P. 1
NBR 10700 - 1989 - NB 1201 - to de em Em Dutos e Chamines de Fontes Estacionarias

NBR 10700 - 1989 - NB 1201 - to de em Em Dutos e Chamines de Fontes Estacionarias

|Views: 1.559|Likes:

More info:

Published by: Jonney Marques Mondini on Nov 01, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/08/2013

pdf

text

original

Cópia não autorizada

C6pia

impressa

pelo Sistema

CENWIN

PLANEJAMENTO CHAhlIN&

DE AMOSTRAGEM EM OUTOS DE FONTES ESTAClONhllAS Procedimsnto

E

01.043 NBR 10700

JUL11999

SUMARIO 1 Objetivo

2

Documenta compkmentar

3 Dafiniqdes 4 Condigbes gemis ANEXO - Fipuras

1

OBJETIVO

Esta tes
2

Norma fixa estacionirias

as condisoes de poluiF;o
COMPLEMENTAR

exigiveis do ar.

para

0 planejamento

de amostragem

em

fan -

DOCUMENT0

Na aplicagao

desta

Norma 6 necesssrio de construcao, do Trabalho, de

consultar: e reparos. da Portaria ‘3214, do
Minis -

NR-18 - Obras terio

demoliG5o

08/06/1978.

3

DEFlNlCdES

Para 3. I

OS efeitos !Yio:u

desta

Norma, I da

sao adotadas

as definicoes

de 2.1

a 2.9.

cj’f?“““tona

,%1:te mostrc&
de transformasao e sua frequ6ncia.

Tempo de duragso

de urn processo

Fluxo

no qua1 as linhas

60

sao paralelas

ao eixo

longitudinal

do duto

ou

chami -

3.3

RwssOo

de

ve iccidacie

Diferenga

entre
de

a press:0
amcstragem

total

e a press50

estitica.

3.4

vazao

Relaczo

entre
de

a aliquota
w7los tr"'>pm

do efluente

gasoso,

a ser analisado,

pelo

tempo.

3.5

3wn

Qualquer a coleta
Oripm:

SiStema

montado

especificamente

corn componentes determinar.

necessaries

e adequados

de amostras
ABNT - 1: SOl.03-1189

de que se deseja
INB.1201)

c&l - Cornit6 Brarileiro de Minera@ BMetalurpia
c&l: 601.03 - Cornis& de Estuda ds Amostrfwm em Chaminb N9R 107M) - Ducts and stacks - Pkming of samplin(l Of stationary Descriptor: ramplinp. ducts and sb~cb. datiOnarV t0)uICBI. SISTEMA METROLOGIA, E QUALIDADE NACIONAL DE so”rca* - Rocedure

