Você está na página 1de 162

BIBLIOGRAFIA ilustrada / interactiva DO CANTE ALENTEJANO

joraga 2011 Com base in - http://pt.scribd.com/doc/55545655/Bibliografia-Do-Cante-Alentejano Com alguma emendas e adições, a pedir emendas e achegas... 2011 11 01 + – 150?! 162 pp.

José Rabaça Gaspar www.Joraga.net – Corroios – 2011 Novembro

1.

A Tradição de Serpa, Revista de Etnografia Ilustrada Volumes I e IV Serpa – 1982 Vol I

Versão para ler e transferir http://www.archive.org/stream/tradio12lisbuoft#page/n9/mode/2up

2.

A ‘Tradição’ de Serpa, Revista de Etnografia Ilustrada Volumes I e IV Serpa – 1982. Vol II

3.joraga. Revista de Etnografia Ilustrada Volumes I e IV Serpa – 1982. Vol I e II Digitalização de 63 pautas.htm . por joraga JoRaGaspar 2010 http://www.net/gru poscorais/pags01_pautas_ 01_TSerpa/0000_63pautas _TradicaoSerpa. A ‘Tradição’ de Serpa.

Apontamento sobre a canção alentejana Fernando Lopes Graça Publicações Europa América .4. A canção popular portuguesa .Lisboa – (s/d) – a 2ª edição tem nota de FLG de Julho de 1973 .

por joraga JoRaGaspar 2010 http://www.Apontamento sobre a canção alentejana Fernando Lopes Graça Publicações Europa América .ht m .5.joraga. A canção popular portuguesa .net/gru poscorais/pags04_pautas_ 04_CPP_FLGraca/0204_CP P_FLGraca_00_listade10.Lisboa – (s/d) – a 2ª edição tem nota de FLG de Julho de 1973 Digitalização de 10 pautas.

(Edição de Álvaro Pinto . INIC. (1980) data da 2ª edição.6. 1955. A 1ª ed. é de 1955.«Revista de Portugal» . Manuel Joaquim Delgado. para o I e II vol. (Esgotada) . Vol I.Lisboa. Subsídio para o Cabcioneiro Popular do Baixo Alentejo.

Subsídio para o Cabcioneiro Popular do Baixo Alentejo. é de 1955. A 1ª ed. (Esgotada) . INIC.7.Lisboa. 1955. Vol II. (Edição de Álvaro Pinto .«Revista de Portugal» . para o I e II vol. (1980) data da 2ª edição. Manuel Joaquim Delgado.

net/gru poscorais/pags03_pautas_ 03_MJDelgado/0153_mod asBAlentejo_JMDelgado_0 0_listade51. Subsídio para o Cabcioneiro Popular do Baixo Alentejo. por joraga JoRaGaspar 2010 http://www.Lisboa. (1980) data da 2ª edição.«Revista de Portugal» . (Edição de Álvaro Pinto .8. (Esgotada) Digitalização de 51 pautas.joraga. Manuel Joaquim Delgado. é de 1955. A 1ª ed. 1955. para o I e II vol. INIC.htm . Vol II.

(Esgotada). (Separata da Revista «Ocidente» . LIV e LV) . 1957/58.Vols.9.Manuel Joaquim Delgado. .Lisbia. A Etnografia e Folclore no Baixo Alentejo .

1957/58. Edição da Assembleia Distrital de Beja . – 1985 Ver nota anterior: (Separata da Revista «Ocidente» .10. (Esgotada).Vols. .Beja 2ª ed. A Etnografia e Folclore no Baixo Alentejo . LIV e LV) .Lisbia.Manuel Joaquim Delgado.

A FEIRA José Pendo de Castro deNómio de José Rabaça Gaspar 1997 e-libro 2003 .11.

A Linguagem Popular do Baixo Alentejo e o Dialecto Barranquenho Manuel Joaquim Delgado -2ª edição .Beja – 1983. A 1ª ed. é de 1951.12. .

blogspot. http://ideotario.ais portuguesa de Portugal. Faleceu a 2 de dezembro de 1995.13. de 1938.1956 / Lisboa .html Foto in Alentejo Cem por Cento.com/2003/07/prof-joaquim-roque-uma-vida-nadefesa. pp. com Dr.Vol.basaedo na camanha da Aldeia .Biblioteca Social e Corporativa . sem legenda. Mário Beirão.blogspot. III. em Peroguarda. A Música Folclórica do Baixo -Alentejo no Ciclo do Natal .1963 Joaquim Baptista Roque Nasceu a 26 de Janeiro de 1913. p 85.Joaquim Roque .em Actas do Primeiro Congresso de Etnografia e Folclore . 278279 . concelho de Ferreira do Alentejo.Braga .Será de Joaquim Roque? «Publicou – Alentejo 100 por cento ..html .com/201 1/02/blog-post.. em Lisboa Nome da mãe: Maria Carolina Pedras Nome do pai: João Baptista Roque» http://peroguarda.

licenciando-se em Ciências Musicológicas.14. Dedicou-se à investigação da actividade musical da Sé de Évora e foi colaborador do Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian. Foram-lhe conferidos o Prémio "Ensaísmo Musical" (1985) e a Medalha de Mérito Cultural (1986). foi responsável pela divulgação dos Cantares do Alto Alentejo quando em 1945 fundou o Coro Polifónico de Évora. dando vários concertos na Europa. Dirigiu o Coro Poliphonia de Lisboa. A Música Litúrgica e as interferências populares José Augusto Alegria Lumen .uevora.1959 http://www.pt/a_ue/honoris_causa/jose_augusto_alegria_1918_2004 José Augusto Alegria (1918-2004) 1 de Novembro de 1988 Músico e musicólogo.1958 Patrono: Manuel Ferreira Patrício MCMLIX . . Em 1949 frequentou o Instituto de Música Sacra de Roma.

1973 http://www.Lisboa.1946).htm .Págs.vidaslusofonas.Volume III (Apontamentos sobre a canção alentejana .15. 175/183 . A Música Portuguesa e os Seus Problemas .pt/lopes_graca.Edição Cosmos . Fernando Lopes Graça .

Dezembro 1996 Revista Arquivo de Beja. A Transformação do Pensamento Poético Tradicional no Baixo Alentejo: Elementos para uma Etnossociologia Literária . Nazaré Arquivo de Beja .16.João R. 101 a 110 .Págs. série III– DEZ/1996 . vols. II/III.Série III .Volumes II/III .

pt/lopes_graca.Disto e Daquilo´ .17.Palestra proferida em 1968 e incluída no vol. XIII das ³Obras Literárias .vidaslusofonas. Acerca do Canto Alentejano .htm .Edição Cosmos Lisboa .1973 http://www.Fernando Lopes Graça .

etnografia e folclore regionais . com Dr.joraga. ALENTEJO CEM POR CENTO .18. sem legenda.Joaquim Roque Edição do autor .. p 85.htm . Mário Beirão. tradições.Subsídios para o estudo dos cos tumes.net/gruposcorais/pags11_pautas_11_JRoque/lista11_pauta_ Alentejo100_JRoque_734_listade18pautas.Será de Joaquim Roque? http://www..1940 Foto in Alentejo Cem por Cento.

Joaquim Roque Edição do autor .htm .19.joraga. ALENTEJO CEM POR CENTO .Subsídios para o estudo dos cos tumes.1940 Digitalização de 18 pautas.net/gru poscorais/pags11_pautas_ 11_JRoque/lista11_pauta_ Alentejo100_JRoque_734_l istade18pautas. etnografia e folclore regionais . por joraga JoRaGaspar 2010 http://www. tradições.

abramgente.com/watch?v=2V5zg10H2I&feature=player_embedded .youtube.20.. ALENTEJO Uma Visão de joraga José Rabaça Gaspar 2007 12 07 Um livro em movimento. http://www..

21.Volumes IV a XV Anos de 1947 a 1958 . Pombinho Júnior .Arquivo de Beja . Algumas modas populares do Baixo Alentejo .J. A.

I e II – Janeiro – Junho de 1950 – pp 99 a 110 (ver nºs anteriores e seguintes.Beja.pt/catarevistas. Abel Viana .Boletim da Camara Municipal. 5 vols.sapo. Dir. http://bibliomanias. Leonel Pedro Banha da Silva.no. de 1947 a 1958) Ver antigas: ARQUIVO de BEJA .Arquivo de Beja – Vol VII – Fasc.htm . Redactor. 1944-1945.

Editora Alentejana . Altos Silêncios da Noite Minhas Vozes Vão Rompendo .+M. M Monarca Pinheiro .htm http://books.com/rodap08_fotos%20capas.+Mo narca+Pinheiro%22&hl=ptPT&ei=FdmnTveJHdDzsgaf5YG9DQ&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=1 &ved=0CDAQ6AEwAA .1999 ? http://www.google.roda-pe.J.22.com/books?id=9wL1GgAACAAJ&dq=inauthor:%22J.

Antologia de Poesia Contemporânea sobre o Alentejo .3ª Edição .blogspot.23.Oiro do Dia .com/search/label/eug%C3%A9nio%20de%20andra de .Porto .José Gomes Ferreira Organizada por Eugénio de Andrade .1983 José Fontinhas Pseudónimo(s) Eugénio de Andrade 19 de Janeiro de 1923 Póvoa de Atalaia 13 de Junho de 2005 (82 anos) Porto http://livropelacapa.

António Alfaiate Marvão (1903-1993): um sacerdote no processo de folclorização .inatel.António João César.pt/contentlistsearch.A Folclorização em Portugal Salwa El-Shawan CasteloBranco e João Freitas Branco . 455/481 .Editora Celta Págs.24.pt/content.in Vozes do Povo .inatel.Oeiras 2003 Uma obra mais recente do Padre Marvão http://www. Luís Clemente e Teresa Isabel Petas .aspx?menuid=10&page=2 http://www.aspx?menuid=10&eid=44 .

da http://www.net/catalog/product_info.almedina.php?products_id=6430 http://www.pt/ .Da Música Árabe e da Música Portuguesa .Assírio & Alvim Lisboa . Foi laureado com o Prémio Internacional Sharjah para a Cultura Árabe em 2008. conferencista e jurista português. arabista.wook.25. historiador. Arabesco .Adalberto Alves .1989 Adalberto Alves (18 de Julho de 1939) é poeta. ensaísta. escritor.

UNESCO. 26.Luís Franganito 2002 http://cantoalentejano. As Modas Que o Povo Canta .com/cancioneiro/index.HTM .

27.pt/Detalhes.L. 1944 http://www. Aspectos Antropogeográficos do Alentejo .edi-colibri.pt/livro/aspectos-antropogeograficos-do-alentejomario-nunes-vacas/?from_page=Redirecionamento+da+Listagem .Geografia Coimbra .F.Série II .Mário Nunes Vacas .aspx?ItemID=615 http://www.Suplemento de Biblos .livrarialeitura.

