P. 1
PROJETO CONSCIÊNCIA NEGRA

PROJETO CONSCIÊNCIA NEGRA

|Views: 3.643|Likes:
Publicado porSuely Santos

More info:

Published by: Suely Santos on Oct 21, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/10/2013

pdf

text

original

E o que os outros pensam. Desconhecido.PROJETO CONSCIÊNCIA NEGRA: RESPEITO E EDUCAÇÃO NÃO TÊM COR Professores: corpo docente da unidade escolar. e a sua reputação é o que os outros pensam de você. Salvador – Bahia 2011 . Porque sua consciência é o que você é. é problema deles. Preocupe-se mais com a sua consciência do que com sua reputação. Local: Colégio Helena Celestino Magalhães.

639 de 2003 que tornou obrigatório o ensino da História da África e dos afro-brasileiros no Ensino Fundamental e Médio. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar a resistência do negro à escravidão de forma geral. desde o primeiro transporte forçado de africanos para o solo brasileiro (1594). c) CULMINÂNCIA: 18 de novembro de 2011 d) CARACTERÍSTICA: Projeto Interdisciplinar. o movimento negro precisava se contentar com o dia 13 de maio. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra. O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. até então. ÁREAS EM DESTAQUE: a) LINGUAGEM: Como o negro é visto pela sociedade? . da inferiorização perante a sociedade. 2. Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos. INTRODUÇÃO Apesar de a população negra constituir grande parte da sociedade brasileira. identificação de etnias. as escolas ampliaram a reflexão e discussão sobre o papel e a posição do negro em nossa sociedade. Abolição da Escravatura – comemoração que tem sido rejeitada por enfatizar muitas vezes a "generosidade" da Princesa Isabel. Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho. se há discriminação por parte da polícia. ETAPAS DO PROJETO: a) TEMA: Respeito e educação não têm cor. b) EXECUÇÃO: 4ª unidade. moda e beleza negra. somente a partir da Lei nº 10. cotas universitárias.1. Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito. visando principalmente crianças negras. O dia é celebrado desde a década de 1960. 3. ou seja. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares. etc. em 1695. embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos.

coreografias. como ferramentas necessárias para estar num mundo formado por sociedades que usam o preconceito como instrumento das esferas de diferenças sociais e. FOCO: Respeito à diversidade humana e abominação do racismo e do preconceito através de uma educação voltada para consciência da importância do negro para a constituição e identidade da nação brasileira. 5. PRÉ-REQUISITOS: O exercício da cidadania e vivência dos valores através da apropriação da arte e da cultura. 6. Tratar da importância e valorização da cultura negra dentro da escola. para a ampliação dos conhecimentos e formação de hábitos e atitudes fundamentais nos valores éticos. dar a conhecer. ainda. através de demonstrações culturais e . músicas. cuja história fora esquecida e ignorada ao longo do tempo. ao elaborar um projeto sobre Cultura Negra deve-se pensar em atividades que possibilitem aproximar nossos alunos da riqueza cultural afro-brasileira. o resgate da herança africana. Propõe-se. visando elevar a autoestima da criança negra e sua percepção e atuação sobre si mesma e seu lugar no mundo. ainda. oral e cultural dos alunos. Capoeira. buscando em nossas próprias raízes a herança biológica e/ou cultural trazida pela influência africana. Favorecer o desenvolvimento da expressão corporal. poesias e a valorização estética negra. OBJETIVOS: Assim sendo. criando espaços para manifestações artísticas que proporcionem reflexão crítica da realidade e afirmação positiva dos valores culturais negros pertencentes a nossa sociedade é o que propõe o projeto CONSCIÊNCIA NEGRA: RESPEITO E EDUCAÇÃO NÃO TÊM COR. aprofundando o estudo das fortes raízes culturais africanas.b) EXATAS: Como a identidade é valorizada e respeitada pela sociedade? c) HUMANAS: Quais as informações sociais que fazem parte da cultura negra? 4. através de momentos de interpretação (monólogos).

