P. 1
Nível de Serviço

Nível de Serviço

2.67

|Views: 13.805|Likes:
Publicado porapi-3828055

More info:

Published by: api-3828055 on Oct 18, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 01.

Definição:
Existem vários conceitos para definir o Nível de Serviço Logístico, dentre as quais destacamos:
• Nível de serviço é a Qualidade com que o fluxo de bens e serviços é gerido. • É o desempenho oferecido pelos fornecedores aos seus clientes. • É o resultado líquido de todos os esforços logísticos da firma. • É aquilo que o Cliente percebe além do produto em si. A Visão do Cliente

Bem, Produto ou Serviço

Nível de Serviço Custos
1

IESIG Gestão Hoteleira e Turismo

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 02. Como medir o nível de serviço de um fornecedor: •O Ciclo do Pedido; Percentagem de pedidos entregues completos •Confiabilidade na entrega; •Frequência na entrega; •Flexibilidade; •Disponibilidade de stock; Pontualidade;

Restrições de tamanho do pedido.

Informações sobre o andamento do Pedido; 03.Aspectos técnicos levados em consideração na escolha de • Preço - Qualidade - Serviço um fornecedor:
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 2

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 04.Nível de Serviço como mais valia do produto:
Qualidade Características Tecnologia Durabilidade Embalagem Design Marca Serviço de entrega Confiabilidade na entrega Contacto com o cliente Apoio pós - venda Sugestões para os clientes Cursos de operação/funcionamento do produto, Cursos diversos IESIG Gestão Hoteleira e Turismo Formação de clubes PRODUTO BÁSICO PRODUTO TANGÍVEL PRODUTO AMPLIADO

PRODUTO POTENCIAL

3

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 05.Elementos do Nível de Serviço:
NÍVEL DE SERVIÇO

Elementos de Pré - Transacção

Elementos de Transacção

Elementos de Pós - Transacção

Estabelecer um ambiente para um bom Nível de Serviço. Política posta por escrito. Política nas mãos do cliente. Estrutura organizacional. Flexibilidade do sistema. IESIG Gestão Hoteleira e Turismo Serviços técnicos.

4

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 05.Elementos do Nível de Serviço:
NÍVEL DE SERVIÇO

Elementos de Pré - Transacção

Elementos de Transacção

Elementos de Pós - Transacção

São aqueles que são directamente envolvidos nos resultados obtidos com a entrega do produto ao cliente Nível de stock;Habilidade no trato com atrasos; Elementos do ciclo do pedido;Tempo.
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 5

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 05.Elementos do Nível de Serviço:
NÍVEL DE SERVIÇO

Elementos de Pré - Transacção

Elementos de Transacção

Elementos de Pós - Transacção

São aqueles que representam uma gama de serviços necessários para apoiar o produto em campo. Garantias e reparações; Peças de reposição; Queixas e reclamações; Embalagens; Reposição temporária.
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 6

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 06.Por que o Nível de Serviço é importante:
01. Por que influencia no Volume de Vendas da empresa.

Vendas Limiar Crescimento

Região dos retornos decrescentes

Declínio

Ponto da concorrência

Nível de Serviço
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 7

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 06.Por que o Nível de Serviço é importante:
02. Por que afecta os custos logísticos. $ Receitas

Lucros

Custos gerais + Logísticos Nível de Serviço Logístico
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 8

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO
ADMINISTRANDO O NÍVEL DE SERVIÇO
1.PASSOS PARA ADMINISTRAR O NÍVEL DE SERVIÇO:

• IDENTIFICAR OS ELEMENTOS CHAVES QUE DETERMINAM O NÍVEL DE SERVIÇO.
 CICLO DO PEDIDO, TIPO DE CLIENTES, PRODUTOS CHAVE.

• MEDINDO AS NECESSIDADES DE SERVIÇO DOS CLIENTES.
  CONSULTANDO A FORÇA DE VENDA; FAZENDO PESQUISAS COM QUESTIONÁRIOS. ESTABELECENDO POLÍTICAS DE SERVIÇO;  POR ESCRITO;  NAS MÃOS DOS CLIENTES.
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 9

• DETERMINANDO O NÍVEL DE SERVIÇO.

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO
ADMINISTRANDO O NÍVEL DE SERVIÇO
PASSOS PARA ADMINISTRAR O NÍVEL DE SERVIÇO:

DEFININDO PADRÕES.
 DISPONIBILIDADE DE X% COMO STOCK DE SEGURANÇA;  ATENDER PEDIDOS DE FORMA PERSONALIZADA

Custos de Stock
• Custos de existência - Custos de alteração do produto • Custos de encomenda - Custos associados a uma ordem de produção, ou de uma encomenda - Custos de Ruptura • Custos com a perda de uma ordem - de um cliente encomenda, etc IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 10

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO Custos de Stock • Custos de existência
• • Depreciação, armazém movimento, seguros, etc Preparação do equipamento específico, pesquisa de mercado, substituição Custos associados a uma ordem de produção, ou de uma encomenda Custos com a perda de uma ordem, de um cliente, 11 encomenda, etc IESIG Gestão Hoteleira e Turismo

• Custos de alteração do produto (setup) • Custos de encomenda

Custos de Ruptura

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO
Custos de existência de Stock Categoria Custo como percentagem do valor do item

• Armazenagem.......................................... 06% • Manipulação de materiais ........................03% • Custos adicionais de mão de obra ............03% • Custos de Capital ....................................11% • Desperdício, danos, obsolescência ...........03%
•Modelos de encomenda de quantidades fixas •Resposta a um evento (stock acabou) •Modelos com períodos de encomenda fixos
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo

(3 – 10%) (1 – 4%) (3 – 5%) (6 – 24%) (2 -5%)

12

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO
Modelos de encomenda de quantidades fixas

Pressupostos • Procura conhecida e constante • Tempo entre encomenda e recepção conhecido e constante • Inexistência de descontos de quantidade • Inexistência de ruptura de stock • Considerar apenas os custos de existência e setup • Preço constante • Custo do inventário baseado em valores médios
Custo total anual = Custo anual do + custo anual da + Custo anual da Produto encomenda existência
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 13

NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO
Modelos de encomenda de quantidades fixas Custo total anual = Custo anual do + custo anual da + Custo anual da Produto encomenda existência Ct= Pr x Cpu + Pr /Qee x Cenc + Qee/2 x Cae 2Pr x Ce Ct= custo total anual Qee = Pr= procura anual Cae Cpu= custo por unidade Qee= Quantidade económica da encomenda Cenc= Custo por encomenda Penc= Ponto de encomenda TR= Tempo de resposta (lead time) Cae= Custo anual das existências por unidade em stock

IESIG Gestão Hoteleira e Turismo

14

Quantidade económica da encomenda
Sabendo-se que a procura anual do bem A, é de 1000 unidades, o custo de uma encomenda é de 50 €, o custo anual de existência por unidade é de 5 €, o lead time de 07 dias e o custo DDP por unidade é de 900 € pede-se para calcular: b. c. d. e. A quantidade económica de cada encomenda? Em que ponto do inventário a encomenda deve ser feita para que não haja ruptura de stock? O custo total anual em relação ao produto? Qual seria o custo total anual se se importasse 400 unidades do bem A em vez da Qee encontrada na alínea b? E se a importação fosse 100 unidades por encomenda? f. g. Qual deveria ser o preço mínimo de cada unidade A junto ao consumidor final? Tenta fazer um diagrama dente de serra, e um gráfico dos custos totais para melhor entenderes a questão.
IESIG Gestão Hoteleira e Turismo 15

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->