P. 1
CEF_Instalacoes_Electricas

CEF_Instalacoes_Electricas

|Views: 452|Likes:
Publicado porJosé Ferreira

More info:

Published by: José Ferreira on Nov 07, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/17/2013

pdf

text

original

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO
ORGANIZADO COM BASE EM UNIDADES DE FORMAÇÃO CAPITALIZÁVEIS E MÓDULOS

Área de Formação: Itinerário de Qualificação:

522.

ELECTRICIDADE E ENERGIA

52201. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (Nível 2) Electricista de Instalações

Saída(s) Profissional(is):

ORGANIZADO COM BASE EM UNIDADES DE FORMAÇÃO CAPITALIZÁVEIS E MÓDULOS
Área de Formação: Itinerário de Qualificação: Saída(s) Profissional(is): 522. ELECTRICIDADE E ENERGIA

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO

52201. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (Nível 2) Electricista de Instalações

ÍNDICE

1. ENQUADRAMENTO 2. PERFIL DE SAÍDA DO ITINERÁRIO 3. APLICAÇÃO - Modalidades 4. FORMAÇÃO CIENTIFICO-TECNOLÓGICA 4.1 Organização em Unidades Capitalizáveis 4.1.1 – Unidades Capitalizáveis 4.1.2 – Unidades Complementares 4.1.3 – Percurso Formativo Organização em Módulos 5. MATRIZ DE CORRESPONDÊNCIA UNIDADES/MÓDULOS 6. DESENVOLVIMENTO PROGRAMÁTICO PARA O ITINERÁRIO EM UNIDADES 7. 8. DESENVOLVIMENTO PROGRAMÁTICO PARA O ITINERÁRIO EM MÓDULOS MATERIAIS DE APOIO

27-01-2003

1

Aperfeiçoamento . na modalidade de Formação Contínua: . Especialização e Reconversão . PERFIL DE SAÍDA DO ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO Descrição Geral O Electricista de Instalações é o profissional que de forma autónoma e no respeito das normas de segurança e higiene. a colocação em serviço e a manutenção dos dispositivos dos aparelhos eléctricos. Realizar instalações de infra-estruturas de telecomunicações em edifícios Elaborar projectos de infra-estruturas de telecomunicações em edifícios 3.Modalidades • Itinerário com base em Unidades de Formação Capitalizáveis. ELECTRICIDADE E ENERGIA 52201. Executar instalações de sinalização. bem como o controlo. ENQUADRAMENTO ÁREA DE FORMAÇÃO ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO SAIDA(S) PROFISSIONAL(IS) 522. modalidade de Qualificação Inicial (Condições de acesso: 9º ano da escolaridade) • Itinerário com base em Módulos. intercomunicação e protecção contra descargas atmosféricas. executa instalações eléctricas de edificações.Formação à Medida 27-01-2003 2 . electrónicos e de telecomunicações Actividades Principais      Executar instalações eléctricas de iluminação e climatização.Qualificação Profissional . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (Nível 2) Electricista de Instalações 2. APLICAÇÃO .Reciclagem.1. Executar instalações eléctricas de força motriz.

3 3.1 Organização em Unidades Capitalizáveis 4.4.2 3.1 Unidades de Formação Capitalizáveis UNIDADES CAPITALIZÁVEIS Refª (CURSOS DE FORMAÇÃO) Designação INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 1.2 Unidade(s) Complementar(es) 5220140 900 CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO 4.4 Instalação a cabo.1 5.2 1.3 5.1 4.2 Ensaio de máquinas eléctricas 2.4 Instalação de sistemas de sinalização e de intercomunicação Montagem de antenas TV Instalação e Conservação de Instalações de ITED Elaboração de Projectos de ITED TOTAL 4.1.1 1.1.1 Execução de circuitos de comando e controlo 2. a tubo e a calha técnica Execução de trabalhos em metalomecânica Instalação de uma coluna montante e entrada Instalação de pára-raios Duração de Referência (horas) 360 200 70 60 30 220 70 70 80 320 120 40 90 70 5220110 5220120 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ 2.5 Montagem de circuitos amplificadores a transistores 10 20 20 30 20 100 5220150 FORMAÇÃO CONTÍNUA NO ÂMBITO DA INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS 5.3 1.4 Leitura e interpretação de Projectos de ITED Instalação de redes de tubagens de ITED Instalação de redes de cabos de ITED Orçamentação de Instalações de ITED 15 25 35 15 90 5220160 (*) FORMAÇÃO CONTÍNUA NO ÂMBITO DO PROJECTO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS 6.1 Elaboração de Projecto de ITED (Inclui oMódulo Competências Informáticas de Base) 70 (*) A 27-01-2003 40 30 frequência desta Unidade de Formação tem como pré-requisitos a aprovação na UC5 3 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) 3. FORMAÇÃO CIENTÍFICO-TECNOLÓGICA (incluindo a Prática em contexto de formação) 4.3 Instalação e montagem de máquinas eléctricas 5220130 PROJECTO.2 4.3 4.4 Traçado de características de componentes Montagem de circuitos de rectificação Montagem de circuitos estabilizadores de tensão Montagem de circuitos de regulação de luminosidade e velocidade de motores universais 4.2 5.1 3.

3 Percurso Formativo ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO (Percurso formativo recomendado) 5220110 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO 1 5220120 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ 5220130 1 INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS rar no traçado de (A considerar no traçado de alternativos) rmativos cursos formativos alternativos) ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES Nível de Formação 2 5220140 PRECEDÊNCIAS CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO APERFEIÇOAMENTO EM ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES 5220150 1 DÊNCIAS FORMAÇÃO CONTÍNUA NO ÂMBITO DA INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE ITED 5220160 FORMAÇÃO CONTÍNUA NO 1 ÂMBITO DO PROJECTO DE ITED 4 27-01-2003 .4.1.

27-01-2003 5 .

2 – ORGANIZAÇÃO EM MÓDULOS REFª DESIGNAÇÃO DURAÇÃO (horas) 45 45 60 60 45 30 60 30 60 30 45 60 45 60 30 MÓDULO DE PRECEDÊNCIA 5220111 5220112 5220113 5220114 5220114 5220117 5220117 5220117 5220122 5220123 5220114 5220114 5220114 5220111 5220112 5220113 5220114 5220115 5220116 5220117 5220118 5220121 5220122 5220123 5220124 5220131 5220132 5220133 • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À vista e embebidas • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A calha técnica • MECANOTECNIA: Trabalhos em aço macio • INSTALAÇÕES: Aparelhos de Aquecimento • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: Coluna montante e entrada • PÁRA-RAIOS: Instalação • AUTOMATISMOS: Circuitos de comando e controle • MÁQUINAS ELÉCTRICAS ESTÁTICAS: Transformadores • MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Contínua • MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Alterna • SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO: Instalação • VÍDEO PORTARIA: Instalação • ANTENAS DE TV E FM: Instalação Nota: As Infraestruturas de Telecomunicações em Edifícios já se encontram constituídas em módulos na Formação Contínua Total 705 27-01-2003 6 .4.

a tubo e a calha técnica 200 5220111 • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: .A cabo 5220112 5220113 5220114 45 45 60 60 45 30 • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: .Instalação 5220132 • VIDEO-PORTARIA : .3 320 - - 3.4 2.2 • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: • MECANOTECNIA: • Execução de trabalhos em metalomecânica 70 5220115 5220116 .Coluna montante e entrada 60 30 60 1.A calha técnica 360 1.3 • Instalação de uma coluna montante e entrada • Instalação de pára-raios • Execução de circuitos de comando e controle • Ensaio de máquinas eléctricas 60 30 70 5220117 • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: .3 3.Circuitos de comando e Controle INSTALAÇÕES 5220120 ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ 2.1 • Instalação a cabo.Instalação Nota: A Instalação e Conservação de Infraestruturas de Teleconunicações em edifícios já se encontra constituída em módulosna Formação Contínua Nota: A elaboração de Projecto de Infraestruturas de Teleconunicações em edifícios já se encontra constituída em módulos na Formação Contínua PROJECTO.A tubo INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE 5220110 ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: .À vista e embebidas .Instalação 3.INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 5.Trabalhos em aço macio • INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: .2 30 90 5220133 • ANTENAS DE TV E FM: .1 5220118 • PÁRA-RAIOS: Instalação • AUTOMATISMOS: 5220121 .2 70 5220122 5220123 • MÁQUINAS ELÉCTRICAS • MÁQUINAS ELÉCTRICAS 30 45 60 45 60 30 220 ESTÁTICAS: Transformadores ROTATIVAS: Corrente Contínua 2.4 • Elaboração de Projecto de ITED 70 - - 27-01-2003 7 .1 • Instalação e montagem de máquinas eléctricas • Instalação de sistemas de sinalização e de intercomunicação • Montagem de antenas de TV e FM • Instalação e Conservação de ITED 80 100 5220124 • MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Alterna 5220131 • SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO: .Aparelhos de Aquecimento 1. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE 5220130 TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) 3. MATRIZ DE CORRESPONDÊNCIA UNIDADES/MÓDULOS UNIDADES DE FORMAÇÃO CAPITALIZÁVEIS UNIDADES REFª DESIGNAÇÃO DURAÇÃO (Horas) REFª MODULAR MÓDULOS DURAÇÃO (Horas) REFª DESIGNAÇÃO DURAÇÃO (Horas) SUB-UNIDADES DESIGNAÇÃO 1.

de 24 de Abril. na óptica do UTILIZADOR 27-01-2003 8 . de 19 de Abril Serviços de Telecomunicações suportados pelas ITED Arquitectura das ITED Finalidades do Projecto de ITED Processo técnico-administrativo do Projecto de ITED Interpretação de projectos de ITED 5220151 5220152 UT 2 UT 2 ITED: INSTALAÇÃO ITED: INSTALAÇÃO DE REDES DE DE REDES DE TUBAGENS TUBAGENS 25 Horas 25 Horas • • • • • • • • • • • • Materiais da rede de tubagens Instalação da rede de tubagens Prescrições e Instruções técnicas (manual técnico ITED) Normas europeias aplicáveis Verificação da Instalação (prática) Materiais da rede de cabos Instalação da rede de cabos Prescrições e Instruções Técnicas (manual técnico ITED) Normas europeias aplicáveis Verificação da Instalação Ensaios obrigatórios (Prática) Conservação (Prática) 5220153 UT 3 UT 3 ITED: INSTALAÇÃO ITED: INSTALAÇÃO DE REDES DE DE REDES DE CABOS CABOS 35 Horas 35 Horas 5220154 UT 4 UT 4 ORÇAMENTAÇÃO DE ORÇAMENTAÇÃO DE INSTALAÇÕES INSTALAÇÕES DE ITED DE ITED 15 Horas 15 Horas • • Metodologia dos orçamentos Elaboração de orçamentos Para efeitos de reconhecimento pela ANACOM como Técnico Responsável por Instalação e Conservação de ITED. de acordo com o DL 59/2000 de 19 de Abril UNIDADE DE FORMAÇÃO: ELABORAÇÃO DE PROJECTO DE ITED 5220161 UT 5 UT 5 COMPETÊNCIAS COMPETÊNCIAS INFORMÁTICAS DE INFORMÁTICAS DE BASE (1)) BASE (1 30 Horas 30 Horas • • • Introdução aos sistemas informáticos (sistema operativo/ambiente de trabalho) Processamento de texto (edição.A considerar no âmbito da Formação Contínua de Electricistas para a Instalação de Infra-Estruturas de Telecomunicações em Edifícios (ITED): ITED: INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS UNIDADE DE FORMAÇÃO :INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURAS ITED UT 1 UT 1 ITED: LEITURA E ITED: LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE INTERPRETAÇÃO DE PROJECTO PROJECTO 15 Horas 15 Horas • • • • • • Legislação: DL n. gravação e impressão de documentos) Internet (correio electrónico e pesquisa de informação) 5220162 UT 6 UT 6 ITED: ELABORAÇÃO ITED: ELABORAÇÃO DO PROJECTO DO PROJECTO 40Horas 40Horas • • Ferramentas informáticas de desenho esquemático Elaboração do projecto ITED Para efeitos de reconhecimento pela ANACOM como Técnico Responsável por Projecto. de acordo com o DL 59/2000 de 19 de Abril (1) A unidade de formação de Competências Informáticas de Base cujas unidades de formação estão desenhadas de acordo com o Decreto-Lei n.º 59/2000. formatação. Instalação e Conservação de ITED.º 140/2001. visando uma familiarização com as tecnologias da informação e o incremento acelerado e generalizado do uso da Internet.

6 – DESENVOLVIMENTO PROGRAMÁTICO PARA O ITINERÁRIO EM UNIDADES CAPITALIZÁVEIS 27-01-2003 9 .

detecção e reparação de avarias Cálculos dos  Seleccionar os materiais  Efectuar o traçado da instalação  Fixar a aparelhagem  Colocar as braçadeiras e o cabo  Fazer as ligações  Verificar a instalação  Estrutura da matéria  Lei de Ohm Diferentes Parâmetros . a tubo e a ligeira. Módulo 1 – Teoria Electricista de Instalações (nível 2)  Executar a ligação da aparelhagem eléctrica de acordo com esquemas definidos da Electricidade e  Fundamentos de Electricidade Interpretar o esquema  Efectuar o diagnóstico. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO Nº Designação Desenvolvimento SUGESTÕES ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO TEÓRICO / PRÁTICOS DIDÁCTICAS 522.Aplicações da lei de Ohm TECNOLOGIA  Iniciação aos aparelhos de medida  Tecnologia das ferramentas e materiais  Tipos de aparelhagens  Tipos de cabos e respectivos acessórios DESENHO  Noções básicas de desenho  Projecções ortogonais Consultar Dossier de Formação Comum: . Folha de Tarefa da Instalação de Derivação Simples 02 (Existente na Mediateca de Xabregas) . DESENVOLVIMENTO PROGRAMÁTICO ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS CONTEÚDOS UNIDADE DE FORMAÇÃO: 5220110. eléctricasponto de luz comandada por um de um de iluminação e climatização SAÍDA PROFISSIONAL  Planificar e conceber instalações  Conceito de circuito eléctrico calha técnica interruptor . ELECTRICIDADE E ENERGIA DURAÇÃO (horas) 220 Consultar Dossier de 1.1 Instalação a 1. Módulo 7 – Noções Gerais de Desenho 27-01-2003 9 .1.1 Executar uma instalação eléctrica a cabo de bainha ELECTROTECNIA OBJECTIVO(S): Formação Comum: cabo.6 .

Módulo 1 Teoria da Electricidade e Cálculos dos Diferentes Parâmetros . de um ponto de luz comandada por um  Desenho esquemático interruptor (Cont.1 Executar uma instalação eléctrica a cabo de bainha  Noções de perspectiva ligeira. a tubo e a calha técnica (Cont.2 Executar uma instalação eléctrica a cabo de bainha reforçada. Folha de Tarefa da Instalação de Comutação de Lustre 07 (Existente na Mediateca de Xabregas) 1.1.) DESENVOLVIMENTO 1.Desenho de Esquemas Eléctricos (Existente na Mediateca de Xabregas) DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação a cabo. comandada por um comutador de lustre  Interpretar o esquema  Seleccionar e requisitar os materiais  Efectuar o traçado da instalação  Fixar a aparelhagem  Fazer as ligações  Verificar a instalação ELECTROTECNIA  Efeitos da corrente eléctrica  Associação de resistências eléctricas TECNOLOGIA  Funcionamento do comutador de lustre  Utilização do Voltímetro e Amperímetro DESENHO  Elaboração do circuito em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Protecção contra contactos acidentais  Isolamento funcional e de protecção 27-01-2003 Consultar o Guia Técnico de Protecção “LEGRAND” 10 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1.Elaboração do circuito em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Efeitos fisiológicos da corrente eléctrica  Cuidados a ter com a corrente eléctrica Consultar o Guia de Segurança das Pessoas e Segurança dos Circuitos “LEGRAND” Consultar Dossier de Formação Comum: . Módulo 8 .) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS .)  Simbologia eléctrica .1 (Cont. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.1.