José da Silva Picão .scribd. Através dos Campos . A sua primeira impressão foi saindo em folhetins de um jornal elvense) ? http://pt. foi elaborada cerca de 40 anos antes desta data (1947).José da Silva Picão .28.Através dos Campos Esta obra. cuja reprodução é a da segunda edição.2ª edição 1947 (1904 .com/doc/39119504/1904-Jose-da-Silva-Picao-Atraves-dosCampos .

http://coloquio.com/2009/06/ribeirinho-leal-copia-jose-dasilva.BIB.blogspot.RCL.Edição da Câmara Municipal de Évora .pt/bib/sirius.1991 http://emportalegreplagio.html .exe/getrec?id=PT.6469.FCG.gulbenkian.29.02& _template=reviewedRecord Breve Antologia Poética Antunes da Silva .

António Alfaiate.30.mdw. 19031993 http://www.1955 MARVÃO.php?id=237 .Tipografia da Editorial Franciscana .ac. Cancioneiro Alentejano António Alfaiate Marvão Beringel .at/ive/emm/index.

Edição Especial do Grémio Alentejano .com/rodap08_fotos%20capas. passando a chamar-se Casa do Alentejo.htm . por força da legislação que então vigora.roda-pe. a primeira tentativa não foi bem sucedida e processo só viria a ser reiniciado cerca de dez anos depois.php?option=com_content&task=vie w&id=1154 http://www. No entanto.31. Em 1939. a partir do mesmo núcleo de notáveis que fundaram o Grémio Alentejano em 10 de Junho de 1923. a agremiação teve que abdicar da designação de "Grémio". Cancioneiro Alentejano .1938 «A ideia de criar uma Liga que reunisse a "Colónia alentejana em Lisboa" remonta a 1912.» http://www.com/inde x.portaldemoura.Vitor Santos .

Occidental.pt/742 Quinzenal CDU 784. Ficha Bibliográfica (visualização ISBD) [572882] CANCIONEIRO DE MUSICAS POPULARES Cancioneiro de musicas populares : collecção recolhida e escrupulosamente trasladada para canto e piano por Cesar A. CANCIONEIRO DE MUSICAS POPULARES – Vol. 1 (1893)V.pt/742/1/mpp-21-a_1/mpp-21a_1_item1/index. fasc. Dr. pelo Exmo Sr. pref.Porto : Typ. pelo Exmo Sr.html .33 cm http://purl.32. 1 Cesar A. 1893-1899. Dr. 3. das Neves / coord. .V. a parte poetica por Gualdino de Campos . . 75 (1899). . Teophilo Braga. 1. fasc. a parte poetica por Gualdino de Campos . das Neves / coord. pref. Teophilo Braga. n.4(05) I Volume http://purl.

. Dr. das Neves / coord. Dr. pelo Exmo Sr. 75 (1899). a parte poetica por Gualdino de Campos . pref. Ficha Bibliográfica (visualização ISBD) [572882] CANCIONEIRO DE MUSICAS POPULARES Cancioneiro de musicas populares : collecção recolhida e escrupulosamente trasladada para canto e piano por Cesar A. fasc.33 cm http://purl. pref. . . 1893-1899. n. pelo Exmo Sr.V.pt/742 Quinzenal CDU 784. Teophilo Braga. Occidental.4(05) II Volume http://purl. Teophilo Braga. 3.html . das Neves / coord.Porto : Typ.pt/742/1/mpp-21-a_2/mpp-21a_2_item1/index. fasc. 1 (1893)V.33. CANCIONEIRO DE MUSICAS POPULARES – Vol 2 Cesar A. a parte poetica por Gualdino de Campos . 1.

.pt/742/1/mpp-21-a_3/mpp-21a_3_item1/P3. Dr. pelo Exmo Sr. das Neves / coord. a parte poetica por Gualdino de Campos . Ficha Bibliográfica (visualização ISBD) [572882] CANCIONEIRO DE MUSICAS POPULARES Cancioneiro de musicas populares : collecção recolhida e escrupulosamente trasladada para canto e piano por Cesar A. Dr. .33 cm http://purl. 75 (1899). pref.Porto : Typ. pelo Exmo Sr. 1. Teophilo Braga.V. 1 (1893)V. Teophilo Braga.4(05) III Volume http://purl.html .pt/742 Quinzenal CDU 784.34. 1893-1899. fasc. . pref. CANCIONEIRO DE MUSICAS POPULARES – Vol 3 Cesar A. a parte poetica por Gualdino de Campos . das Neves / coord. 3. n. Occidental. fasc.

html .Typographia Occidental (3 vols.net/gruposcorais/pags02_pautas_02_CMP_CNeves/0000_89 pautas_CMP_CNeves.e para consultar: http://purl.joraga.net/gruposcorais/ pags02_pautas_02_CMP_CNeves/000 0_89pautas_CMP_CNeves.1893. por joraga JoRaGaspar 2010 Vol 1 – 3 Vol 2 – 12 Vol 3 – 64 http://www. Campos .) . Cancioneiro de Músicas Populares .htm http://purl. Neves e G.Porto .joraga. 1895 e 1898 Digitalização de 89 pautas referentes ao alentejo.pt/742 .htm http://www.C.pt/742/1/mpp-21-a_3/mpp-21-a_3_item1/index.35.

htm Ver oublicações da CMSerpa: http://www.cm-serpa.1994 http://www.joraga. Cancioneiro de Serpa Maria Rita Ortigão Pinto Cortez .asp?id=1070 .net/gruposcorais/pags09_pautas_09_CSerpa_MRitaOPC/043 3_CdeSerpa_MRitaCortez_000_000_p410_listade410pags.36.Edição da Câmara Municipal de Serpa .pt/artigos.

joraga. Cancioneiro de Serpa Maria Rita Ortigão Pinto Cortez .net/gru poscorais/pags09_pautas_ 09_CSerpa_MRitaOPC/043 3_CdeSerpa_MRitaCortez_ 000_000_p410_listade410 pags.1994 Digitalização de 167 pautas referentes ao alentejo. por joraga JoRaGaspar 2010 http://www.htm .Edição da Câmara Municipal de Serpa .37.

1975 Coordenado e com introdução de Maria Arminda Zaluar Nunes. o d s g o . L. LEITE DE) .J. 4º.CANCIONEIRO POPULAR PORTUGUÊS. C i i í i i é d t i a v n c n e o s s s m o e n a o l h i d i í i ó l i . Por Ordem da Universidade.livraria-varadero.Coordenação de M. o o e VASCONCELLOS (J. ó e e t n g r a o f . Cancioneiro Popular Português . i l f i l ó l l i i ó t u s r e g o n g u s a t a r q u e l . Zaluar Nunes Universidade de Coimbra Coimbra . Vasconcelos . 1975.com/ctemaslp. Broch. .htm . 3 vols. http://www. Coimbra. A. .In. é d i b o m c o m a s s o r e t u - . o r t r e c o n o r u s s m o e s p o q o o i d d i i d f i L t g r a n e n v e s g a r q u e o e t e d V l L i o d V a s c o n c e s e t e e a s c o n c e l o ( 1 8 5 8 1 9 4 1 ) .38.

aparece-nos em diversas versões que vão de um simples jogo a uma dança.. Drama.joraga.. Jogo.. 2008 com neta Beatriz Ver uma versão http://www. também se cria. a partie de dezenas de versões.. também se joga..net/gilv icente/pags/condessa.39.pdf .htm No Alentejo também se dança.joraga. sobretudo. e.. Dança... adaptação do Rimance... Condessinha d’Aragão Joraga – José Rabaça Gaspar Recolha.. teatro… versado e musicado de diferentes maneiras… Pode VER – LER. A CONDESSINHA de ARAGÃO.net/gruposcorais/obras_condessaAragao_42p_2010. em: http://www.. que terá nascido de um RIMANCE medieval.

php?cod=26 .livroantigo. 1955? http://www.1941). Imprensa Nacional.com/site/temas. Tarouca 7. filólogo e professor universitário (Ucanha.livro-antigo. Filologia Barranquenha.7.1.com/site/temas.1858/Lisboa17. http://www.php ?cod=26 Etnólogo.40.

html .Michel Giacometti . sepultado em Peroguarda.41. Cancioneiro Popular Português . quero ser enterrado no meio do povo português que tanto amei”.net/gruposcorais/pags06_pautas_06_CPP_MGiacometti/024 5_CPP_MGiacometti_00_listade38pautas.michelgiacometti.Lisboa. sendo a seu pedido: “quando morrer. Giacometti viria a morrer a 24 de Janeiro do ano de 1990.Círculo de Leitores .htm Biografia curta: http://www. na Córsega. em Ajaccio.joraga.com/autor. http://www. uma localidade alentejana do concelho de Ferreira do Alentejo.1981? Michel Giacometti nasceu a 8 de Janeiro de 1929.

por joraga JoRaGaspar 2010 http://www.Michel Giacometti .htm .joraga. Cancioneiro Popular Português .42.Lisboa.Círculo de Leitores .net/gru poscorais/pags06_pautas_ 06_CPP_MGiacometti/024 5_CPP_MGiacometti_00_li stade38pautas.1981? Digitalização de 38 pautas referentes ao alentejo.

Machado Guerreiro Revista Lusitana 11 Centro de Tradições Populares Portuguesas Lisboa .pt/PT/Actualidade/Publicacoes/Paginas/default.43. 15 de Abril 2007 Ver algumas obras: http://www..cmodemira. Cantares alentejanos .S.aspx . Pedro .viveu em Colos até aos 15 anos.Faro .O Despique e o Baldão .A..1993 A. Machado Guerreiro 7 de Janeiro 1909 .

br/MLB-197453398-revista-selecoes-doreaders-digest-julho-de-1982-_JM . 19031993 http://produto. António Alfaiate.com.mercadolivre.in ³À Descoberta de Portugal´ . 446 e 447 1982 MARVÃO.44.Págs. Cantares alentejanos Padre António Marvão .Selecções do Reader’s Digest .

ambaal. Cantares do Alentejo Mariana Mendes Palma .in Diário do Alentejo 15/09/69 Diário do Alentejo online http://da.pt/index/ .45.

org.Em (1937?) – (ver: Lisboa.htm . em 1960.Lisboa .46.Edição do Instituto para a Alta Cultura . Cantares do Povo Português . http://www.uk/reviews/voi_spai.1940) e 2ª ed. recolha e comentários Rodney Gallop . MCMMLX .mustrad.Estudo crítico.

joraga. recolha e comentário de Rodney Gallop.htm .1940) e 2ª ed. 2ª ed.47.net/gruposcorais/pags05_pautas_05_CPP_RGallop/0214_CPP _RGallop_00_listade31pautas.net/gru poscorais/pags05_pautas_ 05_CPP_RGallop/0214_CPP _RGallop_00_listade31paut as.Edição do Instituto para a Alta Cultura . Instituto de Alta Cultura.joraga. MCMMLX . em 1960. Cantares do Povo Português . recolha e comentários Rodney Gallop . Digitalização de 31 Pautas por joraga – JoRaGaspar 2010 http://www.htm CANTARES DO POVO PORTUGUÊS. estudo crítico. 1960 http://www. Lisboa MCMLX (Trabalho de campo com recolhas entre 1932 (entrada por Trás-osMontes – ver introdução) e 1935 – (dois anos e meio!) – 2ª ed.Lisboa .Estudo crítico.Em (1937?) – (ver: Lisboa.

mina@sapo.1964 Cante Alentejano Liga dos Amigos da Mina de São Domingos http://www.html Ver tb na Uni Évora http://www.Armando Nobre de Gusmão .ligasaodomingos. Liga dos Amigos da Mina de S.Vol.in Anais da Academia Portuguesa da História .II Série .pt TEL/FAX 219424318 http://www.joraga.net/bpe/cronologia.com http://ligasaodomingos.evora. 14 Lisboa .48.net/gruposcorais/index.htm 49.º 6 2685-034 .pt/anais/autores1.com/ http://www. Cantares e Músicos em Évora nos anos de 1542 a 1553 .arqnet. Domingos TRAVESSA DO CHAFARIZ N.SACAVÉM liga.htm .

com/search?updated-min=2011-0101T00%3A00%3A00-08%3A00&updated-max=2012-01-01T00%3A00%3A0008%3A00&max-results=9 .facebook..com/user/PedroMestreCampanica#p /a/u/2/Y1XHfEz_TCo Com imensas recolhas http://www.co m/pedrommestre Uma aposta para que as RAÍzes não se percam.com/watch?v=HMI_mRDUkH4 http://pedromestrecampanica.youtube. http://www.50.. Cante Alentejano nas Escolas – Serpa 2011 Pedro Mestre – coordenação https://www.youtube.blogspot.

