P. 1
02040 Manual Bomba Concr. Schwing Siwa Bp-401 Hdr-18

02040 Manual Bomba Concr. Schwing Siwa Bp-401 Hdr-18

3.0

|Views: 2.282|Likes:
Publicado porJubinho

More info:

Published by: Jubinho on Oct 26, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/04/2013

pdf

text

original

MANUAL 02040 BOMBA CONCR.

SCHWING SIWA BP-401 HDR-18
Catálogo de Peças Manual Operação Manual Manutenção

ÍNDICE DAS SEÇÕES
1 2 3 4 5 6 7 8 9 ESTRUTURA SISTEMA DE ACIONAMENTO BATERIA DE BOMBEIO LIGAÇÕES HIDRAULICAS CENTRAL DE LUBRIFICAÇÃO SISTEMA DE AR COMPRIMIDO - (OPCIONAL) AGITADOR PARA ROCK DN-180/150 RESERVATORIO HIDRÁULICO E TROCADOR DE CALOR PANEL DE CONTROLE

10 COMANDO REMOTO 11 TUBULAÇÃO DE SAÍDA 12 ACESSÓRIOS 13 ESQUEMAS HIDRAULICO E ELÉTRICO DO EQUIPAMENTO

SEÇÃO - 1
1 ESTRUTURA
Pag No

QUADRO AUXILIAR - MONTAGEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20922761 . . . 1-1 CONJUNTO DE SUSPENSÃO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20917284 . . . 1-3 MACACO MECÂNICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20918439 . . . 1-5 PARA CHOQUE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20918971 . . . 1-7 EIXO DE RODAGEM SIMPLES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20918974 . . . 1-9 CIRCUITO PNEUMATICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20981939A . . 1-11 CIRCUITO PNEUMATICO DE FREIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20981939B . . 1-13 PNEU E RODA PARA EIXO. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20981939C . . 1-15 SISTEMA DE FREIO DO EIXO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20981939D. . .1-17 TANQUE DE COMBUSTÍVEL - (MONTAGEM) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20918496 . . . .1-19

SEÇÃO

1

CHASSI - (MONTAGEM)
Documento No.: 20922761

3

6 10

17
2 8

18
12

9

1

19 11

11

11

6

7

14

15 5
1-1

4

Revisão: 01 Junho, 2002

CHASSI - (MONTAGEM)
Documento No.: 20922761
Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 Qt. 1 1 1 4 4 14 4 1 1 6 14 1 1 4 4 4 2 2 8 Descrição CHASSI - CONTRUÇÃO................................................................................................. ANEL ............................................................................................................................... CAPOTA DE FIBRA ........................................................................................................ PINO DE ARTICULAÇÃO ............................................................................................... APOIO ARTICULADO ..................................................................................................... PARAFUSO M-10 X 30 DIN 933 - 8.8............................................................................. SUPORTE DO PARALAMA ............................................................................................ PONTEIRA P/ REBOQUE 2” .......................................................................................... ENGRAXADEIRA AM-8 X 1 DIN 71212 - 5.8 ................................................................. ARRUELA LISA A-10 DIN - 125...................................................................................... PORCA PARLOCK M-10 DIN 985 - 8 ............................................................................ CONTRA PINO 8 X 80 DIN 94 ........................................................................................ PORCA CASTELO P/ ENGATE...................................................................................... PÉ DE APOIO ................................................................................................................. PINO DE FIXAÇÃO DO PÉ DE APOIO ......................................................................... CONTRA PINO ............................................................................................................... GRAMPO DE FIXAÇÃO.................................................................................................. BRAÇADEIRA DE MADEIRA.......................................................................................... PORCA SEXTAVADA M- 16 - DIN 934 ..........................................................................

SEÇÃO

Art. No. 20922760 20912456 20982508 20915968 20915934 10001861 20918382 20981928 10007885 20984092 10001283 20982154 20981929 20913807 20922819 2011999 20918341 20918344 10001260

1

Revisão: 01 Junho, 2002

1-2

SEÇÃO

1

CONJUNTO DA SUSPENSÃO
Documento No.: 20917284

15

10

11

12

2,3

13 8

5

7

14

9

1-3

1

15

Revisão: 01 Junho, 2002

4

6

...................... ARRUELA DE PRESSÃO DE 3/4” .......................................................................... PORCA DUPLA 1/2” . 20982464 20982706 20982466 20982467 20982677 20982469 20982470 20982456 20982457 2980389 20982749 20981186 20982461 20918445 1 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 Revisão: 01 Junho.......................................... 4 16 16 2 2 6 12 6 6 2 4 8 8 2 Descrição SUPORTE DIANTEIRO MB 002 ...................................................................................................................................................... Art.............................................................CONJUNTO DA SUSPENSÃO Documento No............. CHAPA DE FIXAÇÃO . ALGEMA DIANTEIRA ................... PORCA DUPLA 18 MM.......... 2002 1-4 ...............................................................PARA SUPORTE MB 002 ..........................RETA..............................1/2” ........... PARAFUSO 1/2” X 1.... ARRUELA DE ENCOSTO DIANTEIRA ................. ENGRAXADEIRA 3/8” NPT .................. TRAVA CONICA UD 2099 ................................................................................................: 20917284 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 SEÇÃO Qt.... GUIA DA PRESILHA DE MOLA MS 100 ......................................................................................................................................... 2GRAMPO DIANTEIRO 18 MM X 72 X 240D ................................................................................................... No.................................................................... PINO DE MOLA DIANTEIRA .......................................................................................................................................................................................................... FEIXE DE MOLAS ...........................................

9.: 20918439 7 11 12 6 1 2 3 1-5 4 8.10 5 Revisão: 01 Junho. 2002 13 .SEÇÃO 1 MACACO MECÂNICO Documento No.

................................................................................................................................................................................................................................................................................. PINO....................................................................8. CORPO SUPERIOR .....................8..............................................8 .... ARRUELA LISA D 6............................................................................ PORCA SEXTAVADA M 6 DIN 938 ........................................ SEÇÃO Art...................................... PINO COM CORRENTE ............................................... PINO ELÁSTICO ....................................................... BUCHA DE BRONZE ....... CONTRA PINO 5 X 40 DIN 94 A2C .................................................................... CORPO INFERIOR ..................................................................................... CORPO REGULÁVEL..................................................................................... EIXO ...................................... 2002 1-6 ..............................................: 20918439 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 Qt..................... 20917312 20917324 20918422 20002384 20917316 20918423 20918431 20001764 10001244 20981236 20918437 10001447 20918438 1 Revisão: 01 Junho............................................................ PARAFUSO M 6 X 20 DIN 933 ........................... No.................................................................MACACO MECÂNICO Documento No......... 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 1 Descrição MANIPULO...............................................................................................6 DIN 126 ...............................................

2002 .: 20918971 2 1 3 4 4 3 2 1-7 Revisão: 01 Junho.LAMA Documento No.SEÇÃO 1 PARA .

...........................8 X 50 ..................LAMA DE FIBRA ......6 . PORCA PARLOCK M .................................. ARRUELA LISA A 8....8.................40 ...............DIN 931 ........................ 1 4 4 4 Descrição PARA ..... 2002 1-8 ..PARA ...................... SEÇÃO Art...DIN 125 .............LAMA Documento No...............................: 20918971 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 Qt.....8 DIN 985 ................... No..............8 ..................... 20982659 20010616 10001890 10009875 1 Revisão: 01 Junho................................................ PARAFUSO M .................

CHOQUE Documento No.SEÇÃO 1 PARA . 2002 .: 20918974 2 3 1 1-9 Revisão: 01 Junho.

................... No.....CHOQUE Documento No.................8..8........................ SEÇÃO Art... PORCA PARLOCK M 16 .............. 20912712 20001379 20980870 1 1 ............: 20918974 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 Revisão: 01 Junho........PARA ....................................8 ........................ 1 4 4 Descrição PARA ................... 2002 Qt.......................DIN 933 .. PARAFUSO M 16 X 100 .......10 ..............................DIN 985 ........................CHOQUE.

2002 .11 Revisão: 01 Junho.SEÇÃO 1 EIXO DE RODAGEM SIMPLES Documento No.: 20981939A 1 .

............................12 ................................. 1 1 14 14 14 2 2 2 2 20 20 2 2 2 2 2 8 1 Descrição VIGA EIXO MASSIÇO QUADRADO 3.............12 X 50 MM .................................................. PORCA OSCILANTE 22 MM ................................. PORCA CASTELO DA PONTA DO EIXO .............................................. RETENTOR Nº 00516.......... 20982233 20982234 20001531 10001713 10009876 20981778 20981773 20981772 20981773 20981782 20981783 20981774 20981775 20981776 20981779 20981780 20981777 20982235 1 33 34 35 36 37 Revisão: 01 Junho............................................................................................................................ CONJUNTO DE FREIO ESQUERDO 6”..................................................... TAMBOR DE FREIO DE 6” ................... 2002 1 .............. ROLAMENTO N° 32216...................................................EIXO DE RODAGEM SIMPLES Documento No................................................................................................................................... ARRUELA DE PRESSÃO 12 MM ..............................................................................8 ...... PARAFUSO 5/16” X 7/8” ................................... TRAVA ARANHA DA PORCA CUBO ................................ ROLAMENTO Nº 32216................. CUBO DE RODA ARO 16 .............................................................. TAMPA DO CUBO .............................................................2250 MM ...................... PORCA PARLOCK 12 MM ........1/2” ............... No...................................... CONJUNTO DE FREIO DIREITO 6”.................... PARAFUSO SEXTAVADO AÇO 8........................................................................10 FUROS ........................................................: 20981939A Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 SEÇÃO Qt...... PARAFUSO DE RODA 22 X 80 MM .............................................. JUNTA DE VEDAÇÃO DA TAMPA DO CUBO .................................................................................................................................................... Art.....................................................................................................................................................................

13 Revisão: 01 Junho.SEÇÃO 1 CIRCUITO PNEUMÁTICO DE FREIO Documento No.: 20981939B 1 . 2002 .

..................CIRCUITO PNEUMÁTICO DE FREIO Documento No......................... DRENO DO BALÃO DE AR ....................................................................................................................................... VÁLVULA DESCARGA RÁPIDA 1/2” X 1/4” ...................................................................................................................................... FLEXÍVEL DE FREIO 800 MM.............................................. Art........... TUBO TECALON 3/8” X 10 M ......................................... PORCA SETAVADA 1/4” ..................................................................................................................................................................................................................................................................... ARRUELA DE PRESSÃO 1/4” ...... PARAFUSO SEXTAVADO 1/4” X 3/4” ..........................................................14 ......................................... 20981597 20981598 20981599 20981600 20981602 20981603 20981604 20981605 20981601 20981607 20981608 20982254 20982255 20980087 20982131 20981252 20982256 20982257 20981609 20981606 29102001 20981610 1 35 36 37 38 Revisão: 01 Junho........................... COTOVELO MACHO 1/2” X 3/8” .................... ENGATE RÁPIDO DE AR 1/2”........................................................................................ SUPORTE PARA FIXAÇÃO DO BALÃO DE AR .................................................................................................................................................... ...................................................................... CONEXÃO ANTEPARO 1/2” X 3/8” ............ BALÃO DE AR 40 KG .. ARRUELA DE PRESSÃO5/16” ................................................................................................................................................ NIPS DO FLEXÍVEL 1/4” X 3/4” ............................................................................TUBO ....................... PARAFUSO SEXTAVADO1/4” X 1 ......................................... SUPORTE DE FIXAÇÃO CONEXÃO ANTEPARO... PORCA SEXTAVADA 5/16” ....... SUPORTE DE FIXAÇÃO VÁLVULA RE3 ............................................. 1 1 1 2 1 2 2 5 1 1 1 2 2 2 2 3 3 3 1 2 1 1 Descrição VÁLVULA RELE RE3..................................... No............ SUPORTE DE FIXAÇÃO DA VÁLVULA DE DESCARGA .................................................................. UNIÃO MACHO 1/4” X 3/8” TUBO .........................................................................: 20981939B Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 SEÇÃO Qt............................................................................................ 2002 1 ........................................................TUBO............................................. PARAFUSO SEXTAVADO /16” X 1 .................................................

SEÇÃO 1 PNEUS E RODA PARA EIXO Documento No. 2002 .15 Revisão: 01 Junho.: 20981939C 03 04 1 .

.................................................................................................... PROTETOR DA CAMARA .....: 20981939C Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 SEÇÃO Qt............ 2002 1 .............................. RODA DE 10 FUROS ............................16 ............. CAMARA ..................... Art................................................................................................ 20982577 20982224 20982579 20982578 1 34 35 36 37 38 Revisão: 01 Junho..................... 2 2 2 2 Descrição PNEU PN 750 R15 XTA 16 LONAS MICHELIN .............ARO 16 ................... No........PNEUS E RODA PARA EIXO Documento No...

2002 .: 20981939D 1 .17 Revisão: 01 Junho.SEÇÃO 1 SISTEMA DE FREIO DO EIXO Documento No.

..................................................................................... 20982236 20982237 20981761 20982238 20982239 20982240 20982242 20982243 20982244 20982245 20982246 20982247 20982248 20982249 20982251 20982252 20982241 20982250 1 32 33 34 35 36 Revisão: 01 Junho......................................... PINO ANCORAGEM DA SAPATA ........................................................... BUCHA PINO FLANGE......................................................................................PÓ...................... 2002 1 ................... SUPORTE “S” DIREITO (LONGO) ..................................................... EIXO “S” DIREITO (LONGO) .................................... ROLETE SAPATA ............. ALAVANCA AJUSTADORA 10 STRIA ................................................ 1 1 2 2 2 1 1 1 2 1 1 2 1 1 1 2 1 1 Descrição CONJUNTO DE FREIO COMPLETO DE 6” ...........................................................: 20981939D Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 SEÇÃO Qt...............................................................................................18 ........................................................................................................................................ MOLA RETORNO DA SAPATA ... EIXO “S” ESQUERDO (LONGO) ......................................................................... Art.................................................................................................................... No................................ MOLA DE FIXAÇÃO DA SAPATA ........................... CÂMARA AR 8” ENTRADA LATERAL........................... LONA 6” ...................................................... FURAÇÃO 1/2”)....................................................... TRAVA ROLETE ........................................................... TAPA ................................................................................................................................................................................................................................................... FLANGE FREIO (7F.....SISTEMA DE FREIO DO EIXO Documento No.................................................................................................... SAPATA DO FREIO DE 6”...... LEXÍVEL DE FREIO 3500 MM DE 1/2”............................ SUPORTE “S” ESQUERDO (LONGO) ............................

19 Revisão: 01 Junho. 2002 .SEÇÃO 1 TANQUE DE COMBUSTÍVEL (MONTAGEM) Documento No.: 20918496 12 11 5 13 14 4 5 E IM AL NO OR ET AÇ NT ÃO 1 10 7 9 2 R 3 8 1 .

.......................... No.............................. BUJÃO DO TANQUE DE COMBUSTÍVEL .................................TANQUE DE COMBUSTÍVEL (MONTAGEM) Documento No......................................................................................00/15..........5 C/ ESCAL................: 20918496 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Qt............. PARAFUSO M12 X 30 DIN 933 .....................................................................8 ......... MANGUEIRA DE TECALON 1/2” X 200 ......................................................................... .................................................................. 9........ PARAFUSO FENDA C/RD 3/16” .......................................................................... SEÇÃO Art................................................................... 1 1 1 2 2 1 4 4 4 1 4 3 6 6 Descrição TANQUE DE CPMBUSTÍVEL 80 LTS .........................8..................... ARRUELA DE PRESSÃO B12 DIN 127 ................................................... ARRUELA DE PRESSÃO A-5 DIN 127 ....................................................................... OLHAL P/ PARAFUSO OCO .....................................20 ..... PARAFUSO OCO M-16 X 1..........................8. BRAÇADEIRA F12 X 16 ....... BOIA P/ TANQUE DE COMBUSTÍVEL ....... 2002 1 .................... 20982361 20982655 2980158 20982718 20982719 20918505 10001517 10001254 10011164 2981974 2980002 2980445 30361961 10001549 1 Revisão: 01 Junho.. MANGUEIRA IMPREGNADA DIAM..................................................................................... PORCA SEXTAVADA M12 DIN 934 .....................24 BSW X 3/4” ...................................... TAMPA DE TANQUE DE COMBUSTÍVEL ..................00 (MTS)........................

.

. 20922784-2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .2-7 SISTEMA DE ACELERAÇÃO MANUAL . . . . 20922784-3. . . . .SEÇÃO . . . . . . . . .20922784-4. . . . . . 2-9 . . . . . . . .2-5 MOTOR DEUTZ . . . . . . . . . . . . . . . . 2-1 ACOPLAGEM BOMBAS A11VO60 X A10VSO X 1PF2G2 . . .(MONTAGEM) . . . . . . .20922784-1. . . . . . . . . . . . .(MONTAGEM) . . .2-3 SILENCIOSO + FILTRO DE AR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .2 2 SISTEMA DE ACIONAMENTO DEUTZ Pag No SISTEMA DE ACIONAMENTO DEUTZ BF401F X(A11VO60 X A10VSO X 1PF2G2). . . . . . . . . . . . . .20922611. . .

: 20922784 . 2004 .2 DO R 2784 VE 92 20 P L A3 T A2 L D S 10 2-1 11 9 Revisão: 02 Fevereiro.SEÇÃO 2 SISTEMA DE ACIONAMENTO DEUTZ BF4101F X (A11VO60 x A10VSO x 1PF2G2) Documento No. .1 1 R TO Z MO UT DE 2 L C L C 7 6 3 4 8 6 5 D Y G 2 : Nº C.

........................................................................ 2004 2-2 ...........................12..........................................16UNC X 1................................................................................ Art....................................9 ......................: 20922784 ........ PARAFUSO M10 X 90 DIN 9120 ......1/2” 12.9 ... ARRUELA LISA (ACOPLAMENTO LADO BOMBA) ....................................................................... No..........9 ............... PARAFUSO ALLEN C/C 3/8” ........ ARRUELA DE PRESSÃO D10 DIN 7980 ..........................................................1 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Qt............................... 1 1 1 1 1 20 8 12 1 2 2 Descrição MOTOR DIESEL DEUTZ BF4L1011F ......... ANEL DE ENCOSTO ........... 20983285 2912489 10009853 2909573 20921835 10001711 2981637 2980675 20920694 10013725 10010207 2 Revisão: 02 Fvereiro...........12..........12.......................................................................................... PARAFUSO M12 X 50 DIN 912 .................................................................................................... PARAFUSO M16 X 40 DIN 912 ......SISTEMA DE ACIONAMENTO DEUTZ BF4101F X SEÇÃO (A11VO60 x A10VSO x 1PF2G2) Documento No...............................................9 .................. ARRUELA DE PRESSÃO B16 DIN 127 .............................. ACOPLAMENTO ELÁSTICO ........ FLANGE INTERMEDIÁRIA .........................

: 20922784 . 2004 .2 12 D Y P G S L C A2 T A3 14 L C L 18 S 13 16 6 15 16 2-3 6 15 Revisão : 02 Fevereiro.SEÇÃO 2 SISTEMA DE ACIONAMENTO A11VO60 X A10VSO X 1PF2G2 Documento No.

4 1 1 1 4 4 1 Descrição ARRUELA DE PRESSÃO D10 DIN 7980 .........................2 Pos 2 12 13 14 15 16 18 Qt...................: 20922784 ................................................50 DIN 125 ........... No.................................... ARRUELA LISA A10....................... BOMBA A11VO 60 .......... BOMBA A10VS ................ 2 10001711 10144810 30394524 30395278 10001893 2010645 20982513 Revisão: 02 Fevereiro................................................................................. PARAFUSO M10 X30 DIN 912 ................................. 2004 2-4 .......... BLOCO MANIFOLD P/ BOMBA A10VSO18 ......................................SISTEMA DE ACIONAMENTO A11VO60 X A10VSO X 1PF2G2 Documento No.............................................................................................................................................................................9 ....................... SEÇÃO Art................ BOMBA 1P2G2 40B/11 RR01MR ....12..........................................

49.(MONTAGEM) Documento No. 27 39 44 40 23 VISTA "A" 2-5 VISTA "B" Revisão : 02 Fevereiro.SEÇÃO 2 SILENCIOSO + FILTRO DE AR .30 BASE DO COLETRO DO MOTOR.50 PEÇA DE RED.30 28. 2004 .3 VISTA SUPERIOR DA COPOTA E DETALHE DE FIXAÇÃO DO SILENCIOSO CAPOTA FERNTE DA MÁQUINA VISTA "B" VISTA "A" FILTRO DE AR DO MOTOR DEUTZ 26 20 19 24 25 21 45 46 47 40 38 41 25 22 6.: 20922784 . 41 42 48.

.......: 20922784 ...... 2004 2-6 ........................ SANFONADA DIAM...........81MM .......................................... SILENCIOSO .................................................... SEÇÃO Art... TUBO DIAM................................................................................................. MANGUEIRA FLEX................ ARRUELA LISA A8 ................................................................................. TUBO DE EXAUSTÃO ............................... 10001711 20989222 20922800 20922801 20982907 20921316 2980230 30361969 20983953 20922528 10001861 10001250 20989226 20922805 20922806 20982558 20989227 20989229 20983933 20989230 20983934 10001812 20984091 10009875 2 Revisão: 02 Fevereiro................................................................ COXIM.....................................................................................................................................................................................3 Pos 6 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 30 38 39 40 41 42 44 45 46 47 48 49 50 Qt. BRAÇADEIRA P/ FILTRO DE AR ..... BRAÇADEIRA REFORÇADA MS 73 ............................................................................6 ..................................................................................................... PAREFUSO M8 X 30 DIN 933 ................................................................. PORCA SEXTAVADA M10 DIN 934 ........................................................76.................................................25 X 50..................................................25 X 100..SILENCIOSO + FILTRO DE AR ........................... TUBO DIAM...................................................... AMORTECEDOR DE VIBRAÇÃO .........................8...................... FILTRO DE AR COMPLETO .................. 4 1 1 1 1 1 2 2 1 1 4 8 1 1 2 4 1 3 1 1 1 6 6 6 Descrição ARRUELA DE PRESSÃO D10 DIN 7980 ............................. CURVA DE ESCAPAMENTO COM CHANFRO 45º..................................................... BRAÇADEIRA F 57 .........................................................85 X 4......................................................................................................8 ................................. CURVA DE ESCAPAMENTO ............................................................ 70 X 700 ............................................................ No...............................85 X 4.. 69.... BUCHA DO FILTRO DE AR.................................. CAPA DO FILTRO ..........................8 ... 69............................... PORCA PARLOCK M8 DIN 985 ................................................. INDICADOR DE RESTRIÇÃO DE FILTRO DE AR.............................8............................................................................................................... CURVA BORRACHA 90º ................................................8....... PARAFUSO M10 X 30 DIN 933 ............................... SUPORTE DO FILTRO DE AR ...........................................................................(MONTAGEM) Documento No..................................

: 20922784 .SEÇÃO 2 MOTOR DEUTZ .(MONTAGEM) Documento No.4 1 35 33 37 35 33 37 32 35 31 37 33 36 34 37 33 36 2-7 Revisão : 02 Fevereiro. 2004 .

...........................: 20922784 ..MOTOR DEUTZ .................................................... 2004 2-8 .............................................................. ARRUELA LISA D12 DIN 1440 ......................................8......... 1 2 4 8 4 6 6 8 Descrição MOTOR DIESEL DEUTZ BF4L1011F ............4 Pos 1 31 32 33 34 35 36 37 Qt................................................... PORCA PARLOCK M12 DIN 985 ......................... COXIM DIANTEIRO P/MBB OM-352 .............................................................9 . PARAFUSO M12 X 80 DIN 933 ........................................................................ TUBO DE FIXAÇÃO...8 ................................... 2 20983285 20921129 2980228 2013481 10009876 20983549 2981589 20984099 Revisão: 02 Fevereiro....................................................... ARRUELA DE PRESÃO A12 DIN 127 ..... No.... SEÇÃO Art.................................. PARAFUSO M12 X 100 DIN 933 ..................(MONTAGEM) Documento No.........................8................8 ...........................................................

CONJUNTO HIDRÁULICO 2-9 Revisão : 02 Fevereiro . 2004 .SEÇÃO 2 SISTEMA DE ACELERAÇÃO MANUAL Documento No.: 20922611 5 2 MOTOR DEUTZ 1 3 6 1 4 SUP.

..................... CABO DO ACELERADOR TIPO BOTÃO ... PORCA PARLOCK M16 DIN 985 ............ 2004 2 .............................................. ARRUELA DE PRESSÃO A-6 DIN 127 ......: 20922611 Pos 1 2 3 4 5 6 Qt. SEÇÃO Art....................................8.................................8 ........................... SUPORTE DO CABO DO SISTEMA DE ACELERAÇÃO...SISTEMA DE ACELERAÇÃO MANUAL Documento No........ No....................... 10001762 2980870 10001553 20983988 20982785 20982786 2 Revisão : 02 Fevereiro ........................8..10 ...........................................2400MM ...... 3 1 2 1 1 1 Descrição PARAFUSO M-6 X 16 DIN 933 ................................................... SUPORTE P/ REGULAGEM DO SISTEMA DE ACELERAÇÃO .................................

.

. . . . . . . . . . . . 3-5 VÁLVULA ROCK DN-150/ 180 . . .MONTAGEM . . 20921497 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-3 CILINDRO HIDRÁULICO DIFERENCIAL D-90/ 50 X 630 . . . . . .3 3 BATERÍA DE BOMBEIO Pag No BATERIA DE BOMBEIO 0618 COM MPS . . . 3-7 VÁLVULA ROCK DN-150/ 180 . . . . . . . . . 3-9 VÁLVULA ROCK DN-150/ 180 . . 20915471-1 . . . . . . . 20915540 . . . . . . . . 20915471-3 . . . . . . . . . .MONTAGEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .MONTAGEM. . . . . .SEÇÃO . . . . . . 3-1 ACOPLAGEM DA ROCK COM A BATERIA DE BOMBEIO . .MONTAGEM. . . . 3-11 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20921620 . 20915471-2 . . .MONTAGEM. . . . . . . . .

e C 24 21 L .d C Revisão: 01 Setembro.SEÇÃO 3 BATERIA DE BOMBEIO 0618 COM MPS MONTAGEM Documento No.e C L .d C L .e C L .d C Ver documento Nº: 20915471 L .e C L .e C 30 L .d C L .: 20921620 2 3 2 1 5 3 17 Ver documento Nº: 20915540 18 19 20 14 6 7 38 2 28 12 11 10 10 11 12 8 9 2 4 39 22 16 15 13 L .d C L .e C 32 34 29 L . 2001 .d C L .d C 23 35 33 31 21 25 26 27 L .e C 3-1 L .

..........................00 ............................................8 ......................................................................................................................................................... No....... Ó RING 186.........................................................10.............. ARRUELA D-76..........................................16 X 80 ............12.........................8................70 ........ ANÉL BI-PARTIDO DN-180 ....................................................DIN 912 .....................0/ 9............................... 2001 ........70 X 12....................................9 .............................................................................................................CONSTRUÇÃO ............... TAMPA COM ALÇA ......................................................................................... ARRUELA DE PRESSÃO B-6 DIN-127 .8 ......................................0/ 9........................................................................................................................................................................................................ PARAFUSO M-20 X 75 DIN-931 .........VLB ........... ARRUELA DE PRESSÃO B-12 DIN-127 .................... VÁLVULA MPS ..............................................DIN 127 ..........8............. FLANGE DN-180............................................................50 .....12................................DIN 933 ... PARAFUSO M-12 X 70 DIN-933 ........ MOLA PRATO B-20 DIN-6796 ........................ CANTONEIRA DE GUIA .....................8 .......................................... PARAFUSO M-6 X 16 DIN-912 .................................. MANCHETA DN-180 COM FLANGE .... 2 16 8 6 2 6 6 2 2 8 8 16 1 1 4 4 1 4 4 1 3 1 1 2 1 1 1 1 1 2 2 1 2 6 6 2 1 Descrição CILINDRO DIFERENCIAL HIDRÁULICO D-90/ 50 X 630 .......16 UNC .................9 ..................................................70 X 6...... PORCA SEXTAVADA M-16 DIN-934-8 . TIRANTE DE LIGAÇÃO ............................................................12...........................................8..........................................70 X 3...00 X 3..............35 ......................................................................................................................................BATERIA DE BOMBEIO 0618 COM MPS MONTAGEM Documento No.........................9 ...........................................................................9 ............................. PARAFUSO M.........................................................8......... PORCA SEXTAVADA 3/8” ...............USINAGEM ...RV .....80 X 20 .............................. SUPORTE DA VÁLVULA MPS ............ PARAFUSO M-16 X 75 DIN-931 ........................ SEÇÃO Art............................... PROLONGAMENTO ................................. ARRUELA LISA D-24 DIN-126 ....5 X 45 ........................................................................................ ARRUELA DE PRESSÃO A............................... TUBO DE TRANSPORTE DN-180 X 750 ............................................................................................... ARRUELA D-44....................................... 20915540 10001331 10001260 10001181 30329765 10011164 10001546 30329764 10161781 10001834 10020939 10020919 20921449 10171638 20980786 10001572 20913048 20980692 10011299 20913146 20981858 30390841 30391036 20980690 30391037 30390838 30390853 30390914 30391061 20980659 20915510 20915514 20915838 10002040 10001884 10001370 20982256 3-2 3 Revisão: 01 Setembro...8 ......................CROMADO ........................................................................................................................................ CAIXA D´ÁGUA .... PARAFUSO M................................................................................................... PARAFUSO M-24 X 90 DIN-931 ......... PARAFUSO M-6 X 20 DIN-912 ....................... GRAMPO TIPO TORPEDO .8 .......18 UNC.................................................. PLACA ADAPADORA ...........................................................5/16” .......................... ARRUELA DE PRESSÃO D-16 DIN-7680 ................. ARRUELA LISA G8 X 20................................................. GRADE “ SCHWING “ ......................................................... PORCA SEXTAVADA ................................................ DISCO DE POLURETANO D-76....................................: 20921620 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 38 39 Qt.......................................................0/ 9...............................

2001 3-3 .SEÇÃO 3 ACOPLAGEM DA ROCK COM A BATERIA DE BOMBEIO MONTAGEM Documento No.: 20921497 10 9 9 Ver documento Nº: 20915471 Revisão: 01 Setembro.

................................................................................................................................. ANÉL DE REDUÇÃO .............. PLACA DE APERTO ...50 ........................... SEÇÃO Art............... ANÉL BI-PARTIDO ............................00 X 3........................................................ Ó RING 175......................................... No.................... PARAFUSO M-24 X 130 DIN-931 ....................................................... ARRUELA LISA D-24 DIN-126 ........... 20915514 30390492 10066044 20915510 10001243 10002040 10000517 20980659 3 Revisão: 01 Setembro..................... 1 1 2 2 6 6 4 2 Descrição FLANGE DN-180........................................: 20921497 Pos 3 4 5 6 7 6 9 10 Qt.................................................................................................................................................00 X 5.................... 2001 3-4 .....................8 ................... Ó RING 186............................................................................8..........................................00 ........ACOPLAGEM DA ROCK COM A BATERIA DE BOMBEIO MONTAGEM Documento No.

SEÇÃO 3 CILINDRO DIFERENCIAL HIDR. 2002 .: 20915540 1 9 6 7 3 13 4.15 12 14 10 5 8 11 2 3-5 Revisão: 01 Junho. D 90/50 X 630 Documento No.

........... 1 1 1 1 1 1 4 10 3 1 1 1 1 1 1 Descrição CAMISA D 90 X 848...... BUCHA DE GUIA DN 90 ........................................................00 .....00 X 4...........0 ............6 X 1.......................................... ARRUELA DE APERTO.............................................................................DIN 912 ..................................................................... PARAFUSO M 12 X 80 ................................................................................................................... PARAFUSO M 12 X 45 ......... SEÇÃO Art.00 .............................................................................................. ÊMBOLO DN 90 ............ O´RING 82.......................................DIN 933 .......... 90 / 83........................: 20915540 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Qt...............................................................................................................12.......................................................... ANEL DE SEGMENTO SG 90......................... FLANGE DE FIXAÇÃO ..........8........................................CILINDRO DIFERENCIAL HIDR.......... ANEL BACK-UP PTFE DIAM......................................................................5 ........... ANEL RASPADOR 50/60 X 7 ...................8.....0/82............................................... O´RING 48..................................... 20915541 20915542 20915532 20915534 20915533 20915535 10007991 20001528 20011970 10001008 10002789 10003414 10000703 20917916 10027754 3 Revisão: 01 Junho.................... HASTE DN 50 X 795 .........................................00 X 4...50 .......................................... No.9................................... D 90/50 X 630 Documento No............. ARRUELA DE APERTO.......................................................... JOGO DE GAXETA 65/50 X 22............................................................. 2002 3-6 ......................................................2 X 2.......................

1 46 67 72 8 7 73 59 7 65 76 67 47 61 13 36 47 1 39 21 70 67 48 76 33 5 49 29 74 15 9 24 17 24 22 50 67 46 53 70 40 16 70 64 6 52 66 23 77 34 18 44 40 3-7 Revisão: 01 Junho.SEÇÃO 3 VÁLVULA ROCK DN 180/150 .: 20915471 . 2002 .MONTAGEM Documento No.

...................................................................................DIN 1481 ............................................................... ARRUELA DE PRESSÃO B........DIN 933 ... CONE DE VEDAÇÃO ...00 ....................................8......................00 X 3..................................................................... BUCHA DO AGITADOR (LADO MOTOR HIDRÁULICO) ................................ BUCHA D..............................................................9 .......... PARAFUSO M....................................................10 .... ARRUELA ...................................20 X 90 ................................................... PINO ELÁSTICO 13 X 60 ...................................................................... PARAFUSO M.........20 ........................................................8...................................9 ................................... ALAVANCA DE ACIONAMENTO DO CILINDRO DUPLO.............................................9 ................... PARAFUSO M.....................12....................................12 X 20 ......8.................................................12 ............................................................. SEÇÃO Art..................... FLANGE DO MOTOR ......10 X 40 ............................. BUCHA DE ACOPLAMENTO DO MOTOR HIDRÁULICO ....... O´RING 70...10 X 30 .....................................................................................................................................................................................00 ................... O’RING 35.................56 / 45 X 45.................. PORCA PARLOCK M...........................................................50 DIN 125 ................................... PLACA DE REVESTIMENTO (LADO DA ENTRADA) ...8............00 X 5.............. PARAFUSO M...................................DIN 1440 .....................................DIN 933 ..........................DIN 609 ................................................................................DIN 1481 ............................................. TRAVA DO PINO DA VÁLVULA .. AGITADOR (CONTRUÇÃO) ......................DIN 912 .....................8.....................................................................................10 X 30 ......................................................................................................8 ......DIN 127 .......12........................12.....10......12 X 30 .............................. PORCA SEXTAVADA M.......... PINO..........5..............30 X 70 ...............................................................................................................DIN 985 ..A2C ........................................ PARAFUSO M.......DIN 912 ................................10 X 70 . ANEL D................................ PINO ELÁSTICO 12 X 30 ............................................................ O’RING 60................................................................................89 / 13 X 15 ...............1 Pos 1 5 6 7 8 9 13 15 16 17 18 21 22 23 24 29 33 34 36 39 40 44 46 47 48 49 50 52 53 59 61 64 65 66 67 70 72 73 74 76 77 Qt........................................................................................DIN 934 .......................................................... CILINDRO DE ACIONAMENTO ........................... ARRUELA DE PRESSÃO B. PINO..................................................... ARRUELA DE PRESSÃO B......................................... 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 1 2 1 2 1 2 1 5 4 3 2 6 6 1 4 2 1 4 6 9 5 1 2 6 4 1 Descrição TAMPA COMPLETA PARA VÁLVULA ROCK .............DIN 933 .....................................00 ..................... 30390240 10129807 20042338 30390238 30327966 10033969 20913240 10061077 10064514 10007772 10064515 20066146 10061074 10011747 10061076 10039180 20002404 2065383 30390253 10017436 2980582 2980546 10001517 10001508 10001861 10032103 2980722 10010645 10001895 10009868 10008400 10001283 2981235 10001165 10011164 10001893 10066066 20032193 10001933 20914739 20914740 3-8 3 Revisão: 01 Junho........... No......................... MOTOR HIDRÁULICO ............... BUCHA ... PARAFUSO M......30 ................ ANEL DE APERTO .....: 20915471 ......8 ........... PARAFUSO M......................DIN 127 ................................................................................................. ARRUELA LISA A..........00 X 8.........................................................................................................DIN 933 .............DIN 127 .8 ................................................8 .................................................................... ARRUELA LISA D 10 ST ........................................VÁLVULA ROCK DN 180/150 ......................................... BUCHA DE ACOPLAGEM .................... PARAFUSO ESPECIAL M.................... CARCAÇA “L” DN 180/165/135 E 150/165/135 ...................DIN 912 ........................................................MONTAGEM Documento No................................................................ FLANGE DE FECHAMENTO .......6 .......10 .8 . 2002 ...............................

: 20915471 . 2002 .2 65 54 57 75 69 75 75 3 71 10 31 65 75 57 65 54 69 41 19 26 63 68 14 42 2 65 55 12 58 43 4 65 75 68 56 3-9 Revisão: 01 Junho.SEÇÃO 3 VÁLVULA ROCK DN 180/150 .MONTAGEM Documento No.

......... 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 8 4 2 1 1 18 5 4 1 10 Descrição PLACA DE FECHAMENTO ..................................................... PORCA TENSIONADORA ..............DIN 7980 .... BUCHA EXPANSIVA .....................................00 ...........................................................12.................................165 / 135 “L” ..DIN 931 .00 X 8...................................................................................... SEÇÃO Art..... PLACA DE DESGASTE ........................................................DIN 933 ..........CONSTRUÇÃO ....................... TUBO DE DESGASTE ...... O’RING 65............................................... PARAFUSO M............................ O’RING 150......................... PARAFUSO M...............................................................................DIN 127 ...............8 .......................................: 20915471 .........................................00 X 5.............165 ........................ ROCK COMPLETO DN ..........20 X 70 ......................................................................................................................................... PARAFUSO M.......... No................... ARRUELA DE PRESSÃO B........................ O’RING 150......... DISCO DE APERTO ............................................DIN 126 ..8....................................................................................................................................................9 .... PARAFUSO M..........................MONTAGEM Documento No...........................................................8...8............................................. ANÉL DE PRESSÃO DN 165 ................................... ARRUELA LISA D-20 .................8 ....................... GUARNIÇÃO DN .........DIN 912 ......................16 X 50 ........................16 ..................................16 X 30 ..DIN 912 ............................................DIN 933 .. 2002 3 ..................9 .............. ARRUELA DE PRESSÃO D...............................00 X 3....................... ANEL CORTANTE DN ...........8 .................................................................................VÁLVULA ROCK DN 180/150 ......... PARAFUSO M.....DIN 933 .......................... 30329750 10063938 20918211 10069490 10030909 10025851 10025626 10017396 10032182 10004677 2980644 10032815 10009864 10001420 20980822 10004641 10001596 10043980 20981235 10001331 10002036 10064473 10001424 3 Revisão: 01 Junho..........12...............135 ........................8.............................. TUBO DE SAÍDA ...................................................... PARAFUSO M 20 X 70 ............20 X 50 .............................20 .......................2 Pos 2 3 4 10 12 14 19 26 31 41 42 43 54 55 56 57 58 63 65 68 69 71 75 Qt..........00 ......10 ..................20 X 65 .................................................................00 ....8..................................................

11 Revisão: 01 Setembro.180 / 150 .3 64 25 70 20 11 28 68 60 70 51 27 68 60 3 .MONTAGEM Documento No.: 20915471 . 2001 .SEÇÃO 3 VÁLVULA ROCK DN .

.............................................................16 .....180 / 150 .....................................................................12.......... No........ 2001 3 .......................................................8........................................... ARRUELA LISA A-10.............................................12 .....VÁLVULA ROCK DN . ARRUELA DE PRESSÃO D...............5 DIN-125.....................DIREITO ..................9 ....................................................................... BUCHA DE ESPAÇAMENTO ......... GRAMPO DE FIXAÇÃO ..............6..................DIN 7980 ............................................... PARAFUSO M.....................................................DIN 931 ..... PORCA PARLOCK M-10 DIN-985 ............ESQUERDO ..........3 Pos 11 20 25 27 28 51 60 64 68 70 Qt......... 10080782 30390588 10035783 10032788 10032789 10001875 10013723 10001283 10001331 10001893 3 Revisão: 01 Setembro......8 .......................MONTAGEM Documento No....... 1 1 1 1 1 1 4 1 4 2 Descrição TAMPA DE ESCOAMENTO DA ROCK ......................................10 X 50 ................................................................... SEÇÃO Art................ PARAFUSO M-16 X 70 DIN-912 ..... FLANGE DE VEDAÇÃO ...................: 20915471 ....... GRAMPO DE FIXAÇÃO ....................

.

. . .BOMBAS HIDRÁULICAS(A11VO60) + A10VSO . . . 20922810. . . . 10184296 . . . . . . . . . . . . . . . + PAINEL DE CONTROLE ELÉTRICO . . . . . . . . 10184299 . 20922809-2. . . . . . 20922613 . . . . 4-29 CARTUCHO DA VÁLVULA VDP 06/42 CPL . . . . . . . . . . . . 4-5 LIGAÇÃO HIDR. . . . 4-19 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA BLOCO NG-20 .MPS . . . . . . . . . . 10185423 . . . . . . . . 10173757 . . 20922614 . . . . . . . . . . . . . . . 20922809-1 . . . . . . . . 4-13 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA VÁLVULA LIMITADORA DE CICLOS. . . . . . DO COMANDO DA BATERIA DE BOMBEIO + AGITADOR . . . . . .DA BATERIA DE BOMBEIO 0618 COM . . . . . . . . . . 4-35 . . . . . . 20922808. . . . . . . . . . . . . . 20922792. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10184689 . . . . 4-17 LIGAÇÃO HIDRÁULICA SOB CHASSI + VÁLVULA ROCK . . . . . 209822811. . . . . . . . . . . . . 4-23 VALVULA S1+S2 (COMPONENTES) . . . . . . . . . .LADO DIREITO . . 4-11 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA VÁLVULA DE SEGURANÇA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .SEÇÃO . . . . 10165184 . . 4-27 UNIDADE DE CONTROLE S1 + S2 (COMPONENTES) . . 4-15 LIGAÇÃO HIDRÁULICA SOB CHASSI + VÁLVULA ROCK . . . DE PRESSÃO NG-25 DIN-24342 NBR . . . . . . . . . 4-25 KIT DE VEDAÇÃO PARA VÁLVULA LIMIT. . . . . . 20922812-1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . .LADO ESQUERDO . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-7 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO ACUMULADOR DE PRESSÃO . 4-31 PLACA INTERMEDIARIA S1+S2 E S3 . . . . . . . . . 10175448 . . . . . .4 4 LIGAÇÕES HIDRÁULICAS Pag No LIGAÇÃO HIDRÁULICA . . . . . . . 4-1 LIGAÇÃO HIDRÁULICA . . . . . . . . . . . . 20922812-2. . . . . . . . . . . 4-3 FIXAÇÃO DOS COMANDOS HIDR. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20922813. . . . . . . 4-21 BLOCO DE COMANDO S1-S2 +S3 (MO20 SV 300 DA 80) . . . . . . 4-9 ACUMULADOR DE PRESSÃO (DETALHES) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-33 VALVULA S3 (COMPONENTES). . . . . . . . .

BLOCO NG-20 VER "B" DOC. SEC.CHASSI VER "A" DOC.4 .20922812-1.8 .20922615.CHASSI VER "O" DOC.8 .20922812-1.20922812-1. SEC.4 .20922812-1.CHASSI VER "N" DOC.CHASSI VER "R" DOC.CHASSI VER "T" DOC. 2004 . VER "P" DOC. SEC.RESERV.: 20922613 A B C D E VER "‘B" DOC.4 .20922812-2.BOMBAS HIDRÁULICAS(A11VO60) + A10VSO Documento No. SEC.4 .CHASSI 26 16 D C I H G I 17 3 2 12 5 6 J D 4 3 2 VER DOCUMENTO 20922784 .4 .20922615.CHASSI VER "Q" DOC. SEC.20922812-2. SEC.20922809-1. SEC. F G H I J K L VER "J" DOC.SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA .RESERV. SEC. SEC. HIDR.4 . SEC.ACUMULADOR VER "A" DOC.20922812-1.4 . SEC. HIDR.4 .2 11 10 17 3 21 39 B 3 20 Y 18 9 P G 38 P 29 A3 D A2 S 30 T 31 32 23 S 19 24 22 K S 27 37 13 16 28 35 8 16 L C 3 33 23 14 7 25 A 15 24 26 E 34 C F 4-1 Revisão: 02 Fevereiro.4 .20922813. SEC.CHASSI VER "C" DOC.20922812-2.4 .

.....................................16 .......................................................................... UNIÃO MACHO GES 25 ............ CONEXÃO FLANGEADA.....16 X R................................................................3/4” .............. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1800 .................................LIGAÇÃO HIDRÁULICA .............. UNIÃO MACHO S ....................S ...8 ...............................5................................................SR ..................81MM .............................5 (ESPECIAL) ................................................................................16 UNC X 1” ............................................................................................. JUNTA DE SUCÇÃO DA BOMBA A11VO60 .......... UNIÃO MACHO GES 12 .............................SR .............................................912 ..................................... CURVA 90° DE SUCÇÃO DA BOMBA A11VO60 ................................................................. CONEXÃO FLANGEADA FEMEA R.............12 .................. MANGUEIRA RETA 2” ..SR ................................................LR 1/2” ................................................................ UNIÃO MACHO GES 12L 9/16 ......... O’RING 34.. JOELHO IGUAL WS ....................8..............................................00 X 3............................................................................................SR...................................... BRAÇADEIRA REFORÇADA MS 73 ............. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1200 ................ PARAFUSO M16 X 30 DIN 933 ....................................................................................... UNIÃO MACHO GES 12 .............................................................. PARAFUSO M12 X 35 DIN .............18UNF ........................................................................................................ CONEXÃO JOELHO POMTA LISA EWSD ................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1300 .....................................L ..................... CONEXÃO ADAPTADORA FEMEA SNV S-16 ......SM 22 X 1............................................................................................... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWS .................. ARRUELA DE PRESSÃO B-12 DIN 127 ......1” ....................82 X 2................. SEÇÃO 4 20981304 10018570 10050175 10008013 10049901 20980088 10006135 10000501 20915135 10011164 10001188 2980538 20913104 10008115 10018417 10050177 30301940 10008025 10009266 10050172 10049906 10164227 10008087 10024672 10049968 10030252 10050175 20921787 20922790 10001594 10001596 30361969 30303099 10049961 20982509 30361955 10019122 4-2 Revisão: 02 Fvereiro...... O’RING 29...............8................................................................................................................................................................... ARRUELA DE PRESSÃO DE 3/8” .......25 ................................16 .......................8................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSAÃO 20 X 1200.......................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1200 ............: 20922613 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 37 38 39 2 5 1 1 1 4 4 1 1 4 4 1 1 1 3 2 1 1 1 2 1 2 2 1 2 1 1 1 1 4 4 1 1..................................S......................................................00 .... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1100 ....................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 800 .......................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 500 .............................. 2004 ...................................................16 .... UNIÃO MACHO GES 25 ....................................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSAÃO 8 X 1200............... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS .................................. CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ....................62 .....................................................127 ........................25 1 1 1 1 UNIÃO MACHO L-12 X M-14 X 1...........S .......... ARRUELA DE PRESSÃO A-16 DIN . PARAFUSO ALLEN C/C 3/8” .........BOMBAS HIDRÁULICAS(A11VO60) + A10VSO Documento No................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 16 ........................................

BLOCO NG-20 VER "N" DOC.BLOCO NG-20 VER "F" DOC. 20922813. SEC.MPS Documento No. SEC.DA BATERIA DE BOMBEIO 0618 COM . SEC.4 .BLOCO NG-20 VER "M" DOC. 20922615.BLOCO NG-20 VER "D" DOC. SEC. SEC.S O CO . 20922813.4 . VER "O" DOC.BLOCO NG-20 VER "C" DOC. O BL AS P. 20922813. SEC. 20922813.RESERV.BLOCO NG-20 4 B 2 12 P2 8 9 1 2 5 1 10 19 13 5 14 15 13 12 16 5 1 19 5 6 13 5 12 3 4 1 7 12 DE PO SGIN RT AÇ AS Ã D OD M. C 2 17 12 21 9 D C 15 13 18 8 5 23 12 6 4 12 20 23 C I 6 11 23 H C 9 12 3 7 25 C F 23 11 G C C E 9 22 4-3 Revisão: 02 Fevereiro.4 . SEC.: 20922614 3 2 3 P1 24 A A B C D E F G H I VER "H" DOC. HIDR.4 . SEC. 20922813. 20922813.BLOCO NG-20 VER "L" DOC.4 .4 . 20922813.4 .BLOCO NG-20 VER "G" DOC. SEC.4 . 2004 . 20922813.4 .SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA .

..............................G1/2” CXFA XCN ........................ CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ....................................................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 25 SR................... UNIÃO MACHO GES 12 .............................................................................................. SEÇÃO Art.......................CRAVADO ..................................................... 2 2 2 1 8 1 1 3 1 1 2 8 4 1 2 1 1 1 2 1 1 1 1 1 1 Descrição CILINDRO HIDRÁULICO DIFERENCIAL D-90/ 50 X 630 .............................................................................. UNIÃO MACHO GES 25 .......... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 700 ............................................................................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400 ..........................DA BATERIA DE BOMBEIO 0618 COM .................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 x 1200.............................................LIGAÇÃO HIDRÁULICA ......... BLOCO MPS VBL .......................L.....................................................LR G........ 20915540 10008115 10018417 10019735 10008024 10025113 10050172 10018484 10018483 10079398 10050167 10018570 10030252 20921637 10144775 20921638 20921639 20921640 10008028 10171638 10050174 10009282 10019729 10049961 10018484 4 Revisão: 02 Fvereiro...................... TUBO HIDRÁULICO 12 X 210 ........ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1300 .............................................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 800 ................................25 ....................................12 ....LR 1/2” ....90° A 90 ................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 500 .........MPS Documento No......................3/8” ...................: 20922614 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Qt....... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ............ 2004 4-4 ....... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1000 .........................................................................CRAVADO .......CRAVADO ...............................................................................1”... VÁLVULA DE RETENÇÃO RVL ...................................... ADAPTADOR P/ TUBO REDSD 16S/ 12L........ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 800 .90° A 140 .... TUBO HIDRÁULICO 12 X 160 ..... UNIÃO MACHO GES 12 .........SR ....... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 900 .......................CRAVADO ........ No.................12 ....... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 700 ........90° A 90 ...........S ..................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS ........................................................................................................SR ..... TUBO HIRÁULICO 12 X 140 .........RV ........... TUBO HIDRÁULICO 12 X 150 .....90° A 70 .........

2004 .SEÇÃO 4 FIXAÇÃO DOS COMANDOS HIDRÁULICOS + PAINEL DE CONTROLE ELÉTRICO Documento No.25 18 12 11 B 6 10 CH P AS 11 SI 13 12 SC HW ING 7 16 8 4-5 Revisão: 02 Fevereiro.: 20922792 1 HO RA S 1 10 5 20 VD VM 1 5 0 20 25 0 1/4 2/4 3/4 4/4 35 21 VM 2 VM 3 VM 4 STOP EM 17 E R Ê G NC IA 2 13 23 3 9 5 19 4 22 14 15 26 T A 24.

.... ACUMULADOR 2...........................12.......... COMANDO DE ACIONAMENTO DA BATERIA DE BOMBEIO / AGITADOR ...........................8 ....................................... PARAFUSO M6 X 100 DIN 912 .........1/2” .............................. PARAFUSO M8 X 30 DIN 933 .............. BLOCO DE COMANDO DA BATERIA NG20 ....... VÁLVULA 3/2 3SE 10C 20/630 G24 Z4SO-155 ...8 .......................................................................................... 20920821 20984015 20921832 30392879 30391736 20989675 20921448 10185423 20919394 10001888 10001283 10001517 10009876 10001862 10012735 2001526 10001871 10001250 10001812 20984091 10009875 2981309 2980723 20919807 20984145 Revisão: 02 Fvereiro..................8 ................................ML 15................. PORCA PARLOCK M-12 DIN 985 ...: 20922792 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 Qt..8 ...........................................9 ..............8 .............................00 DIN 125 .............. PARAFUSO M10 X 35 DIN 933 ...........................................................FIXAÇÃO DOS COMANDOS HIDRÁULICOS + PAINEL DE CONTROLE ELÉTRICO Documento No............. PARAFUSO M12 X 30 DIN 933 .............................................. PARAFUSO M10 X 45 DIN 912 .................. VÁLVULA LIMITADORA DE CICLOS ...........8 .................................. PORCA PARLOCK M-10 DIN 985 .......................................................8... 1 1 1 1 1 1 1 1 4 2 6 8 8 4 4 4 4 4 3 3 3 2 4 4 2 1 Descrição PAINEL DE COMANDO ELÉTRICO ........................ 2004 4-6 ...........................................................8 .................. PLACA DE LIGAÇÃO G67 ........ PARAFUSO M12 X 40 DIN 933 ...................... SUPORTE DO BLOCO DE COMANDO NG20 ....8 ............... COXIM........................................................................................... SEÇÃO 4 Art...... ARRUELA DE PRESSÃO A-10 DIN 127 ...........................................................................................8........................................1/4” BSP................................................................................................................. No........................5LTS ....8 ......................................................................................................................... SUPORTE DO CONJUNTO HIDRÁULICO .......................................... PARAFUSO M10 X 45 DIN 933 ................ PARAFUSO M10 X 60 DIN 933 ................................................................................................... PORCA SEXTAVADA M-10 DIN 934 .............................. BORRACHA PROTETORA............................................................................................................9 ............ ARRUELA LISA A ..............................8..................8...1........................................................................8....................................................12.............8.................................................................8 ........................ PORCA PARLOCK M .....8 DIN 985 .................................................................... CINTA.....................8.....................................