3 Executar uma instalação eléctrica a cabo comandada por comutadores de escada e inversores de grupo  Interpretar o esquema  Requisitar materiais  Traçar a instalação  Colocar aparelhagem e braçadeiras  Preparar e colocar o cabo  Fazer as ligações  Verificar a instalação Consultar Dossier de Formação Específica:  Resistência específica . Folha de Tarefa da Instalação de Comutação de DESENHO Escada com Inversor de Grupo 09  Elaboração do circuito em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Organização do posto de trabalho (Existente na Mediateca de Xabregas) ELECTROTECNIA 1.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1.) DESENVOLVIMENTO 1.4 Executar uma instalação eléctrica embebida constituída por dois circuitos – circuito de climatização ambiente  Potência eléctrica com controlo de temperatura e circuito de tomadas  Circuitos de comando e controlo de temperatura comandadas por um comutador de lustre  Interpretar o esquema  Requisitar materiais  Traçar a instalação  Colocar aparelhagem e braçadeiras  Preparar e colocar caixas e tubos  Enfiar condutores  Fazer as ligações  Verificar a instalação multifilar TECNOLOGIA  Medição da potência  Utilização dos aparelhos de medida  Tecnologia dos materiais  Tipos de tubos e seus acessórios Consultar Dossier de Formação Específica: . Folha de Tarefa da Instalação de Circuitos de Aquecimento 07 (Existente na Mediateca de Xabregas) DESENHO  Elaboração do circuito em esquema unifilar e 27-01-2003 11 .1 (Cont.1.1.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS ELECTROTECNIA SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação a cabo. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1. a tubo e a calha técnica (Cont.

) DESENVOLVIMENTO 1.1. Folha de Tarefa da aparelhos eléctricos Instalação de um  Interpretar o esquema Automático de  Automático de escada Escada e de  Requisitar materiais Telerruptor 13  Tipos de lâmpadas  Traçar a instalação (Existente na DESENHO Mediateca de  Preparar e colocar caixas e tubos Xabregas)  Elaboração do circuito em esquema unifilar e  Enfiar condutores multifilar  Fazer as ligações  Verificar a instalação SEGURANÇA E HIGIENE  Normas de segurança  Regulamentação 27-01-2003 12 .1.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1. a tubo e a calha técnica (Cont.1 (Cont. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação a cabo.) 1.4 Executar uma instalação eléctrica embebida constituída SEGURANÇA E HIGIENE por dois circuitos – circuito de climatização ambiente  Normas de segurança e higiene associadas aos com controlo de temperatura e circuito de tomadas trabalhos práticos comandadas por um comutador de lustre (Cont.5 Executar uma instalação eléctrica constituída por dois TECNOLOGIA Consultar Dossier de circuitos um à vista e outro embebida – circuito de um  Princípio de funcionamento dos equipamentos Formação Específica: automático de escada e circuito de um interruptor .

2. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1. Fogareiro .) DESENVOLVIMENTO 1.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA  Tecnologia dos materiais  Tipos de calhas e seus acessórios  Princípio de funcionamento do comutador escada duplo DESENHO  Simbologia  Elaboração do circuito em esquema unifilar e SUGESTÕES DIDÁCTICAS Consultar Dossier de Formação Específica: .1 (Cont.1. Folha de Tarefa 4 (Existente na Mediateca de Xabregas) 80 de medida. a tubo e a calha técnica (Cont. Consultar Dossier de Formação Comum: .1 Executar peças em chapa em aço macio de espessura TECNOLOGIA reduzida  Tecnologia dos materiais ferrosos  Interpretar o desenho  Tecnologia das ferramentas  Traçar e marcar a chapa  Furar e cortar  Limar  Dobrar e quinar a chapa  Rebitar SEGURANÇA E HIGIENE  Precauções a ter com os instrumentos de traçagem.6 Executar uma instalação a calha técnica para comando de dois pontos de luz através de comutadores de escada duplos  Interpretar o esquema  Requisitar materiais  Traçar a instalação  Preparar e instalar os materiais  Fazer as ligações  Verificar a instalação multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Normas de segurança  Regulamentação 1. Desenho referente à Tarefa (Existente na Mediateca de Xabregas) DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação a cabo. com as ferramentas e com o engenho de furar 27-01-2003 13 . Folha de Tarefa da Instalação de Comutação de de Quarto de Hotel .2 Execução de trabalhos em metalomecânica 1.

) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS ELECTROTECNIA SUGESTÕES DIDÁCTICAS Consultar Dossier de Formação Comum: .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1.2.2 Executar a instalação de um aparelho de aquecimento  Fixar os componentes eléctricos (ficha. sinalizador. Desenho referente àTarefa (Existente na Mediateca de Xabregas) DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Execução de trabalhos em metalomecânica (Cont.  Lei de Joule disco eléctrico. comutador)  Resistências fixas e variáveis  Preparar os condutores  Códigos de resistências  Ligar componentes eléctricos  Verificar o isolamento eléctrico  Medir resistência eléctrica  Colocar em funcionamento TECNOLOGIA  Características e ligações do disco eléctrico  Princípio de funcionamento do comutador de aquecimento  Tipos de condutores e fichas  Utilização de aparelhos de medida (Ohmímetro e Wattímetro DESENHO  Elaboração do circuito em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação  Aperto mecânico  Resistência de isolamento 27-01-2003 14 . INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.2 (Cont.) DESENVOLVIMENTO 1. Folhas de Tarefa 04 e 05 .

1 Executar a instalação de uma coluna montante para um bloco habitacional  Interpretar o esquema  Marcar a instalação  Preparar e colocar equipamentos e materiais  Fazer ligações  Verificar a instalação coluna montante de um bloco habitacional SEGURANÇA E HIGIENE  Quedas de tensão admissíveis  Regulamentação 27-01-2003 15 . Regulamento de Segurança de Instalações Colectivas de Edíficios e Entradas DURAÇÃO (horas) 60 DESIGNAÇÃO Instalação de uma coluna montante e entrada DESENVOLVIMENTO 1. de caixa de barramento e de caixas de protecção DESENHO  Elaboração do esquema unifilar e multifilar da SUGESTÕES DIDÁCTICAS Consultar Dossier de Formação Específica: . Folha de Tarefa 01 . Desenho referente à Tarefa (Existente na Mediateca de Xabregas) .3.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1. de corte geral. de quadro de coluna.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS CÁLCULO  Dimensionamento da coluna montante  Cálculo da secção de condutores  Cálculo de outras grandezas eléctricas intervenientes no dimensionamento da coluna TECNOLOGIA  Tecnologia dos materiais  Tecnologia das ferramentas  Tipos de portinholas. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) 27-01-2003 16 .

2 Executar a instalação de uma entrada  Interpretar o esquema  Marcar a instalação  Preparar e colocar equipamentos e materiais  Fazer ligações  Verificar a instalação CÁLCULO  Dimensionamento de uma entrada  Cálculo das grandezas eléctricas intervenientes no dimensionamento da entrada TECNOLOGIA  Tipos de contadores de energia eléctrica DESENHO  Elaboração do esquema de uma entrada  Elaboração do desenho esquemático de uma instalação duma habitação TECNOLOGIA 1. Folha de Tarefa da Instalação Eléctrica duma Entrada Monofásica 02 .DGE . INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE ILUMINAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO (Continuação) 27-01-2003 17 .1 Executar uma instalação de um pára-raios::  Interpretar o esquema  Requisitar os equipamentos e materiais    Colocar aparelhagem e equipamentos Realizar ligações Verificar a instalação  Sistema de terra de protecção das massas  Terra de serviço e de protecção  Circuitos de protecção  Electrodos de terra  Condutores de terra Consultar: . Guia Técnico de Pára-raios . Guia Técnico de Terras .ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.4 Instalação de pára-raios 1.4.LEGRAND .3 (Cont. Desenho referente à Tarefa (Existente na Mediateca de Xabregas) DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação de uma coluna montante e entrada (Cont.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS ELECTROTECNIA  Potência em circuitos monofásicos e trifásicos SUGESTÕES DIDÁCTICAS Consultar Dossier de Formação Específica: . Protecção Contra Descargas Atmosféricas MULTINOVE 30  Ligações equipotenciais  Tipos de pára-raios UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1.) DESENVOLVIMENTO 1.3.

) DESENVOLVIMENTO 1.4 (Cont.4..1 Executar uma instalação de um pára-raios (Cont.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Dispositivos e acessórios  Montagem de pára-raios  Aparelho de medida para terras  Classificação dos edifícios e estruturas SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação  Perigos de descargas atmosféricas SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação de pára-raios (Cont.) 27-01-2003 18 .ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 1.

1 Executar circuitos de comando e controlo de motores ELECTROTECNIA SAÍDA PROFISSIONAL Formação Comum:  Executar instalações de força motriz circuitos de por um contactor: botoneira. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ Nº Designação Desenvolvimento CONTEÚDOS ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃOSUGESTÕES TEÓRICO / PRÁTICOS 522. pressóstato  Proceder à montar e ligação de máquinas eléctricas e célula fotoeléctrica controlo Ímans Magnetismo e  Executar o diagnóstico. ELECTRICIDADE E ENERGIA DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 70 OBJECTIVO(S): de Consultar Dossier de 2. detecção e Interpretar osde avarias nas máquinas eléctricas e suas aplicações reparação esquemas   Testar os dispositivos  Posicionar e fixar os componentes  Executar as ligações  Verificar a instalação  Tipos  Electromagnetismo Campo magnético Electroímans TECNOLOGIA  Tecnologia dos materiais Electromagnetismo (Existente na Mediateca de Xabregas) de contactores. Módulo 4 – comando e interruptor de bóia. de botoneiras. nível de fluídos.1.ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS UNIDADE DE FORMAÇÃO: 5220120.1 Execução 2. de termostatos e de células fotoeléctricas DESENHO  Conceito de circuito de comando e controlo  Simbologia  Esquematização dos circuito de potência e comando UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ (Continuação) 27-01-2003 19 .  Magnetismo Electricista de Instalações (nível 2) . de pressostatos.

INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ (Continuação) 27-01-2003 20 .) 2.botoneira e temporizador  Tecnologia dos materiais  Interpretar os esquemas  Tipos de temporizadores DESENHO  Esquematização dos circuito de potência e comando SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação  Testar os dispositivos  Posicionar e fixar os condutores  Executar as ligações  Verificar a instalação UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2. interruptor de bóia. nível de fluídos.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Execução de circuitos de comando e controlo (Cont.) DESENVOLVIMENTO 2.1.ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.1.1 Executar circuitos de comando e controlo de motores SEGURANÇA E HIGIENE por um contactor: botoneira.3 Executar circuitos de comando e controlo de um motor por três contactores . pressóstato e célula fotoeléctrica  Regulamentação (Cont. DESENHO por dois contactores simultaneamente e  Esquematização dos circuito de potência e alternadamente por botoneira e selector comando  Interpretar os esquemas  Testar os dispositivos  Posicionar e fixar os componentes  Executar as ligações  Verificar a instalação SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação TECNOLOGIA 2.1 (Cont.2 Executar circuitos de comando e controlo de um motor.1.

2 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS ELECTROTECNIA SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 70 DESIGNAÇÃO Ensaio de máquinas eléctricas DESENVOLVIMENTO 2. Excitação e  Princípio de funcionamento do transformador arranque – Dínamos e motores  Tipos de transformadores  Máquinas de corrente alternada – Transformadores.1 Caracterizar e colocar em funcionamento as máquinas eléctricas  Função do transformador  Máquinas de corrente contínua.ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2. motores trifásicos e monofásicos  Geradores de corrente contínua e corrente e alternadores alternada  Efectuar medições  Motores de corrente contínua Série Paralelo Misto Acumuladores e pilhas  Motores de corrente alternada Universal Rotor bobinado Síncrono Assincrono TECNOLOGIA  Tecnologia das ferramentas  Tecnologia dos materiais  Tipos de reóstatos de excitação e arranque 27-01-2003 21 .2.

a aparelhagem.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2.1 Caracterizar e colocar em funcionamento as máquinas eléctricas (Cont.1 Executar a instalação de um motor trifásico com protecção.3.) DESENVOLVIMENTO 2.3 Instalação e montagem de máquinas eléctricas 2.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS DESENHO  Esquematização dos circuito de potência e comando SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação  Precauções a ter com o manuseamento das máquinas quer em movimento quer sob tensão SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Ensaio de máquinas eléctricas (Cont. comando local e à distância  Interpretar o esquema  Traçar a instalação ELECTROTECNIA  Potências  Rendimento Consultar Dossier de Formação Comum: 80 . INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.2 (Cont.) 2. as braçadeiras e cabo/tubo  Protecções eléctricas – Seccionadores.2. disjuntores. relés e diferenciais  Efectuar ligações  Verificar a instalação CÁLCULO  Dimensionamento dos órgãos de protecção  Potência em corrente alternada – monofásica e trifásica DESENHO  Esquematização comando 27-01-2003 dos circuito de potência e 22 . Módulo 3 (Existente na Mediateca de Xabregas) TECNOLOGIA  Colocar o quadro. interruptores.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ (Continuação) 27-01-2003 23 .

ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.Enrolamentos  Esquematização dos circuito de potência e separados e Sistema DAHLANDER comando  Interpretar o esquema SEGURANÇA E HIGIENE  Traçar a instalação  Regulamentação  Colocar o material   Efectuar ligações Verificar a instalação 27-01-2003 24 .3.3.) 2. Folha de tarefa de uma Instalação de um Motor Trifásico 10 (Existente na Mediateca de Xabregas) 2. com protecção e comando .3 (Cont.2 Executar a instalação de um motor trifásico com TECNOLOGIA comando à distância. Folha de tarefa de uma Ligação de um Motor de Duas Velocidades – 16 (Existente na Mediateca de Xabregas) velocidades. protecção e  Tipos de encravamentos – mecânico e eléctrico inversão de marcha  Interpretar o esquema  Traçar a instalação    Colocar o material Efectuar ligações Verificar a instalação  Avarias comuns dos encravamentos DESENHO  Esquematização dos circuito de potência e comando SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação Consultar Dossier de Formação Comum: . por botoneira. comando local e à distância (Cont.1 Executar a instalação de um motor trifásico com protecção.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e montagem de máquinas eléctricas (Cont.3.3 Executar a instalação de um motor trifásico de duas DESENHO Consultar Dossier de Formação Comum: .) DESENVOLVIMENTO 2.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2. INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS DE FORÇA MOTRIZ (Continuação) 27-01-2003 25 .

5 Executar a instalação de um motor monofásico de arranque por condensador e enrolamento auxiliar. com  Correcção do factor potência comando local e protecção TECNOLOGIA  Interpretar o esquema  Traçar a instalação   Colocar o material Efectuar ligações Verificar a instalação  Tipos de condensadores  Ensaio de condensadores DESENHO  Esquematização dos circuito de potência e comando SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação  Cuidados a ter com o manuseamento de condensadores em carga  27-01-2003 26 . com reóstato de arranque e com  Processos de arranque – directo e indirecto resistências escalonadas .4 Executar a instalação de um motor trifásico.3.) DESENVOLVIMENTO 2. Folha de tarefa de – Instalação de um motor monofásico -08 (Existente na Mediateca de Xabregas)  Verificar a instalação ELECTROTECNIA 2.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e montagem de máquinas eléctricas (Cont.Comutação estrela-triângulo -Motor de rótor bobinado. com TECNOLOGIA arranque indirecto .3.Arranque de motor trifásico  Tipos de comutadores por autotransformador  Interpretar o esquema  Traçar a instalação   Colocar o material Efectuar ligações DESENHO  Esquematização dos circuito de potência e comando SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação Consultar Dossier de Formação Comum: .ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.3 (Cont.

