Você está na página 1de 8

EDUCACIONAL

FFFFFííííísssssiiiiicccccaaaaa

CCCCCooooollllliiiiisssssõõõõõeeeeesssss ooooouuuuu CCCCChhhhhoooooqqqqquuuuueeeeesssss MMMMMeeeeecccccââââânnnnniiiiicccccooooosssss

COEFICIENTE DE RESTITUIÇÃO

01. (PUC) A bola A (m = 0,1 kg), com velocidade constante de 6 m/s, colide elasticamente com a bola B (m = 0,05 kg), que está parada. Após o impacto, A tem a velocidade de 2 m/s; a velocidade de B é, em m/s:

Resolução:

Q antes = Q depois

 

m A . V A = m A . V' A + m B . V' B

Þ

0,1 . 6 = 0,1 . 2 + 0,05 . V' B

a) 2

 

b) 4

c) 6

A

B

V' B = 8 m/s

d) 8

   

Alternativa D

e) 10

02. (SANTA CASA) A energia cinética de um sistema isolado, constituído de dois corpos que colidem, conserva-se sempre que:

Resolução:

A energia cinética só se conserva se a colisão for perfeitamente elástica.

a) ocorra qualquer tipo de colisão

 

b) sua quantidade de movimento não se conserve

 

Alternativa E

c) sua quantidade de movimento se conserve

d) os dois corpos sofram deformações permanentes

e) a colisão seja perfeitamente elástica

 

03. (FUVEST) Uma bola preta, de massa m e velocidade V, movendo-se sobre uma superfície muito lisa, sofre uma colisão frontal, perfeitamente elástica, com uma bola vermelha, idêntica, parada. Após a colisão, qual a velocidade da bola preta ?

Resolução:

Num choque perfeitamente elástico com bolas idênticas há troca de velocidades, logo a bola preta pára e a vermelha sai com velocidade V.

a) V

Alternativa C

b) V/2

c) 0

d) – V/2

e) – V

 
 

04. (PUC-MG) Um carrinho A, de m = 2,0 kg e V = 1,0 m/s, colide frontalmente (e elasticamente) com outro B, idêntico, em repouso. Não há atrito. Após o choque, afirma-se que:

a) ambos movem-se com V = 0,5 m/s

Resolução:

Num choque perfeitamente elástico com bolas idênticas há troca de velocidades, logo o carrinho A pára e B sai com velocidade 1 m/s.

b) A inverte o sentido de seu movimento

 

Alternativa D

c) A pára, ambos permanecendo em repouso

d) A pára, e B sai com V = 1,0 m/s

e) A move-se com V = 0,5 m/s e B move-se a 1,5 m/s

 

