Você está na página 1de 68

Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar

4º Ano – Cirurgia I

Manifestações Orais de Doenças


Sistémicas

Asdrúbal Pinto
Assistente Hospitalar Graduado
Serviço Estomatologia e cirurgia Maxilo-Facial HSGA
Director de Serviço: Dra. Conceição Cerqueira

Porto 2006
Doenças Gastrointestinais
 Doença de Crohn
 Colite Ulcerosa
 Refluxo
 Doenças Hepáticas Crónicas

2
Doenças Gastrointestinais
 Doença Crohn
 O envolvimento intra oral da doença de Crohn ocorre
8-9% e pode preceder a doença intestinal
 Clínica
 Atingimento difuso labial ou mucosa jugal
 Tipos de lesões – pregas e úlceras aftosas
múltiplas tumefacções granulares (aspecto
pedregoso)

 Colite ulcerosa
 Lesões da cavidade oral semelhantes e ocorrem em 5
-10% dos pacientes

3
Doenças Gastrointestinais
 Doença Crohn

4
Doenças Gastrointestinais
 Refluxo
 Redução do Ph da cavidade oral traduzindo-se numa
erosão do esmalte na superfície palatina do dente

5
Doenças Hematológicas
 Anemias

 Leucemias

 Mieloma múltiplo

 Doença das células de Langerhans

6
Doenças Hematológicas
 Anemias
 Clínica
 Diarreia, náuseas ,vómitos, cefaleias, astenia, perda de
peso.
 Pele pálida, lisa e seca.
 Irritabilidade geral com grau variável de incoordenação
motora
 Diminuição da resistência às infecções

7
Doenças Hematológicas
 Anemias
 Manifestações Orais
 Língua sensível e/ou dolorosa
 Palidez da mucosa oral.
 Progressiva atrofia da língua com
atrofia global das papilas.
 Perda do paladar
 Intolerância ao uso de próteses

8
Doenças Hematológicas
 Anemias – Classificação

 Anemia por deficiência de ferro

 Anemia perniciosa
 Falta de produção de factor intrínseco
 Redução da absorção de vitamina B12

 Síndrome de Plummer-Vinson
 Disfagia
 Ulceração faringo-esofágica
 Parestesia ou anestesia do nervo mentoneano

9
Doenças Hematológicas
 Anemias

Língua Geográfica
Glossite / Queilite

Síndrome de Plummer-Vinson

10
Doenças Hematológicas
Leucemias
 são um conjunto de alterações sanguíneas que se
caracterizam pela proliferação anormal dos
percussores medulares linfocíticos e/ou mielocíticos,
com tradução no sangue periférico.

11
Doenças Hematológicas
 Leucemias
 LMA-adultos
 LLA-crianças
 50% a 80% e 60% a 90%, respectivamente, de
remissões, com quimioterapia e/ou transplante
medular.
 LLC e LMC atingem quase exclusivamente os adultos.

12
Doenças Hematológicas
 Leucemias
 Clínica
 Fadiga
 Perda de peso
 Febre
 Suores noturnos
 Linfadenopatias
 Hepatomegalia

13
Doenças Hematológicas
 Leucemias
 Manifestações Orais
 Hipertrofia gengival
(frequentemente a
primeira manifestação)

 Úlceras da mucosa oral

14
Doenças Hematológicas
 Leucemias
 Manifestações Orais
 Equimoses, hematomas, Petéquias, Hemorragia

15
Doenças Hematológicas
 Leucemias
 Manifestações Orais
 Neuropatia do nervo mentoneano

 Úlceras do palato e/ou necrose,


sugestivos de mucormicose da
cavidade e seios perinasais

 Mucosite e reactivações do HSV pós


quimioterapia

16
Doenças Hematológicas
 Mieloma múltiplo
 Neoplasia hematogénica que deriva da
hiperproliferação duma linhagem monoclonal de
plasmócitos.
 Plasmócito é um linfócito que se especializou na
produção de imunoglobulinas, anticorpos (IgG, IgM e
IgA, k ou λ).

17
Doenças Hematológicas
 Mieloma múltiplo
 Clínica
 Tumefacção maxilar
 Dor localizada
 Entorpecimento
 Mobilidade dentária
 15% - atingimento mandibular
 20% - fracturas patológicas

18
Doenças Hematológicas
Mieloma múltiplo
Imagiologia
 Rx-múltiplas áreas radiolucentes (aspecto perfurado).

19
Doenças Hematológicas
 Mieloma múltiplo
 Manifestações Orais
 Candidíase e leucoplasia (imunossupressão ).
 Macroglossia (por depósitos de substância amiloide).

20
Doenças Hematológicas
 Mieloma múltiplo
 Formas de apresentação
 Plasmocitoma solitário do osso
 Raramente atinge os ossos faciais.
Quando se verifica , esse atingimento
traduz, em cerca de 60% dos casos,
doença disseminada.