1 Instalação de 3. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS Nº Designação Desenvolvimento ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO CONTEÚDOS SUGESTÕES 522.1. 06 e 11  Interpretar o esquema intercomunica Ler e interpretar projectos de ITED  Tensões reduzidas  Executar ção a instalação e Requisitar o material conservação de ITED e proceder aos ensaios (Existente na TECNOLOGIA  Elaborar orçamentos de ITED Mediateca de  Efectuar o traçado Xabregas)  Elaborar projectos de ITED  Tipos de campainhas       Abrir roços Preparar e colocar caixas Colocar tubo Colocar aparelhagem Efectuar as ligações Verificar a instalação  Aplicações de electroimans  Quadro de alvos DESENHO  Esquematização dos circuitos em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação (Continuação) 27-01-2003 27 . Electricista  Lei fundamental da indução de Instalações (nível 2) Folha de tarefa –  Proceder à montagem de antenas TV sinalização e 05. ELECTRICIDADE E ENERGIA TEÓRICO / PRÁTICOS DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 120 OBJECTIVO(S): Consultar Dossier de 3.1 Executar uma instalação de sinalização para um quadro ELECTROTECNIA SAÍDA PROFISSIONAL Formação Específica:  Executar instalações eléctricas de uma sinalização e de intercomunicação sistemas de de alvos a condutor TV protegido por tubo flexível .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 5220130. PROJECTO.

INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.3 Executar uma instalação de video-porteiro         Interpretar o esquema Elaborar o roteiro de trabalho Requisitar os materiais Efectuar o traçado Fixar a aparelhagem Colocar tubo/aço Efectuar ligações Verificar a instalação Consultar Dossier de Formação Específica: .2 Executar uma instalação de sinalização para acesso a gabinete.1.)  Fixar aparelhagem  Colocar braçadeiras e tubos  Enfiar condutores  Efectuar ligações  Verificar a instalação 3. 11 e 19 (Existente na Mediateca de Xabregas) DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação de sistemas de sinalização e intercomunicação DESENVOLVIMENTO 3.1 (Cont.1.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS ELECTROTECNIA  Indução electromagnética  Electromagnetismo e indução electromagnética TECNOLOGIA  Tensões reduzidas normalizadas DESENHO  Esquematização dos circuitos em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação TECNOLOGIA  Sistemas de intercomunicadores  Tecnologia dos materiais DESENHO  Esquematização dos circuitos em esquema unifilar e multifilar SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação SUGESTÕES DIDÁCTICAS Consultar Dossier de Formação Específica: . PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3. 06. Folha de tarefa – 20 (Existente na Mediateca de Xabregas) 27-01-2003 28 . Folha de tarefa – 05. a condutor TV protegido por tubo rígido  Interpretar o esquema  Identificar o material  Efectuar o traçado (Cont.

INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.PROJECTO.Sistema para recepção de TV Terrestre/Satélite DURAÇÃO (horas) 40 DESIGNAÇÃO Montagem de antenas TV DESENVOLVIMENTO 3.1 Executar uma instalação colectiva de sinal de televisão:  Interpretar o esquema  Requisitar os materiais     Marcar a instalação Colocar os tubos Fixar os componentes Efectuar ligações  Verificar a instalação 27-01-2003 29 .2 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS ELECTROTECNIA  Definição de ganho  Conceito de frequência e suas aplicações TECNOLOGIA  Equipamentos e acessórios  Tecnologia das ferramentas  Tecnologia dos materiais  Tipos de cabos e sua nomenclatura  Aparelho de medição e ensaio  Tipo de antenas parabólicas e seus acessório SEGURANÇA E HIGIENE  Regulamentação SUGESTÕES DIDÁCTICAS Consultar Catálogo TELEVÉS-Antenas e Acessórios Livro Didáctico TELEVÉS Refª 2010 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .2.

Avaliação de conformidade de equipamentos e infra-estruturas .Regime de propriedade . de 23 de Setembro • O formador deverá fazer uma abordagem generalista desta legislação 27-01-2003 30 .Instalação . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3. Dec Lei nº 249/97. Ler e interpretar a Legislação relativa às ITED • Interpretar a legislação em vigor de enquadramento das ITED • Identificar a legislação revogada pelo Decreto Lei nº 59/2000 • Legislação revogada: . de 27 de Novembro .3. Dec Lei nº 146/87.Disposições transitórias SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 15 Designação Instalação e conservação de ITED DESENVOLVIMENTO 3.Projectos técnicos .Edifícios construídos .Taxas. Dec Reg nº 25/87. de 24 de Março .Disposições gerais . NORMAS E REGULAMENTOS • Decreto Lei nº 59 / 2000 de 19 de Abril -Objectivos . Despacho SEH nº 42/90. de 8 de Abril .1. fiscalização e sanções .3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS LEGISLAÇÃO.Entidades certificadoras .PROJECTO.Divulgação de informação .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .

40.Cablagens-RDIS -EN50117 .001 -Caixas de Rede Colec.pt/ Manual ITED : -Contexto Normativo DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Identificar e interpretar as Normas Internacionais e as normas em vigor aprovadas pela ANACOM aplicáveis às ITED • Identificar os vários regulamentos de segurança relativamente às Instalações Eléctricas • RSUEE • RSICEE 27-01-2003 31 .03.PROJECTO.002 -Cabos Tipo V -25.03.40.03.40.010 -Dispositivos de ligação e distribuição -25. Cabos e condutores-Comunicação Analógico-Digital -EN50310. Graus de Protecção (Invólucros –cód IP) • Normas em vigor aprovadas pela ANACOM para especificações técnicas e de qualidade de : -25.40.03.Tubos para canalizações eléctricas ou de telecomunicação SUGESTÕES DIDÁCTICAS www.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Normas Internacionais: -EN50083 .006 -Tomada telefónica -25.03. Especificações Planeamento e prática de Instalações de Cablagens (Tecn. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3. Cabos coaxiais-redes de distribuição -EN50173 . de Tubagens -25. de Tubagens -25.03. Aplicação de terras equipotenciais com equipamentos de Tecn. Especificações Qualidade -Instalação de Cablagens (Tecn.007 -Caixas de Rede Ind. Informação -EN60529.40. Informação) -EN50174 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .008 -Bloco Privativo de Assinante -25. Sistemas de calhas e Tubagens -EN50098-1 e 2 .40. Informação) -EN50288.03. TV e Radiodifusão sonora -EN50085-1-2-3 .40.anacom.012 -Tomada RDIS • NP 1071.

INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.10 e 11 • Manual ITED Cap 5.PROJECTO. 8.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .E e F -Nível 2 : Coaxial -Nível 3 : Fibras Ópticas • Redes e Níveis de qualidade da cablagem do edifício e certificado de conformidade SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Manual ITED-Contexto Normativo.D.10 Pág. 9. Págs 7.64 DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Descrever os níveis de Qualidade das ITED 27-01-2003 32 .3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Níveis de Qualidade das ITED: -Nível 0 : Pares de cobre-Classes A e B -Nível 1 : Pares de cobre -Classes C.

3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Designação Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Distinguir e caracterizar os vários serviços de telecomunicações suportados por uma ITED TECNOLOGIA RADIOELECTRICA • Serviços de telecomunicações suportados numa ITED : -Acesso fixo via rádio (FWA) Recepção Emissão Antenas -Recepção de sinais sonoros e televisivos: Tipo A (via hertziana terrestre ): Recepção Antenas Tipo B (via satélite) : Recepção Antena parabólica -Televisão : Distribuição por cabo coaxial . Infra estruturas telefónicas -voz analógica -RDIS .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 . relação frente-trás e impedância de uma antena • Legislação de Instalação de antenas: Dec Lei 151-A/200 e Dec Reg 1/92 de 18 de Fevereiro 27-01-2003 33 . Ligações Ópticas (Fibras Ópticas) -Noções • O formador deverá dar os conceitos básicos de ganho. directividade.PROJECTO. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS ( Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.

3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS .) • Distinguir os vários tipos de redes de uma ITED • Redes duma instalação ITED : -Rede colectiva de tubagens -Rede individual de tubagens -Rede colectiva de cabos -Rede individual de cabos • Constituição de uma ITED: -câmara de visita de operadores -caixa de entrada de cabos -entrada subterrânea -grupo de tubagens/cabos de entrada -espaço de telecomunicações inferior (ETI): .PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .Dispositivos de ligação e distribuição -rede colectiva de tubagens/cabos -caixas da coluna montante de distribuição -caixas de blocos -caixas de derivação -rede individual de tubagens/cabos -espaço de telecomunicações superior (ETS) • Limites das ITED • Ligação às redes públicas de telecomunicações • Manual ITED Caps 2. Comunicação telefónica em ascensores SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Distinguir e caracterizar os vários serviços de telecomunicações suportados por uma ITED ( Cont. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3. 14. Videoportaria . Televigilância . 13.4 • RSIUEE • RSICEE • Identificar as partes constituintes duma ITED • Manual ITED Cap2 Págs 12.Armário de Telecomunicações do Edifício (ATE/INF) . 15 e 16 27-01-2003 34 .3 e 2.

INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.adaptados aos NQ’s .órgãos de protecção • Manual ITED Cap2.pares de cobre . Pág 12 • Manual ITED Cap 3 e Anexo 4 27-01-2003 35 . Bastidores.de cabo coaxial .fibras ópticas -Caixas.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Constituição: -acessos -salas -portas -janelas -cozinha -WC -varandas DESENHO E SIMBOLOGIA SUGESTÕES DIDÁCTICAS • O Formador poderá usar a planta do Anexo 7Pág 2 DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Ler e interpretar correctamente a planta duma fracção autónoma dum edifício • Ler e interpretar correctamente a arquitectura duma ITED através de diagrama de blocos • Caracterizar os materiais.de derivação de cliente e tap de cliente . dispositivos e equipamentos constituintes duma ITED e interpretar correctamente a sua simbologia • Diagramas de blocos de uma ITED • Materiais: -Cabos e condutores: .para ligação FWA .terminais e tomadas de cliente .de pares de cobre .antenas -Repartidores Gerais: .de fibra óptica . Tubos e Calhas -Dispositivos: .cabos coaxiais .cabos tipo V .de ligação e de distribuição .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .PROJECTO.

INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.Artº 40.PROJECTO.5.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .3.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA. SEGURANÇA E HIGIENE SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Decreto Lei nº 59/2000 de 19 de Abril. Cap 4.6 . 3e4 O formador deve utilizar esquemas reais DURAÇÃO (horas) 25 DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO 3.1.Pág 2. Nº2 • Manual ITED Cap 5 –Págs 49 a 53 • EN 50 174-2 • Cap 3.1.2 Instalar redes de tubagens para ITED respeitando as normas e prescrições técnicas • Identificar e interpretar as regras e prescrições técnicas relativas à rede de tubagens e equipamentos associados • Redes colectiva / individual de tubagens : -ângulos -comprimentos máximos -curvas -raio de curvatura • Armários: -instalação dos ATE -instalação dos ATI • Caixas -identificação -exemplos • Tubos : -de entrada de cabos e PAT -separação entre cabos de energia eléctrica e os cabos de telecomunicações • Interpretar esquemas de redes de tubagens dum bloco de habitações • Esquemas de redes de tubagens 27-01-2003 36 . Cap5 • Cap 5 Dever-se-á ter em conta os Regulºs: RSIUEE RSICEE relativamente à instalação de tubagens • Manual ITED Anexo 7 .3.

PROJECTO.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Tipos de caixas: .03.1071/ 1/2/3 • EN 236 00 003 27-01-2003 37 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3. rede individual: -I1 -I2 -I3 -I4 .rede colectiva: -C0 -C4 -C1 -C5 -C2 -C6 -C3 -C7 SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Manual ITED Cap 3.PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .5.40 007 DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Distinguir e caracterizar os vários tipos de caixas usadas numa instalação ITED -Caixas híbridas • Interpretar as especificações técnicas de montagem e fixação de tubagens • Faseamento da montagem : -marcação -traçado -abertura de roços -assentamento de caixas • Fixação : -comprimentos máximos -raios de curvatura -tipos de fixação -tubagem subterrânea -tubagem aérea • RSIUEE • RSICEE • Norma NP .2 • NP EN 60 529 • ICP-ANACOM 25. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .

3 (Continuação) SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA.3.1 Estabelecer as técnicas de instalação de rede de redes de tubagens tubagens de ITED (Cont) • Identificar as técnicas e regras de instalação de rede colectiva de tubagens • Rede colectiva de tubagens – técnicas relativas : -às ligações dos tubos às caixas -às ligações à vista -ao raio de curvatura dos tubos -à fixação das caixas das caixas à parede -às juntas de dilatação -às guias nos tubos -ao cruzamento dos tubos com cabos de energia -à cobertura com reboco -ao declive dos tubos de entrada aérea -à entrada subterrânea de tubos -à vedação de tubos não utilizados • Rede individual de tubagens – técnicas relativas : -às tubagens em tectos falsos -ao afastamento dos tubos entre si -às distâncias às caixas -às tubagens em rodapés -às tubagens no pavimento -aos cuidados de instalação das caixas de saída no pavimento -às distâncias das caixas de saída colocadas na parede -às marcações e identificação das caixas -à identificação das caixas com dispositivos de derivação • Manual ITED Cap.5 – Instalação • RSIUEE • RSICEE • Identificar as técnicas e as regras de instalação de rede individual de tubagens • Manual ITED Cap.2. MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INSTALAÇÕES DE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS ( ITED ) UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .5 – Instalação • RSIUEE • RSICEE 27-01-2003 38 .PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 4. INSTALAÇÃO. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3. SEGURANÇA E HIGIENE DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Instalação de 3.

3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Leitura e interpretação do projecto das redes de tubagens • Traçado da instalação • Abertura de roços (e/ou valas ) • Colocação de calhas e/ou braçadeiras • Colocação e fixação de caixas • Colocação de boquilhas / Bucins • Dobragem de tubos • Colocação de tubos • Fixação de tubagens • Execução de juntas /uniões • Verificação da Instalação SUGESTÕES DIDÁCTICAS • RSIUEE • RSICEE • Manual ITED Cap.5 –Instalação DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO 3. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.2 Proceder à montagem e fixação das redes de tubagens de uma ITED seguindo correctamente as técnicas de instalação • Proceder à verificação da instalação da rede de tubagens 27-01-2003 39 .PROJECTO.3.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .2.

3.2 5.1 5.3 DESENVOLVIMENTO Instalar redes de cabos e equipamentos associados duma ITED respeitando as normas e prescrições técnicas • Identificar as prescrições técnicas e regras de instalação de rede de cabos • Regras e prescrições técnicas: -raios de curvatura -continuidade -resistência de contacto -amarrações -fichas dos RG • Rede colectiva de cabos: -regras de enfiamento -fixação -numeração e etiquetagem • Rede individual de cabos: -ligação a dispositivos de ligação e distribuição ou terminais • Instalação de equipamentos associados: -repartidores gerais (RG) -repartidor de ligação FWA -dispositivos de derivação adaptados ao nível NQ1A -dispositivo de ligação de cliente (DDC) -terminal de cliente (TC) -identificação de tomadas -tomadas para par de cobre -distribuição dos pinos da tomada para par de cobre • Manual ITED Caps: 4.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA .5 • RSIUEE • RSICEE • Identificar e interpretar as prescrições técnicas e regras de instalação de equipamentos associados às redes de cabos • Manual ITED Capítulo 5 27-01-2003 40 .4 5.5 4.3. SEGURANÇA E HIGIENE SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 35 DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) 3.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .PROJECTO.3.5. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.4.