FISEXT0803-R

1

2 FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES OU OU OU OU OU CHOQUES
2
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
OU
OU
OU
OU
OU
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
EDUCACIONAL
05. (PUC-RS) O móvel A de massa M move-se com velocidade
constante V ao longo de um plano horizontal sem atrito.
Quando o corpo B de massa M/3 é solto, este encaixa-se
perfeitamente na abertura do móvel A. Qual será a nova
velocidade do conjunto após as duas massas terem se
encaixado perfeitamente ?
Resolução:
Q
antes = Q depois
M
3V
M . V =
M +
V'
Þ
V' =
3
4
a) 3V/4
Alternativa A
b) 2V/2
B
c) V/3
d) 3V
V
A
e) 4V/3
06. (FUVEST) O corpo B da figura tem massa M e pode mover-
-se sem atrito sobre um plano horizontal. Do seu topo, a
uma altura H, abandona-se um bloco A de massa M/2 que,
após deslizar sem atrito sobre a superfície inclinada, dela
se separa com uma velocidade horizontal V = 2 m/s.
Resolução:
a)
Q antes = Q depois
Þ
Q A = Q B
0 = Q depois
M
g = 10 m/s
. 2 = M . V B
Þ
V B = 1 m/s
2
H
2
2
M
M
2
M
.
1
B
b)
. g . H =
.
+
Þ
H = 0,3 m
2
2
2
2
A
a) Qual a velocidade final do corpo B ?
b) Qual a altura H ?
07. (UNISA) Numa experiência para a determinação do coeficiente de restituição largou-se uma bola de
07. (UNISA) Numa experiência para a determinação do
coeficiente de restituição largou-se uma bola de pingue-
Resolução:
pongue em queda livre de uma altura de 4,00 m e ela retornou
Queda: V F =
2gh
=
80 m/s (aproximação)
1
altura de 1,00 m. Portanto, o coeficiente de restituição
procurado é:
à
2
Subida:
V
- 2 . g . h 2 = 0 Þ V
=
20 m/s (afastamento)
0
S
0 S
a) 0,25
V
af
20
1
1
e
=
=
=
=
= 0,5
b) 0,50
80
4
2
V
ap
c) 1,00
d) 2,00
Alternativa B
e) 4,00
08. (UNICAMP) Um objeto de massa m 1 = 4kg e velocidade
Resolução:
V
1 = 3m/s choca-se com um objeto em repouso, de massa
a) Perda máxima de energia Þ
choque inelástico (e = 0)
m
2 = 2kg. A colisão ocorre de forma que a perda de energia
cinética é máxima mas consistente com o princípio da
conservação da quantidade de movimento.
Q antes = Q depois
4
.
3
m 1 . V 1 = (m 1 + m 2 ) . V
Þ
V =
= 2 m/s
4 + 2
a) Quais as velocidades dos objetos imediatamente após
a colisão?
2
m
.
V
4
.
9
1
1
=
= 18 J
b) E antes =
2
2
b) Qual a variação da energia cinética do sistema?
E = 6J
2
(m
+
m
) . V
6
.
4
1
2
=
= 12 J
E depois =
2
2
COLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕES OUOUOUOUOU CHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUES
COLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕES OUOUOUOUOU CHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUES MECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOS
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
EDUCACIONAL

09. (MACK-2002) Um disco de massa 100g desliza sobre uma superfície horizontal perfeitamente lisa, com velocidade de módulo 5,0 m/s. Num determinado instante choca-se contra uma parede e, após 1,0 milissegundo, retorna sobre a mesma trajetória, com velocidade de módulo 4,0 m/s. O choque

foi

e a força aplicada ao disco pela parede teve a intensidade de

As informações que preenchem corretamente as lacunas, na ordem de leitura são, respectivamente:

3

v o = 5,0 m/s v = 4,0 m/s
v o = 5,0 m/s
v = 4,0 m/s
a) Perfeitamente elástico e 1,0 . 10 2 N. Resolução: b) Perfeitamente elástico e 9,0
a) Perfeitamente elástico e 1,0 . 10 2 N.
Resolução:
b) Perfeitamente elástico e 9,0 . 10 2 N.
Aguarde resolução completa.
c) Anelástico e 1,0 . 10 2 N.
d) Parcialmente elástico e 1,0 . 10 2 N.
Alternativa E
e) Parcialmente elástico e 9,0 . 10 2 N.
10. (FUVEST) Uma partícula de massa m e velocidade v colide
com outra de massa 3 m inicialmente em repouso. Após a
colisão elas permanecem juntas, movendo-se com
velocidade V. Então:
Resolução:
Q antes = Q depois
m
. v = 4m . V
Þ
v = 4V
a)
V = 0
b)
V = v
c)
2V = v
Alternativa E
d)
3V = v
e)
4V = v
11. (FUVEST) Um projétil com massa de 50 g, animado de uma
velocidade de 700 m/s, atinge um bloco de madeira com massa
de 450 g, inicialmente em repouso sobre uma superfície hori-
zontal lisa e sem atrito. A bala aloja-se no bloco após o
impacto. Qual a velocidade final adquirida pelo conjunto ?
Resolução:
Q antes = Q depois
50 . 700 = 500 . V
Þ
V = 70 m/s
12. (Cesgranrio-RJ) Na figura abaixo, um carrinho de compras
(1) se aproxima, com velocidade de 3,0 m/s, de um carrinho
parado (2). Com o choque, os dois engatam e passam a se
movimentar juntos com velocidade de 2,0 m/s. Se a massa
de cada sistema fosse duas vezes maior do que na
experiência descrita, a velocidade do conjunto depois da
colisão seria de:
Resolução:
Q antes = Q depois
M . 3 = (M + m) . 2
M 2
=
3 se
M ®
2M e (M + m) ®
2(M + m)
M + m
2M
2
=
3,0 m/s
2(M
+ m)
M M + m =
3
a) 1,0 m/s
2M . 3 = 2(M + m) . V
b) 2,0 m/s
c) 3,0 m/s
M
. 3
V =
= 2 m/s
d) 4,0 m/s
M + m
(1)
(2)
e) 5,0 m/s
Alternativa B

