácios. movimento do ar. poluição ambiental. 7 Começo do cristianismo: as formas construtivas e as formas primitivas dos edifícios cristãos. Até 300 a. momentos de inércia e resistente. volumes e espaços. 2. 3. 7 Estruturas treliçadas: treliças planas e espaciais. superfícies.2 Exemplos vernáculos e contemporâneos. as fortalezas e os castelos. 2 O partido arquitetônico e sua materialização. 154482 Projeto de Arquitetura . 154741 História da Arquitetura e da Arte 1: 1 Pré-história . desde o ponto até uma reta unidimensional.1 Fatores climáticos globais: radiação solar. as esculturas.c. com modulação. 154687 Sistemas Estruturais na Arquitetura: 1 Introdução à estrutura das edificações e das obras urbanas na história da arquitetura. linha.4 Aplicação. as muralhas. 154652 Estudos Ambientais – Bioclimatismo: 1 Sustentabilidade. os anfiteatros. os materiais mais utilizados. a vida urbana. 8 Determinação de esforços em treliças isostáticas pelo método Gráfico de Maxwell. 2 Elementos de desenho: ponto. centróides de seções planas.3 Espaço/volume/função. linhas. 11 Flexão e flambagem: momento fletor e tensões de flexão. as formas construtivas. portas. 2 Pontos. as basílicas.). equilíbrio e momento de forças aplicadas nos elementos estruturais. e escolas. 2 Clima. de um plano a um volume tridimensional. sombra e cor. plano. o surgimento da escrita.3 Elementos do clima: temperatura. o poderio do estado. 12 Noções de vigas isostáticas: determinação dos esforços e dimensionamento em madeira e aço.3 Urbanismo Sustentável. 2. os palácios. 154628 Geometria Construtiva: 1 Natureza e geometria. 2 Projetos. os teatros.Língua e Expressão: 1 Linguagem e expressão da arquitetura dos vários períodos da história. sensoriais e expressivas dos materiais. vegetação. as basílicas e igrejas de uma nave da 39 . Suméria. a política e a civilização romana. textura. 154598 Desenho e Plástica: 1 Elementos de plástica: características físicas.Preparação para o tema a ser proposto. Agenda 21 Brasileira. as basílicas.

que cria uma academia dentro dos moldes tradicionais existentes na Europa. as janelas. senso-percepção.a estrutura construtiva do gótico: pilares e abóbadas. 2Dramaturgia e intertextualidade: estudo de casos de apropriação. 2 O conceito de outsider art (Roger Cardinal. 2 Estruturação geométrica: lugares geométricos. 1940). a basílica gótica. leitura. ritmo.época primitiva. 10 Gótico . os elementos tipológicos. 157660 História da Arte no Brasil: 1 O desenvolvimento da arte cristã no Brasil em: barroco litorâneo. percepção do espaço auditivo. a torre. o sistema de contraventamento. a parede da nave central. XII até séc. o som no espaço: paisagem sonora e espacialização. corpo sem órgãos e outras concepções do corpo. 6 Constantes de forma (CF) e propriedades visuais (PV) em ASC. Friedrich. as igrejas de planta de salão e as igrejas com cúpula no românico. 2 Relação forma/espaço. 6 Criatividade e processo de design. os fundamentos da cultura. equivalência de áreas. Crítica e História da Arte 3: 1 Aulas expositivas. as igrejas de uma nave e de planta de salão. Crítica e História da Arte 2: 1 Romantismo. tempo: pulso. 3 A pintura de paisagem romântica: C. 4 Sistemas de projeções de ponto reta e plano. Interseção plano/reta e plano/plano. História da arte do século XIX. exemplo dos ensinamentos contemporâneos das academias e sua arquitetura palaciana. XVI). timbre.C. o deambulatório gótico. Igrejas das ordens mendicantes (séc. 3 Debates sobre temas relacionados aos textos (análise de textos inseridos no decorrer do conteúdo com objetivo de favorecer debates abertos em sala de aula). 157236 Seminário Teoria. 157406 Estudo da Forma: 1 Conceitos. 157244 Seminário Teoria. fonte referencial das imagens corporais. 2 A arte neoclássica: seus conceitos transmitidos através das academias. 157554 Introdução ao Design: 1 Producão artesanal e producão industrial. mensuração. 40 . 3 Elementos e recursos de composição formal. espirais. as formas arquitetônicas: a articulação de superfícies e massas. V até séc. sua irradiação para o mundo ocidental e no Brasil introduzida pela missão artística francesa. escalas gráficas. expressividade em Géricault e Delacroix. barroco mineiro e barroco tardio para depois chegar à arte religiosa do século XIX. A arquitetura de Oscar Niemayer. Constable. 157431 Desenho Aplicado 1: 1 Linguagem bidimensional: ângulos. 4 Fundamentos de psicologia da percepção. os elementos construtivos no românico. XIII). estrutura acústica do som. 7 CF e PV em outras áreas e na natureza. altura. a estrutura. 6 Métodos descritivos. 9 Representação de cilindro. direcionalidade. cone e esfera (seção e interseção). 3 O museu de imagens do inconsciente e o museu Osório César. Girodet e Proud'hon. outras curvas. proporções. 4 Estudo de casos de dramaturgia em processo. 3 O conceito de academia moderna com a Bauhaus. subjetividade e interpretação. 158143 Poéticas Teatrais: 1 Leitura e discussão de poéticas teatrais. curvas. Brut (Jean Du Buffet. no estilo eclético. a mudança doutrinária das academias tradicionais: a adaptação das novas circunstâncias. exibição de vídeos. apoios. XI até séc. Turner. polígonos. 2 Discussão de conceitos de texto. e a ornamentação. adaptação e transformação de obras. 3 Construção: segmentos proporcionais. 7 Mudanças de plano: rebatimento. triângulos. curvas cíclicas. a dimensão acústica no teatro: o teatro acústico. e mesmo no século XX. A introdução de novas disciplinas e o surgimento de uma outra arte oficial no Brasil. 5 Projeto de produto e aplicações. 157228 Seminário Teoria. o corpo longitudina. 7 Tecnologia e design. 8 Representação de poliedros (seção e interseção). os detalhes e ornamentos. acentuação. já dentro de uma concepção moderna. F. 3 Forma x funcão. polígonos. 9 Românico: a nova formação da Europa. a direção de Lúcio Costa na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro. transformações geométricas.). o presbítero e o coro. 2 Exercícios em sala de aula com exposições individuais e/ou em grupo. 4 Programacão visual e aplicações. o corpo e a fachada ocidental. 158178 A voz em performance: 1 Noções acústicas: corpo biológico. rotação e alcamento. as igrejas com cúpula na europa oriental (séc. 158151 Teorias e Processos Criativos para cena: 1 Análise de propostas estéticas teatrais modernas e contemporâneas. 1 Goya e a autonomia do ponto de vista do artista. quadriláteros. 2 Definições de desenho industrial. Crítica e História da Arte: 1 A descoberta da arte dos loucos. 4 Aplicação. circunferências. 3 Práticas orientadas de análise de textos e espetáculos. X D. 8 Campo e mercado de trabalho. intensidade. 2 Preparação corporal: noção dos 3 apoios. 5 Imagens mentais e ASC. 2 Os pintores da era napoleônica na França: Gros. e as torres (séc. o transepto. 4 Violência. em que a técnica e as artes plásticas estavam lado a lado. 3 Análise de obras dramático-musicais e/ou audiovisuais. A basílica românica. 1972) e de Ar. 5 Estudo e representação do plano. curvas cônicas. voz como produção corporal de sentido: perspectiva cultural.