UNIDADE DE FORMAÇÃO : 3 - PROJECTO, INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS
(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº
3.3

CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS
• Esquemas de redes de cabos

SUGESTÕES DIDÁCTICAS
• Manual ITED Anexo 7 Págs 2 e 3 ou esquemas de casos reais • Manual ITED Cap 5.6

DURAÇÃO (horas)

DESIGNAÇÃO
Instalação e conservação de ITED (Cont)

DESENVOLVIMENTO
• Ler e interpretar esquemas de redes de cabos

• Identificar e interpretar as prescrições técnicas e regras de de instalação de equipamentos em ascençores

• Cabos de telecomunicações • Equipamento terminal • Regras e prescrições técnicas • Localização dos órgãos de protecção • Ligações à terra: -terra de protecção -resistência de terra -barramento geral de terras das ITED (BGT) .localização • Protecção contra descargas atmosféricas TECNOLOGIA, SEGURANÇA E HIGIENE

• Identificar e interpretar as regras e prescrições técnicas relativas à protecção das ITED

• Manual ITED Cap 5.7 EN 50 310 RSIUEE RSICEE • Cadernos Técnicos da DGE • Manual ITED Cap 5 • RSIUEE • RSICEE

3.3.3.1 Estabelecer as técnicas de instalação de redes de cabos duma ITED

• Rede colectiva de cabos- técnicas relativas: -ao início da instalação de cabos -à posição de fixação (horizontal ou vertical) -à colocação junto das chaminés -à execução das juntas -ao raio de curvatura -aos cuidados a ter no enfiamento de cabos -aos cuidados na instalação de cabos na coluna montante -ao cruzamento com cabos de energia eléctrica -à interligação de blindagens -à elaboração da ficha de encaminhamento

27-01-2003

41

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 - PROJECTO, INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS
(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº
3.3

CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS
• Rede individual de cabos-técnicas relativas : -à ligação de pares de cobre distribuídos no bloco privativo de cliente -à ligação do condutor de terra de protecção -à ligação da terra de serviço

SUGESTÕES DIDÁCTICAS
RSIUEE RSICEE • Manual ITED Cap 5.7

DURAÇÃO (horas)

DESIGNAÇÃO
Instalação e conservação de ITED (Cont)

DESENVOLVIMENTO

• Estabelecer as técnicas de instalação de caixas de blocos

• Técnicas relativas: -à montagem das caixas de bloco -às distâncias às paredes, chãp e tecto -às ligações de cabos a caixas de blocos -às caixas de bloco que servem mais de um cliente • Técnicas relativas : -às descargas atmosféricas -às induções e potenciais estranhos -às descargas eventuais de linhas de transporte de energia -à obrigatoriedade de colocação de órgãos de protecção nos casos: 1.Cabo de entrada aéreo de comprimento exterior superior a 200m 2.Cruzamento do cabo de entrada com linhas de energia -à interligação de blindagens de cabos -à localização dos órgãos de protecção • Técnicas relativas às ligações de terra: Terra de protecção: -eléctrodo -dimensões dos eléctrodos -colocação no solo -tipos de condutores -proibições de formas de ligação à terra

• Estabelecer as técnicas de instalação de protecções e ligações de terra

27-01-2003

42

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 - PROJECTO, INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS
(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº
3.3

CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS

SUGESTÕES DIDÁCTICAS

DURAÇÃO (horas)

DESIGNAÇÃO
Instalação e conservação de ITED (Cont)

DESENVOLVIMENTO

• Proceder ao enfiamento, montagem e fixação de cabos seguindo correctamente as técnicas de instalação

• Enfiamento de condutores e de cabos • Colocação de calhas para fixação dos dispositivos de distribuição • Identificação dos pares • Colocação de marcadores • Preparação de pontas • Identificação de terminais da aparelhagem • Instalação do terminal telefónico • Ligações na caixa de terminais • Instalação do cabo coaxial

• RSIUEE • RSICEE

• Proceder à montagem do sistema telefónico em ascensores

• Manual ITED Cap 5

• Proceder às ligações de terras seguindo correctamente as prescrições técnicas

• Colocação da caixa para ligação ao eléctrodo de terra • Colocação da caixa para ensaio de terra • Colocação da canalização de terra • Colocação do condutor de terra

27-01-2003

43

3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA .Fotodíodos .Flexibilidade .Atenuação . SEGURANÇA E HIGIENE • Estrutura duma fibra óptica: -Constituição -Tipos -Característica • Propagação da luz nas fibras ópticas: .Propagação .Dispersão modal .Outras • Detectores ópticos: .Largura de banda • Vantagens relativamente a : .3.3.2 Instalar os cabos de fibra óptica • Analisar a estrutura duma fibra óptica • Interpretar o fenómeno de propagação da luz nas fibras ópticas • Estabelecer as vantagens do uso de fibras ópticas relativamente aos outros meios tradicionais O formador deverá preparar antecipadamente uma montagem em Laboratório que permita demonstrar a propagação da luz em fibras ópticas • Distinguir os diversos detectores ópticos • Proceder ao enfiamento de cabos de fibra óptica ITED 27-01-2003 44 .Peso .Perdas .Instalação .PROJECTO.RG-FO .Fototransistores • Passagem de cabos de fibra óptica • Ligações .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .Dispersão cromática . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.Derivadores e repartidores SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO 3.

3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Ensaios obrigatórios: -continuidade -isolamento -tomadas de ter -diafonia -resistência do eléctrodo de terra • Verificação • Conservação: -relatório de ensaios de funcionalidade -verificação de conformidade -ensaios efectuados -especificações técnicas de referência -equipamentos usados -identificação dos técnicos intervenientes -termo de responsabilidade -arquivo de identificação -documentação do projecto -certificado de conformidade -registo das verificações e intervenções -arquivo de conservação SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Manual ITED Cap. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS ( Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 . nºs 1 e 2 27-01-2003 45 .Ensaios DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Instalação de redes de cabos de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO 3. 6.3.3.PROJECTO.4 Efectuar a conservação da instalação ITED em Conformidade com o manual técnico ITED • Manual ITED Cap 5.3.10 Dec Lei 59/2000 Artº 16 Artº 32.3.3 Proceder aos ensaios obrigatórios das instalações de ITED 3.

Plano de trabalho 2.Proposta de preço • Tipos de orçamento: .Orçamento preliminar ou estimativa .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 . taxas . Outros encargos • Fases da organização do trabalho: -Planeamento -Agrupamento ou repartição de tarefas • Estabelecimento de um Orçamento: 1.Mão de Obra .Equipamentos . Contribuições. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.Preços compostos • Distinguir os tipos de orçamentos • Identificar os elementos fundamentais dum orçamento • Descrever as duas etapas da organização do trabalho • Distinguir os elementos necessários ao estabelecimento de um Orçamento 27-01-2003 46 .4 DESENVOLVIMENTO Elaborar orçamentos de instalações de ITED • Descrever o conceito de orçamento • Conceito de orçamento: . Impostos e encargos sociais .Previsão de preços .Orçamento analítico definitivo • Elementos fundamentais de um orçamento: .base 3.Materiais .3.3 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS NOÇÕES DE ORÇAMENTOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 15 DESIGNAÇÃO Instalação e conservação de ITED (Cont) 3.PROJECTO.Preços simples ou preços.Gastos Gerais : .

PROJECTO.4 Elaboração de projectos de ITED DURAÇÃO CONTEÚDOS TEÓRICO/PRÁTICOS 30 (horas) DESENVOLVIMENTO 3.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº DESIGNAÇÃO 3.4.1 Efectuar desenhos com o apoio de sistemas assistidos por computador DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR  CAE (engenharia assistida por computador) • Identificar as siglas utilizadas em desenhos auxiliados por  CAD (projecto e desenho assistido por computador) computador  CAP (planeamento assistido por computador)  CAP (planificação assistida por computador)  CAM (fabricação assistida por computador)  CIM (fabricação integrada. assistida por computador)  Realização de desenhos  Análise dos elementos de um desenho  Concepção propriamente dita do desenho • Definir os principais termos informáticos do sistema CAD  Interactivo  Integrado  Por construção geométrica  Base de dados  “Software”  Linguagem de programação  Ficheiro  Biblioteca  “Pass-word”  “Menu” Sistema operativo 27-01-2003 47 • Identificar as funções lógicas do sistema CAD • Identificar as características do sistema CAD .

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .PROJECTO. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.4 CONTEÚDOS TEÓRICO/PRÁTICOS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Identificar os principais campos de aplicação do sistema  Indústria aeronáutica CAD  Indústria automóvel  Indústria naval  Indústria transformadora  Engenharia  Arquitetuta  Electrónica  Cartografia • Identificar as principais vantagens e inconvenientes do  Vantagens sistema CAD  Inconvenientes • Identificar os níveis de tecnologia utilizados no sistema  Tecnologia de nível inferior CAD  Tecnologia de nível intermédio  Tecnologia de nível superior • Identificar os componentes do sistema CAD  Computador (unidade central)  Periféricos de trabalho  Terminais  “Software”  Equipamento de captação de dados  Equipamento de activação do programa  Armazenamento de informação 27-01-2003 48 .

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Identificar os componentes de um posto de trabalho do  Écran de visualização e seus utilitários sistema CAD  Teclado  Caixa de comandos  Caneta foto-sensível  Mesa digitalizadora • Caracterizar os Ecrans gráficos do sistema CAD  Suporte físico  Suporte lógico • Identificar as principais funções de um teclado  Entrada de dados numéricos  Entrada de dados alfa-numéricos  Comando de funções • Identificar as funções da caneta foto-sensível  Função da selecção  Função de apontar • Seleccionar as formas de entrada de dados em função de  Teclado alfa-numérico e caneta foto-sensível diferentes factores  Caixa de comandos e caneta foto-sensível  Teclado alfa-numérico e cursos  Programa fornecedor de dados  Digitalizador 27-01-2003 49 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.PROJECTO.

salvaguarda (“backup”) e eliminação de dados  Recuperação  Redução (compactação) de dados  Marcação de posições no ficheiro • Identificar as informação normalmente requeridas para aceder ao programa  Nome de utilizador  Número de conta  “Pass-word”)  Procedimento de inicialização (“start-up”) • Identificar as principais formas de iniciar um trabalho no sistema CAD  Automático em simultâneo com o comando de acesso ao sistema  Por selecção do menu 27-01-2003 50 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Definir as diferentes etapas de uma sessão de utilização do  “Login” (acesso ao sistema sistema CAD  Inicialização do sistema (“start-up)  Tratamento requerido  “Logout” (saída do sistema • Descrever as possibilidades do sistema CAD na gestão de  Ficheiro de segurança “backup” dados  Biblioteca de símbolos repetitivos  Base de dados  Segurança automática “backup”  Chamada. actualização.

4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Comando específico de iniciação DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Iniciar o sistema em função dos parâmetros requeridos  Selecção da linguagem de comunicação  Especificação do nível de desencadeamento automático da cópia de segurança (“backup”)  Selecção do sistema de medida  Selecção das unidades de medida • Identificar os tipos possíveis de trabalho assistido por  Criação de novos desenhos (projecto) sistemas CAD  Modificação de desenhos existentes  Eliminação de desenhos  Consulta de desenhos  Obtenção de cópias físicas de desenhos • Descrever os processos de criação de desenhos  Por comando numérico  Por digitação do teclado (“teclar”) • Modificar um desenho segundo procedimento adequado  Edição do desenho  Actualização de elementos do desenho  Processamento do resultado 27-01-2003 51 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Desenho existente na base de dados  Novo desenho. não registado DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Descrever o processo de eliminação de um desenho • Consultar um desenho previamente registado no sistema  Edição do desenho  Visualização simples do desenho .PROJECTO.(“display”) • Imprimir em papel um desenho registado no sistema  Localização do desenho no sistema  Alimentação da impressora  Execução do programa de transcrição • Caracterizar os métodos para modificar os elementos de  Por digitalização um desenho  Por ficheiro de comandos (macro) • Identificar os principais fluxos de informações entre o écran  Directos (tratamento rápido) gráfico e o “plotter”  Fila de espera (tratamento lento) • Cotar os elementos de um desenho registado no sistema  Activação da função de cotagem  Pontilhar o elemento a cotar  Selecção do tipo de cota  Visualização da cota 27-01-2003 52 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Identificar os diferentes processos de visualização de um  Formas desenho  Apresentação • Seleccionar a escala adequada para a execução do  Normal desenho em função de diferentes factores  Ampliada (“zoom in”)  Reduzida (“zoom out”) • Identificar as funções efectuadas automaticamente pelo  Cotagem interna (não visualizada no écran) sistema na criação ou correcção de um desenho  Cópia de segurança dos dados • Identificar as condições preliminares à construção de  Princípios e pressupostos na modelação de elementos finitos modelos de elementos a três dimensões  Desenho manual a três dimensões. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.PROJECTO. em papel  Domínio das operações gráficas a duas dimensões • Identificar o espaço em memória reservado à apresentação  Número de palavras-memória ocupadas por cada modelo dos de um desenho elementos geométricos  Número de palavras-memória ocupada por cada dimensão  Limite de palavras-memória de um desenho completo 27-01-2003 53 .

4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS Supressão dos elementos de opção Redução do espaço memória atribuído ao desenho Redução da utilização do espaço DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED DESENVOLVIMENTO • Optimizar o espaço em memória de um desenho no  sistema CAD   • Optimizar a utilização do espaço tampão reservado ao  écran (buffer da unidade)   Visualização parcial do desenho Visualização dos elementos não essenciais Eliminação dos elementos não essenciais • Executar o desenho de elementos geométricos com o apoio  do sistema CAD     Representação do desenho numa mesa digitalizadora Inicialização do sistema Entrada do desenho no sistema Instalação do desenho na base de dados Impressão do desenho 27-01-2003 54 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.PROJECTO.

2 Conceber e elaborar o projecto de ITED projectos de ITED • Definir as finalidades do projecto de ITED • Manual ITED Cap.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .Repartidor Principal de Cabo Coaxial (RG-CC) .Caixa . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.Barramento de terras .PROJECTO.4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS PROJECTO ITED • Finalidades do projecto: -Definição da arquitectura das redes e os percursos -Definir os dispositivos e os materiais a utilizar -Definir as quantidades e capacidades nas redes de tubagens/cabos de modo : -evitar diferentes interpretações do projecto -permitir a instalação sem suscitar dúvidas aos instaladores • Constituição do ATE: .4.Bastidor .Projecto • Identificar as partes constituintes do Armário de Telecomunicações do Edifício (ATE) • Manual ITED • Interpretar e aplicar as regras de projecto e dimensionamento da rede de cabos • Manual ITED Cap.Armário encastrado .Repartidor Principal de Pares de Cobre (RG-PC) . 4 –Projecto Anexo 3 Nota: Nesta duração estão incluídas 30 horas para que sejam ministradas “Ferramentas informáticas de CAD” 27-01-2003 55 .4 .Repartidor Principal de Fibra Óptica (RG-FO) • Dimensionamento do ATE: -Dimensionamento do RG-PC -Dimensionamento do RG-CC -Dimensionamento do RG-FO • Dimensionamento para ligação às redes públicas de telecomunicações SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 45 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Elaboração de 3.

INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.Localização do Edifício 6.Projecto 27-01-2003 56 .Fichas Técnicas 3. Tubos Caixas) -Percursos -Comprimento -Tubos e calhas à vista -Inacessibilidade (a outro cliente) -Distâncias mínimas a outras infraestruturas • Dimensionamento da rede colectiva de tubagens • Dimensionamento da rede individual de tubagens • Dimensionamento para ligação às redes públicas de telecomunicações ( Recomendação –Manual ITED) METODOLOGIA DE PROJECTO SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Manual ITED Cap.4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Dimensionamento da rede colectiva de cabos de pares de cobre • Dimensionamento da rede colectiva de cabos coaxiais • Dimensionamento da rede individual de cabos de pares de cobre • Dimensionamento da rede individual de cabos coaxiais • Dimensionamento da rede de cabos de fibra ópticas • Generalidades: -Rede embebida -Autorizações -Constituição (Calhas.Localização de equipamentos terminais 4.4 -Projecto • Identificar os elementos constitutivos da Metodologia para a elaboração de Projecto de ITED • Metodologia: 1.Projecto Final • Manual ITED Cap.Localização de antenas 5. 4 .4 -Projecto • Interpretar e aplicar as regras de dimensionamento das redes de tubagens de ITED • Manual ITED Cap.Memória descritiva 7.PROJECTO.Processo Técnico-Administrativo 2.4 –Projecto DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO • Interpretar e aplicar as regras de projecto e Elaboração de dimensionamento da rede de cabos (Cont) projectos de ITED (Cont) • Interpretar e aplicar as regras de projecto das redes de tubagens da ITED • Manual ITED Cap.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .

total de pares distribuídos . contactos com os operadores 2ª Elaboração do projecto • Elaboração da Memória Descritiva • Elementos da Memória Descritiva: . no âmbito do Desenho Esquemático.cabos (pares de cobre.dispositivos de derivação da coluna montante . fim a que se destina . INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3. elaborar esquemas das diversas redes da ITED • Elaborar os esquemas : Anexo 7 .Níveis de sinal .Protecção das pessoas e das instalações .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Manual ITED Cap.Apresentação dos cálculos de dimensionamento de: .Redes de Tubagens Esquemas .4-Projecto DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Elaboração de projectos de ITED • Distinguir as várias fases do processo técnico-administrativo • FASES : 1ª Edifício : .derivações colectivas e individuais • Os valores são os calculados préviamente • Manual ITED Cap4 –Projecto • Preencher as fichas dos quadros de dimensionamento • Com aplicação informática. cabos coaxiais e fibras ópticas) . da dimensão das tubagens.Quantidades dos materiais .Redes de Cabos (de acordo com as capacidades dos dispositivos e dos cabos.Natureza do Projecto .localização do projecto de ITED (Cont) .PROJECTO.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .redes de tubagens .Descrição da concepção do Projecto . e do tipo das caixas) 57 27-01-2003 .

de derivação e de saída • Preenchimento das Fichas Técnicas de: .traçado das redes e localização das tomadas de utilizador .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Desenho nas plantas dos pisos de: .7 SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED (Cont) DESENVOLVIMENTO • Indicar nas plantas dos pisos do edifício elementos essenciais da instalação ITED • Preencher fichas técnicas relativas ao Projecto • Manual ITED Anexo6 • Elaborar o documento “ Termo de Responsabilidade” • Identificar os casos particulares de instalações no âmbito do Projecto de ITED 27-01-2003 58 . de 18 de Abril • Casos Particulares : Manual ITED – Cap. INSTALAÇÃO E CONSERVAÇÃO DE INFRA ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.para as caixas de derivação e fichas de encaminhamento para os cabos de pares de cobre .para as caixas de derivação e fichas de encaminhamento para os cabos coaxiais • Artigo 8º do Dec.4 Ponto 4.localização das caixas de passagem. Lei 59/2000.RG-PC .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3 .PROJECTO.

6.1 DESENVOLVIMENTO PROGRAMÁTICO PARA O ITINERÁRIO EM UNIDADES CAPITALIZÁVEIS UNIDADES COMPLEMENTARES 27-01-2003 59 .

2. e de amplificadores a transistores ITINERÁRIO DE QUALIFICAÇÃO 522.1 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Montagem de circuitos  Verificação do estado de um díodo  Medição de tensões  Medição de correntes: Anotação dos vários valores de tensão Anotação dos vários valores de corrente  Traçado das curvas características ponto a ponto em função dos valores obtidos nas leituras  Verificação experimental da influência da temperatura na curva característica  Visualização no osciloscópio das curvas características SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 10 Designação Desenvolvimento Traçado de 4.1 Montar circuitos de rectificação de: Meia onda Onda completa por ponto médio Onda completa por ponte de Graetz  Montagem de circuitos  Medição das tensões de entrada e de saída em vazio.1 Traçar curvas características de: características de Díodos de junção normais componentes Díodos de zener 4. CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO OBJECTIVO(S):  Traçar características de componentes  Montar circuitos de rectificação. ELECTRICIDADE E ENERGIA SAÍDA PROFISSIONAL Electricista de Instalações (nível 2) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 4. de regulação de luminosidade e de velocidade de motores universais.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 5220140. e com cargas variáveis. de estabilização aplicados a fontes de alimentação. com e sem condensadores de filtragem Anotação dos vários valores de tensão 20 27-01-2003 60 .2 Montagem de circuitos de rectificação 4.1.

1 Montar circuitos de rectificação de: Meia onda Onda completa por ponto médio Onda completa por ponte de Graetz (Cont.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 4. usando um díodo Zener e um transistor em paralelo com a carga  Repetir as medições anteriores  Comparação das características técnicas dos dois circuitos  Verficação de algumas vantagens e inconvenientes entre as duas montagens realizadas 20 27-01-2003 61 .2.) 4.1 Montar circuitos estabilizadores aplicados nos circuitos  Montagem de circuitos estabilizadores.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Medição de corrente para várias cargas variáveis Anotação dos vários valores de corrente  Utilização do osciloscópio de duplo traço  Medição do período da onda rectificada  Determinação da frequência de saída  Traçado das formas de onda de entrada e de saída  Comparação das tensões do transformador na rectificação por ponto médio e por ponte SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Montagem de circuitos de rectificação (Cont.2 (Cont.3. usando um de rectificação díodo Zener e um transistor em série com a carga  Medição das tensões de entrada e de saída em vazio e com cargas variáveis Anotação dos vários valores  Montagem de circuitos estabilizadores. CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 4.) DESENVOLVIMENTO 4.3 Montagem de circuitos estabilizadores de tensão 4.

) DESENVOLVIMENTO 4. usando um de rectificação díodo Zener e um transistor em série com a carga  Medição das tensões de entrada e de saída em vazio e com cargas variáveis Anotação dos vários valores  Montagem de circuitos estabilizadores.) 4. usando um díodo Zener e um transistor em paralelo com a carga  Repetir as medições anteriores  Comparação das características técnicas dos dois circuitos  Verficação de algumas vantagens e inconvenientes entre as duas montagens realizadas 20 27-01-2003 62 .2 (Cont.3 Montagem de circuitos estabilizadores de tensão 4.1 Montar circuitos de rectificação de: Meia onda Onda completa por ponto médio Onda completa por ponte de Graetz (Cont.UNIDADE DE FORMAÇÃO: 4.1 Montar circuitos estabilizadores aplicados nos circuitos  Montagem de circuitos estabilizadores. CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 4.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Medição de corrente para várias cargas variáveis Anotação dos vários valores de corrente  Utilização do osciloscópio de duplo traço  Medição do período da onda rectificada  Determinação da frequência de saída  Traçado das formas de onda de entrada e de saída  Comparação das tensões do transformador na rectificação por ponto médio e por ponte SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Montagem de circuitos de rectificação (Cont.2.3.

4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Montagem de 4. CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 4.1 Montar circuitos de regulação de luminosidade e de  Montagem de circuitos reguladores de luminosidade circuitos de velocidade de motores universais: e de velocidade de motores universais regulação de Tiristor controlado por transistor unijunção  Controlo de um tiristorque faz uso de um transistor luminosidade e unijunção de velocidade de motores  Visualização das formas de onda no ânodo e na universais porta do tiristor  Observação dos ângulos de condução e de disparo  Observação das variações dos ângulos de disparo no osciloscópio  Verificação do funcionamento e constatação de que o tiristor só conduz durante uma alternância 4.2 Montar circuitos de regulação de luminosidade e de  Montagem de circuitos reguladores de luminosidade velocidade de motores universais e de velocidade de motores universais Disparo do triac.4.4. por diac no circuito de porta (gate)  Controlo de um triac num circuito que faz uso um diac  Visualização das formas de onda em vários pontos do circuito  Observação dos ângulos de condução e da tensão de impulso de disparo  Observação das variações dos impulsos de disparo no osciloscópio  Verficação do funcionamento e constatação de que o triac conduz durante as duas alternâncias 27-01-2003 63 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 4.

1 Montar amplificadores a transistores de junção em  Montagem de amplificadores de emissor comum montagem de:  Verificação do ponto de funcionamento em repouso Emissor comum  Observação no osciloscópio das formas de onda ao longo de vários pontos do circuito  Observação da relação de fase entre as tensões de entrada e de saída  Determinação experimental do ganho de tensão  Determinação experimental dos ganhos de corrente e potência  Traçado das formas de onda de entrada e de saída 4.5.5.5.5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 20 DESIGNAÇÃO Montagem de circuitos amplificadores a transistores DESENVOLVIMENTO 4.2 Montar amplificadores a transistores de junção em  Montagem de amplificadores de colector comum montagem de: Colector comum  Verificação do ponto de funcionamento em repouso  Observação no osciloscópio das formas de onda ao longo de vários pontos do circuito  Observação da relação de fase entre a tensão de entrada e de saída  Determinação experimental do ganho de tensão  Determinação experimental dos ganhos de corrente e potência 5. CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 4.3 Montar amplificadores a transistores de junção em montagem de:  Montagem de amplificadores de base comum Base comum  Verificação do ponto de funcionamento em repouso  Observação no osciloscópio das formas de onda ao longo de vários pontos do circuitos 27-01-2003 64 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 4.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 4.5 (Cont.5.4 Montar amplificadores a transistores de junção em  Observação da relação de fase entre a tensão de montagem de: entrada e de saída Base comum  Determinação experimental do ganho de tensão (Cont.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Montagem de circuitos amplificadores a transistores (Cont.)  Determinação experimental dos ganhos de corrente e potência 65 .) DESENVOLVIMENTO 4. CIRCUITOS ELECTRÓNICOS PARA RECTIFICAÇÃO E REGULAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 4.

Despacho SHE nº 42/90. de 27 de Novembro .Regime de propriedade .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 5220150. NORMAS E REGULAMENTOS • Decreto-lei nº 59 / 2000 de 19 de Abril . de 24 de Março .1. Decreto-lei nº 25/87. fiscalização e sanções .Avaliação de conformidade de equipamentos e infra-estruturas . FORMAÇÃO CONTÍNUA NO ÂMBITO DAS INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: .Taxas.Projectos técnicos .Instalação .Disposições transitórias • Legislação revogada: . de 8 de Abril .Divulgação de informação .INSTALAÇÃO OBJECTIVO(S):      Interpretar projectos de ITED Interpretar as prescrições e instruções técnicas relativas à instalação de redes de tubagens das ITED Interpretar as prescrições e instruções técnicas relativas à instalação de redes de cabos das ITED Proceder aos ensaios obrigatórios e à conservação das ITED Elaborar Orçamentos de ITED ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS LEGISLAÇÃO. de 23 de Setembro Designação DESENVOLVIMENTO SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 15 Leitura e interpretação de projectos de ITED 5. Decreto-lei nº 249/97. Decreto-lei nº 146/87.Edifícios construídos .Objectivos . Ler e interpretar projectos de ITED • Interpretar a legislação em vigor de enquadramento das ITED • Identificar a legislação revogada pelo Decreto-lei Nº 59/2000 • O formador deverá fazer uma abordagem generalista desta legislação 66 .Entidades Certificadoras .Disposições gerais .

Aplicação de terras equipotenciais com equipamentos de Tecn.03.40.Dispositivos de ligação e distribuição -25.03.002. Cabos coaxiais-redes de distribuição -EN50173.Caixas de Rede Colec. Graus de Protecção (Invólucros-cod.013 .Tomada RDIS -25. Sistemas de calhas e Tubagens -EN50098-1 e 2.40.010.pt Manual ITED: .03.Tubos para canalizações eléctricas ou de telecomunicações SUGESTÕES DIDÁCTICAS www.anacom.40.40. Especificações de Planeamento e Prática de instalações de Cablagens (Tecn.40.40.Tomada Telefónica -25.001.Cabos Tipo V -25.03.Contexto Normativo DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Leitura e interpretação de projectos de ITED (Cont. Informação) -EN50174. Cablagens-RDIS -EN50117. de Tubagens -25. Informação) -EN50288.03.012. Tubagens para instalações RDIS • NP1071 .007.03.Caixas de Rede Ind. Especificações de Qualidade -Instalação de Cablagens (Tecn.UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Normas Internacionais: -EN50083. Tubagens -25.) DESENVOLVIMENTO • Identificar e interpretar as Normas Internacionais e as Normas em vigor aprovadas pela ANACOM aplicáveis às ITED 67 . TV e Radiodifusão sonora -EN50085 -1-2-3. Informação -EN60529.006.03.40. IP) • Normas em vigor aprovadas pela ANACOM para especificações técnicas e de qualidade de: -25.Caixas de Rede Colec. Cabos e condutores-Comunicação analógico-digital -EN50310.

se necessário.UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • RSIUEE • RSICEE SUGESTÕES DIDÁCTICAS Sendo que esta formação é ministrada a activos da área de Electricidade é pressuposto o conhecimento dos conteúdos destes Regulamentos.) DESENVOLVIMENTO • Identificar os vários regulamentos de segurança relativos às Instalações Eléctricas 68 . DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Leitura e interpretação de projectos de ITED (Cont. pelo que o formador deverá fazer apenas uma abordagem genérica aos temas mais relevantes.

8. E e F -Nível 2: Coaxial -Nível 3: Fibras Ópticas • Redes e Níveis de Qualidade da cablagem do Edifício e Certificado de Conformidade • Manual ITED -Contexto Normativo. 64 69 . D.10 Pág. 9 .) DESENVOLVIMENTO • Descrever os Níveis de Qualidade das ITED • Níveis de Qualidade das ITED: -Nível 0: Pares de cobre -Classes A e B -Nível 1: Pares de cobre – Classes C. 5. Págs.10 e 11 • Manual ITED -Cap.UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO Leitura e interpretação de projectos de ITED (Cont.: 7.

30 do Manual ITED) 70 . Relação Frente-Trás e Impedância de uma antena • Legislação de Instalação de Antenas: -Dec. Ligações Ópticas (Fibras Ópticas) .Recepção de sinais sonoros e televisivos: Tipo A (via hertziana terrestre): Recepção Antenas Tipo B (via satélite): Recepção Antena parabólica Televisão: distribuição por cabo coaxial . Infra-estruturas telefónicas de cliente (ITC): -voz analógica -RDIS -Tecnologias xDSL .Reg 1/92 de 18 de Fevereiro ( Ver pág.Noções • O formador deverá dar os conceitos básicos: de Ganho.Acesso fixo via rádio (FWA) SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Leitura e • Distinguir e caracterizar os vários serviços de interpretação de telecomunicações suportados por uma ITED projectos de ITED (Cont.) Recepção Emissão Antenas .UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA RADIOELÉCTRICA • Serviços de telecomunicações suportados numa ITED: .Lei 151-A/2000 de 20 de Julho -Dec. Directividade.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS . a instalação de uma ITED simulada. Comunicação telefónica em ascensores • Redes duma instalação ITED: -Rede colectiva de tubagens -Rede individual de tubagens -Rede colectiva de cabos -Rede individual de cabos SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Leitura e • Distinguir e caracterizar os vários serviços de interpretação de telecomunicações suportados por uma ITED (Cont. Dispositivos de ligação e distribuição -rede colectiva de tubagens/cabos -caixas da coluna montante de distribuição -caixas de blocos -caixas de derivação -rede individual de tubagens / cabos • Manual ITED Cap 2. Armário de Telecomunicações do Edifício (ATE/INF)) . porque será um suporte didáctico disponível para desenvolvimento de actividades 71 .3 e 2.4 TECNOLOGIA • Identificar as partes constituintes da arquitectura das ITED • Constituição de uma ITED: -câmara de visita de operadores -caixa de entrada de cabos -entrada subterrânea -grupo de tubagens/cabos de entrada -espaço de telecomunicações inferior (ETI): . 12.) projectos de ITED (Cont.Pág. 15 e 16 O Formador deverá providenciar.) • Distinguir os vários tipos de redes de uma ITED • Manual ITED: Cap 2. 13 14. Televigilância . antecipadamente. Videoportaria .

de fibra óptica . (ATE/SUP) -Armário de Telecomunicações Individual (ATI) -sistemas de distribuição de sinais sonoros e televisivos MATV.UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS -espaço de telecomunicações superior (ETS) -Armário de Telecomunicações do Edifício-Sup. Tubos e Calhas -Dispositivos: .) projectos de ITED (Cont. adaptados aos NQ’s . de pares de cobre . para ligação FWA . SMATV -sistema de captação e distribuição de sinais de FWA -sistema de entrada e distribuição de sinal de TV por cabo ( CATV) SUGESTÕES DIDÁCTICAS demonstrativas e de consulta permanente por parte dos formandos durante toda a acção de formação DURAÇÃO (horas) DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO Leitura e • Identificar as partes constituintes da arquitectura das ITED interpretação de ( Cont. Bastidores. 3 e Anexo 4 72 . dispositivos e equipamentos constituintes duma ITED e interpretar correctamente a sua simbologia • Materiais: -Cabos e condutores: . fibras ópticas . de ligação e de distribuição . pares de cobre . • Caracterizar os materiais.antenas -Repartidores Gerais: . terminais e tomadas de cliente . de cabo coaxial . cabos tipo V . derivação de cliente e tap de cliente . cabos coaxiais .Caixas. órgãos de protecção • Manual ITED Cap.) -Limites das ITED -Ligação às Redes Públicas de Telec.