13. (FUVEST) O problema refere-se à colisão unidimensional elástica entre dois carrinhos, sobre um plano horizontal com atritos desprezíveis. O carrinho (1), de massa m 1 , tem velocidade inicial V, e o carrinho (2), de massa m 2 , está parado. Depois da colisão, observa-se que os dois carrinhos têm velocidades de mesmo módulo mas de sentidos opostos. Qual é o valor da razão m 2 /m 1 entre as massas dos dois carrinhos ?

Resolução: V m 1 m 2 Antes Depois V' V m 1 m 2 V
Resolução:
V
m 1
m 2
Antes
Depois
V'
V
m 1
m 2
V = 0
m 1 . V = m 2 . V' - m 1 . V'
Q antes = Q depois
m
m
V
+ V'
2
2
V =
V' - V'
Þ
=
m
1 V'
m 1
m
2 3V'
Mas
e = 1
Þ
V = 2V'
\
=
= 3
m
V'
1

4

FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES OU OU OU OU OU CHOQUES
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
OU
OU
OU
OU
OU
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
EDUCACIONAL
EDUCACIONAL

14. (UF-RS) Dois carrinhos A e B, conforme a figura, possuem massas iguais a M e estão em repouso sobre uma superfície livre de atritos. O carro A desliza e colide com o carro B, ao qual permanece unido. Qual será a velocidade do conjunto formado pelos dois carros imediatamente após a colisão, sendo g a aceleração da gravidade ?

Resolução:

 
 

M

.

V

2

Mg

. h =

2

Þ

V =

2gh
2gh
 

Q

antes = Q depois

 

a)

4 gh 2 2 gh gh
4
gh
2
2 gh
gh

2

gh

2

M

M

2gh
2gh

= 2M . V'

Þ

V' =

2gh
2gh
A
A
 

2

b)

b)   M Alternativa D  
 

M

Alternativa D

 

c)

 

h

B
B
 

d)

d)

e)

2 gh
2
gh
 

4

15. (Cesgranrio-RJ) Observa-se uma colisão elástica e unidi- mensional, no referencial do laboratório, de uma partícula de massa m e velocidade 5,0 m/s com outra partícula de massa m/4, inicialmente em repouso. Quais são os valores das velocidades das partículas após a colisão?

Resolução:

 

Q

antes = Q depois

   

Logo

5m

= m . V 1 +

m

. V 2

 

V 2 - V 1 = 5

 

4

V 2 = 5 + V 1

PARTÍCULA DE MASSA m

PARTÍCULA DE MASSA m/4

20 = 4V 1 + V 2

   
 

a) 3,0 m/s

 

8,0 m/s

 

20 = 4V 1 + V 1 + 5

Þ V 1 = 3 m/s e V 2 = 8 m/s

b) 4,0 m/s

6,0 m/s

e

=

5

= 1

 

c) 2,0 m/s

d) 6,0 m/s

12,0 m/s

4,0 m/s

 

V

2

V

1

Alternativa A

 

e) 5,0 m/s

5,0 m/s

16. (FUVEST) Dois patinadores de mesma massa deslocam-se numa mesma trajetória retilínea, com velocidades respectivamente iguais a 1,5 m/s e 3,5 m/s. O patinador mais rápido persegue o outro. Ao alcançá-lo, salta verticalmente e agarra-se às suas costas, passando os dois a deslocar-se com velocidade V. Desprezando o atrito, calcule o valor de V.