flexibilidade do imaginário e reflexão visando o trabalho de criação individual e coletivo. 2. 9 Construção de perspectiva de uma edificação. 11 Dissecação do membro pélvico de ruminantes: face lateral da pelve. antebraço e mão. 3 Dissecação do membro torácico de ruminantes: faces laterais do ombro e braço. 2 Perspectivas à mão-livre. percursos. línea de som: o lugar das vogais. 1. contrações. composição da folha de desenho. 2 Estudo comparativo dos ossos do membro torácico de não-ruminantes. 21 Dissecação da cavidade torácica de ruminantes. palato. incentivo ao contato e busca nas diversas fontes de informação e formação. planos. saltos. tensão ou relaxamento. 1.1.1. peso – transporte. 1. queda e recuperação. Desenho de detalhes construtivos (fundação. 7 Modelagem 3D em computador.1 Peso – movimentos explosivos. determinação dos pontos de interseção de uma reta com o sólido. traquéia.3 Fluência – contínuo ou intermitente. emocional e mental do corpo. flexibilidade de tônus muscular. Desenho em 3d: métodos de modelamento em 3d: sistemas de coordenadas. cobertura). geração de sólidos primitivos. 2. expansão do vertical e horizontal. estruturas. exercícios grupais e individuais objetivando potencializar a prontidão cênica. Visualização em 3d. 26 Dissecação da cavidade pélvica de ruminantes. 7 Dissecação da parede do tórax de ruminantes. região retrofaríngica.1 Eixo e alinhamento. 4 Estudo comparativo do membro torácico de não ruminantes. vias biliares. língua. 15 Dissecação da cabeça de ruminantes: face. 162019 Desenho Técnico: 1 Projeções. a construção de perspectivas a partir das vistas ortogonais e das vistas a partir da perspectiva. densos.1 Exercícios de conscientização da integração dos aspectos vital. 158216 Interpretação teatral: trabalho das noções de tempo e espaço cênico (o estado em performance). Símbolos gráficos. bexiga urinária e glândula adrenal e do peritônio. 1. fachadas. 3 Estudo da expressividade. impressão do desenho. construção de modelos de sólidos em papel.3. qualidades e oposições. 2. Criação de objetos. 8 Linguagem VRML e modeladores 3D. 3 Perspectivas isométricas e cavaleiras. 20 Estudo comparativo do esôfago. coordenação fono – respiratória. 2.5 Aplicação de procedimento sistemático de aquecimento corporal. Comandos de demensionamento. 1. 5 Articulações do membro torácico de ruminantes. lábios. intestinos. Geração de biblioteca de símbolos. direções. 13 Ossos do crânio e osso hióide de ruminantes. 12 Articulações do membro pélvico de ruminantes. edição de elementos sólidos. estudo e desenvolvimento das técnicas de foco e flexibilização de tônus. 23 Dissecação da cavidade abdominal de ruminantes. Desenho de projetos gráficos de arquitetura com plantas de situação e de locação. brônquios. 27 Estudo comparativo dos órgãos genitais feminino e masculino. 6 Coluna vertebral. pericárdio. 28 Anatomia das aves. fígado. Modelamentos sólidos.4 Respiração. elementos melódicos e tímbricos. gerenciamento de cores. cortes. improvisações. 14 Estudo comparativo dos ossos do crânio de não ruminantes. 25 Estudo comparativo dos rins. Noções de 41 . elementos dinâmicos. costelas. 8 Dissecação da parede do abdome de ruminantes.3 Técnicas de alongamento. 163899 Representação Gráfica para a Engenharia Civil 2: 1 Comandos básicos de programa de desenho assistido por computador (cad)-2d: manipulação de arquivos. região da órbita. perna e pé. bochechas. 17 Estudo comparativo da cavidade da boca (vestíbulo da boca. técnica respiratória para a produção de altas intensidades. 18 Estudo comparativo da cavidade nasal. 158275 Movimento e linguagem: 1 estudo do corpo. Blocos. NBR 6492 . 2.2 Base de apoio e sustentação. inclinação. cavidade da boca propriamente dita. glândulas paratireóides e timo. Sistemas de coordenadas. glândula tireóide. axila e da face medial do braço. 1. 2. expansão.2 Dinâmica e ações – deslocamento. alvenaria. 5 Introdução ao desenho por computador. 4 Construção de sólido a partir das vistas. 6 Construção das vistas ortogonais de um sólido a partir de coordenadas dos seus vértices. 9 Ossos do membro pélvico de ruminantes. plantas de coberta e baixa. suaves ou leves.4 Espaço: focado. faringe e laringe.3. construção das vistas ortogonais. padrões rítmicos.1 Espaço – níveis. multifocado. ureteres. giros. pâncreas e baço. coração. 3.2 Tempo – acelerado.1 Reestruturação corporal. região intermandibular e infratemporal. 2 Estudo do movimento. 19 Pescoço de ruminantes. Circulação vertical.representação de projetos de arquitetura. faces lateral e medial da coxa. 24 Estudo comparativo do estômago. cartilagens costais e esterno de ruminantes. articulação: o som consonantal. 2 Produção de desenho em papel. 16 Sistema nervoso central. para o desenvolvimento da expressividade. pleura e mediastino. torção. 22 Estudo comparativo dos pulmões.3. 10 Estudo comparativo dos ossos do membro pélvico de nãoruminantes. Propriedades de objetos: configurar tipos de linhas. idem para a construção da representação perspectiva. Modificação de objetos. Modo de entrada de pontos.3. 161004 Anatomia de Animais Domésticos 2: 1 Ossos do membro torácico de ruminantes. dentes e glândulas salivares). 3 As etapas do desenho arquitetônico.2 Noções de anatomia aplicadas ao movimento (estrutura óssea). Noções de desenho topográfico. seios paranasais.impulso. 1. moderado ou lento. direto e indireto.

2.1 Histórico. ponteiros. 3 O currículo estabelecido: apresentação. filtros.3 Atrasos e perdas em redes de computadores. 4 Conteúdo e importância das disciplinas para os ramos profissionais.3 Tipos de ramificação. 6 Desenho a mãolivre. objetivos e atuação. aparência externa. 2 Introdução ao CAD. 2 A vegetação dos cerrados. árvores binárias. 167959 Fundamentos de Redes: 1 Rudimentos de telecomunicações.6 Controle de congestionamento. 5. 7 Uso da biblioteca pelos alunos da medicina veterinária: setores de interesse.1 Introdução aos serviços e princípios da camada de rede. declaração de ponteiros. seu contexto em relação à evolução do conhecimento no âmbito regional. 10 Principais espécies arbóreas do cerrado. 165000 Iniciação à Engenharia Florestal: 1 Histórico da engenharia florestal no Brasil e no exterior. finalidade e importância dos pré-requisitos e do fluxograma. 5. integração profissional internacional. parâmetros por valor e por referência. 4. cerradão e matas de galeria. sua criação. 6. 42 .1 O que é a internet. 12 Desenho isométrico. águas pluviais. 6 Princípios de nomenclatura botânica. aritmética em C. 3. 6 Estruturas: definição de uma estrutura simples. chavetas. pseudocódigo comandos de entrada e saída. 5.projetos complementares (água. 3. base. 5 As atribuições profissionais. arquivos de cabeçalho.7 Controle de fluxo. estruturas de seleção. 3.2 Camada física.tipos principais. 1. classificação biossociológica das árvores. 5 Projeção Ortogonal. Apresentação de softwares específicos para representação de desenhos e projetos de engenharia. 3 Geometria descritiva. 3 A estrutura curricular do curso. 6 Instituições de relevância para a medicina veterinária. a história do C. 11 Hachuras no CAD. 4. 1. estruturas de repetição.4 PPP. estrutura e instalações especiais). esgoto.1 Histórico da classificação botânica. 4. sapopemas. rolamentos e engrenagens. fuste .3 Email. 6 Camada de enlace. 8 Elaboração de chaves dendrológicas. 2 Introdução às redes de comunicação e à internet. 8 Contagem e indicação de tolerâncias. 3. luz e força.1 Fitofisionomia da vegetação dos cerrados. 2 A universidade como um todo.5 Funções de cada camada. 4. telefone.4 Princípios de comunicação confiável. 5 Variação nas características dendrológicas.2 Morfologia da árvore. 2. listas encadeadas. 5 Camada de rede. 7 Estrutura de dados: filas. 9 A informática e a medicina veterinária: as diferentes áreas de aplicação. endereços e funções. suas linhas de especialização e inter-relações de matérias e disciplinas. 7 Coleta de material de árvores para herborização. 7 Comandos básicos de construção e edição no CAD.1 Características utilizadas na identificação de espécies arbóreas. Detalhes esquadrias.2 O protocolo ethernet. 2 Estruturas de controle: seqüência. 17 Polias. protótipo de funções. operadores relacionais algoritmos. canais e antenas. proteção contra incêndio. operações com estruturas.4 Composição da árvore: raiz . 165247 Dendrologia: 1 Introdução. desenho elétrico e hidráulico. 3 Terminoogia dendrológica.4 DHCP. 168874 Desenho Mecânico Assistido por Computador 1: 1 Normas de Desenho Técnico. 10 Vistas em cortes e vistas auxiliares.4 Pilhas de protocolos e seus modelos de serviços. 16 Roscas. 9 Potencialidades profissionais no setor técnico científico. 10 Potencialidades profissionais face o desenvolvimento socioeconômico nacional. linguagens assembly e linguagens de alto nível. 169676 Computação para Engenharia: 1 Primitivas de programação: linguagens de máquina. 11 Famílias de interesse florestal. 13 Desenho isométrico no CAD 2D. copa: composição. 3. 4. 6.2 Multiplexação e demultiplexação de aplicações. 169684 Introdução à Medicina Veterinária: 1 O curso de medicina veterinária na UnB: estruturação. 3. declarando e acessando membros de uma estrutura. 2.5 TCP. operações elementares com ponteiros. sinais e sistemas. 4 Camada de transporte. 5. 15 Impressão no CAD.1 Serviços e princípios da camada de transporte. 6. 4 Demais características úteis para a identificação das espécies. 4. 2. 2.forma. 5 Ponteiros: definição de ponteiros. 6. 4 O papel social do médico veterinário e seus campos de atuação. tipo estruturado homogêneo multidimensional – matrizes. 6 Ramos e especializações profissionais e seus ambientes de trabalho. programação estruturada variáveis. declaração de um tipo de estrutura. funções recursivas. 7 O código de ética do engenheiro florestal. 9 Fenologia florestal. parafusos e rebites. pilhas.1 Introdução à camada de enlace.6 Histórico da internet.3 UDP. estudo dos ramos terminais. 2. uso de vetores e matrizes como parâmetro. 2 O curso de engenharia na UnB.2 FTP.3 Protocolo IP. estrutura interna. arquiteturas e tipos de redes de comunicação. 4 CAD Básico. 3. sua estrutura e relações interdepartamentais de interesse para o curso de medicina veterinária. 3.2 Dendrologia x taxonomia.2 Princípios de roteamento. 9 Textos e blocos. 4 Tipos estruturados homogêneos: tipo estruturado homogêneo unidimensional – vetor. 2. 5 Organização da classe médico-veterinária a nível nacional e regional. 4. perspectivas evolutivas. desenvolvimento e situação. 14 Sinais de acabamento e simbologia de soldagem.4 DNS. 8 Revisão e citação bibliográfica: produção de textos técnico-científicos.5 Sockets. 18 Desenho arquitetônico. suas finalidades. 1.3 ATM. 3 Camada de aplicação. 3 Modularização: definição de funções.1 HTTP. 3. escopo das variáveis. 8 Órgãos e entidades do setor florestal. caracteres e strings.

