Você está na página 1de 1

A HISTRIA DA HISTRIA EM QUADRINHOS Histria em quadrinhos... quando ser que ela comeou? com a primeira histria do Donald? Ou do Mickey?

No, muito antes, amigos... na era das cavernas! J na Pr-Histria o homem primitivo desenhava, nas paredes das cavernas em que morava, cenas de sua prpria vida: homens armados de lana, correndo atrs de um bisonte. Eram desenhos contando uma histria, a histria de suas caadas. Assim comearam as histrias em quadrinhos. Muito tempo depois, no Egito, sua escrita, os hierglifos, j eram uma mistura de letras e desenhos em continuao. Os monumentos egpcios trazidos pelo Imprio Romano - como a "Coluna de Trajano" mostram, numa sucesso de desenhos feitos numa coluna de pedra, como o fara construiu uma pirmide para seu tmulo, glorificando seu governo. Essa historieta comea l em cima e vem se desenvolvendo at embaixo. A histria em quadrinhos - ou comics, nos Estados Unidos,bande dessine, na Frana, fumetti na Itlia surgiu, tal como a conhecemos hoje, com a inveno da imprensa. Os primeiros jornais quase que s traziam texto; as ilustraes eram raras. O desenho era includo ocasionalmente nos artigos e havia trs tipos de ilustrao: a caricatura, o desenho de um objeto ou retrato de uma pessoa e o que reproduzia, de maneira realista, o acontecimento descrito no texto. A caricatura era quase sempre de carter poltico, refletia a opinio do jornal sobre personalidades famosas ou fatos histricos. A ilustrao das reportagens ou narrativas reproduzia sempre o que estava contado no texto. Os editores de jornais americanos comearam a notar que o pblico preferia os textos com imagens. As duas maiores empresas jornalsticas eram lideradas por Pulitzer e Hearst, nos fins do sculo XIX. Foi Pulitzer o primeiro a dar oportunidade a um desenhista de quadrinhos. Chamava-se Richard Outcault, e passou a apresentar (no jornal World), The Yellow Kid (O Garoto Amarelo). As aventuras desse personagem eram mostradas por meio de desenhos em quadros sucessivos. O que mais sensao causou foi o aparecimento do texto dentro da prpria imagem, circundado por um trao que se fechava apontando para a boca do personagem. Esse artista lanava, assim, em 1896, uma das tcnicas fundamentais da histria em quadrinhos: o "balo". Hoje a histria em quadrinhos tomou conta do mundo inteiro e no s diverte crianas, jovens e adultos, mas tambm estudada nos cursos de comunicao, ela que um poderoso meio de comunicao pela imagem-texto.