I I

ABNT

- A!5iSOClACAO DE NORMAS 0

BRASILEIRA TECNICAS

NORMALIZACAO INDUSTRIAL

~~~~~~~~~~~~ CDU:

duto. chamin6.

fonta estaciondria. Todos 01 dir&a

NER 3 rsrwador

NORMA

BRASILEIRA

REGISTRADA 7 p&has

629.522.001.4

g) verificaGa0. modificado dade e elevada 3 . ou chamin. e acessorios. 4 4. complexa.2OV e da equipe gc.2.6 OpLfilcio nzdidor de vazcic Medidor uma placa 3. basica: de amostragem o local de amostragem deve apresentar a seguinte em Anexo. nccl?ssOriu ‘Jo ioc?a7. h) determinagao i) 4.hrl Componente ndvel da sonda. parsmetros devem ser observados: .2 defini&To rvhLrn das dimensoes dos furos da quantidade da equipe ba-s7:cu amostragem de trabalho. de combustive1 utilizado. internas para reais do duto e suas ou charnine. do tremde (110/2. b) escada c) de acesso 5 plataforma. loco. de amcs tiwpm I?l~frYr-&: Para a execugao infra-estrutura a) plataforma dos trabalhos. Equipamento 3. e) caracteristicas f) geometria do flux0 do duto in gasoso.w. o diferencial de press%3 entre cada urn dos lados de Gasometro para a mediG: de volume de gas. dispositivos de isamento eletrica d) fontes e) protegao 4. e suas caracteristicas gerais. contra condigoes adversas.1 CONDIC6ES GERAIS preii.w gas’oso fornece informaGes bisicas para viabi amostragem . IocalizaCEes.envolvendo que 520 de informasoes corn tecnicos preliminares. e sua localizagao.C6pia 2 Cópia não autorizada impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10700/1999 3. d) produGo.9 Boqxi i.+~~apTes A amostragem a necessidade em fontes estacionarias constitui uma atividade mencionadas abaixo.im~:nnr 0 estudo lizar preliminar do efluente OS scguintes a amostragem.8 Pitot Pitot "S" para ser utilizado em fluxes gasosos contend0 alto tear de umi concentragao de material particulado.~icarcs i~.5OOW). das areas def ini- das em reunioes implicadas: a) caracteristicas b) materias-primas c) tipo do ciclo utilizadas operational. por onde i captado o material a ser analisado.3 de energia dos equipamentos do efhnte Istsdo pre!.7 de vazao dotada que emprega de urn orificio.

n&was ou goticulas. b) press&s verificar veis de velocidade: se as press6es do de velocidade. a) b) c) d) orificio gasomet pi tot medidores uma do tren listagem itens e/au se de amnst~wgem de todos OS equipamentos e acessorios necessaries. para o local de amostragem.4. n& por promove exemplo: alter-a&s sublimacao fisico-qui e decom - material 4. c) temperatura: verificar num mesmo o perfil ponto.4. necessario.4.4 OS relacionados. 4. avaliar no trem a possibilidade de amostragem deentupimento devido a concentraG5o ou aumento ou de natureza perda do de carga material particulado. da temperatura na se$o transversal e sua variagao d) pressso medir eststica: a pressao estatica.aval micas posig50). seguintes e acessorios equipamentos: que foram separados.Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10700/1989 3 a) condisks verificar de fluxo: a estabilidade do fluxo e se o mesmo 60 6 ciclhico. gasoso: particulado para de evitar no efluente.1 “mpcm& Fazer Separar lnspecionar Cal ibrar. iar no se a temperatura particulado no filtro (coma. mixima e minima sao compa t -i corn o manometro equipamento.4. f) composiG:o .4. excesso particulado associan de troca para a do flux0 de gasoso. limpar OS equipamentos 0s de vazk.3 4.4 4. OS equipamentos e 4. .5 acessorios Acondicionar a serem e transportar utilizados. .avaliar do-a de material de amostragem quantidade insuficiente material pesagem. ‘5”.2 4.estimar a massa g) caracteristicas . e) umidade: estimar verificar a umidade a existkcia dos gases: molecular do a concentracao corn filtros o tempo ou e vazao poluente de dos no efluentes efluente gasosos. de temperatura. medidor ro.

~ANEXO .7 4.5.4. de condishes local de amostragem.C6pia impressa pelo Sistema CENWIN Cópia não autorizada 4.1 cina Montar Selecionar Seg”Pa??ca Devem o trem de amostragem e realizar o teste de vazanento.6 4.5. de proteG:o @I Seguranca e Medi- do Trabalho. ser seguidas bem coma deve receber do as as recomenda&ks Normas e usar da NR-18 relativas da Empress.5 4.2 acordo individual. a boquilha da equip adequada.4. A equipe corn as de Seguranga OS equipamentos 4.

0 piso da plataforma dew ser totalmente uniforme.votus: a) b) C) 4 e) lnstalar tomada de 110 V.Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10700/1989 5 ANEXO . FIGURA 1 . Providenciar escada de acesso e equipamento para elevar a plataforma o material necessario para as coletas (80 kg). dew possuir protesao lateral (tipo marinheiro).~ se exceder 4 m. e 25OOW.FIGURAS .Plataforma de amostragem pra dutos veTticBis ~FIGURA 2 . A escada de acesso. A plataforma dew possuir proteGao lateral at& a altura de 1 m. no piso da plataforma.

Pbtafarma da amostragem pwa dutos horizontair ~FIGURA 3 .C6pia impressa 0 Cópia não autorizada pelo Sistema CENWIN NBR 107001198B CORTE Aa no pisn ”I 1 Dim*ndes am mm FIGURA 2 .

Platatorma de amostra~~rn para dutor inclinados .Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10700/19B9 7 FIGURA 3 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->