conceito geral e funções. 2 Osteologia . nomenclatura anatômica normal e variação. monitoria. faringe. 9 O exercício profissional.diagnóstico. e caracteres morfológicos horizontes . faringe. pâncreas e glândulas salivares. sistema nervoso periférico e sistema nervoso autônomo. 12 Reconhecimento visual das principais rochas e sua ocorrência na paisagem. história e usos da epidemiologia. classificação morfológica e fisiológica dos músculos. tipos de esqueleto e componentes estruturais dos ossos. 16 Poluição ambiental rural: causas. 4 Miologia . impactos ambientais. 4 Ossos e articulações do membro superior. 8 Levantamento pedológico e sua aplicação. retenção de água e grau de agregação. placenta e timo. funículo espermático. paratireóides. veias e sistema linfático. estágios remunerados ou voluntários e estágio supervisionado obrigatório. 7 Sistema CREA/CONFEA/mútua. clavícula. 3 História natural das doenças e níveis de prevenção. 2 Crânio e coluna vertebral: ossos e articulação. epidídimos. 4 Oportunidades de aprendizagem na UnB: uso da biblioteca e reconhecimento dos setores de interesse agronômico. 2 A UnB e a sociedade: o ensino. ovários. testículos. 5 Evolução da agricultura no mundo e no Brasil. laringe. 2 Geologia geral e do Brasil. 10 Reconhecimento de solos. ovários.conceito geral e funções. nomenclatura dos horizontes. 12 A agronomia e o desenvolvimento sustentável. órgãos gustativos e órgão vomeronasal. músculos do dorso e abdome. 3 A UnB e o curso de engenharia agronômica: currículo. seios paranasais. órgãos olfatórios. bolsas de trabalho e de iniciação à pesquisa. água e solo. uretra masculina. fluxograma. 43 .conceito geral e funções dos ossos. 9 Classificação dos solos. pericárdio. 170194 Introdução a Agronomia e Ciências Ambientais: 1 A agronomia e as ciências agrárias: importância econômica e social da profissão de engenheiro agrônomo. princípios de construção. 13 Sistema nervoso. 173053 – Epidemiologia Geral: 1 Conceitos. 15 Influência do clima nos ecossistemas naturais e agroindustriais. 3 Escápula. 10 Órgãos genitais masculino conceito geral e funções. ducto deferente.conceitos gerais e funções do sistema nervoso central. articulação do ombro. adrenais. 5 Angiologia conceito geral. 5 Intemperismo: fatores de formação do solo e processos pedogenéticos. trabalhos práticos na Fazenda Água Limpa. 12 Sistemas respiratórios. planos e eixos. esterno e costelas. 8 Aparelho respiratório . orientação acadêmica. 9 Órgãos genitais feminino . olhos. brônquios. 14 Noções sobre ecossistemas. 11 Considerações sobre a agropecuária brasileira. 10 Circulatório (coração). 6 Características de pessoa. cavidade oral. 17 Conservação dos recursos naturais. vagina. 12 Glândulas endócrinas . metamórficas. 11 Órgãos urinários conceito geral e funções. pineal. 8 O exercício e a legislação profissionais. nomenclatura anatômica veterinária e termos indicativos de posição e direção. intestino delgado. cavidade nasal. porosidade. 171026 Anatomia Humana: 1 Introdução ao estudo da anatomia: posição anatômica. 170143 Fundamentos Ciência do Solo: 1 Conceito de solo e sua inserção no meio ambiente. tubas uterinas. efeitos e prevenções. ureteres. 6 Perfil do solo: conceitos. órgãos acessórios do olho. 11 Circulatório (artérias e veias).169692 Anatomia de Animais Domésticos 1: 1 Introdução ao estudo da anatomia veterinária conceitos anatômicos gerais. 14 Análise de laboratório: textura. densidade. sedimentares: caracterização e importância como material formador dos solos. uretra e glândula mamária. avaliação de rendimento acadêmico e normas legais vigentes. intestino grosso. 6 Sistema nervoso . osteologia e astrologia: generalidades e classificação. 4 Teoria dos campos de saúde. testículos. 16 Unidades de mapeamento do Distrito Federal. órgão vestibulococlear. esôfago. escroto e prepúcio. 15 Princípios de confecção de mapas e interpretação de levantamentos de solo.conceito geral e funções. 4 Rochas ígneas. 10 O engenheiro agrônomo na atualidade: desafios e perspectivas futuras. 6 Miologia: generalidades. 13 Descrição morfológica de perfis de solo e coleta de amostras.conceitos gerais. manejo. a pesquisa e a extensão. hipófise. federações e sindicatos) e do setor agrícola (público e privado) a nível federal. 5 Ossos e articulações de cintura pélvica e membro inferior. útero. rins. 18 Noções sobre saneamento básico rural.conceito geral e funções dos músculos. 5 Indicadores de saúde. 13 Órgãos do sentido . 3 Artrologia . 6 Organização da classe agronômica (associações. fígado.conceito geral e funções. 9 Músculos do membro inferior. nariz externo. 2 Fatores determinantes dos níveis de saúde e doença na população. bexiga urinária e uretra. 14 Tegumento comum . glândulas acessórias do genital masculino. unidades de conservação. pâncreas. 13 Breves considerações sobre as relações: planta. componentes estruturais e anexos musculares.conceito geral e funções da cútis e anexos cutâneos. estadual e municipal. estômago. 7 Constituição do solo e suas propriedades. 7 Músculos do tórax e ombro. propriedades e importância agrícola. legislação ambiental. coração. e deontologia. clitóris. tireóides. artérias. 8 Músculos do membro superior. vestíbulo da vagina. elaboração de trabalhos técnicos. vulva. pulmões e pleura. pênis. 7 Aparelho digestório . 3 Os minerais primários e secundários: caracterização. componentes e classificações das articulações. 11 Reconhecimento visual dos principais minerais primários.conceito geral e funções das articulações. código de ética. traquéia.

173215 Práticas de Saúde: Interface entre os aspectos biológicos e sociais do processo saúdedoença envolvendo desde suas manifestações individuais até processos sociais mais amplos que implicam a definição de políticas públicas. 5 Músculo do dorso. a organização de serviços de saúde nos seus diversos níveis de complexidade e a formação de profissionais de saúde para dar respostas às crescentes demandas sanitárias do país.14 Aparelho gênito – urinário: genital masculino. 10. 13 Estudos de observação: de coortes. aeróbica e balanço energético 10. vias aferentes e projeções centrais 2. objetivos. Generalidades: classificação. 3 Coluna vertebral. 11 Resumos. pelve e genital feminino. 6 Formas de apresentação gráfica/tabulação de resultados.4 Regulação da ventilação no repouso e exercício 6. anaeróbico e nas fibras musculares 11 Fisiologia endócrina: 11. 174114 – Elaboração de Trabalho Científico: 1 Os principais tipos de pesquisa. 9 Medidas de dispersão: variância. vias envolvidas no repouso. ciclo da alanina 10.2 Funções somato-sensoriais.inervação. circulação sistêmica.1 Funções do coração. coeficiente de variação.1 Características gerais do tecido sanguíneos e suas funções 5. 7 Encéfalo. cavidade nasal .laringe e traquéia. 5 Fisiologia do sangue: 5.2 Membrana celular e suas propriedades 1. pulmões.2 Recomendações nutricionais 9. exercício de curta e longa duração.7 Alterações bioquímicas induzidas pelo treinamento aeróbico. 10 Transição demográfica e epidemiológica. íleo. subcortical e cortical.3 Biossíntese da hemoglobina. cavidade peritoneal. 8 Medidas de tendência central: média. Medula espinhal. coração vasos da base. mediana e moda.3 Metabolismo dos glicídios: glicose anaeróbica.7 Sentidos especiais: visão.2 Eritrócitos e erotropoese 5. circulação fetal. 11 Métodos utilizados em epidemiologia: estudos descritivos e analíticos. variação anomalia e monstruosidade. desvio padrão. 3 Os elementos de um projeto de pesquisa.tempo e lugar. vias eferentes 2.2 As proteínas contrateís e o papel ativador do cálcio 3. 14 Sistemas de informação e vigilância em saúde. 175170 Fisiologia do Exercício 1: 1 Fisiologia celular 1. Modelo de atenção básica. armazenamento e transporte. 2 Aparelho locomotor. 6 Sistema nervoso central.3 Distúrbios do equilíbrio acidobásico 8 Fisiologia do trato digestivo. 4 A redação de um projeto de pesquisa (introdução. 12 Formatação de artigos científicos. Articulações . 13 Aparelho digestório: músculos da parede ânterolateral do abdome. inervação e vascularização.4 Atividade elétrica cardíaca: o eletrocardiograma 4.6 Vias energéticas aeróbica e anaeróbica: capacidade x potência. caso-controle e transversal. 4 Fisiologia cardiovascular: 4.5 O ciclo cardíaco 4.2 Transportes de gases: oxigênio e dióxido de carbono 6. que traz uma nova proposta assistencial focalizando as práticas de saúde no universo da promoção. 8 Discussão de resultados. 15 Glândulas endócrinas. 16 Epidemiologia das doenças infecciosas.5 Excitabilidade celular e suas propriedades 1.2 Hemodinâmica e regulação do fluxo sanguíneos 4. 2 As formas de apresentação dos trabalhos científicos.1 Organização das suas características anatomo-fisiológicas 2. 17 Epidemiologia das doenças não infecciosas. 7 Apresentação de dados: tabelas.3 Volumes e capacidades pulmonares 6.4 Potenciais de membrana 1. 9 Processo de digestão e absorção dos nutrientes 9.1 Ciclo do carbono 10. gráficos. brônquios. pleura.3 Pressão arterial e sua regulação 4. 9 Conclusões. 10 Referências bibliográficas.5 Regulação da ventilação no repouso e exercício 7 Equilíbrio acidobásico 7.6 Transmissão sináptica: papel da modulação dos neurotransmissores 2 Fisiologia do sistema nervoso: 2.3 Funções motoras a nível medular.1 Características histo-fisiológicas dos músculos esqueléticos cardíaco e liso 3.5 Metabolismo dos protídeos: degradação dos aminoácidos.3 Metabolismo. Conceitos de normal. 12 Métodos utilizados em epidemiologia: estudos de intervenção. 7 Apresentação textual dos resultados. 9 Ossos e músculos do membro superior. circulação sanguínea e linfática e suas propriedades 4. 10 Conceito de anabolismo e catabolismo 10. 8 Plexos em geral.5 Aprendizagem e memória 2.1 Sistema endócrino e hemeostasia 11.2 Sistema 10. fígado e pâncreas. 15 Validação de testes diagnósticos: sensibilidade.2 Sistemas tampões do sangue 7. Generalidades. 174084 Elementos de Anatomia: 1 Posição anatômica. jejuno. Ossos do crânio.3 Organelas celulares e suas funções 1.1 Equação de Henderson Hasselbalch 7. gustação e olfação 3 Fisiologia muscular 3. vascularização e inervação. duodeno. em contextos sociais específicos. 4 Articulações.1 Secreções do trato digestivo 9. 12 Aparelho circulatório: generalidades. figuras.4 Metabolismo dos lipídios: utilização.6 Sistemas neurovegetativo (simpático e parassimpático) e suas ações nos diversos órgãos 2.4 Comportamento mecânico do músculo esquelético. leucócitos e hemeostasia 6 Fisiologia fulminar 6.4 Processos superiores de integração sensorio-motora 2.1 Princípios da hemeostasia celular 1. Construção do corpo humano. beta-oxidacao 10.2 Noções das inter-relações do 44 .3 Teoria da contração e relaxamento muscular 3.7 Ajustes no exercício físico. 5 Desenvolvimento de instrumentos para coleta de dados/validação. 11 Aparelho respiratório e cavidade torácica: ossos e músculos. audição. materiais e métodos). linfáticos. déficit e débito de oxigênio.6 Modulação central da ação cardiovascular 4.1 Aspectos físicos e mecânicos da respiração 6. especificidade e valores preditivos. 10 Ossos e músculos do membro inferior. Planos e eixos. etc.

