Você está na página 1de 1

UNIDOS VENCEREMOS Superanimado, o Trim é um jogo que torna a garotada mais solidária Denise Pellegrini

Julia Takeda

Se ajudar os colegas não faz parte da rotina de seus alunos, experimente ensinar o Trim a eles. “Para vencer esse jogo a equipe cria uma estratégia única e trabalha sempre em conjunto”, explica a pedagoga Walkyria Mollica do Amarante, do Museu Universitário do Centro de Cultura e Arte da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. O objetivo dos jogadores é chegar primeiro ao “trim” do campo adversário. Para que pelo menos um membro da equipe consiga esse intento, outros cuidam exclusivamente da defesa de seu campo. “Divertida e extremamente dinâmica, a brincadeira faz sucesso entre as crianças e até entre os adolescentes”, garante Walkyria. PREPARE O CAMPO Este jogo exige uma área ampla. No pátio, desenhe com giz um campo como o da ilustração. Para facilitar, meça as linhas em passos em vez de usar um metro. Um bom número de participantes para um espaço como esse é 20, divididos em dois grupos, A e B. Confira as regras ao lado. PARA VARIAR Os alunos sempre podem entrar num acordo e criar novas regras. É comum determinar que os jogadores pegos não saiam da brincadeira, mas voltem para a parte central do campo. Outra variação que a turma adora: os invasores também podem pegar os donos da casa e tirá-los do jogo.

O COMEÇO

O ATAQUE

A DEFESA

No início do jogo, as equipes Para chegar ao “trim”, o jogador Os defensores devem obstruir a entrada de estão cada uma de um lado deve sair pelo corredor de seu seu campo e evitar que os adversários do campo. campo e atravessar o campo do alcancem o “trim”. Como no pega-pega, adversário. Não vale pular as linhas eles perseguem os invasores. riscadas no chão.

DOIS A DOIS
Os invasores podem se organizar em duplas. As chances de ambos serem pegos ao mesmo tempo são menores.

EM SEGURANÇA
Em cada campo há um pique que só serve para quem é da “casa”. Dali fica fácil correr para surpreender os invasores.

A ESTRATÉGIA
Cada equipe define quem fica na defesa e quem tenta alcançar o “trim”. Os defensores têm que impedir os adversários de sair do próprio campo. Para isso, tentam agarrá-los, sem ultrapassar as linhas. Quem é pego sai da brincadeira.