CHASSI A F B 9 G 8 7 3 E 14 13 12 11 5 D 3 C 6 2 3 T P3 4 10 2 4 2 P4 P6 P2 P5 P1 1 4-7 Revisão: 02 Fevereiro. VER "F" DOC.20922812 .20922813 .20922810 .1 .SEC4 .1 . 2004 .SEÇÃO 4 A B C D E F G LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO COMANDO DA BATERIA DE BOMBEIO + AGITADOR Documento No.20922812 .SEC4 .BLOCO NG-20 VER "H" DOC.VÁLV.20922812 .SEC4 .CHASSI VER "Q" DOC.20922812 .CHASSI VER "G" DOC.SEC4 .BLOCO NG-20 VER "P" DOC.: 20922808 VER "B" DOC.CHASSI VER "I" DOC.20922813 . SEG.SEC4 .1 .SEC4 .SEC4 .1 .

............... 1 4 3 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 3 3 3 Descrição COMANDO DE ACIONAMENTO DA BATERIA DE BOMBEIO / AGITADOR .3/8” .... PORCA PARLOCK M8 DIN 985 .....................................(FIXAÇÃO)..................................................90° A 50mm .... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 500 ...............................................LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO COMANDO DA BATESEÇÃO RIA DE BOMBEIO + AGITADOR Documento No............... CONEXÃO ADAPTADORA FEMEA GÁS 12 LR 1/4” ....................................................................................... UNIÃO MACHO GES 12 X R................... PARAFUSO M8 X 30 DIN 933 ............................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 800 .............................. TUBO HIDRÁULICO 8 X 120 ....................................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 700 .............................. 2004 4-8 ... 20984015 30361966 10009282 10049904 10049901 10018483 10062202 10050174 10018484 10018848 10019729 10009267 10020459 20922816 10001812 20984091 10009875 4 Revisão: 02 Fvereiro........................................................ CONEXÃO P/ TOMADA DE PRESSÃO ......................................... Art........ UNIÃO MACHO GES 16 X R................... ARRUELA LISA A 8... CONEXÃO TE VERTICAL PONTA LISA ELSD ...........S ......(FIXAÇÃO) ........... No.8..........(FIXAÇÃO).....3/8” .................................: 20922808 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Qt................ML 15......................................16 ... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 700 ..... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 900 ....................................... ADAPTADOR PARA TUBO REDSD 16S/ 12L .............................................................................8 ..................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1000 .........................................00 DIN 125 ...8 .......

20922792 5 11 12 10. 2004 .BOMBA A10VSO VER DOC.BLOCO NG-20 B VER "A" DOC.1 A VER "F" DOC.20922613 .13 8 9 7 2 6 5 4 3 B A 4-9 Revisão: 02 Fevereiro.: 20922809 .20922813 .SEC4 .SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO ACUMULADOR DE PRESSÃO Documento No.SEC4 .

......................... CONEXÃO ADAPTADORA P/ TUBO REDS 25/16S ..........................1 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Qt................................. UNIÃO MACHO S .................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 700 .LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO ACUMULADOR DE PRESSÃO Documento No........... PARAFUSO M10 X 35 DIN 933 ..............: 20922809 ..8 .......................................8..... CINTA...................................................25 R................................................................... No.1................................................. 1 1 1 1 1 1 1 2 2 4 4 4 2 Descrição ACUMULADOR 2................................. PORCA PARLOCK M10 DIN 985 ................................................ PARAFUSO M10 X 60 DIN 933 ....... BORRACHA PROTETORA............................................................................................................................................................................ 30391736 10018481 10024672 10008121 10008035 10018417 20982418 10001888 10001283 20919807 10001862 10012735 4 Revisão: 02 Fvereiro.....................8 .............8..................................................................8 ............... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD 255 .......... 2004 4 ...................................................................... SEÇÃO Art.... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1100 ............ ARRUELA DE PRESSÃO A10 DIN 127 .10 ............1/4” BSP .........1/4” ................................................................................ CONEXÃO TE VERTICAL PONTA LISA ELSD 255.....1.........5 LT .................................

11 Revisão: 01 Junho.2 1 2 4 .: 20922809 . 2002 .SEÇÃO 4 ACUMULADOR DE PRESSÃO (DETALHES) Documento No.

................... No... 1 1 Descrição ACUMULADOR VAZIO 2......... SEÇÃO Art..... 2002 4 ..........: 20922809 .............2 Pos 1 2 Qt...12 .........5 LT ................ 30391736 20983048 4 Revisão: 01 Junho..........5 LT ............ BEXIGA PARA ACUMULADOR 2.....................................ACUMULADOR DE PRESSÃO (DETALHES) Documento No..........................

SEC4 . HIDRÁULICO 3 C B 7 2 7 2 6 8 6 5 4 T B A A 5 4 9 1 4 .SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA VÁLVULA DE SEGURANÇA Documento No.20 B VER "A" DOC 20922808. BB / AGITADOR C VER "G" DOC 20922615.RESERV.13 P Revisão: 02 Fevereiro. 2004 . SEC8 .: 20922810 A VER "K" DOC 20922813.COM. SEC4 -BLOCO NG .

LR....................................................... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD .....................L..................1/2” ......12...........................................1/2” DIN 908 ......12 ... 20989675 10050167 10018484 10004060 10001769 10030252 10018570 10019121 20984145 2980723 10001283 Revisão: 02 Fvereiro...1/2” ............................... PARAFUSO M10 X 45 DIN 912 .................... PORCA PARLOCK M10 DIN 985 .....9 ......................(FIXAÇÃO) . UNIÃO MACHO GES 12 ........... CONEXÃO TE VERTICAL PONTA LISA ELSD ..................................... 1 2 1 2 2 2 2 1 1 4 4 Descrição VÁLVULA 3/2 3SE 10C 20/630 G24 Z4SO-155 ..................................14 ..71800193 ....................... SEÇÃO 4 Art........8 ......... No.............................................................: 20922810 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Qt...L ...........00 / 27........5................................................... ANEL DE COBRE A22....... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 700 .(FIXAÇÃO).......................LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA VÁLVULA DE SEGURANÇA Documento No.............8 .................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400 ...12 .....................................................00 CU DIN 7603 ............... 2004 4 ... PLACA DE LIGAÇÃO G67 ......... BUJÃO SEXTAVADO INTERNO R.

2004 . HIDR. 20922812-1.CHASSI VER "I" DOC. VER "L" DOC. SEC4 .CHASSI 6 A 7 B 8 10 11 C 13 9 5 9 13 Y G T P 12 11 2 1 3 11 6 D 4 4 .RESERV.: 20922811 A B C D VER "K" DOC.CHASSI VER "J" DOC. SEC4 .SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA VÁLVULA REGULADORA DE CICLOS Documento No. 20922812-1.15 Revisão: 02 Fevereiro. 20922615. SEC4 . 20922812-1. SEC4 .

40 A 90° ...... TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 40 ..................(FIXAÇÃO) .......................... MANÔMETRO COM GICLEUR 400 BAR .........................LIGAÇÃO HIDRÁULICA DA VÁLVULA REGULADORA DE CICLOS Documento No.....................................L ..CRAVADO ........G....... CONEXÃO JOELHO IGUAL WS ............................................................ 2004 4 .....................................L............................. TUBO HIDRÁULICO CURVADO 12 X 150 ..................3/8” ...................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 700 ......... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ................................... CONEXÃO UNIÃO MACHO EGESD 12L/R 1/4” WD ............ UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 12 LR ......... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400 ............................... No.............................................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 350 ........................................................LR .... CONEXÃO TE VERTICAL PONTA LISA ELSD ..........12 ..................12 ..12.......................................... UNIÃO MACHO GES 12 ........................................................: 20922811 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Qt................... 30392879 30363270 10018571 20922815 30303763 10050167 10052338 10018484 10009282 10008084 10018570 10019121 10008022 2981309 4 Revisão: 02 Fvereiro.................................................16 ...... SEÇÃO Art............... PARAFUSO M6 X 100 DIN 912 ................................................12 ....L ................................................9 ...... 1 1 1 1 1 2 1 1 2 1 3 1 2 2 Descrição VÁLVULA LIMITADORA DE CICLOS ............

SEC 8 .LADO ESQUERDO Documento No. SEC 4 .20922808.20922808. LIM. SEC 4 .BB.V.20922613. "C" DOC. BB/AGIT. LIM. SEC 4 . SEC 4 .COM.20922813.20922613.17 Revisão: 02 Fevereiro. SEC 4 .COM. LIM.BB. "D" DOC.20922613. BB/AGIT. 1PF2G2 "H" DOC.20922811. A11VO60 "A" DOC. HIDR.20922808.V. SEC 8 .V. SEC 4 . SEC 4 .20922808. CICLOS "A" DOC. CALOR "K" DOC.20922616. 4 .COM.: 20922812 . SEC 4 . A11VO60 "C" DOC. CICLOS "A" DOC.BB. SEC 4 . 2004 .20922811.BB. SEC 4 .20922613. BB/AGIT. SEC 4 .20922615.20922811. SEC 4 . 1PF2G2 "J" DOC. A11VO60 "G" DOC.BLOCO NG-20 "L" DOC. BB/AGIT.BB.1 16 L 16 K 15 I J 4 9 4 H G 12 F 19 19 33 19 26 30 29 14 N S M 29 Q 1 O 6 P 5 5 19 32 26 26 36 28 19 34 19 18 18 3 T 8 29 26 26 26 2 U 18 1 21 20 F G H I J K L M N O P Q S T U VER VER VER VER VER VER VER VER VER VER VER VER VER VER VER "L" DOC. CICLOS "D" DOC. SEC 4 .RESERV.SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA SOB CHASSI + VÁLVULA ROCK . "B" DOC.TROC.20922613. "G" DOC.COM.

................ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 800 ..... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 900 .................L ................................................. UNÃO IGUAL GS 25 S..................16 .................................12 .........: 20922812 .. SEÇÃO Art....................... TUBO HIDRÁULICO CURVADO 25 X 1000 ........................ TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 1170 ... TUBO HIDRÁULICO RETO 16 X 50 ..................................S....................................................................................................................................................... TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 1070 ......................................................... JOELHO PONTA LISA EWSD ........ No....................... 1 2 1 3 2 1 1 2 1 1 1 2 1 1 1 2 1 4 8 2 2 2 2 1 1 9 1 2 2 3 1 2 1 1 1 2 Descrição MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1000 ..................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 500 .......................25 ..CRAVADO ............1” D .......................................................................................... TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 1120 ......................................................... TUBO HIDRÁULICO CURVADO 16 X 1750 ................ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 650 .. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1300 ............ JOELHO PONTA LISA EWDS ..................................................................................................................... 10049959 10049958 10049961 10049904 10050175 10050177 10025656 10049906 10062202 10018483 10050172 10049901 10018481 10049957 10052338 10050167 10049907 10008099 10008084 20914825 10018417 10009260 10019122 10008056 10019729 10008087 10004680 20919144 20919142 20914703 20917606 20919071 2909324 20922796 30303432 10008149 4 .......................................... JOELHO IGUAL WS ............................................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1200 ........ 2004 ........... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 600 .......................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 700 ..................................CRAVADO ............................................................ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1200 ......................................1X30° @ 210 ........................................S ....25 ........... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 900 ........................................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 350 ........ REGISTRO DE ESFERA .............................................................1X90° @ 300 ............................ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400 ...................5..............................CRAVADO .1 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 Qt.............. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1200 .......................................................................................... UNIÃO MACHO S 16 X 7/8” ................CRAVADO .LADO ESQUERDO Documento No................CRAVADO ..... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 800 ......15mm .......CRAVADO ........... TUBO HIDRÁULICO RETO 25 X 500 ............ CONEXÃO TE IGUAL TS .....S .............................................................................................................................................................................................. TUBO HIDRÁULICO RETO 16 X 1200 .................................16 ....16 .........................................................................................................S................. GICLEUR S-25 X R.....1X30° @ 330............. ADAPTADOR PARA TUBO REDSD 16S/12L ..................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1300 .............18 4 Revisão: 02 Fvereiro. JOELHO IGUAL WS .................LIGAÇÃO HIDRÁULICA SOB CHASSI + VÁLVULA ROCK ............................................... JOELHO IGUAL WS ....................S.. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 700 ....

20922813.BB.A11VO60 VER "J" DOC.SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA SOB CHASSI + VÁLVULA ROCK . HIDR.BL. SEC 4 . 2004 . SEC 8 .RES. SEC 4 .BB.20922613.20922615.LADO DIREITO Documento No.RES. HIDR.20922613. SEC 4 . SEC 8 .2 A B C D E R E 10 9 4 17 30 7 C 12 B A 11 2 D VER "B" DOC. NG-20 19 31 26 18 R 13 26 26 25 24 36 23 19 28 28 29 4 2 21 20 35 22 22 23 27 17 4 . VER "C" DOC. VER "B" DOC.20922613.BB.19 Revisão: 02 Fevereiro.20922615.: 20922812 . SEC 4 .A11VO60 VER "D" DOC.A11VO60 VER "B" DOC.

............CRAVADO .... CONEXÃO TE IGUAL TS .... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 800 ... JOELHO PONTA LISA EWSD ...................................12 ..................2 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 Qt..... UNIÃO MACHO S 16 X 7/8” ............................................................. TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 1120 . SEÇÃO Art..............................................CRAVADO ............ TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 1170 ........................CRAVADO .............S......................................L ..................... JOELHO IGUAL WS ................1X30° @ 330............... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1200 .........................S.16 ...........................1X90° @ 300 .............................16 ........................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400 ............................................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 500 ....................1X30° @ 210 .... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1200 ......................................................................................S ................ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 600 ...................... 1 2 1 3 2 1 1 2 1 1 1 2 1 1 1 2 1 4 8 2 2 2 2 1 1 9 1 2 2 3 1 2 1 1 1 2 Descrição MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1000 ........1” D .... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 700 ...................................................................... JOELHO IGUAL WS ............................................................. TUBO HIDRÁULICO RETO 25 X 500 ........ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 800 .......................................................LIGAÇÃO HIDRÁULICA SOB CHASSI + VÁLVULA ROCK ...................................................... JOELHO PONTA LISA EWDS .... 10049959 10049958 10049961 10049904 10050175 10050177 10025656 10049906 10062202 10018483 10050172 10049901 10018481 10049957 10052338 10050167 10049907 10008099 10008084 20914825 10018417 10009260 10019122 10008056 10019729 10008087 10004680 20919144 20919142 20914703 20917606 20919071 2909324 20922796 30303432 10008149 4 ....................................................................................................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 350 .......................................................................S........................................... TUBO HIDRÁULICO RETO 12 X 1070 ...........................S ..............CRAVADO ...25 ............................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1300 .........................: 20922812 .................25 .................5.......................... No....................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 700 ................CRAVADO ...................16 ..................................... TUBO HIDRÁULICO RETO 16 X 50 ... JOELHO IGUAL WS ................................................................................................. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 650 ..............LADO DIREITO Documento No......... TUBO HIDRÁULICO CURVADO 16 X 1750 .............. ADAPTADOR PARA TUBO REDSD 16S/12L ...............................................CRAVADO ....................................... TUBO HIDRÁULICO CURVADO 25 X 1000 ................ MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1200 .................... TUBO HIDRÁULICO RETO 16 X 1200 ........................................................ GICLEUR S-25 X R................................................................................................................................................ REGISTRO DE ESFERA ..... 2004 .........20 4 Revisão: 02 Fvereiro.................................15mm ............. MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 900 ............... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 900 ............................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1300 ............................................ UNÃO IGUAL GS 25 S.

BB.BLOCO MPS VER "E" 20922614.AG. SEC.4 .VÁLV. SEC. VER "A" 20922810. F G H I J K VER "A" 20922809-1. SEC. HIDR. VER "I" 20922613.SEÇÃO 4 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO BLOCO NG-20 Documento No.8 .4 . SEC. SEC.BLOCO MPS VER "C" 20922614.8 .4 .8 .4 . SEC. SEC. HIDR. SEC.4 . SEC. 26 36 11 P N 39 36 36 32 28 25 15 36 35 33 36 43 20 39 37 20 23 29 6 12 R 43 42 M 36 L 16 H 36 38 35 14 32 30 5 F 36 10 19 24 41 11 23 X3 MP P2 31 18 36 37 31 43 12 2 36 22 T2 XR PR PP A1 B1 XB B 28 17 J 9 34 29 36 9 K T P1 T1 XP 10 O Q XA A 21 3 A3 1 XA A2 P T3 B3 XB 1 B2 1 29 9 36 X B 1 1 40 37 31 17 38 E 21 37 31 29 9 36 D B 4 G 7 2 C 14 8 30 A 27 3 27 I L M N O P Q R VER "G" 20922614. SEC. ROCK VER "R" 20922812-1.4 . SEC.AG. VER "A" 20922614.COM.CIL.RESERV.ACUMULADOR VER "B" 20922614.BAT.BLOCO MPS VER "H" 20922614. SEC.4 .CI.: 20922813 A B C D E VER "S" 20922812-1.4 . SEC. A11VO130 4 .4 .4 . DI.21 Revisão: 02 Fevereiro.BAT.BLOCO MPS VER "H" 20922615. SEC.CI.BLOCO MPS VER "I" 20922614. VER "K" 20922615. VER "D" 20922615.BLOCO MPS VER "F" 20922808.4 .4 . ES. DIF.COM.RESER. VER "E" 20922808. SEC.4 .4 . SEC. DIR. SEC. ES.CIL. ROCK VER "F" 20922614.4 .RESERV. HIDR. 2004 . SEG. SEC. DIF.

..CU DIN 7603 ..S.. SEÇÃO Art...........1.................. MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 650......................1” ............................................................................ CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD .................................................................................12 R............................. CONEXÃO JOELHO IGUAL WS ......................... MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1200..........S ........... ANEL DE COBRE A 33..............25 X R....1...... MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 1000...R..................12 ................(FIXAÇÃO) .............................. CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD .....................25R ............ UNIÃO MACHO GES ................... PARAFUSO M12 X 40 DIN 933 ......1/2” WDS R. MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 700........................................................... TUBO HIDRÁULICO 12 X 315 .......................................................8........16 ....................12 ............................ MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 900..3mm...................1........... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 700 ............................................ MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 800..........8 ................. 10185423 10018481 10049957 10019735 10049961 10049968 10079398 10049959 10050167 10018484 10050174 10018483 20922794 20921630 20921631 10001769 10001776 20981171 10001831 10004060 10004053 10003956 10004052 10020459 10028506 10008028 10008022 10009282 30361953 10008115 10030252 10008100 10008108 2903589 10018570 10018417 10008099 10018571 10001541 10019122 10009267 10019121 20921448 20921832 10001517 10009876 2001526 4 ..... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ....CU DIN 7603 ............................................................................... ANEL DE COBRE A 22.................LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO BLOCO NG-20 Documento No.............. ANEL DE COBRE A 48....... GICLEUR L .......S ....................................................SR..(FIXAÇÃO).......12 ........ UNIÃO MACHO GES .WD .................5.............................5 .............CU DIN 7603 .90° A 50 E A 130 ............. INIÃO MACHO GES .... ANEL DE COBRE A 17/21 X 1...... SUPORTE DO BLOCO DE COMANDO NG20 ............. PARAFUSO M12 X 30 DIN 933 ......8.............................................................................. BUJÃO SEXTAVADO EXTERNO R..........8 (FIXAÇÃO)...................... SUPORTE DO CONJUNTO HIDRÁULICO ........................... No..........................................................................LR 1/2” ......................................................1” ............... CONEXÃO PARA TOMADA DE PRESSÃO .........................5...............L ..... MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400..................................................... 2004 .........1/2” DIN 908 .....................................CU DIN 7603 ....... 1 2 1 1 1 1 1 1 3 2 2 2 2 1 1 2 1 1 2 2 1 2 1 1 1 2 2 4 2 4 2 1 1 2 13 4 2 2 1 1 1 3 1 1 8 8 4 Descrição BLOCO DE COMANDO DA BATERIA NG20 ..LR ................. UNIÃO MACHO S ...8 (FIXAÇÃO) .LR 1/4” ...00/27........00 ............................................ CONEXÃO TE VERTICAL PONTA LISA ELSD 12 .........................1” DIN 908 .......... BUJÃO SEXTAVADO R.................................CRAVADO ...1/4” ......................................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 25-S R........................................................................3/8” D-1..........5.....................5.............................00/55...............................................................12 ......................... MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1800.......................................................3/8” DIN 910 .......25 .......................L...................................16 ........................................................................................1/2” DIN 908 .............................................................00/39................................................................22 4 Revisão: 02 Fvereiro....... UNIÃO MACHO GES .............1/4” ................... MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1000... VÁLVULA DE ESFERA DE 1/4” .............8 ..... ADAPTADOR P/ TUBO RED R......CRAVADO .............. TUBO HIDRÁULICO PARALELO 20 X 80 .............. CONEXÃO ADAPTADORA FEMEA GAS 12LR ........... MANGUEIRA HIDRÁILICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1300.............................................................................8 . UNIÃO MACHO GES ........................................ TUBO HIDRÁULICO 12 X 210 ........................: 20922813 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 Qt.SR........................ BUJÃO SEXTAVADO INTERNO R................8 (FIXAÇÃO)..............CRAVADO ..............................................90° A 45 E A 130 ........ CONEXÃO UNIÃO MACHO EGESD 12 L/R 1/4” ................................00 ...........8 ...........................................................................25 ........ UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 12 ..... PORCA PARLOCK M12 DIN 985 ............................. BUJÃO SEXTAVADO INTERNO R.........................00 ........................................

: 10185423 4 MA = 185 Nm 3 2 1 5 6 7 MA = 53 Nm 4 .23 Revisão: 04 Fevereiro.SEÇÃO 4 BLOCO DE COMANDO S1-S2 +S3 (MO20 SV 300 DA 80) Documento No. 2004 .

8............. PLACA INTERMEDIARIA ENTRE BLOCO S1+S2 E S3 .....BLOCO DE COMANDO S1-S2 +S3 (MO20 SV 300 DA 80) Documento No. 10184296 10183940 10165184 10001675 10184689 10184299 10184716 4 Revisão: 04 Fevereiro.. LIMIT......... SEÇÃO Art...: 10185423 Pos 1 2 3 4 5 6 7 Qt.............8 . BLOCO DA VÁLVULA S3 ........VALV.........24 . 2004 4 ........9 DT-500 ....................................................................................... PARAFUSO M-10 X 100 DIN-912 ............................10... UNIDADE DE CONTROLE PARA S1 + S2........................ DE PRESSÃO DIN-24342 ................................ PARAFUSO M-16 X 110 DIN-912 ......... 1 1 1 4 1 1 6 Descrição BLOCO DA VÁLVULA S1 + S2................ No................................................................................................................................................................ CARTUCHO DA VALVULA 2 VIAS NG 25 ................

25 Revisão: 04 Fevereiro.: 10184296 7 4 5 6 15 14 3 12 MA = 76 Nm 10 16 1 11 9 13 2 6 3 4 5 9 11 10 12 MA = 76 Nm 7 MA = 76 Nm 4 .SEÇÃO 4 VALVULA S1+S2 (COMPONENTES) Documento No. 2004 8 .

.... 1 1 2 2 2 2 8 1 2 2 2 8 5 1 1 2 Descrição CORPO DA VÁLVULA S1+S2 ............VALVULA S1+S2 (COMPONENTES) Documento No. SEÇÃO Art....................................................................................................... PARAFUSO M-12 X 70 DIN-912 .......................... No...................... ANÉL DE VEDAÇÃO 30 X 38............................................... MOLA DE PRESSÃO ....................................................................... PARAFUSO M-12 X 55 DIN-912 ........ ANÉL QUADRADO 26... APOIO DA MOLA ..........5 X 7................ OLHAL M-12 DIN-580 ...............................57 X 3.......................................... 2004 4 .........................8............................... Ó RING 44................ TAMPA PARA VÁLVULA S1.......................................... Ó RING 53...... Ó RING 9................ CONEXÃO PARA TOMADA DE PRESSÃO R.....................................................8..................................................................................................53 .......................40 .........................................................................8 ....................................................................................................................................... PISTÃO DA VÁLVULA S1...........78 .............................: 10184296 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 Qt........................................................................................................................................8 ..... PISTÃO DA VÁLVULA S-2 ......1/4” ...............................57 X 3................ 10183517 10184051 10187626 10028653 10184050 10187644 10001203 10184052 10012242 10186693 10106481 10101196 10183793 10020459 10015032 10067834 4 Revisão: 04 Fevereiro.................................... TAMPA PARA VÁLVULA S2.........53 ................04 X 3.........................................................................................................A2C .................................................................26 .........................25 X 1.........................................................

: 10173757 3 4 1 5 2 5 5 2 5 4 .27 Revisão: 04 Fevereiro. 2004 .SEÇÃO 4 KIT DE VEDAÇÃO PARA VÁLVULA LIMITADORA DE PRESSÃO NG-25 DIN-24342 NBR Documento No.

............ ANÉL BACK UP 29.28 .....................................39 X 3...................62 .......... 10197910 10197909 10171681 10181077 10203589 4 Revisão: 04 Fevereiro.......................62 ....03 x 2................................. Ó RING 28...... 1 2 1 1 4 Descrição Ó RING 19......................................................................34 X 2......................................................................: 10173757 Pos 1 2 3 4 5 Qt.........................................24 X 2................ 2004 4 .................18 ............................. Art.......... ANÉL DE ENCOSTO ..... No.......KIT DE VEDAÇÃO PARA VÁLVULA LIMITADORA SEÇÃO DE PRESSÃO NG-25 DIN-24342 NBR Documento No.......................................53 ................. Ó RING 23..............................................

29 5 Revisão: 04 Fevereiro.SEÇÃO 4 UNIDADE DE CONTROLE S1 + S2 ( COMPONENTES) Documento No. 2004 6 MA = 25 Nm 1 10 8 11 .: 10165184 MA = 10 Nm 9 MA = 10 Nm MA = 45 Nm 11 9 MA = 10 Nm 9 7 MA = 45 Nm 5 MA = 30 N m MA = 30 Nm 2 4 .

Qt...............................10mm...........4mm.................................................................................................................................................................. GICLEUR FURO 1.........................: 10165184 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 CARTUCHO DA VÁLVULA VDP 06/42 CPL ..................1............ VÁLVULA DE ESFERA KIT DN-10 COM PLUG DE FECHAMENTO................................30 .....1/4”........1/8”..................................................... BUJÃO R..... ........ BUJÃO R.................................................................12 ............................... HD 44 ..................... Descrição SEÇÃO Art... No........................................ 2004 4 ............ GICLEUR FURO 1................................2 G47/ H35 ..............1... CARTUCHO DA VÁLVULA 9707 11J G01 .................................... CAPA DE PROTEÇÃO SW 17 ................... 4 10175450 10139333 10154892 10165396 10006658 10077807 10077794 10121917 10163380 10160910 Revisão: 04 Fevereiro. CARTUCHO DA VÁLVULA 9612 07J G01 .........................................UNIDADE DE CONTROLE S1 + S2 ( COMPONENTES) Documento No................................... PLAQUETA DE INDICAÇÃO DAS FUNÇÕES HIDRAULICAS ......................

: 10175448 4 .SEÇÃO 4 CARTUCHO DA VÁLVULA VDP 06/42 CPL Documento No. 2004 .31 Revisão: 04 Fevereiro.

. CAPA DE PROTEÇÃO ........................................................................................ SEÇÃO Art......32 .........................: 10175448 Pos 1 2 Qt....CARTUCHO DA VÁLVULA VDP 06/42 CPL Documento No............................... 2004 4 ........ 1 1 Descrição CARTUCHO . 10154733 10169722 4 Revisão: 04 Fevereiro............................. No.............................

33 Revisão: 04 Fevereiro. 2004 .SEÇÃO 4 PLACA INTERMEDIARIA S1+S2 E S3 Documento No.: 10184689 6 MA = 76Nm 6 MA = 76Nm 6 6 6 MA = 76Nm 4 .

...................... No..................1”............................. 2004 4 ............................ 1 2 2 3 Descrição CORPO DA PLACA .....................................................................34 ..................................1/2”....: 10164689 Pos 1 2 3 4 Qt......5 X 3................PLACA INTERMEDIARIA S1+S2 E S3 Documento No....... ANÉL QUADRADO 26........................................ SEÇÃO Art. BUJÃO R............40 .................................................................................. BUJÃO R............................................. 10184690 10130304 10044494 10183793 4 Revisão: 04 Fevereiro..................

: 10184299 6 MA = 76Nm 6 6 6 6 6 MA = 30Nm 6 MA = 80Nm 6 4 5 3 6 MA = 76Nm 4 .SEÇÃO 4 VALVULA S3 (COMPONENTES) Documento No. 2004 .35 Revisão: 04 Fevereiro.

.................... PISTÃO DA VÁLVULA S3........................................... No................... 2004 4 ........................ 10183736 10184300 10186693 10012242 10106481 10001196 10006658 10044484 4 Revisão: 04 Fevereiro......53 .........................................................8 ...................................: 10184299 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 Qt................ SEÇÃO Art.......................................................... ANÉL DE VEDAÇÃO 30 X 38........................5 X 7.........................04 X 3......................VALVULA S3 (COMPONENTES) Documento No......... BUJÃO R...................................... Ó RING 44.....................8................................................................................................................... BUJÃO R........ 1 1 2 2 2 8 1 2 Descrição CORPO DA VÁLVULA S3..........1/2”............................... TAMPA PARA VALVULA S3.......................1/4”.......................................................................................... PARAFUSO M-12 X 55 DIN-912 ............................36 ..........................................................

.

. . . . . . . . .SEÇÃO . . . . 20919141.5 5 CENTRAL DE LUBRIFICAÇÃO Pag No LIGAÇÃO DA CENTRAL DE LUBRIFICAÇÃO. . . . . . . 5-1 . . . . . . . . . . . .

SEÇÃO 5 CENTRAL DE LUBRIFICAÇÃO Documento No.3.4 5 B A G F E D 10 8 9 E 12 7 D 12 12 7 G F B 7 8 A 12 7 7 12 C 5-1 Revisão: 01 Junho. 2002 .2.: 20919141 5 6 C 11 12 6 1.

......................S R 6 L/L .........................RETA ...: 20919141 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Qt............................NPT .......... PORCA DE APERTO M 6 LL ......... No..1/8” .................. 10095524 10103023 10095523 10095525 10001763 10001724 20982128 10007886 20095165 10011140 10009875 10029402 5 Revisão: 01 Junho........................................6.............CENTRAL DE LUBRIFICAÇÃO Documento No.................DIN 985 ... COTOVELO MACHO/FÊMEA .................................................................D 1/4” X 800 ................................ MANGUEIRA PARA LUBRIFICAÇÃO ........ 2002 5-2 ................................ 1 3 2 1 14 14 6 8 1 2 2 14 Descrição MANGUEIRA PARA LUBRIFICAÇÃO ........ MANGUEIRA PARA LUBRIFICAÇÃO ...8 ......D 1/4” X 1650 ...... CONEXÃO UNIÃO MACHO ..D 1/4” X 1300 ....................................................DIN 933 ...LATÃO .............................................. MANGUEIRA PARA LUBRIFICAÇÃO .................................... PORCA PARLOCK M....................................................................................... ENGRAXADEIRA AM 10 X 1 .....DIN 71412 ............................................................................. PLACA DE LIGAÇÃO DAS MANGUEIRAS .......... SEÇÃO Art...............8.............. PARAFUSO M 8 X 40 .D 1/4” X 1000 ................8....GES 6 LLM 10 X 1 ...................................... ANILHA PARA TUBO ....................................

.

. . . 20918034 . . . . . . . . . . . . . 6-1 . . . .SEÇÃO . . . . . . .6 6 SISTEMA DE AR OPCIONAL Pag No SISTEMA DE AR SCHULZ X REXROTH. . . . . . . . . . . . .

"L" DO DOCUMENTO 20917599 B VER POS.: 20918034 A VER POS. 2002 . "N" DO DOCUMENTO 20918034 A 46 38 36 2 7 9 8 33 40 31 43 42 45 1 34 6 B 16 17 10 41 31 19 16 13 20 21 5 25 24 29 28 24 15 33 32 14 33 32 4 33 32 6-1 Revisão: 01 Junho.SEÇÃO 6 SISTEMA DE AR COMPRIMIDO SCHULZ / REXROTH Documento No.

SISTEMA DE AR COMPRIMIDO SCHULZ / REXROTH
Documento No.: 20918034
Pos 1 2 4 5 6 7 8 9 10 13 14 15 16 17 19 20 21 24 25 28 29 31 32 33 34 36 38 10 41 42 43 45 46 Qt. 1 4 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 4 1 1 1 1 2 1 1 1 8 12 13 4 4 4 3 1 1 1 1 1 Descrição CONPRESSOR DE AR SCHULZ ................................................................................... MOTOR HIDRÁULICO REXROTH ................................................................................. SUPORTE DO COMPRESSOR...................................................................................... PROTEÇÃO PARA POLIA .............................................................................................. SUPORTE DO MOTOR HIDRÁULICO ........................................................................... ACOPLAMENTO FLEXÍVEL V 28................................................................................... EIXO FLANGEADO......................................................................................................... CHAVETA B 8 X 7 X 28 DIN 6885 .................................................................................. VÁLVULA DE SEGURANÇA PARA RESERVATÓRIO DE AR 1/4” ............................... MANÔMETRO 0 - 60 BAR R. 1/4” NPT SEM FLANGE .................................................. REGISTRO GAVETA DE 3/4” ......................................................................................... ENGATE RÁPIDO ROSCA INTERNA 3/4” ..................................................................... UNIÃO MACHO GES 16 SR ........................................................................................... TUBO “L” 16 X 300.......................................................................................................... TUBO “L” 16 X 600.......................................................................................................... ADAPTADOR MACHO/FÊMEA R. 3/4” NPT X 1/4”........................................................ BRAÇADEIRA PARA TUBO DIAM. 25 ........................................................................... NIPLE DUPLO DE 3/4” BSP ........................................................................................... COTOVELO 90° DE 3/4” BSP......................................................................................... TUBO ROSCADO DE 3/4” BSP ...................................................................................... TE DE 3/4” BSP .............................................................................................................. PARAFUSO M 10 X 40 - DIN 933 - 8.8........................................................................... PORCA SEXTAVADA M 10 - DIN 933 - 8 ...................................................................... ARRUELA DE PRESSÃO B 10 - DIN 127 ...................................................................... PARAFUSO M 10 X 70 - DIN 933 - 8.8........................................................................... PARAFUSO M 8 X25 - DIN 912 - 12.9............................................................................ ARRUELA DE PRESSÃO B 8 - DIN 127 ........................................................................ PARAFUSO M 10 X 30 - DIN 912 - 12.9......................................................................... ABAFADOR 15SS PARA VÁLVULA DE DESCARGA.................................................... UNIÃO MACHO 25S X 3/4”............................................................................................. UNIÃO MACHO 20S X 3/4”............................................................................................. JOELHO IGUAL S 25 ...................................................................................................... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE A/PRESSÃO 13 X 600.................................................

SEÇÃO

6
Art. No. 20980118 20982405 20918066 20900091 20918035 20918037 20902454 20903332 20981059 20980457 20980927 20980280 10008108 20909029 20909030 20903362 20900272 20980508 20980216 20909538 20981013 20001865 10001250 10011165 20001895 20980708 20011298 20010645 20981219 20982509 10008110 10008099 20903423

Revisão: 01 Junho, 2002

6-2

SEÇÃO

6

DOSADOR DE ADITIVOS
Documento No.: 10173393

3

6

13

27 24

25,26 21 20 24 23 19 22 21 20
2

1

8

11 10

28

7

16 15

14

11

12

6-3

Revisão: 11 Agosto, 2003

DOSADOR DE ADITIVOS
Documento No.: 10173393
Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 Revisão: 11 Agosto, 2003 Qt. 1 1 1 1 1 1 1 1 1 6 24 1 1 1 7 3 1 1 2 4 4 2 2 2 4 4 1 1 CHAPA DE PROTEÇÃO ................................................................................................ CHAPA LATERAL DIREITA ............................................................................................ CHAPA LATERAL ESQUERDA ..................................................................................... ....................................................................................................................................... PINO 30 X 47/ 84 -10 ..................................................................................................... PARAFUSO SEXTAVADO M-10 X 25 - 8.8 DIN-933 A2C ............................................ PARAFUSO SEXTAVADO M-10 X 10 - 8.8 DIN-933 A2C ............................................. PORCA SEXTAVADA M-30 X 2 DIN-934 - 8 - A3C........................................................ CORRENTE G-3 X 26 DIN-5685 .................................................................................... ANEL COM CHAVE D-20mm. ........................................................................................ MOLA GRAMPO D- 3,2mm DIN-11024 .......................................................................... SISTEMA HIDRAULICO DO CILINDRO DOSADOR...................................................... PROLONGADOR 3/4” 400mm. ....................................................................................... VALVULA DE RETENÇÃO ............................................................................................. UNIÃO MACHO GES 16 SR ........................................................................................... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD - 16 - S ........................................................ ADAPTADOR EGESD - 16 - SR - WD ............................................................................ UNIÃO ORIENTAVEL RSWS - 16 - SR .......................................................................... CURVA (16 X 2,5 X 217 / 1 X 90º ) ................................................................................ PORCA M16 S ................................................................................................................ ANILHA S-16 ................................................................................................................... VALVULA DE ESFERA KH3 ........................................................................................... RESERVATORIO DE ADITIVOS 1000 LITROS ............................................................ Descrição CILINDRO DE ACIONAMENTO DN- 110/ 40 X 223,6.................................................... CILINDRO DOSADOR DN-80/ 36 X 190 ....................................................................... ALAVANCA DE AJUSTE ................................................................................................ BASE PARA FIXAÇÃO DOS CILINDROS ......................................................................

SEÇÃO

Art. No. 10093683 10171964 10093685 10146544

6

10101752 10101641 10101642

10101508 10001859 10001852 10095105 10014089 10140431 10003978 10133426 10172079 10007924 10008108 10019122 10020109 10008025 10187109 10001743 10001732 20988435 20988430

6-4

SEÇÃO - 7
7 TREMONHA PARA ROCK DN-150/ 180
Pag No

TREMONHA PARA ROCK DN-180/ 150 - MONTAGEM. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20923128 . . 7-1

SEÇÃO

7

TREMONHA PARA ROCK DN 180/150 MONTAGEM
Documento No.: 20923128

2

1

4 5 6

7

3

7-1

Revisão: 12 Janeiro, 2005

.....................CONSTRUÇÃO ................. GRADE .......:20923128 Pos 1 2 3 4 5 6 7 Qt..........................................................8.......................... 20915538 20915604 30308386 10001531 20984099 10001894 10009876 7 Revisão: 12 Janeiro............................. PORCA PARLOCK M-12 DIN 985 ..................... ARRUELA LISA A................................................ PARAFUSO M-12 X 50 DIN-933 ....................TREMONHA PARA ROCK DN 180/150 MONTAGEM Documento No....................................................................................................................... No..............8 .............................. GUARNIÇÃO ESPONJOSA.................13 DIN 125 ........ ARRUELA DE PRESSÃO A-12 DIN-127 ........ 2005 7-2 ....8.................................................................. SEÇÃO Art........CONSTRUÇÃO........... 1 1 6M 8 8 8 8 Descrição TREMONHA PARA ROCKDN-150/180 ........................

.

. . . . .8 8 RESERVATÓRIO HIDRÁULICO E TROCADOR DE CALOR Pag No RESERVATÓRIO HIDRÁULICO .SEÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . 8-1 TROCADOR DE CALOR . . . . . . 20922615 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .20922616 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .8-3 . . . . . . . . . . .

CHASSI VER "J" DOC.20922813 .20922811 .SEC4 .: 20922615 VER "E" DOC. SEG.SEC4 .BLOCO NG-20 8-1 Revisão: 02 Fevereiro.CHASSI K VER "I" DOC.SEC4 .SEC4 .20922616 .20922812-1 . H VER "E" DOC.BOMBA A10VSO VER "E" DOC.20922813 .20922812-2 .20922813 .20922613 .SEC4 .CHASSI VER "D" DOC.20922614 . R.SEC4 . CICLOS J VER "U" DOC.SEÇÃO 8 A B C D E F LIGAÇÃO HIDRÁULICO + MONTAGEM DO RESERVATÓRIO HIDRÁULICO Documento No.BLOCO NG-20 VER "B" DOC.V.SEC4 .SEC4 .SEC4 . 2004 .20922812-2 .TROC.BLOCO NG-20 I VER "C" DOC.V.SEC8 .BLOCO MPS DETALHE DO DRENO 10 23 24 22 11 21 10 12 3 4 6 41 34 K 25 26 5 15 2 14 29 40 16 1 28 42 34 17 B 41 C G 39 9 18 27 E F 40 8 30 19 20 33 43 7 35 31 33 39 34 27 28 40 A D 38 H I 30 36 J G VER "C" DOC.SEC4 .20922810. CALOR VER "D" DOC.

. FILTRO DE RETORNO .. MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 900 ...................................................................WSP .. MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 400 ......................................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 12 ............................ 5 DIN 125 .......................SR...........LIGAÇÃO HIDRÁULICO + MONTAGEM DO RESERVATÓRIO HIDRÁULICO Documento No........................................................................................ REGISTRO DE ESFERA 3/4” BSP ........................... TERMO INTERRUPTOR 65º/70º ...1” ......................................................................00 .... PARAFUSO M12 X 25 DIN 933 ......................................12................8 ...................................................L................. NIPLE DUPLO 3/4” ....... COTOVELO 3/4” ............................................................DIN 127 ........................................................... PORCA SEXTAVADA M12 .....8..............DIN 908 .M .........DIN 908 .........1” ......................................125PSI ... ARRUELA LISA A 10....................................................8 ....................... MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 8 X 900 .........G3/8” ............ PARAFUSO M10 X 35 DIN 933 ......... CONEXÃO FLANGEADA FEMEA R..........................................: 20922615 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 Qt.................................................. BOCAL DE ENCHIMENTO ..... PARAFUSO M12 X 35 DIN 912 ...................8........................................................................8 ..........................................00 X 5........................................................................................SR..................................... BUJÃO SEXTAVADO INTERNO R............. CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD .......SEXTAVADO INTERNO ..................................12............................... PARAFUSO M20 X 60 ........GALVANIZADO....... O’RING 315..............................................................................................................................22 X 1..... ARRUELA DE PRESSÃO B12 . CONEXÃO UNIÃO MACHO GES 25 ................................................. CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ............................................................................ MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 800 ......................................... ARRUELA LISA D-12 DIN 1440............................ BUJÃO R..........................................12 .................................................9..8.................... 20919726 20982505 20982420 20982344 20918146 2981171 10001767 20991500 20980508 20980216 20982164 10006837 10000668 10006838 20982477 10001513 2013481 20980889 2009852 10011164 10001862 10001893 10017584 30303568 10008028 10008022 10008025 10018417 10018570 10009282 10008115 10019121 10049958 10018484 10079398 10050167 10018483 10049959 10062202 10049968 8-2 8 Revisão: 02 Fvereiro..................1” ......................................5................................................................ TAMPA DE ALUMÍNIO DN-300 ..................................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 25 ... GUARRA DE ALIMÍNIO M-20 P/ TAMPA DN-300 ..................................... ANEL DE VEDAÇÃO M-20 NYLON DIN 1079 PL ........ 1 1 1 1 1 1 1 1 1 2 1 1 2 2 2 1 4 4 4 4 4 4 4 2 2 2 2 1 2 1 2 3 1 1 1 1 2 2 2 1 1 Descrição CORPO DO RESERVATÓRIO HIDRÁULICO ..................3/8” .........GALVANIZADO ......9 ............................................................. MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 8 x 700..................L .....5 ............................................... ELEMENTO FILTRANTE ...................... JUNTA PARA VEDAÇÃO (GUARNITAL) ...........................LR ............................................................ CONEXÃO TE VERTICAL PONTA LISA ELSD .............5.................................................................. MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 800 ..........S ............................................................. SEÇÃO Art.............. INDICADOR DE NÍVEL E TEMPERATURA .............. MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1800 ...... No............................SR .... 2004 ..................... CONEXÃO UNIÃO MACHO GES 12 LR ......................................................DIN 934 ..12 ...............................................................DIN 912 .......................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 16 ................... MANGUEIRA HIDRAULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1000 ................................................................25 .....................8 ..............................................

3 10 9 2 6 B 8 4 5 7 1 A 11 C S HA SI 10 8-3 Revisão: 02 Fevereiro.CHASSI B VER "E" DOC.SEC4 .20922615 .SEC8 .20922812-1 . HIDR.: 20922616 A VER "M" DOC.SEÇÃO 8 LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO TROCADOR DE CALOR Documento No. 2004 .RES.

6 ................ 10049906 10049959 20982283 10019122 30361955 10008028 20921833 10001515 20984091 10009875 10001812 8 8-4 ...................................................... ARRUELA LISA A-8................................................. PORCA PARLOCK M-8 DIN 985 ...............................8........................ 2004 Qt..............8..................................................................8 ................. PARAFUSO M8 X 20 DIN 933 ....................................................... CONEXÃO JOELHO PONTA LISA EWSD ....................................................................... 1 1 1 1 1 1 1 4 4 8 4 Descrição MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 13 X 1200 ...........16 ......... UNIÃO MACHO S-16 X R.3/4” .S R..................................LIGAÇÃO HIDRÁULICA DO TROCADOR DE CALOR Documento No...8 .................... UNIÃO ORIENTÁVEL SIMPLES RSWS 25 ........................................................ PARAFUSO M8 X 30 DIN 933 ....................: 20922616 Pos 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Revisão: 02 Fvereiro. No...... MANGUEIRA HIDRÁULICA DE ALTA PRESSÃO 20 X 1000 ..............................00 DIN 125 ... TROCADOR DE CALOR ............................................1” ............ SEÇÃO Art......................................................S ........ SUPORTE DO TROCALOR DE CALOR ...........................................................................

.

. . . . . . . 9-1 . . .9 9 PAINEL DE CONTROLE Pag No PAINÉL ELÉTRICO DE COMANDO MONTAGEM . . . . . . .SEÇÃO . . . . . . . . . . 20922827 . . . . .

SEÇÃO 9 PAINEL ELÉTRICO DE COMANDO .10 Janeiro 2005 .MONTAGEM Document No.: 20922827 8 1 10 11 12 13 14 3 15 20 21 22 19 6 45 2 23 23 23 23 24 25 26 VAI PARA BATERIA DO MOTOR AUXILIAR 27 28 9 16 17 18 9-1 Revisão.

......................117 ..22....................... SEÇÃO Part..................... CONTAGIRO 3500 RPM COM REGULADOR 12V .. SINALEIRO 22MM COM LENTE VERDE ........................................................ PARAFUSO M-8 X 50 DIN 931 .......... TAMPÃO PARA PAINEL D ..............................8.........................08 .......................... RELE AUXILIAR 12 VOLTS 40A ..................................................................................... SINALEIRO 22MM COM LENTE VERMELHA .............................................................................................................................................................................................. BASE 12 POLOS ...............8....................... CONECTOR 0.................... BOTÃO STOP .......... DISJUNTOR UNIPOLAR 25A .................32A ......................................................................................................................................8 DIN 985 ...................................................................................................................40 DIN 125 ......901 ............................................................0 MM2 ................................................................0MM .................... INSERTO MACHO 6/36 ............................... CHAVE DE PARTIDA ...............................................................................................: 20922827 Pos 1 2 3 4 5 6 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 Qt.....................................................PAINEL ELÉTRICO DE COMANDO ....... 1 1 2 1 1 5 7 1 2 4 3 1 1 4 4 8 4 1 1 1 1 4 1 1 1 1 1 Description CAIXA ELÉTRICA COMANDO (FURAÇÃO) ...................... ARRUELA LISA A ..................................................................................... HORIMETRO12/24V ................................... CHICOTE ELÉTRICO ................................................................................................................... ESPELHO PARA PAINEL . CONECTOR 0...............................................................................MONTAGEM Document No.......................................... CONTATO MACHO 1.................................................................. 2005 9-2 .................................................................................................. Nº 20922826 20920823 20991766 20991773 20991759 20991759 20991573 20990125 20991917 20991916 20991912 20991708 20991127 10010616 20919394 10001890 10009875 20991889 20991356 20991359 20990535 20991658 20991657 20991888 20991920 20991714 20991715 9 Revisão 10 Janeiro........ INDICADOR DE COMBUSTÍVEL 12V ....................................................... COXIM ..............................................................................................4MM2 281 .................................................. POSTE FINAL 249 ............... CONECTOR REDONDO 8 VIAS ..................... DISJUNTOR UNIPOLAR ........................................................................................................................4MM2 TERRA 281 ................8 ........................................................0 MM2 ................... COMUTADOR XB4 3 POSIÇÕES ............................................................................907 .................................... CONTATO MACHO 4.........................................08 .................................. PORCA PARLOCK M .............

.

20992308 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .10 10 COMANDO REMOTO Pag No COMANDO REMOTO A CABO. . . . . . . . . . . . . . . . . . 10-1 . . . . .SEÇÃO . . .

10 SEÇÃO COMANDO REMOTO A CABO Documento No. 2001 .1 Revisão: 01 Setembro.: 20992308 4 5 ERG NCIA EM 1 2 3 10 .

........0......: 20992308 Pos 1 2 3 4 5 Qt........... CONECTOR REDONDO 8 VIAS PARA CABO PA/ PB........................................................................................... 2001 10 ......... .................................................................... SEÇÃO 10 Art.. CABO DE COMANDO DE BORRACHA EPR90C 4 X 1...... No.................................................................. COMUTADOR XB4 ..COMANDO REMOTO A CABO Documento No........3POS...2 ........................ BOTÃO DE STOP ................. 20991639 20991706 20991713 20990125 20991715 Revisão: 01 Setembro........ 1 30m 1 1 1 Descrição CAIXA PARA TELECOMANDO COM PARADA DE EMERGENCIA....

.

. .SEÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .11 11 TUBULAÇÃO DE SAÍDA Pag No TUBULAÇÃO DE SAÍDA . . . . . . 11-1 . . . . . 20912810. .MONTAGEM. .

11 SEÇÃO TUBULAÇÃO DE SAÍDA DN-125/ 76 Documento No. 2001 .1 Revisão: 01 Setembro.: 20912810 1 2 3 11 .

.................: 20912810 Pos 1 2 3 Qt.......1/2” ............ 1 1 1 Descrição GUARNIÇÃO PARA ACOPLAMENTO DE 5............. 2001 11 .......................... 10002526 20980859 20912551 Revisão: 01 Setembro...... No.................................... TUBO REDUZIDO DN-125/ 76 X 1000 ..................1/2” PARAFUSADO .................................................... ACOPLAMENTO 5..... SEÇÃO 11 Art......TUBULAÇÃO DE SAÍDA DN-125/ 76 Documento No............2 .....

.

. . . . . . . 12-1 . . .SEÇÃO . . . . . 20920389. . .12 12 ACESSÓRIOS DN-125 Pag No ACESSÓRIOS PARA DN-125 HDR-18. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

1 Revisão: 01 Junho.12 SEÇÃO ACESSÓRIOS PARA DN-125 HDR-18 Documento No. 2002 .: 20920389 4 3 6 2 1 5 12 .

............................. 1 2 2 1 2 1 Descrição TUBO REDUZIDO DN-125/ 76 X 1000 ...................................................... MANCHETA DN 180 ................ 20912551 10006587 10002526 30301181 10161781 10010479 Revisão: 01 Junho.................................... PÁ DE LIMPEZA ...................... No................................................... SEÇÃO 12 Art...........................................ACESSÓRIOS PARA DN-125 HDR-18 Documento No..........................................................................................................................COM FLANGE . 2002 12 ................2 ..1/2” ..............: 20920389 Pos 1 2 3 4 5 6 Qt....................... ACOPLAMENTO PARAFUSADO DN-125..................................... CURVA 90° DN 125 ...................... GUARNIÇÃO PARA ACOPLAMENTO DE 5..............

.

13-1 ESQUEMA ELÉTRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20970514 . . . . . . . . 20920631 . . . . 13-3 . . . .13 13 ESQUEMA HIDRÁULICO E ELÉTRICO DO EQUIPAMENTO Pag No ESQUEMA HIDRÁULICO. . . . . . .SEÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

W . BR UTO (K gf) - P .: R E V IS ÃO F OLHA % 20970514 0 - .1 X3 Qmax Qmin X2 X1 80 bar S MX 1.: E QUIP .2 T1 T2 MP P1 0.B ras il S ubs idiária F .3 mm XA A1 AR T IG O M.4 300 bar 200 bar A10VS O 18cc A11 LR DH1 M1 L1 1.7 mm 1.: F OR M.25 bar Y P 3.5m m 5m m R E V.: P OR DAT A A3 ROGERIO 09/02/02 A B A B Agitator G T A P (B ) 10 bar A B C oncrete P ump F orward/Off/R evers e MAT E R IAL - P . AC C UMULAT OR 1200 ps i 83 bar R E V IS ÕE S DE S C R IÇ ÃO - DE S .1 mm 220 bar G E mergency s top valve P 200 bar T T 55 ba r T P T 1.0 ZS 2 ZS 1 XB B XA A X3 M A G T1 T2 Y T 20 bar +5 1.0 ZK 2 SP ZK 1 1. DAT A - 0 --.7 mm XP PP 1. LIQUIDO (Kgf) - P rotegido DIN 34-1-D R es erva de domí io n F .8 S3 T ÍT ULO B3 A3 ESQUEMA HIDRÁULICO BP 401 HDR 18 DE S E NHADO V E R IF IC ADO AP R OV ADO E S C ALA AR T IG O N° T C ONJ . - AP R OV . S chwing G mbH 35 P S I P 0. S chwing G mbH P OS .W . P R IMA - DIME NS ÕE S B R UT AS - S2 S ão P aulo .3 mm XB B1 B A S1 P2 XR PR 0.