12 Minerais. 3 Lipídeos: definição. 175846 Metodologia Ginástica: 1 Nomenclatura dos movimentos. polissacarídeos (funções e características). 6 Vitaminas e minerais: alterações e perdas durante a manipulação dos alimentos. esportivismo inglês. 3 As leis e categorias da metodologia científica. 176206 – Fundamentos da Ciência dos Alimentos: 1 Água: tipos de água nos alimentos. Alimentos e nutrientes (classificação.3 Glândulas e noções das funções hormonais 11. classificação. alterações químicas.alegoria da caverna. elementos estruturais. absorção e metabolismo dos macronutrientes. carotenóides. 18 Tabela de composição de alimentos. respiração celular. avaliação biológica. 3 Questões conceituais: o que é educação física?. 12 Técnicas de movimentos. o corpo diante do renascimento e do advento da ciência moderna. 4 Metabolismo de carboidratos.3 Conceito de "clearance" renal 13 Termo regulação 13. 14 Requerimento e recomendações de nutrientes. tempo. antocianina: definição. grupo de alimentos e leis da alimentação. 13 Água e eletrólitos. os diferentes significados do lazer na sociedade capitalista. 4 Criatividade rítmica através de bandinhas com materiais de sucata e de instrumentos musicais.1 Características anatomo-fisiológicas dos rins 12. 2 Conceito de ritmo e sua aplicabilidade em consonância com o movimento corporal. 7 Metabolismo protéico . 8 Componentes indispensáveis nos alimentos. reais e/ou potenciais. enzimas em alimentos. fontes alimentares e funções). 9 Inibição dos fatores antinutricionais aditivos. 6 Elaboração de composições utilizando como meios os espaços. princípios teóricos e práticos do esporte para todos. 10 Elaboração de jogos e exercícios. 5 Metabolismo dos lipídios.conceitos básicos. corpo e religiosidade medieval. 176249 – Nutrição Humana 1: 1 Conceitos básicos de nutrição humana. atividade. 2 Raízes históricas da educação física brasileira: a influência dos condicionantes político-econômicos na determinação do papel a ser desempenhado pela educação física e pelo esporte na sociedade brasileira. educação física é ciência? . a evolução do esporte no Brasil. 8 Correção de exercícios ginásticos. reatividade. escurecimento enzimático. 5 Composições rítmicas (ritmoplastia). 17 Alimentação nas diversas situações fisiológicas: gestante. propriedades. as formações os movimentos corporais. propriedades. 4 Os momentos metodológicos. 5 Pesquisa bibliográfica. 9 Requerimentos e recomendações de energia e proteína . a concepção de homem presente na república de Platão . 3 Metabolismo energético. desnaturação. 13 Exercícios de ginástica. escurecimento não enzimático.qualidade protéica. 11 Vitaminas hidrossolúveis. 6 Metabolismo protéico. Elementos traços. classificação. a expressão corporal e o ritmo em suas diversas formas de aplicação com ou sem música. nutriz e lactente.1 Princípios básicos do estudo do ritmo: som. 6 O 45 . 175854 Fundamentos da Educação Física: 1 Raízes históricas gerais: as diferentes concepções de corpo nos grandes períodos históricos da cultura ocidental. 16 Cálculo do vet. 20 Exercício com uso de tabela de composição de alimentos. força e forma. 8 Integração metabólica. classificação. requerimentos individuais e densidade de nutrientes. alimentos fermentados. 4 Carboidratos: definição. classificação. a autonomia do esporte: o esporte que queremos.3 Termo regulação durante o exercício no calor. escolar e adolescente. proporção entre nutrientes. sistemas de proteínas. figuras musicais (notações e pausas) e compassos musicais. 178756 Metodologia Científica: 1 O desenvolvimento histórico do conhecimento científico. 5 Importância do aquecimento. 21 Exercício com cálculo de dieta normal. 6 Capacidades físicas. o caminho. tendências pedagógicas da educação física no Brasil. 7 Postura.hipotálamo com a adeno e neuro hipófise 11. funcionalidade. 11 Tipos de movimento. 2 Tipos de fibras musculares. o método. 2 O conhecimento empírico socialmente acumulado. harmonia. 2 Proteínas: definição. 3 Ritmo como fator de importância em atividades físicas. estabilidade e biodisponibilidade.2 Movimento corporal e suas categorias de espaço. 175927 Formação Rítmica do Movimento: 1 Princípios norteadores do ritmo na formação e desenvolvimento corporal. pré-escolar. estrutura. princípios pedagógicos da educação física. 19 Exercicio com cálculo do vet. bioquímica. modificações. 9 Mecânica da ginástica. movimento ginástico europeu. 3 Tipos de contração muscular.2 Efeitos da vestimenta 13. atividade de água. classificação dos alimentos quanto à atividade de água. características. a visão de corpo na antiguidade grega clássica – Paidéia. 7 Tecidos vegetais: estrutura. 11 Sabor e aroma. 5 Pigmentos: clorofila. a crítica social ao esporte: o esporte educa para quê?. 15 Dieta normal. gênese de educação física moderna. idoso e trabalhador.1 Mecanismos da termo regulação 13. 4 Amplitude do movimento.2 Noções sobre o mecanismo de formação da urina 12.a arte da mediação. 2 Digestão. 10 Vitaminas lipossolúveis.4 Noções da função reprodutora masculina e feminina 11. 10 Enzimas: nomeclatura.5 Outras funções integrativas e metabólicas do hormônios 12 Fisiologia renal 12. 1. influência da atividade de água na deterioração dos alimentos. melodia. 1.

1.3 Condicionantes à administração. 181111 Teoria do Planejamento: 1 Introdução. determinantes e componentes.3 Período do planejamento global .2 Motivação: uma visão sistêmica das motivações nas organizações.2 A organização do planejamento no Brasil: o sistema de planejamento federal. de recursos humanos. ética profissional.1 A profissão do administrador: oportunidades de emprego e carreira.2 O administrador como decisor: processo decisório. habilidades e elementos da comunicação. 3 Contabilidade e seu ambiente. 5 Terapia medicamentosa. 3 Melhoria do atendimento ao paciente. 1.3 Abordagem burocrática e contingencial.2 Conceito de planejamento.4 Os estudos de estratégia e seu impacto nas organizações contemporâneas. o processo racional de solução de problemas. 3.3 Divisão do trabalho: especialização e enriquecimento de tarefas. Conteúdo das demonstrações financeiras mais relevantes.1 Organizações como sistemas abertos. estimativas. tendências modernas. Aspectos formais: ligações estruturais. de marketing. 9 Estatística em saúde: medidas de dispersão. autoridade funcional e hierárquica. 3 Organização do planejamento. o perfil do administrador. Princípios fundamentais de contabilidade.6 Coordenação: necessidade.4 Processo político e processo técnico. acesso dos pacientes aos remédios.2 O administrador: conceituação e caracterização do agente da ação administrativa. 1. amplitude de controle.3 A instituição administrativa: conceituação e caracterização do cenário onde se desenrola a ação administrativa.1 O órgão de planejamento. 2.5 O planejamento nas economias capitalistas e socialistas.1 Mudança organizacional: forças internas e externas.1 Antecedentes históricos. controle. 2.4 Decisão: a organização e o processo decisório. 2. 4. 1.1 O administrador como pessoa: personalidade. 3.4 Processo de adaptação e mudança organizacional. 5. 4. 4. usuários das informações contábeis.1 Concepções administrativas: clássica. de material e patrimônio. 3. estratégias. associação. Padronização das informações. 2. estudos retrospectivos e prospectivos.1 Metodologia do planejamento. qualidade da dispensação. 2. custo. 10 A pesquisa experimental. valores. 3. 1. fatores que afetam a decisão. 3 A instituição administrativa. 181013 Introdução à Administração. 3. organização. a crítica. o pragmatismo. 46 . 5.1 A administração: conceituação e caracterização da ação administrativa. 1 O fenômeno administrativo. A necessidade do planejamento.informe científico.2 Os elementos do planejamento: políticas. princípios. 1. 4 Serviço de saúde ambulatorial. 3 Processos organizacionais e sua dinâmica. 1. a elaboração. 6 O administrador e a realidade administrativa brasileira. estilos de liderança e situação de trabalho. 6. 1 A organização. 2 O processo de planejamento. 181021 Organização e Sistemas.1 Evolução do planejamento: a intervenção do estado no domínio econômico. compreensão do paciente.1 Classificação de instituições: públicas e privadas. 2.4 Planejamento regional. 2 O administrador como profissional: planejamento. direção. 4.2 O panorama atual da administração no país. 181129 Contabilidade Geral 1: 1 Formas de entidades existentes no Brasil. Índices utilizados para analisar uma entidade. 3. motivação. 2.1 A importância de teoria para o estudo das organizações. seu estudo e conceitos básicos. 4. 2. 2.4 Departamentalização: critérios de agrupamento de atividades. 7 Estudos de realidade social: técnicas de pesquisa. atividades exercidas por uma entidade. 2. 8 Estatística em saúde: medidas de tendência central. 2 Dificuldades enfrentadas pelos pacientes no acesso ao medicamento. 4 A evolução do pensamento administrativo. inovativas e matricial. 1. 2. 4.2 A organização e suas dimensões estruturais e dinâmica. 4 Experiência brasileira de planejamento. Correntes das relações de linha e assessoria. 1. 5. 1. 4.3 A organização do planejamento nas economias socialistas: URSS. lógica formal. 3. 2 Entidades responsáveis pelas normas de contabilidade que as entidades devem seguir.1 Estrutura organizacional: conceitos. Demonstrações financeiras de uma entidade. 1. procura de temas monográficos. 5.5 Autoridade: poder e autoridade. modelos e abordagens integradas. 179183 Introdução à Assistência Farmacêutica: 1 Acompanhamento de pacientes na assistência farmacêutica oferecida pelos serviços privados e públicos. metas. problemas.2 Transações da organização com o ambiente. 4.4 A experiência de planejamento regional.2 Tipologias: tradicionais. o acesso ao conhecimento científico da população: o saber popular.2 O processo de mudança: o papel do agente e métodos de mudança. delegação e descentralização. 3. de finanças. 6 Qualidade da prescrição. os efeitos da revolução tecnológica. classificação e considerações.3 Premissas e valores do desenvolvimento organizacional. Características de uma informação útil para o usuário. responsabilidade do administrador. modelos de comunicação. 3.7 Assessoria: conceito. 2. 5 A administração e a sociedade.2 Área funcional de produção.3 Classificações: tipos de planejamento.1 Comunicação: sua importância. 4 Administração da mudança. 2 Aspectos formais das organizações.3 O plano: elaboração e conteúdo. neoclássica.2 Período do planejamento setorial/regional -1939 a 1954. 4.a partir de 1956. 6. tipos de decisões.5 A experiência do planejamento urbano. programas e orçamentos. a publicação. métodos. Usuários da informação contábil. 2. 1.3 Liderança: a natureza da liderança.

