Você está na página 1de 3

PONTOS DE EXÚ

“Laroiê”
Unhas grandes, braços fortes
Seu Tranca Tudo vem trazendo a boa sorte
Unhas grandes, braços fortes
Exú Caveira vem trazendo a boa sorte
Unhas grandes, braços fortes
Todos Exús vem trazendo a boa sorte
(segue com os nomes dos Exús que trabalham no terreiro)

Lá na porteira vou deixar meu sentinela } bis


Vou deixar Exú Caveira tomando conta da cancela } bis
Lá na porteira vou deixar meu sentinela } bis
Vou deixar seu Tranca Tudo tomando conta da cancela } bis
(segue com os nomes dos Exús que trabalham no terreiro)

Exú Caveira vem tomar chochoê } bis


Vem Exú Caveira vem tomar chochoê } bis
(segue com os nomes dos Exús que vão baixando no terreiro)

Exú é do querer, querer


Na hora grande é que eu quero ver
Exú é do romper da aurora
Seu Tranca Tudo é quem manda agora
Exú é do querer, querer
Na hora grande é que eu quero ver
Exú é do romper da aurora
Exú Caveira é quem manda agora
(segue com os nomes dos Exús que vão baixando no terreiro

Ainda não era meia noite


Quando o malvado passou
Vestido de capa preta
Dizendo que era doutor
Mas ele é Exú
Dizendo que era doutor

Soltei meu pombo na pedreira não pousou } bis


Foi pousar na encruzilhada
Exú Caveira é quem mandou

Exú que tem duas cabeças


Mas ele traz sua gira com fé
Uma é da banda do inferno
E a outra é do Senhor Nazaré

Quem nunca viu venha ver


Caldeirão sem fundo ferver
Deu meia noite cemitério treme
Catacumba racha e o defunto geme

Exú foi no inferno com sapato de algodão } bis


O sapato pegou fogo Exú ficou de pé no chão } bis

Botei na encruzilhada um despacho pra você


Uma galinha preta com azeite de dendê
Ai Ai ai quero ver quem pode mais
Ai Ai Ai quero ver quem vai vencer
Quem anda na macumba tem que ter seu protetor
Mais cedo ou mais tarde
Vai virar borocochô.
ai ai ai quero ver quem pode mais
ai ai ai quero ver quem vai vencer

Eu mandei calhar um caixão de amarelo


Pra entregar pro Tranca Rua
No portão do cemitério
(substitui-se o nome do Exú por outro)

Marola onde vai com esse prato


Eu vou para a encruza dar comida a meu Santo
Uma garrafa de azeite de dendê
E uma galinha preta pra Exú comer

Meu galo preto do pé amarelo


Meu galo preto do pé amarelo
Quando ele canta faz tudo que eu quero
Quando ele canta faz tudo que eu quero

Exú fez uma casa sem porteira e sem janela


Até hoje não achou
Morador pra morar nela

PONTOS PARA EXÚ TRANCA RUA


O Sino da igrejinha faz delém, dlem dlom
O Sino da igrejinha faz delém, dlem dlom
Deu meia noite o galo já cantou
Seu tranca Rua que é dono da gira
Oi corre gira que Ogum mandou
**************
Tranca rua chorou
Chorou mas não se arrependeu
Ele matou seu patrão
Com uma gargalha Sexta-feira da paixão

Oh luar, oh luar
Oh luar ele é o dono da rua
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão da Tranca ruas

PONTO PARA EXÚ SETE ENCRUZILHADAS

Seu sete, seu sete


Seu sete encruzilhada
Presta conta e leva conta
No romper da madrugada

PONTO PARA EXÚ DO LODO

Na beira da praia eu vi Exú


O meu corpo tremeu todo
Arriei o seu marafo
Saravei Exú do Lodo

PONTO PARA EXÚ CAPOEIRA

O galo bateu asa e cantou


Na hora que o Capoeira chegou
Se esse galo não cantase
Muita gente não sabia
Saravá seu Capoeira
Antes de romper o dia

PONTOS PARA POMBAGIRA E CIGANA

O Pomba Gira eu preciso de você


Vamos jogar o jogo da amarelinha
Se eu perder eu te pago
Se eu ganhar você é minha

Pomba Gira é
Mulher de sete maridos bis
Não mexa com ela
Ela é um perigo

Pomba Gira vem tomar Chochoê } bis


Na barra da sua saia corre água e nasce flor

Rainha das setes encruzilhadas


Nem que for de madrugada
Quero falar com você
Trouxe uma rosa vermelha
Um cigarro com filtro
E uma champanhe rose

De vermelho e preto
Vestindo a noite um mistério traz
De colar de ouro brinco dourado a promessa faz
Você pode ir você pode vir
Peça o que quiser
Mas cuidado amigo ela é bonita ela é mulher } bis
E no canto da rua rodando rodando rodando está
Ela é moça bonita girando girando girando lá
Oi girando lá ô lê lê
Oi girando lá ô lá lá

PONTO PARA MARIA PADILHA

Eu já mandei fabricar
Um baralho de ouro
Para a Padilha jogar
Embaralho eu embaralho ah
Embaralho eu
Deixa a Padilha jogar

PONTOS PARA DESPEDIDA DE EXÚ


Exú bebeu Exú curiô
Exú vai embora que a banda chamou

Os Exus se despedem e vão embora


Os Exus se despedem e vão embora
É na boca da mata
É na encruzilhada que eles moram

Você também pode gostar