P. 1
LFV

LFV

|Views: 6|Likes:
Publicado porapi-3801140

More info:

Published by: api-3801140 on Oct 18, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

Excursionistas (da série `Poesia numa Hora Destas?') Luis Fernando Veríssimo 1. Localizado o céu.

Um explorador romeno com um nome complicado que termina em "u" chegou dizendo que encontrou o céu num pico do Peru. O céu, sim, o céu, o Além, o Paraíso para onde vão as almas das pessoas com siso. Ele tinha certeza? Não era um delírio, uma ilusão, um excesso de coca? O efeito da mordida de alguma andina muriçoca? "Não", disse o romeno, "era o céu, eu estou certo. Vi as ruas de alabastro, vi os anjos de camisola e vi as almas, de perto. Vi Jesus, vi os apóstolos. Vi Pascal e Joana D'Arc, alguns papas e Chopin. Vi o sir Thomas Morus e, é claro, vi mamã." 2. Reencontro. Um excursionista inglês encontrou numa geleira do Tibete o corpo bem preservado da sua mulher, Beth. "Foi aqui que a deixei!" disse, aliviado, o inglês, lembrando-se de uma expedição de mil novecentos e trinta e três. "Podia jurar que tinha sido em Bora-Bora..." E, depois de examiná-la melhor: "Ela não era de se jogar fora!" 3. Raul. Raul, um cientista alemão tinha uma obsessão: ir ao centro do Círculo Polar - e urinar! Urinar para lá, urinar para cá, para onde fosse a micção seria na mesma direção. Pois no Ártico, dizia Raul, todos os lados são o Sul. Um projeto algo bobão mas sabe como é alemão... Raul chegou ao seu destino contente como um menino. E de um alto promontório fez seu xixi giratório. Só não completou o intento porque, dada a temperatura do vento, seu pênis congelou e quebrou, caiu na neve e ficou. Mas, justiça se faça ao Raul, apontando para o Sul. 4. Argumento. O belga Leopold Kastrup descobriu numa jângal dos trópicos uma tribo de pigmeus filosóficos. Homenzinhos pretensiosos, arrogantes, opiniáticos, que defendiam, com empáfia, até absurdos matemáticos. Não adiantava contrariá-los com bom senso ou coerência. A qualquer contra-argumento gritavam "Prepotência!" E atribuíam críticas a seus arrazoados ao fato de serem atarracados. Foi depois de fazerem pouco de um conceito neokantiano de Ortega y Gasset que Leopoldo decidiu dizimá-los usando TNT. (Domingo, 1 de abril de 2001) Copyright © 2001 O Estado de S. Paulo. Todos os direitos reservados

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->