Você está na página 1de 13

Genética Docente : Jefferson Castro

Discentes:
Gelza Ferreira Souza Greice Kelle R. da costa Isabela de Almeida Silva Isaias B. Vitorino Rafael B. da silva

 com expressividade variável intra e inter familial.  De 1/10. Antoine Bernard-Jean Marfan. . Aproximadamente 30% dos casos são esporádicos e o restante familiar.CARACTERÍSTICAS  A Síndrome de Marfan foi descoberta pelo pediatra francês.000 indivíduos.  sem predileção por raça ou sexo. em 1896.  Trata-se de uma síndrome genética e hereditária com transmissão autossômica dominante.

SINTOMALOGIA DE MARFAN QUANTIDADE DE CASOS Aracnodactilia Dilatação do arco aórtico Luxação do cristalino 70% Luxação do cristalino Miopia 60% Dilatação do arco aórtico 84% Tórax côncavo Prolapso da válvula mitral 58% Escoliose 44% Miopia Tórax côncavo 68% Prolapso da válvula mitral Pé plano 44% Estatura elevada 56% Estatura 88% Aracnodactilia elevada Pé plano Escoliose 88% 84% 70% 68% 60% 58% 56% 44% 44% .

.

.

No entanto. 188 cm. Ambas as pessoas eram da mesma altura. note que a mão do lado esquerdo demonstra Aracnodactilia .A mão à esquerda é a de um jovem com síndrome de Marfan. enquanto a mão à direita é um homem normal.

Pés alongados .

Prolapso da válvula mitral e dilatação da aorta .

fazendo a válvula assumir a forma de um paraquedas. Um folheto empurra o outro. causando o prolapso da mesma em direção ao átrio esquerdo. O prolapso da válvula mitral é uma das causas de regurgitação mitral. .O PVM é um defeito congênito no tamanho dos folhetos fazendo com que a válvula não consiga se fechar corretamente.

.Uma pessoa míope consegue ver objetos próximos com nitidez. mas os distantes são vistos desfocados (embaçados).

subiu de 49 para 74 anos para as mulheres e de 41 para 70 anos para os homens.  Devem ser submetidos a tratamento com uma equipe de médicos especialistas. uma série de tratamentos para cada um dos problemas que a síndrome de Marfan desencadeia. existem sim. . o desenvolvimento da escoliose deve merecer atenção especial durante a adolescência.  Uma pesquisa de1972. cardiologista e psicólogo. fisioterapeuta.SOBREVIDA  Não existe uma cura para esta síndrome.  Assim os problemas visuais devem ser tratados e corrigidos quando for possível.

ESPORTES .

$! #%$ .