as ciências humanas e sociais. Princípios fundamentais de contabilidade. demonstração do fluxo do disponível. tipos de empresas. programas de controle bibliográficos. Provisões.casos especiais: regime de tributação. 2 Serviço de protocolo. pró . Balanço social. 8 Estoque. despesa a pagar. informação e ideologia. 182681 Introdução à Arquivologia: 1 Conceitos básicos e princípios fundamentais: o problema da terminologia. IPI em empresas comerciais e industriais.Equação fundamental. Consequências do erro no inventário. receita e receber e depreciação. Giro do estoque. base de cálculo. o arquivo e as outras instituições de guarda documental e/ou disseminação de informação. vale transporte. Livros contábeis. Balanço patrimonial. Aproveitamento de créditos . gestão documental e sistemas de arquivo. Processo contábil e erros comuns. legislação da área e situação profissional. situação no ciclo vital dos documentos. bibliografias e índices. representação temática (semântica ou heurística): linguagens documentarias. 4 Processos de representação bibliográfica da informação: representação descritiva (decisória ou lagorítmica). substituição tributária. Informatização da contabilidade.labore. catalogação e referência. características do documento de arquivo. Regime de caixa e regime de competência. 3 A 47 . PIS COFINS. 7 Entidade comercial. Liquidez corrente e endividamento. Débito e crédito. a gênese documental e a questão do controle de qualidade. ISS. 10 Demonstrações contábeis: demonstração do resultado do exercício. arquivo e arquivologia. 3 Tributos sobre vendas: ICMS diferentes alíquotas entre estados. informação e poder. Relação custo x benefício da informação contábil. abonos e outros. Índices de lucratividade: margem bruta. conceitos. Contabilização em sociedades anônimas e em outros tipos de sociedades. Controle de caixa (inclui conciliação bancária e caixa pequeno). IRPJ. UEPS. Sistema de inventário permanente. conceitos. demonstração das mutações do patrimônio líquido. perspectivas do controle bibliográfico na sociedade da informação. avaliação e tabelas de temporalidade. 3 Contextualização da arquivologia: história da prática e da teoria arquivística. 2 Biblioteconomia e Ciência da Informação: conceituação. 181684 Contabilidade Comercial: 1 Constituição de empresas: parte jurídica. metodologia. tendências futuras da informação. Tributos e encargos sociais. Programa de alimentação ao trabalhadores. ciclo vital e teoria das três idades. objetivos. 6 Ciclo contábil. Razonete e diário: lançamento de um evento. Método do comércio varejista. relações entre a arquivologia e a ciência da informação. 9 Controle interno. ordenação). Consignação mercantil. mercado de trabalho e ética profissional. Introdução às demonstrações contábeis. Fundo de comércio. a interdisciplinaridade da arquivologia. Sistema de inventário. Sistema de inventário periódico. Conceitos: consistência. características. médio ponderada. organização da atividade profissional. interdisciplinaridade. realizável em longo prazo e permanente. Apuração do ICMS a recolher. Método da margem bruta. objeto do estudo: a informação. ciência e saber. suportes físicos e meios de acesso à informação. 3 Terminologia. acesso e cidadania. Demonstrações após ajuste. classificação das ciências. balanço patrimonial. 182541 Controle Bibliográfico: 1 Conceituação de controle bibliográfico. Administração de caixa. Reconhecimento da receita e confronto da despesa. Conflito entre a essência e a forma. arquivamento. Base de cálculo. Transferência de mercadorias entre matriz e filial. Mercadorias em trânsito. 4 Operações com pessoal: remuneração. 4 Biblioteconomia como profissão: formação profissional. terminologia. Ajustes: despesa diferida. Registros em livros fiscais. Aspectos físicos. Consequências de erro no inventário. funções. o papel de profissional da informação. 2 Desenvolvimento histórico e panorama atual de controle bibliográfico nacional e internacional. Fluxo de caixa (passado e projetado). adiantamentos. 7 Profissionais ligados ao controle bibliográfico. Balancete de verificação. os princípios arquivísticos. conservadorismo. valor primário e uso administrativo. Apuração do resultado. Finalidade. Tributos incidentes sobre compras e vendas: ICMS. arranjo. relevância. 4 Métodos das partidas dobradas. organização (classificação. sistema de contabilização. apropriações contábeis. 2 Operações com mercadorias. 6 Instituições nacionais e internacionais envolvidas com o controle bibliográfico. 2 Panorama das principais atividades arquivísticas: diagnóstico e planejamento. 13°salário. 5 Ajuste. exigível em longo prazo e patrimônio líquido. política de preservação documental. Apuração de resultado. férias. competência. rotinas. Apuração e contabilização. receita diferida. Tipos e formalidades de escriturações. 182699 Arquivo Corrente 1: 1 Gestão de documentos. procedimentos para abertura de empresas. IPI. Encerramento das contas. fiscais e sociais. 5 Matriz e filial: agências e sucursais. 3 Informação e sociedade: conceito e tipologia de informação. elementos para análise documental. passivo circulante. descrição documental: controle. 182010 Introdução à Biblioteconomia e Ciência da Informação: 1 Introdução: produção do conhecimento. Classificação das contas patrimoniais: ativo circulante. Apuração do custo pelos métodos preço específico. 5 Tipologia dos instrumentos de controle bibliográfico: catálogos. PEPS. operacional e líquida.

15 Bens: Classificação. 4. recebimento. Fluxos de informação e de conhecimento.1 O século XIX: eficácia e limitações do manejo do equilíbrio de poder.2 Direito Subjetivo.2 O sistema internacional no século XX: o surgimento do multilateralismo. 28 Atos administrativos. Alteração do nome. gerenciamento de processos. 2. III NEO REALISMO . Empresas e organizações não governamentais. 21 Direito constitucional: conceito. 6 Integração do sistema jurídico.1 Os significados usuais da palavra "direito". Sociedades comerciais. Níveis de 48 . Fim da personalidade natural. 3. 4.6 Meio internacional.2 O poder nas Relações Internacionais: grande potência.2 As disciplinas de direito privado: noções gerais e autonomia. 3.1 Direito natural.Causas da guerra e: imagens das relações internacionais. autuação.5 Relações Internacionais e as disciplinas correlatas. 3 Direções dos pensamentos jurídicos. 3 Fontes de direito. Sistema tributário brasileiro. o arquivamento. política internacional e política externa. Começo da personalidade natural. Perspectiva sobre teoria: conceitos de lei e teoria. 184021 Instituições Direito Público e Privado: 1 Normas de conduta. A relação do trabalho. O comerciante. 3. 12 Do nome: Definição e natureza jurídica. 2 Direito natural e direito positivo. 11 Estado da personalidade natural. 2. fluxos de dinheiro e de bens. Hierarquia das leis.3. 4. opinião pública. 9 Ramos de direito. Elementos atuais do nome.1 A emergência da era nuclear. 4. analogia. rotinas.3 Sujeito de direito. litígios internacionais. 1.4 Direito e Moral. 31 Direito tributário: conceito. 4 Das leis: Vigência e revogação. Diplomacia. Aquisição de direitos. Elementos. II REALISMO . organizações internacionais. recuperação da informação. Contratos.5 Dificuldades para uma conceituação do Direito.2 O declínio da importância relativa da Europa e outras mudanças na configuração do poder nas relações internacionais. 4 Arquivo corrente. divisão. 4. Direito das coisas. Exclusão da ilicitude. indivíduos. conceito de direito. liderança e hegemonia. Divisão. sistemas e métodos de classificação. espécies. 1. fontes. Princípios gerais de direito. Evolução histórica. Autores: Tucídides. 2.4 Ciências da natureza ou exatas e ciências do homem ou culturais. elementos. A divisão dos poderes. 34 Direito civil: conceito. Contratos comerciais. 20 Direito internacional público: conceito.2 Sociologismo jurídico. 1. 1. 2 A discussão teórica das Relações Internacionais.3 Narcotráfico e outros ilícitos internacionais.1 Necessidade. Os dissídios trabalhistas. princípios. Direito das obrigações. Maquiavel e Hobbes. 1. História. operacionalização dos arquivos setorias. 1. 2.4 Fatos e atos jurídicos. Direito das sucessões. 3.4 Terrorismo. direito e moral.Perspectivas sobre teoria. direito e justiça. Objeto. 1. 17 Atos jurídicos: Definição. 184039 Introdução ao Direito 1: 1 A ideia de Direito. 1. 13 Pessoas jurídicas. 4. 16 Fatos jurídicos. Equilíbrio de Poder.3. 3.4 Ideias jurídico/filosóficas no Brasil.1 As disciplinas de direito público: noções gerais e autonomia. Jusnaturalismo. 4. movimentação.3 Positivismo jurídico. Direitos políticos. 2. Equidade. 4 O meio internacional em transformação. 32 Direito penal: conceito.3 O surgimento das Relações Internacionais como campo de estudo distinto. sanções penais. 1. direito internacional. Relação jurídica. Enciclopédia jurídica. Bens públicos. 7 Direito objetivo e direito subjetivo. métodos e resultados. 185001 Introdução ao Estudo das Relações Internacionais: 1 Relações Internacionais como campo de estudo.2 Direitos humanos e proteção do meio ambiente.1 Os atores nas relações internacionais: Estados. Contratos administrativos.3.2 Os principais debates teóricos. objeto. guerra e diplomacia. A organização nacional do Brasil. evolução histórica. e controle de documentos na fase ativa.2. 5 Interpretação das leis. Formas de governo. 22 Estados: histórico. 3. Servidor publico.1 As organizações internacionais como novo campo para a diplomacia. usos e limitações da teoria. Hans Morgenthau. 2 A relação jurídica.1 Os fenômenos internacionais: fluxos de pessoas. Organização judiciária brasileira. conceitos. 2. 4. Atos do comércio. Constituição: conceito. 19 Prescrição.1 Conceitos e elementos.tramitação. 185019 . 10 Pessoas: Pessoa natural.3 Novos padrões e novos temas na política internacional. 36 Direito comercial: conceito. funções. 4. 1. 4 A dicotomia público/privado.2 Mudanças na distribuição de riqueza e poder. princípios. defesa e perda de direitos.Teoria das relações Internacionais 1: I DISCUSSÕES SOBRE TEORIA E O CAMPO DE ESTUDO DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS: A produção de conhecimento e as ciências sociais Agendas de investigação no campo das Relações Internacionais . 3 Os elementos componentes do meio internacional. Constituições do Brasil. 18 Atos ilícitos. personalidade e capacidade.3 A política externa: cooperação e conflito. 26 Direito administrativo: conceito. Classificação. fins.2. 33 Direito processual: conceito. Classificação. 3. 4. 25 Nacionalidade e cidadania. 29 Licitação. Elementos. Limitações normativas à luta de poder: moral. 30 Serviço público. 27 Órgãos e funções da administração. 06 Princípios do realismo político. noção. Prazos. 14 Domicílio civil. 23 Formas de estado. Falências e concordatas. guerra e outros conflitos. natureza jurídica. 24 Funções e órgãos do estado. 35 Direito de família: Conceito. Capacidade. 8 Direito público e direito privado.3 Ser e dever ser. Pessoas de direito internacional público. 4. importância. Direitos e garantias individuais. registro. 36 Direito do trabalho: conceito.Os níveis de análise.3. Fundamentos.2 A alteridade e a heteronomia do direito. 1. Títulos de crédito.