Pág 2 DURAÇÃO (horas) Leitura e interpretação de • Ler e interpretar correctamente a planta duma fracção projectos de ITED autónoma dum edifício (Cont.) DESENHO E SIMBOLOGIA • Ler e interpretar correctamente a arquitectura duma ITED através de diagrama de blocos • Diagrama de blocos de uma ITED • Manual ITED Cap 2 Pág. 12 73 .UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Divisões: -acessos -salas -portas -janelas -cozinha -WC -varandas SUGESTÕES DIDÁCTICAS • O formador poderá usar a Planta referida no Anexo 7.

5.1. rede individual: -I1 -I2 -I3 -IE 74 .007 25. SEGURANÇA E HIGIENE SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Decreto-lei nº 59/2000 de 19 de Abril-Artº40.3. ICP-ANACOM: 25.1 • Cap 5 Dever-se-á ter em conta os Regºs RSIUEE RSICEE relativamente à Instalação de Tubagens • Manual ITED NP EN 60 529.001 25.40.03.40.1 4.6 e Cap 5 • Cap 3.2.03.03.2 Interpretar a legislação. as regras e prescrições prescrições e técnicas relativas à instalação de redes de tubagens instruções para ITED técnicas relativas à instalação de • Identificar e interpretar as regras e prescrições relativas à redes de rede de tubagens e equipamentos associados tubagens das ITED • Redes colectiva / individual de tubagens: -ângulos -comprimentos máximos -curvas -raio de curvatura • Armários: -Instalação dos ATE -Instalação dos ATI • Caixas: -Identificação -Exemplos • Tubos: -de entrada de cabos e PAT -separação entre cabos de energia eléctrica e os cabos de telecomunicações • Distinguir e caracterizar os vários tipos de caixas usadas numa instalação ITED • Tipos de caixas: .40. nº2 • ITED Simulada • Manual ITED Cap 5-Pág 49-53 • EN 50174-2 • Manual ITED Caps 3.UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA.013 DURAÇÃO (horas) 25 Interpretação das 5.5.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS . 4 ou outros esquemas disponíveis de casos reais • Esquemas de redes de tubagens • Proceder à verificação da instalação da rede de tubagem • Esta prática deverá ser realizada na Instalação ITED simulada UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO 75 .) -C5 -C6 -C7 -Caixas híbridas • Manual ITED Anexo 7 Pág. rede colectiva: -C0 -C1 -C2 -C3 -C4 SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Interpretação das • Distinguir e caracterizar os vários tipos de caixas usadas prescrições e numa instalação ITED (Cont) instruções técnicas relativas à instalação de redes de tubagens das ITED • Interpretar esquemas de redes de tubagens (Cont.

3.4.3.(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO Interpretação das prescrições e instruções técnicas relativas à instalação de redes de cabos das ITED (Cont.3 Identificar e interpretar as regras e as prescrições técnicas relativas à instalação de redes de cabos e seus equipamentos associados duma ITED • Regras e prescrições técnicas -raios de curvatura -continuidade -resistência de contacto -amarrações -fichas dos RG • Rede de cabos: -regras de enfiamento -fixação -numeração e etiquetagem • Rede Individual de cabos: -ligação a dispositivos de ligação e distribuição ou terminais • Instalação de equipamentos associados: -repartidores gerais (RG) -repartidor de ligação FWA -dispositivos de derivação adaptados ao nível NQ1A -dispositivo de ligação de cliente (DDC) -terminal de cliente (TC) -identificação das tomadas -tomadas para par de cobre -distribuição dos pinos da tomada para par de cobre • ITED Simulada • Manual ITED Cap 5.5 Págs 54-60 Cap 4.5.4.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS TECNOLOGIA.3 • RSIUEE • RSICEE Manual ITED Cap 5 UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO 76 .4.2 Cap 5.5. Cap 4.4-5.1 .2 Cap 5. Cap 5. SEGURANÇA E HIGIENE SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 35 DESENVOLVIMENTO 5.4 Cap 5.

Fotodíodos . DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Interpretação das 5.Dispersão modal .Atenuação .Dispersão cromática . SEGURANÇA E HIGIENE • Estrutura de uma fibra óptica: -Constituição -Tipos -Características • Propagação da luz nas fibras ópticas: -Propagação .Largura de banda • Vantagens relativamente a: .Flexibilidade .1 Interpretar o funcionamento das fibras ópticas prescrições e instruções técnicas relativas • Analisar a estrutura de uma fibra óptica à instalação de redes de cabos das ITED (Cont.Peso .(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5.3.Outras • Detectores ópticos: .Fototransistores O Formador deverá preparar antecipadamente uma montagem em Laboratório que permita demonstrar a propagação da luz em fibras ópticas • Estabelecer as vantagens do uso de fibras ópticas Relativamente aos outros meios tradicionais • Distinguir os diversos detectores ópticos UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO 77 .Instalação .) • Interpretar o fenómeno da propagação da luz nas fibras Ópticas TECNOLOGIA.Perdas .

3.3.localização • Protecção contra descargas atmosféricas • Verificação • Conservação: -relatório de ensaios de funcionalidade -verificação de conformidade -ensaios efectuados -especificações técnicas de referência -equipamentos usados -identificação do técnico -termo de responsabilidade -arquivo de conservação -projecto -certificado de conformidade -registo das verificações e intervenções • Prática de verificação e de conservação: -estas actividades devem ser feitas na instalação ITED préviamente montada • Manual ITED Cap 5.6 • Manual ITED Cap 5. regras e prescrições técnicas relativas à protecção das ITED Anexo 7 págs 2 e 3 ou esquemas de casos reais • Cabos de telecomunicações • Equipamento terminal • Regras e prescrições técnicas • Localização dos órgãos de protecção • Ligações à terra: -terra de protecção -resistência de terra -barramento geral de terras das ITED (BGT) .2 Identificar e interpretar a legislação.) 5.10 • Dec Lei 59/2000 Artº 32 –nº1 e nº2 Artº 16 5.(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Esquemas de redes de cabos SUGESTÕES DIDÁCTICAS Manual ITED: DURAÇÃO (horas) Interpretação das • Ler e interpretar esquemas de rede de cabos prescrições e instruções técnicas relativas à instalação de • Identificar e interpretar as prescrições técnicas e regras de redes de cabos instalação de equipamentos em ascençores das ITED (Cont.7 EN 50310 RSIUEE RSICEE • Cadernos Técnicos da DGE • Manual ITED Cap 5.3 Proceder à verificação e conservação das instalações ITED UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO 78 .

) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Constituição do relatório de ensaios de funcionalidade • Inspecção visual • Medidas eléctricas • Resistência de terra • Ensaios em cabos de pares de cobre • Ensaios para cabos coaxiais • Valores e níveis de sinal • Critérios de amostragem para ensaio de cablagens • Relatório de inspecção • Realização dos ensaios na instalação préviamente montada SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESENVOLVIMENTO Proceder aos ensaios obrigatórios nas instalações de ITED de acordo com as prescrições técnicas • Manual ITED Cap 6 Cap 6.8 Cap 6.3.4 prescrições e instruções técnicas relativas à instalação de redes de cabos das ITED (Cont.(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO Interpretação das 5.7 Cap 6.9 UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO (Continuação) 79 .6 Cap 6.

Impostos e encargos sociais . Outros encargos • Fases da organização do trabalho: -Planeamento -Agrupamento ou repartição de tarefas • Estabelecimento de um Orçamento: 4. Contribuições.Previsão de preços . taxas .Equipamentos .Proposta de preço • Tipos de orçamento: .4 CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS NOÇÕES DE ORÇAMENTOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 15 DESENVOLVIMENTO Estabelecer a metodologia de um orçamento • Descrever o conceito de orçamento • Conceito de orçamento: .ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO Orçamentação de ITED 5.Mão-de-obra .Materiais .Preços compostos • Distinguir os tipos de orçamentos • Identificar os elementos fundamentais dum orçamento • Descrever as duas etapas da organização do trabalho • Distinguir os elementos necessários ao estabelecimento de um Orçamento UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: INSTALAÇÃO 80 .Orçamento analítico definitivo • Elementos fundamentais de um orçamento: .Orçamento preliminar ou estimativa .Plano de trabalho 5.Preços simples ou preços-base 6.Gastos Gerais: .

derivadores -Tempos relativos à realização dos ensaios obrigatórios da instalação • Topologia da Instalação face a um projecto concreto: -Materiais .) 5.4. Preços simples e compostos . Quantidades .(Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 5 DESIGNAÇÃO Orçamentação de ITED CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Tempos de trabalho: -Tempo de preparação de materiais -Tempo de implantação de redes de tubagens -Tempo de montagem de armários e de caixas -Tempo de implantação de redes de cabos -Tempos de ligação de repartidores. Catálogos . Cálculos -Planeamento do trabalho -Estimativa de tempos -Mão de obra (Cálculos) -Gastos Gerais -Preenchimento de folhas de cálculo -Conclusão do dossier-proposta SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 15 DESENVOLVIMENTO • Identificar os tipos de tempos de trabalho relativamente às ITED (Cont.1 Elaborar o orçamento e uma instalação ITED O Formador deverá dispor de dois ou mais projectos reais de Instalações ITED para levar a efeito esta prática 81 .

DESENVOLVIMENTO PARA FORMAÇÃO CONTÍNUA 82 .PROJECTO DE INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS 2 .

Repartidor Principal de Cabo Coaxial (RG-CC) .1 Conceber e elaborar o projecto • Definir as finalidades do projecto de ITED (Cont. 3.Bastidor .1. FORMAÇÃO CONTÍNUA NO ÂMBITO DAS INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: .Repartidor Principal de Fibra Óptica (RG-FO) • Dimensionamento do ATE -Dimensionamento do RG-PC -Dimensionamento do RG-CC -Dimensionamento do RG-FO • Dimensionamento para ligação às redes públicas de telecomunicações SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 45 DESENVOLVIMENTO 6. 4 .Projecto Dec Lei 59/2000 Artº 12 • Identificar as partes constituintes do Armário de Telecomunicações do Edifício (ATE) • Manual ITED Cap.5.) • Manual ITED Cap.Caixa .PROJECTO OBJECTIVO(S):   Competências Informáticas de Base (Referencial e desenvolvimento em anexo – UT5) Elaboração do projecto de ITED com aplicativo informativo (CAD) – UT6 ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 6 DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS PROJECTO DE ITED • Finalidades do projecto: -Definir a arquitectura das redes e os percursos -Definir os dispositivos e os materiais a utilizar -Definir as quantidades e capacidades nas redes de tubagens/cabos de modo: -evitar diferentes interpretações do projecto -permitir a instalação sem suscitar dúvidas aos instaladores • Constituição do ATE: .1 E 3. ponto 3.5. 4 – Projecto Anexo 3 83 .Barramento de terras .Repartidor Principal de Par de Cobre (RG-PC) .Armário encastrado .UNIDADE DE FORMAÇÃO: 5220160.2 • Interpretar e aplicar as regras de projecto e dimensionamento da rede de cabos • Manual ITED Cap.

UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: PROJECTO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 6 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Elaboração de projectos de ITED • Interpretar e aplicar as regras de projecto e dimensionamento da rede de cabos (Cont.) • Dimensionamento da rede colectiva de cabos de • Manual ITED pares de cobre Cap.Autorizações .Constituição (Calhas.Projecto Final • Manual ITED Cap.Projecto • Dimensionamento da rede colectiva de cabos Anexo 3 coaxiais • Dimensionamento da rede individual de cabos de pares de cobre • Dimensionamento da rede individual de cabos coaxiais • Dimensionamento da rede de cabos de fibras ópticas • Generalidades .Localização do Edifício 6.Localização de antenas 5. Tubos.Tubos e calhas à vista . 4 .Distâncias mínimas a outras infra-estruturas • Dimensionamento da rede colectiva de tubagens • Dimensionamento da rede individual de tubagens • Dimensionamento para ligação às redes públicas de telecomunicações METODOLOGIA DE PROJECTO • Metodologia: 1. 4 • Manual ITED Cap.Percursos .) (Cont.2 Aplicar a Metodologia para a elaboração de Projecto de ITED • Identificar os elementos constitutivos da Metodologia para a elaboração de Projecto de ITED 84 .Localização de equipamentos terminais 4.Rede embebida .Processo Técnico-Administrativo 2.Inacessibilidade (a outro cliente) . 4 .Fichas Técnicas 3.Projecto -Anexo 3 • Interpretar e aplicar as regras gerais de projecto das redes de tubagens de ITED • Interpretar e aplicar as regras de projecto e dimensionamento das redes de tubagens de ITED • Manual ITED Cap.Comprimento . 4 . Caixas) .Memória descritiva 7.Projecto Anexo 3 6.

Quantidades dos materiais . no âmbito do Desenho Esquemático. total de pares distribuídos . da dimensão das tubagens e do tipo das caixas) • Manual ITED Cap. cabos coaxiais e fibras ópticas) .Níveis de sinal .dispositivos de derivação da coluna montante .Descrição da concepção do Projecto .redes de tubagens .2 • Elaborar os esquemas: .UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: PROJECTO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 6 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS • Manual ITED Cap.derivações colectivas e individuais • Os valores são os calculados na sub unidade 6. contactos com os operadores 2ª Elaboração do projecto 3ª Entrega do projecto para apreciação • Elaboração da Memória Descritiva • Elementos da Memória Descritiva: . localização do projecto de ITED (Cont. elaborar esquemas das diversas redes da ITED • Manual ITED Cap.Redes de Cabos (de acordo com as capacidades dos dispositivos e dos cabos. 4 – Projecto -Anexo 6 – Devem ser preenchidas as fichas após os dimensionamentos já estabelecidos: • Preencher as fichas dos quadros de dimensionamento • Com aplicação informática.) .Projecto DURAÇÃO (horas) Elaboração de projectos de ITED • Distinguir as várias fases do processo técnico-administrativo • FASES: 1ª Edifício: . 8 Anexos Anexo 6 • Manual ITED Anexo 7 Exemplos 85 .cabos (pares de cobre.Redes de Tubagens .Protecção das pessoas e das instalações .Apresentação dos Cálculos de dimensionamento de: .Natureza do Projecto . fim a que se destina . 4 .

traçado das redes e localização das tomadas de utilizador .RG-PC . de 18 de Abril • Casos Particulares: Manual ITED – Cap.para as caixas de derivação e fichas de encaminhamento para os cabos coaxiais • Artigo 8º do Dec-Lei 59/2000.UNIDADE DE FORMAÇÃO: INFRA-ESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS: PROJECTO (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 6 DESIGNAÇÃO Elaboração de projectos de ITED (Cont.localização das caixas de passagem.para as caixas de derivação e fichas de encaminhamento para os cabos de pares de cobre . de derivação e de saída • Preenchimento das Fichas Técnicas de: . 4 Ponto 4.) CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS • Desenho nas plantas dos pisos de: .7 SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) DESENVOLVIMENTO • Indicar nas plantas dos pisos do edifício elementos essenciais da instalação ITED • Preencher fichas técnicas relativas ao Projecto • Manual ITED Anexo 6 • Elaborar o documento “ Termo de Responsabilidade” • Identificar os casos particulares de instalações no âmbito do Projecto de ITED 86 .