Lisboa 2003 Duo de teclas formado pelas cravistas Flávia Almeida Castro e Maria José Barriga http://www.pt/Lista.Edições Colibri .htm http://anthropolugus.Maria José Barriga .edi-colibri.aspx?AutorID=502 http://www.gaitadefoles.html .51.blogspot.uma prática de desafio no Alentejo .com/2011/07/cante-ao-baldao-uma-pratica-dedesafio.net/tocardeouvido/livros. Cante ao Baldão .

Cante e Aspectos Dialectais do Português .uevora.cidehus.pt/webdb/listagens. 135 a 148 Dezembro 1999 http://www.Série III .Págs.php?id=41&op=revista .Maria José Albarran Carvalho Arquivo de Beja Volume XII .52.

cidehus.Série III .pt/webdb/listagens.53.Volume X .php?id=41&op=revista . Tradição Perspectiva Multidisciplinar .Maria José Albarran e João Sant’Ana de Matos Arquivo de Beja . 47 a 60 Abril 1999 http://www. Cante.Págs.uevora.

Beja 1980 P.php?name=CmodsDownload&file=index&req=viewsdownload &sid=5&orderby=dateD .António Cartageno .54. São Mamede de Ribatua.htm#cartag Ver tb. 09 Jun. in Diocese de Beja http://www. licenciou-se em Música Sacra e fez o mestrado em Canto Gregoriano e Composição Sacra.com/musicos-eclesiasticos. no Pontificio Istituto di Musica Sacra de Roma. 1946) – Padre da Diocese de Beja.diocesebeja. Cânticos Religiosos Alentejanos Opúsculos I e II . desde 1972 Entre os anos 1987-1994.e António (Júlio da Silva) Cartageno (n. http://www.pt/site/index.meloteca.

J.55.Ethnos Vol.com /product_info.Lisboa .fr/ETHNOS-Revista-Instituto-Portugu%C3%AAsArqueologia-Hist%C3%B3ria/5421175739/bd .php?product s_id=31120 http://www. A Pombinho Júnior . Cantigas dobradas .abebooks.História e Etnografia . II .1942 Ver também http://www.Instituto Português de Arqueologia .armazeml.

Edição Maranus . A Pombinho Júnior .Porto .56.1936 Ver Também: http://catbib.pt/plinkres.asp?Base=EMPBMB&Form=COMP&StartRec=0&RecPag=5&New Search=1&SearchTxt=%22TCO%20Cantigas%20populares%20Alentejanas%20e% 20seu%20subs%EDdio%20para%20o%20l%E9xico%20Portugu%EAs%22%20%2B %20%22TCO%20Cantigas%20populares%20Alentejanas%20e%20seu%20subs%E Ddio%20para%20o%20l%E9xico%20Portugu%EAs%24%22 . Cantigas Populares Alentejanas e seu subsídio para o léxico português J.cmbeja.

possibilitando estudos ulteriores. marcada. o P. No dizer do musicólogo José Bettencourt da Câmara . Publicou "Origens e características do folclore alentejano" e o "Cancioneiro Alentejano". "Corais majestosos coreográficos e religiosos do Baixo Alentejo" (1955) "constitui a primeira publicação de vulto sobre o canto popular de uma parcela do País.e António Marvão. Publicou também "O Alentejo canta" (1956). Contudo. António José Ferreira http://www. que só fora objecto de rápidas apreciações. "Fisionomia do canto alentejano" (1970) e "O canto alentejano" (1985). "O folclore musical do Baixo Alentejo nos ciclos litúrgicos da Igreja" (1965).57.e Marvão é "o pioneiro que preservou parte substantiva das tradições musicais alentejanas".meloteca. António Marvão fez pesquisas valiosas para o conhecimento da música tradicional. se hoje vemos mais longe é "porque anões somos aos ombros de gigantes". natural da Amareleja. de 16 de Julho de 2004 http://cantoalentejano.com/musicos-eclesiasticos. de forte individualidade". no seu suplemento "Alentejo Ilustrado".htm#marvao . embora alguns métodos não fossem eventualmente os melhores. nessa matéria. CANTE ALENTEJANO CONTINUA À ESPERA DO RECONHECIMENTO Nélia Pedrosa TEXTO | José Ferrolho FOTOS 06-08-2004 Texto publicado no jornal "Diário do Alentejo".com/novidades/?id=35&det=1 O P. realizou uma recolha musicológica pioneira no Baixo Alentejo. Procurando uma compreensão global do povo alentejano.

Outro trabalho a pedir colaboração e continuação....joraga.net/_cantesaomenino_72. http://www.. CANTES ao MENINO Uma recolha de 72 registos por José Rabaça Gaspar.. Disponível já em PDF e pode ser enviado a pedido..pdf .58. com letras e pautas musicais e diversas ligações para ver e ouvir.

Cantes Populares de Portel .aspx?TabId=166&language=ptPT&q=TI+Contos&p=10 in Memória Média http://www.pt/pt/conteudos/publicacoes/ In – memoria África http://memoria-africa.Évora .1949 Ver também http://www.59.Pombinho Júnior Minerva Comercial .net/bd_docs/Bibliografia-regioesAlentejo/Bibliografia%20por%20Regi%F5es_Alentejo_outras%20localidades_Coo r%20Manuela%20B.ua.memoriamedia.cm-portel.pt/Default.pdf .%20Ferreira.

1955 MARVÃO.60.php?id=5660 .Editorial Franciscana . Cancioneiro Alentejano Corais Majestosos. António Alfaiate. 19031993 http://www.Braga . Coreográficos e Religiosos do Baixo Alentejo António Alfaiate Marvão .org/portal/index.editorialfranciscana.

Leite de Vasconcellos – Maria Arminda Zaluar Nunes – Coimbra – 1975 http://books.net/catalog/product_info.google.almedina.php?prod ucts_id=6739 .61. Cancioneiro Popular Português – J.com/books?id=S X0vAAAAIAAJ&q=inauthor:%22Jos%C 3%A9+Leite+Vasconcellos%22&dq=in author:%22Jos%C3%A9+Leite+Vascon cellos%22&hl=ptPT&ei=SXOuTvKyGcfKswbpxa3KDw&s a=X&oi=book_result&ct=result&resn um=1&ved=0CCsQ6AEwADgU http://www.

1997 http://tratadodocante.net http://www.joraga.roda-pe.com/ ver imagens desta obra em joraga.62.José Pereira .htm http://www.net/gru poscorais/pags/00Grupos_i ndice_jrg2.blog spot.htm . Corais Alentejanos .com/rodap08_fotos%20capas.Edições Margem Lisboa .

1982 Versão para ler e transferir http://www. Janeiro de 1902) Serpa . Facsimilada da Câmara Municipal de Serpa (4º Ano .org/stream/tradio12lisbuoft#page/n9/mode/2up .Vol.63.archive. Costumes da minha Terra Os descantes .in ³A Tradição´ Ed.Manuel Dias Nunes . IV.

64.

Da Beleza, Encanto e Significado Cultural do Canto Popular do Baixo Alentejo - Henriques Pinheiro - Arquivo de Beja Volumes II/III - Série III Págs. 153 a 157 Dezembro 1996

http://alvitrando.blogs.sap o.pt/arquivo/2006_01.html
janeiro 03, 2006 «Foto retirada do Praça da República, através do qual tomei conhecimento da notícia. Faleceu o Dr Henriques Pinheiro, conceituado médico e homem da cultura»...

«...a quem Beja e a região muito ficam a dever. Henriques Pinheiro, natural de Aveiro, foi fundador do Centro Cultural de Beja. Foi igualmente o grande impulsionador do Conservatório Regional do Baixo-Alentejo.»

65.

Da Música e da dança como formas de expressão espontânea populares aos ranchos folclóricos - Jorge Dias - Colóquio - 2/3 - 1970

Ver este artigo em http://alfarrabio.di.uminho.pt/cancioneiro/etnografia/Jorge_Dias.pdf Vasta Bibliografia de Jorge Dias http://www.triplov.com/biblos/dias.html

66.

Da Poesia, como fonte do Direito. O seu sentido, sua acção e seu valor - Mário Beirão - in Diário de Lisboa, 15 - III - 1952

http://www.prof2000.pt/users/secjeste/alternativas12/pg000070.htm

pt/aeb_online/visualizador.php?bd=IMPRENSA&nome_da _pasta=06334.055.fmsoares.13185&numero_da_pagina=7 .http://www.

série I. a baixo da imagem. ler. da página 177 .Câmara Municipal de Serpa – 1982 Versão para ler e transferir http://www. Fevereiro de 1899 .181. da página 20 a 23.Vol.Nº 2 . Novembro de 1899 .in Revista ³A Tradição´ .1899 (Ver números seguintes. I .Serpa.Serpa.. Danças Populares do Baixo Alentejo . este trabalho. Edição "fac-simile" .org/stream/tradio12lisbuoft#page/n9/mode/2up .archive.Serpa..67.Anno I .htm Danças populares do Baixo-Alemtejo In TRADIÇÃO .(Serpa 1899 .Série I.Nº 11 . com continuação no Anno I .. em http://www.e continua ainda no Anno I . Dezembro de 1899 .joraga.Nº 12 .Manuel Dias Nunes .1904) Volume I de Janeiro de 1899 a Dezembro de 1901 .série I.net/gruposcorais/pags/07dancas02. da página 173 e 174 .) Pode ver..

do Baixo Minho. 1962.cfm?g o=show&cat=545&id=181247 . do Ribatejo. http://livrosantigos. DANÇAS PORTUGUESAS PEDRO HOMEM DE MELLO Porto: Lello & Irmão. de Trás-os-Monte.5X21.lojasonline. Trabalho com interesse etnográfico e coreográfico.5 cm. Retrata várias danças regionais portuguesas: Do Alto Minho. 26. Ilustrado com muitas estampas figurando várias danças. do Litoral. do Douro. Encadernação editorial.68. do Alentejo e de outras regiões portuguesas.net/sn/store/default. da Apúlia. 103 Páginas. da Nazaré.