 Plasmocitoma extramedular
 Localização extramedular localizada.
80% no trato respiratório superior e
cavidade oral.

21
Doenças Hematológicas
 Doença das células de Langerhans
Histiocitose X

 Etiologia – Desconhecida
 Patogenia – Proliferação anormal de Histiócitos e
eosinófilos
 Manifestações orais
 Esfoliação precoce da dentição decídua associada à perda de osso
alveolar
 Dor
 Tumefacção
 Úlceração
 Perda de peças dentárias
 Não cicatrização do alvéolo após extracção.

22
Doenças Hematológicas
 Doença das células de Langerhans
Histiocitose X

 Formas de apresentação
 Granuloma eosinófilo
 Manifestação crónica da doença. Atingimento ósseo localizado.

 Síndrome de Hans Shüller-Christian


 Crónica e disseminada : lesões líticas do osso, exoftalmia, diabetes
insípida.

 Doença de Letterer-Siwe
 Forma aguda e disseminada. Manifesta-se geralmente na infância e
a sua evolução é ,em alguns casos, fatal. Há envolvimento das
vísceras ocas, osso e pele.

23
Tumores Metásticos
 Os tumores metásticos orais, embora raros, podem
envolver as partes moles ou os maxilares.
 1% das neoplasias malignas.
 Tumefacção, dor, parestesias.
 Tumor primário mais frequente é o da mama, seguido do
pulmonar.

24
Doenças Endócrinas
 Acromegalia / Gigantismo
 Acromegalia
 É um crescimento excessivo do periósseo e um
engrossamento da cortical

 Gigantismo
 É um crescimento proporcionado do corpo antes
do fechamento das epífises dos ossos longos
25
Doenças Endócrinas

26
Hipotiroidismo Infantil
Cretinismo
 Manifestações orais

 Face larga
 Nariz curto
 Hipertelorismo
 Macroglocia
 Micrognatia
 Erupção retardada

27
Hipotiroidismo
Facies
 Manifestações orais

 Inexpressiva
 Rarefacção da cauda das
sobrancelhas
 Lábios grossos
 Macroglossia
 Boca semi-aberta
 Palidez da pele e mucosas
 Cabelo sem brilho
28
Hipertiroidismo
 A causa mais frequente de hipertiroidismo é a
doença de Graves de origem auto-imune (LATS)
 Sinais e sintomas
 Mulheres de meia idade
 Aumento nodular da tiróide
 Mixedema prétibial
 Nervosismo, palpitações, aumento do
apetite
 Hipersudorese, intolerância ao calor
 Diarreia, emagrecimento
 Taquicardia, hiper-reflexia, hipertermia
 Tremor
 Exoftalmia
29
Insuficiência supra-renal
Doença de Addison
 Insuficiência de hormonas glicocorticoides e
mineralocorticoídes
 Hiperpigmentação cutâneo-mucosa por aumento de
produção de beta-MSH que estimula a produção de
melanina
 Hipotensão, desidratação

30
Diabetes
 É caracterizada por uma microangiopatia, com
engrossamento das paredes vasculares e membrana
basal que é responsável pela maioria dos sinais e
sintomas da doença

 Lesões orais
 Sensação de boca seca
 Ardência bucal
 Candidiase
 Líquen plano
 Doença periodontal
 Cáries
 Ficomicose
31
Doenças sistémicas Granulomatosas
com atingimento pulmonar
 Sarcoidose

 Granulomatose de Wegener

 Tuberculose

32
Doenças sistémicas Granulomatosas
com atingimento pulmonar
 Sarcoidose
 Etiologia – desconhecida
 Patologia – caracteriza-se pelo granuloma sarcoide
não caseificado
 Mais frequente do adulto jovem, mulheres (3:1)
 Manifestações orais – glândulas salivares minor
38-58%
 Macroglossia
 Parótida – tumefacção parotidea
 Síndrome de Heefordt – febre, lesão ocular,
atingimento glandular e paralisa do sétimo par

33
Doenças sistémicas Granulomatosas
com atingimento pulmonar
 Granulomatose de Wegener
 É uma vasculite necrotizante
das pequenas e médias artérias
e veias associada a granulomas
necróticos das vias áreas
superiores e inferiores e
glomeromefrite necrotizante

 Lesões orais:
 Ulcerações
 Hipertrofia gengival
 Gengiva com forma de um
morango

34
Doenças sistémicas Granulomatosas
com atingimento pulmonar
 Tuberculose
 O agente é o mycrobacterium tuberculosis

 Localização mais frequente é pulmonar seguida pela


digestiva e cutaneomucosa

 Clínica
 Primária
 Secundária

 Cavidade oral - uma lesão ulcerada, irregular


profunda, exsudado granulomatoso de cor amarelada

 Pode atingir a língua, gengiva ou palato

35
Doenças sistémicas Granulomatosas
com atingimento pulmonar
 Tuberculose

36
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
 Estomatite Aftosa Recidivante
 Sífilis oral