I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL FORMAÇÃO CONTÍNUA NO ÂMBITO DAS ITED COMPETÊNCIAS INFORMÁTICAS DE BASE DESENVOLVIMENTO 87/130 .

1 Identificar os componentes básicos de um Descrever o funcionamento de um micro-computador 1. DVD  Discos amovíveis Formandos em contacto físico com estes suportes 88/130 .1.1. ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Componentes básicos de um sistema informático: Hardware  Periféricos de entrada  Unidade de processamento  Periféricos de saída Software  Sistema operativo/ambiente de trabalho  Aplicações informáticas  O funcionamento de um microcomputador SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 8 Designação de informática Desenvolvimento sistema informático 1.2 Ligar e desligar os equipamentos de um sistema informático Apresentação electrónica demonstrando a composição e funcionamento esquemático de um sistema informático. com imagens ilustrativas dos diversos equipamentos envolvidos  Cuidados a ter na ligação e utilização dos equipamentos de um sistema informático 1.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1.1.1 Noções básicas 1. Introdução aos Sistemas Informáticos – (1) (UT5) OBJECTIVO(S) GERAL(IS):   Identificar os componentes básicos de um sistema informático e proceder ao arranque e encerramento de um computador.3 Caracterizar os suportes de informação mais utilizados  Os suportes de informação mais utilizados:  Discos rígidos  Disquetes  CD-ROM e CD-RW. Realizar operações elementares com o sistema operativo.

O sistema de ficheiros  Noção de pasta.2.Componentes de uma janela .1.A utilização do rato e do teclado . cópia. ficheiro e atalho . movimentação e eliminação de ficheiros e de pastas .Início e encerramento de uma sessão de trabalho com o sistema operativo .Execução de uma aplicação .2 DESENVOLVIMENTO Descrever os conceitos elementares de um sistema operativo TEÓRICO / PRÁTICOS  Conceitos elementares de um sistema operativo .Distinção entre janela activa e janela inactiva .Movimentação e encerramento de janelas Manuais de operação da aplicação informática 1. alteração do nome.Criação.2.2 Realizar operações elementares com o sistema operativo 1.Área de transferência Manipulação de janelas .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 1. Introdução aos (Continuação) DURAÇÃO (horas) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS CONTEÚDOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS Nº 1.Os itens existentes no ambiente de trabalho do sistema operativo  Operações elementares com o sistema operativo .3 Manipular janelas  Desenvolver uma árvore de directórios onde serão armazenados os ficheiros elaborados pelo formando ao longo da aprendizagem 89/130 .2 DESIGNAÇÃO Operações elementares com o sistema operativo / / ambiente de trabalho 2.

I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2.Elementos do ambiente de trabalho de um processador de texto: A barra de ferramentas A barra de menus A barra de títulos Os menus A área de texto A régua Barra de deslocamento .2 Identificar e descrever a funcionalidade dos  Ambiente de trabalho de um processador vários elementos do ambiente de trabalho de de texto um processador de texto . ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.1.Noção de processador de texto texto . as vantagens de utilização e o modo de funcionamento de um processador de texto.1 Identificar as características.Vantagens da utilização de um processador de texto . Realizar operações elementares com um processador de texto (criar um documento.1 OBJECTIVO(S):   Identificar as características.1. imprimir e guardar documentos).Operações que se podem realizar com um processador de texto . formatar caracteres e parágrafos.1 Designação Desenvolvimento CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 16 Características 2. Processamento de Texto .Utilização do rato/teclado para aceder aos vários elementos do ecrã Manuais de operação da aplicação informática 90/130 .Como iniciar e encerrar uma sessão de trabalho com um processador de texto 2. as vantagens de  Noções gerais sobre processadores de e vantagens do utilização e o modo de funcionamento de um texto processador de processador de texto .

I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2. Processamento de Texto – (1) (Continuação) 91/130 .

Processos de selecção de texto  Com o teclado  Com o rato .2.Alternância entre documentos abertos .Gravação de um documento pela primeira vez .2 DESIGNAÇÃO Criação. gravação e edição de documentos DESENVOLVIMENTO Criar um documento de trabalho num processamento de texto Identificar as regras de digitação de texto Gravar documentos Manuais de operação da aplicação informática 2.Processos de navegação no documento  Com o teclado  Com o rato .4 Navegar num ou entre documentos.Gravação de alterações efectuadas num documento . com o rato e com o teclado e seleccionar.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Criação de um documento de trabalho num processador de texto  Regras de digitação de texto  Gravação de documentos . mover.Localização e substituição de texto  Abertura e fecho de documentos . copiar.Abertura de um documento já existente .Fecho de documentos em uso  Anulação e repetição de comandos SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Nº 2. localizar ou substituir texto Abrir documentos existentes e fechar documentos em uso Anular e repetir comandos 92/130 .Gravação de um documento com base no actual  Edição de um documento .Cópia e movimentação de texto  Os passos para copiar e mover texto .

Tipos de espaçamento  Antes e depois dos parágrafos  Entre linhas SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Manuais de operação da aplicação informática Formatar parágrafos 93/130 .Selecção de texto e aplicação de um determinado tipo de letra.Utilidade dos caracteres especiais não imprimíveis  Visualização de caracteres especiais não imprimíveis .Tipos de alinhamentos .  Tamanho.3 DESIGNAÇÃO Formatação de documentos DESENVOLVIMENTO Formatar caracteres CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Formatação de caracteres . Processamento de Texto – (1) (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.O significado de um parágrafo nos processadores de texto .Opções de formatação dos parágrafos .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2.  Efeitos.  Formatação de parágrafos . incluindo os seguintes aspectos:  Tipo de letra.  Estilo do tipo de letra.Avanços disponíveis e aplicáveis nos vários elementos de um parágrafo .

Processamento de Texto – (1) (Continuação) ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 2.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 2.Utilidade global da configuração de uma página .Definição e alteração das várias margens de um documento .Impressão de um documento SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) Manuais de operação da aplicação informática 2. modificação da mesma .3 DESIGNAÇÃO Formatação de Documentos (Cont.) DESENVOLVIMENTO Formatar páginas CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Configuração de página .4 Impressão de documentos 2.Alteração do tamanho e disposição de uma página .Outras opções do esquema da página  Impressão de documentos . se necessário.Selecção e configuração de uma impressora .4.1 Imprimir um documento Imprimir documentos elaborados em actividades pedagógicas anteriores 94/130 .Procedimento de impressão de um documento .Identificação da origem do papel e.Opções de impressão .

2 Pesquisa de informação na Internet 3. tendo em vista a recolha de informação sobre um determinado tema que possa ser capitalizado para outra unidade de formação 95/130 . visualizar e imprimir informação de páginas da Internet e transferir ficheiros através da utilização de um visualizador (browser)  Utilização de um visualizador (browser) . Enviar e receber mensagens de correio electrónico.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3.Visualização de páginas da Internet .Transferência de ficheiros (downloads) Exercícios de aplicação onde predomine a navegação na Internet.As principais características de um browser .As principais características da Internet .Impressão de informação da Web .As vantagens da utilização da Internet  Os diferentes endereços e domínios gerais SUGESTÕES DIDÁCTICAS DURAÇÃO (horas) 12 Características Identificar as características e as vantagens e vantagens da de utilização da Internet Internet e Correio Electrónico Descrever a composição dos domínios da Internet 3.2.1 Pesquisar.Pesquisa de informação na Internet  Utilização de motores de pesquisa .Navegação na Internet . Internet – (1) OBJECTIVO(S):    Identificar as principais características e vantagens na utilização da Internet e do correio electrónico.Breve perspectiva histórica da evolução da Internet .1 Designação Desenvolvimento CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Conceitos gerais sobre a Internet . Aceder a páginas da Internet. ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.

I

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

UNIDADE DE FORMAÇÃO: 3. Internet – (1)
(Continuação)

ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS Nº 3.3 DESIGNAÇÃO DESENVOLVIMENTO

CONTEÚDOS TEÓRICO / PRÁTICOS  Correio electrónico - Conceito de Correio electrónico  As vantagens do correio electrónico  Os endereços de correio electrónico  Conceito de mensagem - Características do correio electrónico - Iniciar e terminar uma sessão de trabalho com uma aplicação de correio electrónico  Ambiente de trabalho - Componentes do ambiente de trabalho de uma aplicação de correio electrónico  Manuseamento de mensagens de correio electrónico - Criação de uma mensagem  Elementos de uma mensagem  Destinatários, assunto e conteúdo - Formatação do conteúdo de mensagens  Tipo de letra, parágrafos e marcas - Inserção de ficheiros anexos em mensagens - Envio, recepção e visualização de mensagens - Impressão  Configurar página  Impressão e gravação de mensagens - Resposta a mensagens recebidas  Responder ao autor, a todos e reencaminhar mensagens

SUGESTÕES DIDÁCTICAS

DURAÇÃO (horas)

Elaboração, Identificar as características, as vantagens envio, recepção de utilização e o modo de funcionamento do correio e leitura de electrónico mensagens de correio electrónico

Manuais de operação da aplicação informática

3.3.2 Identificar os vários elementos do ambiente de trabalho de uma aplicação de correio electrónico Criar, formatar, enviar, receber, visualizar, imprimir, gravar e responder a mensagens de correio electrónico (simples e com ficheiros anexados)

Exercícios de aplicação onde predomine o envio e recepção de mensagens entre formandos

96/130

I

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

7 – DESENVOLVIMENTO PROGRAMÁTICO PARA O ITINERÁRIO EM MÓDULOS

27-01-2003 97

97

I

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

ÁREA DE FORMAÇÃO : 522. ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1.1 - INSTALAÇÃO A CABO, A TUBO E A CALHA TÉCNICA MÓDULOS : 5220111 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo 5220112 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo 5220113 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À vista e embebidas 5220114 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A calha técnica DURAÇÃO : 210 h NÍVEL : 2

INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo

MÓDULO 5220111 – INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas a cabo de bainha ligeira e cabo de bainha reforçada através da montagem e fixação da aparelhagem de acordo com o RSIIE e normas de Segurança e Higiene CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas)

• ELECTROTECNIA : - Fundamentos de Electricidade - Estrutura da matéria - Conceito de circuito eléctrico - Lei de Ohm - Efeitos da corrente eléctrica - Associação de resistências - Resistência específica • TECNOLOGIA : - Aparelhos de medida - Ferramentas e materiais - Aparelhagens - Tipos de cabos e acessórios - Comutador de lustre, comutador de escada e inversores de grupo - Uso do voltímetro e do amperímetro • DESENHO : - Noções básicas de desenho - Projecções ortogonais - Elaboração de circuitos em esquema unifilar e multifilar • SEGURANÇA E HIGIENE: - Efeitos fisiológicos da corrente eléctrica - Cuidados a ter com a corrente eléctrica - Protecção contra contactos acidentais - Isolamento funcional e de protecção

27-01-2003 98

98

Requisitar os materiais .Efectuar o traçado da instalação .Colocar aparelhagem e braçadeiras . comandada por um comutador de lustre 3 – Execução de uma instalação eléctrica a cabo comandada por comutadores de escada e inversores de grupo Nota: FASES COMUNS A TODAS AS TAREFAS: .Fazer as ligações .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL MÓDULO : INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo (cont.Preparar e colocar o cabo .Interpretar o esquema .Verificar a instalação Total PRÉ REQUISITOS 27-01-2003 99 45 99 .) MÓDULO 5220111– INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas a cabo de bainha ligeira e cabo de bainha reforçada através da montagem e fixação da aparelhagem de acordo com o RSIIE e normas de Segurança e Higiene CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 – Execução de uma instalação eléctrica a cabo de bainha ligeira. de um ponto de luz comandada por um interruptor 2– Execução de uma instalação eléctrica a cabo de bainha reforçada.

I MÓDULO INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 27-01-2003 100 100 .

Circuito de tomadas comandadas por um comutador de lustre Total PRÉ REQUISITOS 27-01-2003 101 45 101 .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À vista e embebidas 5220114 .Circuitos de comando e controle de temperatura • TECNOLOGIA : .1 .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo 5220113 .Potência Eléctrica .Organização do posto de trabalho . A TUBO E A CALHA TÉCNICA MÓDULOS : 5220111 .Elaboração dos Esquemas unifilar e multifilar do Trabalho Prático • SEGURANÇA E HIGIENE: . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1.INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A calha técnica DURAÇÃO : 210 h NÍVEL : 2 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo MÓDULO 5220112 – INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas a tubo através da montagem e fixação da aparelhagem de acordo com o RSIIE e as normas de Segurança e de Higiene CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • ELECTROTECNIA : . .Medição de Potência Eléctrica .Tecnologia dos Materiais : Tipos de tubos e acessórios • DESENHO : .Utilização dos Aparelhos de Medida .INSTALAÇÃO A CABO. ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201 .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo 5220112 .Circuito de climatização ambiente com controle de temperatura.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL AREA DE FORMAÇÃO : 522.Regulamentação ( RSIIE) • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 – Execução de uma Instalação Eléctrica embebida por dois circuitos: .

I MÓDULO 5220111 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 27-01-2003 102 102 .

ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1.INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À vista e embebidas 5220114 .Elaboração dos Esquemas unifilar e multifilar do Trabalho Prático • SEGURANÇA E HIGIENE: .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo 5220113 .Aparelhos eléctricos .1. circuito de um automático de escada e circuito com telerruptor Total 45 27-01-2003 103 103 .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A calha técnica DURAÇÃO : 210 h NÍVEL : 2 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À vista e embebidas MÓDULO 5220113 – INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: à vista e embebidas OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas à vista e embebidas através da montagem e fixação da aparelhagem de acordo com o RSIIE e as normas de Segurança e de Higiene CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • TECNOLOGIA : .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL AREA DE FORMAÇÃO : 522.Automático de Escada .Tipos de lâmpadas • DESENHO : .Normas de segurança .Princípio de funcionamento de equipamentos .INSTALAÇÃO A CABO. A TUBO E A CALHA TÉCNICA MÓDULOS : 5220111 .Regulamentação (RSIIE) • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 – Execução de uma Instalação Eléctrica constituída por dois circuitos : um à vista e outro Embebido.INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo 5220112 . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.