Cante a Despique e Baldão. Fernando Lopes (compil. . (compil. Giacometti. Michel (compil. estudo M. Vol. transcr. STR/PSOM. [ Inclui: "Os vindimadores" da Vidigueira. Alentejo. Corais Polifónicos Alentejanos – Cante de Natal e de Ano Novo. estudo M. AAVV. Michel (compil. Giacometti. 1998.). Michel. ASP/VC [rec. 1995. Michel. Public-Art Editora. M. Discografia Compiled by Salwa ElShawan Castelo-Branco: 2005 Discography http://www.at/ive/emm/index.).). Castelo-Branco. O Cante das Flores: Corais Polifónicos Alentejanos. Música Regional Portu-guesa. "Alma Alentejana" de Peroguarda e "Os Ceifeiros" de Cuba. Giacometti.1.ac. Vol. Fernando Lopes (compil. 1965. Graça. Alentejo. "As Camponesas " de Castro Verde.). M. LP]. 1999.php?id=237 AAVV. 1994: Musical Traditions of Portugal.mdw. Música Vocal e Instrumental.). Giacometti.69. Imen-so Sul. Ed. [Reedition of the LP published in 1963]. Graça. 1974. O "Cante" Alentejano.3. STR/PSOM. Beiras. "Cubenses Amigos do Cante" de Cuba. Música Regional Portu-guesa. Salwa El-Shawan et al. Giacometti. Giacometti. Giacometti. O Canto do Som. Giacometti/ F. Torralta Publitotal [rec. Antologia da Música Regional Portuguesa. Smithsonian Folkways. Minho. AAVV. letra Aliete Galhoz. 1998. LP]. [Reedition of the LP published in 1970]. Lopes Graça. 1998.

Vol. Vol.). 1981. Lisboa: INCM. Vol. Colecção Folclore Alentejano. BMG. 1986. Estremadura. Lisboa: Círculo de Leitores. gra-vações de 1948 e 1959. 4. 2000.Trás-os-Montes. João Ranita. Minho e Douro Litoral. Joaquim Roque. Victor. Edição da Câmara Municipal de Portel. Sardinha. .). Roque. Fernando (compil). 1997.4. José Alberto (compil. Vol.). 5. Estremadura. Ribatejo e Alentejo. 6. Musical Transcriptions Giacometti. 1998. Vol. Portugal Raízes Musicais. Paulo (coord. Cancioneiro popular português. Colecção de Folclore Alentejano – Gravações de 1948-1959. Fernando Lopes (compil. STR/PSOM. Graça. [Inclui EP]. 1982. CM de Portel / O Canto do Som Imagem Imenso Lda. Reino. Nazaré. Sardinha. Michel. Alentejo. [Reedition of the LP published in 1965]. BMG.). Algarve e Ilhas. [book and CD]. Beira Baixa e Beira Transmontana.1. Prof. Música Regional Portu-guesa. Vol. Lisboa: Contralto. Momentos vocais do Baixo Alentejo: Cancioneiro da tradição oral. José Alberto. Michel and Lopes Graça. Recolhas musicais de tradição oral portu-guesa. Joaquim. José Alberto (compil.Giacometti. Lima. Vol. 2000. Vol. 2. 1997. 1. Sardinha. 5. Portugal Raízes Musicais. Ribatejo e Alentejo.

Se fores um dia a Serpa (htpp://www.mp3) 11.joraga. Foram presos em Alvito (htpp://www.mp3) 2. João Penedo contrabaixo. Voltarei ao Alentejo (htpp://www.net/musicas/naia/06. Mário Gramaço . Diga lá ó Trigueirinha (htpp://www.net/musicas/naia/12.net/musicas/naia/05.joraga.joraga.mp3) 3. Cante do Ganhão (htpp://www.joraga.mp3) 12.voz.mp3) 7.net/musicas/naia/03. António Severino (htpp://www.mp3) 8.net/musicas/naia/11. Rui Curto acordeão.joraga.joraga.net/musicas/naia/02.joraga.joraga. com João Pimentel .joraga.joraga.joraga.net/musicas/naia/09. Memórias de um rapaz de Barrancos (htpp://www. Cantiga da Juliana (htpp://www.mp3) . Cante de Amor (htpp://www.joraga.na guitarra clássica e viola campaniça.net/musicas/naia/08.mp3) 5.mp3) 10.net/musicas/naia/10.70. Discografia CANTES D' ALÉM TEJO de FRANCISCO NAIA .net/musicas/naia/01.net/musicas/naia/07.mp3) 6. Moda dos Compadres (htpp://www.mp3) 9. Moda da Charrua(htpp://www.net/musicas/naia/04.saxofone e flauta e Quiné na percussão. Terra Arraina (htpp://www.mp3) 4. 1.

myspace.com/francisconaia/photos/14078288#%7B%22ImageId%22 %3A14078288%7D .Maestro http://www.com/francisconaia/photos/14078288#%7B%22ImageId%22 %3A14078024%7D http://www. Discografia De SOL a SUL Francisco Naia – 2008 Francisco Naia José Carita .myspace.71.

“Todos CANTAM.. estes vão nascendo.... e CANTAM BEM!!! .. s psrtir da FONTE inesgotável do CANTE que está na ALMA e no ADN do POVO ALENTEJANO. órgão. Como MOSTRA do muito que se vai fazemdo discretamente e como PROVA de que o CANTE não se esgota nos Grupos Corais e Instrumentais. gravação.. Frasncisco Charrua – voz José Gaspar – apoio e divulga. antes pelo contrário. crescendo e desaparecendo. Discografia Música Tradicional do Alentejo Manuel Aleixo – canto..72... viola..

73. Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX (volume 1 – A a C) de Salwa el-Shawan CasteloBranco Edição/reimpressão: 2010 Páginas: 326 .

74. Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX (volume 2 – C aL) de Salwa el-Shawan CasteloBranco Edição/reimpressão: 2010 Páginas: 326 .

Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX (volume 3 – L a P) de Salwa el-Shawan CasteloBranco Edição/reimpressão: 2010 Páginas: 326 .75.

76.

Estudos sobre o Cante Alentejano - António Alfaiate Marvão - INATEL 1997

MARVÃO, António Alfaiate, 19031993

http://www.joraga.net/gruposcorais/pags10_pautas_10_PadreMarvao/lista10_p auta_EstudosCante_PMarvao_600_733_listade133pautas.htm http://www.joraga.net/gruposcorais/pags10_pautas_10_PadreMarvao/pautas_E studosCante_PMarvao_009_609%20_AldeiadaAmareleja.htm

77.

Estudos sobre o Cante Alentejano - António Alfaiate Marvão - INATEL 1997 Digitalização de 133 Pautas por joraga – JoRaGaspar 2010 http://www.joraga.net/gru poscorais/pags10_pautas_ 10_PadreMarvao/lista10_p auta_EstudosCante_PMarv ao_600_733_listade133pa utas.htm

78.

Etnografia Portuguesa . Lv III - José Leite de Vasconcelos - Volume III Imprensa Nacional-Casa da Moeda - Lisboa - 1982

http://cvc.instituto-camoes.pt/bdc/etnologia/opusculos/vol01/opusculos01.html

html http://www.com/coleccao.meiosepublicidade. 2010 – Novembro Os 12 volumes: http://www.pt/2010/11/15/publicocom-filmografia-completa-de-giacometti/ http://www.html .com/coleccao.79.michelgiacometti. Filmografia completa do etnólogo francês Michel Giacometti.michelgiacom etti. assinalando os 20 anos do seu desaparecimento.

17 e 18 de Novembro de 2000 http://antropologia. do ISCTE.16.80. Há cante no Feijó! .br/arti/colab/a8-admachado.pdf .uma reflexão sobre uma comunidade de migrantes alentejanos na Margem Sul do Tejo – Ana Durão Machado Comunicação para a dissertação do Mestrado de Antropologia ³Patrimónios e Identidades´.org. sobre o Cante Alentejano na Margem Sul do Tejo – Jornadas de Beja .

João Mário Caldeira .Cadernos 3 PAOT . É assessor Técnico Pedagógico da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Serpa onde lecciona a disciplina de História.edi-colibri.81.» In http://www. (em 2000?) é natural de Santo Aleixo da Restauração.1993 (imagem alternativa de outra obra do autor) «João Mário Caldeira. Licenciado em História. desempenhou funções docentes de orientação pedagógica e directivas em Escolas do Ensino Regular. exerceu o cargo de Director da Escola de Artes e Ofícios Tradicionais de Serpa de 1993 até finais de 1999. 57 anos de idade. concelho de Moura.pt/Lista.Artes e Ofícios Tradicionais e Imprensa . Residente em Serpa.aspx?AutorID=991 . Participa regularmente em órgãos de informação e seminários sobre assuntos relacionados com a defesa do património e da cultura local. Habitar a Terra .gastronomias. Faz parte da Assembleia Municipal de Serpa e integra o Conselho Editorial da Revista do Arquivo de Beja.com/portugal/caldeira.Lisboa .htm Outras obras: http://www.

82.

História da Escola de Música da Sé de Évora José Augusto Alegria Fundação Calouste Gulbenkian - Lisboa - 1973

http://www.livrariaultramarina.com/product_info.php?products _id=1024&osCsid=f7fb209cfb4f7cc79097cfa6c90082d4

83.

IAC/D Instituto Alentejano de Cultura / Desenvolvimento Por José Rabaça Gaspar In 1º Congresso sobre o Alentejo, 1985 10 Jornadas do AB Revista Arquivo de Beja Jornal Terras do Cante Revista Ler Educação

Ver Diaporama http://www.joraga.net/IACd_ceda/imgs/iacdDiapo_pp.ppt http://www.joraga.net/IACd_ceda/pags/01_iacd.htm

84.

Instrumentos Musicais Populares Portugueses Ernesto Veiga de Oliveira Edição Fundação Calouste Gulbenkian - 1982

99. «Alguns aspectos etnomusicais do Baixo Alentejo; I O Tamborileiro Alentejano; II A viola Campaniça„ -Cultura e Arte / O Comércio do Porto. Porto. 23.V.1961 e 13.VI.1961, respectivamente. 107. «Instrumentos musicais populares portugueses»Atlantis vol. 7, nº 3, Lisboa, 1987.

Ernesto Veiga de Oliveira Fotografado por Valente Alves
http://alfarrabio.di.uminho.pt/arqevo/textospa/html/evo/evobiobi.htm

85.