a) 1,5 m/s

b) 2,0 m/s

c) 2,5 m/s

d) 3,5 m/s

e) 5,0 m/s

Resolução:

Q antes = Q depois

m . 1,5 + m . 3,5 = 2m . V

5 = 2V

Þ

V = 2,5 m/s

Alternativa C

COLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕES OUOUOUOUOU CHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUES
COLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕES OUOUOUOUOU CHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUES MECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOS
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
EDUCACIONAL

5

17. (PUC) Um tronco de massa 50 kg desce um rio levado pe-la correnteza com
17. (PUC) Um tronco de massa 50 kg desce um rio levado pe-la
correnteza com velocidade constante 2 m/s. Uma ave de
massa 10 kg, voando a 2 m/s rio acima, procura pousar
sobre o tronco. A ave escorrega de uma extremidade à outra
sem conseguir permanecer sobre o tronco, saindo com ve-
locidade 0,5 m/s. Desprezando o atrito com a água, qual a ve-
locidade final do tronco, assim que a ave o abandona? Con-
sidere todas as velocidades em relação às margens do rio.
Resolução:
ave
2 m/s
tronco
50 kg
Antes
10 kg
10 m/s
Q sist = 50 . 2 - 10 . 2 = 80 kg m/s
ave
tronco
50 kg
Depois
0,5 m/s
V 10 kg
a) 2,2 m/s
Q sist = 50 . V - 10 . 0,5 = 80
b) 2,0 m/s
c) 1,9 m/s
85
50V = 85
Þ
V =
= 1,7 m/s
d) 1,7 m/s
50
e) 1,5 m/s
Alternativa D
18. (FUVEST) Uma partícula move-se com velocidade uniforme
V ao longo de uma reta e choca-se frontalmente com outra
partícula idêntica, inicialmente em repouso. Considerando
o choque elástico e desprezando atritos, podemos afirmar
que, após o choque:
Resolução:
Num choque perfeitamente elástico com bolas idênticas há troca de
velocidades.
Alternativa D
a) as duas partículas movem-se no mesmo sentido com
velocidade V/2
b) as duas partículas movem-se em sentidos opostos com
velocidades – V e + V
c) a partícula incidente reverte o sentido do seu
movimento, permanecendo a outra em repouso
d) a partícula incidente fica em repouso e a outra move-
se com velocidade v
e) as duas partículas movem-se em sentidos opostos com
velocidades – v e 2v
19. (Cesgranrio-RJ) Um carrinho de massa m 1 = 2,0 kg,
deslocando-se com velocidade V 1 = 6,0 m/s sobre um
trilho horizontal sem atrito, colide com outro carrinho de
massa m 2 = 4,0 kg, inicialmente em repouso sobre o trilho.
Após a colisão, os dois carrinhos se deslocam ligados um
ao outro sobre esse mesmo trilho. Qual a perda de energia
mecânica na colisão?
Resolução:
Q antes = Q depois
2
.
6
m 1 . V 1 = (m 1 + m 2 )V
Þ
V =
= 2 m/s
2 + 4
2
2
m
.
V
2
.
6
1
1
E
=
=
= 36J
a) 0 J
c
antes
2
2
b) 12 J
2
2
(m
+
m
)
.
V
(2
+
4)
.
2
1
c) 24 J
E 2
=
=
= 12J
c
depois
2
2
d) 36 J
e) 48 J
\ DDDDDE c = 24J
Alternativa C

6

FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES OU OU OU OU OU CHOQUES
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
OU
OU
OU
OU
OU
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
EDUCACIONAL
EDUCACIONAL

20. (UNICAMP) Uma esferazinha A de massa m está presa a

Resolução:

um pino O por um fio leve e inextensível e tangencia um plano horizontal liso. Uma segunda esferazinha B, de mesma massa m e deslocando-se com

velocidade V 0 = 1,0 m/ s, vai chocar-se frontal- mente com a primeira em repouso. Admita que todas as possíveis colisões neste evento são perfeitamente elás- ticas.

a) Quantas colisões haverá entre as duas esferazinhas ?