37
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
 Estomatite Aftosa Recidivante
 São lesões muito frequentes
 Etiologia – desconhecida
 Etiopatiogenia - desconhecida, contudo os últimos
estudos apontam para factores imunitários
 Factor imunológico de base. Provável citoxidade
celular mediada por anticorpos em pessoas
geneticamente predispostas

38
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
 Estomatite Aftosa Recidivante
 Manifestações orais
 Aftas minor
 Aftas major
 Estomatite aftosa herpetiforme

39
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
Etiopatogenia das Aftas
Factores Imunológicos
Factores genéticos HLA
Factores predisponentes
 sistémicos
Síndrome de Behçet
Neutropenia cíclica
SIDA
Imunodeficiência de IgA
Deficiência de Ferro, ácido fólico e Vitamina B12
Doença celíaca
Colite Ulcerosa
Sensibilidade aos alimentos
Ciclo menstrual
Stress
Locais
Traumatismos

40
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
Diagnóstico diferencial das Aftas
Lesões por agentes físicos e químicos
Lesões por radioterapia
Lesões por contacto directo de fármacos com a mucosa oral
Lesões por quimioterapia
Infecções víricas da cavidade oral
Primoinfecção hérpetica por herpes simples
Herpes intraoral recorrente
Herpes varicela zoster
Hiperangina
Doenças mucocutáneas
Carácter crónico
Penfigo
Penfigoide benigno das mucosas
Liquen plano oral
Lupus eritematoso
Carácter agudo
Eritema exudativo multiforme

41
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
 Sífilis Oral
 Agente - Treponema Pallidum
 Clínica – 3 períodos
 Primário
 Cancro do lábio
 Cancro da gengiva
 Cancro das amígdalas

42
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
 Secundário
 caracteriza-se pela infecção sistémica do treponema
pallidum
 placas mucosas, papulas, muito contagiosas
 Reacções serológicas altamente positivas (VDRL, RPR, FTA)

43
Lesões Ulceradas da
cavidade oral
 Terciário
 Actualmente são lesões pouco frequentes
 Gomas – granulomas indolores que necrosão no centro
 Esclerose sifilítica – afecta o dorso da língua, pode ser
considerada uma lesão pré-maligna já que um terço dos
pacientes desenvolvem carcinoma

44
Lesões induzidas por
medicamentos
 Estomatite Aftosa
 Xerostmomia
 Reacções liquenoides
 Hiperplasia gengival

45
Lesões induzidas por medicamentos
 Estomatite Aftosa
 NSAID’s
 Nicorandil
 inibidores ACE
 Bisfosfonatos

 Xerostmomia
 Diuréticos
 Anticolinérgicos
 Antidepressivos
 Radioterapia

46
Lesões induzidas por medicamentos
 Reacções liquenoides
 Clinica e microscopicamente indistinguíveis do linquen plano
 Betabloqueadores
 NSAID’s
 Diuréticos
 hydroxycloroquina

47
Lesões induzidas por medicamentos
 Hiperplasia gengival
 Os 3 medicamentos mais
comumente implicados são:
 Fenitoína – 50% dos
pacientes
 Bloqueadores dos canais de
cálcio (nifedipina) – 38% dos
pacientes
 Ciclosporina – 15 – 85% dos
pacientes
 Factores locais predisponentes
 Mais higiene oral

48
Infecções viricas
 São muitas as infecções víricas que se pode manifestar
na cavidade oral

 Há certos vírus que podem estar implicados na génese


de neoplasias, tais como:
 Papiloma vírus
 Citomegalovírus
 Vírus do Epstein-Barr

 Particularmente nos últimos anos com o SIDA estas


infecções adquiram um aumento do seu protagonismo
49
Infecções viricas
 Herpes Simples
 VHS tipo I – afecta em geral a metade superior do
corpo, face, lábios e cavidade oral
 VHS tipo II – metade inferior do corpo e órgãos
genitais
 Clínica
 primoinfecção herpática 1% desenvolve gengivoestomatite
herpética
 Recorrências
 16-45% dos lábios
 factores desencadeantes – traumatismo, anestesia local
e imunosupressão

50
Infecções viricas
 Herpes Simples

51
Lesões orais associadas com SIDA
 É uma doença caracterizada por um défice de
imunidade celular, acompanhada de graves infecções
por germes oportunistas e em algumas ocasiões
associada a uma variante do sarcoma de Kaposi.