Lendas de Beja – O Touro e a Cobra e outras Lendas... Por José Penedo Um deNómio de José Rabaça Gaspar

1986

(ilustra – Paizana) 1996 04 ArqBeja Em PDF separata 1999... Versão final 2008, com 436 páginas – inédito – em PDF para envio a interessados...

1988 Outras obras de Ranita da Nazaré: http://www.86.Meridies 7/8 .João Ranita Nazaré .joraga.htm . L’étude de la musique traditionnelle portugaise et as contribuition au dévéloppement des sciences sociales .net/gruposcorais/pags/01obras.

asp?id=776 . 1984 – (1993? Alguém inventou!) José Maria da Graça Affreixo nasceu em Serpa.Arquivo Histórico Municipal .asp?id=1104 http://www. em ? Publicou: Memoria Histórica-Economica do Concelho de . 1884 S e r p 1864. Biblioteca Abade Corrêa . por José Maria da Graça Affreixo. M.Câmara Municipal de Serpa. a http://www.pt/artigos.J. Memória HistóricoEconómica do Concelho de Serpa .pt/artigos.87. publicou: Systema legal de medidas 1885 Compendio de historia de Portugal. Graça Affreixo . de José Maria da Graça Affreixo. 1884 – ed.cm-serpa.cm-serpa.Serpa – 1ª ed. Facs.

pt/pt/livro/memorias-e-narrativasalentejanas/9910829401227/ .88.Lisboa . Memórias e Narrativas Alentejanas (As Janeiras) Brito Camacho .sitiodolivro.Guimarães Editores .1988 http://www.

Cserpa – Mrita Cortez .133 11 – A100_ J roque -------18 Cerca de 751 pautas a pedirem um estudo comparativo e a trancrição musical.38 07 – MTP CPBA – JR Nazaré .CMP – Cesar A..htm .joraga.Tradição de Serpa – em 2 volumes.. Das Nevesem 3 volumes 63 03 . . http://www.net/gruposcorais/pags01_pautas_01_T Serpa/0000_pautasmusicais.CPBA – Delgado – 51 04 – CPP – Flopes Graça 10 05 – CPP – R Gallop 31 06 – CPP – M Giacometti .89. Marvão .25 08 – MVBA – JR Nazaré 125 09.um imenso trabalho de digitalização em mais de uma dezena de obras: 01 .89 02 . MODAS em PAUTAS MUSICAIS José Rabaça Gaspar .168 10 – EsobreCA_ P...

³Michel Giacometti: o homem.O Património e a ³moda´ ..90.html . 11 a 13 . 101 a 110 Dezembro 1996 Ver obras de M Giacometti e. Espadinha. Padre José . http://mmp.Génese e evolução do Cante Alentejan o . 27 e 28 Guerreiro.1997 Neste livro destacam-se os seguintes artigos: Alcobia. 14 a 21 Nazaré.com/coleccao.Arquivo de Beja . em Ferreira do Alentejo) Edição da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo e Câmara Municipal de Cascais .cm-cascais.Volumes II/III . no Centro Cultural Manuel da Fonseca.Págs. 9 e 10 . João Ranita .³Michel Giacometti: ligação afectiva a Peroguarda´ . a poesia e o cante alentejano ´ .Série III .Págs. António .pt/museumusica/mg/arquivos/listagem.10 + 2 extra: http://www.Vols.A Transformação do Pensamento Poético Tradicional no Baixo Alentejo: Elementos para uma Etnossociologia Literária .Págs. em 27 de Setembro de 1997.. Michel Giacometti e o Cante Alentejano (Colóquio realizado.michelgiacometti.Págs.Págs. José Francisco Colaço . Pinheiro.htm Filmografia Michel Giacometti . Henriques .

joraga. Momentos Vocais do Baixo Alentejo .91.Cancioneiro da Tradição Oral .net/gruposcorais/pags08_pautas_08_mvBA_JRNazare/0308_ MVBA_CTO_JRNazare_000_listade125pautas.htm .Casa da Moeda 1986 Ver e utilizar as Pautas em http://www.João Ranita Nazaré Edição da Imprensa Nacional .

net/gru poscorais/pags08_pautas_ 08_mvBA_JRNazare/0308_ MVBA_CTO_JRNazare_000 _listade125pautas.Cancioneiro da Tradição Oral .92.htm .joraga.Casa da Moeda 1986 Digitalização de 125 Pautas por joraga – JoRaGaspar 2010 http://www.João Ranita Nazaré Edição da Imprensa Nacional . Momentos Vocais do Baixo Alentejo .

Beja – 1987. 19031993. António Alfaiate. padre O Padre Zé e os seus fregueses António Marvão Braga : Franciscana. 103 a 111 MARVÃO.93. 19031993. .in Actas do 2º Congresso sobre o Alentejo . Motivações e Sociologia do Cante . O Alentejo canta . António Alfaiate. pp.António Alfaiate Marvão .I Vol. 1956 MARVÃO.

António Marvão Braga : Franciscana. O Alentejo canta António Marvão Braga : Franciscana. 19031993. António Alfaiate. 19031993 Origens e características do Folclore Musical Alentejano : estudo feito à base do Cancioneiro Alentejano / Padre António Marvão [Cucujães] : António Alfaiate Marvão. António Alfaiate. 1966 http://www.htm .net/gruposcorais/pags10_pautas_10_PadreMarvao/lista10_p auta_EstudosCante_PMarvao_600_733_listade133pautas. 1956 MARVÃO. 1956 MARVÃO.joraga.

António Alfaiate Marvão . Música Popular e Música Folclórica . António Alfaiate.gov.pt/plinkres.INATEL .asp?Base=CATESOC&Form=COMP&Start Rec=0&RecPag=5&NewSearch=1&SearchTxt=%22TCO%20Estudos%20sobre%20o %20cante%20alentejano%22%20%2B%20%22TCO%20Estudos%20sobre%20o%2 0cante%20alentejano%24%22 .in Colóquio sobre Música Popular Portuguesa .1984 MARVÃO. 19031993 MARVÃO.94.Lisboa .mtss. 19031993 (Ver notas anteriores) http://catesoc. António Alfaiate.gep.

20.html ARMANDO LEÇA (09.ecosdebasto.1977) http://www.1977).com/bibliografia/?id=1&det=1 .8.asp?idEdicao=111&id =3565&idSeccao=1026&Actio n=noticia http://cantoalentejano.com /noticia.folcloreonline.189121. pseudónimo do compositor. folclorista [e etnomusicólogo] Armando Lopes (Leça da Palmeira. 9.09.1.Porto . http://www. Música Popular Portuguesa (capítulos Alto Alentejo e Baixo Alentejo) Armando Leça .01.1947 Armando Leça.com/pessoas/armando _leca.95.1893 .Vila Nova de Gaia.Editorial Domingos Barreira .

instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/cat_view/60musica.html .Lisboa .96.1979 Para ler e transferir http://cvc.Instituto da Cultura Portuguesa .João Ranita Nazaré .Cantares do Baixo Alentejo . Música Tradicional Portuguesa .

97.Cantares do Baixo Alentejo .htm .João Ranita Nazaré .Lisboa .joraga. Música Tradicional Portuguesa .1979 Digitalização de 25 Pautas por joraga – JoRaGaspar 2010 http://www.Instituto da Cultura Portuguesa .net/gru poscorais/pags07_pautas_ 07_mtp_CBA_JRNazare/02 83_MTP_CBA_JRNazare_00 _listade25pautas.

FacSimile .A Tradição (1899) (Ed.98.archive.Câmara Municipal de Serpa – Serpa. Anno-Bom e Rêis Manuel Dias Nunes . Natal.Edição de 1982) .org/stream/tradio12lisbuoft#page/n9/mode/2up .Vol. pp 6 a 10 Versão para ler e transferir http://www. I .

ALENTEJO. ALENTEJO . 1927 .wikipedia.(1884-1941) http://cvc.ESTREMADURA. que pode ser consultada na minha biblioteca particular: joraga@netcabo. 162 .) .pp. Colaboração dos mais ilustres escritores portugueses (nome de referência Raúl Proença e Conde de Ficalho.ht ml Lisboa. ALGARVE. O Alentejo .net/mertola/pags/72mertola1927.Raúl Proença Lisboa .pt Raul Proença .99.htm#mertola http://pt.pt/filosofia/1910d.org/wiki/Raul_Proen%C3%A7a .166.com 17 mapas e plantas e numerosas gravuras.A BEJA E AO ALENTEJO MERIDIONAL http://www..institutocamoes. Biblioteca Nacional de Lisboa.joraga. 1924 e 1927 (dois de 8 volumes) Biblioteca Nacional de Lisboa In GUIA DE PORTUGAL .s/d (Ver data ao lado) 1924 – 1927 – uma obra em 10 volumes..

O Alentejo e os Outros Mundos no Canto Alentejano .Agosto 1998 .100.António Cartageno Arquivo de Beja .Volumes VII/VIII .Série III . (371 a 386 errado) 387 a 391 .Págs.

101. O Alentejo.Série III Págs. 13 a 36 .Arquivo de Beja Volume XIII .Luís Filipe Maçarico . o Cante e os seus Poetas .2000 .

102. 19031993 . 25 .Porto 1985 MARVÃO.Vol. da Faculdade de Ciências do Porto . António Alfaiate. O Cante Alentejano António Alfaiate Marvão Separata da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia.

O Cante Alentejano Análise e Estudo do Cante Alentejano .2008 .103.Trabalho de grupo para apresentação na disciplina de Sociologia da Cultura Portuguesa Instituto Superior de Serviço Social de Beja Beja .Março 2001 INSTITUTO SUPERIOR DE SERVIÇO SOCIAL – BEJA 1989.

104.Agosto 1999.Págs. .Série III . O Cante e a Pobreza: uma abordagem etno –histórica José A Orta Arquivo de Beja . 153 a 170 .Volume XI .

Volume XI .Série III Págs. O Cante e a Pobreza: uma abordagem linguística Maria José Albarran Carvalho .105.Arquivo de Beja . 133 a 140 .Agosto 1999 .

O Cante e a Pobreza: uma abordagem literária .João Sant’Ana Matos . 143 a 151 Agosto 1999 .Arquivo de Beja .106.Série III .Volume XI .Págs.

João Sant’Ana Matos .107.Volume XI .Série III Págs. 113 a 129 .Arquivo de Beja .Agosto 1999 . O Cante e a Poesia .

htm . O CANTE a VOZ do VENTRE da TERRA Por José Penedo de Serpa Um deNómio de José Rabaça Gaspar http://www.net/gruposcorais/pags/04oCanteVOZd oVENTREdaTERRA.108.joraga.

.

