Você está na página 1de 5

O trabalho, o saber investido

e a ergoformação
• Objeto desta palestra
• Evidenciar, à partir de um ponto de vista
ergològico:
• 1 - A complexidade do trabalho humano ;
• 2 - A diferença entre trabalho e atividade de
trabalho;
• 3 – A importância do saber investido;
• 4 - Ergoformação: Porque e Como ?
Trabalho e atividade de trabalho

• Trabalho :
= Tarefa à realizar seguindo as prescrições;
= Saber constituìdo.
• Atividade de Trabalho:
= trabalho prescrito + a gestão das diferenças (entre o
prescrito e o relizado);
= Saber constituìdo + saber investido;
= Exposição da pròpria personalidade hic et nunc (aqui e
agora) .
Mas o que é o trabalho?
• Sempre um encontro singular entre:
- Um trabalho particular à realisar;
- Um ser humano e/ou um coletivo, sempre singular e
nunca estabilizado no tempo e no espaço;
- Um meio, um ambiente, sempre infiel.

Deste fato:
Toda atividade de trabalho é sempre singular e
historicamente datada e situada.
Saber constituìdo, saber investido
• Saber constituìdo = saber acadêmico
• = saber formalizado nos livros, cursos, normas,
softwares, etc..
• = saber convocado para estabelecer o prescrito.
• Saber investido = Saber da experiência
• = saber investido no corpo-si, construido ao longo de
todas as atividades e da educação.
• = saber convocado para preencher e gerir as
diferenças entre o trabalho prescrito e o trablhol real.
A ergoformação para empregados

• Três princìpios fundamentais:


– 1/ Colocar a atividade dos
empregados no centro da abordagem
de formação;
– 2/ Realização de « Grupos de
Encontros de Trabalho » ;
– 3/ Ir nos locais de trabalho.