5MM2 VM 2.5MM2 T 23 24 22 5 2 1 3 11 VM 4MM2 85 R5 85 85 E-STOP 87 12 30 B+ 50a W 30 29 32 31 36 35 38 37 E-STOP D+ °C VI 1MM2 VD 1MM2 VD/AM 1MM2 M AZ/BR 1MM2 VD/AM 1MM2 M VD/AM 1MM2 M VD/AM 1MM2 M VD 1MM2 2 MOTOR DE PARTIDA ALTERNADOR 31 D- PARTIDA LUZ HORÍMETRO PRESSÃO DO ÓLEO COMBUSTÍVEL CONTA-GIRO LUZ CONTA-GIRO CARGA NO ALTERNADOR COMBUSTÍVEL TERMOINTERRUPTOR DETALHE DA LIGAÇÃO DAS LANTERNAS FREIO 2 LANTERNA 31 SETA 58L DESACELERA ACELERA BOMBEIO ACUMULADOR PARADA DE EMERGENCIA R BCO 1MM2 ARTIGO M.5MM2 2 4 86 30 AM 2.W. DE CALOR FILTRO DE ÓLEO SUJO 1 COMANDO LIGADO - VM 1MM2 SETA TÍT São Paulo . Schwing GmbH LANTERNA Protegido DIN 34-1-D Reserva de domínio F.5MM2 T8 S1 CHAVE DE PARTIDA T5 T6 T7 S3 (OPCIONAL) VM 1MM2 30 87a S 30 30 87a + VM 2.5MM2 30 0 1 2 DT2 25A AM 1.: FORM. Schwing GmbH PL − MWM/DEUTZ − LINHA 2001 CONJ. ACELERA BOMBEIO REM.5MM2 AM 1.5MM2 VM 1MM2 S2 VM 1MM2 0 1 2 0 1 2 + 1 1 1 + 1 + 1 1 1 DESAC.5MM2 M T1 T2 T3 IND 1MM2 N PT 2. PRIMA DIMENSÕES BRUTAS MATERIAL P.5MM2 VM 4MM2 17 58 15 18 VM 2.: POR DATA A2 DESENHADO VERIFICADO APROVADO ESCALA ARTIGO N° REVISÃO FOLHA RODRIGO 22/09/00 S/ESC.5MM2 R2 2 2 2 H 2 - 85 VD 2 2 2 VM VD 1MM2 85 TA RPM CA BCO 1MM2 3 5 86 PO C CO FO 1 E-STOP 87 87a AM 1MM2 AZ 1MM2 VM 1MM2 LA 1MM2 VM 1MM2 MA 1MM2 BCO 2.5MM2 CI 1MM2 30 BCO 1MM2 85 R6 86 30 85 1 87 87a 87 87a 87 R1 R1 R1 86 87 VI 1MM2 BCO 2.5MM2 BCO 1MM2 BCO 1MM2 VM 2. DATA 02/03/01 29/03/01 FIM DE CURSO NA TREMONHA (OPCIONAL) VM 2. R3 85 R7 - VM 2. 01 02 RETIRADOS BORNES 5 E 6 E RENUMERADOS OS DEMAIS DESCRIÇÃ ACRESCENTADO DETALHE DA LIGAÇÃO DAS LANTERNAS DES. 20920631 02 .5MM2 M AM 2.5MM2 R4 PT 1MM2 2 IND 1MM2 85 PT 1MM2 VI 1MM2 VD 1.Brasil Subsidiária F. 86 RPM VM 87 HORA 86 COMB.: FREIO POS.W.5MM2 AZ/BR 1MM2 / VD 1. RJM RJM APROV.5MM2 13 14 15 16 6 Q °C 75ºC MOTOR 240W 86 30 86 30 30 86 2 VD 1. LIQUIDO(Kgf) 58R PTO 1MM2 L AZ 1MM2 54 - - TROC.5MM2 DT1 32A VM 2.5MM2 VD 1. BRUTO(Kgf) P.REVISÕES REV.

ÍNDICE DAS SEÇÕES 1 2 3 4 5 6 7 8 9 INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES DA MÁQUINA MANUAL DE SEGURANÇA VISTA GERAL DA MÁQUINA OPERAÇÃO MANUTENÇÃO APÊNDICE ÌNDICE ALFABÉTICO INSTRUÇÕES RÁPIDAS .

.

................ 1-3 3 Etiquetas de Identificação ........................................0............................... ......................................................................................... 1-4 2.........BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO I.............1 Seção 1........................................ 1-2 2 Nomeclatura .......Introdução Tabela de Conteúdos 1 Declarações do Fabricante .....Introdução pg 1-1 ............

8500 Como peças requisitar Para fazer um pedido de peças de reposição. As modificações técnicas que são feitas nas unidades e modelos serão documentadas em uma nova edição deste manual de operações. 1 Declarações do Fabricante Como nos contatar Se houver uma circunstância que não está prevista neste manual o Departamento de Serviços da Schwing ficará mais do que satisfeito em assistí-lo... pode ser perigoso para as pessoas..Introdução 2. O equipamento foi projetado dentro da mais avançada tecnologia e normas de segurança. Introdução As informações contidas neste manual de operações são absolutamente necessárias para a instalação apropriada e segura. mas este aspecto somente foi permitido se isto não mudasse fundamentalmente a informação real....... mas mesmo assim........ após ano. O departamento de peças funciona de Segunda a Sexta 8:00 às 18:00 (Horário de Brasília). a manutenção e serviços de sua bomba de concreto e do mastro. simplesmente ela nunca o operou antes.... a operação propriamente dita..SP. consertada ou usada. (11) 4486 . mesmo que ela esteja ope rando temporariamente (por exemplo.0. para o local..... (11) 4486 ..1 . você pode ligar para o número acima. 24 horas por dia. Os pedidos são aceitos por fax.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO I. Podem parecer levemente diferentes de sua unidade... Os escritórios da Schwing funcionam das 8:00 às 17:00 de Segunda à Sexta.. escreva o número do modelo e o número de série de seu equipamento no espaço abaixo: pg 1-2 Seção 1. As ilustrações contidas neste manual pretendem esclarecer passagens do texto. ano. • Peças de reposição (fax) . (Veja a figura 3 na página 4).1227 Sempre que você estiver ligando para a fábrica para solicitar peças ou um outro serviço. A razão para tal é que a pessoa não saberá como operar de forma segura o equipamento. Nós recomendamos que você mantenha uma cópia perto de você enquanto a máquina estiver em operação para consultas rápidas. sempre tenha à mão o número do modelo e o número de série do equipamento.... Para referência futura.. Qualquer pessoa que opere a máquina deve estar familiriazado com estas instruções de operação. mas o conhecimento genérico e geral do equipamento deve ser adqui rido antes de você chegar ao local de trabalho.. • Mairiporã (escritório central) . É para o seu próprio benefício observar à risca cada uma das instruções... Antes mesmo que você coloque o equipamento para funcionar.. Nosso escritório fica em Mairiporã ..... feita a manutenção... se o operador normal ficar doente ou sair de férias)... Somente através da lei tura criteriosa destas informações e a prática diária minuciosa trará a segurança de que você esteja operando o equipamento com eficiência e com extrema responsabilidade.. ou para o patrimônio se for incorretamente operada.. você deve ler estas instruções de operação várias vezes e com cuidado..

da haste do cil.eps BP 06 18 5 Beton Pumpe (bomba de concreto) Comprimento do ciclo da bomba (adequado p/ 63 cm) Diâmetro do cilindro de transporte (em cm) Vazão do oó hidráulico (adequado para 535 l/m) óleo Para uso prático. interno do cil. Você o encontrará. seria comum se referir a esta unidade como o modelo “BP401”. diferencial (em mm) Diam. diferencial (em mm) Diam. Um exemplo a seguir: pmpmodex.eps 90/ 50 X 630: 180 Diam. A Bateria de Bombeio tem o seu próprio número de modelo. do cilindro de transporte (en mm) 2.Introdução pg 1-3 .1 Seção 1. ou simplesmente como o “401”. nas tabelas de rendimento e nos omogramas para equipamentos específicos. do ciclo do cil.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Número/ Modelo: Número de Série: 2 Nomenclatura A descrição completa do modelo das bombas de concreto da Schwing é designado da seguinte forma: BP 0618 (401) O Código é descrito como se segue: 2023exp. diferencial (em mm) Comp.0.

abaixo) SCHWING .1227 Tel: (05511) 4486 .Introdução 2. O número de série da unidade deve estar gravado na sub-estrutura imediatmente abaixo desta etiqueta como é mostrado na Figura 2.0.1 .MANUAL DE OPERAÇÃO BPL 401 3 Etiquetas de Identificação Há 1 plaqueta de identificação na unidade. MAX.Terra Preta 07600-000 . N∫ RENAVAN BP 401 HDR-18 40118AE0138 N/A P. PLAQUETA DE IDENTIFICACAO Figura 2 Localização da Plaqueta Principal pg 1-4 Seção 1. (Veja figura 1.Brasil Fax: (05511) 4486 . RPM 300 30 2300 Km P/HORA TARA Kg. PESO Kg. 50 N/A ANO 2 0 0 4 Figura 1 Plaqueta Principal Principal Etiqueta de Identificação Esta placa fornece informações sobre toda a unidade.SP .Equipamentos Industriais Ltda Rod. A principal etiqueta da máquina está localizada ao lado do motorista. os sistemas hidráulicos e o ano de fabricação. na sub-estrutura. a bateria de bombeio. BAR CICLOS P/ MIN. Km 56 .8500 TIPO ou MODELO N∫ FABRIC.Mairipor„ . Fern„o Dias.

...........BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 2..................Especificações ... 2-2 Seção 2..... ..............Especificações da Máquina Tabela de Conteúdos 1 Especificações da Bomba de Concreto ...........

Especificações 2.rebocável Controle remoto Peso (BP 401 HDR / BPL 401 HDR) OBSRVAÇÕES IMPORTANTES As máximas distâncias horizontais e verticais de bombeamento. As máximas distâncias de bombeio vertical e horizontal não podem ser conseguidas simultaneamente. o tamanho máximo dos agregados.Mod BF4L1011 75 hp MBB . mínimo slump e as condições de bombeamento.000 kg 3 pg 2-2 Seção 2. hor.diâm. 1 NOTA! TODAS AS ESPECIFICAÇÕES ESTÃO SUJEITAS À ALTERAÇÕES SEM NOTIFICAÇÃO PRÉVIA ! Especificações Especificações da Bomba de Concreto Especificações Técnicas Rendimento máximo teórico Pressão máxima no concreto Distância máx. 33m /h 75 bar 360 mts 100 mts 75 mm 25 mm 1400 75 hp DEUTZ . a mistura do concreto.0. estão relacionadas diretamente com a tubulação de tranporte.1 .200 / 4. X curso Diâmetro do cilindro diferencial / haste Volume dos cilindro de transporte Ciclos por minuto Altura e capacidade do agitador Pressão hidráulica máxima Tipo de válvula de concreto Sistema de suspensão padrão .4 mts x 320 lts 300 bar Rock 150/165/135 Feixe de molas liga/desliga 3.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 2. vertical de bombeamento Diâmetro mínimo tubulação de transporte Tamanho máximo de agregado Parâmetro técnico padrão BP / BPL Motor padrão para BP 401 HDR Motor padrão para BPL 401 HDR Cilindro de transporte .Mod OM 364 180 x 630 mm 90 / 55 mm 32 lts 35 1. de bombeamento Distância máx.

........................................BPL 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 3....................Manual de Segurança ...................................Manual de Segurança Tabela de Conteúdos 1 Seção Informativa................................3-2 2 Como Solicitar Manuais de Segurança Adicionais.....3-2 Seção 3 .... ..

são encontradas na seção 1 deste manual de operações.0. quanto o Manual de Consulta Rápida estão também disponíveis em Espanhol e Francês.1 . conjuntos de adesivos. operação. exceto Minnesota. Em outros manuais ele pode ser encontrado numa outra seção. inciando-se nas páginas 1 . Os pedidos podem ser feitos por via fax. Aqui. Ambos estão livres de ônus.2. etc. O manual de segurança é um documento separado do resto deste manual. Este recurso foi aplicado para permitir que o manual de segurança pudesse ser inserido em muitas outras publicações mas que pudesse parecer exatamente o mesmo em todos os lugares. pg 3-2 Seção 3 . use os seguintes números: • Manual de Segurança em Espanhol (MANUAL DE SEGURIDAD)30330681 • Manual de Consulta Rápida em Espanhol (ÍNDICE RÁPIDO)30330682 • Manual de Segurança em Francês (MANUAL DE SÉCURITÉ)30335224 • Manual de Consulta Rápida em Francês (INDEX DE RÉFÉRENCE RAPIDE) 30335225 • Novamente. O manual de segurança tem o seu próprio índice alfabético. Devido a ele ser um documento separado. você pode ligar para nossas centrais (a mesma que se solicita peças de reposição). Se você precisar deles em qualquer destas línguas . manutenção e serviços da sua bomba de concreto e do mastro. 24 horas por dia. 1 Seção Informativa Manual de Segurança As informações contidas nesta seção do manual de operações são absolutamente necessárias para a instalação segura. • Manual de Seguranca em Inglês30327535 • Manual de Consulta Rápida em Inglês30327536 Tanto o Manual de Seguranca. Informações relativas a qualquer outro manual. que é encontrado no final do manual de seguranca. para uso NA OBRA. de qualquer lolocal nos Estados Unidos. que começa na pagina 82.Manual de Segurança 2. a numeração e a formatação das páginas será diferente da aplicada ao restante deste manual. 2 Como solicitar Manuais de Segurança Adicionais Para fazer um pedido de manuais de segurança adicionais (ou qualquer outro manual). peças. O Horário para solicitações é de Segunda a Sexta das 6:00 às 21:00.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 3. ele está inserido como se fosse a seção 3. não há ônus para estes manuais. Os códigos são mostrados abaixo. resistente ao tempo está disponível separadamente. • Peças de Reposição(11) 4486-8500 • Peças de Reposição (fax)(11) 4486-2117 • Uma versão plastificada do “Manual de Consulta Rápida” (resumo do manual de segurança).

indica a existência de uma situação perigosa que. Símbolo de alerta de segurança e explicação da palavra que compoem o símbolo O triângulo com o símbolo de exclamação dentro é utilizado para alertar sobre um ponto de segurança importante. • Se o símbolo da palavra de segurança for seguido da palavra PRECAUÇÂO indica a existencia de uma situação parcialmente perigosa que. • luvas • botas com pico de aço indispensavelmente. não se evita.fm . shorts. Uma das seguintes palavras aparecerá a continuação do símbolo de alerta de segurança: PERIGO ADVERTÊNCIA PRECAUÇÃO • Se o símbolo de alerta de segurança for seguido da palavra PERIGO. LEVARÁ a morte ou em sérias consequências. relógios. Os acidentes podem ocorrer quando a mente está em um lugar e o corpo em outro. sandalhas e qualquer outro tipo de roupa curta não se deve utilizar quando se bombeia concreto. PÁGINA 2 †† Ilustración © de la Asociación Británica de Bombas de Concreto. SEGURANÇA. • Se o símbolo de alerta de segurança for seguido da palavra ADVERTÊNCIA. O que se deve fazer antes de chegar na obra 2. Jóias. Você deverá sempre usar essa roupa quando bombear concreto: • capacete • roupa de trabalho justa ao corpo. • A palavra PRECAUÇÃO utilizada sem o símbolo de alerta de segurança significa que o comentário refere-se a uma situação que PODERÁ causar danos ao equipamento. Utilizada bajo permiso. se não evitada . indica a existência de uma situação parcialmente perigosa que. PODERÁ resultar em consequêcias leves ou moderadas. O que se deve verificar antes de sair para a obra 1.1 Durma bem para trabalhar no dia seguinte. PODERÁ resultar em morte ou em sérias consequências. 2.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 I. se não evitada. Você deverá usar: • protetor auricular • máscara de proteção respiratória quando há pó de cimento suspenso no ar • luvas de borracha com proteção durante a limpeza • botas de proteção com sola de borracha para evitar contato direto com o concreto. Use roupa adequada (ver Figura 1).

BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA Safety gear. mangas. Isso. um perigo Amarre e corte t o excesso do cordªo — 1Safewntr. fechos.eps Figura 2 Corte o exesso de cordão SEGURANÇA. não deve ter golas.fm PÁGINA 3 .eps L Capacete Oculos de seguranca Mascara de respiro Protetor auricular Roupa justa ao corpo Luvas Botas com bicos de aco Equipamento de Figura 1 - proteção pessoal figura1 equipamentos de protecao individual 2. cordões para não enrroscar nas partes móveis da máquina (Figura 2).2 ¡ADVERTÊNCIA! Assegura-se que qualquer roupa que você vista.

2.eps Figura 3 Seus colegas dependem de você para sua segurança. ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione os tubos de transporte. O que checar Antes de deixar a garagem.MANUAL DE SEGURANÇA 2.1 ¡ADVERTÊNCIA! Não opere a máquina antes de ler e entender seu manual. e terminais de mangueira. ou perto de máquina. peça-o ao seu supervisor. 2. Saiba qual é a pressão máxima que sua máquina pode exercer no concreto. 3. se você ainda não tiver visto este novo manual. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca vá trabalhar em uma obra. muitas das quais tem advertências específicas sobre operar máquinas e ingerir medicação(Figura 3). Um diagrama mostrando a espessura mínima das paredes dos tubos de transporte versus a pressão máxima pode ser encotrado no Apêndice deste Manual de Segurança. mas numa área de construção isso pode ser mortal. Acidentes podem ocorrer ao executar procedimentos apressadamente.4 NAO!!!! RO TGU 1nodrugs. mangueiras de concreto. e na plaqueta do número de série da máquina. quando estiver sob o efeito de drogas ou álcool. 3. Novos manuais de operação são editados a cada novo modelo de unidade. Seus colegas dependem de você para a completa segurança.2 PÁGINA 4 T SEGURANÇA. Exemplares extras podem ser pedidos ao fabricante. e tenha certeza de que os tubos.3 BP 401 Chegue para trabalhar na hora certa.fm . terminações de tubos e abraçadeiras sejam capazes de suportar a pressão A pressssão máxima do concreto está indicada nos manuais de operações. manuais de serviços.5 ¡ADVERTÊNCIA! Não traga seus problemas pessoais para o trabalho. A falta de entendimento sobre os procedimentos apropriados ao por a máquina para funcionar pode levar ao funcionamento sem a devida segurança. 3. Num escritório isso pode ser embaraçoso para os colegas de trabalho. Esteja atento as advertências nos cantinhos de bulas de remédios.

ep Valvula reguladora de entrada do ar Valvula reguladora de saida do ar s Bocal de saida Aparador da bola Figura 4 Acessórios de ar comprimido ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que a unidade esteja equipada com os tubos. que você possa precisar para um dia de trabalho. ao mesmo tempo. 3. aparadores de bolas. As duas aberturas devem ser espaçadas o bastante para que uma bola de ar soprada não consiga preencher as duas aberturas ao mesmo tempo. adaptadores de terminais de esguicho.fm PÁGINA 5 .3 Entrada de Ar/ Agua 1c a tc h er & cap . desfiados. ESTEJA CERTO de que você tenha o treinamento apropriado. juntas e mangueiras. 3.Qualquer que seja usado. “Fazer de conta” com equipamento não apropriado pode causar acidentes. Não improvise. A mangueira deve estar em boas condições de trabalho e estar livre de rachaduras. Há dois tipos de aparadores. a peça deve preencher o tubo de forma tão justa a ponto de que nenhum ar ultrapasse. Tenha certeza de que você tem a peça correta (Figura 4). Cheque todos os níveis de fluídos da unidade que você vai levar para o trabalho. etc. abraçadeiras. rasgos ou outros danos. • Uma mangueira que seja compatível com a pressão produzida pelo compressor de ar que será usado e que permita a conexão com o compressor e com a peça do terminal de esguicho.5 SEGURANÇA. • Uma peça aparadora. o equipamento e acesssórios para realizar este procedimento com segurança! Acessórios apropriados incluem: • Um terminal de esguicho com válvula reguladora que permita a saída de ar apropriada e entrada separada de água/ar.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Se você for precisar usar ar comprimido para limpar a bomba ou o sistema de transporte. que vai aparar a bucha de limpeza ou bola de espuma quando o tubo for limpo de todo o concreto.4 3. • Uma bucha de limpeza ou bola de espuma dura.

mastro e sistema de transporte oferecem segurança e estão em condições apropriadas de trabalho. ¡ADVERTÊNCIA! O operador é responsável pela checagem para certificar de que a bomba de concreto. Se existe uma condição que não oferece segurança. ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione os pneus e freios do caminhão. o trabalho não deve começar antes que os reparo tenham sido completados. certifique-se de que o sistema de ar esteja livre de escapamentos e que vá manter a pessão quando dirigindo. medidas devem ser tomadas para que sejam substituídos. ou danificado.10 3. os freios serão acioandaos por si próprios.9 3.MANUAL DE SEGURANÇA 3. Se você perder a pressão de ar por causa da umidade congelada. o trabalho não deve começar até que a situação tenha tornado segura novamente. Nunca dirija um caminhão com pneus carecas ou rachados.fm . 3. Drene a umidade dos tanques de ar que suprem os freios da unidade (se assim for equipada). mais tarde. Você terá que executar o trabalho às pressas. ¡ADVERTÊNCIA! O operador é responsável por toda a checagem de que o equipamento de segurança esteja no devido lugar e em boas condições. incompleto.8 3.7 3. ou com freios fracos ou gastos. e você terá de dirigir até que a unidade seja reaparada. Se você tem freios a ar .12 PÁGINA 6 SEGURANÇA. Ao continuar a dirigir após os freios terem sido acionados.Se for desoberto que algo está faltando. ¡ADVERTÊNCIA! O operador é responsável pela checagem de que todos os adesivos de seguança estejam nos devidos lugares e em condições de serem lidos. Isso é especialmente importante se as condições meteorológicas puderem causar congelamento.6 BP 401 Em unidades rebocáveis cheque o óleo e o sistema de resfriamento (sistema de ar ou água). a fricção resultante pode causar aquecimento o bastante para iniciar um incêndio. Tenha certeza de que a bateria tem carga suficiente para por em funcionamento o motor da bomba.11 3. se você tiver que fazer reparos antes de começar a operação. Se for descoberto que algum adesivo está faltando ou que não está legível por qualquer razão. Perda de pressão de ar fará com que os freios sejam acionados enquanto dirigindo.

) Monte ou desmonte a bomba usando a “regra dos 3 pontos”.13 Figura 5 A regra dos 3 pontos 3. 3.) que possam interferir na operação do veículo.14 1safestep.15 Figura 6 Antes de dirigir. 3.eps ¡ADVERTÊNCIA! tenha certeza de que não há nada na cabine do caminhão(como latas de refrigerante. Mantenha duas mãos e um pé. deve ser reparado imediatamente e a unidade não pode ser transportada antes que os pés de apoio possam ser realmente travados para não se abrirem acidentalmente (Veja a Figura 6). Se o mecanismo de trava estiver danificados ou gastos.16 1outrgopn. etc.fm . tenha certeza de que os pés de apoio estão presos e não podem abrir 3.eps ¡ADVERTÊNCIA! Nunca monte ou desmonte a bomba carregando objetos que impeçam você de usar a regra dos 3 pontos. Mova os objetos separadamente. ou uma mão e dois pés em contato com uma superfície segura em todos os momentos . ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que as travas dos pés de apoio estejam travadas antes de viajar. PÁGINA 7 SEGURANÇA. se necessário. ferramentas soltas.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! (Veja a Figura 5.

17 BP 401 Tenha certeza que todos os dispositivos de segurança (sinais de advertência. Em alguns modelos já fabricados.20 3. • Familirizar-se com a máquina ao dispor este equipamento no pátio/garagem. testando as funções da máquina. as setas de sinalização.23 ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que todos os ítens soltos da unidade estão seguros para o transporte antes de dirigir. ao encarregado. e familiarizando-se com o manual de operações. Nestes casos tenha certeza de: • Saber o peso. • Perguntar ao operador habitual. Seus colegas confiam que você conhece a máquina. e preso pela cinta ( se fizer parte do equipamento). e que os vidros estão ajustados apropriadamente. 3. que esteja em boas condições. Tenha certeza de que todos os equipamentos de proteção individual ( capacete.MANUAL DE SEGURANÇA 3. e largura da máquina. as lanternas traseiras. tenha certeza de que o mastro está posicionado com segurança em sua base. ou seu supervisor a respeito de qualquer característica particular ou específica da máquina. • Ter uma cópia do manual e operação com você. óculos de segurança. 1boomstrp. PÁGINA 8 SEGURANÇA. etc.18 3.eps Figura 7 Se a sua unidade está equipada com uma cinta e mastro. as luzes de freio. em alguns casos você podse ser convocado para operar uma máquina diferente da que você está familiarizado. luvas de borracha. buzina de advertência de ré e faróis traseiros estão em condições operacionais. extintor de incêndio. ¡ADVERTÊNCIA! Verifique se os faróis dianteiros. Isto é especialmente importante se a máquina nova for significativamente diferente daquela que você normalmente opera. use-a.22 ¡ADVERTÊNCIA! Antes de dirigir a unidade.) estão seguros para a viagem. a altura.) estão à disposição e seguros para a viagem. 3.19 3. ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que os pára-brisas e espelhos estão limpos e livres de geada ou gelo.fm . etc. a bomba pode ser danificada pelo movimento de sacolejar que ocorre durante o transporte. mas este estrago é facilmente evitado pelo uso da cinta (Figura 7).21 3. lanternas.

1 ¡ADVERTÊNCIA! ! Risco de eletrocussão! (Veja a Figura 8. construções.ep Figura 9 Saiba a altura e o seu peso 4. sempre que possível! O motorista tem a responsabilidade de saber o peso e a altura da máquina a se transportada. áreas residenciais.. Normas de segurança para dirigir auto bombas de concreto 4. viadutos de baixa altura e pontes estreitas.2 Se uma rota alternativa não for possível. Evite subidas íngremes.eps Figura 8 Tenha cuidado com as linhas de alta tensão. entre me contato com a companhia de eletricidade responsável por estas linhas para que elas sejam desligadas.ep 4. você deve buscar uma rota alternativa! . 1drvwire. 1ht&wt. ¡ADVERTÊNCIA! Selecione sua rota de viagem cuidadosamente.) Se você for dirigir sob a rede elétrica de baixa altura e não for possível manter uma distância de segurança adequada entre a bomba e os cabos elétricos.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA 4.4 ¡ADVERTÊNCIA !Risco de colisão/ queda! Antes de dirigir sobre pontes ou elevados tenha certeza de que podem suportar o peso do veículo (Figura 9). você as pode encontrar a pouca altura. 4.3 1brdgout.fm PÁGINA 9 . SEGURANÇA.

Saiba como usar uma tocha sinalizadora.11 4.6 ¡ADVERTÊNCIA! !Risco de tombamento! O veículo. ¡ADVERTÊNCIA! !Possível movimento do mastro! Antes de transportar a unidade. CUIDADO ! Nunca dirija a unidade com concreto na tremonha. ¡ADVERTÊNCIA! Dirija defensivamente.ep Figura 10 Tome cuidado quando for reabastecer 4. ou chamas (Figura 10). 4. Dirigir com as bombas hidráulicas conectadas pode causar acidente e é prejudicial para as bombas. O concreto pode ser derramado para fora e danificar outros carros ou outras propriedades ¡ADVERTÊNCIA! ! Perigo de o caminhão perder o freio! Ao descer uma ladeira. ! CUIDADO ! Adquira familiaridade com o seu equipamento de emergência. As crianças não tem noção de que são necessárias distâncias maiores para os veículos pesados pararem. etc.13 PÁGINA 10 . fagulhas.fm 4. e perto de escolas. SEGURANÇA. perto de playgroud.9 Figura 11 Mantenha o controle nas curvas 1tipping. área residenciais.5 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! !Risco de explosão! Nunca abasteça a unidade perto e superfícies quentes.12 4. tenha certeza de que a distribuição de caixa de engrenagem (PTO) foi desconectada das bombas hidráulicas.eps 4.8 4. Tome cuidado ao fazer curvas fechadas com o veículo (Figura 11) ¡ADVERTÊNCIA! Diminua a velocidade em cruzamentos.10 ¡ADVERTÊNCIA! Os caminhões onde são montadas as bombas de concreto são geralmente muito pesados. 1explosion. use uma marcha mais lenta (primeira) do que a usada para subir.7 4. NÃO deve ser dirigido com o mastro estendido. Você estáem desvantagem em relação a fazer manobras e distâncias para parar.MANUAL DE SEGURANÇA 4.

é importante checar o cabo de reboque. Se um pneu da bomba explodir pode causar a perda de controle de veículo rebocador ¡ADVERTÊNCIA! Seja especialmente cuidadoso e estradas cobertas de gelo ou escorregadias ao rebocar uma bomba.eps NAO!! Figura 12 Não diminua o tamanho do veículo de reboque 5. ¡ADVERTÊNCIA! Ao rebocar uma bomba por longas distancias. Elas foram estabelecidas para a sua proteção e a dos outros que cercam você. ¡CUIDADO! Tenha conhecimento das nornas e das leis que são aplicads em seu estado ou município.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ CUIDADO! Se tiver que rebocar a unidade. ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que as conexões elétricas entre o veículo rebocador e a bomba estejam firmes e sejam confiáveis. Nunca reboque com pneus rachados ou carecas. ¡CUIDADO! Tenha conhecimento das normas locais e estaduais a respeito do uso de retrovisores e lanternas ao rebocar um trailer.5 5. PÁGINA 11 5. a distância necessária para parar e o espaço necessário para fazer curvas é aumentado. 4. Se a bomba for mais pesada do que o veículo rebocador. Uma derrapagem que normalmente poderia ser corrigida facilmente pode ser multiplicada por uma bomba. e as correntes de segurança frequentemente. ¡ADVERTÊNCIA! Ao rebocar uma bomba. 1trlrbg.7 5. as distâncias necessárias para brecar serão maiores. procura saber os pontos certos para engatar o cabo(s) de reboque.15 5.2 ¡ADVERTÊNCIA! :Cheque as correias e freios da bomba antes antes de rebocá-la. Esteja consciente disso o tempo todo. ¡ADVERTÊNCIA! Sempre use correias de segurança e proteção de freio ao rebocar uma bomba. Rebocar de forma imprórpia pode danificar o veículo ou a bomba.fm . o sistema elétrico.8 SEGURANÇA. causando perda de controle. potente e capaz de frear de forma eficiente para rebocar a bomba.14 4. É essencial manter o controle de altas velocidades e ser capaz de brecar. Normas de Segurança Para Rebocar Bombas De Concreto Rebocáveis 5. (Figura 12).3 5.4 5.6 5.1 ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que o veículo rebocador seja pesado.

9 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Esteja consciente do comprimento ao rebocar uma bomba. Uma causa comum de acidentes com bombas rebocáveis é fazer curvas muito fechadas junto ao meio-fio ou outros obstáculos. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca dê marcha ré numa bomba rebocável sem um ajudante.fm . 5.10 PÁGINA 12 SEGURANÇA.MANUAL DE SEGURANÇA 5.

fm PÁGINA 13 . ¡PERIGO! Você DEVE evitar aproximação de risco ou contato com rede elétrica o tempo todo! A posição da máquina a uma distância mínima de segurança de 17 pés (5 metros ) deve ser mantida em todas as posições necessárias para realização do trabalho. O operador é responsável pela operação da máquina com segurança.A. (Figura 13). qualquer texto do manual que se refira a 17 pés ou 5 metros de distânciados fios elétricos devem ser interpretados como 7 metros para uso no Canadá. 117ft.S. Você é a única pessoa que pode determinar se as circuntâncias sob seu controle são seguras. Nunca diminua esta distância de segurança.ep 6. Você nunca deve correr risco em relação à segurança.. Gastar alguns minutos a mais para iniciar o tabalho . pois pode alcançar uma área de risco com a bomba. No local da obra 6.H.1 A fase de preparação para iniciar o trabalho pode ser palco de acidentes. Notifique seu empregador.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA II. Para cumprir a lei canadense. caso queira que você inicie o trabalho sem segurança adequada. e O.3 6. Normas de segurança para preparação do trabalho PREPARAÇÃO DE UMA BOMBA MONTADA EM UM CAMINHÃO 6.4 Mantenha uma distancia minima de 5 metros Figura 13 Sempre mantenha uma distância segura SEGURANÇA. As leis canadense exige que a bomba seja mantida a um mínimo de 7 metros de fios elétrico. superintendente de obra.2 6.

ou se não for possível manter os 5 metros de afastamento.MANUAL DE SEGURANÇA 6.6 ¡PERIGO! Não ponha o mastro acima dos fios elétricos.eps Linhas de alta tensao Distancia minima de 5m a partir dos fio Concreto a ser descarregado Raio de giro do mastro Area que pode ser alcancada com o mastro sem risco Area que nao pode facilmente ser alcancada pelo mastro Esta area deve ter uma tubulacao separada ou outro metodo de descarga Figura 14 Acople uma tubulação separada se você não mantiver uma distância segura 6. 1bmovrtop.eps Figura 15 Nunca movimente os mastros sobres os fios PÁGINA 14 SEGURANÇA.) 1slbptbad. mesmo que você possa manter 5 metros de distância. Nunca corra risco com alta voltagem! (Veja a Figura 14. Mau funcionamento hidráulico ou mecânico pode fazer o mastro descer (Figura 15). você deve instalar uma tubulação de transporte separada ou usar um método diferente de carregamento do concreto.fm .5 BP 401 ¡PERIGO! Se você está em dúvida respeito da proximidade dos fios de alta tensão.

Você tem que estar atento aos fios o tempo todo! (Veja a Figura 16).fm . mesmo que eles estejam fora da área de bombeamento! Acidentes podem ocorrer durante a limpeza e movimentação. Distâncias mínimas podem sempre ser avaliadas ao você se posicionar em um ponto de observação do qual não sejam precisos profundas avaliações de percepção. PÁGINA 15 SEGURANÇA. 1tvdgrbhd. um ponto de referência para observação deve ser escolhido! Veja o glossário para definição de um ponto de referência para observação.(Figura 17).8 ¡PERIGO! A percepção de profundidade varia de pessoa para pessoa e é afetada pela distância dos objetos observados. o descarregamentodo concreto está fora da distância mínima de segurança. Se isso não for possível. 6.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡PERIGO! É essencial levar em consideração os fios elétricos durante a montagem.ep Os perigos existem mesmo se os fios não estiverem na área de concretagem 6. mas podem ser evitados por um posicionamento apropriado na fase inicial. mas o perigo ainda existe. Nas ilustrações abaixo.7 1shckbhnd.ep Minimo de 5m a partir dos fios raio de giro do mastro Area a receber descarga Figura 16 linhas de alta tensao 1clnotdgr.eps Linhas de alta tensao Minimo de 5m a partir dos fios Area a receber descarga Raio de giro do mastro Area perigosa que esta dentro do raio de giro do mastro .

PÁGINA 16 SEGURANÇA.eps Fique no melhor angulo de visão possível Nesse angulo de trabalho sera muito dificil o operador saber se a extremidade do mastro entrara em contato com os fios de alta tensao.fm .eps O mastro atingira os fios? Daqui não dá para dizer.e 1dpthprct. Nessa situacao o operador nao deve confiar em sua percepcao Figura 17 Nunca confie somente em sua percepção em relação aos fios de alta tensão. 1dpthprcp. O operador pode posicionar um localizador para ajudar a posicionar o mastro.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 1sptpostn.

(Figura 19). gelo. Somente um técnico da companhia elétrica pode verificar se os fios foram desligados.ep 6. 6.ep Figura 19 Mantenha uma distância segura das obstruções 6. andaimes.fm PÁGINA 17 . (Veja a Figura 18). e edificações. no campo de obras.12 SEGURANÇA.9 Figura 18 Leve em consideração que os fios estão energizados 6.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡PERIGO! Sempre lide com os fios elétricos como se estivessem ligados. 1awyobjct. então puxe os freios novamente.11 ¡ADVERTÊNCIA! Ponha calços sob os pneus em terrenos inclinados. de que os fios estão desligados. ou sujeira de degraus e plataformas. ¡CUIDADO! Remova toda neve. 1alwyslv. solte os freios e deixe a máquina se acomodar aos calços.10 ¡ADVERTÊNCIA! Mantenha uma distância segura de obstruções como gruas. óleo. Nunca aceite a palavra de qualquer um.

eles não devem representar uma carga para o mastro (Figura 20). 1 HOSE.14 ¡ADVERTENCIA! O comprimento da mangueira final de 125mm não deve exceder 3 pés (4 metros ).eps Figura 20 Tome conhecimento do peso máximo que você pode pendurar ao mastro e que não exceda este peso. 6.fm . Nunca ponha extenções na extremidade do mastro! Se tubulações extras forem conectadas à ponta da mangueira.13 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Danos possíveis ao mastro. PÁGINA 18 SEGURANÇA. Certas máquinas podem pedir um comprimento menor.eps Nunca acople mais de um manguote na extremidade do mastro A tubulacao ou mangueira extra nao deve impor nenhuma carga adicional ao mastro 1mt1hose.MANUAL DE SEGURANÇA 6. Cheque com os fabricantes.

você deve ter a capacidade de fechar o sistema de distribuição de concreto. Acoplamento de alta resistencia 4".5 Kg Acoplamento de alta resistencia 5". para trabalho pesado.Uma mangueira de concreto é definida como uma mangueira 6. O operador deve conhecer todas as especificações da unidade em operações (Figura 21).0 Kg Redutor de 5" para 4".fm 1Redweight. bocais de alta resistencia Peso da mangueira = 45 Kg. ela pesa 376 libras. caso a unidade peça uma mangueira menor que a de medidas padrão. . Peso do acoplamento = 7. Peso do concreto no redutor = 25 Kg.15 Tubo adaptador de 148mm.eps Mangueira de transporte de concreto de 4" e 4m de comprimento com os acoplamentos de quatro tubos de aco refoprcado. assim. Se você remover a mangueira final fornecida e substituí-la por uma combinação de redutores. Peso do concreto na mangueira = 75 Kg. A mangueira fornecida normalmente mede 12 pés de comprimento e 125 mm (ou 5 polegadas) de diâmetro.16 Uma mangueira de concreto é definida como uma mangueira flexível para descarregar concreto que tem duas extremidades para encaixe.5 Kg Peso do concreto no tubo = 2. !ADVERTÊNCIA! Todos os componentes do sistema que fica dependurado devem ser presos por cabos de segurança ou correias. Peso do acoplamento = 7.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Possível dano estrutural. o peso total de todas (incluindo o peso do concreto). uma mangueira diferente.17 SEGURANÇA.0 Kg Figura 21 Uma combinação típica de mangueira/redutor. e cada componentes deve ser capaz de suportar a pressão máxima do concreto da máquina (Veja a figura 22). Peso do tubo = 2. redutor Uma combinacao tipica de mangueira/ vejase a sua unidade tem requisitos especiais! Veja se sua unidade tem requisitos especiais Figura 21 6. 36" de comprimento com bocais de alta resistencia Peso do redutor = 22 Kg. Quando cheia de concreto padrão. PÁGINA 19 6. O manual de operações vai informá-lo das condições especificações. então se você for movimentar o mastro todo sobre os trabalhadores ou outras propriedades. é preferível ter uma mangueira como a última peça do sistema de distribuição. Para o uso normal. Certas unidades podem suportar um peso menor permitido e. Você pode planejar movimentar o mastro.

fm .MANUAL DE SEGURANÇA 6. 6. Use um cabo de seguranca ou uma correia em cada parte pendurada. ou dano à bomba é possível. Ajustando a sua posição de recepção a uns poucos graus para um lado ou para o outro. barricas com luzes piscando. de acordo com as recomendações das normas (luzes de alerta. ¡ADVERTÊNCIA! ¡ O mastro possui um vasto e efetivo alcance operacional. sobrecarga. derramamento. 6. cones de segurança. pode significar a diferença entre uma aproximação sem segurança. Devido ao alto grau de mobilidade. Estas áreas inadequadas são destacadas em adesivos de segurança e manuais de operações (veja a figura 23).).eps Figura 22 Veja se os componentes de fixação estão seguros.19 ¡ADVERTÊNCIA! Risco de colisão! Isole a área próxima à máquina de tráfego público.18 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Tenha consideração especial com o afastamemento e aproximação segura das betoneiras e coloque-se na melhor posição de recepção. Fixe em todos os acoplamentos Sistema de suspensao dos componentes Toda e qualquer peca usada do sistema de transporte devem ser capazes de i suportar a pressao maxima da bomba 1redhosnw. alguns mastros podem alcançar uma posição inadequada para operações práticas. Tome conhecimento destas áreas se elas dizem respeito à sua unidade e instale a bomba tomando estas áreas em consideração. Alguns exemplos de aproximações sem segurança são muito perto deuma escavação ou ficar em meio ao tráfego de veículos ou pessoas. etc.20 PÁGINA 20 SEGURANÇA. Sob certas circunstâncias.

Se a unidade não for instalada de acordo com as especificações de inclinação.22 ¡ADVERTÊNCIA! Risco de tombamento! Não desdobre o mastro antes de posicionar corretamente os pés de apoio de forma segura. nivele a unidade até o 3° de inclinação.23 1dngrzone. é sabido que em certas circunstâncias. Explique aos outros trabalhadores do local. • Não seja preguiçoso! Se for possível estender os pés de apoio.21 ADVERTENCIA! ZONA SEGURA ZONA PERIGOSA ZONA SEGURA Durante a operacao a mangueira deve sempre estar dentro dessa zona ZONA PERIGOSA Durante a operacao a mangueira nunca deve estar nessa posicao O mastro pode oscilar sem aviso se a mangueira estiver na zona de perigo Figura 23 Um exemplo especificando a área perigosa 6. • Você só deve operar o mastro quando este estiver posicionado entre os pés de apoio completamente estendidos.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Ao instalar os pés de apoio. a movimentação em áreas restritas é inevitável ( veja a figura 24). mantenha estes comentários em mente. faça-os! • Não se esqueça de que alguns pés de apoio não estão totalmente estendidos. você vai inclinar/ tombar a máquina caso se esqueça e gire o mastro para o lado que está sem os pés de apoi. os freios da bomba podem falhar. Os pés de apoio devem ser corretamente estendidos e abertos como descrito no manual de operações.eps SEGURANÇA. Feita esta observação. ou de acordo com o manual de operações da sua unidade. ¡ADVERTÊNCIA! Se você instalar a unidade com um ou mais pés de apoio não estendidos no lado oposto ao lado onde de fará a descarga do concreto. fazendo a bomba descer ladeira abaixo devido à força da gravidade. Posições intermediárias não são seguras! Veja as informações relativas ao trabalho com aberturas parciais em áreas que dificultam a movimentação da máquina (parágrafo 6. Você pode tombar se o mastro for posicionado de qualquer outra forma. A margem de segurança que este procedimento dá a você é muito pequena. não confie nisso para se livrar do tombamento. 6.23). o que pode acontecer se você se esquecer e girar bruscamente o mastro sobre o lado sem os pés de apoio. • Você pode ainda calçar os pés de apoio que não estão totalmente estendidos. Desta 6. Se você tiver que trabalhar nestas condições.fm PÁGINA 21 .

fm . O uso do mastro em outra area pode causar tombamenbto da maquina. Area a ser bombeada Figura 24 Estabilizadores parcialmente extendidos PÁGINA 22 1shortrigvert.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 forma. eles serão capazes de avisá-lo A area cinza representa onde o mastro pode ser movimentado com seguranca. se eles virem você movendo o mastro em direção a esta área de risco de tombamento.eps SEGURANÇA.

24 PRESSAO PERMITIDA EM VARIOS TIPOS DE SOLO Terra virgem Asfalto. Se necessário. continue este processo até que os pés estejam estáveis. use os calços ou pranchas apropriadas sob os pés de apoio para aumentar a área de contato com o solo. o d e e Figura 25 Cálculo da capacidade de carga 6. Para evitar isso instale calcos adicionais Calco adicional = 40 x 40 (1600 polegadas quadradas) 40. o mestre de obras pode ser capaz de fornecer dados a respeito da capacidade de peso do solo. unidade . até que o peso do mastro tenha sido removido do pé de apoio. de asfalto) = 29 PSI For a no solo do pØ de apoio = 40. Se o pé de apoio começar afundar. SEGURANÇA. Se você ficar em dúvida.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA • ¡ADVERTÊNCIA! Risco de tombamento! Cheque as condições do solo antes de fixar os pés de apoio. Veja a tabela na figura 25 com exemplos de capacidade de carga suportada por vários tipos de solo e com exemplos de como calcular as dimensões dos calços necessários . vagarosamente movimentando o mastro vazio sobre cada lado dos pés de apoio ( figura 26).fm PÁGINA 23 .000 : 144 = 278 PSI Neste exemplo voce pode prever que o pe de apoio afunde no asfalte e cause um tombamento da maquina. então coloque calços sob a sapata de apoio. 200mm.25 ¡ADVERTÊNCIA! Risco de tombamento! Independente de você saber a capacidade de carga do solo . movimente o mastro de volta à posição de onde veio. espessura Pedra comprimida Argila/ solo de sedimentos Cascalho compactado firme Mais compactado Mais compactado Mais compactado Brita mais resistente 22 PSI 29 PSI 36 PSI 43 PSI 51 PSI 58 PSI 72 PSI 109 PSI 145 PSI 8 Exemplo: A capacidade do solo (200mm. 6. m n. você deve fazer testes durante a instalação.000 polegadas (indicado no adesivo) Patola do pe de apoio = 12 x 12 (144 polegadas quadradas) 40.000 1600 = 25 PSI Agora o asfalto ira suportar o peso do pe de apoio 1soilpres.

MANUAL DE SEGURANÇA

BP 401

Antes de colocar concreto no mastro, cheque os pés de apoio quanto ao afundamento novamente. continue a colocar mais calços até que o solo possa suportar a carga. Após a descarga de concreto ter começado, continue a testar os pés de apoio quanto a afundamento durante todo o curso do dia. Deve-se ter segurança da estabilidade da unidade.

eps hpads. utwatc 1boomo

Figura 26
Verifique se os pes de apoio nao estao declinando antes e depois do concreto estar passando pela tubulacao do mastro

6.26

¡ADVERTÊNCIA! PERIGO DE TOMBAMENTO! Mantenha uma distãncia segura entre a unidade e a borda do barranco ou qualquer escavação. A regra do dedo é : para cada pé de profundidade , mantenha-se afastado da borda da escavação em um pé (a regra de um para um ). (Veja a figura 27) Note que as forças nos pés de apoio são tranferidas par o solo com um ângulo de 45°. Observe esta condição mostrada na figura 28.
11to1.eps

Regra de 1 por 1 Para cada 30cm de queda vertical, recue 30cm da borda do pe de apoio (A distancia B deve ser igual ou maior que a distancia A)

DISTANCIA B

Verifique que las almohadillas de los DISTANCIA Regra 1 por 1 A estabilizadores no se están hundiendo antes
11to145.eps

Figura 27 Figura 27

ADVERTENCIA! Embora o fundo esteja a proporcao de o 1 por 1 com o topo, este penhasco poderia cair. A forca do pe de apoio e d transmitida a um angulo de 45 graus e nao ha material para apoiar a forca direcionada ao ponto X
45 graus

Figura 28
Tenha cuidado com essa situacao

X

PÁGINA 24

SEGURANÇA.fm

BP 401

MANUAL DE SEGURANÇA
¡ADVERTÊNCIA! Risco de tombamento! Tome cuidado ao instalar os pés de apoio (Figura 29). Nunca faça instalação em terreno desigual ou inclinado ou tente fazer uma ponte sobre um buraco com a prancha ou calço. Nestes casos, você deve cavar um espaço plano no solo (A,B & C). Tenha certeza de que a prancha sob o pé de apoio tome contato com todas partes do solo. Nivele o solo em todos os sentidos se necessário (D).
1outrgart.eps

6.27

A

B

C

D

Figura 29
Tenha cuidado ao patolar o pe de apoio em situacoes perigosas

SEGURANÇA.fm

PÁGINA 25

MANUAL DE SEGURANÇA
6.28

BP 401

¡ADVERTENCIA! Quando você tiver os pés de apoio posicionados corretamente, trave todas as válvulas hidráulicas de fechamento dos pés de apoio ( se sua máquina for equipada assim). ¡ADVERTÊNCIA! Não estenda ou opere o mastro quando houver raios na área próxima. Se você estiver trabalhando e raios se aproximarem da área , ponha o mastro em posição de transporte, ou em outra posição abaixada, e procure abrigo até que os raios se afastem. ¡ADVERTÊNCIA! Risco de tombamento! Não opere o mastro quando a velocidade do vento exceder 48 m/h. (77 km/h)! 48 m/h. = comparável à velocidade de um vendaval. Quando a velocidade do vento exceder 48 m/h., pode-se não conseguir recolher o mastro ou pode-se não resistir a manobras para tirá-loda ação de vento. ¡ADVERTÊNCIA! Se você não for capaz de ver o ponto onde o concreto será despejado, estabeleça um sistema de comunicação com os trabalhadores que estarão lá. Faça um arranjo para comunicação por rádio, por um sistema de sinais visuais ou auditivos (luzes ou sinos), ou uma pessoa para fazer sinais , um sinaleiro. Se um sinaleiro for usado, combine sinais manuais antes de começar a despejar o concreto! Se a bomba for posta em movimento por toda uma extensão de espaço, é melhor fazer arranjos para um trabalhador ficar com a bomba coloque-se em posição de ver a extremidade do mastro ( Figura 30).

6.29

6.30

6.31

††
1spotter.eps

Figura 30
Combine o sistema de comunicação antes de começar

6.32

¡ADVERTÊNCIA! Possibilidade de dano no mastro ! Se você for bombear a partir do mastro para um tubo de transporte separado, você deve usar uma mangueira flexível para conectar estas duas partes. Não conecte o tubo de aço diretamente ao mastro. Tenha certeza de que a mangueira seja capaz de suportar a pressão máxima do concreto. Não deixe a peça terminal do mastro encostar-se ao chão quando estiver conectada a um tubo de transporte separado.
SEGURANÇA.fm

PÁGINA 26

BP 401

MANUAL DE SEGURANÇA
¡ADVERTÊNCIA! É extremamente importante verificar se o material do sistema de descarregamento de concreto do mastro seja capaz de suportar a pressão do concreto bombeado! Em alguns casos, você pode não ser capaz de usar o mastro se estiver bombeando no lado pistão. Cabe ao proprietário da máquina e ao operador determinarem se o mastro pode ser usado quando estiver bombeando no lado do pistão.Tenha em mente que o tubo de transporte se desgasta com cada ciclo da bomba. Verifique a espessura da parede do tubo e compare com a capacidade de pressão desse tipo de tubo. A tabela para este tipo de comparação pode ser encontrada no apêndice deste manual. ¡ADVERTÊNCIA! Use o sistema de descarregamento de concreto se os componentes estevirem em boas condições. A vida útil dos componentes do sistema de descarregamento é afetada pela pressão do bombeamento, composição do concreto, material da tubulação, velocidade do concreto em movimento entre outros fatores. O uso de euipamentos ultra-sônico para determinar a espessura das paredes dos tubos é altamente recomendado (figura 31). leia e entenda a respeito da espessura mínima recomendada na tabela contida no apêndice deste manual. Se você não entender a tabela, entre em contato com o departamento de assistencia técnica do fabricante da máquina; ele poderão auxiliar você.

6.33

6.34

1ultradwg.eps

Figura 31
Verifique se há desgaste nos componentes do sistema de transporte.
6.35

¡ADVERTENCIA! Quando a máquina estiver pronta para o trabalho, assegurese que ele não será usada sem a devida autorização! Ou você fica junto à unidade ou tenha certeza de que ninguém vai ligar a máquina sem você. Você pode fazer isso, por exemplo, ativando o botão de parada de emergência do controle remoto (a cabo ou via rádio), depois trancando este controle remoto na cabine do caminhão. Outro meio seria simplesmente parar o motor e carregar as chaves com você. ¡ADVERTENCIA! Tenha cuidado com as crianças! Quando os pés de apoio são suspensos, é muito fácil para crianças terem acesso ao espaço sob a máquina. O raio de alcance da máquian quando realiza movimentos de rotação e as partes que sofrem aquecimentos oferecem sérios riscos. Não permita que ninguém permaneça sob a máquina em funcionamento.
PÁGINA 27

6.36

SEGURANÇA.fm

MANUAL DE SEGURANÇA
6.37

BP 401

¡ADVERTÊNCIA! Se espectadores vão estar perto da área de descarregamento de concreto, isole uma área com cordões onde eles poderão ficar em segurança. Nunca opere a máquina se este procedimento não for seguro, mesmo que os espectadores desejam ver uma determinada operação ou função.

7. Instalação De Uma Bomba Rebocável e/ou Uma Tubulação Separada
7.1

O trabalho da fase de instalação pode ser palco da maior parte de acidentes . Dispensando-se alguns momentos extras para iniciar o trabalho de forma correta aumentará as chances de ter um dia seguro e livre de problemas. O operador é responsável pelo funcionamento da máquina com segurança. . Notifique seu empregador, o superintendente, e/ou a O.S.H.A se pedirem a você para iniciar o trabalho sem segurança. Você não deve nunca correr o risco quanto à segurança . Você é a única pessoa que pode avaliar se as circunstância de trabalho sob o seu controle são seguras . ¡ADVERTÊNCIA! As ligações para o uso de energia elétricas nas bombas de concreto ou mastro separados devem ser feitas por um eletricista autorizado. O suprimento de energia e o desligamento apropriado das caixas são de responsabilidade do contratador. ¡ADVERTÊNCIA! A energia elétrica na área de trabalho só pode fornecida por uma caixa de fusíveis assentada de forma a poder ser desligada , com um interruptor de desligamento que possa ser trancado quando não se queira entrar em atividade. Se você for fazer reparos na bomba de concreto ou no mastro, primeiro interrompa o fluxo de energia na caixa de desligamento. ¡ADVERTÊNCIA! Nas unidades equipadas com motores elétricos, Cheque os cabo elétricos diariamente. Se eles estiverem rachados ou tivrem furos na cobertura isolante, troque o fio. Se as conexões estão gastas ou frouxas, faça com que sejam reparadas por um eletricista autorizado. ¡ADVERTÊNCIA! Leve em consideração a segurança da chegada e da saída e da partida das betoneiras e ajuste e recepção adequadamente. Ajustar a posição de recepção uns poucos graus para um lado ou para o outro pode significar a diferença entre uma aproximação segura ou não segura. Alguns exemplos de aproximação não segura são: aproximar-se muito de uma escavação ou sair abruptamente em meio ao tráfego. ¡ADVERTÊNCIA! Evite colisões! Isole a área próxima à máquina do tráfego público de acordo com toda a regulamentação aplicável (luzes de alerta, cones de segurança, barricadas com flashes, etc.). ¡ADVERTÊNCIA! Tubos de transporte, terminais de mangueiras, e todos outros componentes de descarregamento de concreto devem ser capazes de suportar a pressão máxima de concreto da bomba. Tenha certeza disso! Leia e entenda a tabela de espessura mínima das paredes dos componentes encontrada no apêndice deste manual. ¡ADVERTÊNCIA! Não use pedaços de tubos de tranporte, terminal de mangueira encaixes, ou qualquer outro componete envolvido no descarregamento de concreto que não esteja em boas condições. Troque não faça remendos em tubos e mangueiras. O sistema de tubos está sujeito a desgaste e a rapidez de desgaste é afetada pela pressão de bombeamento, composição do concreto, tipo de material do

7.2

7.3

7.4

7.5

7.6

7.7

7.8

7.9

PÁGINA 28

SEGURANÇA.fm

BP 401

MANUAL DE SEGURANÇA
tub, entre outros fatores. Leia e entenda a tabela de espessura mínima das paredes dos tubos noapéndice deste manual. Rompimento de tubos de concreto sob pressão é um sério risco à segurança! (Veja a Figura 32).

