Você está na página 1de 18

A Riqueza do Tempo Perdido.

Todos os dias quando acordo No tenho mais O tempo que passou Mas tenho muito tempo Temos todo o tempo do mundo... (Renato Russo)

Apresentao: Detian Almeida

Sobre a autora
* Qual o caminho traado pela autora? * Qual o objeto de estudo do texto?

Sobre a origem do texto


Dissertao de mestrado: Esculpindo Geodos, tecendo redes: Estudo etnogrfico sobre o tempo e avaliao na sala de aula.
3

Dilogos com outros autores


Cunha (2011):

O discurso da aprendizagem ao longo da vida, muitas vezes, se estabelece sobre a gide da produtividade e a necessidade de alcanar cada vez mais e mais altos escores de desempenho.

Certamente essa condio se consolida quando os sujeitos tiveram oportunidades de refletir sobre os acontecimentos e experincias, fazendo articulaes entre o pesoal e o coletivo, o local e o global, o circunstancial e o essencial.

Ferreira e Arco-Verde (2001): Chrnos: tempo institucional e social. Kairs: tempo do aluno Santo Agostinho (1973)

Que , pois, o tempo?(...) Se ningum mo perguntar, eu sei

Sobre o texto
Metodologia:

Estudo etnogrfico
Durao da coleta de dados: 13 meses Observao nas salas de aula 3 srie Entrevistas com a professora e com os alunos.

Chrnos, Kairs e a mitologia grega. A supervalorizao do tempo O benefcio do tempo perdido

A escola e a sobrecarga da educao A cultura da escola

O mtodo Laura de ensinar


Alternncia entre os atendimentos coletivo e individual. Incio das aulas com atividades Breves exposies

10

Encaminhamento das tarefas para a soluo Elaborao da soluo em conjunto com os alunos Dvida de um aluno = dvida de vrios.

11

Tempo da realizao de tarefas excessivamente longo: isto prejudicial ? O erro como caminho para o acerto. Como seus alunos conseguem aprender com o desperdcio de tempo?
12

Planejamento de aulas O passeio de carteira em carteira. A durao das atividades depender da demanda dos alunos

13

O tempo pertence tambm aos alunos Ensinos diferentes para alunos diferentes.

14

O tempo e as escolas atuais


Tempo do aluno definido em horrios e perodos Organizao burocrtica do tempo Limitao do tempo para apropriao de assuntos e realizao de avaliaes
15

Professores tendem a preencher todo o tempo de aula


Classificao dos alunos: Lento x rpido

Atrasados x adiantados
Aprovado x reprovado

16

Comentrios finais da autora


Dentro de uma rotina [..] organizada, ela (Laura) capaz de permitir a desorganizao p. 123

Para Laura, o tempo no chrnos, kairs p. 123

17

Comentrios finais da autora


Estar prxima de cada um deles (alunos) parece ser a forma que Laura escolheu para mostrar que aprender importante e que ela est ali p. 123

18

Você também pode gostar