Classificação das contas patrimoniais: ativo circulante. G. 5 Ajuste. 6 Despesas do exercício seguinte pago antecipadamente. Economia política internacional. número de jogadores. relação custo x benefício da informação contábil. Relação entre cooperação e regime internacional. expressões (domínios institucionais). demonstrações após ajuste. reservas de lucros. importância da informação para uma organização. conflito e cooperação internacional. IV SOCIEDADE INTERNACIONAL . Teoria de equilíbrio de poder Autor: Kenneth Waltz.A. Estrutura de pay offs.constituição e integralização. 4 Sistemas de arquivo. 2 Disponível. fretes. Lisa Martin VIII CONSTRUTIVISMO (antecedentes) .Papel das normas e instituições multilaterais. 186783 Sistemas Contábeis Aplicado a Arquivologia: 1 Objetivos da organização: funções organizacionais. Anarquia. Conciliação bancária. dificuldades na implantação de um SIE. 16 Resultado de exercícios futuros. Oye. características e particularidades. Multilateralismo: indivisibilidade. 186287 Contabilidade Geral 2: 1 Plano de contas: elaboração e utilização. IX TEORIA DO SISTEMA-MUNDO (World-System) . MULTILATERALISMO . Autores: Joseph Nye e Robert O. integração entre subsistemas. 17 Capital social . necessidade de um sistema de informação empresarial (SIE).Conceito de interdependência. balanço patrimonial. Aspectos legais de guarda dos documentos. fundo de comércio. padronização das informações. Transformação de regimes internacionais. demonstrações de resultado. 2 Conceitos essências da política: poder. Dinâmicas do sistema mundo.Estrutura do sistema-mundo. Aplicações financeiras. Adam Watson. informatização da contabilidade. Ruggie. Razonete e Diário: lançamento de um evento. créditos e valores. "chicken". 3 Princípios Fundamentais de Contabilidade. seguros. provisão para crédito de liquidação duvidosa. REGIMES. fundo de caixa. depreciação. formas de participação e representação. usuários da informação contábil.Sistema internacional: estrutura e unidades. Sensibilidade e vulnerabilidade. conflito entre a essência e a forma. outras provisões. modelos explicativos. bloqueios às democracias e processos de redemocratização. a utilização de informação como instrumento para atingir os objetivos da organização. 3 Cientes: duplicatas a receber. Ganhos absolutos e ganhos relativos. inventários periódico e permanente. 9 Imobilizado: aquisição e venda. Índices de lucratividade: margem bruta.Anarquia. V NEOREALISMO E NEO-INSTITUCIONALISMO .Escolha racional e jogos. 7 Entidade Comercial. Donald Puchala e Raymond Hopkins. 12 Debêntures: definições. 14 Outras obrigações e outras provisões. 6 Ciclo contábil. VII INSTITUCIONALISMO. Stephen Krasner. giro do estoque.análise. sombra do futuro. debêntures. Autor: J. Teoria de política internacional. regime de caixa e regime de competência. 19 Lucros/prejuízos acumulados: formação do lucro do exercício e suas destinação. Baldwin. balancete. Teorias reducionistas e teorias sistêmicas. 3 Elaboração de um SIE. 3 Concepções de estados. Multilateralismo: definição nominal e dimensão qualitativa. legitimação e dominação. Ordem Hedley Bull. aspectos práticos de guarda de documentos. Componentes do sistema-mundo. Hegemonia e estabilidade hegemônica. Keohane. Conceito de anarquia internacional. continuidade e transformação. Caixa. 11 Empréstimo e financiamento. Estrutura e processo político. 7 Realizável em longo prazo.Cooperação e conflito. Keohane. 8 49 . processo contábil e erros comuns. exigível em longo prazo e patrimônio líquido. realizável em longo prazo e permanente. Estado e sistema interestatal. Equilíbrio de poder.tipologia dos documentos contábeis. passivo circulante. D. Divisão internacional do trabalho. Jogos: dilema do prisioneiro. débito e crédito. Ágio. 10 Diferido: constituição e amortização. retenções contratuais. banco. John Ruggie. reconhecimento da receita e confronto da despesa.Teorias sobre regimes internacionais: formação. encerramento das contas. 6 Auditoria contábil. "stag hunt". 2 Introdução as Demonstrações Contábeis. despesa a pagar. amortização e exaustão. 5 Informações contábeis . Autores: Robert O. 4 Outros créditos e investimentos temporários. Ajustes: despesa diferida. 2 Fluxo de informação na empresa: relação entre fluxo econômico e informação. Papéis institucionais. 5 Estoques: compras. Keohane. receita diferida. duplicatas descontadas. reservas de reavaliação. balancete de verificação. 18 Reservas de capital. Relação entre interdependência e poder. relação custo benefício. Hegemonia e ciclos hegemônicos. liquidez corrente e endividamento. estrutura e finalidade. 4 Métodos das Partidas Dobradas. consequências do erro no inventário. 4 Democracia: definições processuais. 185035 Introdução a Ciência Política: 1 Política e ciência política. 8 Investimentos: avaliação pelo custo e pela equivalência patrimonial. Kenneth A. receita e receber e depreciação. reciprocidade. contabilização. autoridade. 13 Obrigações fiscais. sistema de inventário. investimentos temporários e despesas antecipadas. Regimes internacionais. Autor: R. VI INTERDEPENDÊNCIA COMPLEXA . operacional e líquida. provisão para imposto diferido. Reavaliação. equação Fundamental. 15 Exigível em longo prazo: empréstimo e financiamento. Ernst Haas. reciprocidade. provisões. 186791 Introdução à Contabilidade: 1 Contabilidade e seu ambiente. instituições partidárias.