Ano V .Jaime Brasil ... segue o final assinado. O Canto Alentejano ..109.) .em Notícias Agrícolas .Nº 214 1937 (Aqui o início do artigo..

instituto-camoes. por J Ranita da Nazaré.com /2010/11/outras-palavras-jaimebrasil-em-defesa. pp. Lisboa. 1979.que se dê ao homem que trabalha aquilo a que largamente tem jus.php?oid=384 http://ferreiradecastro.Artur Jaime Brasil Luquet Neto foi escritor e jornalista.html «. Foi assim que senti o canto e disso dou fé. 1896 – m.pt /index.blogspot. ICP.pt/conhecer/biblioteca-digitalcamoes/cat_view/60-musica.Ano V . em Notícias Agrícolas . 1966) http://pimentanegra.html . Biblioteca Breve.» (Jaime Brasil. em Textos de referência. 90 e 1 Livro que pode ser transferido em http://cvc. (N.Nº 214 . O canto alentejano.com/2 007/11/jaime-brasil-notvel-escritore.ateneucomercialporto.blogspot.1937 Ver in – Música Tradicional Portuguesa – Cantares do Baixo Alentejo. Angra do Heroísmo.html http://www...

1952 Nascimento: 1 de Maio de 1892.110. . Beja Obituário: 19 de Fevereiro de 1965.III .Mário Beirão . O Canto Alentejano . 15 .in Diário de Lisboa. Lisboa.

di.pt/vercial/beirao.http://www.cgi?IncludeBlogs=18&search=PROJECTO .php?bd=IMPRENSA& nome_da_pasta=06334.acadciencias.php?option=com_content&view=article&id=473&Item id=148 http://alfarrabio.uminho.pt/aeb_online/visualizador.pt/index.htm http://nescritas.com/cgi-bin/mt/mtsearch.13185&numero_da_pagina=7 http://s1.055.fmsoares.

Serpa . pp.blogspot. Anno III. seguidos de dois tipógrafos.02. Ladislau Piçarra e Manuel Dias Nunes. O Canto das Almas Manuel Dias Nunes . Fac-Simile) .(Ed.Câmara Municipal de Serpa .html «Aqui estão representados os seus Directores de A TRDIÇÃO. Nº2 (1901. 26 e 27) .A Tradição.» Ver texto completo nos anexos a inserir: .com /2011/04/festas-da-cidade-serpa2011_7537.1982 Festas da Cidade .111.Serpa 2011 Cortejo Histórico e Etnografico http://aoutraquesoueu.

Arquivo de Beja. O Canto Popular Alentejano . António Alfaiate. Beja III – 1966. 19031993 III – 1966 . MARVÃO.112.António Alfaiate Marvão .

O ciclo de Natal no Cancioneiro do Baixo Alentejo .113.Joaquim Roque Arquivo de Beja . XV 1950 Vol XV – 1950 .Vol.

António Alfaiate.Beringel . 19031993 Marvão. António Alfaiate .114.s/d MARVÃO. O Folclore Musical do Baixo -Alentejo nos Ciclos Litúrgicos da Igreja António Alfaiate Marvão Beringel .s/d .O Folclore Musical do BaixoAlentejo nos Ciclos Litúrgicos da Igreja .

Vol.php?id=237 . http://www.mdw. 19031993 Marvão. de 10 a 18 de Julho de 1963 . II . Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar.at/ive/emm/index. O folclore musical do Baixo Alentejo nos ciclos litúrgicos da igreja.115. 1965.1965 MARVÃO.Junta de Investigação do Ultramar . O Folclore Musical do Baixo -Alentejo nos Ciclos Litúrgicos da Igreja António Alfaiate Marvão Separata das ³Actas do Congresso Internacional de Etnografia´. promovido pela Câmara Municipal de Santo Tirso.ac. António Alfaiate.Lisboa . António Alfaiate.

Lisboa 1ª ed. L. . O País das Uvas .116.C.Fialho de Almeida . 1893 – 12ª ed.Lisboa 1981 1857 05 07_1911 03 04 Vila de Frades . 1982 (esta) .

.320 páginas http://books. Segunda edição .117. Lda.231pp .1980.google.Lisboa 1980 Livros de Portugal Lda – 1942 . O Que o Povo Canta em Portugal .tt/books?id=ujIBAAAAMAAJ&hl=ptPT&source=gbs_book_other_versions Livros Horizonte.Jaime Cortesão Livros Horizonte .

323 páginas http://books. 1973 .meloteca.Editora Cosmos . 1960 .Fernando Lopes Graça .257 páginas http://books.Lisboa 1973 Cosmos.Vol.com/biblioteca.com/books?id=oaNMAAAAMAAJ&hl= pt-PT&source=gbs_similarbooks Ver também outras OBRAS de Lopes Graça: http://www.google. XIII .html?id=5PXpGAAACAAJ Universidade da Bahia.com/books/about/Disto_e_daquilo.htm .118.google.Disto e Daquilo (acerca do Cante alentejano) . Obras Literárias .

Odemira .Edição da Câmara Municipal de Odemira .1989 Odemira .119. Subsídios para uma monografia .António Martins Quaresma . 1989 http://books.subsídios para uma monografia António Martins Quaresma Câmara Municipal de Odemira. Odemira.google.com/books/about/Odemira.html?id=8 1TYSAAACAAJ .

19031993 http://catbib.120. António Alfaiate.1966 MARVÃO.5%29%22%20%2B%20%22CL%2039 8%28469.Cucujães .asp?Base=EMPBMB&Form=COMP&StartRec=0&RecPag=5&New Search=1&SearchTxt=%22CL%20398%28469. Origens e características do folclore musical alentejano.5%29%24%22 .cmbeja.pt/plinkres. Estudo feito à base do Cancioneiro Alentejano António Alfaiate Marvão Edição do autor .

sediado em Braga.1997 Planície Heróica .com/ .Manuel Ribeiro .Lisboa 1979 «História do grupo: O “Grupo de Cantares Mulheres do Minho”.Guimarães & Cª Ldª .Edição Estratégias Criativas . surgiu após um trabalho de pesquisa e de recolha da música cantada pelas lavradeiras minhotas.Ana Maria Azevedo .121. http://mulheresdominho. Os Cantares Polifónicos do Baixo Minho . Este trabalho está relatado no livro “Os Cantares Polifónicos do Baixo Minho” (1997) da autoria de Ana Maria Azevedo.5ª Edição .

. por ex. o Património no Youtube e Facebook.... Património89 – Youtube Francisco Colaço Guerreiro (Desde a Cortiçol dos anos 80..... a Rádio Castrense. e muitos outros..122..com/user/PATRIMONIO89?feature=g rec_index ...youtube. centenas. No facebook. um imenso trabalho... (Como mostra de uma longa investigação a desenvover. através dos Grupos e indivíduos que vão divulgando o CANTE e o PATRIMÓNIO do alentejo. http://www.

net/gruposcorais/pags01_pautas_01_T Serpa/0000_pautasmusicais.Tradição de Serpa – em 2 volumes... Marvão.Cserpa – Mrita Cortez . Das Nevesem 3 volumes 63 03 . . Marvão .38 07 – MTP CPBA – JR Nazaré .168 10 – EsobreCA_ P.123.htm .133 11 – A100_ J roque -------18 Cerca de 751 pautas a pedirem um estudo comparativo e a trancrição musical...89 02 ...joraga... e ainda Lista 10 do livro do P.CMP – Cesar A. Pautas Musicais José Rabaça Gaspar (ver 84) .um imenso trabalho de digitalização em mais de uma dezena de obras: 01 .25 08 – MVBA – JR Nazaré 125 09. .CPBA – Delgado – 51 04 – CPP – Flopes Graça 10 05 – CPP – R Gallop 31 06 – CPP – M Giacometti . e 11 do Alentejo 100 por Cento de Joaquim Roque http://www.

Introd. htm .joraga. Poetas Populares do concelho de Beja DREEA de Beja DIRECÇÃO GERAL DE APOIO E EXTENSÃO EDUCATIVA. Concelhia de Beja (1987) Poetas populares do concelho de Beja.net/pags/0obras00poetasPopularesCB. e notas de José Rabaça Gaspar http://www.124. Recolha de Abílio Teixeira Org. Beja: Câmara Municipal.

125. Ed.Lisboa . Broch. 1931-In-8º de 239-V págs.Liv. Guimarães & Cª. militar.s/d (1931) Médico. Guimarães . Por Cerros e Vales .. .POR CERROS E VALES. Lisboa.1934 CAMACHO (BRITO) . escritor e político: 1862 .Brito Camacho .

auction_details «Nasce no Monte das Mesas. aldeia de Rio de Moinhos.htm .178403331. filho de Manoel de Brito Camacho e de D.com/ctemaslt.htm http://www.net/BRITO-CAMACHO-POR-CERROS-EVALES.» http://www. no seio de uma família de lavradores. na sua mairoria.auction_id. à região do Alentejo.leiloes.pt/bcamacho.livraria-academica. no dia 12 de Fevereiro de 1862. Aljustrel.name. http://www.vidaslusofonas. Maria Bárbara (aos 14 anos ainda escrevia o seu nome como Manuel de Brito Camacho Júnior).Interessante livro de impressões alusivas.

wikipedia. Portugal (Alentejo) . 1967 – Alentejo p.org/literatura/abeira.» http://pt. 2000) Alentejo. continental! Terra lavrada. que vejo A ser mar mas sem ter sal.Edição Autor Coimbra . pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha.org/wiki/Miguel_Torga .129 http://www. Vastidão de Portugal Futuro. 1946.chaosobral.htm «Miguel Torga.Miguel Torga . (São Martinho de Anta. 119 . 17 de Janeiro de 1995) foi um dos mais importantes poetas e escritores portugueses do século XX.126. "Poesia Completa". in "Diário III". 12 de Agosto de 1907 — Coimbra. Alentejo.1967 Canção Para o Alentejo (Miguel Torga.

. Évora Monte.» http://www. p. «”É preciso ter uma grande dignidade humana. Coimbra.. 1968. uma certeza em si muito profunda. para usar uma casaca de pele de ovelha com o garbo de um embaixador”. 29 de Novembro de 1964. em 1950.39 Monforte do Alentejo.com/2009/02/serpa-alentejo-a-terra-que-canta/ (Pode ver Texto completo ANEXO) . Os encha e satisfaça. Encho os olhos de terra.upmagazine-tap. Antes que um só torrão na sepultura.Ondas de trigo maduro Onde mais ninguém se afoga: Danças alegres da roga Que vindima no meu Doiro E vem colher o pão loiro Da inteira fraternidade Que falta a esta metade De coração largo e moiro. escreveu Miguel Torga sobre o alentejano no livro Portugal. No Alentejo há muita e é de graça. 31 de Março de 1946 BANQUETE Miguel Torga in Diário X. Dou-lhes esta fartura.

pt/newsletter/biblioteca/catal ogoOR.127. A sua obra. em colaboração com S.Orlando Ribeiro . uma civilização (Geografia e civilização) ou uma área climática (La zone intertropicale humide. 1973).pdf .Livraria Sá da Costa .4ª Edição . enquadra-se na geografia humana.» http://www. Daveau. o Mediterrâneo e o Atlântico).esa. Responsável pela definição da personalidade de um país (Portugal. o Mediterrâneo e o Atlântico .orlandoribeiro. regional e cultural.Lisboa 1986 Orlando Ribeiro 1911-1997 http://www. Portugal.ipsantarem.htm «Geógrafo.info/en/bibliografia/1981_2004. Professor das Universidades de Coimbra e de Lisboa.