conseqüentemente.A Capoeira e sua importância .com a participação de cantores amadores da escola. . proponha que todos se observem atentamente e analisem as diferenças entre eles. .A musicalidade de contextualização negra . leia uma a uma para a classe instigando os alunos a descobrirem quem é o dono de cada característica. de forma lúdica. Peça aos alunos que separem as figuras dos ídolos e primeiro explore bastante as diversas imagens.A teatralidade interpretativa de textos da cultura africana . Para criar um clima mais afetivo introduza uma música ambiente tranqüila e permita o toque caso desejem. É importante o professor também pesquisar e contribuir levando imagens de crianças do mundo inteiro. com repertório de raízes. 7. ATIDADES ABORDADAS: . etc. a sociedade. SUGESTÃO DE ATIVIDADES: Para iniciar o tema proponha aos alunos que listem duas características físicas e duas características de seu caráter/personalidade. Após a brincadeira abra uma roda de conversa levando-os a refletirem sobre a dinâmica. Como dever de casa peça que levem figuras de pessoas diferentes e de pessoas que admiram/idolatram.As coreografias fundamentadas nas raízes negras . Recolha todas as listagens e. os formatos dos narizes e dos lábios. .com a participação de grupos de estudantes. as alturas. levando em consideração os tipos de cabelo. sondando: O que percebemos com essa vivência? Existem pessoas exatamente iguais? Permita que os alunos expressem suas opiniões e. Com este conhecimento. vivenciar e valorizar a cultura negra através da música e da pintura como forma de identificação e resgate da auto-estima do aluno afrodescendente. como se vestem e como são diferentes.com a realização de um desfile para escolha da Beleza Negra da Unidade Escolar (rapazes e garotas). em um segundo momento.através de demonstrações coreográficas de grupos de estudantes. as cores dos olhos e da pele.monólogos. Peça que justifiquem a escolha das mesmas. . projetando o respeito como prática fundamental e essencial para mudar as pessoas e. das diversas religiões. ressaltando os valores que impulsionaram e orientaram a sua vida e a formação de sua identidade.A beleza negra . .de atividades teatrais e de interpretação alguns aspectos importantes do contexto da escravidão negra. poesias etc. Através de atividades artísticas. busca-se desenvolver ações transformadoras. 8.

Com as figuras dos ídolos analise quantos são negros e liste nomes de personalidades negras conhecidas da classe. sobre a importância de diversas culturas. PAPEL DO PROFESSOR: • • • • • Escutar o que os alunos sabem e necessitam expressar. Promova uma conversa informal com a classe para perceber que critérios eles utilizam para eleger seus "modelos": beleza.. etc. sobre o preconceito e a discriminação. Conectar o tema a outros conteúdos e à realidade. Adaptar as diversas sugestões de atividades aos interesses. talento.. por sua origem . Logo. 9. juntamente com os alunos. recria situações do cotidiano e experimenta sentimentos básicos.? Proponha que agrupem as figuras usando o critério que preferirem e que o justifiquem.que dêem um adjetivo para cada uma delas: essa pessoa parece ser. “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele. riqueza. necessidades e faixa-etária de seus alunos. jogos e brincadeiras tradicionais africanos e possibilitar momentos de integração e descontração onde as crianças brinquem e joguem. então. Em artes plásticas podem ser confeccionados bonecos negros. Organizar os espaços e tempos de acordo com as exigências do trabalho a ser executado. a criança aprende a lidar com o mundo e forma sua personalidade. vale pesquisar. É interessante “dar vida” aos bonecos propondo que os alunos os transformem em personagens que podem interagir através de dramatizações e entrevistas. Converse. Não se colocar como o único e principal informante. riqueza cultural dos diversos continentes. baseados na aparência. carisma. Aproveite para falar sobre os tons de pele. Brincando.

se pode aprender a odiar.ou ainda por sua religião. as pessoas precisam aprender. Para odiar. podem ser ensinadas a amar.” (Nels on Mandela) . e.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->