 É crescente o número de doenças com expressão na


cavidade oral associadas à SIDA. Algumas destas
condições também foram descritas em pacientes com
outras formas de défice imunológico, contudo nos
doentes com SIDA a expressão dessas doenças é
mais grave e atípica.

52
Lesões orais associadas com SIDA
Grupo 1
Lesões associadas comummente com infecção por HIV
 Candidiase
 Eritematosa
 Pseudomenbranosa

 Leucoplasia – Doenças Periodontais


 Eritema gengival linear
 Gengivite necrotizante
 Periodontite necrotizante

 Sarcoma de Kaposi

 Linfoma não Hodgkiniano

53
Lesões orais associadas com SIDA
Grupo 2
Lesões menos associadas comummente com infecção por HIV
 Doenças das glândulas salivares
 Infecções Víricas (excluindo o vírus de Epstein-Barr)
 Vírus Herpes simples
 Vírus Papiloma humano
 Condiloma acuminado
 Hiperplasia focal epitelial
 Verruga vulgar
 Vírus Varicela-Zoster
 Varicela
 Herpes Zoster
 Infecções bacterianas produzidas por:
 Mycobacterium tuberculosis

54
Lesões orais associadas com SIDA
Grupo 3
Lesões associadas provavelmente com infecção por HIV
 Infecções bacterianas produzidas por:
 Actionomyces israelii
 Escherichia
 Klebsiella pneumoniae
 Infecções for fungos (excluindo Candidiase)
 Cryptococcus neoformans
 Geotrichum candidum
 Hitoplasma capsulatum
 mucoreaceae
 Aspergillus flavus
 Alterações neurológicas
 Neuralgia do trigémeo
 Paralisia facial
 Aftose oral recidivante
 Infecções víricas
 Citomegalovírus (CMV)

55
Lesões orais associadas com SIDA
 Candidiase
 Pode ocorrer em cerca de
90% de doentes com HIV
 4 formas de infecção:
 Pseudomembranosa
 Eritematosa
 Queilite angular
 Hipertrófica
 Mais frequentes na mucosa
queratinizada (face dorsal da
língua, gengiva, palato)

56
Lesões orais associadas com SIDA
 Leucoplasia
 São placas brancas no bordo lateral da língua,
semelhantes às lesões de candidiase
hipertrófica, sendo o agente responsavel o vírus
Epstein-Barr

57
Lesões orais associadas com SIDA
 Sarcoma de Kaposi
 A causa do S. de Kaposi tem sido ligada ao HHV-8
 Transmite-se por contactos sexuais e associado também a
linfomas, doença de Castleman, linfoma anaplástico de
grandes células, mieloma múltiplo e outras doenças não-
neoplásicas

58
Lesões orais associadas com SIDA

 Citomegalovírus

 Papiloma Vírus (HPV)

59
Lesões orais associadas com SIDA
 Varicela Zoster Vírus

60
Lesões orais associadas com SIDA
 Papiloma vírus humano (HPV)

61
Lesões orais associadas com SIDA
 Doença Periondontal em Doentes com HIV

62
Caso Clínico
Agranulocitose

63
Caso Clínico
 Agranulocitose
 Carência de globulos brancos em especial
neutrófilos
 Idiopática ou Reactiva
 Secundária a uma causa
toxicomedicamentosa
 Úlceras necróticas na mucosa oral, faringe e
amígdalas
 Mais frequente em adultos e mulheres

64
Caso clínico
 1ª consulta – 16/01/2006
 Mulher, 39 anos
 Lesão ulcerada no palato anterior
 Dor intensa
 Ulcera na perna
 Antecedentes:
 05/12/2005 - Cirurgia hérnia do hiato e
banda gástrica, complicações: DOR
 Polimedicada
 Estudo analítico

65
Caso clínico
 Hipotese de diagnóstico:
 Agranulocitose secundária a ingestão
medicamentosa
 Outros exames efectuados:
 Mielograma
 Tratamento
 20/01/2006 – tratamento
 Consulta 23/01/2006
 A lesão do palato mais pequena e menos dor
 Consulta 27/01/2006
 Suspendeu o Nupogem
 Lesão da boca quase resolvida

66
Caso clínico
16/01/2006

67
Bibliografia

 Hiraki A, Nakamure -1997


 Jones AC 2001
 Lee S,Huang J- 1998
 Reinish El, Raviv M, SrolovitzH, Gronitky M - 1998
 Reinish El, Raviv M, SrolovitzH, Gronitky M
 Regesi, Sciubba, Jordan, Oral Pathology
 Oral Surg Oral Med Oral Pathol
 The Merck Manual
 Medline
 Richard G. Long, Lubor Hilousek, John L Doyle
 Oral Pathology – clinical pathologic correlations
 Medicina Oral
68