Prolegomènes à L’ethnosociologie de la musique .Paris: Fondation Calouste Gulbenkian / Centre Culturel Portugais 1984 http://openlibrary.128.João Ranita Nazaré .org/works/OL6411629W/Prol%C3%A9gom%C3%A8nes_%C3% A0_l%27ethnosociologie_de_la_musique .

joraga. http://www. Congresso do Cante Alentejano em Nov.net/IACd_ceda/bibliografiasobreAlentejo_jrg3_A5.com/ 2005 – Março “Que modas? …que modos?” (actas do 1º.pdf .blog spot. edição de FaiAlentejo.129. de 1997 11 8. Faial. Que Modas? Que Modas? 1º Congresso do Cante Actas .9 e 10)”. Açores. Horta. 360 p.Editora FaiAlentejo – 2005 http://tratadodocante. 2005.

PDF . Recorrências-Léxico e Motivos Sãojoaninos no Cante .Volume XI .cmbeja. 87 a 110 .pt/MULTIMEDIA/ASSOCIA/TEMATICABMB/FUNDOREGIONAL/39ETNOLOGIA /RECORRENCIASLEXICO.Série III Págs.Maria José Albarran Carvalho .130.Agosto 1999 1999 http://catbib.Arquivo de Beja .

PDF Ver outras obras: http://catbib.%24%22 .pt/MULTIMEDIA/ASSOCIA/TEMATICABMB/FUNDOREGIONAL/39ETNOLOGIA /REVITALIZARACULTURA.%22%20%2B%20%2 2AU%20ORTA%2C%20Jos%E9%20A. Revitalizar a cultura regional revitalizando o cante .José A.asp?Base=EMPBMB&Form=COMP&StartRec=0&RecPag=5&New Search=1&SearchTxt=%22AU%20ORTA%2C%20Jos%E9%20A.Agosto 1998 http://catbib.cmbeja.pt/plinkres.Volumes VII/VIII .cmbeja. Orta Arquivo de Beja .Série III .131.

com/books?id=SlkMcgAACAAJ&dq=inauthor:%22Jos%C3%A 9+Cutileiro%22&hl=ptPT&ei=56KqTsueFpDUsgaFvtHGDw&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=7 &ved=0CEkQ6AEwBg . Évora.Lisboa . diplomata português.google.1977 José Pires Cutileiro (n. 20 de Novembro de 1934).José Cutileiro .Editora Sá da Costa . José Cutileiro. Doutor em Antropologia Social pela Universidade de Oxford. Ricos e Pobres no Alentejo . escreve sobre questões internacionais e é Conselheiro Especial do Presidente da Comissão Europeia. http://books.132.

1984 José Augusto Alegria (1918-2004) 1 de Novembro de 1988 Patrono: Manuel Ferreira Patrício Músico e musicólogo. Sobre a Origem da Canção Popular Portuguesa .pt/a_ue/honoris_causa/jose_augusto_alegria_1918_2004 http://polyphonia.html .pt/Os%20Maestros.133. Dedicou-se à investigação da actividade musical da Sé de Évora e foi colaborador do Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian.José Augusto Alegria .uevora. licenciando-se em Ciências Musicológicas. foi responsável pela divulgação dos Cantares do Alto Alentejo quando em 1945 fundou o Coro Polifónico de Évora.INATEL Lisboa . dando vários concertos na Europa. Foram-lhe conferidos o Prémio "Ensaísmo Musical" (1985) e a Medalha de Mérito Cultural (1986). http://www.sapo. Dirigiu o Coro Poliphonia de Lisboa.no.Colóquio sobre Música Popular Portuguesa . Em 1949 frequentou o Instituto de Música Sacra de Roma.

José Augusto Alegria .in Brotéria .pt/webdb/listagens.134.php?id=51&op=revista .uevora.com.br/books?id=QEQqo72CtVQC&hl=ptPT&source=gbs_book_other_versions http://www.1948 1948 http://books.google. Sobre danças e canções do Alentejo .XLVII Lisboa .cidehus.

com/books?id=mcVpAAAACAAJ&dq=inauthor:%22Salwa+ElShawan+Castelo-Branco%22&hl=ptPT&ei=hbCqToz0II3PsgbX6bnNDw&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=4& ved=0CEUQ6AEwAw http://www.135. Portugal.wook.Lisboa .1992 Salwa El-Shawan Castelo Branco (Instituto de Etnomusicologia.youtube.html http://www.Págs. Lisbon) Cultural Politics and Popular Music in 20th Century Portugal http://www.fcsh.com/watch?v=cOmPyhT2lPw .pt/inet/researchers/scastelobranco/page.google. 547 a 561 . Salwa El-Shawan Castelo-Branco In ³Livro de Homenagem a Macário Santiago Kastner´ Fundação Calouste Gulbenkian .pt/authors/detail/id/1038374 http://books.unl. Some Aspects of the ³Cante´ Tradition of Cuba: A Town in Southern Alentejo.

pt/delgado1.1955 – 1980 http://wencesmc.interacesso.htm http://wencesmc.1980 (1ª 1955) Volume I .htm Volume II .web.Edição do Instituto Nacional de Investigação Científica . Subsídios para o Cancioneiro Popular do Baixo Alentejo (I e II Volumes) Manuel Joaquim Delgado .2ª edição .pt/delgado1tx.136.interacesso.web.

1980 (1ª 1955) Digitalização de 51 pautas por joraga JoRaGaspar 2010 http://www.Edição do Instituto Nacional de Investigação Científica .htm .2ª edição .137.joraga. Subsídios para o Cancioneiro Popular do Baixo Alentejo (I e II Volumes) Manuel Joaquim Delgado .net/gruposcorais/pags03_pautas_03_MJDelgado/0153_moda sBAlentejo_JMDelgado_00_listade51.

Baião – 1935 Lisboa Foi o 1º Visconde deste título. ficcionista. Decadentismo e Naturalismo. Terras do Sul .pdf .138. http://www.Porto 1916 VISCONDE DE VILA MOURA 1877 Grilo. de seu nome Bento de Oliveira Cardoso e Castro Guedes de Carvalho Lobo.pt/users/0/58/CatlogoBPMP_2cc8c856110630e1d73565eca1369d73. Foi cronista.Visconde de Villa-Moura . Vol.Cantos Alentejanos . influenciado pelo Simbolismo. X .2ª Série .em Águia.cmporto.

Três Trilogias sobre o Alentejo.139. A Mar A Ilha A Feira A Cobra A Serpe A Moura Bécimas de Inocêncio de Brito – Gritos na Solidão O Presépio – Auto de Natal de São Matias As Sibilas Alentejanas .

http://alfarrabio.140.org/wiki/Visconde_de_Vila-Moura#Biografia . desde o Saudosismo com a Renascença Portuguesa.alfarrabista. Presença e Novo Cancioneiro.s/d (1948) Afonso Duarte (1884-1958) acompanhou praticamente todos os movimentos literários da primeira metade do século XX em Portugal.di.pt/vercial /duarte.com/E/1034343/Livro/Um%20Esquema%20do%20Canci oneiro%20Popular%20Portugu%C3%AAs https://www.Afonso Duarte .Edição Seara Nova Lisboa . Um esquema do Cancioneiro Popular Português .uminho.htm 1948 – 78 páginas http://www.facebook. passando pela Seara Nova.wikipedia.com/pages/Visconde-de-VilaMoura/126695894042723?sk=info http://pt.

141.cidehus.uevora.php?id=41&op=revista# Para ver PDF http://catbib. Clemente Arquivo de Beja .Volume XIII . 37 a 48 . Um olhar sobre o Cante Alentejano .Introdução ao Estudo da Vida e Obra de António Alfaiate Marvão Luís Miguel S.PDF .pt/webdb/listagens.pt/MULTIMEDIA/ASSOCIA/TEMATICABMB/FUNDOREGIONAL/39ETNOLOGIA /UMOLHARSOBRE.cmbeja.Série III .2000 http://www.Págs.

http://cantoalentejano. de Amorim http://cantoalentejano.F. 1949 http://cantoalentejano. TEXTOS SOBRE CANTE In http://cantoalentejano. O CANTE SÃO AS PESSOAS"-J.com/textos/?id=57&det=1 .Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.co m/textos/ Lista de 44 Textos Sobre Cante Lista de 44 Textos Sobre Cante: http://cantoalentejano.Dias Nunes http://cantoalentejano.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=51&det=1 O CANTO ALENTEJANO E A PROBLEMÁTICA DO ESTUDO E ANÁLISE DA TRADIÇÃO ORAL-F.com/textos/?id=44&det=1 O CANTE:UM PATRIMÓNIO À BEIRA DA RUÍNA-J.Dias Nunes DANÇAS POPULARES DO BAIXO-ALENTEJO-M.com/textos/ RAMALHO ORTIGÃO NA VIDIGUEIRA (Ramalho escrevendo sobre o canto no Alentejo) http://cantoalentejano.com/textos/?id=47&det=1 O CANTE: ORIGEM E MISTÉRIO -observações de Hipólito Raposo http://cantoalentejano.com/textos/?id=45&det=1 VAI ALTA A NOITE POR BEJA-Azinhal Abelho.com/textos/?id=36&det=1 NATAL.com/textos/?id=34&det=1 "O MONUMENTO É PEDRA.F.GFrancisco G. ANNO-BOM E RÊIS-Descantes ao Deus-menino.às Janeiras e aos Reis.142.com/textos/?id=35&det=1 MODAS-ESTRIBILHOS ALENTEJANAS-M.com/textos/?id=38&det=1 OS GANHÕES (Texto para um CD do Grupo Coral) http://cantoalentejano.

com/textos/?id=40&det=1 O CANTE ALENTEJANO EM TODA A SUA PLENITUDE-José Simão Miranda http://cantoalentejano.com/textos/?id=41&det=1 DEFENDER O CANTE-ENCONTRO NA VIDIGUEIRA-2004-J.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=54&det=1 AS GENTES.com/textos/?id=49&det=1 AS"CAMPONESAS" DE CASTRO VERDE-J.F.com/textos/?id=59&det=1 A ACTIVIDADE DA MODA DESDE A SUA FUNDAÇÃO-Balanço do Encontro em Évora-2004 http://cantoalentejano.F.F.com/textos/?id=48&det=1 ESCOLAS DO CANTE – Os Carapinhas de Castro Verde-J.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.F.com/textos/?id=43&det=1 .Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.F. O EXEMPLO DE UMA "ESCOLA DE CANTE" -Nélia Pedrosa http://cantoalentejano. A "MODA" E OS SEUS INTÉRPRETES-J.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.CANTO D´ALMA-J. Colaço Guerreiro http://cantoalentejano. O PODER.F.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=53&det=1 ROUXINÓIS DO ALENTEJO.F.com/textos/?id=39&det=1 DANÇAS CAMPANIÇAS-J.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=58&det=1 “O CANTE DAS MULHERES”-J.