O V 0
O
V 0

B

A

a) Duas colisões.

b) Como os choques são perfeitamente elásticos e as esferas são

idênticas, haverá troca de energia cinética nos dois choques.

Logo

V A = 0

e

V B = -V 0 = -1 m/s

 

b) Quais serão as velocidades das esferazinhas ao final deste evento ?

21. (IME) O carro A foi abalroado pelo caminhão B de massa igual ao triplo da sua. O caminhão desloca-se com velocidade de 36 km/h. Após o choque, que se deu no ponto P, os dois veículos, unidos, deslocaram-se em linha reta até o ponto Q. O motorista do carro declarou que sua velocidade no instante do choque era inferior à máxima permitida, que é de 80 km/h. Diga, justificando, se esta declaração é falsa ou verdadeira.

Q

P 45 o A B
P 45 o
A
B

Resolução:

Como depois da colisão o sistema se desloca segundo um ângulo de 45º, podemos concluir que Q x = Q y .

Logo,

M . V = 3m . 36

Þ

\ Declaração falsa.

V = 108 km/h

22. (FUVEST) Duas esferas de 2 kg cada se deslocam sem atrito sobre uma mesma reta horizontal. Elas se chocam e passam a se mover grudadas. O gráfico representa a posição de cada esfera em função do tempo, até o instante da colisão:

S (m)esfera em função do tempo, até o instante da colisão: 40 esfera 1 30 20 10

40 esfera 1 30 20 10 esfera 2 0 5
40
esfera 1
30
20
10
esfera 2
0 5

10

colisão: S (m) 40 esfera 1 30 20 10 esfera 2 0 5 10 t (

t (s)

a) Calcule a energia cinética total do sistema antes do choque.

b) Esboce a continuação do gráfico até t = 10s.

c) Calcule a energia dissipada com o choque.

Resolução:

30

40

30

5

+

V 1 =

5

m

. V

= -2 m/s

1

2 m

+

. V

2

V 2 =

2 2

.

4

= 6 m/s

2

. 36

a) E c =

2

2 =

2

2

= 40J

S(m) b) Q antes = Q depois 40 2 . 6 - 2 . 2
S(m)
b) Q antes = Q depois
40
2 . 6 - 2 . 2 = 4 . V
30
V = 2 m/s
20
\ em 5 s
Þ Ds = 10 m
10
t(s)
0
5
10
2
2
(m + m) . V
c)
(2 + 2) . 2
E
=
=
= 8 J
2
M depois
2
Þ
Alternativa C
\ E dissipada = 40 - 8 = 32 J
COLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕES OUOUOUOUOU CHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUES
COLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕESCOLISÕES OUOUOUOUOU CHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUESCHOQUES MECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOSMECÂNICOS
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
7
EDUCACIONAL
23. (UNICAMP) Um carrinho de massa m 1 = 80 kg desloca--se
horizontalmente com velocidade V 1 = 5,0 m/s. Um bloco de
massa m 2 = 20 kg cai verticalmente sobre o carrinho, de
uma altura muito pequena, aderindo a ele.
Resolução:
a) Q antes = Q depois
80
. 5
m 1 . V 1 = (m 1 + m 2 ) . V
Þ
V =
= 4 m/s
80 + 20
a) Com que velocidade final move-se o conjunto ?
m
.
V
2 80
. 25
1
1
b) Que quantidade de energia mecânica foi transformada
em energia térmica ?
b)
E
=
=
= 1 000J
c
2
2
antes
2
(m
+
m
)
.
V
100
.
16
1
2
E
=
=
= 800J
2
2
c depois
\ DDDDDE = 200J

24. (Cesgranrio-RJ) Esta questão apresenta duas afirmações, podendo a segunda ser uma razão para a primeira. Assinale:

a) se as duas afirmações forem verdadeiras e a segunda for justificativa da primeira.

b) se as duas afirmações forem verdadeiras e a segunda não for justificativa da primeira.

c) se a primeira afirmação for verdadeira e a segunda afirmação for falsa.

d) se a primeira afirmação for falsa e a segunda afirmação for verdadeira.

e) se a primeira e a segunda afirmações forem falsas.

massa de modelar

e a segunda afirmações forem falsas . massa de modelar Os dois carrinhos, andando sobre trilhos
e a segunda afirmações forem falsas . massa de modelar Os dois carrinhos, andando sobre trilhos
e a segunda afirmações forem falsas . massa de modelar Os dois carrinhos, andando sobre trilhos

Os dois carrinhos, andando sobre trilhos horizontais com atrito nulo, no laboratório, chocam-se e permanecem jun- tos após a colisão.