1t

hi

nw

al

l.

ep

Figura 32
Os componentes do sistema de trasnporte devem ser capaz de suportar a pressão da bomba.
7.10

Ao instalar um tubo de transporte, é preferível usar um cotovelo ao invés de uma mangueira para mudar a direção.Cotovelos tem menos resistência ao fluxo do as mangueiras, entretanto vão reduzir a pressão total necessária para empurrar o concreto. Sempre use o tubo maior diâmetro que seja prático, e use tubo de aço ao invés de mangueira de borracha. Isto vai manter a pressão necessária para empurrar o concreto a um mínimo. Não use o tubos de transporte. As abraçadeiras e terminais de tubos não foram projetados para ter suporte estrutural. Até um tubo em “S” deve ser uado para trazer o tubo ao nível do chão, ou cada seção do tubo de transporte deve ser suportada ao nível da sáda da bomba. ¡ADVERTÊNCIA! As seções de tubos mais próximas da bombas vão sofrer a pressão mais alta e vão sofrer maior desgaste. Devido a isso, você deve instalar apenas tubo dde paredes grossas , nas condições de seminovos . Leia e entenda a tabela de espessura mínima para as paredes dos tubos no apêndice deste manual. ¡ADVERTÊNCIA! A pressão máxima do concrteo deve ser o único fator usado para determinar qual a espessura do tubo e que tipos de terminais são necessários. No caso de uma pedra obstruindo o fluxo ou qualquer outro tipo de obstrução, a pressão máxima da bomba será aplicada. Terminais com rasgos (Victaulic) não são recomendados para bombas de concreto. Leia e entenda a comparação entre trabalho pesado, métrico, e terminais com rasgos no apéndice deste manual. ¡ADVERTÊNCIA! Se o tubo permanecer na obra (como é o caso de quando se está bombeando em uma obra com prédio alto), o operador é responsável pela vistoria do tubo á procura de amassados, rachaduras, pontos de desgaste, e pela checagem diária antes de iniciar o descarregamento de concreto.

7.11

7.12

7.13

7.14

7.15

7.16

SEGURANÇA.fm

PÁGINA 29

19 ¡ADVERTÊNCIA! Nunca deixe a máquina sozinha quando ela estiver funcionando ou pronta para começar a descarregar.17 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Em fluxo de descarregamento vertical. o que não é seguro para elas. Cada seção de um fluxo vertical deve ser presa evitando movimentos laterais.20 PÁGINA 30 1deadman2. o peso das seções verticais devem ser sustentado por um bloco de apoio. Pare o motor e retire a chave se você tiver que se afastar da área. Restricao do movimento lateral Bloco de concreto (peso morto) Bloco de concreto (peso morto) 7. por sinais visuias ou sonoros (luzes ou campainhas). Faça arranjo para comincação via rádio. combine os sinais manuais que serão usados antes de começar o descarregamento do concreto.eps Figura 33 .fm 7. 1trlrsptr. SEGURANÇA. ou um homem fazendo sinais. Este é um assunto especialmente crítico se houver crianças nas proximidades. Se um sinaleiro for escolhido. ¡ADVERTÊNCIA! Obeserve se há crianças por perto! As crianças podem facilmente ter acesso à área sob a máquina. combine um sistema de comunicação com o trabalhador que estará lá. frequetemente chamado peso morto.MANUAL DE SEGURANÇA 7.18 ¡ADVERTÊNCIA! Se você não ver a área onde o concreto será despejado. (Figura 33).eps Figura 34 Combine o sistema de comuicação antes de trabalhar! 7. um sinaleiro (Figura 34). Tenha certeza de que ninguém poderá ligar a máquina sem você.

Tenha certeza de que você tem as peças certas. Não importando qual a usada.23). verifique se o compressor de ar comprimido à disposição está ajustado para o trabalho de forma segura. A mangueira deve estar em boas condições de trabalho e deve estar livre de rachaduras. Se você não tem todos eles. Há dois tipos de aparadores (veja o parágrafo 7. delimite uma área com cordas onde eles estarão seguros. Bocal de saida Aparador da bola SEGURANÇA. e entrada de ar/água separada. Não improvise com isso. As duas aberturas devem ser separadas o bastante para que uma saindo não possa obstruir ambas as saídas ao mesmo tempo. O mínimo de acessórios necessários inclui: • Peça terminal com válvula reguladora de saída de ar de tamanho aprorpiado. • Se você for limpar um tubo vertical com comprimido. franjas ou outros danos. tenha certeza de que você tem todos os acessórios necessários para realizar o trabalho com segurança. ela deve caber no tubo de forma justa o bastante que nenhum ar possa escapar adiante dela no tubo. ou uma bola de espuma dura.21 7. • Se você for limpar a tubulação com ar comprimido quando o trabalho for finalizado. • Uma bucha de limpeza. informe o contratador para que ele providencie um outro compressor enquanto você estiver bombeando. Se não estiver. • Uma mangueira apropriada para a pessão do compressor de ar a ser usado e que possa ser ligada tanto ao compressor como à peça terminal de saída.ep s Valvula reguladora de entrada do ar Valvula reguladora de saida do ar Figura 35 Aparador de bucha e Bocal de saída.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Se espectadores vão estar próximos à área de trabalho. você deve ter uma válvula de bloqueio instalada na base do fluxo vertical! 7. desfiados. ao término do trabalho.22 Entrada de Ar/ Agua 1ca tch er& cap .fm PÁGINA 31 . • Um aparador de bola ou uma bucha de limpeza que vai apará-los quando o tubo de transporte for limpo de todo o concreto. ¡ADVERTÊNCIA! Se você for limpar o tubo de transporte com ar comprimido após o término do trabalho. não faça arranjos para consegui-los antes de começar o bombeamento.

Aparador que pára a bola ou a bucha de limpeza antes que o ar possa escapar. AR 2 Vantagem: O ar comprimido e aliviado com a explosao tubo deve ser aberto imediatamente. Nota! Isto pode acontecer com cada aparador quando usado com uma bola ao invés de uma bucha de limpeza A vantagem disto é que uma vez ouvida a explosão. Ambos os tipos de aparadores poderão ser usados se cuidados forem tomados em relação aos riscos envolvidos. Cada tipo tem suas vantagens e suas desvantagens(Figura 36). A linha nao pode ser aberta ate que o ar seja . é longo o bastante para que o ar comprimido escapa atrás da bucha de limpeza . PÁGINA 32 SEGURANÇA. Aparador que permite a saída do ar após a bola ou a bucha de limpeza ter chegado ao final do tubo. O tubo de transporte tem que ser controlado. a desvantagem é a própria explosão. não haverá mais ar pressurizado no tubo. e 2. drenado do bocal de saida. não permita que ninguém o abra antes de soltar todo o ar comprimido. O aparador tipo 2.fm .eps 1 Pressao do ar Vantagem: Nao ha explosao Desvantagem: O ar permanace na linha porque ele nao pode passar o PLUG. Você pode ter que adaptar a seu procedimento de limpeza conforme o tipo de aparador que você tiver.23 BP 401 ¡ADVERTêNCIA! Há dois tipos de aparadores de bola. A vantagem é a prevenção contra explosão no final do tubo. e o tubo pode ser aberto imediatamente. 1ctchrexplnsm. Conheça o tipo de aparador que você vai usar. o final do tubo deve ser controlado. Desvantagem: Havera uma explosao quando o ar escapar Figura 36 Tipos de captores Com o aparador tipo 1. mas o ar ainda fica preso atrás dele. pois o concreto e partes de substância aglomeradas voarão oferecendo risco.MANUAL DE SEGURANÇA 7. A desvantagem é que o ar tem que ser drenado do compartimento de saída antes de ser seguro abrir o tubo de transporte. Neste caso. a bucha de limpeza para. Os dois tipos são como segue: 1.

3 CASCO GAFAS PROTECTORAS MçSCARA DE PROTECCIîN RESPIRATORIA PROTECCIîN DE LOS OêDOS ROPA DE TRABAJO AJUSTADA AL CUERPO GUANTES Figura 37 Use roupas de proteção pessoal 8. e de forma confiável.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA III. e • Possa executar seus deveres. Normas de segurança para operadores de bombas 8. para que o curso de ação escolhido em circunstância imprevista seja seguro. 8.fm . ¡ADVERTÊNCIA! Ao operar a máquina . Operação da bomba de concreto 8. (Veja a Figura 37).2 ¡ADVERTÊNCIA! Por ser o operador resposável pela segurança.eps BOTAS CON PUNTA DE ACERO ¡ADVERTÊNCIA! Todos os dispositivos de proteção. Somente através de treinamento e de experiência adquirida no trabalho supervisionado pode-se suprir o entendimento necessário. com responsabilidade. coberturas e tampas de peças móveis durante a manutenção da máquina. PÁGINA 33 SEGURANÇA. devem estar fechadas e trancadas quando a máquina estiver em operação.1 ¡ADVERTENCIA! Somente operadores qualificados serão permitidos para operar a bomba. Um “operador qualificado” é definido como alguém que: • • • • Seja maior de 18 anos (21 anos para viagens interestaduais). 8. Seja fisicamente e mentalmente capaz. Tenha sido treinado no operação e manutenção da bomba e mastro ( se possível) Tenha demonstrado suas habilidades ao empregador no que diz respeito à operação e manutenção da bomba e mastro. use roupas de proteção.4 1Safegear. é crucial que ele/ ela entenda a operação apropriada da máquina e as normas de segurança que se apliquem ao trabalho que se tem em mãos.

Não corra o risco com alta voltagem. e erro humano ( Figura 39). 8. ou outra posição abaixada.fm . ponha o mastro em posição de transporte. e procure um abrigo até que os raios se afastem. ¡ADVERTÊNCIA! Risco de esmagamento! Nunca se posicione entre a betoneira e a bomba! fique em posição lateral para que o motorista da betoneira possa ver você o tempo todo (Figura 38). 8.MANUAL DE SEGURANÇA 8.7 ¡PERIGO! Você deve evitar proximidades de risco ou contato com a rede elétrica sob quaisquer circunstâncias. esta é a causa número um de morte de operadores de bombas. Tenha certeza de que você vai manter 5 metros (17 pés) de distância! A distância de 5 metros ( 17 pés) permite espaço para o movimento dos fios e da bomba sob a ação do vento.5 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Risco de alguém ser eletrocutado! Se você estiver operando a máquina e raios começarem a se aproximarem desta área.. arco elétrico.eps NAO! sinais claros SIM! Figura 38 Nunca permaneça entre a betoneira e a bomba.6 backsig. PÁGINA 34 SEGURANÇA.

BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡PERIGO! Contato direto com a rede elétrica é sempre perigoso para qualquer pessoa e principalmente se a pessoa estiver conectada à máquina através do cabo elétrico (Figura 40).9 ¡PERIGO! Não confie na precisão dos seus sentidos quando você estiver trabalhando perto de cabos de alta voltagem. Use de extrema cautela quanda estiver nas proximidades de cabos de alta tensão. SEGURANÇA. Alta voltagem transforma em condutores materiais que normalmente não o são. 1EVERYBODY ELEC. Se isto não for possível. Coloque-se no ponto mais favorável para ver a distãncia entre a bomba e os fios.fm PÁGINA 35 . tudo que tocar a bomba também será energizado. um sinaleiro! ( veja a figura 41) Veja a definição de sinaleiro no glossário encontrado no apêndice deste manual.EPS Figura 40 Se bomba ficar energizada. 117ft.ep 8.8 Mantenha uma distancia minima de 5 metros Figura 39 Mantenha uma distância de 5 metros (17 pés) apartir dos fios. 8. então você deve contar co a ajuda de ajuda de alguém.

8.10 BP 401 ¡PERIGO! Tome cuidado com fios que não estão propriamente na área de descarregamento de concreto.eps Minimo de 5m a partir dos fios raio de giro do mastro Area a receber descarga linhas de alta tensao 1clnotdgr.11 ¡PERIGO! A alta voltagem transforma em condutores. ou quando está movimentando o mastro após o término do descarregamento (Figura 42). quando o mastro estiver em movimento PÁGINA 36 SEGURANÇA. Acidentes podem acontecer quando se está movimentando entre pontos diferentes de descarregamento. Não diminua a guarda enquanto o mastro está suspenso no ar! 1dpthprcp.eps Nesse angulo de trabalho sera muito dificil o operador saber se a extremidade do mastro entrara em contato com os fios de alta tensao. materiais que normalmente não conduzem eletricidade! Muitos materiais não condutores podem vir a conduzir 1shckbhnd.MANUAL DE SEGURANÇA 8.ep Figura 42 Nunca se detraia.fm . Nessa situacao o operador nao deve confiar em sua percepcao Figura 41 Nunca confíe em sua percepção em relação aos fios de alta tensão. O operador pode posicionar um localizador para ajudar a posicionar o mastro.

A.S.e Alguns exemplos de materiais que normalmente nao conduzem eletricidade. 8. se você contatar os 8. todos esses itens conduzem 800 volts o suficiente para matar voce Figura 43 Mesmo maus condutores de eletricidade.000 volts no chão. 1nonconductors. SEGURANÇA. especialmente em áreas industriais. os níveis de decibéis suportáveis pelo ouvido humano excedem os os padrões recomendados pelaO.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA eletricidade o bastante para matar. A voltagem nos cabos pode ser mais alta do que 8. esta pode ser normalmente encontrada nos postes de energia nos Estados Unidos (Figura 43).fm PÁGINA 37 .12 CUIDADO! Sujeito à perda de audição! Quando se está trabalhando próximo à bomba de concreto. conduzirão alta-voltagem.H. quando em constante exposição a barulho (Figura 44).000 volts.

Título 29 (Regla Federal 39. faíscas ou chamas. ¡ADVERTÊNCIA! Risco de explosão. Nunca remova a tampa do combustível ou reabasteça a unidade perto de superfícies quentes.95.14 8. XVII. ( Figura 45). “Exposición aao Barulho (Dep.fm .MANUAL DE SEGURANÇA 8. CANTIDAD de horas Nivel dedo somen dB (A) Duracao por dia Nivel sonido em db Respuesta lenta por DÍA en HORAS em horas baixa resposta 9090 88 9292 66 9595 44 9797 33 100 100 22 102 1 1/2 102 1 1/2 105 105 11 110 1/2 110 1/2 115 1/4 o MENOS 115 1/4 o MENOS †† Use equipamento de protecao Figura 44 Niveis de ruídos e limite de exposição a eles 8. relacoes federais. Nunca fume enquanto estiver abastecendo.eps NAO! Figura 45 Não faça trabalho de guincho/ suspensão com o mastro PÁGINA 38 SEGURANÇA.15 ¡ADVERTÊNCIA! Não use a bomba como grua ou guindaste. NIVELES PERMISIBLES RUIDOS NIVEIS PERMISSIVEIS DEDE EXPOSICIÓN AL RUIDO* *Según 191095 Exposicao Ocupacional ruidos en el lugar de trabajo” (Depto. 1no lifting 2. Convide as pessoas não autorizadas presentes na área a se retirarem e interrompa o trabalho caso elas se recusem a sair. de de Sob partela sección 1910. Cap. do trabalho) do codigoTrabajo) del Código de Reglamentos Federales. 7006).13 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Não admita a permanência de pessoas não autorizadas na área de operações da bomba de concreto.

Acione a unidade no modo retorno por dois ciclos para remover tanto ar quanto possível. 8. Deste modo. siga os seguintes passos.fm PÁGINA 39 . Haverá uma explosão de ar comprimido na próxima vez que a válvula de concreto for acionada. a bomba vai comprimir o ar. Alerte-as para ficarem pelo menos cinquenta (50) pés afastadas. pode-se evitar que o trabalhador venha a cair como resultado de qualquer ruído provocado pelo equipamento. ao ligar novamente após ter feito alguma movimentação ou ligar após colocar ou remover as mangueiras. Não permita que ninguém fique perto da área de descarregamento até que o concreto esteja fluindo normalmente do tubo e não se note nenhum movimento da tubulação. (Avise-os mesmo que eles estejam bem longe do ponto de descarregamento de concreto).16 8. Não fique achando que primeira bolinha de ar já é totalidade de ar comprimido.17 SEGURANÇA. Se o ar for aprisionado dentro dos cilindros de material. avise a eles que podem esperar um som alto quando o ar escapar da tubulação. 3. Pessoas posicionadas no final do tubo de descarregamento de concreto ou perto da tubulação devem ser alertadas para se afastarem até que todo o ar tenha sido retirado. 4. ¡ADVERTÊNCIA! Ao acionar o sistema de descarregamento pela primeira vez. 5. Pare a bomba imediatamente.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Não deixe baixar o nível de concrteo na tremonha! Se o ar for sugado para dentro dos cilindros de transporte. mantenha todo mudo afastado da área de descarregamento até que o concreto passe fluir normalmente e não hja movimentação da tubulação A distância que as pessoas devem estar afastadas da área de descarregamento deve ser de 1. Quando você ligar novamente a bomba. bombeie a mais baixa velocidade possível até que todo o ar tenha sido removido da tubulação. 2. O ar comprimido sempre oferece risco ao ser expelido da tremonha ou da tubulação ( Figura 46). este ar pode ser absorvido com seguança enchendo a tremonha de concreto. •Se trabalhadores estiverem posicioandos em lugares altos ou precários.

muito ar misturado na massa).18 ¡ADVERTÊNCIA!pelo menos 50 pés (Figura 46) O ar vai estar na tubulação quando a máquina for acionada pela primeira vez. Se você pretende bombear um material com uma densidade maior ( ex. Se a massa não for colocada adequada para o bombeamento. O concreto que está sendo fornecido pode não ser apropriado para bombeamento. nem o máximo de conhecimento e eficiência do operador tornará possível à realização desta tarefa.eps BP 401 Figura 46 Remova todas as pessoas da área de descarga quando a bomba estiver operando a primeira vez. você deve entrar em contato com o fabricante para uma consulta a este respeito. que serão destacados abaixo: • Falha na composição da mistura do concreto. Entupimentos são causados por muitos fatores diferentes. a falta desta consulta pode resultar em dano para a bomba e/ou instabilidade em certas posições quando em operação. concreto entremeado de fribra de aço). por exemplo. Pode haver diluição ou aglutinação.. e depoisque tubulação tenha sido separada em partes ou aberta por qualquer ¡ADVERTÊNCIA! Uma maior densidade aproximadamente 150 libras por pé cúbico é considerada para o material a ser bombeado pelo mastro ( concreto normal).fm 8. • Tubulações e deficiência das juntas e conexões.19 8.MANUAL DE SEGURANÇA • 1hosepop4. pode haver muita areia ou muito pouco cimento.20 CAUSA DE ENTUPIMENTOS PÁGINA 40 . ao ser ligada novamente após alguma movimentação. Se for religada ou se o ar foi introduzido na tubulação 8. Alguns componentes afetam adversamente o bombeamento (ex.. ¡ADVERTÊNCIA! Entupimento na bomba ou na tubulação podem criar uma condição de risco. Isto inclui tubos ( tubos que não foram limpos apropriadamente).. juntas gastas de tubos e vazamentos que permite SEGURANÇA.

Materiais estranhos no concreto. Remova o obstáculo fazendo o concreto ir para frente e voltar para trás acionando as respectivas funções da bomba. e seções de mangueiras de borracha em número demasiado. pequenos mamíferos ( ratos ) saõ exemplos de materiais estranhos que podem causar entupimentos. Esta mistura não vai fluir no bombeamento. avanço e retorno. Bomba inadequada para determinado trabalho. Uma equipe de descarregamento inexperiente pode causar entupimentos dobrando a mangueira final.22 8. Então pare o bombeamento. As companhias devem estabelecer procedimentos adequados para estas situações. martelos. ele tem que ser lubrificado assim como o resto da tubulação foi lubrificado quando você começou. Estas são todas as causas de entupimentos que podem ser controladas pelo operador. As condições climáticas podem também afetar a rapidez com que o concreto endurece. Quando está chovendo forte.Não permita que ninguém abra a tubulação. Se um tubo seco ou mangueira tem que ser adicioando. conserto de alguma peça quebrada). A bomba selecionada para o trabalho pode não ter a pressão o suficiente (cavalos de força) disponível para determinada necessidade de trabalho. aletas do misturador.21 ¡ADVERTÊNCIA! Nunca tente remover um entupimento da tubulação aplicando alta pressão. ou para baixo. • Evacue a área de epessoas não necessária s antes de abrir a tubulação.. • Use equipamentos de segurança ao abrir a tubulação bolqueada. Uma boa regra é aquela do dedo ( polegar para cima positivo. Pedaços de concreto velho que se quebram das aletas do misturador. Prejuízos para a qualidade podem ser causados por atrasos no local da obra ( ex. tubos que não foram bem ajustados antes de iniciar o trabalho. o que aumenta o atrito. até que este procedimento tenha sido efetuado (Figura 47). Um operador inexperiente pode causar entupimentos por começar o trablho deforma inapropriada.fm PÁGINA 41 . Se isso não resolver o problema de obstrução da tubulação.23 SEGURANÇA. ¡ADVERTÊNCIA! Os pontos seguintes devem ser observados ao localizar um entupimento. Por exemplo. Qualidade do concreto fornecido à tubulação. 8. remova o obstáculo manualmente. se a equipe for foçada a acrescentar mais mangueiras ou tubos para alcançar um ponto mais afastado depois que o descarregamentos já esteja em processo.. O concreto começa a se separar na tremonha. Esta é a razão pela qual você não deve nunca permitir que a água usada para lavar a betoneira seja despejada na tremonha! • • • • • • 8.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA a perda de filetes de concreto e água. ou pelo fornecimento à bomba de concreto “velho” ( concreto que foi batido muitas horas antes do bombeamento e vai sendo mantido mole pela adição de água e agitação constante). É por esta razão que o trababalho deveria ser planejado então o tubo ou mangueira precisaria apenas ser removidos ( nunca aumentado) no decorrer do dia. você tem que parar o bombeamento imediatamente! Não recomece o trabalho até que a condição de risco tenha sio remediada. ¡ADVERTÊNCIA! Se a bomba ou equipamento associado desenvolver um problema que crie uma condição de risco. há uma grande chance de se criar um entupimento devido às condições dentro do tubo ou mangueira. Este tipo de entupimento pode levar a sérios acidentes porque a mangueira pode se desdobrar pela força do bombeamento. • Bombeie no modo retorno por pelo menos dois ciclos. pedaços de cimento que não se misturam. o cimento e o material fino é lavado da pedra e da areia usada na massa. negativo): se estiver em dúvida proceda a limpeza da tubulação. Cubra a tremonha enquanto você espera o temporal passar. pois este procedimento vai tornar o obstáculo mais resistente.

mangueiras.25 8. ¡ADVERTÊNCIA! Não dobre a mangueira. o som vai ser surdo (tuktuk) em vez de um son sonoro (tong-tong) no local onde está o obstáculo. pois o material aglutinado vai impedir o tubo de vibrar. ¡ADVERTÊNCIA! Seria melhor deixar a tubulação ser danificada pelo concreto endurecido do que correr o risco de se machucar ao ignorar os procedimentos de segurança.eps 8. Dobrar a mangueira fará com que a bomba gere pressão máxima.. Use uma máscara de proteção. mas você não. A bomba pode desdobrar a mangueira através da pressão! (Veja a Figura 48).MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 • Os obstáculos vão ser encontrados nos (ordem provável) redutores.fm .e ps Figura 47 Nunca abra uma tubulação 8. hosekink3. NAO! 1s me xp lo de .26 Este operario pode se machucar se a bomba desdobrar a mangueira pela forca Nao permita que Á a mangueira dobre †† kink2. e vire-se para o outro lado oposto ao abrir o grampo da tubulação.24 ¡ADVERTÊNCIA! É possível que alguma pressão vá permanecer na tubulação após reverter a bomba.eps Figura 48 Dobrar a mangueria gera um risco PÁGINA 42 SEGURANÇA. • Se você está batendo nos tubos para achar o obstáculo. Lembre-se que a tubulação é descartável. cotovelos e tubos. ( este método não serve para localizar um obstáculo em uma mangueira).

• Como sinalizar para você.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Monitore de perto a equipe que trabalha na descarga do concreto (Figura 48). quando a bomba estiver em operação. ou qualquer outro operário sozinho com a bomba por qualquer razão. • Como ligar e desligar a bomba. você deve parar bombeamento e informar o local de gerenciamento da obra. você deve primeiro desativar a bomba (figura 49). Lembre-se o operador é responsável pela operação segura da máquina! Embora ser falha do operador da mangueira. pressione o botão de parada de emergência. válvula de concreto ou tremonha quando o sistema hidráulico estiver operando ou pronto para operar! (Veja a Figura 50).31 ¡ADVERTÊNCIA! Para evitar quaisquer movimentos naõ planejados da máquina. você pode ser responsabilizado pelo acidente se você poderia evitá-lo! ¡ADVERTÊNCIA! Nunca use ar comprimido para limpar um entupimento! Este procedimento não é seguro e é desnecessário.29 Figura 49 Mantenha o seu corpo fora da caixa d’água ewat NAO! r. 8. • A localização dos interruptores de parada de emergência. ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de esmagamento. A bomba pode desenvolver muito mais pressão do que um compressor de ar. certifique-se que a pessoa que você deixou trabalhando com a bomba conhece: • As normas de segurança relacioandas às pessoas que estão trabalhando com a bomba. Sempre que você estiver concectando ou desconectando o cabo remoto. ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de esmagamento e ou amputação. pés ou qualquer outra pare do corpo dentro da caixa d’água. Se você tiver que remover as tampas para adicionar água ou checar o nível de água ou condição.27 8. Se eles estão trabalhando de uma forma insegura. 8. todos os dispositivos de controle no painel do operardor e caixa de controle remoto devem ser desligados antes de se mudar do modo controle remoto para o modo controle remoto local.fm PÁGINA 43 .28 8. ou vice-versa.ep s 1saf 8. 8. não remova as tampas da caixa d’água.30 ¡ADVERTÊNCIA! Nunca deixe a bomba sozinha! Antes de você diexar um trabalhador.32 SEGURANÇA.. Nunca ponha as mãos. motorista de betoneira.

Se você não consegue ver o ponto de descarga. antes de começar o trabalho de descarga! (É largamente recomendado o uso de sinais manuais padronizados pela ACPA).eps ¡ADVERTÊNCIA! Não trabalhe na tremonha.33 NAO! 1safehoppsm. Providencie comunicação por rádio. se um sinalizador for usado. entre em acordo quanto aos sinais visuais.35 PÁGINA 44 SEGURANÇA. você deve estabelecer um sistema de comunicação com a equipe de trabalho que consegue visualizar o ponto de descarga. seria melhor que um dos operários ficasse com a bomba e se colocasse numa posição que desse para ver o final do mastro (Figura 51). válvula de concreto ou no sistema hidráulico. e prenda o grampo de fixação da tampa (Figura 52).34 8.fm . Também use um cabo de segurança para fixar a tampa à mangueira. 8. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca opere a bomba “cego”. ¡ADVERTÊNCIA! Sempre use uma tampa de proteção ou algo equivalente quando você for movimentar o mastro cheio de concreto sobre o pessoal ou o maquinário. caixa d’água. um sistema de sinais auditórios visuais (luzes ou sinos). a menos que o motor do caminhão esteja desligado e o acumulador de pressão (se a máquina foi equipada com um) foi aliviado. ou um sinalizador.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 NAO! Figura 50 Não coloque seu corpo na máquina 8. Se o mastro for removido extenivamente .

eps †† Figura 51 Nunca bombeie sem ver 1blnkplg.eps 1Attchblnkplg2.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA 1spotter.e Figura 52 Exemplo de um plug de retenção e um método de fixar um cabo de segurança SEGURANÇA.fm PÁGINA 45 .

LEIA E ENTENDA as normas de segurança completas em relação á limpeza com ar comprimido. devem ser substituídos. Esta tubulação oferecerá riscos até que a pressão seja aliviada.1 ¡ADVERTÊNCIA! Não deixe sua guarda baixar quando a descarga for completa. Se você aplicar muita força.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 IV.3 9. você deve aliviar a pressão de ar na tubulação antes de abri-lo. Faça os furos para aliviar a pressão mesmo se o concreto endureceu na tubulação. A limpeza com ar comprimido só deve ser efetuada por pessoal qualificado. portanto. Os tubos que você fez os furos estão danificados e. ¡ADVERTÊNCIA! Se a bola ou a bucha de limpeza não aparecer no sistema de transporte depois que você aplicar o ar comprimido. a única forma segura de proceder é fazer pequenos furos na tubulação para fazer então.5 9. ¡ADVERTÊNCIA! Use roupa de proteção quando for limpar a bomba de concreto.6 9. ¡ADVERTÊNCIA! É melhor deixar a tubulação ser danificada por concreto endurecido do que arriscar a ser ferido por ignorar os procedimentos de segurança . você não. ¡ADVERTÊNCIA! Tome cuidado com os fios elétricos quando for movimentar o mastro para proceder a limpeza ou dobrá-lo para transporte! ¡ADVERTÊNCIA! O uso de ar comprimido para limpar o sistema de transporte do mastro só deve ser feito se não houver nenhum outro método mais prático como é recomendado pelo fabricante.2 ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de tombamento! Antes de mover a unidade. então com certeza haverá uma rápida expulsão do material.fm PÁGINA 46 . dobre o mastro na posição de transporte. isso vai amassar a tubulação padrão tornado-a inútil e pode quebrar o revestimento da parede dupla da tubulação. Norma de segurança para a limpeza do mastro 9. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca use ar comprimido para soprar através das mangueiras de borracha ou seções curtas da tubulação. Acidentes podem contecer durante o trabalho de limpeza e quando você estiver voltando à garagem. Seções curtas de tubulação não tem massa suficiente para permitir que o concreto se mova lentamente.4 9.2 9.1 10. a sua flexibilidade fará com que elas vibrem fortemente com a força do ar e o concreto que está se movendo. ¡ADVERTÊNCIA! Tome cuidado quando for bater com o martelo na tubulação para descobrir a localizaçãoda bola de limpeza. SEGURANÇA. Se a válvula de escoamento conectar quando você estiver drenando o ar. Proteja-se contra queimaduras de concreto e envenenamento por concreto usando botas de borracha e luvas durante a limpeza ou qualquer outro tempo que você vai estar em contato com o concreto. 9. No caso de mangueiras de borracha..7 9.8 10. a tubulação é substituível. Norma De Segurança Para a Limpeza Da Válvula De Concreto e Tremonha 10. É importante não ficar tranquilo sobre a segurança do trabalho até que não haja trabalho a fazer. Use uma proteção no rosto quando for fazer os furos. com que ar seja liberado. ¡ADVERTÊNCIA! Se você tiver que usar ar comprimido para limpeza do mastro mastro você deve TER TODOS OS ACESSÓRIOS DE SEGURANÇA NECESSÁRIOS. Lembre-se. Limpando a bomba e o sistema 9.

10.eps 11. Se a sua unidade tiver guarnições de parafusos. será desnecessário se curvar sobre a caixa d’água para limpá-la. (Figura 53). ¡CUIDADO! Se possível posicione o mastro dobrado.. Se você for remover a grade para quebrar concreto endurecido.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de se machucar ou de amputação. Normas De Segurança Para Limpeza Da Caixa D’água 11. aliviando a pressão no circuito do acumulador (se a sua bomba estiver equipada com um) e não deixar que os controles procedam qualquer operação.1 ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de se machucar e perigo de amputação! Pare a bomba de concreto antes de remover as tampas da caixa d’água.2 11. em uma posição levemente suspensa.fm PÁGINA 47 .3 10. não as remova para limpeza. em vez disto. Se o mastro for levantado. use jatos de água e a pá que vem junto com a bomba (Figura 53). primeiro você deve desativar o sistema parando o motor ou o motor elétrico. ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de queda! Certifique-se de sua posição quando for limpar a caixa d’água. quando for limpar a caixa d’água (veja se naõ há fiação elétrica antes de suspender o mastro) Os pés de apoio devem ser estendidos e assentados. Reinstale a grade antes de reiniciar o motor. Nunca ponha as mãos ou qualquer parte do corpo dentro da válvula de concreto.4 NAO! Figura 53 Mantenha as partes do seu corpo fora da maquina NAO! saf ehoppsm2. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca ponhas as mãos ou qualquer parte do corpo dentro da máquina quando o sistema hidráuico estiver em operação. 11.3 SEGURANÇA.

3 1confacegy2. ¡ADVERTÊNCIA! O ponto de descarga deve ser controlado.2 12. Normas de segurança para a limpeza de uma tubulação separada 12. NAO! 1saf ewat r. não com suas costas. Lembre-se de suspender com as pernas. e o ar preso se tornará comprimido antes da descarga.eps Figura 55 Limpar a tubulação com ar comprimido pode ser perigoso se não for observado as regras de segurança PÁGINA 48 SEGURANÇA. ¡ADVERTÊNCIA! Pequenas seções de tubulações e seções únicas devem ser limpas pela remoção dos grampos e pela descarga das seções de tubulação.fm . ni en ningún otro momento cuando la máquina esté funcionando o esté lista para arrancar.ep s Figura 54 Mantenha suas mãos fora da caixa d´água 12. No ponga sus manos ni cualquier otra parte de su cuerpo dentro de la caja de agua para limpiar.MANUAL DE SEGURANÇA 11. 12. Limpie la caja de agua con chorros de agua únicamente. Use um aparador ou outro dispositivo de contenção.1 ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de partículas flutuantes! Evacue a área de descarga de pessoal e retire quaisquer equipamentos antes de forçar uma bola de limpeza ou uma bucha de limpeza a passar pela tubulação. Algum ar será capturado pela tubulação. mesmo quando estiver limpando com água.4 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! !Perigo de esmagamento e amputação! No saque las guardas de la caja de agua para limpiar. mesmo se você estiver limpando com água.

• A tubulação não deve ser desmontada até que seja completamente aliviada de ar. 12. (Figura 56). As saídas devem ser espaçadas o suficiente de forma que o aparador não cubra as duas saídas de uma só vez. Evacue a área de limpeza de pessoal e de equipaamentos antes de começar o processo de limpeza por ar. especificados abaixo: • A limpeza deve ser feita sob supervisão de pessoal qualificado.ep Valvula reguladora de entrada do ar Valvula reguladora de saida do ar s Figura 56 Aparador de bucha e Bocal de saída Bocal de saida Aparador da bola • O plug ou bucha de limpeza deve ser espesso o suficiente para evitar fluxo de ar comprimido em volta de um entupimento no concreto. você deve lubrificar a tubulação com concreto de lubrificação. • O ponto de descargadeve ser controlado. • Nenhuma curva de tubulação ou mangueiras de transporte flexíveis podem ser conectadas ao final da tubulação fixa. O método preferído é descarga dentro de um tambor de uma betoneira. se você não seguir os pontos de segurança. ou poderá ocorrer um entupimento. Certifique-se disso! SEGURANÇA. • Se você vai desviar a descarga para uma betoneira. ( de forma segura) do ponto de descarga para monitorar a descarga e ter certeza que ninguém irá entrar na zona de perigo. • A saída de concreto deve der posicionada alto e o suficiente para permitir a descarga fácil do material. a menos que uma estação de limpeza pré. Não permita que ninguém entre na área durante o processo de limpeza por ar. DURANTE O PROCESSO de limpeza.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Limpar com ar comprimido gera riscos potenciais! Perigo sério de ferimentos graves e morte. • A limpeza requer trabalho de duas pessoas! Uma pessoa deve ficar deve ficar na entrada para operar a inserção de ar e outro operário qualificado e treinado deve ficar próximo.fm PÁGINA 49 .planejada seja montada para a descarga para a betoneira. (Veja o glossário para definição de pessoal qualificado).4 Entrada de Ar/ Agua 1ca tch er& cap . Se um aparador for usado. • O bocal de saída de ar da limpeza da tubulação deve ser equipado com um regulador de descarga de ar de tamanho apropriado e uma saída de água/ar em separado. certifique-se do seu tipo e ajuste o procedimento de acordo com o seu uso. mas um pouco para trás.

Isso também comprime o ar que está aprisonado nas seções verticais da tubulação. 12. A bola está inserida e empurrada com o ar comprimido. uma válvual de bloqueio é requerida nas seguintes circunstâncias: 1. 2. Imediatamente. (Veja o diagrama A na Figura 59). a seção horizontal e o ar capturado. a tubulação está desconectda da bomba. PÁGINA 50 SEGURANÇA. causando uma descarga muito rápida. As mangueiras poderão pular e se mover de forma imprevisível. corte o suprimento de ar do compressor e comece imediatamente a sangrar o ar da tubulação.fm . deixando o concreto entre ambos. o concreto escapa para fora da tubulação vertical. (A queda na pressão significa que a tubulação está quase vazia de concreto). seções isoladas de tubulações com dimensões de comprimento de 13 metros (40 pés).ep Figura 57 Nunca abra uma tubulação pressurizada • No use ar comprimido para limpar a mangueira de transporte de concreto. Se uma válvula de bloqueio instalada.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 1explode2. tubulações curtas não tem concreto suficiente para resistir à força do ar.O ar capturado explodirá quando ele atingir o final da tubulação. 1hosepop3. como se fosse um canhão. (Veja diagrama B na Figura 59).5 ¡ADVERTÊNCIA! Quando for soprar em uma tubulação vertical.eps Figura 58 Nunca use ar para limpar as mangueiras e ou tubulção curtas • Quando a pressão de ar começa cair muito rapidamente.

operada manualmete que é colocada em seu lugar com um martelo. claro. variando do modelo porta plana. em prédios altos) requer precauções especiais de segurança.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA mas o tubo não estará vazio ainda. de forma que você não irá perder tempo quando o bombeamento estiver completo.6 ¡ADVERTÊNCIA! Limpar seções verticais com ar(por exemplo. SEGURANÇA.fm 1blr t&wr2. deixe todos os acessórios prontos antes do despejo começar. 1. você pode proceder como está indicado acima: 12. Vários estilos diferentes estão disponíveis . A válvula de bloqueio deve ser capaz de manusear a pressão máxima do concreto e.eps A B PÁGINA 51 . Saber onde ficará a área de descarga quando for fazer a limpeza antes que o despejo tenha iniciado. Uma válvula de bolqueio instalada no final da subida vertical irá evitar esta situação perigos. Se possível. Com uma válvula de LIMPEZA COM AR DE UMA LINHA VERTICAL FORMA INCORRETA 5 2 C FORMA CORRETA 1 3 D 4 Figura 59 Limpeza de uma tubulação vertical bloqueio instalada. para os tipos completamente hidráulicos que também irão desviar o concreto para outra tubulação. deve ser instalado antes da descarga começar.

Isso não se aplica se você está usando uma válvula de interrupção (de desvio). PÁGINA 52 SEGURANÇA. (item 3. 5. O que significa que você deve estabelecer comunicações (por exemplo. Limpar com ar comprimido requer o trabalho de dois profissionais qualificados. 7. tornando impossível de deixar ar preso na tubulação. ou poderá ocorrer um entupimento. Desvie a tubulação vertical para a área limpa. deixe o regulador de ar aberto para ter certeza de que todo o ar do sistema está renovado. deixando o concreto nas seções horizontaisda tubulação e a bolsa de ar nas seções verticais. Se você a descarga para uma área de limpeza. e abra o regulador de ar para fazer o ar sair da linha. ou abra a válvula de bloqueio para a tubulação de transporte agora. Adicione ar somente o sufuciente para manter o concreto se movendo. feche a válvula de bolqueio antes de desconectar a tubulação da bomba (item 1. Figura 59. 3. Figura 59. corte o suprimento de ar do comprssor. a pressão de ar também não o fará.) 6. Instale a(s) bola(s) na tubulação. ele trará a bola junto com ele. Posicione a betoneira para a saída do tubo de limpeza. Assim que o concreto cair das seções verticais. Quando o concreto começar a acelerar. As pessoas que estiverem dos dois lados da tubulação devem ser capazes de se comunicar sem demora. Quando o bombeamento estiver completo. ou instale o aparador ou outro dispositivo de conteção na ponta da tubulação de descarga. 9. Você não deve permitir que ninguém entre na área de descarga até que a tubulação esteja despressurizada.4 também se aplicam à limpeza em tubulação vertical.) 10. Concreto que foi acelerado rapidamente indica que a tubulação está quase vazia . Estas regras são um adendo para as normas de “ limpeza de uma tubulação com ar comprimido”. Figura 59. Aplique ar comprimido à tubulação. Não permita que haja aceleração do concreto (item 5.7 ¡ADVERTÊNCIA! Jamais use ar comprimido para tentar limpar um entupimento! Não é seguro e é desnecessário. Se a pressão na bomba não pode mover o entupimento. com um rádio). As comunicações devem estar bem estabelecidas neste momento.MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 2. Não aplique ar ainda! (item 2. 12. Depois da bola de limpeza ter sido expelida da tubulação. Todas as nromas para limpeza co ar encontradas no ponto 12.) 11. 12. A falha em proceder assim irá fazer com que o concreto despenque das seções verticais da tubulação. Evacue a área de descarga de pessoal.fm . (item 4. Figura 59). lubrifique tubulação de descarga com concreto de lubrificação. 4. Figura 59. prenda o aparador e pendure o compressor de ar.) 8.

8 SEGURANÇA. eles devem ser substituídos imediatamente. ¡ADVERTÊNCIA! Preste atenção ao Manual de Operações e os boletins de serviços do fabricante em relação à manutenção e os procedimentos de inspeção. ou ilegíveis. Não assuam simplesmente que a situação está OK. pé de apoio ou a seção de suspenção do mastro.. Substitua-os se estes se tornarem velhos. relate ao fabricante para que o fato seja levado em consideração. eles devem ser substituídos antes que alguém use a máquina.6 13.1 ¡ADVERTÊNCIA! É imperativo que o mastro. deve ser relatado ao fabricante de forma que os procedimentos apropriados possam ser planejados e implementados .5 13. não use a bomba até que problema seja resolvido! ¡ADVERTÊNCIA! Qualquer problema estrutural no descoberto no mastro. Se qualquer problema for detectado que possa afetar ou afete o bombeamento responsável e seguro.2 13.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA V. ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione o cabo de segurança da mangueira e a estrutura de montagem em intervalos regulares. ¡ADVERTÊNCIA! Se os dispositvos de segurança ou guarnições forem removidas com o propósito de inspeção. Contate o fabricante de sua unidade para obter substituição. ou danificados . bem como intervalos apropriados para este procedimento ¡ADVERTÊNCIA! Se a inspeção revelar algo que parece errado.3 13. Manutenção do máquinário 13. em falta.4 13.fm PÁGINA 53 . Normas de segurança relativas à inspeção 13. gastos ou enferrujado. Consulte as recomendações do fabricante para os intervalos de inspeção apropriados para sua máquina. pé de apoio e outras partes estruturais sejam inspecionados por um inspetor especializado de bomba numa base regular. ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione visualmente a sua unidade a cada dia antes de colocála em operação. ou mesmo suspeito. Os resultados devem ser documentados cuidadosamente e deve ser mantido um arquivo de dados sobre as inspeções. 13. ADVERTÊNCIA! Se os adesivos de segurança estiverem esmaecidos.7 13.

1 ¡ADVERTÊNCIA! A manutenção apropriada e programada é importante para a operação segura de uma bomba de concreto e o seu mastro. Normas de segurança relativas à manutenção programada 14. ou as mangueiras.9 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Não negligecie a tubulação de transporte. Os procedimentos apropriados estão descritos no Manual de Operações. Não os trate de maneira superficial. ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione visualmente os circuitos da bomba de concreto e os dispositivos de segurança. Não “ construa” resultados. 14. medidores ultra-sônicos de espessura são mais precisos do que o método da batida. Nunca mande uma unidade para o trabalho com a tubulação gasta ou danificada.11 14. A inspeção manual e a documentação dos resultados devem ser feitas semanamente. do lubrificador e dos trabalhadores no trabalho estão dependendo disso.MANUAL DE SEGURANÇA 13. O mastro não pode ficar balançando durante a viagem.fm . ferramentas soltas. o que deve ser feito diariamente. 13. As vidas do operador. ¡ADVERTÊNCIA! Mantenha a máquina limpa! Pingos de óleo.2 PÁGINA 54 SEGURANÇA. Não os adie. os grampos.10 ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione a cinta do mastro e o berço do mastro e seus dispositivos regularmente (se a sua unidade for equipada com um desses dispositivos ). amassados ou desfiados. 1ultradwg. Cheque-os frequetemente para ver se há algum desgaste. ou pelo menos quando a manutenção preventiva for agendada.eps Figura 60 Cheque a espessura das paredes da tubulação de transporte com um medidor ultrassônico de espessura 13. e acessórios colocados em locais errados constituem em riscos potenciais.

25 da seção 9).8 14.4 ¡ADVERTÊNCIA! Certifique-se que você está instalando os grampos corretos para os tipos de bocais de tubulação que estão sendo usados. ou em qualquer outra parte estrutural da bomba somente deve ser feita por um soldador certificado pela AWS D1. Não solde quaisquer partes estruturais antes de notificar o fabricante. Mantenha fio terra no componente que está sendo soldado.9 14.3 1pinclmp.10 14. especialmente aqueles que ficarão acima dos trabalhadores (Figura 61).5 e parágrafo 9.13 SEGURANÇA.6 14. ¡ADVERTÊNCIA! Quando for instalar uma nova tubulação e ou mangueira.eps Figura 61 Coloque mola grampo nos acoplamentos 14. ¡ADVERTÊNCIA! Não mude o ajuste máximo da válvula de alívio ou qualquer outro circuito hidráulico sem permissão do fabricante. danificados ou defeituosos. na torre . nos pés de apoio. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca tente consertar uma máquina usando componentes gastos .14 polegadas por pé.11 14. quando estiver vazia. certifiquese que esta seja capaz de suportar a pressão máxima do concreto a ser transportado. ¡CUIDADO! Nunca permita que la corrente de solda caminhem através dos suportes ou cilindros hidráulicos.1 (Seções 3. Nunca tente casar bocais que não são similares. 14. ¡ADVERTÊNCIA! Se os dispositivos de segurança forem removidos para manutenção. Nunca mude o ajuste de pressão de um circuito do acumulador sem instruções específicas do fabricante. Cheque o manual de operações para a sua máquina. 14. ¡ADVERTÊNCIA! Você deve substituir. ¡ADVERTÊNCIA! A solda no mastro. ¡ADVERTÊNCIA! Lembre-se que a tubulação não pode pesar mais do que 10.fm PÁGINA 55 . eles devem ser recolocados em seus lugares antes da máquina ser ligada para operar novamente.. e não consertar válvulas hidráulicas danificadas ou mangueiras e tubulações de concreto.12 14.5 14. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca faça modificações que não seja autorizadas a peças estruturais da máquina ou aos circuitos de pressão. Naõ há grampo ou junta feito neste propósito. Certos modelos e marcas podem ter diferentes requisitos.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Tenha certeza de que todos os grampos do sistema de transporte estão fixos.7 14.

contate o departamneto de serviço do fabricante para obter instruções antes do procedimento 15. 117ft.5 Mantenha uma distancia minima de 5 metros Figura 62 Observe se há linhas de alta tensão antes de desbobrar o mastro 15. você deve desconectar os cabos da bateria e desconectar todos os fios dos controles do rádio remoto.MANUAL DE SEGURANÇA 14. verifique se não há fios de alta tensão acima do mastro. Se você tiver um sistema de mastro proporcional. ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de incêndio! Nunca trabalhe em um sistema hidráulico que esteja quente. Se você ficar em dúvida. ¡ADVERTÊNCIA! Se for necessário desdobrar o mastro para fazer trabalho de manutenção. Na dúvida ligue para o fabricante.3 15. os pés de apoio devem estar estendidos e fixos. você deve descobrir e usar uma plataforma de trabalho. a necessidade de consertar a máquina não o qualifica para operar a máquina. PÁGINA 56 SEGURANÇA. Normas de segurança ao fazer a revisão do maquinário 15.1 ¡ADVERTÊNCIA! Os reparos na máquina só devem ser conduzidos por pessoal qualificado(Veja o glossário para a definição de pessoal qualificado). deixe o operador assentar a máquina. Reparos efetuados de maneira incorreta afetam o uso seguro da bomba.14 BP 401 ¡CUIDADO! Os componentes hidráulicos podem ser arruinados pela solda. Antes de soldar a uniodade.2 15.ep 15.fm . como se a máquina fosse fazer trabalho de bombeamento Se você não é um operador. Cuidado! ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de eletrocussão! Se for necessário desdobrar o mastro para fazer trabalho de manutenção. os amplificadores proporcionais devem ser removidos da placa mãe antes da soldagem. Você deve manter uma distânci mínima de 5 metros de distância (17 pés) entre a fiação e qualquer parte da unidade.6 ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de queda! Se você não pode trabalhar a nível do solo.4 15.. ¡ADVERTÊNCIA! Leia e entenda os procedimentos de manutenção no Manual da máquina antes de tentar fazer qualquer reparo.

11 15. grua. câmaras de freios). Lembre-se o mastro não pode ser usado como grua ou guindaste. dentro da máquina. Se há trabalho a fazer com a máquina e você não está qualificado como operador. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca ative os sistemas hidráulicos sem checar se outro trabalhador está em uma posição oculta. nolifting3.7 NAO! Figura 63 Não levante objetos com o mastro 15. trave e desligue a chave principal e ponha uma etiqueta nos controles.12 15.eps 15. leia e entenda as normas de segurança para aquele equipamento. molas de gás para porta de ferramentas. ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de explosão! Certifique-se que você entende o perigo potencial de pressão de mola ou componentes do gás comprimido antes que você faça reparos nestes sistemas (ex. adesivo de Não Operar nos controles. • Com uma bomba acionada eletrônicamente. PÁGINA 57 15.10 15. alta voltagem significa acima de 24 volts. pneus. e dê algum tempo para que haja uma resposta. você deve conseguir alguém que seja qualificado para auxiliar você.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Se o trabalho de manutenção requer que você use um guindaste. e sejam qualificados devem trabalhar com a unidade. Não Operar. Certifique das normas de segurança em sua região. caminhão . ¡ADVERTÊNCIA! Apenas trabalhadores. ligue para o fabricante antes de começar o trabalho de reparos! ¡ADVERTÊNCIA! Se você for trabalhar numa área oculta. Pode haver normas locais ou estaduais que requeiram um programa de segurança mais avançado. remova a chave de ignição e coloque uma placa. ou outra máquina similar. acumuladores de nitrogênio.fm . Sempre grite “Limpo” antes de ligar o motor ou o motor elétrico. As regras acima são o procedimento simples “ Desligado-Etiquetado”.13 15. Se você desconhece os perigos. Mantenha a chave e carregue-a com você. Para esta norma. como se segue:: • Com motor a gás ou a diesel..8 15.14 SEGURANÇA. travea e desligue-a.9 ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de ser esmagado! Prenda o mastro e alivie todo a pressão antes de trabalhar no sistema hidráulico do mastro. ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de eletrocussão! Os trabalhos de reparos no sistema elétrico de alta voltagem sódevem ser feitos por eletricistas qualificados. Uma mão e dois pés ou duas mãos e um pé devem estar em contato com uma superfície plana e segura todas as vezes (Figura 64). ¡ADVERTÊNCIA! Lembre-se de montar e desmontar a unidade usando a “Regra dos 3 Pontos”.

advirta-o sobre os perigos.fm . As ferramentas devem ser mantidas limpas e em boas condições de uso.18 15.20 PÁGINA 58 SEGURANÇA.eps ¡ADVERTÊNCIA! Nunca trabalhe em um sistema hidráulico pressurizado. Depois das modificações às partes estruturais (mastro.19 15. É impressindível lembrar que diesel e gás são altamante explosivos. com uma prática não recomendada. torre. 15. ¡ADVERTÊNCIA! Se você ver um colaborador trabalhando de forma imprópria. Pare o motor ou o motor elétrico e alivie o circuito do acumulador ( se a máquina estiver equipada com esse dispositivo).16 15. quando você for limpar os reservatórios de óleo hidráulico. e vestígios deixados no óleo podem explodir quando estes forem comprimidos! ¡ADVERTÊNCIA! Inspecione os reparos. os reparos devem ser inspecionados por pessoal qualificado antes do uso da máquina. etc. A segurança estará sempre nas mãos daqueles que estão executando o trabalho! ¡ADVERTÊNCIA! Depois que qualquer reparo seja finalizado. pé de apoio. antes de abrir o sistema hidráulico. teste o funcionamento da peça consertada para ter certeza de que os reparos foram executados corretamente.).MANUAL DE SEGURANÇA BP 401 Figura 64 Regra dos três pontos de apoio 15.17 15. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca use gasolina ou combustível (diesel) como solvente. ¡ADVERTÊNCIA! Sempre use as ferramentas corretas para cada trabalho.15 1safestep.

