Você está na página 1de 7

ATUAO SOCIAL DA IGREJA

DEFINAO POBREZA
CIRCUNSTNCIA ECONMICA NA QUAL UMA PESSOA CARECE DOS RECURSOS BSICOS PARA SATISFAZER AS MNIMAS NECESSIDADES DE ASSISTNCIA MDICA, ALIMENTAO, MORADIA, VESTURIO E EDUCAO.

JESUS EXIGE NOSSO ENVOLVIMENTO PESSOAL NO CUIDADO COM A NECESSIDADE DOS OUTROS O BRASIL TEM 16,27 MILHES DE PESSOAS EM SITUAO DE EXTREMA POBREZA, O QUE REPRESENTA 8,5% DA POPULAO.

DE ACORDO COM O IBGE, DO CONTINGENTE DE BRASILEIROS QUE VIVEM EM CONDIES DE EXTREMA POBREZA, 4,8 MILHES TM RENDA NOMINAL MENSAL DOMICILIAR IGUAL A ZERO, E 11,43 MILHES POSSUEM RENDA DE R$ 1 A R$ 70.

DESIGUALDE SOCIAL
A DESIGUALDADE SOCIAL SE RESUME, EM MUITOS COM POUCO E POUCOS COM MUITO; ELA ACONTECE QUANDO A DISTRIBUIO FEITA DE MANEIRA INADEQUADA, SENDO QUE ENQUANTO A MAIOR PARTE DO DINHEIRO FICA COM A MINORIA, A MAIORIA SOFRE COM A DIVISO SALARIAL.

ATUAO DA IGREJA
POR QUE A IGREJA PRECISA SE ENVOLVER COM AO SOCIAL?

UMA RECOMENDAO BIBLICA, E PARTE DA MISSO INTEGRAL DA IGREJA E DEVE SER ACOLHIDA COMO FRUTO NATURAL DE UMA F INTEGRAL QUE TEM, PELO MENOS, TRS ELEMENTOS ESSENCIAIS: AFETIVO (ESFERA DOS SENTIMENTOS, DAS EMOES); COGNITIVO (ESFERA DA RAZO) COMPORTAMENTAL-NORMATIVO (ESFERA DA AO)