1 a afirmação

Durante a colisão, a quantidade de movimento total do sistema dos dois carrinhos não se conserva.

PORQUE

2 a afirmação

A colisão é inelástica.

Resolução:

1 a afirmação

®

falsa, pois Q sempre se conserva.

2 a afirmação

® verdadeira.

Alternativa D

8 FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES COLISÕES OU OU OU OU OU CHOQUES
8
FÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICAFÍSICA
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
COLISÕES
OU
OU
OU
OU
OU
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
CHOQUES
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
MECÂNICOS
EDUCACIONAL
25.
(IME) A figura mostra um bloco P de massa 10 kg que
parte do repouso em A e desce o plano inclinado com
Resolução:
H
H
atrito cujo coeficiente cinético é m = 0,2. Em B, o bloco P
choca-se com o bloco Q de massa 2 kg, inicialmente em
repouso. Com o choque, Q desloca-se na pista horizontal,
desliza sobre uma parte semi-circular e vai cair sobre o
ponto B. Sabendo que as partes horizontal e semicircular
sen q =
Þ
DS =
S
sen
Velocidade do bloco P no final da rampa:
P
x - F at = m p . a
mg . sen q - m . mg . cos q = m . a
da
pista não têm atrito e que o coeficiente de restituição em
2
2
P e Q é 0,8, determine a altura H.
10 .
- 0,2 . 10 .
= a
Þ
a = 4
2 m/s 2
2
2
Dados:
g = 10 m/s 2
R = 2,5 m
x = 2
q= 45°
m
H
V
2 = V 0 2 + 2 . a . DS Þ
V 2 = 2 . 4 .
2 .
= 16H
Þ
V = 4
H
sen
Conservação da quantidade de movimento
(A)
P
Q
D
antes = Q depois
10 . 4
H
= 2V 2 + 10V 1
Þ
5V 1 + V 2 = 20
H
(I)
Coeficiente de restituição
R
H
V
V
af
af
e
=
Þ
0,8 =
Þ
V af = 3,2
H
V
4
H
ap
Q
qqqqq
\
V 2 - V 1 = 3,2
H
(II)
C
B
Substituindo (II) em (I), temos:
x
20
H
= V 2 + 5V 2 - 16
H
Þ
6
H
V 2 =
Conservação de energia
2
2
m
.
V
m.V'
1
2
= mg . 2R +
2
2
2
V
2 2 = 100 +
V'
Þ
V' =
36H
100
S
2
11
2
11
Mas V' =
=
Þ
36H
100 =
Þ
H = 4m
t
t
2
.
5
queda
10
26.
(Cesgranrio) Um carrinho de massa M = 3 kg move-se em
Resolução:
linha reta sobre um piso horizontal sem atrito. A velocidade
do
carrinho é de 6 m/s. Sobre o carrinho, encontra-se fixada
Q
antes = Q depois
uma mola que é comprimida por um objeto de massa
(M + m) . V = MV' - m . 6
m
= 0,5 kg. Inicialmente tal objeto se desloca solidário ao
3,5 . 6 = 3V' - 0,5 . 6
carrinho, atado ao mesmo por um fio. Em um instante, o fio
3V' = 24
Þ
V' = 8 m/s
é rompido e a mola empurra o objeto para trás, projetando-
-o
horizontalmente para fora do carrinho com velocidade
Alternativa B
de 6 m/s em relação ao piso. Uma vez livre do objeto de
massa m, qual a velocidade do carrinho?
V
fio
M
m
a)
6 m/s
b)
8 m/s
c)
10 m/s
d)
12 m/s
e)
14/m/s