WARNING This machine is remote controlled Keep hands out and may start at any hopper and of time. Stop engine valve assembly.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA VI. Contact will result in death or serious injury if the unit becomes electrically charged.1 ¡ADVERTÊNCIA! Você de saber como desligar a bomba e o mastro. Faça com que o operador mostre a você a localização dos interruptores de parada de emergência.eps SEGURANÇA. Segurança da equipe de trabalho 16.fm PÁGINA 59 . operation manual if access is required. Stop agitator before putting any solid object in hopper. Normas de segurança para os operadores e ajudantes da bomba 16. Figura 65 Parar a unidade se ocorrer uma emergência 1estop. Interruptor para parada de emergencia WARNING WARNING DANGER Stay clear. See before servicing unit.

eps Figura 66 Use os equipamentos de proteção individual 16. CASCO GAFAS PROTECTORAS MçSCARA DE PROTECCIîN RESPIRATORIA PROTECCIîN DE LOS OêDOS ROPA DE TRABAJO AJUSTADA AL CUERPO GUANTES BOTAS CON PUNTA DE ACERO 1Safegear.Você deve monitorar os movimentos do mastro e alertar ao operador se ele executar um movimento que coloque o mastro dentro da área de 17 pés ( 5 metros) de distância de uma linha de força(Veja a Figura 67). 1EVERYBODY ELEC. capacete.fm .MANUAL DE SEGURANÇA 16. fones de ouvido e luvas de borracha são especialmente importantes quando você for trabalhar nas proximidades da tremonha (Figura 65).3 ¡PERIGO! Perigo de eletrocussão! Se a bomba ou mastro ficarem energizados por alta voltagem e você estiver em contato com qualquer parte deles.EPS Figura 67 Se a bomba ficar emergizada tudo que tocar na bomba será energizado PÁGINA 60 SEGURANÇA. você está correndo o risco de ser eletrecutado. Máscara.2 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Você deve usar o mesmo equipamento pessoal de proteção que o operador.

eps Figura 69 Sinalize com as mãos claramente 16. causando uma separação dos outros aditivos. Não tente remover o material da tremonha ou da grade enquanto o sistema hidráulico está pronto para operar.5 NAO! Figura 68 Nunca fique entre a bomba e a autobetoneira 16. PÁGINA 61 16. Uma mão e dois pés ou duas mãos e um pé sempre deve estar em contato com uma superfície plana e segura ao mesmo tempo (Figura 69). ¡ADVERTÊNCIA! Monte e desmonte a bomba usando sempre a regra dos 3 pontos.7 ¡ADVERTÊNCIA! Não opere a bomba ou o mastro.8 SEGURANÇA. válvula de concreto ou na tremonha. ¡ADVERTÊNCIA! Nunca permita que o motorista da betoneira faça limpeza de seu equipamento na tremonha.fm . porque esta ação poderá causar um entupimento. e consequentemente.4 16. quamdo o sistema hidráulico estiver em operação ou pronto para operar! Nunca permança sobre a grade da tremonha (Figura 68). a menos que você seja um operador treinado ou o operador regular liberou os controles para você. alerte o operador para que ele possa desligar a bomba.6 ADVERTÊNCIA! Se você ver qualquer material estranho vindo da betoneira e que possa gerar um entupimento. um entupimento.eps 16. 1bkupguy. pés ou qualquer parte do corpo dentro da caixa d’água. Este ítem não se aplica ao ato de parar a bomba ou mastro se houver necessidade para isso. 1bkupguy.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Perigo de esmagamento e amputação! Nunca ponha as suas mãos. A água irá lavar o cimento e a areia dos agregados. Não pode haver mais de um operador ao mesmo tempo.

Não permita que ninguém fique próximo da descarga até que o concreto flua firmemente da extremidade e que não há movimento no sistema de transporte. 2. Pessoas que permanecem no final da descarga ou próximo ao sistema de tansporte devem ser avisadas a sair desta área até que todo o ar da unidade tenha sido extraído.9 BP 401 ¡ADVERTENCIA! Sempre observe os movimentos do mastro. Se o ar entrar nos cilindros de transporte . que é a forma mais rápida de se parar a máquina. a bomba irá comprimir o ar. Ar comprimido sempre se apresenta um perigo se este for expelido da tremonha ou da tubulação de transporte (Figura 70). da próxima vez que a válvula de concreto ciclar. deve ser usada a menor velocidade possível até que todo o ar tenha sido removido da tubulação. 5. 16. 3. no que diz respeito à segurança no local de trabalho.eps Figura 70 Fique longe do ponto de descarga quando ligar pela primeira vez ou religar a bomba e quando houver ar na tubulação PÁGINA 62 SEGURANÇA. Aperte o botão de parada de emergência. Se for da responsabilidade dele saber os procedimentos para a remoção segura de ar da bomba e do sistema de transporte. ¡ADVERTÊNCIA! Não deixe o nível do concreto que está na tremonha ficar muito baixo. Pare a bomba imediatamente. Alerte o operador se ele está se aproximando de quaisquer obstruções ou perigo em potencial. Alerte-os para permanecer pelo menos a 50 pés de distância .MANUAL DE SEGURANÇA 16. para minimizar o perigo: 1. Alerte o operador sobre o problema. tome os seguintes passos. dois pares de olhos e orelhas são melhore que um. memo quando não houver fios elétricos por perto.fm . Estes procedimentos incluem o bombeamento em retorno por dois ciclos. Não dê por certo que a primeira bolha de ar que aparecer é fim do ar comprimido. alerte-os para esperar ouvirem um som alto assim que o ar escapar. Haverá uma expulsão de ar comprimido. o que pode ser seguramente absorvido preenchendo a tremonha com concreto. 4. Quando a bomba for reiniciada. • Se os trabalhadores estiverem posicionados em locais altos ou em posição precárias. se o ar for sugado par dentro dos cilindros de transporte.10 1hosepop4.

¡ADVERTÊNCIA! ¡Nunca use ar comprimido para tirar um entupimento! O operador é responsáevel por saber dos procedimentos corretos de remoção de entupimentos. 1explode2.. ¡CUIDADO! Tome cuidado quando estiver manuseando ou conduzindo a tubulação ou qualquer outro objeto pesado. a pressão do ar também não o fará.fm PÁGINA 63 .13 NAO! Figura 71 Nunca se sente sobre a tubulação de transporte 16. O ar estará na tubulação quando você iniciar a máquina pela primeira vez e quando reinicializar depois de se mover e depois da tubulação for separada ou aberta por qualquer outra razão. ou sempre que ela for pressurzada. Se a pressão da bomba não consegue remover o entupimento. A tubulação se desgasta a cada ciclo da bomba. A distância que o pessoal deve permanecer da área de descarga é de pelo menos 50 pés (Figura 70).eps 16.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA ¡ADVERTÊNCIA! Quando você estiver preparando o sistema de transporte.12 16. quando reinicializar depois de mover-se ou quando reinicializar depois de adicionar ou remover mangueiras. 1pipelineguy.11 16. você não vai querer estar sentado nele e sim a metros de distância.ep Figura 72 Nunca abra a tubulação pressurizada SEGURANÇA. Se o tubo estourar .14 ¡ADVERTÊNCIA! Nunca permaneça ou sente numa tubulação enquanto estiver em uso.(Figura 71). avise a todos para permanecer fora da área de descarga até que o concreto flua livremente e não haja movimento do sistema de transporte. Se necessário consiga ajuda. É inseguro e desnecessário usar ar comprimido . Aprenda a suspendê-los sem usar as sua costas.

A bomba deve ser ciclada em retorno por pelo menos 2 ciclos e então desligada antes de se abrir a tubulação. PÁGINA 64 SEGURANÇA.fm . .15 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Risco de explosão! (veja a figura 72). Se a tubulação estiver pressurizada com ar de forma segura. o operador é quem deverá fazê-lo. Se você não sabe como fazer a bomba operar em modo retorno. Nunca abra uma tubulação que está sob pressão.MANUAL DE SEGURANÇA 16.

1EVERYBODY ELEC.3 ¡ADVERTÊNCIA! Mantenha o mastro longe dos postes de alta tensão. SEGURANÇA. pois nessa situação há um grande perigo em eminência. Coloque no ponto mais favoravel para ver a distancia entre a bomba e os fios.EPS Figura 77 Se a bomba for energizada tudo que estiver ligado a ela também será energizado 17. você corre o risco de ser eletrocutado! Você deve monitorar o movimento do mastro e alertar o operador de que o mastro deve ficar dentro da área de 17 pés de uma fiação elétrica(Veja a Figura 77). O operador deve evitar essa situacao.2 ¡ADVERTÊNCIA! Não confie na precisão dos seus sentidos quando você estiver trabalhando perto dos cabos de alta tensão.fm PÁGINA 65 . então você deve contar com a ajuda de alguém.1 ¡ADVERTÊNCIA! Risco de eletrocussão! Se a bomba ou mastro ficarem energizados com alta voltagem você estiver em contato com qualquer parte dele. Se isto não for possível. Normas de segurança para a equipe de descarga de concreto 17. ver (Figura 78).BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA 17. deve contar com o auxilio de um situador Figura 78 Use um situador p/ ajudar a direcionar o mastro 1smdpthprcp. um sinaleiro. avise o operador se o mastro estiver próximo aos fios.eps O situador deve sinalizar 17.

abrigue-se.6 17. quando reinicializar depois de mover-se ou quando reinicializar depois de adicionar ou remover mangueiras. Nunca tente segurar um tubo ou mangueira que está sendo limpo com ar. proceda da seguinte forma: • Vá para o nível do solo (se você estiver em local elevedo) e permaneça pelo menos por 50 pés de distância do ponto de descarga ou pelo menos. A distância que o pessoal deve permanecer da área de descarga é de pelo menos 50 pés (figura 70). 17. O ar comprimido na tubulação pode fazer com que a mangueira se mova violentamente . Se o operador disser para você que o ar está vindo.7 ¡ADVERTÊNCIA! Nunca olhe para dentro de uma mangueira conectada ou tubo! ¡ADVERTÊNCIA! Quando a equipe de trabalho estiver usando ar comprimido para limpar o mastro ou o sistema da tubulação. Não fique próximo da área de descarga até que o concreto flua livremente e não haja movimento do sistema de transporte.(ver figura 80) PÁGINA 66 SEGURANÇA. É trabalho do operador saber quando é seguro voltar para a área de bombeamento.4 BP 401 ¡ADVERTÊNCIA! Procure utilizar os EPI.eps BOTAS CON PUNTA DE ACERO ¡ADVERTENCIA! Quando o operador estiver preparando o sistema de transporte .MANUAL DE SEGURANÇA 17. fique longe da área de descarga. você deve permanecer distante da mangueira e do ponto de descarga. • Fique longe da descarga.5 1Safegear. afim de evitar acidentes ao operar o equipamento CASCO GAFAS PROTECTORAS MçSCARA DE PROTECCIîN RESPIRATORIA PROTECCIîN DE LOS OêDOS ROPA DE TRABAJO AJUSTADA AL CUERPO GUANTES Figura 79 Use equipamento de proteção individual 17.fm . equipamentos de proteção individual (Veja a figura 79). Certifique-se que todo o ar já foi liberado antes de se aproximar do ponto de descarga novamente.

deixe o operador liberar a pressão primeiro e verificar se o ar já foi liberado antes que você execute algum procedimento.9 SEGURANÇA.eps Figura 80 Não fique próximo a área de descarga do concreto.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA 1hosepop2. 1explode2.eps 1hosepop2. o que pode causar um entupimento. 17.8 ¡ADVERTÊNCIA! Nunca abra uma tubulação pressurizada (figura 81).fm PÁGINA 67 .O operador deve liberar a pressão antes de você abrir a tubulação.ep Figura 81 Nunca abra a tubulação pressurizada ¡ADVERTÊNCIA! Depois de remover as seções de tubulação você deve remontálas usando juntas e grampos. As tubulações montadas sem juntas e grampos vazarão com cimento e água. Se a tubulação estiver pressurizada com ar comprimido. para evitar acidentes inesperados 17.

pois caminhando assim não terá condições de evitar os obstáculos. ¡PRECAUÇÃO Tenha cuidado quando você tiver que manipular a tubulação.eps NAO! Á OK! Figura 83 Não caminhe de costas.10 BP 401 ¡ADVERTENCIA! O operario que estiver fazendo a distribuição do concreto não deverá agarrar ou abraçar ao mangote.14 17. (Ver figura 83). (Figura 82). (ver Figura 84). aprenda a não utilizar sua coluna para suspender o peso. ¡ADVERTENCIA! Nunca apoio o mangote sobre os ombros.13 17.MANUAL DE SEGURANÇA 17.fm . (Ver figura 84). mantenha-se fora do trajeto de distribuição do mastro 17.11 OK 1donthug. NAO! Figura 82 Não agarre o mangote durante a distribuição de concreto. 17. podendo tropeçar. 17. no local da dobra haverá um acúmulo de pressão.12 ¡ADVERTENCIA! O oeprador nunca deverá posicionar-se entre o mangote de distribuição do mastro e a parede. o mesmo deverá deverá ser sustentado pela lança.eps ¡ADVERTENCIA! O operario não devera caminhar de costas ver(Figura 83). ¡ADVERTENCIA! Não dobre o mangote final. deverá apenas segura-la com as duas mãos afim de permitir que a mesma se movimente livremente. fazeendo com que o mesmo se desdobre com violência. 1dontback.15 PÁGINA 68 SEGURANÇA.

Ud. evite passar embaixo do mastro.fm PÁGINA 69 . sem equipamento de proteção individual. ¡ADVERTENCIA! Durante o bombeamento. 1pinchpoint. La tubería se desgasta con cada carrera de la bomba.16 ¡ADVERTENCIA! ¡Perigo de esmagamento. nunca o apoie sobre seu ombro 17. 17. va a querer estar al costado de ella..eps Figura 84 Nunca dobre o mangote.. Si la bomba revienta.BP 401 MANUAL DE SEGURANÇA 1hosekink2. a fim de evitar que algun componente da tubulação de transporte ao se desprender do equipamento venha causar um acidente. nunca coloque as mãos ou qualquer parte do corpo embaixo do mangote final.eps NAO! Nao permita que a mangueira dobre Este operario pode se machucar se a bomba desdobrar a mangueira pela forca kink2.18 17.19 SEGURANÇA. ¡ADVERTENCIA! Nunca se pare. se siente o se monte a horcajadas sobre una tubería que está en uso. no sobre ella.eps NAO! Figura 85 Tenha cuidado com pontos de esmagamento 17.17 ¡ADVERTENCIA! Não permita que o mangote baixe menos de 500mm. o cuando esté presurizada (Figura 86). para evitar que o mangote golpeie os pés do operador.

deverá combinar os sinais com o operador da bomba (ver figura 86) 17. ¡ADVERTENCIA! Antes de começar a bombear o operador que sera ersponssavel pela distribuição de concreto. MASTRO PARA CIMA 2. MASTRO A ESQUERDA 4. MASTRO A DIREITA 5. 11.20 BP 401 ¡ADVERTENCIA! Para evitar confusões de sinais. ABRIR OU EXTENDER O MASTRO 6. PARE O MASTRO CO NCRET E 1. UM POUCO 12. COMECE A BOMBEAR AUMENTE O RITIMO 9.fm .eps PARE DIMINUA O BOMBEAMENTO DE BOMBEAR Figura 86 Sinais manuais recomendados pela ACPA(Asociación Americana de Bombeo de Concreto) PÁGINA 70 SEGURANÇA. ADICIONE AGUA (4 GALAO) 13. MASTRO PARA BAIXO 3. é bom que somente uma perssoa sinalize ao operador. FECHE OU RETRAIA O MASTRO 8. 10.21 ERICAN AM CIA TI O N PU S M PIN G A SO 7. SERVICO COMPLETO LIMPAR 1acpahndsig1.MANUAL DE SEGURANÇA 17.

.

..................................Visão Geral da Máquina Tabela de Conteúdos 1 Descrição da Máquina..4-2 2 Visão Geral da Máquina .......0... .........................................4-15 pg 4-1 Seção 4 ...BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 4......Visão Geral da Máquina 2......1 .....................................................................

o motor auxiliar está ligado e seu volante transmite rotação que por sua vez giram as bombas hidráulicas. etc..O efeito de rede deste recurso é fazer com que a bomba use menos óleo por revolução. Nós usamos este tipo de bomba. são acopladas a um motor auxiliar. o que significa que à medida que a pressão aumenta. nos enviamos os sinais para a bomba através do limitador de ciclos hidráulico. 1 Descrição da Máquina 1. A bomba hidráulica do circuito da bomba de concreto é de placa inclinavel e pistão de deslocamento variável. A bomba de concreto montada sobre caminhão da Schwing (BPL) é montada em um chassi próprio que pode ser acoplado em chassis de caminhões de diversos fabricantes.1 Acionamento da Bomba Hidráulica 1. de forma que o motor do caminhão não pare de funcionar sob condições mais pesadas de bombeamento.0.T2 : dreno (tanque) M : tomada de pressªo S : suc ªo G : pressªo de prØ opera ªo Y : piloto do variador (controlador de ciclos) Figura 1 Bomba hidraulica principal e suas conexões externas pg 4-2 Seção 4 . Ela é controlada por potencia.Nas unidades de bombeamento da Schwing.elétrico. O acionamento do motor auxiliar é feito através de uma chave de partida localizada no painél principal . Quando você está operando a unidade. Visão Geral da Máquina Recomenda-se que você leia esta seção do manual enquanto você estiver frente a frente com a bomba de concreto. A bomba também aceita sinais externos para controle do rendimento e vazão. como é solicitado pelo operador da bomba (Veja a Figura 1).1 .MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 4. agitador.Visão Geral da Máquina 2. Todas as bombas hidráulicas para o acionamento da bomba de concreto. de forma que você possa identificar os componentes que são discutidos nesta seção. e a potência de consumo permanece constante. A bomba é acionada hidraulicamente.2 Bomba Hidráulica da Bomba de Concreto Rota ªo sentido horario Y S DR/D LR T1. o fluxo diminui.

a Válvula rock. empurrado para a tremonha.0. que direciona o fluxo de concreto da tremonha para a tubulação de transporte. quando o cilindro hidráulico atinge o final de seu curso. A válvula rock é direcionada em ciclo. então começa a sugar mais concreto da tremonha.3 Circuito da Bomba de Concreto MANUAL DE OPERAÇÃO (Veja a Figura 2) A Bomba de Concreto Schwing é um equipamento de cilindro duplo completamente hidráulico de design recíproco. é objeto de vários parágrafos deste manual. o concreto pode ser sugado da tubulação e então. tipo de válvula de concreto.-eps Caixa d’ água Cilindros de Transporte Válvula Rock Figura 2 Bateria de Bombeio O método de se fazer com que os cilindros hidráulicos mudem de direção no tempo certo. Este óleo compartilhado é chamado de óleo de inversão e é ele que mantém os dois cilindros em perfeita sincronização. Se você solicitar sua unidade com comportas. a válvula rock troca sua posição para o cilindro de transporte oposto (Mostrado na Figura 2). nas páginas que seguem. Os dois cilindros hidráulicos diferenciais são conectados um ao outro hidraulicamente e dividem o óleo hidráulico em um lado de seus pistões. modelo mais antigo de válvula de concreto. (Veja a Figura 2 à direita) Durante a operação. 2 cilindros de transporte. mas a bateria de bombeio está disponível com “comportas”. Cilindros Diferenciais con. mudarão de direção.1 . pump gen. Alternando para o modo retorno. As bombas hidráulicas que suprem o óleo para a bomba de concreto são projetadas para se ajustarem à quantidade de óleo que elas fornecem para a bomba de concreto através do sensores de pressão interna e pelo ajuste da válvula externa (o limitador de ciclos ). e uma válvula. Ela consiste de dois cilindros hidráulicos (cilindros diferenciais). para frente e para trás por um terceiro cilindro hidráulico. Os cilindros hidráulicos então. uma caixa d’água que age como um membro estrutural para a montagem dos dois pares de cilindros e como um container para o fluxo de água.BP 401 1.Visão Geral da Máquina 2. outras infor- pg 4-3 Seção 4 . Aquele cilindro que acabou de empurrar o concreto para a tubulação. Este manual descreve primariamente a “válvula rock”.

o concreto que é despejado na tremonha é imediantamente empurrado para a tubulação de transporte como um ciclo normal. os cilindros diferenciais e a válvula rock.0. Normalmente quando o bombeamento está sendo feito na vertical. A placa óculos. Um circuito duplo significa que há um circuito hidráulico para mover os cilindros diferenciais. (ver fig. Com o acionamento de circuito-simples. Por exemplo. com o sistema de circuito-simples. O concreto não é. Uma descrição completa da sequência de acionamento de circuito-duplo é encontrada neste capitulo. Assim que a válvula rock se mover. a válvula rock não seria acionada porque não haveria pressão suficiente disponível. Isto pode reduzir a pressão da tubulação para zero. se você seguir algumas regras básicas quando você estiver trabalhando com acumuladores de pressão. O acionamento de circuito-duplo só tem uma desvantagem. do ciclo. quando você desliga a bomba. uma das seguintes ações acontecem: • • Se a válvula rock já foi acionada. ele irá esperar. a guarnição de saída e o cilindro de movimentação da válvula rock. isto demandaria um pouco mais de pressão para se acionar a válvula rock. no entanto.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 1. uma coluna de concreto com pressão sobra a mesma. Em um sistema de circuito-duplo. Tão logo a válvula de controle direcional S3 mudar de direção. simplesmente se move. É seguro (embora não recomendado) abrir uma linha hidráulica com o motor funcio-nando e a bomba de concreto na posição desligada. se machuque. Este recurso não funciona com o acionamento de circuito-duplo. O próximo ciclo não poderia ser iniciado.4 Acionamento de Circuito Duplo mações estarão disponíveis. o concreto é acelarado pela unidade e volta ao seu fluxo normal. As unidades agora estão sendo equipadas com baterias de bombeio. se você estivesse bombeando uma mistura meio dura e se a pressão estivesse alta. a pressão pode ser armazenada por um acumulador. Assim que os cilindros diferenciais mudarem de sentido. Se não. a válvula rock é acionada. bombeado em reverso porque assim que a pressão na tubulação cai para zero. Contate o departamento de serviços da Schwing pelo telefone (11) 4486-8524 para questões referentes a comportas “A figura 3 mostra os mais importantes componentes do sistema de controle hidráulico. a válvula rock tem que tentar deslocar. Em alguns casos. na verdade. que incluem acionamento de circuito-duplo como manda a norma. Este sistema adicionou o benefício de reduzir o desgaste no anel de corte.simples) as principais bombas hidráulicas moviam ambos. Sempre que o motor estiver funcionando. e um circuito separado para acionar a válvula rock. Se o cilindro da válvula rock tiver pressão suficiente disponível. a válvula rock cruza .Visão Geral da Máquina 2. Assim que a pressão dentro da tubulação é aliviada. ele fará isso.3) pg 4-4 Seção 4 . os cilindros diferenciais não tem que esperar pela válvula rock antes que eles mudem de direção e comecem o próximo ciclo. o concreto começa a voltar da tubulação e é empurrado de volta a tremonha. Ela não trava ou breca. há mais pressão no sistema. Há algumas vantagens em se ter um circuito hidráulico para se acionar a válvula rock. Se a válvula rock não tiver sido acionada ainda.1 . você pode no mínimo ficar encharcado e talvez . até que a válvula rock tivesse completado o seu caminho. Não há perigo. Se você remover uma linha. o óleo também é direcionado para a válvula que muda a direção dos cilindros diferenciais. No passado (em unidades de circuito. fornecendo a válvula rock o óleo necessário para que esta mude de sentido.

o acumulador explodirá. Se você não sabe.1 . ou um balão rompido. As instruções completas de recarga são encontradas na seção 6 deste manual. poderá baixar o ponto de fulgor do óleo à temperatura ambiente. Nunca improvise ferramentas ou equipamentos para recarregar o acumulador. remova a chave e coloque-a no seu bolso. sobre o cilindro da válvula rock. 5. Há casos relatados de pessoas que morreram tentando carregar os acumuladores desta forma. sobre o anel de corte. ou qualquer outro componente com o motor funcionando. Se houver um vazamento de gás no acumulador. Nunca assuma quaisquer hipóteses em relação a acumuladores ou circuitos que estes acionam.5 Normas de Segurança do Acumulador 1. 6. Nunca dê por certo de que o acumulador está sem pressão. Verifique o manômetro antes de remover quaisquer linhas. devolva-o a Schwing ou ao fabricante para consertá-los urgentemente.eps Figura 3 (cuidados com o acumulador) pg 4-5 Seção 4 . ADVERTENCIA EXPLOSAO CAUSADA POR CARREGAMENTO IMPROPRIO DO ACUMULADOR PODE LEVAR À MORTE OU SERIOS DANOS! * Siga exatamente as instrucoes de carregamento! * Use SOMENTE nitrogenio seco no acumulador! explwarn. ou um vazamento de óleo. 4.Visão Geral da Máquina 2. Se o óleo entrar em ponto de fulgor. válvulas. 2.0. ou acoplamentos. Se estiver em dúvida. Nunca trabalhe com acumulador. Não tente você mesmo consertar o acumulador 7. Os acumuladores são carregados com nitrogênio não líquido. Verifique se a pressão está zero e periodicamente cheque se o manômetro está em boas condições de trabalho. As ferramentas corretas são mostradas na seção 6 deste manual. E aí verifique se a pressão está zero no manômetro do acumulador antes de abrí-lo ou trabalhar em qualquer destes itens. investigue e descubra. Nunca carregue um acumulador com oxigênio ou ar comprimido. ou não tem certeza. ligue para o Departamento de Serviços e Manutenção da Schwing (11) 4486-8524 para solicitar ajuda. O oxigênio sob pressão entrará em contato com algumas moléculas de óleo hidráulico e sob pressão. 3. Recarregue o acumulador (adicionando gás) somente depois que você tiver lido e entendido todas as instruções.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 1. Depois de desligar o motor.

1PF2G2 . 13. Reservatório de óleo hidráulico (tanque) Bomba hidr.0 ZS2 ZS1 XB B XA A M A G 4 T1 T2 Y X3 3 T +5 20 bar 1. 12. 10.1 m m Y G T B A B Agitator 55 bar P T 10 1. 7. 8.0 ZK2 T SP ZK1 1. 17. manifold de parada de emergência Comando agitador/ bombeio e reversão Figura 4 Componentes Principais do sistema de controle hidráulico da bomba do circuito-duplo de alto fluxo pg 4-6 Seção 4 . 3. Bomba hidr.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 A figura abaixo identifica os principais componentes do circuito hidraulico do BP 401 HDR-0618 5mm 5 5 5mm ACCUMULATOR 1200 psi 83 bar 13 17 0---2 5 bar 14 P 3. Registro Esférico (Válvula de bloqueio) Filtro do óleo hidráulico com bypass Acumulador Manômetro do acumulador Válvula manual de descarga do acumulador Válvula de alívio do acumulador Válvula de fluxo principal Alívio redundante.2 T1 T2 MP P1 P2 11 0.0.8 S3 6 A3 B3 1 1.agitador e acessorios Bomba hidr.bateria de bombeio Cilindro p/ acionamento da Válvula rock Válvula de controle direcional S3 Válvula de controle direcional S2 Válvula de controle direcional S1 (A & B) Cilindro hidraulico diferencial (A & B) Valvulas reversoras (MPS) 11.7 mm XP PP 1. A10VSO . 6. 15. 4. 19. 18. 16.Visão Geral da Máquina A 9 G 15 220 bar T 16 Emergency stop valve 18 T 19 200 bar P A P(B) 10 bar A B Concrete Pump Forward/Off/Reverse 2 L1 2. A11VO60 . 14.4 300 bar M1 1.1 X3 Q max Q min X2 X1 80 bar 200 bar A10VSO 18cc S A11 LRDH1 MX 1.1 .acumulador twin circ. 9. 2.3 mm S2 7 XA A1 12 0. 5.3 mm XB B1 B A S1 8 XR PR 0.7 mm 1.

• Asim que você acionar a caixa de distribuição no modo de bombeamento. • A válvula de controle direcional S1 (4). Sistema de Controle Hidráulico da Bomba de Concreto Hidráulico Acionamento de Circuito Duplo FASE A • Por favor. • Mostrada na posição de início da fase A. O cilindro se retrai.MANUAL DE OPERAÇÃO 1. • O óleo que é forçado para fora do lado do pistão do cilindro diferencial direito (8A). ou seja. que controla as bombas da unidade no modo avanço. A haste do cilindro se estende. a bomba do acumulador hidráulico (20) começa a bombear óleo pressurizado (vermelho) para carregar os acumuladores (14) . a bomba reduz o seu fluxo até que haja óleo o suficiente para manter a pressão do regulador. consulte as páginas 4-28. • Óleo presurizado (vermelho) flui da principal bomba hidráulica (2) através da posição paralela da válvula S2 (7) para o lado da haste do cilindro diferencial direito (8A).0. O cilindro de transporte direito se preenche com concreto (isto é chamado de ciclo de sucção). Para informações sobre configurações do LADO DA HASTE e LADO DO PISTÃO. neutro ou retorno. que se move até a posição paralela.Visão Geral da Máquina 2. • Um sinal piloto (óleo pressurizado) é conduzido do circuito do acumulador para o final de curso da válvula de controle direcional S2 (7). • A haste do cilindro de troca da rock (5) se estende.1 . o que cria um vácuo no cilindro de transpoerte. note que o lado esquerdo e o lado direito referem-se à orientação que você teria se você permanecesse perto da válvula rock. como o óleo que está no reservatório. para dentro da tubulação (isto é chamado de ciclo de pressão). se ainda não estiver (5). • O óleo do lado da haste do cilindro diferencial esquerdo (8B) é conduzido de volta ao tanque através do filtro de retorno (12). flui através de mangueiras para o lado do pistão do cilindro diferencial esquerdo (item 8B). que está em posição paralela. BP 401 O seguinte esquema simplificado de A até D mostra as funções de acionamento da bomba de concreto configurada no LADO DA HASTE. empurrando o concreto para fora do cilindro de transporte.9 Diagramas de Funcionamento. é colocada na posição de avanço. sem pressão. olhando em direção à cabine do caminhão. Quando a pressão do acumulador atingir os ajustes do regulador na bomba hidráulica do acumulador (13). O agitador. • O óleo de troca força a extensão do cilindro diferencial esquerdo (8B). está em repouso. pg 4-8 Seção 4 . O óleo despressurizado é mostrado em verde. através da válvula rock. para a porta do lado extendido do cilindro de troca da rock (5). a bomba e os circuitos de controle S1 não são mostrados. • O óleo pressurizado (vermelho) do circuito do acumulador flui através da válvula de controle direcional S3 (6). Este óleo é chamado de óleo de troca (laranja). • O óleo mostrado na cor azul.

0.1 . ou oleo em re 6 S3 14 para a valvula de distribuicao do e-stop 9A 17 15 16 9B 23 10A 10B 18 11 S2 7 S1 4 26 3 25 24 8A 27 8B 10D 10C 2 12 20 1 hiflo A.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 5 Fase LEGENDA A Hi-Flo Alta pressao leo de Inversªo Baixa pressao Pressao zero (Tanque.eps pg 4-9 Seção 4 .Visão Geral da Máquina 2.

0.Visão Geral da Máquina 2.eps pg 4-10 Seção 4 .1 . ou oleo em repo 6 S3 14 para a valvula de distribuicao do e-stop 9A 17 15 16 9B 23 10A 10B 18 11 S2 7 S1 4 26 3 25 24 8A 27 8B 10D 10C 2 12 20 1 hiflo B.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 5 Fase LEGENDA B Hi-Flo Alta pressao leo de Inversªo Baixa pressao Pressao zero (Tanque.

• O sinal de pressão alcança o fim de curso da válvula S3 (6) empurrando a válvula para a posição transversal. a bomba hidráulica do acumulador (20).BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO FASE B • Por favor. olhando em direção à cabine do caminhão. • Ilustrado na posição inicial no esquema da fase B.1 . • O óleo no fim de curso direito da válvula S3 (6) flui de volta para o tanque (1).0. note que o lado esquerdo e o lado direito referem-se à orientação que você teria se você permanecesse perto da válvula rock. então o óleo deve ser removido agora. • O cilindro diferencial direito (8A) atinge o fim de curso inferior. através da válvula de desvio 10C. O cilindro começa a se retrair. que se conecta ao óleo pressurizado (vermelho). ele expõe uma porta para o fim de curso da válvula reversora (9A). • O óleo do lado extendido do do cilindro de troca da válvula rock (5) é conduzido de volta ao tanque (1). pg 4-11 Seção 4 . • Na posição transversal a válvula S3 (6). Se houver excesso de óleo de troca no orifício do cilindro. Quando ela fica abaixo do ponto de ajuste do regulador da bomba hidráulica do acumulador. Assim que o pistão atinge a bucha de guia. Assim que o cilindro de troca da válvula rock (5) se retrai. O sinal piloto (óleo pressurizado) é conduzido do circuito do acumulador para o fim de curso esquerdo da válvula de controle direcional S2 (7). O fim de curso esquerdo da válvula reversora (9A) é conectado ao óleo despressurizado (verde). • O cilindro diferencial esquerdo (8B) alcança o fim de curso superior. conduz óleo dos acumuladores para a porta retraída do cilindro de troca da válvula rock (5). então a válvula reversora desliza para a posição paralela. A válvula S2 desliza para a posição transversal .Visão Geral da Máquina 2. fazendo com que o cilindro diferencial direito (8A) não possa se retrair para o fim de curso inferior. põe mais óleo para recarregar o circuito do acumulador. enviando óleo pressurizado em direção ao fim de curso da válvula S3 (6). a pressão no circuito do acumulador cai. • Ilustrado na posição inicial no esquema da fase B.

1 . O óleo agora é conduzido da bomba hidráulica principal (2) para o lado da haste do cilindro diferencial esquerdo (8B). • Assim que o cilindro diferencial esquerdo se retrai (8B). Ilustrado na posição inicial no esquema da fase C. olhando em direção à cabine do caminhão. • O óleo do lado do pistão do cilindro diferencial esquerdo (8B) flui através das mangueiras para o lado do pistão do cilindro diferencial direito (8A). Óleo pressurizado (vermelho) continua a fluir para o circuito do acumulador até que os acumuladores (14) fiquem completamente até alcançar a pressão pre-ajustada no regulador da bomba do acumulador.0. pg 4-12 Seção 4 . A válvula se fecha pela pressão aplicada e pela força da mola de retorno. note que o lado esquerdo e o lado direito referem-se à orientação que você teria se você permanecesse perto da válvula rock. • Assim que o cilindro diferencial esquerdo (8A) se move. através do filtro de retorno (12) e de volta para o tanque (1). (Ciclo de sucção).Visão Geral da Máquina 2. • A válvula S2 (7) terminou de deslizar. ele cria um vácuo no cilindro de transporte e o concreto começa a entrar para preencher o espaço vazio. o óleo de troca (dourado) alcança o fim de curso esquerdo da válvula reversora (9A). forçando-o a se estender. No cilindro de transporte. o concreto do estágio A é forçado para a tubulação de transporte (Ciclo de pressão). • O óleo do lado da haste do cilindro diferencial direito (8A) é conduzido através da válvula S2 (7).MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 FASE C • Por favor. A bomba do acumulador reduz o seu fluxo até que haja óleo o suficiente para manter o ajuste do regulador. • O cilindro de troca da válvula rock (5) atinge o fim de curso inferior. Esta ação remove o sinal piloto para o lado esquerdo da válvula de controle direcional S3 (6).

0.1 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 5 Fase LEGENDA C Hi-Flo Alta pressao leo de Inversªo Baixa pressao Pressao zero (Tanque.eps pg 4-13 Seção 4 . ou oleo em re 6 S3 14 para a valvula de distribuicao do e-stop 9A 17 15 16 9B 23 10A 10B 18 11 S2 7 S1 4 26 3 25 24 8A 27 8B 10D 10C 2 12 20 1 hiflo C.Visão Geral da Máquina 2.

Visão Geral da Máquina 2.eps pg 4-14 Seção 4 .0.1 . ou oleo em repo 6 S3 14 para a valvula de distribuicao do e-stop 9A 17 15 16 9B 23 10A 10B 18 11 S2 7 S1 4 26 3 25 24 8A 27 8B 10D 10C 2 12 20 1 hiflo D.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 5 Fase LEGENDA D Hi-Flo Alta pressªo leo de Inversªo Baixa pressªo Pressªo zero (Tanque.

o óleo de troca será agora adicionado através da válvula de desvio 10D. Item 1 Caixas de ferramentas: Use estes compartimentos para armazenar os acessórios fornecidos. um sinal piloto de alta pressão é enviado para o fim de curso direito da válvula de controle direcional S2. Quando o ciclo tiver sido completado. • Se não houver óleo de troca o suficiente para estender completamente o cilindro 8A. • Óleo pressurizado (vermelho) é conduzido do circuito do acumulador através da valvula S3 (6) para a porta estendida do cilindro de troca da válvula rock (5). de forma que a válvula se desliza para a posição paralela. Assim que o cilindro de troca da rock se estende (5). pg 4-15 Seção 4 . • O cilindro de troca da válvula rock (5) se estende. O cilindro diferencial direito (8A) se aproxima para o fim de curso superior. olhando em direção à cabine do caminhão. enviando o óleo do lado estendido de volta para o tanque (1) através da válvula S3 (6).Visão Geral da Máquina 2. exceto o controle remoto. A máquina fez um ciclo completo. • A válvula S3 (6) se move para a posição paralela em resposta ao sinal piloto. o óleo é conduzido da bomba principal (2) para a haste lateral do cilindro diferencial direito (8A). • Quando o cilindro diferencial esquerdo está na posição de fim de curso superior. a bomba hidráulica do acumulador aumenta o seu fluxo para carregar o circuito do acumulador (14). Isto nos traz devolta para a fase A. Quando ela cai abaixo do ponto de ajuste do regulador da bomba hidráulica do acumulador. • O cilindro diferencial esquerdo (8B) se retrai para o fim de curso inferior. (Veja Figura 8). que consiste de dois ciclos de sucção e dois ciclos de pressão. note que o lado esquerdo e o lado direito referem-se à orientação que você teria se você permanecesse perto da válvula rock. • Ilustrado na posição inicial no esquema da fase D.1 . o qual nós recomendamos que você guarde na cabine do caminhão. O óleo no fim de curso esquerdo da válvula S3 (6) é liberado para o tanque. Ela desliza para a posição paralela. A válvula reversora move o sinal piloto para o fim de curso direito da válvula S3 (6). O fim de curso esquerdo da válvula reversora é conectado ao óleo despressurizado. a pressão é aplicada no fim de curso direito da válvula reversora 9B. a pressão no circuito do acumulador cai. • Ao mesmo tempo que o cilindro de troca da válvula rock se estende.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO FASE D • Por favor.0.

Visão Geral da Máquina 2. (Veja Figura 6) 11 Indicador de combustivel.0. marcador de horas trabalhadas pelo motor auxiliar 12 Tacometro. energiza o painel de controle e se o painel esta aciona o motor auxiliar energizado Tomada para plugar comando remoto 6 5 4 Comutador p/ bombeio Botao de parada de emergencia da bateria de bombeio Sinaleiro p/ indicar filtro de oleo sujo (SISTEMA HIDR. indica a rotacao do motor (RPM) indica a quantidade de combustivel armazenada no tanque do motor aux.) 000000 7 Sinaleiro p/ indicar se o alternador esta carregando a bateria eletrica do motor auxiliar 15 10 5 0 20 0 N COMB. ERE NA ZON A OP U/minx100 25 35 ˆO RMELHA VE 30 VDO Sinaleiro p/ indicar a pressao do oleo no motor auxiliar 9 VD VM1 VM2 VM3 VM4 - + Sinaleiro p/ indicar Chave de partida. HORAS 1/4 2/4 3/4 4/4 8 Sinaleiro p/ indicar a temperatura da agua (motor aux. 13 Horimetro. supervisiona e gerencia determinadas funções do equipamento eletricamente.) 1 10 2 Opcional Comutador p/ aceleracao do motor auxiliar 3 FIGURA N” 6 pg 4-17 Seção 4 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 1 Painel de Elétrico Painel principal.1 .

Visão Geral da Máquina 2.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 Simbologia do painel elétrico: - + ACELERACAO ELETRICA (OPCIONAL) BOMBEIO HABILITA COMANDO REMOTO PAINEL DE CONTROLE LIGADO CARGA NO ALTERNADOR TEMPERATURA DA AGUA DO MOTOR AUXILIAR PRESSAO DE OLEO FILTRO DE OLEO HIDRAULICO SUJO pg 4-18 Seção 4 .1 .0.

permite a aceleração do motor auxiliar através do painel de controle e do controle remoto.Visão Geral da Máquina 2. caso permaneça acesso.Comutador de aceleração elétrica (ver figura 6).Sinaleiro vermelho 3 (ver figura 6). ou seja a bateria não está sendo carregada. ao acionar o motor auxiliar o sinaleiro VM 1 se apaga.Sinaleiro vermelho 1 (ver figura 6). ao acionar o motor auxiliar o sinaleiro VM 4 deve se apagar. indica que o óleo do motor não possui pressão suficiente para funcionar normalmente. se o sinalerio VM 2 acender indica que o motor auxiliar está sofrendo um superaquecimento. local onde é plugado o cabo do controle remoto.Sinaleiro verde (ver figura 6). 10 . 2 .1 . 8 . indica que o filtro de óleo (localizado no reservatório de óleo do equipamento) está sujo. 3 . responsável pelo movimentação dos circuitos hidráulicos.Tomada para controle remoto (ver figura 6).Chave de partida (ver figura 6). caso permanaça acesso.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Componentes do Painel elétrico: 1.Comutador para bombeio (ver figura 6) é designado para a função de bombeio tem as seguintes opções: (ver figura 7).0. energiza o painel e aciona o motor auxiliar. pg 4-19 Seção 4 . indica que o painel está energizado 7 . 9 . caso o mesmo permaneça acesso indica que o alternador está com alguma anormalidade. indicando que o alternador está carregando a bateria elétrica. ou seja contém partículas sólidas (impurezas) as quais obstruem a passagem do óleo hidráulico. porém o motor auxiliar que aciona a bateria de bombeio continua em funcionamento normal. Observação: O motor auxiliar não dispõe de nenhum dispositivo elétrico de parada podendo ser desligado somente através do acelerador manual (ver figura 6). 5 . BOMBEIO MANUAL CENTRO NEUTRO HABILITA COMANDO REMOTO FIGURA 7 4 .Sinaleiro vermelho 4 (ver figura 6).Sinaleiro vermelho 2 (ver figura 6). 6 . ao acionar o motor auxiliar o sinaleiro VM 3 deve se apagar.Botão de Stop (ver figura 6) desenergiza o solenóide da válvula de segurança paralizando somente o funcionamento da bateria de bombeio.

Visão Geral da Máquina .MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 1 Painel de Controle Reune o painel elétrico e os demais componentes de controle do equipamento. (Veja Figura 8) Painel de controle 4 Conector femea FIGURA 8 Conector macho 2 Alavanca do agitador 1 Alavanca de bombeio Bombeio (para cima) Reversao (para baixo) Anti-horario (para cima) 6 Manometro 5 Chicote eletrico iclo N∫ c nta orario) e Aum nti-h (A Horario (para baixo) ∫ cic ui N ) iminhorario D ( lo Acelera (horario) 7 Valvula reguladora de ciclos pg 4-20 Desacelera (anti horario) 3 Botao do acelerador manual (motor auxiliar) 2.0.1 Seção 4 .

Posição central: neutro. isso indica que a válvula rock está em perfeito funcionamento. 5 . sendo que o valor de pressão ideal para trabalho da válvula rock é de 200 Bar (no caso desse equipamento: BPL 401 HDR-18). Quando o ponto de pico da pressão está abaixo do valor de 200 Bar.sentido anti-horário (para cima): aciona o eixo agitador no sentido de rotação anti-horário.Conector femea (ver figura 8). Esse manômetro tem a função de supervisionar o funcionamento da válvula rock.Alavanva de bombeio e retorno (ver figura 8).(Kgf/ cm2).Manômetro (ver figura 8). mantendo o ponto máximo de pico com 200 Bar. o qual provoca obstrução na passagem do concreto. Posição de acionamento do motor hidráulico . indica uma possível queda de carga no acumulador de pressão ou queda de vazão da bomba hidráulica A11VO.Chicote elétrico (ver figura 8). Tem a finalidade de regular a velocidade de bombeamento do concreto independente da rotação do motor auxiliar.É a realização do conjunto de movimentos sincronizados descritos pela bateria de bombeio e a válvula rock em um mesmo intervalo de tempo. Ciclo . Quando o botao gira sentido horario : o motor auxiliar é acelerado através do tracionamento do cabo de acionamneto.Bar . conjunto de fios que tem a finalidade de distribuir as funções do painél elétrico a todos componentes elétricos do equipamento.1 . O conjunto de movimentos de um ciclo é definido por uma inversão da válvula de concreto juntamente com o avanço completo de um dos cilindros diferenciais e o retorno completo do outro cilindro pg 4-21 Seção 4 .sentido horário (para baixo): aciona o eixo agitador no sentido de rotação horário. Posição de acionamento do motor hidráulico . (o mais usual é referir-se a minutos). local onde é plugado o conector macho do chicote elétrico.Acelerador Manual (ver figura 8). 3 . 7 .Visão Geral da Máquina 2. Posição de reversão (para baixo): faz com que retorne o concreto que está na linha de distribuição. Quando o botao gira sentido anti horario : o motor auxiliar é desacelerado através do retorno do cabo de acionamento. 4 .0. Esse manômetro indica a pressão no circuito hidráulico da válvula rock sua escala de leitura está na unidade . função geralmente usada quando há um entupimento na linha.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Componentes do Painel de Controle: 1 .Alavanca do agitador (ver figura 8). 2 . Posição de bombeio (para cima): envia concreto para a linha de distribuição. Posição central: neutro.Válvula Reguladora de Ciclos (ver figura 8). O manômetro oscila a cada inversão da válvula de concreto. 6 .

MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 diferencial simultaneamente.1 .se então que a válvula reguladora de ciclos. pg 4-22 Seção 4 .0. Defini . Daí vem a origem da expressão “Batidas por minuto”.Visão Geral da Máquina 2. ajusta o número de ciclos por minuto.

da Rock 4.Cilindro diferencial 6.Valvula de seguranca 1.Tampa de acoplagem Rock 17.cil.Bloco MPS 8.Valvula de bloqueio do bloco NG-20 11. (Veja Figura 9) 12.Placa oculos 18.Valvula de bloqueio do bloco NG-20 de pressao 20bar T 2P P M 7.Tubo de transporte 14.Placa de revestimento ring de vedacao 24.Valvula limitadora 80bar 10.Anel de corte 16.Valvula de bloqueio do agitador 5.1 .Conexao para checkup 9.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 2 Bateria de bombeio/ Valvula de concreto Abaixo está identificado os principais componentes da bateria de bombeio e da valvula Rock.Acumulador de pressao 2.Guarnicao de borracha 26.Valvula Rock DETALHAMENTO DA VALVULA DE CONCRETO 15.Anel de pressao 22.Tubo de saida 29.Tampa de escoamento FIGURA 9 25.Grampo de trava da tampa p/ esgotamento caixa d Ægua 13.Carcaca da Rock 21.Bloco de comando NG20 3X 2T 1P P M 1P T R X 2P P R P M A X A 1A 1T 3P 1P 1B 3A P X 1A 3.Rock DN-165/ 135 20.Caixa de agua X B 3X B 2A 3B 2B 1B 1B X X 2T 3T R X 2P M P P R A X 1P X 1A 1T 3P 1B 3A P X X 1A 2A B X 3T 3B 2B 1B 1B X X 23 .0. p/ acion.Tampa traseira da valvula Rock 19.Flange de vedacao 28.Visão Geral da Máquina 2.Tubo de desgaste pg 4-23 Seção 4 .calco 27. hidr.

acoplado entre a caixa d´água e a válvula de concreto. (Ver figura 10) Tubo de transporte Cilindro diferencial Mancheta o cret con dor o do ita issa do ag Adm indo v ado ltern a ineo l) retil erencia ento dif ovim ilindro M (c Mo a ular end k) p ento ( Roc vim ltern ado o cret con ado o do be Flux do bom sen FIGURA 10 3. pg 4-24 Seção 4 . A caixa d´água é o local onde são feitas as substituições das manchetas desgastadas. (ver na seção 6 manutenção) Observação: Você deve ter muito cuidado ao manusear a caixa d’água.Tubo de transporte: tubo de pasagem do concreto a ser bombeado. A combinação do movimento da Rock com o movimento retilíneo linear alternado dos cilindros diferenciais geram o fluxo do concreto. serve como guia para a mancheta succionar e empurrar o concreto. mantendo-as resfriadas. controlando assim a admissão e liberação do concreto a ser bombeado.Visão Geral da Máquina 2.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 1. Em hipótese alguma.Caixa d´água: Este componente na verdade é parte da bateria de bombeio.Válvula Rock “Valvula de concreto”. tem a função de gerenciar o fluxo do concreto.1 . (Veja Figura 11) A água na caixa limpa as hastes dos cilindros diferenciais e as manchetas de borracha. através do seu principal componente a peça “Rock” (ver ítem 19 da figura 9) a qual possui uma geometria que possibilita a mesma realizar um movimento pendular alternado. (Ver figura 10) 2 .0. principalmente das versões originais anteriormente produzidas. Veja as advertências no manual de segurança em relação à caixa d’água. pois não foram equipadas com a grade protetora por baixo da tampa. você deve remover a tampa quando a bomba estiver operando ou pronta para operar.

ess is req sed. versão original (acima) versão atual. acc ers clo Keep cov WARNING of 2.eps MANUAL DE OPERAÇÃO Figura 11 Seção 4 .pg 4-25 BP 401 brace/removecover. /motor if Stop engine uired.1 .0.Visão Geral da Máquina WARNING Waterbox. /motor if Stop engine uired.eps ds out of Keep han waterbox. ess is req sed. com parafuso e grade (abaixo) ds out Keep han waterbox. acc ers clo Keep cov Caixa d’água.

(expelindo o concreto para a tubulação de saída) .Mantem a regularidade do ciclo.ver figura 10. S2 e S3.Bloco de comando NG-20 .1 .Cilindro diferencial: É um cilindro hidraulico em cuja extremidade da haste é acoplado a mancheta. (ver figura 13) 1 Figura 12 FIGURA 13 pg 4-26 Seção 4 .(succionando o concreto do agitador) o outro está avançando .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 4 .gerencia a bomba de concreto (bateria de bombeio e válvula rock) através da pilotaegm das valvulas de comando S1.0.Visão Geral da Máquina 2. ou seja quando um dos cilindros está retornando . (ver figura 12) X3 T MP P1 T1 XP P2 PR PP B1 XB XR XA A1 A P 3 A3 1 XA A2 B S-1 Valvula de comando S1 Valvula de comando S2 Valvula de comando S3 T3 B3 S-2 S-3 1 XB X B B2 6 . garantindo a perfeita sincronização entre as inversões da Rock com o deslocamento dos cindros diferenciais. na bomba de concreto trabalham dois cilindros diferenciais em paralelo com movimento retilíneo alternado.Bloco MPS . 5 .

a fim de compensar uma possível perda de energia.Visão Geral da Máquina 2.Acumulador: (Ver figura 15) tem a função de acumular energia durante o período em que a Rock está em espera. a energia acumulada é descarregada no circuito que alimenta o cilindro de acionamento da Rock. garantindo assim uma velocidade constante durante o ciclo de inversão da Rock. no momento de sua inversão. Observação: A água deve ser trocada toda vez que o o perador finalizar um bombeamento.0. (confina a Ægua) Fecha Grampo (para cima) (para baixo) (esgota a Ægua ABRE tampa inferior (PU) FIGURA 14 8 .Grampo de trava para tampa de esgotamento da caixa d´água: Esse dispositivo serve para esgotar (eliminar toda água confinada no interior da caixa d´água) quando deseja-se trocar a água.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 7 .1 . Atencao: Ler o adesivo de seguran a Figura: 15 pg 4-27 Seção 4 .

Valvula de bloqueio do bloco NG-20 mainsoft. quando a pressão no circuito da bomba A11VO60 for superior a 300 bar a vazão excedente retorna para tanque.Conexão para checkup: (ver figura 17) em geral é utilizada para conectar o manômetro.1 .pré ajustada.80 bar . Valvula de bloqueio do bloco NG-20 é acionada manualmente.eps Valvula de alivio da inversao suave (soft switch) .80bar Figura 16 Valvula de alivio principal .eps L CONEXAO PARA CHECKUP ABERTA PRONTA PARA CONECTAR O MANOMETRO pg 4-28 Seção 4 . quando a pressão no circuito da bomba A10VSO for superior a 80 bar a vazão excedente retorna para tanque. pois essa pressão deve ser limitada em 300 bar pela válvula mostrada na figura 16. FIGURA 17 MANOMETRO CONEXAO PARA CHECKUP FECHADA FUNCIONANDO COMO TAMPAO cp gauge.0.300 bar .Valvula de bloqueio do bloco NG-20 e valvulas limitadoras de pressão de 80 bar e 300bar (ver figura 16). Valvula limitadora de pressão .pré ajustada.300bar 11 . quando deseja-se que a vazão da bomba principal retorne para tanque.Visão Geral da Máquina 2. nesse caso a conexão para checkup é utilizada para ler a pressão no circuito da bomba principal A11VO60. Valvula limitadora de pressaão .MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 9 e 10 .

o óleo que alimenta o circuito hidraulico de acionamento da bateria retorna para o reservatório hidraulico. desabilitando assim a bateria.1 .Valvula de bloqueio do agitador: Tem a função de bloquear a linha de pressão da bomba de engrenagens 1PFG2 para possibilitar o ajuste da valvula limitadora de pressão localizada no bloco duplo que aciona o agitador e bombeio/reversão.Valvula de segurança: (ver figura 20) Após acionada a bateria de bombeio a mesma pode ser habilitada ou desabilitada eletricamente através do comando remoto e do botão stop localizado no painel elétrico (ítem 1 da figura 6).Visão Geral da Máquina 2. Quando desenergizado o solenóide da valvula de segurança.0. quando acionada a valvula de bloqueio paralisa o funcionamento da bateria de bombeio. Figura 18 13 . Quando energizado o solenóide da valvula de segurança é habilitado o circuito hidraulico de acionamento da bateria de bombeio. paralisando os cilindros diferenciais e a valvula Rock. pg 4-29 Seção 4 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 12 . (ver figura 19) Bloco duplo Valvula de bloqueio Figura 19 Valvula limitadora de pressao p e de limit ) enta rario Aum nti-ho (A ress ao e de limit inui rio) Dim ( hora pres sao 14 . É também utilizada como valvula de segurança. quando deseja-se trocar as manchetas.Valvula de bloqueio do bloco NG-20: (ver fiura 18) Tem a função de bloquear a linha de pressão da bomba A11VO 60.

onde são fixados os cilindros de acionamento da Rock. interliga os tubos de transporte à valvula de concreto e tampa a extremidade dianteira da carcaça da Rock.1 .MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 Figura 20 15 . que possui uma entrada para canalizar o concreto vindo dos cilindros diferenciais. mancais de fixacao dos cilindros de acionamento da rock FIGURA 21 16 .0.Placa óculos: (ver figura 22) peça de desgaste que possui dois orifícios de entrada. tem a finalidade de apoiar a extremidade da “Rock”. para maiores esclarecimento ver o desenho de montagem (figura 9) FIGURA 22 pg 4-30 Seção 4 .Visão Geral da Máquina 2.Tampa de acoplagem da Rock: (ver figura 21) possui dois mancais.