9 A educação no século XX: a experimentação pedagógica da atualidade. viabilidade e requisitos para utilização em contexto brasileiro. 6.1 Atmosfera de sala-de-aula e formas de avaliação. Piaget. Skinner.1. sistema de inventário permanente.1. a intenção educativa dos povos préletrados: caráter assistemático da educação. Erikson. 3 A educação na antiguidade clássica da Grécia: as origens homéricas da educação clássica. valor dos estudos da história da educação. método do comércio varejista. demonstração do fluxo do disponível. fontes relevantes para a pesquisa e estudo da história da educação. a "resolução Coperniciana" na educação. expectativas) e as condições de ensino. motivação. a sociedade de Jesus e o "radio Studio . administração de caixa. 3.1 A relação entre a psicologia como ciência e a educação como processo social. o surgimento e a evolução das universidades. 5.1 A influência de valores e situações socio-psicológicoculturais (discriminação.2. os ideais educativos espartanos e atenienses. 10 50 . relevância.4 Modelos de educação alternativos e abordagens pedagógicas gerais derivadas das teorias psicológicas: análise crítica de sua aplicabilidade. aprendizagem de pré-requisitos. a educação cavalheiresca: disciplina social. 2.1.3 A formação de atitudes e valores do educando no contexto do processo ensino-aprendizagem. tipificações) no ambiente e nas relações educativas. o método Montessori. o conceito do iluminismo.2. Maslow. Piaget.3 As profecias auto-realizadoras. dedutivo. consequências de erro no inventário. 7 O século XVIII: o iluminismo e suas relações com a educação. UEPS. seleção dos fatos educativos.1. 2. 5 A educação moderna: a renascença e o humanismo pedagógico. abordagens e utilidade para o trabalho do educador brasileiro.4 Psicossocial: E.2 O âmbito da psicologia da educação: conceitos básicos. 6 O contexto educacional e a dinâmica psicossocial. a revolução francesa e a educação nacional.2 A natureza dos pensamentos indutivo.1 Conceitos básicos: abordagens psicológicas ao estudo do homem. Roma: os ideais primitivos da educação romana. convergente e divergente (criatividade) e sua relação com métodos alternativos de ensino. o empirismo inglês Locke. 3 O ensino e a aprendizagem de conteúdos curriculares. L.1. 1. balanço patrimonial. demonstração das mutações do patrimônio líquido.rum". 6. a reforma educacional protestante e a contrareforma. 191027 Psicologia da Educação: 1 A psicologia da educação como ciência aplicada 1.1 Humanistas: Rogers.Estoque.a nova didática: o racionalismo de Descartes.2 Fenômenos psicológicos que influenciam o processo avaliativo. Conceitos: consistência. a pedagogia do cristianismo. o intelectualismo pedagógico de Herbert froebel e os jardins de infância. a enciclopédia. 5. 2 Teorias psicológicas contemporâneas e suas aplicações gerais à educação.1 O ensino-aprendizagem de estratégias cognitivas e de resolução de problemas.4 As atividades de ensino e a promoção da retenção e da transferência da aprendizagem. Kohlberg. como são desempenhadas. 9 Controle interno. 4. 4. as percepções do professor e a produtividades dos alunos. PEPS. estratificação. 3. Brandura. Spencer e o cientificismo pedagógico.1 Ensino-aprendizagem e interações em sala-de-aula: relações entre desenvolvimento e aprendizagem humanas e ensino. Dewey e J. 4. implicações educacionais.3 Comportamentais: B. sistema de inventário periódico. como se relacionam aos métodos e técnicas de ensino): conceitos e princípios 3. Rousseau e o naturalismo pedagógico: "Imilio". 2 A educação nas sociedades préletradas: a educação como processo co-natural ao homem.2 Aprendizagem de capacidades humanas específica em áreas de conteúdo (o que são. 2. 5. 6 A pedagogia realista do século XVII . princípios e diretrizes da pedagogia escolástica. 2. 2. o cosmopolitismo da educação helenística. Sócrates educador. a influência grega. a república e os ideais pedagógicos de Platão. 4 O ensino significativo e o desenvolvimento do pensamento lógico e crítico. 3. balanço social. os sofistas e as lideranças democráticas. 10 Demonstrações contábeis: demonstração do resultado do exercício. Quintiliano e a formação do orador. o raciocínio e o comportamento ético-socialmoral: as abordagens comportamental e cognitivo-desenvolvimental em suas implicações e ações educacionais correspondentes. média ponderada. A.F. fluxo de caixa (passado e projetado).2 Aplicações de princípios básicos de aprendizagem e desenvolvimento ao ensino de conteúdos: condições educativas essenciais à aprendizagem efetiva.2 Cognitivo-desenvolvimentais: J. apuração do custo pelos métodos: preço específico. estereótipos. como são aprendidas. 8 As realizações educativas e sistematizações pedagógicas do século XIX: Pestalozzi e o neo-humanismo social. controle de caixa (inclui conciliação bancária e caixa pequeno).2 A educação como processo social: princípios psicológicos básicos e habilidades profissionais específicas (relações educador-educando). método da margem bruta. 4 A educação medieval: a patrística e sua contribuição para a pedagogia. 191060 História da Educação: 1 A evolução dos processos educacionais como um aspecto da história da cultura. 3. 5 Aspectos psicológicos da avaliação da aprendizagem e das percepções de professores e alunos. conservadorismo.3 Habilidades motoras.1 As relações entre os fatores intra-educando (aspectos de seu desenvolvimento geral e específico. 2. os grandes teóricos da pedagogia ativista: J. 4.

2. tipos e limites. 8. 3. 10 Monitoramento do desempenho de cadeias do agronegócio 196142 Economia Aplicada ao agronegócio 1: 1 Introdução: A ciência econômica. necessidades educacionais e potencialidades dos educandos portadores de deficiência física. 8 Estudos de casos de cadeias do agronegócio no Brasil.3 O levantamento do material etnográfico: técnica e conduta do pesquisador perante o "outro".4 Deficiência mental. Método de Lagrange.2 Identidade social e cultura. 2.1 A sociedade fala de si mesma e contrastivamente revela as demais. Continuidade. 2 Questões éticas que envolvem a cidadania do portador de necessidades especiais. 3 Agregados 51 . 4 A pergunta como ponto de partida. 191639 O Educando Portador de Necessidades Especiais: 1 O conceito de portador de necessidades especiais. 4 Segmentos dos sistemas agroindustriais: segmentos antes. dos estados. 194221 Organização da Educação Brasileira: 1 Organização da Educação Brasileira na contemporaneidade: interrelações economia-política-cultural. 1. agribusiness e desenvolvimento regional. A visão sistêmica. 2 Legislação de ensino: Constituição Federal.Tendências da educação contemporânea: os organismos internacionais. federalismo no ensino . 2. o preconceito. Estudo do gráfico. escolha e custo de oportunidade na Fronteira de Possibilidades de Produção. formação de profissionais da educação.1 A sala de aula como um campo de pesquisa etnográfica . dentro e depois da porteira. perspectivas para a escola do futuro. econômicos.6 Diferenças no código linguístico e a dominação da norma culta. Plano Nacional de Educação. 9 Logística Agroindustrial. 193101 Pesquisa em Educação 1: 1 A relação teoria e realidade na pesquisa empírica. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.a análise ritual e simbólica da relação pedagógica. 2. 1. 1.2 Análise dos determinantes culturais. 7 Ensino. 9 As teorias da personalidade: conclusão. do Distrito Federal e dos municípios. os estereótipos e a segregação dos diferentes através da história. O sistema econômico. o menor. transposição e matrizes idempotentes. 2 Economia e Modelos: O sistema econômico e o Fluxo Circular de Renda. Sistemas de equações lineares e suas soluções. diferença cultural. 1. Continuidade. Estudo do gráfico. Condições de primeira e de segunda ordem para valores extremos.3 A organização e a redação do trabalho científico. Plano de Desenvolvimento da Educação. 2 Funções de uma variável: Limite. Sistemas agroindustriais. clusters.4 A educação e adversidade de contextos culturais.3 Deficiência visual. 8. 2. financiamento. Escassez. 2. 1.2 O conceito antropológico de cultura e a noção de totalidade. Álgebra matricial. 191329 Antropologia e Educação: 1 A atitude antropológica. 2 As etapas do processo de pesquisa. derivadas totais e parciais. as abordagens tradicionais da antropologia no estudo dos fenômenos urbano e rural. 3 Funções de várias variáveis: Limite.6 Altas habilidades. 6 Variáveis e hipótese. Análise positiva e normativa. 6 Novos enfoques para a organização da produção agroindustrial. Determinantes da oferta e da demanda e o equilíbrio de mercado. 4 Aplicações da derivada: Problemas de otimização.5 Saber popular e saber escolar.níveis e modalidades de ensino. políticos e ideológicos que condicionam a segregação.3 Avanços e perspectivas atuais em relação à vivência da cidadania dos portadores de necessidades especiais. 2 Perspectivas antropológicas de interesse para a educação.1 A construção social do estigma. cadeias de produção agroindustriais. Diferenciabilidade. Condições de primeira e de segunda ordem para valores extremos.7 Desvio e divergência na escola . artigos e livros de pesquisas realizadas. 1. Estrutura e dimensão do agribusiness. 2. complexos agroindustriais.alunos com comportamentos considerados desviantes e inaceitáveis. 3 O sistema educacional brasileiro: aspectos formais . princípios metodológicos fundamentais. Antiderivada e integral definida 196118 Introdução ao Agronegócio: 1 A construção do conceito de agribusiness. 3. 8 Teoria comportamental: Skinner. 2. 196100 Matemática para Agronegócio: 1 Álgebra Linear: Vetores e matrizes. 1. 2 A importância do agronegócio na economia brasileira: desempenho e crescimento 3 Especificidades da produção agroalimentar. agropolos. o estigma pela linguagem e o sentido autoritário do discurso pedagógico.2 A ação do professor do ensino regular com alunos portadores de necessidades especiais.3 A oferta do atendimento especializado ao educando portador de necessidades especiais. 5 A tipologia do problema. Independência linear e posto. gestão democrática. 1. 3. 5 Setores ligados ao agronegócio. Plano Decenal de Educação. 8 A resenha da literatura. carência cultural.responsabilidades da União.1 A integração: conceito.1 Características básicas. 5.2 Deficiência auditiva.8. pesquisa e consultoria em agronegócio. o menino de rua. 2. 3 A integração dos portadores de necessidades especiais no ensino regular.8 Criança. 2.5 Condutas típicas. 1. Derivada.1 Etnocentrismo e dominação x relativismo cultural. precação cultural. 7 A construção de um modelo de análise. 2.3 Educação e formas de organização familiar no Brasil.1 A leitura crítica de relatórios. 2. Matrizes inversas. 3 O projeto de pesquisa em sua dimensão teórica. Perfil da oferta e da demanda por recursos humanos para o agronegócio brasileiro.

