Você está na página 1de 2

Polia

A polia ou roldana ou moito uma pea mecnica muito comum a diversas mquinas, utilizada para transferir fora e movimento. Uma polia constituda por uma roda de material rgido, normalmente metal, mas outrora comum em madeira, lisa ou sulcada em sua periferia. Acionada por uma correia, corda ou corrente metlica a polia gira em um eixo, transferindo movimento e energia a outro objeto. Quando associada a outra polia de dimetro igual ou no, a polia realiza trabalho equivalente ao de uma engrenagem. A Roldana ou polia um disco mvel em torno de um eixo perpendicular ao seu plano, com um sulco chamado gola ou garganta no seu contorno perifrico, e a cujo eixo se liga uma pea chamada ala, destinando-se, isolada ou associada a outras, a elevar objetos pesados. As roldanas tm sido usadas desde os tempos mais remotos, sempre com a funo de ajudar a elevar objectos pesados como: Nos poos de gua, para alterar o sentido da fora que puxa o balde. Na construo civil, para colocar os materiais no cimo das obras. Nos barcos para controlar as velas. Nos elevadores dos poos das minas, para descer os mineiros e recolher o minrio.

Funcionamento
Roldanas fixas A roldana fixa facilita a realizao de um esforo por mudar a direo da fora que seria necessria. Nesse caso, como observamos na figura, a fora necessria para equilibrar o corpo igual fora realizada pela pessoa. Entretanto, para levantar a carga, temos que puxar para baixo, o que facilita o trabalho.

Roldanas mveis As roldanas mveis diminuem a intensidade do esforo necessrio para sustentar um corpo, pois parte desse esforo feito pelo teto, que sustenta o conjunto. Observe na figura a baixo, como a roldana mvel pode facilitar o trabalho.

Com uma roldana mvel, a fora necessria para equilibrar a carga dividida por dois (21). Com duas roldanas mveis, a fora necessria dividida por quatro (22). Com trs, dividida por oito (23), e assim sucessivamente.

Agora j sabemos a razo de haver tantas polias em uma sala de musculao. Elas tornaram viveis o esforo que queremos realizar, em geral mudando de direo da fora necessria para levantar os pesos, a fim de trabalhar a musculatura desejada.

Correntes