Rock DN.0.1 . descreve um movimento pendular alternado em torno do eixo de acoionamento onde a mesma está engastada. para maiores esclarecimento ver o desenho de montagem (figura 9) FIGURA 23 18 . tem a finalidade de promover o contato entre a Rock e a placa óculos evitando que haja desgaste na “Rock”. É considerada o principal componente da valvula de concreto.Anel de corte: (ver figura 23) peça de desgaste que é um inserto metálico acoplado a extremidade da “Rock” (que possui uma entrada).Visão Geral da Máquina extremidade de saida do concreto 2. devido a sua geometria especial é possível manter o controle do direcionamento de entrada e saída do concreto a ser bombeado.Anél de pressão: (ver figura 24) anél que garante o aperto na fixação entre o an´le de corte e a Rock FIGURA 24 19 .165/ 135 (ver figura 25) Dotada de um revestimento especial com cordões de solda de alta resistência a abrasão. eixo de acionamento extremidade de entrada do concreto FIGURA 25 revestimento de solda para promover resistencia a abrasao pg 4-31 Seção 4 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 17 .

0.Placa de revestimento (ver figura 28).(ver figura 26) Tem a função de ajustar a folga necessária para montagem da rock no interior da carcaça.1 . FIGURA 26 21 .Guarnição de borracha (ver figura 27) tem a função de vedar a nata (cimento misturado com água) do concreto que está sendo bombeado para a linha de distribuição. FIGURA 28 pg 4-32 Seção 4 . FIGURA 27 22 .Calço . peça de desgaste que possui um orifício de saída é fixada sobre a tampa traseira.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 20 .Visão Geral da Máquina 2.

Cilindro hidraulico para acionamento da Rock: é um cilindro hidraulico de simples ação. quando é injetado óleo no gicleur de 5mm. o cilindro avança. fazendo com que o outro recue.1 .0. criando um compartimento para a Rock onde a mesma realiza o controle de entrada e saída do concreto.Tampa traseira da valvula Rock. FIGURA 29 24 . é fixada na carcaça.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 23 . (ver figura 30). por esse motivo que existem dois cilindros trabalhando em conjunto (interligados por umaalavanca de acionamento) para acionar a Rock. FIGURA 30 pg 4-33 Seção 4 .Visão Geral da Máquina 2.

após serem fixadas as tampas dianteiras e traseiras.0. FIGURA 31 26 .1 . Observação: o tubo conico é acoplado ao tubo de sa´da por intermedio de uma peça acessório (acoplamento).) 27 .Visão Geral da Máquina 2. para possibilitar a acoplagem do tubo cônico de redução de 5” para 3”que acopla tubos ou mangueiras de 3” utilizados na distribuição do concreto.Tubo de saída: (ver figura 32). é um tubo com diâmetro interno de 5” (125mm. realizando o controle do fluxo de concreto.) é fixado na tampa traseira da Rock.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 25 . aumentado assim a vida útil da tampa. FIGURA 33 pg 4-34 Seção 4 .Tubo de desgaste: (ver figura 31) peça de desgaste. Acoplamento FIGURA 32 Tubo de saida Tubo Conico Reduzido Diametro interno 5" (125mm. é um inserto metálico endurecido por intermédio de tratamento térmico que é fixado na tampa traseira a fim de evitar o contato do concreto diretamente com o orifício de saída da tampa.Carcaça da valvula Rock (ver figura 33). a carcaça dá origem a um compartimento onde a Rock se aloja.

revestimento de borracha FIGURA 35 pg 4-35 Seção 4 . é acoplada entre a carcaça e a tampa de escoamento para eliminar vazamentos da nata (água com cimento) do concreto depositado no interior da carcaça.1 .0.Tampa de escoamento (ver figura 34) é utilizada para esgotar a água que é depositada no interior da carcaça da valvula Rock.Flange de vedação (ver figura 35) peça metalica com revestimento de borracha.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 28 . quando está sendo limpa após o bombeamento.Visão Geral da Máquina 2. FIGURA 34 29 .

(Motor a combustão) responsavel pelo acionamento das bombas hidraulicas. que geram vazão no óleo hidraulico o qual é succionado do reservatório hidraulico e direcionado para o circuito hidraulico do equipamento.Bomba variavel A10VSO FIGURA 36 1.Bomba fixa 1PF2G2 P 1.Motor auxiliar DEUTZ 2.Visão Geral da Máquina 2.BPL 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 4 .0.(ver figura 36) conjunto provido de um motor auxiliar que transfere rotação ao conjunto de bombas hidraulicas acopladas ao seu volante. as quais geram vazão para alimentar o circuito hidraulico do equipamento.Bomba variavel A11VO60 Y D Vista Traseira P G A2 L T A3 S 3.1 .Sistema de acionamento .Motor auxiliar . 1. pg 4-36 Seção 4 .Motor auxiliar DEUTZ 4.

20 profundidade Detalhe W Vg max M10. A A11VO Ø uma bomba com deslocamento variavel de pistıes axiais. 17 profundidade Rota ªo sentido horario Y S DR/D LR T1. E possivel ajustar sua vazao de 0 atØ o valor mÆximo com a mesma em opera ªo M A G T1 T2 Y Qm ax Qm in S M1 SIMBOLOGIA HIDRAULICA DIMENSS ES PARA TAMANHO 60 Vista Y Rota ªo sentido antihorario Vg min M12.Bomba hidraulica variavel A11VO60 .0.1 .Visão Geral da Máquina 2.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 2 .T2 : dreno (tanque) M : tomada de pressªo S : suc ªo G : pressªo de prØ opera ªo Y : piloto do variador (controlador de ciclos) FIGURA 37 pg 4-37 Seção 4 .(ver figura 37) gera vazão para o circuito hidraulico da bateria de bombeio.

Bomba hidraulica variavel A10VSO .025 21.6 4.6 51 1 1/16-12UNF-2B 1/16-12 UNF-2B tief 20 profundidade pg 4-38 Seção 4 .5 56 ➤ ¿11 S 2.Visão Geral da Máquina 53.1+0.4 41 9/16-18UNF-2B 24 148 179 106. SIMBOLOGIA HIDRAULICA 200 bar A10VSO 18cc L1 Dimensıes para tamanho 10 40 105 X Flange 82-2 Flansch 82-2 11 SAE J744 Okt 83 SAE J744 Okt 83 L 102 56 73 9/ 16 D-82.0.0.76+0.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 3.6 51 B 1/16-12UNF-2B 111/16-12 UNF-2B 20 tief 20 profundidade B 111/16-12 UNF-2B 1/16-12UNF-2B 20 tief 20 profundidade 51 28.1 -1 9 o 45 8U Y N F2B 33 L1 8 6.05 .(ver figura 38) gera vazão para o circuito hidraulico do acumulador de pressão e da valvula rock.6 28.5 28.55 h8 D-19.6 28.1 .4 134 Vista Y rotacao sentido horario 105 Vista Y rotacao sentido antihorario 105 X 105 X FIGURA 38 S 1/16-12UNF-2B 111/16-12 UNF-2B 20 tief 20 profundidade 51 28. A A10VSO Ø uma bomba com deslocamento variavel de pistıes axiais.05 -0.02 2.

Bomba hidraulica fixa 1PF2G2 .9 3.5 90° 45° 106.5 42 98.6 2.1 .75 98.Visão Geral da Máquina 2. 13 11.5 116 20*) 40 84±0.5 47.5 113.5 118.5 51.2 3.5 56 Codigo horario 363 043 A 363 045 363 047 A 363 049 A 363 051 363 053 A 363 055 A 363 057 A anti-horario 363 044 363 046 363 048 363 050 363 052 363 054 363 056 363 058 peso in kg 2.75 93.55 h8 102.BOMBA DE ENGRENAGEM COM DESLOCAMENTO CONSTANTE 4 6 7 8 9 Suc ªo Pressªo engrenagem motora (sentido horario) 9 7 3 5 10 engrenagem movida 8 10 2 1 L A 5 6 1x30° B 9 130 4xM6.1 3.0.6 2.5 42. SIMBOLOGIA HIDRAULICA 1PFG2 .8 2.5 45.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 4.5 50 108.75 103. 13 35 3 Suc ªo Tamanho Nominal 004 005 008 011 014 016 019 022 Dimenssıes L B 88.5 47.5 49.3 4 Pressªo pg 4-39 Seção 4 .0 3.(ver figura 40) gera vazão para o circuito hidraulico do agitador e acessórios.2 15 4 3 4xM6.5 90° 45° 8 ¯ 2.15 16.

MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 5. filtrar e resfriar o óleo hidraulico.(ver figura 41) utilizador para armazenar.Visão Geral da Máquina 2.0.Reservatório hidraulico .1 . 4 2 1 6 3 7 pg 4-40 Seção 4 .

Marcador de temperatura. Indica o nível de óleo confinado no reservatório hidraulico.Tampa de limpeza. indica a temperatura do óleo (a temperatura não pode ultrapassar a marca de 80ºC) 6.Indicador de nível de óleo. tem a finalidade de esgotar o óleo confinado no interior do reservatório hidraulico. 7. utilizado como porta de entrada do óleo. 4. local de acesso para fazer inspeções e limpeza exporadicas. tem a finalidade de reter as partículas sólidas que possam contaminar o óleo e comprometer o bom funcionamento dos componentes hidraulicos.Corpo do reservatório hidraulico. compartimento metalico que tem a função de agregar os componentes abaixo relacionados.Bocal de enchimento.Registro gaveta.1 . 2. 5. que será armazenado no reservatório. pg 4-41 Seção 4 . 3.Visão Geral da Máquina 2.Filtro de óleo.0.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 1.

1 . pg 4-42 Seção 4 .(ver figura 45) 1. compartimento de depósito do concreto a ser bombeado descarregado pelas autobetoneiras.Tremonha . acionado pelo motor hidraulico.Agitador .Motor hidraulico FIGURA 45 2.0.montagem 3.montagem.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 9.Eixo agitador.Eixo agitador 1. 2.Tremonha .Visão Geral da Máquina 2. tem a finalidade de manter a mistura do concreto depositado na tremonha durante o bombeamento.

..............................................................................................Operações 2................... 5-6 3 Bombeamento........... 5-2 2 Dirigindo a Unidade ....................... Operação Tabela de Conteúdos 1 Preparação .......................................................................................1 ........................... 5-8 Seção 5 ....0..............BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 5............

até que seja muito tarde para se fazer algo sobre isso. De todas as formas. Esta máquina (a BPL 401) será o equipamento correto para cententas de diferentes trabalhos de bombea- 1. Se você simplesmente ignorar estes itens ou mesmo pulálos. você irá usar ou está usando o equipamento errado. a sua limpeza. que começa na página 7-228) e uma extensa experiência de trabalho. Um operador de bomba concreto profissional e experiente. você estará com a segurança de muitas pessoas em suas mãos e será inapropriado e inseguro cometer erros. Este manual discutirá APENAS e especificamente a instalação.Operações 2. Esteja com a máquina certa para o trabalho certo. 1 Preparação Operação Antes que você comece o trabalho de bombeamento a primeira coisa a fazer é saber com certeza o que está fazendo.1 Chegar no Local a Tempo com Disposição 1. Para isso. Uma idéia muito boa seria posicionar a máquina em uma localização segura e praticar com a bomba e os controles do mastro antes de voce sequer pensar em colocar concreto na máquina. Se você precisar bombear concreto para o 71º andar de um prédio ou o mesmo para uma altura significativa. porque você está atrasado para o trabalho. Regra número 1: Chegue no local de trabalho a tempo.0. você precisará das informações contidas neste material. Pois assim que você estiver no próprio local de trabalho. em especial. você não terá certeza que a máquina está em “ponto de bala”e todos os equipamentos e acessórios necessários estão presentes e em boas condições de operação e ordem.1 . familiarize-se com este manual. Você não se arrependerá de conhecer a localização de seus controles e de seus dispositivos e de ter um sentimento de responsabilidade para com a bomba de concreto. com as características da máquina. Instale a unidade para um teste de funcionamento antes que você a leve ao campo de trabalho. com certeza você terá um um péssimo dia e talvez seja passível de você ser objeto de um acidente. Este manual se destina à unidade BPL 401. sabe que o dia correrá melhor se ele tiver tempo de verificar previamente o que está elucidado nos parágrafos que se seguirão. e os procedimentos para bombeamento de concreto. leia este manual de ponta a ponta. mais as informações de várias outras fontes (listadas sob o título “Material Adicional de Leitura” na seção de Apêndice deste manual. Perambular pelas lojas em estado de torpor por conta de uma ressaca ou falta de sono não é menos grave do que chegar atrasado. O Departamento de Vendas da Schwing ou o Departamento de Atendimento podem ser de grande valia na hora de você selecionar um equipamento para um trabalho em particular. sua manutenção e técnicas de operação manual do equipamento.2 Ter a Máquina Certa para Trabalhar pg 5-2 Seção 5 . Se você nunca efetuou o trabalho de bombeamento de concreto antes. com certeza. com a cabeça fresca.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 5. com as regras de segurança para bombeamento de concreto. Somente a experiência em operar a máquina (especialmente o mastro) dará a você a confiança e o controle exato que os seus colaboradores esperam e merecem. quaisquer que sejam. Se você já é um experiente operador de bombas do concreto. na medida em que estes aspectos se relacionam com este. conforme descrito no Manual de Segurança da Schwing (veja na seção 3 deste manual). para certificar-se que voce entendeu as particularidades do seu novo equipamento. Este manual não tem a pretensão de ensiná-lo como se tornar um expert em operação de bombas de concreto.

e. usando-se nomogramas.3 Ter os Equipa- para o Trabalho • Tubos • Adaptadores de tubos. Ou pó comercial de lubrificação ou cimento portland para a mistura de concreto.Operações pg 5-3 . • Em pisos • Em colunas • Em qualquer outro tipo de bombeamento onde os requisitos de pressão e volume estão dentro da gama de alcance desta unidade. Você com certeza precisará de tubos extras para fazer o trabalho de descarga de concreto ? Use a seguinte lista para a verificação de suas necessidades em relação aos mentos Necessários tubos. carga e segurança para viagem e transporte. Basicamente. Use a seguinte lista como referência do mínimo requerido para os requisitos normais de quem está se preparando para bombeamento: • Pá escavadora • Barril para a mistura mistura de concreto. Você também precisará de acessórios de bombeamento de uso diário. é prioridade número um.0.Veja a tabela que considera a espessura dos tubos versus a pressão na seção apêndice deste manual. antes de mover a unidade. nos seguintes tipos de campos de trabalho: • No bombeamento de muros/paredes dentro do alcance do equipamento • Em formas de todos os tipos. • Pistola de graxa e tubos de graxa 2. (seção) Tenha sempre à mão o equipamento adequado que você precisará para o trabalho. Em alguns casos a mistura de concreto será transportada até a sua unidade (até você). que se inicia na página 7-201) 201 • Bocais das mangueiras • Redutores • Grampos para todos os tipos e tamanhos de tubo • Pinos para grampos • Tampa do mangote (mangueira de descarga) • Correntes de segurança e cabos para todo e quaisquer dispositivos que ficarem pendurados próximo aos operários Tenha sempre inspecionados todos os tubos e acessórios de tubulação em relação à condições de uso. Se requisitado é recomendado que o barril permaneça próximo a unidade sempre que você for bombear.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO mento de concreto e saber quais que você pode fazer com este equipamento. você pode usar o equipamento com confiança e de forma segura. (Nota! Este Item nem sempre é requisitado. acoplamentos e tubulações: 1. em outros casos você deve saber se a lubrificação será efetuada antes que você saia da obra). para aquele trabalho específico naquele dia. o suficiente para um dia de trabalho. se nem todas as terminações de tubos forme idênticas (Veja o comparativo de terminações de tubos na seção de apêncide deste manual. • Misturas para a lubrificação de tubulações.1 Seção 5 . Os requisitos de trabalho podem ser determinados. Veja o apêndice deste manual. Tenha em mente as taxas de pressão de sua unidade quando você for inspecionar as condições dos acessórios de tubulações . Este limite de alcance é documentado e fartamente explicado nas tabelas que estipulam e exibem o seu rendimento. mesmo que você não precise dela.

MANUAL DE OPERAÇÃO

BP 401

• Recipiente de spray com formol (não necessário, mas muito útil) • Bocal e mangueira de água • Rodo para limpeza • Poste de luz para trabalhos noturnos • 5 galões • Ferramentas • Martelo

Por último, voce precisará dos documentos exigidos por lei para a operação do veículo, documentos relacionados a segurança, e papelada para o trabalho, tais como:
• Carteira de Habilitação válida e apropriada para caminhões • Permissão do uso de combustível • Cartão da Cabine • Registro • Tabela de Segurança • Kit de Primeiros Socorros • Bandeiras • Refletores de sinalização • Extintores de Incêndio • Crachá • Mapa(s) • Telefone do local de trabalho e nome da pessoa de contato • • Veja a Figura 1. O Concreto é feito de limo, que é muito alcalino. Se ele permanecer em sua pele por um longo tempo, ele causará sérias queimaduras, e em casos mais extremos, a pele afetada simplesmente descamará. Por conta disso, sempre use botas e luvas que sejam resistentes à água e se você estiver trabalhando no concreto, USE BOTAS E LUVAS À PROVA D’ÁGUA. Em quaisquer casos, as botas devem ter ponteiras de aço. Há botas especiais feitas para se trabalhar com concreto que protegerão os seus pés do limo e de impacto acidental.

1.4 Ter os Equipamentos de Proteção Pessoal Adequados

• Objetos que caem em um local de trabalho também são comuns. Capacetes de metal foram feitos para proteger você deste risco, mas eles só funcionam se você usá-los ! • Óculos de proteção de segurança podem muito bem evitar que o concreto seja derramado em seus olhos. • Uniforme de trabalho que se ajuste bem ao seu corpo por certo que evitará acidentes que envolvam peças móveis. • Bombas de concreto podem gerar níveis de sons mais elevados do que os estipulados pela O.S.H.A. Para exposição constante você pode se proteger com protetor auricular quando estiver próximo da máquina. • Quando estiver trabalhando na mistura pela manhã, ou a qualquer hora que o pó de cimento ou outro pó estiver por perto use máscara de proteção. • Se houver risco de que algo espirre (areia, pedra, etc) use uma proteção metálica que cubra todo o seu rosto. Verifique os seguintes itens todos os dias, antes que a máquina seja transportada ao local de trabalho

pg 5-4

Seção 5 - Operações

2.0.1

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO

Safety gear.eps L

CAPACETE

OCULOS DE SEGURANCA
MASCARA
PROTETOR AURICULAR

LUVAS

ROUPAS JUSTAS NO CORPO

Figura 1
Use equipamento de proteção individual
BOTAS C/ PONTEIRA DE ACO

NO CAMINHÃO:
1.0-1 1.0-2 1.0-3 1.0-4 1.0-5 1.0-6 1.0-7 1.0-8 Nível de óleo no motor do caminhão e condições. Anticongelante / Nível do fluído refrigerante no radiador. Nível e condições do fluído da bateria. Condições dos pneus e pressão do ar apropriada. Condições da pressão do ar do sistema de freios (água vazando dos tanques). Limpe as janelas de camadas de gelo, espuma, lama, quaisquer detritos, etc. Limpe as chapas de gelo, espuma e lama e os alinhe apropriadamente ao seu campo de visão. Mantenha a cabine livre de escombros, cacos e restos de concreto, especialmente no chão. Podem acontecer acidentes quando objetos estranhos ficarem presos na embreagem ou no pedal do freio.

1.5 Checar os Equipamentos Antes de Entrar na obra

NA BOMBA DE CONCRETO
1.0-9 Integridade estrutural da unidade. Inspecione para ver se há rachaduras, pintura trincada, lascas (especialmente sob a pintura) e se faltam peças. Limpe e pinte novamente as áreas que trincaram para evitar algum dano ao aço da estrutura. Substitua as peças que faltam, antes de usar a unidade. Relate quaisquer irregularidades ou anormalidades estruturais ao Departamento de Engenharia da Schwing antes de determinar que tipo de reparos serão necessários, para se operar a máquina com segurança. NÃO OPERE A UNIDADE ATÉ QUE OS REPAROS ESTEJAM COMPLETOS. A tubulação deve estar completa e livre de rachaduras e furos, os tubos devem ter uma espessura forte o bastante para trabalhar com a pressão máxima disponibilizada

2.0.1

Seção 5 - Operações

pg 5-5

MANUAL DE OPERAÇÃO

BP 401

pela bomba. (Semanalmente, inspecione com um ultrasom. Veja a seção de manutenção deste manual, que começa na seção 6). Todos os acoplamentos da bomba devem estar seguros e firmes e os pinos devem estar bem presos. Todos os equipamentos de segurança devem estar em local seguro e disponível no momento do transporte e viagem do equipamento. 1.0-10 Nível do óleo hidráulico e condições. O óleo deve ser claro e ter aparência limpa. O óleo que parece “leitoso”com bolhas de ar flutuando em sua superfície precisa ser substituído antes que você inicie o próximo trabalho. (Nota! O óleo que cria bolhas durante a noite deve ser substituído, mas este fato não é um problema se as bolhas estiverem aparecendo durante o trabalho de bombeamento. Naqueles casos, pode haver algum prolema com a condição das vedações hidráulicas em algum ponto do sistema). SOMENTE complete o nível do óleo com o mesmo tipo de óleo que está no reservatório. Não misture marcas diferentes, mesmo se elas tiverem o mesmo índice de viscosidade. Cada fabricante agrega quantidades diferentes de aditivos para executar o trabalho de anti-espumação, assentamento de sujeira, anti-desgaste, etc. A mistura destes tipos diferentes de aditivos podem fazer com que estes se tornem sem efeito e impróprios para o uso no seu equipamento. 1.0-11 Drene a água do reservatório hidráulico a cada manhã. Isto deve ser feito através da abertura do registro localizado sob o reservatório hidráulico permitindo que o fluído corra para um recipiente até que ele mude de água para óleo. (A água é mais pesada que o óleo, então ela assenta no fundo do tanque e portanto, drena primeiro). 1.0-12 Encha o tanque de água, se possível, antes de sair do local da obra. Em algumas localidades, encher o tanque de água pode causar uma sobrecarga de peso na hora que você estiver dirigindo. Se este for o caso, certifique-se de que haverá um bom suprimento de água no seu local de destino. NÃO É POSSÍVEL FAZER O TRABALHO DE BOMBEAMENTO SEM ÁGUA ! A água é usada na caixa d’água para resfriar as manchetas e as hastes dos cilindros diferenciais, e também é indispensável na hora da limpeza. Muitas vezes, as betoneiras irão transportar mais água do que eles necessitam para seus próprios usos e darão um suprimento extra a você. Verifique antes de deixar o local de trabalho. 1.0-13 Cheque visualmente a unidade para ver se não há vazamentos hidráulicos, e conserte quaisquer vazamentos antes de operar o equipamento. Perdas de óleo hidráulico prejudicam o meio ambiente e custa caro limpar e substituir eventuais perdas de óleo. 1.0-14 Certifique-se que tudo na unidade está pronto para a viagem na estrada. Isto inclui o travamento do pés de apoio, a colocação dos pinos nos protetores de fixação dos pés de apoio, e fixar em local seguro toda a tubulação, acessórios de tubulação e outra miscelânea de equipamentos. Não os deixe viajarem soltos e sem serem embalados propriamente.

2

Dirigindo a Unidade.

Muitos acidentes que ocorrem no tráfego envolvem bombas de concreto. Para evitar acidentes quando você estiver dirigindo um caminhão com uma bomba de concreto, você deve lembrar-se de um ponto fundamental... você não está dirigindo um carro comum. Você tem consciência sobre todas estas placas e sinais amarelos colocados nas estradas? Aqueles que dizem 50 M.P.H. sob o símbolo de uma curva na estrada? Esses sinais são para você, motorista, quando estiver dirigindo um caminhão desses. A maioria das pessoas ignora estes sinais quando elas estão em seus carros, por que o carro que elas dirigem é mais seguro fazendo aquela curva de 60 M.P.H.

pg 5-6

Seção 5 - Operações

2.0.1

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO
Não é o caso do caminhão com uma bomba de concreto montada sobre ele. Todos os sinais de precaução se aplicarão a você quando estiver dirigindo esta unidade. Escorregadio, quando molhado, visão clara, adiante, ponte logo à frente, e todo o resto. Bombas de concreto montadas sobre caminhões são pesadas, o que resulta em distâncias de paradas mais longas. Elas são pesadas e sujeitas às leis da gravidade, o que pode levar ao tombamento à velocidades que não seriam problema para carros comuns. Você não pode ver diretamente o que há atrás de você, então marcha-rés ou retornos são perigosos. Você sabe as normas nas estradas para caminhões, ou você não teria passado no teste de habilitação para dirigir caminhões. Esta seção do manual lida com estes problemas específicos que não incluem no manual do motorista de caminhão... a forma que uma bomba de concreto montada em um caminhão age sob várias condições de transporte e direção.

2.1 Licenciamento e
Habilitação

Se você não tem uma carteira de habilitação válida e apropriada, NÃO DIRIJA ESTA UNIDADE. Você será capaz de ver a estrada nos lados esquerdo e direito. Mas, VOCÊ NÃO SERÁ CAPAZ DE VER DIRETAMENTE POR TRÁS DE VOCÊ. Mas se deve dar marcha-ré e não há qualquer chance de haver tráfego de pedestres atrás de você, então use um guia. Um guia é a pessoa que observa o tráfego, os pedestres e outras obstruções, e permanece avisando você numa posição que possa vê-lo(a) te dando as instruções corretas. Instalar um dispositivo de alerta como uma busina ou um sino te dará alguma garantia de segurança, mas você não pode confiar somente nisto. Por exemplo, uma criança que estiver atrás do caminhão pode ficar apavorada pelo barulho do som produzido pela buzina e ficar paralizada no local enquanto você começar dar marcha-ré no caminhão. Se você está em uma área isolada, não haverá tráfego ou pedestres, você pode sair da cabine do caminhao e procurar eventuais obstruções antes de começar a dar marcha-ré.

2.2 Marcha-ré

2.3 Mudando a rota.

Quando você estiver dirigindo, haverá pontos no equipamento escondidos à sua esquerda e à sua direita. Infelizmente, muitos motoristas não conhecem esses pontos, e viajam sem conhecê-los por longos períodos de tempo. Estes pontos podem ser visualizados com o uso de espelhos convexos, que se fixam nos espelhos retrovisores ou abaixo deles. Antes de mudar de rota, cheque estes espelhos. Sinalizar bem e antecipadamente, alertará outros motoristas de suas intencões. Algumas vezes, as condições ruins de movimentação no local de trabalho farãocom que seja necessário o reboque. Se estiver em terrenos com lama profunda, areia, neve ou outros locais de riscos, é melhor rebocar a unidade ao invés de correr o risco de quebrar um eixo ou derrapar. Nestes casos lembre-se dos seguintes pontos: • É sempre importante usar um engate para reboque que é fornecido pelo fabricante do caminhão, se assim estiver equipado. Normalmente, o engate para reboque está localizado no para-choques dianteiro. • Se o reboque para a frente não for possível, ou se o caminhão não estiver equipado com um engate, você deverá ter precaução extrema quando selecionar um local para prender o cabo. Verifique se o local que você selecionou tem espaço adequado para o movimento do cabo sem bater ou atingir outras

2.4 Rebocando a
Unidade

2.0.1

Seção 5 - Operações

pg 5-7

MANUAL DE OPERAÇÃO

BP 401

partes, e se ele é capaz de puxar a carga da unidade. Unidades novas podem ser solicitadas com engates opcionais montados na traseira da unidade. Use somente cintas ou cabos capazes de suportar a carga da unidade. Nunca use correntes porque se um dos elos quebrar a corrente irá chicotear para todas as direções com grande força, o que poderia causar ferimentos em pessoas ou danos na carga e na bomba de concreto.

2.5 Carregando a
unidade para o transporte.

Se a unidade será transportada por algum outro meio que não seja o caminhão (tais como ferrovia ou navio), mais precauções devem ser tomadas com relação as pessoas e verificar se o equipamento está devidamente protegido durante o trajeto e o processo de carragamento. Nestes casos, lembre-se dos seguintes pontos: PARA CARREGAMENTO COM RAMPA • Use apenas rampas que fornecem um suporte estável e adequado para o propósito de transportar cargas. Assegure-se de que ninguém ficaria ferido se a unidade tombasse ou escorregasse da rampa. • Você deve usar rampas que tenham menos declive do que a estabilidade do veículo pode suportar. • Se estiver usando guias para dar instruções a você, eles não devem permanecer na direção do transporte do equipamento. • Proteja a máquina durante o transporte contra rolagem, deslizamento ou tombamento. PARA CARREGAMENTO/DESCARREGAMENTO COM GUINDASTE • Bombas de concreto montadas sobre caminhões só podem ser movidas através de guindaste se foram equipadas com ganchos projetados para este propósito. Os ganchos podem ser solicitados à Schwing para serem instalados em novas unidades, ou para outras necessidades da obra. • Nunca pendure dispositivos de suspensão para levantar partes da bomba, tais como o mastro, a válvula de concreto, a tremonha ou qualquer outra coisa a mais. Estas partes definitivamente não foram projetadas para suportar a carga da unidade inteira. • Cheque a capacidade de carga de todos os cabos e outros dispositivos de suspensão que serão usados para suspender a máquina. Nunca exceda a capacidade determinada dos dispositivos de suspensão. • Não é permitido que ninguém permaneça ou trabalhe sob a carga suspensa, ou seja, abaixo da carga supensa. Mantenha a área completamente livre de pessoas.

3

Bombeamento
primeira betoneira estacionar

3.1 Antes da

Se você completou a instalação antes da betoneira ter chegado na obra (uma prática altamente recomendada), esta é uma boa hora para aprontar as coisas para o restante do dia. • Descubra quem vai usar e fornecer os sinais. Deve haver apenas uma pessoa para dar os sinais a você, para evitar conflitos nas instruções. Fale com a pessoa sobre os sinais que você irá usar e cheguem em um acordo antes de começar a bombear concreto. A Associação Americana de Bombeamento de

pg 5-8

Seção 5 - Operações

2.0.1

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO
Concreto (American Concret Pumping Association) tem sinais manuais padronizados para bombeamento de concreto que são mostrados nos adesivos da unidade. Este adesivo também está ilustrado na seção de apêndice do manual de segurança. Em muitos casos, a gerência da obra dará a você um walkietalkie de forma que podrá falar diretamente com o seu sinalizador. Tome conhecimento que em alguns casos, este walkie-talkie pode causar interferência com o sistema do rádio remoto da Schwing. Verifique antes da concretagem começar. Nota! Com o rádio remoto modelo ‘spread spectrum” Schwing/ Omnex, esta interferência não acontece. Fale com o responsável pela equipe da obra. Certifique-se que a equipe está consciente e tem conhecimento das regras para as equipes de trabalho, como está descrito no manual de segurança. Se eles não estiverem familiarizados com as regras, mostre-as, especialmente as que se aplicam a eles que estão descritas no índice rápido que foi fornecido com a sua unidade. Certifique-se de que eles entenderam sobre como não deixar dobrar a mangueira. Revise as normas de segurança com os lubrificadores ou operários que foram designados para trabalhar com você. Mostre a eles a chave de parada de emergência e o botão da buzina de alerta. Se as betoneiras estiverem encostando na tremonha, explique sobre o perigo e os riscos deles ficarem entre a bomba de concreto e a betoneira. Deixe as plataformas e as passagens da unidade livres de entulho, raspas de concreto, neve, gelo, etc. de forma que você não fique o tempo inteiro chutando ou machucando sua canela, toda vez que der uma volta pelo local. Faça com que sua mangueira d’água fique fora do caminho da circulação de pessoas, mas ainda, assim à mão para, se necessário, encher novamente a caixa d’água, os tubos de limpeza e os grampos, esguichar a tremonha, etc.

2.0.1

Seção 5 - Operações

pg 5-9

• • • • Posicione o controle remoto e faça a conexão em um local que voce não ficará passando sobre o cabo. mas muitos operadores fazem isso. É seguro. arrange uma PESSOA QUE POSSA SER UM SINALIZADOR. mas você será capaz de mover-se à vontade assim que iniciar o bombeamento.2). Isto não é necessário. Nota! A BOMBA DEVE SER DESLIGADA SEMPRE QUE REMOVER AS TAMPAS DA CAIXA D’ÁGUA. a pá e o saco de cimento portland no chão perto da tremonha. Certifique-se de que a porta de limpeza esteja fortemente travada. Posicione o tambor. Encha o barril com cerca de 25 a 30 galões de água. Se você vai usar cimento portland e água para fazer a mistura de lubrificação. Providencie para que todos os seus equipamentos de segurança estejam funcionando e/ou nas proximidades. Spraying in Waterbox Figura 2 Certifique-se que a caixa d’água está cheia. que você pode pular este passo. Alguns operadores gostam de segurar a porta de limpeza amarrando-a com uma corda em volta da alavanca até um ponto fixo na unidade para ter certeza que ela não vai bater e se abrir durante o dia. prepare a mistura agora. Se não for possível. PROTEJA OS CONTROLES DE FORMA QUE NINGUÉM POSSA LIGÁ-LOS SEM O SEU CONHECIMENTO. É de suma importância poder enxergar o ponto de descarga onde o bombeamento começa.Operações 2.0. (Claro.1 .MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 •(Veja a FIG. (Veja a a FIG. JÁ.3). se a mistura de pg 5-10 Seção 5 . Encha a caixa d’água com água. Ponha a sua máscara contra gases quando estiver pronto para fazer a mistura de lubrificação. então nós nos curvamos à sua experiência.

2. (Veja a a FIG. acima da porta de limpeza.0.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO for fornecida pela companhia de betoneira. a limpeza da bomba é feita quando está com pressa. porque o concreto está endurecendo e secando.Operações Stirring cement. Muitas vezes. mas que você sempre possa usá-lo.eps L pg 5-11 .4).1 Seção 5 . NUNCA use suas mãos para executar limpeza.ep sL Figura 4 Ponha duas pás de areia no fundo da tremonha. ou se você estiver usando uma mistura pulverizada ). Se a sua unidade está equipada com uma válvula rock. Sho velin g. Não haverá tempo para procurar pelo rodo. pois terá que usar as mãos para empurrar material solto e que pulou para fora da bomba. Figura 3 Coloque 25 ou 30 galões de água dentro do barril • • Faça com que o seu kit de limpeza fique numa posição que não atrapalhe. sobre a porta de limpeza. ponha duas pás cheias de areia no fundo.

porque por onde a graxa sai o concreto entra. baseado na sua situação de trabalho.2 Lubrificando a Unidade Uma vez que a(s) betoneiras tenham chegado ao local de trabalho. Áreas como as escadas. Isto é. se você nomalmente bombeia com graxa até que transborde.. pasando spray neles com óleo formol antes que o bombeamento comece. Esta é uma das poucas vezes quando é melhor lubrificar de menos do que lubrificar demais. cheque o nível de graxa do sistema e preencha se nescessáro. você pode arruinar as vedações do seu agitador. Uma vez que o concreto entrar no cone.5). Há vários produtos comercialmente disponíveis próprios para lubrificar a tubulação com bem menos volume (significando muito menos peso) do que o cimento portland e água. Quando você estiver relubrificando. Não danifica passar o spray em outras áreas que são mais prováveis de serem atingidas por concreto.1-4 3.0. Há um pino de lubrificação em cada lado da tremonha. Uma vez que você tiver iniciado. Antes de você começar a fazer a mistura. Lubrifique novamente a cada duzentas ou trezentas jardas. Escolha um dos métodos abaixo. Este óleo é formulado especificamente para evitar que o concreto grude às formas. Há 6 pinos de lubrificação na válvula rock. Lubrifique os mancais do agitador. então não o lance sobre superfícies que as pessoas andam e não tente andar em superfícies que passaram spray. As instruções para a mistura podem variar de acordo com cada fabricante. Se você realmente tiver passado óleo formol no chão em que as pessoas andam. ponha a máscara contra gazes e o resto do equipamento de proteção individual. e funciona tão bem quanto evitar que o concreto grude em sua unidade. NOTA! Você não pode lubrificar os mancais do agitador como lubrifica os outros mancais. depois que a tremonha estiver cheia de concreto e você não puder mais ver os cones. mais dois para o agitador.1-1 BP 401 Se a sua unidade está equipada com comporta. Se a sua unidade éstá equipada com uma válvula rock. mas você não quer que a graxa envolva o eixo. e as áreas próximas dos pés de apoio são especialmente vulneráveis de serem atingidas por concreto. pg 5-12 Seção 5 .1 . (Veja a a FIG. na medida em que a descarga permita. Você quer que os cones saiam devagar porque eles estão cheios de graxa. Saiba que o óleo formol fará seus pés ficarem escorregadios.1-2 3. você terá que lutar contra o peso. os mancais se desgastarão. Se você só tiver cimento portland para lubrificar a tubulação. lubrifique os pontos de lubrificação da mesma antes de iniciar o bombeamento. Se você usar estes produtos.Operações 2.MANUAL DE OPERAÇÃO 3. Estes produtos normalmente vem em sacos plásticos e lubrificam cerca de 100 pés de tubo de 5” por saco. Você pode manter a sua tremonha e o pára-barro parecerem melhores ajudando-o na limpeza. preste muita atenção as instruções e aos avisos descritos no rótulo do pacote. A Schwing recomenda enfaticamente que você faça um trabalho de pré-lubrificação da tubulação de distribuição do concreto. (Veja a Figura 5). Por que quando você lubrificar os mancais do agitador observe os cones de lubrificação de borracha que estão localizados dentro da tremonha. limpe a região imediatamente. curvas e os cotovelos. Verifique o fluxo do reservatório de graxa. a cada duas horas. você pode proceder a lubrificação da tubulação. simplesmente dê duas esguichadas nos pinos de lubrificação. 3.1-3 3. lubrifique-os a cada duas horas.

4 12 10 11 5 6 2 4 3 4 5 5 6 7 6 1 8 9 3 7 Greasing agitator motor.2.0.3. e dos 2 pontos de lubrificação dos agitadores (#6 & #8) 2.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 5 6 7 1 1.eps L 8 Figure 5 Localização dos 7pontos de lubrificação da rock.Operações pg 5-13 .1 Seção 5 .

Na maioria dos casos. Pegue o seu ajudante e despeje a mistura na tremonha. mas tem apenas 2 sacos de cimento disponível. o cimento e a água não serão misturados de forma apropriada). (NOTA! Não fique sobre a grade da tremonha para este ou para qualquer outro procedimento. Por isso voce vai precisar de ajuda.Operações 2. o motorista deve despejar a primeira e a segunda remessa ao lado. fazendo com que o cimento caia no tambor. ponha um saco de cimento portland perto de um tambor que foi enchido com 25 galões de água. você consegue uma melhor consistência e quebrar pelotas de cimento que se prendem à forma. É quase certo que você irá entupir a linha antes que o concreto de verdade saia da tubulação. ligue a bomba no modo “avanço” e deixe o motorista encher a tremonha com essa nova mistura. Depois que o cimento for todo lavado do fundo. a mistura parecerá bem melhor depois que a primeira remessa for descarregada. Se isso não acontecer. se necessário. você pode ciclar a válvula rock retornando e avançando algumas vezes para agitar a mistura um pouco mais. (Veja a FIG. você pode adicionar um pouco de areia. ou um lubrificador ou qualquer outra pessoa a serviço. até que a mistura esteja uniforme e cremosa. para aumentar a quantidade misturada. designado para tranalhar com a bomba. Observe o concreto antes de colocá-lo dentro da temonha. Assim que a mistura parecer realmenete boa. Faça um barril de mistura para cada 100 pés de tubulação. este método apresenta a desvantagem de se ter que suspender o tambor e despejar a mistura na tremonha. como descrito acima. Ao menos que tenha bombeado meia jarda de mistura na tubulação. Se a pás de mistura da betoneira estiverem gastas. Não permita que um monte de pedras de cor cinza seja colocado dentro da tremonha. Entretanto. misturando-o. Quando o saco estiver vazio. você pode fazer uma mistura melhor em um tambor.0. Neste caso.2-1 BP 401 Se você tiver uma ajuda. Para usar este método. areia. seu chefe. não similares a pelotas como em batatas amassadas. Você aprenderá por experiência quais os tipos de misturas que podem e não podem ser bombeadas e como eles se parecem. Se este for o caso. Não irá encobrir as tampas dos cilindros de transporte. Usando o método do tambor. a brita. Pegue uma pá e abra o saco com uma lâmina.MANUAL DE OPERAÇÃO 3. ou superintendente responsável pela concretagem no local deveria ter providenciado uma mistura terceirizada pela empresa da central de concreto. para a pilha de cimento. abra-a. Se você estiver sozinho na bomba. coloque o saco de cimento na grade da tremonha. Poucas pessoas poderiam suspender esse tipo de tambor sozinho. mas não ponha suas mãos ou qualquer outra parte do seu corpo dentro da tremonha. Isto irá lavar o cimento do fundo da carcaça da válvula. 3. você. você não será capaz de suspender o tambor com a mistura para despejar na tremonha (a mistura estará pesando cerca de 250 a 300 libras. Isto poderia ser útil se voce tiver que bombear por 300 pés de tubulação. Fazendo a mistura no chão dentro de um tambor. Quebre quaisquer pelotas de cimento que forem encontradas e continue misturando. não tente bombear esta mistura ainda.6).2-2 3.1 . Prepare mais mistura de concreto necessária para o comprimento da tubulação. jogue a próxima descarga fora também. um operário. não se preocupe com isso. Tente quebrar as pelotas de cimento com o spray. Não tente bombear esta mistura até que não tenha o concreto. mas por enquantro. a mistura não sairá homogênea (isto é.2-3 pg 5-14 Seção 5 . ponha-o de lado e misture o cimento com a pá. mas se você for usar mais de 200 pés de tubulação. qual é a sua consistência. Pegue a mangueira de água e aponte o jato para dentro da tremonha.

Dê a unidade um ou dois ciclos de retorno.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Breaking cement bag.1 Seção 5 . acione imediatamente a bomba para o modo “retorno” e avise ao motorista da betoneira para parar de descarregar.eps L .Operações Lifting barrel. Se o concreto continuar a deslizar sem alta pressão.2-4 Bombeie o concreto lentamente e observe o manômetro da bomba de concreto até que a mistura de lubrificação comece a sair pela mangueira.eps L pg 5-15 Stirring cement. e então volte para o modo “avanço”. Em vários casos. Em muitos casos o plugo não ajudará e você terá que remover o entupimento manualmente. então está tudo OK. 2.eps L Figura 6 Misturando a mistura de lubrificação em um tambor 3. NOTA! VOCÊ NÃO DEVE ABRIR UMA TUBULAÇÃO ENTUPIDA SEM PRIMEIRO SUGAR O CONCRETO DE VOLTA QUE ESTÁ NA TREMONHA! O ato de bombear no retorno em varios ciclos irá aliviar a pressão no entupimento. Se a pressão aproximar-se dos 300 bar já configurados. você pode evitar um entupimento alternando entre avanço e retorno.0. Se a pressão subir em direção ao configurado repita o modo de retorno.

pelo estrangulador do motor e pela engrenagem selecionada na transmissão. onde o HP. Isto tem a vantagem de permitir que o motor do caminhão permaneça em alta RPM. estará em seu ponto máximo. porque é um dispositivo hidráulico.(ver figura 7) Sua função é aumentar e diminuira vazão das bombas hidrálicas que acionaam apenas a bomba de concreto.. há uma desvantagem em usar este sistema.MANUAL DE OPERAÇÃO 3. porque o limitador de ciclos de algumas unidades pode fazer com que a bomba não proceda nenhum ciclo por minuto.2-5 • BPL 401 • Assim que o concreto emergir do ponto de descarga. movimente-o para a posição inicial. em qualquer hora que a tubulação estiver cheia de concreto.3-1 O limitador de ciclos é um dispositivo hidráulico que pode ser ajustado no painel de controle traseiro. Basicamente.1-1 na página 5-109) antes de começar a despejar o concreto. ou uma das coisas a seguir: Se voce estiver bombeando só com o mastro.0. 3. espere pelo sinal para começar (como está discutido no Item 4. poderá fazer o seguinte. porque a pressão para operar o limitador de ciclos é tomada do circuito do acumulador. e portanto não funcionará quando a unidade for acionada. Se você estiver bombeando com uma tubulação extra. Você agora. Unidades com circuito duplo (no caso do BPL 401) não têm esta limitação.Operações 2. 3. pare de bombear. mostrado no circuito do manômetro da bomba de concreto.1 . direcionado pelo homem que está operando a mangueira ou pelo responsável do concreto. que não funcionaria até que houvesse pressão suficiente no sistema. ele funcionará sempre que houver 50 bar ou mais. conecte a tampa na ponta da mangueira e segure-a com o cabo de segurança ANTES que você faça qualquer movimento. FIGURA 7 iclo N∫ c nta orario) e AumAnti-h ( ic N∫ c inui rio) Dim ( hora lo 7 Valvula reguladora de ciclos pg 5-16 Seção 5 . Se você for mover o mastro (que agora está cheio) sobre os trabalhadores ou o máquinário. que tem pressão sempre que o motor do caminhão estiver funcionando. é possível parar de bombear com o ajuste do limitador de ciclos. Em unidades de circuito simples. Cuidado.3 Para controlar a velocidade da unidade: Há três formas de controlar a velocidade nesta unidade: pelo limitador de ciclos. Certifique-se que o conector seja removido assim que o mastro estiver em sua posiçã final de bombeamento..

Se isto não acontecer. E EVACUAR A ÁREA IMEDIATAMENTE EM VOLTA DO PONTO DE DESCARGA. ela deve ser bombeada para fora da seguinte forma: Saia da área da tubulação de saída. limpe-a com água usando o esguicho e guarde-a ao lado de forma que ela não seja jogada fora ou enterrada com os restos de concreto. mas se isso realmente acontecer VOCÊ DEVE AVISAR O RESPONSÁVEL PELO MANUSEIO DA MANGUEIRA. Veja a FIG.BP 401 3.4-6 3. então você pode deixar a máquina ciclar novamente até que a tremonha esteja completamente vazia. A massa de concreto evitará que o ar comprimido empurre qualquer coisa para fora da tremonha. Assim que você tiver o sinal de inicialização. AVISO! Não siga o seguinte procedimento enquanto a bomba estiver engatada em ambos os modos “avanço” ou “retorno”. Proceda vários ciclos na unidade depois da expulsão do ar para certificar de que não há um segundo bolsão de ar.4 Bombeando MANUAL DE OPERAÇÃO 3. antes do próximo ciclo. Remova a bola. Isto pode crir uma bolha até que o ar seja expelido. Mesmo com a tremonha cheia de concreto. antes de iniciar o bombeamento. A bomba deve estar desligada. você não precisa se preocupar com a pressão do ar que é sugado para dentro dos cilindros de transporte. cerifique-se que o sinalizador está em posição. haverá uma expulsão súbita de concreto no próximo ciclo à medida que o ar comprimido começa a escapar. as manchetas de borracha e as vedações ficarão aquecidas e danificadas. Se você pegou ar nos cilindros de transporte.4-1 Se você não for capaz de ver o ponto de descarga de onde você deve operar a unidade. Isto pode ser particularmente perigoso. NÃO PONHA SUAS MÃOS DENTRO DA TUBULAÇÃO DE SAÍDA EM HIPÓTESE ALGUMA.8 Bata na alavanca “T” que abre a porta de limpeza no fundo da tremonha com o seu martelo. isto pode causar um acidente sério. Se não cair. Quando a porta abrir o concreto do fundo da tremonha deve cair.Operações pg 5-17 . Mais algumas batidas com o martelo provavelmente liberarão o material.4-2 3. Bata com o seu martelo e molhe o material que estiver alojado na porta de limpeza.1 Seção 5 . ou em uma posição desprecavida quando a expulsão de ar aconetcer. então certifique-se que o motorista da betoneira entenda bem situação. Se o responsável do manuseio da mangueira estiver sobre uma parede ou estiver em uma coluna.4-5 3. ponha à bomba no avanço e alerte o motorista da betoneira para começar a descarga. Não deixe a máquina ciclar seca por longos períodos de tempo porque sem concreto para lubrificação. você terá que con- 3. Não permita que ninguém fique próximo da mangueira até que o ar seja completamente expelido. e acione a a bomba no modo “avanço”.4-4 3. Tome todas as medidas de precaução necessárias para evitar que qualquer sucção de ar dentro dos cilindros de transporte ocorra. ela será encontrada na curva de saída ou no cotovelo de 6”. Se a bola de limpeza estiver dentro da tubulação de saída. você pode causar a expulsão através da parada da bomba de concreto e enchendo a tremonha com concreto. Quando o ar atingir o ponto de descarga isto fará com que o concreto seja expelido à força. coloque a bomba no ponto neutro ou na posição “DESL”. O concreto sempre deve cobrir as aberturas dos cilindros de transporte ou você irá sugar ar no interior dos cilindros de transporte.4-3 3. Como a curva de saída está aberta. Se isto acontecer.4-7 2. Se a bola de limpeza não foi bombeada para fora com o passo acima.0. algum ar comprimido será introduzido dentro da tubulaçao de transporte.

Não remova a grade da tremonha para executar este ou qualquer outro procedimento de limpeza.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 tinuar batendo até que tudo fique livre de material. o agitador e descarrega o acumulador. Você confirmará visualmente se o agitador parou de rodar olhando na tremonha (Veja a FIG. ou as sobras de concreto depositadas nela terão tempo de endurecer na válvula rock e nos cilindros de transporte. nesta chave para dar garantia a sua vida.0. Fique na plataforma traseira (lado do motorista) ou perto da escada (lado do passageiro).Operações 2. por favor. Este procedimento pode ser minimizado ou eliminado colocando areia no fundo da válvula rock antes de começar a bombear. Faça o agitador parar de girar centrando a válvula. Este procedimento pode. Mantenha o agitador funcionando até que você tenha jogado água e limpado as lâminas com água. comprida. Se o concreto na tremonha estiver completamente endurecido. Não confie. as grades da tremonha estão sendo equipadas com uma trava automática. você vai precisar de um martelo de quebra ou outra ferramenta de força para quebrá-lo e pg 5-18 Seção 5 .eps L Figura 8 Abrindo a porta de limpeza 3. Não gaste muito tempo nos procedimentos de limpeza com a tremonha. pare o motor do caminhão. Se você for abrir a grade da tremonha.4-10 Retire qualquer material que se depositou nos cantos da tremonha com uma barra qualquer.eps L Tapping "t" more.4-8 Cuidado com a sua posição e mantenha a grade da tremonha fechada para o seguinte procedimento. Tapping "t" with hammer. a trava interrompe o sinal para o manifold de parada de emergência e para o bombeamento de concreto. e deve ser feito com a grade da tremonha fechada. Não dê seguimento ao próximo passo até que este esteja finalizado.1 . Se a tremonha for acionada com a grade aberta.9) 3.4-9 3. Limpe com água o material do fundo da tremonha e da porta de limpeza. Desde 1 de Janeiro de 1997. Jogue água na tremonha por cima.

parando o motor e removendo a chave. mas o sistema hidráulico deve ser desativado antes. o agitador e a tremonha através da grade limpá-lo.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Figura 9 Limpe com água.eps L pg 5-19 . 2. A grade é removível por esta razão. Por razões de segurança.0.Operações Spraying hopper.1 Seção 5 . é recomendado que você retorne à empresa antes de remover qualquer concreto que tenha endurecido completamente.

EM HIPÓTESE ALGUMA! (Ver FIG.12 Jogue água dentro da abertura. a válvula rock e a tubulação de saída. Antes de você dar andamento a este passo. Por conta disso.10 Pegue a pá de limpeza. Proceda um ciclo completo na bomba de concreto no modo “retorno”. lavando a ponta da mancheta de borracha. eliminando a necessidade de se puxar material que está bem no fundo do cilindro. 3. pg 5-20 Seção 5 . limpando-a deste material sugado. e puxe qualquer material do cilindro de transporte exposto e da tubulação de saída. NÃO PONHA SUAS MÃOS DENTRO DO SUPORTE DA VÁLVULA. 3. Este passo garante que o cilindro de transporte que estiver exposto terá a mancheta de borracha estendida até o fim do curso. como está descrito no passo anterior. Inspecione visualmente para ver se não há pedras ou se permancem algumas pelotas de cimento. Continue lavando até que a água que sai da válvula esteja clara e limpa. até que o eixo da válvula rock cruze. ponha o motor em ponto morto. Certifique-se que a bomba de concreto está na posição “desl” antes do procedimento.4-13 Certifique-se que a pá de limpeza e tudo mais esteja fora da área da válvula. você está sugando da tubulação de transporte (que não está conectada durante os procedimentos de limpeza) e bombeando para dentro da tremonha.4-11 Assim que a tremonha estiver limpa. Se ainda houver material. você talvez possa encontrar algum material no fundo da tremonha. e então cicle a máquina no modo retorno por mais uma vez.0. Você agora deve lavar a tremonha novamente.MANUAL DE OPERAÇÃO Limpe a válvula rock e os cilindros de transporte BP 401 3.4-14 Ao colocar a bomba no modo “retorno”.11) Figura 10 Use a pá de limpeza para remover sobras de concreto da válvula rock e dos cilindros de transporte 3. e desta forma. Veja a FIG. Puxe qualquer material que esteja solto com a pá e então esguiche os cilindros de transporte. o cilindro de transporte.4-12 Veja a FIG. você deve limpar a válvula rock e os cilindros de transporte. e pare a bomba.Operações 2.1 . continue esguichando água. Esta ação irá expor o cilindro de transporte oposto e estenderá completamente a mancheta de borracha.