com/textos/?id=29&det=1 CANÇÃO POPULAR EM PORTUGAL.F.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.F.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.F.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=23&det=1 . ANTES E APÓS O 25 DE ABRIL-ENTREVISTA COM J.com/textos/?id=24&det=1 O CANTE ALENTEJANO-J.BEJA – 2004-jJ.CONCURSO DE CANTARES:A FESTA DO CANTE EM BEJA-2004-J.Pinto Cortez http://cantoalentejano.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=42&det=1 O CANTE.Ernesto Veiga de Oliveira http://cantoalentejano.com/textos/?id=52&det=1 MÚSICA POPULAR POLIFÓNICA VOCAL EM PORTUGAL-ALENTEJO: Ernesto Veiga de Oliveira http://cantoalentejano.F.F.com/textos/?id=50&det=1 SOBRE O CONCURSO DE CANTARES ALENTEJANOS“-FESTA DO CANTE” .com/textos/?id=28&det=1 AS CANÇÕES-Cancioneiro de Serpa: Maria Rita O.com/textos/?id=25&det=1 O CANTE DO BALDÃO-J.com/textos/?id=26&det=1 O ENTERRO DO ENTRUDO-J.F.com/textos/?id=27&det=1 RECOLHAS DE MÚSICA TRADICIONAL PORTUGUESA DE MICHEL GIACOMETTIArquivo Sonoro do Museu Nac.de Etnologia http://cantoalentejano.

F.P. António Marvão http://cantoalentejano.F.com/textos/?id=18&det=1 “AS MODAS QUE O POVO CANTA” GRUPOS CORAIS .ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE A MÚSICA FOLCLÓRICA PORTUGUESAFernando Lopes Graça http://cantoalentejano.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.com/textos/?id=32&det=1 O QUE É O CANTE ALENTEJANO.F.com/textos/?id=20&det=1 OS CANTES AO MENINO-J. António Marvão http://cantoalentejano.com/textos/?id=33&det=1 .P.É TEMPO DE MUDAR DE RUMO.com/textos/?id=17&det=1 MOTIVAÇÕES E SOCIOLOGIA DO CANTE ALENTEJANO.com/textos/?id=21&det=1 À RODA DA CANÇÃO FOLCLÓRICA PORTUGUESA-Fernando Lopes Graça http://cantoalentejano.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.J.com/textos/?id=22&det=1 A CONTINUIDADE DO CANTE-J.Colaço Guerreiro http://cantoalentejano.

António Cartageno .143.Colóquio sobre Música Popular Portuguesa: Comunicações e conclusões .INATEL Lisboa – 1984 . Uma experiência de recolha e recuperação da música popular religiosa do Baixo Alentejo .

pt/ .cidehus. Universidade de Évora Base de dados da Universidade de Évora http://www.php?i d=138&op=autor# http://www.uevora.144.pt/webdb/listagens.uevor a.

Fomos. vi-me naquela Praça do Município cheia de gente. uma terra ainda mais espantosa.joraga. e parece que começar a perceber. Tínhamos sido convidados por uns amigos de Setúbal. E à noite. não era CANTO. pude ouvir duma maneira diferente. Dezembro de 1996 / Janeiro de 1997. apesar de mais de uma dezena de anos no Alentejo. mal eu sabia que estava tudo a começar. mas o CANTE . Eram férias da Páscoa mas não tínhamos muito tempo para ir.. Eram os Fabelas. Pena. VOZ DO VENTRE DA TERRA MÃE – O CANTE – A VOZ DO VENTRE DA TERRA CANto da TErra CANTE – José Rabaça Gaspar in SERPA ANTIGA uma separata de SERPA INFORMAÇÃO. 4ª série.SERPA en / CANTADA em LENDAS. Um Grupo que canta Alentejano como deve ser e não como ouvimos por aí cantar.. De repente.CANto da TErra.. Só me lembro que. http://www. Um grupo de quatro ou cinco entoou dalém uma moda. no final da procissão das velas. Cantavam no Grupo Coral. acabadas as cerimónias quando parecia que tudo tinha terminado... porque é que o Canto Alentejano. que iam visitar uma família espantosa que tinham conhecido em Serpa. Isto era o Emanuel a falar. na Praça do Município apinhada de gente.º 17 . O trabalho era muito. Acabava a cerimónia religiosa e começava a festa.. Da Gente. o Emanuel e a Rosa.145. Pouco os vi depois.htm ..net/gruposcorais/pags/04oCanteVOZdoVENTREdaTERRA. um trabalho de José Rabaça Gaspar. no fim da procissão. n. com versos de um deNÓMIO do mesmo autor José Penedo de Moura. logo outro aqui mais . Fomos recebidos e tratados que nem príncipes. A Festa das Pessoas. ali tão perto..

Ali eles eram a Voz da Terra. e a maior parte dos bons grupos que conheço.... Das entranhas da Terra. Pareceu-me ver.ao pé. Não tentem arremedar os grupos de palco e de palanque com milhares de wats microfones e altifalantes. ou num palco.. Aquela Praça transformou-se por magia numa Catedral imensa da Natureza que só tinha como tecto o céu cheio de estrelas. para só falar de alguns. Não tem nada a ver com o CANTE. depois outros.. Castro. aquilo não era um canto humano. Era o grito do Ventre da Terra! Disse-o na rádio no Dia Mundial da Música que se realizou em Beja na década de oitenta. se se deixarem cair na tentação do vedetismo e de competição com os outros grupos e tipos de canto.. não era o Canto Alentejano que se ouvia na rádio.. Bento. os seus grupos. era algo de muito profundo e sério. como o de Pias. penso eu.. Quando dei por mim.. outros. ombro a ombro. porque é que o Cante. os seus coros. deixará de haver o CANTE... Era a Voz da Terra. Vila Nova de S. que o CANTE.. quando dois ou mais se juntam para entoar uma moda. Estavam outros amigos. estava com a pele toda arrepiada e sentia a música subir das entranhas da Terra e inundar-me por completo. o canto lançado pelas gargantas através do ar armazenado na barriga.. Quando todo o chão tremeu e eu com ele. tenho pedido a eles e outros amigos: Não deixem profanar o encanto.. No meio das gentes. No dia em que perderem esta autenticidade. Disse-o ao lado do Torrão que ali cantou para provar o que dizia. mãos a abraçar o companheiro da frente.. . ou pareceume perceber. Com os pés calcando o chão. Cuba. a magia deste CANTE. outros. cultores de uma Religião mais autêntica e verdadeira daquelas que eu conhecia. percebi.. Tinham-me dito que os Alentejanos não eram religiosos! Eu acreditava. Cantem com os pés na Terra. nessa altura. não a perderam. Nunca tinha ouvido. Era algo que vinha de muito fundo. Eu pensava que tinha ouvido já cantar à Alentejana. sentir. na tevê. Sempre que posso..

Vozes do Povo . 409/417 .Maria João Figueiredo Forte .Editora Celta .A Folclorização em Portugal Salwa El-Shawan CasteloBranco e João Freitas Branco . 275/280 .Salwa El-Shawan CasteloBranco e João Freitas Branco .Editora Celta .2003 Autenticidade em debate: folclore e representações . José Soares Neves e Maria João Lima .António João César. 73/141 . .2003 Neste livro destacam-se os seguintes artigos: . .Págs.Págs.146.Oeiras . Luís Clemente e Teresa Isabel Petas in Vozes do Povo .A Folclorização em Portugal . .Salwa ElShawan CasteloBranco.Págs.Peroguarda: folclorização e memória .Perfis dos grupos de música tradicional em Portugal em finais do século XX . 521/530 .Oeiras . 245/251 .Margarida Seromenho . 455/481 .Págs.A Federação do Folclore Português: a reconstituição .António Alfaiate Marvão (19031993): um sacerdote no processo de folclorização .Repentismo e folclorização no Baixo Alentejo: o cante ao baldão .Jorge Freitas Branco Págs.Págs.Maria José Barriga .

Autenticidade em debate: folclore e representações .Vera Marques Alves .Págs.2000 http://www. 569/578 .A Folclorização em Portuga´l Salwa El-Shawan Castelo-Branco e João Freitas Branco . .Folclore e turismo: reflexões sobre o Algarve . António João. José Soares Neves e Maria João Lima .Arquivo de Beja . 265/273 Barriga.António Alfaiate Marvão (1903-1993): um sacerdote no processo de folclorização .Págs. Margarida Seromenho . Artiaga. Branco.fcsh. Maria João Figueiredo . 493/505 .Volume XIII . Salwa El-Shawan.html .Introdução ao Estudo da Vida e Obra de António Alfaiate Marvão . 455/481 .António Alfaiate Marvão (1903-1993): um sacerdote no processo de folclorização . .Págs.Michel Giacometti (1929-1990): dilemas de um colector . Maria José . 493/505 . Sousa.Págs. Luís Clemente e Teresa Isabel Petas .Um olhar sobre o Cante Alentejano .Perfis dos grupos de música tradicional em Portugal em finais do século XX Págs. António João.O SNI (Secretariado Nacional de Informação) e os Ranchos Folclóricos .Págs. 521/530 .2003 Clemente.Luísa Tiago de Oliveira .Págs. 245/251 .Folclore e turismo: reflexões sobre o Algarve ..Peroguarda: folclorização e memória .Repentismo e folclorização no Baixo Alentejo: o cante ao baldão . 455/481 Oeiras . Luís Clemente e Teresa Isabel Petas .Págs.pt/inet/publicacoes/vozesdopovo/pagina.Págs. Oliveira.Carla Sousa .Págs.Págs. 265/273 Oeiras . 409/417 .Maria José Artiaga Págs.Série III . Jorge Freitas .unl.Págs. Luís Miguel S. Castelo-Branco. 275/280 .73/141 .in ³Vozes do Povo .2003 .Editora Celta .Canto coral como representação nacionalista . 191/205 Neste livro destacam-se os seguintes autore / artigos: Alves.O SNI (Secretariado Nacional de Informação) e os Ranchos Folclóricos . Vera Marques . Luísa Tiago de . .Canto coral como representação nacionalista . 191/205 . 569/578 César.Págs.Michel Giacometti (1929 -1990): dilemas de um colector . 37 a 48 .A Federação do Folclore Português: a reconstituição Págs.Págs. Forte. César. Maria José . Carla .

Cante – Brisa – Estação de Serviço – monumento ao cante .

joraga.com/2010/08/do-ventre-da-mae-nao-queria-sair-era.blogspot.wordpress.html www.VOZ DO VENTRE DA TERRA MÃE O CANTE – A VOZ DO VENTRE DA TERRA CANto da TErra CANTE http://teardoventre.com/sangue-sagrado/ http://conjecturaspoeticas.net CORROIOS 2011 11 01 .