Você está na página 1de 10

Argumentao, validade e eficcia

Faculdade de Direito do Porto 15 de Janeiro de 2011

Por que so os argumentos persuasivos


Argumentos dedutivamente vlidos, mas no persuasivos Ex: Antnio portugus Logo, Antnio portugus A Logo, A

Argumentos dedutivamente invlidos que so persuasivos


Ex: At hoje, a Terra completou uma volta em torno do seu eixo em cada vinte e quatro horas; logo, dentro de vinte e quatro horas estaremos voltados para o mesmo ponto

In Artur Polnio, Argumentao e retrica

Argumentos invlidos mas persuasivos


Argumento ad hominem o queimado olha quem fala o interessado o incoerente diz-me com quem andas

Argumentos e persuaso
Argumentos cujas premissas sejam plausveis, independentemente da sua validade lgica
Preferncia pelos argumentos comuns

Falcias
Argumentos que so maus, em termos lgicos, mas so persuasivos Ex: Se fores para a universidade, ters de estudar muitos anos; se o fizeres privar-te-s de muitas coisas boas; se te privas de coisas boas, acabars por ficar infeliz; se ficares infeliz, poders acabar por te suicidar; logo, se fores para a universidade, o mais certo acabares por te suicidar, e o melhor no ires

Validade dos argumentos informais

Depende da probabilidade de, atentas as premissas, considerarmos mais plausvel a concluso que a sua negao.

Verdade e validade
A verdade uma premissas/proposies qualidade das

A validade uma propriedade do argumento Concluso: A lgica formal no tem por fim imediato a verdade, mas a correco do raciocnio, de tal forma que verdade e lgica no so incompatveis, nem inseparveis

As provas
Provas extrnsecas: as exteriores aos recursos inerentes ao prprio autor do discursodesignadamente a utilizao de lugarescomuns (ex: uma coisa no pode ser e no ser ao mesmo tempo, etc.) Provas intrnsecas: as que assentam na capacidade retrica do autor do discurso, i.e., no seu raciocnio.

Meios da Retrica
O ethos do autor do discurso: convico imagem,

O pathos do auditrio: o conhecimento do destinatrio, os acordos possveis

O logos do discurso: validade e fora persuasiva da argumentao