1 Seção 5 .0.Operações pg 5-21 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Figura 11 Nunca ponha suas mãos na válvula de concreto Figura 12 Esguiche água na válvula rock e nos cilindros de transporte 2.

comece diminuindo a rotação do caminhão para o ponto morto. Isto vai forçar com que a água no cilindro estendido volte para dentro da caixa d’água. PARE A BOMBA e PREVINA-A de que ela se inicie de forma não intencional. Deixe a cobertura da caixa d’água no local.13. Veja a FIG. • Ponha a bomba no modo “avanço” ou no modo “retorno ” por 1 ou 2 ciclos.0. então você deve proceder da seguinte forma: • Coloque as tampas da caixa d’água. e termine de encher a caixa d’água. mesmo depois da unidade ser ciclada. por enquanto. • Feche o dreno. para forçar que a água saia pelo dreno.4-15 Para limpar a caixa d’água. pg 5-22 Seção 5 . Remova as coberturas da caixa d’água e jogue água na caixa d’água e nos cilindros até que todos os vestígios de cimento e massa estejam soltos.MANUAL DE OPERAÇÃO Para limpar a caixa d’água BP 401 3. pressionando o botão de parada de emergência. A caixa d’água está vazia quando não houver mais água fluindo do dreno. Spraying in-cleanout. Quando a água parar de fluir. Abra o dreno e deixe que a água existente no dreno flua para o fundo. para fora do dreno. e portanto. Certifique-se de onde você está pisando. veja se os seus pés estão em um lugar firme e então limpe a caixa d’água Se você não for encher a caixa d’água novamente até o próximo bombeamento (uma prática altamente recomendada). dê um ou dois ciclos na máquina em ambos os modos “avanço” e “retorno”. Não se esqueça de colocar as tampas da caixa d’água antes de se reinicializar a unidade.eps L Figura 13 Pare a bomba. então simplesmente feche o dreno. Se você for encher a caixa d’água imediatamente.Operações 2.1 .

Quando o medidor de temperatura mostrar 20° C ou mais. e então o concreto terá que ser bombeado seco através da tubulação. 2. logo ele vai esfriar novamente. Isso vai resultar em um entupimento. Saiba que as funções do mastro estarão lentas o dia inteiro. c. Ligue o agitador. ep s aberto Figura 14 Válvula de bloqueio do agitador NOTA! Se a unidade não tem a válvula de bloqueio. o óleo hidráulico não pode mais ser aquecido pelo sistema hidráulico do mastro ou pelo sistema hidráulico da bomba de concreto.BP 401 Pré-aquecendo o óleo hidráulico MANUAL DE OPERAÇÃO Com sistemas hidráulicos de carga sensível. Instale a válvula entre a válvula do agitador e o motor do agitador.Operações pg 5-23 . O agitador não será capaz de girar. Se não cancelarem o trabalho. por causa do óleo nos cilindros que não está sendo aquecido. há chance de você não ser capaz de fazer concreto passar pela linha. Para préaquecer o óleo. No ponto morto (cerca de 600 RPM). você deve trabalhar rápido o suficiente para que o concreto não congele antes que você faça com que ele se mova.0. você pode solicitar uma. • fechado ag its o. porque a mistura de concreto irá congelar ao entrar em contato com as paredes daquela tubulação. o bombeamento que requer uma tubulação extra será cancelado caso esteja muito frio. Posicione-a de forma que a alavanca se mova pela força da gravidade para a posição aberta. e # 30303432 (tubo). os passos normais devem ser tomados e além disso.4-16 Você pode preaquecer a tubulação do mastro para fazer com que a mistura de concreto não congele. Veja a Fig. Para limpar a linha.1 Seção 5 . mas não há nada que você possa fazer sobre a tubulação que for separada.5 HP para aquecer. • Assim que o medidor de temperatura mostrar 20° C ou mais. pare o agitador. você estará convertendo a 4. e bombas hidráulicas de com corte de pressão. Mesmo se você conseguir trocar o óleo frio. 3. e abra a válvula de bloqueio. você pode perar a máquina normalmente. b. O circuito do agitador deve ser usado para aquecer o óleo hidráulico. Contate o Departamento de Serviços da Schwing se tiver alguma dúvida ou perguntas sobre como proceder a instalação. usando o código da peça # 10004680 (válvual).14. Localize a válvula de bloqueio do agitador e feche-o. siga as seguintes instruções: a. Na maioria dos casos. e o óleo será forçado contra a valvula de alívio.

.

.................................................................Manutenção Tabela de Conteúdos 1 Filtração ................. 6-2 2 Oléos Hidráulicos.................Manutenção ..... ................................................. Mangueiras e Acoplamentos ............................................. 6-5 4 Dicas Gerais de Manutenção................................................................................................................... 6-9 6 Manutenção Programada ................................... 6-16 Seção 6 ..................... 6-4 3 Pressão........... 6-7 5 Manutenção Preventiva ......................................................................BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 6.............................................

O óleo numa máquina Schwing precisa ser filtradro a pelo menos 25µ. pelos cilindros do mastro. outras quadrimestralmente. algumas mensalmente. Para bombas de concreto. Nós começamos a seção com algumas informações genéricas e gerais em relação a estes itens. o novo óleo hidráulico só é filtrado na refinaria a 40µ (40 microns). Desta forma. quando você muda o óleo hidráulico. algumas semestralmente e outras anualmente. Há certas coisas que você deve saber sobre a manutenção da sua máquina que não aparecerão em uma tabela ou cronograma. Um exemplo de faixa de alcance beta poedria ser β25 = 200 (pronunciado beta vinte e cinco é igual a duzentos). pg 6-2 Seção 6 . Aqui estão alguns fatos em relação à filtração relacionados à bomba: 1.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 6. cada máquina Schwing é equipada com um filtro de retorno que é reateado a 12 micron (mostrado como 12µ) absolutos. mas mesmo peças da máquina com uma boa manutenção se desgastarão e exigirão reparos e finalmente. Um exemplo de filtro condutor seria β25 = 75. reposição. e • pela proporção de partículas de uma determinada dimensão encontrada versus partículas passadas (referidas como faixa de alcance beta). por uma dada taxa de fluxo (em PSI e galões por minuto ou bars e litros por minuto). e quando o trabalho foi finalizado.1 . Uma boa idéia é fazer uma lista com os itens que dirão a você qual manutenção estará em curso e quando ela acontecerá. que começa na página 7-200.Manutenção 2. Um filtro mais fino seria por exemplo. Um check list está incluso na seção de apêndice deste manual. pelas válvulas.1 Informações A filtração é o método mais importante e simples de manter a operacionalidade do sistema hidráulico da unidade. através do tubo de respiro do reservatório e pelo desgaste interno dos próprios componentes. uma passa por ele. A manutenção preventiva é importante para evitar reparos desnecessários. o novo óleo não está limpo o suficiente para ser usado em uma bomba de concreto sem ser pré-filtrado. 200 arquivos de manutenção e dados de manutenção atualizados e completos podem também fazer uma grande diferença em dinheiro na hora que você for vender a máquina ou na hora de exportá-la. Há dois tipos de manutenção: preventiva e corretiva. Algumas manutenções precisam ser feitas diariamente. As partículas que podem prejudicar os componentes são introduzidas no óleo pelos cilindros diferenciais. nas manchetas • pela queda de pressão de um elemento limpo.2 Informações Específicas Desde que é transportada da fábrica. Isto significa que para cada 200 partículas de 25 microns ou maiores que atingem a média de filtragem. é exigido uma média de filtração de média para fina. Os Filtros são classificados: • pelo tamanho das partículas que eles capturam e absorvem e se o tamanho é nominal ou absoluto • pela capacidade de reter sujeira . De fato.0. 1 Filtração Gerais 1. β12 = 200.2-1 1. você saberá que todo o trabalho necessário foi finalizado na data certa. Manutenção Manutenção é o que você faz para manter a máquina em boas condições de trabalho. outras. semanalmente. Mantenha anotado as manutenções já executadas. Além disso. e preferencialmente mais fino que isso.

Se você tiver um filtro. Uma boa filtração não é barata. Se a luz estiver ligada é por que o óleo está frio (abaixo de 20° C).2-3. então você deve TROCÁ-LO SEMPRE QUE A LUZ DO FILTRO DE RETORNO FIQUE ACESA. 1 irá passar por ele. A vazão é importante porque o filtro reteria mais sujeira se você operasse a um índice mais baixo. A faixa de alcance no filtro do mastro é de β25 = 200. Esta diferença de pressão (mais conhecida como pressão diferencial) é chamada de delta P. Embora nós não estejamos felizes sobre esta partícula que é permitida passar pelo filtro. com uma força de mola de 5 libras. Não há um bypass integral neste circuito. nós instalamos este filtro para reter grandes partículas que podem fazer com que a válvula de retenção fique na posição aberta. Se não. abaixo). No nosso caso. de tamnho médio de 12 micron ou maior.2-2 O filtro de retorno está equipado com uma válvula integral bypass. Ele reterá entre 65 e 80 gramas de sujeira.Manutenção pg 6-3 . A queda de pressão de um elemento limpo é de cerca de 6 PSI a 400 litros por minuto (elemento apenas) + 2 PSI para o encaixe. o qual é por isso que você pode ignorar o filtro sujo até que o óleo esteja aquecido à temperaturas normais de operações. 1. Não se entretenha com uma partícula que atravessa o filtro. A queda de pressão varia de acordo com a viscosidade do óleo. portanto ignore esse fato. Sua máquina está equipada com um sensor ∆P no filtro que acende uma luz. quando a máquina for operada a uma vazão de 400 l/m. Isto significa que quando o filtro está obstruído com sujeira. a faixa de alcance beta significa que para cada 200 partículas de sujeira que atingem o filtro.1 Seção 6 .2-3 1. e B) um filtro mais fino teria acumulação de sujeira muito frequentemente. Assim que o óleo estiver à temperatura de operação a luz deve apagar. troque assim que você voltar à empresa. fazendo com que a diferença de pressão da entrada do filtro e do tanque aumenta. o que resultaria em altos custos de manutenção para você. faça o pedido do filtro de forma que ele possa ser substituído o mais rápido possível. ele quebraria. instale-o na primeira oportunidade. Se a luz não se apagar. isso significa que o filtro está obstruído e cheio de sujeira. Os circuitos do mastro/pé de apoio são equipados com um filtro de linha interna de alta pressão. o filtro pode passar para bypass simplesmente porque o óleo está viscoso o suficiente para criar 50 PSI de ∆P. Porque o circuito do mastro Quando for trocar o óleo troque os filtros hidráulicos 1. Este filtro é um recipiente metálico destinado a suportar uma pressão de 4000 PSI. o óleo tem dificuldades de passar. nós não utilizamos um filtro mais fino porque A) os componentes não exigem isso. (Veja 1. Enquanto a luz estiver acesa o óleo não está sendo filtrado. óleo não filtrado significa que está havendo um desgaste de todos os componentes hidráulicos da máquina. e é representada por ∆P.0. que é de alta qualidade com características de retenção. Basicamente. a válvula de desvio se abre e o óleo retorna ao tanque não filtrado. Se o filtro não tivesse a válvula bypass.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO A faixa de alcance beta é de β12 = 200. mas você economizará milhares de reais evitando falhas nos componentes. para um total de 8 PSI ∆P quando o elemento está limpo.2-4 2. Quando o óleo está frio. Lembre-se. ou pelo menos. Este filtro não está equipado com um interruptor ∆P. Nós estabelecemos um compromisso que combinam uma longa vida últil aos equipamentos e componentes e baixos custos de manutenção. Quando o ∆P atinge 50 PSI. Isto sujaria mais ainda o óleo com as partículas partidas mais o elemento filtrante.

O mesmo se aplica aos sistemas hidráulicos.2-5 Os tipos de filtros instalados em sua unidade são resultados de anos de experiência e de teste. Você pode aprender que. A marca Mobil EAL 224-H foi escolhida para suprir as bombas de concreto da Schwing e outras marcas ainda estão sendo analisadas e testadas no momento.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 consegue o seu óleo do mesmo tanque. você não deve misturar diferentes marcas de óleo. nós recomendamos o óleo ISO VG-46 para o inverno e o ISO-VG 68 ou VG-100 para o verão.1 Informações Os óleo hidráulicos são classificados de acordo com sua viscosidade. Se você for fazer um bombeamento em uma obra em um local com um ambiente muito sensível e deseja usar este tipo de óleo hidráulico. Embora muitas marcas diferentes de óleo atendam a estas especificações. O principal a se lembrar sobre esses óleos é que eles NÃO DEVEM SER MISTURADOS com óleos hidráulicos à base de minerais. nós recomendamos o óleo ISO VG-46. enquanto que no verão você pode operar a 10W-40. o que parece algumas vezes ser mais barato pode sair muito mais caro. A Organização Internacional de Padronização (ISO) desenvolveu uma tabela de graduação de óleos pela viscosidade. Para o verão no norte da América do Norte. aditivos anti-desgaste. por favor entre contato com o nosso departamento de serviços pelo telefone (11) 4486-8500 para obter instruções de como mudar de óleo mineral para óleo vegetal. 2 Óleos Hidráulicos 2. 1.1 . estabilidade de temperatura e outras características. o óleo deve estar limpo de qualquer forma.1-3 pg 6-4 Seção 6 .0. Por exemplo. Se você mora em um local em que o clima está mudando para condições de tempo estremamente frias. a temperatura terá de ser mais baixa também antes que ela quebre a película de lubrificação que protege os seus componentes. Por outro lado.1-1 Gerais 2. você deve considerar em mudar as características do óleo que você usa. pela estação. e quanto mais baixo é o ponto de descarga. ponto de descarga. Estes óleos são à base de estratos vegetais ao invés de extratos minerais. e mais baixo também será o ponto de descarga do óleo. Nós recomendamos que você NÃO mude o encaixe ou elemento para qualquer outro tipo diferente do original. dissipação pelo calor. mais fino será o óleo. dependendo de como estão as temperaturas. embora os aditivos não sejam inertes. no inverno. quanto mais fino é o óleo. O conjunto de aditivos de uma marca pode ser incompatível com o conjunto de aditivos de outras. você pode operar a 5W-30 em seu carro. variação de temperatura.Manutenção 2. fazendo com que ambos os conjuntos acabem sendo inúteis. Para o sul da América do Norte e da América Central. características de volatilidade.1-2 2. Veja o cartão na seção apêndice deste manual que começa na página 7- 2. e assim como o filtro de retorno. Recentemente alguns poucos fabricantes introduziram no mercado óleos hidráulicos biodegradáveis. Por esta razão. com o passar do tempo. Eles são considerados mais seguros para o meio ambiente no caso de haver um derramamento. O conceito em viscosidade do óleo hidráulico é similar ao conceito usado em motores. elas podem usar diferentes conjuntos de aditivos químicos para atingir o resultado final. dependendo de quanto baixa a temperatura em sua área. compressibilidade. aditivos anti-corrosivos. qualidades de lubrificação. mesmo em quantidades muito pequenas. enquanto no inverno nós recomendamos o óleo ISO VG 32 ou mesmo o VG 22. Quanto mais baixo o número do ISO VG.

o que fará com que o óleo queime. O óleo (neste exemplo). então os seus componentes começam a se degradar. mas a sua válvula de alívio abre a 2500. numa gama de 2000 a 5000 PSI.1-1 Gerais 3. As classificações tem haver com o conjunto de aditivos químicos que é introduzido no óleo. perde suas qualidades de lubrificação a 80° C.2-3 3 Pressão. Você deve trocar o óleo hidráulico pelo menos uma vez por ano. Agora. o óleo que deveria estar empurrando o concreto está retornando ao tanque.1-2 2. e está disponível para solicitação. no entanto. incluindo-se: • Mobil DTE • Rando HD 4 • BP Energol • Aral Vitam • Esso porcao • Esso Univis • Total Azolla • Wintershall Wiolan (A ordem na lista não significa nada. A pressão máxima é determinada pelo ajuste da principal válvula de alívio. o que também contribui para o desgaste.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 192 para obter ajuda na seleção do óleo apropriado para os seus requisitos e necessidades. Por exemplo.1-4 A qualidade do óleo necessária para uso em uma máquina da Schwing é classificada pelo sistema DIN.1 Informações A maioria dos sistemas hidráulicos das bombas de concreto funcionam com pressões mais ou menos altas. mas o conjunto de aditivos químicos que dão ao óleo às suas propriedades específicas se acabarão com o tempo. Se você usa bons filtros e procede a troca quando estão sujos. você deve especificar esses detalhes quando for adquirí-lo. você quer que a máquina desenvolva uma pressão hidráulica de 3000 PSI para bombear o concreto. e nenhuma filtração os trarão de volta. Toda a potência que é exigida para enviar o óleo para as bombas a 2500 PSI voltam a aquecer.0. A pressão do concreto é apenas uma proporção da pressão hidráulica. Quando trocar o óleo hidráulico 2.1 Seção 6 .Manutenção pg 6-5 . e as máquinas são projetadas para lidar com esses índices de pressão de forma eficiente e segura. mesmo depois de um ano.2 Informações Específicas 2.2-1 2. então o óleo estará limpo. 2. que tem a classificação de VG 68 no índice de viscosidade da ISO. Ambos os índices HLP e DIN e as qualidades HV são aprovadas para o uso em nossas máquinas. Se você deseja substituir uma mangueira hidráulica por uma mangueira de pressão mais baixa. 2. Todas as máquinas saem da fábrica da Schwing abastecidas com o óleo hidráulico Shell Tellus. então você abaixa a válvula de alívio de 4350 PSI a 2500 PSI. 3. elaborado para uso sob condições severas de tempo. você pode prejudicar o sistema. Pode ser qualquer óleo que atenda aos padrões de viscosidade e qualidade descritos acima). mais barata.2-2 Muitas outras marcas de óleo foram aprovadas para uso nas máquinas e equipamentos Scwhing. E qual é o resultado ? O concreto ainda vai exigir 3000 PSI para ir até aonde você quer. Mangueiras e Acoplamentos 3. Se você deseja que o seu equipamento novo seja abastecido com uma marca diferente de óleo ou com uma viscosidade diferente. mandando partículas pela tubulação. Se você diminuir a pressão pela qual o sistema funciona.

você deve alugar ou adquirir um equipamento que trabalhe com pressões maiores.Manutenção 2. você pode danificar o sistema. Agora você terá que substitir a bomba antes de bombear novamente.1-4 3. Nós desaconselhamos o uso de qualquer circuito que use mangueiras e acoplamentos com pressões mais baixas do que o exigido pelas normas da fábrica. Hose Size Fitting I.2-1 3. A Schwing usa acoplamentos e mangueiras de de alta pressão em todos os circuitos. na qual o sistema funciona.0.eps Tube and Tube and Connects with Tube and Fitting Size Fitting O.2-3 3. Usando um outro exemplo. Há cinco diâmetros diferentes para tubos e acoplamentos e mangueiras.2 Informações Específicas 3. 8 mm 13 mm 16 mm 20 mm 32 mm Connects with Fitting and Tube Size 12 16 20 25 38 3. Se você deixar a máquina com as especificações de fábrica. e no caso de alguns acoplamentos acima de 15000 PSI. 3. 12 16 20 25 38 3. As instruções para o ajuste das funções de alívio são mostradas na seção de manutenção preventiva deste manual.D. acoplamentos e tubos 16 20 32 hose/fittings chart. Os acoplamentos e mangueiras são classificados a uma pressão mínima de trabalho de 5000 PSI. então você aumenta a performance do aliviador principal para realizar o trabalho.D. mesmo se a válvula de alívio para aquele circuito é ajustada para uma presão baixa ou média. o concreto exige que a máquina desenvolva uma pressão hidrálica de 4900 PSI.1-3 Se você aumentar a pressão.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 O sistema estaria destruídio em minutos.1 . E o equipamento terá anos e anos de vida útil. se ele continuasse a operar em condições tão adversas.2-4 12 mm 16 mm 20 mm 25 mm 38 mm 8 13 16 20 32 8 mm 13 mm 16 mm 20 mm 32 mm Todas as linhas de bloqueio são métricas ou BSPP. A máquina foi projetada na fábrica para funcionar a uma pressão máxima de 4350 PSI. O quadro abaixo mostra os tamanhos ecomo acoplamentos e manguieiras se conectam: Hose Size 8 13 Hose I. Isso significa que você só deve usar acoplamentos e mangueiras que tenham uma PRESSÃO DE TRABALHO suficiente e testada para atender os requisitos do sistema e se você efetuar uma operação que exija mais pressão do que sua máquina é capaz de oferecer. com roscas métricas. que começa na página 6. para bombeá-lo até onde você precisa.D.15 pg 6-6 Seção 6 .2-2 Figura 1 Dimensões de mangueiras. Nós usamos acoplamentos e mangueiras métricas. você NÃO PREJUDICA O SISTEMA. A bomba hidráulica não suporta 4900 PSI por mais do que poucos minutos e então ela quebra.

Se houver mais de uma cópia da chave que a liga. eles esquecem de diminuir o ajuste novamente. pés ou qualquer outra parte de seu corpo em uma parte da máquina. a pressão estabelecida fica muito alta. Neste exemplo.2 Ajustes das válvulas de alívio. ou seja colocá-lo na posição original. Para ficar seguro. TORQUE/FORCE GRAPHS A Força c ç B Forca Figura 2 Efeitos do aperto de um parafuso. Tempo Tempo Os gráficos na figura 2 demonstram o que acontece em um parafuso que não foi torqueado corretamente. é muito importante seguir as espeficicações de torque que se aplicam àquele parafuso. Antes de reiniciar a máquina. organize todas as ferramentas. 4. 4. (ver pontos das válvulas de alívio na práxima pagina).0. de forma que o parafuso nem mesmo “sente” o ciclo. ou outros componentes atinjam a exaustão. que normalmente estaria coberta por um dispositivo ou guarnição de segurança. tem uma política de ter tudo “trancado . A linha pontilhada representa a pressão no parafuso.3 Remoção dos dispositivos de segurança. Em casos extremos. As espeficações de torque para parafusos usados nos equipamentos da Schwing são encontradas na seção de apêndice deste manual. isso pode fazer com que as mangueiras e os acoplamentos se rompam. tenha absoluta certeza de que a máquina está desligada e a chave para ligá-la está em seu boldo. AGORA quando você ajusta a pressão criando um bloqueio hidráulico. você deve colocar um aviso “NÃO OPERAR” nos controles ou sobre o interruptor de acionamento.Manutenção pg 6-7 . a tensão no parafuso foi aumentada acima da força máxima do ciclo de tarefas.etiquetado” atenha-se a ela. o parafuso “B” duraria muito mais que o parafuso “A”. peças e suprimentos que você usou e evacue a área de pessoal. depois de proceder a manutenção. terão problemas com a máquina e começaram a causar mais problemas aumentando as especifiações de ajuste da válvula de alívio. você deve tomar um cuidado extra para sua própria segurança e de seus colaboradores.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 4 Dicas Gerais de Manutenção de Torque 4. o parafuso no exemplo “A” fica esticado e relaxado a cada ciclo de tarefas que são exigidas. Na medida em que o dispositivo onde está o parafuso desepenha suas funções normais. Para estas situações. E você tiver que colocar suas mãos. porque o parafuso é sumbmetido a uma pressão sob a força máxima do ciclo. No exemplo “B”.organizado .1 Especificações Quando você desempenhar a manutenção que requeira remoção e substuição de parafusos. Algumas vezes você terá que remover uma guarnição de segurança ou outro dispositivo de segurança para poder proceder os trabalhos de manutenção. Se a sua companhia. Enquanto você está ajustando a válvula de alívio. (veja a Figura 2). 2. e então colocá-lo no valor apropriado. Siga as regras estritamente. O aspecto principal a ser observado é: algumas vezes as pessoas que não conhecem bem o funcionamento do equipamento. Quando isso não ajuda. tenha em mente que este é um procedimento perigoso e que você deve se lembrar do potencial de problemas que este ajuste pode causar. você deve começar ajustando virando o dispositivo de ajuste para o valor mais baixo possível.1 Seção 6 .

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO

Valvulas de alívio localizadas no bloco NG-20
Valvula de bloqueio do bloco NG-20 Valvula de alivio da inversao suave (soft switch) - 80bar

Valvula de alivio principal - 300bar

T

X3
P2 PR PP XP XB B1 A1 XR XA A

MP P1 T1

mainsoft.eps

P

3

A3

1 XA A2

B

S-1 S-2 S-3

T3 B3 1 XB
X X

B2

1 B

Valvula de alívio localizada no bloco duplo

Bloco duplo

Valvula limitadora de pressao
p e de limit nta rio) umenti-hora A A ( ress ao

e de limit inui rio) Dim ( hora

pres

sao

2.0.1

Seção 6 - Manutenção

pg 6-8

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO

5

Manutenção Preventiva
Nota! Há um gráfico que representa a manutenção mostrado no apêndice deste manual, que começa na página 7-200.

5.1 Manutenção
Diária

5.1-1 5.1-2

Cheque os níveis e condições dos lubrificantes e resfriadores do caminhão. Siga as recomendações do fabricante em relação a quantidades e tipos. Drene o sistema de ar abrindo os drenos no fundo dos tanques de ar. Isto se torna especialmente importante se houver uma chance da mistura se congelar ou ser congelada. Cheque as condições dos pneus do caminhão. Não dirija uma unidade com pneus carecas, rachados ou danificados. Veja a Figura 3. Cheque o nível e as condições do óleo hidráulico. Abasteça, se necesário, com a mesma marca e tipo de óleo. Adicione somente óleo filtrado. Se você tem uma bomba para abastecer o tanque, use-o. Se não, despeje o óleo através do filtro de retorno principal. Substitua óle que estiver com aparência de leitoso, que é um sinal de contaminação por água. Tente determinar a fonte de água, se possível. Se o óleo voltou a ficar leitoso rapidamente, como no dia anterior, então, apenas substituir o óleo não resolverá o problema, o óleo vai aparecer leitoso também no dia seguinte. Se você precisa de ajuda com idéias sobre o probema, como por exemplo, descobrir a fonte daquela água que causa o problema, ligue para o Departamento de Serviços da Schwing pelo telefone (11) 4486-8500.

5.1-3 5.1-4

Filtro de retorno Bocal de enchimento Visor nivel de oleo
1

Figura 3
Reservatório hidráulico e componentes de controle do óleo

Figura 1

Tampa de Inspecao e Limpeza
2.0.1 Seção 6 - Manutenção pg 6-9

MANUAL DE OPERAÇÃO
5.1-5

BP 401

Veja a Figura 4. Drene a água do fundo do reservatório do óleo hidráulico, abrindo a válvula do dreno localizado no fundo do rerservatório. Coloque um recipiente sob a saída da mangueira, abra a válvula, e observe o líquido à medida que este sai da mangueira. Quando o líquido mudar de água para óleo, feche a válvula. Por causa da condensação, que é agravada por grandes ciclos de aquecimento-resfriamento, é normal que uma pequena quantidade de água se acumule no tanque todos os dia, mas ela deve assentar no fundo do tanque durante à noite. A água que é drenada, deve ser clara e o óleo que se segue também deve ser claro e limpo, não leitoso.
tank.epsR

faucet.epsR

Figura 4
Dreno (acima), válvula (abaixo) usados para drenar a água do reservatório.

5.1-6

Cheque as vedações da hastes dos cilindros diferenciais. Para checar o nível de desgaste das vedações das hastes, encha a caixa d’água com água acima do nível das hastes dos cilindros diferenciais (se nenhuma grade estiver instalada), ou acima dos parafusas das grades (se instaladas). Deixe a água assentar por alguns minutos. Se o óleo começar a flutuar para a superfície da água, isto indica que as vedações da hastes estão gastas. (o óleo é mais leve que a água e então ele flutuará). Não esqueça de drenar a água depois da checagem, especialmente se houver previsão de baixas temperatuas nos que se seguem. A não substituição das vedações das hastes quando necessário resultará em contami-

pg 6-10

Seção 6 - Manutenção

2.0.1

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO
nação no óleo hidráulico pela água da caixa d’água que entrará pelos orifícios causados pelo desgaste, contaminando também os tubos dos cilindros, as buchas guias, os pistões e os anéis de vedação dos pistões. O material que se desprende dos itens acima mencionados também se torna contaminante, acelarando ainda mais o desgaste. Sem verificação, este desgaste destruirá totalmente um cilindro diferencial, por exemplo. Normalmente você só terá um novo kit de vedações após um ou dois dias. Portanto, não negligencie esta verificação.
5.1-7

Todo dia você deve inspecionar visulamente os parafusos da válvula rock e das manchetas de borracha. Observe se há alguma coisa errada. Se você ver algo suspeito, desligue o caminhão, ponha a chave em seu bolso e remova a tampa da caixa d’água ou a grade da tremonha e inspecione com uma chave de boca. Se você descobrir que estão frouxos, aperte-os com uma chave de boca com as especificações de torque encontradas na página 7-193 na seção apêndice deste manual. Não esqueça de recolocar a grade da tremonha e/ou as tampas da caixa d’água antes de usar a máquina novamente. Lubrifique a válvula rock e os mancais do agitador. Isso pode ser feito no local da obra como está descrito na seção de operações deste manual que começa na página 5-109, desde que você tenha se lembrado de trazer a sua pistola de graxa e os tubos de lubrificantes com você. Lubrifique os mancais Rollix do Mastro e o pino oco. Isso também pode ser feito no local da obra, como está descrito na seção de operações deste manual, que começa na página 5-109. opcional, cheque o resrvatório de graxa todos os dias para ter certeza de que há graxa o suficiente para o desempenho desse trabalho.

5.1-8

5.1-9

5.1-10 Se a sua unidade foi equipada com um sistema de lubrificação automática

5.1-11 Inspecione visulamente a unidade para ver se há danos ou vazamentos diaria-

mente. Os reparos devem ser feitos antes da unidade entrar em operação.
5.1-12 Uma vez por dia você deve preencher o a lista de checagem de manutenção

5.2 Manutenção
Semanal

5.2-1

para ver se deve entrar em processo uma manutenção semanal, mensal, semianual ou anual. Lubrifique o mastro. Há 55 pinos de lubrificação no mastro. Cada um deles deve ser preenchido até que a graxa ultrapasse a área do suporte. A localização de cada pino de lubrificação é mostrada no Item 5 da página 7-198 na seção de apêndice deste manual. Se você tem um auto-lubrificador instalado, você deve ainda lembrar de abastecer o reservatório de graxa da bomba com graxa pelo menos uma vez por semana. (Mas cheque se há graxa todo os dias). Cheque a espessura das paredes da tubulação do mastro uma vez por semana. Ela deve ser testada com um ultrassôm. Estes aparelhos estão disponíveis nos fornecedores de controle de qualidade e testes de equipamentos e na companhia Construction Forms (conforms). A Conforms tem a sua própria marca e modelo, o UT-100. Outro modelo de marca comum é o Krautkramer-Branson. Cheque o nível de óleo no compressor de ar, se a sua unidade for equipada com um destes. Há um indicador de nível no compressor com esse propósito. (Veja a Figura 5). Cheque a porca de tensão na válvula rock uma vez por semana. Para checar esta porca, remova o parafuso de 16 mm, rosqueie a porca de tensao manualmente e vire-a no sentido horário. Há muitos furos para o parafuso de aperto no espaçador que fica atrás da porca de tensão. O objetivo

5.2-2

5.2-3 5.2-4

2.0.1

Seção 6 - Manutenção

pg 6-11

MANUAL DE OPERAÇÃO

BP 401

Por

et ca d

ens

aR ao d

ock

Figura 5
Montagem da porca de tensão da válvula rock

é que você coloque o parafuso de aperto o mais distante que você puder quando a porca de tensão COM A MÃO. Se a porca de tensão girar somente o suficiente para alcançar parte do trajeto para um novo furo, então gire-a de VOLTA PARA O FURO ANTERIOR. Não ponha uma chave de boca na porca de tensão para fazer com que ela vá para um novo orifício. Super apertar a porca de tensão causará um desgaste prematuro na vedação de saída. A porca de tensão se ajusta livremente à válvula rock na ponta da vedação de saída. O Desgaste no anel de corte é compensado automaticamente pela mola de pressão . Recoloque e aperte o parafuso de aperto. Você NÃO TEM que apertar o parafuso de aperto de acordo com as especificações de torque que são normalmente usadas para parafusos. Certifique-se porém, que o parafuso está apertado o suficiente e que ele não cairá.
5.2-5

d. e. f. g. h.

Rotacione o anel de corte. Na verdade, ele é mais dependente do tipo de concreto e do números de jardas cúbicas bombeadas do que do tempo estipulado, mas você deve checá-lo se para ver se há desgaste pelo menos uma vez por semana, e rotacioná-lo como necessário. Para rotacioná-lo: Primeiro desligue o motor do caminhão e ponha a chave em seu bolso. Veja a Figura 5 Remova o grampo de 6” entre a curva de saída e o cotovelo de 6”. Remova a cunha da curva de saída e afaste-a do cotovelo de 6 ”. Afrouxe a porca de tensão como foi explicado no ponto 5.2-4. (Veja a Figura 6). Afrouxe os 7 parafusos da tampa com algumas voltas, mas não remova os parafusos.

pg 6-12

Seção 6 - Manutenção

2.0.1

BP 401

MANUAL DE OPERAÇÃO

Par

afus

os

mpa a Ta d

Roc

k

Figura 6
Parafusos da tampa da válvula rock

i.

Empurre para a frente na extremidade do cilindro de giro da válvula rock. Devido a ele ter um ponto de pivot simples, ele empurrará a válvula rock para trás em direção a tampa que foi afrouxada. Se você encontrar alguma resistência não force. Você pode gentilmente posicionar a válvula rock de volta à tremonha, assim que você remover a grade da tremonha. j. Remova a grade da tremonha. k. De dentro da tremonha, bata o anel cortante para a fente, em direção a placa óculos. O anel deve ficar solto. (Se não, afrouxe os parafusos da tampa um pouco mais, e então, posicione levemente a válvula rock para trás um pouco mais. Rotacione o anrl em 90 ° no sentido horário. (Não importa para qual lado você vai rotacionar, mas para não esquecer para que lado você rotacionou da última vez, nós recomendamos que toda vez você tente no sentido horário. De forma que a rotação sempre o levará para um novo lado). l. Cetifique-se que o anel está centrado na válvula rock. Aperte levemente os parafusos da tampa, se necessário, mas certifique-se que o anel não está posicionado de qualquer jeito. m. Verifique se não há partículas entre a tampa traseira e o encaixe da válvula rock (Se houver, limpe). Aperte os parafusos da tampa o suficiente para trazer a placa de volta para o encaixe da válvula rock. E então aperte cada parafuso igualmente, usando uma chave de boca de torque. Alterne os parafusos que você está apertando, como se estivesse apertando os parafusos de uma roda de um carro. As especificações de torque destes parafusos é de (M24 x 60, 8.8 dureza) é de 610 pés/lbs. n. Recoloque a grade da tremonha. Parafuse-a em seu devido lugar.

2.0.1

Seção 6 - Manutenção

pg 6-13

Recoloque o tampão de enchimento. Cheque a montagem do parafuso que prende a cunha da curva de saída uma vez por semana.2-6 Lubrifique as peças mecânicas móveis com óleo.3-1 em SOLVENTE LIMPO. até que a tampa seja recolocada em seu local de origem. Em um minuto. q. Limpe a tampa do respiro da caixa de engrenagens.2-7 5. p. c. Por favor não faça isso com o motor ligado. Desligue o motor do caminhão e ponha a chave em seu bolso. (Item 2 na Figura 8). Aperte o parafuso de aperto. Remova o respiro do filtro. c. adicione óleo (90W engrenagem lube). Reinicialize a unidade.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 o.0.2-4.1 . Feche a curva de saída e instale a cunha.3 Manutenção Mensal 5.Manutenção 2. o limpador irá funcionar. Desempenhe os passos listados no Ponto 5. dobradiças e alavancas de válvulas. Não esqueça de instalar a presilha.3-1. 5. b. d. Remova a tampa do acionamento do giro do mastro. b. etc.3-2 antes de recolocar a tampa da caixa de engrenagens. e. na medida em que você for expondo um ponto crítico. Instale o grampo de 6” e a presilha.3-2 a. O óleo deve estar visível a cerca de 1/2 polegada abaixo da margem do orifício de preenchimento da tubulação. o respiro e a tampa da engrenagem pinhão. NÃO USE GASOLINA. Não recoloque o plug ainda. Movimente o mastro para a esquerda e para a direitas várias vezes. 5. Isto se aplica aos pinos de travamento dos pés de apoio. Remova o plug de enchimento e checagem da caixa de engrenagem (item 3). Se necessário.3-1 a. Cheque o nível de óleo na caixa de engrenagens do giro do mastro . e então cheque novamente o nível de óleo conforme as instruções do ponto 5. Aperte a porca de tensão de acordo com as instruções no 5. ou com um lubrificante do tipo WD-40. (Veja a Figura 7) Verifique se a máquina está instalada em uma posição razoavelmente plana. pg 6-14 Seção 6 . 5. Lubrifique o respiro e o tampão de enchimento do ponto 5. d.

Ponha a chave do painel de controle traseiro “remoto/local” na posição “local”. c. Acione o motor do caminhão e ponha o PTO e a transmissão na engrenagem como se você fosse bombear concreto. f.3-3 Cheque o nível de fluido da caixa de distribuição. Ligue o agitador. cilindros de transporte e toda a estrutura do caminhão.4 hp estão sendo convertidos em calor.0.3-5 Aqueça previamente o óleo hidráulico 5. Use óculos de proteção quando estiver ajustando as pressões. se você tentar). coloque o motor do caminhão no RPM completo.1 Seção 6 . você pode solicitar uma usando o código 10004680 (válvula) e 30303432 (tubo). Localize a válvula de bloqueio do agitador e feche-a. removendo o respiro (item 1) e despejando-o pelo topo. Mudanças de pressão podem indicar problemas em um ou mais componentes. cerca de 5. Cheque os apertos dos parafusos e porcas. Se necessário acrescente óleo. você não pode usar a bomba de concreto ou circuito do mastro para pré-aquecer o óleo hidráulico (eles param de drenar óleo. Usando a chave no painel de controle traseiro. remova o plug (item 2). Para aquecer o óleo à temperatura de operação: a. (Veja a Figura 11).3-4 Cheque as pressões hidráulicas 5. a bateria de bombeio.Manutenção pg 6-15 . Certifique-se de que as tampas da caixa d’água estão instaladas na caixa d’água. d. Em ponto morto (aprox. Feche a válvula de bloqueio (também conhecida como registro esférico ou válvula de um quarto de volta). Esta caixa de engrenagens usa o óleo 90W lubrificante de engrenagens. os tanques de óleo e de água. Os ajustes de pressão devem ser feitos com o óleo à temperaturas normais de operação (40° a 60° C). Cheque a estrutura do chassi. e. Certifique-se que o caminhão está em um solo de nível razoável. Nota! Se a sua unidade não tem uma válvula de bloqueio. Para checar ou ajustar a pressão da válvula de alívio principal. Veja a Figura 7. Desligue a bomba de concreto quando o manômetro de temperatura no painel de controle traseiro mostrar a temperatura de 40° C.3-7 a.BP 401 Unidades acima de 450 l/m MANUAL DE OPERAÇÃO 5. Com o motor desligado e a chave no seu bolso. O Circuito da Bomba de concreto Schwing de modelo BPL 401 é projetado para ser operado à uma pressão máxima de 300 bar (4350 PSI). a tubulação de transporte. rachaduras e outras anormalidades. O óleo deve estar no nível do fundo da caixa. ponha o concreto na posição “avanço”. 600 rpm). As especificações para todas as pressões de circuitos são encontradas nos esquemas hidráulicos na seção de apêncide deste manual. c. Cheque todas as pressões hidráulicas. Não é recomendado usar o controle remoto para seguir os seguintes procedimentos: b. O agitador não será capaz de girar e o óleo será forçado a ir para a válvula e alívio. Contate o Departamento de Serviços da Schwing para instruções sobre instalação. cilindros diferenciais. Usando a chave da bomba de concreto “avanço/ neutro/ retorno” no painel de controle traseiro. Cheque a pressão da bomba de concreto (BPL 0618) 5. A unidade não irá dar mais 2. g. A pressão é limitada pela válvula de alívio principal que está localizada na frente (na direção da cabine do caminhão) e no bloco de comando principal. b. 5.3-6 Devido a um sensor de pressão e corte regulados.

i. e então repita os passos de i. Ponha a bomba de concreto na posição de “avanço” novamente. segure o registro enquanto você estiver apertando a porca). mas vai desenvolver máxima pressão novamente. como for requerido. como mostrado.1 . n. Abra a válvula de bloqueio.0. j. desparafuse o registro de ajuste várias vezes de forma que a pressão não fique tão alta quando você identificar o problema. Neste caso. Afrouxe a porca de aperto da válvula de alívio ajustando o parafuso (isto vai requerer uma chave de boca sextavada de 13mm). Encaixe e parafuse a alavanca para dentro para aumentar a pressão e para fora para diminuir. Retorne a bomba para a posição “neutro”. Aperte novamente a porca de aperto. Deve ser de 300 bar.Manutenção 2. até que a pressão esteja a 300 bar. Leia a pressão que aparece no manômetro. de um ciclo. m. pule este passo. o. há algum problema hidráulico. Se necessário mais ajuste. Se isso se tornar um problema.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 Figura 7 Válvula de bloqueio da bomba de concreto h. e então o cilindro da rock se retrairá. SC pg 6-16 Seção 6 . (Este passo é necessário porque o aperto da porca tende a aumentar a pressão. A máquina não vai ciclar desta vez. retorne a bomba para o modo “neutro”. l. Leia a pressão no manômetro. NOTA ! Se você não consegue ajustar a pressão até 300 bar. k. O óleo não terá lugar para se movimentar exceto sobre a válvula de alívio principal. Se não for necessário nenhum ajuste. Contate o departamento de Serviços da Schwing para obter instruções sobre como prosseguir. pegue a transmissão e o PTO da engrenagem e desligue o caminhão. Retorne a bomba para a posição “neutra” se precisar de ajuste ou não. Vire o registro da válvula de alívio para ajustar a pressão. Retorne as RPM do caminhão para o ponto morto. até 1. ou vá para outros ajustes de pressão.

................................. Inspecionar danos e vazamentos Checar se a manutenção está nos prazos DI SM ME TR SE AN BP 401 cápitulo Quando a lâmpada acende............................................................................ Quando a água estiver entrando constantemente nos cilindros de transporte da caixa d’água...........................................................................6 DI = diariamente..................6 Checar a porca de tensão da válvula rock .................... ............................................6 X ... TR= trimestralmente..........6 X ............... SM = semanalmente.....0...................................................6 Trocar o óleo na caixa de distribuição ......1 Trocando as Manchetas SC pg 6-17 Seção 6 .............MANUAL DE OPERAÇÃO MANUTENÇÃO AGENDADA Item Trocar o filtro de retorno principal Trocar o filtro de óleo do mastro Checar os níveis de fluidos do caminhão Drenar os resíduos dos tanques de ar Checar os pneus do caminhão Checar o fluído hidráulico Drenar os resíduos do tanque hidráulico Checar as hastes do cilindro diferencial Checar os paraf..6 Lubrificar peças mecânicas móveis ..... X .................................................................. X..........6 Trocar o óleo em função da idade da máquina .........................6 Checar as pressões hidráulicas Limpar as hastes do trocador de calor ....6 X .............6 Trocar o óleo na caixa de distribuição de giro do mastro .................................................. .. .6 X ............................................................................................................................................................. ME = mensalmente..........1 .............................................6 Testar o circuito da lâmpada de filtro sujo ............... você poderia observar esta situação durante a operação de limpeza.......................................................................................................................................................6 Inspec.. está na hora de trocar as manchetas......... SE = semestralmente................................................................................6 X ........................................................Manutenção 2....................................................................... ...................... ......................................................... X.6 X .........................................................................6 Trocar o óleo por razões de alteração de temperatura ........................ ............................. X..6 Limpeza completa do compressor opcional ........................................................... X ..X ............................ ................... X....... ........ AN = anualmente......................6 X . X............................. As diferenças no concreto e na pressão desempenham um papel primordial no desgaste desses componentes.................................... (Tipicamente........ da válv.................. X .....X ............. 6 Manutenção Não Programada Os seguintes itens devem ter manutenção na sua bomba............. se necess......................................................... X ........ ...... rock & manchetas Lubrificar os mancais da rock & agitador Lubrificar mancais do mastro e pino oco Encher reservatório do autolubrificador opc.................6 X .................6 X ...............................6 X .......................6 X ........................) 6................ varia dramaticamente de unidade para unidade por causa da alta gama de aplicações a que essas máquinas são sujeitas................6 X .............................. O tempo de execução dos serviços que você consegue das diferentes peças..............................6 Quando você troca o filtro de retorno ...... o anel cortante & rotacionar................. ......6 ...

Quanto mais lentas as bombas hidráulicas giram.1-3 6. mas por conta do procedimento de reinicializacão (acionado a buzina) você deve estar no painel traseiro quando for reinicializar. (Veja a fig. braços e dedos: • • • • • Não use o controle remoto para este procedimento! Desconecte-o e guarde-o na cabine.1-4 pg 6-18 Seção 6 .1-2 Aviso! Se você for deixar o motor funcionando enquanto estiver trocando as manchetas.8).Manutenção 2. Desligue a válvula de bloqueio (também conhecida como registro esférico ou válvula de 1/4 de volta). O que nos leva ao próximo ponto: Não permita que ninguém mais fique próximo aos controles quando você estiver trocando as manchetas.1-1 BP 401 Quando for trocar as manchetas. A Scwhing recomenda que você pare o motor a cada e toda vez que você puser suas mãos dentro da caixa d’água. você verá que deve “pressionar o botão de parada de emergência no painel de controle traiseiro”. você já está pulando um dos passos que fazem com que acidentes impossíveis aconteçam. Se alguém abordar você enquanto estiver trocando as manchetas. Isso dá a você controle sobre a direção de transporte dos cilindros diferenciais. Não deixe o motor ligado se sair. você deverá colocar suas mãos na caixa d’água várias vezes.0. Drene a caixa d’água.1 .m do motor para o mínimo possível. mais lentos os cilindros diferenciais se movem. NOTA! No texto que se segue. O interruptor liga/desliga do controle local da bomba de concreto e a chave manual para ativar a bomba de concreto estão localizados em posições que torna impossível ativá-las enquanto suas mãos estiverem na caixa d’água. Selecione uma engrenagem menor do que a engrenagem de bombeamento na transmissão do caminhão. A chance de amputação cresce se mais de uma pessoa estiver próximo da unidade. Se você sair e deixar o motor ligado.p. você deve tomar as seguintes precauções para evitar amputação de mãos. e reduza as r. 6. Estes mecanismos apenas aumentarão a segurança se não houver mais do que um homem executando esse trabalho. pare de trabalhar até que a pessoa saia do local. não é prático usar a chave que está localizada próximo à caixa d’água. Remova as tampas da caixa d’água e os parafusos da grade de proteção. Não se distraia quando estiver sozinho. Você ganha tempo extra no caso de algo inesperado acontecer. Portanto.MANUAL DE OPERAÇÃO 6. Para retirar as manchetas velhas 6. Há também uma chave de parada de emergência perto da caixa d’água.

Você vai precisar delas para executar este passo. Pare o motor e ponha a chave em seu bolso. Você pode 2.fechado Válvula de Bloqueio Ball cock grooves. Uma chave de boca de 55 mm (ou 2”) e outra de 24-30 mm foram fornecidas com a unidade.aberto Figura 8 Válvula de bloqueio da bomba de concreto 6. Deixe cerca de 1.9. Figura 9 Retraia a haste do cilindro do lado do motorista para dentro da caixa d’água e deixe 1/2 polegada de curso 6.1-5 Veja a fig.0. o que permitirá que você remova o espaçador.1 Seção 6 .eps Gire alinhado com portas .1-7 Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro. Retraia a haste do cilindro diferencial do lado motorista quase toda para dentro da caixa d’água. Fixe a chave de 55mm no espaçador para não permitir que a parte montada gire.Manutenção pg 6-19 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Gire perpendicular (90°) às portas .1-6 6.5 polegadas de curso.

0. Finalize.1-8 Certifique-se que toda a equipe de trabalho e as ferramentas estão fora da área da caixa d’água e então.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 encostar o cabo da chave na carcaçã da caixa d’água. (Veja a fig. Libere o botão de parada de emergência e reinicie o circuito de para de emergência. Nota! Se isso acontecer acidentalmente. (Veja a fig. retraindo a haste do lado do motorista. você terá que removê-la. Pare o motor e ponha a chave em seu bolso. 6. Libere o botão de parada de emergência e reinicie o circuito de parada de emergência. Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro. Remova o espaçador da caixa d’água. Ligue para o departamento de Serviços da Schwing pelo número (11) 4486-8500 para obter instruções sobre este procedimento.Manutenção 2. Lentamente estenda a haste do cilindro até que ela toque a flange da mancheta de borracha. batendo-a e empurrando-a até a válvula rock.1-9 Figura 11 Remova o espaçador 6.11).10).1 . pg 6-20 Seção 6 . O espaçador irá cair. Desparafuse os parafusos 4 M20 que fixam a montagem. ligue o motor do caminhão. Figura 10 Remova os parafusos do espaçador 6.1-10 Reinicie o motor. Tome cuidado para não deixar a mancheta de borracha cair no cilindro de transporte.

Um parafuso M12 x 45 com porca cairá neste rasgo e permitirá que você puxe a mancheta para fora. O encaixe deve ser justo.13). Pare o motor e ponha a chave em seu bolso. (Veja a fig.1-11 Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro. 2.12. e reinicie o circuito de parada de emergência. 6.Manutenção pg 6-21 . e observe que a flange da mancheta e a flange do cilindro são mostradas do lado de fora da caixa d’água para maior clareza da ilustração). ram install fig 1 Figure 13 Lentamente traga a mancheta para dentro da caixa d’água 6. Libere o botão de parada de emergência. (veja a fig. 6.1-12 Reinicie o motor. Lentamente retraia a haste do cilindro até que a mancheta esteja liberada do cilindro de transporte.1-13 Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 6. Remova a porca e o parafuso. o espaçador. Pare o motor e ponha a chave em seu bolso. Figura 12 Mostrando a remoção dos parafusos nos encaixes das flanges. Há um rasgo na flange da mancheta que irá se alinhar com um rasgo da flange do cilindro.1 Seção 6 . mas não há necessidade de se apertar a porca com ferramentas.0.1-14 Limpe e inspecione os parafusos e cones de limpeza. e a flange do cilindro. Substitua qualquer peça gasta ou danificada por outras novas. e a mancheta ficará livre para vir até a caixa d’água.

APERTE APENAS COM OS DEDOS. porque o excesso será retirado pelos cilindros de transporte durante a instalação. Isso dá a você uma margem de segurança extra de 6 a 8 polegadas quando você estender o cilindro para encaixar no espaçador. Nota ! É importante que você instale o espaçador na mancheta nova primeiro. até que haja espaço para instalar o espaçador. Novamente.1-21 Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro. sem suas ferramentas. não a flange do cilindro. Não há problema se você colocar muita graxa. BP 401 6.MANUAL DE OPERAÇÃO Para instalar as novas manchetas. Lentamente retraia a haste novamente. Deixe o produto secar.1-17 Com o motor ainda parado. Alinhe os rasgos.Manutenção 2. e reinicie o circuito de parada de emergência. Remova a porca e o parafuso.1-18 Ligue o motor. 6. Mova lentamente o cilindro para onde a flange toca o pg 6-22 Seção 6 .1 . 6.1-20 Ligue o motor. Aplique Loc-tite 242 ou produto equivalente nos 2 parafusos M20. você terá uma boa chance derrubar acidentalmente a mancheta nova nos cilindros de transporte e ela irá tão para o fundo que você não será capaz de apanhá-la.1-10 para obter informações sobre este problema. mas a flange montada ainda está exposta o suficiente para que se remova a porca e o parafuso. e coloque a porca e o parafuso para fixar a montagem. Veja o ponto 6.1-22 Ligue o motor. Libere o botão de parada de emergência. ram install fig 2 Figura 14 Lentamente empurre a mancheta nova para o cilindro 6. fixe a nova mancheta à flange do cilindro.1-19 Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro. aplique uma película de graxa limpa nas novas manchetas. E se você fixar primeiro a flange do cilindro.1-15 Aplique Loc-tite (ou outro produto equivalente) nos parafusos M20. 6. (Veja a fig.14).1-16 Enquanto o produto estiver secando.0. Pare o motor e ponha a chave em seu bolso. 6. Coloque o espaçador sobre a flange da nova mancheta. você deve ajustar a porca apenas com seus dedos. 6. Pare o motor e ponha a chave em seu bolso. Lentamente estenda o cilindro até que a mancheta esteja instalada no cilindro de transporte. Libere o botão de parada de emergência e reinicie o circuito. Libere o botão de parada de emergência e reinicie o circuito de parada de emergência. 6. Instale os dois parafusos M20 (com Loc-tite) E OS CONJUNTOS DOS CONES DE LIMPEZA.