I
PRÉ REQUISITOS MÓDULO 5220112

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

AREA DE FORMAÇÃO : 522. ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1.1- INSTALAÇÃO A CABO, A TUBO E A CALHA TÉCNICA MÓDULOS : 5220111 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A cabo 5220112 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A tubo 5220113 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À vista e embebidas 5220114 - INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A calha técnica DURAÇÃO : 210 h NÍVEL : 2

INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: À calha técnica

MÓDULO 5220114 – INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: A calha técnica OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas com calha técnica através da montagem e fixação da aparelhagem de acordo com o RSIIE e as normas de Segurança e de Higiene CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas)

• TECNOLOGIA : - Princípio de funcionamento do comutador de escada duplo - Tipos de calha técnica e seus acessórios • DESENHO : - Simbologia - Elaboração dos Esquemas unifilar e multifilar do Trabalho Prático • SEGURANÇA E HIGIENE: - Normas de segurança - Regulamentação ( RSIIE) • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 – Execução de uma Instalação Eléctrica a calha técnica comandada por um comutador de escada duplo. 2 – Executar

27-01-2003 104

104

I

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Total PRÉ REQUISITOS MÓDULO 5220113

60

ÁREA DE FORMAÇÃO : 522. ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1.2 - EXECUÇÃO DE TRABALHOS EM METALOMECÂNICA MÓDULOS : 5220115 - MECANOTECNIA: Trabalhos em aço macio. DURAÇÃO : 75 h NÍVEL : 2

MECANOTECNIA: Trabalhos em aço macio

MÓDULO 5220115 – MECANOTECNIA: Trabalhos em aço macio OBJECTIVOS : Executar peças em chapa em aço macio de espessura reduzida e Instalação de aparelhos de aquecimento CONTEÚDOS
27-01-2003 105

DURAÇÃO (horas)
105

I

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

• TECNOLOGIA : - Tecnologia dos materiais ferrosos - Tecnologia das ferramentas • SEGURANÇA E HIGIENE: - Precauções a ter com os instrumentos de traçagem, de medida, com as ferramentas e com o engenho de furar

• PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1- Execução de peças em chapa em aço macio de espessura reduzida: - Interpretar o desenho - Traçar e marcar a chapa - Furar e cortar - Limar - Dobrar e quinar a chapa - Rebitar

Total PRÉ REQUISITOS MÓDULO -

45

27-01-2003 106

106

I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522.2 . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1.Tipos de condutores e fichas .EXECUÇÃO DE TRABALHOS EM METALOMECÂNICA MÓDULOS : 5220115 .Execução de uma instalação eléctrica com aparelhos de aquecimento Total PRÉ REQUISITOS 27-01-2003 107 30 107 .Resistências e variáveis .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS : A aparelhos de aquecimento DURAÇÃO : 75 h NÍVEL : 2 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: Aparelhos de aquecimento MÓDULO 5220116 – INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS : A aparelhos de aquecimento OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas de aparelhos de aquecimento CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • ELECTROTECNIA : .Utilização do Ohmímetro e Wattímetro • DESENHO: . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.Lei de Joule .Características e ligações do disco eléctrico .Elaboração do circuito em esquema unifilar e multifilar do Trabalho Prático • SEGURANÇA E HIGIENE: . 5220116 .MECANOTECNIA: Trabalhos em aço macio.Código de resistências • TECNOLOGIA : .Aperto mecânico .Regulamentação .Resistência de isolamento • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1.Princípio de funcionamento do comutador de aquecimento .

I MÓDULO 5220114 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 27-01-2003 108 108 .

Total PRÉ REQUSITOS 27-01-2003 109 109 DURAÇÃO (horas) 60 . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201. de quadro de coluna. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1. de corte geral.Dimensionamento de uma entrada .Tecnologia das ferramentas .3 .Elaboração do desenho esquemático de uma instalação de habitação (Esquemas unifilar e multifilar) • SEGURANÇA E HIGIENE: .INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: Coluna montante e entrada DURAÇÃO : 75 h NÍVEL : 2 INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS: Coluna montante e entrada MÓDULO 5220116 – INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS : Coluna montante e entrada OBJECTIVOS : Executar instalações eléctricas de uma coluna montante para um bloco habitacional e de uma entrada CONTEÚDOS • ELECTROTECNIA : .Potência em circuitos monofásicos e trifásicos • CÁLCULO: .Execução de uma instalação de uma coluna montante para um bloco habitacional. De caixa de barramento e de caixas para protecção • DESENHO: .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522. .EXECUÇÃO DE TRABALHOS EM METALOMECÂNICA MÓDULOS : 5220116 . 2.Dimensionamento de uma coluna montante .Cálculo da secção de condutores • TECNOLOGIA : .Regulamentação • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1.Elaboração do esquema de uma entrada.Tipos de portinholas.Execução de uma instalação de entrada.Tecnologia dos materiais .Cálculo das grandezas eléctricas intervenientes no dimensionamento da entrada .

I MÓDULO 5220114 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 27-01-2003 110 110 .

Dispositivos e acessórios .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL AREA DE FORMAÇÃO : 522.Aparelho de medida para terras .Classificação dos edifícios e estruturas • SEGURANÇA E HIGIENE: .Ligações equipotenciais .INSTALAÇÃO DE PÁRA-RAIOS MÓDULOS : 5220117 .Perigos das descargas atmosféricas • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 .Terra de serviço e de protecção . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220110 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC1) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 1. ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.Regulamentação .PÁRA-RAIOS : Instalação DURAÇÃO : 30 h NÍVEL : 2 PÁRA-RAIOS: Instalação MÓDULO 5220117 – PÁRA-RAIOS: Instalação OBJECTIVOS : Executar a instalação de pára-raios de acordo com as prescrições técnicas e Normas de Segurança e Higiene.Circuitos de protecção .Instalação de um pára-raios Total PRÉ REQUISITOS MÓDULO 5220117 27-01-2003 111 30 111 .Condutores de terra .Eléctrodos de terra .Sistema de terra de protecção de massas .4 . CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • TECNOLOGIA : .

ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201. interruptor de bóia.1 .Magnetismo e Electromagnetismo .EXECUÇÃO DE CIRCUITOS DE COMANDO E CONTROLE MÓDULOS : 5220121 . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220120 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC2) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 2. pressostato e célula fotoeléctrica.Tecnologia dos materiais . de pressostatos. botoneira e temporizador.Execução de circuitos de comando e controle de um motor por dois contactores -simultaneamente e alternadamente por botoneira e selector. Total PRÉ REQUISITOS 27-01-2003 112 112 60 . 3.Tipos de temporizadores • SEGURANÇA E HIGIENE: .Imans e electroímans . 2.Execução circuitos de comando e controle de motores por um contactor: botoneira nível de fluidos.Tipos de contactores. de termóstatos e de células fotoeléctricas .Execução de circuitos de comando e controle de um motor por três contactores.Esquematização dos circuitos de potência • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1. de botoneiras.Conceito de comando e controle • TECNOLOGIA : .Simbologia .Regulamentação • DESENHO : .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522.Campo magnético .AUTOMATISMOS : Circuitos de comando e controle DURAÇÃO : 60 h NÍVEL : 2 AUTOMATISMOS: Circuitos de comando e de controle MÓDULO 5220121 – AUTOMATISMOS : Circuitos de comando e controle OBJECTIVOS : Executar a montagem de circuitos de comando e controle CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • ELECTROTECNIA : .

ENSAIO DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS MÓDULOS : 5220122 .I MÓDULO 5220117 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522. CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • TRANSFORMADORES • TIPOS DE TRANSFORMADORES • ASSOCIAÇÃO DE TRANSFORMADORES • ENSAIOS DE TRANSFORMADORES • DESENHO ESQUEMÁTICO . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Contínua DURAÇÃO : 105 h NÍVEL : 2 MÁQUINAS ELÉCTRICAS ESTÁTICAS : Transformadores MÓDULO 5220122 – MÁQUINAS ELÉCTRICAS ESTÁTICAS: Transformadores OBJECTIVOS : Montar e ensaiar circuitos com transformadores monofásicos e trifásicos e planear as operações da sua manutenção. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220120 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC2) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 2.Esquemas de circuitos com transformadores • REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE MANUTENÇÃO Total 27-01-2003 113 30 113 .MÁQUINAS ELÉCTRICAS ESTÁTICAS: Transformadores MÓDULOS : 5220123 .2 .

I PRÉREQUISITOS: MÓDULO 5220117 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 27-01-2003 114 114 .

2 ENSAIO DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS MÓDULOS : 5220122 .MÁQUINAS ELÉCTRICAS : Transformadores MÓDULOS : 5220123 . APLICAÇÕES E CARACTERÍSTICAS DOS DÍNAMOS • DESENHO ESQUEMÁTICO .Esquemas de circuitos com motores/dínamos • MANUTENÇÃO DE DÍNAMOS E MOTORES DC Total PRÉ-REQUISITOS: MÓDULO 27-01-2003 115 45 5220122 115 . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201. ensaiar e proceder à manutenção de dínamos e motores de corrente contínua. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220120 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC2) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 2.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522.MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Contínua DURAÇÃO : 105 h NÍVEL : 2 MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Contínua MÓDULO 5220123 – MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Contínua OBJECTIVOS : Instalar. CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • FUNDAMENTOS E CARACTERÍSTICAS DAS MÁQUINAS ELÉCTRICAS DINÂMICAS DC • ENSAIO DE UM DÍNAMO MULTIPOLAR • TIPOS.

MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Alterna DURAÇÃO : 60 h NÍVEL : 2 MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Alterna MÓDULO 5220124 – MÁQUINAS ELÉCTRICAS ROTATIVAS: Corrente Alterna OBJECTIVOS : Instalar.Esquemas de circuitos com motores AC / alternadores • MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS AC Total 27-01-2003 116 60 116 . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220120 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC2) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 2.3 INSTALAÇÃO E MONTAGEM DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS MÓDULOS : 5220124 . CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • FUNDAMENTOS E CARACTERÍSTICAS DAS MÁQUINAS ELÉCTRICAS DINÂMICAS DC • CONSTITUIÇÃO DE UM MOTOR AC • MONTAGEM E ENSAIO DE DIFERENTES TIPOS DE MÁQUINAS AC • DESENHO ESQUEMÁTICO . ensaiar e proceder à manutenção de alternadores e motores de corrente alterna.I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522. ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.

I PRÉREQUISITOS: MÓDULO INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL 5220123 27-01-2003 117 117 .

ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.Esquematização dos circuitos em unifilar e multifilar • SEGURANÇA E HIGIENE: .Tensões reduzidas .1 INSTALAÇÃO DE SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO E DE INTERCOMUNICAÇÃO MÓDULOS : 5220131 .Execução de uma instalação de sinalização para acesso a gabinete condutor TV protegido por tubo rígido Total PRÉ-REQUISITOS: 27-01-2003 118 118 45 .VIDEO-PORTARIA : Instalação DURAÇÃO : 105 h NÍVEL : 2 SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO : Instalação MÓDULO 5220131 – SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO : Instalação OBJECTIVOS : Executar instalações de sinalização CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • ELECTROTECNIA: .Tipos de campainhas .Indução Electromagnética • TECNOLOGIA: .Tensões reduzidas normalizadas .SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO : Instalação MÓDULOS : 5220132 .Tecnologia dos materiais • DESENHO : .Regulamentação • PRÁTICA E CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 – Execução de uma instalação de sinalização para um quadro de alvos a condutor TV protegido por tubo flexível 2 .Quadro de alvos .I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522.Lei fundamental da indução . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220130 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC3) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 3.Aplicações dos electroímans .

Tecnologia dos materiais • DESENHO : .1 INSTALAÇÃO DE SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO E DE INTERCOMUNICAÇÃO MÓDULOS : 5220131 .porteiro Total 27-01-2003 119 60 119 . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO : Instalação MÓDULOS : 5220132 .I MÓDULO 5220114 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522. ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220130 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC3) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 3.Execução de uma instalação de vídeo .VIDEO-PORTARIA : Instalação DURAÇÃO : 105 h NÍVEL : 2 VIDEO-PORTARIA: Instalação MÓDULO 5220132 – VIDEO-PORTARIA : Instalação OBJECTIVOS : Executar uma instalação de vídeo porteiro CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • TECNOLOGIA : .Regulamentação • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1 .Sistemas de intercomunicadores .Esquematização dos circuitos em unifilar e multifilar • SEGURANÇA E HIGIENE: .

Definição de ganho de antenas .Regulamentação • PRÁTICA EM CONTEXTO DE FORMAÇÃO: 1.Execução de uma instalação colectiva de sinal de televisão 27-01-2003 120 120 .Equipamentos e acessórios .Tecnologia dos materiais .Leitura e interpretação do esquema da instalação • SEGURANÇA E HIGIENE: .ANTENAS DE TV E FM : Instalação DURAÇÃO : 30 h NÍVEL : 2 ANTENAS DE TV E FM : Instalação MÓDULO 5220131 – ANTENAS DE TV E FM : Instalação OBJECTIVOS : Executar uma instalação colectiva de sinal de TV.Conceito de espectro de electromagnético .Definição de directividade .Aparelho de medição e ensaio . ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES SAÍDA PROFISSIONAL : ELECTRICISTA DE INSTALAÇÕES UNIDADE DE FORMAÇÃO : 5220130 ELECTRICIDADE DE INSTALAÇÕES (UC3) SUB – UNIDADE DE FORMAÇÃO : 3.Tipos de antenas de TV e de FM e seus acessórios • DESENHO : . ELECTRICIDADE E ENERGIA ITINERÁRIO : 52201.2 MONTAGEM DE ANTENAS DE TV E FM MÓDULOS : 5220133 . CONTEÚDOS DURAÇÃO (horas) • ELECTROTECNIA: .Conceito de bandas de frequência e suas aplicações • TECNOLOGIA : .Tecnologia das ferramentas .I PRÉ-REQUISITOS: MÓDULO 5220114 INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL ÁREA DE FORMAÇÃO : 522.

I INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL Total PRÉ-REQUISITOS: MÓDULO 522011 30 27-01-2003 121 121 .

MATERIAIS DE APOIO 8.8.1 Equipamentos            Armários Bancadas Cadeiras Estantes Extintores Berbequins Carregador de baterias Esmeriladora Motores Quadros Soprador eléctrico portátil 8.2 Ferramentas e Utensílios                             Tesouras Tornos de bancada Aparelhos de medida Densímetro Escala de aço inox Esquadro de encosto Gerador de funções Ponte RCL Punção de bico Riscador Alicates Almotolia Armação de serrote Brocas Buril Busca pólos Chaves Canivetes Desandador Escova Esponja Ferro de soldar Furador Limas Maçarico Maceta Macho Maço 27-01-2003 122 .

)                Mete-cavilhas Metro Nível Pinça Ponteiro de aço duro Régua de madeira Saca-tambores Serra para madeira Suporte para circuitos impressos Tarraxa Verruma Maço Martelo Quadros Soprador eléctrico portátil 8.Luvas de protecção mecânica Mola para curvar tubo Óculos de protecção Parafusos de aço macio Pera de extremidade Pinças boca de crocodilo isoladas Placas de lagadores Potenciómetros 123  Relés 27-01-2003 .2 Ferramentas e Utensílios (Cont.8.3 Diversos                             Abraçadeiras Amplificador de sinal Antena de TV Boquilhas Bornes Botões de pressão Botoneira Bucin Caixa de derivação Caixa (RITA) Calha perfurada Comutadores Díodos Fichas Fusíveis Fita para enfiamento Globo de vidro Interruptor Inversor Lâmpadas Ligador isolado .

)                                             Rosetas Suporte de lâmpadas Transformador Afiador de lápis Compasso Escantilhão Esquadro Transferidor Armadura fluorescente Comutador estrela-triângulo Auto-transformador variável Bateria ácida Besouro Caixas de coluna Corta-circuitos Cadeados Conjuntos de automatização Conjuntos de intercomunicação Conjunto de alarme Conjuntos de sinalização Conjuntos didácticos Contactor Contador de energia Convector Disjuntor Eléctrodo de terra Escada Escadote Funil Lanterna eléctrica Luvas de borracha Quadro de alvos electrónico Sinalizadores de fase Tapete de borracha Termostato Maquetas de desenho Auscultadores Impressora Computador Quadro mural Reprodutor de video Retroprojector Scaner Unidade de alimentação 27-01-2003 124 .8.3 Diversos (Cont.

8.4 Material de Consumo                                            Bucha de plástico Cabo de bainha ligeira Cabo de bainha reforçada Cabo flexível Cabo coaxial Cabo telefónico Caixa de aparelhagem Caixa de aplique Cavilha de aço Cola Condensador Curva para tubo Díodo zener Transistor Triac Fio condutor isolado Led Parafusos Percloreto Pilha Resistência de carvão Prego de aço macio Terminais Tubo isolante rígido Tubo isolante flexível Uniões Barras de alumínio Barras de aço macio Agrafos Borrachas para lápis Canetas de feltro Clipes Esferográficas Lápis Punaises Bata de formador Fato de trabalho Fita isoladora Fósforos Giz Papel milimétrico Rebites Sabão 27-01-2003 125 .

6 27-01-2003 126 . Nota: Consultar o Manual de Orientações de ITED. As quantidades serão estabelecidas de acordo com a arquitectura da ITED a ser instalada. Cap 5.5 Materiais e equipamentos para Instalações de ITED Listagem dos materiais necessários para serem utilizados na implementação duma ITED simulada com o objectivo de realizar a formação prática.8.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->