Escolha e demanda. o Império Romano (até séc. ceras. Noções de teoria dos jogos. Elasticidades de bens agropecuários. 3 Fins e valores na prática educacional. 6. óxidos.Macroeconômicos e Macroeconomia: Cálculo do Produto Interno Bruto. 196266 Sistemas Agroindustriais: 1 Noções o e conceito de Agribusinees: Análise de Cadeias de Produção. Controle da poluição do ar. 7 Noções de Probabilidade e inferência estatística.) 5 História do conhecimento no ocidente . 10 Transformações lineares em espaços euclidianos. Níveis de Análise do Sistema Agroindustrial. química atmosférica (reações fotoquímicas. fotografias).1 Poluição do Ar . 196185 História Filosofia da Ciência: 1 O que é conhecimento.Idade Antiga: da civilização micênica ao período helenístico ( séc. determinantes da oferta individual e de mercado. 5 Estudos de Caso. Equilíbrio macroeconômico. educação e filosofia. Emissões industriais. 6 Práxis Educativa Contemporânea: Uma Análise Crítica. 7 Conceito de paradigma e a evolução da ciência e seus paradigmas nos séculos XX e XXI. Competitividade e Globalização. visão sistêmica e mesoanálise. 2 Representações gráficas da superfície terrestre (mapas. 9 Sistemas de equações lineares. Banco Central e determinação da taxa de juros. 8. Polítcas econômicas e efeitos sobre o agronegócio. Resposta Eficiente ao Consumidor. 8 Ciências naturais . 196207 Introdução a Estatística: 1 Introdução a estatística descritiva. Equilíbrio e eficiëncia de mercado. e sua estabilidade química e potencial poluidor. 2 Formação do conhecimento administrativo. composição da atmosfera. Concorrência imperfeita. 4 Políticas Fiscal e Monetária: Determinação da renda nacional de equilíbrio. Gastos e transferências discricionárias do governo. 3 Rochas e minerais. 196282 Sistemas Ecológicos: 1 Introdução . Efeitos dos poluentes do ar 52 . Cadeias de Produção como ferramentas de descrição técnico-econômica. imagens de satélite. nitrogênio e água). química (biodegradáveis. Teoria da utilidade. sacarídeos. carbonatos). 3 Tipos de conhecimento: uma rota histórica no ocidente. íons e radicais na atmosfera. Erosão e outros impactos causados pela ação antrópica. Sistema Agroindustrial. 8 Ar . Oligopólio. estratégia e tecnologia organizacional. poluição biológica. excedente do consumidor. 4 A educação como fato histórico.Tipos de poluentes (inorgânicos e orgânicos). Oferta da firma e da indústria. Oferta de bens agropecuários 4 Estruturas de mercado: Concorrência perfeita. aplicações. 196258 Economia Aplicada ao Agronegócio: 1 Teoria do Funcionamento do Mercado: Lei da procura.C). acidez. 3 Gerenciamento de Sistemas Agroindustriais: Cadeias agroindustriais x alianças estratégicas.Evolução da atmosfera terrestre. determinantes da individual e de mercado. 5 Pesticidas e adubos agrícolas.Idade Moderna: O nascimento da Ciência Moderna.evolução dos conceitos e a aplicação no ensino de ciências. V d. Componentes inorgânicos e orgânicos: Nitrogênio. 196274 Filosofia e Sociologia da Educação: 1 A especificidade do saber filosófico: o campo de saber da Filosofia da Educação. Importância e Principais Conceitos da Administração. 6. XII a I a. reações com oxigênio. Gestão da Cadeia de Suprimentos. potabilidade.ambientes (naturais e construídos). 2 Variáveis quantitativas. Conceitos chaves da Teoria da Administração: ambiente. materiais e fluxo de energia. gorduras. distribuição de água tratada. perfis. 2 A dimensão ético-política da educação. Lei da oferta. Mercados de commodities. Propriedades físicas e químicas dos solos.Idade Média e Renascimento 6 História do conhecimento no ocidente .bacias hidrográficas.Águas pluviais. Cadeias de Produção como espaço de análise das inovações tecnológicas. 6. 4 Economia Industrial. 6 Medidas de dispersão. o método científico e contexto histórico. Cadeias de Produção como metodologia de análise de estratégia das firmas. Estruturas de mercado no agronegócio. 4 História do conhecimento no ocidente . 4 As Principais Escolas da Administração. térmica. hidróxidos. minerais formadores (argilas. 8 Introdução à Álgebra linear. 5 Medidas de tendência central. Demanda por bens agropecuários. sedimentar. 4 Solos e seus processos formadores. 6 Água .1 Água . 4 Representação gráfica. sociedade e educação.Propriedades (alcalinidade. esgoto.ETEs e ETAs. excedente do produtor. Emissões provenientes de veículos e seu controle.2 radioativa. poupança e investimento. 5 Macroeconomia e o agronegócio: Participação do agronegócio na renda nacional.C. Conhecimento. dureza). Maximização do lucro e minimização dos custos. Redes de empresas. Potássio. 2 Principais Aplicações do Conceito de Cadeia de Produção Agroindustrial: Cadeias de Produção como ferramentas de análise e formulação de políticas público e privadas. Monopólio. 196151 Administração Aplicada ao Agronegócio: 1 Fundamentos da Administração. 3 Teoria da Produção: Função de produção e funções de custo.3 Sistemas urbanos de circulação de água . Consumo. fluxos hídricos. 2 O que é ciência e conhecimento científico. social e cultural 5 Estado. Políticas gorvenamentais de preços mínimos e estoques reguladores 2 Teoria do Consumidor: Restrição orçamentária. 3 Dados contínuos e Dados discretos. ciclo hidrológico. Sistema financeiro. reações ácido-base. 7 Sistemas no DF . húmus. do Produto Nacional Bruto e da Renda Nacional. Elasticidades da demanda e da oferta. 3 Evolução histórica da Teoria da Administração. persistentes). Fósforo. resinas. político.

Ecossistemas tropicais e serrapilheira. O Conceito de Mol. 9 Níveis de organização em ecologia. Dalton. A derivada como Taxa de Variação. Força Relativa de Ácidos e Bases. pilhas de Volta. Inércia e Força. 3 Modelos atômicos: Filósofos gregos. sistema internacional de unidades. inflorescência. 10 Classificação e transformações da Matéria e Métodos Físicos de Separação. 14 Tipos de ecossistemas e biomas do mundo. eficiência ecológica. Corrente e potencial elétrico.(chuvas ácidas. agroecossistemas e ecossistemas urbanos. Daniel. pirâmide ecológica (estudo de teia trófica). 2 Formação da sociedade brasileira: A sociedade colonial brasileira. 13 Ecossistemas aquáticos (aquário) e terrestres (terrário). covalentes. 14 Cálculo do Número de Oxidação. interações tróficas. 5 Conceitos morfológicos: raiz. 7 Caracteres evolutivos e adaptativos dos vegetais superiores.seqüestro de carbono e umidade do ar (medir transpiração. Alcalinas e Baterias. 8 Ligações Químicas. cultura e política no Brasil. 7 Estrutura Atômica. Conceito de ecossistema. 6 Uso de chaves analíticas de classificação. flor. C. Balanceamento de Equações Químicas e noções de Cálculos Estequiométricos. rosidae. eletrólise e galvanoplastia. Conservação de Energia (fontes e preço). nicho ecológico. 3 Funções reais. transição para o Modelo Quântico. metálicos. Modernização da agropecuária no Brasil. . 9 Sólidos iônicos. Estruturas de Lewis. Balanceamento de Reações e Identificação de Agentes Oxidantes e Redutores. 2 Movimento retilínio: posição. A Integral indefinida de uma função real. fruto. 3 Trabalho. Mudanças de Fase (Sólidos. Gráficos de funções reais. 3 Nomenclatura. Teoria dos Orbitais Moleculares. dillenidae. O escravismo colonial. 53 . semente. Rutherford. 196304 Matemática para Ciências Naturais: 1 Introdução à Álgebra linear. inversão térmica. Potência. caryophyllidae. N. Líquido e Gasoso). Características da sociedade moderna. 10 1 aula . Espectro Atômico. As diferentes propostas de reforma agrária. 196321 Sociologia: 1 Sociologia e Sociedade: A Emergência do pensamento sociológico. 8 Notação científica. 9 Angiospermae: dicotyledoneae: magnoliidae. Formação e desenvolvimento da economia. Organismos e ambiente. Limite e continuidade. 12 Ácidos e Bases (Conceito de Arrhenius. 13 Sais e óxidos. commelinidae. 7 Energia em ondas eletromagnéticas. asteridae. 4 Noções básicas sobre segurança no trabalho em laboratório de química e vidrarias. Pesquisa agronômica e extensão rural. caule e folhas. 196444 Natureza e Energia: 1 Ciência e Tecnologia. 4 Temperatura. História da ecologia. zingiberidae. Os movimentos sociais camponeses. Dilatação e Calor (clima). 6 Radioatividade: História da descoberta. tempo e velocidade. A Integral definida. 12 Cadeia trófica. o Modelo VSEPR. O complexo agro-industrial brasileiro. 4 Extremos de funções reais. Derivada de uma função real. 11 Massas Atômicas Relativas . Fluorescência e Fosforescência. 5 Realização de experimentos relacionados aos temas apresentados na teoria. ordem de grandeza. Bohr.Sistemas ecológicos . Conceito de pH e Indicadores ÁcidoBase. 2 Alquimia. Monocotyledoneae: alismatidae.respiração e fotossíntese (Estufa). Partículas e Radiação e Aplicações.Fotossíntese e Produtividade do ecossistema. Abordagem histórica do capitalismo. Leclanché.a unidade de massa atômica (u). conceitos de Mecânica Quântica. 4 Herbário: uso e técnicas de herbarização. Sucessão ecológica. fotossíntese). polaridade e hibridação. Aplicações da integral definida. 196398 Química e Tecnologia: 1 Antiguidade e o desenvolvimento das primeiras tecnologias. 4 Sociologia rural: Agropecuária e capitalismo. 15 Ecossistemas naturais. 8 Gymnospermae. Técnicas de integração. Problemas e epítetos. Bronsted-Lowry e Lewis). diferença de potencial elétrico. 5 Termodinâmica. As migrações internas. Derivada de funções compostas e outras regras de derivação. P. 2 Sistemas de equações lineares. Principais correntes e pensadores. efeito estufa. Radiação Eletromagnética. serviços ambientais . moleculares e forças intermoleculares. hamamelidae. 6 Campo elétrico e magnético. destruição da camada de ozônio). Mundo rural. 11 Ciclos biogeoquímicos O. arecidae. 3 A questão agrária no Brasil: Estrutura fundiária e seus antecedentes históricos. Industrialização da agricultura. e lillidae. Teoria da Ligação de Valência. Configuração Eletrônica dos Elementos e a Tabela Periódica.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->