6. Tome cuidado para não empurrar muito para dentro! (Veja a fig.1-23 Pressione o botão de parada de emergência no painel de controle traseiro.0. incluindo o jogo de cones de limpeza. Desta forma você pode mudar o lado novo para o lado que se desgasta mais e o lado velho para o lado que se desgasta menos. os cilindros de transporte foram desenvolvidos para serem trocados de lado. você deve aperá-los com o torque específico para parafusos M20 10. Com cilindros de transporte de 230 eles estão gastos a 233. você deve identificar o desgaste nos cilindros antes que eles fiquem muito finos ou quebre em pedaços. se você solicitou uma unidade com cilindros de transporte de 8”.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO espaçador. Se isso acontecer você pode inutilizá-los. porque nela encosta a maior parte do concreto. ram install fig 3 Figura 15 Mova o cilindro devagar para encostar no espaçador. Se for fazer isso.9 (420 pés/lbs). Você talvez tenha que rotacionar levemente o espaçador para alinhar os furos dos parafusos com a flange do cilindro. Normalmente é a extremidade que fica do lado da válvula rock que se desgasta primeiro.Manutenção pg 6-23 . Quando estiverem alinhados. revista os 2 parafusos M20 remasnecentes com Loc-tite e instale. 6. 2. Por exemplo. eles estão gastos. etc. Quando o diâmetro atingir 203mm.1-25 Abra a válvula de bloqueio.1-24 Repita os passos 6. eles na verdade são de 200 mm. 6. Pare o motor e ponha a chave em seu bolso.1-3 até o passo 6. Assim que os 4 parafusos estiverem instalados.1 Seção 6 . pois estariam estruturalmente muito fracos para suportar a pressão no lado da caixa d’água. Por esta razão. dobrando a vida útil da peça. Os de 180mm estão gastos a 183. Contate o Departamento de Serviços da Schwing pelo número (11) 4486-8500 caso precise de uma cópia do boletim.15). e nunca recebe concreto. A ação atual de troca e alinhamento dos cilindros de transporte foi o assunto de um boletim de serviço.1-23 para a mancheta do lado do passage- iro.2 Trocando os cilindros de transporte vula fechada. Observe que a unidade não ciclará com esta vál- 6. Eles são considerados gastos quando o diâmetro interno aumenta 3 milímetros acima das especificações de um cilndro novo. O face do lado da caixa d’água fica em boas condições. dependendo da máquina. Os cilindros de transporte também se desgastam eventualente. Este procedimento ainda se aplica atualmente.

.

..................................BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 7. 7-11 9 Nomogramas ..................................................................................................7-39 Seção 7........ .....................7-37 12 Esquema Hidráulico ........................7-6 5 Checklist de Manutenção ..................................................................................................7-6 4 Tamanho das Chaves e dos Acoplamentos .....7-9 7 Espessura Mínima das Paredes da Tubulação ..............................................7-8 6 Terminações Soldadas / Comparação de Acoplamentos......7-2 2 Especificações de Torque para Parafusos Métricos..............................7-19 10 Glossário de Termos......................................................................................................7-3 3 Kit Recomendado de Mangueiras de Emergência ...............7-29 11 Material de Leitura Adicional .....................................Apêndice 2.......7-38 13 Esquema Elétrico .......................................................................................................................Bomba de Concreto .........................................1 ...............7-10 8 Tabelas de Rendimento...........................................Apêndice Tabela de Conteúdos 1 Gráfico de Viscosidade do Óleo Hidráulico ............................................................................................0.............

0. o óleo fica mais espesso quando a temperatura é baixa e mais fino. observe a variação do óleo VG-46 abaixo.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 7.Apêndice 2. Como você pode ver.1 .eps Viscosidade minim permitida -30 -22 -20 -4 -10 14 0 32 10 50 20 68 30 86 40 104 50 122 60 140 70 158 80 176 90 194 100 212 110 230 120 248 ( C) -40 ( F) -40 C = graus Celsius F = graus Fahrenheit pg 7-2 Seção 7. 1 Gráfico de Viscosidade do Óleo Hidráulico O quadro abaixo mostra a relação entre a temperatura do óleo e sua viscosidade. • O limite de resfriamento representa a menor tempreatura na qual o óleo é fino o suficiente para fluir dentro das bombas hidráulicas. A boa variação está entre erca de 50° C a 76° C. mas pode precisar de atualização de tempos em tempos. (princípio da cavitação) • A viscosidade mínima permitida representa a temperatura mais quente na qual o óleo será espesso o suficiente para fornecer lubrificação e vedação. Esta documentação é correta e adequada para sua máquina quando ela deixa a fábrica . espesso o suficiente para proteger os componentes do sistema). quando a temperatura aumenta. O quadro mostra o limite de resfriamento a -8° C (18° F). Qualquer valor mais quente significa que os componentes terão contato de aço para aço. Apêndice O Apêndice contem a documentação técnica de sua máquina e de seus sistemas. Para um exemplo de como ler este quadro. • A boa viscosidade de operação é a variação da viscosidade do óleo onde este melhor desempenhará suas propriedades (fino o suficiente para fluir facilmente. Um pouco mais frio e as bombas não serão capazes de fazer a sucção do óleo. e a viscosidade mínima permitida como a 90° C (194° F). Temperatura do oleo hidraulico ( C) -40 -30 -20 -10 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 120 Limite de resfriamento (oleo muito grosso) Congelamento da agua Ebulicao da agua 0 10 VG 8 6 VG 6 4 VG 2 3 VG 2 2 VG Boa viscosidade de operacao temp chart.

0.Apêndice pg 7-3 .9 de dureza ft-lb (N-m) 12. a menos que uma especificação diferente de torque for indicada para um procedimento em particular.5 Passo = 1.5) 17 (23) 33 (44) 56 (77) 90 (122) 139 (189) 199 (270) 282 (383) 385 (522) 485 (657) 731 (990) 963 (1305) 1328 (1800) 1660 (2250) 2192 (2970) 11 (15. reporte-se a seção de aperto de parafusos na seção de manutenção deste manual.5 M 33 x 3. Se não houver uma escala digital.9 de dureza ft-lb (N-m) M6x1 Exemplo M 8 x 1. As tabelas devem ser seguidas.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO O seguinte gráfico mostra as especificações de torques de aperto para os parafusos usados nos equipamentos da Schwing. Uma chave de boca com indicador de torque deve estar calibrada adentro de 1% de seu valor indicado através de sua variação.5 M 36 x 4 M 39 x 4 Note: esta tabela nao se aplica aos mancais e cilindros hidraulicos. 2 Especificações de Torque para Parafusos Métricos Tamanho da chave = 13 mm Especificacoes de torque para parafusos e porcas Para rosca metrica normal Tamanho do parafuso Tamanho da chave (mm) 10 13 17 19 22 24 27 30 32 36 41 46 50 55 60 8. Para mais informações sobre esse assunto. Revisado em 11/96 2. Os parafusos devem ser torqueados a cerca de 4% do requisitado se a chave tiver uma escala digital. os parafusos devem ser torqueados dentroe de 6% do requistado.8 de dureza ft-lb (N-m) 10. Por exemplo.5 M 20 x 2.25 M 10 x 1.5) 24 (32) 48 (65) 83 (113) 133 (180) 206 (279) 286 (387) 405 (549) 551 (747) 697 (945) 1030 (1395) 1395 (1890) 1860 (2520) 2391 (3240) 3122 (4230) 12 (18) 29 (39) 56 (76) 96 (131) 156 (212) 242 (329) 332 (450) 472 (639) 644 (873) 810 (1098) 1196 (1620) 1627 (2205) 2192 (2970) 2790 (3780) 3653 (4950) Bolt torque-course.738 ft-lb.355 N-m.eps M 14 x 2 M 16 x 2 M 18 x 2. As especificações de torque são muito importantes para o funcionamento apropriado da máquina.5 M 12 x 1. Conversao: 1 N-m = 0. um parafuso para ser torqueado a 200 pés/libras deve estar dentro da variação de 192 a 208 pés-libras para a escala digital da chave de boca. que começa na página 6-154.1 Seção 7. 1 ft-lb = 1.75 Diam = 8 mm 7 (10.25 mm M 22 x 2.5 M 24 x 3 M 27 x 3 M 30 x 3.

5 M 24 x 2 M 27 x 2 M 30 x 2 M 33 x 2 M 36 x 3 M 39 x 3 13 17 17 19 19 22 24 27 30 32 36 41 46 50 55 60 18 (24) 37 (50) 36 (49) 62 (84) 59 (80) 96 (131) 149 (203) 226 (306) 315 (428) 432 (585) 531 (720) 764 (1035) 1096 (1485) 1461 (1980) 1793 (2430) 2325 (3150) 26 (35) 54 (73) 50 (68) 90 (122) 86 (117) 143 (194) 219 (297) 322 (437) 452 (612) 611 (828) 764 (1035) 31 (41) 63 (86) 60 (81) 106 (144) 103 (140) 169 (230) 259 (351) 379 (513) 525 (711) 697 (945) 897 (1215) 1096 (1485) 1295 (1755) 1561 (2115) 1827 (2475) 2059 (2790) 2391 (3240) 2524 (3420) 2989 (4050) 3321 (4500) 3852 (5220) Bolt torque-fine.1 .5 M 14 x 1.5 M 16 x 1.5 M 10 x 1.5 M 18 x 1.9 de dureza ft-lb (N-m) 12. Revisado em 11/96 pg 7-4 Seção 7.5 M 20 x 1.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 Especificacoes de torque para parafusos e porcas Para rosca metrica fina Tamanho do parafuso Tamanho da Chave (mm) 8.eps Nota: esta tabela nao se aplica aos mancais ou cilindros hidraulicos.738 ft-lb.Apêndice 2.9 de dureza ft-lb (N-m) M8x1 M 10 x 1.355 N-m. Conversao: 1 N-m = 0.5 M 22 x 1.25 M 12 x 1.0. 1 ft-lb = 1.8 de dureza ft-lb (N-m) 10.25 M 12 x 1.

25 13 17 19 22 24 27 30 32 36 41 46 13 (18) 27 (36) 46 (62) 73 (99) 113 (153) 163 (221) 227 (308) 312 (423) 392 (531) 578 (783) 797 (1080) 20 (27) 39 (53) 66 (90) 106 (144) 166 (225) 229 (311) 325 (441) 438 (594) 559 (758) 830 (1125) 1129 (1530) 23 (32) 46 (62) 80 (108) 126 (171) 193 (261) 269 (365) 379 (513) 518 (702) 651 (882) 963 (1305) 1295 (1755) M 10 x 1.0.739 ft lb.eps 12.5 Especificacoes de torque DYCHROMATE 500a Para rosca metrica fina Tamanho do parafuso Tamanho da chave (mm) 8.8 Dureza ft-lb (N-m)b 0.9 Dureza ft-lb (N-m) 12.5 M 18 x 1.9 Dureza ft-lb (N-m) M8x1 M 10 x 1. 2.75 Diam = 8 mm M 14 x 2 M 16 x 2 M 18 x 2.8 Dureza ft-lb (N-m)b 10.25 M 12 x 1. Converssao: 1 Nm = .5 M 22 x 1.5 M 20 x 1.25 mm M 22 x 2.5 M 14 x 1. a. b.5 M 20 x 2.25 M 12 x 1.5 M 12 x 1.5 M 16 x 1.1 Seção 7.9 Dureza ft-lb (N-m) Exemplo M 8 x 1.5 M 24 x 2 M 27 x 2 M 30 x 2 13 17 17 19 19 22 24 27 30 32 36 41 46 15 (20) 29 (40) 28 (38) 50 (68) 48 (65) 80 (108) 120 (162) 179 (243) 249 (338) 339 (459) 443 (587) 611 (828) 863 (1170) 21 (29) 43 (58) 41 (56) 73 (99) 70 (95) 116 (158) 176 (239) 256 (347) 352 (477) 478 (648) 598 (810) 25 (33) 50 (68) 48 (65) 86 (117) 83 (113) 133 (180) 206 (279) 299 (405) 412 (558) 559 (758) 697 (945) 863 (1170) 1030 (1395) 1244 (1685) 1428 (1935) Revisado em 11/96 Nota: Esta tabela nao se aplica aos cilindros de giro e cilindros hidraulicos.Apêndice pg 7-5 .9 Dureza ft-lb (N-m) a torqDacC.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Chave = 13 mm Especificacoes de torque DYCHROMATE 500 Para rosca metrica normal Tamanho do parafuso Tamanho da chave (mm) 8.00 M 10 x 1.5 M 24 x 3 M 27 x 3 M 30 x 3. Dychromate 500 significa tratado com Teflon ou prateado.5 Passo = 1.

Mantenha o interior das mangueiras limpo até que você necessite delas. então. tampando as pontas e mantendo-as em seus lugares. A sujeira introduzida em um sistema hidráulico ao se instalar uma mangueira com sujeira pode causar uma variedade de problemas na operação da sua unidade.eps 17mm 22mm 30mm 36mm 46mm 60mm 17mm 19mm 27mm 32mm 41mm 55mm 1 3/16" 1 7/16" 1 13/16" 2 3/8" 1 1/16" 1 1/4" 1 5/8" 2 3/16" Acoplamentos Banjo pg 7-6 Seção 7.1 . Os tamanhos podem mudar. Diametro 8 13 16 20 25 32 Comprimento 2400mm 3600mm 3200mm 1500mm 2500mm 1000mm Codigo 10059237 10064293 30319319 10049964 30347677 10000226 Tamanho 25 apenas em Unidades HiFlo 4 Tamanho das Chaves e dos Acoplamentos Este quadro tenciona ser um guia na seleção da chave de boca apropriada quando você for apertar as peças hidráulicas encontradas nos equipamentos Schwing. Acoplamentos Straight Tamanho do TAMANHOS CORRETOS DAS CHAVES DE APERTO acoplamento Corpo do Porca acoplamento ou tubo TAMANHOS AMERICANOS APROXIMADOS DAS CHAVES DE APERTO Porca 11/16" 7/8" Corpo do acoplamento 11/16" 3/4" 8mm 12mm 16mm 20mm 25mm 38mm fitting wrench size.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 3 Kit Recomendad o de Mangueiras de Emergência Nós recomendamos que você sempre tenha pelo menos uma mangueira de cada para uso caso alguma estoure no local da obra. Cada comprimento listado representa a mangueira mais longa de cada diâmetro usadas na unidade e instaladas na fábrica.0.Apêndice 6 hose lengths 2. use apenas como um guia de referência.

Apêndice pg 7-7 .eps 22mm 22mm 27mm 30mm 32mm 41mm 50mm 70mm 7/8" 7/8" 1 1/16" 1 3/16" 1 1/4" 1 5/8" 2" 2 13/16" 15/16" 1 3/16" 1 7/16" 1 13/16" 2 3/8" 7/8" 1 1/16" 1 1/4" 1 5/8" 2 3/16" 7/8" Chave Fixa 12mm-R3/8" 16mm 25mm 38mm 22mm 30mm 46mm 60mm 24mm 30mm 46mm 65mm 22mm 27mm 41mm 55mm 1 3/16" 1 13/16" 2 3/8" 1 3/16" 1 13/16" 2 9/16" 1 1/16" 1 5/8" 2 3/16" 2.1 Seção 7. Tampa 19mm 19mm 22mm 24mm 27mm 32mm 41mm 55mm Porca 11/16" 7/8" 7/8" 7/8" Corpo do acoplam.0.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Chave Soquete Tamanho do tubo ou acoplamento TAMANHO METRICO CORRETO DAS CHAVES DE APERTO TAMANHO AMERICANO APROXIMADO DAS CHAVES DE APERTO Porca 17mm 22mm 22mm 22mm 30mm 36mm 46mm 60mm Corpo do acoplam. Tampa 3/4" 3/4" 7/8" 15/16" 8mm 12mm-R1/4" 12mm-R3/8" 12mm-R1/2" 16mm 20mm 25mm 38mm BANJO fitting size.

.......... X.. Inspecionar danos e vazamentos Checar se a manutenção está nos prazos DI SM ME TR SE AN cápitulo Quando a lâmpada acende ..............6 Lubrificar peças mecânicas móveis .....................X .................................................... ..................................................................................................................... ............................................ ....................................................................................................6 Trocar o óleo na caixa de distribuição .X ................6 Trocar o óleo na caixa de distribuição de giro do mastro.......... SE = semestralmente................6 X......0.............................................X ................................ rock & manchetas Lubrificar os mancais da rock & agitador Lubrificar mancais do mastro e pino oco Encher reservatório do autolubrificador opc............................ .......... da válv........................................6 X....6 Trocar o óleo em função da idade da máquina ... X .............................................................................MANUAL DE OPERAÇÃO 5 Checklist de Manutenção BP 401 A seguir temos um cronograma normal de manutenção recomendado (após a quebra no período) MANUTENÇÃO AGENDADA Item Trocar o filtro de retorno principal Trocar o filtro de óleo do mastro Checar os níveis de fluidos do caminhão Drenar os resíduos dos tanques de ar Checar os pneus do caminhão Checar o fluído hidráulico Drenar os resíduos do tanque hidráulico Checar as hastes do cilindro diferencial Checar os paraf....................................Apêndice 2......................................... ....................................... se necess............................6 Quando você troca o filtro de retorno .......6 DI = diariamente................................................ ............. X......................................... SM = semanalmente.1 ..........6 X...................................................................................6 Inspec......................X ................ pg 7-8 Seção 7.......................................................X .....................6 X...................... X...6 Trocar o óleo por razões de alteração de temperatura ..............................................................................................................................................6 ..............................6 Checar a porca de tensão da válvula rock .................................. X........................6 X.............................................6 Checar as pressões hidráulicas Limpar as hastes do trocador de calor ................6 Limpeza completa do compressor opcional ............... TR= trimestralmente....................................................................................................................................... o anel cortante & rotacionar................6 X....... ......... ...... ..................... AN = anualmente.................... ...................................6 X............................................................6 X........................................6 Testar o circuito da lâmpada de filtro sujo ...................6 X.. X ..............6 X......................6 X................................................................. ME = mensalmente..................6 X....

METRICO 4.0. A resistência do tubo e dos acoplamentos também deve ser levada em consideração. COM RASGO (VICTAULIC) NOTA: Todas as classificações de pressão listadas acima referem-se a tubos de 5 polegadas (125 mm) em condições de novos. Os acoplamentos tipo macho-fêmea tem um alcance mais alto de pressão (até 2900 psi).1 Seção 7 . . Os acoplamentos com rasgo foram projetados somente para pressões de 500 PSI. Não há grampo que fará com que dois tubos sejam acoplados.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 6 Terminações Soldadas / Comparação de Acoplamentos O quadro mostra uma comparação entre as terminações dos acoplamentos mais comuns Nenhuma das terminções podem ser acopladas entre si. Acoplamentos de trabalho pesado são projetados para pressões até 1500 PSI. A face é lisa e não encosta os tubos. O pequeno rasgo é difícil de limpar ao trocar o tubo em um trabalho. Eles a vantagem de se auto alinhar e a prova d’água quando usados com o’ring em boas condições MACHO/FEMEA O-RING (MOSTRADO COM GRAMPO) 2. A solda na extremidade se quebra antes do tubo porque o rasgo entra pela espessura da parede do tubo. eles NÃO SÃO COMPATÍVEIS COM OS ACOPLAMENTOS DE TRABALHO PESADO. e uma face cônica que encosta as seções dos tubos durante a montagem TRABALHO PESADO 3. 2. fazêndo-o fraco Os acoplamentos com rasgo NÃO SÃO RECOMENDADOS PARA O BOMBEAMENTO DE CONCRETO. Apesar de terem uma borda elevada. então um adaptador deve ser usado para alterar de um estilo para outro de mesmo sistema.Apêndice pg 7-9 . Eles têm 20% a mais de área de contato do que um acoplamento métrico. Os acoplamentos métricos foram projetados para pressões até 937 PSI. Esles tem uma área de contato 85% maior do que os acoplamentos com rasgo. Outras pressões se aplicarão a outros tubos.

350" .000 PSI. 3 A PRESSAO DEVE SER MAIS LIMITADA PELO TIPO DE GRAMPO OU TUBO USADO. 4 O DIAGRAMA É BASEADO EM 52.Apêndice 2.475" ESPESSURA DA PAREDE NOTES: 1 O DIAGRAMAMA ASSUME COMO FATOR DE SEGURANCA 3:1.175" .275" .250" .1 .150" TR 110 AT AD O 1800 TE .MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 7 Espessura Mínima das Paredes da Tubulação ESPESSURA MINIMA DA PAREDE EM FUNCAO DA PRESSAO 8 MEDIDOR 9 MEDIDOR 7 MEDIDOR PAREDE DUPLA 3/ ESCALA 40 16" (PAREDE 1/4) ESCALA 80 (1/2 WALL) 200 2800 2600 2400 2200 DB L 3000 210 190 180 170 160 150 140 130 120 100 90 80 70 60 50 40 20 Pipewall vs press eps E ED SI ST EM AR &P S SI T EM A 5" A 4" PRESSAO DO CONCRETO 1600 1400 1200 1000 800 600 400 200 0 30 10 0 BAR PSI 0 .100" 5" .325" . 2 O DESGASTE REDUZ A ESPESSURA DA PAREDE.300" . 6 O DIAGRAMA NAO LEVA EM CONSIDERACAO A FADIGA DO METAL CUSADA PELA PRESSAO DOS CICLOS. pg 7-10 Seção 7.125" . ESTE DIAGRAMA SERVE SOMENTE PARA APLICACOES DE BOMBEAMENTO DE CONCRETO E ESTA SUJEITO AS NOTAS E CONDICOES ACIMA CITADAS.200" RM 2000 IC A ME NT E S SI TE M A 6" . FATORES MAIORES PODEM SER CONSIDERADOS EM ALGUMAS CIRCUNSTANCIAS. A ESPESSURA DEVE SER CHECADA REGULARMENTE.450" . PARA QUALQUER OUTRO USO NAO É RECOMENDADA.400" .225" .0.375" .500" . 5 O GIAGRAMA SERVE SOMENTE PARA O CALCULO DE PRESSAO.075" .025" .425" .050" .

Veja também: Grade da Tremonha AWS D1. o que evita com que ele endureça. Nós poderíamos dizer que o concreto com esferas de aço tem uma densidade bem maior do que o concreto leve. os entupimentos podem criar uma situação perigosa causando alta pressão no concreto.18 deste manual. combinada algumas vezes. As causas dos entupimentos estão detalhadas na seção 6. Densidade do Material É a razão entre massa de uma substância pelo seu volume. 1 pé cúbico de concreto leve pesa muito menos do que 1 pé cúbico de concreto com esferas de aço. Veja também: Solda certiticada e EN 287-1 Tampa da Mangueira Também conhecidacomo tampa de vedção. Devido a ele armazenar energia. com esforços não coordenados de operários que não foram bem treinados para resolver o problema.0.25 da seção 9 aplicam esse código. Há várias classes de certificações. Todos os cálculos para os manuais de operação e especificações de bombas de concreto são baseados em 150 libras por pé cúbico. aconteceu o que é chamado de entupimento. 1 pé cúbico de ar pesa muito menos que um pé cúbico de água.1 Seção 7. Seções 3.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO O que se segue é uma lista com descrições de alguns dos termos usads neste manual (isto inclui um glossário de termos encontrados na seção de apêndice do manual de segurança): 10 Glossário de Termos Acumulador Um dispositivo hidráulico que armazena energia em forma de fluido com potência da mesma forma que um capacitor armazena energia elétrica. cada 2. ele deve ser drenado e despressurizado antes do trabalho de bombeamento começar no atuador do acumulador ou no sistema hidráuico. O seu propósito é evitar que caia material do sistema de tubulação de transporte (mais precisamente da ponta da mangueira) quando você estiver movimentando o mastro cheio de concreto sobre o pessoal e/ou propriedade ou máquinário. Operador Certificado Um operador que foi concedido que tem um certificado da Associação Americana de Bombeamento de Concreto (American Concrete Pumping Association).Apêndice pg 7-29 . 5 e parágrafos 9. Em todos os casos. o que é a massa aproximada do concreto normal com brita. É tipicamente um eixo rotatório onde várias grades foram montados.1 Especificação para solda estrutural de aço definida pela Sociedade Americana de Solda. Agitador Um dispositivo montado na tremonha para manter o concreto se movimentando. Entupimento Se a bomba está bombeando concreto e ele não está conseguindo chegar ao ponto de descarga. Por exemplo.

Alguns condutores.1 seções 3. Veja também : Pressão Máxima Condutores Materiais que conduzirão eletricidade. mais o teste para normas de segurança que é igual para todas as categorias de certificações. por exemplo). (Energia de 35 milliamperes. Esta é uma medida de volume.A. Abreviado dB. fibra de vidro. Veja também : Eletrocução Nível Permitido de Decibéis Um décimo de um sino. A pressão no concreto será sempre diretamente proporcional à pressão do óleo hidráulico no circuito da bomba de concreto. Qualquer pessoa que esteja efetuando trabalho de solda numa bomba de concreto. e parágrafo 9.25 da seção 9 E/OU EN287-1/ PREN288-3. manter recorde de direção segura e limpa. mais corrente flui por pé linear.S. mesmo os materiais que são maus condutores de eletricidade CONDUZIRÃO energia suficiente através de seu corpo com risco de morte. o alumínio. o ouro. Todos esses condutores tem uma resistência ao fluxo de eletricidade que pode ser medido em ohms por pé linear. Para um operador tornar-se certificado. borracha. o aço e a água são considerados BONS CONDUTORES DE ELETRICIDADE.Apêndice 2. O quadro pode ser encontrado na seção 6. um Soldador Certificado é o profissional que se aplicou e passou no teste da Socieade Americana de Soldagem (American Welding Society) . resistem muito bem à eletrcidade. Soldador Certificado No que se relaciona a bombeamento de concreto e a este manual de segurança.1 . O ar. causaria arritmia cardíaca). a corrente irá fluir. Como se aplica a bombas de concreto. mas se a voltagem ficar elevada o suficiente. Operador Qualificado.13deste manual. etc. como o ar.(AWS) ou no teste da instituição europeia European Normal (EN) para solda estrutural de aço. é uma medida do nível de pressão do som a um metro de distância de uma fonte sonora.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 uma se relacionado a diferentes categorias de bombas. Na medida em que a voltagem fica maior. trabalhando em mastros. Veja também: Expert. cerâmica e vidro são considerados MAUS CONDUTORES DE ELETRICIDADE. 5. Pressão do Concreto A força por área que é exercida no concreto. No caso de fios elétricos de alta voltagem (8000 volts. deve ser certificado a AWS D1. ele(ela) deve passar nos testes dados que se relacionam à operação da bomba. e atender aos requisitos de experiência estabelecidos para cada categoria. desenvolveu manuais para limite de tempos de exposição a som em diferentes níveis. instalação e limpeza para cada categoria de bomba. (O raio é um bom exemplo dsso). a prata. pg 7-30 Seção 7. pés de apoio.0. O cobre. Operadores certificados são considerados operadores qualificados (em relação às suas categorias).H. a exposição constante a níveis elevados de som podem causar perda de audição. através da mesma resistência. A Instituição O. torres.

apalavra “motor” denota um dispositivo de combustão interna. Veja também : Sinalizador 2. hastes de betoneiras. Eles demonstram o seu conhecimento e habilidades ao passar no teste de requisitos de experiência da Associação Americana de Bombeamento de Concreto (American Concrete Pumping Association). Veja também: Operador Certificado Material e Corpos Estranhos Material que jamais se pensou em ser bombeado. ou em outras circunstâncias. que aparece na tremonha. onde a ou um dispositivo elétrico. incluem pequenos animais. Veja também : Movedor Primário. Eletrocução Termo Originário das palavras “Elétrico” + “Execução”. Não é para ser usado em mangueira de borracha ou seções curtas de tubos. latas de refrigerante. martelos. Veja também : Bola de Espuma Guia Um operário assistente que auxilia na manobra e posicionamento da betoneira ou bomba rebocável. Outros experts podem ter conhecimentos mecânicos master e técnicos em serviços de pós-vendas do próprio fabricante do equipamento. um expert é definido como: pessoa que. Tipicamente. bombeamento de concreto. Muitos destes itens podem criar um entupimento se forem bombeados com o concreto. Exemplos de materiais estranhos. na base de sua experiência. Veja também: Soldador Certificado Expert Como é usado neste manual. etc. e normas geralmente aceitas de engenharia mecânica. pelotas de cimento não misturadas totalmente. bem como regras de segurança ao ponto de serem capazes de avaliar equipamentos e procesos na medida em que estes procedimentos e esse trabalho se relaciona à segurança de trabalho. Bucha de Limpeza Uma bucha de limpeza é normalmente feita de um composto emborrachado com várias abas que se espandem para vedar quando é aplicado pressão sobre ele.1 Seção 7. desenvolveu o alto grau de conhecmento e habilidade nas áreas relacionadas com bombas de concreto. procedimentos de limpeza. Veja também : Condutores EN 287-1 / PREN 288-3 Código para solda estrutural de aço.Apêndice pg 7-31 .0. Isso significa literalmente morte casauda por alta eletricidade. Eles são feitos para serem inseridos em uma tubulação de aço de transporte e empurrados com água ou ar comprimido para o propósito de limpeza da tubulação. concreto endurecido que se quebra nas hastes das betoneiras. como é definido pela Norma Européia (European Norm).BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Motor de Acionamento A fonte primária de força de um sistema hidráulico. onde o motorista não pode ver o suficiente para garantir segurança em sua operação.

o trabalho deve ser conduzido por profisisonais compententes. Eletricista Licenciado Um eletricista licenciado pelo estado. Pressão Máxima Quando falamos de sistema hidrálico. a voltagem irá variar de 100. o que poderia causar entupimentos se eles fossem bombeados com o concreto. equipamentos e dispositivos relacionados.0. A grade da tremonha DEVE estar fixa em sua posição para funcionar efetivamente. tipicamente feita de barras de aço. é desenvolvida quando os cilindros diferenciais estão se movendo com a força máxima. ou município onde as conecções de eletricidade são feitas.000. Nos Estados Unidos. inspeção. Tem a função de proteger o seu corpo das peças do agitador (quando estiver em posiçao apropriada) e evitar que grandes objetos caiam dentro da tremonha.000 a 1. bombas de de concreto acionadas eletricamente operam os seus motores a 24 volt DC (baixa voltagem).MANUAL DE OPERAÇÃO Alta Voltagem BP 401 Para os propósitos deste manual. A manutenção e a inspeção são métodos para MANTER o estado desejado do equipamento. Em hipótese alguma as conecções de alta voltagem devem ser feitas por operador de bomba ou por qualquer outro operário. não é exigido que os eletricistas sejam licenciados. Quando você estiver lidando com fios elétricos que são mantidios sobre torres de aço. qualquer coisa acima de 120 volts AC será considerado alta voltagem. Pressão de concreto é sempre a força pela qual os cilindros diferenciais se movem. Em algumas localidades.Apêndice 2.800 volts de fase a fase (voltagem de disribuição). ou 13. O reparo é o método de RESTAURAR o estado ideal do equipamento. e reparos de bombas de concreto. Veja também: Pressão do Concreto pg 7-32 Seção 7. Manutenção Todos os procedimentos para o serviço. a resistência do movimento do concreto pelo tubo ou mastro cria a pressão necessária pela bomba. Quando discutimos o rendimento da bomba de concreto. Assentando os Pés de Apoio Assentamento dos pés de apoio verticalmente. que é determinada pelo ajuste sistema hidráulico da válvula de alívio. dividida pela área da seção transversal do cilindro de transporte A pressao máxima do cocncreto. então. Com bombas montadas sobre caminhão. a pressão máxima refere-se a pressão mais elevada que pode ser alcançada com os ajustes das válvulas aliviadoras de pressão.1 . e está um pouco abaixo da pressão máxima. a pressão máxima refere-se àquela que irá ser desenvolvida se a pressão do sistema hidráulico alcançar o ajuste da válvula aliviadora. e nesses casos. Grade da Tremonha Uma proteção colocada sobre a tremonha. Durante o bombeamento normal. Quando você estiver lidando com fios elétricos ou áreas industriais a voltagem será aproximadamente de 8000 volts para o solo. você deve efetuar os ajustes da forma que a unidade se assente a um nível de 3°.000 volts (voltagem de transmissão).

com margem de segurança no caso de ocorrer erros no julgamento humano ou mal funcionamento da máquina.Apêndice pg 7-33 . Administração Ocupacional de Saúde e Segurança (Occupational Safety and Health Administration). o termo “distância mínima de segurança” refere-se à distância permitida para se aproximar de um objeto. Lei de Murphy Um velho ditado que diz “Tudo que pode dar errado. naquele momento) depois da finalização do trabalho.A. logo depois o trabalho de descarga”. Equipamentos de Proteção Individual Objetos que você pode e deve usar para se proteger de riscos e perigos potenciais em um ambiente que lida com concreto e com bombamento de concreto. “Vamos almoçar.S.1 Seção 7. O. Ele pode ser o ponto de colocação do concreto (a forma que está sendo preenchida pelo concreto ou a área de limpeza. 2. a distância recomendado é de 17 pés. As áreas de atuação são obras civis e oficinas de trabalho. É o trabalho específico para o bombeamento durante qualquer período definido de tempo. Ele estabelece e reforça as normas de segurança para a indústria e o comércio.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Distância Mínima de Segurança Neste manual. E. Não permita a presença de pessoas não autorizadas nesta área por razões de segurança. norma ditada pela Associação Americana de Bombeamento de Concreto. fios elétricos etc. Essa distância pode ter outros valores em diferentes países.0. • Botas com ponteiras de aço • Luvas resistentes à mistura de cimento • Óculos de segurança • Protetores auriculares • Botas de borracha quando você tiver que pisar no concreto • Capacete rígido Ponto de Descarga A localização para a expulsão do concreto de um sistema de transporte. e no pior momento.H. Com fios elétricos nos Estados Unidos. Descarga Usada pela indústria de bombeamento de cocnreto e neste manual como um substantivo. Um departamento federal do governo dos Estados Unidos que lida com segurança do trabalho. Área Operacional A área em volta de um local de trabalho ou obra com um equipamento ou ponto de descarga onde podem ser encontrados vários pontos perigosos devido à natureza da máquina ou do processo em uso.g. dará errado.Os exemplos são: • Uniformes que se ajustem ao corpo.

e • é capaz física e mentalmete. O termo “movedor primário” é genérico e não denota motor de combustão interna nem motor elétrico.Apêndice 2. e • demonstrou suas capacidades para a sua companhia em respeito à operação em curso e manutenção da bomba e do mastro. e • se espera que cumpra as tarefas acima. Em alguns casos a rebarba pode ser que- pg 7-34 Seção 7. manutenção e procedimentos de inspeção mais a as normas de segurança pertinentes a bombas de concreto e equipamentos relacionados. e • se espera que cumpra as tarefas acimam. Operador Qualificado Um indivíduo que : • atingiu a idade mínima de 18 anos. da forma como foram designadas e de maneira segura e responsável Embuchamento Um tipo de entupimento específico causado quando o cimento e finos de concreto não estão presentes em quantidade suficiente para revestir completamente os agregados maiores e as paredes do sistema de transporte. a pedra (agregados maiores da mistura) formarão uma margem dentro do cano. Faça os reparos no seu sistema hidráulico com pessoal qualificado para o trabalho. Uma retirada de transmissão via chave pela engrenagem intermediária. Aumentar a pressão para tentar remover a margem somente resulta em forçar mais as partículas mais finas de pedras. • demonstrou suas capacidades para a sua companhia em respeito à operação em curso e manutenção da bomba e do mastro. • foi treinada para proceder reparos apropriados.1 .0. Pessoal Qualificado de Trabalho Pessoal que: • atingiu a idade mínima de 18 anos. Numa bomba de concreto é usado para desviar a potência do motor e às bombas hidráulicas. PTO Power Take Off. • foi treinado para manter e operar corretamente a bomba e o mastro (se aplicável) e.MANUAL DE OPERAÇÃO Movedor Primário BP 401 A fonte primária de potência para um sistema hidráulico. e • é capaz física e mentalmente. Por exemplo. repare o mastro inspecionados por “pessoal qualificado” antes que você procure por um soldador certificado ou inspetor de solda certificado. compondo e contribuindo para agaravar o problema. Nestes casos. da forma como foi designado e de maneira segura e responsável Pessoal Qualificado Um termo genérico usado para descrever as pessoas que são qualificadas na área de aplicação. A resistência ao movimento supera a pressão e o concreto estaciona.

Para determinar a estabilidade do solo. A válvula de bloqueio deve ser capaz de suportar a pressão máxima no concreto ajustada.1 Seção 7. Um sinaizador pode ser alguém que tem familiaridade com as normas de segurança da bomba e dos trabalhadores. O sinalizador pode então direcionar o operador a operar a unidade como é exigido pelas circunstâncias de trabalho com dois rádios ou sinais manuais. • Para remover concreto do mastro com o propósito de dobrá-lo para proceder movimentação e transporte. ou sinais manuais.16 deste manual. para um ponto de descarga. Pressão no Solo A força por área quadrada é exercida no solo pelas pernas dos pés de apoio.Apêndice pg 7-35 . e está geralmente equipado com um rádio. Um sinalizador é necessário sempre que o operador não pode ver com segurança o ponto de descarga ou a distância entre a unidade e uma área que não seja segura. varia de acordo com a composição e a compactação deste. Deve ser capaz de suportar a pressão máxima do circuito hidráulico que ela controla. Bola de Espuma Uma bucha de espuma de consistência de média a dura em forma de esfera e usada para limpar o interior das tubulações de transporte.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO brada através do bomebamento alternativo do modo avanço / retorno. por exemplo. Alguns exemplos de motivos para proceder a sucção de retorno: • Para aliviar a pressão no sistema de transporte antes de abrí-lo quando ocorrer um entupimento. Veja também : Guia Sucção de Retorno A ação de colocar a bomba de concreto no modo reverso por quaisquer e várias razões. No concreto: é uma válvula operada manualmente ou hidralicamente que evitará o fluxo de concreto em qualquer direção.0. não é outra se não a tubulação do mastro. 2. • Para limpar o mastro com uma bola de espuma após a finalização do trabalho de descarga. Veja o Quadro na seção 5. Veja também: entupimento Tubulação Separada A tubulação que esá instalada entre a bomba de concreto e o ponto de descarga. A quantidade de pressão que o solo irá suportar. Algumas válvulas de bloqueio de concreto também tem a habilidade de desviar o fluxo de concreto para uma tubulação diferente. Veja também: Bucha de Limpeza Sinalizador Um(a) sinalizador(a) é a pessoa que permanece em um ponto de onde ele(a) possa ver o ponto de descarga e o operador da bomba. com fins de limpeza. Válvula de Bloqueio Em hidráulica: a válvula que tem a habilidade de parar o fluxo ou pressão do óleo hidráulico.

colocado na base de uma subida vertical com o propósito de apoiar o peso da subida vertical. O tamanho e as condições do veículo de reboque são extremamente importantes nessas aplicações. normalmente com uma ou mais curvas dentro dele. apoio. Movimento Não Intencional Movimento da bomba. mastro. e a estabilização lateral da tubulação. ou equipamento relacionado sem um um comando planejado dado pelo operador. o termo “Véiculo de Reboque” se aplica apenas a bombas rebocáveis. (Normalmente uma jarda cúbica ou maior) . limpeza e inspeção. as cintas do matro devem estar seguras e presas. Subida Vertical Seções da tubulação de transporte de concreto que estão montadas na vertical bombeando para cima ou para baixo. reparos não autorizados ao mastro sem a permissão dos fabricantes. Veículo de Reboque Neste manual. Um exemplo de um movimento não planejado seria se um operador caísse enquanto estivesse andando com o controle remoto e acidentalmente atingisse um joystick. ou no campo de trabalho. Não Autorizado Sem autorização. ter treinamento específico nestes procedimentos e normas antes de tentar usá-los em um campo de trabalho. local da obra. Exemplos: Operação Não Autorizada do Mastro poderia ser a operação interrompida pela passagem de um adolescente ao local.MANUAL DE OPERAÇÃO Bloco para Calço BP 401 Também conhecido como “dead man”. Este é um grande bloco feito de concreto. as cintas do mastro não precisam ficar presas. Esta é a única parte do sistema de água que precisa ser direcionada para dentro da tremonha. Movimento não intencional pode ser evitado pelo desligamento do sistema hidráulico pelos dispositivos de parada de emergência quando nao estiverem em uso imediato.1 . Posição de Transporte Este termo descreve a posição do mastro quando está completamente dobrado e encostado no berço. um dos controles que causasse a movimentação do mastro. etc. válvula de concreto. O veículo que você irá usar para reboque na estrada. Para viajar. Jato de Água A fonte de água corrente atual que vem do final do bocal de uma mangueira d’água ou um esguichador de pressão. pg 7-36 Seção 7.0. Ele estabiliza e apoia a subida vertical em virutde de sua massa ser grande.Apêndice 2. ou caixa d’água para a limpeza. O bombeamento vertical têm procedimentos muito específicos de operacão. sem permissão. O Pessoal do bombeamento de concreto deve portanto. instalação. por exemplo. Veja as normas de segurança em relação a esse aassunto na seção 4 deste manual de seguança. Quando posicionar o mastro para a viagem devido a uma tempestade.

Eckardstein. 2.Apêndice pg 7-37 .0.Técnicas e Aplicações ” por Robert Allen Crepas. 11 Material de Leitura Adicional • • • “Bombeando Concreto e Bombas de Concreto” por Karl Ernst v. Inc.Um Guia Para Uso” por Robert Edwards. publicado por F. © 1992. W. Schwing America.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Esta é uma listagem parcial dos livros que foram escritos e que falam de bombeamento de concreto. Schwing GmbH “Bombeando Concreto .1 Seção 7. publicado por the Aberdeen Group “Nomogramas .

: R E V IS ÃO F OLHA % 20970514 0 - .8 S3 T ÍT ULO B3 A3 ESQUEMA HIDRÁULICO BP 401 HDR 18 DE S E NHADO V E R IF IC ADO AP R OV ADO E S C ALA AR T IG O N° T C ONJ . S chwing G mbH 35 P S I P 0.0 ZK 2 SP ZK 1 1. P R IMA - DIME NS ÕE S B R UT AS - S2 S ão P aulo .1 mm 220 bar G E mergency s top valve P 200 bar T T 55 ba r T P T 1.0 ZS 2 ZS 1 XB B XA A X3 M A G T1 T2 Y T 20 bar +5 1. AC C UMULAT OR 1200 ps i 83 bar R E V IS ÕE S DE S C R IÇ ÃO - DE S . S chwing G mbH P OS .3 mm XA A1 AR T IG O M.B ras il S ubs idiária F .W . DAT A - 0 --.: P OR DAT A A3 ROGERIO 09/02/02 A B A B Agitator G T A P (B ) 10 bar A B C oncrete P ump F orward/Off/R evers e MAT E R IAL - P .7 mm XP PP 1.4 300 bar 200 bar A10VS O 18cc A11 LR DH1 M1 L1 1.: F OR M.3 mm XB B1 B A S1 P2 XR PR 0. BR UTO (K gf) - P .1 X3 Qmax Qmin X2 X1 80 bar S MX 1. - AP R OV .2 T1 T2 MP P1 0.25 bar Y P 3.5m m 5m m R E V. LIQUIDO (Kgf) - P rotegido DIN 34-1-D R es erva de domí io n F .7 mm 1.: E QUIP .W .

W. R3 85 R7 - VM 2. RJM RJM APROV.5MM2 M T1 T2 T3 IND 1MM2 N PT 2.5MM2 30 0 1 2 DT2 25A AM 1.5MM2 VM 4MM2 17 58 15 18 VM 2. LIQUIDO(Kgf) 58R PTO 1MM2 L AZ 1MM2 54 - - TROC. Schwing GmbH LANTERNA Protegido DIN 34-1-D Reserva de domínio F.5MM2 DT1 32A VM 2. 20920631 02 . DATA 02/03/01 29/03/01 FIM DE CURSO NA TREMONHA (OPCIONAL) VM 2.5MM2 VM 1MM2 S2 VM 1MM2 0 1 2 0 1 2 + 1 1 1 + 1 + 1 1 1 DESAC.5MM2 AZ/BR 1MM2 / VD 1.5MM2 R2 2 2 2 H 2 - 85 VD 2 2 2 VM VD 1MM2 85 TA RPM CA BCO 1MM2 3 5 86 PO C CO FO 1 E-STOP 87 87a AM 1MM2 AZ 1MM2 VM 1MM2 LA 1MM2 VM 1MM2 MA 1MM2 BCO 2. BRUTO(Kgf) P.: POR DATA A2 DESENHADO VERIFICADO APROVADO ESCALA ARTIGO N° REVISÃO FOLHA RODRIGO 22/09/00 S/ESC.5MM2 CI 1MM2 30 BCO 1MM2 85 R6 86 30 85 1 87 87a 87 87a 87 R1 R1 R1 86 87 VI 1MM2 BCO 2. Schwing GmbH PL − MWM/DEUTZ − LINHA 2001 CONJ.REVISÕES REV.5MM2 13 14 15 16 6 Q °C 75ºC MOTOR 240W 86 30 86 30 30 86 2 VD 1.5MM2 2 4 86 30 AM 2.5MM2 M AM 2.5MM2 VM 2.W. 01 02 RETIRADOS BORNES 5 E 6 E RENUMERADOS OS DEMAIS DESCRIÇÃ ACRESCENTADO DETALHE DA LIGAÇÃO DAS LANTERNAS DES.5MM2 R4 PT 1MM2 2 IND 1MM2 85 PT 1MM2 VI 1MM2 VD 1.5MM2 VD 1.: FREIO POS.: FORM.5MM2 T8 S1 CHAVE DE PARTIDA T5 T6 T7 S3 (OPCIONAL) VM 1MM2 30 87a S 30 30 87a + VM 2.5MM2 AM 1. PRIMA DIMENSÕES BRUTAS MATERIAL P. ACELERA BOMBEIO REM.5MM2 BCO 1MM2 BCO 1MM2 VM 2. 86 RPM VM 87 HORA 86 COMB.Brasil Subsidiária F.5MM2 T 23 24 22 5 2 1 3 11 VM 4MM2 85 R5 85 85 E-STOP 87 12 30 B+ 50a W 30 29 32 31 36 35 38 37 E-STOP D+ °C VI 1MM2 VD 1MM2 VD/AM 1MM2 M AZ/BR 1MM2 VD/AM 1MM2 M VD/AM 1MM2 M VD/AM 1MM2 M VD 1MM2 2 MOTOR DE PARTIDA ALTERNADOR 31 D- PARTIDA LUZ HORÍMETRO PRESSÃO DO ÓLEO COMBUSTÍVEL CONTA-GIRO LUZ CONTA-GIRO CARGA NO ALTERNADOR COMBUSTÍVEL TERMOINTERRUPTOR DETALHE DA LIGAÇÃO DAS LANTERNAS FREIO 2 LANTERNA 31 SETA 58L DESACELERA ACELERA BOMBEIO ACUMULADOR PARADA DE EMERGENCIA R BCO 1MM2 ARTIGO M. DE CALOR FILTRO DE ÓLEO SUJO 1 COMANDO LIGADO - VM 1MM2 SETA TÍT São Paulo .

Índice Alfabético Seção 8 .BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 8. .Índice Alfabético .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-19 page 8-1 Section 8 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-10 explicação sobre o nº e modelo . . botas . . . . . . . . . . . . . . . . . . .4-38. . . . . . . . . . . . . . . 6-9 B Bateria de bombeio identificação dos componentes. . . . . 7-8 BP 401 avanço e retorno da bombe de concreto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-3 Especificações bateria de bombeio 0618 HDR-20 .MANUAL DE OPERAÇÃO A Acessórios para acionamento checklist . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-37 bombeamento em dias frios . . 1-3 torque parafusos. . . . . . 4-13 fase D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-42 L Limpeza caixa d´água . . . . . . . . . . 9-3 Apêndice material de leitura adicional. . . . . . . . 4-44 Anexo painel de controle principal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-29 H horímetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-24 painel de controle principal. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-2 espessura mínima da parede da tubulação . . . . . . . . . 7-38 Equipamento de proteção individual mácara. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-22 tremonha. . . . . . . . . . . . 4-37. . . . . . . . 3-10 acumulador segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-6 C Caixa d´água abastecimento. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-37 glosasário de termos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-8 Acidentes tombamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-16 circuito do agitador . . . . . . 5-16 válvula de bloqueio . . . . . 4-40 bombas hidráulicas. . . . . . . . . . . 4-6 fase A . 1-3 bloqueio . . . . . . . . . . . 4-14 E Esquema elétrico esquema elétrico . . . . . . . . . . . . 4-17 I Imprevistos checando suas bombas hidraulicas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-20.0. . . 4-20 D Diagramas de função bomba de concreto . óculos. . . . . . . . . . . . . . . . 4-23 explicação do funcionamento. . . . 9-5 Agitador válvula de controle . . . . . . . . . .4-40. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-3 F filtro de retorno . . . . . 4-25 Controles agitador. . . . . . . 7-39 Esquema hidraulico esquema hidraulico. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-16 Bomba de concreto filtro de óleo . . . . . . . . . . 4-20 pressão de ar no reservatório de água . . . . . 5-5 para bombeamento checklist . . . 5-22 segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-10 limpeza . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-29 tabela de viscosidade do óleo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-9 fase B. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-23 G glossário de termos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . .4-39 J K kit de mangueiras de emergência . . . . .Alphabetical Index 2. . . protetor auricular. . . . . . . . . . . . . . . 4-10 fase C. . . . . 7-10 checklist de manutenção programada . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-1 T Tremonha montagem com o eixo agitador . . . . 6-19 manual de segurança. . . . . . . . . . . . capa número e modelo . . . . . . 6-9 N Normogramas normogramas para bombeamento. . . . 1-3 O Operação manual de operação do equipamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-42 S Segurança manual de segurança.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO Lubrificação eixo agitador e valvula Rock . . . . . 5-1 P Painel de controle painel de controle principal . . . . . . . . . . . .0. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-44 U V Valvula limitadora de ciclos. . . . . . . . . . . . . . . . . . 6-8 de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4-40 de óleo hidraulico . . . . . . . . . 4-42 Q R Reservatorio de água pressurizado. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5-13 M Mancheta troca .1 Section 8 . . . . . . . . . .Alphabetical Index page 8-2 . . 4-29 2. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7-19 número de série. . . . . . . . 4-20 painel de ar pressurizado . . . 3-1 até 3-70 manutenção preventiva. . . . . . . . . . . . 5-16 limitadora de pressão . . . . . . . . . . . . . . .

......Instruções Rápidas Tabela de Conteúdos 1 Localização dos Dispositivos de Controle da Unidade ..................................................1 ......Instruções Rápidas 2.......... 9-5 pg 9-1 Seção 9 .........BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO SEÇÃO 9 ....... 9-4 3 Cuidados com o Acumulador de pressão ..........0........... 9-3 2 Localização dos Dispositivos de Controle da Bateria de Bombeio ...

0.Você deve ler e entender o restante do manual antes de operar a máquina.Instruções Rápidas 2.1 . PRESTE ATENÇÃO AOS AVISOS MOSTRADOS NOS ADESIVOS! pg 9-2 Seção 9 . Estas instruções rápidas são fornecidas apenas para deixar você familiarizado com a localização dos dispositivos e fornecer uma compreensão básica da instalação e da operação. A operação correta e segura foi esmiuçada nos capítulos deste manual.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 SEÇÃO 9 Instruções Rápidas NOTA! Estas instruçoes não tencionam substituir o restante do manual de operações. As bombas de concreto são máquinas complexas com dispositivos hidráulicos que podem ser perigosos se não forem operados e mantidos de forma apropriada e segura. Elas devem ser mantidas junto a unidade para referência e consulta rápida.

Visão Geral da Máquina . (Veja Figura 8) Painel de controle 4 Conector femea FIGURA 8 Conector macho 2 Alavanca do agitador 1 Alavanca de bombeio Bombeio (para cima) Reversao (para baixo) Anti-horario (para cima) 6 Manometro 5 Chicote eletrico iclo N∫ c nta orario) e Aum nti-h (A Horario (para baixo) ∫ cic ui N ) iminhorario D ( lo Acelera (horario) 7 Valvula reguladora de ciclos pg 9-3 Desacelera (anti horario) 3 Botao do acelerador manual (motor auxiliar) 2.MANUAL DE OPERAÇÃO BP 401 1 Painel de Controle Reune o painel elétrico e os demais componentes de controle do equipamento.1 Seção 4 .0.

Valvula de seguranca 1.Tampa de acoplagem Rock 17.Caixa de agua X B 3X B 2A 3B 2B 1B 1B X X 2T 3T R X 2P M P R P X A 1P X 1A 1T 3P 1B 3A P X X 1A 2A B X 3T 3B 2B 1B 1B X X 23 .Valvula limitadora 80bar 10.Valvula Rock DETALHAMENTO DA VALVULA DE CONCRETO 15.cil.Valvula de bloqueio do bloco NG-20 de pressao 20bar T 2P P M 7.calco 27.BP 401 MANUAL DE OPERAÇÃO 2 Bateria de bombeio/ Valvula de concreto Abaixo está identificado os principais componentes da bateria de bombeio e da valvula Rock.1 .Tubo de desgaste pg 9-4 Seção 9 .Valvula de bloqueio do agitador 5.Tubo de saida 29.0.Valvula de bloqueio do bloco NG-20 11.Instruções Rápidas 2.Bloco de comando NG20 3X 2T 1P P M T R X 2P P R P M A X A 1A 1T 3P 1P 1B 3A P X 1A 3.Acumulador de pressao 2.Placa oculos 18.Guarnicao de borracha 26.Cilindro diferencial 6. 12.Tubo de transporte 14.Placa de revestimento ring de vedacao 24.Carcaca da Rock 21.Anel de pressao 22.Bloco MPS 8. hidr. p/ acion.Anel de corte 16.Tampa traseira da valvula Rock 19.Grampo de trava da tampa p/ esgotamento caixa d Ægua 13.Conexao para checkup 9.Rock DN-165/ 135 20. da Rock 4.Flange de vedacao 28.Tampa de escoamento FIGURA 9 25.

BP 401 Trocando os acumuladores MANUAL DE OPERAÇÃO 0.1 Você deve checar a carga dos acumuladores a cada 6 (seis) meses ou a cada 1000 horas de uso. que mostra o adesivo para o carregamento correto de acumuladores. Os Acumuladores somente devem ser carregados com nitrogênio seco. elas diminuem o ponto fulgor do óleo causando explosões. Certifique-se que você leu todas as instruções na seção 6 deste manual de operações antes de verificar ou carregar os acumuladores. Já morreram pessoas usando ar comprimido ou oxigênio ! ADVERTENCIA EXPLOSAO CAUSADA POR CARREGAMENTO IMPROPRIO DO ACUMULADOR PODE LVAR À MORTE OU SERIOS DANOS! * Siga exatamente as instrucoes de carregamento! * Use SOMENTE nitrogenio seco no acumulador! * NUNCA use oxigenio ou ar comprimido! explosion warning. pois na medida em que as moléculas de oxigênio se combinam ao óleo hidráulico.eps Figure 46 Adesivo de Alerta de Explosão pg 9-5 Seção 9 .1 .0.Instruções Rápidas 2. Jamais use ar comprimido ou oxigênio. Observe também a Figura 22.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->